1. Instalação e Registro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Instalação e Registro"

Transcrição

1 1. Instalação e Registro 1.1. Instalando o Controle de Transportadoras Para instalar o Controle de Transportadoras, acesse o site da Bsoft ( entre na seção de Downloads e baixe o instalador "CONTROLE DE TRANSPORTADORAS 3.00F" (Figura 1). Após o download, clique duas vezes sobre o arquivo e inicie a instalação do Software. Figura 1 Download do Controle de Transportadoras O sistema utiliza o Firebird como gerenciador de banco de dados, e a sua instalação iniciará automaticamente quando o Controle de Transportadoras estiver sendo instalado. Siga os passos da instalação normalmente, pois ela já estará pré configurada com as opções adequadas Registrando o CT e Prático Após concluir a instalação do Controle de Transportadoras, clique duas vezes sobre o ícone criado em sua Área de Trabalho. Copie o Código de Registro informado na tela de Inicialização (Figura 2), e envie o para a Bsoft.

2 Figura 2 Tela de Inicialização Código de Registro Após receber o código, a Bsoft retornará um e mail com a Licença de liberação do Software, seu ID de Cliente e o Código de Segurança. Estas informações serão enviadas em conjunto com os dados do Plano contratado e com as Instruções de Uso do Software. Após receber o e mail, copie e cole a Licença no campo correspondente da tela de Inicialização (Figura 3), e clique em Registrar. Por padrão, o sistema possui o Usuário 123 (senha 123) cadastrado; utilize o em seu primeiro acesso.

3 Figura 3 Tela de Inicialização Licença Antes de acessar a tela principal do sistema, abrirá a tela de Registro Online do Cliente (Figura 4). Utilize o ID do Cliente e o Código de Segurança recebidos via e mail para se registrar, isto facilitará a comunicação do seu sistema com a Bsoft.

4 Figura 4 Registro do Cliente Caso não consiga finalizar a instalação do Controle de Transportadoras, o Suporte da Bsoft estará à disposição para auxiliá lo. 2. Primeiros Cadastros Após registrar o Controle de Transportadoras, realize as primeiras configurações do sistema. Primeiramente, é necessário cadastrar a sua Transportadora como Empresa principal do sistema e definir, na aba Documentos Fiscais Eletrônicos, o Certificado e o Ambiente para a emissão de Conhecimentos. Após isto, cadastre os Usuários do sistema e defina suas Permissões. Outros cadastros que deverão ser realizados acessando o menu Operações são: Clientes, Motoristas, Veículos, Naturezas de Mercadorias e CFOP s Cadastro de Empresas Para cadastrar sua Empresa, acesse o menu Operações Empresa Parâmetros Gerais. Por padrão, o sistema já possui a Empresa 001 cadastrada, sendo assim, clique no botão Alterar (Figura 5).

5 Figura 5 Cadastro de Empresa Alterar Utilize o mesmo E mail informado na compra do Software e preencha os campos do cadastro com os dados da sua Empresa. Adicione o Logotipo da sua Empresa através do botão Adicionar Imagem (Figura 6). Assim, ele será utilizado na impressão do DACTE e no cabeçalho dos relatórios. São aceitas imagens nos formatos JPG e BMP. Figura 6 Cadastro de Empresa Adicionar Imagem Clique na aba Documentos Fiscais Eletrônicos (Figura 7) e selecione o

6 Certificado Digital que será utilizado na emissão de Conhecimentos. Defina como funcionará a geração e envio dos arquivos digitais (PDF e XML). Caso a Secretaria da Fazenda do seu Estado exija a emissão de Conhecimentos Eletrônicos em ambiente de Homologação para o processo de credenciamento, configure a opção do quadro Ambiente com este valor. Se já estiver credenciado, altere o Ambiente para Produção. Figura 7 Cadastro de Empresa Documentos Fiscais Eletrônicos Confirme o cadastro da Empresa Principal e, após isto, adicione suas Filiais clicando no botão Incluir Cadastro de Usuários Após cadastrar sua Transportadora, acesse o menu Operações Usuários para cadastrar os usuários que utilizarão o sistema (Figura 8).

7 Figura 8 Cadastro de Usuários Clique em Incluir e informe o Nome (Login) e Senha do usuário. Na aba Permissões, defina quais ações e módulos do sistema serão liberados para o usuário. Alguns módulos do sistema possuem Configurações Avançadas, que podem ser definidas clicando nas chaves disponíveis ao lado de cada um dos itens (Figura 9). Para os usuários que serão administradores do sistema, marque a opção Usuários no rodapé da tela. Isto indica que este usuário terá acesso a própria tela de Cadastro de Usuário, podendo definir suas próprias permissões.

8 Figura 9 Cadastro de Usuário Acesso as opções avançadas no módulo 3. Emissão de Conhecimentos de Transporte Eletrônico O Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT e) é um documento digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar, para fins fiscais, uma prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal (Rodoviário, Aéreo, Ferroviário, Aquaviário e Dutoviário). Sua validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente (garantia de autoria e de integridade) e pela Autorização de Uso fornecida pela administração tributária do domicílio do contribuinte. A Empresa interessada em emitir CT e deverá: Estar credenciada para emitir CT e junto à Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do Estado em que está estabelecida. O credenciamento em uma Unidade da Federação não credencia a Empresa perante as demais Unidades, ou seja, a Empresa deve solicitar credenciamento em todos os Estados em que possuir

9 estabelecimentos e nos quais deseja emitir CT e. Possuir Certificado Digital (emitido por Autoridade Certificadora credenciada ao ICP BR) contendo o CNPJ da Empresa. Possuir acesso à internet. Testar seus sistemas em ambiente de Homologação na SEFAZ de todos os Estados em que desejar emitir CT e. Obter a autorização da SEFAZ para emissão de CT e em Ambiente de Produção (CT e com validade jurídica) Emitindo um Conhecimento Para Emitir um Conhecimento, acesse o menu Operações Emissão de CT e. Na Parte 1 da tela, informe os dados referentes a Emissão do Documento Fiscal, os participantes do Conhecimento e indique o Pagador do Frete. Ao incluir o Conhecimento, os campos Série, Data e Local de Emissão serão preenchidos automaticamente (Figura 10). Figura 10 Emissão de CT e Parte 1 Além destes com preenchimento automático, informe os seguintes campos: CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações): de acordo com a prestação do serviço realizado, e se foi estadual, interestadual ou internacional. Remetente: quem envia a mercadoria.

