II Workshop de Sistemas de Informação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "II Workshop de Sistemas de Informação"

Transcrição

1 II Workshop de Sistemas de Informação

2 Entendendo o conceito de Motor Biblioteca que oferece um conjunto de funções com o objetivo de agilizar o desenvolvimento de aplicações gráficas.

3 Biblioteca gratuita e portável destinada ao desenvolvimento de jogos e aplicações multimídia.

4 Ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) gratuito destinado ao desenvolvimento de aplicações em C e C++.

5 Instalando Allegrono Dev-C++ Ferramentas -> Atualizações Selecionar o servidor Checkfor updates Groups-> Allegro Versão 4.4.2

6 Criando o primeiro projeto... Arquivo -> Novo Projeto Multimedia

7 Rodando a aplicação... Ctrl+ F9 Compilar Ctrl+ F10 Executar F9 Compilar e executar Ctrl+ F11 Recompilatudo

8 Opções de projeto...

9 Iniciando a programação com Allegro Passo 1: incluir a biblioteca allegro.h Passo 2: chamar a função allegro_init(); Exemplo 1

10 Obtendo informações da máquina os_type allegro_id os_multitasking cpu_vendor Exemplo 2

11 Iniciando o modo gráfico em Allegro int set_gfx_mode()

12 Parâmetros de set_gfx_mode() 1. Modo gráfico : Janela ou Fullscreen 2. Largura 3. Altura SCREEN_W SCREEN_H 4. Largura virtual 5. Altura virtual Exemplo 3

13 Programação gráfica em Allegro Conceitos básicos: Pixel: menor unidade gráfica

14 Programação gráfica em Allegro Conceitos básicos: Bitmap: matriz de pixelsque representa uma imagem

15 Programação gráfica em Allegro Ao ser inicializado, o Allegro cria um bitmap(screen) para representar a superfície de desenho (front buffer).

16 Programação gráfica em Allegro X Y BITMAP* screen

17 Programação gráfica em Allegro Funções gráficas oferecidas pelo Allegro: int makecol(int, int, int)

18 Programação gráfica em Allegro Funções gráficas oferecidas pelo Allegro: voidtextprintf(bitmap*, FONT, int, int, char*,...); Exemplo 4

19 Programação gráfica em Allegro Funções gráficas oferecidas pelo Allegro: void putpixel(bitmap*, int, int, int); int getpixel(bitmap*, int, int); Exemplo 5

20 Programação gráfica em Allegro Funções gráficas oferecidas pelo Allegro: hline(bitmap*, int, int, int, int) vline(bitmap*, int, int, int, int) line(bitmap*, int, int, int, int, int); Exemplo 6, Exemplo7, Exemplo8

21 Programação gráfica em Allegro Funções gráficas oferecidas pelo Allegro: rect(bitmap*, int, int, int, int,int); circle(bitmap*, int, int, int, int); ellipse(bitmap*, int, int, int, int, int); Exemplo 9, Exemplo10, Exemplo11 * Existem também versões com preenchimento

22 Programação gráfica em Allegro Funções gráficas oferecidas pelo Allegro: spline(bitmap*, int*, int); triangle(bitmap*, int, int, int, int,int, int,int); polygon(bitmap*, int, int*, int); Exemplo12, Exemplo13, Exemplo14

23 Programação gráfica em Allegro Funções gráficas oferecidas pelo Allegro: floodfill(bitmap*,int,int,int); Exemplo12, Exemplo13, Exemplo14

24 Interação com o usuário Recursos oferecidos pelo Allegro: key[] vetor que representa o estado das teclas KEY_MAX representa o total de teclas no vetor

25 Interação com o usuário Recursos oferecidos pelo Allegro: void install_keyboard(); void remove_keyboard(); Exemplo1

26 Interação com o usuário Recursos oferecidos pelo Allegro: void install_mouse(); void set_mouse_sprite(bitmap*); void show_mouse(bitmap*); void position_mouse(int, int); Exemplo2

27 Interação com o usuário Recursos oferecidos pelo Allegro: mouse_b& 1 mouse_b& 2 Exemplo3

28 Protótipo Game 1

29 Trabalhando com Imagens em Allegro Funções: voidset_color_depth(int); BITMAP* load_bitmap(char*, RGB*);

30 Trabalhando com Imagens em Allegro Funções: void blit(bitmap*, BITMAP*, int, int, int, int, int,int); voiddestroy_bitmap(bitmap*); Exemplo 0

