Negociação Comercial

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Negociação Comercial"

Transcrição

1 Negociação Comercial Aula 16-04/04/09 1

2 Negociação Comercial ETAPAS E MODELO DE UMA PROPOSTA COMERCIAL Parte 1/2 2

3 OBJETO...(preencher) , conforme descritos na Proposta Técnica. 2 ETAPAS DO PROJETO As etapas do projeto estão descritas a seguir....(descrever as etapas do Projeto)... 3 PREÇO O preço proposto para elaboração dos serviços referentes ao Projeto é de R$...(...), conforme detalhado na Planilha de Preços, apêndice I. 3

4 4 DESPESAS DE VIAGEM As despesas com viagens, definidas na Planilha de Preços, incluem além das passagens aéreas e/ou terrestres, despesas com locomoção e estadia, tendo sido calculadas com base na Tabela de Diárias da EMPRESA e devendo ser reembolsadas, mediante prestação de contas de sua realização, com a devida apresentação dos respectivos comprovantes. 4.1 Passagens A tabela abaixo mostra a totalização da previsão de viagem, por etapa, para execução deste Projeto, incluindo todas as despesas relativas a passagens aéreas, locomoção, hospedagem e alimentação. ETAPA FASE ORIGEM/DESTINO QUANT. TOTAL (R$) 4

5 4.2 Diárias e Acomodação ETAPA FASE ORIGEM/DESTINO QUANT. TOTAL (R$) 4.3 Despesas de Locomoção: Detalhar as despesas com táxi, aluguel de automóvel, etc 5

6 5 RECURSOS HUMANOS 5.1 Para elaboração do projeto está prevista a seguinte carga horária total, por categoria profissional. Obs: Devem ser informados os profissionais que serão remunerados por bolsa. 5.2 O montante de R$..., correspondente ao valor de XXX homem/hora, será alocado para pagamento através de bolsas, enquanto que o montante de R$..., correspondente ao valor de XXX homem/hora, inclui todos os encargos e tributos, conforme Planilha Analítica de Preços. 6

7 6 MOBILIZAÇÃO COM DISPONIBILIZAÇÃO DE INFRAESTRUTURA Para execução do Projeto será disponibilizada a infra-estrutura, a seguir relacionada, que corresponde a...% do valor da Proposta, equivalente a R$...(...), previsto para uso durante a execução da Proposta. Equipamentos/Materiais principais 1. XX microcomputador(es) (...características...) valor de R$...,00; 2. X impressora(s) (...características...) valor de R$...,00; 3. X notebook(s) (...características...) valor de R$...,00; 4. X fax... valor de R$...,00; 5. Móveis para escritório constando de:... valor de R$...,00; 6. X telefone(s) com linha de comunicação valor de R$...,00; 7. Utilização de bibliotecas (xx livros técnicos) valor de R$...,00; 8. Material de Consumo (papel, cartuchos, cópias, etc) valor de R$...,00; 9. Aluguel... valor de R$...,00; 7

8 7 EQUIPAMENTOS E MATERIAIS Para elaboração do projeto está prevista a aquisição dos equipamentos e materiais a seguir relacionados. (*) Discriminar também o custo do seguro de equipamentos adquiridos e/ou sob guarda da Entidade, para execução do Projeto. Descrição(*) Quantidade Preço Unitário Preço Total 8

9 8 OUTROS Detalhar os demais itens que não se enquadram nos já citados anteriormente. Obs: Todos os equipamentos, serviços, etc que constarem do anexo I, deverão estar discriminados em um dos itens anteriores (itens 1 a 8). 9 FORMA DE PAGAMENTO O pagamento dos serviços deverá ser efetuado, pela EMPRESA, no prazo de até 30 (trinta) dias a partir da apresentação do documento de cobrança, enquanto que o pagamento das despesas de viagens deverá ser feito pela EMPRESA, quando devido, no prazo de até 15 (quinze) dias contados a partir da data da apresentação da prestação de conta. O Cronograma Físico-Financeiro/Desembolso, Apêndice II, contempla a duração de cada Etapa do Projeto com os eventos de pagamento associados aos valores correspondentes. 9

10 10 LOCAL DE TRABALHO Os serviços descritos na Proposta Técnica serão prestados, basicamente, nos escritórios da...(proponente)..., em...(cidade) , podendo, entretanto, mediante solicitação e aprovação da EMPRESA, serem executados em suas instalações devendo esta, neste caso, prover os meios necessários para a realização dos serviços. 11 PRAZO DE EXECUÇÃO [1] O prazo para execução dos serviços constantes da nossa Proposta Técnica é de... (...) meses, contados a partir da emissão da Ordem de Início dos Serviços a ser emitida pela EMPRESA. 10

11 12 REAJUSTE Os preços estabelecidos são firmes e irreajustáveis, durante 12(doze) meses contados a partir da data de aprovação da proposta pela ANEEL, devendo ser reajustado após este período pela fórmula: R = P o ( SC i /SC o - 1), onde: R = reajuste procurado; P o = preço ou parcela a reajustar; SC = índice de custo nacional da Construção Civil e Obras Públicas Serviços de Consultoria Coluna 39 (FGV); o = índice referente ao mês de aprovação da proposta pela ANEEL; i = índice referente ao mês do reajuste; 11

12 13 TRIBUTOS Todos os tributos, taxas, encargos e contribuições fiscais, sociais e parafiscais, previdenciárias e trabalhistas que incidam sobre a remuneração aqui estipulada serão de responsabilidade da...(proponente).... Se, após a emissão desta Proposta, forem criados novos tributos, taxas, encargos e contribuições fiscais, sociais e para-fiscais, previdenciárias e trabalhistas, ou modificadas as alíquotas ou bases de cálculo das atuais, ou de qualquer forma venha a ser majorados ou diminuídos, deverão ser revisados os valores de remuneração de modo a refletir tais modificações e manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato. 14 VALIDADE DA PROPOSTA A presente proposta tem validade por (mínimo de 120 dias). 15 FORO As partes elegem o Foro de Recife, Capital de Pernambuco, para dirimir quaisquer dúvidas ou questões oriundas do Contrato a ser firmado. Assina: Representante da Entidade 12

