GIANA GISLANNE DA SILVA DE SOUSA RELATÓRIO: VER- SUS IMPERATRIZ-MA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GIANA GISLANNE DA SILVA DE SOUSA RELATÓRIO: VER- SUS IMPERATRIZ-MA"

Transcrição

1 GIANA GISLANNE DA SILVA DE SOUSA RELATÓRIO: VER- SUS IMPERATRIZ-MA 2016

2 A 3º edição do VER-SUS Imperatriz foi realizada no período de 12 a 18 de agosto de Uma experiência única, proporcionou uma diversa troca de saberes, reunindo acadêmicos de diferentes cursos, tanto da área da saúde como também de outras áreas, por exemplo das ciências sociais. Nesta edição fui como facilitadora, isso me proporcionou uma nova experiência na construção da vivência. No primeiro dia, ocorreu uma reunião preliminar entre os facilitadores e comissão, para que todas as informações sobre a programação e organização da vivência fosse repassada a todos. Logo em seguida, partimos para a primeira atividade com os viventes, a visita ao lixão. Nesta visita, foi perceptível o impacto que causou a todos, pois estes passaram a observar uma outra realidade, conhecendo as pessoas invisíveis. Foi importante para despertar nos viventes uma nova forma de olhar a sociedade para que nesse momento suas mentes se abrissem para todas as novas experiências proporcionadas pelo VER-SUS.

3 Depois da visita, tivemos um momento para realizar colocações sobre a experiência vivenciada. Em seguida, fomos direcionados ao Campus UFMA-Bom Jesus, local que ficamos alojados. No restante do dia foram realizadas dinâmicas para apresentação e integração dos viventes.

4 Os Núcleos de Base (NB s) foram divididos, cada NB ficou responsável de definir um nome e produzir um cartaz. O NB que acompanhei foi formado por mim e pelo viventes: Danielli, Pedro Victor e Railson. No final da programação da noite, realizamos uma devolutiva abordando os pontos negativos e positivos do primeiro dia de vivencia, e também definimos as regras de convivência. No segundo dia os crachás dos viventes foram confeccionado e cada um teve a oportunidade de explicar o significado do desenho, assim podemos conhecer um pouco a personalidade de todos. O tema saúde pública, foi abordo no CINE VER-SUS, com a exibição do filme a história da saúde pública. Depois do filme debatemos sobre o contexto histórico no qual o SUS se constituiu e no que isso implica na situação atual da saúde pública. A tarde recebemos a enfermeira que atua na coordenação da Atenção Básica em Imperatriz, ela mediou uma roda de conversa sobre a atenção básica e debateu sobre a prevenção e promoção da saúde no âmbito do SUS. Para tratar desigualdades sociais, o documentário Ilha das Flores foi exibido, realizamos uma discussão sobre o tema e relacionamos a visita realiza ao lixão no dia anterior. No final tarde visitamos a comunidade Don Felipe Gregory, formada por moradias populares distribuídas pelo PAC. As pessoas que residem na comunidade, eram ribeirinhas e viviam em situação de risco. Também visitamos uma comunidade do MST, que fica próxima à universidade.

5 No terceiro dia, a primeira atividade foi a visita ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro Bom Jesus, onde podemos acompanhar o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Apoio (NASF). Após essa atividade, recebemos a enfermeira e professora Jacinta, que abordou sobre a evolução das políticas públicas de saúde do Brasil, nos fazendo refletir sobre a importância da participação social na construção do sistema único de saúde. A tarde os NB se reuniram para confecção de uma camisa que representasse algum determinantes sociais de saúde, como alimentação, lazer, transporte, educação e moradia.

6 A noite foi o momento de refletir sobre as opressões. Temas como machismo, homofobia, foram retratados através de uma dinâmica e pelos depoimentos de viventes.

7 No quarto dia, os viventes foram divididos em dois Grupos de vivência (GV) e para realizar visita no HEMOMAR e SAMU, conhecendo um pouco destes serviços no município de imperatriz. Depois da visita ocorreu uma roda de conversa, para que os viventes trocassem informações sobre os locais visitados e relatassem a percepção de cada serviço. A tarde o tema foi a privatização dos serviços públicos, foi exibido um documentário seguido por uma roda de conversa. Já a noite, meu NB realizou uma dinâmica para aproximação dos viventes. Depois desse momento os temas opressão religiosa e racismo foram discutidos. O quinto dia começou com visitas nas instituições de saúde do município, Hospital municipal de Imperatriz HMI, UBS Milton Lopes e UPA II.

8

9 Na parte da tarde conhecemos os CAPS S e podemos conhecer a realidade da saúde mental da cidade, percebendo as debilitações presentes no município. Os profissionais que nos receberam também abordaram sobre a residência terapêutica, lugar para pacientes psiquiátricos que perderam a estrutura social e familiar necessitam de acompanhamento especializados e uma moradia temporária. Depois das visitas os NB S reuniram-se para compartilhar a experiência que cada um vivenciou e evidenciar os pontos positivos e negativos observados em cada serviço. Os aspectos levantados pelo NB s foram discutidos em roda de conversa. A noite tivemos uma roda de conversa com os profissionais que trabalham no consultório na rua, eles explicaram o funcionamento do serviço e os benefícios sociais garantidos por este, pois atente pessoas que vivem em situação de rua e estão vulneráveis a diversos fatores que afetam o seu estado de saúde. Estes serviço é uma forma do estado manter o compromisso com população de ofertar saúde para todos.

10 No dia 17, penúltimo dia de vivencia, na manhã recebemos a visita da enfermeira Tamara para uma roda de conversa a respeito da luta pela reforma psiquiátrica. Ela abordou sobre a saúde mental, drogas, reforma psiquiátrica, papel da universidade. A discussão esclareceu sobre o contexto histórico dos manicômios no Brasil e de que forma estes contribuíram para a desigualdade e segregação social. A tarde foi realizado uma visita ao terreiro de umbanda, esse ambiente propiciou uma desconstrução, nos permitiu entender o contexto histórico da religião Umbanda e como são as práticas religiosas e curativas.

