Módulo I Gestão de Finanças Liderança e Desenvolvimento de Equipes Administração do Tempo e Eficácia Pessoal Novembro/Dezembro 2006

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Módulo I Gestão de Finanças Liderança e Desenvolvimento de Equipes Administração do Tempo e Eficácia Pessoal Novembro/Dezembro 2006"

Transcrição

1 Módulo I Gestão de Finanças Administração do Tempo e Eficácia Pessoal Novembro/Dezembro 2006

2 Liderança e Desenvolvimento de Equipes A primeira grande responsabilidade do líder é crescer diante de si. Prof. Gilberto Cavicchioli

3 Pergunta: Pode uma pessoa fazer diferença no desempenho de uma organização?

4 A Evolução do papel do líder: São pessoas que mobilizam outras pessoas, inflamam nossa paixão e inspiram o melhor dentro de nós. Daniel Goleman É quem obtém resultados por meio de pessoas. O líder nunca se pergunta: O que eu quero? e sim, O que precisa ser feito? O grande líder deve assegurar à empresa que ela vai sobreviver e seguir seu caminho mesmo que ele deixe o cargo.

5 Liderança. O que é? A capacidade de influenciar pessoas em direção ao alcance de objetivos. Autoridade; Influência; Tem seguidores. É a ação de comprometer pessoas para contribuir o máximo possível com os objetivos traçados. É o que modifica o comportamento e a atitude das pessoas, de forma a potencializá-las para execução de trabalhos e desenvolvimento de equipes. É o que integra as pessoas aos processos de mudança. É a habilidade de inspirar confiança e apoio entre as pessoas de cuja competência e compromisso depende o desempenho.

6 O Líder: FOCA RESULTADOS RELACIONAMENTO COM PESSOAS LÍDER DISCIPLINADO DIRETIVO TAREFA CONSCIENTE A quem servir? Qual o propósito do serviço?

7 Os Líderes e seus Comportamentos 1. Coercitivo: Diz aos subordinados o que fazer sem ouvir e esperar obediência imediata. 2. Dirigente: Fornece direções claras com tato, ouve idéias mas não deixa dúvidas de quem toma a decisão. 3. Afetivo: Preocupa-se com as necessidades e interesses de seus subordinados. Prioriza os relacionamentos amigáveis. 4. Democrático: Busca o comportamento por meio do consenso. 5. Treinados: Estimula os subordinados a desenvolverem seus pontos fortes e os pontos a melhorar. 6. Outros:

8 Fator Humano em Serviços Maior poder, produtividade Líder Maior eficiência Maior integração Prioriza o serviço para os outros Liderança Servidora: É a arte e a força de liderar pessoas, integradas ao entendimento da qualidade do poder que exercem sobre outras pessoas e sobre si mesmas. Descobre as necessidades prioritárias dos outros e tenta atendê-las. Robert K. Greenleaf

9 - Autocrática Liderança - Democrática - Contingencial / Situação Inteligência - Criatividade - Liderança PODER

10 Exercício: Inventário Líder/ Gerente Quais dos itens seguintes se aproxima mais de seu comportamento atual (i.e., quais dos dois comportamentos você prefere)? Em todos os dez pares de comportamentos, escolha entre a ou b. 1a Concentra-se na tarefa até 1 que ela esteja concluída. 2a Forma sua própria opinião, 1 depois ouve os outros. 3a Evita ou minimiza os riscos. 1 1b Questiona se é a tarefa certa. 1 2b Ouve atentamente as opiniões 1 dos outros, depois escolhe aquela em que acredita. 3b Assume riscos. 1 4a Fica impaciente para que os 1 progressos sejam urgentes. 5a Concentra-se em mais de 1 uma tarefa. 6a Preocupa-se com o que não 1 conseguiu alcançar. 7a Guarda a própria excitação 1 com a tarefa para si mesmo. 8a Cria entusiasmo. 1 9a Guarda os próprios pontos 1 de vista para si mesmo. 10a Costuma surpreender as 1 pessoas. 4b Faz progressos constantes 1 em direção à meta. 5b Concentra-se mais nas 1 relações com as pessoas. 6b Tem orgulho do que já 1 conseguiu alcançar. 7b Demonstra sua excitação 1 em relação à tarefa. 8b Cria um plano que pode 1 controlar. 9b Geralmente, gasta tempo 1 convencendo as pessoas a adotarem seu ponto de vista. 10b Raramente surpreende as 1 pessoas.

11 Exercício: Inventário Líder/ Gerente Pontuação Conte 1 ponto para cada um dos seguintes itens que tenha assinalado: 1a, 2b, 3a, 4b, 5a, 6b, 7a, 8b, 9a, 10b. Conte 2 pontos para cada um dos itens que tenha assinalado: 1b, 2a, 3b, 4a, 5b, 6a, 7b, 8a, 9b, 10a. 18 pontos ou mais: Você está muito à vontade na liderança e provavelmente não gosta de muitas das tarefas cotidianas necessárias para ser um gerente pontos: Você tem uma queda para liderança, mas às vezes resiste e precisa se afirmar em áreas que são seu ponto fraco. 12 pontos ou menos: Você prefere gerenciar em lugar de liderar e provavelmente espera que os outros assumam a liderança na maioria das situações.

12 O Estudo da Liderança Teoria dos Traços da Personalidade Traços responsáveis pela Capacidade de Liderança. Ambição, Energia, Desejo de Liderar, Honestidade, Integridade e Autoconfiança, Inteligência, Conhecimentos Relevantes. Líderes são natos?

13 Teorias Comportamentais Proposta: Comportamentos específicos diferenciamos líderes dos liderados. Treinar pessoas para a Liderança. Ensinar. Fábrica de Líderes. 1-) Estrutura de Iniciação: Busca por objetivos. Desempenho. 2-) Consideração: Preocupação com as pessoas, bemestar, satisfação dos líderes.

14 Orientação Para a Produção Enfatiza a aspectos Técnicos e Práticos do Trabalho. Para o Funcionário Enfatiza as relações inter pessoais, melhor aceitação das diferenças.

