Caminhos do Marchador REGULAMENTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Caminhos do Marchador REGULAMENTO"

Transcrição

1 Caminhos do Marchador REGULAMENTO 01 Disposições gerais O Caminhos do Marchador é uma modalidade integrante do Ranking de Esportes e credenciado com exclusividade pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador, com etapas regionais promovidas por Núcleos regulamentados e uma etapa final, promovida pela ABCCMM. Cada etapa regional deverá ter data prevista no início do ano hípico e será realizada segundo as regras definidas neste regulamento. Cada etapa regional é caracterizada por três fases distintas de avaliação dos conjuntos. São elas: Marcha, Maneabilidade e Cavalgada Planilhada. A critério da Diretoria de Esportes, a etapa final poderá adotar quesitos específicos. As avaliações serão realizadas em ambientes rurais, por distâncias e em velocidades variáveis, em pista, caminhos, trilhas e picadas, com passagens por acidentes naturais em matas, veredas, rios, vales e montanhas. Os julgamentos de todos os quesitos serão realizados por um ou mais árbitros do quadro oficial da ABCCMM. 02 Avaliações em cada fase de prova 2.1 Marcha a avaliação dos quesitos: - Gesto - Estilo - Rendimento Será realizada em pista ou a campo, de acordo com as disponibilidades de cada região. b avaliação dos quesitos: - Comodidade - Adestramento Estes quesitos serão avaliados em um trecho de deslocamento com distância variável entre 14 e 25 km, preparado para esta finalidade e realizado em fazendas, estradas, trilhas, passagens, rios e matas, em topografias naturais e comuns ao meio rural. Trechos formados por estradas pavimentadas e ambientes urbanos serão evitados. Obstáculos naturais e artificiais poderão fazer parte do percurso. # Parágrafo 1 - Todos os quesitos de marcha serão julgados pelo árbitro, conforme o regulamento da ENA (Escola Nacional de Árbitros). 2.2 Maneabilidade - Será montado um percurso de maneabilidade em pista ou campo com um mínimo de 05 obstáculos/figuras. O layout do percurso será definido pelo Departamento de Esportes e o julgamento deverá seguir os critérios do Regulamento da prova de maneabilidade, integrante do Regulamento Geral para Provas Funcionais. 2.3 Cavalgada Planilhada - Será realizada em ambientes rurais, por distâncias e em velocidades variáveis, por caminhos, trilhas, picadas, com passagens por acidentes naturais em matas, veredas, rios, vales e montanhas. Serão avaliados a resistência física dos animais e a habilidade dos cavaleiros em navegar segundo velocidades médias pré-estabelecidas para cada trecho. Trechos formados por estradas pavimentadas e ambientes urbanos serão evitados. Obstáculos naturais e artificiais poderão ser utilizados no percurso. Os critérios de julgamento da Cavalgada Planilhada serão definidos pelo Regulamento de Cavalgada Planilhada, integrante do Regulamento Geral para Provas Funcionais. # Parágrafo 2 Os conjuntos que não se apresentarem em qualquer uma destas fases de avaliação, seja marcha, maneabilidade ou cavalgada planilhada, serão penalizados em 60 pontos por cada fase não realizada e esta penalização será subtraída do total de pontos conquistados.

2 3 Categorias 3.1 Cavaleiros: Mirim sexo masculino e feminino, até 15 anos completos; Amazona sexo feminino, a partir de 16 anos completos até 49 anos completos ; Adulto sexo masculino, a partir de 16 anos completos até 49 anos completos; Master sexo masculino e feminino, a partir de 50 anos completos; Aberta livre para participantes do sexo feminino e masculino, de qualquer idade, amadores e profissionais. Esta categoria é a única permitida para profissionais do cavalo, sejam treinadores, peões, apresentadores, tratadores e proprietários de centro de treinamento. Obs.: para definição das categorias, será considerada data de nascimento igual ou anterior à de início da primeira prova do ano hípico. Parágrafo 3: é de inteira responsabilidade do competidor inscrever-se na categoria correta. Será automaticamente desclassificado o(a) concorrente identificado em qualquer fase da prova, em categoria incompatível com seu perfil, sem reembolso de quaisquer valores pagos por sua inscrição. 3.2 Animais Os animais serão divididos nas seguintes categorias: - Garanhão marcha batida - Garanhão marcha picada - Égua marcha batida - Égua marcha picada - Castrado marcha batida - Castrado marcha picada Parágrafo 4 - Serão admitidos para a competição somente animais com idade mínima de 39 meses completos, com registro definitivo, na data da inscrição. Parágrafo 5- É de inteira responsabilidade do competidor informar corretamente, no ato da inscrição, a categoria na qual se incluirá seu animal, bem como a veracidade das demais informações relativas ao animal, que deverão estar em perfeita concordância com as informações do registro definitivo. O competidor deverá apresentar todos os documentos exigidos pelo regulamento geral de eventos da ABCCMM e mais aqueles informados previamente pela organização da prova. 3.3 Formação das categorias a - Cavaleiros e amazonas É necessário um mínimo de 03 (três) inscrições para que uma categoria seja oficializada. Caso não haja número suficiente de inscrições, será facultado ao competidor inscrever-se em outra categoria, conforme tabela abaixo: Categoria Opções Mirim adulto Aberta Feminino adulto aberta Adulto master aberta Master adulto aberta Aberta b - Animais É necessário um mínimo de 03 (três) animais para que uma categoria seja oficializada. Caso não haja número suficiente de inscrições o animal se credenciará para etapa final, mas na etapa regional

