Respeito ao Meio Ambiente Programa de Educação Ambiental Eco-Social

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Respeito ao Meio Ambiente Programa de Educação Ambiental Eco-Social"

Transcrição

1 Respeito ao Meio Ambiente Programa de Educação Ambiental Eco-Social

2 Objetivos Objetivos Cognitivos sobre meio ambiente Levar os indivíduos e os grupos sociais a adquirirem largas experiências, contatos e conhecimentos sobre o meio ambiente e seus problemas. Objetivos Afetivos através do ambiente Permitir que os envolvidos no programa adquiram valores éticos e estéticos ambos importantes para a percepção do ambiente envolvente.

3 Objetivos Objetivos Psicomotores para o ambiente Mostrar a importância do conhecimento técnicocientífico, e de sua aquisição como instrumento fundamental na solução dos problemas ambientais. Objetivos de Conscientização próximo ao ambiente Criar a oportunidade para que os indivíduos, e os grupos sociais aos quais pertencem, sejam ativamente envolvidos na resolução dos problemas ambientais, através do exercício da vontade ativa. Esta vontade se concretiza através de decisões políticas de cunho coletivo.

4 Funcionamento 1ª Fase 1ª Etapa: Escolhemos até quatro escolas no bairro para uma visita, bairro este escolhido estrategicamente de acordo com suas necessidades e os objetivos de integração do projeto. 2ª Etapa: Agendamos uma visita a escola para apresentar o nosso projeto a sua direção, conhecer o espaço físico da escola, nº de alunos e entender até que ponto aquele Diretor(a) da escola se interessa ou possa a vir se interessar a partir de nossa exposição. 3ª Etapa: Analisamos a melhor possibilidade de parceria e decidimos. 4ª Etapa: Fechamos um acordo de parceria de 1 ano.

5 Funcionamento 2ª Fase 1ª Etapa: Nos reunimos com a direção da escola: orientadores, coordenadores, professores, e funcionários onde apresentamos o projeto, como iremos trabalhar, estabelecemos os primeiros vínculos e aprovamos o nosso calendário de ações. 2ª Etapa: Visitamos todas as turmas foco do projeto: nos apresentamos, levantamos o perfil dos alunos, identificamos as lideranças. 3ª Fase Execução do projeto Mãos a obra

6 Funcionamento Foco: atividades sócio-educativas culturais, econômicas e política numa dimensão ambientalmente sustentável. Público alvo: crianças, jovens, adultos, idosos, funcionários, poder público local e comunidade em geral. Período: anual Local de realização: escolas públicas e privadas, comunidade local (bairro)

7 Funcionamento Investimento 2005: R$ ,00 Voluntários: funcionários da empresa, escolas, igrejas, em torno de 50 pessoas.

8 Parceiros Sítio Eco-Vida: assessoria para a implantação e manutenção de projetos. Reciclart:coleta seletiva e diferenciada em escolas e comunidades.cursos de capacitação de artesanatos com materiais recicláveis. Prefeitura de São Gonçalo: ações em escolas municipais para projetos de arborização. Oficina de Cidadania: fórum de debates para projetos sócios ambientais.

9 Resultados Mudança de comportamento de crianças, jovens e adultos na preservação e recuperação do meio ambiente local: Participação na produção, plantio e manutenção de árvores em várias ruas, escolas e praças de São Gonçalo; Diminuição do despejo de lixo nos rios e logradouros públicos com a minimização de doenças vetoriais; Geração de emprego e renda na coleta de garrafas Pet; Melhoria do cenário visual urbano e a consequente melhoria da qualidade de vida.

10 Benefícios para a empresa Maior integração dos colaboradores Ampliação de nossas relações com os nossos consumidores.

11 Continuidade Desenvolvimento de um programa para envolver outros empresários locais criando uma rede de responsabilidade social.

12 Público Interno Dicas para Replicar O exemplo não é a melhor forma de convencer, mais a única. Entendemos que a responsabilidade social começa na empresa com seus atores conscientizados. Público Externo O empresário deve ampliar a sua rede de relacionamento na comunidade local, buscando identificar oportunidades de atuação e de seus colaboradores voluntários. Identificando nesse processo os parceiros apropriados para criação e execução dos projetos.

13 Despertar a cidadania ambiental ativa para um meio ambiente mais fraterno e solidário gerando melhor qualidade de vida para os seres humanos e as outras espécies. Pensar global, mais agir local.

