1.º Teste de Física e Química A 10.º A 22 Outubro minutos /

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1.º Teste de Física e Química A 10.º A 22 Outubro minutos /"

Transcrição

1 1.º Teste de Física e Química A 10.º A 22 Outubro minutos / Nome: n.º Classificação Professor E.E. As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas cinco hipóteses (A, B, C, D e E) das quais só uma está correta. Escolha a letra correspondente à alternativa que selecionou para cada questão colocando uma cruz atrás da letra que escolheu como opção correta. 1. Determinado átomo X possui 45 nucleões e o seu número atómico é 21. Escolha a opção correta relativamente à sua constituição. (A) 21 protões, 21 neutrões e 21 eletrões. (B) 21 protões, 24 neutrões e 24 eletrões. (C) 21 protões, 24 neutrões e 21 eletrões. (D) 24 protões, 21 neutrões e 24 eletrões. (E) 21 protões, 3 neutrões e 21eletrões. 2. Identifique a frase correta sobre a constituição de um ião. (A) Um ião de carga -1 possui a mesma carga nuclear e um eletrão a mais que o átomo que o originou. (B) Os iões de carga eléctrica positiva (catiões) formam-se a partir dos átomos respetivos por captura de eletrões. (C) Um ião de carga +2 possui mais dois eletrões que o respetivo átomo. (D) A carga nuclear de um dado ião é diferente da carga nuclear do átomo donde provém. (E) O catião X + e o átomo X diferem no número de nucleões. 3. Considere os iões poliatómicos PO 4 3- e NH 4 +. Sabendo que os átomos de hidrogénio têm um protão, os de azoto sete protões, os de oigénio oito protões e os de fósforo quinze protões. Podemos afirmar que: (A) O número de eletrões do ião fosfato é 20. (B) O número de eletrões do ião fosfato é 44. (C) O número de eletrões do ião fosfato é 50. (D) O número de eletrões do ião amónio é 12. (E) O número de eletrões do ião fosfato é 7. 1

2 4. Considere o conjunto de materiais abaio indicados. Sobre eles podemos afirmar: Granito; dióido de carbono; polpa detomate; alumínio ; vinho; ar; grafite ; aço; cloreto de sódio; vaporde água (A) O ar, a polpa de tomate e o aço são misturas homogéneas. (B) A grafite, o cloreto de sódio e o aço são substâncias compostas. (C) A grafite, o alumínio e o aço são substâncias simples. (D) A fórmula química do cloreto de sódio é NaCl 2. (E) O dióido de carbono, o vapor de água e o ar são substâncias moleculares. 5. Um dos iões que o elemento enofre (nº atómico16) poderá originar é S 2-. O número total de eletrões que esse ião possui é: (A) 2 (B) 14 (C) 16 (D) 18 (E) Um ião, muito comum, formado por enofre e oigénio é o anião sulfato, SO 4. Para este ião podemos afirmar que: (A) a soma do número de protões e neutrões é inferior ao número total de eletrões em duas unidades. (B) o número total de protões ecede, em dois, o de eletrões; (C) o número total de eletrões é 2; (D) o número total de eletrões é 48; (E) o número total de eletrões ecede, em dois, o número total de protões; GRUPO II 1. O pequeno teto que se segue diz respeito à constituição do átomo. Preencha os espaços em branco com os termos adequados. O átomo é constituído por uma parte central chamada núcleo, onde se encontram os protões e neutrões, denominados genericamente por nucleões. À volta do núcleo movem-se os eletrões. Praticamente toda a massa do átomo encontra-se concentrada no núcleo, porque os eletrões são partículas de massa desprezável em relação aos protões e neutrões. O átomo é eletricamente neutro porque o número de eletrões, partículas com carga unitária negativa, é igual ao número de protões, partículas com carga unitária positiva. Quando um átomo ganha eletrões fica com carga elétrica negativa, dando origem a um ião negativo ou anião. Quando um átomo perde eletrões fica com carga elétrica positiva, dando origem a um ião positivo ou catião. 2

3 2. Observe atentamente a tabela seguinte e complete os espaços deiados em branco: Iões Nome do ião Nome dos elementos que entram na sua constituição Ca 2+ cálcio cálcio Fe 3+ ferro (III) ferro CO 3 2- NH 4 + SO 3 2- carbonato amónio sulfito carbono e oigénio azoto e hidrogénio enofre e oigénio F - fluoreto fluor 3. As representações simbólicas seguintes dizem respeito a alguns núcleos de elementos, como as que se referem ao enofre, oigénio, fósforo, cloro, sódio e hidrogénio: F F F S O P 17Cl 11 Na 2 17Cl 1 H As frases seguintes podem ser verdadeiras ou, pelo contrário, traduzirem incorreções científicas e, portanto, serem falsas. Faça-lhes corresponder o símbolo ou F. A O núcleo do átomo de fósforo representado é uma zona interior do átomo onde eistem 46 partículas subatómicas, das quais 31 são neutrões. B Os átomos de cloro representados diferem entre si no número de protões. C O átomo de enofre representado tem tantos protões como neutrões. D No núcleo do átomo de oigénio representado, eistem oito protões e oito eletrões. E Qualquer átomo de sódio tem 11 eletrões que se movem numa zona eterior ao núcleo. F Em todos os átomos, o número de protões tem de ser igual ao número de eletrões. G O átomo de hidrogénio representado tem um único neutrão. 4. Para cada uma das situações descritas, escreva o nome do composto. a) Na 2 SO 4 - sulfato de sódio b) Fe(NO 3 ) 2 - nitrato de ferro (II) c) MgCO 3 - carbonato de magnésio d) Ca 3 (PO 4 ) 2 - fosfato de cálcio 3

