Revista Plasticultura Nov/Dez 2012 Ciência Agrícola para o produtor rural

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revista Plasticultura Nov/Dez 2012 Ciência Agrícola para o produtor rural"

Transcrição

1 1

2 EDITORIAL ÍNDICE O PIBinho e a distribuição de renda via desoneração de insumos da alimentação Um dos poucos setores que ainda se salvam no cálculo do PIB brasileiro, pejorativamente apelidado de pibinho na mídia econômica especializada, foi a agricultura. E isso porque é o setor que recebe menos benesses e afagos do governo. Talvez mesmo assim, o empresário rural, tão calejado pelo sol, chuva e descaso do governo, aprendeu, ao contrário da indústria, a não esperar por facilidades e vai à luta. Mas bem que os governos poderiam ajudar: um pouco menos de impostos no plástico agrícola, por exemplo, que vai da irrigação, passa pelos filmes de estufas e desemboca nas embalagens das gôndolas dos supermercados, além de beneficiar a cadeia, traria também um alívio para as contas das famílias na hora de compor o cardápio nosso de cada dia. Trabalho elaborado pelo Departamento de Agronegócio da Fiesp mostra como é possível distribuir renda através da desoneração fiscal, tema que vem sendo discutido também no COBAPLA, Comitê Brasileiro de Desenvolvimento e Aplicação de Plásticos na Agricultura e que será levado ao governo pelo setor nos primeiros meses de Além de pesar menos no prato do brasileiro, a desoneração aumentaria em 0,42% o PIB tão maltratado. Outro ponto: Só tecnologia não resolve. Tem que financiar o investimento da agricultura de ponta no país. Essa é a reclamação de empresários rurais, técnicos e consultores do setor. Por sinal, também é o foco do relatório da FAO, The State of Food and Agriculture, disponível em www. fao.org/docrep/017/i3028e/i3028e.pdf e que foca sua análise justamente em três questões principais: Quem investe em agricultura? Por que investir em agricultura? E finalmente, mas mais importante, como investir na 4 Produtor 6 Site Recomendado 7 ABCSEM 8 Pragas e doenças 12 Reportagem de Capa agricultura para termos um futuro melhor? Parece-nos que os únicos preocupados e empenhados em responder a essas questões aqui no Brasil são alguns poucos abnegados pesquisadores, perdidos nas instalações dos IAC e da Embrapa (alguns até ameaçados de despejo como os da unidade Embrapa Cerrados do DF!!!), e os eternos heróis do campo, nossos agricultores. Essa situação, por sinal, é atestada no relatório da FAO no mundo todo. Mas aqui vamos um pouco além: depois de investir, qual é a garantia de retorno? Quem cobre os riscos? Onde está o seguro rural? Por que é tão caro no Brasil? Essas questões dizem respeito ao ambiente em que o governo federal, principalmente, e o estadual em segundo lugar, deveriam interferir através de políticas públicas e outras ações para dar segurança aos investidores agrícolas. Aqui 2013 já chegou. Nesta edição, que fecha o ano de 2012, já bafejado pelos ares do Ano Novo, mostramos que nossos competidores externos, sem água, sem terras férteis, mas com ambiente empresarial e ambiente institucional agrícola favoráveis e muita tecnologia estão deslanchando no México, Canadá, e outras paragens, rumo ao futuro. Em terras tupiniquins, ou melhor, águas tupiniquins, a hidroponia na pesquisa do Prof. Barcellos, em Santa Catarina, ganha destaque na nossa entrevista especial. Na matéria de capa, mostramos um segmento pouco conhecido e, desde tempos remotos, envolto em segredos, mas que impulsiona uma cadeia que vai dos fitofármacos das feiras e mercados à grande indústria farmacêutica e de cosméticos. Boa leitura. Boas Festas. Ótimo 2013 a todos nossos leitores, colaboradores e anunciantes.. 17 Tecnologia 18 Fruticultura 20 Floricultura 24 Logística 26 Mercado 28 Cafeicultura 30 Entrevista 32 Estufa 36 Ambiente 38 Livros EXPEDIENTE CONSELHO EDITORIAL Presidente Antonio Bliska Júnior Feagri/Unicamp Keigo Minami ESALQ (USP) Juan Carlos Diaz Universidade Geórgia - EUA Fernando Tombolato Instituto Agronômico de Campinas Gilberto Figueiredo Cati-S.A.A.-SP Wellington Marry U.F.R. R.J. COLABORADORES Atelene Normann Kämpf Consultora em Substratos Christian Klein Projeto Integrado Flavio Scharfstein Kibutz Nir Oz - Israel J. B. Matiello Mapa / Fundação ProCafé Jorge Luiz Barcelos Oliveira U.F. Sta. Catarina Vanda Bueno Universidade Federal de Lavras JORNALISMO Jornalista responsável: Marlene Simarelli - Mtb ArtCom Assessoria de Comunicação Redação: Gabriela Padovani, Marlene Simarelli Larissa Stracci Fotos: Nelson Chinália e João Prudente Editoração: be.érre design Revisão: Maria Angela M. Silva Criação: Patricia Barboni COMERCIAL Terrae Nostrae Ltda. - R. Ubatã, 757, Campinas/SP APOIO OPERACIONAL: Alexandre Matheus Bliska e Ana Maria Gordon IMPRESSÃO: Gráfica Mundo ASSINATURAS Carmen I. Garcez Fotos de capa: Site USDA-NRCS PLANTS Database 3

