A essa altura, você deve estar se perguntando qual é a diferença entre cinema e vídeo, audiovisual e multimídia, não é mesmo?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A essa altura, você deve estar se perguntando qual é a diferença entre cinema e vídeo, audiovisual e multimídia, não é mesmo?"

Transcrição

1 Pré-Vestibular Social Grupo SOA Suporte à Orientação Acadêmica Ela faz cinema Ela faz cinema Ela é demais (Chico Buarque) CINEMA Chegou o momento de escolher um curso. Diante de tantas carreiras e faculdades você pode ficar em dúvida sobre qual escolher. Então, vamos refletir um pouco? Vamos pensar em como você é, nas coisas que você gosta de fazer? Por exemplo, você gosta de produzir pequenos vídeos em seu celular ou na câmera digital e colocar na internet para todo mundo ver? Adora ir ao cinema e assistir a filmes e se imagina fazendo parte daquele mundo maravilhoso? Sempre curtiu escrever histórias, para depois contá-las, utilizando meios audiovisuais? E quando aparece um trabalho em grupo? Não reclama nunca, porque se sente bem trabalhando em equipe? Se você respondeu sim a pelo menos duas dessas perguntas, que tal levar a sério a possibilidade de cursar Cinema? 1- Definição O curso de cinema consiste, basicamente, na elaboração e na produção de audiovisuais artísticos, documentais ou jornalísticos. O cineasta produz filmes e vídeos de curta ou longa-metragem, sejam eles autorais, publicitários ou institucionais, sejam documentários ou de treinamento. Pode criar ou adaptar histórias para escrever o roteiro, envolver-se com a escolha do elenco e dos cenários ou, ainda, definir a iluminação, a fotografia, a sonorização e a edição das imagens filmadas. Precisa ter paciência e disposição para o ritmo irregular de trabalho e para lidar com orçamentos limitados e prazos curtos. É fundamental ter facilidade para relacionamentos, já que esse é um trabalho em equipe. Nem todas as instituições oferecem o curso de Cinema com esse nome. Fique de olho, pois há várias denominações: Cinema e, Cinema de Animação, Cinema de Animação e Artes Digitais, Cinema e Realização, entre outras. Além disso, em algumas faculdades e universidades, o curso é habilitação da graduação em Comunicação Social. A essa altura, você deve estar se perguntando qual é a diferença entre cinema e vídeo, audiovisual e multimídia, não é mesmo? A resposta é simples. Enquanto e Cinema e Vídeo têm disciplinas sobre a linguagem audiovisual focada nos meios de comunicação, Multimídia volta-se para os diferentes formatos de comunicação, como áudios, vídeos e DVDs. Quem se forma em é preparado para produzir filmes, vídeos, programas de TV, de rádio, propagandas e sites para internet. Já o profissional de Cinema e Vídeo tem as atividades direcionadas principalmente para a produção de vídeos: como escrever roteiros, escolher o elenco e organizar o cenário. E os bacharéis em Multimídia se encarregam da parte mais técnica da comunicação, manutenção e supervisão de mídias eletrônicas (como rádio e TV) e digitais (como sites e CD-ROM).

2 Pré-Vestibular Social Grupo SOA Suporte à Orientação Acadêmica 2- Disciplinas O curso tem a duração média de quatro anos ou oito períodos. O aluno entra em contato com todas as fases de criação cinematográfica, da redação do roteiro à direção e montagem do filme. Disciplinas específicas, como teoria cinematográfica e história do cinema, alternam-se no currículo com técnicas de gerenciamento e produção. A maior parte do tempo é dedicada a aulas práticas em laboratórios de fotografia, montagem e sonorização. O estágio, bem como o trabalho de conclusão de curso, é obrigatório. 3- Mercado de trabalho O mercado de trabalho para o profissional formado em Cinema vem se expandido no mundo todo e, principalmente, no Brasil. A produção de filmes para exibição em salas de cinema deixou de ser a principal atividade desse profissional. Com o aquecimento da produção brasileira dos últimos anos, a atividade de cinema vem absorvendo muitos profissionais. Além dos cineastas, tal atividade inclui produtores, montadores, fotógrafos, roteiristas, diretores de arte e especialistas de som, entre outros. A possibilidade de colocação desses profissionais no mercado de trabalho ganha ainda mais fôlego com a televisão e a internet. Os canais de TV a cabo, os sites, os concursos públicos de roteiro, os programas de incentivo de empresas privadas e as participações em festivais nacionais e internacionais são oportunidades que podem projetar novos talentos e alavancar carreiras. A publicidade é outro campo fértil para os cineastas, que podem dirigir filmes publicitários. Resumindo, veja o que você poderá fazer: Animação - Criar imagens usando elementos diversos, como desenho, fotografia, massa de modelar, papel e computação gráfica. As maiores oportunidades são para editores de imagem, produtores e especialistas em animação para filmes publicitários. Em geral, o recém-formado inicia-se como estagiário ou assistente em produtoras para, depois de adquirir experiência, assumir o cargo. Direção - Dirigir e coordenar a execução de um filme, desde a aprovação do roteiro e escolha do elenco até o planejamento da produção, a definição da iluminação, das fotografias, dos figurinos e a edição das cenas. Direção de arte - Definir os aspectos visuais de um filme, escolhendo com o diretor as cores, os espaços e os ambientes das cenas. Coordenar o trabalho de cenógrafos, figurinistas, maquiadores e atores, para garantir uniformidade às cenas. Fotografia - Planejar a iluminação das cenas que serão filmadas, a fim de transmitir as ideias, as emoções e o clima definidos no roteiro e pelo diretor. Montagem (edição) - Selecionar e juntar as cenas rodadas para ordenar a narrativa e dar unidade artística ao filme ou ao vídeo.