10 Destinatário: quem receberá a mercadoria. Recebedor: é quem deve receber a carga. Nas operações de Redespacho ou Sub contratação, corresponde a Transportadora que recebe a carga para finalizar o serviço de transporte. Expedidor: é quem entrega a carga ao Transportador. Em caso de Redespacho ou Sub contratação, é quem entrega a mercadoria para a Transportadora que finalizará o serviço de transporte. Finalidade de Emissão: define a finalidade do CT e. Exemplo: Normal, Complemento de Valores ou Devolução. Tipo de Serviço: identifica o tipo de serviço de transporte. Opções disponíveis: Normal, Sub contratação e Redespacho. Forma de Pagamento: define se o frete está Pago ou será A Pagar. Responsável pelo Pagamento: indica quem será o pagador do frete (Tomador). Lotação: define se a carga ocupa toda a capacidade do veículo (Carga Fechada ou Carga Completa). Neste tipo de carga, o veículo é disponibilizado exclusivamente para um cliente. Na aba Parte 2 (Figura 11) estão as informações específicas do serviço de transporte. Ela possui quatro sub abas: Dados do Veículo, Outras Informações, Dados do Seguro e Vale Pedágio.

11 Figura 11 Emissão de CT e Parte 2 Na aba Dados do Veículo, informe o Veículo que será utilizado e o Motorista. Em Cargas de Lotação, é obrigatório informar o Veículo que realizará o Frete. Ao selecionar um Veículo que possui Proprietário, Motorista e Veículos Vinculados relacionados a ele, estas informações serão preenchidas automaticamente. Na aba Outras Informações estão os dados não obrigatórios do serviço de transporte, entre eles: Identificação Externa: número utilizado pelo Remetente para identificar o Pedido / Remessa. Containers: número do contêiner onde a mercadoria está sendo transportada. Lacres: são os números dos Lacres de cada contêiner. Quando houver mais de um, devem ser separados por vírgula, sem espaços. Número da Carga: geralmente utilizado para identificar cargas fracionadas, este campo agrupa vários conhecimentos em uma única carga. Peso de Saída: peso inicial da carga, antes do transporte ser realizado. Peso de Chegada: peso da carga no seu destino final, descontando a perda/quebra. Peso Bruto da Carga: peso total, considerando o veículo e a carga transportada. Tara: peso do caminhão sem a carga transportada.

12 Data/Hora de Desembarque: data prevista para entrega das mercadorias. A aba Dados do Seguro possui os seguintes campos: Seguradora: empresa autorizada pela SUSEP, responsável pela indenização dos seus clientes em caso de eventuais prejuízos (de acordo com o definido na Apólice de Seguro). Corretora: pessoa ou empresa autorizada pela SUSEP, que comercializa os produtos das Seguradoras. Por se tratar de um contrato, a existência de um profissional qualificado para intermediar essa negociação (no caso o Corretor de Seguros) é obrigatória por lei. Responsável pelo Seguro: indica qual dos participantes (Emitente, Remetente, entre outros) fará o pagamento do seguro da carga transportada. Na aba Vale Pedágio, preencha o Número do Comprovante do Pedágio, o Fornecedor, o Pagador e o Código de Identificação de Operação de Transporte (CIOT). Na Parte 3, informe as Mercadorias que serão Transportadas e os dados para o Cálculo do Frete do Conhecimento. As Notas Fiscais (Figura 12) podem ser informadas manualmente ou importadas através de uma das opções do menu Importar NF e, a qual está descrita no Capitulo 5 deste Manual. Figura 12 Emissão de CT e Parte 3 Notas Fiscais Transportadas

13 O cadastro das Notas Fiscais Transportadas é composto pelos seguintes campos: Peso / Peso Aferido / Cubagem: devem ser preenchidos de acordo com o informado na Nota Fiscal, sendo obrigatório informar no mínimo um deles, para ser utilizado no cálculo do Frete. Número da Nota Fiscal / Série: estes campos devem ser informados conforme dados da Nota Fiscal que está sendo incluída. Valor da Nota Fiscal / Valor do Produto: o Valor da Nota Fiscal deve ser preenchido com o valor total de cada Nota Fiscal a ser incluída no CT e. Ao informar o Valor da Nota Fiscal, o Valor do Produto é preenchido automaticamente. Natureza / Espécie: campo obrigatório que identifica a Natureza da mercadoria que será transportada. Modelo da Nota: é onde deve ser definido o Modelo da Nota que está sendo incluída. De acordo com o Modelo selecionado, os seguintes campos são obrigatórios: 1 ou 1 A: Número da Nota Fiscal, Série, Data de Emissão e CFOP. Declaração: Data de Emissão. NF e: Número da Nota Fiscal e a Chave de Acesso da NF e. Outros: Descrição da Nota e Data de Emissão. NF de Produtor: Número da Nota Fiscal, Série e CFOP. PIN Suframa: número do PIN atribuído pela SUFRAMA para a operação. As Notas Fiscais do Conhecimento ficam listadas na aba Notas Fiscais Cadastradas. Na aba Resumo, podemos selecionar o Produto Predominante do Conhecimento e visualizar os somatórios das Notas cadastradas. Após o lançamento das Notas Fiscais, acesse a aba Cálculo do Frete e Finalização. O campo Peso do Frete (Figura 13) já estará preenchido com o somatório dos pesos informados (Peso, Peso Aferido ou Cubagem). Preencha então os campos para o cálculo dos valores do Conhecimento: Sistema de Cálculo do Valor do Frete: possui campos específicos para o tipo do Frete (Simples ou Fracionado). Frete Valor: valor do serviço de transporte. Outros Compõem o cálculo de ICMS: utilizado para o cálculo de entregas extras. Ex.: 2 Entregas x R$15,00 = R$30,00 Pedágio: é onde pode ser informado o valor do pedágio e definir se este