13 APÊNDICE I PLANILHA DE PREÇOS DESCRIÇÃO Und. Quant. Preço Unitário Preço Total 1.Mobilização 2. Recursos Humanos 2.1 Doutor Equipamentos/materiais Aluguel [2] 5. Despesa de Viagens 5.1 Passagens 5.2 Diárias/Acomodação 5.3 Locomoção 6. Outros (Listar, inclusive seguro, se houver) 7. Sub-Total 1 (Soma de 1 a 6) 8. Impostos (se houver) 9. Sub-Total 2 (7 + 8) 10.Taxa de Administração ( se for o caso, percentual sobre 9) Vb H/H % % Total Geral (9 + 10) R$ 1 13

14 APÊNDICE II ETAPA 1 CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO Neste apêndice, o proponente deverá detalhar as etapas e fases, no que for aplicável, atendendo ao modelo apresentado a seguir. Etapa 1: Mobilização com Disponibilização da Infra-estrutura, Levantamento de Dados e... (fazer um resumo de qual será o foco central desta etapa, incluindo os principais resultados almejados) 14

15 Fase 1 - Mobilização com Disponibilização da Infra-estrutura Deve-se detalhar o que será mobilizado e disponibilizado, bem como os recursos para permitir o desenvolvimento do projeto. Valor Total da Fase 1: R$...,00 Desembolso: mês XX/XXXX Linha telefônica R$...,00 Computador de mesa R$...,

16 Fase 2 - Relatório do Levantamento de dados para... Deve-se resumir a estratégia desta fase Valor Total da Fase 2: R$...,00 Desembolso: mês 0X Recursos Humanos: R$...,00 (corresponde a (xx) h/h) Valor para XX viagens para levantamento de campo na instalação piloto da EMPRESA trecho Recife/.../Recife: R$.....,00 Aquisição de equipamentos: XX (..)..(equipamento)... no valor total de R$...,00 Aquisição de software XX (...) licenças no valor total de R$...,00 16

17 Fase 3 - Relatório de...(descrição)... Deve-se fazer uma descrição detalhada da fase. Valor Total da Fase 3: R$...,00 Desembolso: mês 0X Recursos Humanos: R$...,00 (corresponde a (xx) h/h) Valor para XX viagens para levantamento de campo na instalação piloto da EMPRESA trecho Recife/.../Recife: R$.....,00 Aquisição de equipamentos: XX (...)...(equipamento).. no valor total de R$...,00 XX(...)...(equipamento)... no valor de R$......,00 17

18 Fase 4 - Relatório da Definição de...(descrição)... Esta fase consiste de...(descrever) Valor Total da Fase 4: R$...,00 Desembolso: mês XX Valor para aluguel de...: R$...,00 Recursos Humanos: R$...,00 (corresponde a (xx) h/h) Valor para XX viagens para levantamento de campo na instalação piloto da EMPRESA trecho Recife/.../Recife: R$.....,00 Aquisição de equipamentos: no valor de R$...,00 01 microcomputador no valor de R$......,00 Desembolso: mês 0X. 18

19 ETAPA 2 Etapa 2 : Desenvolvimento da...(descrição)... (fazer um resumo de qual será o foco central desta etapa, incluindo os principais resultados almejados) Fase 1...(descrição)... Nesta fase será...(descrever)... Valor Total da Fase 1: R$...,00 Desembolso: mês XX Valor para aluguel de...: R$...,00 Recursos Humanos: R$...,00 (corresponde a (xx) h/h) Valor para XX viagens para levantamento de campo na instalação piloto da EMPRESA trecho Recife/.../Recife: R$.....,00 19

20 Fase 2 - Realização de Seminário e Workshop para...(descrição)... Esta fase consiste da preparação de Seminário para... e Workshops para... Valor Total da Fase 2: R$...,00 Desembolso: mês 0X Valor dos materiais para o Workshop, tais como... no valor de: R$...,00 Recursos Humanos: R$...,00 (corresponde a (xx) h/h) Etapa 3 : Aplicação de...(descrição)... (fazer um resumo de qual será o foco central desta etapa, incluindo os principais resultados almejados) Fase 1 - Aplicação da...(descrição)... Nesta fase serão selecionadas algumas aplicações para teste de... Valor Total da Fase 1: R$...,00 Desembolso: mês 0X Recursos Humanos: R$...,00 (corresponde a (xx) h/h) Valor para (XX) viagens de levantamento/testes/... de campo, trecho Recife/.../Recife: R$...,00 20

21 Fase 2 - Teste de... Esta fase consiste de testes a serem realizados junto com os usuários do equipamento/protótipo. Valor Total da Fase 2: R$...,00 Desembolso: mês 0X Valor para aluguel de laboratório...: R$...,00 Recursos Humanos: R$...,00 (corresponde a (xx) h/h) Etapa 4: Testes e Relatório Final (fazer um resumo de qual será o foco central desta etapa, incluindo os principais resultados almejados) 21

22 Fase 1 - Testes do... Nesta fase serão realizados os testes de... do... Valor Total da Fase 1: R$...,00 Desembolso: mês 0X Valor para aluguel de laboratório... R$......,00 Recursos Humanos: R$......,00 (corresponde a (xx) h/h) Fase 2 - Relatório Final Descrição técnica dos trabalhos desenvolvidos e resultados obtidos. Valor Total da Fase 2: R$...,00 Desembolso: mês 0X Recursos Humanos: R$......,00 (corresponde a (xx) h/h) 22

