Administração do Transporte 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Administração do Transporte 2008"

Transcrição

1 Administração do Transporte 2008 A cadeia de suprimento começa com o cliente e sua necessidade de obter o produto. O próximo estágio dessa cadeia de suprimento é uma loja que o cliente procura. Por exemplo: O distribuidor, por sua vez, é abastecido pelo fabricante (por exemplo, a Procter & Gamble, P&G). O Wal-Mart abastece suas prateleiras usando um estoque que pode ter sido fornecido por um depósito de produtos acabados administrado pela própria Wal-Mart ou por um distribuidor que utiliza caminhões fornecidos por um terceiro. Nos últimos anos o despertou para a globalização, o governo vem apostando pesado no aumento das exportações e no aumento da participação do país no promissor comércio internacional. A questão é O empresário brasileiro está preparado para exportar? Eu, particularmente, penso que sim! Mas que relação isto tem com Logística? Muita coisa... Então vejamos, 1

2 Toda vez que pensamos em Logística, não é raro fazermos o vinculo com transporte, operações portuárias, trens, navios, pallets... Pensando apenas na Região Sudeste, vislumbramos a melhor malha rodoviária e ferroviária do. Importância do Transporte Sob qualquer ponto de vista - econômico, político e militar - o transporte é, inquestionavelmente, a indústria mais importante do mundo. Congresso dos EUA Importância e Função do Transporte na Estratégia Logística: O transporte é uma das principais funções logísticas IMPORTÂNCIA: pode ser medida através de pelo menos três indicadores financeiros: Custo Faturamento Lucro Tem papel fundamental no desempenho de diversas dimensões do Serviço ao cliente: Tempo de entrega Confiabilidade Segurança dos produtos. Importância e Função do Transporte na Estratégia Logística: As principais funções do transporte na Logística estão ligadas às dimensões do tempo e utilidade de lugar Contribui: concorrência no mercado economias de escala na produção reduzir o preço das mercadorias Tempo O objetivo do sistema de transportes é compatibilizar menores prazos de movimentação do produto, qualidade do serviço prestado e o preço do frete. Tempo e Lugar Otimização(rede logística, seleção modais de transporte, espaço, transporte própiro ou terceirizado etc) 2

3 TRANSPORTE: Decisões estratégicas Decisões operacionais Aspectos Estruturais Estratégicas: longo prazo (anual) Definição da rede logística; Tarefas do dia-a-dia Escolha de modais; Decisões sobre propriedade da frota; Tático: médio prazo (semanal/mensal) Planejamento de transportes (roteiros); Seleção e contratação de transportadores (geralmente processo pouco estruturado preço); Análise do frete de retorno (oportunidades para utilizar veículos em trânsito de retorno); Operacionais: curto prazo (diário) Planejamento de embarques; Programação de veículos; Consolidação das cargas; Emissão de documentos: Gerenciamento de avarias; Etc. 2006: Decisão Estratégica Cerca de toneladas de produtos da Unilever serão transportados de São Paulo até a Bahia por meio da malha ferroviária que pertence à Vale do Rio Doce. Dona de uma malha ferroviária de quilômetros, a empresa fechou um contrato com a Unilever (gigante de bens de consumo). O contrato firmado pelas duas empresas e anunciado em 03 de junho, deste ano, inclui um centro de distribuição em Camaçari, ao custo de 25 milhões de reais. "É uma nova opção que se abre ao setor de bens de consumo, que sempre dependeu das rodovias como forma de transporte", diz Mauro Dias, diretor de comercialização de logística da Vale. Segundo ele, o contrato com a Unilever significa 400 caminhões a menos, por mês, nas estradas brasileiras. Fonte: Revista Exame Integração com outras funções logísticas: Um dos principais pilares da Logística moderna é o conceito de Logística Integrada. Por meio desse conceito, as funções logísticas deixam de ser vistas de forma isolada e passam a ser percebidas como um componente operacional da estratégia de Marketing. Importância do Transporte Sob qualquer ponto de vista - econômico, político e militar - o transporte é, inquestionavelmente, a indústria mais importante do mundo. Congresso dos EUA Matriz de Transporte EUA: 2001 Matriz de Transporte EUROPA:

4 Matriz de Transporte - Matriz de Transporte - traffic in tonne-kilometres 61% 20% 13% 13% Fonte: Ministério dos Transportes Modal : Rodoviário Ferroviário Aquaviário 54,430% 0,102%1,351% 30,698% 13,419% Railways Highways Waterways Aviation Petroleum Gas Pipelines Se forem excluídos os produtos primários (minerais e agrícolas), a participação do rodoviário sobe para: 92% nas transferências, 89% na distribuição e 84% no suprimento X Time Errado Modal Rodoviário Ferroviário Hidroviário 1,65 milhões de km km km 1,81 milhões de km km km % Rodoviário Dinamarca Bélgica Alemanha França Hungria EUA Canadá Rússia % Ferroviário A área do círculo representa a utilização do modal aquaviário Preços Relativos dos Diferentes Modais (em US$ por 1000 ton-quilômetro) (*) Os dados do foram convertidos para US$ a uma taxa de 2,50 reais por dólar Os fretes acima dependem de cada origem / fluxo, cada modal e cada concessionária O preço do frete aéreo nos EUA é mais de 5 vezes superior ao rodoviário, mais de 20 vezes o do ferroviário, mais de 35 vezes o do dutoviário, e cerca de 54 vezes o do aquaviário. O preço do frete rodoviário, custa em média 4 vezes mais do que o ferroviário, 6 vezes mais do que o dutoviário e 11 vezes mais do que o aquaviário. No essa diferença é de apenas 1,7 vezes Extensão de ferrovias Comparação com alguns países EUA Rússia Canadá Índia Austrália Argentina México Chile País Extensão de ferrovias (Km) Fonte: Bertaglia, Paulo Roberto Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento Ed.Saraiva (Cia Factbook). Fator extensão de ferrovias sobre área territorial 0,