3 ESTUFA Andrés da Silva, Engenheiro Agrícola - Retorno da II Vitec - México 2012 Fotos: Adriano Kirihara Repetindo o êxito de 2011, as empresas RICHEL (www.richel.fr), líder mundial em estufas agrícolas de alta tecnologia, conjuntamente com a sua representante no Brasil, EACEA LTDA., especializada em assessoria em cultivo protegido, com apoio da Revista Plasticultura, levaram produtores de quatro Estados brasileiros para conhecer os avanços em cultivo protegido no México. RICHEL vende no México, mais de 50 ha de estufas por ano destinadas a projetos para produção de tomates, pimentões, folhosas, flores e transplantes. Os projetos tecnologias incluem os sistemas de irrigação, aquecimento, controle de clima, além de oferecer as mais avançadas estruturas com coberturas de plástico ou de vidro. Com um parceiro deste porte foi fácil ter acesso aos sítios de produção mais modernos e conversar diretamente com os chefes de cultura, diretores e até proprietários dos projetos. O engenheiro agrícola, Andrés da Silva, presidente de EACEA, respondeu a algumas perguntas da Revista Plasticultura 32 Revista Plasticultura Nov/Dez 2012

4 Por que uma visita técnica ao México? Além de podermos tomar uma boa tequila, o México nos oferece um cenário socioeconômico e de clima muito similar ao Brasil. Nos últimos 20 anos, o México construiu mais de ha de estufas para a produção de hortaliças visando ao mercado norte-americano, ávido por produtos in natura de qualidade, baixos preços e disponíveis durante o inverno americano. Tendo trabalhado durante dois anos no México neste setor, entendo que podemos aprender muito com os nossos amigos mexicanos. Quem participou da visita? Tivemos a participação de produtores de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco, envolvidos na produção de hortaliças, transplantes e flores. Além disso, contamos com a participação do diretor de Solanáceas da Syngenta, Marcos Maggio, e do jornalista Adriano Kirihara que hoje trabalha com a empresa Kifol de fertilizantes foliares. Dois outros consultores do setor agrícola que trabalham em parceria com EACEA também participaram da viagem. Quais visitas foram feitas? Neste ano, as visitas foram concentradas na Conferência durante a II VITEC região de Queretaro (300 km de Cidade do México). Esta região está a metros de altitude e oferece dias quentes e secos com noites frescas, além de muito sol - condições ideais para o cultivo de hortaliças como o tomate e o pimentão. Pudemos visitar o AGROPARK, de Queretaro, um verdadeiro condomínio fechado de empresas especializadas em produção de hortaliças em estufas de alta tecnologia. No AGROPARK visitamos duas empresas: Prime Harvest com 13 ha de pimentão e Finka, onde pudemos ver o uso da técnica de interplanting para a produção de tomates, técnica que nos permite produzir sem interrupção, uma vez que plantas de idades diferentes são desenvolvidas ao mesmo tempo dentro da estufa. O AGROPARK oferece uma série de serviços comuns às empresas, mas o principal é o acesso ao gás natural a um preço competitivo insumo utilizado para fazer o aquecimento e a injeção de CO2 das estufas. Outra empresa visitada foi a MEGAFRESCOS, líder na produção de pimentões (coloridos e minis) e chiles (doces e de especialidade). Em todas as visitas, pudemos visitar os packing houses que surpreendem em sua maioria pela simplicidade e qualidade das operações. Na continuidade, pudemos visitar outras empresas menores com tecnologias mais apropriadas ao Brasil (sobretudo em termos de tamanho de projeto) com o aquecimento a ar quente, além de visitar um centro de formação em mão de obra para estufas agrícolas CEICKOR KOPPERT RAPEL. Na região de Penjamo, tivemos a oportunidade única de visitar a empresa PLANTFORT - líder no México de produção de mudas de tomate para estufas. Pudemos ver a versão mexicana do nosso MUDÃO, muda de tomate com duas hastes com 45 a 55 dias (enxertada ou não) que EACEA tem implantado com sucesso em vários de seus clientes. O que oferece o CEICKOR? O desenvolvimento das estufas no México passou por um grande Boom nos últimos 15 anos, mas agora estão em uma fase de maturidade onde as empresas estão buscando fazer mais com menos. O mer- 33