23 APÊNDICE III - CRONOGRAMA FÍSICO - FINANCEIRO ETAPAS mês 01 mês 02 mês 03 mês 04 mês 05 mês 06 mês 07 mês 08 mês 09 mês 10 mês 11 mês 12 TOTAL Etapa 1 Somatório das Fases Fase 1 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Fase 2 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Fase 3 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Fase 4 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Etapa 2 Somatório das Fases Fase 1 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Fase 2 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Etapa 3 Somatório das Fases Fase 1 xx.xxx,00 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Fase 2 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Etapa 4 Somatório das Fases Fase 1 xx.xxx,00 xx.xxx,00 xx.xxx,00 Fase 2 xx.xxx,00 xx.xxx,00 xx.xxx,00 xx.xxx,00 TOTAIS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 23

24 APÊNDICE IV - PLANILHA ANALÍTICA DE PREÇOS Serviço: A. Mão de Obra DESCRIÇÃO QTD. DE PROFISSIONAIS R$/HXH PREÇO UNIT VALOR TOTAL Valor da mão de obra Encargos Sociais...% Total de A 24

25 APÊNDICE IV - PLANILHA ANALÍTICA DE PREÇOS B. Equipamentos e Materiais DESCRIÇÃO UNIDADE QTD PREÇO UNIT VALOR TOTAL Total de B 25

26 APÊNDICE IV - PLANILHA ANALÍTICA DE PREÇOS C. Outros DESCRIÇÃO UNIDADE QTD PREÇO UNIT VALOR TOTAL Total de C TOTAL D = Total de A + Total de B + Total de C = 26

27 APÊNDICE IV - PLANILHA ANALÍTICA DE PREÇOS E. Custo Indireto BDI...% Total de E 27

28 TABELA DE ENCARGOS SOCIAIS GRUPO A Previdência Social A1 20,00% Fundo de Garantia por tempo de serviço Salário Educação Serviço Social da Indústria (SESI) Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Serviço de Apoio à Pequena e Média Empresa (SEBRAE) Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) Riscos Ambientais do Trabalho (RAT) A2 A3 A4 A5 A6 A7 A8 TOTAL GRUPO A 28

29 TABELA DE ENCARGOS SOCIAIS GRUPO B sofre incidência de A Repouso semanal remunerado Feriados Auxílio-enfermidade Licença paternidade B1 B2 B3 B4 13º Salário B5 Férias B6 1/3 de Férias B7 Aviso Prévio B8 TOTAL GRUPO B GRUPO C não sofre incidência de A Depósito por rescisão contratual sem justa causa 50% (A2+(A2xB)x100 TOTAL GRUPO C 29

30 TABELA DE ENCARGOS SOCIAIS GRUPO D INCIDÊNCIAS CUMULATIVAS GRUPO A X GRUPO B TOTAL D TOTAL ENCARGOS (A +B + C + D) 30

31 TABELA DE ENCARGOS SOCIAIS Composição Analítica do BDI Benefício e Despesa Indireta Administração Central XX Encargos Financeiros Administração Local Impostos Imposto de Renda Imposto Sobre Serviço PIS Cofins CPMF 0,38% Contribuição Social sobre o Lucro Total de impostos Outros Lucro 31

32 REFERÊNCIAS 32

PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS

PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS PROPOSTA FINANCEIRA DE SERVIÇOS PFS PERÍMETRO(S): OBJETO: EDITAL: SERVIÇOS PAGOS A PREÇO GLOBAL CUSTOS DIRETOS MÃO-DE-OBRA A - TOTAL DE SALÁRIO DA EQUIPE A1 - TOTAL SALÁRIOS DA EQUIPE COM VÍNCULO (PFS-I)

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ:

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ: PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 - BNDES ANEXO II MODELO DE PROPOSTA - RETIFICADO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2014 BNDES LICITANTE: CNPJ: ENDEREÇO: TELEFONE: ( ) FAX: ( ) E-MAIL: REPRESENTANTE LEGAL: NACIONALIDADE:

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO GOVERNADORIA COMISSÃO CENTRAL PERMANENTE DE LICITAÇÃO CCL

ESTADO DO MARANHÃO GOVERNADORIA COMISSÃO CENTRAL PERMANENTE DE LICITAÇÃO CCL REF.: CONCORRÊNCIA Nº 006 / 2014 CCL ANEXO ERRATA Nº 002/2014 - CCL RESUMO Mês base: Agosto/2013 DISCRIMINAÇÃO VALOR PARCIAL TOTAL A - EQUIPE TÉCNICA 2.025.871,44 A.1 - Pessoal de Nível Superior* 1.891.997,04

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais

ENCARGOS SOCIAIS. Grupo A. Subtotal. Grupo B. Subtotal. Grupo C. Subtotal Grupo D. Total de Encargos Sociais ENCARGOS SOCIAIS 1 INSS 20,00% 2 SESI ou SESC 1,50% 3 SENAI ou SENAC 1,00% 4 INCRA 0,20% 5 Salário Educação 2,50% 6 FGTS 8,00% 7 Seguro Acidente do Trabalho/SAT/INSS 3,00% 8 SEBRAE 0,60% 9 SECONCI 1,00%

Leia mais

1.1. Para os efeitos desta IN são adotadas as seguintes definições:

1.1. Para os efeitos desta IN são adotadas as seguintes definições: INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 013, de 30 de outubro de 1996 O MINISTRO DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO, no uso de sua competência, e considerando o disposto no Decreto nº 2.031, de 11 de

Leia mais

ESTUDO PARA CÁLCULO DE ENCARGOS SOCIAIS

ESTUDO PARA CÁLCULO DE ENCARGOS SOCIAIS ESTUDO PARA CÁLCULO DE ENCARGOS SOCIAIS I APRESENTAÇÃO Este relatório tem por finalidade fornecer subsídios a empresas construtoras e órgãos contratantes sobre o método de cálculo do percentual de encargos