3 em que está participando não disputará títulos segundo as categorias citadas no item 3.2 (categorias animais) Regulamento da Cavalgada Planilhada Conforme regulamento de provas funcionais da ABCCMM 05 Regulamento da Prova de Maneabilidade Conforme regulamento de provas funcionais da ABCCMM 06 Apuração dos Pontos Os pontos perdidos por cada conjunto serão registrados da seguinte forma: Tabela de penalizações 1 Geral Penalizações que intereferem diretamente na apuração geral de pontos Discriminação Cavaleiros, amazonas e animais, em cada fase de prova que não se apresentarem, seja Maneabilidade, Cavalgada Planilhada, ou uma das fases da marcha Infringir boas condutas de respeito ambiental em qualquer fase do Caminhos do Marchador Não comparecer ou comparecer fora do prazo aos exames veterinários indicados pela organização. Sejam para apresentações em grupo ou individual. P.perd Trocar de animal ou cavaleiro em qualquer fase do Caminhos do Marchador - desclassificação geral Trocar de colete em qualquer fase do Caminhos do Marchador -desclassificação geral Tabela de penalizações 2 - Cavalgada Planilhada Penalizações que interferem na classificação da cavalgada planilhada, que uma vez definida, conquista pontos para a apuração geral desc desc 01 Discriminação Não comparecer ao vet-check e/ou não fazer medição da frequência cardíaca no vet-check P.perd 02 Ultrapassar o tempo limite de 30 minutos para apresentar no vet-check Na aferição da FC, durante o vet-check da cavalgada Planilhada, ultrapassar 64 BPM 04 Competidor que perder o cartão do vet-check Interromper o movimento em direção a chegada no último km na C.Planilhada 180 desc Na Cavalgada Planilhada cumprir desmontado ou apear entre a placa de ultimo KM e a linha de chegada, em qualquer etapa Na conclusão da C.Planilhada os conjuntos que ultrapassarem o tempo limite de 60 minutos em relação ao tempo ideal - Após este limite os PCs e vet-checks serão encerrados ATENÇÃO: Os competidores devem observar os demais itens previstos nos regulamentos da Cavalgada Planilhada, Maneabilidade e Marcha que podem penalizar ou desclassificar o conjunto. É de inteira responsabilidade do competidor conhecer e obedecer todos os itens previstos nestes regulamentos.

4 6.2 - Os pontos conquistados em cada fase (Maneabilidade, C.Planilhada e Marcha), serão somados para efeito de apuração e classificação final. A tabela de pontos será divulgada na etapa. 6.3 Para definição da classificação dos conjuntos a apuração considera os seguintes valores: a PC (pontos conquistados, conforme tabela do item 6.2) Pontos conquistados em cada fase de prova (marcha + maneabilidade + cavalgada planilhada) b PP (pontos perdidos, conforme tabela de penalizações do item 6.1) d A classificação final é resultado da seguinte equação: PC - PP = pontuação do conjunto Este pontuação define a classificação 07 Resultado final dos conjuntos Conforme exemplificado no item 6.3, os melhores classificados serão os conjuntos que atingirem as maiores pontuações no somatório das fases de prova, subtraindo-se deste total os pontos perdidos, conforme as penalizações cometidas Para efeito de conquista de pontos cada fase terá o seguinte peso: a - Classificação na marcha... peso 1,2 b - Classificação na prova de Maneabilidade... peso 1,0 c - Classificação na Cavalgada Planilhada... peso 1,0 08 Critérios de desempate Em caso de empate entre dois ou mais conjuntos, o desempate se fará segundo a seguinte ordem de prioridade: Melhor classificação na prova de marcha Melhor classificação na prova de maneabilidade Melhor classificação na cavalgada planilhada 09 Desclassificação do conjunto Os conjuntos serão desclassificados em qualquer fase da competição pelos seguintes motivos: a - Crueldade com seu animal ou de outro concorrente; b - Desacatar quaisquer componentes da equipe de organização ou seus terceirizados; c - Falta de domínio do animal, quando isso colocar em risco a sua segurança e dos demais; d - Alterar marca de sinalização dos percursos; e - Obstruir, propositalmente, a passagem de outro concorrente; f - Queimar a largada e não atender à solicitação para largar novamente, em qualquer fase; g - Não retificar erro de percurso na Cavalgada Planilhada; h - Impedir, dificultar ou não comparecer em qualquer fase dos trabalhos do veterinário; i - Não usar o colete numerado ou camisa, fornecidos pela Comissão Organizadora; j - Troca de cavalo ou colete; l - Substituição do cavaleiro na apresentação do cavalo; m - ATENÇÃO: Também são válidos para desclassificação os itens previstos no regulamento geral de eventos e regulamento de provas funcionais. È de inteira responsabilidade do competidor conhecer e praticar estes regulamentos.

5 10 Campeonato Brasileiro de Cavalgada Planilhada Será realizado um campeonato de Cavalgada Planilhada em conjunto com o Caminhos do Marchador, onde o competidor poderá, se desejar, só fazer o quesito da Cavalgada Planilhada. O campeão brasileiro será o competidor que somar mais pontos em 02(duas) etapas quaisquer. A etapa final tem peso 02(dois) na pontuação e etapas regionais tem peso 1(um). Os competidores podem participar de quantas etapas regionais desejarem, mas apenas as duas etapas em que alcançaram melhor resultado serão consideradas na soma de sua pontuação. A pontuação será do cavaleiro, portanto cada competidor poderá trocar de montaria de uma etapa para outra, não sendo necessário competir sempre com o mesmo animal. O competidor não poderá trocar de montaria no transcorrer de uma mesma etapa. Os garanhões, éguas e castrados disputarão em igualdade de condições independentemente de andamento Critério de Desempate Em caso de empate entre dois ou mais conjuntos, o desempate se fará segundo a seguinte ordem de prioridade: a - Melhor resultado na etapa final b - Melhor resultado de freqüência cardíaca na etapa final c - Melhor resultado de freqüência cardíaca na penúltima etapa d - Melhor resultado de freqüência cardíaca na ante-penúltima etapa 11 Campeonato Brasileiro Caminhos do Marchador a - O cavaleiro, cavalo de marcha batida e o cavalo de marcha picada campeão brasileiro será o que somar mais pontos em 02(duas) etapas quaisquer. b - A etapa final tem peso 02(dois) na pontuação e etapas regionais tem peso 1(um). c - Os competidores, cavalos e cavaleiros, podem participar de quantas etapas regionais desejarem, mas apenas as duas etapas em que alcançarem melhor resultado serão consideradas na soma de sua pontuação. d - Serão necessárias duas etapas pontuadas para a obtenção do título de Campeão Brasileiro Caminhos do Marchador, para cavaleiros e cavalos. e - O cavaleiro pode montar animais diferentes em etapas distintas, não sendo necessário competir sempre com o mesmo animal em etapas diferentes. Os garanhões, éguas e castrados terão suas categorias definidas por tipo de marcha, ou seja, batida ou picada. Exemplo: o campeão mirim pode estar montado em uma égua de marcha picada e o vice-campeão em um garanhão de marcha batida. f - O cavalo de marcha batida ou picada poderá ser montado por cavaleiros diferentes, em etapas distinas, porém o conjunto cavalo e cavaleiro nunca poderá ser alterado durante a realização de uma etapa. 12 Outras disposições a - as inscrições para cada etapa encerram-se durante o briefing / reunião sobre as explanações técnicas da prova, que acontece sempre na sexta feira, véspera do início da competição.