31 Trabalhando com Imagens em Allegro Funções: void masked_blit(bitmap*, BITMAP*, int, int, int, int, int,int); Colorkey= (255, 0, 255) Exemplo 1

32 Trabalhando com Imagens em Allegro Funções: void draw_sprite(bitmap*, BITMAP*, int, int); Colorkey= (255, 0, 255) Exemplo 2

33 Trabalhando com Imagens em Allegro Funções: draw_sprite_v_flip(bitmap*, BITMAP*, int, int); draw_sprite_h_flip(bitmap*, BITMAP*, int, int); draw_sprite_vh_flip(bitmap*, BITMAP*, int, int); Exemplo3

34 Trabalhando com Imagens em Allegro Funções: foid rotate_sprite(bitmap*, BITMAP*, int, int, int); Rotação completa = 256 Obrigatório o uso da função itofix() Exemplo4

35 Animando Imagens em Allegro Técnica 1: carregamento de várias imagens voidanimasprite() { draw_sprite(screen,imagem[iquadroatual],iposx,300); iquadroatual = (iquadroatual>4)? 0: ++iquadroatual; } Exemplo5

36 Animando Imagens em Allegro Técnica 2: carregamento uma imagem com vários quadros e utilizando buffer duplo (Exemplo 6). void DesenhaSprite(BITMAP* buffer){ int icoordenadax= (iquadroatual% (sprite->w/ilarguraquadro)) * ilarguraquadro; int icoordenaday= (iquadroatual/ (sprite->w/ilarguraquadro)) * ialturaquadro; masked_blit(sprite,buffer,icoordenadax,icoordenaday, iposx, iposy, ilarguraquadro, ialturaquadro); } iquadroatual = (iquadroatual>=iqtdquadros-1)?0:++iquadroatual;

37 Entendendo o conceito de layers Técnica utilizada para a criação de cenários Exemplo7

38 Entendendo o conceito de layers Técnica utilizada para a criação de cenários Exemplo8

39 Protótipo Game 2

40 Links úteis Allegro: Dev-C++ vcpp.html

41 Bibliografia

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ALLEGRO PARA INICIANTES

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ALLEGRO PARA INICIANTES TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ALLEGRO PARA INICIANTES Rafael Loosli Dias Roberto Ferrari Júnior Sumário 1. Introdução... 3 2. Instalação... 3 2.1 Utilizando o Dev - C++... 4 3. Primeiro programa

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ALLEGRO PARA O DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES MULTIMÍDIA. Luana Pereira de Lima luanaelima@gmail.com

A UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ALLEGRO PARA O DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES MULTIMÍDIA. Luana Pereira de Lima luanaelima@gmail.com A UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ALLEGRO PARA O DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES MULTIMÍDIA Luana Pereira de Lima luanaelima@gmail.com Túlio Vitor Machado Faria tuliofaria@gmail.com Faculdade de Administração e

Leia mais

Técnicas para Animação de Imagens em Jogos 2D Utilizando Java

Técnicas para Animação de Imagens em Jogos 2D Utilizando Java Técnicas para Animação de Imagens em Jogos 2D Utilizando Java Silvano Maneck Malfatti 1 1 Faculdade Católica do Tocantins (FACTO) Palmas TO Brasil Malfatti@catolica-to.edu.br Resumo. Um dos recursos que

Leia mais

Quem sou eu? (){ Instrutor: Leinylson Fontinele Pereira. Bacharel em Ciência da Computação (em conclusão) Universidade Estadual do Piauí (UESPI)

Quem sou eu? (){ Instrutor: Leinylson Fontinele Pereira. Bacharel em Ciência da Computação (em conclusão) Universidade Estadual do Piauí (UESPI) Iniciar Fechar Quem sou eu? (){ Instrutor: Leinylson Fontinele Pereira Bacharel em Ciência da Computação (em conclusão) Universidade Estadual do Piauí (UESPI) Título: Utilização de Heurísticas Bioinspiradas

Leia mais

Trabalho GA - Editor de Cenário Parallax

Trabalho GA - Editor de Cenário Parallax Objetivo A tarefa consiste em criar um editor gráfico de cenários para jogos 2D com visão lateral. O editor deve permitir que o usuário trabalhe com camadas, para simular o efeito parallax. O usuário pode

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo COMPILADORES Toda linguagem de programação

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS

GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS CRÉDITOS: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro 1 REDIMENSIONANDO IMAGENS / FOTOS Para uma melhor formatação dos POSTS é necessário padronizar as imagens