15 Estilos Preocupado com as Pessoas Preocupado com a Produção Matriz Gerencial de Blake e Mouton 1.1 Ineficaz: Seguidor 1.9 Deixar fazer: Amigo 9.1 Autoritário: Chefe 9.9 Mais eficaz: Líder

16 Teorias das Contingências ou Situacional O Estilo do Líder varia conforme a Situação, e o Grau de Maturidade. Liderados Incapazes ou Desmotivados Incapazes mas Motivados Capazes mas Desmotivados Capazes e Motivados Líderes Orientação clara e específica Orientação para a Tarefa Orientação para os Relacionamentos Apoiador, Participativo Delegar Tarefas. Acompanhar

17 Estilos de Liderança Vs. Maturidade (ALTO) COMPORTAMENTO DE APOIO (BAIXO) TAREFA ALTA E RELACIO- NAMENTO ALTO E1 (ALTO) TAREFA ALTA E RELACIO- NAMENTO BAIXO E2 E3 RELACIO- NAMENTO BAIXO E TAREFA BAIXA COMPORTAMENTO DIRETIVO RELACIO- NAMENTO ALTO E TAREFA BAIXA E4 (BAIXO) ESTILO DO LÍDER IMATURO BAIXA MODERADA ALTA MADURO MATURIDADE DO(S) LIDERADOS (S)

18 Modelos de Gerência ALTA S E N SI B IL L I D E R A R AMIGO ALTA sensibilidade e BAIXA objetividade em alcançar resultados. LÍDER ALTA sensibilidade e ALTA objetividade em alcançar resultados. I D A D E C O M SEGUIDOR CHEFE P A R A G E N T E BAIXA sensibilidade e BAIXA objetividade em alcançar resultados. BAIXA sensibilidade e ALTA objetividade em alcançar resultados. BAIXA OBJETIVIDADE EM ALCANÇAR RESULTADOS ALTA

19 Delegar Responsabilidades Direcionar: FIRME Delegar: DISNTÂNCIA, CONFIANÇA Treinar: APOIO, ALINHAMENTO Apoiar: RELACIONAMENTO, FORTALECIMENTO O Líder ajuda o Liderado a Amadurecer.

20 Graus de Maturidade Baixa: Sem capacidade / Sem disposição Baixa/Moderada: Sem capacidade / Com disposição Moderada/Alta: Com capacidade / Sem disposição Alta: Com capacidade / Com disposição

21 Liderança Carismática Capacidades heróicas e extraordinárias dos Líderes Visão e Articulação Sensíveis às Limitações Comportamentos diferentes dos comuns Risco Pessoal para atingir objetivos Carisma: Habilidade de liderar pessoas, com base no magnetismo, charme, inspiração e emoção pessoal.

22 Liderança Transformacional ou Transformadora Preocupados com o desenvolvimento das pessoas Formas diferentes de pensar Propicia o questionamento Proporciona o debate Inspiram, entusiasmam, estimulam Lançam pessoas à ação Converte seguidores em líderes É orientador e conselheiro individual

23 A Pessoa do Líder Discernimento entre o certo e o importante. Cria e assume riscos. É voltado para resultados. Está em constante aprendizado. Auto desenvolvimento. Humilde sem ser submisso. É a principal fonte de energia positiva da organização. É imprevisível. Tem forte convicção. É flexível. Trabalha com a intuição naturalmente. Visualiza o processo de desenvolvimento dos fatos. Aprende com seus erros. Promove a melhoria. Retem a atenção das pessoas. Sabe fazer perguntas.

24 Diferenças entre Gerência e Liderança Gerência (tradicional) Liderança Elabora agendas com planos Desenvolvimento de visões e estratégias Redes de relacionamentos através da hierarquia formal Redes de relacionamentos convergentes Ação pelo comando Ação pela inspiração Rigidez Flexibilidade Gerente: Líder: Mente da organização. Analítica, estruturada, controlada. Alma da organização. Visionária, flexível, criativa.

25 A Liderança e a Gestão da Qualidade Conhecimento Metodologia Líder Qualidade Habilidades Atitudes Técnica Fator Humano 1) Promove o Cliente interno eficaz. 2) Transforma o Brainstorming em ações. 3) Os 5 por quês por caminhos mais curtos. 4) O ciclo de Deming (PDCA) Empático.

26 Liderança e gestão da Qualidade Análise 1 Controle 4 2 Planejamento 3 Execução Interpreta a verdade dos fatos 1 Motivação, entusiasmo 4 2 Metas claras, vitórias 3 Responsabilidades mútuas, compartilhadas

27 Os 8 Hábitos dos Líderes de Sucesso 1-) Ser proativo. Agir. 2-) Começa com o objetivo em mente. 3-) Administra bem o tempo. 4-) Tem capacidade de concentração. 5-) Busca o benefício para ambas as partes. 6-) Primeiro, compreender. Segundo, ser compreendido. 7-) Proporciona a cooperação criativa. 8-) Melhora continuamente. É transparente. Os verdadeiros líderes são pessoas nutritivas.

28 Imaginação + Conhecimento = Inovação Líder como Grande Talento na Organização São poucas as pessoas que contribuem ao máximo com a empresa, e precisam ser reconhecidas, estimuladas, e potencializadas para que maximizem os resultados positivos.

29 Chefe ou Líder Os Chefes empurram Os Chefes comandam Os Chefes são mestres Os Chefes são comandantes Os Chefes são os donos da voz mais alta O Chefe administra O Chefe mantém O Chefe focaliza os sistemas e a estrutura O Chefe pergunta como e quando O Chefe convive melhor no status-quo O Chefe é um bom soldado O Chefe faz a coisa corretamente O Chefe obtém resultados através ou apesar das pessoas O Chefe quer segurança e estabilidade O Chefe busca status de vida Os Chefes são obedientes Os Chefes são fazedores O Chefe veste a camisa da empresa Os líderes puxam Os líderes comunicam Os líderes são maestros Os líderes são treinadores Os líderes dos ouvidos mais acurados O líder inova O líder desenvolve O líder inspira confiança O líder pergunta o quê e por quê O líder desafia, muda O líder é ele mesmo O líder faz a coisa certa O líder desenvolve pessoas e grupo O líder quer desafios O líder privilegia qualidade Os líderes contestadores Os líderes criativos Os líderes participam dos negócios da empresa

30 O Líder diante dos Conflitos - Diferentes escolhas - Oposição O que gera o Conflito -Tensão - Incompatibilidade - Mudanças - Assédio - Competição - Choques de personalidade - Exigências de família

31 Intensidade do Conflito versus Desempenho Humano O conflito está sempre relacionado à: 1 - Realização de Tarefas 2 - Interação Social Líder: Não evita o conflito, mas o torna produtivo. Evita as seqüelas e o rancor no relacionamentos.

32 Motivação: O que motiva as pessoas: Crescimento Conforto Agradável Evita Sofrimento Dá prazer Idealismos Virtude Desafio Motivação ocorre quando: Interesses pessoais coincidem com os das organizações, para todos ganharem.