4 5. Para cada uma das situações descritas, escreva a fórmula química do composto. a) Cloreto de cobre (II) - CuCl 2 b) Iodeto de Zinco - ZnI 2 c) Permanganato de potássio - KMnO 4 d) Hidróido de alumínio - Al(OH) 3 6. A tabela seguinte diz respeito a duas substâncias e a duas das constantes físicas que as caracterizam o ponto de fusão e o ponto de ebulição. Ponto de fusão (ºC) Ponto de ebulição (ºC) A - Bromo B - Benzeno 6 80 Tendo em consideração os dados nela registados, indique: a) o estado físico da substância A à temperatura de 25º C; A substância A está no estado líquido. b) um valor de temperatura para o qual a substância B está na forma de vapor; A substância B está no estado de vapor para qualquer temperatura superior a 80ºC, por eemplo, 82ºC. c) as unidades estruturais de cada substância. substância A: unidades estruturais - moléculas. substância B: unidades estruturais - moléculas. 7. Para cada um dos reagentes a seguir indicados refira um cuidado que deve ter sempre que os manusear. A B C D E A - evitar o contacto com a pele os olhos ou a roupa ou não respirar os vapores. B - evitar o contacto com a pele os olhos ou não respirar os vapores. C - manter afastado de fontes de calor, especialmente chamas. D - evitar aquecimento, choque ou fricção. E - evitar o contacto com materiais inflamáveis. 4

5 8. Considere que pretende preparar 500 ml de uma solução de dicromato de potássio (K 2 Cr 2 O 7 ) 0,5 mol/dm 3 a partir do soluto sólido por dissolução em água. a) Apresente os cálculos necessários à preparação da solução. Dados: = 500 ml = 500 cm 3 = 0,5 dm 3 C = 0,5 mol/dm 3 Equações: C - concentração (mol/dm 3 ) n - número de moles - volume de solução (dm 3 ) 1ª etapa 2ª etapa n = 0,25 moles M (K 2 Cr 2 O 7 ) = 39, , ,0 M (K 2 Cr 2 O 7 ) = 294,2 g/mol m - massa de soluto (g) n - número de moles M - massa molar (g/mol) 3ª etapa m = 0,25 294,2 = 73,55 g b) Elabore um pequeno teto onde faça referencia às etapas de preparação da referida solução. As etapas de preparação da referida solução são: 1. Pesar 73,55 g de dicromato de potássio. 2. Dissolver o soluto, num gobelet, com um pequeno volume de água destilada. 3. Transferir a solução (de soluto dissolvido) para dentro do balão de 500 ml (com o auilio de uma vareta e de um funil). 4. Repetir as operações 2 e 3, o número de vezes necessárias, até que todo o soluto esteja dissolvido. 5. Lavar o gobelet, a vareta e o funil (com um pequeno volume de água destilada) de modo a assegurar que nenhum soluto fica agarrado às paredes deste material e introduzir essa solução no balão. 6. Colocar o gobelet, a vareta e funil em posição estável em cima da bancada, depois de não serem necessárias. 7. Completar, com água destilada, o volume do balão até ao menisco (com o auilio de um esguicho). 8. Tapar o balão. 9. Agitar. 10. Rotular. 5

6 9. A figura representa um esquema de um processo de separação. No recipiente 3 colocou-se uma mistura de álcool e água. a) Qual é o processo de separação esquematizado na figura que se segue? O processo de separação esquematizado é uma destilação simples b) Faça a sua legenda. 1 Termómetro 2 Mangueira de saída de água quente 3 Condensador de Liebig 4 Alonga 5 Erlenmeyer 6 Mangueira de entrada de água fria 7 Balão de destilação 8 Rede com placa cerâmica 9 Tripé 10 Bico de Bunsen 11 Pinça para balões 12 Suporte universal GRUPO III Uma mistura é constituída por ácido benzóico (sólido branco), carvão e cloreto de sódio (sal de cozinha). De acordo com as informações seguintes: - o ácido benzóico é solúvel em água quente; - o cloreto de sódio é solúvel em água quente e em água fria; - o carvão é insolúvel em água. Represente o diagrama de operações que poderia realizar para separar os constituintes da mistura? (Um diagrama possível) água quente filtração a quente evaporação cristais de ác. benzoico (secos) ácido benzoico + carvão + cloreto de sódio cristais de ác. benzoico (húmidos) (ácido benzoico + cloreto de sódio + água) + carvão filtração por sucção carvão (húmido) cloreto de sódio + ácido benzoico + água carvão (seco) evaporação (cristais de ácido benzoico) + (água + cloreto de sódio) cloreto de sódio + água arrefecimento da mistura destilação água cloreto de sódio 6

7 COTAÇÃO Questão I II-1 II-2 II-3 II-4 II-5 II-6 II-7 II-8a) II-8b) II-9 III TOTAL Cotação C m - concentração mássica m - massa de soluto - volume de solução FORMULÁRIO C n - concentração molar m - número de moles de soluto ou quantidade de soluto - volume de solução m - massa de substância n - número de moles ou quantidade de substância M - massa molar Calculadora Tabela periódica MATERIAL PERMITIDO 7

1.º Teste de Física e Química A 10.º A Out minutos /

1.º Teste de Física e Química A 10.º A Out minutos / .º Teste de Física e Química A 0.º A Out. 202 90 minutos / Nome: n.º Classificação Professor E.E. As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas cinco hipóteses

Leia mais

Grupo I 1. Os rótulos seguintes dizem respeito a alguns produtos alimentares.