5 Comparação dos modais em termos das dimensões de serviço Redução de investimento (impactos sobre o transporte brasileiro): - oferta de infra-estruturas de transporte insuficiente para suas necessidades e bem inferior à de outros países de dimensões territoriais similares. Utilizando como medida de oferta a densidade das malhas de transporte, ou seja, Km de vias por Km quadrado de área territorial, verifica-se: Índice brasileiro = 26,4 A disponibilidade de infra-estrutura de transporte no equivale a: 69% da encontrada na ; 46% do México; 6% dos Estados Unidos. Redução de investimento e seus impactos sobre o transporte no Problemas do modal rodoviário de cargas Fonte: Coleção Coppead de Adm. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento do fluxo de produtos e dos recursos São Paulo: Atlas. Fonte: Coleção Coppead de Adm. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento do fluxo de produtos e dos recursos São Paulo: Atlas. Estudo de caso A logística de exportação do suco de laranja na Cargill Exemplo de caso de negócio com o objetivo de aumentar o serviço ao cliente e reduzir custos de transporte Fonte: Bertaglia, Paulo Roberto Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento Ed.Saraiva, 2003 pag. 307 à 311. Questoes para resposta: Estudo de caso 1. Quais são os fatores que representam o sucesso da Cargill? Explique detalhadamente. 2. Descreva os principais fatores que afetam os meios de transporte. 3. De que forma os avanços tecnologicos tem auxiliado os transportes? Cite alguns exemplos. 4. Qual o meio de transporte é o mais utilizado no? Por que? O que poderia ser feito para balancear o uso dos diferentes meios de transporte? 5. Descreva as vantagens e desvantagens de cada modal de transporte. 6. Desenvolva sobre o futuro dos transportes no. A privatizaçao tem se mostrado como única alternativa viavel? Por que? 5

Infraestrutura e Logística Reflexos na Competitividade

Infraestrutura e Logística Reflexos na Competitividade Infraestrutura e Logística Reflexos na Competitividade Enaex Agosto, 2013 Luciano Coutinho Presidente 1 Brasil apresenta fundamentos compatíveis com o crescimento sustentável de Longo Prazo País possui

Leia mais

PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS

PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS 1 Agenda Resumo Resultados 1T07 Mercado Estratégia Projetos com clientes 2 Resumo Industrializados Negócio de produtos industrializados - Intermodalidade Área de atuação ão: Brasil

Leia mais

INTRODUÇÃO À LOGISTICA

INTRODUÇÃO À LOGISTICA INTRODUÇÃO À LOGISTICA Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc VAMOS NOS CONHECER Danillo Tourinho Sancho da Silva, M.Sc Bacharel em Administração, UNEB Especialista em Gestão da Produção e Logística, SENAI

Leia mais

Alguns casos de avanços tecnológicos...28 PERSPECTIVAS...30

Alguns casos de avanços tecnológicos...28 PERSPECTIVAS...30 APRESENTAÇÃO...11 INTRODUÇÃO...13 Definições de operadores...13 A evolução do segmento...13 O PAPEL ESTRATÉGICO DA LOGÍSTICA...15 Uma ampla cadeia de negócio.. 15 As atividades da logística...15 Importância

Leia mais

O BRASIL VIROU GENTE GRANDE E AGORA?

O BRASIL VIROU GENTE GRANDE E AGORA? O BRASIL VIROU GENTE GRANDE E AGORA? A Evolução da Movimentação de Carga no Brasil e no Mundo BRASIL Virando Gente Grande Movimentação do Comércio Exterior no Brasil 1990 = 50 bi 2000 = 110 bi 2004 = 160

Leia mais

Logística. Prof a Marta Monteiro da Costa Cruz Profª Patrícia Alcântara Cardoso

Logística. Prof a Marta Monteiro da Costa Cruz Profª Patrícia Alcântara Cardoso Logística Prof a Marta Monteiro da Costa Cruz mcruz@npd.ufes.br Profª Patrícia Alcântara Cardoso profa.patriciacardoso@gmail.com 1 LOGÍSTICA É a processo sistêmico de planejamento, implementação, controle

Leia mais

Carga Aérea Crescimento e Estratégias. Por: Marcus Gentil

Carga Aérea Crescimento e Estratégias. Por: Marcus Gentil Carga Aérea Crescimento e Estratégias Por: Marcus Gentil Vídeo de Abertura Agenda Representatividade e Missão Tipos de Cargas e suas Principais Características Participação Comparativa dos Modais Evolução

Leia mais

Importância e Oportunidades para o Desenvolvimento da Indústria de Serviços

Importância e Oportunidades para o Desenvolvimento da Indústria de Serviços Importância e Oportunidades para o Desenvolvimento da Indústria de Serviços Modais de Transporte no Brasil Características dos Modais Modal Ferroviário Maior concentração das ferrovias no Brasil As ferrovias

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS Prof. Marcelo Mello Unidade IV GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS Gerenciamento de serviços Nas aulas anteriores estudamos: 1) Importância dos serviços; 2) Diferença entre produtos x serviços; 3) Composto de Marketing