14 compõe o valor para cálculo do ICMS. Cálculo do ICMS: possui componentes para o Cálculo de ICMS. O valor do ICMS é calculado automaticamente através do valor da Base de Cálculo e da Alíquota informada. Opcional Não compõem o ICMS: informações adicionais para acréscimo ou desconto de valores. Resultado Final: valores finais da prestação do serviço. Figura 13 Emissão de CT e Parte 3 Cálculo do Frete e Finalização Ao confirmar o lançamento, o sistema exibirá a janela de Finalização do Conhecimento (Figura 14). Figura 14 Finalização de Conhecimento Ao finalizá lo, o sistema perguntará se o usuário deseja gerar o CT e (Figura 15). Caso o usuário escolha a opção Não, ele poderá gerar o Conhecimento através

15 da opção Gerar/Enviar na barra de ferramentas da tela. Figura 15 Gerar CT e Após gerar o Conhecimento, se todos os dados estiverem corretos e o CT e não for Rejeitado, a SEFAZ retornará um dos códigos a seguir: 100: Autorizado o Uso do CT e : após autorizado o uso do CT e pela SEFAZ, realize a impressão do DACTE (Documento Auxiliar de Conhecimento de Transporte Eletrônico). 110: Uso Denegado : caso o emitente não esteja mais autorizado a emitir CT e, sendo que o CT e com uso denegado não poderá ser utilizado, cancelado ou inutilizado. Além destes códigos, também será retornada a Chave de Acesso do CT e e o Nº do Recibo na SEFAZ. Para visualizar/localizar os Conhecimentos emitidos pelo sistema, utilize a aba Consultas (Figura 16).

16 Figura 16 Emissão de CT e Consultas 4. Cancelando um Conhecimento Eletrônico Para registrar o evento de cancelamento de um Conhecimento, ele deve estar autorizado pela SEFAZ e a prestação de serviço não pode ter sido iniciada. Caso o serviço já tenha sido iniciado, a Transportadora poderá emitir uma Carta de Correção Eletrônica (CC e) ou, dependendo do caso, utilizar os CT e s de Anulação e Substituição. A CC e e a Anulação e Substituição do CT e estão descritas nos Capítulos 6 e 7 deste Manual, respectivamente. Atualmente, o prazo para o cancelamento do CT e é de 168 horas (7 dias). Ao registrar o evento de Cancelamento, será enviado um XML com o pedido de autorização de cancelamento para a SEFAZ Cancelando um Conhecimento O registro de evento de Cancelamento de um CT e é realizado na tela de Emissão de Conhecimentos. Localize o Conhecimento que será cancelado e clique na opção Cancelar CT e (Figura 17).

17 Figura 17 Emissão de CT e Cancelar CT e Será aberta uma tela para confirmar a intensão de cancelamento do CT e, e então o sistema abrirá a tela de Registro de Evento do CT e, onde é informado o Evento de Cancelamento, a Data e Hora, a Sequência e a Justificativa (Figura 18). Confirme a operação em seguida. Figura 18 Registro de Evento do CT e Informações do Cancelamento Caso o cancelamento seja aprovado, a SEFAZ retornará para o sistema a informação 101: Cancelamento de CT e homologado. O Evento de Cancelamento de um CT e pode ser visualizado através do item Consultar os Eventos do CT e, disponível no Menu da tela de Emissão de Conhecimentos (Figura 19).

18 Figura 19 Consulta de Eventos do CT e 5. Importação de NF e para Emissão de Conhecimento 5.1. Configurando a importação de uma NF e Antes de emitir um CT e através da importação do XML de uma NF e, acesse o menu Operações Parâmetros Globais, aba CTRC, e configure no parâmetro CTRC_NFE_IMPORTAR_XML_REGRAS (Figura 20) quais informações devem ser importadas e quais serão as regras de importação.

19 Figura 20 Parâmetros Globais CTRC_NFE_IMPORTAR_XML_REGRAS 5.2. Emitindo um CT e através da importação de uma NF e Para emitir um CT e através do XML de uma NF e, acesse o menu Operações Emissão de CT e e inclua um novo Conhecimento. Na aba Parte 3, clique em Importar NF e, e selecione uma das quatro opções disponíveis (Figura 21).

20 Figura 21 Emissão de CT e Importar NF e Selecionando a primeira opção Importação Direta, sem digitar captcha, basta informar a Chave de Acesso da NF e (Figura 22) e confirmar. Figura 22 Importar NF e Importação Direta, sem digitar captcha Ao selecionar a opção Importação via sistema ixml.com.br, os XML s das NF e s serão buscados através da integração entre o Controle de Transportadoras com o sistema ixml. Caso selecione a opção CT e a partir de NF e s (arquivos XML), é necessário localizar o arquivo XML da NF e salvo no computador para realizar a importação. E na quarta opção, Importar NF e via consulta ao site da SEFAZ, para que a NF e seja importada a partir do site da SEFAZ, digite a Chave de Acesso e o Código da Imagem gerado, e clique em Confirmar (Figura 23).

21 Figura 23 Importar NF e Importação via consulta ao site da SEFAZ As informações serão preenchidas no CT e de acordo com o que foi configurado no Parâmetro Global. Preencha o restante dos campos que não foram importados automaticamente, e, na aba Cálculo do Frete e Finalização, preencha os valores que compõem o cálculo do Frete e do ICMS. Clique em Confirmar e gere o Conhecimento. 6. Emissão de Carta de Correção Eletrônica (CC e) O Evento Carta de Correção Eletrônica (CC e) deve ser utilizado para regularizar determinados erros ocorridos na Emissão do CT e. É possível utilizar a CC e para efetuar modificações no CT e ao invés de cancelar e emitir outro em substituição, desde que não seja alterado o valor do imposto, a data de emissão ou de saída da carga ou as informações do Emitente, do Tomador, do Remetente ou do Destinatário do CT e. Havendo mais de uma CC e para o mesmo CT e, todas as informações anteriormente retificadas deverão ser consolidadas na última CC e; o Controle de Transportadoras faz isso automaticamente Emitindo uma CC e Para emitir uma CC e, na tela de Emissão de Conhecimentos, localize o CT e emitido com erro e clique na opção Carta de Correção Eletrônica (CC e) no Menu da tela. Serão habilitados para correção apenas os campos determinados pela SEFAZ, como o CFOP (Figura 24) e dados das Notas Fiscais transportadas.