5 cado americano é cada vez mais exigente em qualidade e programas de segurança alimentar, além das medidas protecionistas para favorecer o produto produzido nos EUA. Neste contexto, as empresas mexicanas e fornecedores entenderam que havia a necessidade de investir em conhecimento e em formação dos horticultores, técnicos e, mesmo gerentes das empresas de estufas. O CEICKOR, fundado há 7 anos, conta com uma excelente infraestrutura física e humana e com parcerias com empresas de insumos e de tecnologia. O centro oferece cursos de capacitação prática e teórica para o manejo de sistemas de produção com média e alta tecnologia. Nossa empresa - EACEA - estará trabalhando com o CEICKOR para oferecer já em 2013 um programa, especialmente adaptado, para produtores e técnicos brasileiros. Esta formação poderá ser feita tanto no México como no nosso futuro centro de formação que EACEA está montando no Brasil. O que foi mais interessante nesta visita? Assim como na visita do ano passado, sentimos que o grupo interagiu muito bem entre si e boas ideias surgiram. Creio que a necessidade de um maior contato entre os nossos produtores de hortaliças em cultivo protegido é uma realidade. O Brasil está pronto para ter uma associação como a AMPHAC mexicana (www. amhpac.org). Outro aspecto importante desta visita foi o contato privilegiado com consultores do setor e os próprios gerentes das empresas. No último dia, organizamos uma conferência com o consultor mexicano, Humberto Castillo, diretor-geral de uma empresa com 10 ha de tomate em alta tecnologia na região de San Luiz de Potozí. Pudemos ter uma Da esq. para a dir., grupo em visita na PRIME HARVEST; estufas RICHEL 12,80 x 6m; e chiles de megafrescos; visão geral dos custos de operação de uma operação mexicana. A visita ao centro de produção de insetos polinizadores ( bumblebees ) da KOPPERT foi também marcante o setor brasileiro de estufas agrícolas necessita de soluções deste tipo para poder evoluir. Com base no que foi visto no México, quais são as perspectivas para 2013 em relação às estufas com alta tecnologia no Brasil? Apesar de termos muito em comum com o México, é preciso entender as especificidades brasileiras. Não temos um mercado como o americano, mas temos, por outro lado, um mercado interno extremamente aquecido e crescente. Este mercado tem muito a descobrir ainda, mas está caminhando na mesma direção que os dos países desenvolvidos. Neste contexto, acreditamos que existe um potencial para produtores investirem em tecnologias que permitam a produção de hortaliças, com alto valor agregado e disponível durante todo o ano. Não estamos mais falando somente do tomate tipo uva, mas de uma série de produtos produzidos em diferentes regiões e com tecnologias apropriadas que podem mudar radicalmente a rentabilidade dos produtores. Quais atividades a EACEA está organizando para 2013? O retorno das visitas técnicas realizadas foi tão grande que estamos pensando em realizá-las duas vezes ao ano! A EACEA conta também com um novo agrônomo em nossa equipe - Rodrigo Cabrera (ver quadro ao lado). E com a REVISTA PLASTICULTU- RA, estamos organizando a segunda edição do Fórum Internacional evento paralelo a HORTITEC em Holambra serão dois dias de conferências sobre o tema de tecnologias de produção de hortaliças em estufas agrícolas. Rodrigo Cabrera nasceu no Brasil, mas cresceu no Chile onde se formou como Engenheiro Agrônomo pela Pontifícia Universidade Católica de Valparaíso no Chile. Rodrigo conta com mais de sete anos de experiência na produção e comercialização de frutas e hortaliças em nível nacional e internacional. Desde junho 2012, trabalha como assessor-associado da EACEA. 34 Revista Plasticultura Nov/Dez 2012

Desenvolvimento De Competências Técnicas Para o Manejo De Estufas Agrícolas

Desenvolvimento De Competências Técnicas Para o Manejo De Estufas Agrícolas I CURSO DE CULTIVO PROTEGIDO Desenvolvimento De Competências Técnicas Para o Manejo De Estufas Agrícolas Manejo Hidropônico do Tomate de Mesa em Estufas Agrícolas OBJETIVOS Iniciar e aprofundar os conhecimentos

Leia mais

Desenvolvimento!De!Competências!Técnicas! Para!o!Manejo!De!Estufas!Agrícolas!

Desenvolvimento!De!Competências!Técnicas! Para!o!Manejo!De!Estufas!Agrícolas! ICURSODECULTIVOPROTEGIDO DesenvolvimentoDeCompetênciasTécnicas ParaoManejoDeEstufasAgrícolas ManejoHidropônicodoTomatedeMesaemEstufasAgrícolas OBJETIVOS Iniciar e aprofundar os conhecimentos sobre os 4

Leia mais

Desenvolvimento De Competências Técnicas Para o Manejo De Estufas Agrícolas

Desenvolvimento De Competências Técnicas Para o Manejo De Estufas Agrícolas III CURSO DE IMERSÃO EM CULTIVO PROTEGIDO DE TOMATE DE MESA 2015 Desenvolvimento De Competências Técnicas Para o Manejo De Estufas Agrícolas OBJETIVOS De 9 a 13 de JUNHO de 2015 Cunha - SP Iniciar e aprofundar

Leia mais

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO É o maior bioma brasileiro depois da Amazônia, com aproximadamente 2 milhões de km² e está concentrado na região Centro Oeste do Brasil;

Leia mais

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO. 12 MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.indd 12-1 CAPA 1 30.10.09 16:08:10 Data (M/D/A): 10/30/09 Contato: (61) 3344-8502 Formato (F): 200x200 mm Formato (A): 400x200 mm Data (M/D/A): 10/30/09 Ministério

Leia mais

PROPOSTA DE EVENTO. Tecnologias para incremento da produção de alimentos e sustentabilidade agrícola

PROPOSTA DE EVENTO. Tecnologias para incremento da produção de alimentos e sustentabilidade agrícola PROPOSTA DE EVENTO V Fórum Internacional de Plasticultura e Tecnologia Agrícola e X ENSub- Encontro Nacional sobre Substratos para Plantas I Simpósio da Indústria do Plástico Agrícola Tecnologias para

Leia mais

Perguntas e respostas Mais Qualidade

Perguntas e respostas Mais Qualidade Perguntas e respostas Mais Qualidade O que é o Programa Mais Qualidade? O Mais Qualidade é um programa da Bayer CropScience que tem como objetivo a obtenção de frutas com qualidade superior. Tudo isso

Leia mais

Modelo para identificação de grau de gestão na empresa cafeeira

Modelo para identificação de grau de gestão na empresa cafeeira 38º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras Caxambu, MG, outubro de 2012 Modelo para identificação de grau de gestão na empresa cafeeira Antonio Bliska Júnior Quem é quem? Estudante Técnico, Engenheiro,

Leia mais

RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO. Projeto Agrisus No: 1180/13. Nome do Evento: I Simpósio Sul Mineiro de Fruticultura

RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO. Projeto Agrisus No: 1180/13. Nome do Evento: I Simpósio Sul Mineiro de Fruticultura RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO Projeto Agrisus No: 1180/13 Nome do Evento: I Simpósio Sul Mineiro de Fruticultura Interessado (Coordenador do Projeto): Pedro Maranha Peche Instituição: UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

A transição Agroecológica da Cajucultura familiar no Município de Barreira, Ceará, Brasil.