Leia mais

DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA

DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA ANTONIO CARLOS SOLERA TARANTINO TERRITÓRIO RIO 8,5 MILHÕES KM 2 BRASIL / VITORIA 27 ESTADOS / UNIDADES POPULAÇÃ ÇÃO O 190 MILHÕES HAB RIQUEZAS NATURAIS E MINERAIS ÁREA

Leia mais

O Papel do Transporte na Estratégia Logística

O Papel do Transporte na Estratégia Logística FABRAI ANHANGUERA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A LOGÍSTICA PROF. ENDERSON FABIAN DE CARVALHO MATERIAL PARA AS TURMAS DE ADMINISTRAÇÃO 2º SEMESTRE 2010 Exercícios 1) Leia o texto abaixo e responda as questões

Leia mais

Sumário. PARTE 1 Gestão logística da cadeia de suprimentos. Capítulo 2. Capítulo 1

Sumário. PARTE 1 Gestão logística da cadeia de suprimentos. Capítulo 2. Capítulo 1 Sumário PARTE 1 Gestão logística da cadeia de suprimentos Capítulo 1 Cadeias de suprimentos no século xxi... 2 A revolução da cadeia de suprimentos... 4 Integração gera valor... 6 Modelo geral de cadeia

Leia mais

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado Painel: Logística e Competitividade Mineração e Agronegócio: Superando Obstáculos para o Escoamento da Produção (São Paulo-SP,

Leia mais

A p r e s e n t a ç ã o

A p r e s e n t a ç ã o A p r e s e n t a ç ã o Dando continuidade à coleção "Panorama Logístico" - conjunto de relatórios que trazem resultados detalhados de pesquisas desenvolvidas pelo Centro de Estudos em Logística - apresentamos

Leia mais

O SR. JOSUÉ BENGTSON (PTB/PA) pronuncia o. seguinte discurso: Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o

O SR. JOSUÉ BENGTSON (PTB/PA) pronuncia o. seguinte discurso: Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o O SR. JOSUÉ BENGTSON (PTB/PA) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o reaquecimento da economia brasileira a partir do ano passado, deixou em alerta todo o sistema produtivo

Leia mais

MBA em Logística. Distribuição e Transportes DTA04 sala 22

MBA em Logística. Distribuição e Transportes DTA04 sala 22 MBA em Logística Distribuição e Transportes DTA04 sala 22 Prof. MBA em Logística Prof. Distribuição e Transportes DTA04 sala 22 NOMENCLATURA DE CARGAS Classificação de Cargas Classes de Cargas Sub-Classes

Leia mais

Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica. Frederico Bussinger

Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica. Frederico Bussinger Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica Frederico Bussinger BRASIL NO MUNDO LOGÍSTICA: FATOR CRÍTICO DE SUCESSO Área > 4 mi Km 2 População > 100 mi Paquistão USA Bangladesh China

Leia mais

Quanto aos Métodos Quantitativos utilizados, temos: Modelo de Localização

Quanto aos Métodos Quantitativos utilizados, temos: Modelo de Localização 4. Conclusão Nesta conclusão são apresentadas às características principais do negócio Cargill, a motivação do Estudo Logístico e os Métodos utilizados, assim como os Resultados obtidos com o Estudo Logístico,

Leia mais

03/05/2010 SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO CLIENTE FABRICANTE FOR RNECEDOR. Fluxo Reverso Devolução ou Reciclagem. FLUXO DOMINANTE DE PRODUTOS E SERVIÇOS

03/05/2010 SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO CLIENTE FABRICANTE FOR RNECEDOR. Fluxo Reverso Devolução ou Reciclagem. FLUXO DOMINANTE DE PRODUTOS E SERVIÇOS FOR RNECEDOR FABRICANTE SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO CLIENTE Fornecimento físico Planejamento e controle de produção Distribuição física FLUXO DOMINANTE DE PRODUTOS E SERVIÇOS FLUXO DOMINANTE DE DEMANDA E DE

Leia mais

LOGÍSTICA DE TRANSPORTES DE CARGAS

LOGÍSTICA DE TRANSPORTES DE CARGAS LOGÍSTICA DE TRANSPORTES DE CARGAS Jean Carlos Pejo J C PEJO CONSUTORES ASSOCIADOS S/C LTDA Mapa da Produção de Soja no Brasil Projeção da Produção de Soja no Brasil Safra Produção Exportação 2009/2010

Leia mais

PANORAMA. Custos Logísticos no Brasil

PANORAMA. Custos Logísticos no Brasil PANORAMA ILOS Custos Logísticos no Brasil 2014 APRESENTAÇÃO O tema custos é uma preocupação recorrente dos executivos de logística no Brasil. Por isso, de dois em dois anos, o ILOS vai a campo para trazer

Leia mais

Para Sempre Brasil. Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados (1)

Para Sempre Brasil. Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados (1) Para Sempre Brasil Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados 21.05.2014 2014 (1) 108 anos de desenvolvimento industrial e sustentável Hydro liderou a industrialização e modernização

Leia mais

TÍTULO: MULTIMODALIDADE APLICADA AO ESCOAMENTO DAS PRINCIPAIS MASSA ECONOMICAS BRASILEIRAS DESTINADAS À EXPORTAÇÃO PELO PORTO DE SANTOS

TÍTULO: MULTIMODALIDADE APLICADA AO ESCOAMENTO DAS PRINCIPAIS MASSA ECONOMICAS BRASILEIRAS DESTINADAS À EXPORTAÇÃO PELO PORTO DE SANTOS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MULTIMODALIDADE APLICADA AO ESCOAMENTO DAS PRINCIPAIS MASSA ECONOMICAS BRASILEIRAS DESTINADAS

Leia mais

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 CONTEÚDO 1. PERFIL DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 2. OVERVIEW DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 3.