3 Pré-Vestibular Social Grupo SOA Suporte à Orientação Acadêmica Produção - Planejar, organizar e executar as ações indispensáveis para a filmagem, da captação de dinheiro à contratação de diretores, atores, técnicos e pessoal de apoio. Roteiro - Adaptar ou escrever histórias originais para a filmagem. Sonorização - Gravar, mixar e editar a trilha sonora do filme, como ruídos e música. 4- Instituições Não são muitas as instituições públicas que oferecem o curso de Cinema. Só para citar, temos a UFF, com o curso de Cinema e e a UFMG, com Cinema de Animação e Artes Digitais. Como exemplo, citaremos o curso de graduação em Cinema e da Universidade Federal Fluminense, que possui duas titulações: Bacharelado e Licenciatura. A duração é de no mínimo 8 (oito) e no máximo 12 (doze) semestres letivos. Atualmente são oferecidas 72 vagas no horário manhã/tarde para o Bacharelado e 22 vagas no horário noturno para a Licenciatura. As vagas oferecidas pelos cursos de graduação da UFF para o ano letivo de 2013 serão preenchidas unicamente de acordo com as regras e critérios estabelecidos pelo MEC para o ENEM 2012 e para as chamadas do Sistema de Seleção Unificado SiSU do ano Para concorrer às vagas de 2013, os candidatos devem, necessariamente, prestar o Exame Nacional de Ensino Médio versão Mais adiante, apresentaremos, como exemplo, os fluxogramas da UFF para que você tenha uma ideia das disciplinas que vai estudar, com alguma variação de uma instituição para outra. Existem, também, boas universidades particulares, como a PUC, do Rio de Janeiro que oferece o curso de Comunicação Social Cinema. Referências: Então, alguém se habilita? Silêncio no estúdio. Luz, câmera, ação! A seguir, veja os fluxogramas da Universidade Federal Fluminense, bacharelado e licenciatura respectivamente:

4 ` `` ` ` ` `` ` ` `` ` ` ` ` `` `` ` ` 1º Período 2º Período 3º Período 4º Período 5º Período 6º Período 7º Período 8º Período Teoria da Percepção GAT História das Argumento Introdução a Televisão e formas e e Roteiro Antropologia Video expressões GCV GAP GCV GAT Planejamento em Realização Cinematográfica GCV Realização Projeto Cinematográfica experimental em cinema GCV GCV Teoria e Prática da fotografia I GCV História do Cinema Brasileiro GCV Fotografia Oficina de e Realiz. II Iluminação (enfase em edição) GCV GCV Preserv. Mémoria e Pol. De acervos audiovisuais GCV Estudos da Narrativa GCV em Cinema e GCV Teoria e História do Linguagem Cinema cinematográficas Mundial GCV GCV Oficina de Direção de Realiz. I atores (enfase em direção) GCV GCV Ética, Pol e Legislação do Cin. E GCV Optativa Proc. de Realiz. Em cinema e audiovial GCV Animação GCV Tec. de Edição e som em Montagem cinema e audiovisual GCV GCV Optativa Optativa Realidade socio- Introdução Design Optativa Optativa