22 Figura 24 Emissão de CT e Emissão de CC e Realize a correção necessária e, ao confirmar, o sistema irá abrir a tela de Registro de Evento do CT e, na qual é definido o Tipo Evento de Carta de Correção, a Data, Hora e a Sequência do registro (Figura 25). Figura 25 Registro de Evento do CT e Informações da CC e Clique no botão Visualizar Alterações para ver os itens alterados e confirme a correção para que os dados sejam enviados para a SEFAZ e gerada a CC e. O Evento de Carta de Correção pode ser visualizado através do item Consultar os Eventos do CT e, disponível no Menu da tela de Emissão de Conhecimentos (Figura 26).

23 Figura 26 Consulta de Eventos do CT e 7. Emissão de CT e de Anulação e de Substituição A Anulação dos Valores de um CT e emitido com erro pode ser utilizada quando não for possível emitir um documento fiscal complementar (CT e Complementar), utilizar a CC e ou Cancelar o Conhecimento. Este procedimento é permitido apenas quando o erro é comprovado e não descaracteriza a prestação do serviço. A forma como será realizada a anulação depende se o Tomador do serviço de transporte é contribuinte ou não do ICMS. Obs: a anulação dos valores também possui prazo, assim como o cancelamento do CT e. O Conhecimento de Anulação / Substituição deve ser emitido até 60 dias da primeira emissão Tomador Contribuinte do ICMS Quando o Tomador do serviço de transporte é contribuinte do ICMS, a anulação do CT e é realizada através da emissão de documentos fiscais pelo Tomador e pela Transportadora. A anulação é realizada da seguinte forma: 1º: O Tomador emite uma Nota Fiscal de anulação, sem débito de ICMS e com a Natureza da Operação de Anulação. Ela pode ser eletrônica ou impressa, no modelo 1 ou 1 A, e deve ser preenchida de acordo com o esquema a seguir: Nota Fiscal de Anulação Destinatário: Empresa que realizou o serviço de transporte.

24 Natureza da Operação: Anulação de valor relativo a aquisição de serviço de transporte. Descrição do Produto: Anulação de Valores de Serviço de Transporte. Quantidade: 1 Unidade: UN Gênero: 99 NCM: Valor Unitário: Mesmo valor do CT e. Valor Total: Mesmo valor do CT e. CST: Isento ou Não Tributado. PIS/COFINS: Operação sem incidência de contribuição. Observações: informar o número do documento fiscal emitido com erro, data e os valores anulados. Informações Complementares: Este documento está vinculado ao documento fiscal número XXX, de DD/MM/AAAA, em virtude do descrição do erro. 2º: A primeira via da Nota é entregue para a Transportadora que emitiu o CT e com erro. Após recebê la, a Transportadora emite um CT e de Substituição, referenciando o CT e original e realizando as correções necessárias. Neste Conhecimento, será adicionada uma observação contendo o número do CT e com erro, sua data de emissão e a descrição do erro Emissão de CT e de Substituição para Tomadores Contribuintes do ICMS Considerando um Tomador que seja contribuinte do ICMS, e que ele tenha emitido uma NF e de Anulação e a enviado para a sua Transportadora, acesse o menu Operações Emissão de CT e, clique em Menu Incluir CT e de Substituição. Então, selecione o CT e que será substituído e clique em Confirmar. Ao selecionar o Conhecimento, as informações são preenchidas automaticamente, sendo necessário apenas alterar as informações que estão incorretas (Figura 27).

25 Figura 27 Emissão de CT e de Substituição Após alterar o CT e, na aba Parte 3 Cálculo do Frete e Finalização Observações do CTRC, adicione a seguinte observação: Este documento substitui o CT e número XXX, de DD/MM/AAAA, em virtude de descrição do erro.. Clique na aba CT e Substituído (Figura 28) e, utilizando a opção de Cadastro do Documento de Referência da Anulação, inclua os dados da Nota de Anulação do Serviço de Transporte. Por fim, confirme a entrada da nota, confirme e gere o Conhecimento.

26 Figura 28 Emissão de CT e aba CT e Substituído 7.2. Tomador não Contribuinte do ICMS Quando o Tomador não é Contribuinte do ICMS, a Transportadora deverá emitir um CT e de Anulação e um CT e de Substituição. Este tipo de Anulação de Valores ocorre da seguinte forma: 1º: O Tomador emite uma Declaração de Anulação do serviço de transporte. Nela, são informados o número do CT e emitido com erro, sua data de emissão e a descrição do erro. 2º: Após o Tomador encaminhar a declaração, a Transportadora emite um CT e de Anulação, referenciando o CT e original emitido com erro. Nele, serão informadas a data de emissão da Declaração do Tomador e a Natureza de Operação referente a Anulação de valor relativo à prestação de serviço de transporte. O restante dos dados deve ser igual ao original. 3º: A partir do CT e de Anulação, a Transportadora emite um CT e de Substituição, referenciando o CT e com erro e o de Anulação. Neste Conhecimento, as informações serão corrigidas, e deve ser adicionada uma observação contendo o número do CT e com erro, sua data de emissão e a descrição do erro.

27 7.2.1.Emitindo o Conhecimento de Anulação e Substituição para Tomadores Não Contribuintes do ICMS Após receber a Declaração de Anulação de Serviço de Transporte emitida pelo Tomador não contribuinte do ICMS, é necessário anular o CT e com erro e substituí lo. Acesse a tela de Emissão de CT e, e clique em Menu Incluir... CT e de Anulação. Na tela de Localização, selecione o CT e que será anulado e clique em Confirmar. O sistema preencherá as informações do Conhecimento automaticamente, sendo necessário apenas informar a data em que foi emitida a Declaração de Anulação na tela de Finalização do Conhecimento (Figura 29). Figura 29 Finalização de Conhecimento Emissão de CT e de Anulação Clique em Finalizar e gere o CT e. Dados como Data da Declaração, Chave de Acesso e Número do CT e Anulado poderão ser visualizados na aba Parte 3 CT e Anulado (Figura 30).