6 b - O sorteio da ordem de largada da cavalgada planilhada será durante o briefing. Os competidores devem formar suas equipes para participar do sorteio. Serão aceitas equipes de até quatro conjuntos. c - hospedagem competidores - Nas etapas regionais ou etapa final os competidores são responsáveis por suas reservas, hospedagens, alimentação, assim como de seus funcionários e/ou equipe de apoio. d - É recomendado aos competidores usarem relógio ou cronômetro para navegação durante a cavalgada planilhada. È proibido o uso de GPS nas etapas regionais e etapa final. e - Os competidores devem observar o itens mínimos obrigatórios quanto a vestimenta e equipamentos de equitação. Devem considerar o regulamento geral de eventos da ABCCMM e regulamento de provas funcionais do Departamento de Esportes. f - Transporte, alojamento e manejo dos animais - Serão de inteira responsabilidade dos competidores, no entanto o organizador disponibilizará os locais para alojamento dos animais. g - Regulamentos da ABCCMM podem ser obtidos no site www. abccmm.org.br 13 - Casos omissos Os casos omissos serão decididos pelo árbitro da competição e comissão organizadora.

Regulamento da Prova Funcional do Mangalarga Marchador

Regulamento da Prova Funcional do Mangalarga Marchador Regulamento da Prova Funcional do Mangalarga Marchador Art. 1º - A Prova Funcional do Mangalarga Marchador é uma prova técnica e ao cronômetro, reconhecida oficialmente pela ABCCMM, sendo composta por

Leia mais

Caminhos do Marchador

Caminhos do Marchador Caminhos do Marchador REGULAMENTO 01 Disposições gerais O Caminhos do Marchador é parte integrante do Ranking de Esportes da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador. A prova

Leia mais

Regulamento Prova de Maneabilidade da Raça Mangalarga Versão 2014

Regulamento Prova de Maneabilidade da Raça Mangalarga Versão 2014 Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga Avenida Francisco Matarazzo, 455 Pavilhão 04 Dr. Fausto Simões São Paulo / SP CEP 05001 300 Tel. 11 3673 9400 Fax: 11 3862 1864 www.cavalomangalarga.com.br

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA 2012 3ª ETAPA UNIVERSIDADE DO CAVALO - SOROCABA 11 DE AGOSTO DE 2012 - SÁBADO

CAMPEONATO PAULISTA 2012 3ª ETAPA UNIVERSIDADE DO CAVALO - SOROCABA 11 DE AGOSTO DE 2012 - SÁBADO DENOMINAÇÃO E STATUS CAMPEONATO PAULISTA 2012 3ª ETAPA UNIVERSIDADE DO CAVALO - SOROCABA 11 DE AGOSTO DE 2012 - SÁBADO PROVAS VEL. LIVRE - CEN 1* - APROX. 80KM 03 aneis em 01 dia Vel. Mínima- 12 km/h YOUNG

Leia mais

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal.

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. ORGANIZAÇÃO O torneio será organizado e dirigido por uma Comissão Organizadora

Leia mais

Triathlon Faculdades FKB. Regulamento Geral

Triathlon Faculdades FKB. Regulamento Geral DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Triathlon Faculdades FKB Regulamento Geral Art. 1 Este Regulamento Geral é o conjunto de disposições que regem a 1ª Prova de Triathlon Faculdades FKB 2011 e implica obediência

Leia mais

R e g u l a m e n t o

R e g u l a m e n t o R e g u l a m e n t o Corrida de Aventura i9 Eco Adventure - Brotas- SP 1 CORRIDA DE AVENTURA: 1.1 A Corrida de Aventura i9 ECO ADVENTURE Brotas SP É uma modalidade multesportiva priorizando o máximo possível

Leia mais

Regulamento. Circuito Paulista de Fun Trekking www.circuitopaulista.com.br Versão março de 2009

Regulamento. Circuito Paulista de Fun Trekking www.circuitopaulista.com.br Versão março de 2009 Regulamento Circuito Paulista de www.circuitopaulista.com.br Versão março de 2009 1. Definição a. Este regulamento aplica-se exclusivamente à etapa do Circuito Paulista de a ser realizada no mês de março

Leia mais

Campeonato Mineiro de Down Hill 2015 21 e 22 de Novembro Ouro Preto MG

Campeonato Mineiro de Down Hill 2015 21 e 22 de Novembro Ouro Preto MG Campeonato Mineiro de Down Hill 2015 21 e 22 de Novembro Ouro Preto MG Modalidade: Mountain Bike Down Hill O evento acontece na cidade mineira de Ouro Preto, nos dias 21 e 22 de Novembro de 2015, a organização

Leia mais

Regulamento Oficial Naventura Reserva Volta Velha 2015

Regulamento Oficial Naventura Reserva Volta Velha 2015 Regulamento Oficial Naventura Reserva Volta Velha 2015 1. Organização 1.1 KRPacheco Gestão Ambiental, Turismo e Eventos Ltda. (Naventura Outdoor Experiences). 1.2 Diretor de Prova: Kleber Ricardo Pacheco.

Leia mais

CONCURSO HÍPICO HÍPICA PARQUE ATIBAIA

CONCURSO HÍPICO HÍPICA PARQUE ATIBAIA CONCURSO HÍPICO HÍPICA PARQUE ATIBAIA A HIPICA PARQUE ATIBAIA COM AUTORIZAÇÃO DA FEDERAÇÃO PAULISTA DE HIPISMO REALIZARA NO SABADO DIA 14 DE ABRIL DE 2012, UMA PROVA HIPICA QUE SERA DISPUTADA DE ACORDO

Leia mais

REGULAMENTO DA VOLTA DA FATEA 2015

REGULAMENTO DA VOLTA DA FATEA 2015 REGULAMENTO DA VOLTA DA FATEA 2015 1 A prova 1.1 A prova será realizada no dia 6 de Dezembro de 2015 na cidade de Lorena, com caminhada de 2 km e corridas de 5 km. 1.2 A prova terá percurso de aproximadamente

Leia mais

CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO

CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO CIRCUITO NACIONAL CORREIOS DE BEACH TENNIS REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO O Campeonato será realizado nos meses de Junho, Agosto,Outubro e a Etapa Master final do ano(local e data a confirmar),

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE CICLISMO TEMPORADA 2015 Pontuações / categorias / metragens

FEDERAÇÃO PAULISTA DE CICLISMO TEMPORADA 2015 Pontuações / categorias / metragens FEDERAÇÃO PAULISTA DE CICLISMO TEMPORADA 2015 Pontuações / categorias / metragens Comunicado: Pensando em oferecer uma melhor segurança a todos os nossos filiados na temporada 2015, comunicamos a todos

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE Em vigor a partir de 27 de Janeiro de 2010 INDICE 1. CAMPEONATO NACIONAL DE REGATAS EM LINHA... 3 2. DEFINIÇÃO... 3 3.