5 econ. E pol. Brasileira GHT Produção em Cinema e a Sociologia Visual: dir. De arte, cenário e GSO figurino GCV GCV Português XVII GLC Introdução a Filosofia GFL Optativa Optativa Optativa Optativa Optativa Optativa

6 ` `` ` ` ` `` ` ` `` `` ` ` ` `` `` `` 1º Período 2º Período 3º Período 4º Período 5º Período 6º Período 7º Período 8º Período Estética I, II, III ou IV (Filosofia GFL0003X) ESCOLHA (Antropologia GAP) Sociologia da Arte GSO Teoria e Prática das Narrativas GCV Libras I GLC Teoria e Linguagem cinematográficas GCV Análise de Filme 1 GCV Oficina de Video Processo I GCV Oficina de Video Processo II GCV Oficina de Video Processo III GCV em Ensino de Cinema e GCV Trabalho Final de Curso (TCC) GCV História do Cinema Mundial GCV História do Cinema Brasileiro GCV História da TV no Brasil GCV e mídias digitais Ciência no audiovisual GCV na sala de aula Fundamentos da Arte e Educação

7 GCO GCV00258 GCV OEB Organização da Educação no Brasil SSE Didática SSE Psicologia da Educação SFP Optativa de ESCOLHA (Educação SSE ou SFP) prática de ensino I SSE prática de ensino II SSE prática de ensino III SSE prática de ensino IV SSE Optativa Optativa Optativa Optativa Optativa Optativa Eletiva Eletiva Eletiva Eletiva Eletiva Dept de Filosofia (GFL): Estética I (GFL 00034), Estética II (GFL 00063), Estética III (GFL 00064) ou Estética IV (GFL 00065). Dept de Antropologia (GAP): Antropologia I (GAP 00112), Antropologia Visual (GAP 00114), Antropologia da Linguagem(GAP 00115), Antropologia da Arte (GAP 00127), Antropologia Brasileira (GAP 00179),Cultura Brasileira II (GAP 00122) ou Ritual e Simbolismo (GAP 00156). Dept de Cinema e Vídeo (GCV); Dept de Comunicação (GCO); Dept de Sociologia (GSO); Dept Letras Clássicas (GLC); Faculdade de Educação (SSE e SFP)

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Disciplinas Optativas Publicidade Carga horária total

Leia mais

Disciplinas Optativas Jornalismo

Disciplinas Optativas Jornalismo Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Jornalismo Disciplinas Optativas Jornalismo Carga horária total de optativas: 930

Leia mais

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR Carga Horária Semestral por Disciplina Disciplinas 1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre 5º semestre 6º semestre 7º semestre 8º semestre Total Obrigatórias Optativas Fundamentos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.958, DE 31 DE MARÇO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.958, DE 31 DE MARÇO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.958, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Cinema

Leia mais

Missão. Objetivo Geral

Missão. Objetivo Geral SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CINEMA E AUDIOVISUAL Missão O Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estácio de Sá tem como missão formar um profissional humanista, com perfil técnico e artístico

Leia mais

Coordenador do Curso: Prof. Rodrigo Octávio D Azevedo Carreiro

Coordenador do Curso: Prof. Rodrigo Octávio D Azevedo Carreiro UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE CINEMA E AUDIOVISUAL Coordenador do Curso: Prof. Rodrigo Octávio D Azevedo Carreiro IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 39/2015-CONSUNIV/UEA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 39/2015-CONSUNIV/UEA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 39/2015-CONSUNIV/UEA Aprova o Projeto Pedagógico do Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual, de oferta especial, na modalidade

Leia mais

2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA

2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA ESTRUTURA CURRICULAR Universidade Estadual da Paraíba UEPB Campina Grande - Campus I DIURNO 1º SEMESTRE CARGA HORÁRIA História da Comunicação (básica) 30 02 Filosofia da Comunicação (complementar) 30 02

Leia mais

2 pontos para cada comprovação. Limite: 10 pontos. 5 pontos para cada 60 horas comprovadas. Limite: 20 pontos. 2 pontos para cada comprovação.

