INFORMATIVO GFIP/SEFIP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMATIVO GFIP/SEFIP"

Transcrição

1 INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS Diretoria de Receitas Previdenciárias DIREP Coordenação Geral de Arrecadação CGA Divisão de Declarações Previdenciárias INFORMATIVO GFIP/SEFIP Nº 001 JUNHO/2003 Estamos iniciando neste mês uma série de informativos sobre a GFIP e o SEFIP, esclarecendo pontos polêmicos, apresentando as novidades, fornecendo dicas para a correto preenchimento, entre outras propostas. Esperamos, dessa forma, criar um canal direto de comunicação com vocês que utilizam o SEFIP e informam a GFIP. Fiquem atentos aos próximos informativos! Todos os números estarão disponíveis no site item GFIP, opção Guia de recolhimento ; local onde também podem ser encontradas a versão e as tabelas do SEFIP, o Manual da GFIP e o Manual dos Formulários Retificadores. Informações adicionais ao conteúdo deste Informativo podem ser obtidas por intermédio do Manual da GFIP para Usuários do SEFIP 6, disponível nos sites da Previdência (www.previdenciasocial.gov.br) ou da Caixa Econômica Federal (www.caixa.gov.br), ou pelo telefone (PrevFone). 1- A GFIP deve ser distinta por estabelecimento. Ou seja, cada estabelecimento da empresa deve informar a sua GFIP. 2- GFIP é o documento onde são prestadas as informações de dados cadastrais, fatos geradores e outros dados de interesse do INSS, conforme palavras da própria Lei n 8.212/91, na redação dada pela Lei n 9.528/97. Assim, o comprovante de recolhimento/declaração (aquele onde consta a autenticação mecânica pelo pagamento do FGTS ou o carimbo do banco receptor) não pode ser chamado de GFIP. Nele não estão contidos TODOS os fatos geradores, dados cadastrais e outros dados de interesse do INSS. 3- A GFIP, gerada pelo SEFIP, é composta pela Relação dos Trabalhadores RE e pelo Comprovante de entrega (comprovante de recolhimento/declaração e/ou protocolo de envio pela Conectividade Social). Além disso, podem fazer parte da GFIP, quando for o caso, a Relação de Tomadores/Obra - RET e a Relação de Estabelecimentos Centralizados - REC. 4- As empresas que possuem mais de um estabelecimento podem optar pelo recolhimento centralizado do FGTS. Neste caso, o SEFIP gera um único comprovante de recolhimento/declaração, no CNPJ do estabelecimento centralizador. Embora o comprovante de INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 1

2 recolhimento/declaração seja único, a RE continua sendo distinta para cada estabelecimento. E, além da RE, o SEFIP gera a REC - Relação dos Estabelecimentos Centralizados, onde são individualizados, por estabelecimento, os valores contidos no comprovante de recolhimento/declaração. 5- Assim, quando solicitada a apresentação da GFIP, as empresas que optaram pelo recolhimento centralizado do FGTS devem apresentar: Comprovante de recolhimento/declaração da GFIP + RE + REC. Isso tudo é a GFIP. 6- Concluímos que a centralização dos recolhimentos do FGTS não implica a centralização para a Previdência Social. A GPS continua sendo recolhida por estabelecimento, e a GFIP deve também ser informada por estabelecimento. 7- No item 9 do Capítulo I do Manual da GFIP, observamos que não é possível a centralização dos recolhimentos do FGTS quando se tratar de GFIP com informação de tomador de serviço ou obra de construção civil. 8- Ainda no referido Manual, Capítulo III, subitem 1.2, nota 5, observamos que as empresas que utilizam os códigos de recolhimento 150/907 ou 155/908 devem informar o pessoal administrativo nestes mesmos códigos, a menos que optem pelo recolhimento centralizado do FGTS. Esta nota não quer dizer que pode haver algum tipo de centralização de recolhimentos do FGTS quando se tratar de GFIP com tomador/obra. Significa que, se a empresa quiser efetuar de forma centralizada os recolhimentos do FGTS do pessoal administrativo de seus estabelecimentos, a GFIP do pessoal administrativo não poderá ter os códigos 150/907 ou 155/908, mas sim qualquer um dos outros códigos que não permita informação de tomador/obra. 9- Dessa forma, tais empresas podem centralizar os recolhimentos ao FGTS do pessoal administrativo dos seus vários estabelecimentos, mas devem informar o pessoal vinculado a tomador ou a obra em GFIP com recolhimento ao FGTS não centralizado (códigos 150/907 ou 155/908) A geração de um único comprovante de entrega também não significa, necessariamente, que há centralização de recolhimentos do FGTS. A partir da versão 6.0, o SEFIP passou a gerar um único comprovante de recolhimento/declaração também para as GFIP com informação de t omador/obra, conforme abordaremos a seguir. 11- Quanto à centralização dos recolhimentos do FGTS, consultar o item 9 do Capítulo I e o subitem 2.1 do Capítulo III do Manual da GFIP para Usuários do SEFIP 6. INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 2

3 !"#$ % & 12- A empresa continua obrigada a entregar GFIP distinta para cada tomador ou para cada obra. 13- Como vimos acima, GFIP, em meio magnético, é composta pelo Comprovante de recolhimento/declaração E pela Relação dos Trabalhadores - RE. 14- As empresas que optam pelo recolhimento centralizado do FGTS devem informar a GFIP por ESTABELECIMENTO. E assim é feito, com apresentação de REC e de RE distinta para cada estabelecimento. Apenas o comprovante de entrega da GFIP é único. E continuamos dizendo que a GFIP é por estabelecimento. 15- O mesmo raciocínio pode ser aplicado para as GFIP que contenham informação de tomador de serviço ou obra de construção civil, a partir da versão 6.0 do SEFIP. Para um mesmo movimento, será gerado um único comprovante de recolhimento/declaração, englobando todos os tomadores/obras da empresa. No entanto, a RE continua distinta por tomador/obra, e o sistema passa a gerar a RET - Relação de Tomadores/Obras, que individualiza, por tomador/obra, os valores contidos no comprovante de recolhimento/declaração da GFIP. 16- Assim, quando solicitada a apresentação da GFIP dessas empresas com tomador/obra, elas devem apresentar: Comprovante de recolhimento/declaração + RE + RET. E dizemos que a GFIP é distinta por tomador/obra. Apenas o comprovante de recolhimento/declaração é único. A GFIP, conjunto de dados cadastrais, fatos geradores e outros de interesse do INSS, continua sendo apresentada por tomador/obra. 17- Quanto aos comprovantes de entrega da GFIP, consultar o item 11 do Capítulo I do Manual da GFIP. %'!"#$ % & GFIP DE EMPRESA CONSTRUTORA: DUAS OBRAS (EMPREITADA TOTAL e OBRA PRÓPRIA) - CÓD. REC. 155 Relatórios Páginas Comprovante de recolhimento da GFIP Relação de Tomador/Obra RET a 07 RE Obra Total a 10 RE Obra Própria a 13 RE do Fechamento Empresa e 15 OBS.: Estes relatórios serão emitidos para qualquer código de recolhimento com tomador de serviço ou obra de construção civil (códigos de recolhimento 130, 150, 155, 608, 907, 908, 909, 910 e 911). INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 3