Leia mais

REGULAMENTO DE REMO 2007 2008

REGULAMENTO DE REMO 2007 2008 REGULAMENTO DE REMO 2007 2008 REGATAS OFICIAIS E CAMPEONATOS ESTADUAIS CAPÍTULO I DOS REMADORES E SUAS CATEGORIAS: Artigo 1º O(a)(s) remador(a)(es)(as) que vierem a participar de regatas da serão divididos

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte e Nordeste, bem

Leia mais

COPA BRASIL DE CLUBES 2007 PATINAÇÃO DE VELOCIDADE

COPA BRASIL DE CLUBES 2007 PATINAÇÃO DE VELOCIDADE COPA BRASIL DE CLUBES 2007 PATINAÇÃO DE VELOCIDADE OBJETIVO: Esta competição tem como objetivo, fomentar a Patinação de Velocidade no território Nacional. Para o ano de 2007, estão sendo programadas 5

Leia mais

DOMINGO DIA 22 DE AGOSTO

DOMINGO DIA 22 DE AGOSTO IV Copa Cidade de São Bernardo do Campo No Centro Eqüestre São Bernardo EVENTO AUTORIZADO PELA FEDERAÇÃO PAULISTA DE HIPISMO DOMINGO DIA 22 DE AGOSTO FAÇAM SUAS INSCRIÇÕES ANTECIPADAS! Estrada Marcopolo,

Leia mais

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Nordeste, bem como proporcionar

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE CICLISMO - 2013 PONTOS

FEDERAÇÃO PAULISTA DE CICLISMO - 2013 PONTOS FEDERAÇÃO PAULISTA DE CICLISMO - 2013 PONTUAÇÕES / CATEGORIAS / METRAGENS Pontuação das categorias A Elite masculina/feminina Sub-23 Sub 30 Júnior masculino/feminino POSIÇÃO 1º lugar 16 PONTOS 2º lugar

Leia mais

Regulamento Corrida e Caminhada pela Vida Doe Órgãos Hospital Universitário do Oeste do Paraná - HUOP 20/09/2015

Regulamento Corrida e Caminhada pela Vida Doe Órgãos Hospital Universitário do Oeste do Paraná - HUOP 20/09/2015 1 Regulamento Corrida e Caminhada pela Vida Doe Órgãos Hospital Universitário do Oeste do Paraná - HUOP 20/09/2015 O presente regulamento contém as disposições gerais para a 1ª Corrida pela Vida Doe Órgãos

Leia mais

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino Art. 1º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO DE JUVENIS têm por propósito básico a integração nacional,

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO

Leia mais

CLUBE COMERCIAL DE LORENA

CLUBE COMERCIAL DE LORENA TORNEIO DE BILHAR 2015 I - Dos Objetivos: REGULAMENTO Art. 1 - O evento tem por finalidade promover o intercambio social e esportivo entre os associados do Clube Comercial de Lorena e de toda a região,

Leia mais

DOMINGO DIA 22 DE MAIO

DOMINGO DIA 22 DE MAIO DOMINGO DIA 22 DE MAIO EVENTO AUTORIZADO PELA FEDERAÇÃO PAULISTA DE HIPISMO CENTRO EQUESTRE SÃO BERNARDO ESTRADA MARCOPOLO, 4934 BATISTINI SBC 4396 3193 / 4396 3194 / 4396-0819 1 I GENERALIDADES O Centro

Leia mais

REGULAMENTO DE FUTSAL

REGULAMENTO DE FUTSAL REGULAMENTO DE FUTSAL Capítulo I DAS FINALIDADES Art. 1º O campeonato de futsal masculino, é promovido como uma das modalidades dos VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, promovido e organizado pela AMB Associação

Leia mais

CAMPEONATO CARIOCA OFFROAD DE RALLY DE REGULARIDADE 2015 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS

CAMPEONATO CARIOCA OFFROAD DE RALLY DE REGULARIDADE 2015 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS CAMPEONATO CARIOCA OFFROAD DE RALLY DE REGULARIDADE 2015 REGULAMENTO GERAL DAS PROVAS INTRODUÇÃO... 0 DEFINIÇÃO... 1 RESPONSABILIDADES... 2 CATEGORIAS... 3 INSCRIÇÕES... 4 IDADES E ACOMPANHANTES... 5 ORDEM

Leia mais

Regulamento Copa Cemil de Ciclismo 2015

Regulamento Copa Cemil de Ciclismo 2015 Regulamento Copa Cemil de Ciclismo 2015 Regulamento Particular da Competição Na ausência de item especifico para um determinado assunto neste regulamento particular, a organização considera como referencia

Leia mais

ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015

ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015 DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º - A Taça São Paulo de Futsal - 2015 será disputado por equipes com atletas com deficiência intelectual. Art.

Leia mais

2ª CORRIDA SUZANO SHOPPING/AMIL REGULAMENTO DE PROVA

2ª CORRIDA SUZANO SHOPPING/AMIL REGULAMENTO DE PROVA 2ª CORRIDA SUZANO SHOPPING/AMIL REGULAMENTO DE PROVA INFORMAÇÕES GERAIS A 2ª CORRIDA SUZANO SHOPPING/AMIL será realizada no dia 06 de abril de 2014, domingo, com largada às 9h, em distâncias de 3km e 6km.