1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ

1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ 1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ O 1º Festival de Inverno de Itajubá é um evento regional, que tem como objetivo principal valorizar a cultura e gastronomia da região e que privilegiem a participação

Leia mais

Projeto Educação na Interdisciplinaridade. Sustentabilidade na Escola. Oficina de Garagem

Projeto Educação na Interdisciplinaridade. Sustentabilidade na Escola. Oficina de Garagem Projeto Educação na Interdisciplinaridade Sustentabilidade na Escola Oficina de Garagem São Paulo 2016 Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas mudam o mundo Paulo Freire Apresentação

Leia mais

Programa Copa 2014 na Bahia. Projeto Legados Sociais para Copa 2014

Programa Copa 2014 na Bahia. Projeto Legados Sociais para Copa 2014 Programa Copa 2014 na Bahia Projeto Legados Sociais para Copa 2014 PROGRAMA COPA 2014 NA BAHIA Missão Assegurar, em nome do Governo do Estado, a realização com pleno êxito, da Copa das Confederações 2013

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

Relatório de avaliação da 1a Oficina do Projeto Esplanada Sustentável

Relatório de avaliação da 1a Oficina do Projeto Esplanada Sustentável Relatório de avaliação da 1a Oficina do Projeto Esplanada Sustentável 1. Introdução A 1ª Oficina do Projeto Esplanada Sustentável foi realizada na ESAF, entre os dias 06 e 09 de fevereiro de 2012, em caráter

Leia mais

CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MISSÃO DA UNIDADE: Fomentar a atividade acadêmica, promover o intercâmbio da Universidade com órgãos públicos, empresas privadas e

Leia mais

FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA. Centro de Referência em Tecnologia Assistiva para a Educação Profissional

FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA. Centro de Referência em Tecnologia Assistiva para a Educação Profissional FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA Centro de Referência em Tecnologia Assistiva para a Educação Profissional Valores Institucionais LEMA LIBERATO: uma escolha, um caminho, um futuro.

Leia mais

PROGRAMA DE RELAÇÕES CASAL. Ass. Social Vivianne Maria Martins Barbosa

PROGRAMA DE RELAÇÕES CASAL. Ass. Social Vivianne Maria Martins Barbosa PROGRAMA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS DA CASAL Ass. Social Vivianne Maria Martins Barbosa A CASAL tem um papel relevante na sociedade alagoana, por ser o órgão executor da política de saneamento do governo.

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO A Gestão Participativa, com a construção de múltiplos canais de consulta, com a participação em decisões, com o controle Social,

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO DA APAE DE UBERLÂNDIA APAE 2008

PLANO ESTRATÉGICO DA APAE DE UBERLÂNDIA APAE 2008 PLANO ESTRATÉGICO DA APAE DE UBERLÂNDIA APAE 2008 1. NEGÓCIO Inclusão Social 2. MISSÃO Promover a inclusão social, desenvolvendo os potenciais de pessoas com deficiência mental ou múltipla. Através de

Leia mais

Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza FUNCET GECOPA Gerência Executiva da Copa.

Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza FUNCET GECOPA Gerência Executiva da Copa. Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza FUNCET GECOPA Gerência Executiva da Copa O Processo Participativo na Construção do Legado da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 O Processo Participativo

Leia mais

PRIMEIRA OFICINA DE CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA REGIÃO DO SERTÃO

PRIMEIRA OFICINA DE CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA REGIÃO DO SERTÃO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS PRIMEIRA OFICINA DE CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA REGIÃO DO SERTÃO SUMÁRIO INFORMAÇÃOES

Leia mais

Entidades. Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal

Entidades. Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal CLDS Setúbal Entidades Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal Executoras ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal (Bela Vista e zona envolvente) APACCF - Associação de Professores

Leia mais

GEOR GESTÃO ESTRATÉGICA ORIENTADA PARA RESULTADOS PROJETO: ARTESANATO DE TRÊS MARIAS MG PROJETO: ARTESANATO EM TRÊS MARIAS COM FOCO NO COURO DO PEIXE

GEOR GESTÃO ESTRATÉGICA ORIENTADA PARA RESULTADOS PROJETO: ARTESANATO DE TRÊS MARIAS MG PROJETO: ARTESANATO EM TRÊS MARIAS COM FOCO NO COURO DO PEIXE PROJETO: ARTESANATO EM TRÊS MARIAS COM FOCO NO COURO DO PEIXE Público Alvo: Artesãos e pescadores de Três Marias para o desenvolvimento do artesanato, com foco no Couro do Peixe. Objetivo Geral: Consolidar

Leia mais

Um papel importante na sua vida

Um papel importante na sua vida Um papel importante na sua vida Missão Melhoria da qualidade de vida de comunidades que vivem no entorno de áreas degradadas pelo homem, com ações sócio-educativas ambientais, e de geração de renda, propiciando

