Dicas para minimizar o. risco de quedas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dicas para minimizar o. risco de quedas"

Transcrição

1 saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 1 - Março 2014 Dicas para minimizar o risco de quedas Adaptação dos ambientes e produtos específicos podem evitar quedas e trazer melhor qualidade de vida para os idosos Um dos maiores perigos que cercam os idosos são as quedas. No Brasil, cerca de 30% dos idosos caem pelo menos uma vez ao ano. Entre pessoas acima de 85 anos, o risco desse tipo de acidente pode ultrapassar 50%. A principal e mais grave consequência das quedas são as fraturas, que geram declínio funcional, risco de novas quedas, depressão e até aumento da mortalidade. E é dentro de casa que ocorre o maior número de quedas, cerca de 70% dos casos, e as causas mais comuns são os obstáculos que se encontram pelo caminho. Pode ser um tapete, um piso molhado, um móvel que deixa pouco espaço para passagem ou até um degrau. O banheiro é o lugar com maior incidência de acidentes graves, primeiro porque muitos idosos querem preservar a privacidade e trancam a porta, e segundo porque o local costuma ficar com frequência úmido e escorregadio. Confira algumas adaptações na casa que poderão evitar esses contratempos e trazer mais conforto aos idosos.

2 Banheiro Para o chão do banheiro, o maior causador de quedas, temos duas opções: piso antiderrapante e tapete de borracha que gruda no chão. As barras de apoio, fixadas nas paredes, também são importantes e podem evitar os tombos quando faltar equilíbrio. No chuveiro, algumas vezes, pode ser necessária uma cadeira de plástico para a pessoa tomar banho sentada. É interessante que o vaso sanitário seja elevado e barras de apoio sejam instaladas nas laterais. Em vez de box de vidro, prefira um material não cortante, como box de acrílico, PVC ou cortinas de plástico. Trancas que abrem por dentro e por fora ajudam na eventualidade de o idoso passar mal e cair. Escadas Uma sinalização de cor contrastante na ponta do degrau com lixas autoadesivas ajuda os idosos que não enxergam bem. É importante investir, também, em luzes de emergência que auxiliam na ausência de energia. O corrimão deve ser firme e ficar dos dois lados, começando antes da escada e terminando um pouco depois. É importante, também, que a altura entre os degraus não varie e que eles não sejam muito altos. 2

3 Corredor Os corredores merecem atenção, principalmente os que ficam entre o quarto e o banheiro. O caminho deve estar livre e ser bem iluminado para evitar tropeços. O ideal é sempre deixar uma luz acesa ou usar sensores de presença. Para falta de energia, apostem nas luzes de emergência. Evite tapetes e móveis pontiagudos. Quarto A cama não deve ser muito alta nem muito baixa, os pés devem apoiar totalmente no chão quando o idoso estiver sentado. Para ajudar a calçar os sapatos, uma poltrona ao lado da cama é o ideal. O criado-mudo deve ser 10cm mais alto que a cama, além disso, deve ficar ao alcance das mãos sem necessidade de se levantar, ter pontas arredondadas e ser fixado no chão caso seja necessário se apoiar. Com um interruptor ou abajur ao lado da cama, é possível controlar a luz mesmo deitado, evitando levantar no escuro. 3

4 Sala Os tapetes são os vilões, evite-os. Um sofá confortável, com almofadas (para acomodar as costas) e apoio para os pés é ideal para assistir à televisão. Os controles remotos devem ficar ao alcance de quem está sentado. A estante com a TV também deve ser fixada no chão. Se possível, evitar mesinha de centro. Dar preferência a mesas laterais em madeira ou plástico. Além disso, evite enfeites que possam quebrar e machucar alguém. Na sala de jantar, a mesa deve ter o tamanho de acordo com a altura do idoso e pontas arredondadas. Evite tábuas soltas ou tampo de vidro. As cadeiras sem braço facilitam a acessibilidade. Na hora das refeições, deixe tudo ao alcance. Quintal Evitar desníveis e, se necessário, opte por rampas com corrimãos em vez de degraus. Se a parte exterior da casa não é muita iluminada, pinte as bordas de muros e paredes de branco para uma melhor visualização no escuro ou instale luzes externas. 4

5 Cozinha Novamente, as barras de apoio são grandes aliadas. Os armários não devem ser muito altos. O chão antiderrapante também é uma boa ideia. Não deixe pequenos objetos espalhados pelo chão, como brinquedos de crianças, fios ou extensões elétricas que cruzam o caminho. As torneiras com alavanca facilitam o manuseio. Já o fogão e a bancada da pia devem ter altura de 80cm para facilitar as atividades de culinária. Quanto aos utensílios, os mais usados devem estar em armários de fácil acesso. É preferível pratos e copos de plástico ou metal. Utensílios como panelas com alças laterais e longas ajudam a dividir o peso, evitando queimaduras. Onde encontrar os produtos para adaptação dos ambientes Os itens podem ser encontrados tanto em lojas de materiais de construção quanto em lojas de produtos ortopédicos da sua cidade ou ainda pela internet. 5

6 O que mais pode ajudar na segurança? Números de telefone de familiares, amigos ou do serviço de Home Care devem ficar em locais de fácil acesso para ligações em casos de emergência. Dispositivos de alarme instalados junto ao corpo ou próximo do idoso também podem facilitar o acesso à busca de ajuda. Exercícios físicos são úteis? Na prevenção de quedas, estudos mostram que exercícios para ganho de força muscular, equilíbrio e alongamento são de comprovado benefício. Isso pode ser obtido por meio da prática de musculação e exercícios aeróbicos, em academias, parques ou na própria casa. A prática regular de atividade física deve ser supervisionada por profissional capacitado. Para os menos ativos, a orientação é iniciar com caminhada de 30 minutos diários. 6