11 Refletiu a luz divina Com todo seu esplendor vem do reino de Oxalá Onde há paz e amor Luz que refletiu na terra Luz que refletiu no mar Luz que veio de Aruanda Para tudo iluminar Umbanda é paz e amor Um mundo cheio de luz É a força que nos dá vida e a grandeza nos conduz. Avante filhos de fé, Como a nossa lei não há... Levando ao mundo inteiro A Bandeira de Oxalá! No último dia construímos nossa bandeira na qual cada vivente deixou sua assinatura. A tarde tivemos um momento de lazer no rio Tocantins, em seguida revelamos o anjo e a noite realizamos o encerramento desta incrível experiência.

VER-SUS. Facilitador: Adilon Oliveira Sousa. Curso: Psicologia (Universidade Federal do Piauí) DIARIO DE CAMPO

VER-SUS. Facilitador: Adilon Oliveira Sousa. Curso: Psicologia (Universidade Federal do Piauí) DIARIO DE CAMPO VER-SUS Vivencias e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde, um projeto estratégico do ministério da Saúde em parceria com a Rede Unida que tem como foco a formação de militantes para o SUS. Facilitador:

Leia mais

VER-SUS-Imperatriz-MA

VER-SUS-Imperatriz-MA VER-SUS-Imperatriz-MA 2016.1 Relatoria de Vivencia Alana Bethyere Rodrigues Silva Acadêmica de Enfermagem-UFMA CCSST VER-SUS (Imperatriz-Ma) 06/01/2016 Foi o dia que a nossa vivência teve início. Fomos

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA- FACILITADOR DISCENTE: ALINE SANTANA FIGUEIREDO

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA- FACILITADOR DISCENTE: ALINE SANTANA FIGUEIREDO RELATÓRIO DE VIVÊNCIA- FACILITADOR DISCENTE: ALINE SANTANA FIGUEIREDO VER-SUS IMPERATRIZ 2016.1 1. Visão Geral do Evento Os estágios e vivências constituem importantes dispositivos que permitem tanto aos

Leia mais

O nome grupo vem devido à necessidade de se formar profissionais que possam acolher melhor quem busca atendimento de saúde no âmbito do SUS.

O nome grupo vem devido à necessidade de se formar profissionais que possam acolher melhor quem busca atendimento de saúde no âmbito do SUS. Relatório de vivência VERSUS Imperatriz Local: Universidade Federal do Maranhão Período: 06/01/2016 a 17/01/2016 Facilitadora: Thailane Maria Silva Santana O primeiro contato do grupo aconteceu a partir

Leia mais

Relatório de vivências VerSus Verão Recife /01 Inicio das vivências

Relatório de vivências VerSus Verão Recife /01 Inicio das vivências Relatório de vivências VerSus Verão Recife 2016 21/01 Inicio das vivências No período da manhã foi realizado o acolhimento dos viventes no NAE(núcleo de apoio a eventos ). Após o almoço, nos dirigimos

Leia mais

VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (VER-SUS) IMPERATRIZ MA RELATÓRIO INDIVIDUAL DE VIVÊNCIA

VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (VER-SUS) IMPERATRIZ MA RELATÓRIO INDIVIDUAL DE VIVÊNCIA VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (VER-SUS) IMPERATRIZ MA 2016.2 RELATÓRIO INDIVIDUAL DE VIVÊNCIA Bacabal MA 2016 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA CAMPUS BACABAL CURSO

Leia mais

RELATÓRIO DA VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE PAÇO DO LUMIAR EDIÇÃO 2016/2

RELATÓRIO DA VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE PAÇO DO LUMIAR EDIÇÃO 2016/2 RELATÓRIO DA VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE PAÇO DO LUMIAR EDIÇÃO 2016/2 VIVENTE: Sarah Rakel Barbosa Rocha, acadêmica de Psicologia,7º período da Faculdade Pitágoras- São luís.

Leia mais

Relatório de Vivência - VER-SUS. São Luís - MA

Relatório de Vivência - VER-SUS. São Luís - MA Vivente: Icariane Barros de Santana Araújo Relatório de Vivência - VER-SUS São Luís - MA Transmita amor, por onde for! Vivência: 06/09/2016 a 13/09/2016 Data: 06/09/2016 As atividades se iniciaram com

Leia mais

Roteiro de vivência entre os dias 08/08 a 14/08

Roteiro de vivência entre os dias 08/08 a 14/08 Roteiro de vivência entre os dias 08/08 a 14/08 Dia 08/08/16 O primeiro dia de vivência foi um momento um tanto quanto explicativo nos dando uma noção do que compunha a rede de saúde em Caxias do Sul.

Leia mais

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e Portfolio do dia 8 Finalmente chegou o grande dia, o início de mais uma vivência, o dia que marcaria o inicio de uma caminhada longa e árdua, cheia de desafios e de fortes emoções. Ao desembarcamos no

Leia mais

VER-SUS ITZ VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAUDE EM IMPERATRIZ-MA WELLINGTON MACEDO LEITE RELATÓRIO DE VIVÊNCIA IMPERATRIZ-MA

VER-SUS ITZ VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAUDE EM IMPERATRIZ-MA WELLINGTON MACEDO LEITE RELATÓRIO DE VIVÊNCIA IMPERATRIZ-MA VER-SUS ITZ VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAUDE EM IMPERATRIZ-MA WELLINGTON MACEDO LEITE RELATÓRIO DE VIVÊNCIA IMPERATRIZ-MA Imperatriz, 01 de outubro de 2016 INTRODUÇÃO O VER-SUS

Leia mais

VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE/BRASIL VER-SUS/BRASIL MARCIO LUIZ DA SILVA SANTOS

VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE/BRASIL VER-SUS/BRASIL MARCIO LUIZ DA SILVA SANTOS VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE/BRASIL VER-SUS/BRASIL MARCIO LUIZ DA SILVA SANTOS RELATÓRIO DO PROJETO VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE/BRASIL: JOÃO