Leia mais

QUESTÕES TRASNPORTE AÉREO/RODOVIÁRIO/FERROVIÁRIO

QUESTÕES TRASNPORTE AÉREO/RODOVIÁRIO/FERROVIÁRIO QUESTÕES TRASNPORTE AÉREO/RODOVIÁRIO/FERROVIÁRIO 1) Quais os principais órgãos de nível internacional que regulam os transportes aéreo, rodoviário e ferroviário? R. Aéreo: IATA International Transport

Leia mais

INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS

INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PERSPECTIVAS E INVESTIMENTOS NO SETOR PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO São Paulo, 02 de abril de 2013

Leia mais

OBJETIVOS. Roteirizarão de Veículos e Administração de Tráfego. Me. Edvin Kalil Freitas Granville agosto de 2010

OBJETIVOS. Roteirizarão de Veículos e Administração de Tráfego. Me. Edvin Kalil Freitas Granville agosto de 2010 Roteirizarão de Veículos e Administração de Tráfego Me. Edvin Kalil Freitas Granville agosto de 2010 OBJETIVOS Conhecer e observar as decisões e cuidados peculiares enfrentadas pela área de transporte

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS. Profª. Evelise Czerepuszko

CUSTOS LOGÍSTICOS. Profª. Evelise Czerepuszko CUSTOS LOGÍSTICOS Profª. Evelise Czerepuszko MISSÃO: O produto certo, na quantidade certa, na hora certa, no lugar certo ao menor custo possível. Quais são as consequências da falta do produto? CONCEITO

Leia mais

MRS Logística. Negócios nos Trilhos. Nov

MRS Logística. Negócios nos Trilhos. Nov MRS Logística Negócios nos Trilhos Nov - 2011 Quem somos Concessionária Pública de Transporte Ferroviário, que interliga os três principais centros industriais do país: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas

Leia mais

Apresentação do Professor e da Disciplina. Revisor Textual: Nome do Revisor Revisão Textual: Profa. Esp. Márcia Ota

Apresentação do Professor e da Disciplina. Revisor Textual: Nome do Revisor Revisão Textual: Profa. Esp. Márcia Ota Apresentação do Professor e da Disciplina Revisor Textual: Nome do Revisor Revisão Textual: Profa. Esp. Márcia Ota Informações da Equipe Professora-tutora Giovana Gavioli; Formação; Experiência Profissional;

Leia mais

SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO

SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO Fundição Mineira no Século XXI A Conquista da Excelência em Fundidos Afonso Gonzaga Presidente do SIFUMG Março de 2005 FUNDIÇÃO MINEIRA NO SÉCULO XXI Conteúdo NÚMEROS DO SETOR ANÁLISE

Leia mais

AS POLÍTICAS PÚBLICAS E ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INTERMODALIDADE EM SÃO PAULO

AS POLÍTICAS PÚBLICAS E ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INTERMODALIDADE EM SÃO PAULO AS POLÍTICAS PÚBLICAS E ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INTERMODALIDADE EM SÃO PAULO Palestrante: MILTON XAVIER Secretaria dos Transportes 28 abr 2006 SECRETARIA DOS TRANSPORTES A demanda de transporte

Leia mais

Desenvolvimento Produtivo Além da Indústria - O Papel dos Serviços

Desenvolvimento Produtivo Além da Indústria - O Papel dos Serviços Desenvolvimento Produtivo Além da Indústria - O Papel dos Serviços Jorge Arbache UnB e BNDES FGV-SP 27/5/2014 As opiniões são do autor e não necessariamente refletem as visões do BNDES 1 Vivemos uma nova

Leia mais

RENOVAÇÃO DA FROTA VAGÕES DE CARGA & LOCOMOTIVAS

RENOVAÇÃO DA FROTA VAGÕES DE CARGA & LOCOMOTIVAS RENOVAÇÃO DA FROTA VAGÕES DE CARGA & LOCOMOTIVAS AGENDA 1 2 3 Situação atual Objetivos Benefícios Estratégia Conclusão Situação atual 3 Fabricantes de vagões de carga 2 Fabricantes de Locomotivas 70 Fabricantes

Leia mais

Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável do Tocantins

Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável do Tocantins Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável do Tocantins Novembro 2015 1 Logística 2 Logística 3 Logística 4 Logística 5 Logística 6 Logística 7 Logística 8 Logística 9 Modais Comparativo

Leia mais

1 Introdução 1.1 Apresentação

1 Introdução 1.1 Apresentação 1 Introdução 1.1 Apresentação O Brasil é, notoriamente, um país com características geográficas favoráveis ao cultivo de produtos agrícolas. O primeiro registro dos predicados agrícolas desta terra data

Leia mais

Gestão da Produção e Logística

Gestão da Produção e Logística Gestão da Produção e Logística Prof. Ms. Francisco Carlos Merlo Introdução à Logística Introdução à Logística 1. Introdução Não há nada mais difícil de controlar, mais perigoso de conduzir, ou mais incerto

Leia mais

História Ferroviária

História Ferroviária História Ferroviária A Estrada de Ferro em SC E. F. Tereza Cristina Felisberto Caldeira Brant Pontes consegue em 1874 a concessão para a construção da ferrovia. A Estrada de Ferro The Donna Thereza Christina

Leia mais

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil ESTUDO DA CNT APONTA QUE INFRAESTRUTURA RUIM AUMENTA CUSTO DO TRANSPORTE DE SOJA E MILHO As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm impacto significativo na movimentação