33 Como o líder motiva sua equipe: Estabelece uma visão clara do negócio Mostra o caminho na busca dessa visão Procura identificar as competências da equipe nessa visão Proporciona o desenvolvimento Trabalha junto Reconhece o trabalho bem feito

34 As características de um time Limites claros Atribuições diferenciadas dos membros Tarefas interrelacionadas Autonomia Dependência de pessoas e recursos externos Responsabilidade coletiva A emoção entra em campo Talentos diversos Disposição em desenvolver novas habilidades Cumprir metas baseadas em resultados A sinergia catalisa mudanças; 2+2=5

35 Teorias Antigas: MOTIVAÇÃO - Conceitos 1- Taylor: Ganhar tempo nas atividades Produtividade 2- Douglas Mc Gregor: Teoria X e Teoria Y Teoria X: Bons salários Teoria Y: Integrar o indivíduo ao trabalho. Preocupação com o ambiente. 3- Maslow: Entender as necessidades das pessoas Prioridade de necessidades: Fisiológicas, de Segurança, Sociais, Auto-Estima e Auto-Realização.. 4- Herzberg: Fatores Intrínsecos: Associados com a satisfação com o trabalho. Fatores Extrínsecos: Associados com a insatisfação com o trabalho.

36 Teorias Contemporâneas: 1- Mc Clelland: Necessidade de realização. Lutar pelo sucesso. Necessidade de poder. Mudança de comportamento. Necessidade de associação. Desejo de relacionamentos. 2- Victor Vroom: Teoria da expectativa - O colaborador espera que: Esforço Individual Desempenho Recompensas Organizacionais Metas Pessoais

37 Motivação de Equipes Disciplina do Líder L Único 1- Toma a comunica as decisões ao grupo. 2- Define metas de desempenho e estabelece responsabilidades individuais. 3- Determina o ritmo e a abordagem de trabalho. 4- Avalia os resultados. 5- Define pensamentos e padrões. 6- Mantemos o controle sobre as atividades. A Disciplina de Equipe 1- Responsabilidades mútuas. 2- Liderança é compartilhada. 3- Comunicação aberta. 4- O objetivo da equipe está claro para todos. 5- Flexibilidade. Ausência de acusações. 6- O produto do trabalho do time é melhor que o produto da soma dos trabalhos individuais. Motivar-se é colocar as emoções no sentido de um objetivo

38 Ciclo de Vida das Equipes - Amadurecimento

39 A Formação do Espírito de Equipe 1. Interdisciplinaridade 2. Criatividade 3. Inovação 4. Complexidade 5. Mudanças 6. Convivencialidade 7. Assertividade Antes braços mentes Contrata-se Hoje mentes corações

40 A criação de Espírito de Equipe : O Combustível Afetividade versus Antagonismo O programa é de qualidade se o programador foi de qualidade Máquinas trabalham de forma linear e dentro da lógica Previsibilidade P: Por quê trabalhar em equipe?

41 Vantagens dos Times Imprevisibilidade Ganho de tempo Agilidade, criatividade Conhecimento cresce numa exponencial Competências complementares Desenvolver base Inteligência Emocional - Bases Conhece as próprias emoções Motivação Reconhece emoções nos outros Habilidades Sociais Auto - gerenciamento

42 Os Ingredientes dos Times Campeões Confiança Crença no propósito comum e no talento individual Valores compartilhados: Perfeição, Disciplina, Família, Humildade, Verdade, Solidariedade, Status Subordinar os egos individuais ao bem comum do grupo Expectativa de vitória

43 As 5 Armadilhas na Carreira dos Líderes 1. De não dizer o que você quer 2. De evitar o desagradável ou o difícil 3. De muitos triunfos ganhos e das ameaça superadas 4. De só ouvir o que lhe convém ouvir 5. De convicção inflexível.

44 Talentos; Paixão; Energia Mágica Como por isso para funcionar na equipe. O papel do líder. 1- Bom nível de desempenho. Individualismo e egoísmo ficam fora. 2- Clima democrático. Respeito às idéias e espaços alheios. Acordos negociados. 3- Entusiasmo generalizado. O líder é o guardião do bom humor. 4- Diversidade complementar. Provoca a tolerância. 5- Visão de objetivos. Transparência. As metas do time superam as metas individuais. O líder como maestro, ou gerente. A equipe pratica a Convivencialidade Demagogia Estilo de liderança em busca da popularidade, por meio da simpatia, da liberdade.

45 O Líder: Idéias de Peter Drucker Estabelece Metas, Prioridades e Mantém Padrões. Faz concessões, consciente de que não controla o Universo. Encara a liderança como responsabilidade e não como posição ou privilégio. Gosta de ter colegas fortes, competentes, reconhece seus valores. Ser humilde sem ter complexo de inferioridade. É coerente e integrador. Sabe ganhar confiança de seus seguidores. A confiança é a convicção de que o líder age conforme o que diz.

46 Liderando pela Aprendizagem Estude a Liderança: livros, artigos, conferências. Converse com outros líderes, sobre o que eles acham difícil. Aprenda com seus erros e com os erros dos outros. Pratique o Feedback pessoal. Considere a mudança como processo de aprendizagem. Imaginação Comportamento Sucesso

47 Líderes do Futuro Características, Visões, Estratégias 1) Inteligência Lógica, Racional e Emocional. 2) Visam resultados específicos privilegiando as pessoas. 3) Preocupados com o constante auto-conhecimento. Reflexão e auto - avaliação. 4) Gostam de competir, de se especializar, adquirir expertise, o empreendedorismo interno e externo. 5) Administra com 5% de estratégia e 95% de execução. 6) Paixão genuína pelos clientes. 7) Capacidade de identificar e arregimentar os mentores que transformarão sua vida.

48 Líderes do Futuro (Cont.) Características, Visões, Estratégias 8) Geram sua própria energia. E = mc² m = os times, membros de sua organização c = poder de previsão e reação em alta velocidade 9) Sabe lidar com as minorias raciais. 10) Compromissados ao extremo com o serviço e a obediência. 11) Gentileza, Honestidade, Integridade. 12) Entusiasmo, senso de humor, rir de si mesmo.

49 Líderes do Futuro (Cont.) Características, Visões, Estratégias 13) Trabalhar com vários idiomas e culturas organizacionais. 14) Bons negociadores. Conviver com ambigüidades e mudanças contínuas. 15) Perseverança, aprendem com o fracasso. Tentam diferente. 16) É admirado pelo valor que traz à organização. 17) Seu potencial libera a criatividade das pessoas.