4 MINISTERIO DO TRABALHO E EMPREGO - MTE MINISTERIO DA PREVIDENCIA E ASSISTENCIA SOCIAL - MPAS SEFIP TABELAS DATA: 02/04/2003 HORA: 09:45:06 GUIA DE RECOLHIMENTO DO FGTS E INFORMACOES A PREVIDENCIA SOCIAL - GFIP COMPROVANTE DE RECOLHIMENTO/DECLARACAO EMPRESA: CONSTRUTORA CONCRETO LTDA COD RECOLHIMENTO 155 ENDERECO: ID RECOLHIMENTO RUA DOS TIJOLOS 32 BAIRRO: PEDRAS BRANCAS CIDADE: CURITIBA IDENTIF EMPRESA CEP: UF: PR FONE:(041 ) TIPO ( 4 ) / FPAS: 507 COMPETENCIA 02/2003 OUTRAS ENTIDADES: 0079 SIMPLES: 1 QUANTIDADE DE TRABALHADORES: 5 DATA DE VALIDADE 07/03/2003 REMUNERACAO FGTS REMUN FGTS 8% 5.000,00 DEPOSITO + REMUN FGTS 2% 0,00 CONTRIB SOCIAL 425,00 REMUNERACAO INSS MENSAL 5.000,00 ENCARGOS 13o SALARIO 0,00 0,00 DECLARACAO PARA O INSS CONTRIB SEGURADOS DEVIDA : 550,00 CONTRIB SEGURADOS DESCONTADA: 550,00 TOTAL A RECOLHER 425,00 VALOR DEVIDO PREV SOCIAL : 1.990,00 **VALOR FGTS A RECOLHER ATE O DIA 07/03/2003** A partir da versão 6.1, o campo Contrib. Segurados descontada foi eliminado. A DECLARACAO DE DADOS CONSTANTES DESTA GFIP E DO ARQUIVO SEFIP CORRESPONDENTE, REFERENTES AO FGTS, A CONTRIBUICAO SOCIAL INSTITUIDA PELA LC No 110/2001, E/OU A CONTRIBUICAO PREVIDENCIARIA, EQUIVALE A CONFISSAO DE DIVIDA DOS VALORES DELA DECORRENTES E CONSTITUI(EM) CREDITO(S) PASSIVEL(IS) DE INSCRICAO EM DIVIDA ATIVA, NA AUSENCIA DO OPORTUNO RECOLHIMENTO, E CONSEQUENTE EXECUCAO JUDICIAL NOS TERMOS DA LEI No 6.830/80. ASSINATURA AUTENTICACAO MECANICA INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 4

5 PAG : 001/003 RELACAO DE TOMADOR/OBRA - RET EMPRESA: CONSTRUTORA CONCRETO LTDA INSCRICAO: / COD REC : 155 COMP : 02/2003 FPAS: 507 OUTRAS ENTIDADES: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR/OBRA : OBRA TOTAL INSCRICAO: LOGRADOURO BAIRRO CIDADE CEP UF Rua da Areia 65 Mina de Pedra Curitiba PR TOTAIS - REMUNERACAO INSS TOTAIS REM SEM 13o SALARIO REM SEM 13o SALARIO REM BASE DE CALC 13o SAL PREV SOC REM 13o SALARIO GPS-VL OUTRAS ENTIDADES GPS - VALOR INSS DEPOSITO CONTRIB SEGURADOS DEVIDA ENCARGOS FGTS CONTRIB SEG DESCONTADA CONTRIB SOCIAL VALOR DEVIDO PREV SOC ENCARGOS CONTRIB SOC TOTAL DE TRABALHADORES TOTAL A RECOLHER 3.000, ,00 0,00 0,00 174, ,00 240,00 330,00 0,00 330,00 15, ,00 0, ,00 A partir da versão 6.1, o campo Contrib. Seg. descontada foi eliminado. Os campos GPS VL Outras Entidades e GPS Valor INSS também não INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 5

6 PAG : 002/003 RELACAO DE TOMADOR/OBRA - RET EMPRESA: CONSTRUTORA CONCRETO LTDA INSCRICAO: / COD REC : 155 COMP : 02/2003 FPAS: 507 OUTRAS ENTIDADES: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR/OBRA : OBRA PROPRIA JARDIM TROPICAL INSCRICAO: LOGRADOURO BAIRRO CIDADE CEP UF RUA DOS JARDINS DAS FLORES CURITIBA PR TOTAIS - REMUNERACAO INSS TOTAIS REM SEM 13o SALARIO REM SEM 13o SALARIO REM BASE DE CALC 13o SAL PREV SOC REM 13o SALARIO GPS-VL OUTRAS ENTIDADES GPS - VALOR INSS DEPOSITO CONTRIB SEGURADOS DEVIDA ENCARGOS FGTS CONTRIB SEG DESCONTADA CONTRIB SOCIAL VALOR DEVIDO PREV SOC ENCARGOS CONTRIB SOC TOTAL DE TRABALHADORES TOTAL A RECOLHER 2.000, ,00 0,00 0,00 116,00 680,00 160,00 220,00 0,00 220,00 10,00 796,00 0, ,00 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 6

7 PAG : 003/003 RESUMO - RELACAO DE TOMADOR/OBRA - RET EMPRESA: CONSTRUTORA CONCRETO LTDA INSCRICAO: / COD REC : 155 COMP : 02/2003 FPAS: 507 OUTRAS ENTIDADES: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOTAIS DA GFIP TOTAIS - REMUNERACAO INSS TOTAIS REM SEM 13o SALARIO REM SEM 13o SALARIO REM BASE DE CALC 13o SAL PREV SOC REM 13o SALARIO GPS-VL OUTRAS ENTIDADES GPS - VALOR INSS DEPOSITO CONTRIB SEGURADOS DEVIDA ENCARGOS FGTS CONTRIB SEG DESCONTADA CONTRIB SOCIAL VALOR DEVIDO PREV SOC ENCARGOS CONTRIB SOC TOTAL DE TRABALHADORES TOTAL A RECOLHER 5.000, ,00 0,00 0,00 290, ,00 400,00 550,00 0,00 550,00 25, ,00 0, ,00 Estes valores do Resumo da RET são os mesmos que aparecem no Comprovante de Recolhimento/Declaração da GFIP. O código de barras e a data/hora de geração do arquivo são apresentados na RE, na RET e no Comprovante de Recolhimento/Declaração. INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 7

8 PAG : 0001 RELACAO DOS TRABALHADORES CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: 2208 FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: OBRA TOTAL INSCRICAO: NOME TRABALHADOR PIS/PASEP/CI ADMISSAO CAT OCOR DATA MOVIMENTACAO COD MOV REM SEM 13o SAL REM 13o SAL BASE CAL 13o SAL PREV SOC CONTRIB SEG DESCONTADA DEPOSITO JAM ADAO OBRA TOTAL /05/ ,00 0,00 0,00 110,00 80,00 0,00 BRENO OBRA TOTAL /07/ ,00 0,00 0,00 110,00 80,00 0,00 MARIO OBRA TOTAL /03/ ,00 0,00 0,00 110,00 80,00 0,00 TOTAIS DA EMPRESA/TOMADOR 3.000,00 0,00 0,00 330,00 240,00 0,00 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 8

