AULA 2. Analise do ambiente. Planejamento estratégico

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AULA 2. Analise do ambiente. Planejamento estratégico"

Transcrição

1 Analise do ambiente AULA 2 ASSUNTO: Análise do ambiente é o processo de monitoramento do ambiente organizacional para identificar as oportunidades e os riscos atuais e futuros que podem vir a influenciar a capacidade das empresas de atingir suas metas. Se usada adequadamente, pode ajudar a garantir o sucesso da organização. Bibliografia: Administração Estratégica: Planejamento e Implantação da Estratégia SAMUEL C. CERTO & J. P. PETER PROF. EDSON REZENDE Planejamento estratégico

2 COMPONENTES DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 1. CARACTERIZAÇÃO DO NEGÓCIO MISSÃO Competência Essencial FATORES-CHAVE DE SUCESSO EXTERNAS VARIÁVEIS CRÍTICAS INTERNAS 2. ANÁLISE ESTRATÉGICA ANÁLISE AMBIENTAL EXTERNA (COMPORTAMENTO DAS VARIÁVEIS) ANÁLISE AMBIENTAL INTERNA (SITUAÇÃO QUANTO ÀS VARIÁVEIS) CENÁRIO SETORIAL OPORTUNIDADES AMEAÇAS ANÁLISES COMPLEMENTARES Setor (industry) Concorrência Mercado CAPACITAÇÃO POTENCIALIDADES FRAGILIDADES 3. FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA OBJETIVOS ESTRATÉGIAS AÇÕES ESTRATÉGICAS DIRETRIZES PLANO DE AÇÕES (ORÇAMENTO) HORIZONTE DE PLANEJAMENTO Fundamentos da análise do ambiente Definição e base lógica Propósito da análise do ambiente Papéis da análise do ambiente Papéis da análise do ambiente nas organizações

3 Avaliação do processo de análise do ambiente As atividades de análise ambiental são realizadas nas organizações para ajudálas a atingir suas metas de modo efetivo e eficiente. Assim, a análise ambiental bemsucedida é: Conceitual e ligada às atividades de planejamento Exige informações para a alta administração Deve ser apoiada pela alta administração É efetuada por pessoas que têm habilidades de estrategista Fundamentos da análise do ambiente FATORES-CHAVE DE SUCESSO VARIÁVEIS AMBIENTAIS CRÍTICAS EXTERNAS COMPORTAMENTO FUTURO GERA OPORTUNIDADES AMEAÇAS (Cenário Setorial) INTERNAS SITUAÇÃO ATUAL CARACTERIZA POTENCIALIDADES FRAGILIDADES (Capacitação)

4 Ambientes da organização O ambiente de uma organização é geralmente dividido em três níveis: geral, operacional e interno. A organização, os níveis de seu ambiente e os componentes desses níveis. Os ambientes Geral Componentes: econômico, social, político, legal e tecnológico Operacional Componentes: cliente, concorrência, mão-de-obra, fornecedor, internacional Interno É o nível de ambiente da organização. Estão mais facilmente perceptíveis e controláveis.

5 Diretrizes para a execução de uma análise do ambiente Determinar a relevância dos níveis ambientais das questões estratégicas Utilização de técnicas de análise do ambiente (ferramentas) - Exame do ambiente - Análise de oportunidades e riscos - Previsão ambiental EMPRESA MERCADO A MATRIZ SWOT REPRESENTA UM PROCESSO DINÂMICO ONDE OS QUADRANTES PODEM SER MODIFICADOS POR AJUSTES INTERNOS NA EMPRESA e AÇÕES DAS FORÇAS DE MERCADO

6 Análise do Ambiente As tomadas de decisões e o planejamento dependem de como a análise ambiental é conduzida A análise do ambiente é um esforço progressivo Dados vs. Informações Análise Interna Forças Fraquezas Análise Externa Oportunidades Ameaças AS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS BÁSICAS Barreiras de Entrada ENTRANTES POTENCIAIS AMEAÇA DE NOVOS ENTRANTES (Michael E. Porter) FORNECEDORES CONCORRENTES NO RAMO COMPRADORES PODER DE BARGANHA DOS FORNECEDORES RIVALIDADE ENTRE EMPRESAS PODER DE BARGANHA DOS COMPRADORES AMEAÇA DE PRODUTOS E SERVIÇOS SUBSTITUTOS Barreiras de Saída SUBSTITUTOS

7 BARREIRAS E LUCRATIVIDADE BARREIRAS DE ENTRADA ALTAS BAIXAS RETORNOS ALTOS E ESTÁVEIS RETORNOS BAIXOS E ESTÁVEIS BAIXAS RETORNOS ALTOS E ARRISCADOS RETORNOS BAIXOS E ARRISCADOS ALTAS BARREIRAS DE SAÍDA CONTEXTO ONDE A ESTRATÉGIA É FORMULADA (Michael E. Porter) POTENCIALIDADES E FRAGILIDADES DA EMPRESA AMEAÇAS E OPORTUNIDADES DA INDÚSTRIA FATORES INTERNOS À EMPRESA ESTRATÉGIA COMPETITIVA FATORES EXTERNOS À EMPRESA DIRETRIZES DOS ACIONISTAS E DA ALTA ADMINISTRAÇÃO EXPECTATIVAS DOS CLIENTES E DA SOCIEDADE