Leia mais

Projeto Escola Brasil

Projeto Escola Brasil Projeto Escola Brasil Projeto Escola Brasil - PEB Programa de voluntariado corporativo do Grupo Santander Brasill Criado em 1998 Conta com suporte institucional do Instituto Escola Brasil - IEB Gestão

Leia mais

SANTANDER INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO

SANTANDER INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO SANTANDER INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO DASHBOARD CICLO DE 3 ANOS DE AVALIAÇÃO NOSSA CAUSA Inclusão social e econômica da população brasileira. DIRETRIZES Fortalecer políticas públicas e não se perder em

Leia mais

PROPOSTA DEFINIDA PELO CANDIDATO A PREFEITO ELEIÇÕES 2012

PROPOSTA DEFINIDA PELO CANDIDATO A PREFEITO ELEIÇÕES 2012 PROPOSTA DEFINIDA PELO CANDIDATO A PREFEITO ELEIÇÕES 2012 META - SAÚDE Programa de Saúde para Idoso. Programa Saúde da Família Contratação de novas especialidades. Atendimento, com horário agendado, para

Leia mais

Sessão do Professor. Contrapontos - volume 3 - n. 1 - p Itajaí, jan./abr

Sessão do Professor. Contrapontos - volume 3 - n. 1 - p Itajaí, jan./abr Sessão do Professor Contrapontos - volume 3 - n. 1 - p. 165-167 - Itajaí, jan./abr. 2003 163 164 Atividades em Educação Ambiental Antonio Fernando Silveira Guerra ATIVID TIVIDADES EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Leia mais

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 leitos 19 leitos de UTI 5 Salas Cirúrgicas 300 Cirurgias/mês

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM 2007 - CMDCA PRAIA GRANDE Pedagogo Comunitário Objetivo: O projeto de Pedagogia Comunitária consiste em trazer da escola uma extensão da comunidade e vice-versa, oportunizando o

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2011

PLANO DE TRABALHO 2011 Unidade Temática do Turismo Apresentada pela cidade Porto Alegre 1) Introdução PLANO DE TRABALHO 2011 Fortalecer o turismo internacional é um trabalho prioritário que deve ser cada vez mais consolidado

Leia mais

Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa.

Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa. Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa. Aprender a Empreender Objetivo: Desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes sobre

Leia mais

gente bonita de verdade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro

gente bonita de verdade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro gente bonita de verdade na comunidade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro r a z ã o d e s e r nossa Razão de Ser é criar e comercializar produtos e serviços que promovam o bem- estar/ estar bem bem-estar

Leia mais

Título. Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI

Título. Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI Título Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI Nossos números em 2015 30.004 pessoas beneficiadas diretamente 13 municípios atendidos 18 colaboradores diretos e 01 indireto (cedido

Leia mais

RELATÓRIO FOTOGRÁFICO E DESCRITIVO

RELATÓRIO FOTOGRÁFICO E DESCRITIVO RELATÓRIO FOTOGRÁFICO E DESCRITIVO AÇÕES COMPROBATÓRIAS DAS ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PERÍODO DE 2011/ 2014 2011 13/06/2011 13/06/2011 SEMANA DE MEIO AMBIENTE, EXPOSIÇÃO DE BRINQUEDOS COM MATERIAIS

Leia mais

Anexo II - Princípios das Normas ISO aplicáveis a organizações de saúde

Anexo II - Princípios das Normas ISO aplicáveis a organizações de saúde Anexo II - Princípios das Normas ISO aplicáveis a organizações de saúde 95 96 Princípios das Normas ISO aplicáveis a organizações de saúde Princípio 1 Foco no cliente: dado que as organizações dependem

Leia mais

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. Documento de Apoio: Desagregação das medidas e das tipologias de atividades

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. Documento de Apoio: Desagregação das medidas e das tipologias de atividades Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento Documento de Apoio: Desagregação das medidas e das tipologias de atividades Desagregação das medidas e das tipologias de atividades ESTRATÉGIA NACIONAL

Leia mais

Considerações O mundo alcançou seu colapso nas esferas: social, ambiental e econômica, e o apelo para implantar o desenvolvimento sustentável não é

Considerações O mundo alcançou seu colapso nas esferas: social, ambiental e econômica, e o apelo para implantar o desenvolvimento sustentável não é Considerações O mundo alcançou seu colapso nas esferas: social, ambiental e econômica, e o apelo para implantar o desenvolvimento sustentável não é moda, é uma necessidade urgente. Em setembro de 2015,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL CAJURU 24/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 24