Leia mais

RAPS. Saúde Mental 26/08/2016. Prof.: Beto Cruz PORTARIA Nº 3.088, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011(*)

RAPS. Saúde Mental 26/08/2016. Prof.: Beto Cruz PORTARIA Nº 3.088, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011(*) Saúde Mental Prof.: Beto Cruz betocais2@gmail.com PORTARIA Nº 3.088, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011(*) Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades

Leia mais

RELATORIO VER-SUS BELO HORIZONTE VERÃO 2016

RELATORIO VER-SUS BELO HORIZONTE VERÃO 2016 RELATORIO VER-SUS BELO HORIZONTE VERÃO 2016 Entre os dias 15 e 22 de fevereiro de 2016, ocorreu o Estágio de Vivência na Realidade do Sistema Único de Saúde VER-SUS, na cidade de Belo Horizonte. Como proposta,

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS VER-SUS SÃO LUÍS VIVENTE: GEYSA DA SILVA BEZERRA CURSO: FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UFPI

RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS VER-SUS SÃO LUÍS VIVENTE: GEYSA DA SILVA BEZERRA CURSO: FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UFPI 1 RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS VER-SUS SÃO LUÍS VIVENTE: GEYSA DA SILVA BEZERRA CURSO: FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UFPI PARNAÍBA-PI 2016.2 2 RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS VER-SUS SÃO LUÍS MA 2016.2

Leia mais

RELATÓRIO DAS VIVÊNCIAS DO VERSUS DO ALTO URUGUAI. Frederico Westphalen

RELATÓRIO DAS VIVÊNCIAS DO VERSUS DO ALTO URUGUAI. Frederico Westphalen RELATÓRIO DAS VIVÊNCIAS DO VERSUS DO ALTO URUGUAI Frederico Westphalen 2016.2 Cícera Michel Facilitadora A experiência do VERSUS Alto Uruguai após recepção da 19º. Coordenadoria de saúde ficou hospedada

Leia mais

COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009

COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009 COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009 Robsmeire Calvo Melo Zurita 1 ; Alessandra Massi Puziol Alves 2 Neide Barboza Lopes 3 INTRODUÇÃO: No Brasil ainda

Leia mais

RELATÓRIO VER-SUS IMPERATRIZ

RELATÓRIO VER-SUS IMPERATRIZ RELATÓRIO VER-SUS IMPERATRIZ 2016.2 Dia 12/09/2016 Às 08h00min já nos encontrávamos no Centro de Ciências Sociais, Saúde e Tecnologia (CCSST), da Universidade Federal do Maranhão - Campus de Imperatriz,

Leia mais

Relatório de Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS) GUSTAVO FILIPOWSKI PSICOLOGIA UNICENTRO

Relatório de Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS) GUSTAVO FILIPOWSKI PSICOLOGIA UNICENTRO Relatório de Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS) GUSTAVO FILIPOWSKI PSICOLOGIA UNICENTRO O VER-SUS sendo um projeto do Ministério da Saúde tem como objetivo levar estudantes,

Leia mais

Relatório de Vivência 206.1

Relatório de Vivência 206.1 Relatório de Vivência 206.1 Larissa Raianne Sanguinete Monteiro dos Santos Graduanda em Saúde Coletiva, UFPE. RECIFE, PE. 2016 No primeiro dia da vivência, fomos recebidos no NAE ( Núcleo de Apoio a Eventos)

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA COMO FACILITADOR NO VER-SUS DE IMPERATRIZ DO MARANHÃO. 1 Autor: Marcos Moreira Lira

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA COMO FACILITADOR NO VER-SUS DE IMPERATRIZ DO MARANHÃO. 1 Autor: Marcos Moreira Lira RELATÓRIO DE VIVÊNCIA COMO FACILITADOR NO VER-SUS 2016.2 DE IMPERATRIZ DO MARANHÃO. 1 Autor: Marcos Moreira Lira Graduando de Ciências Humanas Sociologia. Universidade Federal Do Maranhão. marcosliraoficial@outlook.com

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS

RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde Ministério da Saúde RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS Vivente: Jainara Dias da Silva Ciências Farmacêuticas

Leia mais

Módulo de Avaliação I Município Nossa Senhora dos Remédios/PI. FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO. Carmen Lilia da Cunha Faro

Módulo de Avaliação I Município Nossa Senhora dos Remédios/PI. FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO. Carmen Lilia da Cunha Faro FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO 1 - IDENTIFICAÇÃO: FORMADOR: ENTIDADE: MUNICÍPIO: UF: Carmen Lilia da Cunha Faro Prefeitura Municipal de Nossa Senhora dos Remédios. Nossa Senhora

Leia mais

PROJETO VER-SUS BRASIL VER-SUS BARRA DO GARÇAS MT

PROJETO VER-SUS BRASIL VER-SUS BARRA DO GARÇAS MT PROJETO VER-SUS BRASIL VER-SUS BARRA DO GARÇAS MT Amanda Souza da Silva Araujo Vivência: 23/10/2016 à 29/10/16 Versus é mais do que viver a realidade SUS, é renascer em cada dificuldade, é chorar em cada

Leia mais

Financiamento. Consultório na Rua PORTARIA Nº 123, DE 25 DE JANEIRO DE Sem portaria convivência e cultura. Estabelece, no âmbito Especializada/

Financiamento. Consultório na Rua PORTARIA Nº 123, DE 25 DE JANEIRO DE Sem portaria convivência e cultura. Estabelece, no âmbito Especializada/ Rede De (RAPS) Componentes da RAPS Pontos da RAPS Nº da Portaria de Financiamento Caracterização da portaria Atenção Básica Unidade Básica de PORTARIA 2488/11 Institui a Política Saúde Nacional de Atenção

Leia mais

Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa

Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa MÓDULO 1 O que é saúde? Determinantes em saúde Histórico do SUS Princípios Básicos do SUS Quem usa o SUS? MÓDULO 2 Os serviços de Saúde Redes de atenção a