2 pontos para cada comprovação. Limite: 10 pontos. 5 pontos para cada 60 horas comprovadas. Limite: 20 pontos. 2 pontos para cada comprovação. ANEXO III - PONTUAÇÃO PARA AVALIAÇÃO DE CURRÍCULO LATTES PONTUAÇÃO PARA AVALIAÇÃO DE CURRÍCULO LATTES LINGUAGEM AUDIOVISUAL NA ESCOLA reconhecido ou validado pela CAPES, em campos relacionados às áreas

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 20/2015-CONSUNIV/UEA Aprova o Projeto Pedagógico do Curso Superior de

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 20/2015-CONSUNIV/UEA Aprova o Projeto Pedagógico do Curso Superior de UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 20/2015-CONSUNIV/UEA Aprova o Projeto Pedagógico do Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual, de oferta especial, na modalidade

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Comunicação

Universidade. Estácio de Sá. Comunicação Universidade Estácio de Sá Comunicação A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como Faculdades

Leia mais

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL Existem infinitas maneiras de organizar, produzir e finalizar uma obra audiovisual. Cada pessoa ou produtora trabalha da sua maneira a partir de diversos fatores:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 92/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Radialismo, Bacharelado,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - UFF

MATRIZ CURRICULAR - UFF Curso: FILOSOFIA Titulação: LICENCIADO Habilitação: - Enfâse: - Linha de Formação: - Currículo: 58.02.001 Versão: 4 Turno: Matutino (OB) Carga horária obrigatória: 1790 (O) Carga horária optativa: 930

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL A Profª. Ivânia Maria de Barros Melo dos Anjos Dias, Diretora Geral das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de suas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº /00-CEPE 1 Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. O,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 75/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Cinema e Audiovisual, Bacharelado,

Leia mais

Regulamento das oficinas

Regulamento das oficinas Regulamento das oficinas As oficinas oferecidas pelo Cine Festival Inconfidentes Festival Nacional de Cinema e Vídeo de Mariana são gratuitas e abertas à participação da comunidade; Cada pessoa poderá

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 06/2014 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL A Profª. Ivânia Maria de Barros Melo dos Anjos Dias, Diretora Geral das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de suas

Leia mais

Universidade Federal da Bahia

Universidade Federal da Bahia + Universidade Federal da Bahia Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos UFBA NOVA BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES 2010 ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM XXXXXXXX + IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

Pré-Vestibular Social LETRAS

Pré-Vestibular Social LETRAS Pré-Vestibular Social Grupo SOA Suporte à Orientação Acadêmica LETRAS Quando chegamos ao momento de escolher uma faculdade, começam a pintar diversas dúvidas, por exemplo, se vamos nos sair bem na carreira

Leia mais

CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Coordenador do Curso: Prof. Dirceu Tavares de Carvalho Lima Filho IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.

Leia mais

Pré-Vestibular Social COMUNICAÇÃO SOCIAL

Pré-Vestibular Social COMUNICAÇÃO SOCIAL Pré-Vestibular Social Grupo SOA Suporte à Orientação Acadêmica COMUNICAÇÃO SOCIAL Já assistiu a obra Todos os Homens do Presidente? Pretende ser um profissional de comunicação? Então assista. Sairá convencido

Leia mais

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno)

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Disciplina Ementa Pré- requisito C.H. Curso Assessoria de Comunicação Conhecimento geral, reflexão e prática

Leia mais

Inscrição nas oficinas de Inconfidentes Festival Nacional de Cinema e Vídeo

Inscrição nas oficinas de Inconfidentes Festival Nacional de Cinema e Vídeo Inscrição nas oficinas de Inconfidentes Festival Nacional de Cinema e Vídeo - Todas as oficinas são abertas à comunidade. A identificação do públicoalvo é apenas um facilitador do(a) interessado(a) em

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 292/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Jornalismo, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo Nº COS- 144/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Relações Públicas, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº COS- 144/2012, aprovou e

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O presente

Leia mais

Estruturas curriculares dos Cursos de Cinema e Audiovisual no Brasil

Estruturas curriculares dos Cursos de Cinema e Audiovisual no Brasil Estruturas curriculares dos Cursos de Cinema e Audiovisual no Brasil Encontro Estruturas Curriculares do Curso de Rádio, TV e Internet no Brasil SOCICOM São Paulo, fevereiro 2014 Luciana Rodrigues Presidente

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de massa. Os tipos

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

Coordenador do Curso: Prof. Heitor Costa Lima da Rocha

Coordenador do Curso: Prof. Heitor Costa Lima da Rocha UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO CAC CURSO DE JORNALISMO Coordenador do Curso: Prof. Heitor Costa Lima da Rocha IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação do Curso: Jornalismo.