Grupo I 1. Os rótulos seguintes dizem respeito a alguns produtos alimentares. Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco Física e Química A, 10º ano Ano lectivo 2007 / 2008 Correcção do teste de avaliação sumativa Nome: N.º aluno: Turma: Classificação : Professor: Grupo I 1. Os

Leia mais

Escola Secundária de Lagoa. Correção da Ficha de Trabalho 1. Física e Química A. Espécie química. Número de massa.

Escola Secundária de Lagoa. Correção da Ficha de Trabalho 1. Física e Química A. Espécie química. Número de massa. Escola Secundária Lagoa Física e Química A 10º Ano Turma A Emília Correia e Paula Melo Silva Correção da Ficha Trabalho 1 Unida Zero Materiais: diversida e constituição 2014/2015 1.1. (A) Falso (B) Falso

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º Teste Sumativo de FQA 17.OUTUBRO.2014 Versão 1 10.º Ano Turma A Professora: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Tolerância: 0 minutos 7 páginas NOME

Leia mais

VERSÃO 2. Agrupamento de Escolas Madeira Torres Teste de Avaliação: Física e Química A 10ºAno Duração do teste: 90 minutos 18 Outubro de 2012

VERSÃO 2. Agrupamento de Escolas Madeira Torres Teste de Avaliação: Física e Química A 10ºAno Duração do teste: 90 minutos 18 Outubro de 2012 Agrupamento de Escolas Madeira Torres Teste de Avaliação: Física e Química A 10ºAno Duração do teste: 90 minutos 18 Outubro de 2012 VERSÃO 2 Na folha de respostas, indique de forma legível a versão do

Leia mais

Módulo inicial Materiais: Diversidade e Constituição. Química 10.º ano Ano lectivo 2007/2008

Módulo inicial Materiais: Diversidade e Constituição. Química 10.º ano Ano lectivo 2007/2008 Química 10.º ano Ano lectivo 2007/2008 Escola Secundária José Saramago Marta Paulino e Ângela Patrício O que é um Material? É algo que tem massa e ocupa espaço. Classificação Materiais: Componentes Origem

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 Nome: 7.º Ano Turma Nº: Encarregado de Educação: Classificação: Professor: 1. Classifique as transformações

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 8º Teste sumativo de FQA 20. maio Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 8º Teste sumativo de FQA 20. maio Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 8º Teste sumativo de FQA 20. maio. 2015 Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 9 páginas

Leia mais

04Iões e compostos iónicos. REAÇÕES QUÍMICAS Explicação e representação das reações químicas

04Iões e compostos iónicos. REAÇÕES QUÍMICAS Explicação e representação das reações químicas 04Iões e compostos iónicos REAÇÕES QUÍMICAS Explicação e representação das reações químicas A explorar: Como são constituídos os sais? 04 Iões e compostos iónicos Formação e representação simbólica de

Leia mais

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Departamento de Química. Programa do 10º ano e do 11º ano de Química do Ensino Secundário

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Departamento de Química. Programa do 10º ano e do 11º ano de Química do Ensino Secundário Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Departamento de Química Programa da Prova de Acesso de Química (2016): Exemplos de exercícios 1.Indique a afirmação correcta. Programa do 10º ano e do 11º

Leia mais

Pergunta I II III IV Total. Nota: Apresente todos os cálculos que efetuar

Pergunta I II III IV Total. Nota: Apresente todos os cálculos que efetuar 3 de março 2012 (Semifinal) Pergunta I II III IV Total Classificação Escola:. Nome:. Nome:. Nome:. Nota: Apresente todos os cálculos que efetuar Dados: Constante de Avogadro: N A = 6,022 x 10 23 mol -1

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 7º Teste de FQA 2.março. 2015 Versão 1 10º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 8 páginas e termina

Leia mais

numérico é: a) H 2 CO 3 b) H 4 P 2 O 7 c) C 6 H 12 O 6 d) Al 2 (SO 4 ) 3 e) Fe 2 (CO 3 ) 3 f) Ca 3 (PO 4 ) 2 g) (NH 4 ) 2 S

numérico é: a) H 2 CO 3 b) H 4 P 2 O 7 c) C 6 H 12 O 6 d) Al 2 (SO 4 ) 3 e) Fe 2 (CO 3 ) 3 f) Ca 3 (PO 4 ) 2 g) (NH 4 ) 2 S Constante de Avogadro (antigamente chamada número de Avogadro é o número de átomos de 1 C contidos em 0,01 kg de 1 C. Seu valor numérico é: Cálculos Químicos Massa atômica, massa molecular e mol átomo

Leia mais

Alexandra Silva Fernandes

Alexandra Silva Fernandes Alexandra Silva Fernandes APL 2.1. 1ª parte Soluções como se preparam? Problema: Como preparar 50,0 cm 3 de um solução aquosa de tiossulfato de sódio 0,030 mol.dm 3? Como preparar uma solução, a partir

Leia mais

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1998 QUESTÃO 01 Uma mistura de hidrogênio, H 2 (g), e oxigênio, O 2 (g), reage, num recipiente hermeticamente fechado, em alta temperatura e em presença de um catalisador, produzindo

Leia mais

Mistura: material formado por duas ou mais substâncias, sendo cada uma destas denominada componente.