Leia mais

VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO

VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO Facilitadora: Fabiane Santos Barros Acadêmica de Enfermagem UFT Palmas-TO O VER-SUS Tocantins, edição de verão 2016 aconteceu do dia 11 a 17 de janeiro, na cidade

Leia mais

Ministério da Saúde. Rede Unida. Sistema Único de Saúde. Vivencias e Estágios na Realidade do Sistema Único de saúde- VERSUS

Ministério da Saúde. Rede Unida. Sistema Único de Saúde. Vivencias e Estágios na Realidade do Sistema Único de saúde- VERSUS Ministério da Saúde Rede Unida Sistema Único de Saúde Vivencias e Estágios na Realidade do Sistema Único de saúde- VERSUS MONIQUE MAIARA ALMEIDA DE OLIVEIRA RELATÓRIO DE VIVÊNCIA V EDIÇÃO DO VER-SUS NO

Leia mais

PORTFÓLIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA DO SUS

PORTFÓLIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA DO SUS PORTFÓLIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA DO SUS VIVENTE: DINORAH DE FRANÇA LIMA NATAL/ RN Primeiro dia de vivência (08/01) A partir do momento da concentração do grupo percebi a diversidade dos viventes, de como

Leia mais

Relatos de vivências na realidade do Sistema Único de Saúde

Relatos de vivências na realidade do Sistema Único de Saúde Relatos de vivências na realidade do Sistema Único de Saúde Ver-SUS - Zona da Mata Paraibana / 2015.2 Vivente: Dilayne Diniz Pereira dos Santos João Pessoa, PB Agosto de 2015 Introdução O Ver-SUS Zona

Leia mais

MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA

MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA INTRODUÇÃO Neste Caso Didático vamos relatar a experiência de organização dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) de um município de grande

Leia mais

REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL SUS Sistema Único de Saúde Princípios: Universalidade Equidade Integralidade Diretrizes: Descentralização Resolubilidade Regionalização e Hierarquização Participação dos Cidadãos

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DA ENFERMAGEM NO PROJETO VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE/VER-SUS 1

PARTICIPAÇÃO DA ENFERMAGEM NO PROJETO VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE/VER-SUS 1 PARTICIPAÇÃO DA ENFERMAGEM NO PROJETO VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE/VER-SUS 1 PESERICO, Anahlú 2 ; COLOMÉ, Juliana Silveira 3 RESUMO O trabalho tem como objetivo socializar

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - FACEMA. ACADÊMICO: FRANCISCO EDUARDO RAMOS DA SILVA. FACILITADOR

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - FACEMA. ACADÊMICO: FRANCISCO EDUARDO RAMOS DA SILVA. FACILITADOR FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - FACEMA. ACADÊMICO: FRANCISCO EDUARDO RAMOS DA SILVA. FACILITADOR RELATÓRIO DE VIVÊNCIA CAXIAS MA 2016 1 RELATÓRIO DE VIVÊNCIA O VER-SUS é um projeto que

Leia mais

Dra Hedi Martha Soeder Muraro

Dra Hedi Martha Soeder Muraro Dra Hedi Martha Soeder Muraro hemuraro@sms.curitiba.pr.gov.br Missão da SMS Planejar e executar a política de saúde para o Município de Curitiba, responsabilizando-se pela gestão e regulação dos serviços

Leia mais

Profª : ANA BRAZ EVOLUÇÃO DA SAÚDE MENTAL NO BRASIL. NOÇÕES de POLÍTICA de SAÚDE MENTAL no BRASIL. NÚCLEOS de APOIO à SAÚDE da FAMÍLIA e MENTAL

Profª : ANA BRAZ EVOLUÇÃO DA SAÚDE MENTAL NO BRASIL. NOÇÕES de POLÍTICA de SAÚDE MENTAL no BRASIL. NÚCLEOS de APOIO à SAÚDE da FAMÍLIA e MENTAL Profª : ANA BRAZ EVOLUÇÃO DA SAÚDE MENTAL NO BRASIL NOÇÕES de POLÍTICA de SAÚDE MENTAL no BRASIL NÚCLEOS de APOIO à SAÚDE da FAMÍLIA e MENTAL REFORMA PSIQUIÁTRICA Reforma Psiquiátrica Brasileira Em 1978,

Leia mais

INTERFACE CAPS E PSF UMA EXPERIÊNCIA DE

INTERFACE CAPS E PSF UMA EXPERIÊNCIA DE INTERFACE CAPS E PSF UMA EXPERIÊNCIA DE RESPEITO E SUCESSO EXPERIÊNCIA DE ARACAJU 2002 Ampliação do PSF cobertura de 70% da população; Implantação do Acolhimento; Na Saúde Mental a implantação de equipes

Leia mais

Políticas Públicas de Prevenção e Atenção para DST/HIV/Aids em saúde mental, no Brasil

Políticas Públicas de Prevenção e Atenção para DST/HIV/Aids em saúde mental, no Brasil Ministério da saúde Secretaria de Atenção à saúde Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Coordenação de Saúde Mental Políticas Públicas de Prevenção e Atenção para DST/HIV/Aids em saúde mental,

Leia mais

II FÓRUM DE INTEGRAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM DA UFG, CAMPUS JATAÍ: A CONSTRUÇÃO DE UM ESPAÇO DE INTEGRAÇÃO E FORMAÇÃO.