Leia mais

SEBRAEtec Diferenciação

SEBRAEtec Diferenciação SEBRAEtec Diferenciação REGULAMENTO Investir em inovação tecnológica é fundamental para a competitividade das micro e pequenas empresas gaúchas. 2 2014 Mais recursos para as MPEs representam mais desenvolvimento

Leia mais

Correções em reajustes nos contratos da Construção Pesada em virtude da Desoneração da Folha de Pagamentos. José Pastore

Correções em reajustes nos contratos da Construção Pesada em virtude da Desoneração da Folha de Pagamentos. José Pastore Correções em reajustes nos contratos da Construção Pesada em virtude da da Folha de Pagamentos José Pastore Setembro de 2014 Custos do Trabalho Mudança de Cálculo Alterações legais Lei nº 13.043/2014 (MP651/2014)

Leia mais

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes

Leia mais

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total

Quant. Vr. Unitário Vr.Total. Percentual. Quant. Vr. Unitário Vr. Total ANEXO... PLANILHA DE CUSTOS 2º TURNO Quantidades (veículos/diárias): Tipo da contratação: ( ) Terceirizada ( ) Regime da CLT ( ) Cooperativa (Lei nº 5.764/71) ( ) Regime Tributário: ( ) Lucro Real ( )

Leia mais

ESTIMATIVA DE CUSTOS - APOIO SEDE AABG E SEDE COMITÊ

ESTIMATIVA DE CUSTOS - APOIO SEDE AABG E SEDE COMITÊ ESTIMATIVA DE CUSTOS - APOIO SEDE AABG E SEDE COMITÊ Item ESPECIFICAÇÃO REMUNERAÇÃO CUSTOS (R$) MENSAL R$ R$ A partir do 2º ano 1 RECURSOS HUMANOS SEDE AABG ARGA HORÁRIA MENSA HORAS 349.232,99 364.948,47

Leia mais

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba 1 OBJETIVO 1.1 Realizar, em 2013, apoio financeiro para viabilizar a execução de serviços em inovação e tecnologia

Leia mais

ANEXO III. Página 1. Quantidade (total) a contratar (em função de medida)

ANEXO III. Página 1. Quantidade (total) a contratar (em função de medida) ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS N Processo Licitação n Dia / / às : horas Discriminação dos Serviços (referente à contratada) A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano) B Município/UF

Leia mais

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TARIFA TÉCNICA ÍNDICE 1. QUILOMETRAGEM 2. PASSAGEIROS 3. IPK 4. CUSTOS DEPENDENTES OU VARIÁVEIS 4.1. Combustível 4.2. Lubrificantes 4.3. Rodagem 4.4. Peças e acessórios e serviços

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA Objeto: Referência: PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS 1 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS Todas as normas devem ser lidas atentamente antes da submissão da proposta de pesquisa, bem como antes da realização

Leia mais

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO III MODELO DE CONTRATO

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO III MODELO DE CONTRATO CONVITE Nº 01/2012 ANEXO III MODELO DE CONTRATO CONTRATANTE : Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - Senac - Administração Nacional ENDEREÇO : Av. Ayrton Senna, 5.555 TEL.: (21) 2136-5799 BAIRRO

Leia mais

FETRAF-BRASIL/CUT TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA ELETRÔNICA SICONV N.002/2015 LICITAÇAO/MODALIDADE:

FETRAF-BRASIL/CUT TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA ELETRÔNICA SICONV N.002/2015 LICITAÇAO/MODALIDADE: TERMO DE REFERÊNCIA LICITAÇAO/MODALIDADE: COTAÇÃO PRÉVIA ELETRÔNICA SICONV N.002/2015 REGIME DE EXECUÇÃO: MENOR TAXA DE REMUNERAÇÃO DA AGÊNCIA DE VIAGEM RAV MAIOR PERCENTUAL DE DESCONTO SOBRE A TAXA DO

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de 17/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1

Leia mais

RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011.

RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011. RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011. Orienta os procedimentos necessários para o pagamento de honorários aos professores dos cursos de Pós-Graduação promovidos pelo IEDUCORP

Leia mais

LOCAL DA ELABORAÇÃO: Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins, MG CFMA-2 / CFMA. 25 de setembro de 2008

LOCAL DA ELABORAÇÃO: Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins, MG CFMA-2 / CFMA. 25 de setembro de 2008 TÍTULO: CONTRAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DE ENGENHARIA, PARA ASSESSORAMENTO E APOIO TÉCNICO À EQUIPE DA INFRAERO NO GERENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO DA OBRA DE REFORMA

Leia mais

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 DATA DE ABERTURA: 22/01/2015 10H (HORÁRIO DE BRASÍLIA) SEDE DA CBVD: RUA AFONSO CELSO, 1221 CJ 36 VL. MARIANA CEP: 041.19-061 - SÃO PAULO/SP - BRASIL A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL TORQUATO CASTRO,

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL TORQUATO CASTRO, SERVIÇOS PROPOSTOS Executaremos os serviços de auditoria independente para o CONDOMÍNIO RESIDENCIAL TORQUATO CASTRO, referente à revisão das prestações de contas apresentadas pela administração relativas

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento n. 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 08/2015 Data: 27/5/2015 Objeto: Contratação de serviços de motoristas para atender a demanda da ANEEL na região do Distrito Federal

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013 Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Planilha de Custo e Formação de Preços (Em conformidade à Portaria nº 7, de 09/03/2011

Leia mais

ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA

ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA ANEXO I MODELO DE DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA (Identificação completa do representante da EMPRESA), como representante devidamente constituído de (Identificação completa da EMPRESA)

Leia mais

Art. 3º - Além do serviço de Agenciamento de Viagens, o instrumento convocatório poderá prever, justificadamente, outros serviços correlatos.

