CPFL RENOVÁVEIS - REUNIÃO APIMEC. Dezembro, 2013

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CPFL RENOVÁVEIS - REUNIÃO APIMEC. Dezembro, 2013"

Transcrição

1 CPFL RENOVÁVEIS - REUNIÃO APIMEC Dezembro, 2013

2 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela Companhia de acordo com a sua experiência e o ambiente econômico, as condições de mercado e os eventos futuros esperados, muitos dos quais estão fora do controle da Companhia. Fatores importantes que podem levar a diferenças significativas entre os resultados reais e as declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros incluem a estratégia de negócios da Companhia, as condições econômicas brasileira e internacional, tecnologia, estratégia financeira, desenvolvimentos da indústria de serviços públicos, condições hidrológicas, condições do mercado financeiro, incerteza a respeito dos resultados de suas operações futuras, planos, objetivos, expectativas e intenções, entre outros. Em razão desses fatores, os resultados reais da Companhia podem diferir significativamente daqueles indicados ou implícitos nas declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros. As informações e opiniões aqui contidas não devem ser entendidas como recomendação a potenciais investidores e nenhuma decisão de investimento deve se basear na veracidade, atualidade ou completude dessas informações ou opiniões. Nenhum dos assessores da Companhia ou partes a eles relacionadas ou seus representantes terá qualquer responsabilidade por quaisquer perdas que possam decorrer da utilização ou do conteúdo desta apresentação. Este material inclui declarações sobre eventos futuros sujeitas a riscos e incertezas, as quais baseiam-se nas atuais expectativas e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da Companhia. Essas declarações podem incluir projeções de crescimento econômico, demanda, fornecimento de energia, além de informações sobre posição competitiva, ambiente regulatório, potenciais oportunidades de crescimento e outros assuntos. Inúmeros fatores podem afetar adversamente as estimativas e suposições nas quais essas declarações se baseiam. 2

3 Diretoria executiva Andre Dorf Diretor Presidente Marcelo Souza Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Alessandro Gregori Diretor de Novos Negócios João Martin Diretor de Engenharia, Obras e Operações Marcio Severi Diretor Institucional, de Regulação e Comercialização de Energia Tarcisio Borin Junior Diretor de Sustentabilidade 3

4 Agenda 1. Energias Renováveis no Brasil 2. A CPFL Renováveis 3. Descrição do Processo Construtivo 4. Operação e Manutenção 5. Estratégias de crescimento 4

5 Energia renovável Mercado com alto potencial de crescimento Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao CAGR de 9,5%, partindo de 15 GW em 2012 para 38 GW em 2022, com mercado ainda altamente fragmentado Potencial a ser explorado no Brasil Eólico PCH Evolução da capacidade instalada por fonte (GW) 13% 8% 8% % 9% 71% 8% 2012 Renováveis Potencial: 143GW Capacidade instalada: 2,1GW Potencial: 17,5GW Capacidade instalada: 5,0GW Biomassa Potencial: 17,2GW (1) Capacidade instalada: 9,2 GW CAGR = 4,4% 6% 8% Outras % 65% % 7% Gas Natural Potencial Explorado CAGR 9,5% 2,3% 3,5% 3,4% Hidro (2) 2% 29% 54% Mercado altamente fragmentado Market share de energia renovável no Brasil, com base na energia contratada (22,5 GW) 65% Outros 8% Renova 7% Energimp 4% QGER 4% 3% Brooksfield 3% Cosan (3) 2% Eletrosul 2% Elecnor 2% Bioenergy Fonte: ANEEL; PDE 2022 (consulta pública) (1) Potencial: PDE2022 (consulta pública); Capacidade Instalada: ANEEL nov/2013 (2) Inclui a estimativa de importação da UHE Itaipu não consumida pelo sistema elétrico Paraguaio (3) Considera a exportação de 2/3 da capacidade instalada da Companhia 5

6 O segmento de energias renováveis ainda representa uma parcela pequena (~13%) do parque gerador nacional Distribuição por fonte da capacidade instalada no Brasil, 2012 (%) Hidro (1) 71% 84,8 (GW) Gás natural 8% 9,9 (GW) Outras (2) 8% 9,5 (GW) Renováveis 12% Renováveis 13,7 (GW) 13% 15,3(GW) Eólica 12% 1,8 (GW) Biomassa (3) 56% 8,6 (GW) PCH 32% 4,9 (GW) Fonte: Plano Decenal de Expansão de Energia, PDE 2022 (consulta publica) (1) Hidro considera importação de Itaipu (2) Outras: urânio, carvão, óleo combustível, óleo diesel e gás de processo (3) Considera total de biomassa Apesar da fonte eólica representar apenas 12% da capacidade instalada das renováveis, esta fonte alcançará a biomassa em considerando os projetos contratados 6

7 Ambiente regulatório sólido: Benefícios para energia renovável O segmento de energia renovável no Brasil possui benefícios que maximizam os retornos do investimento Processos ambiental e de implementação simplificados Acesso a múltiplos canais de comercialização Condições de financiamento apoiadas pelo governo Descontos de encargos de transmissão Regime tributário favorável e incentivos fiscais Descrição Processo ambiental mais simples e rápido Ciclo de construção mais rápido Leilões de energia e mercado livre PPAs de longo prazo protegidos/indexados à inflação (prazo de anos) Nicho diferenciado no mercado livre para clientes especiais (clientes com demanda entre 0,5-3,0MW) Mercado livre atual de 3,2% (1,9GW) e potencial de 8,3% (5,0GW) Financiamento do BNDES Custo atrativo taxa de juros média de 7,0% Financiamento de longo prazo - prazo de 16 anos Estrutura de capital eficiente Descontos de pelo menos 50% (TUST e TUSD) Regime de Lucro Presumido com redução na carga tributária efetiva de 34% para 5% - 15% REIDI (programa especial de incentivo para desenvolvimento de infraestrutura) - isenção do PIS/COFINS, Isenção do ICMS (imposto de movimento) e IPI (imposto de produção) Sustentabilidade Consequência natural de projetos com menores impactos ambientais Leilões anuais para suprir o crescimento projetado da demanda de energia Preço da energia no mercado cativo estruturalmente maior que no mercado livre, devido a encargos regulatórios Não consiste em um benefício específico do setor BNDES vem suportando o setor há vários anos Políticas em vigor desde 1996 Nenhum desembolso governamental Não aplicável a leilões Regime tributário para pequenas empresas (receita anual abaixo de R$78mm), que não é específico do setor REIDI é aplicável a todos os projetos de infraestrutura ICMS/IPI: discussões sobre expansão de incentivos fiscais para PCHs 7 Fonte: Companhia

8 Agenda 1. Energias Renováveis no Brasil 2. A CPFL Renováveis 3. Descrição do Processo Construtivo 4. Operação e Manutenção 5. Estratégias de crescimento 8