Leia mais

Introdução a Prática em OpenGL

Introdução a Prática em OpenGL Introdução a Prática em OpenGL Universidade de São Paulo USP Disciplina de Computação Gráfica Profª Maria Cristina PAE: Thiago Silva Reis Santos Agosto de 2010 Sumário Bibliotecas Necessárias Instalação

Leia mais

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA Introdução para Iniciantes Prof. M.Sc. Daniel Calife Índice 1 - A programação e a Linguagem Java. 1.1 1.2 1.3 1.4 Linguagens de Programação Java JDK IDE 2 - Criando o primeiro

Leia mais

Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 08 Prof. André Moraes

Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 08 Prof. André Moraes Pág 50 Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 08 Prof. André Moraes 10 CORREÇÃO DE QUESTÕES DE AVALIAÇÃO 1 PARTE I - AVALIAÇÃO TEÓRICA 11 RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO: A) Qual a diferença entre

Leia mais

Manual para Cadastro de Questões Prova Colegiada / Professor

Manual para Cadastro de Questões Prova Colegiada / Professor Manual para Cadastro de Questões Prova Colegiada / Professor CÓDIGO: 001 revisão 02. DATA DE PUBLICAÇÃO: 12/04/2010 INÍCIO DE VIGÊNCIA: 12/04/2010 DATA REVISÃO: 23/03/2011 Autor do Projeto: Thiago Galvão

Leia mais

A GAME PROGRAMMING LIBRARY Allegro Low Level Game Routines

A GAME PROGRAMMING LIBRARY Allegro Low Level Game Routines A GAME PROGRAMMING LIBRARY Allegro Low Level Game Routines > Allegro 4.1 // WinAllegro (DirectX) // XWinAllegro > Compilador: DJGPP - GNU C/C++ for PC s > Sistema Operacional: DOS, Windows e Linux WEB:

Leia mais

Manual Processamento de Imagem. João L. Vilaça

Manual Processamento de Imagem. João L. Vilaça Manual Processamento de Imagem João L. Vilaça Versão 1.0 31/1/2014 Índice 1. Sistema de eixo e movimentos possíveis do Drone... 3 2. Imagem... 3 3. Espaços de cor... 4 4.1 RGB... 5 4.2HSV... 5 4.3 GRAY...

Leia mais

GraphicsLib Biblioteca Gráfica 2D. Documentação

GraphicsLib Biblioteca Gráfica 2D. Documentação GraphicsLib Biblioteca Gráfica 2D Documentação Edirlei Soares de Lima elima@inf.puc-rio.br Sumário 1 Instalação e Configuração... 4 2 Manual de Utilização... 10 2.1 Estrutura de um Programa... 10 2.2 Loop

Leia mais

possível até impedir o funcionamento do Windows. Faz-scuidado redobrado ao ativar determinados recursos.

possível até impedir o funcionamento do Windows. Faz-scuidado redobrado ao ativar determinados recursos. AULA 4: DIRETIVAS DE GRUPO Objetivo: Conhecer e aplicar conceitos sobre restrições de acesso ao sistema operacional Windows através de diretivas de grupo. Diretivas de Grupo: Computadores com mais de um

Leia mais

Introdução à Programação em OpenGL. Prof. Márcio Bueno {cgtarde,cgnoite}@marciobueno.com

Introdução à Programação em OpenGL. Prof. Márcio Bueno {cgtarde,cgnoite}@marciobueno.com Introdução à Programação em OpenGL Prof. Márcio Bueno {cgtarde,cgnoite}@marciobueno.com OPENGL (Open Graphical Library) OpenGL é uma interface de software (API Aplication Program Interface) para aceleração

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Imagem digital 2. Resolução x dimensão da imagem

Imagem digital 2. Resolução x dimensão da imagem Uma imagem bitmapeada é formada por um conjunto de pixels. gerados no momento da digitalização da imagem (através do scanner ou câmera digital). PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital 2 Resolução x dimensão

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Programação de Computadores I. Linguagem C Vetores

Programação de Computadores I. Linguagem C Vetores Linguagem C Vetores Prof. Edwar Saliba Júnior Fevereiro de 2011 Unidade 08 Vetores 1 Vetores Sintaxe: tipo_variável nome_vetor[tamanho]; Um vetor é uma variável que possui várias ocorrências de um mesmo