Leia mais

Plano de Governo Municipal para o mandato /2016

Plano de Governo Municipal para o mandato /2016 Plano de Governo Municipal para o mandato - 2013/2016 Dolcinópolis SP. 1- ASSISTÊNCIA SOCIAL Auxilio com medicamentos e complementos a cesta básica ao idoso e enfermo; Criação de programas para o atendimento

Leia mais

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG Vídeo: A Força de quem FAZ O SISTEMA FIEMG A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais representa as indústrias do Estado e atua na defesa

Leia mais

Curso: INSTRUMENTOS DE GESTÃO AMBIENTAL PARTICIPATIVA. Agenda 21 local : da teoria à prática

Curso: INSTRUMENTOS DE GESTÃO AMBIENTAL PARTICIPATIVA. Agenda 21 local : da teoria à prática Curso: INSTRUMENTOS DE GESTÃO AMBIENTAL PARTICIPATIVA Agenda 21 local : da teoria à prática Gina Rizpah Besen Psicóloga Mestre em Saúde Pública FSP-USP consultora em Gestão Ambiental rizpah@usp.br Desenvolvimento

Leia mais

Plano de Acção

Plano de Acção - 2 - Nota Prévia A Rede Social afirmou-se ao longo da sua criação como uma medida inovadora e com capacidade de produzir alterações positivas na intervenção social. Esta medida assumiu-se, desde início,

Leia mais

SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS

SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS Seminário Motivações para o Início e o Fim do Consumo de Drogas: uma análise das comunidades virtuais relacionadas ao tema SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS Arthur Guerra de Andrade Coordenação da Área

Leia mais

SEUMA Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente

SEUMA Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente SEUMA Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente SOBRE FORTALEZA Cerca 50% vive em condição de extrema pobreza (renda familiar per capita mensal igual ou inferior a R$70,00) ou em condição de pobreza

Leia mais

Informações da Organização

Informações da Organização Informações da Organização Nome: ASSOCIACAO DE MULHERES DE NEGOCIOS E PROFISSIONAIS DA GRANDE FLORIANOPOLIS? BPW FLORIANOPOLIS CNPJ: 00.885.218/0001-70 Endereço: Rua Irmã Bonavita Endereço Complemento:

Leia mais

Programa de Fomento à Economia Solidária em São Carlos. Reynaldo Norton Sorbille

Programa de Fomento à Economia Solidária em São Carlos. Reynaldo Norton Sorbille Programa de Fomento à Economia Solidária em São Carlos Reynaldo Norton Sorbille reynaldo.sorbille@gmail.com ASPECTOS ESTRATÉGICOS DA POLÍTICA PÚBLICA DE FOMENTO A ECONOMIA SOLIDÁRIA * O desenvolvimento

Leia mais

Reunimos mais de 80 empresas, somos desde 1989, uma das mais representativas entidades do setor de turismo no Brasil.

Reunimos mais de 80 empresas, somos desde 1989, uma das mais representativas entidades do setor de turismo no Brasil. Reunimos mais de 80 empresas, somos desde 1989, uma das mais representativas entidades do setor de turismo no Brasil. Vendemos 90% das viagens do mercado brasileiro* Transportamos 6,01 milhões de passageiros*

Leia mais

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED!

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! CONCEITO O Inova Unimed é um movimento de renovação que visa a modernização estrutural, operacional e administrativa da Unimed Vale do Aço. OBJETIVOS SATISFAZER

Leia mais

DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA

DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA Robson Rogaciano Fernandes da Silva (Universidade Federal de Campina Grande robsonsfr@hotmail.com) Ailanti de Melo Costa Lima (Universidade Estadual da Paraíba

Leia mais

Projeto Cintura Fina E.E.E.I. Ministro Costa Manso Sala 15 / 2ª. Sessão

Projeto Cintura Fina E.E.E.I. Ministro Costa Manso Sala 15 / 2ª. Sessão Projeto Cintura Fina E.E.E.I. Ministro Costa Manso Sala 15 / 2ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Edylene A. Cardoso Boccoli Priscila M. de Maio Lacerda Realização: Foco Nosso foco, na disciplina,

Leia mais

Mesa Redonda: POLÍTICAS PARA SUSTENTABILIDADE NAS UNIVERSIDADES

Mesa Redonda: POLÍTICAS PARA SUSTENTABILIDADE NAS UNIVERSIDADES Mesa Redonda: POLÍTICAS PARA SUSTENTABILIDADE NAS UNIVERSIDADES PERGUNTAS NORTEADORAS: 1) O que significa ambientalizar a universidade e o que se espera com isso? Ambientalização da universidade é a inserção

Leia mais

Equipe. Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição. Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino

Equipe. Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição. Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino Equipe Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino Diretoria Administrativo e Financeira Diretor: Vitor Bahia Apresentação

Leia mais

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato.