II FÓRUM DE INTEGRAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM DA UFG, CAMPUS JATAÍ: A CONSTRUÇÃO DE UM ESPAÇO DE INTEGRAÇÃO E FORMAÇÃO. II FÓRUM DE INTEGRAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM DA UFG, CAMPUS JATAÍ: A CONSTRUÇÃO DE UM ESPAÇO DE INTEGRAÇÃO E FORMAÇÃO. PACHECO 1, Jade Alves de Souza; SOARES 2, Nayana Carvalho; SILVA 3, Bianca Fernandes

Leia mais

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo:

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo: Foto Calabor@tiva Carga Horária: 15h presenciais Facilitador: Sandro Barros Objetivo: O objetivo é estimular crianças e jovens a utilizar a linguagem fotográfica como elemento alternativo e visual, despertando

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor Dados de Identificação Questionário PSF Equipe de Saúde da Família Nome da unidade visitada:...data da visita:... Endereço:... Bairro:...Telefone:... Nome do(a) responsável pela Unidade de Saúde:... Qualificação

Leia mais

Marcos Vinicius Oliveira da Cruz. Relatório da vivência VER-SUS Bacabal 2016.1

Marcos Vinicius Oliveira da Cruz. Relatório da vivência VER-SUS Bacabal 2016.1 Marcos Vinicius Oliveira da Cruz Relatório da vivência VER-SUS Bacabal 2016.1 2016 DIA 4 DE JANEIRO DE 2016-1 dia Chegada dos viventes ao Hotel Royal Plaza Às 08:00 horas houve a recepção dos viventes,

Leia mais

PSICOLOGIA HOSPITALAR

PSICOLOGIA HOSPITALAR PSICOLOGIA HOSPITALAR 2012 Diogo Batista Pereira da Silva Psicólogo formado pela UNISUL em 2012. Atualmente atuando como palestrante e desenvolvedor estratégico (Brasil) Email: diogobatista.p@gmail.com

Leia mais

Alexandre de Araújo Pereira

Alexandre de Araújo Pereira SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO BÁSICA / SAÚDE DA FAMÍLIA: CO-RESPONSABILIDADE NO TERRITÓRIO III MOSTRA NACIONAL DE III MOSTRA NACIONAL DE PRODUÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA BRASÍLIA 08/2008 Alexandre de Araújo Pereira

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA VER-SUS PINHEIRO - MA VIVENTE: Júlia Stéfanne Santos Simão PINHEIRO MA

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA VER-SUS PINHEIRO - MA VIVENTE: Júlia Stéfanne Santos Simão PINHEIRO MA RELATÓRIO DE VIVÊNCIA VER-SUS PINHEIRO - MA 2016.2 VIVENTE: Júlia Stéfanne Santos Simão PINHEIRO MA 2016 DIA 01 (30/11/2016) Relatório de Vivência Pinheiro, MA 30/11 à 06/12 A primeira edição do Ver-SUS

Leia mais

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade.

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia Titulo do Projeto: Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Equipe Organizadora Ir. Junior Schnorrenberger Coordenador de Pastoral de Esteio

Leia mais

EDITAL VER-SUS CARIRI 2ª EDIÇÃO

EDITAL VER-SUS CARIRI 2ª EDIÇÃO EDITAL VER-SUS CARIRI 2ª EDIÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO DO PROJETO DE VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DO BRASIL (VER-SUS CARIRI/BRASIL) As Secretarias de saúde de Barbalha, Juazeiro

Leia mais

MÊS DE PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS NO NAMORO

MÊS DE PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS NO NAMORO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E DEFESA CIVIL DO RIO DE JANEIRO (SMSDC-RJ) SUBSECRETARIA DE ATENÇÃO PRIMÁRIA, VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO DA SAÚDE (SUBPAV) SUPERINTENDÊNCIA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE (SPS) COORDENAÇÃO

Leia mais

PROJETO AQUI TEM JOVEM, AQUI TEM FOGO!! MJ Paraná

PROJETO AQUI TEM JOVEM, AQUI TEM FOGO!! MJ Paraná PROJETO AQUI TEM JOVEM, AQUI TEM FOGO!! MJ Paraná O MINISTÉRIO JOVEM TEM COMO FINALIDADE: A PARTIR DO GRUPO DE ORAÇÃO, EVANGELIZAR, FORMAR, ASSISTIR, ORIENTAR E MOTIVAR OS JOVENS, DENTRO DA IDENTIDADE

Leia mais

Inscrição pelo portal do UniCEUB

Inscrição pelo portal do UniCEUB Data Atividade Inscrição pelo portal do UniCEUB Horário Local Exposição de banners científicos dos 1º e 7º semestres do período matutino Não Das 8h às 9h30 Hall do bloco 09 13 de maio, quarta-feira Palestra

Leia mais

Profª. Andréa Paula Enfermeira - Facebook -

Profª. Andréa Paula Enfermeira  - Facebook - DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE Profª. Andréa Paula Enfermeira E-mail - profandreaps@gmail.com Facebook - http://facebook.com/profandreaps CONCEITOS Para a Comissão Nacional sobre os Determinantes Sociais

Leia mais

Cuidados com a Saúde do Homem experiência de Petrolândia - SC. Rosimeri Geremias Farias

Cuidados com a Saúde do Homem experiência de Petrolândia - SC. Rosimeri Geremias Farias Cuidados com a Saúde do Homem experiência de Petrolândia - SC Rosimeri Geremias Farias Petrolândia Município de Petrolândia Alto Vale do Itajaí. Duas Equipes de Saúde da Família com Saúde Bucal. NASF Pólo

Leia mais

Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia Departamento de Teologia. Orientações para o Estágio Obrigatório Supervisionado

Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia Departamento de Teologia. Orientações para o Estágio Obrigatório Supervisionado 1 Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia Departamento de Teologia Orientações para o Estágio Obrigatório Supervisionado O Estágio Supervisionado se desenvolve ao longo dos três anos de teologia totalizando

Leia mais

RELATÓRIO VERSUS VERÃO 2016

RELATÓRIO VERSUS VERÃO 2016 RELATÓRIO VERSUS VERÃO 2016 Viviane Correia da Silva Enfermeira/Discente de Educação Física pela UFPE/CAV Facilitadora do NB 5 Vivência realizada na cidade de Vitória de Santo Antão no espaço do Centro

Leia mais

SERVIÇO SUBSTITUTIVO NA CONSOLIDAÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

SERVIÇO SUBSTITUTIVO NA CONSOLIDAÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL SERVIÇO SUBSTITUTIVO NA CONSOLIDAÇÃO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL Cristyan Silva da Silva 1, Lucirlei Hartmann Ferrazza 2, Simara da Silva Rodrigues