Mistura: material formado por duas ou mais substâncias, sendo cada uma destas denominada componente. SOLUÇÕES Mistura: material formado por duas ou mais substâncias, sendo cada uma destas denominada componente. Fase: numa mistura, é cada uma das porções que apresenta aspecto homogéneo ou uniforme. CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

QUESTÕES DE EXAME Tabela Periódica. Física e Química A

QUESTÕES DE EXAME Tabela Periódica. Física e Química A QUESTÕES DE EXAME 2 Física e Química A Questões de provas nacionais realizadas entre 2008 e 2014 organizados por subdomínio e por secção, por ordem cronológica. Os itens estão identificados por data e

Leia mais

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula /

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / 2016-2 Prof. Mauricio X. Coutrim (disponível em: http://professor.ufop.br/mcoutrim) REAÇÃO EM SOLUÇÃO AQUOSA São reações envolvendo compostos iônicos

Leia mais

1 ESTRUTURA ATÓMICA. Classificiação de materiais - Estrutura atómica. Ciências Físico-químicas 9º ano de escolaridade. Docente Marília Silva Soares 1

1 ESTRUTURA ATÓMICA. Classificiação de materiais - Estrutura atómica. Ciências Físico-químicas 9º ano de escolaridade. Docente Marília Silva Soares 1 Ciências Físico-químicas - 9º ano de 1 ESTRUTURA ATÓMICA A origem dos átomos Estrutura Número atómico, número de massa e isótopos Massa das partículas Formação de iões OBJETIVOS Identificar as partículas

Leia mais

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):.

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):. FOLHA DE EXERCÍCIOS CURSO: Otimizado ASS.: Exercícios de Conteúdo DISCIPLINA: Fundamentos de Química e Bioquímica NOME: TURMA: 1SAU 1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e

Leia mais

BIMESTRAL QUÍMICA - 1ºBIMESTRE

BIMESTRAL QUÍMICA - 1ºBIMESTRE BIMESTRAL QUÍMICA - 1ºBIMESTRE Série: 3ªEM Gabarito Questão 01) O vapor obtido pela ebulição das seguintes soluções: I. água e sal II. água e açúcar III. água e álcool é constituído de água pura apenas:

Leia mais

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Atividade complementar Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Esta atividade tem como objetivo complementar e aprofundar os estudos sobre as transformações químicas,

Leia mais

Aula 09 19/mai Marcelo..continuação da aula 08 (12/mai) CONTEÚDO EXTRA SOBRE LIGAÇÃO IÔNICA Escrevendo a fórmula de um composto iônico: http://www.brasilescola.com/quimica/formulas-para-representar-as-ligacoesionicas.htm

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. A tabela

Leia mais

TESTE GLOBAL AGRUPAMENTO / ESCOLA: NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / AVALIAÇÃO: PROFESSOR: ENC. EDUCAÇÃO: GRUPO I

TESTE GLOBAL AGRUPAMENTO / ESCOLA: NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / AVALIAÇÃO: PROFESSOR: ENC. EDUCAÇÃO: GRUPO I TESTE GLOBAL AGRUPAMENTO / ESCOLA: NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / AVALIAÇÃO: PROFESSOR: ENC. EDUCAÇÃO: GRUPO I 1. O gráfico da figura 1 representa os valores da velocidade em função do tempo, de uma partícula

Leia mais

FICHA DE PREPARAÇÃO PARA O TESTE Nº5 FQ -7ºANO

FICHA DE PREPARAÇÃO PARA O TESTE Nº5 FQ -7ºANO FICHA DE PREPARAÇÃO PARA O TESTE Nº5 FQ -7ºANO -CLASSIFICAÇÃO DOS MATERIAIS - SUBSTÃNCIAS E MISTURAS - SOLUÇÕES -TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS E FÍSICAS 1. A Química é a ciência que estuda as propriedades e

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professora: Lúcia Nascimento COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

Proposta de Teste Intermédio do 9º Ano

Proposta de Teste Intermédio do 9º Ano Proposta de Teste Intermédio do 9º Ano Ciências Físico-Químicas Duração do teste: 90 min. Para responderes às questões, escreve, na folha de respostas, o número de cada grupo e questão, seguido da letra

Leia mais

LCE0182 Química Analítica Quantitativa. Informações Gerais. Wanessa Melchert Mattos.

LCE0182 Química Analítica Quantitativa. Informações Gerais. Wanessa Melchert Mattos. LCE0182 Química Analítica Quantitativa Informações Gerais Wanessa Melchert Mattos wanemelc@usp.br Aprovação Para que o aluno possa ser aprovado exige-se média mínima de 5,0 em notas e 70% de frequência

Leia mais

Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CFQ 8º Ano Fórmulas químicas de substâncias moleculares

Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CFQ 8º Ano Fórmulas químicas de substâncias moleculares Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CFQ 8º Ano Fórmulas químicas de substâncias moleculares Nome: Data: / / 1. Assinala a resposta correcta com um X. 1.1. Os símbolos químicos C, Ca, F e P representam,

Leia mais

Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas

Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Campus Valença Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas Professor: José Tiago Pereira Barbosa 1 Sistemas Para facilitar a

Leia mais

BC-1302 QUÍMICA DOS ELEMENTOS

BC-1302 QUÍMICA DOS ELEMENTOS PRÁTICA 5: Oxigênio e Enxofre Objetivos Preparar o gás oxigênio, por método laboratorial e estudar algumas de suas propriedades. Estudar o enxofre nas suas variações alotrópicas e algumas de suas reações.