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato. Projeto Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS Palestra de sensibilização Na Medida Compreender a relevância do papel dos micro e pequenos empresários na economia brasileira e a necessidade da adoção das melhores

Leia mais

Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços. Senac Jundiaí

Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços. Senac Jundiaí Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços Senac Jundiaí Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços Senac Jundiaí 1997 Início do Programa de Aprendizagem em Jundiaí (1 turma) 2000 Parceria com Secretaria

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável no Varejo

Desenvolvimento Sustentável no Varejo Desenvolvimento Sustentável no Varejo Daniela de Fiori Outubro de 2006 Desenvolvimento Sustentável As três dimensões Objetivos Econômicos Crescimento Valor para acionistas Eficiência Inovação Objetivos

Leia mais

Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2

Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2 Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Kátia Valéria C.T.Peressinotto Marilda Suzani Gonçalves Realização: Foco Desenvolver competências e habilidades

Leia mais

OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO Comissão de Educação da Câmara dos Deputados VII Seminário Regional - MA Coordenador: Dep. Pinto da Itamaraty

OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO Comissão de Educação da Câmara dos Deputados VII Seminário Regional - MA Coordenador: Dep. Pinto da Itamaraty OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO Comissão de Educação da Câmara dos Deputados VII Seminário Regional - MA Coordenador: Dep. Pinto da Itamaraty PARTE 1 IDENTIFICAÇÃO DA EXPERIÊNCIA NOME DA INSTITUIÇÃO/ESCOLA/REDE:

Leia mais

FAVELA COMO OPORTUNIDADE:

FAVELA COMO OPORTUNIDADE: FAVELA COMO OPORTUNIDADE: Plano de Desenvolvimento de Favelas para sua Inclusão Social e Econômica Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, Rocinha, Borel, Complexo de Manguinhos, Complexo do Jacarezinho e Complexo

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa Propostas 2013 2016 As propostas do candidato a Prefeito Dr. Marcos têm como meta principal o bem estar do povo de Pacoti, assim como seu desenvolvimento social e financeiro. Este plano de governo é resultado

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO

CURSO DE ATUALIZAÇÃO CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde DESENVOLVIMENTO DA GESTÃO DO TRABALHO E SAÚDE DO TRABALHADOR DA SAÚDE Adryanna Saulnier Bacelar Moreira Márcia Cuenca

Leia mais

O profissional que sua empresa procura está na Avanti RH.

O profissional que sua empresa procura está na Avanti RH. O profissional que sua empresa procura está na Avanti RH. Apresentação Experiência e juventude se unem na Avanti Humanas, afinal, somos uma empresa dedicada à atração, recrutamento, seleção e desenvolvimento

Leia mais

ADMINISTRAÇãO DE RECURSOS HUMANOS para farmácias

ADMINISTRAÇãO DE RECURSOS HUMANOS para farmácias ADMINISTRAÇãO DE RECURSOS HUMANOS para farmácias ADMINISTRAÇãO DE RECURSOS HUMANOS para farmácias SUMÁRIO 1. Introdução/ prefácio...9 2. O que faz o Gerente quando administra bem os Recursos Humanos da

Leia mais

Instituto Equipav viabiliza ação social em municípios atendidos pela Aegea. Carlos Henrique Paganetto Roma Junior

Instituto Equipav viabiliza ação social em municípios atendidos pela Aegea. Carlos Henrique Paganetto Roma Junior Instituto Equipav viabiliza ação social em municípios atendidos pela Aegea Carlos Henrique Paganetto Roma Junior SUSTENTABILIDADE NA SOCIEDADE Problemas centrais Uso insustentável e predatório dos recursos

Leia mais

Igreja da Penha de França, vista da avenida Almirante Reis (c. 1900)

Igreja da Penha de França, vista da avenida Almirante Reis (c. 1900) Igreja da Penha de França, vista da avenida Almirante Reis (c. 1900) Projeto dirigido à população idosa e que tem como objetivo recuperar, preservar e divulgar histórias de vida, testemunhos, relatos e

Leia mais

SOBRE A EVOLUIR. Visite: /

SOBRE A EVOLUIR. Visite:  / CONSTRUINDO MÚSICA SOBRE A EVOLUIR A Evoluir é uma editora e uma empresa de educação para sustentabilidade. O nosso trabalho é, por meio de projetos e materiais educativos, levar as pessoas a refletir