Art. 3º - Além do serviço de Agenciamento de Viagens, o instrumento convocatório poderá prever, justificadamente, outros serviços correlatos. Campinas, 12 de março de 2015. Of. 18.222 O.E. Sr. Edner Mabeline LNX TRAVEL VIAGENS E TURISMO EIRELE Assunto: Esclarecimentos Pregão Presencial NLP 003/2015 Prezados Senhores, Em resposta à solicitação

Leia mais

Análise e Avaliação Financeira de Investimentos

Análise e Avaliação Financeira de Investimentos 1 Análise e Avaliação Financeira de Investimentos O objetivo desse tópico é apresentar uma das metodologias de análise e avaliação financeira de investimentos. A análise de investimentos depende do ramo

Leia mais

O número de dias de trabalho médio por mês é calculado pela fórmula:

O número de dias de trabalho médio por mês é calculado pela fórmula: Este trabalho foi realizado a pedido da Pró-Reitoria de Administração e Planejamento e trata-se de um estudo com base no Manual de Orientação para Preenchimento da Planilha de Custo e Formação de Preços,

Leia mais

Contratualização de Serviços de Saúde. Gestão de Contratos

Contratualização de Serviços de Saúde. Gestão de Contratos Contratualização de Serviços de Saúde Gestão de Contratos C0NTROLE DA ADMISTRAÇÃO PÚBLICA O CONTROLE CONSTITUI PODER-DEVER DOS ÓRGÃOS A QUE A LEI ATRIBUI ESSA FUNÇÃO, PRECISAMENTE PELA SUA FINALIDADE CORRETIVA;

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO IX - ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA DA CONCESSÃO.

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO IX - ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA DA CONCESSÃO. EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO IX - ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA DA CONCESSÃO. Análise Econômico-financeira da Concessão A licitante deverá apresentar uma análise econômico-financeira da concessão,

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 11/2015 PROCESSO Nº 03110.014908/2014 55 OBJETO: Contratação

Leia mais

Supremo Tribunal Federal Secretaria de Controle Interno Coordenadoria de Auditoria e Fiscalização

Supremo Tribunal Federal Secretaria de Controle Interno Coordenadoria de Auditoria e Fiscalização NOTA TÉCNICA Nº 1/2007 SCI Brasília, 13 de dezembro de 2007. Assunto: Definição de limites para BDI nas contratações de serviço com locação de mão-de-obra: 26,44% para o regime de incidência cumulativa

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA COMPRA DE PASSAGENS AÉREAS, TERRESTRES E MARÍTIMAS, RESERVAS DE HOSPEDAGEM, TRASLADOS, E ASSESSORIA EM EVENTOS.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA COMPRA DE PASSAGENS AÉREAS, TERRESTRES E MARÍTIMAS, RESERVAS DE HOSPEDAGEM, TRASLADOS, E ASSESSORIA EM EVENTOS. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA COMPRA DE PASSAGENS AÉREAS, TERRESTRES E MARÍTIMAS, RESERVAS DE HOSPEDAGEM, TRASLADOS, E ASSESSORIA EM EVENTOS. Contratante: O CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL

Leia mais

FORMATO RELATÓRIOS DEMONSTRATIVOS

FORMATO RELATÓRIOS DEMONSTRATIVOS INSTRUÇÕES PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA/PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS TRANSFERIDOS PELO MINISTÉRIO/ORGANISMOS INTERNACIONAL REFERENTE AOS CONTRATOS DE FINANCIAMENTO DE ATIVIDADES FORMATO RELATÓRIOS DEMONSTRATIVOS

Leia mais

Agência de Propaganda

Agência de Propaganda Agência de Propaganda Um assinante do Consultor Municipal fez a seguinte consulta: As empresas de propaganda e marketing são consideradas agências? E qual seria a base de cálculo do ISS? Por ser um assunto

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PRESIDÊNCIA 27/5/213 RESOLUÇÃO Nº 9/213 Assunto: Institui o Manual de Elaboração

Leia mais

INICIAÇÃO DE PROJETO

INICIAÇÃO DE PROJETO INICIAÇÃO DE PROJETO SUMÁRIO 1) Encaminhamento de projeto à Fiotec... 1.1) Instruções para Encaminhamento do Projeto Básico... 3 3 2) Orientações para elaboração do Projeto Básico... 3 3) Estruturação

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CONDIÇÃO, FORMA E TERMOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CONDIÇÃO, FORMA E TERMOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CONDIÇÃO, FORMA E TERMOS 1 DAS PARTES 1.1. CONTRATADA O EXCLUSIVO COMERCIAL LTDA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS 9 - Regulamentos Política de Empréstimos 9.1 Condições para associação O Funcionário, na sua admissão na empresa, assina a Proposta de Admissão e Depósito na Cooperativa, se for de seu interesse, sendo

Leia mais

QUADRO RESUMO - SERVIÇOS CONTÍNUOS VALOR DO KM RODADO POR VEÍCULO EXECUTIVO 5 1.300 7,33 47.645,00 571.740,00

QUADRO RESUMO - SERVIÇOS CONTÍNUOS VALOR DO KM RODADO POR VEÍCULO EXECUTIVO 5 1.300 7,33 47.645,00 571.740,00 Q AU SECRETARIA A DE AVIAÇÃO CIVIL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA - ANAC Ref.: D PREGÃO ELETRÔNICO N.º 07/2013 Processo R Nº 00055.002521/2013-99 Abertura: O 09/10/2013 às 09:00 h R PROPOSTA COMERCIAL E Prezados

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO SEMINÁRIO ESPECIAL PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CADA RUBRICA

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual. PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.pdf INFORMAÇÕES GERAIS Duração do projeto O prazo de vigência do projeto

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE MÃO DE OBRA NO SETOR DE INSTALAÇÕES SINDICATO DA INDÚSTRIA DE INSTALAÇÃO - SP