Leia mais

Trabalho Prático nº 3. Metais, cor de chamas e solubilidade de sais

Trabalho Prático nº 3. Metais, cor de chamas e solubilidade de sais Trabalho Prático nº 3 Metais, cor de chamas e solubilidade de sais 1. Introdução A cor de uma chama é afectada pela presença de um metal, uma vez que o átomo metálico é excitado, e essa cor é característica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM QUÍMICA. Exame de Seleção para o Mestrado em Química-2011.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM QUÍMICA. Exame de Seleção para o Mestrado em Química-2011. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Exame de Seleção para o Mestrado em Química-2011.2 PROVA DE QUÍMICA CÓDIGO do CANDIDATO: INSTRUÇÕES: Confira o caderno

Leia mais

9º Ano/Turma: Data / / ) Observe os sistemas onde as esferas representam átomos. Sobre esses sistemas, a afirmação incorreta é:

9º Ano/Turma: Data / / ) Observe os sistemas onde as esferas representam átomos. Sobre esses sistemas, a afirmação incorreta é: Estudante: Educadora: Daiana Araújo 9º Ano/Turma: Data / /2015 C.Curricular: Ciências/ Química 1) Observe os sistemas onde as esferas representam átomos. Sobre esses sistemas, a afirmação incorreta é:

Leia mais

OFICINA DE FORMAÇÃO. Utilização e Organização dos Laboratórios Escolares. Formador: Professor Vitor Duarte Teodoro

OFICINA DE FORMAÇÃO. Utilização e Organização dos Laboratórios Escolares. Formador: Professor Vitor Duarte Teodoro OFICINA DE FORMAÇÃO Utilização e Organização dos Laboratórios Escolares Actividade Laboratorial: Formação de cristais/minerais (Biologia e Geologia Ano 2) Formador: Professor Vitor Duarte Teodoro Formanda:

Leia mais

Unidades estruturais que constituem as substâncias

Unidades estruturais que constituem as substâncias Unidades estruturais que constituem as substâncias As caraterísticas específicas de cada substância dependem da sua constituição, ou seja, do tipo de partículas ou unidades estruturais que formam a substância

Leia mais

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo I 1 a série do ensino médio Fase 02 Aluno: Idade: Instituição de Ensino: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação trimestral

Roteiro de estudos para recuperação trimestral Roteiro de estudos para recuperação trimestral Disciplina: Professor (a): QUIMICA DAIANE LIMA Conteúdo: Referência para estudo: Propriedades da matéria, densidade, mudanças de fase da matéria, substâncias

Leia mais

QUÍMICA. Processo Seletivo/UNIFAL - julho ª Prova Comum TIPO 1 QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA. Processo Seletivo/UNIFAL - julho ª Prova Comum TIPO 1 QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 QUÍMICA QUESTÃO 41 A substância, representada pela fórmula estrutural abaixo, é bastante utilizada como analgésico (aspirina). Com base nessas informações, marque a alternativa correta. A) Uma massa de

Leia mais

Aumento do número de níveis eletrónicos, n, nas orbitais de valência

Aumento do número de níveis eletrónicos, n, nas orbitais de valência Causas da variação das propriedades periódicas dos elementos Aumento do número de níveis eletrónicos, n, nas orbitais de valência Eletrões de valência menos energéticos mais próximos do núcleo n aumenta

Leia mais

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas Ligações Químicas Ligações Químicas Os diferentes elementos químicos combinam-se de várias maneiras formando uma grande variedade de substâncias, por meio das ligações químicas. Através das ligações químicas

Leia mais

SOLUÇÕES Folha 01 João Roberto Mazzei

SOLUÇÕES Folha 01 João Roberto Mazzei 01. (PUC SP 2009) O gráfico a seguir representa a curva de solubilidade do nitrato de potássio (KNO 3) em água. A 70 C, foram preparadas duas soluções, cada uma contendo 70 g de nitrato de potássio (KNO

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA II

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA II INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA II ESTRUTURA DA MATÉRIA O termo matéria refere-se a todos os materiais

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS

PROVA DE QUÍMICA TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS PROVA DE QUÍMICA TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS FONTE: Tabela Periódica da IUPAC/versão 2005(adaptada). Acesso: http://www.iupac.org/reports/periodic_table/ 25 QUESTÃO 3 Analise este quadro, em que se

Leia mais

SISTEMAS MATERIAIS. Conceitos Fundamentais, Classificação, Purificação. Reis, Oswaldo Henrique Barolli.

SISTEMAS MATERIAIS. Conceitos Fundamentais, Classificação, Purificação. Reis, Oswaldo Henrique Barolli. SISTEMAS MATERIAIS Conceitos Fundamentais, Classificação, Purificação Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375s Sistemas materiais : conceitos fundamentais, classificação, purificação / Oswaldo Henrique Barolli.

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA ESTEQUIOMETRIA Estequiometria é a parte da Química que estuda as proporções dos elementos que se combinam ou que reagem. MASSA ATÓMICA (u) É a massa do átomo medida em unidades de massa atómica (u). A

Leia mais

No final do enunciado, encontrarás um anexo com alguma informação relevante à sua realização. Bom Trabalho!

No final do enunciado, encontrarás um anexo com alguma informação relevante à sua realização. Bom Trabalho! Escola Secundária Filipa de Vilhena 2010/2011 Curso: Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Física e Química TESTE DE AVALIAÇÃO Módulo Q1 Estrutura atómica. Tabela periódica. Ligação Química. 11ºAno

Leia mais

Preparação e padronização de soluções

Preparação e padronização de soluções INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento de Engenharia Química e do Ambiente QUÍMICA I (1º Ano 1º Semestre) Trabalho Prático nº 2 Preparação e padronização de soluções

Leia mais

Os compostos iónicos são electricamente neutros (carga eléctrica = zero).