50 Líderes do Futuro (Cont.) Características, Visões, Estratégias 18) Vida doméstica com menor prioridade. 19) Intuitivo e com habilidade de lidar com os sinais de comunicação não verbal. 20) Líder como professor. Educar e libertar. 21) Visão clara das necessidades e responsabilidades para vencer obstáculos do presente, mantendo calibrado o foco na estratégia futura. 22) Acredita no valor humano. Objetiva o sucesso como uma postura diante da vida, independente de valores, talentos, rótulos e religião.

51 Liderança Servidora: 10 Características 1-) Saber Ouvir: Procure compreender primeiro, depois se fazer compreender. 2-) Empatia: Colocar-se no lugar do outro e tentar compreender, sem julgamento. 3-) Percepção: Desenvolver os 5 sentidos e escutá-los. 4-) Persuasão: Convencer através do exemplo e não só de palavras. 5-) Consciente: Traz clareza e simplicidade diante das dificuldades. 6-) Previsibilidade: Antevê situações, altera antecipadamente resultados. 7-) Cordialidade: Transmite segurança sincera. 8-) Disponibilidade: O tempo do outro é muito importante. 9-) Compartilha seus sucessos: Trabalha em equipe. 10-) Valores: Acredita acima de tudo no valor humano.

52 10-) Ser de serviço : - Como posso valorizar as pessoas? - Como provoco reações positivas? - Servir aos outros é demonstração de força e não franqueza. O Líder Servidor transforma os ambientes de trabalho, fazendo com que as pessoas redescubram o que está adormecido. Sua bondade, generosidade e harmonia, ou seja, o melhor da cada um. Quando as ações são executadas sem discursos desnecessários, as pessoas dizem: Conseguimos Lao Tsu

53 A genialidade dos líderes não está em obter conquistas pessoais, mas em liderar o talento de outras pessoas Warren Bennis

54 Bibliografia -Liderança Baseada em Princípios, Stephen R. Covey Campus 2004 Rio de Janeiro -A Formação do Líder, Warren Bennis Atlas 1996 São Paulo -Liderança: Administração do Sentido, Cecília Whitaker Atlas 1994 São Paulo -A final, o que fazem os líderes: A nova face do poder e da estratégia, Johnp Kotter Campus 2000 Rio de Janeiro -A Prática da Inovação, Peter Senge -MVC -

55 Bibliografia -Lideranças, Paul Taffinder - Editora CLIO Comportamento Organizacional, Stephen Robbins - Prentice Hall, São Paulo -Modelo de Competências e Gestão de Talentos, Maria Rita Gramigna - Pearson -São Paulo, O Líder Acidental, Harvey Robbins e Michael Findey - Prentice Hall, São Paulo

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

FEG - UNESP MBA GESTÃO DA PRODUÇÃO GESTÃO DE RH

FEG - UNESP MBA GESTÃO DA PRODUÇÃO GESTÃO DE RH FEG - UNESP MBA GESTÃO DA PRODUÇÃO GESTÃO DE RH Liderança Roberto Carvalho robertjc@uol.com.br Ambientes Turbulentos & Competitivos 10/30/2009 1 Passado Pensamentos mecanicistas! Você não é pago para questionar

Leia mais

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados Aperfeiçoamento Gerencial para Supermercados Liderança Liderança é a habilidade de influenciar pessoas, por meio da comunicação, canalizando seus esforços para a consecução de um determinado objetivo.

Leia mais

CAFÉ DA MANHÃ COM GESTÃO

CAFÉ DA MANHÃ COM GESTÃO CAFÉ DA MANHÃ COM GESTÃO Todas as sextas-feiras das 08 as 09. Pontualmente Cada sexta se escolhe o palestrante da próxima Tema relacionado à Gestão. Escolha do sorteado Todos os gerentes da SEPLAG e interessados

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos.

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos. Gestão de Recursos Humanos Aula 2 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Liderança Competências gerenciais Formação de equipes Empreendedor Liderança X Gerenciamento Conceito e estilos

Leia mais

A importância do líder para os projetos e para as organizações.

A importância do líder para os projetos e para as organizações. Instituto de Educação Tecnológica Pós-Graduação Gestão de Projetos - Turma nº150 21 de Agosto e 2015 A importância do líder para os projetos e para as organizações. Dêmille Cristine da Silva Taciano Analista

Leia mais

Inteligência. Emocional

Inteligência. Emocional Inteligência Emocional Inteligência Emocional O que querem os empregadores?? Atualmente, as habilitações técnicas específicas são menos importantes do que a capacidade implícita de aprender no trabalho

Leia mais

FACULDADE DE EDUCACAO DE COSTA RICA

FACULDADE DE EDUCACAO DE COSTA RICA FACULDADE DE EDUCACAO DE COSTA RICA DISCIPLINA: MOTIVACAO E ETICA LIDERAR PESSOAS ATRAVÉS DA MOTIVAÇÃO Por que as pessoas se comportam de certos modos? Liderar - é o processo de dirigir e influenciar as

Leia mais

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO 1 LÍDERES DO SECULO XXI André Oliveira Angela Brasil (Docente Esp. das Faculdades Integradas de Três Lagoas-AEMS) Flávio Lopes Halex Mercante Kleber Alcantara Thiago Souza RESUMO A liderança é um processo

Leia mais

Objetivo. Apresentar uma síntese das principais teorias sobre liderança e suas implicações para a gestão.

Objetivo. Apresentar uma síntese das principais teorias sobre liderança e suas implicações para a gestão. Liderança Objetivo Apresentar uma síntese das principais teorias sobre liderança e suas implicações para a gestão. 2 Introdução O que significa ser líder? Todo gestor é um líder? E o contrário? Liderança

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014 Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Pessoal comportamentos observados através questionário

Leia mais

Direção. Liderança. O que é Liderança? Liderança - definições. Liderança. Três componentes do processo da liderança:

Direção. Liderança. O que é Liderança? Liderança - definições. Liderança. Três componentes do processo da liderança: O Processo Administrativo O que é? Direção Um processo social; Trata sobre a influência de alguém sobre o comportamento dos outros; Lider influência Seguidor Texo base: MAXIMIANO, ACA Introdução à administração

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

LIDERANÇA. Gestão de Recursos Humanos Desenvolvimento Gerencial - Aula 8 Prof. Rafael Roesler

LIDERANÇA. Gestão de Recursos Humanos Desenvolvimento Gerencial - Aula 8 Prof. Rafael Roesler LIDERANÇA Gestão de Recursos Humanos Desenvolvimento Gerencial - Aula 8 Prof. Rafael Roesler Sumário Introdução Conceito de liderança Primeiras teorias Abordagens contemporâneas Desafios à liderança Gênero