Leia mais

3. O transporte no Brasil

3. O transporte no Brasil 47 3. O transporte no Brasil Neste capítulo, faz-se uma breve descrição do sistema de transporte de cargas no Brasil, onde são apresentados os investimentos programados pelo Governo Federal no setor, a

Leia mais

,8% ,7% ,4% ,7% ,4%

,8% ,7% ,4% ,7% ,4% Fernando Seabra Mundo (mi. US$) Brasil (mi. US$) MarketShare 2010 39.719 11.043 27,8% 2011 45.698 16.327 35,7% 2012 53.183 17.248 32,4% 2013 57.444 22.810 39,7% 2014 59.005 23.277 39,4% Fonte: comtrade.un.org

Leia mais

3º Trimestre de 2011

3º Trimestre de 2011 Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 3º Trimestre de 2011 Coordenação de Contas Nacionais 06 de dezembro de 2011 Revisões nas Contas Nacionais Trimestrais No 3º trimestre

Leia mais

Modais de Transporte. Claudio Barbieri da Cunha. Escola Politécnica. Claudio Barbieri da Cunha

Modais de Transporte. Claudio Barbieri da Cunha. Escola Politécnica. Claudio Barbieri da Cunha Modais de Transporte Escola Politécnica Logística Atividades Primárias Transportes Manutenção de Estoques Processamento de Pedidos Atividades de Apoio Armazenagem Manuseio de Materiais Embalagem de Proteção

Leia mais

Transportes. Prof. Márcio Padovani

Transportes. Prof. Márcio Padovani Transportes Índice Definição de transporte Origem e evolução dos transportes Rodoviário Ferroviário Marítimo Aéreo Oleoduto Evolução dos transportes no Porto Classificação dos transportes Quanto à modalidade

Leia mais

Perspectivas. Dezembro de 2006

Perspectivas. Dezembro de 2006 Perspectivas Dezembro de 2006 PORTO de SANTOS - Maior com plexo portuário da América do Sul - Área aproximada: 8 milhões de m 2 - TONELAGEM : Crescimento contínuo / Recorde histórico de 72 milhões tons

Leia mais

Planejamento e Gestão de RSU ESTAÇÕES DE TRANSBORDO

Planejamento e Gestão de RSU ESTAÇÕES DE TRANSBORDO Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Engenharia - ESA Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária Planejamento e Gestão de RSU ESTAÇÕES DE TRANSBORDO Artigo: Transbordo de Resíduos (Rodrigo

Leia mais

Jornal do Commercio

Jornal do Commercio Jornal do Commercio http://goo.gl/ajf8bz Revista Logweb http://goo.gl/nbbsr8 Revista Logística Site da Abralog http://goo.gl/0ikh6i Site da revista Tecnologística http://goo.gl/4toa2r Newsletter Tecnologística

Leia mais

Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década

Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década SOBRATEMA FÓRUM BRASIL INFRAESTRUTURA 1 Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década Paulo Resende 2010 UMA VISÃO GERAL SOBRE A INFRAESTRUTURA BRASILEIRA 2 2010 a 2020: um País

Leia mais

Luis Ricardo Marques Pedro

Luis Ricardo Marques Pedro Luis Ricardo Marques Pedro Colaboração na Cadeia de Suprimentos Case TOP LOG - CBD Agenda Nossa Empresa Cadeia de Suprimentos Performance 2005 Resultado TOP LOG 2005 Expectativas para 2006 Números do TOP

Leia mais

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 60 ÁREAS ESTRATÉGICAS DOS TRANSPORTES NO MUNDO: A INTERMODALIDADE

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 60 ÁREAS ESTRATÉGICAS DOS TRANSPORTES NO MUNDO: A INTERMODALIDADE GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 60 ÁREAS ESTRATÉGICAS DOS TRANSPORTES NO MUNDO: A INTERMODALIDADE Como pode cair no enem? (ESPM) A rede de transportes de um país (e a consequente circulação) está intimamente

Leia mais

Clique para editar o estilo. Clique para editar os estilos do texto mestre Segundo nível Terceiro nível Quarto nível Quinto nível

Clique para editar o estilo. Clique para editar os estilos do texto mestre Segundo nível Terceiro nível Quarto nível Quinto nível 1 Agenda Clique para editar o estilo 1. Institucional ALL 2. Rotas de Atuação Container 3. Histórico / Projeção 2009 4. Características Mercado / Estratégia Atuação 5. Próximos Passos 1. Institucional

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS AVALIAÇÕES TÉCNICAS / FEVEREIRO DE 2016 LUIZ ANTONIO FAYET Consultor da CNA AGRONEGÓCIO BRASILEIRO EVOLUÇÃO HÁ 50 ANOS = IMPORTADOR

Leia mais

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OPERAÇÕES DE ARMAZENAGEM E DISTRIBUIÇÃO FÍSICA. Prof. Dr. Daniel Caetano

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OPERAÇÕES DE ARMAZENAGEM E DISTRIBUIÇÃO FÍSICA. Prof. Dr. Daniel Caetano GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OPERAÇÕES DE ARMAZENAGEM E DISTRIBUIÇÃO FÍSICA Prof. Dr. Daniel Caetano 2016-1 Objetivos Conhecer mais sobre os armazéns e as operações de armazenagens Compreender o conceito

Leia mais

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Profª Caroline Pauletto Spanhol Cadeia de Abastecimento Conceitos e Definições Elementos Principais Entendendo a Cadeia de Abastecimento Integrada Importância

Leia mais

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Comunicação e tecnologia. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.2 Conteúdos A presença da economia

Leia mais

Cold Chain Capacity and Growth in Latin America. Jose Luis Demeterco CEO, Brado Logistica S.A.