7 Alguma medicação pode ajudar a prevenir quedas? Estudos demonstram que a suplementação de vitamina D pode reduzir o risco de quedas em pessoas acima de 65 anos. Consulte sempre o seu médico para ter orientações adequadas sobre o modo como suplementar a vitamina D. Você sabia? O uso de algumas classes de medicamentos ou ainda a associação de várias medicações, chamada de polifarmácia, também aumentam o risco de quedas no idoso. Alterações no nível de consciência, da frequência cardíaca ou pressão arterial, sonolência excessiva, tontura, sudorese, podem ser efeitos adversos de medicamentos, com potencial aumento no risco de quedas. Esses sintomas devem ser comunicados ao seu médico para que mudanças na prescrição possam ser instituídas, se isso for necessário. 7

8 Outras dicas para evitar quedas: Usar calçados com sola antiderrapante e firme. Evitar chinelos sem elástico na parte traseira. Controlar doenças como diabetes e hipertensão. Usar bengalas ou andadores, quando indicado. Diagnosticar e tratar a osteoporose. Evitar a automedicação. Fazer avaliação oftalmológica periódica. Agendar consultas periódicas com seu médico. Quedas são eventos frequentes, potencialmente graves e que não devem ser negligenciados. Como descrito acima, medidas simples podem ser facilmente implementadas, por meio de adaptação do domicílio, mudanças de comportamento e de estilo de vida na promoção de saúde SEPS/EQ 702/902, Conjunto B, Bloco A Ed. Gen Alencastro, Brasília/DF,

Programa Saúde e Longevidade

Programa Saúde e Longevidade Programa Saúde e Longevidade Prevenção de quedas e dicas importantes! Leia e pratique as orientações da ABET Volume 4 Programa Saúde e Longevidade - Vol.4 Prevenção de quedas e dicas importantes Introdução

Leia mais

Realização: Prefeitura Municipal de São José dos Campos Secretaria Municipal de Saúde Programa de Saúde Adulto/Idoso Programa de Reabilitação

Realização: Prefeitura Municipal de São José dos Campos Secretaria Municipal de Saúde Programa de Saúde Adulto/Idoso Programa de Reabilitação Bibliografia: Caderno de Atenção Básica Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa. Brasília-DF, 2006. Revista O Médico & Você. Associação Médica Brasileira. Brasil, 2009, Ano2, nº2. Editores do Consumer Guide.

Leia mais

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER:

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER: SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE As quedas tornam-se mais frequentes com o avançar da idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a maioria dos casos acontecem dentro de casa e são a

Leia mais

Para não cair, a melhor dica é se prevenir.

Para não cair, a melhor dica é se prevenir. Para não cair, a melhor dica é se prevenir. Um projeto para cuidar de quem cuidou de nós por muito tempo. Uma das maiores causas de acidentes e fraturas de idosos no Brasil são as quedas. Cerca de 30%

Leia mais

Manual de prevenção de quedas

Manual de prevenção de quedas Manual de prevenção de quedas Governador do Estado Geraldo Alckmin Secretário de Gestão Pública Waldemir Aparício Caputo Superintendente Iamspe Latif Abrão Junior Chefe de Gabinete Iamspe Roberto Baviera

Leia mais

Sumário. Prevenção de quedas em idosos. Fatores de risco internos. Fatores de risco externos

Sumário. Prevenção de quedas em idosos. Fatores de risco internos. Fatores de risco externos Sumário Prevenção de quedas em idosos Fatores de risco internos Fatores de risco externos Manual de Prevenção de Quedas Prevenção de quedas em idosos 3 A queda pode ocorrer em qualquer idade; 30% das pessoas

Leia mais

Queda de Idosos. Alguns cuidados para manter uma vida sempre ativa.

Queda de Idosos. Alguns cuidados para manter uma vida sempre ativa. Queda de Idosos Alguns cuidados para manter uma vida sempre ativa. O QUE É? Pessoas de todas as idades correm riscos de sofrer queda. E, para os idosos, existe um significado muito relevante, pois podem

Leia mais

PREVENÇÃO DOS ACIDENTES DOMÉSTICOS COM PESSOAS IDOSAS

PREVENÇÃO DOS ACIDENTES DOMÉSTICOS COM PESSOAS IDOSAS PREVENÇÃO DOS ACIDENTES DOMÉSTICOS COM PESSOAS IDOSAS 1. EPIDEMIOLOGIA DOS ACIDENTES DOMÉSTICOS E DE LAZER COM PESSOAS IDOSAS Em Portugal, os acidentes domésticos e de lazer são monitorizados pelo Observatório

Leia mais

www.cpsol.com.br Uma brincadeira muito popular entre as crianças é empinar papagaios ou pipas, antes de fazê-lo observe algumas simples regras:

www.cpsol.com.br Uma brincadeira muito popular entre as crianças é empinar papagaios ou pipas, antes de fazê-lo observe algumas simples regras: EMPINAR PAPAGAIOS Uma brincadeira muito popular entre as crianças é empinar papagaios ou pipas, antes de fazê-lo observe algumas simples regras: Nunca empine pipas em locais onde houver cabos elétricos

Leia mais

Ambiência. Maria Dolores Lemos dos Santos Terapia Ocupacional, Gerontologia e Acompanhamento Terapêutico Ocupacional e-mail: madolesa@yahoo.com.

Ambiência. Maria Dolores Lemos dos Santos Terapia Ocupacional, Gerontologia e Acompanhamento Terapêutico Ocupacional e-mail: madolesa@yahoo.com. Ambiência Novembro/2009 Maria Dolores Lemos dos Santos Terapia Ocupacional, Gerontologia e Acompanhamento Terapêutico Ocupacional e-mail: madolesa@yahoo.com.br 1 Roteiro O ambiente como espaço relacional

Leia mais

PROJETO. Banheiros e Vestiário VISTA SUPERIOR VISTA SUPERIOR VISTA SUPERIOR

PROJETO. Banheiros e Vestiário VISTA SUPERIOR VISTA SUPERIOR VISTA SUPERIOR PROJETO Vaso sanitário e lavatório Medidas das áreas de aproximação Banheiros e Vestiário VISTA SUPERIOR VISTA SUPERIOR VISTA SUPERIOR Área para estacionamento da cadeira, para posteior transferência.