Leia mais

Competências avaliadas pela ICF

Competências avaliadas pela ICF Competências avaliadas pela ICF ð Estabelecendo a Base: 1. Atendendo as Orientações Éticas e aos Padrões Profissionais Compreensão da ética e dos padrões do Coaching e capacidade de aplicá- los adequadamente

Leia mais

Os Sete Níveis de Consciência da Liderança

Os Sete Níveis de Consciência da Liderança Os Sete Níveis de Consciência da Liderança Existem sete níveis bem definidos de liderança, que correspondem aos sete níveis de consciência organizacional. Cada nível de liderança se relaciona com a satisfação

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA Prof. Gustavo Nascimento Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA A liderança e seus conceitos Liderança é a capacidade de influenciar um grupo para que as metas sejam alcançadas Stephen Robbins A definição de liderança

Leia mais

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente Inteligência Emocional A importância de ser emocionalmente inteligente Dulce Sabino, 2008 Conceito: Inteligência Emocional Capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos

Leia mais

L I D E R A N Ç A (Autoria não conhecida)

L I D E R A N Ç A (Autoria não conhecida) L I D E R A N Ç A (Autoria não conhecida) Liderança é inata? Abordagem Genética - Antigamente acreditava-se que o indivíduo nascia com características, aptidões e valores próprios de um líder. Na moderna

Leia mais

Características da liderança. Estilos de liderança LIDERANÇA. Líder e liderança O LÍDER EFICAZ. Conceito de liderança

Características da liderança. Estilos de liderança LIDERANÇA. Líder e liderança O LÍDER EFICAZ. Conceito de liderança Uninove Sistemas de Informação Teoria Geral da Administração 3º Semestre Prof. Fábio Magalhães Blog da disciplina: http://fabiotga.blogspot.com Semana 04 e liderança Conceito de liderança Segundo Robbins,

Leia mais

Aula 5. Teorias sobre Liderança

Aula 5. Teorias sobre Liderança Aula 5 Teorias sobre Liderança Profa. Ms. Daniela Cartoni daniela.cartoni@veris.edu.br O que é Liderança Capacidade de influenciar um grupo em direção ao alcance dos objetivos. Desafios para o líder: desenvolvimento

Leia mais

MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL

MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL Daniele Cristine Viana da Silva 1 Maria José Vencerlau 2 Regiane da Silva Rodrigues 3 André Rodrigues da Silva 4 Fábio Fernandes 5 RESUMO O Artigo Científico tem

Leia mais

COMPETÊNCIAS E COMPORTAMENTO DOS LÍDERES NO CENÁRIO ATUAL

COMPETÊNCIAS E COMPORTAMENTO DOS LÍDERES NO CENÁRIO ATUAL COMPETÊNCIAS E COMPORTAMENTO DOS LÍDERES NO CENÁRIO ATUAL 1.Osnei FranciscoAlves 2. Jéssica Barros 1. Professor das Faculdades Integradas Santa Cruz. Administrador, MBA Executivo em Gestão de Pessoas e

Leia mais

MOBILIZAR É PRECISO! COMO FAZEMOS? Dr. Dante R Quadros

MOBILIZAR É PRECISO! COMO FAZEMOS? Dr. Dante R Quadros MOBILIZAR É PRECISO! COMO FAZEMOS? Dr. Dante R Quadros AMEAÇAS Gary Hamel SOCIEDADE OUTRAS INSTITUIÇÕES COMPETIÇÃO DESINTERESSE CONFLITOS APATIA ETC. MUDANÇAS Pesquisa da TMI 1. 10% dos empregados andam

Leia mais

NOÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE PESSOAS

NOÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE PESSOAS NOÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE PESSOAS Concurso para agente administrativo da Polícia Federal Profa. Renata Ferretti Central de Concursos NOÇÕES DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE PESSOAS 1. Organizações como

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Verônica A. Pereira Souto

Verônica A. Pereira Souto COMPORTAMENTO HUMANO NO TRABALHO Verônica A. Pereira Souto VITÓRIA-ES 11 de julho 2009 VERÔNICA APARECIDA PEREIRA SOUTO MINI-CURRÍCULO PSICÓLOGA GRADUADA EM LETRAS/INGLÊS PÓS-GRADUADA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências 2 Professora: Zeila Susan Keli Silva 2º semestre 2012 1 Contexto Economia globalizada; Mudanças contextuais; Alto nível de complexidade do ambiente; Descoberta da ineficiência dos

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

Unidade II COMPETÊNCIA DE LIDERANÇA. Prof. José Benedito Regina

Unidade II COMPETÊNCIA DE LIDERANÇA. Prof. José Benedito Regina Unidade II COMPETÊNCIA DE LIDERANÇA Prof. José Benedito Regina 1.5 - Abordagens sobre liderança As teorias sobre liderança sofreram influências de suas épocas, mudaram e se desenvolveram até chegar ao

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Leia mais

LIDERANÇA. O silêncio, e não a discordância, é a única resposta que os verdadeiros líderes deveriam se recusar a aceitar". Warren Bennis.

LIDERANÇA. O silêncio, e não a discordância, é a única resposta que os verdadeiros líderes deveriam se recusar a aceitar. Warren Bennis. LIDERANÇA O silêncio, e não a discordância, é a única resposta que os verdadeiros líderes deveriam se recusar a aceitar". Warren Bennis. João Alfredo Biscaia(*) Primeiras observações Resumir as principais

Leia mais

Coaching Executivo: Coaching como instrumento fundamental do Líder

Coaching Executivo: Coaching como instrumento fundamental do Líder Coaching Executivo: Coaching como instrumento fundamental do Líder I Simpósio Coaching - Arte e Ciência CRA-SP 28 de maio de 2013 1 COACH Sentido original da palavra: veículo para transporte de pessoas.

Leia mais

Perfil de estilos de personalidade

Perfil de estilos de personalidade Relatório confidencial de Maria D. Apresentando Estilos de venda Administrador: Juan P., (Sample) de conclusão do teste: 2014 Versão do teste: Perfil de estilos de personalidade caracterizando estilos

Leia mais

LIDERANÇA. "Um exército de ovelhas liderado por um leão derrotaria um exército de leões liderado por uma ovelha." (Provérbio Árabe)

LIDERANÇA. Um exército de ovelhas liderado por um leão derrotaria um exército de leões liderado por uma ovelha. (Provérbio Árabe) LIDERANÇA "O grande líder é aquele que está disposto a desenvolver as pessoas até o ponto em que elas eventualmente o ultrapassem em seu conhecimento e habilidade." Fred A. Manske "Um exército de ovelhas

Leia mais

Como se tornar um líder de Sucesso!