A transição Agroecológica da Cajucultura familiar no Município de Barreira, Ceará, Brasil. A transição Agroecológica da Cajucultura familiar no Município de Barreira, Ceará, Brasil. GIRÃO, Enio G. Eng. Agrônomo, Embrapa Agroindústria Tropical, Fortaleza CE, enio@cnpat.embrapa.br; OLIVEIRA, Francyálisson

Leia mais

Empresa de nutrição, fisiologia vegetal e fertilidade do solo. ONDINO CLEANTE BATAGLIA ondino@conplant.com.br

Empresa de nutrição, fisiologia vegetal e fertilidade do solo. ONDINO CLEANTE BATAGLIA ondino@conplant.com.br Empresa de nutrição, fisiologia vegetal e fertilidade do solo. ONDINO CLEANTE BATAGLIA ondino@conplant.com.br A ORIGEM 2003 APOSENTADORIAS NO IAC ONDINO BATAGLIA PEDRO FURLANI ÂNGELA FURLANI BERNARDO VAN

Leia mais

Curso prático de Produção Comercial de flores, hortaliças e mudas em Estufas

Curso prático de Produção Comercial de flores, hortaliças e mudas em Estufas Curso prático de Produção Comercial de flores, hortaliças e mudas em Estufas Profissionais da área e produtores de referência reunidos para lhe oferecer os 15 pontos chaves para uma produção rentável.

Leia mais

Gás LP no Brasil: Energia limpa e abundante para o agronegócio e áreas remotas

Gás LP no Brasil: Energia limpa e abundante para o agronegócio e áreas remotas Gás LP no Brasil: Energia limpa e abundante para o agronegócio e áreas remotas O que é o Gás LP? - O Gás LP é composto da mistura de dois gases, sendo 30% de butano e 70% de propano. - Por ser um produto

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS Intituição: Embrapa Cerrados / Centro de Pesquisa Agropecuária do Projeto: IV Reunião Técnica de Pesquisas em Maracujazeiro Responsável:

Leia mais

VAMOS CUIDAR DA HORTA COMUNITÁRIA

VAMOS CUIDAR DA HORTA COMUNITÁRIA 16 Vamos cuidar da horta comunitária O que é o projeto Cisternas nas Escolas? Projeto Cisternas nas Escolas O Projeto Cisternas nas Escolas é uma ação pioneira no Brasil, cujo foco principal é a construção

Leia mais

Implantação de unidades de observação para avaliação técnica de culturas de clima temperado e tropical no estado do Ceará Resumo

Implantação de unidades de observação para avaliação técnica de culturas de clima temperado e tropical no estado do Ceará Resumo Implantação de unidades de observação para avaliação técnica de culturas de clima temperado e tropical no estado do Ceará Resumo Os polos irrigados do Estado do Ceará são seis, conforme relacionados: Baixo

Leia mais

Data: ABN. Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados

Data: ABN. Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados Veículo: Assunto: Data: ABN 28/09/2012 Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados http://www.abn.com.br/editorias1.php?id=71860 Que o Brasil há muitos anos produz cafés de qualidade excepcional

Leia mais

1. Quem Somos 2. Os acionistas 3. Estrutura da empresa 4. Estratégia, Conceito de negócios e serviços 5. Área de atuação: portfólio, regiões e

1. Quem Somos 2. Os acionistas 3. Estrutura da empresa 4. Estratégia, Conceito de negócios e serviços 5. Área de atuação: portfólio, regiões e 1. Quem Somos 2. Os acionistas 3. Estrutura da empresa 4. Estratégia, Conceito de negócios e serviços 5. Área de atuação: portfólio, regiões e culturas agrícolas 6. Diferenciais de valor 7. Nosso presente

Leia mais

CLIPPING De 05 de maio de 2015

CLIPPING De 05 de maio de 2015 CLIPPING De 05 de maio de 2015 VEÍCULO EDITORIA DATA 2 3 VEÍCULO DATA 04/05/2015 Cultivares do IPA contam com proteção de direitos de propriedade intelectual A Tomate Ferraz IPA 8 será a primeira cultivar,

Leia mais

Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta

Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta 01/06/2011 A Visão da Unilever Trabalhamos para criar um futuro melhor todos os dias. Ajudamos as pessoas a se sentirem bem, bonitas e a aproveitarem mais

Leia mais

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na atualidade: luta, organização e educação

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na atualidade: luta, organização e educação O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na atualidade: luta, organização e educação Entrevista concedida por Álvaro Santin*, da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

Revista Plasticultura Mar/Abr 2014 Ciência Agrícola para o produtor rural

Revista Plasticultura Mar/Abr 2014 Ciência Agrícola para o produtor rural Revista Plasticultura Mar/Abr 2014 Ciência Agrícola para o produtor rural 1 EDITORIAL ÍNDICE Entrando na contramão: a zona rural moderna Creia leitor, estamos falando da zona rural do município de São

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br NO CAMPO: UMA FAMÍLIA DE SOLUÇÕES EDUCACIONAIS PARA PRODUTORES RURAIS. TODA MINHA FAMÍLIA VIVE DA PRODUÇÃO RURAL. E MAIS DE CINCO MILHÕES

Leia mais

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011)

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Seminário 4 Produção Orgânica: Organização produtiva versus Perspectiva de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Objetivo: Oferecer conhecimentos e informações para fortalecer as relações comerciais

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

ED 2160/13. 24 julho 2013 Original: inglês

ED 2160/13. 24 julho 2013 Original: inglês ED 2160/13 24 julho 2013 Original: inglês P Convite a participar de um workshop sobre polinizadores, produção, supressão de pragas e doenças para a produção de café: Belo Horizonte, Brasil 11 e 12 de setembro

Leia mais

Painel: Estratégias para enfrentar e superar os principais gargalos da cadeia produtiva do tomate de mesa