9 PAG : 0002 RELACAO DOS TRABALHADORES CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP RESUMO DO FECHAMENTO - TOMADOR /OBRA COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: 2208 FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: OBRA TOTAL INSCRICAO: LOGRADOURO: RUA DOS TIJOLOS 32 BAIRRO: PEDRAS BRANCAS CIDADE: CURITIBA UF: PR CEP: CNAE FISCAL: CAT QUANT REMUNERACAO SEM 13o REMUNERACAO 13o BASE CAL PREV SOC BASE CAL 13o PREV SOC ,00 0, ,00 0,00 TOTAIS: ,00 0, ,00 0,00 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/2003 9

10 PAG : 0003 RESUMO DAS INFORMACOES A PREVIDENCIA SOCIAL CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: 2208 FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: OBRA TOTAL INSCRICAO: LOGRADOURO: RUA DOS TIJOLOS 32 BAIRRO: PEDRAS BRANCAS CIDADE: CURITIBA UF: PR CEP: TELEFONE: CNAE FISCAL: VALOR DEV PREV SOC CALCULADO SEFIP: 1.194,00 CONTRIB SEGURADOS - DEVIDA: 330,00 VALOR DEV PREV SOC COMP 13: 0,00 CONTRIB SEGURADOS - DESCONTADA: 330,00 SALARIO FAMILIA: 0,00 CONTRIB DESC SEGURADOS COMP 13: 0,00 SALARIO MATERNIDADE: 0,00 RECEITA EVENTO DESP/PATROCINIO: 0,00 COM PRODUCAO PJ: 0,00 COM PRODUCAO PF: 0,00 PERC DE ISENCAO DE FILANTROPIA: 0,00 VALOR PAGO COOP TRABALHO - SERV PRESTADOS: 0,00 VALOR DAS FATURAS EMITIDAS PARA O TOMADOR: 0,00 COMPENSACAO PERIODO INICIAL: PERIODO FINAL: foi eliminado. VALOR SOLICITADO: 0,00 VALOR COMPENSADO: 0,00 VALOR A COMPENSAR: 0,00 RETENCAO (LEI 9.711/98) VALOR INFORMADO: 0,00 VALOR COMPENSADO: 0,00 VALOR A COMPENSAR: 0,00 BASE DE CALCULO APOSENTADORIA ESPECIAL/OCORRENCIA 15 ANOS: 0,00 20 ANOS: 0,00 25 ANOS: 0,00 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE DE MOVIMENTACOES/CODIGOS H : 0 I1: 0 I2: 0 I3: 0 I4: 0 J : 0 K : 0 L : 0 M : 0 N1: 0 N2: 0 O1: 0 O2: 0 P1: 0 P2: 0 Q1: 0 Q2: 0 Q3: 0 Q4: 0 Q5: 0 Q6: 0 R : 0 S2: 0 S3: 0 U1: 0 U2: 0 U3: 0 W : 0 X : 0 Y : 0 Z1: 0 Z2: 0 Z3: 0 Z4: 0 Z5: 0 A partir da versão 6.1, o campo Contrib. Segurados Descontada INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/

11 PAG : 0004 RELACAO DOS TRABALHADORES CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: 2208 FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: OBRA PROPRIA JARDIM TROPICAL INSCRICAO: NOME TRABALHADOR PIS/PASEP/CI ADMISSAO CAT OCOR DATA MOVIMENTACAO COD MOV REM SEM 13o SAL REM 13o SAL BASE CAL 13o SAL PREV SOC CONTRIB SEG DESCONTADA DEPOSITO JAM CLAUDIR OBRA PROPRIA /03/ ,00 0,00 0,00 110,00 80,00 0,00 DANIEL OBRA PROPRIA /02/ ,00 0,00 0,00 110,00 80,00 0,00 TOTAIS DA EMPRESA/TOMADOR 2.000,00 0,00 0,00 220,00 160,00 0,00 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/

12 PAG : 0005 RELACAO DOS TRABALHADORES CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP RESUMO DO FECHAMENTO - TOMADOR /OBRA COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: 2208 FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: OBRA PROPRIA JARDIM TROPICAL INSCRICAO: LOGRADOURO: RUA DOS TIJOLOS 32 BAIRRO: PEDRAS BRANCAS CIDADE: CURITIBA UF: PR CEP: CNAE FISCAL: CAT QUANT REMUNERACAO SEM 13o REMUNERACAO 13o BASE CAL PREV SOC BASE CAL 13o PREV SOC ,00 0, ,00 0,00 TOTAIS: ,00 0, ,00 0,00 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/

13 PAG : 0006 RESUMO DAS INFORMACOES A PREVIDENCIA SOCIAL CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: 2208 FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: OBRA PROPRIA JARDIM TROPICAL INSCRICAO: LOGRADOURO: RUA DOS TIJOLOS 32 BAIRRO: PEDRAS BRANCAS CIDADE: CURITIBA UF: PR CEP: TELEFONE: CNAE FISCAL: VALOR DEV PREV SOC CALCULADO SEFIP: 796,00 CONTRIB SEGURADOS - DEVIDA: 220,00 VALOR DEV PREV SOC COMP 13: 0,00 CONTRIB SEGURADOS - DESCONTADA: 220,00 SALARIO FAMILIA: 0,00 CONTRIB DESC SEGURADOS COMP 13: 0,00 SALARIO MATERNIDADE: 0,00 RECEITA EVENTO DESP/PATROCINIO: 0,00 COM PRODUCAO PJ: 0,00 COM PRODUCAO PF: 0,00 PERC DE ISENCAO DE FILANTROPIA: 0,00 VALOR PAGO COOP TRABALHO - SERV PRESTADOS: 0,00 VALOR DAS FATURAS EMITIDAS PARA O TOMADOR: 0,00 COMPENSACAO PERIODO INICIAL: PERIODO FINAL: VALOR SOLICITADO: 0,00 VALOR COMPENSADO: 0,00 VALOR A COMPENSAR: 0,00 RETENCAO (LEI 9.711/98) VALOR INFORMADO: 0,00 VALOR COMPENSADO: 0,00 VALOR A COMPENSAR: 0,00 BASE DE CALCULO APOSENTADORIA ESPECIAL/OCORRENCIA 15 ANOS: 0,00 20 ANOS: 0,00 25 ANOS: 0,00 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE DE MOVIMENTACOES/CODIGOS H : 0 I1: 0 I2: 0 I3: 0 I4: 0 J : 0 K : 0 L : 0 M : 0 N1: 0 N2: 0 O1: 0 O2: 0 P1: 0 P2: 0 Q1: 0 Q2: 0 Q3: 0 Q4: 0 Q5: 0 Q6: 0 R : 0 S2: 0 S3: 0 U1: 0 U2: 0 U3: 0 W : 0 X : 0 Y : 0 Z1: 0 Z2: 0 Z3: 0 Z4: 0 Z5: 0 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/

14 PAG : 0007 RELACAO DOS TRABALHADORES CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP RESUMO DO FECHAMENTO - EMPRESA COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: INSCRICAO: LOGRADOURO: RUA DOS TIJOLOS 32 BAIRRO: PEDRAS BRANCAS CIDADE: CURITIBA UF: PR CEP: CNAE FISCAL: CAT QUANT REMUNERACAO SEM 13o REMUNERACAO 13o BASE CAL PREV SOC BASE CAL 13o PREV SOC ,00 0, ,00 0,00 TOTAIS: ,00 0, ,00 0,00 VALORES DO FGTS DATA DE RECOLHIMENTO ATE 07/03/2003 DEPOSITO FGTS ENCARGOS FGTS CONTRIB SOCIAL ENCARGOS CONTRIB SOCIAL TOTAL RECOLHER 400,00 0,00 25,00 0,00 425,00 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/