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE MÃO DE OBRA NO SETOR DE INSTALAÇÕES SINDICATO DA INDÚSTRIA DE INSTALAÇÃO - SP 1 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE MÃO DE OBRA NO SETOR DE INSTALAÇÕES SINDICATO DA INDÚSTRIA DE INSTALAÇÃO - SP 2 APRESENTAÇÃO O Sindicato da Indústria de Instalação -, identificou

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO PROPLAN Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

Passagens Aéreas. Brasília, 10 de setembro de 2013

Passagens Aéreas. Brasília, 10 de setembro de 2013 Passagens Aéreas Brasília, 10 de setembro de 2013 Agenda Cenário atual Propostas Agenda Cenário atual Propostas Principais problemas identificados Falta de informação quanto a voos realizados, alterados

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO DE PESQUISAS CIENTÍFICAS BNDES/FEP nº03/2011 FUNDO DE ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS (FEP)

CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO DE PESQUISAS CIENTÍFICAS BNDES/FEP nº03/2011 FUNDO DE ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS (FEP) CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO DE PESQUISAS CIENTÍFICAS BNDES/FEP nº03/2011 FUNDO DE ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS (FEP) 1. Introdução O BNDES atua, há 58 anos, no financiamento ao desenvolvimento nacional. Ao

Leia mais

Anexo IV.2 Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-financeira

Anexo IV.2 Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-financeira Anexo IV.2 Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-financeira PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA ÍNDICE 1 ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA DA CONCESSÃO... 2 1.1Planilha 1 Demonstração

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE PROJETO DE PROFISSIONALIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DA ÁREA DE ENFERMAGEM PROFAE CHAMADA

Leia mais

Roteiro de procedimentos para elaboração de propostas de pesquisa CEBRAP

Roteiro de procedimentos para elaboração de propostas de pesquisa CEBRAP Roteiro de procedimentos para elaboração de propostas de pesquisa CEBRAP 1 Objetivo Este roteiro tem como objetivo estabelecer critérios e procedimentos necessários à padronização das prospecções, dos

Leia mais

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 1 FAPERGS Edital 16/2013 Orientações Básicas Execução Financeira dos Recursos de Subvenção Econômica FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 2 1. Regras Básicas Vedado alteração do objeto do Termo de Subvenção

Leia mais

Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor.

Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor. Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor. acompanhado dos cartões de embarque originais utilizados; f) A FAPERJ não aceitará o pagamento

Leia mais

ANEXO XI PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 005/2013

ANEXO XI PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 005/2013 ÀS EMPRESAS LICITADORAS A empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob o n..., estabelecida à Av./Rua..., n..., bairro..., na cidade de..., telefone..., fax..., e-mail..., vem pela presente apresentar abaixo sua

Leia mais

ANEXO IV MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL

ANEXO IV MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL ANEXO IV MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL ANEXO IV MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL 1. A PROPOSTA COMERCIAL será constituída de uma Carta Proposta, que trará o valor da CONTRAPRESTAÇÃO PECUNIÁRIA ofertada, através

Leia mais

RESUMO DA COMPOSIÇÃO DO PREÇO ORÇADO

RESUMO DA COMPOSIÇÃO DO PREÇO ORÇADO Processo nº 50600.001023/2005-63 RESUMO DA COMPOSIÇÃO DO PREÇO ORÇADO DISCRIMINAÇÃO PARCIAL VALOR TOTAL A - EQUIPE TÉCNICA 65.134,25 A.1 - Pessoal de Nível Superior A.2 - Pessoal de Nível Técnico e Auxiliar

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009

ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009 ATO CONVOCATÓRIO Nº 014/2011 CONTRATO DE GESTÃO IGAM Nº 003/2009 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA DISPONIBILIZAR MOTORISTA PROFISSIONAL EM ATENDIMENTO AO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA

Leia mais

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte Local/Data: Brasília, 20 de setembro de 2013 GTI-003/2013 Fl. 1/7 Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte 1. INTRODUÇÃO: A presente Nota

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO DE CURTA DURAÇÃO

CONTRATO DE TRABALHO DE CURTA DURAÇÃO CONTRATO DE TRABALHO DE CURTA DURAÇÃO BSB,25.02.2014 COMO SE SABE O GOVERNO ( RE) APRESENTOU( NOVA INVESTIDA ) ANTEPROJETO DE LEI ELABORADO COM VISTAS A ESTABELECER O CONTRATO DE TRABALHO DE CURTA DURAÇÃO.

Leia mais

Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais.

Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais. Atualização dos percentuais máximos para Encargos Sociais. 1. Introdução 1.1 Trata-se de atualização dos estudos relativos aos percentuais máximos de encargos sociais admissíveis nas contratações de serviços

Leia mais

I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo.

I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo. I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo. II. ÁREA DE ABRANGÊNCIA Quando necessário efetuar transferências

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS PESQUISA DE CAMPO(REEMBOLSO DE DESPESAS, PASSAGENS AÉREAS E TX. DE INSCRIÇÃO) Introdução: O recurso PROAP/CAPES permite o

Leia mais

O entendimento está correto, conforme a Cláusula Quarta, Parágrafo Quinto da Minuta do Contrato (Anexo IV do Edital).

O entendimento está correto, conforme a Cláusula Quarta, Parágrafo Quinto da Minuta do Contrato (Anexo IV do Edital). Questão 1 4.4.3 (edital) A empresa líder do Consórcio deverá apresentar o instrumento de constituição ou de compromisso de constituição do Consórcio, o qual não deverá revelar dados contidos na Proposta

Leia mais

técnica à Gerência de Unidades de Conservação de Proteção Integral

técnica à Gerência de Unidades de Conservação de Proteção Integral TERMO DE REFERÊNCIA Nº. 03 / 2012 Projeto: Assunto: Serviços Técnicos especializados de Engenharia consultiva de Gerenciamento de Obras e Assessoria técnica para elaboração de projetos de implantação das

Leia mais

1- METODOLOGIA DE ORÇAMENTO DE OBRAS. NOVO CONCEITO PARA O BDI

1- METODOLOGIA DE ORÇAMENTO DE OBRAS. NOVO CONCEITO PARA O BDI 1- METODOLOGIA DE ORÇAMENTO DE OBRAS. NOVO CONCEITO PARA O BDI 1.1- INTRODUÇÃO Para a elaboração de orçamentos consistentes de serviços de engenharia, entende-se que algumas premissas devam prevalecer.