Painel: Estratégias para enfrentar e superar os principais gargalos da cadeia produtiva do tomate de mesa Painel: Estratégias para enfrentar e superar os principais gargalos da cadeia produtiva do tomate de mesa Tema: A organização do setor produtivo (Associação) Título: Associa'vismo no Meio Rural Como um

Leia mais

A logística para exportação de frutas do Brasil e do Chile

A logística para exportação de frutas do Brasil e do Chile Comparativo A logística para exportação de frutas do Brasil e do Chile Rufino Fernando Flores Cantillano* Goiabas em embalagens de feijoa: específicas para o transporte a longa distância A logística de

Leia mais

Revista Plasticultura Mai/Jun 2015 Ciência Agrícola para o produtor rural

Revista Plasticultura Mai/Jun 2015 Ciência Agrícola para o produtor rural 42 9 772236 375009 Revista Plasticultura Mai/Jun 2015 Ciência Agrícola para o produtor rural 1 EDITORIAL ÍNDICE Os ciclos da agricultura O café é bianual, um ano dá mais, no outro dá menos. Na fruticultura,

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

CONFIGURAÇÃO E INSERÇÃO NO MERCADO INTERNACIONAL DE DOIS SISTEMAS PRODUTIVOS LOCAIS.

CONFIGURAÇÃO E INSERÇÃO NO MERCADO INTERNACIONAL DE DOIS SISTEMAS PRODUTIVOS LOCAIS. CONFIGURAÇÃO E INSERÇÃO NO MERCADO INTERNACIONAL DE DOIS SISTEMAS PRODUTIVOS LOCAIS. A Experiência dos Agrupamentos Vitícolas de Petrolina (Brasil) e Tierra Amarilla (Chile). Estrutura do Trabalho: 1.

Leia mais

Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial PROPOSTA COMERCIAL

Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial PROPOSTA COMERCIAL Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial PROPOSTA COMERCIAL APRESENTAÇÃO Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial A Ivo Camargo Jr. Consultoria e Representação Comercial nasceu

Leia mais

1. Perfil de experiência 2. Carreira profissional

1. Perfil de experiência 2. Carreira profissional Klaus Hüssner Eng Químico Carreira profissional Marca Registrada KHProjekte Consultoria Empresarial Ltda. Rua São Paulo Antigo 500 Sala 193C 05684-011 São Paulo SP Brasil Tel: +55 (11) 7206 4752 Fax: +55

Leia mais

Apresentação. I n o v a ç ã o e T e c n o l o g i a a o s e u a l c a n c e.

Apresentação. I n o v a ç ã o e T e c n o l o g i a a o s e u a l c a n c e. I n o v a ç ã o e T e c n o l o g i a a o s e u a l c a n c e. Apresentação A d v a n c e d I n f o r m á t i c a L t d a. w w w. a d v a n c e d i n f o. c o m. b r ( 1 1 ) 2 9 7 6-7044 Quem Somos? A

Leia mais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais Alexandre Sylvio Vieira da Costa 1 1.Engenheiro Agrônomo. Professor Universidade Vale do Rio Doce/Coordenador Adjunto da Câmara

Leia mais

BRASMETAL WAELZHOLZ, UMA EQUIPE DEDICADA AO CLIENTE. KEIPER - UMA PARCERIA DE QUASE 20 ANOS

BRASMETAL WAELZHOLZ, UMA EQUIPE DEDICADA AO CLIENTE. KEIPER - UMA PARCERIA DE QUASE 20 ANOS BRASMETAL WAELZHOLZ, UMA EQUIPE DEDICADA AO CLIENTE. KEIPER - UMA PARCERIA DE QUASE 20 ANOS CENTRAL DE ATENDIMENTO Nossa missão: Encantar o cliente A Brasmetal Waelzholz, como é de conhecimento de todos,

Leia mais

Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia

Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia Biodiversidade, Agrobiodiversidade e Agroecologia Hoje, um grande desafio para a agropecuária, principalmente em relação à inovação tecnológica, é a harmonização do setor produtivo com os princípios da

Leia mais

Planejamento e Gestão Estratégica de Empreendimentos Rurais

Planejamento e Gestão Estratégica de Empreendimentos Rurais Planejamento e Gestão Estratégica de Empreendimentos Rurais A Importância do Entendimento na elaboração das diretrizes Estratégicas do Negócio Autores Frederico Fonseca Lopes (fflopes@markestrat.org):

Leia mais

TOMATE, UM MERCADO QUE NÃO PÁRA DE CRESCER GLOBALMENTE

TOMATE, UM MERCADO QUE NÃO PÁRA DE CRESCER GLOBALMENTE TOMATE, UM MERCADO QUE NÃO PÁRA DE CRESCER GLOBALMENTE O Brasil está entre os dez maiores produtores mundiais, mas precisa vencer alguns desafios para tornar-se um importante player no mercado global Por

Leia mais

(O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas)

(O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas) ROTEIRO BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO ANUAL SOBRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA (O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas) Nome do Grupo: Programa de Educação Continuada em Economia

Leia mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE 20-21 Maio de 2013 Tivoli São Paulo Mofarrej São Paulo, Brasil ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE Fernando Cotrim Supply Chain Director, Rio 2016 Perguntas: Quais são os desafios de gerenciar o Supply

Leia mais

OPORTUNIDADE: Associar sua marca a uma das maiores vitrines de negócio do Cerrado Brasileiro. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 24 a 27 de março de 2015

OPORTUNIDADE: Associar sua marca a uma das maiores vitrines de negócio do Cerrado Brasileiro. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 24 a 27 de março de 2015 SHOW SAFRA BR 163 O Show Safra BR163 é idealizado pela Fundação Rio Verde para ser uma feira de novas tecnologias com foco comercial e ainda abre espaço para discussões de temas técnicos, políticos, sociais