28 Figura 30 Emissão de CT e aba CT e Anulado Após emitir o CT e de Anulação, é necessário emitir o CT e de Substituição. Clique em Menu Incluir... CT e de Substituição. Selecione o CT e que será substituído e clique em Confirmar. Ao selecionar o CT e, as informações serão preenchidas automaticamente. O usuário deve alterar apenas as informações que estiverem incorretas. Após finalizar as alterações, na aba Parte 3 Cálculo do Frete e Finalização Observações do CTRC, adicione a seguinte observação: Este documento substitui o CT e número XXX, de DD/MM/AAAA, em virtude do descrição do erro.. A Chave de Acesso e o Número do CT e Substituído, e a Chave de Acesso, Número e Data da Declaração do CT e de Anulação podem ser visualizados na aba Parte 3 CT e Substituído (Figura 31). Por fim, confirme e gere o Conhecimento.

29 Figura 31 Emissão de CT e aba CT e Substituído 8. Inutilização da Numeração do CT e Caso ocorra quebra na sequência da numeração do CT e, é possível utilizar a funcionalidade de Inutilização de Numeração do CT e. Através dela, o emissor do CT e pode se comunicar com a SEFAZ até o décimo dia do mês subsequente, informando os números que não serão utilizados e a justificativa. Só poderão ser inutilizados os números que não foram usados em nenhum CT e autorizado, cancelado ou denegado Inutilizando uma Faixa de Números do CT e Para inutilizar uma faixa de números do CT e, acesse a tela de Emissão de Conhecimentos de Frete Eletrônico e clique em Menu Inutilizar Numeração. Na tela de Inutilização de Faixa de Números (Figura 32), informe o Ano, a Série, o Número Inicial e Final e a Justificativa da Inutilização. Confirme e o sistema enviará o pedido para a SEFAZ. Caso o pedido seja aprovado, o sistema mostrará uma mensagem informando que a faixa de números foi inutilizada com sucesso.

30 Figura 32 Inutilização de Faixa de Números

Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e

Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e Conhecimento de Transporte Eletrônico - CT-e Sumário: 1. Orientações Gerais:... 3 1.1 Cadastros Básicos:... 3 1.2 Conhecimento de Transporte Eletrônico CTe:... 3 1.3 Tela inicial:... 4 2. CT-e (Conhecimento

Leia mais

Conhecimento de Transporte

Conhecimento de Transporte Página1 Conhecimento de Transporte No menu de navegação, este item é a opção para emissão e administração dos Conhecimentos de Transporte do sistema. Para acessar, posicione o mouse no local correspondente

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DO CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO CT-e

MANUAL DE EMISSÃO DO CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO CT-e MANUAL DE EMISSÃO DO CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO CT-e INICIANDO O SISTEMA Ao iniciar o sistema, selecione a empresa e clique no botão iniciar. CADASTRO DE CLIENTES O sistema utiliza um cadastro

Leia mais

EMISSÃO E GESTÃO DE CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRONICO ITR TR 0106

EMISSÃO E GESTÃO DE CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRONICO ITR TR 0106 EMISSÃO E GESTÃO DE CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRONICO ITR TR 0106 Sumario 1 O que e CTe? 2 Acesso ao sistema 3 Cadastros Pessoa Motorista Proprietario Veiculo Tributação 4 Emissão do conhecimento 5

Leia mais

Passo a Passo para Emissão da CC-E ( Carta de Correção do CTE )

Passo a Passo para Emissão da CC-E ( Carta de Correção do CTE ) Passo a Passo para Emissão da CC-E ( Carta de Correção do CTE ) Neste processo iremos utilizar o sistema Tecnocargas na versão WEB O que pode ser alterado em uma CC-e: Segue o modelo de um XML para melhor

Leia mais

ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E

ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E ROTEIRO WEB AULA CONTROLLER NF-E Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Controller Gold possui, facilitando o seu processo de venda e compra. Criando

Leia mais

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos Página1 e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é o e-nota R?... 03 2. Configurações e Requisitos...

Leia mais

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 1. INSTALAÇÃO DO GESTOR Confira abaixo as instruções de como instalar o sistema Gestor. Caso já tenha realizado esta instalação avance ao passo seguinte:

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Notas Fiscais Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Permissões... 3 3.2 Configurar NF-e... 4 3.2.1 Aba Geral... 5 3.2.2 Opções... 6 3.3 Processador

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA KIRON NF-e Kiron Sistema Nota Fiscal Eletrônica

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA KIRON NF-e Kiron Sistema Nota Fiscal Eletrônica MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA KIRON NF-e 2 Índice CADASTROS... 4 Cliente Fornecedor - Transportadora... 4 Unidade de Medida... 5 Produto... 7 NCM... 8 Artigos da Nota Fiscal... 10 Natureza de Operação - CFOP...

Leia mais

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e INTRODUÇÃO: Este documento visa explicar, de forma detalhada e simplificada, a utilização do sistema de emissão de documentos fiscais (modelo

Leia mais

Descrição dos registros e campos do sistema SoftNews-CTE

Descrição dos registros e campos do sistema SoftNews-CTE Descrição dos registros e campos do sistema SoftNews-CTE 100 - Registro de consulta cadastro do Contribuinte 02 UF do contribuinte 03 CNPJ ou CPF do contribuinte Se for pessoa física, deverá conter apenas

Leia mais

Manual de Instruções. Programa para Baixar Arquivos XML XML CONQUER

Manual de Instruções. Programa para Baixar Arquivos XML XML CONQUER 1 Manual de Instruções Programa para Baixar Arquivos XML XML CONQUER Sumário Apresentação:... 2 Exigência para funcionalidade do software:... 3 Instalação:... 4 Utilização... 5 Menu NFE/CTE XML... 7 XML

Leia mais

UNICOM / SEFAZ-MS / Jan. 2015 - Versão 1.00

UNICOM / SEFAZ-MS / Jan. 2015 - Versão 1.00 UNICOM / SEFAZ-MS / Jan. 2015 - Versão 1.00 Manual para Emissão da Carta de Correção eletrônica (CT-e) Este Manual tem como finalidade a apresentação do procedimento operacional de uma Carta de Correção

Leia mais

Megasale NFe. 2013 Aob Software Informatica ltda

Megasale NFe. 2013 Aob Software Informatica ltda 2 Tabela de Conteúdo Nota Fiscal Eletrônica 3 1 Tela de... Acesso 4 Digitalizando o Pedido 4 1 Preenchendo... o Item 6 2 Recebimento... A Vista 7 3 Recebimento... A Prazo 7 Gerando Proposta Comercial Emissão