Leia mais

PROGRAMA ESPORTE E LAZER DA CIDADE PELC FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO. Minas Gerais (IFSULDEMINAS)

PROGRAMA ESPORTE E LAZER DA CIDADE PELC FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO. Minas Gerais (IFSULDEMINAS) MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL PROGRAMA ESPORTE E LAZER DA CIDADE PELC FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER 1 - IDENTIFICAÇÃO: FORMADOR:

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR

CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR MARTINS, Beatriz Rodrigues 1 ; ROSINI, Alessandra Monteiro 2 ; CORRÊA, Alessandro Sousa 3 ; DE CARVALHO, Deborah Nogueira 4 ;

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

VII SEMANA DO BEBÊ DE JUAZEIRO BAHIA 14 a 20 de maio de 2017

VII SEMANA DO BEBÊ DE JUAZEIRO BAHIA 14 a 20 de maio de 2017 VII SEMANA DO BEBÊ DE JUAZEIRO BAHIA 14 a 20 de maio de 2017 Comissão Organizadora: Secretaria Municipal de Saúde, Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, Secretaria Municipal de Educação e Juventude,

Leia mais

ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS

ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS Nadia Peresin Perottoni Enfermeira Atenção

Leia mais

Relatório VER-SUS Bezerros Verão Jadson de Aguiar Arruda. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura.

Relatório VER-SUS Bezerros Verão Jadson de Aguiar Arruda. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura. Relatório VER-SUS Bezerros Verão 2016.1 Jadson de Aguiar Arruda Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura. Guimarães Rosa 1 dia - Eixo: Acolhimento e Impressões do SUS A iniciação

Leia mais

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS.

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS. DE DEPENDENTES QUÍMICOS CENPRE AO CRACK E OUTRAS DROGAS. O Centro Regional de Estudos, Prevenção e Recuperação de Dependentes Químicos - CENPRE é um programa permanente de extensão da FURG, tem como missão

Leia mais

REUNIÕES DE MOBILIZAÇÃO PARA A REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

REUNIÕES DE MOBILIZAÇÃO PARA A REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS REUNIÕES DE MOBILIZAÇÃO PARA A REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PROGRAMAÇÃO DAS REUNIÕES DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL 19h00 - ABERTURA 19h15 - APRESENTAÇÃO SOBRE PLANO DIRETOR 19h30 - MOMENTO DE

Leia mais

Acadêmica Janaina Duarte de Oliveira Enfermagem UEA 08/08/15 - Primeiro dia:

Acadêmica Janaina Duarte de Oliveira Enfermagem UEA 08/08/15 - Primeiro dia: Acadêmica Janaina Duarte de Oliveira Enfermagem UEA 08/08/15 - Primeiro dia: Teve início a 4ª vivência do VerSus. Cada equipe foi encaminhada para seus locais conforme o sorteio. Minha equipe foi composta

Leia mais

Natal, janeiro de Olá Sus!

Natal, janeiro de Olá Sus! Natal, janeiro de 2016 Olá Sus! Tenho muitas coisas pra te contar sobre você. Sim, isso mesmo, sobre você. Acredita que passei onze dias com mais cinqüenta e nove pessoas discutindo, vivendo, convivendo,

Leia mais

Módulo1:: CAPÍTULO 5: A rede de atenção a usuários de álcool e outras drogas na saúde pública do Brasil Pedro Gabriel Delgado e Francisco Cordeiro

Módulo1:: CAPÍTULO 5: A rede de atenção a usuários de álcool e outras drogas na saúde pública do Brasil Pedro Gabriel Delgado e Francisco Cordeiro Módulo1:: CAPÍTULO 5: A rede de atenção a usuários de álcool e outras drogas na saúde pública do Brasil Pedro Gabriel Delgado e Francisco Cordeiro Este capítulo pretende abordar alguns aspectos da política

Leia mais

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil. Centro Sergio Vieira de Mello

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil. Centro Sergio Vieira de Mello Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil Centro Sergio Vieira de Mello UNIDADE 3 PARTE 2 Trabalhando com os Parceiros da Missão POR QUE É IMPORTANTE PARA MIM? POR QUE É IMPORTANTE PARA MIM? Como um

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS ( LAGES)

GRUPO DE ESTUDOS ( LAGES) GRUPO DE ESTUDOS ( LAGES) Apresentação: O SUS trata-se de um sistema de saúde de atendimento gratuito,que garante o acesso integral, universal e igualitário à população brasileira, desde a atenção básica

Leia mais

RELÁTORIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA VER-SUS SÃO JOSÉ DO RIBAMAR/MA

RELÁTORIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA VER-SUS SÃO JOSÉ DO RIBAMAR/MA RELÁTORIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA VER-SUS SÃO JOSÉ DO RIBAMAR/MA Rafael Cotta Carvalho Vivente São José de Ribamar, 2016 Primeiro dia de vivência - 13/02/2016 (Sábado) Saí de Minas Gerais e vim para um

Leia mais

VER-SUS PAÇO DO LUMIAR VIVENTE: MILENA VIEIRA SILVA RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS

VER-SUS PAÇO DO LUMIAR VIVENTE: MILENA VIEIRA SILVA RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS VER-SUS PAÇO DO LUMIAR VIVENTE: MILENA VIEIRA SILVA RELATÓRIO DE VIVÊNCIAS Paço do Lumiar, Brasil Agosto, 2016 O VER-SUS Paço do Lumiar 1ª edição começou dia 22 de agosto e encerrou dia 28 do mesmo mês.