Leia mais

Técnicas de Detecção de Colisão para Jogos

Técnicas de Detecção de Colisão para Jogos Técnicas de Detecção de Colisão para Jogos por Leandro Silva Técnicas de Detecção de Colisão para Jogos por: Gustavo Russo Zanardo Esse artigo visa mostrar as principais técnicas para detecção de colisão

Leia mais

Formação em game programming: 01 - Introdução à programação

Formação em game programming: 01 - Introdução à programação Formação em game programming: Para que um jogo eletrônico funcione adequadamente como foi projetado, é necessário que ele esteja corretamente programado. Todas as funções de controle de personagens e objetos

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O conteúdo deste documento tem como objetivos geral introduzir conceitos mínimos sobre sistemas operacionais e máquinas virtuais para posteriormente utilizar

Leia mais

Mapas Interativos de Saúde Ambiental: Principais Funções.

Mapas Interativos de Saúde Ambiental: Principais Funções. Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Mapas Interativos de Saúde Ambiental: Principais Funções. 1. Introdução O Mapas

Leia mais

Roteiro de atualização dos Sistemas Estendidos (Um em Três) Brasil Informática

Roteiro de atualização dos Sistemas Estendidos (Um em Três) Brasil Informática Roteiro de atualização dos Sistemas Estendidos (Um em Três) Brasil Informática Índice Considerações Gerais:...3 1)Login...3 2)Paralisação de utilização dos sistemas...3 3)Backup dos dados...3 4)Módulos

Leia mais

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Informática Básica Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Introdução O editor de textos Microsoft Word oferece um conjunto de recursos bastante completo, cobrindo todas as etapas de preparação, formatação e impressão

Leia mais

CONCURSO DE WEBSITES DE RAMOS ESTUDIANTIS DO IEEE. Traduzido por: Adjamilton Junior Equipe de Tradução Região 9

CONCURSO DE WEBSITES DE RAMOS ESTUDIANTIS DO IEEE. Traduzido por: Adjamilton Junior Equipe de Tradução Região 9 CONCURSO DE WEBSITES DE RAMOS ESTUDIANTIS DO IEEE Traduzido por: Adjamilton Junior Equipe de Tradução Região 9 Regras e instruções O objetivo de uma página web é transmitir informação de uma maneira útil

Leia mais

PlayLib Educational Game Programming Library Documentação

PlayLib Educational Game Programming Library Documentação PlayLib Educational Game Programming Library Documentação Edirlei Soares de Lima elima@inf.puc-rio.br Sumário 1 Instalação e Configuração no Visual Studio 2010... 4 2 Estrutura de um Programa... 11 3 Loop

Leia mais

Edição Visual Imagens, Tilemaps e Sprites 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano

Edição Visual Imagens, Tilemaps e Sprites 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Edição Visual Imagens, Tilemaps e Sprites 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Paulo V. W. Radtke pvwradtke@gmail.com http://www.ppgia.pucpr.br/~radtke/jogos/ Conteúdo Ferramentas necessárias. Classificação

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Aula Prática 1: Introdução ao Ambiente de Programação Dev-C++

Aula Prática 1: Introdução ao Ambiente de Programação Dev-C++ Aula Prática 1: Introdução ao Ambiente de Programação Dev-C++ 1. Introdução Em nossa primeira aula prática de programação em linguagem C iremos escrever e testar programas de computador básicos. Mas antes,

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Graffiti Creator

Leia mais

Instalação e uso do VNC

Instalação e uso do VNC Instalação e uso do VNC Projeto Libertas-BR http://www.libertasbr.org.br 8 de setembro de 2005 Este documento descreve o processo de instalação do servidor VNC em um computador Windows NT4. 1 Pré-requisitos

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

Design de padrões têxteis

Design de padrões têxteis Design de padrões têxteis Anna Maria López López Anna Maria López López vive em Lugo, no noroeste da Espanha. Ela trabalha nos campos de artes gráficas, moda e Web design desde 1994. Seus designs e artes-finais

Leia mais

1.264 Aula 15. Ambientes de desenvolvimento da rede: Java Script Java Applets Java Servlets Páginas ativas de servidor

1.264 Aula 15. Ambientes de desenvolvimento da rede: Java Script Java Applets Java Servlets Páginas ativas de servidor 1.264 Aula 15 Ambientes de desenvolvimento da rede: Java Script Java Applets Java Servlets Páginas ativas de servidor Ambientes de Desenvolvimento XML e WSDL são documentos SOAP é uma extensão http UDDI

Leia mais

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico.