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

MANUAL DE ADAPTAÇÕES PARA CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO (CT-e)

MANUAL DE ADAPTAÇÕES PARA CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO (CT-e) MANUAL DE ADAPTAÇÕES PARA CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO (CT-e) 1. Configuração do Componente Criar a pasta..\bin\cte\schemas e descompactar o arquivo PL_CTe_103.zip com os schemas do CTe. Colocar

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

Manual do módulo Hábil NFC-e Emissor de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

Manual do módulo Hábil NFC-e Emissor de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica Manual do módulo Hábil NFC-e Emissor de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica Hábil Empresarial 2014 by Ltda (0xx46) 3225-6234 I Hábil Empresarial NFC-e Índice 1 Cap. I Introdução 1 O que é... o Hábil NFC-e

Leia mais

Orientações Básicas Repom.

Orientações Básicas Repom. Orientações Básicas Repom. Considerações importantes: 1 A viagem deverá estar autorizada para depois solicitar o pagamento. 2 É obrigatório informar o campo NCM da mercadoria, que está em tabela>auxiliares>mercadoria.

Leia mais

FAQ - CTe Substituição e Anulação

FAQ - CTe Substituição e Anulação Configuração COMO GERAR CT-E DE ANULAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO NO LOGIX Para a geração do CT-e de Anulação e CT-e de Substituição, existe a necessidade de informar o código da natureza de operação no programa

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Página1 e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é o e-nota R?... 03 2. Configurações e Requisitos...

Leia mais

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por Informática Educativa Página2 Índice Nota Fiscal eletrônica... 03 Safeweb e-nota C... 04 Documentos eletrônicos... 08

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Cartilha CT-e Conhecimento de Transporte Eletrônico

Cartilha CT-e Conhecimento de Transporte Eletrônico Cartilha CT-e Conhecimento de Transporte Eletrônico Introdução Esta cartilha tem o objetivo de orientar o contribuinte a implantar o sistema de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) em sua empresa

Leia mais

MÓDULO DE NOTA FISCAL ELETRONICA

MÓDULO DE NOTA FISCAL ELETRONICA MANUAL DO SISTEMA Versão 6.08 Introdução... 2 Requisitos para Utilização do Módulo NF-e... 2 Termo de Responsabilidade... 2 Certificados... 2 Criação de Séries... 2 Framework... 3 Teste de Comunicação...

Leia mais

e-nota NFC-e Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita

e-nota NFC-e Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita Página1 e-nota NFC-e Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é NFC-e?... 03 2. Safeweb enota NFC-e... 04 3. Credenciamento

Leia mais

Módulo 14. CgaInformatica. NFe. NFe para o Sistema Retwin

Módulo 14. CgaInformatica. NFe. NFe para o Sistema Retwin Módulo 14 CgaInformatica NFe NFe para o Sistema Retwin 2 Sumário O que é... 3 Benefícios... 3 Requisitos para Instalação e Implantação... 3 Obrigação Backup... 4 Configuração Geral do Sistema... 5 Cadastro

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

GERENCIAMENTO DE NF-e (VEND0079)

GERENCIAMENTO DE NF-e (VEND0079) GERENCIAMENTO DE NF-e (VEND0079) 1. IDENTIFICAÇÃO DAS INFORMAÇÕES NA TELA.... 2 2. FUNCIONALIDADES.... 3 2.1 EMISSÕES DE NOTAS... 3 2.2 DESTINATÁRIO DE NF-E... 4 2.3 ENVIAR NOTA POR E-MAIL... 7 2.4 VISUALIZAÇÃO...

Leia mais

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e.

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. Conhecimento de Transporte Eletrônico OBJETIVO Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e

MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e MANUAL DE INSTALAÇÃO, CADASTROS E OPERAÇÃO DA XNFC-e SUMÁRIO 1. INSTALAÇÃO 2. CADASTROS 2.1. CADASTRO DE USUÁRIO 2.2. CADASTRO DE MODALIDADE 2.3. CADASTRO DE PRODUTO 3. OPERAÇÃO 3.1. VENDA 3.2. CANCELAMENTO

Leia mais

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO 2014 - VALID Certificadora Digital Controle de Versões Autor Descrição Versão Data Lays Almeida Versão Inicial 1.0 06.11.2014 2014 - VALID Certificadora Digital

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP 1. Certificado Digital - Antes de mais nada você precisa possuir um certificado digital

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

Tutorial para emissão de NF-e

Tutorial para emissão de NF-e Tutorial para emissão de NF-e Conteúdo 1.Configuração do Módulo de NF-e... 2 1.1.Códigos Fiscais... 3 1.2.Contas Contábeis... 4 1.3.Conta corrente... 6 2.Emissão de NF-e... 8 2.1.Gerar NF-e... 9 2.2.NF-e

Leia mais

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos...

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos... Índice 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. 2.4. 2.5. 2.6. 3. 3.1. 3.2. 3.3. 3.4. 3.5. 3.6. 3.7. 3.8. 4. 5. 5.1. 5.2. 5.3. APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 Primeiros Passos... 2 Minha Empresa... 3 Certificado

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e Manual do Usuário Prestador Introdução Este manual tem como objetivo apresentar a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) que será utilizado pelos contribuintes

Leia mais

M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS

M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) é o documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, para vincular os documentos fiscais

Leia mais

WORKSHOP CARTA CORREÇÃO ELETRONICA

WORKSHOP CARTA CORREÇÃO ELETRONICA WORKSHOP CARTA CORREÇÃO ELETRONICA Sistema JAD NOTA FISCAL ELETRÔNICA OBJETIVO: O objetivo deste WORKSHOP é apresentar a nova ferramenta do Sistema JAD, conforme o Ajuste Sinief 10 de 30/09/2011, que altera

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA e-nota

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA e-nota EBM ASSESSORIA E CONSULTORIA EM INFORMÁTICA LTDA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA e-nota PRESTADOR / CONTADOR Versão 2.0 Índice 1. Acessar o sistema 2. Notas Eletrônicas 2.1. Emitir

Leia mais

TUTORIAL/MANUAL CONFIGURAR E GERAR NOTAS FISCAIS. Document Version: 1.0 Release Date: 19/02/2013

TUTORIAL/MANUAL CONFIGURAR E GERAR NOTAS FISCAIS. Document Version: 1.0 Release Date: 19/02/2013 1 P a g e TUTORIAL/MANUAL CONFIGURAR E GERAR NOTAS FISCAIS Document Version: 1.0 Release Date: 19/02/2013 Author(s) Via Express Informática LTDA. Carlos Belgine Analista de Suporte 2 P a g e OBJETIVO O

Leia mais

Módulo NF-e. Manual de Utilização

Módulo NF-e. Manual de Utilização Módulo NF-e Manual de Utilização 1 Conteúdo Passo-a-passo para emissão de NF-e... 3 1. Obtendo seu Certificado Digital... 3 2. Registrando-se na Secretaria da Fazenda para Homologação (testes)... 4 3.