Como se tornar um líder de Sucesso! Como se tornar um líder de Sucesso! Os 10 mandamentos do Como se tornar um líder de Sucesso! O líder é responsável pelo sucesso ou fracasso de uma organização. A liderança exige de qualquer pessoa, paciência,

Leia mais

Disciplinas Liderança Organizacional Inteligência de Execução Produtividade em Gestão

Disciplinas Liderança Organizacional Inteligência de Execução Produtividade em Gestão Disciplinas Liderança Organizacional O processo de formação e desenvolvimento de líderes. Experiências com aprendizagem ativa focalizando os conceitos e fundamentos da liderança. Liderança compartilhada.

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres

Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres Unidade IV GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOS Professora Ani Torres Visão estratégica Visão estratégica está relacionada com alcançar os objetivos empresariais. Considera: Tipos psicológicos, Motivação:

Leia mais

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Avaliação de: Sr. José Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: 11/06/2014 Perfil Caliper Gerencial e Vendas

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

LIDERANÇA DA NOVA ERA

LIDERANÇA DA NOVA ERA LIDERANÇA DA NOVA ERA Liderança da Nova Era Liderança é a realização de metas por meio da direção de colaboradores. A liderança ocorre quando há lideres que induzem seguidores a realizar certos objetivos

Leia mais

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Encontro de Lideranças do PIP - Municipal Belo Horizonte, 05 e 06 de setembro de 2013 Implementação dos CBC Secretaria de Estado

Leia mais

Conflitos. Conflitos, como superá-los com eficácia? por Alexandre Cristiano Rosaneli

Conflitos. Conflitos, como superá-los com eficácia? por Alexandre Cristiano Rosaneli Conflitos Conflitos, como superá-los com eficácia? por Alexandre Cristiano Rosaneli Conflitos, quem nunca passou por um momento de conflito? A palavra CONFLITO possui uma conotação negativa, sempre imaginamos

Leia mais

Perfil e Competências do Coach

Perfil e Competências do Coach Perfil e Competências do Coach CÉLULA DE TRABALHO Adriana Levy Isabel Cristina de Aquino Folli José Pascoal Muniz - Líder da Célula Marcia Madureira Ricardino Wilson Gonzales Gambirazi 1. Formação Acadêmica

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Prof Elly Astrid Vedam

Prof Elly Astrid Vedam Prof Elly Astrid Vedam Despertar e saber lidar com os mecanismos de liderança e se preparar para a gestão de pequenos e médios negócios; Identificar conflitos no ambiente de seu negócio, calculando e avaliando

Leia mais

Gestão de Pessoas Diversidade e Competências

Gestão de Pessoas Diversidade e Competências Gestão de Pessoas Diversidade e Competências Gestão de Pessoas ESTRATEGICA 1985 a hoje Aumentar o envolvimento dos colaboradores e integrar sistemas de suporte ADMINISTRATIVA 1965 a 1985 Foco: indivíduos

Leia mais

SEJAM BEM-VINDOS! GESTÃO DE MUDANÇAS EM 3 ESTRATÉGIAS DE COACHING

SEJAM BEM-VINDOS! GESTÃO DE MUDANÇAS EM 3 ESTRATÉGIAS DE COACHING SEJAM BEM-VINDOS! GESTÃO DE MUDANÇAS EM 3 ESTRATÉGIAS DE COACHING OBJETIVOS DESTE WORKSHOP Experimentar o processo de coaching e aplicar as técnicas em seu cotidiano. ASSUNTOS 1. Por que é difícil mudar?

Leia mais

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais?

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais? TEMA - liderança 5 LEADERSHIP AGENDA O Que fazem os LÍDERES eficazes Porque é que certas pessoas têm um sucesso continuado e recorrente na liderança de empresas ou de organizações de todos os tipos? O

Leia mais

09/09/2013. A capacidade de influenciar uma equipe ou grupo na direção da visão pretendida ou dos objetivos estabelecidos.

09/09/2013. A capacidade de influenciar uma equipe ou grupo na direção da visão pretendida ou dos objetivos estabelecidos. Professor, Enfº. Laudinei de Carvalho Gomes. Matipó, setembro de 2013. e-mail: laudineic.gomes@hotmail.com Faculdade Vértice Univértix Escola Técnica Vértix Curso Técnico em Mecânica Liderança não é apenas

Leia mais

Princípios de Liderança

Princípios de Liderança Princípios de Liderança LIDERANÇA E COACH www.liderancaecoach.com.br / liderancaecoach ÍNDICE Liderança Chefe x Líder O que um líder não deve fazer Dicas para ser um líder de sucesso Para liderar uma equipe

Leia mais

PRATICANDO A LIDERANÇA COACHING

PRATICANDO A LIDERANÇA COACHING 8 ENCREPI - PRATICANDO A LIDERANÇA COACHING SARAH MUNHOZ 23/11/09 LIDERANÇA Kotler(1988): processo de movimentar um grupo ou grupos em alguma direção por meios não coercitivos. Robbins (1991): é o processo

Leia mais

09/07/2013. Apresenta

09/07/2013. Apresenta Apresenta 1 por Diana Santos 2 Muitos estudos sobre políticas de gestão de pessoas com vistas a melhorar o desempenho dos colaboradores; Durante toda existência humana, as equipes constituíram a forma

Leia mais

LIDERANÇA SITUACIONAL E EMPREENDEDORA LIDERANÇA SITUACIONAL E EMPREENDEDORA LIDERANÇA SITUACIONAL E EMPREENDEDORA GESTÃO AMBIENTAL E DA QUALIDADE

LIDERANÇA SITUACIONAL E EMPREENDEDORA LIDERANÇA SITUACIONAL E EMPREENDEDORA LIDERANÇA SITUACIONAL E EMPREENDEDORA GESTÃO AMBIENTAL E DA QUALIDADE MUITOS DOS PROBLEMAS MAIS CRÍTICOS NÃO ESTÃO NO MUNDO DAS COISAS, MAS NO MUNDO DAS PESSOAS. DESENVOLVIMENTO: APTIDÕES TÉCNICAS >>> HABILIDADES SOCIAIS CIÊNCIAS BEM SUCEDIDAS X CIÊNCIAS MAL SUCEDIDAS. -

Leia mais

Exce!!ence Gestão Empresarial. Todos os direitos reservados. 1. Exce!!ence Gestão Empresarial Todos os direitos reservados.