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Vetorizar imagens Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Neste tutorial, você irá vetorizar uma imagem de bitmap para convertê-la

Leia mais

Centro de Formação de Associação de Escolas da Terceira São Jorge e Graciosa

Centro de Formação de Associação de Escolas da Terceira São Jorge e Graciosa Centro de Formação de Associação de Escolas da Terceira São Jorge e Graciosa Ação n.º 31/12 «Tratamento de Imagem e Animação em Photoshop» (Registo de acreditação - DREFAçores/AAFCM/011/2012) 1. OBJETIVOS

Leia mais

Sumário. Capítulo l - Introdução ao VBA

Sumário. Capítulo l - Introdução ao VBA Sumário Capítulo l - Introdução ao VBA l Capítulo 2 - O Ambiente VBE 3 2. 1. Acessando o VBE do Excel 3 2. 1. 1. Janela de Projeto 4 2. 1. 2. Janela de Propriedades 5 2. 2. Gravação de Macros 6 2. 3. Níveis

Leia mais

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar.

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. CSAU 10.0 Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. Data do Documento: Janeiro de 2012 Sumário 1. Sobre o manual do CSAU... 3 2. Interface do CSAU 10.0... 4 2.1. Início... 4 2.2. Update...

Leia mais

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação III Aula 02 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação Técnica de comunicação padronizada para enviar instruções a um computador. Assim

Leia mais

BrOffice Impress. FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta. Frederico Möller

BrOffice Impress. FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta. Frederico Möller BrOffice Impress FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta Objetivos: Apresentar conceitos básicos sobre software livre e informática. Apresentar a interface do BrOffice

Leia mais

HDEV SOLUÇÕES EM SISTEMAS RETAGUARDA DOTZ

HDEV SOLUÇÕES EM SISTEMAS RETAGUARDA DOTZ RETAGUARDA DOTZ Suporte Telefônico: (31) 3484-9763 (OI) Suporte Celular: (31) 8829.9195 (OI) 8540.8872 (TIM) Suporte Email: dotz@hdias.com.br Suporte On-Line: www.hdias.com.br/dotz Belo Horizonte, Fevereiro

Leia mais

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Apresentação do Curso 1 Objetivos do Curso Sistema Operacional Unix/Linux;

Leia mais

O TECLADO DO COMPUTADOR EM DETALHES

O TECLADO DO COMPUTADOR EM DETALHES O TECLADO DO COMPUTADOR EM DETALHES Por José Luís de F. Farias O TECLADO Em todos os países os teclados são diferentes quanto ao LAYOUT. Esse termo em inglês define a aparência, a disposição e organização

Leia mais

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo.

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo. O que é o Gimp? O GIMP é um editor de imagens e fotografias. Seus usos incluem criar gráficos e logotipos, redimensionar fotos, alterar cores, combinar imagens utilizando o paradigma de camadas, remover

Leia mais

Programação Gráfica Parte 1 Versão em C 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano

Programação Gráfica Parte 1 Versão em C 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Programação Gráfica Parte 1 Versão em C 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Paulo V. W. Radtke pvwradtke@gmail.com http://www.ppgia.pucpr.br/~radtke/jogos/ AVISO IMPORTANTE!! Esta versão é dedicada exclusivamente

Leia mais

Status Enterprise Guia do Usuário. Parte 4 Desenhador de Aplicações

Status Enterprise Guia do Usuário. Parte 4 Desenhador de Aplicações Guia do Usuário Parte 4 Desenhador de Aplicações Conteúdos 1 Resumo... 4 1.1 Designers HMI... 4 1.1.1 Designer de Mimics... 4 1.1.2... 4 1.2 Geral... 4 2 Tecnología Compartida com o Designer de Mimics...

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional O conteúdo deste documento tem por objetivo apresentar uma visão geral

Leia mais

OpenGL. Uma Abordagem Prática e Objetiva. Marcelo Cohen Isabel Harb Manssour. Novatec Editora

OpenGL. Uma Abordagem Prática e Objetiva. Marcelo Cohen Isabel Harb Manssour. Novatec Editora OpenGL Uma Abordagem Prática e Objetiva Marcelo Cohen Isabel Harb Manssour Novatec Editora Capítulo 1 Introdução A Computação Gráfica é uma área da Ciência da Computação que se dedica ao estudo e ao desenvolvimento

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 12 Interação na PlayLib Edirlei Soares de Lima Biblioteca Gráfica - PlayLib Conjunto de funções para criação e manipulação de formas geométricas,