9 Visão geral da CPFL Renováveis # 1 em energia renovável no Brasil com 1,7GW de capacidade contratada (74% já em operação) Portfólio diversificado regionalmente (presença em 8 Estados brasileiros) e com presença em 4 fontes PPAs e autorizações/concessões de longo prazo 3,8 GW de pipeline de alta qualidade Capacidade contratada Capacidade instalada (MW) 651, , ,1 198, ,3 Criação CPFL Renováveis Desenvolvimento Aquisição Nov/2013 (1) 4T13 (2) 2016 Ativos com PPA (3) (1) Considera a conclusão dos 7 (sete) parques eólicos do Complexo Santa Clara, no total de 188 MW e Parque Campo dos Ventos II com 30MW que já estão aptos a gerar energia e tem direito a receita correspondente ao faturamento contratado no Leilão de Energia de Reserva (LER) 2009 e Pendente ainda o término da construção da ICG (Instalação de Transmissão de Interesse Exclusivo de Centrais de Geração para Conexão Compartilhada); (2) Considera a entrada em operação do primeiro parque dos Complexos Macacos e Atlântica; (3) Não considera os projetos adquiridos de Rosa dos Ventos em operação, cuja incorporação ainda está em processo de conclusão. 9

10 Track record de execução 223,5 MW em PCHs 45,0 MW em Biomassas Até ,5MW Fusão ,5MW ,1MW Bons Ventos 157,5MW Eólica Anúncio: Fevereiro/ (3) 1.481,3MW Coopcana 50,0MW Biomassa Em operação: Ago/13 Alvorada 50,0MW Biomassa Em operação: Nov/13 Usina Ester 40,0MW Biomassa Anúncio: Março/2012 Atlântica (3) 120,0MW Eólica Em operação: 4T13 Ipê 25,0MW Biomassa Anúncio: Maio/2012 Macacos I (3) 78,2MW Eólica Em operação: 4T13 SIIF 210,0MW Eólica Anúncio: Abril/2011 Corrente Grande 14,0MW PCH Em operação: Fev/2011 Pedra 70,0MW Biomassa Anúncio: Maio/2012 Campo dos Ventos II 30,0MW Eólica Em operação: Set/13 Santa Luzia 28,5MW PCH Anúncio: Agosto/2011 Ninho da Águia 10,0MW PCH Em operação: Jan/2011 Santa Clara 188,0MW Eólica Anúncio: Junho/2012 Legenda: Barra da Paciência 23,0MW PCH Em operação: Março/2011 Buriti 50,0MW Biomassa Em oper.: Out/2011 Tanquinho 1,1MW Solar Em operação: Nov/2012 Aquisições de ativos em operação (436,0MW) (1) (2) Várzea Alegre 7,5MW PCH Em operação: Abril/2011 Formosa 40,0MW Biomassa Em oper.: Set/2011 Salto Góes 20,0MW PCH Em operação: Dez/2012 Construção própria (1045,3MW) (1) 10 (1) Diferença entre a capacidade contratada total de MW e MW (em construção + aquisição) refere-se a ativos que deverão entrar em operação até (2) Não inclui Rosa dos Ventos adquiridos em operação e ainda aguarda o cumprimento das disposições contratuais antes da conclusão. (3) Considera a entrada em operação do primeiro parque dos Complexos Macacos e Atlântica

11 Capacidade instalada ( 13%) Pequena Central Hidrelétrica (MW) 307,6 326,6 Eólica (MW) 555,5 585,5 Biomassa (MW) 270,0 370,0 Solar (MWp) 0,0 1,1 Set/12 Nov/13 Set/12 Nov/13 Set/12 Nov/13 Set/12 Nov/13 EOL- Icaraizinho/CE (55 MW) PCH - Plano Alto/SC (16MW) UTE- Bio Buriti/SP (50 MW) Solar - Tanquinho/SP (1,1 MWp) 11

12 Liderança com portfolio diversificado e de alta qualidade Maior escala e único player presente em 4 fontes no setor de energia renovável (1) 326 Diversificação geográfica Capacidade Instalada (1) Biomassa Solar 21% 0% Eólica 19% PCH Portfólio Eólico Localização atrativa devido a quantidade de vento % Total: MW Operação Hidro Eólica Biomassa Solar Em Construção: Eólica Região MW NE 958 Portfólio de Biomassa Próximos a centros produtores de cana de açúcar Portfólio PCH Abundantes recursos hidráulicos PCH Eólico Biomassa Solar Fonte: Companhia - ANEEL (1) Estará em operação em 2016 CO/SE 506 SUL 271 Potencial PCH (Regiões Sudeste e Centro-Oeste) Potencial Eólico (Regiões Nordeste e Sul)

13 Obras de 2013 Campo dos Ventos II Bio Coopcana UTE Alvorada Complexo Atlântica Complexo Macacos I Concluído 66% concluída 66% concluída Entrada em operação Capacidade instalada (MW) Garantia física (MWmédios) 3T13 ¹ 3T13 4T13 4 4T13 5 4T ,0 50, ,2 15,0 18,0 18,0 52,7 37,5 Financiamento BNDES (financiamento aprovado, em fase de contratação) BNDES (contratado e parcialmente desembolsado) BNDES (contratado e parcialmente desembolsado) BNDES (ponte contratado e desembolsado, longo prazo em análise) BNDES (financiamento aprovado, em fase de contratação) PPA LER 2 / anos ACL 3-21 anos ACL - 20 anos LFA anos LFA anos 13 1) Campo dos Ventos II já está apto a gerar energia e tem direito a receita correspondente ao faturamento contratado no Leilão de Energia de Reserva (LER) 2010 a partir de 27 se setembro de 2013 pendente término da construção da ICG 2) Leilão de reserva 3) Mercado Livre 4) Despacho publicado no dia 11 de novembro de 2013, autorizando a operação comercial 5) Considera entrada do primeiro Parque do Complexo (10 aerogeradores em fase de testes e 5 aerogeradores em fase final de montagem) 6) Considera entrada do primeiro Parque do Complexo (Iniciada a fase de montagem dos aerogeradores)

14 Empreendimentos em construção Entrada em operação Capacidade instalada (MW) Garantia física (MWmédios) Financiamento Complexo Campo dos Ventos 1 3 Complexo São Benedito 2 3 Complexo Campo dos Ventos 1 3 1T16 Complexo São Benedito 2 3 3T16 82,0 172,0 40,2 89,0 BNDES (em estruturação) BNDES (em estruturação) PPA ACL - 20 anos ACL - 20 anos 14 1) Campo dos Ventos I, III, V 2) Ventos de São Benedito, Ventos de Santo Dimas, Santa Mônica, Santa Úrsula São Domingos e Ventos de São Martinho; 3) Projetos com energia vendida para o mercado livre no longo prazo, com contrato para fornecimento de aerogeradores e em fase de elaboração dos projetos executivos;

15 Aquisição de Rosa dos Ventos Em 18 de junho de 2013 firmamos um contrato de compra de 100% das Ações do Projeto Rosa dos Ventos com 13,7 MW de capacidade instalada em dois ativos em operação no estado do Ceará (1) Potência instalada Fator de capacidade (média) Garantia física (média) 13,7 MW 39,0% 5,36 MWm Aracati Aracati CE Canoa Quebrada Lagoa do Mato Potência instalada 10,5 MW 3,23 MW Garantia física 4,10 MWm 1,26 MWm PPA (PROINFA) (2) R$ 350,81 R$ 309,32 Início operação comercial DEZ/2008 JUN/2009 Energia contratada 3,31 MW 1,43 MW Prazo do PPA (1) Aquisição aguarda cumprimento de condicionantes contratuais para a conclusão; (2) Jun/