Leia mais

Aula 04 Normas e Estratégias de Acessibilidade A NBR9050 Setembro, 2013

Aula 04 Normas e Estratégias de Acessibilidade A NBR9050 Setembro, 2013 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Curso de Especialização em Arquitetura da Habitação de Interesse Social ERGONOMIA E ACESSIBILIDADE Aplicada à

Leia mais

Introdução. Esses acidentes são os mais variados possíveis. Ingestão de água sanitária ou outros

Introdução. Esses acidentes são os mais variados possíveis. Ingestão de água sanitária ou outros Introdução Quase todos os dias vemos nos noticiários ou ouvimos dos colegas relatos de acidentes ocorridos em residências, principalmente com crianças. Estatísticas de acidentes indicam que acidentes fatais

Leia mais

Quedas em casa. Guia de segurança para pessoas idosas

Quedas em casa. Guia de segurança para pessoas idosas Quedas em casa Guia de segurança para pessoas idosas Não adianta fugir da realidade. Na medida em que a idade avança, a pessoa passa a ter as limitações próprias dos mais velhos. O risco de quedas por

Leia mais

PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO

PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO MANUAL DO CUIDADOR PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO 3 GUIA PRÁTICO ILUSTRADO Aumente a sua qualidade de vida e a do idoso dependente também! REDE REGIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS Siga

Leia mais

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM O QUE É OSTEOPOROSE? Em termos simples, é a descalcificação do osso. O osso se enfraquece e fica mais fácil de quebrar. É um

Leia mais

EM TERMOS DE SEGURANÇA GERAL, QUANDO SE ENCONTRAR SOZINHO(A) EM CASA:

EM TERMOS DE SEGURANÇA GERAL, QUANDO SE ENCONTRAR SOZINHO(A) EM CASA: 3 envelhecimento e o aumento da longevidade da população O mundial são já uma realidade incontornável pelo que, faz todo sentido falar em esperança de vida saudável e em segurança. Assim, será muito importante

Leia mais

EXPEDIENTE APRESENTAÇÃO. Prefeitura Municipal de Fortaleza. Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra. Vice-Prefeito: Gaudencio Gonçalves de Lucena

EXPEDIENTE APRESENTAÇÃO. Prefeitura Municipal de Fortaleza. Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra. Vice-Prefeito: Gaudencio Gonçalves de Lucena EXPEDIENTE APRESENTAÇÃO Prefeitura Municipal de Fortaleza Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra Vice-Prefeito: Gaudencio Gonçalves de Lucena Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão Secretário:

Leia mais

Governador do Estado José Serra. Secretário de Gestão Pública Sidney Beraldo. Secretário-Adjunto Marcos Antônio Monteiro

Governador do Estado José Serra. Secretário de Gestão Pública Sidney Beraldo. Secretário-Adjunto Marcos Antônio Monteiro Governador do Estado José Serra Secretário de Gestão Pública Sidney Beraldo Secretário-Adjunto Marcos Antônio Monteiro Superintendente Iamspe Latif Abrão Júnior Chefe de Gabinete Iamspe Roberto Baviera

Leia mais

Prevenção de Acidentes na Infância. Cuidado e atenção são indispensáveis.

Prevenção de Acidentes na Infância. Cuidado e atenção são indispensáveis. Prevenção de Acidentes na Infância. Cuidado e atenção são indispensáveis. Os principais acidentes na faixa etária de 1 a 3 anos são: Quedas Cortes Queimaduras Choques elétricos Afogamentos Ingestão de

Leia mais

PROJETO DE NORMA BRASILEIRA

PROJETO DE NORMA BRASILEIRA PROJETO DE NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 9050 Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos Acessibility to buildings, equipment and the urban environment Palavras-chave: Descriptors:

Leia mais

Curta o acampamento de verão com segurança!

Curta o acampamento de verão com segurança! 1 Curta o acampamento de verão com segurança! Enquanto estamos contando os dias para o maior acampamento da Igreja Adventista no Brasil, nós queremos lembrá-lo da importância de ter um #acampamentoseguro!

Leia mais

PREVENÇÃO DE ACIDENTES DOMÉSTICOS

PREVENÇÃO DE ACIDENTES DOMÉSTICOS PREVENÇÃO DE ACIDENTES DOMÉSTICOS Ao falar de prevenção de acidentes domésticos fazemos um diferencial quanto aos acidentes no lar. Aqui vamos falar de acidentes que ocorrem ao realizar trabalhos domésticos

Leia mais

ADEQUAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES E DO MOBILIÁRIO URBANO À PESSOA DEFICIENTE

ADEQUAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES E DO MOBILIÁRIO URBANO À PESSOA DEFICIENTE Esta norma aplica-se atodas as edificações de uso público e/ou mobiliário urbano, tanto em condições temporárias como em condições permanentes. É sempre necessário consultar o REGULAMENTO DO CÓDIGO NACIONAL

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo ACIDENTES E INCÊNDIOS DOMÉSTICOS ADULTOS E IDOSOS Acidentes Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que podem tornar todas

Leia mais

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril PÓS-OPERATÓRIO Como preparar sua casa após cirurgia de quadril Retire os tapetes, extensões e fios telefônicos, pois eles podem ocasionar quedas. Caso ainda não tenha, instale corrimãos em pelo menos um

Leia mais

L A B O R A T Ó R I O A D A P T S E Escola de Arquitetura da UFMG. ROTEIRO DE INSPEÇÃO DA ACESSIBILIDADE Guia Acessível BH / RIZOMA CONSULTING14