15 PAG : 0008 RESUMO DAS INFORMACOES A PREVIDENCIA SOCIAL CONSTANTES NO ARQUIVO SEFIP COMP: 02/2003 COD REC: 155 COD PGTO GPS: FPAS: 507 OUTRAS ENT: 0079 SIMPLES: 1 ALIQ RAT: 3,0 TOMADOR /OBRA: INSCRICAO: LOGRADOURO: RUA DOS TIJOLOS 32 BAIRRO: PEDRAS BRANCAS CIDADE: CURITIBA UF: PR CEP: TELEFONE: CNAE FISCAL: VALOR DEV PREV SOC CALCULADO SEFIP: 1.990,00 CONTRIB SEGURADOS - DEVIDA: 550,00 VALOR DEV PREV SOC COMP 13: 0,00 CONTRIB SEGURADOS - DESCONTADA: 550,00 SALARIO FAMILIA: 0,00 CONTRIB DESC SEGURADOS COMP 13: 0,00 SALARIO MATERNIDADE: 0,00 RECEITA EVENTO DESP/PATROCINIO: 0,00 COM PRODUCAO PJ: 0,00 COM PRODUCAO PF: 0,00 PERC DE ISENCAO DE FILANTROPIA: 0,00 VALOR PAGO COOP TRABALHO - SERV PRESTADOS: 0,00 VALOR DAS FATURAS EMITIDAS PARA O TOMADOR: 0,00 Estes valores do Resumo da RE são os mesmos que aparecem no Comprovante de Recolhimento/Declaração da GFIP e COMPENSACAO PERIODO INICIAL: PERIODO FINAL: VALOR SOLICITADO: 0,00 VALOR COMPENSADO: 0,00 VALOR A COMPENSAR: 0,00 RETENCAO (LEI 9.711/98) VALOR INFORMADO: 0,00 VALOR COMPENSADO: 0,00 VALOR A COMPENSAR: 0,00 BASE DE CALCULO APOSENTADORIA ESPECIAL/OCORRENCIA 15 ANOS: 0,00 20 ANOS: 0,00 25 ANOS: 0,00 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE: 0 QUANTIDADE DE MOVIMENTACOES/CODIGOS H : 0 I1: 0 I2: 0 I3: 0 I4: 0 J : 0 K : 0 L : 0 M : 0 N1: 0 N2: 0 O1: 0 O2: 0 P1: 0 P2: 0 Q1: 0 Q2: 0 Q3: 0 Q4: 0 Q5: 0 Q6: 0 R : 0 S2: 0 S3: 0 U1: 0 U2: 0 U3: 0 W : 0 X : 0 Y : 0 Z1: 0 Z2: 0 Z3: 0 Z4: 0 Z5: 0 INFORMATIVO 01/2003 Edição encerrada em 09/06/

MANUAL DA GFIP/SEFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 8

MANUAL DA GFIP/SEFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 8 PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO MANUAL DA GFIP/SEFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 8 ORIENTAÇÃO PARA PRESTAÇÃO DAS INFORMAÇÕES Atualização: 12/2006 AVISO

Leia mais

INFORMATIVO GFIP/SEFIP

INFORMATIVO GFIP/SEFIP PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS Diretoria de Receitas Previdenciárias DIREP Coordenação Geral de Arrecadação CGA Divisão de Gerenciamento de Declarações INFORMATIVO GFIP/SEFIP

Leia mais

DELEGACIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA VITÓRIA/ES. Novo Modelo da GFIP - Janeiro/2006 VITÓRIA, ES, JANEIRO/2006

DELEGACIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA VITÓRIA/ES. Novo Modelo da GFIP - Janeiro/2006 VITÓRIA, ES, JANEIRO/2006 DELEGACIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA VITÓRIA/ES Novo Modelo da GFIP - Janeiro/2006 Novo Modelo da GFIP 1 VITÓRIA, ES, JANEIRO/2006 Novo Modelo da GFIP I - INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE A GFIP 1 - GFIP - Guia

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA CAXIAS DO SUL/RS, DEZEMBRO/2005.

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA CAXIAS DO SUL/RS, DEZEMBRO/2005. MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA CAXIAS DO SUL/RS, DEZEMBRO/2005. 2 Disponível a partir da competência Novembro/2005. Obrigatório a partir de 01/02/2006 e para a competência

Leia mais

HISTÓRICO DAS VERSÕES DO SEFIP E DAS TABELAS AUXILIARES DO INSS

HISTÓRICO DAS VERSÕES DO SEFIP E DAS TABELAS AUXILIARES DO INSS HISTÓRICO DAS VERSÕES DO SEFIP E DAS TABELAS AUXILIARES DO INSS Os indicativos (número e data) da Versão SEFIP, Tabelas do INSS e Tabela de Índices do FGTS podem ser visualizados no Menu Principal do SEFIP,

Leia mais

INFORMATIVO GFIP/SEFIP

INFORMATIVO GFIP/SEFIP PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS Diretoria de Receitas Previdenciárias DIREP Coordenação Geral de Arrecadação CGA Divisão de Declarações INFORMATIVO GFIP/SEFIP Nº 003 SALÁRIO-MATERNIDADE

Leia mais

MANUAL DA GFIP/SEFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 8.4

MANUAL DA GFIP/SEFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 8.4 MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO MANUAL DA GFIP/SEFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 8.4 ORIENTAÇÃO PARA PRESTAÇÃO DAS INFORMAÇÕES Atualização: 10/2008 AVISO IMPORTANTE NO FECHAMENTO, O SEFIP

Leia mais

TIRA DÚVIDAS GFIP/SEFIP

TIRA DÚVIDAS GFIP/SEFIP PREVIDÊNCIA SOCIAL Ministério da Previdência Social - MPS Instituto Nacional do Seguro Social - INSS Diretoria de Receita Previdenciária DIREP Divisão de Gerenciamento de Declarações - DIGEDEC TIRA DÚVIDAS

Leia mais

Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social. GIFUG/CB - Gerência de Filial Administrar FGTS

Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social. GIFUG/CB - Gerência de Filial Administrar FGTS Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social CONTEXTO: Evolução da Versão (CAIXA / RFB) Obrigatoriedade (21/11/2008) Mudanças no SEFIP (Operacionalização) Mudanças na Arrecadação

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO BKR-Lopes, Machado Orientador Empresarial MATÉRIAS Salário-Maternidade Sistemática de Compensação e Atualização do Sistema SEFIP Versão

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR PRODUTOR RURAL PESSOA JURÍDICA. Receita Federal do Brasil

CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR PRODUTOR RURAL PESSOA JURÍDICA. Receita Federal do Brasil CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR Receita Federal do Brasil SEFIP/GFIP? Como declarar no SEFIP/GFIP a Receita da Comercialização Rural Versão 8.4 SENAR Previdência Rural CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR

Leia mais

ELABORAÇÃO DE GFIP OBRA DE CONSTRUÇÃO CIVIL PESSOA JURÍDICA

ELABORAÇÃO DE GFIP OBRA DE CONSTRUÇÃO CIVIL PESSOA JURÍDICA ELABORAÇÃO DE GFIP OBRA DE CONSTRUÇÃO CIVIL PESSOA JURÍDICA LEGISLAÇÃO Lei 8.212 de 24/07/91, com alterações estabelecidas pelas Leis 9.528/97 e 11.941/2009 Dispõe sobre a exigência de entrega de GFIP

Leia mais

Problemas ao gerar SEFIP x Soluções

Problemas ao gerar SEFIP x Soluções Problemas ao gerar SEFIP x Soluções 1. Orientações cadastrais... 3 1.1. Empresas usuárias... 3 1.2. Departamentos... 3 1.2.1. SEFIP com o código 115 ou 905... 3 1.2.2. SEFIP com o código 150 ou 907...