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013 Florianópolis, 26 de fevereiro de 2013. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.11.1.7 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais

Busca. Pesquisa sequencial

Busca. Pesquisa sequencial Busca Banco de dados existem para que, de tempos em tempos, um usuário possa localizar o dado de um registro, simplesmente digitando sua chave. Uma tabela ou um arquivo é um grupo de elementos, cada um

Leia mais

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A 2 Digifort Mobile - Versão 1.0 Índice Parte I Bem vindo ao Manual do Digifort Mobile 1.0 5 1 Screen... Shots 5 2 A quem... se destina este manual 5 3 Como utilizar...

Leia mais

PJe Roteiro para configuração do computador Windows 7

PJe Roteiro para configuração do computador Windows 7 PJe Roteiro para configuração do computador Windows 7 Autora: Sônia Verônica Palma de Carvalho Fevereiro de 2014 1- Verificar o sistema operacional instalado no equipamento. Atualmente o PJe somente é

Leia mais

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011 Conteúdo 1. OBJETIVO DO FIREWORKS... 2 1.1 - Diferença entre imagem Vetorial e Bitmap... 2 1.2 - Formato de Arquivos... 3 2. AMBIENTE DO FIREWORKS... 3 2.1 - INICIANDO UM PROJETO... 4 3. DESENHANDO NO

Leia mais

Funções e protótipos (declaração) de funções

Funções e protótipos (declaração) de funções Funções e protótipos (declaração) de funções Declaração de função tipo_de_retorno nome_da_função (declaração_de_parâmetros); onde o tipo-de-retorno, o nome-da-função e a declaração-de-parâmetros são os

Leia mais

Instalação do Java SDK (Software Development Kit)

Instalação do Java SDK (Software Development Kit) ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos PMR 2300 Computação para Automação 1 o Semestre 2005 Instalação do Java SDK (Software Development

Leia mais

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063)

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Aula 11 Applets Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Prof. Bruno

Leia mais

Sobre a Segunda Parte: Sobre a Primeira Parte:

Sobre a Segunda Parte: Sobre a Primeira Parte: Tutorial Sobre Como Criar Sprites 3D Utilizando o Editor Gráfico do Word e Sobre Como Manipular Sprites Criados no Word Utilizando o Programa de Criação de Jogos Game Maker Sobre a Primeira Parte: Esta

Leia mais

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual Maria Augusta Sakis Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma Máquina Virtual Máquinas virtuais são muito úteis no dia-a-dia, permitindo ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma

Leia mais

Como enviar fotos de câmeras digitais

Como enviar fotos de câmeras digitais Como enviar fotos de câmeras digitais Se as fotos que você deseja enviar para o Geo-Obras foram capturadas com uma câmera digital, será necessário copiá-las para o computador. A maioria dos modelos utiliza

Leia mais

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Aspectos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais Imagens computacionais e programas que

Leia mais

1 Instalando o VirtualBox no Windows

1 Instalando o VirtualBox no Windows 1 Instalando o VirtualBox no Windows Para quem não possui o Linux instalado no computador é necessário utilizar uma Máquina Virtual, que é responsável por emular Sistemas Operacionais. O primeiro passo

Leia mais

1 2 3 W O R K S H O P 4 5 6 W O R K S H O P 7 W O R K S H O P 8 9 10 Instruções gerais para a realização das Propostas de Actividades Para conhecer em pormenor o INTERFACE DO FRONTPAGE clique aqui 11 CONSTRUÇÃO

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões Prof. MSc. Hugo Souza Se você precisar manter informações sobre seus usuários enquanto eles navegam pelo seu site, ou até quando eles saem

Leia mais

Sistema de gerenciamento, controle e auditoria de computadores e usuários em uma rede local.