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 62 / 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Dança, Licenciatura,

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/

GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/ GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/ ESTRUTURA CURRICULAR DO 1º CICLO Bacharelado interdisciplinar em Artes e Design 3 anos Componentes curriculares

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 93/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Jornalismo, Bacharelado,

Leia mais

Pós-Produção. Prof. Adriano Portela

Pós-Produção. Prof. Adriano Portela Pós-Produção Prof. Adriano Portela Pós-Produção A pós-produção pode ser o aspecto menos compreendido pelo produtor. É nessa fase que as cenas e o áudio são editados e mixados para criar uma obra coerente

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. 12035351 CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA LINGUAGEM DO SOM E DA IMAGEM II (Áudio/Vídeo)

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL A Profª. Ivânia Maria de Barros Melo dos Anjos Dias, Diretora Geral das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de suas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº. 67/2010 Altera a Resolução nº. 39/09 do CONSEPE, que aprova o Projeto Pedagógico do

Leia mais

Sumário. PARTE 1 A arte do cinema e a realização cinematográfica 1 CAPÍTULO O cinema como arte: Criatividade, tecnologia e negócios...

Sumário. PARTE 1 A arte do cinema e a realização cinematográfica 1 CAPÍTULO O cinema como arte: Criatividade, tecnologia e negócios... Sumário APRESENTAÇÃO DA EDIÇÃO BRASILEIRA... 13 PREFÁCIO... 19 PARTE 1 A arte do cinema e a realização cinematográfica 1 CAPÍTULO O cinema como arte: Criatividade, tecnologia e negócios... 29 Decisões

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br 384 Currículos dos Cursos do CCH UFV Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional

Leia mais

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL EXAMES ÉPOCA ESPECIAL ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA ESPECIAL 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA 4º Semestre 1º Semestre Teorias da Comunicação

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Comunicação Social (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/05/011 1:5 COM.0000.0.000- COM.0001.0.001-0 COM.0019.01.001-7 FIL.0051.00.00-3

Leia mais

Currículo do Curso de Comunicação Social - Jornalismo

Currículo do Curso de Comunicação Social - Jornalismo Currículo do Curso de Comunicação Social - Jornalismo Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional com qualificação técnica e embasamento humanístico para produção, tratamento e gerenciamento dos

Leia mais

Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura BNDES Procult

Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura BNDES Procult Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura BNDES Procult IMPORTANTE O programa BNDES PSI reduziu as taxas de juros no apoio a bens de capital, inovação e exportação. Verifique se o seu

Leia mais

REGULAMENTO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, RÁDIO E TV, BACHARELADO LABORATÓRIOS DIDÁTICOS ESPECIALIZADOS

REGULAMENTO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, RÁDIO E TV, BACHARELADO LABORATÓRIOS DIDÁTICOS ESPECIALIZADOS REGULAMENTO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, RÁDIO E TV, BACHARELADO LABORATÓRIOS DIDÁTICOS ESPECIALIZADOS DA CARACTERIZAÇÃO Art 1º. Os laboratórios didáticos especializados do Curso de Comunicação Social,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís Maranhão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei 5.152 de 21/10/1966 São Luís Maranhão RESOLUÇÃO N 125-CONSUN, de 2 de maio de 20 Aprova o projeto de criação do Curso de Licenciatura em Artes Visuais, em substituição à Habilitação em Artes Plásticas do Curso de Licenciatura em Educação Artística

Leia mais

Vídeo de divulgação do FUSCA 2014 - A Forca 1

Vídeo de divulgação do FUSCA 2014 - A Forca 1 Vídeo de divulgação do FUSCA 2014 - A Forca 1 Aryel Silva SIQUEIRA 2 Bryan José Ferreira de SOUZA 3 Adryan Kaike Fortaleza Alves MOREIRA 4 Laércio Cruz ESTEVES 5 Faculdade Estácio do Pará, Belém, PA RESUMO

Leia mais

CURRICULUM SIMPLIFICADO

CURRICULUM SIMPLIFICADO Turno: MAT_COM - Comunicação Manhã Regime: Semestral Prazo Máximo: 14 Série: 1-1º SEMESTRE 4HA172 ANÁLISE DA IMAGEM I 2.0 36 0 36 4HA170 ANTROPOLOGIA 2.0 36 0 36 4AN171 CRIAÇÃO DE HISTÓRIAS I 2.0 0 36

Leia mais

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS

7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS 1 7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS De 07 a 11 de novembro de 2012 Floriano - PI REGULAMENTO

Leia mais

Pré-Vestibular Social RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Pré-Vestibular Social RELAÇÕES INTERNACIONAIS Pré-Vestibular Social Grupo SOA Suporte à Orientação Acadêmica RELAÇÕES INTERNACIONAIS Nos anos 1970 e 1980, quando o Facebook nem sonhava em existir, um jogo de tabuleiro chamado War era uma febre entre