Leia mais

AQUECIMENTO GLOBAL. Ações que o setor hortifrutícola deve realizar para se proteger das mudanças climáticas CAPA

AQUECIMENTO GLOBAL. Ações que o setor hortifrutícola deve realizar para se proteger das mudanças climáticas CAPA CAPA AQUECIMENTO GLOBAL Ações que o setor hortifrutícola deve realizar para se proteger das mudanças climáticas Por Mônica Georgino Um dos maiores desafios da humanidade no século 21 é aprender a lidar

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

(Luiz Jorge da Gama Wanderley Junior e Dr. Paulo César Tavares de Melo)

(Luiz Jorge da Gama Wanderley Junior e Dr. Paulo César Tavares de Melo) PRODUÇÃO DE SEMENTES DE HORTALIÇAS EM CONDIÇÕES SEMI-ÁRIDAS NORDESTE DO BRASIL (Luiz Jorge da Gama Wanderley Junior e Dr. Paulo César Tavares de Melo) 1- CONSIDERAÇÕES INICIAIS A atividade de produção

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

São Paulo, 17 de junho de 2009

São Paulo, 17 de junho de 2009 São Paulo, 17 de junho de 2009 VIII SEMINÁRIO ORGANIZADO PELO COMITÊ DE SAÚDE Tema: "Ambiente de Inovação em Saúde no Brasil" Nos conhecendo... Davi Sales - Engenheiro Eletrônico experiência em interação

Leia mais

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua TASCHIBRA Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua por Ademar do Amaral Jr Mestre em Administração pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2007); Especialista

Leia mais

climáticas? Como a África pode adaptar-se às mudanças GREEN WORLD RECYCLING - SÉRIE DE INFO GAIA - No. 1

climáticas? Como a África pode adaptar-se às mudanças GREEN WORLD RECYCLING - SÉRIE DE INFO GAIA - No. 1 Como a África pode adaptar-se às mudanças climáticas? Os Clubes de Agricultores de HPP alcançam dezenas de milhares ensinando sobre práticas agrícolas sustentáveis e rentáveis e de como se adaptar a uma

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de BOA VISTA RR Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Revista Plasticultura Jan/Fev 2013 Ciência Agrícola para o produtor rural

Revista Plasticultura Jan/Fev 2013 Ciência Agrícola para o produtor rural Revista Plasticultura Jan/Fev 2013 Ciência Agrícola para o produtor rural 1 EDITORIAL ÍNDICE Imagine como seria Não, não vamos falar de copa do mundo nem de cerveja. Mas, do Brasil real que se move silenciosamente

Leia mais

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso 7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso Saiba como colocar o PINS em prática no agronegócio e explore suas melhores opções de atuação em rede. Quando uma empresa

Leia mais

Participação de pequenas empresas nos parques tecnológicos

Participação de pequenas empresas nos parques tecnológicos Participação de pequenas empresas nos parques tecnológicos Autor: Katia Melissa Bonilla Alves 1 Co-autores: Ricardo Wargas 2 e Tomas Stroke 3 1 Mestre em Economia pela Universidade do Estado do Rio de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FLORESTAIS LCF-1581

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FLORESTAIS LCF-1581 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FLORESTAIS LCF-1581 Recursos Florestais em Propriedades Agrícolas Trabalho final: Projeto de adequação

Leia mais

ações de cidadania ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará

ações de cidadania ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará ações de cidadania Onde o sol nasce ONG estimula o protagonismo de jovens para que eles atuem transformando a realidade de região castigada pela seca no Ceará O triste cenário já é um velho conhecido por

Leia mais

VENDA DE MÁQUINAS DE EMBALAGEM NA ARGENTINA

VENDA DE MÁQUINAS DE EMBALAGEM NA ARGENTINA Central de Cases VENDA DE MÁQUINAS DE EMBALAGEM NA ARGENTINA www.espm.br/centraldecases Central de Cases VENDA DE MÁQUINAS DE EMBALAGEM NA ARGENTINA Preparado pelo Prof. Ricardo D Alò de Oliveira, da ESPM-RS.

Leia mais

Quem somos. A maior franquia de jardinagem do Brasil! Nosso foco é tratamento e nutrição de plantas e gramados;

Quem somos. A maior franquia de jardinagem do Brasil! Nosso foco é tratamento e nutrição de plantas e gramados; Conheça a maior franquia de jardinagem do Brasil! Sobre nós A Ecojardim partiu do sonho de um jovem técnico agrícola que tinha em suas mãos mais de 15 anos de experiência nos mercados de agricultura e

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

A Suzano e o Fomento na Bahia

A Suzano e o Fomento na Bahia A Suzano e o Fomento na Bahia Como é a atuação da Suzano na região? Fundada há 85 anos, a Suzano começou a produzir papel em 1940 e celulose em 1950 sempre abastecendo o mercado brasileiro e os de diversos

Leia mais

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 1 Feira do Empreendedor 2015 O sucesso é grande. Há pessoas que demostram o interesse em adquirir até 10 máquinas de uma só vez. Alexandre Ronconi, diretor da Hot

Leia mais

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22...

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22... O OS BENEFÍCIOS ECONÔMICOS DA BIOTECNOLOGIA AGRÍCOLA NO BRASIL L: 1996/97 2011/12 O caso do algodão geneticamente modificado O caso do milho geneticamente modificado O caso da soja tolerante a herbicida

Leia mais

QUALIDADE VERDANA 2014

QUALIDADE VERDANA 2014 ano 2 MAIO 2014 EDIÇão 02 www.verdanaagropecuaria.com.br camapuã/ms INFORMATIVO Mais valor para você Editorial QUALIDADE VERDANA 2014 1 1 A QUALIDADE QUE FEZ A DIFERENÇA em 2013 ENCONTRO 2013 Vinte e seis

Leia mais

Agricultura Familiar e Alimentação Escolar no município de Registro.