Sistema de gerenciamento, controle e auditoria de computadores e usuários em uma rede local. Sistema de gerenciamento, controle e auditoria de computadores e usuários em uma rede local. Thiago Magalhães B. Rodrigues¹, Wanderson Carvalho Bragança¹, Ronivaldo Veloso Pugas¹ ¹Curso de Bacharelado

Leia mais

ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA

ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA História Os sistemas operacionais da Microsoft para PCs desktop e portáteis e para servidores podem ser divididos em 3 famílias: MS-DOS Windows baseado em MS-DOS Windows baseado

Leia mais

Laboratório I Aula 2

Laboratório I Aula 2 Laboratório I Aula 2 Prof. Msc. Anderson da Cruz Fases da Programação Implementação de Linguagens de Programação Compilação geração de código executável dependente da plataforma de execução tradução lenta

Leia mais

CESAR Pc Ao Vivo. Versão 1.0 30 de Julho de 2004. Copyright 2004 by CESAR

CESAR Pc Ao Vivo. Versão 1.0 30 de Julho de 2004. Copyright 2004 by CESAR 0 CESAR Pc Ao Vivo SOFTWARE DESCRIPTION Versão.0 0 de Julho de 00 0 Copyright 00 by CESAR _ CESAR Pc Ao Vivo Software Description, Versão.0 0 de Julho de 00 HISTÓRICO DE REVISÕES Versão Data Nome Modificação

Leia mais

MANUAL. Versão 1.0 32 bits - 17/10/99. Para Windows 95/98

MANUAL. Versão 1.0 32 bits - 17/10/99. Para Windows 95/98 MANUAL TEC44Dis DLL Versão 1.0 32 bits - 17/10/99 Para Windows 95/98 Índice 1- INTRODUÇÃO 2- DOCUMENTAÇÃO 1 2.1 Documentação de Referência 1 3- INSTALAÇÃO DO DRIVER 4- DESCRIÇÃO FUNCIONAL 4.1 Interface

Leia mais

4.3. Manual de instalação do Libre Office 4.3. Desenvolvido por: Vitor Gabriel Coimbra Farias

4.3. Manual de instalação do Libre Office 4.3. Desenvolvido por: Vitor Gabriel Coimbra Farias 4.3 Manual de instalação do Libre Office 4.3 Desenvolvido por: Vitor Gabriel Coimbra Farias Setembro de 2014 2 Indíce 1. Objetivos Deste Manual...3 2. Pré-Requisitos...3 3. Download...4 4.Instalação...7

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Instrução de Trabalho. Criar Imagem

Instrução de Trabalho. Criar Imagem Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Chefe do Departamento 1. OBJETIVOS Orientar o colaborador da Seção do Laboratório de Informática da Superintendência de Informática a criar ou

Leia mais

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões:

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões: Introdução Este é um tutorial de como Instalar o Windows Server 2003, este é o primeiro de alguns tutoriais que farei para ambientes de servidores Windows. A instalação do Windows Server 2003 segue o mesmo

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva Conceitos Fundamentais de Microsoft Word Professor Rafael www.facebook.com/rafampsilva Introdução É um editor de texto ou processador de texto? editores de texto: editam texto (assim como uma máquina de

Leia mais

OpenSSH WWW.LINUXCLASS.COM.BR

OpenSSH WWW.LINUXCLASS.COM.BR OpenSSH WWW.LINUXCLASS.COM.BR OpenSSH: Introdução: O projeto OpenSSH veio para substituir antigos métodos inseguros de comunicação e autenticação, podemos dizer que o OpenSSH é um substituto direto do

Leia mais

Treinamento IDCad 2015

Treinamento IDCad 2015 Treinamento IDCad 2015 Carregar IDCad Instalando e configurando o IDCad 2015 (Ver guia de Instalação). Abrindo o IDCad 2015. Criando parede inicial. Desenhar paredes comandos (PARE, PARD, PARC). Executar

Leia mais

INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Nome:

INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Nome: INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Considere uma disciplina que adota o seguinte critério de aprovação: os alunos fazem duas provas (P1 e P2) iniciais; se a média nessas duas provas for maior ou igual a 5.0,

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

XD 2013 - Fase B - Novas Implementações

XD 2013 - Fase B - Novas Implementações XD 2013 - Fase B - Novas Implementações Novas funcionalidades - Fichas Técnicas Foram implementadas Fichas Técnicas na Ficha de Artigos para que os clientes possam já começar a organizar o seu sistema

Leia mais

TUTORIAL: Criando e animando sprites no Inkscape

TUTORIAL: Criando e animando sprites no Inkscape TUTORIAL: Criando e animando sprites no Inkscape Pra quem não sabe, o Inkscape é um programa de desenho vetorial, assim como o Illustrator da Adobe, porém é software livre. Atualmente encontra-se na versão

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho O que é um Programa? Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais

Leia mais

Manual do Remote Desktop Connection. Brad Hards Urs Wolfer Tradução: Marcus Gama

Manual do Remote Desktop Connection. Brad Hards Urs Wolfer Tradução: Marcus Gama Manual do Remote Desktop Connection Brad Hards Urs Wolfer Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 O protocolo do Buffer de Quadro Remoto (Buffer de Quadro Remoto) 6 3 Usando o Remote Desktop

Leia mais

Computação Gráfica - 03

Computação Gráfica - 03 Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Computação Computação Gráfica - 03 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME Apresentação Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE FRONT PAGE 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha.