Cold Chain Capacity and Growth in Latin America. Jose Luis Demeterco CEO, Brado Logistica S.A. Cold Chain Capacity and Growth in Latin America Jose Luis Demeterco CEO, Brado Logistica S.A. Click here to play VIDEO O INÍCIO Duas empresas pioneiras que por seis anos operaram através de contratos

Leia mais

Evolução da indústria farmacêutica brasileira

Evolução da indústria farmacêutica brasileira 7 o Encontro de Pesquisa Clínica do CEPIC Apoio à inovação no Brasil: a participação do BNDES 08/06/2013 Agenda Evolução da indústria farmacêutica brasileira Oportunidade em biotecnologia Cenário de pesquisa

Leia mais

Apresentação SEDE SOCIAL e MATRIZ: /

Apresentação SEDE SOCIAL e MATRIZ:  / Apresentação - 2016 SEDE SOCIAL e MATRIZ: Rua Viçosa, nº 43, sala 704/705/706/707 São Pedro Belo Horizonte MG CEP: 30330-160 www.mileniumbh.com.br / email: mileniumltda@mileniumbh.com.br IDENTIDADE ESCRITÓRIO

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. Tabela 1 Valor exportado do agronegócio brasileiro

1 INTRODUÇÃO. Tabela 1 Valor exportado do agronegócio brasileiro 1 INTRODUÇÃO O Brasil encontra-se num ambiente favorável de crescimento econômico nos últimos anos. A economia brasileira tem como principais forças o comércio, o setor industrial e o agronegócio. O agronegócio,

Leia mais

INTEGRANDO TECNOLOGIA E ESTRATÉGIA DO TRANSPORTE NO NOVO CENÁRIO DA LOGÍSTICA: AMEAÇAS E OPORTUNIDADES

INTEGRANDO TECNOLOGIA E ESTRATÉGIA DO TRANSPORTE NO NOVO CENÁRIO DA LOGÍSTICA: AMEAÇAS E OPORTUNIDADES INTEGRANDO TECNOLOGIA E ESTRATÉGIA DO TRANSPORTE NO NOVO CENÁRIO DA LOGÍSTICA: AMEAÇAS E OPORTUNIDADES Por: J.G.Vantine São Paulo, 09 de Julho de 2005 1 COM A GLOBALIZAÇÃO, OS TRANSPORTADORES TÊM DE SAIR

Leia mais

Painel "Logística como Fator de Competitividade. "Importância da Ferrovia Transnordestina para o Complexo de SUAPE".

Painel Logística como Fator de Competitividade. Importância da Ferrovia Transnordestina para o Complexo de SUAPE. Painel "Logística como Fator de Competitividade "Importância da Ferrovia Transnordestina para o Complexo de SUAPE". Agenda Painel "Logística como Fator de Competitividade A Transnordestina Indução de Oportunidades

Leia mais

Missão e objetivos da empresa X X X X X. Objetivos por área X X Qualidade das informações X X X X X Integração dos orçamentos por área

Missão e objetivos da empresa X X X X X. Objetivos por área X X Qualidade das informações X X X X X Integração dos orçamentos por área Visão por meio das atividades de valor) Preço Prazo Assistência Técnica Modelo de gestão Análise de aspectos políticos governamentais, econômicos e legais Planejamento estratégico Orçamento empresarial

Leia mais

25 ANOS DE CARREIRA 18 ANOS DE CONSULTORIA EM LOGÍSTICA EM LOGÍSTICA

25 ANOS DE CARREIRA 18 ANOS DE CONSULTORIA EM LOGÍSTICA EM LOGÍSTICA 1997 25 ANOS DE CARREIRA EM LOGÍSTICA 18 ANOS DE CONSULTORIA EM LOGÍSTICA PERSPECTIVAS & TENDÊNCIAS DA LOGÍSTICA NO CENÁRIO INDETERMINADO DE 1998 By J. G. VANTINE São Paulo, 12 de dezembro de 1997 VETORES

Leia mais

Apoio do BNDES à Infraestrutura. Rio de Janeiro Junho de 2013

Apoio do BNDES à Infraestrutura. Rio de Janeiro Junho de 2013 Apoio do BNDES à Infraestrutura Rio de Janeiro Junho de 2013 Aspectos Institucionais Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União; Instrumento chave para

Leia mais

Prof. Altair da Silva. Unidade III CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO,

Prof. Altair da Silva. Unidade III CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO, Prof. Altair da Silva Unidade III CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO, ESTRATÉGIAS E LOCALIZAÇÃO Processos de distribuição O processo de distribuição esta associado à movimentação física de materiais, normalmente de

Leia mais

Como a Logística interfere no seu dia-a-dia? 12/02/2016. Módulo III Logística e Vantagem Competitiva. LOGÍSTICA E VANTAGEM COMPETITIVA Conceituação

Como a Logística interfere no seu dia-a-dia? 12/02/2016. Módulo III Logística e Vantagem Competitiva. LOGÍSTICA E VANTAGEM COMPETITIVA Conceituação Módulo III Logística e Vantagem Competitiva Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. LOGÍSTICA E VANTAGEM COMPETITIVA Conceituação Como a Logística interfere no seu dia-a-dia? 1 Conceito de Logistica Logística

Leia mais

Pesquisa Custos Logísticos no Brasil 2015

Pesquisa Custos Logísticos no Brasil 2015 Pesquisa Custos Logísticos no Brasil 2015 Coordenadores Paulo Tarso Vilela de Resende Paulo Renato de Sousa Paula Oliveira Bolsistas Fapemig Bruna Catão Braga Larissa de Freitas Campos Rafael Barroso de