Leia mais

LICENÇA DE USO DE SISTEMA PARA COMPUTADOR

LICENÇA DE USO DE SISTEMA PARA COMPUTADOR CONTRATADO LICENÇA DE USO DE SISTEMA PARA COMPUTADOR Nome/Razão Social: CNPJ/CPF: Inscrição Estadual: Endereço + N : Bairro: Cidade: CEP: FANTON GERMIN ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA 06.118.748/0001-70 ISENTO

Leia mais

Gilson Fernando Ferreira de Menezes ASPECTOS PREVIDENCIÁRIOS NA CONCESSÃO DE SALÁRIOS INDIRETOS E BENEFÍCIOS

Gilson Fernando Ferreira de Menezes ASPECTOS PREVIDENCIÁRIOS NA CONCESSÃO DE SALÁRIOS INDIRETOS E BENEFÍCIOS Gilson Fernando Ferreira de Menezes ASPECTOS PREVIDENCIÁRIOS NA CONCESSÃO DE SALÁRIOS INDIRETOS E BENEFÍCIOS Tributo Conceito Corresponde à toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor

Leia mais

Consulta Pública Contratação de Serviços de TI STI - Superintendência de Tecnologia da Informação

Consulta Pública Contratação de Serviços de TI STI - Superintendência de Tecnologia da Informação Consulta Pública Contratação de Serviços de TI STI - Superintendência de Tecnologia da Informação Diretoria de Soluções Tecnológicas Superintendência de Tecnologia da Informação Objeto Objeto: Prestação

Leia mais

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA CONCORRÊNCIA Nº. 001/2012 CONCORRÊNCIA Nº. 001/2012

ANEXO V PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA CONCORRÊNCIA Nº. 001/2012 CONCORRÊNCIA Nº. 001/2012 À DME Distribuição S/A - DMED A empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob o n..., estabelecida à Av./Rua..., n..., bairro..., na cidade de..., CEP..., telefone..., fax..., e-mail..., vem pela presente apresentar

Leia mais

ANEXO - I PROJETO BÁSICO

ANEXO - I PROJETO BÁSICO ANEXO - I PROJETO BÁSICO 1. OBJETO: Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços relativos à emissão de passagens aéreas nacionais e internacionais compreendendo a reserva, emissão,

Leia mais

EDITAL FASA/UNICAP 2015 MODELO PARA PROJETO DE EXTENSÃO

EDITAL FASA/UNICAP 2015 MODELO PARA PROJETO DE EXTENSÃO EDITAL FASA/UNICAP 2015 MODELO PARA PROJETO DE EXTENSÃO I IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ATIVIDADE 1. Título: 2. Instituição: Universidade Católica de Pernambuco 3. Centro: 4. Curso: 5. Área Temática: ( ) Sustentabilidade

Leia mais

MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI MURILO MENDES - EDIÇÃO 2010 Instruções para movimentação e prestação de contas de recursos recebidos Os responsáveis pelos projetos aprovados pela Lei Municipal de Incentivo

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS Abonos de qualquer natureza Evento Descrição INSS FGTS IRRF Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença

Leia mais

ANEXO XI EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 011/2014 PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA

ANEXO XI EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 011/2014 PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA ANEXO XI EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 011/2014 PROPOSTA COMERCIAL PADRONIZADA ÀS EMPRESAS LICITADORAS A empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob o n..., estabelecida à Av./Rua..., n..., bairro..., na cidade

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana EDITAL PROEX 10/2014, de 05 de agosto de 2014 PROFIEX 2014 A Comissão Superior de Extensão e a Pró-Reitora de Extensão da Universidade

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

(OBRIGATÓRIO TRANSCREVER TODO O CONTEÚDO DESTA MINUTA) ANEXO 04 CARTA-PROPOSTA. Ref.: CONCORRÊNCIA CONSÓRCIO DATACENTER Nº 2009/001 Carta- Proposta

(OBRIGATÓRIO TRANSCREVER TODO O CONTEÚDO DESTA MINUTA) ANEXO 04 CARTA-PROPOSTA. Ref.: CONCORRÊNCIA CONSÓRCIO DATACENTER Nº 2009/001 Carta- Proposta (OBRIGATÓRIO TRANSCREVER TODO O CONTEÚDO DESTA MINUTA) ANEXO 04 CARTA-PROPOSTA CONSÓRCIO DATACENTER Prezados Senhores, Ref.: CONCORRÊNCIA CONSÓRCIO DATACENTER Nº 2009/001 Carta- Proposta Apresentamos nossa

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Dados complementares para composição dos custos referente à mãodeobra 1.742,57 Supervisor Administrativo (Protocolo e Diretoria 1 Salário 100,00% 1.742,57 2 Hora Extra 3 Adicional noturno 4 Adicionais

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL 05/2014

PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL 05/2014 PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL 05/2014 Atualizado em 10/11/2014 Esta nota tem o objetivo de esclarecer as instituições que pretendam apresentar propostas de projetos ao Edital 05/2014. 1. No que se refere

Leia mais

Edital Kairós 04/2015

Edital Kairós 04/2015 Edital Kairós 04/2015 Seleção de pessoa física ou jurídica para atuar prestando assessoria para mapeamento participativo de iniciativas de consumo responsável para produção de conteúdo no projeto Produção