Os compostos iónicos são electricamente neutros (carga eléctrica = zero). Não é possível apresentar esta imagem de momento. 21032011 Os compostos iónicos (ou substâncias iónicas) são constituídos por iões. O Cloreto de sódio: A fórmula química do cloreto de sódio é NaCl. Porquê?Como

Leia mais

3ª Série / Vestibular _ TD 08 _ 19 de abril

3ª Série / Vestibular _ TD 08 _ 19 de abril 3ª Série / Vestibular _ TD 08 _ 19 de abril 01. A corrosão de um metal é a sua destruição ou deterioração, devida à reação com o meio ambiente. O enferrujamento é o nome dado à corrosão do ferro: Fe(s)

Leia mais

Soluções. Solução, soluto e solvente

Soluções. Solução, soluto e solvente Solução, soluto e solvente Os químicos chamam soluções às misturas homogéneas. Por isso, sempre que obténs uma mistura homogénea podes dizer que tens uma solução. É uma solução. Não é uma solução. Solução,

Leia mais

1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol e dióxido de carbono:

1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol e dióxido de carbono: EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I Capítulo 4. Reacções químicas II Ficha de exercícios 1. A fermentação é um processo químico complexo do fabrico de vinho no qual a glucose é convertida em etanol

Leia mais

1ª Série - Ligação Iônica

1ª Série - Ligação Iônica GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA 1ª Série - Ligação Iônica 1. No Laboratório de Química,

Leia mais

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria Professor Marcus Ennes -Estequiometria - RELAÇÕES FUNDAMENTAIS RAZÃO E PROPORÇÃO 1) Um formigueiro é composto por 2.000 formigas. Cada formiga consome por dia, 1.500 moléculas de glicose (C 6 H 12 O 6

Leia mais

Nome Completo : Prova de Acesso de Química para Maiores de 23 Anos. Candidatura de Junho de 2013, 10: h

Nome Completo : Prova de Acesso de Química para Maiores de 23 Anos. Candidatura de Junho de 2013, 10: h Nome Completo : B. I. n.º Prova de Acesso de Química para Maiores de 23 Anos Candidatura 2013-2014 18 de Junho de 2013, 10:00 12.30 h Respostas às perguntas de escolha múltipla: assinale a resposta certa

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE MONSERRATE

ESCOLA SECUNDÁRIA DE MONSERRATE ESCOLA SECUNDÁRIA DE MONSERRATE F.Q. A 2º ANO EQUILÍBRIO QUÍMICO 1. Para ocorrer uma situação de equilíbrio num sistema são necessárias, pelo menos, duas das condições seguintes: A Todos os reagentes se

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Núbia de Andrade. DISCIPLINA:Química SÉRIE: 3º. ALUNO(a): Lista de Exercícios P1 I Bimestre

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Núbia de Andrade. DISCIPLINA:Química SÉRIE: 3º. ALUNO(a): Lista de Exercícios P1 I Bimestre GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSORA: Núbia de Andrade DISCIPLINA:Química SÉRIE: 3º ALUNO(a): Lista de Exercícios P1 I Bimestre No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente

Leia mais

Lista de Exercício. Professor: Cassio Pacheco Disciplina: Química 2 Ano Data de entrega: 04/03/2016. Concentração Comum

Lista de Exercício. Professor: Cassio Pacheco Disciplina: Química 2 Ano Data de entrega: 04/03/2016. Concentração Comum Professor: Cassio Pacheco Disciplina: Química 2 Ano Data de entrega: 04/03/2016 Lista de Exercício Concentração Comum 1- Num balão volumétrico de 250 ml adicionam-se 2,0g de sulfato de amônio sólido; o

Leia mais

Física e Química A 10º ANO FICHA DE APOIO N.º 3

Física e Química A 10º ANO FICHA DE APOIO N.º 3 Física e Química A º ANO FICHA DE APOIO N.º 3 TEMA: MOLE, MASSA MOLAR E VOLUME MOLAR I A mole Quando estamos a estudar uma porção de matéria, seja ela no estado sólido, líquido ou gasoso, eiste um número

Leia mais

Química Fascículo 06 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida

Química Fascículo 06 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Química Fascículo 06 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Índice Soluções...1 Exercícios... 5 Gabarito...7 Soluções Unidades de Concentração Concentração é determinada

Leia mais

Olimpíada Mineira. de Química. Tabela de Respostas das Questões 1 a a b c d

Olimpíada Mineira. de Química. Tabela de Respostas das Questões 1 a a b c d Olimpíada Mineira Nome: Escola: Instruções: 1 Esta prova contém 12 questões de múltipla escolha e duas questões abertas, abrangendo um total de 11 páginas. 2 Antes de iniciar a prova, confira se todas

Leia mais

Observe a equação química que corresponde ao processo de obtenção descrito no texto.

Observe a equação química que corresponde ao processo de obtenção descrito no texto. Utilize o texto abaixo para responder às questões de números 01 e 02. Uma das experiências realizadas em aulas práticas de Química é a obtenção do 2-cloro 2-metil propano, usualmente denominado cloreto

Leia mais

III.1 Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões.

III.1 Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões. III SOLUÇÕES III.1 Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões. Frequentemente as substâncias químicas (elementos e compostos) encontram-se misturadas umas às outras. O sangue, a água do mar, o solo

Leia mais

QUESTÃO 46 QUESTÃO 47 QUESTÃO 48 QUESTÃO 49 PROVA DE QUÍMICA I

QUESTÃO 46 QUESTÃO 47 QUESTÃO 48 QUESTÃO 49 PROVA DE QUÍMICA I 17 PROVA DE QUÍMICA I QUESTÃO 46 O alumínio metálico, obtido na indústria à alta temperatura na forma líquida, reage com vapor d`água da atmosfera, produzindo óxido de alumínio e gás hidrogênio, conforme

Leia mais

Concentração de soluções e diluição

Concentração de soluções e diluição Concentração de soluções e diluição 1. Introdução Uma solução é uma dispersão homogênea de duas ou mais espécies de substâncias moleculares ou iônicas. É um tipo especial de mistura, em que as partículas

Leia mais

Q.02 Considere uma solução aquosa diluída de dicromato de potássio, a 25 ºC. Dentre os equilíbrios que estão presentes nessa solução, destacam-se:

Q.02 Considere uma solução aquosa diluída de dicromato de potássio, a 25 ºC. Dentre os equilíbrios que estão presentes nessa solução, destacam-se: Q.01 Íons indesejáveis podem ser removidos da água, tratando-a com resinas de troca iônica, que são constituídas por uma matriz polimérica, à qual estão ligados grupos que podem reter cátions ou ânions.