Leia mais

FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA (off road) DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGULAMENTO PARA RAID

FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA (off road) DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGULAMENTO PARA RAID 1 FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA (off road) DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGULAMENTO PARA RAID FCJERJ, FEDERAÇÃO DE CLUBES DE JEEP E ENTIDADES DO ESPORTE FORA DE ESTRADA

Leia mais

REGULAMENTO 3ª COPA SPORT KART MG - EDIÇÃO 2016/01 VERSÃO 1 08/12/2015

REGULAMENTO 3ª COPA SPORT KART MG - EDIÇÃO 2016/01 VERSÃO 1 08/12/2015 REGULAMENTO 3ª COPA SPORT KART MG - EDIÇÃO 2016/01 VERSÃO 1 08/12/2015 Art. 1º - DA ORGANIZAÇÃO DO CAMPEONATO. 1. Este campeonato de kart amador tem como idealizadora a COMISSÃO ORGANIZADORA SPORT KART

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016

REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016 REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016 APRESENTAÇÃO Art. 1º O Campeonato Metropolitano de Mountain Bike é realizado pela empresa Pro Bike Adventure, que já está à frente deste

Leia mais

CORRIDA UNIMED REGULAMENTO GERAL

CORRIDA UNIMED REGULAMENTO GERAL CORRIDA UNIMED REGULAMENTO GERAL As Provas Pedestres que compõem o evento CORRIDA UNIMED serão realizadas no dia 11 de outubro de 2014, na cidade de Teresina, com a participação de atletas regularmente

Leia mais

REGULAMENTO. 1 Procedimentos para inscrição

REGULAMENTO. 1 Procedimentos para inscrição *Última atualização em 29/05/15 às 13h49 REGULAMENTO 1 Procedimentos para inscrição 1.1. As inscrições para o 20 Surf Colegial A Tribuna, deverão ser realizadas individualmente e no período único de inscrições

Leia mais

SOCIEDADE HÍPICA CATARINENSE A SHC CONVIDA PARA COPA FLORIANÓPOLIS DE ESCOLA 2015

SOCIEDADE HÍPICA CATARINENSE A SHC CONVIDA PARA COPA FLORIANÓPOLIS DE ESCOLA 2015 A SHC CONVIDA PARA COPA FLORIANÓPOLIS DE ESCOLA 2015 COPA FLORIANÓPOLIS DE ESCOLA Pg 1/8 SHC - SOCIEDADE HÍPICA CATARINENSE FLORIANÓPOLIS/SC COPA FLORIANÓPOLIS DE ESCOLA Pg 2/8 P R O G R A M A A Sociedade

Leia mais

1ª CORRIDA DO DESAFIO CONTRA RELÓGIO JALES/SP 2015 Data ( 18/07-Sábado as 15:00hs )

1ª CORRIDA DO DESAFIO CONTRA RELÓGIO JALES/SP 2015 Data ( 18/07-Sábado as 15:00hs ) 1ª CORRIDA DO DESAFIO CONTRA RELÓGIO JALES/SP 2015 Data ( 18/07-Sábado as 15:00hs ) FINALIDADE DA CORRIDA: Promover e fortalecer o esporte em nossa cidade e região; colaborar na arrecadação de fundos para

Leia mais

EDITAL SELETIVAS SE RASGUM 2015

EDITAL SELETIVAS SE RASGUM 2015 EDITAL SELETIVAS SE RASGUM 2015 CAPÍTULO 1 DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º A Se Rasgum Produções realizará as Seletivas Se Rasgum 2015 com o objetivo de escolher 4 (quatro) bandas paraenses, de diversos estilos

Leia mais

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 é uma promoção e realização da Federação

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte

Leia mais

JEEP CLUBE DE MACEIÓ

JEEP CLUBE DE MACEIÓ JEEP CLUBE DE MACEIÓ R E G U L A M E N T O XIX Prova do Sururu A XIX PROVA DO SURURU de 4x4 será regida pelo presente regulamento e pelo Código Desportivo do Automobilismo. A XIX PROVA DO SURURU de 4x4

Leia mais

TERMO DE RESPONSABILIDADE

TERMO DE RESPONSABILIDADE TERMO DE RESPONSABILIDADE Eu,, no perfeito uso de minhas faculdades, DECLARO para os devidos fins de direito que: 1. Estou ciente de que se trata de uma corrida com distância de 5km ou 10km. 2. Estou em

Leia mais

CORRIDA DE REVEZAMENTO NASCENTES DO PIRAÍ

CORRIDA DE REVEZAMENTO NASCENTES DO PIRAÍ CORRIDA DE REVEZAMENTO NASCENTES DO PIRAÍ RESUMO Data: 11 de Julho (sábado) Horário: 7h00 Vale do Ouro Restaurante e pousada 18 km do Centro de Joinville, SC Valores das Inscrições Categoria Até 30/04/15

Leia mais

REGULAMENTO 1 OBJETIVO: 2 DATA, LOCAL E HORÁRIO: 3 PERCURSO: 4 REGRAS GERAIS DO EVENTO:

REGULAMENTO 1 OBJETIVO: 2 DATA, LOCAL E HORÁRIO: 3 PERCURSO: 4 REGRAS GERAIS DO EVENTO: REGULAMENTO O evento Circuito Vida Segura SINCOR. GO é uma iniciativa de caráter esportivo - social voltada para o público praticante de corrida de rua. Será realizada no dia 11 de Maio de 2014, com largada

Leia mais

REGULAMENTO DESPORTIVO

REGULAMENTO DESPORTIVO ARTIGO 1º - ORGANIZAÇÃO: A Temporada 2014 da categoria GPCKA será realizada pelo GRUPO - Circuito de Kart Amador. ARTIGO 2º - CRONOGRAMA: A Temporada 2014 será disputada em 6 etapas e as etapas estão previstas

Leia mais

1º CAMPEONATO BRASILEIRO DE BADMINTON RIO DE JANEIRO / RJ

1º CAMPEONATO BRASILEIRO DE BADMINTON RIO DE JANEIRO / RJ 1º CAMPEONATO BRASILEIRO DE BADMINTON RIO DE JANEIRO / RJ A Confederação Brasileira de Badminton e a Federação de Badminton do Estado do Rio de Janeiro (FEBARJ) tem a honra de convidá-los para competir

Leia mais

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG BELO HORIZONTE AGOSTO DE 2014 REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG REALIZAÇÃO Arte do Esporte www.artedoesporte.com.br I DAS FINALIDADES 3 II DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO 3 III PERÍODO DE INSCRIÇÃO E REALIZAÇÃO

Leia mais

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 I. DA COMPETIÇÃO II. DA COORDENAÇÃO III. DAS FASES DA COMPETIÇÃO IV. DAS INSCRIÇÕES E PARTICIPAÇÕES V. DA PREMIAÇÃO VI. DA ARBITRAGEM VII. DA IDENTIFICAÇÃO VIII.