Leia mais

ANEEL AUDIÊNCIA PÚBLICA N O 42 / 2005

ANEEL AUDIÊNCIA PÚBLICA N O 42 / 2005 ANEEL AUDIÊNCIA PÚBLICA N O 42 / 2005 Fixação de Encargos da Concessionária ou Permissionária e cálculo da Participação Financeira do Consumidor nas obras. Assunto: ORÇAMENTO 16/Fevereiro/2006 CONTRIBUIÇÕES

Leia mais

Quadro 5 Número de Vias deste Contrato Total: 2 (duas) vias Vias da ELETROBRAS: 1 (uma) via Vias da Contratante: 1 (uma) via

Quadro 5 Número de Vias deste Contrato Total: 2 (duas) vias Vias da ELETROBRAS: 1 (uma) via Vias da Contratante: 1 (uma) via CONTRATO PARA LICENÇA DE USO DE MÓDULO EXECUTÁVEL DE PROGRAMA COMPUTACIONAL QUE ENTRE SI FAZEM A CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS - ELETROBRÁS E A CONTRATANTE ABAIXO CARACTERIZADA. ECE-EGP-XXX/20XX Quadro

Leia mais

3. ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS

3. ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS EDITAL FLD 04/2011 SELEÇÃO DE PROJETOS DE FORTALECIMENTO DE REDES SOCIAIS QUE ATUAM NA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COM JUSTIÇA SOCIAL, AMBIENTAL E ECONÔMICA 1. OBJETIVO Selecionar projetos

Leia mais

Roteiro para elaboração de Projeto Proposta

Roteiro para elaboração de Projeto Proposta . Capa: - Título do projeto - Nome da instituição proponente - Linha de ação a ser apoiada. Roteiro para elaboração de Projeto Proposta. Identificação da instituição proponente e responsável legal - devem

Leia mais

PAT. Tudo. sobre o. Programa de Alimentação do Trabalhador. www.vb.com.br

PAT. Tudo. sobre o. Programa de Alimentação do Trabalhador. www.vb.com.br www.vb.com.br PAT Tudo sobre o Programa de Alimentação do Trabalhador Com a VB seu maior benefício é aumentar a produtividade da sua empresa. Especializada na comercialização e logística de benefícios,

Leia mais

1. OBJETO...3 2. PREAMBULO...3 3. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO...3 4. OFICIALIZAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO...3 5. PAGAMENTO, FORMAS E CONDIÇÕES...

1. OBJETO...3 2. PREAMBULO...3 3. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO...3 4. OFICIALIZAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO...3 5. PAGAMENTO, FORMAS E CONDIÇÕES... ConsultoriaTecnológicaConsultoriaTecnológicaConsultoriaTecnológicaConsultoriaTecnológicaCons ultoriatecnológicaconsultoriatecnológicaconsultoriatecnológicaconsultoriatecnológicaconsultori atecnológicaconsultoriatecnológicaconsultoriatecnológicaconsultoriatecnológicaconsultoriatec

Leia mais

ALGUNS ESCLARECIMENTOS SOBRE A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO (LEI 12.546/2011)

ALGUNS ESCLARECIMENTOS SOBRE A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO (LEI 12.546/2011) ALGUNS ESCLARECIMENTOS SOBRE A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO (LEI 12.546/2011) A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO consiste na substituição, total ou parcial, do cálculo da contribuição previdenciária

Leia mais

ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS ANEXO_II ANEXO 2 PLANILHA DE CUSTOS DETALHADA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº Processo Licitação Nº Dia / / às : horas Discriminação dos Serviços A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)

Leia mais

ANEXO II ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DOS PROJETOS

ANEXO II ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DOS PROJETOS ANEXO II ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DOS PROJETOS Roteiro Pedagógico e Metodológico Parte 1. Identificação do Projeto 1.1. Instituição de ensino proponente, com a respectiva identificação 1.2. Título do Projeto/Objeto

Leia mais

15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA

15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA 15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA 15.1 - Integram a remuneração para fins de cálculos dos valores devidos à Previdência Social e a serem recolhidos para o FGTS, dentre outras, as seguintes parcelas:

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

PROJETO IICA/BRA/09/005 TERMO DE REFERÊNCIA: MODALIDADE PRODUTO

PROJETO IICA/BRA/09/005 TERMO DE REFERÊNCIA: MODALIDADE PRODUTO INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA PROJETO IICA/BRA/09/005 TERMO DE REFERÊNCIA: MODALIDADE PRODUTO 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratar consultoria por produto para formular

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências Evento Descrição INSS FGTS IRRF Abonos de qualquer natureza Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho -

Leia mais

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS

UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS UNIDADE PRESTAÇÃO DE CONTAS Fluxo do Processo de Prestação de Contas Workshop de Alinhamento Estratégico São Paulo Maio 2010 PROCESSO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PRESTAÇÃO DE CONTAS TÉCNICA FINANCEIRA Unidade

Leia mais

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância Edital Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância 1. OBJETIVO 1.1. Este edital tem o objetivo de apoiar financeiramente projetos de extensão universitária voltados a ações para o desenvolvimento

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO Pregão nº 012/2011 Trata-se o presente Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço para a contratação de especializada para

Leia mais

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO 1 Informações sobre o responsável pela proposta. Nome : Identidade: Órgão Emissor: CPF: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone: FAX: E-mail Formação Profissional: Atribuições

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012 SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19651/2012 Prezados Senhores, Brasília, 28 de novembro de 2012. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD, no âmbito do Projeto BRA/04/044 - Implementação de

Leia mais

Cronograma Físico e de Preço

Cronograma Físico e de Preço Especificação da Construção Capítulo 7 Cronograma Físico e de Preço 7.1 Introdução Ao longo de todo o curso, inserimos uma mensagem alertando para a diferenciação entre os termos preço e custo, que dizia

Leia mais