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL DO SEFIP PLATAFORMA GRÁFICA

ROTEIRO OPERACIONAL DO SEFIP PLATAFORMA GRÁFICA ROTEIRO OPERACIONAL DO SEFIP PLATAFORMA GRÁFICA ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...4 2. REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SEFIP...5 3. INICIANDO O SEFIP...7 4. IMPORTAÇÃO DE ARQUIVO DE FOLHA...8 4.1 IMPORTAÇÃO DO ARQUIVO

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Apresentamos nos capítulos abaixo as orientações para a utilização do sistema:

APRESENTAÇÃO. Apresentamos nos capítulos abaixo as orientações para a utilização do sistema: Manual de Preenchimento Aplicativo Cliente - GRRF Versão 2.0.2 APRESENTAÇÃO O Sistema GRRF Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS foi elaborado com o propósito de agilizar o processamento dos recolhimentos

Leia mais

RSN Administrar FGTS/RJ

RSN Administrar FGTS/RJ RSN Administrar FGTS/RJ Índice Legislação Vigente Evolução Procedimental Percentuais Guias em utilização recolhimento regular SEFIP 8.4 - Importação de Folha e Entrada de dados SEFIP 8.4 - Dados do Movimento

Leia mais

Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 11/04/2011. 1 - INTRODUÇÃO. nº 123/2006, com a redação dada pela Lei Complementar nº 128/2008.

Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 11/04/2011. 1 - INTRODUÇÃO. nº 123/2006, com a redação dada pela Lei Complementar nº 128/2008. Trabalhistas MICROEMPREENDEDOR - Alterações INDIVIDUAL - MEI - Aspectos Previdenciários e Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 11/04/2011. Sumário: 12 Conceito Introdução 3.1 - Tributação

Leia mais

LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO. Manual de Especificação

LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO. Manual de Especificação Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social - SEFIP LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO Manual de Especificação - 1 - ÍNDICE INTRODUÇÃO Sobre o SEFIP 03 Base de Incidência 04 Requisitos

Leia mais

SEFIP SISTEMA EMPRESA DE RECOLHIMENTO DO FGTS E INFORMAÇÕES À PREVIDÊNCIA SOCIAL (CONECTIVIDADE SOCIAL) O que é

SEFIP SISTEMA EMPRESA DE RECOLHIMENTO DO FGTS E INFORMAÇÕES À PREVIDÊNCIA SOCIAL (CONECTIVIDADE SOCIAL) O que é SEFIP SISTEMA EMPRESA DE RECOLHIMENTO DO FGTS E INFORMAÇÕES À PREVIDÊNCIA SOCIAL (CONECTIVIDADE SOCIAL) O que é SEFIP (Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social) é um aplicativo

Leia mais

1. Cadastro de Empresas

1. Cadastro de Empresas Empregado Doméstico 1. Cadastro de Empresas... 2 1.1. Tela Básico... 2 1.2. Tela Folhamatic... 3 2. Cadastro de Funcionários... 3 2.1. Tela Dados... 4 2.2. Tela Ident. Adm.... 5 2.3. Tela Documentos...

Leia mais

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMPREENDEDOR INDIVIDUAL Oportunidade de regularização para os empreendedores individuais, desde a vendedora de cosméticos, da carrocinha de cachorro-quente ao pipoqueiro. 2 Empresas em geral Microempresas

Leia mais

Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão...

Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão... Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão...2 1.5.O que deverá ser informado na SEFIP...3 1.6. Ausência

Leia mais

Desoneração da Folha AC Pessoal

Desoneração da Folha AC Pessoal Desoneração da Folha AC Pessoal É uma medida governamental voltada para o crescimento da produção: o governo está eliminando a atual contribuição previdenciária sobre a folha e adotando uma nova contribuição

Leia mais

1. Cadastro de Empresas

1. Cadastro de Empresas Religioso 1. Cadastro de Empresas... 2 1.1. Tela Básico... 2 1.2. Tela Folhamatic... 3 2. Eventos... 3 3. Cadastro de Funcionários... 4 3.1. Tela Dados... 5 3.2. Tela Ident. Adm.... 6 3.3. Tela Outros...

Leia mais

Agenda de Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Janeiro de 2015

Agenda de Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Janeiro de 2015 Agenda de Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Janeiro de 2015 Dia: 07/01/2015 Pagamento de Salários Pagamento mensal de salários até o 5º dia útil. Fundamento: 1º do art. 459 e art. 465, ambos da

Leia mais

SEFIP OBRAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL

SEFIP OBRAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL SEFIP OBRAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL ÍNDICE: 1. Tipo de Obras 2. Tomador de Serviço e o Prestador de Serviço (Definição e Obrigação) 3. Obra executada por Construtora empreitada total 4. Obra executada por

Leia mais

GPS Guia da Previdência Social

GPS Guia da Previdência Social GPS Guia da Previdência Social O preenchimento desta guia precisa de um conhecimento da legislação pois alguns campos dependem de cálculos a serem feitos e estes cálculos são em cima de valores encontrados

Leia mais

Menu Diversos. S E F I P (em disquete) Exportação de dados para o programa SEFIP

Menu Diversos. S E F I P (em disquete) Exportação de dados para o programa SEFIP S E F I P (em disquete) Exportação de dados para o programa SEFIP Esta rotina exporta informações para o programa Sefip. Todas as informações serão exportadas e nenhum dado deverá ser preenchido manualmente.

Leia mais

Índice. Apresentação... 03. Por que contribuir para o SEST/SENAT... 03. Contribuintes do SEST/SENAT... 03. Como contribuir ao SEST/SENAT...

Índice. Apresentação... 03. Por que contribuir para o SEST/SENAT... 03. Contribuintes do SEST/SENAT... 03. Como contribuir ao SEST/SENAT... Índice Apresentação... 03 Por que contribuir para o SEST/SENAT... 03 Contribuintes do SEST/SENAT... 03 Como contribuir ao SEST/SENAT... 04 Alíquotas das Contribuições e Vencimentos... 04 Formas de Contribuição...

Leia mais

EXACTUS SOFTWARE LTDA

EXACTUS SOFTWARE LTDA Instruções para Geração do 13º Salário EXACTUS SOFTWARE LTDA SISTEMA - WINNER Edição 2009 Página 1 de 24 Londrina Paraná Edição 10/2009 COPYRIGHT Todos os direitos são reservados à Exactus Software Ltda.

Leia mais

FGTS para as empresas. Fórum Trabalhista - 24/01/2013 Realização Sescon-RJ

FGTS para as empresas. Fórum Trabalhista - 24/01/2013 Realização Sescon-RJ FGTS para as empresas Fórum Trabalhista - 24/01/2013 Realização Sescon-RJ Roteiro Conectividade Social Regularizações Individualização Cadastral Parcelamento CRF Novo Modelo de TRCT Legislação do FGTS

Leia mais

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009.