Leia mais

26 e 27 de Setembro de 2015

26 e 27 de Setembro de 2015 BOLETIM 2015 26 e 27 de Setembro de 2015 A SECRETARÍA DE ESPORTE E LAZER DE PARAUAPEBAS, AEPA ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DO SUL E SUDESTE DO PARÁ E PROJETO JUDÔ SOLIDÁRIO, em cumprimento ao

Leia mais

DESAFIO DAS SERRAS SERRA DO MAR / SP 2015 REGULAMENTO

DESAFIO DAS SERRAS SERRA DO MAR / SP 2015 REGULAMENTO DESAFIO DAS SERRAS SERRA DO MAR / SP 2015 REGULAMENTO O Desafio das Serras é um evento de 2 dias, a ser realizado nos dias 28 e 29 de Novembro, na Serra do Mar, com percursos de 40 e 80 km feito em duplas

Leia mais

3ª ETAPA DO RANKING DE SALTOS DA LIGA HÍPICA DO VALE DOS SINOS DIA 25 DE MAIO DE 2014

3ª ETAPA DO RANKING DE SALTOS DA LIGA HÍPICA DO VALE DOS SINOS DIA 25 DE MAIO DE 2014 Parceiros 3ª ETAPA DO RANKING DE SALTOS DA LIGA HÍPICA DO VALE DOS SINOS DIA 25 DE MAIO DE 2014 OBSERVAÇÃO: PEDIMOS A TODOS INSTRUTORES QUE ORIENTEM SEUS ALUNOS PARA O USO DO COLETE DE PROTEÇÃO. O Centro

Leia mais

REGULAMENTO Circuito Ilha Carioca de Corrida e Caminhada Etapa Corredor Esportivo

REGULAMENTO Circuito Ilha Carioca de Corrida e Caminhada Etapa Corredor Esportivo REGULAMENTO Circuito Ilha Carioca de Corrida e Caminhada Etapa Corredor Esportivo 1 - A PROVA 1.1. O Circuito Ilha Carioca de Corrida e Caminhada Etapa Corredor Esportivo será realizado nos bairros do

Leia mais

Liga de Rugby do Vale

Liga de Rugby do Vale REGULAMENTO DO TORNEIO Torneio de Rúgbi de Areia 58º Jogos Regionais de Caraguatatuba Liga de Rugby do Vale Capítulo I - Disposições Gerais Art. 1º - O Torneio de Rúgbi de Areia em Caraguatatuba, é um

Leia mais

VI Ranking do Cavalo Árabe - 2012

VI Ranking do Cavalo Árabe - 2012 VI Ranking do Cavalo Árabe - 2012 Apresentação e Objetivos ABCCA Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe instituem e realizam o VI Ranking do Cavalo Árabe de Hipismo nas modalidades Salto e

Leia mais

A Proposta da IAAF 03. Campeonato para 13-15 anos de idade 03. Formato da Competição 04. Organização da Competição 05.

A Proposta da IAAF 03. Campeonato para 13-15 anos de idade 03. Formato da Competição 04. Organização da Competição 05. Índice: A Proposta da IAAF 03 Campeonato para 3-5 anos de idade 03 Formato da Competição 04 Organização da Competição 05 Resultados 06 Arbitragem necessária para o Evento 07 Preparação do Equipamento Necessário

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO SALTO

CAMPEONATO BRASILEIRO SALTO CAMPEONATO BRASILEIRO SALTO 2015 SUMÁRIO: ART. 308 INTRODUÇÃO Pág: 03 ART. 309 ORGANIZAÇÃO, REALIZAÇÃO E SUPERVISÃO Pág: 03 ART. 310 REGRAS GERAIS Pág: 06 ART. 311 CONTAGEM DE PONTOS, CLASSIFICAÇÃO INDIVIDUAL

Leia mais

REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013

REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 REGULAMENTO CURITIBA TENNIS CLASSIC 2013 1. DO CONCEITO O Curitiba Tennis Classic é uma competição aberta composta de uma série de eventos competitivos disputado por equipes de tenistas amadores. O evento

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU CAP. I: AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 - O torneio é uma Promoção do Colegiado do curso de Educação Física da Uniguaçu, apoiado pela Uniguaçu. ART.2

Leia mais

TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição

TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - O Troféu Brasil de Atletismo é uma competição realizada anualmente que têm por propósito básico a difusão do Atletismo e a verificação

Leia mais

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO DOS PRINCIPIO GERAIS, DOS OBJETIVOS E DAS FINALIDADES. Art.1º - A VII é uma realização da Pró-Reitoria de Extensão, Centro de Educação Física e Esporte (CEFE) da Universidade Estadual de Londrina, e serão

Leia mais

RANKING EM UMA CATEGORIA

RANKING EM UMA CATEGORIA RANKING SHB - 2015 REGULAMENTO 1. PARTICIPAÇÃO : 1.1 Pontuarão no RANKING 2015 da SHB, sócios registrados e cavalos registrados (pontuação atribuída ao cavaleiro), exceto cavalos novos) com as taxas de

Leia mais

DESAFIO DAS SERRAS SERRA DA BOCAINA 2012 REGULAMENTO

DESAFIO DAS SERRAS SERRA DA BOCAINA 2012 REGULAMENTO DESAFIO DAS SERRAS SERRA DA BOCAINA 2012 REGULAMENTO O Desafio das Serras será um evento de 2 dias, 01 e 02 de Setembro, na Serra da Bocaina, com percursos de 40 e 80 km feito em duplas e demarcado pela

Leia mais

CAMPEONATO MINEIRO DE AMAZONAS E ESCOLAS DE EQUITAÇÃO

CAMPEONATO MINEIRO DE AMAZONAS E ESCOLAS DE EQUITAÇÃO CAMPEONATO MINEIRO DE AMAZONAS E ESCOLAS DE EQUITAÇÃO 1- GENERALIDADES 1.1. - PROMOÇÃO: FHMG Federação Hípica de Minas Gerais Av. Brasil, 283-707/708 Santa Efigênia Belo Horizonte 30.140-000. Tel.: (031)

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE GOLFE

FEDERAÇÃO PAULISTA DE GOLFE 1 MASCULINO e FEMININO ADULTO O Regulamento do para as Categorias: Adulto Masculina e Feminina, 1. PARTICIPAÇÃO Poderão participar do todos(as) os(as) jogadores/as filiados à Federação Paulista de Golfe

Leia mais

DIRECÇÃO DA SOCIEDADE HÍPICA PORTUGUESA. Exmo. Sr. Francisco Captivo. Exmo. Sr. Maj. Lourenço Fernandes Thomaz. Assegurada

DIRECÇÃO DA SOCIEDADE HÍPICA PORTUGUESA. Exmo. Sr. Francisco Captivo. Exmo. Sr. Maj. Lourenço Fernandes Thomaz. Assegurada ! "#!$$ COMISSÃO ORGANIZADORA JÚRI DE TERRENO DIRECÇÃO DA SOCIEDADE HÍPICA PORTUGUESA PRESIDENTE Exmo. Sr. Francisco Captivo. VOGAIS Exma. Sr.ª Exma. Sr.ª Exma. Sr.ª COMISSÃO DE RECURSO PRESIDENTE Exmo.