Leia mais

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Físico-Química Versão 1 Teste Intermédio Físico-Química Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 18.04.2013 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro????????????

Leia mais

Experiência 7. PREPARO DE SOLUÇÃO A PARTIR DE SUBSTÂNCIAS SÓLIDAS, LIQUIDAS E DE SOLUÇÃO CONCENTRADA

Experiência 7. PREPARO DE SOLUÇÃO A PARTIR DE SUBSTÂNCIAS SÓLIDAS, LIQUIDAS E DE SOLUÇÃO CONCENTRADA Experiência 7. PREPARO DE SOLUÇÃO A PARTIR DE SUBSTÂNCIAS SÓLIDAS, LIQUIDAS E DE SOLUÇÃO CONCENTRADA 1. Objetivos Após a realização desta aula experimental, espera-se que o graduando do curso de Química

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA

INTRODUÇÃO À QUÍMICA INTRODUÇÃO À QUÍMICA O QUE É QUÍMICA? É a ciência que estuda a matéria, suas propriedades, transformações e interações, bem como a energia envolvida nestes processos. QUAL A IMPORTÂNCIA DA QUÍMICA? Entender

Leia mais

Plano de Recuperação 1º Semestre EF2-2013

Plano de Recuperação 1º Semestre EF2-2013 Professor: Cybelle e Ângela Ano: 9º Objetivos: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados em Ciências nos quais apresentou defasagens e os quais lhe servirão como pré-requisitos

Leia mais

Assinale o elemento que pode formar um cátion isoeletrônico com o Neônio (Ne) e se ligar ao oxigênio na proporção de 1:1.

Assinale o elemento que pode formar um cátion isoeletrônico com o Neônio (Ne) e se ligar ao oxigênio na proporção de 1:1. 1 PRVA DE QUÍMICA II QUESTÃ 46 Assinale o elemento que pode formar um cátion isoeletrônico com o Neônio (Ne) e se ligar ao oxigênio na proporção de 1:1. a) F b) Na c) Mg d) Al UESTÃ 47 Para se descascarem

Leia mais

Texto para as questões 31 e 32.

Texto para as questões 31 e 32. QUÍMICA Texto para as questões 31 e 32. Um sinal de que o bico do queimador do fogão está entupido é o aparecimento de chama amarela, quando o fogo é aceso. Nessa situação, ocorre a formação de carbono

Leia mais

Equilíbrio Heterogéneo

Equilíbrio Heterogéneo Equilíbrio Heterogéneo Aulas 7 Equilíbrio Heterogéneo: Produto de Solubilidade Efeito do ião comum, ph e iões complexos Titulações de precipitação Equilíbrio Heterogéneo Um equilíbrio heterogéneo (sólido-líquido)

Leia mais

UFU 2008/2-1ª FASE. 1-A substância, representada pela fórmula estrutural abaixo, é bastante utilizada como analgésico (aspirina).

UFU 2008/2-1ª FASE. 1-A substância, representada pela fórmula estrutural abaixo, é bastante utilizada como analgésico (aspirina). UFU 2008/2-1ª FASE 1-A substância, representada pela fórmula estrutural abaixo, é bastante utilizada como analgésico (aspirina). Com base nessas informações, marque a alternativa correta. A) Uma massa

Leia mais

LABORATÓRIO DE QUÍMICA QUI126 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS

LABORATÓRIO DE QUÍMICA QUI126 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS 1. Soluções básicas servem para a dissolução de gorduras sólidas que obstruem tubulações das cozinhas. O hidróxido de sódio é um exemplo, pois reage com gorduras e gera produtos solúveis. Qual a massa

Leia mais

Resolução de Questões de Provas Específicas de Química (Aula 7)

Resolução de Questões de Provas Específicas de Química (Aula 7) Resolução de Questões de Provas Específicas de Química (Aula 7) Resolução de Questões de Provas Específicas (Aula 7) 1. (UECE) A tabela periódica já era objeto das preocupações dos antigos químicos a partir

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Química Fase III (Etapa 1 nacional)

Olimpíada Brasileira de Química Fase III (Etapa 1 nacional) Page 1 of 5 Olimpíada Brasileira de Química - 2001 Fase III (Etapa 1 nacional) Questão 1 (48 th Chemistry Olympiad - Final National Competition - 2001 - Estonia) Exame aplicado em 01.09.2001 Os compostos

Leia mais

Exercícios Aspectos Macroscópicos

Exercícios Aspectos Macroscópicos Exercícios Aspectos Macroscópicos 1. Observe atentamente os processos abaixo: I. Efervescência ocorrida ao se colocar água oxigenada sobre um ferimento. II. A imagem de uma célula é ampliada por um microscópio.

Leia mais

02)Numa reação endotérmica, há [1] de calor, a entalpia final (produtos) é [2] que a entalpia inicial (reagentes) e a

02)Numa reação endotérmica, há [1] de calor, a entalpia final (produtos) é [2] que a entalpia inicial (reagentes) e a 01)Numa reação exotérmica, há [1] de calor, a entalpia final (produtos) é [2] que a entalpia inicial (reagentes) e a variação de entalpia é [3] que zero. Completa-se corretamente essa frase substituindo-se

Leia mais

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES Questão 2: Abaixo se encontra um esquema ilustrando dois frascos, um com água e outro com álcool. No quadro têm-se três diferentes materiais, A, B e C, todos sólidos e insolúveis em água e álcool. Considerando

Leia mais

VII Olimpíada Catarinense de Química Etapa I - Colégios

VII Olimpíada Catarinense de Química Etapa I - Colégios VII Olimpíada Catarinense de Química 2011 Etapa I - Colégios Fonte: Chemistryland Segunda Série 1 01 200 ml de uma solução de hidróxido de alumínio são diluídos em água destilada até a sua concentração

Leia mais

RELAÇÕES DE MASSA E MOL

RELAÇÕES DE MASSA E MOL RELAÇÃO DE MASSA E MOL A relação entre massa e quantidade Em uma gota de água de 0,05 ml há 1,67 sextilhão (1,67 x 10 21 ) de moléculas de água. A relação entre massa e quantidade A unidade de massa atômica

Leia mais

Lista de Exercícios 1 Química Geral I Licenciatura em Química Prof. Udo Sinks

Lista de Exercícios 1 Química Geral I Licenciatura em Química Prof. Udo Sinks 1. Qual parte da descrição de um composto ou de uma substância elementar se refere às suas propriedades físicas e qual se refere às suas propriedades químicas? (a) O líquido incolor etanol queima no ar.

Leia mais

Exercícios sobre Solubilidade - conceitos e curvas

Exercícios sobre Solubilidade - conceitos e curvas Exercícios sobre Solubilidade - conceitos e curvas 01. (Ufrrj) Ao analisar o gráfico acima, percebe-se que a) a solubilidade do KCl é maior que a do KBr. b) à medida que a temperatura aumenta a solubilidade

Leia mais

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA Ligação Química O conceito de configuração eletrônica e o desenvolvimento da Tabela Periódica permitiu aos químicos uma base lógica para explicar a formação

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO P/ Avaliação 01/06

EXERCÍCIOS DE REVISÃO P/ Avaliação 01/06 Tema do Ano: Eu e o outro construindo um mundo mais solidário Projeto Interdisciplinar da 2 a Série do Ensino Médio: Segunda metade do século XX e início do século XXI: movimentos, conflitos e desenvolvimento.

Leia mais

03Moléculas e fórmulas químicas. REAÇÕES QUÍMICAS Explicação e representação das reações químicas

03Moléculas e fórmulas químicas. REAÇÕES QUÍMICAS Explicação e representação das reações químicas 03Moléculas e fórmulas químicas REAÇÕES QUÍMICAS Explicação e representação das reações químicas A explorar: O que são moléculas? 03 Moléculas e fórmulas químicas Classificação de moléculas de acordo com

Leia mais

UNIDADE: DATA: 03 / 12 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE INTRODUÇÃO À QUÍMICA 9.º ANO/EF

UNIDADE: DATA: 03 / 12 / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE INTRODUÇÃO À QUÍMICA 9.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 03 / 2 / 205 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE INTRODUÇÃO À QUÍMICA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

3ªHumanas e Master - Química Prof os João Lins e Alexandre Estevão

3ªHumanas e Master - Química Prof os João Lins e Alexandre Estevão 3ªHumanas e Master - Química Prof os João Lins e Alexandre Estevão 1) Um sistema heterogêneo, S, é constituído por uma solução colorida e um sólido branco. O sistema foi submetido ao seguinte esquema de

Leia mais

Módulo Q2 - Soluções SOLUÇÕES

Módulo Q2 - Soluções SOLUÇÕES Módulo Q2 - Soluções SOLUÇÕES Soluções o que são? Uma grande parte dos materiais que nos rodeiam desde a água do mar ao ar que respiramos são soluções. Uma solução é uma mistura homogénea de duas ou mais

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA EXPERIMENTAL

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA EXPERIMENTAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA EXPERIMENTAL ESTRUTURA DA MATÉRIA O termo matéria refere-se a todos os

Leia mais

Ocorrência de reações

Ocorrência de reações Ocorrência de reações Dados: Força de ácidos e bases Classificação dos hidrácidos mais conhecidos: Regra prática para a classificação dos oxiácidos Determine a diferença (D) entre a quantidade de átomos

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 5

Ficha de Avaliação Sumativa 5 Ficha de Avaliação Sumativa 5 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS.

O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS. Lista de exercícios para a prova de recuperação final 1º ano EM Conteúdo. O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS. - Misturas e substâncias - Tabela e propriedades

Leia mais

AULA DE QUÍMICA Professor Wladimir Muller FÓRMULA é a representação gráfica da MOLÉCULA de uma SUBSTÂNCIA QUÍMICA em que são utilizados os símbolos dos ELEMENTOS QUÍMICOS, e os índices numéricos, que indicam

Leia mais

SIMULADO de QUÍMICA 1 os anos 2008 TODOS COLÉGIOS

SIMULADO de QUÍMICA 1 os anos 2008 TODOS COLÉGIOS SIMULADO de QUÍMICA 1 os anos 2008 TODOS COLÉGIOS 1) Em relação às partículas atômicas, a alternativa falsa é: a) a massa do próton é igual a massa do elétron. b) a massa do elétron é menor que a massa

Leia mais

Pergunta Total Classificação

Pergunta Total Classificação 9 de Maio 2009 (Final) Pergunta 1 2 3 4 5 Total Classificação Escola:. Nome:. 1- Em cada uma das alíneas seguintes escolha a resposta que considera correcta. Se seleccionar mais que uma resposta na mesma

Leia mais

1. Selecciona das seguintes transformações aquela que é uma TF:

1. Selecciona das seguintes transformações aquela que é uma TF: Agrupamento de Escolas Madeira Torres 2012/2013 Teste treino de Ciências Físico-Químicas 8º Ano - Reações Químicas 1. Selecciona das seguintes transformações aquela que é uma TF: a) Precipitação do Cloreto

Leia mais