Leia mais

COLÉGIO LA SALLE NITERÓI

COLÉGIO LA SALLE NITERÓI COLÉGIO LA SALLE NITERÓI RELATÓRIO DE ATIVIDADES ABRIL E MAIO DE 2016 Atendentes do Turno Integral: Leonilda Teresinha Souza e Mairilin Zanetti da Silva Silveira Coordenação do Turno Integral: Maria Claudia

Leia mais

Vera Lúcia Gomes Rocha

Vera Lúcia Gomes Rocha Vera Lúcia Gomes Rocha Relatório da vivência VER-SUS/ 2016.1 Arapiraca Maceió- AL 04-01-16: O período da manhã foi disponibilizado para a chegada dos viventes e para a organização das acomodações no prédio

Leia mais

FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO

FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL PROGRAMA ESPORTE E LAZER DA CIDADE PELC FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER 1 - IDENTIFICAÇÃO: FORMADOR:

Leia mais

ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL: REFLEXOS DA FORMAÇÃO E DO PROCESSO HISTÓRICO NA ASSISTÊNCIA

ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL: REFLEXOS DA FORMAÇÃO E DO PROCESSO HISTÓRICO NA ASSISTÊNCIA ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL: REFLEXOS DA FORMAÇÃO E DO PROCESSO HISTÓRICO NA ASSISTÊNCIA Alan Cristian Rodrigues Jorge¹ Ana Claudia Soares de Lima² Romaldo Bomfim Medina Junior 3 Suzinara Beatriz Soares

Leia mais

Missão Controle Atenção. confiança. Segurança

Missão Controle Atenção. confiança. Segurança Missão Controle Atenção confiança competência Respeito Segurança Nosso objetivo desde a municipalização SUS foi e continua sendo a análise permanente da situação de saúde, controle dos determinantes, riscos

Leia mais

A Construção do SUS no contexto das Políticas Públicas

A Construção do SUS no contexto das Políticas Públicas A Construção do SUS no contexto das Políticas Públicas O VER-SUS/Brasil como ferramenta de aproximação do estudante universitário à realidade do Sistema Único de Saúde Autores: Giovanna Carla Costa Rangel

Leia mais

COORDENAÇÃO DO NÚCLEO CURRICULAR FLEXÍVEL PRÁTICAS EDUCATIVAS FICHA DE OBSERVAÇÃO

COORDENAÇÃO DO NÚCLEO CURRICULAR FLEXÍVEL PRÁTICAS EDUCATIVAS FICHA DE OBSERVAÇÃO FICHA DE OBSERVAÇÃO ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA Acadêmico: Curso: Período: Turno: Disciplina: Atenção Primária à Saúde e Estratégia de Saúde da Família Local: Profissional

Leia mais

Modelo de Saúde de Olinda RENILDO CALHEIROS - PREFEITO TEREZA MIRANDA - SECRETÁRIA DE SAÚDE CRISTINA MENEZES SECRETÁRIA ADJUNTA

Modelo de Saúde de Olinda RENILDO CALHEIROS - PREFEITO TEREZA MIRANDA - SECRETÁRIA DE SAÚDE CRISTINA MENEZES SECRETÁRIA ADJUNTA Modelo de Saúde de Olinda RENILDO CALHEIROS - PREFEITO TEREZA MIRANDA - SECRETÁRIA DE SAÚDE CRISTINA MENEZES SECRETÁRIA ADJUNTA MODELO DE ATENÇÃO À SAÚDE HOSPITAIS ESTADUAIS HOSPITAIS UNIVERSIT. ATENÇÃO

Leia mais

"COMPARTILHANDO O VIVER"

COMPARTILHANDO O VIVER / e "COMPARTILHANDO O VIVER" Projeto: Família - "Compartilhando o viver" E.M.E.I."ProF. Valéria de OliveiraAsenjo" De 21 a 31 de Agosto de 2006 Professoras responsáveis: - Adriana Marianelli - Luciane

Leia mais

SAÚDE COLETIVA HISTÓRICO DA SAÚDE NO BRASIL

SAÚDE COLETIVA HISTÓRICO DA SAÚDE NO BRASIL SAÚDE COLETIVA HISTÓRICO DA SAÚDE NO BRASIL Prof.ª Rosana Carneiro Tavares I. Histórico do sistema de saúde brasileiro: Linha do tempo Brasil: um século de historia... 1900 - Sanitarismo Campanhista 1923

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR II REDE BÁSICA: UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE VILA GAÚCHA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR II REDE BÁSICA: UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE VILA GAÚCHA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR II REDE BÁSICA: UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE VILA GAÚCHA MAITÊ LARINI RIMOLO Porto Alegre 2011 1 MAITÊ LARINI RIMOLO

Leia mais

RESUMO DO PROJETO DE RE-ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SAÚDE/ENFERMAGEM PRÓ-SAÚDE

RESUMO DO PROJETO DE RE-ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SAÚDE/ENFERMAGEM PRÓ-SAÚDE RESUMO DO PROJETO DE RE-ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SAÚDE/ENFERMAGEM PRÓ-SAÚDE Trata-se de um projeto que procurou implementar a proposta curricular organizado por competência, implantada no Curso de

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Gratidão e celebração Mês: Dezembro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover o encerramento do ano de 2016, em que os alunos terão a oportunidade de resgatar

Leia mais

CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS RESUMO

CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS RESUMO CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS Ana Paula Scherer de Brum* Daiana Letícia Vargas** RESUMO O Projeto de Extensão realizado no Clube de Aventureiros

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 6 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

A implantação de CAPS no estado do Paraná: situação atual e perspectivas. Coordenação Estadual de Saúde Mental Agosto 2013

A implantação de CAPS no estado do Paraná: situação atual e perspectivas. Coordenação Estadual de Saúde Mental Agosto 2013 A implantação de CAPS no estado do Paraná: situação atual e perspectivas Coordenação Estadual de Saúde Mental Agosto 2013 Situação Atual - Portaria 336/2002 - CAPS - Portaria 245/2005 incentivo implantação

Leia mais

RESULTADO PROVISÓRIO DO EDITAL PROEXCE /UFMA N 018/2016

RESULTADO PROVISÓRIO DO EDITAL PROEXCE /UFMA N 018/2016 EDITAL PROEXCE/UFMA Nº 001/2017 RESULTADO PROVISÓRIO DO EDITAL PROEXCE /UFMA N 018/2016 A PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E EMPREENDEDORISMO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