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009. M.E.I. (Micro empreendedor Individual) Lei Complementar numero 128 de 19 de dezembro de 2008. Considera-se MEI o empresário individual a que se refere o art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002

Leia mais

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- GFIP - SEFIP 8.40 (22/03/202) TABELAS 35.0 (/0/206) EMPRESA: COMPROVANTE DE DECLARAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES A RECOLHER À PREVIDÊNCIA SOCIAL E A OUTRAS ENTIDADES E FUNDOS POR FPAS EMPRESA Nº ARQUIVO: Dsebv9N5P30000-3

Leia mais

SEFIP - SISTEMA EMPRESA DE RECOLHIMENTO AO FGTS E INFORMAÇÕES À PREVIDÊNCIA SOCIAL ROTEIRO OPERACIONAL

SEFIP - SISTEMA EMPRESA DE RECOLHIMENTO AO FGTS E INFORMAÇÕES À PREVIDÊNCIA SOCIAL ROTEIRO OPERACIONAL SEFIP - SISTEMA EMPRESA DE RECOLHIMENTO AO FGTS E INFORMAÇÕES À PREVIDÊNCIA SOCIAL ROTEIRO OPERACIONAL 1 1. INTRODUÇÃO... 4 2. REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SEFIP... 5 3. INICIANDO O SEFIP... 6 4. IMPORTAÇÃO

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

O que é o Parcelamento de Débitos do FGTS. Débitos que podem ser parcelados. Onde solicitar o Parcelamento. Versão I 19/08/2013 2

O que é o Parcelamento de Débitos do FGTS. Débitos que podem ser parcelados. Onde solicitar o Parcelamento. Versão I 19/08/2013 2 GIFUG/FL RECUPERAR CRÉDITOS PARCELAMENTO FGTS GUIA DE ORIENTAÇÕES AO EMPREGADOR O que é o Parcelamento de Débitos do FGTS O Parcelamento do FGTS é uma alternativa de liquidação de débitos concedida aos

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

FGTS Manual de Orientações Retificação de Dados, Transferência de Contas Vinculadas e Devolução de Valores Recolhidos a Maior

FGTS Manual de Orientações Retificação de Dados, Transferência de Contas Vinculadas e Devolução de Valores Recolhidos a Maior FGTS Manual de Orientações Retificação de Dados, Transferência de Contas Vinculadas e Devolução de Valores Recolhidos a Maior 1 Apresentação O Manual de Orientação ao Empregador Retificação de Dados, Transferência

Leia mais

Agenda Tributária: de 06 a 12 de Março de 2014

Agenda Tributária: de 06 a 12 de Março de 2014 Agenda Tributária: de 06 a 12 de Março de 2014 Dia: 06 SP - Transmissão Eletrônica de Dados - Operações Interestaduais com Combustíveis - Importador O contribuinte importador de combustíveis deverá entregar,

Leia mais

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social.

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Documentos que possuem validade fiscal perante o fisco

Leia mais

FGTS Manual de Orientações Retificação de Dados, Transferência de Contas Vinculadas e Devolução de Valores Recolhidos a Maior

FGTS Manual de Orientações Retificação de Dados, Transferência de Contas Vinculadas e Devolução de Valores Recolhidos a Maior FGTS Manual de Orientações Retificação de Dados, Transferência de Contas Vinculadas e Devolução de Valores Recolhidos a Maior 1 Apresentação O Manual de Orientação ao Empregador - Retificação de Dados,

Leia mais

3. Procedimento para emissão de Guia de Retenção Previdenciária

3. Procedimento para emissão de Guia de Retenção Previdenciária 1. Objetivo Este documento tem por objetivo orientar na realização da Folha de Pagamento de Autônomos do Ministério Público e do Fundo de Modernização e Aprimoramento Funcional do Ministério Público do

Leia mais

Previdência. Rural. Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR SENAR PERNAMBUCO. Atualização Agosto de 2013

Previdência. Rural. Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR SENAR PERNAMBUCO. Atualização Agosto de 2013 Previdência Rural? Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR SENAR PERNAMBUCO Atualização Agosto de 2013 ATUALIZAÇÃO 2013 Alterações introduzidas pela IN/RFB Nº 971, de 13 de novembro 2009

Leia mais

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial.

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial. LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a instrução normativa/inss/dc nº 89 de 11/06/2003 e a Lei nº 10.666 de 08/05/2003

Perguntas e respostas sobre a instrução normativa/inss/dc nº 89 de 11/06/2003 e a Lei nº 10.666 de 08/05/2003 Perguntas e respostas sobre a instrução normativa/inss/dc nº 89 de 11/06/2003 e a Lei nº 10.666 de 08/05/2003 01 De que trata a Instrução Normativa 89? A IN 89 trata da contribuição adicional para financiamento

Leia mais

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI - Aspectos Previdenciários e Trabalhistas - Alterações

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI - Aspectos Previdenciários e Trabalhistas - Alterações MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI - Aspectos Previdenciários e Trabalhistas - Alterações Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 20/08/2014. Sumário: 1 - Introdução 2 - Conceito 3 - Opção

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Orientador Empresarial ORIENTAÇÕES PREVIDÊNCIA SOCIAL RETENÇÃO PREVIDENCIÁRIA COMPENSAÇÃO E RESTITUIÇÃO DE VALORES RETIDOS NAS CESSÕES

Leia mais

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária Versão 01 - Página 1/10 1. Objetivo Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária. 2. Aplicação Esta instrução aplica-se a emissão de todas as guias de retenções

Leia mais

Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria

Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria 1. Empresas usuárias... 2 1.1. Cadastro de empresas... 2 2.1. Cadastro de funcionários... 3 3. Departamentos... 4 3.1. Cadastro

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL 1 / 13 Lançamento...: Provisão da Folha dos Empregados 368 Salários e Ordenados 337 Provisão Folha ref. 25 ADICIONAL NOTURNO (INFOR) 201 Responsabilidade Profissional 11 HORAS AFAST.C/DIR.INTEGR

Leia mais

FGTS Manual de Orientações Recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais

FGTS Manual de Orientações Recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais FGTS Manual de Orientações Recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais SUMÁRIO DA NORMA 1 CAPITULO I - FGTS RECOLHIMENTO MENSAL E RESCISÓRIO,5 1.1 FGTS - RECOLHIMENTO MENSAL,5

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tributos Microempreendedor Individual (MEI)

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tributos Microempreendedor Individual (MEI) 04/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1 Contratação de Empregado... 7 3.2 Cessão ou Locação de Mão-de-Obra... 7

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 O que é esocial? É o projeto de escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 2.0 21/10/2015 Alterações em relação à versão anterior Alterado: itens 11, 13, 22, 29, 30, 33, 34, 40, 45, 47 e 50 Incluído: itens 12, 14, 15,

Leia mais

RECIBO DE PAGAMENTO A AUTÔNOMO

RECIBO DE PAGAMENTO A AUTÔNOMO RECIBO DE PAGAMENTO A AUTÔNOMO Como contratar um serviço de Autônomo? O Autônomo é definido por duas formas: 1. Aquele que presta serviço em caráter eventual, em uma ou mais empresas sem relação de emprego;

Leia mais

Estabelece procedimentos pertinentes aos recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais.