L A B O R A T Ó R I O A D A P T S E Escola de Arquitetura da UFMG. ROTEIRO DE INSPEÇÃO DA ACESSIBILIDADE Guia Acessível BH / RIZOMA CONSULTING14 INTRODUÇÃO Este material tem o objetivo de avaliar a acessibilidade mínima de estabelecimentos comerciais e de serviço ao público. Ele avalia basicamente a acessibilidade física do local e as condições

Leia mais

Conferencia Saída OBS. LOCADOR. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal

Conferencia Saída OBS. LOCADOR. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal. Casa Principal Conferencia Entrada Data LOCAL ITEM OK NÃO OK NÃO Porta de Entrada Vidros Jateados Balcão Bar tampo de granito Uma prateleira na parede do Interruptor com Balcão Bar Prateleiras Internas queimaduras Balcão

Leia mais

ROTEIRO DE FISCALIZAÇÃO DA ACESSIBILIDADE EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS - ILPI s NAS COMARCAS DO ESTADO DE MG

ROTEIRO DE FISCALIZAÇÃO DA ACESSIBILIDADE EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS - ILPI s NAS COMARCAS DO ESTADO DE MG ROTEIRO DE FISCALIZAÇÃO DA ACESSIBILIDADE EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS - ILPI s NAS COMARCAS DO ESTADO DE MG Este roteiro tem como objetivo nortear as fiscalizações a serem realizadas

Leia mais

Regras de acessibilidade ao meio físico para o deficiente

Regras de acessibilidade ao meio físico para o deficiente Regras de acessibilidade ao meio físico para o deficiente 151 Com a intenção de mostrar ao empresariado opções simples de adaptação do ambiente de trabalho para o deficiente físico, sugerimos em seguida

Leia mais

ACIDENTES DOMÉSTICOS NOS IDOSOS

ACIDENTES DOMÉSTICOS NOS IDOSOS ACIDENTES DOMÉSTICOS NOS IDOSOS Segundo o Ministério da Saúde (2005) Cerca de 75% dos acidentes com idosos acontecem nas suas próprias casas ACIDENTES DOMÉSTICOS MAIS Quedas; FREQUENTES NOS IDOSOS Incêndios;

Leia mais

Security, Health and Safety

Security, Health and Safety Security, Health and Safety Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt As quedas, escorregadelas e os tropeçamentos são a causa de acidentes e ferimentos entre Trabalhadores.

Leia mais

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente.

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente. Implementar ações voltadas ao uso racional de recursos sustentabilidade naturais para promover a ambiental e socioeconômica na Administração Pública Federal. A Esplanada terá metas de racionalização do

Leia mais

Acidentes domésticos são aqueles que ocorrem no local onde habitamos ou em seu entorno.

Acidentes domésticos são aqueles que ocorrem no local onde habitamos ou em seu entorno. 0 a 6 meses Prevenção de acidentes domésticos Recomendações Acidentes domésticos são aqueles que ocorrem no local onde habitamos ou em seu entorno. Quanto mais nova for a criança, maior a necessidade de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ACESSIBILIDADE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E MOBILIDADE REDUZIDA NO ITABORAÍ PLAZA SHOPPING

MEMORIAL DESCRITIVO DE ACESSIBILIDADE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E MOBILIDADE REDUZIDA NO ITABORAÍ PLAZA SHOPPING MEMORIAL DESCRITIVO DE ACESSIBILIDADE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E MOBILIDADE REDUZIDA NO ITABORAÍ PLAZA SHOPPING MEMORIAL DESCRITIVO O Shopping Itaboraí, localizado na Rodovia BR-101, Km 295,5 Rio Aldeia

Leia mais

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis tivessem mais orientações ou tomassem mais cuidado

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES DE RISCOS DE QUEDA. Paraná. Manual de Orientações de Riscos de Queda 3

MANUAL DE ORIENTAÇÕES DE RISCOS DE QUEDA. Paraná. Manual de Orientações de Riscos de Queda 3 MANUAL DE ORIENTAÇÕES DE RISCOS DE QUEDA Paraná 3 Os idosos estão muito mais suscetíveis a quedas do que outras pessoas, por isso a atenção dispensada a eles deve ser maior. As alterações fisiológicas

Leia mais

CRIANÇAS e as férias de verão

CRIANÇAS e as férias de verão CRIANÇAS e as férias de verão Atenção. Diversão. Segurança. Brincadeiras. Cuidado. Confira um universo de recomendações para garantir dias tranquilos em uma das épocas mais esperadas do ano. Mês de dezembro

Leia mais

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES Introdução As crianças pequenas não têm a capacidade para avaliar o perigo, pelo que qualquer objeto que encontram em casa pode transformar-se num brinquedo

Leia mais

ABNT NBR 14022 NORMA BRASILEIRA. Acessibilidade em veículos de características urbanas para o transporte coletivo de passageiros EMENDA 1 20.02.

ABNT NBR 14022 NORMA BRASILEIRA. Acessibilidade em veículos de características urbanas para o transporte coletivo de passageiros EMENDA 1 20.02. NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 14022 EMENDA 1 20.02.2009 Válida a partir de 20.03.2009 Acessibilidade em veículos de características urbanas para o transporte coletivo de passageiros Accessibility in vehicles

Leia mais

PAREDES EXTERIORES EM TIJOLO Reboco e pintura tipo Beltex da Sotinco, 7 tons de cinza, Pantone Cool Gray Isolamento com Wallmate ou Lã de Rocha 40mm

PAREDES EXTERIORES EM TIJOLO Reboco e pintura tipo Beltex da Sotinco, 7 tons de cinza, Pantone Cool Gray Isolamento com Wallmate ou Lã de Rocha 40mm EXTERIORES PAREDES EXTERIORES EM TIJOLO Reboco e pintura tipo Beltex da Sotinco, 7 tons de cinza, Pantone Cool Gray Isolamento com Wallmate ou Lã de Rocha 40mm VÃOS EXTERIORES Vãos exteriores em caixilharia