Relatório de Vivência VER-SUS SÃO LUÍS Bruno Campêlo de Andrade Medicina (8ºs) Universidade CEUMA Facilitador

Relatório de Vivência VER-SUS SÃO LUÍS Bruno Campêlo de Andrade Medicina (8ºs) Universidade CEUMA Facilitador Relatório de Vivência VER-SUS SÃO LUÍS 2015.2 Bruno Campêlo de Andrade Medicina (8ºs) Universidade CEUMA Facilitador Dentro da proposta do projeto VER-SUS, estudantes são apresentados ao SUS de uma maneira

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Social 2 CICLO DE CAPACITAÇÃO PARA COMUNIDADES TERAPÊUTICAS PARCEIRAS

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Social 2 CICLO DE CAPACITAÇÃO PARA COMUNIDADES TERAPÊUTICAS PARCEIRAS 2 CICLO DE CAPACITAÇÃO PARA COMUNIDADES TERAPÊUTICAS PARCEIRAS 08/06/2016 DO PROGRAMA RECOMEÇO: UMA VIDA SEM DROGAS 8h00 Chegada e café de boas vindas 9h00 - Abertura 9h30- Tema 01 Questões de Gênero e

Leia mais

Atividades: A vivência no Ver-SUS iniciou na tarde deste dia, com atividade de apresentação e integração entre os membros.

Atividades: A vivência no Ver-SUS iniciou na tarde deste dia, com atividade de apresentação e integração entre os membros. Domingo 18/01/2015 Integração A vivência no Ver-SUS iniciou na tarde deste dia, com atividade de apresentação e integração entre os membros. Em minha opinião, foi um dia supérfluo, cuja atividade de apresentação

Leia mais

PREFEITURA DO CABO DE SANTO AGOSTINHO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ATENÇÃO À SAÚDE COORDENAÇÃO DE SAÚDE MENTAL

PREFEITURA DO CABO DE SANTO AGOSTINHO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ATENÇÃO À SAÚDE COORDENAÇÃO DE SAÚDE MENTAL PREFEITURA DO CABO DE SANTO AGOSTINHO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ATENÇÃO À SAÚDE COORDENAÇÃO DE SAÚDE MENTAL OFICINA DE ATUALIZAÇÃO PERCURSOS FORMATIVOS NA RAPS CABO DE SANTO AGOSTINHO PERÍODO:

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Oficina: A produção cultural de armação dos búzios como recurso à promoção de bem-estar sócio-interacional

Leia mais

Chamada nº 16/2016. Processo Seletivo Simplificado para profissionais de nível superior do Centro de Atenção Psicossocial II (CAPS II).

Chamada nº 16/2016. Processo Seletivo Simplificado para profissionais de nível superior do Centro de Atenção Psicossocial II (CAPS II). Chamada nº 16/2016 Processo Seletivo Simplificado para profissionais de nível superior do Centro de Atenção Psicossocial II (CAPS II). A FIOTEC, em observância, ao Contrato de Gestão firmado com a Prefeitura

Leia mais

Debate com Aline Julião, Coordenadora de gestão estratégica e Participativa.

Debate com Aline Julião, Coordenadora de gestão estratégica e Participativa. Angra dos Reis, 15 de Agosto de 2016 Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama, acorda e põe a roupa de viver - Clarice Lispector (Trecho retirado da placa de identificação do programa saúde da mulher

Leia mais

VI FitoRJ 2016 e II Encontro de Fitoterapia do Hospital Federal do Andaraí

VI FitoRJ 2016 e II Encontro de Fitoterapia do Hospital Federal do Andaraí Experiências de Ensino e Pesquisa em Fitoterapia Márcia Augusta Pereira dos Santos Professora Assistente Depto de Medicina de Família e Comunidade Faculdade de Medicina UFRJ Médica de Família - Fitoterapeuta

Leia mais

Como organizar a Atenção Básica para cumprir com os compromissos assumidos e atender as necessidades da população?

Como organizar a Atenção Básica para cumprir com os compromissos assumidos e atender as necessidades da população? Como organizar a Atenção Básica para cumprir com os compromissos assumidos e atender as necessidades da população? Apresentação de experiência municipal Amparo Deolinda Marcia Pompeu Bueno Enfermeira,

Leia mais

ATIVIDADES REALIZADAS PELA S ESCOLAS MUNICIPAIS DE COIMBRA

ATIVIDADES REALIZADAS PELA S ESCOLAS MUNICIPAIS DE COIMBRA ATIVIDADES REALIZADAS PELA S ESCOLAS MUNICIPAIS DE COIMBRA GRITO DE CARNAVAL O Departamento de Educação realizou uma Matinê no dia 28 de fevereiro, sexta-feira, para os alunos das Escolas Municipais Padre

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 465, DE 28 DE MAIO DE 2012.

LEI COMPLEMENTAR Nº 465, DE 28 DE MAIO DE 2012. LEI COMPLEMENTAR Nº 465, DE 28 DE MAIO DE 2012. Autores: Deputado Romoaldo Júnior e Deputado Sebastião Rezende Dispõe sobre a criação da Lei estadual de Atenção Integral à Saúde Mental e dá outras providências.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO 28/07 Quinta-Feira 1º Momento (9h): Abertura oficial representantes do Instituto SOS Pequeninos, PELC e controle social.

PROGRAMAÇÃO 28/07 Quinta-Feira 1º Momento (9h): Abertura oficial representantes do Instituto SOS Pequeninos, PELC e controle social. Entidade: Instituto SOS Pequeninos Local: Rua Dr. Silvio de Moraes Sales, 101 Campinas/SP Representante: Eliana de Toledo Ishibashi Datas de realização: 28 a 31 de julho de 2011. Formador: André Capi Objetivos:

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE JULHO A SETEMBRO DE 2016

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE JULHO A SETEMBRO DE 2016 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE JULHO A SETEMBRO DE 2016 Belém / Pará Setembro/ 2016 Relatório das atividades do Projeto Escola Viva OBJETIVO 1: Efetivar diagnóstico acerca do uso de álcool, outras drogas

Leia mais