Agricultura Familiar e Alimentação Escolar no município de Registro. Rua José Antônio de Campos, nº 250 Centro Registro/SP 11900-000 Fone (13) 3828.1000 Fax (13) 3821.2565 CNPJ: 45.685.872/0001-79 Agricultura Familiar e Alimentação Escolar no município de Registro. Marcos

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

Mesa: A segurança alimentar num país de 200 milhões de habitantes Debatedor: Emerson Fernandes Daniel Júnior

Mesa: A segurança alimentar num país de 200 milhões de habitantes Debatedor: Emerson Fernandes Daniel Júnior Seminário Água e Produção Agrícola Mesa: A segurança alimentar num país de 200 milhões de habitantes Debatedor: Emerson Fernandes Daniel Júnior 1. O Brasil foi capaz de nos últimos 40 anos dobrar a área

Leia mais

Quem Somos. Nossa meta é o resultado do cliente!

Quem Somos. Nossa meta é o resultado do cliente! 2 0 1 5 Quem Somos Somos a equipe que você deseja para resolver um pequeno impasse, ou um grande dilema, quando o assunto e a MÍDIA certa, no lugar certo e no momento adequado. Regional, personalizada

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DA FLORICULTURA BRASILEIRA

CARACTERIZAÇÃO DA FLORICULTURA BRASILEIRA Hoje a floricultura é um dos principais segmentos do agronegócio no Brasil. A qualidade das flores, a crescente competitividade e o crescimento do segmento são percebidos quando observa-se que muitos estados

Leia mais

Orgânicos e desenvolvimento sustentável

Orgânicos e desenvolvimento sustentável Orgânicos e desenvolvimento sustentável SÉRGIO ANGHEBEN Gestor do Programa Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional A princípio, gostaria de chamar atenção no quadro 1 para a área plantada

Leia mais

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW 2014 A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome www.fispaltecnologia.com.br Fispal Tecnologia, a 30ª edição! Se tem uma edição da Fispal Tecnologia que

Leia mais

CLIPPING De 17 de abril de 2015

CLIPPING De 17 de abril de 2015 CLIPPING De 17 de abril de 2015 VEÍCULO DATA 2 3 VEÍCULO EDITORIA DATA Asbraer participa do lançamento da Frente Parlamentar de Ater Foi realizada, nesta quinta-feira, 16, a cerimônia de instalação da

Leia mais

A RECUPERAÇÃO DA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NO BRASIL. Joffre Kouri (Embrapa Algodão / joffre@cnpa.embrapa.br), Robério F. dos Santos (Embrapa Algodão)

A RECUPERAÇÃO DA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NO BRASIL. Joffre Kouri (Embrapa Algodão / joffre@cnpa.embrapa.br), Robério F. dos Santos (Embrapa Algodão) A RECUPERAÇÃO DA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NO BRASIL Joffre Kouri (Embrapa Algodão / joffre@cnpa.embrapa.br), Robério F. dos Santos (Embrapa Algodão) RESUMO - Graças a incentivos fiscais, ao profissionalismo

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE ASSESSORIA TÉCNICA A COOPERATIVA AGRÍCOLA MISTA DOS PRODUTORES RURAIS DO ASSENTAMENTO NOVA VIDA LTDA (COOPERVIDA), ATRAVES

EXPERIÊNCIA DE ASSESSORIA TÉCNICA A COOPERATIVA AGRÍCOLA MISTA DOS PRODUTORES RURAIS DO ASSENTAMENTO NOVA VIDA LTDA (COOPERVIDA), ATRAVES EXPERIÊNCIA DE ASSESSORIA TÉCNICA A COOPERATIVA AGRÍCOLA MISTA DOS PRODUTORES RURAIS DO ASSENTAMENTO NOVA VIDA LTDA (COOPERVIDA), ATRAVES DO PROGRAMA MAIS GESTÃO. Instituto de Assessoria a Cidadania e

Leia mais

II Simpósio de Mecanização. na Cultura do Cacau

II Simpósio de Mecanização. na Cultura do Cacau PRODECAU BRASIL - MAPA - CEPLAC II Simpósio de Mecanização na Cultura do Cacau Instalação de: 12 fábricas de chocolate; 12 usinas de beneficiamento de borracha; 325 unidades de extração de óleo de pequeno

Leia mais

Projeto da Emater aumenta a produtividade do feijão no Paraná

Projeto da Emater aumenta a produtividade do feijão no Paraná 06 DE NOVEMBRO DE 2012 caderno de editais PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAQUARA Projeto da Emater aumenta a produtividade do feijão no Paraná Arquivo/ANPr Os agricultores ainda têm informações sobre o uso

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers A economista Fernanda de Negri discute os méritos e deficiências das políticas de inovação brasileiras. Fernanda De Negri é diretora de Estudos

Leia mais

PRODUÇÃO ORGÂNICA DE HORTALIÇAS!

PRODUÇÃO ORGÂNICA DE HORTALIÇAS! PRODUÇÃO ORGÂNICA DE HORTALIÇAS! UMA OPORTUNIDADE DE PRODUZIR ALIMENTOS SAUDÁVEIS PARA CONSUMO E VENDA! ELABORAÇÃO: ENG. AGRÔNOMO MAURO LÚCIO FERREIRA Msc. CULTIVO DE HORTALIÇAS Agosto- 2006 ÍNDICE POR

Leia mais

2013 setembro Ed. 4 1

2013 setembro Ed. 4 1 2013 setembro Ed. 4 1 Editorial O mundo organizacional está sempre atrás de alguma novidade no mercado. Por vezes, se esquece de que a simplicidade resolve a maior parte dos problemas e quer saber da última

Leia mais

Pesquisa da EPAMIG garante produção de azeitonas

Pesquisa da EPAMIG garante produção de azeitonas Pesquisa da EPAMIG garante produção de azeitonas De origem européia, a oliveira foi trazida ao Brasil por imigrantes há quase dois séculos, mas somente na década de 50 foi introduzida no Sul de Minas Gerais.