Estabelece procedimentos pertinentes aos recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais. Circular CAIXA nº 548, de 19.04.2011 - DOU 1 de 20.04.2011 Estabelece procedimentos pertinentes aos recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais. A Caixa Econômica Federal -

Leia mais

Desoneração de Folha no Persona Gold

Desoneração de Folha no Persona Gold Desoneração de Folha no Persona Gold O que é a desoneração de Folha de Pagamento? A desoneração da folha de pagamento é constituída de duas medidas complementares. Em primeiro lugar, o governo está eliminando

Leia mais

Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa?

Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa? Como o esocial muda o dia a dia da sua empresa? SISTEMA HUMANUS DE GESTÃO DE RH O QUE É O ESOCIAL? O esocial é um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação

Leia mais

ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS. ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS)

ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS. ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) 1689/2015 - Sexta-feira, 20 de Março de 2015 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região 1 ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho

Leia mais

1. MANUAL DA GFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 6

1. MANUAL DA GFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 6 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO 1. MANUAL DA GFIP PARA USUÁRIOS DO SEFIP 6 ORIENTAÇÃO SOBRE AS INFORMAÇÕES PRESTADAS NA GFIP Aprovado pela IN INSS/DC n 107, de 22/04/2004. ÍNDICE 2 ÍNDICE...2 APRESENTAÇÃO...7

Leia mais

CIRCULAR Nº 024/2003 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A INSTRUÇÃO NORMATIVA/INSS/ DC Nº 89 DE 11/06/2003 E A LEI Nº 10.

CIRCULAR Nº 024/2003 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A INSTRUÇÃO NORMATIVA/INSS/ DC Nº 89 DE 11/06/2003 E A LEI Nº 10. São Paulo, 21 de Agosto de 2003 DE: MÁRCIO FERNANDES DA COSTA PARA: ASSOCIADOS CIRCULAR Nº 024/2003 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A INSTRUÇÃO NORMATIVA/INSS/ DC Nº 89 DE 11/06/2003 E A LEI Nº 10.666 DE 08/05/2003

Leia mais

27 e 28/05/2013 - Brasília DF - SEFIP VERSÃO 8.4 NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E CONECTIVIDADE SOCIAL ICP. Apresentação. Objetivo.

27 e 28/05/2013 - Brasília DF - SEFIP VERSÃO 8.4 NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E CONECTIVIDADE SOCIAL ICP. Apresentação. Objetivo. Apresentação O treinamento visa levar aos participantes as informações sobre como obter o certificado digital ICP, qual tipo de certificado necessário, como outorgar procurações eletrônicas, como enviar

Leia mais

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010 1 CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010 Dia 06-10-2010 (Quarta-feira): SALÁRIOS Todos os empregadores, assim definidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Fato

Leia mais

? Como contribuir para Previdência Social e para o

? Como contribuir para Previdência Social e para o EXPORTAÇÃO? Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR SENAR PERNAMBUCO Atualização Agosto de 2013 ATUALIZAÇÃO 2013 Alterações introduzidas pela IN/RFB Nº 971, de 13 de novembro 2009 Apresentação

Leia mais

esocial Informações e Orientações Atualizadas

esocial Informações e Orientações Atualizadas esocial Informações e Orientações Atualizadas Conceito e Objetivos do esocial O esocial é uma ação conjunta destes órgãos e entidades do governo federal: Caixa Econômica Federal Instituto Nacional do Seguro

Leia mais

EMPREGADORES COM MATRÍCULA CEI CADASTRO DA MATRÍCULA NO CEI

EMPREGADORES COM MATRÍCULA CEI CADASTRO DA MATRÍCULA NO CEI EMPREGADORES COM MATRÍCULA CEI CADASTRO DA MATRÍCULA NO CEI Inicialmente, cabe informar que a Matrícula CEI, de acordo com o artigo 17 da Instrução Normativa RFB nº 971/09, é considerada como cadastro

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO WDP DEPARTAMENTO DE PESSOAL

APOSTILA PARA O CURSO WDP DEPARTAMENTO DE PESSOAL Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para tornar nossos

Leia mais

RELAÇÃO DE ERROS E ALERTAS As tabelas a seguir, relacionam os erros e alertas adotados pelo Sistema de Notas Fiscais Eletrônicas NFS-e.

RELAÇÃO DE ERROS E ALERTAS As tabelas a seguir, relacionam os erros e alertas adotados pelo Sistema de Notas Fiscais Eletrônicas NFS-e. RELAÇÃO DE ERROS E ALERTAS As tabelas a seguir, relacionam os erros e alertas adotados pelo Sistema de Notas Fiscais Eletrônicas NFS-e. RELAÇÃO DE ERROS Novos erros para suporte às regras dos municípios,

Leia mais

Agenda Tributária: de 07 a 13 de maio de 2015

Agenda Tributária: de 07 a 13 de maio de 2015 Agenda Tributária: de 07 a 13 de maio de 2015 Dia: 07 CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados Envio ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) da relação das admissões, demissões e transferências

Leia mais

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Conceito de EFD-Social O (EFD-Social) é um projeto do governo federal que visa a unificação das obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias

Leia mais

1. Cadastro de Funcionários

1. Cadastro de Funcionários Autônomo 1. Cadastro de Funcionários... 2 1.1. Tela Dados... 2 1.2. Tela Ident. Adm.... 3 1.3. Tela Outros... 4 2. Eventos dos Autônomos... 5 3. Digitação... 6 4. Autônomo Transportador (Carreteiro)...

Leia mais

VERITAE CURSO ESPECIAL. FOLHA DE PAGAMENTO, MANAD-Manual de Arquivos Digitais e GFIP na Prática

VERITAE CURSO ESPECIAL. FOLHA DE PAGAMENTO, MANAD-Manual de Arquivos Digitais e GFIP na Prática Divulgação VERITAE CURSO ESPECIAL Cursos/RJ/Junho/2010 FOLHA DE PAGAMENTO, MANAD-Manual de Arquivos Digitais e GFIP na Prática Aspectos Legais, Econômicos e Operacionais CARGA HORÁRIA: 24 horas/aula PÚBLICO

Leia mais

INDIVIDUALIZAÇÃO DE VALORES COM O REMAG 4.2.2

INDIVIDUALIZAÇÃO DE VALORES COM O REMAG 4.2.2 INDIVIDUALIZAÇÃO DE VALORES COM O REMAG 4.2.2 ATENÇÃO: Para sistema operacional Windows XP, é recomendado a instalação prévia do SEFIP 5.4, pois esse procedimento realiza as configurações que o REMAG também

Leia mais

INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0

INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0 INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0 I Acesso ao Sistema 1 - Como acessar o sistema 2 - Username e Password II Visão Geral 1 - Tela Principal 2 - Cadastros 3 -

Leia mais

# CAMPO MOTIVO REFERÊNCIA LEGAL Cadastro da empresa (Tabela S-1000) Número de inscrição do contribuinte, CNPJ ou CPF # Campo Motivo

# CAMPO MOTIVO REFERÊNCIA LEGAL Cadastro da empresa (Tabela S-1000) Número de inscrição do contribuinte, CNPJ ou CPF # Campo Motivo ANEXO I 49 # CAMPO MOTIVO REFERÊNCIA LEGAL Cadastro da empresa (Tabela S-1000) Número de inscrição do contribuinte, CNPJ ou CPF # Campo Motivo 19-25 Informações de identificação do empregador (5) A partir

Leia mais

b) agrupados, por categoria, os segurados empregado, trabalhador avulso e contribuinte individual;

b) agrupados, por categoria, os segurados empregado, trabalhador avulso e contribuinte individual; Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro de 2009 DOU de 17.11.2009 O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 261 do Regimento Interno

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 Desde 1987 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

Recursos Humanos. Encargos Sociais. Comparação de cálculos e encargos na várias formas de contratação. Encargos Sociais e Trabalhistas

Recursos Humanos. Encargos Sociais. Comparação de cálculos e encargos na várias formas de contratação. Encargos Sociais e Trabalhistas Recursos Humanos Prof. Rafael Beluzzo Comparação de cálculos e encargos na várias formas de contratação e Trabalhistas Taxas e contribuições pagas pelo empregador para financiamento das políticas públicas

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS Data Vencimento 07 (quinta-feira) 15 Obrigação Salário- Maternidade Salário-Família Folha de Pagamento Código Receita 1007 1163 Fato Gerador e Fundamento Legal Parto e aborto espontâneo, conforme certidão

Leia mais

Uma marca global, para uma empresa com serviços globais!