Leia mais

Sonhar sozinho poder ser apenas um sonho; quando sonhamos juntos é mais fácil tornar uma realidade." Dom Helder

Sonhar sozinho poder ser apenas um sonho; quando sonhamos juntos é mais fácil tornar uma realidade. Dom Helder Turismo Rural e Natural Sonhar sozinho poder ser apenas um sonho; quando sonhamos juntos é mais fácil tornar uma realidade." Dom Helder O Associativismo como Indutor do Crescimento Empresarial Caso ACETER

Leia mais

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato Programa FIC+Feliz Maio/2016 Belo Horizonte - MG Maria Lúcia Rezende Milhorato CONTEXTO A Credicom foi piloto no projeto do Índice de Felicidade Interna do Cooperativismo FIC, promovido pelo SESCOOP Nacional

Leia mais

EXPOPOSTOS & CONVENIÊNCIA

EXPOPOSTOS & CONVENIÊNCIA EXPOPOSTOS & CONVENIÊNCIA O evento oficial dos setores de distribuição e revenda de derivados de petróleo, equipamentos, lojas de conveniência e food service do Brasil. É o grande momento de atualização

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA LOJAS RENNER E SUAS CONTROLADAS

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA LOJAS RENNER E SUAS CONTROLADAS POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA LOJAS RENNER E SUAS CONTROLADAS 1 INTRODUÇÃO A Lojas Renner acredita que para alcançar a sua meta de ser a maior e melhor loja de departamentos das Américas precisa ir além

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011 A missão do Movimento Nós Podemos Capitão Leônidas Marques: Encantar, contribuir e integrar, potencializando ações sustentáveis para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento

Leia mais

MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE

MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE Irene Szyszka 07/11/2002 Lucem Sistemas Integrados de Gestão - Direitos Reservados 1 O QUE É MOTIVAÇÃO? MOTIVOS PARA AÇÃO??? Segundo Michaelis: Ato de motivar. Espécie de energia

Leia mais

O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o

O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o APRESENTAÇÃO O PROJETO O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o desenvolvimento da cadeia logística do

Leia mais

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade.

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia Titulo do Projeto: Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Equipe Organizadora Ir. Junior Schnorrenberger Coordenador de Pastoral de Esteio

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM PASSO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM PASSO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Porto Alegre/RS 23 a 26/11/2015 EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM PASSO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Bruna Fonsêca de Oliveira Nascimento (*), Tércia Oliveira Castro, Franciele Santos Torres. * Instituto Federal

Leia mais

Pré-requisitos Para integrar o Programa MACAL de Estágio Supervisionado, o candidato precisa atender os seguintes requisitos:

Pré-requisitos Para integrar o Programa MACAL de Estágio Supervisionado, o candidato precisa atender os seguintes requisitos: Prezados Senhores: A MACAL - Soluções em Nutrição, desde 2003 desenvolve o programa de Estágio Supervisionado que consiste em um intensivo programa para a preparação de novos profissionais, tendo como

Leia mais

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL O conhecimento como estratégia para o desenvolvimento Realização: INTRODUÇÃO A realidade socioeconômica, que aponta a valorização do capital humano nas

Leia mais

Sistematização TEMA: ACOMPANHAMENTO DAS UNIDADES DE REFERÊNCIA EM SEDA

Sistematização TEMA: ACOMPANHAMENTO DAS UNIDADES DE REFERÊNCIA EM SEDA Sistematização TEMA: ACOMPANHAMENTO DAS UNIDADES DE REFERÊNCIA EM SEDA EIXO: UMA VISÃO DE REALIDADE DO SISTEMA DE PRODUÇÃO DE SEDA COMO OPÇÃO DE RENDA E MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DAS FAMÍLIAS Oswaldo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 160 aprovado pela portaria Cetec nº 138 de 04 / 10 /2012 Etec Professora Ermelinda Giannini Teixeira Código: 187 Município: Santana de Parnaíba

Leia mais

Bienvenidas y bienvenidos

Bienvenidas y bienvenidos Bienvenidas y bienvenidos Responsabilidade Social: o investimento social de micro e pequenas empresas da Rede PDEOS Helena Queiroz Michelle Queiroz Fundação Dom Cabral Brasil helenatrilha@gmail.com michelletrilha@gmail.com

Leia mais

Plano de Ação Socioambeintal - PAS: construindo a cidadania

Plano de Ação Socioambeintal - PAS: construindo a cidadania Plano de Ação Socioambeintal - PAS: construindo a cidadania Construído sob os princípios da educação ambiental e de educomunicação, o Plano de Ação Socioambiental PAS é fruto de um trabalho coletivo, onde