Leia mais

O que é o SAT. Principais características do SAT. Prazos e obrigatoriedade

O que é o SAT. Principais características do SAT. Prazos e obrigatoriedade O que é o SAT SA T O SAT, Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos, é um sistema que tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais do varejo dos contribuintes

Leia mais

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Manual prático Pág. 2 - EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Pág. 8 - ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA Pág. 9 - VERIFICAR REGISTRO DE RPS Pág. 11 - TRANSMISSÃO

Leia mais

Manual de Utilização. Versão 1.0.0

Manual de Utilização. Versão 1.0.0 Manual de Utilização Versão 1.0.0 Sumário 1 Funções do Emissor... 3 1.1 Aba Sistema... 4 1.2 Aba Certificados... 4 1.3 Aba Recebimento de E-mail... 5 1.4 Aba Saída de Dados... 6 1.5 Aba Proxy... 7 1.6

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

e-nota NFC-e PR Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita - Paraná

e-nota NFC-e PR Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita - Paraná e-nota NFC-e PR Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita - Paraná Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página1 Índice 1. O que é NFC-e?... 03 2. Safeweb enota NFC-e PR...

Leia mais

Tel. (0xx11) 3038-1150 Fax (0xx11) 3038-1166

Tel. (0xx11) 3038-1150 Fax (0xx11) 3038-1166 Sistema Nota Já Este manual tem por objetivo apresentar o sistema NotaJá a fim de auxiliar o usuário com todos os processos de cadastro, lançamentos de notas, cancelamentos, inutilizações, notas complementares

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

1. Reordenação da aba Fiscal 1. 2. Consulta simplificada de itens vendidos por NCM, CFOP e Alíquotas 2. 3. Parametrização de NCM 4

1. Reordenação da aba Fiscal 1. 2. Consulta simplificada de itens vendidos por NCM, CFOP e Alíquotas 2. 3. Parametrização de NCM 4 CADASTROS FISCAIS 1. Reordenação da aba Fiscal 1 2. Consulta simplificada de itens vendidos por NCM, CFOP e Alíquotas 2 3. Parametrização de NCM 4 4. Faturamento de pedidos entregues no endereço do revendedor

Leia mais

e-nota NFC-e PR Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita - Paraná

e-nota NFC-e PR Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita - Paraná Página1 e-nota NFC-e PR Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Versão Gratuita - Paraná Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é NFC-e?... 03 2. Safeweb enota NFC-e

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema de Digitação de Notas Fiscais de Saídas Interestaduais

Manual do Usuário. Sistema de Digitação de Notas Fiscais de Saídas Interestaduais Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso Superintendência do Sistema de Administração Tributária Manual do Usuário Sistema de Digitação de Notas Fiscais de Saídas Interestaduais 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO

Leia mais

Boletim Técnico. Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 11 Data da publicação : 02/05/13. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Boletim Técnico. Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 11 Data da publicação : 02/05/13. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos RECOPI Reconhecimento e Controle do Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 11 Data da publicação : 02/05/13 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Chamado : THDHX0 Esta melhoria depende

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

!!!!!!!!!! NF-e. Manual do Usuário

!!!!!!!!!! NF-e. Manual do Usuário NF-e Manual do Usuário ÍNDICE CADASTROS NECESSÁRIOS PARA EMISSÃO DE NFE... 3 CADASTRO DE PRODUTOS... 3 CFOP... 5 PERFIL TRIBUTÁRIO... 7 CADASTRO DE CLIENTES... 9 CADASTRO DE FORNECEDOR... 10 CADASTRO DE

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA 1. Comprei mercadoria com NF-e denegada. Qual o procedimento para regularizar essa situação? Resposta: Preliminarmente, temos que esclarecer o que é uma NF-e Denegada:, A Denegação

Leia mais

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE?

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? O que é a Nota Fiscal Eletrônica? Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem como intuito emitir e armazenar eletronicamente, para fins fiscais,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e SELECIONE A EMPRESA EMISSORA DA NFE CLIQUE EM INICIAR TELA DE AVISOS FAÇA A LEITURA DOS AVISOS E CLIQUE EM FECHAR EMISSÃO DA NOTA FISCAL

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

SEFAZ-MA. São Luís-Ma. 2.008

SEFAZ-MA. São Luís-Ma. 2.008 SEFAZ-MA SIISTEMA DE NOTA FIISCAL AVULSA NFA MANUAL PARA O AGENTE FIISCAL São Luís-Ma. 2.008 1 INTRODUÇÃO A Nota Fiscal Avulsa foi criada para substituir a Nota Fiscal Avulsa emitida através do Siat. Ela

Leia mais

MANIFESTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS FISCAIS (MDF-e) NO TRC

MANIFESTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS FISCAIS (MDF-e) NO TRC MANIFESTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS FISCAIS (MDF-e) NO TRC 1 Conceito do MDF-e: MDF-e é o documento emitido e armazenado eletronicamente por contribuinte credenciado pela Secretaria da Fazenda como emitente

Leia mais

Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônico (MDF-e)

Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônico (MDF-e) Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônico (MDF-e) Os passos citados abaixo servem de documento auxiliar na emissão do manifesto eletrônico, que entrou em vigor no ano de 2015. Resumo das informações:

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Instalação do certificado digital Para cada empresa certificadora existe um manual de instalação. Antes de emitir o certificado no cliente, leia atentamente as instruções do manual.