Uma marca global, para uma empresa com serviços globais! Uma marca global, para uma empresa com serviços globais! Quem somos? Fundada em 1998 em Curitiba, a Executiva é focada em soluções na área de Recursos Humanos, mais especificamente em Outsourcing de Processos

Leia mais

TREINAMENTO APOSTILA PARA O SISTEMA PACK STUDENT D E PA R TAM E N T O D E P E S S O A L

TREINAMENTO APOSTILA PARA O SISTEMA PACK STUDENT D E PA R TAM E N T O D E P E S S O A L TREINAMENTO Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para

Leia mais

Estabelece procedimentos pertinentes aos recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais.

Estabelece procedimentos pertinentes aos recolhimentos Mensais e Rescisórios ao FGTS e das Contribuições Sociais. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Vice-Presidência de Fundos de Governo e Loterias Superintendência Nacional do Fundo de Garantia CIRCULAR CAIXA Nº. 548, 20 DE ABRIL DE 2011 Estabelece procedimentos pertinentes

Leia mais

Código: Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Diretoria de Administração. Orientação Normativa

Código: Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Diretoria de Administração. Orientação Normativa Versão: 1/2007 Nome: para recolhimento de tributos previdenciários e IR I Introdução: Devido às dúvidas originadas por várias unidades da Fiocruz no que se refere ao recolhimento de Tributos Previdenciários

Leia mais

EDITAL Nº 52/2014 CHAMAMENTO PARA INSCRIÇÃO CURSO SOBRE RETENÇÃO DO INSS DE 11% PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA COM ÊNFASE AS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL

EDITAL Nº 52/2014 CHAMAMENTO PARA INSCRIÇÃO CURSO SOBRE RETENÇÃO DO INSS DE 11% PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA COM ÊNFASE AS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL EDITAL Nº 52/2014 CHAMAMENTO PARA INSCRIÇÃO CURSO SOBRE RETENÇÃO DO INSS DE 11% PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA COM ÊNFASE AS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL 1. OBJETIVO DO CURSO Propiciar conhecimento sobre a

Leia mais

O esocial e os desafios junto à fiscalização previdenciária, trabalhista e tributária. Necessidade de organização e consequências previsíveis.

O esocial e os desafios junto à fiscalização previdenciária, trabalhista e tributária. Necessidade de organização e consequências previsíveis. O esocial e os desafios junto à fiscalização previdenciária, trabalhista e tributária. Necessidade de organização e consequências previsíveis. Renan Cesco de Campos VIII Fórum de Relações Trabalhistas

Leia mais

Exercício 1. Movimento no Mês. Descrição. b) Qual o Valor da Receita Bruta Desonerada, para fins de determinação do fator de compensação na SEFIP?

Exercício 1. Movimento no Mês. Descrição. b) Qual o Valor da Receita Bruta Desonerada, para fins de determinação do fator de compensação na SEFIP? Exercício 1 Objeto Social da Empresa "A": Elaboração de programas de computador (softwares), consultoria em tecnologia da informação, representação comercial de softwares de terceiros prontos para uso,

Leia mais

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015 2015 NOVEMBRO/2015 Sumário 1. O que é, porque é pago, quando é pago, quem tem direito?... Erro! Indicador não definido. 1.1 Conceito 1.2 Base de Calculos 1.3 Pagamento das Parcela 2. Calculos no Protheus...

Leia mais

Neste bip. Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho. Você Sabia? edição 26 Outubro de 2012

Neste bip. Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho. Você Sabia? edição 26 Outubro de 2012 Neste bip Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho... Novo Documento para Cadastro de Trabalhador... 2 Tomador de Serviços... 2 Lançamento de Créditos Anteriores - EFD Contribuições...

Leia mais

SEFIP/GFIP Versão 8.4

SEFIP/GFIP Versão 8.4 SEFIP/GFIP Versão 8.4 Instrutor: Johnatan Abreu Agosto de 2010 Página 1 Índice INTRODUÇÃO... 4 A IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO... 4 A EVOLUÇÃO DA INFORMAÇÃO.... 4 CAPITULO 1 HISTÓRICO... 5 1. HISTÓRIA DAS

Leia mais

Protocolo de Informações De Arrecadação

Protocolo de Informações De Arrecadação Protocolo de Informações De Arrecadação Protocolo GPS GPS Emenda 18 Seção I Registro de Alterações Atualizado em 01/03/2007 GPS_Emenda18.pdf Seção I - GPS Página 1 / 31 DATA SITUAÇÃO FOLHA 01/03/2007 01/03/2007

Leia mais

Impactos do esocial. Projeto multidisciplinar. Impactos. Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015)

Impactos do esocial. Projeto multidisciplinar. Impactos. Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015) Impactos do esocial Impactos Substituição da GFIP e MANAD (RAIS, CAGED e DIRF prevista para 2015) Disponibilização da DCTF Web PER/DCOMP como meio para compensações após a extinção da GFIP Projeto multidisciplinar

Leia mais

03/05/2015. Entendendo o esocial

03/05/2015. Entendendo o esocial Entendendo o esocial 1 O que é o esocial O esocialé o instrumento de unificação da prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade

Leia mais

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético)

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético) Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento Esta opção é responsável pela emissão da Folha de Pagamento dos funcionários com movimentação. A impressão poderá ser configurada com separações

Leia mais

Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 1ª RF

Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 1ª RF Fls. 1 Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 1ª RF Solução de Consulta Interna nº 1 Data 15 de junho de 2012 Origem DIFIS/SRRF01 (e processo nº 10166.725012/2012 53) Assunto: Contribuições

Leia mais

Memorando Construção Civil e Instalações

Memorando Construção Civil e Instalações Memorando Construção Civil e Instalações Desoneração da Folha de Pagamento Setembro de 2013 Publicada em 19 de julho, a nova Lei nº 12.844, alterando a Lei nº 12.546, ampliou de forma definitiva o rol

Leia mais

Desoneração sobre folha de pagamento

Desoneração sobre folha de pagamento Desoneração sobre folha de pagamento Luciana Lupinucci Agosto/2015 Qual o conceito de contribuição patronal? Em regra, as empresas possuem os seguintes encargos previdenciários (INSS patronal), incidentes

Leia mais

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer????

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer???? Fevereiro de 2014 O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda E agora, o que tenho que fazer???? O QUE É AFINAL? Componente do SPED (Sistema Público de

Leia mais