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2008

PLANO DE TRABALHO 2008 PLANO DE TRABALHO 2008 1. INTRODUÇÃO A Fundação Stickel em 2007 iniciou efetivamente sua atuação direta na área da assistência social, através da unidade Vila Brasilândia do Programa Mulheres de Talento,

Leia mais

Certificação ISO

Certificação ISO Sistema de Gestão Ambiental SGA Certificação ISO 14.000 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento das Boas Práticas, das Normas e da Legislação

Leia mais

O Turismo e a Hotelaria como Geradores de. Empresas, Emprego e Renda para a Região. Prof. Virgilio N. S. Carvalho. GPjr Belo Horizonte

O Turismo e a Hotelaria como Geradores de. Empresas, Emprego e Renda para a Região. Prof. Virgilio N. S. Carvalho. GPjr Belo Horizonte O Turismo e a Hotelaria como Geradores de Empresas, Emprego e Renda para a Região GPjr Belo Horizonte - 2016 Itajubá 26/08/2016 Prof. Virgilio N. S. Carvalho Turismo ainda pouco desenvolvido 52 Setores

Leia mais

Mosaico Mantiqueira. Clarismundo Benfica. São Paulo, Maio de 2009

Mosaico Mantiqueira. Clarismundo Benfica. São Paulo, Maio de 2009 Mosaico Mantiqueira Integração de Ações Regionais Foto: Clarismundo Benfica Clarismundo Benfica São Paulo, Maio de 2009 Mosaicos de UCs rede formal de UCs trabalhando para melhorar as capacidades individuais

Leia mais

INVESTIMENTOS SOCIAIS

INVESTIMENTOS SOCIAIS SABARÁ 2015 INVESTIMENTOS SOCIAIS Projeto Esporte na Cidade, na Casa da Criança Fotos: arquivo AGA Reunião do Projeto Bons Conselhos, com representantes das seis cidades, no Centro de Educação Ambiental,

Leia mais

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento Agenda Contexto O Nordeste Territorial Fórum de Governança da Atividade Econômica Formas de Financiamento Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território

Leia mais

ANALISTA DE PERFIL COMPORTAMENTAL APC

ANALISTA DE PERFIL COMPORTAMENTAL APC Formação ANALISTA DE PERFIL COMPORTAMENTAL APC CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL O QUE É PERFIL COMPORTAMENTAL? A expressão Per l Comportamental está diretamente ligada a capacidade e ao talento que uma pessoa

Leia mais

MEU ALFABETO //////////////// oficina de desenho de letras PRONAC

MEU ALFABETO //////////////// oficina de desenho de letras PRONAC MEU ALFABETO //////////////// oficina de desenho de letras PRONAC 164289 #arteeducação #tipografia #infantojuvenil #letras O projeto Meu Alfabeto apresenta oficinas de desenho de letras voltadas para o

Leia mais

PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Associação Aquerê - APEMA

PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Associação Aquerê - APEMA PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Associação Aquerê - APEMA Resumo das ações realizadas em Maraú - BA Março, Abril e Maio e julho de 2016 Coordenação: Priscilla Valentim Educadora Ambiental: Manu Stucchi Atividades

Leia mais

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura Foco: Impactos da Emenda Constitucional do SNC na organização

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Pombal

Santa Casa da Misericórdia de Pombal Manual de Políticas Santa Casa da Misericórdia de Pombal Índice 1. Política da Qualidade 2. Politica de Apoio Social 3. Politica de Recursos Humanos 4. Politica de Ética 5. Politica de Envolvimento Ativo

Leia mais

Espaços Livres de Uso Público

Espaços Livres de Uso Público CAPÍTULO 9 Espaços Livres de Uso Público Sem lugar para ficar 9. 1 Estudo de casos 9. 2 137 9. 1 Sem lugar para ficar As ocupações nas áreas de morros ocorrem de modo espontâneo, através de invasões de

Leia mais

ESCRITÓRIO DE PRIORIDADES ESTRATÉGICAS

ESCRITÓRIO DE PRIORIDADES ESTRATÉGICAS ESCRITÓRIO DE PRIORIDADES ESTRATÉGICAS Evolução dos modelos de gestão III Encuentro de la Red de Monitoreo y Evaluación de Política Pública en Colombia GOVERNO DE MINAS GERAIS Evolução constante 3 GERAÇÕES,

Leia mais

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade.

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. O Baobá é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. Especializada em gestão e sociedade, com foco em sustentabilidade para os setores público e privado.

Leia mais

Quem educa quem? Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.