Leia mais

Núcleo de Inovação e Empreendedorismo. CRI Nacional. Relatório de Evento 11 de Dezembro de 2013

Núcleo de Inovação e Empreendedorismo. CRI Nacional. Relatório de Evento 11 de Dezembro de 2013 Data Núcleo de Inovação e Empreendedorismo CRI Nacional Relatório de Evento 11 de Dezembro de 2013 Encontro do CRI Nacional 11 de Dezembro de 2013 Cenários Econômicos e Impactos para a Inovação em 2014

Leia mais

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil Página 1 de 5 Sobre a Revista Ed 24 - fev 04 Home Medical Infocenter Med Atual Edição Atual Serviços Global Home Brasil Home Busca Mapa do Site Fale Conosco Edição Atual Edição Atual Matéria de Capa Artigo

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

RESÍDUOS AGROSSILVOPASTORIS

RESÍDUOS AGROSSILVOPASTORIS RESÍDUOS AGROSSILVOPASTORIS Diretriz 01: Desenvolvimento e inovação de tecnologias para o aproveitamento de resíduos agrossilvopastoris 1.Estabelecimento de linhas de financiamento em condições específicas

Leia mais

Estimular a competitividade do agronegócio paranaense.

Estimular a competitividade do agronegócio paranaense. 1 Ano de Referência 2013 Órgão Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento - SEAB Unidade Unidade de Gerenciamento dos Contratos de Gestão UGCG Sub Unidade Área de Desenvolvimento Econômico

Leia mais

O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil

O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil Tendências e Estratégias do AgroDistribuidor Matheus Alberto Cônsoli, PhD 29 de Julho de 2013 www.agrodistribuidor.com.br

Leia mais

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade.

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. SUSTENTABILIDADE Comportamento alinhado com os valores básicos da sustentabilidade. Ecológico Sustentável Social Sustentabilidade

Leia mais

MOGNO BRASILEIRO. "Mogno resssurge no cerrado mineiro

MOGNO BRASILEIRO. Mogno resssurge no cerrado mineiro MOGNO BRASILEIRO A valiosa madeira mogno está sendo cultivada no norte de MG. Cresce rápido, e agricultores já a veem como futura fonte de lucro. Vejam: "Mogno resssurge no cerrado mineiro A valiosa madeira

Leia mais

O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL:

O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL: O AGRONEGÓCIO DO PALMITO NO BRASIL: UMA ATUALIZAÇÃO Aníbal Rodrigues - anibal@iapar.br Pesquisador - Área de Sócioeconomia Instituto Agronômico do Paraná IAPAR, Curitiba - PR 1 Introdução 2 Metodologia

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

Nº 06. sistema agroflorestal

Nº 06. sistema agroflorestal EMEIO AMBIENT Nº 06 sistema agroflorestal Em uma sala de aula na zona rural... Bom dia! Bom dia, professor! Hoje vamos falar sobre o futuro do planeta! O senhor disse que iríamos estudar agricultura e

Leia mais

Futuras competições nos mercados: Implicações estratégicas para produtores Agrícolas

Futuras competições nos mercados: Implicações estratégicas para produtores Agrícolas Futuras competições nos mercados: Implicações estratégicas para produtores Agrícolas Hamish R Gow Associate Professor, International Agribusiness and Director, PFID F&V Delineamento da apresentação Tendências

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

PROPOSTA DE PATROCÍNIO. 5º PTT Fórum Encontro dos Sistemas Autônomos da Internet no Brasil

PROPOSTA DE PATROCÍNIO. 5º PTT Fórum Encontro dos Sistemas Autônomos da Internet no Brasil PROPOSTA DE PATROCÍNIO 5º PTT Fórum Encontro dos Sistemas Autônomos da Internet no Brasil Apresentação O PTT Fórum é um evento promovido pelo CEPTRO.br Centro de Estudos e Pesquisas em Tecnologia de Redes

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO E PROSPECÇÃO DE DEMANDAS EM PESQUISAS E SERVIÇOS AMBIENTAIS

IDENTIFICAÇÃO E PROSPECÇÃO DE DEMANDAS EM PESQUISAS E SERVIÇOS AMBIENTAIS IDENTIFICAÇÃO E PROSPECÇÃO DE DEMANDAS EM PESQUISAS E SERVIÇOS AMBIENTAIS Airton Spies, PhD Eng. Agrônomo e Administrador de Empresas SEMINÁRIO ESTADUAL EPAGRI/CIRAM Florianópolis, 26/10/2011 Estado de

Leia mais

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Marcus Vinícius Martins M.Sc. em Agronomia Fiscal Federal Agropecuária

Leia mais

IMPACTOS DA TECNOLOGIA NA AGROPECUÁRIA 1 *

IMPACTOS DA TECNOLOGIA NA AGROPECUÁRIA 1 * IMPACTOS DA TECNOLOGIA NA AGROPECUÁRIA 1 * Antonio Wilson Nogueira Filgueiras UEMG Unidade Carangola Harlen Pereira Ferreira UEMG Unidade Carangola Felipe Silva Vieira UEMG Unidade Carangola Marcela Silva

Leia mais

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014 Leite relatório de inteligência Abril 2014 A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades A rotina em uma propriedade leiteira exige acompanhamento e atenção em todos os

Leia mais