Exce!!ence Gestão Empresarial. Todos os direitos reservados. 1. Exce!!ence Gestão Empresarial Todos os direitos reservados. Exce!!ence Gestão Empresarial. Todos os direitos reservados. 1 Provocativo Ser um expert em modelos, frameworks, ferramentas e técnicas de gerenciamento de projetos é suficiente para garantir o sucesso

Leia mais

Aula 9. Liderança e Gestão de Equipes

Aula 9. Liderança e Gestão de Equipes Aula 9 Liderança e Gestão de Equipes Profa. Ms. Daniela Cartoni daniela.cartoni@veris.edu.br Trabalho em Equipe Nenhum homem é uma ilha, sozinho em si mesmo; Cada homem é parte do continente, parte do

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Gerencial. Conexã Gerencial

Programa de Desenvolvimento Gerencial. Conexã Gerencial Conexão Gerencial é um programa modular de Desenvolvimento Gerencial cujos principais objetivos são: Promover um choque de cultura e competência gerencial e tornar mais efetivo o papel dos Gestores. Alinhar

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Enquete. O líder e a liderança

Enquete. O líder e a liderança Enquete O líder e a liderança Muitas vezes, o sucesso ou fracasso das empresas e dos setores são creditados ao desempenho da liderança. Em alguns casos chega-se a demitir o líder, mesmo aquele muito querido,

Leia mais

Índice. A importância da comunicação nas relações interpessoais MÓDULO 1 NOTA INTRODUTÓRIA 17 COMO UTILIZAR ESTA OBRA 19

Índice. A importância da comunicação nas relações interpessoais MÓDULO 1 NOTA INTRODUTÓRIA 17 COMO UTILIZAR ESTA OBRA 19 Índice NOTA INTRODUTÓRIA 17 COMO UTILIZAR ESTA OBRA 19 MÓDULO 1 A importância da comunicação nas relações interpessoais FINALIDADES 22 PRÉ-TESTE 23 Objetivo 1. Identificar a importância do estudo da comunicação

Leia mais

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP Fatores e Indicadores de Desempenho ADP RESPONSABILIDADE / COMPROMETIMENTO COM A INSTITUIÇÃO - Assumir o compromisso na realização das atribuições - Atuar com disposição para mudanças - Buscar qualidade

Leia mais

Comportamento Organizacional GRUPOS

Comportamento Organizacional GRUPOS Comportamento Organizacional GRUPOS Objetivos da Seção Ampliar a compreensão sobre a dinâmica dos grupos e equipes nas organizações. Apresentar algumas dicas para a criação e manutenção de equipes eficazes

Leia mais

Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS. Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com.

Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS. Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com. Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com.br MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS Alinhadas às Diretrizes

Leia mais

Liderança CONCEITO DE LIDERANÇA

Liderança CONCEITO DE LIDERANÇA Tipos de Liderança Liderança CONCEITO DE LIDERANÇA LIDERANÇA é o processo de influenciar outros de modo a conseguir que eles façam o que o líder quer que seja feito, ou ainda, a capacidade para influenciar

Leia mais

Gestão de Pessoas. Capacidade de gerar resultados a partir das pessoas e dos processos inerentes ao negócio.

Gestão de Pessoas. Capacidade de gerar resultados a partir das pessoas e dos processos inerentes ao negócio. Gestão Corporativa Governança Corporativa é o conjunto de processos, costumes, políticas, leis que regulam a maneira como uma empresa é dirigida, administrada ou controlada. PROCESSOS PESSOAS TECNOLOGIA

Leia mais

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO INTRODUÇÃO O setor de RH deve ser extinto. Ram Charan em artigo na Harvard Business Review Você concorda? OBJETIVOS DESTE WORKSHOP

Leia mais

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R C A R R E I R A DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264 Data: 12,

Leia mais

Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações. Prof Rodrigo Legrazie

Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações. Prof Rodrigo Legrazie Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações Prof Rodrigo Legrazie Escola Neoclássica Conceitua o trabalho como atividade social. Os trabalhadores precisam muito mais de ambiente adequado e

Leia mais

ABORDAGENS BÁSICAS SOBRE LIDERANÇA

ABORDAGENS BÁSICAS SOBRE LIDERANÇA ABORDAGENS BÁSICAS SOBRE LIDERANÇA Ref. Básica: ROBBINS, Stephen P. Comportamento Organizacional. 11. ed. SãoPaulo: Pearson PrenticeHall, 2005. ( Cap. 11 ) Prof. Germano G. Reis germanoglufkereis@yahoo.com.br

Leia mais

AULA 16 Marketing de Serviços

AULA 16 Marketing de Serviços AULA 16 Marketing de Serviços A cadeia de lucro de serviço Ligações da cadeia de lucro de serviço Fidelidade do cliente estimula lucratividade e crescimento. Satisfação do cliente estimula sua fidelidade.

Leia mais

IX CONOPARH Recrutamento e Seleção de Líderes

IX CONOPARH Recrutamento e Seleção de Líderes IX CONOPARH Recrutamento e Seleção de Líderes Fabiana Azevedo - Headhunter Londrina, 23 de Agosto de 2012 De Bernt Entschev Início das atividades em Setembro de 1986 Escritórios em São Paulo (SP), Rio

Leia mais

Catálogo de treinamentos

Catálogo de treinamentos Catálogo de treinamentos 11 3892-9572 www.institutonobile.com.br Desenvolvendo seus Talentos O Instituto Nobile desenvolve as mais modernas soluções em treinamento e desenvolvimento. Oferecemos programas

Leia mais

LIDERANÇA: O líder contemporâneo André Lanna 1

LIDERANÇA: O líder contemporâneo André Lanna 1 1 LIDERANÇA: O líder contemporâneo André Lanna 1 RESUMO Este artigo analisa o perfil de diferentes tipos de líderes, bem como a análise de situações encontradas do ponto de vista de gestão de pessoas.

Leia mais

HÁ LIMITES PARA O CRESCIMENTO DO SETOR IMOBILIÁRIO? Aplicando Inteligência Emocional na Gestão de Mudanças

HÁ LIMITES PARA O CRESCIMENTO DO SETOR IMOBILIÁRIO? Aplicando Inteligência Emocional na Gestão de Mudanças Aplicando Inteligência Emocional na Gestão de Mudanças Choques Econômicos dos últimos anos Filhos do Downsizing Geração X Foco na carreira e no seu processo de desenvolvimento profissional. Síndrome de

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

BEST WORK PORQUE O MELHOR TRABALHO É SÓ UM. O SEU!