Quem educa quem? Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo. Quem educa quem? Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo. (Paulo Freire) Pedagogia do Oprimido, 1981. artepopularbrasil.blogspot.com.br Processo

Leia mais

CENTRO DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO

CENTRO DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO (PARA USO DO CEPPE) PROCESSO Nº /20 NÚCLEO DE ESQUISA: FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PRÉ-PROJETO REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO EM PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA e EXTENSÃO NOME DO (A) ORIENTADOR(A): LINK

Leia mais

GT MEIO AMBIENTE DIALOGANDO COM O FUTURO. A importância da Educação Ambiental em Paraisópolis

GT MEIO AMBIENTE DIALOGANDO COM O FUTURO. A importância da Educação Ambiental em Paraisópolis GT MEIO AMBIENTE DIALOGANDO COM O FUTURO A importância da Educação Ambiental em Paraisópolis 31/mar/2016 Educação Ambiental Educação ambiental é busca da reflexão constante sobre o destino do homem face

Leia mais

Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado

Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado Conceito Uma política consiste em um conjunto de objetivos que dão forma a um determinado programa de ação e condicionam

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA VISÃO DOS ESTUDANTES DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE O MEIO AMBIENTE

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA VISÃO DOS ESTUDANTES DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE O MEIO AMBIENTE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA VISÃO DOS ESTUDANTES DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE O MEIO AMBIENTE Ana Paula Martins Santos (1); Angélica Sousa Santos (2) (1) Licenciada em Ciências Biológicas, Centro de Educação

Leia mais

Etec Monsenhor Antonio Magliano. Projeto Interdisciplinar Ações de defesa e proteção ao Ambiente- 2012

Etec Monsenhor Antonio Magliano. Projeto Interdisciplinar Ações de defesa e proteção ao Ambiente- 2012 Etec Monsenhor Antonio Magliano Projeto Interdisciplinar Ações de defesa e proteção ao Ambiente- 2012 Professor Responsável: TASSIANA DE CASTRO LA TERZA Equipe de Professores Responsáveis: Professores

Leia mais

Figura 1 Corredor de Biodiversidade Miranda Serra da Bodoquena e suas unidades de conservação

Figura 1 Corredor de Biodiversidade Miranda Serra da Bodoquena e suas unidades de conservação Apresentação Os Corredores de Biodiversidade são grandes unidades de planejamento que têm como principal objetivo compatibilizar a conservação da natureza com um desenvolvimento econômico ambientalmente

Leia mais

Perfil do Município IDHM. População. Renda per capita em R$ 0, hab. 593,90. Fonte: PNUD, Ipea e FJP

Perfil do Município IDHM. População. Renda per capita em R$ 0, hab. 593,90. Fonte: PNUD, Ipea e FJP IDHM 0,717 População Perfil do Município 700.000 hab. Renda per capita em R$ 593,90 Fonte: PNUD, Ipea e FJP Regionalização da Gestão Mapa dos Quatro Eixos Igualdade Competitividade Habitabilidade Modernidade

Leia mais

Fernando Miguel Seabra. ISCAL Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa PORTUGAL

Fernando Miguel Seabra. ISCAL Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa PORTUGAL Fernando Miguel Seabra ISCAL Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa PORTUGAL Rio de Janeiro, Brasil, 19 de Novembro de 2014 Envolvimento com Partes interessadas Responsabilidade

Leia mais

Você está em busca de OPORTUNIDADES para iniciar sua carreira?

Você está em busca de OPORTUNIDADES para iniciar sua carreira? Você está em busca de OPORTUNIDADES para iniciar sua carreira? Então chegou o momento de mostrar do que você é capaz! Através do Programa Mega Talentos a Mega Sistemas Corporativos proporciona à jovens

Leia mais

O DESPERTAR PARA UM TRÂNSITO MAIS SEGURO

O DESPERTAR PARA UM TRÂNSITO MAIS SEGURO O DESPERTAR PARA UM TRÂNSITO MAIS SEGURO 2016 1. JUSTIFICATIVA O Projeto de Educação no Trânsito O despertar para um trânsito mais seguro, vem conscientizar que é possível ser reduzido o número de acidentes

Leia mais

ANEXO DE METAS E PRIORIDADES PROGRAMA FINALÍSTICO

ANEXO DE METAS E PRIORIDADES PROGRAMA FINALÍSTICO Página 1 PROGRAMA: ATENÇÃO A SAÚDE DA POPULAÇÃO OBJETIVO: Promover o acesso universal da população aos serviços ambulatoriais, emergenciais e hospitalares nos postos de saúde e hospitais localizados no

Leia mais