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e Informações Gerais 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência

Leia mais

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE Página 1 de REVISÃO DATA VERSÃO DO HISTÓRICO DAS ALTERAÇÕES SISTEMA 00 1.0 Emissão inicial. Página 2 de Sumário 1. Introdução... 4 2. Modelo Conceitual... 4 3. Programa Cliente... 5 3.1 Telas de Configuração...

Leia mais

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA ESCRITÓRIO CONTÁBIL CAIRES

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA ESCRITÓRIO CONTÁBIL CAIRES MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA ESCRITÓRIO CONTÁBIL CAIRES Por: Douglas Adolpho Maicon F. Campos COMO BAIXAR EMISSOR DE NF-e (novo!). Acesse o site da Secretária do Governo do Estado de São Paulo (www.fazenda.sp.gov.br/nfe),

Leia mais

Copyright 2004/2015 - VLC

Copyright 2004/2015 - VLC Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Perguntas Frequentes Versão 8.1 Atualizado em 26/08/2015 Copyright 2004/2015 - VLC As informações contidas neste caderno de Perguntas e Respostas são de propriedade da

Leia mais

Parâmetros. Instalação

Parâmetros. Instalação Gera Arquivo para a Receita (GeraArq 8) Este aplicativo permite gerar um arquivo para ser enviado à Receita Federal com os registros de nota/ cupons fiscais impressos pelos sistema. Instalação Para fazer

Leia mais

SFT. Sistema de Faturamento

SFT. Sistema de Faturamento SFT Sistema de Faturamento SISTEMA DE FATURAMENTO - STF O primeiro passo para utilização do Sistema de Faturamento STF, é configurar os Parâmetros do Sistema: Módulo Utilitários: Parâmetros Cadastrar a

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

: Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e

: Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e Produto : RM NUCLEUS - 11.52.61 Processo Subprocesso : Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e : Integração com o TSS / TopConnect / CT-e Data

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito

Leia mais

OPERAÇÃO NF-E MASTERSAF DF-E

OPERAÇÃO NF-E MASTERSAF DF-E MASTERSAF DF-E ÍNDICE Fluxo NF-e SEFAZ... 1 Fluxo do NF-e Mastersaf... 1 Emissão de NF-e...2 Ícones do Produto...5 Atualização do Licenciamento...5 Painéis de Consulta...6 Ordenação dos Grids... 6 Visualizar

Leia mais

jfisc al Versão 3.0 - Fevereiro/2015

jfisc al Versão 3.0 - Fevereiro/2015 jfiscal Versão 3.0 - Fevereiro/2015 Índice 1 INTRODUÇÃO E VISÃO GERAL... 1 2 INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INICIAL DO JFISCAL... 2 2.1 Download... 3 2.2 Instalação do jfiscal... 3 3 ADQUIRIR UMA LICENÇA DO

Leia mais

MC SISTEMAS MANUAL DE ERROS DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA 29/01/2014

MC SISTEMAS MANUAL DE ERROS DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA 29/01/2014 1 MC SISTEMAS MANUAL DE ERROS DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA 29/01/2014 Erro 1: Este erro indica na maioria das vezes que o certificado digital venceu. Para solucionar este erro deveras abrir o navegador Internet

Leia mais

Copyrigth 2011. ERSystem Sistemas de Informações e Tecnologia. Todos Direitos Reservados. visite nosso site www.ersystem.com.

Copyrigth 2011. ERSystem Sistemas de Informações e Tecnologia. Todos Direitos Reservados. visite nosso site www.ersystem.com. Manual do CT-e. (Conhecimento de Transporte Eletrônico) no SistranNet 3.0 Página 1 Índice Introdução 03 Conceitos do CT-e 04 Histórico do documento fiscal eletrônico 05 Descrição Simplificada do Modelo

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

Manual da Nota Fiscal Eletrônica

Manual da Nota Fiscal Eletrônica Manual da Nota Fiscal Eletrônica Memory Informática Tabela de Conteúdos Meu Usuário Meu Perfil --------------------------------------------------------- 4 Minha Empresa Configurar Minha Empresa -------------------------------------

Leia mais

EMISSÃO E GESTÃO NFE ITR TR 0406

EMISSÃO E GESTÃO NFE ITR TR 0406 EMISSÃO E GESTÃO NFE ITR TR 0406 Sumário 1. O que é NFe? 2. Acesso ao sistema 3. Cadastros 3.1 Cadastro de Cliente 3.2 Cadastro de Produto 3.3 Cadastro de Transportadora 4. Emissão de NFe 4.1 Emitir Nova

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

GESTÃO LOGÍSTICA. Emissão de CT-e. Esse procedimento descreve o processo de emissão de CT-e.

GESTÃO LOGÍSTICA. Emissão de CT-e. Esse procedimento descreve o processo de emissão de CT-e. GESTÃO LOGÍSTICA Emissão de CT-e Esse procedimento descreve o processo de emissão de CT-e. SUMÁRIO EMISSÃO DE CT-E... 3 Pré-Requisitos... 3 Emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico... 4 Emissão

Leia mais

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço Manual de Utilização Sistema Recibo Provisório de Serviço Versão 1.0 17/08/2011 Sumário Introdução... 5 1. Primeiro Acesso... 7 2. Funções do e-rps... 8 2.1 Menu Superior... 8 2.1.1 Arquivo......8 2.1.2

Leia mais

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Procedimentos de Configuração no CalcExpress....2 Procedimentos de Configuração no Emissor de Nota Fiscal Eletrônica...3 Gerando Arquivo

Leia mais

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas Manual de Registro de Saída Procedimentos e Especificações Técnicas Versão 1.0 Dezembro 2010 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO REGISTRO DE SAÍDA - SIARE... 3 2.1 SEGURANÇA... 4 2.2

Leia mais

Guia Prático. MDF-e. Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais. 2014 JL Assessoria Contábil e Jurídica

Guia Prático. MDF-e. Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais. 2014 JL Assessoria Contábil e Jurídica Guia Prático MDF-e Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais 2014 JL Assessoria Contábil e Jurídica Entenda o que é: O Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) é o documento emitido e armazenado

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Secretaria De Estado de Fazenda Superintendência de Gestão da Informação Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários DECLARAÇÃO DE COMPRA

Leia mais