16 Mercado de capitais A Companhia concluiu sua oferta inicial de ações (IPO) em julho de 2013 Montante total de R$ 915 milhões: - R$ 365 milhões de oferta primária - R$ 550 milhões de oferta secundária Segmento de Listagem: Novo Mercado da BM&FBovespa Ticker: CPRE3 Lock-up: 8 meses para 100% da participação para acionistas vendedores, FIP Brasil Energia e Previ 6 meses para 100% da participação para Companhia, acionista controlador e administradores Lock-up adicional de 6 meses para 60% da participação para acionistas vendedores, FIP Brasil Energia, Previ, acionista controlador e administradores 16

17 Posição acionária Mercado Antes da Oferta Após a Oferta FIP Pátria + Pátria Energia Secor LLC FIP Brasil Energia FIP Multisseto rial Plus 63,0% 9,4% 9,2% 7,6% 5,0% 3,2% 2,5% n.a. n.a. 58,8% 5,6% 5,5% 7,1% 3,0% 1,9% 1,5% 7,3% 9,3% 17

18 Highlights 9M13 EBITDA e EBITDA ajustado (R$ MM) Geração por fonte (GWh) 64,1% 71,4% 56,6% 489,1 101, ,9 178,8 416,8 15,8% 2.204,4 276,7 359,6 SOL BIO EOL 338,9 185,0 262,8 PCH 387,5 9M12 9M13 9M12 Margem EBITDA EBITDA 9M13 Gastos Extraordinários Margem EBITDA Ajustada Dívida líquida/ebitda (R$ mm) 3.903,1 Perfil da dívida Alavancagem de 7,1X Crescimento de 30% na Receita Líquida, 553,4 Prazo médio: 6,6 anos 18 totalizando R$ 685 milhões R$ 687 milhões investidos Caixa de R$ 792 Milhões 3T13 Divida Líquida EBITDA UDM Custo médio nominal: 7,8% (89,5% do CDI de set/13)

19 Sustentabilidade e Reconhecimentos Criado pela Abeeólica em conjunto com a Abragel Foco no meio ambiente e benefícios socioeconômicos Certificados podem ser comercializados juntamente com a energia Empreendimentos já certificados: PCH Ninho da Águia PCH Pinhal Complexo Eólico Campo dos Ventos Prêmio ABS Junho/2013 Prêmio Dupont Novembro/

20 Mercado de capitais Período de estabilização concluído no dia 22 de agosto de 2013, captação total de R$ 915 MM Contratação do Formador de Mercado Valorização das ações de 9,7% desde o início das negociações Valor de mercado equivalente à R$ 5,8 bilhões Performance das ações 10,7% 9,7% 5,8% IEE IBOV CPRE3 1) Base 100 em 19/07/

21 Agenda 1. Energias Renováveis no Brasil 2. A CPFL Renováveis 3. Descrição do Processo Construtivo 4. Operação e Manutenção 5. Estratégias de crescimento 21

22 Pequenas centrais hidrelétricas Estruturas para construção do vertedor Estruturas para construção da barragem Execução da terraplenagem Execução da ensecadeira de montante Execução do barramento Interligação do vertedor/barragem 22

23 Pequenas centrais hidrelétricas Conclusão das estruturas do barramento barragem e vertedor Conclusão do enchimento do reservatório Visão geral do conjunto Inicio do enchimento do reservatório Fase de comissionamento das comportas do vertedor Inicio da operação 23

24 Pequenas centrais hidrelétricas Escavações da casa de força Casa de força Visão geral da área escavada em rocha Preparativos para a concretagem Montagem final da casa de força Condutos, turbina e geradores 24

25 Usinas termelétricas movidas à biomassa Estrutura da casa de força Visão geral da casa de força Visão geral da terraplenagem Inicio da montagem e concretagem das Estruturas de sustentação do conjunto turbinagerador Montagem da integração mecânica Condutos, isolamentos térmicos e acessos 25

26 Usinas termelétricas movidas à biomassa Montagem mecânica da caldeira Visão geral da caldeira Visão geral fornalha, aquecedores e lavador de gases Inicio da montagem das estruturas de acesso Conclusão da montagem Pintura, isolamento térmico e acessos 26

27 Parques eólicos Estrutura civil da fundação dos aerogeradores Etapa de pré-montagem dos aerogeradores Estaqueamento, escavação e concretagem estacas de 30-45m por fundação Pré-montagem das torres Içamento e inicio da montagem mecânica 27

28 Parques Eólicos Montagem da nacele Aerogeradores vista geral Visão geral da montagem da nacele Inicio da montagem elétrica Conclusão da montagem do aerogerador Conclusão do comissionamento e inicio da operação 28

29 Plantas fotovoltaicas Montagem mecânica do painéis Visão geral da implantação Visão geral da disposição dos painéis Pré-montagem mecânica Içamento e montagem dos painéis Sequência de montagem 29

30 Plantas fotovoltaicas Montagem elétrica dos painéis Visão geral do projeto Visão geral dos painéis elétricos Inicio do comissionamento elétrico Inicio da operação Integração a rede elétrica 30

31 Agenda 1. Energias Renováveis no Brasil 2. A CPFL Renováveis 3. Descrição do Processo Construtivo 4. Operação e Manutenção 5. Estratégias de crescimento 31

32 Monitoramento e operação por telecomando COSF Fortaleza/CE Operação: Hidro Eólica Biomassa Solar Em Construção: Eólica Sistema de supervisão, comando e controle digital contínuos Comunicação com outros centros de controle: ONS (NE e RS), CHESF, COELCE, CCEE COG São Paulo/SP 32

33 Monitoramento e controle Centro de operação de geração (COG) - São Paulo Centro de operação e supervisão de Fortaleza (COSF) PCHs e CGHs UGs SP MG 8 15 SC 5 12 RS 4 7 MT 1 2 TOTAL 35 Usinas 70 UGs EOLs UGs CE RN TOTAL 16 Usinas 284 UGs UFV UGs SP 1 2 TOTAL 1 Usina 2 UGs BIOs UGs SP 5 9 RN 1 2 PR 1 2 MG 1 2 TOTAL 8 Usinas 15 UGs 60 Usinas 371 UGs 33 Nota: Temos ainda 2 Complexos eólicos que entrarão em operação entre dezembro/13 e março/14, totalizando 8 Usinas e 74 unidades geradoras

34 Estratégia atual de operação e manutenção Operação Manutenção Eólica Biomassa PCHs Solar Equipe própria e fabricante, com telecomando do COSF - Fortaleza Equipe própria e fabricante Intervenções programadas nos períodos de menor vento no ano Operação pelo usineiro com gestão e suporte da CPFL Renováveis Parceiros das Usinas seguindo padrões acordados com a CPFL Renováveis Manutenções programadas para entressafra Equipe própria com telecomando pelo COG SP Equipe própria Planejamento com base em períodos de baixa afluência Equipe própria Equipe própria e fabricante 34

35 Estratégias de manutenção: Aerogeradores Intervenção programada de grande monta (Anual) Intervenções nos períodos de menor vento no ano (primeiro semestre). 35 Intervenção programada pontual (Diária) Avaliação da distribuição do vento médio dos últimos dias Identificação das janelas de menor vento no dia *responsável pelo controle da movimentação/rotação das pás Horário da Parada 17/07/ :10 18/07/ :10 Duração Descrição Potência (kw) 2m 4s 2m 5s Sistema Pitch* Sistema Pitch* Parada alocada automaticamente no período de menor vento do dia, com redução da perda de produção Velocidade Vento (m/s) Perda de Produção (kwh) 308,8 8,0 104,4 24,5 4,7 3,6