Leia mais

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador Anexo I Chamamento Público 01/2014 1 Espaço A. Destinação Almoxarifado: armazenamento útil mínimo de 1.000m², divididos da seguinte forma: 1.1 Área de armazenagem 87% (mínimo de 870m²) 1.1.1 Sala administrativa

Leia mais

Dicas para economizar energia

Dicas para economizar energia Dicas para economizar energia Vilões do Consumo Os vilões do consumo de energia elétrica são os aparelhos com alta potência ou grande tempo de funcionamento. Considerando uma residência de quatro pessoas,

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS RISCOS FÍSICOS NO AMBIENTE RESIDENCIAL E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA NA TERCEIRA IDADE

AVALIAÇÃO DOS RISCOS FÍSICOS NO AMBIENTE RESIDENCIAL E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA NA TERCEIRA IDADE AVALIAÇÃO DOS RISCOS FÍSICOS NO AMBIENTE RESIDENCIAL E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA NA TERCEIRA IDADE MARIA CREUZA BORGES DE ARAÚJO (UFCG) creuzinha_borges@yahoo.com.br SUELYN ACIOLE MORAIS (UFCG)

Leia mais

VIVER BEM DONA JOSEFA ESMERALDA EM O EQUILÍBRIO DA VIDA PREVENÇÃO A QUEDAS

VIVER BEM DONA JOSEFA ESMERALDA EM O EQUILÍBRIO DA VIDA PREVENÇÃO A QUEDAS VIVER BEM DONA JOSEFA ESMERALDA EM O EQUILÍBRIO DA VIDA PREVENÇÃO A QUEDAS Leia o código e assista a história da Dona Josefa Esmeralda: Essa é a Dona Josefa Esmeralda. Quando jovem era equilibrista de

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL E A REDE ELÉTRICA

CONSTRUÇÃO CIVIL E A REDE ELÉTRICA CONSTRUÇÃO CIVIL E A REDE ELÉTRICA O QUE É A COCEL? A COCEL leva energia elétrica a toda Campo Largo. É esta energia que permite que as fábricas, o comércio e todo o setor produtivo funcionem. É graças

Leia mais

Assinalar como V (Verdadeiro), F (Falso) ou NSA (Não Se Aplica)

Assinalar como V (Verdadeiro), F (Falso) ou NSA (Não Se Aplica) E-EQI-01 Anexo 1 Checklist de Acessibilidade, baseado em Aragão (2004) PCD: pessoas com deficiência Assinalar como V (Verdadeiro), F (Falso) ou NSA (Não Se Aplica) 1. Vias de Acesso As vias de acesso no

Leia mais

Acessibilidade nos Ambientes Escolares EMEI ( ) EMEF ( )

Acessibilidade nos Ambientes Escolares EMEI ( ) EMEF ( ) Acessibilidade nos Ambientes Escolares EMEI ( ) EMEF ( ) Nome: Endereço: Data: / 2.005 Vistoriado por: Características da Edificação : LEGISLAÇÃO DECRETO Nº 5.296 DE 2 DE DEZEMBRO DE 2004 NBR 9050/2004;

Leia mais

Adaptação de Espaços a Portadores de Necessidades Especiais

Adaptação de Espaços a Portadores de Necessidades Especiais Adaptação de Espaços a Portadores de Necessidades Especiais... todas as pessoas têm uma necessidade especial, alguma coisa que sintam dificuldade em fazer... Acessibilidade Utilização, com segurança e

Leia mais

Pisos de Madeira. Pisos de Cerâmica. Equipamentos. Equipamentos. Segurança. Vassoura Esfregão (se necessário) Pá de lixo Cesto de lixo

Pisos de Madeira. Pisos de Cerâmica. Equipamentos. Equipamentos. Segurança. Vassoura Esfregão (se necessário) Pá de lixo Cesto de lixo Pisos de Madeira 1. Varra bordas, cantos e atrás das portas. 2. Varra o restante do piso, começando de um lado da sala até o outro. Para pisos amplos, use um esfregão, sacudindo-o quando terminar. 3. Junte

Leia mais

Acidentes: como preveni-los?

Acidentes: como preveni-los? Acidentes: como preveni-los? Mónica Oliva Ilustrações de António João 31 Janeiro 2009 Oliveira do Hospital 1 Sabia que... Os acidentes são a maior causa de morte, doença a e incapacidade definitiva e temporária

Leia mais

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS O Brasil vive uma crise hídrica e energética que está afetando a distribuição de ambos os recursos no país todo, em maior ou menor intensidade. O Estado de São Paulo, em especial a capital, vem sofrendo

Leia mais

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS CAPÍTULO 4: CAIXAS DE SAÍDA CONDIÇÕES As caixas de saída devem ser projetadas nas tubulações secundárias nas seguintes condições: a) Nas entradas e saídas de fios telefônicos nos eletrodutos; b) Para diminuir

Leia mais

2 Kit decoração contendo 2 quadros e 1 vaso. R$ 30,00. 4 Uma adega de vinhos GE. R$ 200,00. Lote Foto Descrição

2 Kit decoração contendo 2 quadros e 1 vaso. R$ 30,00. 4 Uma adega de vinhos GE. R$ 200,00. Lote Foto Descrição ** informações sujeitas a alterações sem aviso prévio. EMPREENDIMENTO: UPPER LIVING E UPPER OFFICE - VILA LEOPOLDINA Lote Foto Descrição Lance Inicial 1 01 TELEVISOR COM DVD. LOCALIZAÇÃO SALA INFANTIL

Leia mais

BWL - QUADRO DESCRITIVO DO AMBIENTE FÍSICO

BWL - QUADRO DESCRITIVO DO AMBIENTE FÍSICO BWL - QUADRO DESCRITIVO DO AMBIENTE FÍSICO Ambiente: Corredor principal (entrada) Cadeiras Estofadas (fixas e c/rodinha) 13 Bancada Em madeira, fórmica verde peq. e grande 02 Computadores 13 Murais Em