BEST WORK PORQUE O MELHOR TRABALHO É SÓ UM. O SEU! BEST WORK PORQUE O MELHOR TRABALHO É SÓ UM. O SEU! ENQUANTO UNS ESTÃO CONFUSOS, VOCÊ DEMONSTRA CLAREZA ENQUANTO UNS ESTÃO CONSTRANGIDOS, VOCÊ É FLEXÍVEL ENQUANTO UNS VEEM ADVERSIDADE, VOCÊ DESCOBRE OPORTUNIDADES

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

WORKSHOP. Gestão de Pessoas

WORKSHOP. Gestão de Pessoas WORKSHOP Gestão de Pessoas VIDEO DINÂMICA INICIAL Fósforos/ Expectativas. GERÊNCIA E LIDERANÇA Pessoas não podem ser gerenciadas, mas sim lideradas. GERÊNCIA - ÊNFASE NOS PROCESSOS (GERENCIA COISAS) O

Leia mais

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional Ao investir em pessoas o seu resultado é garantido! Tenha ganhos significativos em sua gestão pessoal e profissional com o treinamento

Leia mais

O TRABALHO EM EQUIPE: a multiplicação do talento humano

O TRABALHO EM EQUIPE: a multiplicação do talento humano UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM O TRABALHO EM EQUIPE: a multiplicação do talento humano Prof. Cassimiro Nogueira Jr Hoje, as lideranças que querem obter sucesso, formam equipes de trabalho

Leia mais

Ana Cláudia Braga Mendonça

Ana Cláudia Braga Mendonça Plano de Cargos e Salários CSJT OCUPAÇÃO DE FUNÇÃO COMISSIONADA E CARGO EM COMISSÃO I - FUNÇÕES COMISSIONADAS (FC-1 - FC-6) 80% > servidores integrantes das Carreiras do Poder Judiciário da União; (Art.3º)

Leia mais

O que é Coaching? É um processo que visa aumentar o

O que é Coaching? É um processo que visa aumentar o O que é Coaching? É um processo que visa aumentar o desempenho de um indivíduo, grupo ou empresa, possibilitando o alcance de resultados planejados, através de metodologias, ferramentas e técnicas, conduzidas

Leia mais

TOPICOS ESPECIAIS EM GESTÃO DE PESSOAS E EMPRESARIAL LIDERANÇA COACHING DESAFIO DE GESTÃO DE PESSOAS

TOPICOS ESPECIAIS EM GESTÃO DE PESSOAS E EMPRESARIAL LIDERANÇA COACHING DESAFIO DE GESTÃO DE PESSOAS TOPICOS ESPECIAIS EM GESTÃO DE PESSOAS E EMPRESARIAL LIDERANÇA COACHING DESAFIO DE GESTÃO DE PESSOAS Carpe Diem Colha o Dia Aproveite o Dia A LIDERANÇA E A MOTIVAÇÃO dentro de VOCÊ Às vezes aqueles que

Leia mais

PORTFÓLIO DE CURSOS E COACHING

PORTFÓLIO DE CURSOS E COACHING 11 PORTFÓLIO DE CURSOS E COACHING W W W. C O M U N I C A C A O E M F O C O. C O M. BR SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... 3 2. CURSOS IN COMPANY 2.1. ORATÓRIA E TÉCNICAS DE APRESENTAÇÃO EM PÚBLICO...

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Webinário liderança e coaching 21 de Maio de 2014

Webinário liderança e coaching 21 de Maio de 2014 Webinário liderança e coaching 21 de Maio de 2014 Creating the Future Objetivos Percecionar a diferença entre um gestor e um líder; Conhecer as caraterísticas de uma liderança eficaz; Conhecer o coaching;

Leia mais

Formulário de Avaliação de Desempenho

Formulário de Avaliação de Desempenho Formulário de Avaliação de Desempenho Objetivos da Avaliação de Desempenho: A avaliação de desempenho será um processo anual e sistemático que, enquanto processo de aferição individual do mérito do funcionário

Leia mais

Nisto poderemos perguntar, por que pensar em liderança: Vejamos alguns pontos de vital importância:

Nisto poderemos perguntar, por que pensar em liderança: Vejamos alguns pontos de vital importância: LIDERANÇA EMPRESARIAL EVIDÊNCIAS DO COACHING COMO ESTRATÉGIA DE SUCESSO Prof. Dr. Edson Marques Oliveira, Doutor em Serviço Social pela Unesp-Franca-SP, mestre em Serviço Social pela PUC-SP e bacharel

Leia mais

T R I L H A Z LIDERANÇA COMPETÊNCIA RESULTADOS

T R I L H A Z LIDERANÇA COMPETÊNCIA RESULTADOS T R I L H A Z LIDERANÇA COMPETÊNCIA RESULTADOS Tópicos O que faz um gerente O que são resultados O que são pessoas Curvas de aprendizado do subordinado Aprender com a TRILHA Z www.uniconsultores.com.br

Leia mais

Como desenvolver a resiliência no ambiente de Recursos Humanos

Como desenvolver a resiliência no ambiente de Recursos Humanos Como desenvolver a resiliência no ambiente de Recursos Humanos Edna Bedani Edna Bedani Mestre em Administração, Pós Graduada em Administração, com especialização em Gestão Estratégica de RH, graduada em

Leia mais

Relatório de Competências

Relatório de Competências ANÁLISE CALIPER DO POTENCIAL DE DESEMPENHO PROFISSIONAL Relatório de Competências LOGO CLIENTE CALIPER Avaliação de: Sr. Márcio Modelo Preparada por: Consultora Especializada Caliper e-mail: nome@caliper.com.br

Leia mais

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional Carlos Henrique Cangussu Discente do 3º ano do curso de Administração FITL/AEMS Marcelo da Silva Silvestre Discente do 3º ano do

Leia mais

SEJAM BEM-VINDOS! 5 PASSOS E UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA TORNAR O RH ESTRATÉGICO

SEJAM BEM-VINDOS! 5 PASSOS E UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA TORNAR O RH ESTRATÉGICO SEJAM BEM-VINDOS! 5 PASSOS E UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA TORNAR O RH ESTRATÉGICO APRESENTAÇÃO & EXPECTATIVAS Quais os desafios para tornar o RH ESTRATÉGICO? OBJETIVOS DESTE WORKSHOP Debater técnicas

Leia mais

LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra

LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra INTRODUÇÃO As organizações vivem em um ambiente em constante transformação que exige respostas rápidas e efetivas, respostas dadas em função das especificidades

Leia mais

Evento técnico mensal

Evento técnico mensal Evento técnico mensal GERENCIAMENTO DE CARREIRA PARA O SUCESSO DO GESTOR DE PROJETOS Fernanda Schröder Gonçalves Organização Apoio 1 de xx APRESENTAÇÃO Fernanda Schröder Gonçalves Coordenadora do Ibmec

Leia mais