36 Agenda 1. Energias Renováveis no Brasil 2. A CPFL Renováveis 3. Descrição do Processo Construtivo 4. Operação e Manutenção 5. Estratégias de crescimento 36

37 Plataforma para crescimento Estratégia de crescimento baseada em disciplina financeira e técnica Desenvolvimento Pipeline robusto: 3,2 GW de Eólicas 628 MW em PCHs + de 70 torres de medição Líder em renováveis no Brasil Forte geração de caixa Presença nas 4 fontes 1,3 GW em operação M&A Mercado altamente fragmentado Acesso à capital Sinergias operacionais para maximizar retornos 37

38 Pipeline - projetos eólicos MW: MW MW Até 1 ano de medição 983 MW Até 2 anos de medição 166 MW Até 3 anos medição 254 MW Prontos para comercialização 38

39 Metodologia de prospecção projetos eólicos 1ª Etapa 2ª Etapa Identificação das regiões com potencial eólico Dados de vento medidos Validação com consultoria das regiões com potencial Análise e processamento dos dados de vento Mapeamento das propriedades Modelagem Locação das propriedades Mesoescala Instalação da torre anemométrica Estudo de produção Acompanhamento das medições de vento Certificação de produção de energia e medição de vento

40 Pipeline - projetos hidráulicos 628 MW 381 MW Inventários em análise - ANEEL (Projeto em desenvolvimento) 74 MW Desenvolvimento de projetos básicos 173 MW Projetos básicos em análise - ANEEL/ licenciamento ambiental e projetos em preparação Rio Ivaí Rios Ijuí / Ijuizinho Rio dos Bois Rio Piracanjuba Rio Turvo Rio Chapecó Rio das Antas Rio das Cinzas Rio Suaçuí Rio Piranga Rio Verde Rio Auiruoca 40

41 Desenvolvimento de projetos hidrelétricos Inventário Identificação dos potenciais rios Projeto Básico Identificação de potenciais de empreendimentos Avaliação preliminar Avaliação preliminar Requerer registro do estudo inventário do rio Requerer registro do projeto básico do aproveitamento Registro ativo Registro ativo Elaboração dos estudos de inventário Elaboração do projeto básico e estudos ambientais/licenciamento Aceite, análise, aprovação Aceite, análise, aprovação Estudo de inventário aprovado Projeto básico aprovado 41

42 Metodologia de desenvolvimento projetos solares 1ª Etapa Utilização de base de dados INPE / SWERA 2ª Etapa Estudo de conexão e/ou seccionamento 345 MW em desenvolvimento 1 Determinação do ângulo de inclinação com maior soma de irradiação global Mapeamento em campo das propriedades de interesse CE RN Modelamento dos dados de temperatura (Dados da Embrapa/UFV) Validação das áreas levantadas com consultoria PI BA Modelagem da produção de energia utilizando o Software PVSIST Negociação e aquisição a das propriedades de interesse MG Determinação do fator de capacidade para o grid de 10 x 10 km² Avaliação dos piranômetros instalados Elaboração de layout e solicitação de DRO Elaboração de projeto básico Tanquinho Piranômetro Em Desenvolvimento Fator de Capacidade 19,2 % 42 Seleção dos locais com fator de capacidade mais elevado 1 - não considerado no total de 3,8 GW do pipeline 18,4 %

43 Considerações finais Fluxo de caixa previsível com retornos atraentes Parque gerador diversificado Mais altos níveis de governança corporativa Times de gestão e operação altamente qualificados Alto potencial de crescimento Acesso diferenciado a capital 43

44 Sessão de perguntas e respostas Contatos Sessão de Perguntas e Respostas André Dorf Diretor Presidente Marcelo Souza Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Maria Carolina Gonçalves Superintendente de Relações com Investidores Daniele de Oliveira Priscila de Oliveira Analistas de Relações com Investidores Contatos: RI Telefone: Assessoria de Imprensa RP1 Comunicação Empresarial Telefone:

45

46 CPFL ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A.

47 Governança Corporativa Estrutura Acionistas Acordo de Acionistas Comitê Operacional Conselho de Administração 7 membros 4 CPFL Energia 3 Outros Comitê Financeiro Auditoria Interna Diretoria Executiva Comitês Orçamento Estratégia Sustentabilidade Pessoas Ética Operações Projetos Segurança do Trabalho Fornecedores 47

48 A empresa possui MW de projetos em operação 48 Biomassa Projeto Estado Capacidade Instalada(MW) BAIA FORMOSA RN 40,0 BALDIN SP 45,0 BURITI SP 50,0 ESTER SP 40,0 BIO IPÊ SP 25,0 BIO PEDRA SP 70,0 BIO ALVORADA MG 50,0 BIO COOPCANA PR 50,0 SUB-TOTAL 370,0 PCH Projeto Estado Capacidade Instalada (MW) AMERICANA SP 30,0 ANDORINHAS RS 0,5 BURITIS SP 0,8 CAPÃO PRETO SP 4,3 CHIBARRO SP 2,6 DIAMANTE MS 4,2 DOURADOS SP 10,8 ELOY CHAVES SP 19,0 ESMERIL SP 5,0 GAVIÃO PEIXOTO SP 4,8 GUAPORÉ RS 0,7 JAGUARI SP 11,8 LENÇÓIS SP 1,7 MONJOLINHO SP 0,6 PINHAL SP 6,8 PIRAPÓ RS 0,8 SALTINHO RS 0,8 SALTO GRANDE SP 4,5 SANTA LUZIA (1) SC 28,5 SANTANA SP 4,3 SÃO JOAQUIM SP 8,1 SOCORRO SP 1,0 TRÊS SALTOS SP 0,6 SUB-TOTAL 152,1 PCH Projeto Estado Capacidade Instalada (MW) ALTO IRANI SC 21,0 ARVOREDO SC 13,0 BARRA DA PACIÊNCIA MG 23,0 COCAIS GRANDE MG 10,0 CORRENTE GRANDE MG 14,0 NINHO DA ÁGUIA MG 10,0 PAIOL MG 20,0 PLANO ALTO SC 16,0 SÃO GONÇALO MG 11,0 VARGINHA MG 9,0 VÁRZEA ALEGRE MG 7,5 SALTO GÓES SC 20,0 SUB-TOTAL 174,5 Solar Projeto Estado Cap. Instalada (MW) TANQUINHO SP 1,1 SUB-TOTAL 1,1 Eólica Projeto Estado Cap. Instalada (MW) Complexo SIIF Complexo Bons Ventos Complexo Santa Clara PARACURU FOZ DO RIO CHORÓ ICARAIZINHO PRAIA FORMOSA TAÍBA BONS VENTOS CANOA QUEBRADA ENACEL SANTA CLARA I SANTA CLARA II SANTA CLARA III SANTA CLARA IV SUB-TOTAL 174,5 TOTAL 1.283,1 CE CE CE CE CE CE CE CE RN RN RN RN