Leia mais

Programação Gráfica Parte 2 Versão em C 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano

Programação Gráfica Parte 2 Versão em C 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Programação Gráfica Parte 2 Versão em C 2006 PUCPR Tutoria de Jogos 1º Ano Paulo V. W. Radtke pvwradtke@gmail.com http://www.ppgia.pucpr.br/~radtke/jogos/ AVISO IMPORTANTE!! Esta versão é dedicada exclusivamente

Leia mais

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB.

Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. Uma nova maneira de interagir com a Gráfica Art3! A mais nova tecnologia em aprovação de arquivos via WEB. O Portal Art3 é um sistema que permite uma grande flexibilidade na entrega e aprovação de seus

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA Responda 1) Quem desenvolveu a linguagem C? Quando? 2) Existe alguma norma sobre a sintaxe da linguagem C? 3) Quais são os tipos básicos de dados disponíveis na linguagem C? 4) Quais são as principais

Leia mais

SIAI Despesa de Pessoal (DP) MANUAL DE INSTALAÇÃO Versão 1.0

SIAI Despesa de Pessoal (DP) MANUAL DE INSTALAÇÃO Versão 1.0 MANUAL DE INSTALAÇÃO Versão 1.0 Natal, Maio de 2013 Sumário 1. O que é o SIAI DP... 3 2. Requisitos mínimos de instalação... 4 2. Como instalar o SIAI DP Módulo Coleta... 4 3. Acessando o SIAI DP... 8

Leia mais

Capítulo 2 Introdução à ferramenta Flash

Capítulo 2 Introdução à ferramenta Flash Capítulo 2 Introdução à ferramenta Flash Índice 1. O uso da ferramenta Flash no projeto RIVED.... 1 2. História do Flash... 4 1. O uso da ferramenta Flash no projeto RIVED. É importante, antes de iniciarmos

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais são as palavras que podem

Leia mais

OpenCV. http://opencv.willowgarage.com/wiki/

OpenCV. http://opencv.willowgarage.com/wiki/ OpenCV http://opencv.willowgarage.com/wiki/ Introdução a OpenCV Geralmente, quando iniciamos estudos numa determinada linguagem de programação é comum que o iniciante implemente um pequeno programa de

Leia mais

Aperfeiçoando o Workflow de Animação com Ferramentas Customizadas

Aperfeiçoando o Workflow de Animação com Ferramentas Customizadas Aperfeiçoando o Workflow de Animação com Ferramentas Customizadas Alex Ferreira Simões Animador Freelance Joaquim Luciano Nazário Gonçalves Vagalume Animation Studios Nessa palestra iremos apresentar um

Leia mais

formação em design de produto 3d:

formação em design de produto 3d: formação em design de produto 3d: O treinamento de Design de Produto 3D da Imagine School, com duração de 40 semanas (média de 1 ano), ensinará o aluno a projetar os mais variados tipos de produtos. Durante

Leia mais

46283-04 Redes Informatizadas de Comunicação e Informação Profa. Márcia de Borba Campos

46283-04 Redes Informatizadas de Comunicação e Informação Profa. Márcia de Borba Campos Como construir o site abaixo? Vamos fazer passo-a-passo: 1. Criar o arquivo HTML. 2. Escolher a opção "Página em branco". Será criado o arquivo nova_pagina_1.htm. Salvar como teste1.htm 3. Criar o arquivo

Leia mais

NAPNE / RENAPI. HEADdev. Versão traduzida e adaptada por Jéssica Froes NAPNE CEFET Bento Gonçalves RS 2006 Revisado por Josiane Pagani 2008

NAPNE / RENAPI. HEADdev. Versão traduzida e adaptada por Jéssica Froes NAPNE CEFET Bento Gonçalves RS 2006 Revisado por Josiane Pagani 2008 NAPNE / RENAPI HEADdev Versão traduzida e adaptada por Jéssica Froes NAPNE CEFET Bento Gonçalves RS 2006 Revisado por Josiane Pagani 2008 Julho de 2008 Sumário 1. Projeto HEADdev... 3 2. O que é?... 3

Leia mais