Leia mais

Descritivo Modelo de Infraestrutura para CDC DMIC

Descritivo Modelo de Infraestrutura para CDC DMIC Descritivo Modelo de Infraestrutura para CDC DMIC CONTATO E-MAIL: implantacao@redecidadania.ba.gob.br VERSÃO 9.0 MAIO / 2015 ESPECIFICAÇÕES DO ESPAÇO DO CDC Para a implantação do CDC é necessário encontrar

Leia mais

Dicas de conservação e limpeza

Dicas de conservação e limpeza Dicas de conservação e limpeza No uso diário de seus armários, alguns cuidados devem ser tomados a fim de prolongar a vida útil do produto. Água Tome cuidado particular em torno da pia, do forno e dos

Leia mais

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se!

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 4 - Dezembro 2014 Os riscos do Sedentarismo Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! O sedentarismo é resultado

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA QUESTIONÁRIO DE ACESSIBILIDADE PARA AS PROCURADORIAS DA REPÚBLICA Procuradoria: Considerando a implantação

Leia mais

Sugestões de Presentes. Eletrodoméstico

Sugestões de Presentes. Eletrodoméstico Sugestões de Presentes Eletrodoméstico Ar condicionado Aspirador de pó Batedeira de bolo Cafeteira elétrica Centrífuga de frutas Depurador Espremedor de frutas Faca elétrica Ferro elétrico Fogão Forno

Leia mais

/estudo preliminar análise da norma de acessibilidade ABNT NBR 9050. Gustavo Alves Rocha Zago Izabela Dalla Libera

/estudo preliminar análise da norma de acessibilidade ABNT NBR 9050. Gustavo Alves Rocha Zago Izabela Dalla Libera /estudo preliminar análise da norma de acessibilidade ABNT NBR 9050 Gustavo Alves Rocha Zago Izabela Dalla Libera O objetivo desta norma é estabelecer critérios e parâmetros técnicos a serem observados

Leia mais

Banheiros perfeitos por Roberto Negrete

Banheiros perfeitos por Roberto Negrete Banheiros perfeitos por Roberto Negrete Cada vez mais confortáveis, os banheiros atuais vão além de servir à higiene e à beleza. O designer de interiores Roberto Negrete escolheu três projetos que capturam

Leia mais

ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA ESTRUTURA FÍSICA DAS INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS

ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA ESTRUTURA FÍSICA DAS INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS I IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Nome: Endereço: AP: Nome Fantasia: Inscrição Municipal: Nº do Processo: CNPJ: Tipo de Serviço: ( ) Municipal ( ) Filantrópico ( ) Conveniado SUS RJ ( ) Privado ( ) Estadual

Leia mais

CONDOMÍNIO LINK RESIDENCIAL MORUMBI MEMORIAL DESCRITIVO I ESPECIFICAÇÕES

CONDOMÍNIO LINK RESIDENCIAL MORUMBI MEMORIAL DESCRITIVO I ESPECIFICAÇÕES CONDOMÍNIO LINK RESIDENCIAL MORUMBI MEMORIAL DESCRITIVO I ESPECIFICAÇÕES 1. SEGURANÇA PATRIMONIAL E EMERGÊNCIA CONTROLE DE ACESSO DE VEÍCULOS E PEDESTRES Portão automatizado de acesso para veículos e pedestres

Leia mais

Decoração de inverno. Hora de mudar o visual da casa, preparando-a para receber o frio

Decoração de inverno. Hora de mudar o visual da casa, preparando-a para receber o frio Foto Sérgio Israel Com a chegada da estação fria, vem também a oportunidade de tirar do armário os tapetes felpudos, as mantas de tricô e as almofadas de veludo. É o período do ano em que a casa se torna

Leia mais

PROTOCOLO DE PREVENÇÃO DE QUEDAS GHC

PROTOCOLO DE PREVENÇÃO DE QUEDAS GHC PROTOCOLO DE PREVENÇÃO DE QUEDAS GHC Quedas são eventos adversos em que um indivíduo cai inadvertidamente ao chão ou em outro nível. Isto pode ser devido a um escorregão ou tropeço, perda do equilíbrio

Leia mais

EQUILÍBRIO DO CORPO EXTENSO

EQUILÍBRIO DO CORPO EXTENSO EQUILÍBIO DO COPO EXTENSO Questão - A barra a seguir é homogênea da seção constante e está apoiada nos pontos A e B. Sabendo-se que a reação no apoio A é A = 00KN, e que F = 0KN e F = 500KN, qual é o peso

Leia mais

Elaboração De Projeto De Design e Interiores

Elaboração De Projeto De Design e Interiores Elaboração De Projeto De Design e Interiores São Paulo, 01/01/2010 KASA CONCEITO Nome: Schaelle Caetano Campos ABD: 9103 - Designer de Interiores Tel: 11 2979 3780 7746 4246 E-mail: schaelle@kasaconceito.com.br

Leia mais

Acidentes não são fatalidades. Os acidentes podem ser prevenidos e evitados.