Leia mais

31/05/2015-1º Imbituba Marathon

31/05/2015-1º Imbituba Marathon 31/05/2015-1º Imbituba Marathon Regulamento e Apresentação O Iº Imbituba Marathon será disputado no formato de "maratona" (Mountain Bike de longa distância). Os circuitos serão PRO com 44 km e SPORT com

Leia mais

CAMPEONATO ESTADUAL INFANTIL A SENIOR DE NATAÇÃO - 2012

CAMPEONATO ESTADUAL INFANTIL A SENIOR DE NATAÇÃO - 2012 FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE www.fanrn.com.br - aquaticarn@gmail.com Fone: 84-32018008 CAMPEONATO ESTADUAL INFANTIL A SENIOR DE NATAÇÃO - 2012 REGULAMENTO Art. 1º - O Campeonato Estadual Infantil

Leia mais

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas.

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas. Art. 1º - Os CAMPEONATOS ESTADUAIS CAIXA DE ATLETISMO MIRIM têm por propósito básico a integração estadual, a difusão do Atletismo e a verificação do desenvolvimento de seu estágio técnico nos diversos

Leia mais

4. Distâncias das Provas: CORRIDA 5 km; CAMINHADA 3 km; CORRIDA INFANTIL (2 3A 25m/4 5A 50m/6 7A 100m/8 9A 200m/10 13A 400m)

4. Distâncias das Provas: CORRIDA 5 km; CAMINHADA 3 km; CORRIDA INFANTIL (2 3A 25m/4 5A 50m/6 7A 100m/8 9A 200m/10 13A 400m) REGULAMENTO Corrida e Caminhada VIDA E LUZ 1. A Corrida e Caminhada LUZ E VIDA doravante denominadas de EVENTO será realizada no Domingo, 28 de Setembro de 2014 no Município de Nova Iguaçu-RJ. 2. A largada

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA CAMPEONATO NACIONAL DAS ASSOCIAÇOES MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA

REGULAMENTO DE PROVA CAMPEONATO NACIONAL DAS ASSOCIAÇOES MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA FEDERAÇÃO PORTUGUESA MATRAQUILHOS E FUTEBOL DE MESA FUNDADA EM 0 DE FEVEREIRO DE 200 FILIADA NA ITSF - INTERNATIONAL TABLE SOCCER FEDERATION SEDE OFICIAL AV. ENG.º ARMANDO MAGALHAES, 31 4440-505 VALONGO

Leia mais

Este regulamento deverá ser disponibilizado nos locais de inscrições, no site do Picos Pro Race e no Briefing.

Este regulamento deverá ser disponibilizado nos locais de inscrições, no site do Picos Pro Race e no Briefing. Regulamento Oficial PICOS PRO RACE MTB XCM Naativa Ltda. A promoção do evento/competição será de inteira e exclusiva responsabilidade da NAATIVA LTDA, CNPJ sob nº 18.123.619/0001-59 na pessoa de seus sócios

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA GINCANA

REGULAMENTO GERAL DA GINCANA 5ª Gincana 4x4 Trilha do Cadeado Clube do Jipeiro Joinville 05 de março de 2015 REGULAMENTO GERAL DA GINCANA Art. 1 - Definição O evento Gincana Trilha do Cadeado é um rally de estratégia e navegação por

Leia mais

2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K

2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K 2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K 1. PROGRAMAÇÃO. 1. Entrega dos kits na Academia Axios (Endereço: R. Teixeira, 691, Taboão, Bragança Paulista,

Leia mais

CASO A ETAPA SEJA CANCELADA PELOS MOTIVOS CITADOS A CIMA, NÃO HAVERA UMA NOVA DATA PARA A MESMA. NESTE CASO, TODOS RECEBERAM O MESMO TEMPO.

CASO A ETAPA SEJA CANCELADA PELOS MOTIVOS CITADOS A CIMA, NÃO HAVERA UMA NOVA DATA PARA A MESMA. NESTE CASO, TODOS RECEBERAM O MESMO TEMPO. Regulamento CATEGORIAS: M E F CAMISA ROSA (LIDÉR GERAL). CAMISA BRANCA DE BOLINHAS (REI DA MONTANHA). CAMISA VERDE (LIDÉR DO SPRINTER). CAMISA VERMELHA (PROFESSOR). CAMISA AMARELA (CATEGORIA SOLO) A ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Aprovado pela FGEE em 26/06/2015

Aprovado pela FGEE em 26/06/2015 CAMPEONATOS GAÚCHOS DE SALTO 2015 AMADORES B, AMADORES A, AMADORES E AMADORES TOP 10, 11 e 12 de julho IMPORTANTE ATENÇÃO PARA NOVA SISTEMÁTICA DE REGISTRO DE CAVALEIROS E CAVALOS NA FGEE PARA O ANO DE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS SECRETARIA DE PROJETOS ESPECIAIS CARNAVAL 2009 2º CONCURSO ESTADUAL DE FANTASIAS DO CARNAVAL DE PELOTAS REGULAMENTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS SECRETARIA DE PROJETOS ESPECIAIS CARNAVAL 2009 2º CONCURSO ESTADUAL DE FANTASIAS DO CARNAVAL DE PELOTAS REGULAMENTO 2º CONCURSO ESTADUAL DE FANTASIAS DO CARNAVAL DE PELOTAS REGULAMENTO Objetivando conquistar a admiração e o encanto, ao mesmo tempo em que pretende difundir o turismo de Pelotas, com a mostra do que a

Leia mais

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL 1 2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL Disposições Preliminares 1 O Campeonato de Futsal da Associação Atlético Cultural Painco de 2010 será dirigido pelo Departamento

Leia mais

COPA RIO DE JANEIRO 2014-2ª ETAPA - RIO DE JANEIRO (PARQUE DE MADUREIRA) PROVA VÁLIDA PARA O RANKING ESTADUAL (NÍVEL 1) E NACIONAL (NÍVEL 4)

COPA RIO DE JANEIRO 2014-2ª ETAPA - RIO DE JANEIRO (PARQUE DE MADUREIRA) PROVA VÁLIDA PARA O RANKING ESTADUAL (NÍVEL 1) E NACIONAL (NÍVEL 4) 1) Programa Data e Horário -: 30 de Março, Domingo a partir das 08:00 Hs. Local -: Rua Pereira Leitão - Portões 3 e 4 (Parque de Madureira / RJ). Realização -: Instituto FAÇA. Modalidade -: Prova de Ciclismo

Leia mais

1º Rally de velocidade de Avaré

1º Rally de velocidade de Avaré Página1 1º Rally de velocidade de Avaré 11 A 12 DE JULHO DE 2015 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 3ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página2 1.1 1º

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º. Este regulamento é o documento composto conjunto das disposições que regem a Campeonato Brasileiro de Handebol dos Surdos 2015, nas categorias

Leia mais

Regulamento Geral 5ª CORRIDA E CAMINHADA #RUNNERSAAR/JMB.