Leia mais

Todos os direitos reservados a Fluxo - Escola de Fotografia Expandida. por Caio Amon. Imagens Sonoras. A Expansão da Imagem pelo Som

Todos os direitos reservados a Fluxo - Escola de Fotografia Expandida. por Caio Amon. Imagens Sonoras. A Expansão da Imagem pelo Som Imagens Sonoras por Caio Amon A Expansão da Imagem pelo Som Todos os direitos reservados a Fluxo - Escola de Fotografia Expandida Aprenda a produzir som e trilha para seus projetos. Imagens Sonoras A Expansão

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE EXTENSÃO ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA (ESPOCC) - TURMAS 2015/2016

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE EXTENSÃO ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA (ESPOCC) - TURMAS 2015/2016 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE EXTENSÃO ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA (ESPOCC) - TURMAS 2015/2016 O Observatório de Favelas do Rio de Janeiro, com o patrocínio da Petrobras e o apoio

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: 4001 Publicidade e Propaganda MISSÃO DO CURSO O curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem como missão formar

Leia mais

CINEMA NOSSO. Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual

CINEMA NOSSO. Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual CINEMA NOSSO escola audiovisual Ação educacional pela democratização e convergência do audiovisual Nossa História Em Agosto de 2000, um grupo de duzentos jovens de áreas populares cariocas foi reunido

Leia mais

2ª edição 28. outubro. 2015 RP. Decom. UFSM - FW

2ª edição 28. outubro. 2015 RP. Decom. UFSM - FW 2ª edição 28. outubro. 2015 RP. Decom. UFSM - FW Diretrizes RP Curso RP Formação Geral Formação em 1.00 h 20 h 720 h 1.10 h Formação Suplementar (DCG s) 270 h Formação em Relações Públicas 1.00 h 1.10

Leia mais

Edital 01/2015. Seleção de estagiários voluntários para o Projeto de Extensão Crítica de Esportes no Jornalismo Esportivo em convênio com a TV UFPB

Edital 01/2015. Seleção de estagiários voluntários para o Projeto de Extensão Crítica de Esportes no Jornalismo Esportivo em convênio com a TV UFPB Edital 01/2015 Seleção de estagiários voluntários para o Projeto de Extensão Crítica de Esportes no Jornalismo Esportivo em convênio com a TV UFPB O Departamento de Comunicação torna pública a realização

Leia mais

Eletiva VOCÊ EM VÍDEO

Eletiva VOCÊ EM VÍDEO Eletiva VOCÊ EM VÍDEO E.E. Princesa Isabel Número da sala e sessão Professor(es) Apresentador(es): Adriana Prado Aparecida Pereira da Silva Realização: Foco A Escola Estadual Princesa Isabel, por meio

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA DISCIPLINA AUDIOVISUAL DA ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA DISCIPLINA AUDIOVISUAL DA ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA DISCIPLINA AUDIOVISUAL DA ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO 1. AUDIOVISUAL NO ENSINO MÉDIO O audiovisual tem como finalidade realizar-se como crítica da cultura,

Leia mais

ANEXO III CONDIÇÕES DE OFERTA E DE CADASTRO DO CURSO PARA A DICON

ANEXO III CONDIÇÕES DE OFERTA E DE CADASTRO DO CURSO PARA A DICON ANEO III CONDIÇÕES DE OFERTA E DE CADASTRO DO CURSO PARA A DICON (para cursos em regime de progressão em ciclos, deve ser preenchido um formulário para o 1º ciclo e uma para cada 2º ciclo) Nome do curso:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo REGIMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM JORNALISMO Capítulo I Da concepção de estágio O Estágio visa oportunizar

Leia mais

Diretrizes Curriculares.