Acidentes não são fatalidades. Os acidentes podem ser prevenidos e evitados. Acidentes não são fatalidades. Os acidentes podem ser prevenidos e evitados. CUIDADOS BÁSICOS COM O BEBÊ Na hora da alimentação é importante: - Testar a temperatura do leite ou outros alimentos no dorso

Leia mais

Laudo de Acessibilidade

Laudo de Acessibilidade Laudo de Acessibilidade Vistoriado por Arq. Eduardo Ronchetti de Castro CREA 5061914195/D Considerações legais elaboradas por Dr. Luis Carlos Cocola Kassab - OAB/SP 197.829 Rua Marechal Deodoro, 1226 Sala

Leia mais

Manual de Montagem e Utilização Conforme EN 131-3: 2007 (D)

Manual de Montagem e Utilização Conforme EN 131-3: 2007 (D) Manual de Montagem e Utilização Conforme EN 131-3: 2007 (D) Escadas Simples? Escadotes? Escadas Duplas e Triplas Escadas Telescópicas? Torres Multiusos Indice 1. Introdução 2. Informação para o Utilização

Leia mais

Lei 11.666, de 9 de dezembro de 1994

Lei 11.666, de 9 de dezembro de 1994 Lei 11.666, de 9 de dezembro de 1994 Estabelece normas para facilitar o acesso dos portadores de deficiência física aos edifícios de uso público, de acordo com o estabelecido no art. 227 da Constituição

Leia mais

DADOS PESSOAIS ORIGEM. Prezado cliente, É um prazer atende-lo (a).

DADOS PESSOAIS ORIGEM. Prezado cliente, É um prazer atende-lo (a). Prezado cliente, É um prazer atende-lo (a). Como tudo na vida, sua mudança também precisa de um bom planejamento, as características de origem e destino são fundamentais para evitar imprevistos com estacionamento,

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA AVALIAÇÃO DA ACESSIBILIDADE NAS EDIFICAÇÕES DO MINISTÉRIO PÚBLICO

ROTEIRO BÁSICO PARA AVALIAÇÃO DA ACESSIBILIDADE NAS EDIFICAÇÕES DO MINISTÉRIO PÚBLICO ROTEIRO BÁSICO PARA AVALIAÇÃO DA ACESSIBILIDADE NAS EDIFICAÇÕES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DADOS DA EDIFICAÇÃO Órgão: Endereço: Bairro: Município: Data: Uso do imóvel: Institucional: Comercial: Residencial:

Leia mais

Cartilha de acessibilidade e sustentabilidade

Cartilha de acessibilidade e sustentabilidade Eugenio Realização e Construção: Cartilha de acessibilidade e sustentabilidade Projeto arquitetônico: MCAA Arquitetura. Projeto paisagístico: Benedito Abbud. Projeto de decoração das áreas comuns: Fernanda

Leia mais

Melhor idade: sua casa mais segura contra quedas. Páginas 4 e 5

Melhor idade: sua casa mais segura contra quedas. Páginas 4 e 5 Integra a edição 1579 Melhor idade: sua casa mais segura contra quedas Foto: Tricia Vieira Fotoarena Páginas 4 e 5 2 Folha Mercado de Imóveis Caixa inaugura Observatório dos Consórcios Públicos em São

Leia mais

INQUÉRITO ACESSIBILIDADE NOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO

INQUÉRITO ACESSIBILIDADE NOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO E ESPECIALIZADO DIVISÃO DE ACESSIBILIDADES E AJUDAS TÉCNICAS INQUÉRITO ACESSIBILIDADE NOS ESTABELECIMENTOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER

MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER Ficam na cobertura, 9º andar. Esta composta por Salão de festas, Espaço gourmet, Fitness center, Sala de jogos e web, Piscina borda infinita e Solarium. - Salão Festas:

Leia mais

Manual de cuidados pré e pós-operatórios

Manual de cuidados pré e pós-operatórios 1. Anatomia O quadril é uma articulação semelhante a uma bola no pegador de sorvete, onde a cabeça femoral (esférica) é o sorvete e o acetábulo (em forma de taça) é o pegador. Esse tipo de configuração

Leia mais

Índice de Aferição de Acessibilidade Física Edificação (Interior)

Índice de Aferição de Acessibilidade Física Edificação (Interior) Interfere na faixa livre mínima? (faixa livre mín=0,90m) Há interferência das portas na faixa livre apenas nas áreas privativas da edificação Área de Aproximação à porta Há área de manobra para cadeira

Leia mais

Guia de Puericultura. Alimentação

Guia de Puericultura. Alimentação Guia de Puericultura Com o nascimento do bebé, os pais necessitam de adquirir uma série de artigos. A oferta no mercado é cada vez maior, por isso é importante estar informado: com este guia ajudamo-la

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES DE RISCOS DE QUEDA. Paraná. Manual de Orientações de Riscos de Queda 3

MANUAL DE ORIENTAÇÕES DE RISCOS DE QUEDA. Paraná. Manual de Orientações de Riscos de Queda 3 MANUAL DE ORIENTAÇÕES DE RISCOS DE QUEDA Paraná 3 Os idosos estão muito mais suscetíveis a quedas do que outras pessoas, por isso a atenção dispensada a eles deve ser maior. As alterações fisiológicas

Leia mais

DESENHO E ARQUITETURA DESENHO ARQUITETÔNICO

DESENHO E ARQUITETURA DESENHO ARQUITETÔNICO CURSO TÉCNICO EM TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS DESENHO E ARQUITETURA DESENHO ARQUITETÔNICO Elisa Furian elisafurian@outlook.com ESCALA É a relação existente entre as dimensões de um desenho e as dimensões reais

Leia mais

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA SISTEMA SOLAR DE AQUECIMENTO DE ÁGUA a) Quando for adquirir um sistema de aquecimento solar dê sempre preferência aos modelos com o Selo Procel. b) Dimensione adequadamente o sistema (coletores e reservatórios)

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Por que eu devo utilizar equipamentos de segurança e onde encontrá-los? Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) foram feitos para evitar

Leia mais

Acessibilidade e Ergonomia

Acessibilidade e Ergonomia Arqta. Dra Maria Elisabete Lopes Arqt a. Dr a. Maria Elisabete Lopes ACESSIBILIDADE Possibilidade e condição de alcance para utilização, com SEGURANÇA E AUTONOMIA (...) por pessoa portadora de deficiência

Leia mais

Guia do Home Theater

Guia do Home Theater Guia do Home Theater Dicas interessantes para serem aplicadas em sua casa, especialmente na decoração da sua sala. Inspire-se e transforme o seu ambiente em um espaço aconchegante para receber amigos.