Regulamento Geral 5ª CORRIDA E CAMINHADA #RUNNERSAAR/JMB. Regulamento Geral 5ª CORRIDA E CAMINHADA #RUNNERSAAR/JMB. A Corrida e Caminhada #RUNNERSAAR/JMB é uma promoção do clube Associação Atlética Riopardense, em caráter de competição aberta, incentivo ao esporte

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 Art.1º- As competições

Leia mais

II CORRIDA GRAN MARQUISE REGULAMENTO

II CORRIDA GRAN MARQUISE REGULAMENTO II CORRIDA GRAN MARQUISE REGULAMENTO 1. A PROVA 1.1. A II CORRIDA GRAN MARQUISE, doravante denominado EVENTO, será realizada no dia 17 de maio de 2015 na cidade de Fortaleza/Ce com distancias de 2KM, 5KM

Leia mais

IMPORTANTE ATENÇÃO PARA NOVA SISTEMÁTICA DE REGISTRO DE CAVALEIROS E CAVALOS NA FGEE PARA O ANO DE 2015 E PARA INSCRIÇÕES NAS PROVAS DA SHPA!

IMPORTANTE ATENÇÃO PARA NOVA SISTEMÁTICA DE REGISTRO DE CAVALEIROS E CAVALOS NA FGEE PARA O ANO DE 2015 E PARA INSCRIÇÕES NAS PROVAS DA SHPA! CSE PROVAS VÁLIDAS PARA O RANKING DA SHPA 2015 DIA 02 DE maio (PROVAS ISOLADAS) PROGRAMA IMPORTANTE ATENÇÃO PARA NOVA SISTEMÁTICA DE REGISTRO DE CAVALEIROS E CAVALOS NA FGEE PARA O ANO DE 2015 E PARA INSCRIÇÕES

Leia mais

Rally de velocidade de Itu

Rally de velocidade de Itu Página1 Rally de velocidade de Itu 19 A 20 DE DEZEMBRO DE 2015 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 6ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA (RPP) Página2 1.1 Rally

Leia mais

Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015

Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015 Regulamento Mitsubishi Fun Day 2015 1. Definição: Evento automobilístico voltado ao lazer composto de um deslocamento de extensão variável (passeio em estradas abertas ao trânsito normal) e uma prova do

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HIPISMO

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HIPISMO REGRAS E CRITÉRIOS PARA FORMAÇÃO DAS EQUIPES BRASILEIRAS DE SALTO CAMPEONATOS AMERICANOS DE MIRIM (CHILDREN - CH), PRÉ- JUNIOR (Pré JR), JUNIOR (JR) e SUL- AMERICANO DE YOUNG RIDERS (YR) Em 2015 na ARGENTINA

Leia mais

R E G U L A M E N T O 2 0 0 6

R E G U L A M E N T O 2 0 0 6 CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE MENORES XXXIII Masculino e Feminino R E G U L A M E N T O 2 0 0 6 Emitido em 15/02/06 Art. 1º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO DE MENORES têm por

Leia mais

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES Artigo 1 - A TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 é promovida, organizada e dirigida pela FEDERAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVAS e Circuito Regional ASRAM FPS 2014 SUP (Stand Up Paddle)

REGULAMENTO DE PROVAS e Circuito Regional ASRAM FPS 2014 SUP (Stand Up Paddle) REGULAMENTO DE PROVAS e Circuito Regional ASRAM FPS 2014 SUP (Stand Up Paddle) INTRODUÇÃO: Com o objetivo de estimular o desenvolvimento da modalidade de STAND UP PADDLE na Região Autónoma da Madeira,

Leia mais

4º Rally de Taubaté 2014

4º Rally de Taubaté 2014 Página1 4º Rally de Taubaté 2014 26 A 27 DE ABRIL DE 2014 CAMPEONATO PAULISTA DE RALLY DE VELOCIDADE 2ª Etapa do Campeonato Paulista de Rally REGULAMENTO PARTICULAR DE PROVA Página2 1. INTRODUÇÃO 1.1 4º

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA

CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA CAMPEONATO BRASILEIRO INFANTO-JUVENIL CIRCUITO NACIONAL CORREIOS ETAPA BRASÍLIA REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO O Campeonato será realizado no mês de julho, regendo-se pelo presente regulamento,

Leia mais

ESCOLA DE EQUITAÇÃO CRISTAL

ESCOLA DE EQUITAÇÃO CRISTAL CAMPEONATO GAÚCHO DE ESCOLAS 2015 e Copa Cavaleiro do Futuro ESCOLA DE EQUITAÇÃO CRISTAL Aprovado pela FGEE em: 24 de Novembro 2015 / corrigido em 26 de novembro de 2015 1. INFORMAÇÕES GERAIS: I.1 TIPO

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA DE ENDURO EQUESTRE ITATIBA-SP

CAMPEONATO PAULISTA DE ENDURO EQUESTRE ITATIBA-SP CAMPEONATO PAULISTA DE ENDURO EQUESTRE ITATIBA-SP AS INSCRIÇÕES FEITAS ATÉ O DIA 10/11 COM O PAGAMENTO DO BOLETO ATÉ O DIA 11/11 TERÃO 20% DE DESCONTO Data final para inscrições on-line 17/11 pagamento

Leia mais

2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento

2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento 2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS Normas de Funcionamento Normas de Funcionamento Considerando a importância que a promoção da dinâmica desportiva assume no concelho, a Câmara Municipal da Lourinhã,

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro As inscrições para o 6º OPEN DE BEACH TENNIS ASBT PRIMAVERA 2015 deverão ser feitas através

Leia mais

1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015

1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015 1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015 Este regulamento define as regras da Primeira Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015, portanto é fundamental o competidor ter conhecimento do seu conteúdo. 1.

Leia mais