Diretrizes Curriculares. Universidade Federal Fluminense Instituto de Ciências Humanas e Filosofia Área de História Curso de Graduação em História Diretrizes Curriculares. O projeto pedagógico colocado em prática a partir de 1993

Leia mais

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas

PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS. 1. Qualificação Social 100 horas PROGRAMA TRILHA SETRE NA TRILHA DAS ARTES CURSOS DE 400 HORAS 1. Qualificação Social 100 horas INCLUSÃO DIGITAL - 30 horas (15 h de prática) Ementa: Introdução à informática, hardware e software. Descrição

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 08.08.06 Vigência: Válido para ingressos a partir de 2006/1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CÓD. 435 - HABILITAÇÃO: JORNALISMO MANHÃ

Aprovado no CONGRAD: 08.08.06 Vigência: Válido para ingressos a partir de 2006/1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CÓD. 435 - HABILITAÇÃO: JORNALISMO MANHÃ Aprovado no CONGRAD: 08.08.06 Vigência: Válido para ingressos a partir de 2006/1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CÓD. 435 - HABILITAÇÃO: JORNALISMO MANHÃ CÓD. 460 - HABILITAÇÃO: JORNALISMO NOITE CURRÍCULO

Leia mais

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO

EXAMES ÉPOCA DE RECURSO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º SEMESTRE ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA DE RECURSO 2.º, 4.º e 6.º SEMESTRES 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA Comunicação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 10/05-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 10/05-CEPE RESOLUÇÃO Nº 10/05-CEPE Fixa a tabela de pontuação para avaliação de currículo para concurso público na carreira de Magistério Superior da UFPR. 1 O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, órgão normativo,

Leia mais

Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 2015/2016

Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 2015/2016 Regulamento de Transição Curricular e Plano de Creditações para o Ano Letivo 201/201 Os cursos de 1º ciclo da ESCS, estruturam- se num Plano de Estudos de seis semestres curriculares num total de 180 ECTS

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Artes, Design e Moda

Universidade. Estácio de Sá. Artes, Design e Moda Universidade Estácio de Sá Artes, Design e Moda A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970,

Leia mais

AGENDA DE CURSOS SEMESTRAL

AGENDA DE CURSOS SEMESTRAL AGENDA DE CURSOS SEMESTRAL Sobre a AIC A Academia Internacional de Cinema (AIC) abriu suas portas no dia 5 de agosto de 2004 em Curitiba, PR, oferecendo cursos livres na área de audiovisual além de curso

Leia mais

EDITAL N 055/2012 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO E SUMÁRIO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO

EDITAL N 055/2012 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO E SUMÁRIO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO EDITAL N 055/2012 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO E SUMÁRIO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO O Reitor da Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB, no uso de suas atribuições e cumprindo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Habilitação Profissional

Leia mais

COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADOR Ricardo Duarte Gomes da Silva rduarte@ufv.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADOR Ricardo Duarte Gomes da Silva rduarte@ufv.br COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO COORDENADOR Ricardo Duarte Gomes da Silva rduarte@ufv.br 288 Currículos dos Cursos do CCH UFV Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional com qualificação técnica

Leia mais

APRESENTAÇÃO O CURSO

APRESENTAÇÃO O CURSO APRESENTAÇÃO A Especialização em Áudio para Rádio, TV e Cinema destina-se para quem quer trabalhar com broadcast e/ou radiodifusão, mercado em franca ascensão no Brasil. Além da microfonação, fundamental

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado Credenciada pela Portaria nº 590 de 18/05/2011 Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado DOS FUNDAMENTOS, OBJETIVOS E CONTEÚDOS Art. 1º. Os Trabalhos

Leia mais

Aula 05. CINEMA: profissões

Aula 05. CINEMA: profissões Aula 05 CINEMA: profissões Profissões do Cinema O cinema pode ser dividido em diversos processos, onde se envolvem diferentes tipos de profissionais: Roteiro Produção Realização Decupagem Decupagem de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE DESIGN, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O estágio não obrigatório,

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES EMENTÁRIO 1 ANO ATIVIDADES COMPLEMENTARES DESIGN GRÁFICO E EDITORAÇÃO Ementa: A história do design gráfico e sua relação com as várias formas de linguagens (gravura, desenho, pintura, fotografia e vídeo).

Leia mais

O estudante de Pedagogia deve gostar muito de ler e possuir boa capacidade de concentração porque receberá muitos textos teóricos para estudar.

O estudante de Pedagogia deve gostar muito de ler e possuir boa capacidade de concentração porque receberá muitos textos teóricos para estudar. PEDAGOGIA Você já deve ter ouvido alguém falar que o nível educacional de um povo é muito importante para o seu desenvolvimento e que a educação faz muita diferença na vida das pessoas, não é mesmo? Por

Leia mais

Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria

Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria. Natureza - Obrigatoria 1 de 8 01 CAH297 - OFICINA DE TEXTOS I - Ativa desde: 18/01/2008 CAH299 - TEORIAS DA COMUNICAÇÃO - Ativa desde: 18/01/2008 CAH789 - INTRODUÇÃO À TEORIA SOCIAL - Ativa desde: 09/05/2013 CAH790 - FUNDAMENTOS

Leia mais

Entrevistas cedidas à Marcus Bastos

Entrevistas cedidas à Marcus Bastos entrevistas Entrevistas cedidas à Marcus Bastos luiz duva fernão da costa ciampa 302 304 rodrigo minelli 306 duva luiz duva é um artísta experimental no campo da videoarte que desenvolve desde o início

Leia mais

Produção Eletrônica em Rádio e TV

Produção Eletrônica em Rádio e TV Produção Eletrônica em Rádio e TV Conceitos de Produção Audiovisual Etapas de Produção Sinopse, Roteiro, Análise Técnica Equipe Técnica / Produção Planos e Movimentos de Câmera Prof. Dirceu Lemos dirceulemos@yahoo.com.br

Leia mais

A Universidade Aberta do Brasil na UFABC contrata profissionais para atuação na Equipe Multidisciplinar e Equipe de Apoio Acadêmico:

A Universidade Aberta do Brasil na UFABC contrata profissionais para atuação na Equipe Multidisciplinar e Equipe de Apoio Acadêmico: A Universidade Aberta do Brasil na UFABC contrata profissionais para atuação na Equipe Multidisciplinar e Equipe de Apoio Acadêmico: Roteirista Período: 4 meses* Carga horária: 20 horas semanais Qtd. Vagas

Leia mais

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté 1 Conteúdo TIPOS DE PLANOS... 3 PLANO GERAL... 3 PLANO MÉDIO... 3 PLANO AMERICANO... 4 PRIMEIRO PLANO OU CLOSE-UP... 4 PRIMEIRÍSSIMO PLANO... 4 MOVIMENTOS DE CÂMERA... 5 PANORÂMICAS - PANS... 5 PANORÂMICA

Leia mais

Edital 01/2014 Seleção de estagiários para o Núcleo de Produção Comunicação e Artes

Edital 01/2014 Seleção de estagiários para o Núcleo de Produção Comunicação e Artes Edital 01/2014 Seleção de estagiários para o Núcleo de Produção Comunicação e Artes O NPCA torna pública a realização de processo de seleção de estagiários, destinado a graduandos dos cursos discriminados

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUÍNTES EM 2014/1

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUÍNTES EM 2014/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Publicidade e Propaganda Rádio e Televisão Relações Públicas ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUÍNTES EM 2014/1 DEFINIÇÃO

Leia mais

SEM. CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ-REQUISITOS

SEM. CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ-REQUISITOS Curso de Letras Habilitação Português/Inglês Currículo 2010/01 Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 1.394, de 19/05/2004 Amparado pelo Decreto nº. 5773/2006, de 9/05/2006 Duração do Curso: 2.530h

Leia mais

REGULAMENTO do Prêmio Griô na Escola, na Internet e na TV Concurso de propostas de realização de vídeos, registros audiovisuais e oficinas

REGULAMENTO do Prêmio Griô na Escola, na Internet e na TV Concurso de propostas de realização de vídeos, registros audiovisuais e oficinas REGULAMENTO do Prêmio Griô na Escola, na Internet e na TV Concurso de propostas de realização de vídeos, registros audiovisuais e oficinas 1. O Concurso e seus objetivos 1.1. O Prêmio Griô na Escola, na

Leia mais

Critérios para obtenção do Registro Profissional

Critérios para obtenção do Registro Profissional Critérios para obtenção do Registro Profissional Os critérios para obtenção do registro profissional na categoria de radialista, é fruto de uma intensa discussão entre o sindicato e os trabalhadores da

Leia mais

MAPA DOS CURSOS DE CINEMA NO BRASIL

MAPA DOS CURSOS DE CINEMA NO BRASIL MAPA DOS CURSOS DE CINEMA NO BRASIL MAPA DOS CURSOS DE CINEMA NO BRASIL Esta pesquisa tem o objetivo maior de mapear - geograficamente e por perfil acadêmico - o cenário do ensino de cinema no Brasil.

Leia mais

CONCURSO CULTURAL DE CINEMA E TV CRIADORES - EDIÇÃO 2015/2016

CONCURSO CULTURAL DE CINEMA E TV CRIADORES - EDIÇÃO 2015/2016 CONCURSO CULTURAL DE CINEMA E TV CRIADORES - EDIÇÃO 2015/2016 O Concurso Criadores, desenvolvido pelo Clube de Criadores - é produto da Academia Online de Cinema e TV tem como objetivo fomentar a produção

Leia mais