Leia mais

Diferenças no custo de transporte em rodovias pedagiadas e não pedagiadas

Diferenças no custo de transporte em rodovias pedagiadas e não pedagiadas Diferenças no custo de transporte em rodovias pedagiadas e não pedagiadas Jailson de Oliveira Arieira (UNIPAR) - jarieira@unipar.br Eduardo Basso Tacon (Instituição - a informar) - eduardo@prodama.com.br

Leia mais

MRS, uma Ferrovia com Selo ISO de Qualidade

MRS, uma Ferrovia com Selo ISO de Qualidade MRS, uma Ferrovia com Selo ISO de Qualidade Maio 2009 Por que o Conteiner não vai mais longe na Ferrovia? Painel Ferrovias Contexto Ferrovias - Brasil 11 malhas concedidas à iniciativa privada totalizam

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 2º Trimestre de 2013 Coordenação de Contas Nacionais 30 de agosto de 2013 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

PESQUISA: INTEGRAÇÃO DE PROCESSOS & SINCRONIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA ADIÇÃO DE VALOR NA CADEIA DE ABASTECIMENTO"

PESQUISA: INTEGRAÇÃO DE PROCESSOS & SINCRONIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA ADIÇÃO DE VALOR NA CADEIA DE ABASTECIMENTO PESQUISA: INTEGRAÇÃO DE PROCESSOS & SINCRONIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA ADIÇÃO DE VALOR NA CADEIA DE ABASTECIMENTO" PESQUISA OBJETIVO: PORQUE: REALIZADO: FORMATO: RESPOSTAS: Identificar e analisar os pontos

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

Logística Empresarial. Aula 11

Logística Empresarial. Aula 11 Logística Empresarial Aula 11 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS REITORIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS REITORIA PLANO DE TRABALHO Identificação Aluno (a): Kelly da Cunha Neves Curso: Tecnologia em Logística Coordenador (a) no IF: André Luís Machado Instituição de Destino: Instituto Politécnico do Porto Coordenador

Leia mais

4. A Infra-Estrutura logística da Indústria de Petróleo no Brasil

4. A Infra-Estrutura logística da Indústria de Petróleo no Brasil 4. A Infra-Estrutura logística da Indústria de Petróleo no Brasil Para permitir o fluxo dos produtos através da Cadeia de Suprimentos de Petróleo, iniciando na produção ou importação de óleos crus, passando

Leia mais

Oportunidades para apoio ao desenvolvimento do Centro Oeste. 25 de junho de 2013.

Oportunidades para apoio ao desenvolvimento do Centro Oeste. 25 de junho de 2013. Oportunidades para apoio ao desenvolvimento do Centro Oeste. 25 de junho de 2013. O Estado de Goiás Goiás, uma das 27 unidades federativas, está situado na região Centro Oeste do País ocupando uma área

Leia mais

Administração Logística

Administração Logística INTRODUÇÃO A LOGÍSTICA AULA PARA A TURMA DE ADMINISTRAÇÃO 2º SEMESTRE DE 2010 2 Administração Logística Processo de planejar, implementar e controlar o fluxo e armazenamento eficiente e eficaz em termos

Leia mais

Mercado Brasileiro de Software e Serviços Jorge Sukarie Neto Panorama e Tendências

Mercado Brasileiro de Software e Serviços Jorge Sukarie Neto Panorama e Tendências Mercado Brasileiro de Software e Serviços - 2013 Jorge Sukarie Neto jorge.sukarie@abes.org.br Panorama e Tendências A ABES PERFIL DAS EMPRESAS ASSOCIADAS - 1.478 Associados (*) - US$ 19,8 bilhões de dólares

Leia mais

Brochura - Panorama ILOS Condomínios Logísticos no Brasil A visão dos operadores logísticos

Brochura - Panorama ILOS Condomínios Logísticos no Brasil A visão dos operadores logísticos Brochura - Panorama ILOS Condomínios Logísticos no Brasil A visão dos operadores logísticos - 2013 - Apresentação Impulsionado pelo aumento do consumo e pela necessidade das empresas em investirem na atividade

Leia mais

Modal Ferroviário. Equipe: Docemar M. Borges Felipe Cordova Leonardo F. Heinz Wivian Neckel

Modal Ferroviário. Equipe: Docemar M. Borges Felipe Cordova Leonardo F. Heinz Wivian Neckel Modal Ferroviário Equipe: Docemar M. Borges Felipe Cordova Leonardo F. Heinz Wivian Neckel O que é modal? O modal ferroviário caracteriza-se, especialmente, por sua capacidade de transportar grandes volumes,

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001308 - TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior Area Profissional: GESTAO DA ADMINISTRACAO Area de Atuacao: LOGISTICA/GESTAO Planejar,

Leia mais

Logística e Custos no Mercado de Transportes

Logística e Custos no Mercado de Transportes Logística e Custos no Mercado de Transportes 1 Juliana Galvão Morais galvao.jgm@hotmail.com MBA Executivo em Logística de Distribuição e Produção Instituto de Pós-Graduação - IPOG Goiânia, GO, 15 de setembro

Leia mais

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país 2 O mercado brasileiro de derivados possui uma concentração na costa litorânea e no sul sudeste do país e o potencial de crescimento

Leia mais

ECOWOOD do BRASIL GLC Soluções Ltda. Apresenta um novo conceito de negócio lucrativo e sustentável dentro da cadeia do setor sucroalcooleiro