Leia mais

Diretor do Into: Dr. Geraldo Motta Filho. Coordenador da Unidade Hospitalar (COUNH): Dr. Naasson Cavanellas

Diretor do Into: Dr. Geraldo Motta Filho. Coordenador da Unidade Hospitalar (COUNH): Dr. Naasson Cavanellas Diretor do Into: Dr. Geraldo Motta Filho Coordenador da Unidade Hospitalar (COUNH): Dr. Naasson Cavanellas Coordenador de Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (COENP): Dr. Sérgio Vianna Divisão

Leia mais

CARTILHA PARA ACESSIBILIDADE AMBIENTAL: Orientações ilustradas para domicílios de pessoas idosas

CARTILHA PARA ACESSIBILIDADE AMBIENTAL: Orientações ilustradas para domicílios de pessoas idosas CARTILHA PARA ACESSIBILIDADE AMBIENTAL: Orientações ilustradas para domicílios de pessoas idosas Autoria: Maria Luísa G. Emmel Luiza Oliva Paganelli Financiador: UFSCar/SP 2013 * O acesso a este material

Leia mais

Orientações para Economia Energia Elétrica, Água e Telefonia nas dependências da Unidade

Orientações para Economia Energia Elétrica, Água e Telefonia nas dependências da Unidade Orientações para Economia Energia Elétrica, Água e Telefonia nas dependências da Unidade Faculdade de Tecnologia de Campinas Prof.ª Dr.ª Haydée Siqueira Santos - Diretora Aos Ilmos. Srs. Membros do Corpo

Leia mais

CASAS DO CAMPO (Rua Rosada Campo Grande)

CASAS DO CAMPO (Rua Rosada Campo Grande) CHL Desenvolvimento Imobiliário S/A CASAS DO CAMPO (Rua Rosada Campo Grande) MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO (28/10/10) 1- ACABAMENTO DAS UNIDADES AUTÔNOMAS 1.1 SALA / QUARTOS / CIRCULAÇÃO Piso: Concreto

Leia mais

Para mais informações, consulte nosso site www.sky.com.br MÓDULO SKY TV ABERTA MANUAL DO EQUIPAMENTO

Para mais informações, consulte nosso site www.sky.com.br MÓDULO SKY TV ABERTA MANUAL DO EQUIPAMENTO Para mais informações, consulte nosso site www.sky.com.br MÓDULO SKY TV ABERTA MANUAL DO EQUIPAMENTO 16 1 15 MÓDULO SKY TV ABERTA distingui-los, estes canais não terão traços nos números, e a caixa com

Leia mais

UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA MEMORIAL DESCRITIVO

UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA MEMORIAL DESCRITIVO UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA MEMORIAL DESCRITIVO Nome do estabelecimento: UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO - UPA Tipo do estabelecimento: UPA PORTE 02 Proprietária: Fundo Municipal de Saúde de Caicó/RN

Leia mais

A Maxflex é a única empresa brasileira de Colchões e Sistemas de Dormir que possui certificação ISO 9001 nos escopos:

A Maxflex é a única empresa brasileira de Colchões e Sistemas de Dormir que possui certificação ISO 9001 nos escopos: Manual do usuário A Maxflex é a única empresa brasileira de Colchões e Sistemas de Dormir que possui certificação ISO 9001 nos escopos: Desenvolvimento, Produção e Comercialização. 3 1 Um sonho, um desejo

Leia mais

Memorial Descritivo Residencial Phoenix

Memorial Descritivo Residencial Phoenix Memorial Descritivo Residencial Phoenix Cadastros: Matrícula de incorporação 7121, no Cartório de Registro de imóveis de 1 Ofício da Comarca de Tubarão. Alvará de construção 149/2011. Localização: Rua

Leia mais

18.4. Áreas de vivência

18.4. Áreas de vivência 18.4. Áreas de vivência 18.4.1. Os canteiros de obras devem dispor de: a) instalações sanitárias; (118.015-0 / I4) b) vestiário; (118.016-9 / I4) c) alojamento; (118.017-7 / I4) d) local de refeições;

Leia mais

DICAS PRÁTICAS PARA TRANSFORMAR OS AMBIENTES DA SUA CASA COM ESTILO

DICAS PRÁTICAS PARA TRANSFORMAR OS AMBIENTES DA SUA CASA COM ESTILO DICAS PRÁTICAS PARA TRANSFORMAR OS AMBIENTES DA SUA CASA COM ESTILO DICAS DE DECORAÇÃO Pensando em mudar um pouco a aparência de seu lar? Com as escolhas certas em móveis e decoração, sua casa pode se

Leia mais

Análise da iluminação e decoração nas residências de pessoas da

Análise da iluminação e decoração nas residências de pessoas da Análise da iluminação e decoração nas residências de pessoas da terceira idade Emanuella de Araújo Soares - easarquitetura@yahoo.com.br Instituição de Pós Graduação - IPOG Botucatu, SP, 04 de abril de

Leia mais

Índice de Aferição de Acessibilidade Física

Índice de Aferição de Acessibilidade Física Área de Aproximação à porta Interfere na faixa livre mínima? (faixa livre mín=0,90m) Há área de manobra para cadeira de rodas? (raio mínimo=de 1,20m a 1,50m) Dimensões da área frontal à porta Dimensões

Leia mais

Orientações Gerais. Prevenindo Quedas dentro de Casa Projeto Prevenindo Quedas em Pessoas Idosas-NASF-PBH

Orientações Gerais. Prevenindo Quedas dentro de Casa Projeto Prevenindo Quedas em Pessoas Idosas-NASF-PBH Orientações Gerais Prevenindo Quedas dentro de Casa Projeto Prevenindo Quedas em Pessoas Idosas-NASF-PBH Orientações Gerais Prevenindo Quedas dentro de Casa Projeto Prevenindo Quedas em Pessoas Idosas-NASF-PBH

Leia mais