49 Wind Business Model Modelo do Negócio Eólico Leilões de Energia de Reserva (LER 2009/2010) e Mercado Livre CPFL Renováveis Leilão de Fontes Alternativas (LFA A-3 e A-5) PROINFA Energia Contratada Energia Contratada Energia Contratada Mecanismo de Contabilidade 90% Penalidade 115% do Contrato 100% 130% Premium 70% of the Contract Penalidade 90% 90% of Renda Fixa 100% Livre ACL 70% Energia Contratda Revisão 100% Histórico Projetado em 2009 e replicado em 2010 Receita Variável Operações com início adiantado Geração anual maior que 30% ou acima do volume contratado em quatro anos De acordo com o preço definido em contrato Adaptação parcial da regra de leilões de 2009 Não há definição relativa à renda variável Vendas no Ambiente de Comercialização Livre - ACL ou Preço de Liquidação de Diferenças - PLD Projetado em 2002 e regulamentado em 2004 Geração anual acima de 100% da energia assegurada Não aplicável Excesso de energia Não pode ser vendida no mercado livre Pode ser vendida no mercado livre Não pode ser vendida no mercado livre Escassez de energia Mitigação de Riscos(Durante o Ano) Mitigação de Riscos(Acumulada) Mecanismo de compensação entre projetos eólicos no mesmo leilão ou penalidades Através de contratos bilaterais Redução de variabilidade durante o ano e previsibilidade de fluxos de caixa Acumulado de variabilidade de ciclos de 4 anos assegurando 100% das receitas contratadas Os ajustes occorrem dentro do contrato sem recuperação Mecanismo de equilíbrio das receitas por aumento no preço da energia em caso de revisão para baixo da energia contratada, limitado a 70% do contrato original 49

50 Parques Bons Ventos Parques SiiF Histórico da CPFL Renováveis em Geração Eólica O histórico da CPFL Renováveis mostra que a geração tem superado o fator de capacidade certificado Paracuru 106% Foz do Rio Choró 113% Icaraizinho 105% Praia Formosa 103% FC Médio: 38,3% 105% 46,4% 49,1% 32,7% 36,8% 45,6% 47,8% 30,3% 31,1% FC Médio: 39,8% 104% ENACEL Bons Ventos Taiba / Albatroz Canoa Quebrada 103% 97% 111% 102% 102% FC Médio: 41,3% 38,3% 39,6% 41,1% 39,8% 41,2% 45,7% 41,2% 42,2% Fator de capacidade certificado CPFL Renováveis já apresenta um histórico com alta taxa de eficiência Note: Ultimos 12 meses findos em setembro/2013 Fator de capacidade real dos últimos 12 meses A produção real dos últimos 12 meses esteve acima do fator de capacidade certificado Taxa de eficiência Fator de capacidade real consolidado últimos 12 meses 50

51 Altura (m) Freqüência Freqüência Freqüência Condições Privilegiadas de Vento Aliadas à Evolução Tecnológica Características dos Ventos do Brasil são as Mais Adequadas para Geração de Energia Faixa de Velocidade Ideal Faixa de Velocidade Ideal Faixa de Velocidade Ideal Europa Estados Unidos Brasil (NE) Área 89% Área 95% Área 99% Velocidade do vento (m/s) Velocidade do vento (m/s) Velocidade do vendo (m/s) Os ventos no Brasil (Nordeste) possuem intensidades similares e menor variação, com concentração na região mais eficiente para geração de energia Significativas Melhorias Tecnológicas nos Últimos Anos Tecnologia Predominante Europa e EUA Brasil 100m 3.000kW Rotor Diameter (m) Rating (kw) 50m 750kW 70m 1.500kW 80m 1.800kW Maior eficiência Ganho de Disponibilidade Redução das perdas na geração m 75kW 30m 300kW Tecnologia desenvolvida recentemente para usinas eólicas permite maiores fatores de capacidade

CPFL Renováveis. Apresentação Institucional

CPFL Renováveis. Apresentação Institucional CPFL Renováveis Apresentação Institucional Agenda 1. Energias Renováveis no Brasil 2 Energia Renovável com alto potencial de crescimento Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao CAGR de 9,5%,

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS Relatório de Sustentabilidade. Dezembro, 2013

CPFL RENOVÁVEIS Relatório de Sustentabilidade. Dezembro, 2013 CPFL RENOVÁVEIS Relatório de Sustentabilidade Dezembro, 2013 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

CPFL Energias Renováveis

CPFL Energias Renováveis CPFL Energias Renováveis Miguel Abdalla Saad Presidente da CPFL Renováveis Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo

Leia mais

Divulgação de resultados 1T14 CPFL Renováveis

Divulgação de resultados 1T14 CPFL Renováveis Divulgação de resultados 1T14 CPFL Renováveis Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Divulgação de resultados 4T13 CPFL Renováveis

Divulgação de resultados 4T13 CPFL Renováveis Divulgação de resultados 4T13 CPFL Renováveis Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS Fevereiro, 2014

CPFL RENOVÁVEIS Fevereiro, 2014 CPFL RENOVÁVEIS Fevereiro, 2014 Agenda 1. Energias renováveis no Brasil 2 Energia renovável mercado com alto potencial de crescimento no Brasil Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao CAGR de

Leia mais

Seminário Valor Econômico. Os Desafios e Oportunidades da Matriz Energética Brasileira Miguel Normando A. Saad Diretor Presidente Outubro/ 2011

Seminário Valor Econômico. Os Desafios e Oportunidades da Matriz Energética Brasileira Miguel Normando A. Saad Diretor Presidente Outubro/ 2011 Seminário Valor Econômico Os Desafios e Oportunidades da Matriz Energética Brasileira Miguel Normando A. Saad Diretor Presidente Outubro/ 2011 Agenda A CPFL Renováveis Desafios e Oportunidades para as

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 1T16 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e

Leia mais

CPFL Renováveis. Apresentação Institucional

CPFL Renováveis. Apresentação Institucional CPFL Renováveis Apresentação Institucional Agenda 1. Energias Renováveis no Brasil 2 Energia Renovável com alto potencial de crescimento Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao CAGR de 9,5%,

Leia mais

,7% ,2% ¹ 2T15 2T Total Contratado 2020

,7% ,2% ¹ 2T15 2T Total Contratado 2020 1.799 +2,7% 1.848 206 +15,2% 48 27 2.129 652 2011¹ 2T15 2T16 2016 2018 2020 Total Contratado 2020 1.232,6 0,3 288,8 296,0 +24,4% 1.533,5 0,3 357,3 399,9 2.362,5 0,7 335,5 682,0 1.344,3 +14,0%

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS Dezembro, 2014

CPFL RENOVÁVEIS Dezembro, 2014 CPFL RENOVÁVEIS Dezembro, 2014 Agenda 1. Energias renováveis no Brasil 2 Energia renovável Mercado com alto potencial de crescimento no Brasil Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao CAGR de

Leia mais

PARQUES EÓLICOS SÃO JOSÉ DOS AUSENTES - RS ÁGUA DOCE - SC PALMAS - PR URUBICI - SC URUPEMA - SC LAGUNA - SC

PARQUES EÓLICOS SÃO JOSÉ DOS AUSENTES - RS ÁGUA DOCE - SC PALMAS - PR URUBICI - SC URUPEMA - SC LAGUNA - SC PARQUES EÓLICOS SÃO JOSÉ DOS AUSENTES - RS ÁGUA DOCE - SC PALMAS - PR URUBICI - SC URUPEMA - SC LAGUNA - SC Mercado com alto potencial de crescimento Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao

Leia mais

V ENCONTRO COM INVESTIDORES. Outubro de 2017

V ENCONTRO COM INVESTIDORES. Outubro de 2017 V ENCONTRO COM INVESTIDORES Outubro de 2017 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

EDP Investor Day. 5 Anos de IPO EDP no Brasil

EDP Investor Day. 5 Anos de IPO EDP no Brasil EDP Investor Day 5 Anos de IPO EDP no Brasil Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Renova Energia Apresentação Institucional

Renova Energia Apresentação Institucional 1 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS Janeiro, 2014

CPFL RENOVÁVEIS Janeiro, 2014 CPFL RENOVÁVEIS Janeiro, 2014 Agenda 1. Energias renováveis no Brasil 2 Energia renovável mercado com alto potencial de crescimento no Brasil Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao CAGR de

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS Fevereiro, 2016

CPFL RENOVÁVEIS Fevereiro, 2016 CPFL RENOVÁVEIS Fevereiro, 2016 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários

Leia mais

IV ENCONTRO COM INVESTIDORES. Dezembro de 2016

IV ENCONTRO COM INVESTIDORES. Dezembro de 2016 IV ENCONTRO COM INVESTIDORES Dezembro de 2016 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Resultados 4T

Resultados 4T Resultados 4T16 2016 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Resultados 4T18/2018. CPFL Energia Todos os direitos reservados.

Resultados 4T18/2018. CPFL Energia Todos os direitos reservados. Resultados 4T18/2018 CPFL Energia 2019. Todos os direitos reservados. Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com

Leia mais

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS Julho, 2015

CPFL RENOVÁVEIS Julho, 2015 CPFL RENOVÁVEIS Julho, 2015 Agenda 1. Energias renováveis no Brasil 2 Energia renovável Mercado com alto potencial de crescimento no Brasil Previsão de crescimento de renováveis no Brasil ao CAGR de 10,5%,

Leia mais

Reajuste tarifário da RGE, em jun/17, com um efeito médio de +5,00% a ser percebido pelos consumidores

Reajuste tarifário da RGE, em jun/17, com um efeito médio de +5,00% a ser percebido pelos consumidores Resultados Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Apresentação Institucional. Março, 2017

Apresentação Institucional. Março, 2017 Apresentação Institucional Março, 2017 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários

Leia mais

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

5º Encontro Anual Light e Investidores

5º Encontro Anual Light e Investidores 5º Encontro Anual Light e Investidores 1 Aquisições Aquisições 2 Aquisições Junho 2010: Aquisição de 51% da Axxiom para o desenvolvimento de soluções tecnológicas Agosto 2011: Entrada no Capital da Renova

Leia mais

Manutenção da demanda contratada: -0,6% Fora Ponta e -0,2% Ponta (mar/17 x mar/16) 1,2

Manutenção da demanda contratada: -0,6% Fora Ponta e -0,2% Ponta (mar/17 x mar/16) 1,2 Resultados Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Resultados 3T18. CPFL Energia Todos os direitos reservados.

Resultados 3T18. CPFL Energia Todos os direitos reservados. Resultados CPFL Energia 2018. Todos os direitos reservados. Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Crescimento de 18,1%, atingindo R$ 540 Milhões

Crescimento de 18,1%, atingindo R$ 540 Milhões Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

91,4% de evolução física

91,4% de evolução física Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Apresentação Institucional. Agosto de 2017

Apresentação Institucional. Agosto de 2017 Apresentação Institucional Agosto de 2017 Termo de Renúncia Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas

Leia mais

+ 19,3%, em relação ao 9M16

+ 19,3%, em relação ao 9M16 Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 2º trimestre de 2011

Teleconferência de Resultados. 2º trimestre de 2011 Teleconferência de Resultados 2º trimestre de 2011 1 Destaques DESEMPENHO OPERACIONAL Crescimento de 3,1% no consumo em comparação ao, impulsionado principalmente pelas classes comercial e residencial.

Leia mais

Excelência em Execução

Excelência em Execução Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T13. (Teleconferência em 27/02/2014)

Apresentação de Resultados 4T13. (Teleconferência em 27/02/2014) EDP Energias do Brasil Apresentação de Resultados 4T13 (Teleconferência em 27/02/2014) Disclaimer - Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros

Leia mais

EDP Energias de Portugal. Free Float. Energias do Brasil 51,21% 48,78%*

EDP Energias de Portugal. Free Float. Energias do Brasil 51,21% 48,78%* Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Manutenção da demanda contratada: +0,6% Fora Ponta e +1,3% Ponta (set/16 x set/15) 1

Manutenção da demanda contratada: +0,6% Fora Ponta e +1,3% Ponta (set/16 x set/15) 1 Resultados Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Operação de Parques Eólicos A experiência da CPFL Renováveis. Bruno Monte Gerente de Planejamento da Operação CPFL Renováveis

Operação de Parques Eólicos A experiência da CPFL Renováveis. Bruno Monte Gerente de Planejamento da Operação CPFL Renováveis Operação de Parques Eólicos A experiência da CPFL Renováveis Bruno Monte Gerente de Planejamento da Operação CPFL Renováveis Junho 2016 Agenda 1. CPFL Renováveis 2 Energia renovável Potencial a ser explorado

Leia mais

Resultados 3T17. Novembro, 2017

Resultados 3T17. Novembro, 2017 Resultados 3T17 Novembro, 2017 Destaques 3T17 ESTRATÉGIA DE COMERCIALIZAÇÃO Nível de contratação do ano de 2017 reduzido de 88% para 79% R$ 130 milhões de custos evitados com a estratégia de mitigação

Leia mais

Teleconferência. Resultados 2T07. António Martins da Costa Diretor Presidente

Teleconferência. Resultados 2T07. António Martins da Costa Diretor Presidente Teleconferência Resultados António Martins da Costa Diretor Presidente Antonio José Sellare Diretor Vice-Presidente de Finanças e Relações com Investidores Flavia Heller Superintendente de Relações com

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 3º trimestre de 2010

Teleconferência de Resultados. 3º trimestre de 2010 Teleconferência de Resultados 3º trimestre de 2010 1 Destaques DESEMPENHO OPERACIONAL Crescimento do consumo em 3,1% (cativo + livre) em relação ao 3T09 e 6,0% em relação a, impulsionado pelo expressivo

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Premissas Continuidade do crescimento econômico na área de concessão Mercado Mercado Cativo (GWh) +2,5% a.a. 22.113 Incorporação de energia(redução de perdas) 19.459 19.877 20.054

Leia mais

Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores 2 Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Teleconferência. Resultados 4T06. António Martins da Costa Diretor Presidente

Teleconferência. Resultados 4T06. António Martins da Costa Diretor Presidente Teleconferência Resultados 4T06 António Martins da Costa Diretor Presidente Antonio José Sellare Diretor Vice-Presidente de Finanças e Relações com Investidores Vasco Barcellos Diretor de Relações com

Leia mais

Apresentação Institucional. Abril de 2018

Apresentação Institucional. Abril de 2018 Apresentação Institucional Abril de 2018 Termo de Renúncia Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas

Leia mais

7º ano consecutivo no ISE - Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa

7º ano consecutivo no ISE - Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Reunião com Investidores. Novembro de 2008

Reunião com Investidores. Novembro de 2008 Reunião com Investidores Novembro de 2008 Estrutura Corporativa 52,1%] 25,0% 25,0% 25,0% 25,0% 33,6% 6,5% 7,8% 100,0%! Total de ações: 203.933.778 Valor de Mercado: R$ 4,6 bilhões em 31 de outubro de 2008)

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de 2008

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de 2008 Teleconferência de Resultados 2T08 12 de agosto de 2008 1 Destaques 2T08 MERCADO Redução de 0,2 p.p (63 GWh) nas perdas de energia sobre a carga fio em relação a março de 2008 Light Esco: Crescimento de

Leia mais

Destaques do trimestre Portfólio em operação Portfólio contratado: projetos em andamento... 5

Destaques do trimestre Portfólio em operação Portfólio contratado: projetos em andamento... 5 Resultados 2T14 Índice Destaques do trimestre... 3 Portfólio em operação... 4 Portfólio contratado: projetos em andamento... 5 Parques eólicos... 5 Condições gerais de geração... 6 Fonte hídrica... 6 Fonte

Leia mais

Reajuste tarifário da CPFL Piratininga, em out/17, com um efeito médio de +17,28% a ser percebido pelos consumidores

Reajuste tarifário da CPFL Piratininga, em out/17, com um efeito médio de +17,28% a ser percebido pelos consumidores Resultados Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T13. (Teleconferência em 31/10/2013)

Apresentação de Resultados 3T13. (Teleconferência em 31/10/2013) EDP Energias do Brasil Apresentação de Resultados 3T13 (Teleconferência em 31/10/2013) Disclaimer - Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros

Leia mais

Conference Call dos Resultados Acumulados de 2005

Conference Call dos Resultados Acumulados de 2005 Conference Call dos Resultados Acumulados de 2005 António Martins da Costa Diretor Presidente Antonio José Sellare Diretor Vice-Presidente de Finanças e Relações com Investidores Vasco Barcellos Diretor

Leia mais

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado. Outubro, 2012

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado. Outubro, 2012 Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado Outubro, 2012 Termo de Renúncia Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre

Leia mais

Apresentação dos Resultados 1T19. Rio de Janeiro 16 de maio de 2019

Apresentação dos Resultados 1T19. Rio de Janeiro 16 de maio de 2019 Apresentação dos Resultados Rio de Janeiro 16 de maio de 2019 1 Destaques Operacionais Carga Fio- GWh 5,0% Mercado Faturado - GWh 2,5% 10.325 10.841 7.459 7.642 DEC - Horas (12 meses) FEC - Vezes (12 meses)

Leia mais

EDP Energias do Brasil. Resultados 2T de julho de 2009

EDP Energias do Brasil. Resultados 2T de julho de 2009 EDP Energias do Brasil Resultados 2T09 30 de julho de 2009 1 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS DEZEMBRO/201

CPFL RENOVÁVEIS DEZEMBRO/201 CPFL RENOVÁVEIS DEZEMBRO/201 2011 652 MW 2 2012 Bons Ventos +157,5 MW Bio Ipê +25 MW Santa Clara +188 MW Salto Góes +20 MW Bio Ester +40 MW Bio Pedra +70 MW Tanquinho +1,1 MW +501 MW 3 2013 Rosa dos Ventos

Leia mais

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

EDP Energias do Brasil. Resultados 3T09

EDP Energias do Brasil. Resultados 3T09 EDP Energias do Brasil Resultados 3T09 1 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

EDP Energias do Brasil Resultado do Leilão para Concessão do Serviço Público de Transmissão de Energia Elétrica nº 05/2016

EDP Energias do Brasil Resultado do Leilão para Concessão do Serviço Público de Transmissão de Energia Elétrica nº 05/2016 EDP Energias do Brasil Resultado do Leilão para Concessão do Serviço Público de Transmissão de Energia Elétrica nº 05/2016 1 Disclaimer - Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas

Leia mais

EDP Energias do Brasil. Resultados 4T09

EDP Energias do Brasil. Resultados 4T09 EDP Energias do Brasil Resultados 4T09 1 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Apresentação dos Resultados 4T18. Rio de Janeiro 29 de março de 2019

Apresentação dos Resultados 4T18. Rio de Janeiro 29 de março de 2019 Apresentação dos Resultados 4T18 Rio de Janeiro 29 de março de 2019 1 Destaques Operacionais Mercado Faturado - GWh 6,4% Mercado Faturado - GWh 2,7% 6.533 7.206 6.954-3,5% 27.285 28.386 28.026-1,3% DEC

Leia mais

Destaques 3T17. Reajuste tarifário da CPFL Piratininga, em out/17, com um efeito médio de +17,28% a ser percebido pelos consumidores

Destaques 3T17. Reajuste tarifário da CPFL Piratininga, em out/17, com um efeito médio de +17,28% a ser percebido pelos consumidores Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Resultados 2T de Agosto de 2013

Resultados 2T de Agosto de 2013 13 de Agosto de 2013 Índice Mensagem do Presidente... 3 Destaques... 4 Portfólio em Operação... 5 Portfólio em Construção... 5 Parques Eólicos... 5 Usinas Termelétricas movidas a Biomassa... 6 Condições

Leia mais

Conference Call dos Resultados dos Primeiros 9 meses de 2005

Conference Call dos Resultados dos Primeiros 9 meses de 2005 Conference Call dos Resultados dos Primeiros 9 meses de 2005 António Martins da Costa Diretor Presidente Antonio José Sellare Diretor Vice-Presidente de Finanças e Relações com Investidores Vasco Barcellos

Leia mais

CPFL Renováveis - LASE Outubro 2017

CPFL Renováveis - LASE Outubro 2017 CPFL Renováveis - LASE 2017 Outubro 2017 Índice CPFL Renováveis 4 Principais características Números da Gestão Socioambiental Planejamento da Gestão Socioambiental 8 Macroprocessos de Gestão Planejamento

Leia mais

Teleconferência de Resultados

Teleconferência de Resultados Teleconferência de Resultados 3º Trimestre de 2016 Destaques do Trimestre Operacionais (3T16 / 3T15) Mercado Faturado da Distribuidora: 5.947 GWh (-2,2%); Perdas Totais (12 meses) sobre a carga fio: 23,39%

Leia mais

Gerando Energia para a Vida

Gerando Energia para a Vida Gerando Energia para a Vida Apresentação de Resultados 4T2006 16 de março de 2007 1 Aviso Importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T13 2

Apresentação de Resultados 1T13 2 Apresentação de Resultados 1T13 2 Destaques do Período 1T13 Formalização de acordo com a Alstom, por meio de um contrato de parceria, para o fornecimento de equipamentos totalizando 1,2 GW de capacidade

Leia mais

Destaques do 4T08. registrado no mesmo período do ano passado

Destaques do 4T08. registrado no mesmo período do ano passado Resultados 4T08 1 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Resultados 2T17. Agosto, 2017

Resultados 2T17. Agosto, 2017 Resultados 2T17 Agosto, 2017 Destaques 2T17 ESTRATÉGIA DE COMERCIALIZAÇÃO / GESTÃO DE RISCOS: Redução do nível de contratação para 80%, em 2017, como estratégia de redução da exposição ao risco hidrológico

Leia mais

Permuta de Ativos - Enersul e Rede Lajeado

Permuta de Ativos - Enersul e Rede Lajeado Permuta de Ativos - Enersul e Rede Lajeado 1 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Reunião com Analistas e Investidores Junho, 2006

Reunião com Analistas e Investidores Junho, 2006 Reunião com Analistas e Investidores Junho, 2006 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T13

Apresentação de Resultados 2T13 Apresentação de Resultados 2T13 2 Energia (MWh) Disponibilidade Energia (GWh) Destaques do Período 2T13 Entrega do Alto Sertão I completa um ano e o potencial eólico medido supera o P50. Produção Estimada

Leia mais

Teleconferência Resultados do Leilão de Transmissão. 29 junho 2018

Teleconferência Resultados do Leilão de Transmissão. 29 junho 2018 Teleconferência Resultados do Leilão de Transmissão 29 junho 2018 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo

Leia mais

Crescimento de 89% no Lucro Líquido Ajustado vs 2016 Crescimento de 11% dos Dividendos vs 2016

Crescimento de 89% no Lucro Líquido Ajustado vs 2016 Crescimento de 11% dos Dividendos vs 2016 Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Com a força dos ventos a gente vai mais longe Seminário Internacional Portugal-Brasil: Diversidades e Estratégias do Setor Elétrico

Com a força dos ventos a gente vai mais longe Seminário Internacional Portugal-Brasil: Diversidades e Estratégias do Setor Elétrico Com a força dos ventos a gente vai mais longe Seminário Internacional Portugal-Brasil: Diversidades e Estratégias do Setor Elétrico 16 e 17 de Fevereiro de 2012 Élbia Melo Presidente Executiva QUEM SOMOS

Leia mais

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado Termo de Renúncia Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados

Leia mais

Conference Call dos Resultados do 1S06

Conference Call dos Resultados do 1S06 Conference Call dos Resultados do 1S06 Julho, 2006 António Martins da Costa Diretor Presidente Antonio José Sellare Diretor Vice-Presidente de Finanças e Relações com Investidores Vasco Barcellos Diretor

Leia mais

EDP Energias de Portugal. Free Float

EDP Energias de Portugal. Free Float Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Controle de Custos e Disciplina Financeira

Controle de Custos e Disciplina Financeira 1 - Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

EDP Investor Day. 5 Anos de IPO EDP no Brasil

EDP Investor Day. 5 Anos de IPO EDP no Brasil EDP Investor Day 5 Anos de IPO EDP no Brasil Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

PLANO DE DESINVESTIMENTO

PLANO DE DESINVESTIMENTO PLANO DE DESINVESTIMENTO Empresa Participação % Valor R$ MM TOTAL 797 Realizado Status 9,86% 717 Concluída a venda 25% 80 Concluída a transferência, para a Taesa Em andamento 100% 367 1 Incorporação pela

Leia mais

Teleconferência de Resultados

Teleconferência de Resultados Teleconferência de Resultados 2009 1 Destaques 2009 DESEMPENHO OPERACIONAL Crescimento do consumo em 2,7% (cativo + livre) em relação ao ano de 2008 impulsionado pelo crescimento de 10,5% do mercado cativo

Leia mais

Resultados 1T de Maio de 2014

Resultados 1T de Maio de 2014 08 de Maio de 2014 Índice Destaques do trimestre... 3 Eventos recentes... 4 Portfólio em operação... 4 Portfólio contratado projetos em andamento... 5 Condições gerais de geração... 6 Produção de energia...

Leia mais

Apresentação de Resultados 2Q17

Apresentação de Resultados 2Q17 Apresentação de Resultados 2Q17 Agosto, 2017 CONFIDENCIAL DISCLAIMER Esta apresentação pode conter certas declarações que expressam expectativas, crenças e previsões da administração sobre eventos ou resultados

Leia mais

Apresentação de Resultados do 3T novembro 2017

Apresentação de Resultados do 3T novembro 2017 Apresentação de Resultados do 3T17 16 novembro 2017 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

2,9 GW de Capacidade Instalada Foco em usinas entre 100 MW e 1000 MW 6 estados

2,9 GW de Capacidade Instalada Foco em usinas entre 100 MW e 1000 MW 6 estados Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Teleconferência de Resultados

Teleconferência de Resultados Teleconferência de Resultados 2010 1 Destaques DESEMPENHO OPERACIONAL Crescimento de 4,2% no consumo em comparação a 2009, impulsionado pelo desempenho de todas as classes de consumo. Terceira redução

Leia mais

Expectativas Relacionadas às Políticas Governamentais e Incentivos Fiscais para as Térmicas à Biomassa

Expectativas Relacionadas às Políticas Governamentais e Incentivos Fiscais para as Térmicas à Biomassa Expectativas Relacionadas às Políticas Governamentais e Incentivos Fiscais para as Térmicas à Biomassa Zilmar José de Souza Planejamento Termelétrico Brasileiro Rio de Janeiro RJ 11 de abril de 2012 A

Leia mais

Apresentação dos Resultados 3T18. Rio de Janeiro 13 de novembro de 2018

Apresentação dos Resultados 3T18. Rio de Janeiro 13 de novembro de 2018 1 Apresentação dos Resultados 3T18 Rio de Janeiro 13 de novembro de 2018 Destaques Operacionais Mercado Faturado - GWh Mercado Faturado - GWh 1,5% 8,6% 20.752 21.179 21.072-0,5% 5.946 6.287 6.455 2,7%

Leia mais

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores Essa apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações

Leia mais

Mercado Livre e Comercialização de Energia. Marco Antonio Oliveira de Siqueira Diretor Presidente da CPFL Brasil

Mercado Livre e Comercialização de Energia. Marco Antonio Oliveira de Siqueira Diretor Presidente da CPFL Brasil Mercado Livre e Comercialização de Energia Marco Antonio Oliveira de Siqueira Diretor Presidente da CPFL Brasil Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre

Leia mais

Teleconferência Resultados do Leilão de Transmissão. 21 dezembro 2018

Teleconferência Resultados do Leilão de Transmissão. 21 dezembro 2018 Teleconferência Resultados do Leilão de Transmissão 21 dezembro 2018 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo

Leia mais

PARCERIA SEGURA E COM EXPERIÊNCIA

PARCERIA SEGURA E COM EXPERIÊNCIA PARCERIA SEGURA E COM EXPERIÊNCIA O GRUPO CPFL ENERGIA Grupo com mais de 100 anos de história Maior grupo privado do setor elétrico nacional Mais de 30 anos de relacionamento com o setor sucroenergético

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T13. (Teleconferência em 25/07/2013)

Apresentação de Resultados 2T13. (Teleconferência em 25/07/2013) EDP Energias do Brasil Apresentação de Resultados (Teleconferência em 25/07/2013) Disclaimer - Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros

Leia mais

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado. Outubro, 2010

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado. Outubro, 2010 Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado Outubro, 2010 Termo de Renúncia Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T18 15/05/2018

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T18 15/05/2018 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 15/05/2018 FINANCEIROS DESTAQUES DO TRIMESTRE Resultado Líquido: Lucro de R$ 93 milhões no (vs. R$ 25 milhões no ). EBITDA Ajustado: R$ 472 milhões no (vs. R$ 491 milhões

Leia mais