ECOWOOD do BRASIL GLC Soluções Ltda. Apresenta um novo conceito de negócio lucrativo e sustentável dentro da cadeia do setor sucroalcooleiro ECOWOOD do BRASIL GLC Soluções Ltda. Apresenta um novo conceito de negócio lucrativo e sustentável dentro da cadeia do setor sucroalcooleiro PRODUÇÃO DE PAINEL INDUSTRIAL AFB (AGRICULTURAL FIBER-BOARD)

Leia mais

5 Apresentação e Análise das Estruturas da Cadeia (Variável B)

5 Apresentação e Análise das Estruturas da Cadeia (Variável B) 48 5 Apresentação e Análise das Estruturas da Cadeia (Variável B) O objetivo deste capítulo é apresentar e analisar os resultados obtidos sob a perspectiva da Variável B do modelo em função da Variável

Leia mais

Prof. Luciel Henrique de Oliveira

Prof. Luciel Henrique de Oliveira Logística e Supply Chain Management Prof. Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br REFERÊNCIAS BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos / Logística Empresarial. Porto Alegre: Bookman.

Leia mais

LOG-IN LOGÍSTICA INTERMODAL Reunião Pública. Novembro 2010

LOG-IN LOGÍSTICA INTERMODAL Reunião Pública. Novembro 2010 LOG-IN LOGÍSTICA INTERMODAL Reunião Pública Novembro 2010 1 1 As declarações contidas neste material sobre eventos futuros estão expostas a riscos e incertezas e sujeitas a alterações, decorrentes, entre

Leia mais

Logística Vale Bienal dos Negócios da Agricultura 21/08/2009

Logística Vale Bienal dos Negócios da Agricultura 21/08/2009 Logística Vale Bienal dos Negócios da Agricultura 21/08/2009 Logística Vale Corredores Logísticos Legenda Ferrovias Estrada de Ferro Carajás - EFC Ferrovia Norte Sul FNS Ferrovia Norte Sul FNS (em construção)

Leia mais

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL CAOS LOGÍSTICO REGIONAL O POLO, O PORTO E AS CIDADES NÃO PODEM PARAR Carolina Lembo Gerente do Departamento de Infraestrutura ÍNDICE 1. Contextualização 2. Vantagens do Polo de Cubatão 3. Entraves Logísticos

Leia mais

ESTRUTURA ESCRITORIO SEDE CURITIBA, PR. Matriz

ESTRUTURA ESCRITORIO SEDE CURITIBA, PR. Matriz ESTRUTURA ESCRITORIO SEDE CURITIBA, PR. Matriz ESTRUTURA ESCRITÓRIOS OPERACIONAIS Porto Trombetas Belém Porto Franco Altamira São Luís Parauapebas Floriano Posto da Mata Cofins e Sabará Guarapuava Florianópolis

Leia mais

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações

Leia mais

Empresa Brasileira 95 anos de história

Empresa Brasileira 95 anos de história Estratégia de Inovação para Tempos Incertos Grupo Votorantim Empresa Brasileira 95 anos de história Nossas operações industriais concentram-se nos setores de base da economia, que demandam capital intensivo,

Leia mais

Produtividade na economia brasileira

Produtividade na economia brasileira Produtividade na economia brasileira Prof. Hildo Meirelles de Souza Filho Extraído de: Andrade, Márcio Rodrigues de PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA BRASILEIRA ENTRE 1990 E 2002: COMPARAÇÃO ENTRE INDÚSTRIAS

Leia mais

FAMEBLU Engenharia Civil

FAMEBLU Engenharia Civil Disciplina LOGÍSTICA EMPRESARIAL FAMEBLU Engenharia Civil Aula 6: Cadeia de Abastecimento Logística Interna na Construção Civil Supply Chain Management Professor: Eng. Daniel Funchal, Esp. Cadeia de Abastecimento

Leia mais

Navegação de Cabotagem

Navegação de Cabotagem Reunião Conjunta Câmaras Setoriais da Cadeia Produtiva de Milho e Sorgo e da Cadeia Produtiva de Aves e Suínos Identificação das formas de movimentação dos excedentes de milho no Brasil Navegação de Cabotagem

Leia mais

Competitividade global: métodos e experiências

Competitividade global: métodos e experiências Competitividade global: métodos e experiências Nicola Minervini Caxias do Sul, RS 02/10/2013 Competitividade Método Inovação Internacionalização Os desafios da empresa na globalização Custo Brasil X

Leia mais

Os transportes são o tema mais recente da Pordata Europa.

Os transportes são o tema mais recente da Pordata Europa. Novidade: TEMA TRANSPORTES NA PORDATA EUROPA Os transportes são o tema mais recente da Pordata Europa. A Pordata Europa passa, assim, a contar com 12 temas e mais de 650 quadros estatísticos, sempre baseados

Leia mais

Complexo Industrial em Cubatão: fábrica de blocos navais

Complexo Industrial em Cubatão: fábrica de blocos navais Complexo Industrial em Cubatão: fábrica de blocos navais Osmar Martins Luz Superintendente de Planejamento Estratégico 09/08/10 Sobre a Usiminas Mecânica 2 Estrutura Organizacional ORGANOGRAMA Diretor

Leia mais

SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS, TABELAS E GRÁFICOS PARTE I EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE DE PASSAGEIROS

SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS, TABELAS E GRÁFICOS PARTE I EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE DE PASSAGEIROS SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS, TABELAS E GRÁFICOS PARTE I EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE DE PASSAGEIROS 1. TRANSPORTE AÉREO E TRANSPORTE FERROVIÁRIO... 2. TRANSPORTE AÉREO DE PASSAGEIROS... 2.1. Evolução do Transporte

Leia mais

Sistemas de Informação na Empresa

Sistemas de Informação na Empresa Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 04 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais