Informação de segurança muito importante para os profissionais de saúde que prescrevem, dispensam e administram

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informação de segurança muito importante para os profissionais de saúde que prescrevem, dispensam e administram"

Transcrição

1 Informação de segurança muito importante para os profissionais de saúde que prescrevem, dispensam e administram Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Versão 1, março 2014

2 ATENÇÃO: Risco de confundimento entre Kadcyla e Herceptin durante a prescrição, preparação e administração. A troca destes medicamentos pode conduzir a sobredosagem, tratamento subterapêutico e/ou toxicidade! Descrição das diferenças chave entre: Herceptin 150 mg pó para concentrado para (para administração intravenosa), Herceptin 600 mg/5 ml solução injetável (para administração subcutânea) e Kadcyla. Kadcyla: Nome comercial Herceptin 150 mg pó para concentrado para Herceptin 600 mg/5 ml solução injetável KADCYLA emtansina Kadcyla é um conjugado anticorpo-fármaco contendo trastuzumab, um anticorpo IgG1 anti-her2 humanizado ligado ao DM1, um inibidor dos microtúbulos maitansinóide. Emtansina refere-se à combinação do ligando e DM1. Indicação terapêutica: Kadcyla, em monoterapia, está indicado no tratamento de doentes adultos com cancro da mama HER2 positivo, localmente avançado irressecável ou metastizado, previamente submetidos a tratamento com trastuzumab e um taxano, isoladamente ou em associação. Os doentes deverão: Indicação terapêutica Denominação comum internacional (DCI) Cancro da mama metastizado HER2+; Cancro da mama HER2+ em estadios precoces; Cancro gástrico metastizado HER2+ Cancro da mama metastizado HER2+; Cancro da mama HER2+ em estadios precoces Cancro da mama metastizado HER2+ trastuzumab trastuzumab trastuzumab emtansina Ter recebido terapêutica anterior para a doença localmente avançada ou metastizada, ou Ter desenvolvido doença recorrente durante ou no prazo de seis meses após conclusão da terapêutica adjuvante. Dose (de 3 em 3 semanas) 8 mg/kg dose carga 6 mg/kg Dose fixa de 600 mg (independente do peso corporal) 3,6 mg/kg Consulte o Resumo das Características do Medicamento em anexo. Informação muito importante: Forma farmacêutica Solução injetável Kadcyla e Herceptin são dois medicamentos muito diferentes, com substâncias ativas diferentes Kadcyla e Herceptin não são substituíveis entre si, nem se destinam a ser utilizados alternadamente Kadcyla (trastuzumab emtansina) não é uma versão genérica ou biossimilar de Herceptin (trastuzumab) e tem propriedades, indicações e doses diferentes Kadcyla não deve ser administrado em associação com Herceptin (trastuzumab) nem com quimioterapia Não administrar Kadcyla em doses superiores a 3,6 mg/kg de peso corporal de 3 em 3 semanas A denominação comum trastuzumab emtansina com a indicação do nome comercial Kadcyla devem ser ambos registados e confirmados aquando da preparação da e administração deste medicamento aos doentes. Conteúdo do frasco de 15 ml contém 150 mg de trastuzumab. de 5 ml contém 600 mg de trastuzumab de 15 ml contém 100 mg de trastuzumab emtansina e de 20 ml contém 160 mg de trastuzumab emtansina Tamanho do frasco 15 ml 5 ml 15 ml e 20 ml 2 Versão 1, março 2014 Versão 1, março

3 Evitar erros na prescrição médica Evitar erros durante a preparação farmacêutica Devido à semelhante DCI (trastuzumab vs trastuzumab emtansina) podem ocorrer erros na altura da prescrição. Sistemas de prescrição eletrónica: potencial fonte de confusão Nome comercial Herceptin 150 mg pó para concentrado para Herceptin 600 mg/5 ml solução injetável Kadcyla * emtansina Dosagem 150 mg 600 mg/ 5 ml 100 mg 160 mg Ordenação alfabética do nome Campo de texto limitado e Nome abreviado Imagem e cores da cartonagem e trastuzumab emtansina podem estar listados um após o outro Atenção: o sistema pode apenas apresentar parte do nome do medicamento em lista ou janela de texto (ex. trastuzumab é apresentado quer para Herceptin, quer para Kadcyla) Cores do rótulo do frasco Prescrição manual: potencial fonte de confusão O nome completo trastuzumab emtansina deve ser usado na altura da prescrição. Exemplo emtansina Medidas de minimização do risco Atenção: Não abrevie nenhum dos nomes e incorreto Kadcyla (trastuzumab e) - incorreto Kadcyla (trastuzumab) - incorreto Os médicos prescritores deverão familiarizar-se com o Resumo das Características do Medicamento de Kadcyla. Devem referir o termo completo trastuzumab emtansina ao falar com o doente sobre o medicamento. Sistemas de prescrição eletrónica: Verificar que a seleção da medicação é a correta antes de prosseguir. Selecionar sempre a medicação correta no registo médico eletrónico. Confirmar que o medicamento prescrito é trastuzumab emtansina e não trastuzumab apenas. Prescrições manuais: Confirmar que o nome completo trastuzumab emtansina está escrito na prescrição e na ficha do doente. Não abreviar ou omitir qualquer nome. Garantir que a medicação correta é claramente registada no processo do doente. Cor da tampa Cores distintivas Laranja escuro/ vermelho *Poderão não ser comercializadas todas as apresentações Medidas de minimização de risco: Laranja escuro/ azul claro Amarelo / Branco Amarelo / Roxo Os farmacêuticos deverão familiarizar se com o Resumo das Características do Medicamento de Kadcyla. Assegurar-se de que os protocolos para evitar erros de medicação estão atualizados e disponíveis no local e que são seguidos. Ao ler as prescrições, estar atento ao facto de que existem três medicamentos com DCI semelhante (trastuzumab para administração intravenosa, trastuzumab para administração subcutânea e trastuzumab emtansina para administração intravenosa). Verificar duplamente que a medicação pretendida é trastuzumab emtansina. Em caso de dúvida, contactar o médico prescritor. Os farmacêuticos deverão familiarizar se com as diferentes cartonagens, rótulos dos frascos e cores das tampas, de forma a selecionar a medicação correta. Garantir que é encomendada e recebida na farmácia a medicação correta. Armazenar Kadcyla e Herceptin (para administração intravenosa e subcutânea) em locais diferentes do frigorífico. 4 Versão 1, março 2014 Versão 1, março

4 RCM Evitar erros durante a administração pela enfermagem Medidas de minimização de risco: Os enfermeiros deverão familiarizar-se com o Resumo das Características do Medicamento de Kadcyla. Garantir que os protocolos para evitar erros de medicação estão atualizados e disponíveis no local e que são seguidos. Verificar a prescrição e a ficha do doente para garantir que a medicação prescrita foi efetivamente trastuzumab emtansina. Ao receber o saco de perfusão, verificar confrontando o rótulo do mesmo com a prescrição médica e com a ficha do doente. Ponderar o recurso a um sistema de dupla verificação antes da perfusão para garantir a administração do medicamento correto na dose certa. Referir o nome completo trastuzumab emtansina ao falar com o doente sobre o medicamento. Não administrar Kadcyla em doses superiores a 3,6 mg/kg, de 3 em 3 semanas. Os enfermeiros deverão familiarizar-se com as recomendações de modificação de dose de Kadcyla necessárias à monitorização de reações adversas. O medicamento Kadcyla está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de nova informação de segurança. Pede-se aos profissionais de saúde que notifiquem quaisquer suspeitas de reações adversas através dos seguintes contactos: Contactos Roche Telefone: Contactos INFARMED, I.P. Telefone: Fax: Sítio da internet: 6 Versão 1, março 2014

5 Roche Farmacêutica Química, Lda. Estrada Nacional 249-1, Amadora Telf.: FAX:

Anexo I. Titular da autorização de introdução no mercado. Estado Membro. Via de administra ção. Forma farmacêutica. Dosagem

Anexo I. Titular da autorização de introdução no mercado. Estado Membro. Via de administra ção. Forma farmacêutica. Dosagem Anexo I Estado Membro (no EEE) Titular da autorização de introdução no mercado Contacto local DCI Nome de fantasia Dosagem Forma farmacêutica Via de administra ção Fresenius Medical Care Nephrologica Deutschland

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Segurança na prescrição de medicamentos.

Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Segurança na prescrição de medicamentos. Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Segurança na prescrição de medicamentos. POP nº 05 - NUVISAH/HU Versão: 01 Próxima revisão: 11/12/2015 Elaborado

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Práticas seguras de distribuição de medicamentos.

Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Práticas seguras de distribuição de medicamentos. Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Práticas seguras de distribuição de medicamentos. POP nº 06 - NUVISAH/HU Versão: 01 Próxima revisão: 30/07/2016

Leia mais

FAQ s. Destinam-se a complementar as instruções constantes nas Circulares Informativas Conjuntas n.º 01/INFARMED/ACSS e n.

FAQ s. Destinam-se a complementar as instruções constantes nas Circulares Informativas Conjuntas n.º 01/INFARMED/ACSS e n. FAQ s Destinam-se a complementar as instruções constantes nas Circulares Informativas Conjuntas n.º 01/INFARMED/ACSS e n.º 02/INFARMED/ACSS Versão Versão Data FAQ s Introduzidas FAQ s Retificadas 1.0 2012-06-01

Leia mais

INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA IMPORTANTE

INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA IMPORTANTE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA IMPORTANTE para os médicos prescritores de PROTELOS /OSSEOR (Ranelato de estrôncio) 2 g granulado para suspensão oral Estes medicamentos estão sujeitos a monitorização adicional

Leia mais

Prevenção do Erro e o Medicamento

Prevenção do Erro e o Medicamento Prevenção do Erro e o Medicamento Daniela Garcia 26 de março de 2015 Diretora dos Serviços Farmacêuticos Erro de medicação Qualquer evento evitável que pode causar dano ao doente ou dar lugar à utilização

Leia mais

Dimensão Segurança do Doente. Check-list Procedimentos de Segurança

Dimensão Segurança do Doente. Check-list Procedimentos de Segurança 1. 1.1 1.2 Cultura de Segurança Existe um elemento(s) definido(s) com responsabilidade atribuída para a segurança do doente Promove o trabalho em equipa multidisciplinar na implementação de processos relativos

Leia mais

Check-list Procedimentos de Segurança

Check-list Procedimentos de Segurança Check-list Procedimentos de Segurança 1. Cultura de Segurança 1.1 1.2 Existe um elemento definido como responsável pelas questões da segurança do doente Promove o trabalho em equipa multidisciplinar na

Leia mais

Trastuzumab. Herceptin Roche

Trastuzumab. Herceptin Roche Trastuzumab Herceptin Roche PORTARIA Nº 73, DE 30 DE JANEIRO DE 2013 Estabelece protocolo de uso do trastuzumab na quimioterapia do câncer de mama HER-2 positivo inicial e localmente avançado. que devem

Leia mais

Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge :

Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge : Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge : Informação importante sobre a prevenção de gravidez e contraceção para mulheres e homens que estão a tomar Erivedge Erivedge pode causar defeitos congénitos

Leia mais

A Segurança na Administração da Quimioterapia Oral.ral

A Segurança na Administração da Quimioterapia Oral.ral A Segurança na Administração da Quimioterapia Oral.ral 2º Congresso Multidisciplinar em Oncologia do Instituto do Câncer do Hospital Mãe de Deus Enfª Érika Moreti Campitelli Antineoplásico oral: Atualmente

Leia mais

Q & BROCHURA DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE. VFEND (voriconazol) Oral/Intravenoso

Q & BROCHURA DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE. VFEND (voriconazol) Oral/Intravenoso Q & BROCHURA DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE VFEND (voriconazol) Oral/Intravenoso ÍNDICE 1 Qual a finalidade desta brochura?... 3 2 O que é o VFEND (voriconazol)?... 3 3 O que devo

Leia mais

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR As páginas que se seguem constituem as Declarações Europeias da Farmácia Hospitalar. As declarações expressam os objetivos comuns definidos para cada sistema

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DA FARMÁCIA AGHU

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DA FARMÁCIA AGHU MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DA FARMÁCIA AGHU Pré- requisitos: - Perfil de acesso do funcionário - Cadastro do funcionário na farmácia que poderá ocorrer a dispensação. - Cadastro das unidades de internação.

Leia mais

GUIA MEDICAMENTOS GENÉRICOS. SOFTWARE PARA CONSULTA EM POCKET PC e TELEMÓVEL

GUIA MEDICAMENTOS GENÉRICOS. SOFTWARE PARA CONSULTA EM POCKET PC e TELEMÓVEL Introdução GUIA MEDICAMENTOS GENÉRICOS SOFTWARE PARA CONSULTA EM POCKET PC e TELEMÓVEL Este será um novo instrumento de consulta que irá permitir reforçar e tornar mais acessível um suporte de informação

Leia mais

Brochura com informação de segurança para o doente sobre KEYTRUDA. (pembrolizumab)

Brochura com informação de segurança para o doente sobre KEYTRUDA. (pembrolizumab) Brochura com informação de segurança para o doente sobre KEYTRUDA (pembrolizumab) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de nova informação de

Leia mais

Informação para o paciente

Informação para o paciente Informação para o paciente Viramune - nevirapina 18355 BI Viramune brochure POR_V2.indd 1 14-12-11 14:19 Introdução Viramune é um medicamento para o tratamento do HIV. Este prospecto contém informação

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de nova informação de segurança. Pede-se aos profissionais

Leia mais

Profissional. de Saúde. Guia contendo. questões. frequentes

Profissional. de Saúde. Guia contendo. questões. frequentes Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Pede-se aos profi ssionais de saúde que notifi quem quaisquer suspeitas de reações adversas através do sistema nacional de notifi cação. concentrado

Leia mais

Genéricos - Guia Básico. Autor: Cesar Roberto CRF-RJ: 7461

Genéricos - Guia Básico. Autor: Cesar Roberto CRF-RJ: 7461 Autor: Cesar Roberto CRF-RJ: 7461 Versão 3.00 2001 Introdução: Este guia visa a orientar o profissional farmacêutico sobre os genéricos, e como este deve proceder na hora de aviar uma receita nesta nova

Leia mais

Considerações sobre o medicamento Trastuzumabe

Considerações sobre o medicamento Trastuzumabe NOTA TÉCNICA 19 2013 Considerações sobre o medicamento Trastuzumabe Incorporado no SUS para tratamento de câncer de mama HER2 positivo, em fase inicial ou localmente avançado. CONASS, julho de 2013 1 Considerações

Leia mais

1.5. Dados pessoais que devem constar na receita médica. 1.6. Validade das receitas de medicamentos antimicrobianos

1.5. Dados pessoais que devem constar na receita médica. 1.6. Validade das receitas de medicamentos antimicrobianos Atualizado: 10 / 05 / 2013 FAQ AI 1. Controle de medicamentos antimicrobianos (antibióticos) 1.1. Informações gerais 1.2. Uso contínuo (tratamento prolongado) 1.3. Retenção da segunda via da receita médica

Leia mais

Pode ser difícil para si compreender o seu relatório patológico. Pergunte ao seu médico todas as questões que tenha e esclareça todas as dúvidas.

Pode ser difícil para si compreender o seu relatório patológico. Pergunte ao seu médico todas as questões que tenha e esclareça todas as dúvidas. Perguntas que pode querer fazer Pode ser difícil para si compreender o seu relatório patológico. Pergunte ao seu médico todas as questões que tenha e esclareça todas as dúvidas. Estas são algumas perguntas

Leia mais

BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE REUMATOIDE em TRATAMENTO com RoACTEMRA

BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE REUMATOIDE em TRATAMENTO com RoACTEMRA BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE REUMATOIDE em TRATAMENTO com RoACTEMRA Esta brochura fornece informação de segurança importante para o doente Leia o folheto informativo que se encontra na embalagem

Leia mais

ANEXO III ALTERAÇÕES ÀS SECÇÕES RELEVANTES DO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO E DO FOLHETO INFORMATIVO

ANEXO III ALTERAÇÕES ÀS SECÇÕES RELEVANTES DO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO E DO FOLHETO INFORMATIVO ANEXO III ALTERAÇÕES ÀS SECÇÕES RELEVANTES DO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO E DO FOLHETO INFORMATIVO Nota: O resumo das características do medicamento e o folheto informativo podem necessitar

Leia mais

MedicineOne. Melhorias de versão v7.1.54.x 23.09.2014. Copyright 1989-2013 MedicineOne, life sciences computing SA

MedicineOne. Melhorias de versão v7.1.54.x 23.09.2014. Copyright 1989-2013 MedicineOne, life sciences computing SA MedicineOne Melhorias de versão v7.1.54.x 23.09.2014 Copyright 1989-2013 MedicineOne, life sciences computing SA Tabela de Conteúdos 1. INTRODUÇÃO... 2 2. PESQUISA DO UTENTE... 2 3. TERAPÊUTICA REAÇÕES

Leia mais

Ambulatório. Circuito do Medicamento. Prescrição. Farmácia. Comunitária. Farmácia. Hospitalar. Validação Farmacêutica. Cirurgia de.

Ambulatório. Circuito do Medicamento. Prescrição. Farmácia. Comunitária. Farmácia. Hospitalar. Validação Farmacêutica. Cirurgia de. Farmácia Comunitária Farmácia Hospitalar Validação Farmacêutica Cirurgia de Monitorizações A ST+I tem como missão Ser uma referência Internacional de elevado valor, nos domínios da, garantindo a sustentabilidade

Leia mais

INFORMAÇÃO IMPORTANTE PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE SOBRE A UTILIZAÇÃO SEGURA E ADEQUADA DE BRINAVESS

INFORMAÇÃO IMPORTANTE PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE SOBRE A UTILIZAÇÃO SEGURA E ADEQUADA DE BRINAVESS INFORMAÇÃO IMPORTANTE PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE SOBRE A UTILIZAÇÃO SEGURA E ADEQUADA DE BRINAVESS (vernacalant) concentrado para solução para perfusão BRINAVESS está indicado para rápida conversão da

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Prescrição Médica. 12.1.x. julho de 2015. Versão: 4.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Prescrição Médica. 12.1.x. julho de 2015. Versão: 4.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Prescrição Médica 12.1.x julho de 2015 Versão: 4.0 1 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Prontuário Eletrônico do Paciente... 3 3 Prescrição Médica... 4 3.1 Nova Prescrição

Leia mais

18/2/2013. Profª Drª Alessandra Camillo S. C. Branco PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS

18/2/2013. Profª Drª Alessandra Camillo S. C. Branco PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS PRESCRIÇÃO MÉDICA Profª Drª Alessandra Camillo S. C. Branco PRESCRIÇÃO OU RECÉITA MÉDICA CONCEITO Solicitação escrita, com instruções detalhadas, sobre o medicamento a ser dado ao paciente: Quantidade

Leia mais

Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores. Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança.

Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores. Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança. Humira Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança. Mantenha o medicamento no frigorífico (a uma temperatura entre

Leia mais

GUIA POSOLÓGICO E INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA

GUIA POSOLÓGICO E INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA Peso do doente (kg) Indicações Infeções complicadas da pele e dos tecidos moles por bactérias Gram-positivas não associadas a bacteriemia* * ICTPM associadas a bacteriemia ver dosagem de 6 mg/kg Manuseamento

Leia mais

Prescrição Médica Versão de Sistema: 11.8.0.0. Novembro 2014 Versão do documento: 3.0

Prescrição Médica Versão de Sistema: 11.8.0.0. Novembro 2014 Versão do documento: 3.0 Prescrição Médica Versão de Sistema: 11.8.0.0 Novembro 2014 Versão do documento: 3.0 Índice Título do documento 1. Objetivo... 3 2. Prontuário Eletrônico do Paciente... 3 3. Prescrição Médica... 4 3.1.

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Esmeron 10 mg/ml solução injetável Brometo de rocurónio

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Esmeron 10 mg/ml solução injetável Brometo de rocurónio FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Esmeron 10 mg/ml solução injetável Brometo de rocurónio Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento. Conserve este folheto. Pode ter

Leia mais

Lista de verificação para a prescrição de TOCTINO

Lista de verificação para a prescrição de TOCTINO TOCTINO pertence a uma classe de medicamentos que se sabe causarem malformações congénitas. Se TOCTINO for tomado durante a gravidez, mesmo por períodos curtos, os fetos ficam expostos a um risco muito

Leia mais

BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE IDIOPÁTICA JUVENIL POLIARTICULAR (AIJp) em TRATAMENTO com RoACTEMRA

BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE IDIOPÁTICA JUVENIL POLIARTICULAR (AIJp) em TRATAMENTO com RoACTEMRA BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE IDIOPÁTICA JUVENIL POLIARTICULAR (AIJp) em TRATAMENTO com RoACTEMRA Esta brochura fornece informação de segurança importante para o doente com AIJp e para os seus pais/responsáveis

Leia mais

Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge

Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge 2.3 Gravidez e Erivedge Se uma mulher engravidar enquanto toma este medicamento ou até 24 meses após a sua última dose, ou ficar grávida enquanto o seu parceiro sexual está a tomar Erivedge ou até 2 meses

Leia mais

Folheto informativo: informação para o utilizador. Esmeron 10 mg/ml solução injetável Brometo de rocurónio

Folheto informativo: informação para o utilizador. Esmeron 10 mg/ml solução injetável Brometo de rocurónio Folheto informativo: informação para o utilizador Esmeron 10 mg/ml solução injetável Brometo de rocurónio Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois contém informação

Leia mais

Não tome Doxivenil Se tem alergia ao dobesilato de cálcio ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6)

Não tome Doxivenil Se tem alergia ao dobesilato de cálcio ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6) Folheto informativo: Informação para o utilizador Doxivenil 500 mg cápsula Dobesilato de cálcio Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois contém informação importante

Leia mais

INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA SOBRE O TRATAMENTO COM

INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA SOBRE O TRATAMENTO COM INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA SOBRE O TRATAMENTO COM GUIA DO DOENTE COM DEGENERESCÊNCIA MACULAR RELACIONADA COM A IDADE (DMI) NEOVASCULAR (HÚMIDA) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional Versão

Leia mais

Normas relativas à dispensa de medicamentos e produtos de saúde

Normas relativas à dispensa de medicamentos e produtos de saúde Normas relativas à dispensa de medicamentos e produtos de saúde Introdução...3 Prescrição...4 Análise da prescrição...5 1. Receita eletrónica...5 1.1. Número da receita...5 1.2. Identificação do prescritor...6

Leia mais

Protocolo de Tratamento do Câncer de Mama Metastático. Versão eletrônica atualizada em Dezembro 2009

Protocolo de Tratamento do Câncer de Mama Metastático. Versão eletrônica atualizada em Dezembro 2009 Protocolo de Tratamento do Câncer de Mama Metastático Versão eletrônica atualizada em Dezembro 2009 Protocolo de Tratamento do Câncer de Mama Metastático O tratamento de pacientes com câncer de mama metastático

Leia mais

Normas relativas à dispensa de medicamentos e produtos de saúde

Normas relativas à dispensa de medicamentos e produtos de saúde Normas relativas à dispensa de medicamentos e produtos de saúde v. 3.0, 13/02/2014 Entrada em vigor a 01/03/2014 de acordo com data da dispensa da receita médica. Introdução...3 Prescrição...4 Análise

Leia mais

Normas técnicas relativas à prescrição de medicamentos e produtos de saúde

Normas técnicas relativas à prescrição de medicamentos e produtos de saúde Normas técnicas relativas à prescrição de medicamentos e produtos de saúde Introdução... 2 Prescrição efetuada por meios eletrónicos (receita eletrónica)... 4 1. Âmbito... 4 2. Prescrição Eletrónica...

Leia mais

DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS

DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS DE MEDICAMENTOS DEFINIÇÃO Dispensação é o ato de assegurar que o medicamento de boa qualidade seja entregue ao paciente certo, na dose prescrita, na quantidade adequada; que sejam fornecidas as informações

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO Herceptin 150 mg pó para concentrado para solução para perfusão 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Um frasco para injetáveis

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº. 003/2013- VERSÃO 2.0 SNGPC

NOTA TÉCNICA Nº. 003/2013- VERSÃO 2.0 SNGPC NOTA TÉCNICA Nº. 003/2013- VERSÃO 2.0 SNGPC Orientações de procedimentos referentes à versão 2.0 SNGPC Coordenação do Sistema de Gerenciamento de Produtos Controlados Gerência Geral de Medicamentos - CSGPC/NUVIG

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Laxido Laranja, pó para solução oral

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Laxido Laranja, pó para solução oral FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Laxido Laranja, pó para solução oral Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento pode ser adquirido sem receita

Leia mais

Orientações para o uso do Poly-MVA

Orientações para o uso do Poly-MVA Orientações para o uso do Poly-MVA Poly-MVA é seguro. Testes extensos, tanto em laboratório quanto em clínicas ao longo dos últimos dez anos, tem provado isso. Não existe um nível conhecido do Poly-MVA,

Leia mais

Medicamentos que contêm dextropropoxifeno com Autorização de Introdução no Mercado na União Europeia. Romidon 75mg/2ml Solução injectável

Medicamentos que contêm dextropropoxifeno com Autorização de Introdução no Mercado na União Europeia. Romidon 75mg/2ml Solução injectável ANEXO I LISTA DAS DENOMINAÇÕES FORMAS FARMACÊUTICAS, DOSAGENS, VIA DE ADMINISTRAÇÃO DOS MEDICAMENTOS, DOS TITULARES DAS AUTORIZAÇÕES DE INTRODUÇÃO NO MERCADO NOS ESTADOS-MEMBROS 1 Medicamentos que contêm

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº. 003/2013- VERSÃO 2.0 SNGPC

NOTA TÉCNICA Nº. 003/2013- VERSÃO 2.0 SNGPC NOTA TÉCNICA Nº. 003/2013- VERSÃO 2.0 SNGPC Orientações de procedimentos referentes à versão 2.0 SNGPC Coordenação do Sistema de Gerenciamento de Produtos Controlados Gerência Geral de Medicamentos - CSGPC/NUVIG

Leia mais

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib)

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este guia destina-se a doentes a quem tenha sido receitado

Leia mais

I - COMO CONSULTAR O ACERVO DA BIBLIOTECA DO IBCCRIM POR MEIO DO LINK PESQUISA ON-LINE:

I - COMO CONSULTAR O ACERVO DA BIBLIOTECA DO IBCCRIM POR MEIO DO LINK PESQUISA ON-LINE: Página1 I - COMO CONSULTAR O ACERVO DA BIBLIOTECA DO IBCCRIM POR MEIO DO LINK PESQUISA ON-LINE: 1º. Em nossa home page, o(a) associado(a) deverá clicar no link BIBLIOTECA, localizado na barra de menu suspensa

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 15 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Porceptal 4 microgramas/ml solução injetável para suínos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Por ml: Substância

Leia mais

Índice: Expediente. Elaboração e organização: Renata Zaccara - Farmacêutica Clínica. Diagramação: Impressão: Ano 2010. Pág. 2 ...

Índice: Expediente. Elaboração e organização: Renata Zaccara - Farmacêutica Clínica. Diagramação: Impressão: Ano 2010. Pág. 2 ... ... Pág. 1 Índice: O QUE PRECISO SABER SOBRE OS MEDICAMENTOS QUE ESTOU TOMANDO? 01 ONDE E COMO DEVO GUARDAR E/OU DESPREZAR OS MEDICAMENTOS? QUAIS CUIDADOS DEVO TER COM AS INSULINAS? INFORMAÇÕES GERAIS

Leia mais

Roche apresenta fortes resultados em 2013: crescimento de 6%

Roche apresenta fortes resultados em 2013: crescimento de 6% Roche apresenta fortes resultados em 2013: crescimento de 6% Demanda no Brasil registra aumento de 9,4%. Vendas totais do Grupo alcançam 46,8 bilhões de francos suíços A Roche anunciou hoje os seus resultados

Leia mais

MYCAMINE MYCAMINE. micafungina. micafungina. Guia de Prescrição. e Monitorização. de Prescrição. Guia e Monitorização

MYCAMINE MYCAMINE. micafungina. micafungina. Guia de Prescrição. e Monitorização. de Prescrição. Guia e Monitorização MYCAMINE MYCAMINE micafungina micafungina Guia de Prescrição Guia e Monitorização de Prescrição e Monitorização Informação para médicos prescritores Informação Dezembro para de 2011 médicos (versão prescritores

Leia mais

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES NO BALCÃO DA FARMÁCIA

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES NO BALCÃO DA FARMÁCIA DÚVIDAS MAIS FREQUENTES NO BALCÃO DA FARMÁCIA Neste módulo vamos tratar de situações que envolvem dúvidas quanto à melhor maneira de agir e as práticas permitidas ou não pela legislação, mas que, comumente,

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Cincofarm 100 mg Cápsulas APROVADO EM Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento pode ser adquirido sem

Leia mais

Questões Frequentes sobre Medicamentos de dispensa exclusiva em farmácia

Questões Frequentes sobre Medicamentos de dispensa exclusiva em farmácia Questões Frequentes sobre Medicamentos de dispensa exclusiva em farmácia 1- O que são Medicamentos sujeitos a receita médica de dispensa exclusiva em farmácia (MSRM-EF)? É uma sub-categoria dos Medicamentos

Leia mais

SEGURANÇA NA MEDICAÇÃO. Câmara de Apoio Técnico- COREN SP PROJETO COREN SP 2010 SEGURANÇA DO PACIENTE

SEGURANÇA NA MEDICAÇÃO. Câmara de Apoio Técnico- COREN SP PROJETO COREN SP 2010 SEGURANÇA DO PACIENTE SEGURANÇA NA MEDICAÇÃO Câmara de Apoio Técnico- COREN SP PROJETO COREN SP 2010 SEGURANÇA DO PACIENTE Erro de Medicação Complexidade do sistema de saúde Ambientes especializados e dinâmicos Condições que

Leia mais

INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA LINHAS BÁSICAS DE ORIENTAÇÃO

INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA LINHAS BÁSICAS DE ORIENTAÇÃO INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA LINHAS BÁSICAS DE ORIENTAÇÃO FUNCIONALIDADES TÉCNICAS INFORMATIZAÇÃO CLÍNICA DOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA OBJECTIVO Dispor de um sistema de informação, que articule

Leia mais

SafePrescrition. Sistema de Prescrição Médica. Escopo do Projeto UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA. Professor: Augusto Sampaio

SafePrescrition. Sistema de Prescrição Médica. Escopo do Projeto UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA. Professor: Augusto Sampaio UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS SafePrescrition Sistema de Prescrição Médica Escopo do Projeto Professor: Augusto

Leia mais

Orientações sobre o uso correto dos medicamentos.

Orientações sobre o uso correto dos medicamentos. Orientações sobre o uso correto dos medicamentos. O quê preciso saber sobre os medicamentos do paciente? Antes de administrar qualquer medicamento, verifique: O nome: alguns medicamentos têm nomes parecidos,

Leia mais

Prescrição e Dispensação de Medicamentos Genéricos e Similares Destaques da Legislação Vigente

Prescrição e Dispensação de Medicamentos Genéricos e Similares Destaques da Legislação Vigente Prescrição e Dispensação de Medicamentos Genéricos e Similares Destaques da Legislação Vigente Brasília, 21 de outubro de 2013. Processo nº: 25351.584974/2013-59 Tema da Agenda Regulatória 2013/2014 nº:

Leia mais

O Avastin é utilizado em associação com outros medicamentos contra o cancro no tratamento de adultos com os seguintes tipos de cancro:

O Avastin é utilizado em associação com outros medicamentos contra o cancro no tratamento de adultos com os seguintes tipos de cancro: EMA/175824/2015 EMEA/H/C/000582 Resumo do EPAR destinado ao público bevacizumab Este é um resumo do Relatório Público Europeu de Avaliação (EPAR) relativo ao. O seu objetivo é explicar o modo como o Comité

Leia mais

FARMACOVIGILÂNCIA MEDQUÍMICA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA MANUAL PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE NOTIFICAÇÃO DE SUSPEITAS DE REAÇÕES ADVERSAS

FARMACOVIGILÂNCIA MEDQUÍMICA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA MANUAL PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE NOTIFICAÇÃO DE SUSPEITAS DE REAÇÕES ADVERSAS FARMACOVIGILÂNCIA MEDQUÍMICA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA MANUAL PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE NOTIFICAÇÃO DE SUSPEITAS DE REAÇÕES ADVERSAS Para uso de profissionais da saúde, hospitais, clínicas, farmácias

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Portal da Hepatite C [hepc.infarmed.pt]

Portal da Hepatite C [hepc.infarmed.pt] Portal da Hepatite C [hepc.infarmed.pt] Jorge Rodrigues 21 anos de serviço público com valores e ética [Portal da Hepatite C] Sumário 1. Importância do Portal da Hepatite C 2. Doente vs Anonimização 3.

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de nova informação de segurança. Pede-se aos profissionais

Leia mais

SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Da Prescrição à Administração do Medicamento Sofia Valongo Serviços Farmacêuticos 26-09-2015 OBJETIVO 2 Descrever o papel do Farmacêutico na implementação

Leia mais

SERVIÇO DE CLÍNICA FARMACÊUTICA SMS/CURITIBA Data: / /

SERVIÇO DE CLÍNICA FARMACÊUTICA SMS/CURITIBA Data: / / SERVIÇO DE CLÍNICA FARMACÊUTICA SMS/CURITIBA Data: / / PERFIL DO PACIENTE : Encaminhamento Equipe Alta Hospitalar Busca Ativa Outra Nome: Cartão SUS: Data de nascimento: Idade: Gênero: Masculino Feminino

Leia mais

Regina Lourenço Maria Piedade Ferreira CHLN, Hospital Santa Maria Janeiro 2009

Regina Lourenço Maria Piedade Ferreira CHLN, Hospital Santa Maria Janeiro 2009 Regina Lourenço Maria Piedade Ferreira CHLN, Hospital Santa Maria Janeiro 2009 Farmácia Hospitalar Aquisição Distribuição Informação Produção Operações relacionadas com o medicamento manipulado, que vão

Leia mais

PROCEDIMENTO DE GESTÃO

PROCEDIMENTO DE GESTÃO Página: 1 de 7 ÍNDICE 1. OBJECTIVO 2 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 2 3. DEFINIÇÕES 2 4. REFERÊNCIAS 2 5. RESPONSABILIDADES E MODOS DE PROCEDER 2 5.1. Cuidados em Situação de Emergência 2 5.2. Cuidados de Saúde

Leia mais

SClínico - SAPE - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima

SClínico - SAPE - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima SClínico SAPE Agradecimentos: À enfermeira Cármen Cunha, pela sua grande paciência, disponibilidade e ajuda. Índice geral 1. Introdução... 3 2. Iniciar

Leia mais

Prevenção de náuseas, vômitos e reações anafiláticas induzidos pela terapia antineoplásica (quimioterapia e terapia alvo).

Prevenção de náuseas, vômitos e reações anafiláticas induzidos pela terapia antineoplásica (quimioterapia e terapia alvo). Prevenção de náuseas, vômitos e reações anafiláticas induzidos pela terapia antineoplásica (quimioterapia e terapia alvo). Versão eletrônica atualizada em Dezembro 2009 Nome do protocolo: Prevenção de

Leia mais

Informação importante de segurança para o médico sobre o tratamento de Síndromes Periódicos associados à Criopirina (CAPS) com Ilaris

Informação importante de segurança para o médico sobre o tratamento de Síndromes Periódicos associados à Criopirina (CAPS) com Ilaris Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de nova informação de segurança. Pede-se aos profissionais de saúde que notifiquem quaisquer suspeitas

Leia mais

Processo de declaração de conformidade de software PEM

Processo de declaração de conformidade de software PEM Processo de declaração de conformidade de software agosto, 2015 Versão 2,0 Este trabalho não pode ser reproduzido ou divulgado, na íntegra ou em parte, a terceiros nem utilizado para outros fins que não

Leia mais

Anexo II. Conclusões científicas e fundamentos para a recusa apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos

Anexo II. Conclusões científicas e fundamentos para a recusa apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos Anexo II Conclusões científicas e fundamentos para a recusa apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos 5 Conclusões científicas Resumo da avaliação científica do Etinilestradiol-Drospirenona 24+4

Leia mais

Fabrazyme (agalsidase beta) Perfusão Domiciliária:

Fabrazyme (agalsidase beta) Perfusão Domiciliária: Fabrazyme (agalsidase beta) Perfusão Domiciliária: Tratamento domiciliário com Fabrazyme (agalsidase beta) para a doença de Fabry: Guia para o Profissional de Saúde Os processos apresentados neste documento

Leia mais

Gerenciamento de Riscos a Saúde

Gerenciamento de Riscos a Saúde Gerenciamento de Riscos a Saúde Ações de Farmacovigilância no CAISM/UNICAMP Profª Drª Roseli Calil FARMACOVIGILÂNCIA NO BRASIL Perfil de RAM Fatores de risco Inefetividade Avaliação benefício/risco Segurança

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Norcuron 4 mg pó para solução injetável Norcuron 10 mg pó para solução injetável

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Norcuron 4 mg pó para solução injetável Norcuron 10 mg pó para solução injetável Folheto informativo: Informação para o utilizador Norcuron 4 mg pó para solução injetável Norcuron 10 mg pó para solução injetável Brometo de vecurónio Leia com atenção todo este folheto antes de começar

Leia mais

Sistema de Gestão Empresarial. Guardiões de Vidas

Sistema de Gestão Empresarial. Guardiões de Vidas Sistema de Gestão Empresarial Guardiões de Vidas Versão: 29 agosto 2014 Desenvolvido por: Ezer Silva Santana Menezes Contato: (11) 6728-4161 Atendendo as necessidades dos departamentos: Administrativo

Leia mais

ASERCIT dacarbazina. Cada frasco-ampola de ASERCIT(dacarbazina) 200 mg contém: dacarbazina... 200 mg excipientes* q.s.p...

ASERCIT dacarbazina. Cada frasco-ampola de ASERCIT(dacarbazina) 200 mg contém: dacarbazina... 200 mg excipientes* q.s.p... Pó liófilo injetável FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: 100 mg. Embalagem com 1 frasco-ampola. 00 mg. Embalagem com 1 frasco-ampola. USO INTRAVENOSO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO:

Leia mais

Processo de declaração de conformidade de software PEM

Processo de declaração de conformidade de software PEM Processo de declaração de conformidade de software PEM Dezembro, 2012 Versão 1,0 Os direitos de autor deste trabalho pertencem à SPMS e a informação nele contida é confidencial. Este trabalho não pode

Leia mais

A Introdução dos Biológicos no Tratamento da Psoríase: experiência da Enfermagem em um Centro de Infusões

A Introdução dos Biológicos no Tratamento da Psoríase: experiência da Enfermagem em um Centro de Infusões A Introdução dos Biológicos no Tratamento da Psoríase: experiência da Enfermagem em um Centro de Infusões Enfª Resp. Téc. Ana Cristina de Almeida CIP-Centro de Infusões Pacaembú Agente Biológicos Os biológicos

Leia mais

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS 1 Os Estados-Membros devem garantir que todas as condições ou restrições

Leia mais

Contrafação de medicamentos em Angola: um. perigo de saúde pública.

Contrafação de medicamentos em Angola: um. perigo de saúde pública. Katiza Mangueira EudraLex, Volume 4, Normas Orientadoras sobre Boas Práticas de Fabrico Medicamentos para Uso Humano e Veterinários, Bruxelas, 2008. Normas de Boas Práticas de Armazenamento e de Distribuição

Leia mais

Diretrizes Assistenciais

Diretrizes Assistenciais Diretrizes Assistenciais Protocolo de tratamento adjuvante e neoadjuvante do câncer de mama Versão eletrônica atualizada em Fevereiro 2009 Tratamento sistêmico adjuvante A seleção de tratamento sistêmico

Leia mais

Anexo II. Conclusões científicas e fundamentos para o parecer positivo apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos

Anexo II. Conclusões científicas e fundamentos para o parecer positivo apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos Anexo II Conclusões científicas e fundamentos para o parecer positivo apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos 4 Conclusões científicas Resumo da avaliação científica de Dexamed (ver Anexo I)

Leia mais

A. Questões de âmbito geral sobre Prescrição Electrónica de Medicamentos (PEM)

A. Questões de âmbito geral sobre Prescrição Electrónica de Medicamentos (PEM) A. Questões de âmbito geral sobre Prescrição Electrónica de Medicamentos (PEM) 1. O que é a prescrição electrónica de medicamentos e em que diploma está regulamentada? É o procedimento de emissão de receitas

Leia mais

1. O que é Canesten Solução para pulverização cutânea e para que é utilizado

1. O que é Canesten Solução para pulverização cutânea e para que é utilizado Folheto informativo: Informação para o utilizador Canesten 10 mg/ml Solução para pulverização cutânea Clotrimazol Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento, pois contém

Leia mais

Oncologia. Aula 8: Manipulação de Quimioterapia. Profa. Camila Barbosa de Carvalho 2012/1

Oncologia. Aula 8: Manipulação de Quimioterapia. Profa. Camila Barbosa de Carvalho 2012/1 Oncologia Aula 8: Manipulação de Quimioterapia Profa. Camila Barbosa de Carvalho 2012/1 Cenário atual da produção de injetáveis Beira do leito Posto de enfermagem Cenário ideal de preparação de injetáveis

Leia mais

EM4590R1 Repetidor Sem Fios WPS

EM4590R1 Repetidor Sem Fios WPS EM4590R1 Repetidor Sem Fios WPS EM4590R1 Repetidor Sem Fios WPS 2 PORTUGUÊS Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Conteúdo da embalagem... 2 2.0 Onde colocar o repetidor sem fios WPS EM4590?... 3 3.0 Configurar

Leia mais

MANDAMENTOS DO USO CORRETO DOS MEDICAMENTOS

MANDAMENTOS DO USO CORRETO DOS MEDICAMENTOS ELIEZER J. BARREIRO NATALIA MEDEIROS DE LIMA MANDAMENTOS DO USO CORRETO DOS MEDICAMENTOS ISBN 978-85-910137-1-5 INCT INOFAR/ Portal dos Fármacos 2009 DOS MEDICAMENTOS INCT INOFAR/ Portal dos Fármacos 2009

Leia mais

ASSUNTO: PRESCRIÇÃO DE FITOTERÁPICOS DE VENDA LIVRE CORRELACIONADOS ÀS CONSULTA

ASSUNTO: PRESCRIÇÃO DE FITOTERÁPICOS DE VENDA LIVRE CORRELACIONADOS ÀS CONSULTA PARECER ASSUNTO: PRESCRIÇÃO DE FITOTERÁPICOS DE VENDA LIVRE CORRELACIONADOS ÀS ÁREAS DE ATUAÇÃO DO FONOAUDIÓLOGO. CONSULTA A Comissão de Orientação e Fiscalização do CREFONO 6 encaminhou, à Comissão de

Leia mais

Ciclo de palestras Gerenciamento de Risco HCC

Ciclo de palestras Gerenciamento de Risco HCC Ciclo de palestras Gerenciamento de Risco HCC Segurança na administração de medicamentos Apresentação cedida pela Enfª Christa Schmiedt Os 13 certos no HCC Prescrição correta Paciente certo Medicamento

Leia mais

EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA

EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA EM398X-R1 - UPS 600-1000-1600VA 2 PORTUGUÊS Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Funções e funcionalidades... 2 1.2 Conteúdo da embalagem... 3 1.3 Ligar a UPS... 3 2.0 Software

Leia mais