8 Análise do Ambiente Externo Macroambiente Ambiente Extrerno Ambiente Econômico Ambiente Competitivo Empresa Ambiente Político e Legal Ambiente Tecnológico Ambiente Natural Ambiente Social Análise do Ambiente Externo Macroambiente Ambiente Extrerno Ambiente Demográfico Crescimento da População Mundial Falta de recursos taxa de natalidade/mortalidade Composição da População Pré escolar idade escolar adolescentes jovens meia idade idosos Mercados Étnicos Níveis de Instrução Padrões de Moradia Solteiros casais separados/viúvos - gls Movimentação Geográfica da População Mercado de Massa Nichos

9 Análise do Ambiente Externo Macroambiente Ambiente Extrerno Ambiente Econômico Distribuição de renda Classe A, B, C, D e E Poupança e endividamento Macroambiente Ambiente Extrerno Ambiente Natural Escassez de matérias primas Energia e Água Poluição Transgênicos Análise do Ambiente Externo Macroambiente Ambiente Extrerno Ambiente Tecnológico Ritmo das mudanças tecnológicas Inovação Orçamentos em P&D Regulamentação mais rigorosa Macroambiente Ambiente Extrerno Ambiente Político-Legal Legislação ONGs

10 Análise do Ambiente Externo Macroambiente Ambiente Extrerno Ambiente Sociocultural Visões de si próprio Visões de outras pessoas Visões das organizações Visões da sociedade Visões da natureza Visões do universo Análise do Ambiente Externo Segmento demográfico Segmento econômico Segmento político/ legal Segmento sóciocultural Segmento tecnológico Segmento natural Tamanho da população Taxas de inflação Taxas de juros Déficits comerciais Legislação fiscal e tributária Política governam. e códigos comerciais Desregulamentação Ética de trabalho Diversidade no trabalho Nível de educação dos trabalhadores Grau de inovação nos produtos Grau de inovação nos processos Investimentos em P & D privados/gov. Poluição Falta de recursos Energia Água Distribuição etária Distribuição étnica Taxa de poupança e investim. Produto Interno Bruto Distribuição de Renda Legislação trabalhista Quadro políticoinstitucional Grau de intervenção Preocupação govern. com o meio ambiente Atitudes culturais de consumo Tecnologias de comunicação e informação Internet

11 Análise do Ambiente Externo Macroambiente Ambiente Extrerno Tendência: uma direção ou seqüência de eventos que tem determinado impulso e duração Tendência vs. Megatendência vs. Modismo Retorno as Origens Viver Mudança de Vida Formação de grupos Encasulamento Volta ao passado Aventura da fantasia Feminina Mente Queda de ícones Emancipação 99 vidas Revanche do Prazer Egonomia S.O S Pequenas Indulgências Consumidor Vigilante Slide 4-7 Matriz de Crescimento/ Participação do Boston Consulting Group (B C G ) - produtos? Alta Investir Investir ou abandonar? Taxa de crescimento no mercado Manter Baixa Abandonar progressivamente Alta Baixa Participação relativa no mercado

12 CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DEVE CRIAR VANTAGENS COMPETITIVAS DURADOURAS - APROVEITAR AS OPORTUNIDADES E REDUZIR AS AMEAÇAS DO AMBIENTE EXTERNO; - CAPITALIZAR OS PONTOS FORTES E NEUTRALIZAR OS PONTOS FRACOS DA EMPRESA DEVE SER COMPATÍVEL COM OS RECURSOS DISPONÍVEIS E A CULTURA DA ORGANIZAÇÃO, BEM COMO COM A CAPACITAÇÃO E O COMPROMETIMENTO DAS PESSOAS DEVE SER CONSISTENTE PARA O CONJUNTO DAS ÁREAS FUNCIONAIS DEVE MANTER OS RISCOS (Operacional / Financeiro / Mercadológico) DENTRO DE LIMITES ESTABELECIDOS DEVE "CRIAR VALOR" PARA OS ACIONISTAS E PARA OS CLIENTES DEVE BASEAR-SE EM PRESSUPOSTOS VÁLIDOS E CONSISTENTES SUMÁRIO EXECUTIVO Comentários sobre o Negócio a Empresa e seu Mercado Exposição dos Motivos para a Elaboração do Plano Estratégico Caracterização Resumida do Negócio (Missão, Core Business, Negócios Complementares e Core Competences) Descrição Resumida do Cenário Setorial e síntese das principais Oportunidades e Ameaças Caracterização Sintética da Capacitação da Empresa e de suas principais Potencialidades e Fragilidades Síntese das Análises da Indústria, da Concorrência e do Mercado Síntese da Formulação Estratégica (Objetivos Estratégicos, Diretrizes Estratégicas, Estratégias e Ações Estratégicas) Comentários sobre o Plano de Ações Estratégicas

13 ROTEIRO DO PLANO ESTRATÉGICO 1. CARACTERIZAÇÃO DO NEGÓCIO O Negócio, a Empresa e seu Mercado Visão, Core Business, Negócios Complementares e Core Competences Fatores-Chave de Sucesso Variáveis Ambientais Críticas (Externas e Internas) 2. ANÁLISE ESTRATÉGICA Análise Ambiental Externa -Cenário Setorial (Prognóstico de Comportamento Futuro das Variáveis Ambientais Críticas Externas) - Oportunidades e Ameaças Análise Ambiental Interna - Capacitação da Empresa (Situação Atual da Empresa Quanto às Variáveis Ambientais Críticas Internas) -Potencialidades e Fragilidades Análise da Indústria (Conclusões da Aplicação do modelo de Porter) Análise da Concorrência (Conclusões da Aplicação dos Instrumentos de Avaliação / Caracterização, Estrutura e Perfil de Resposta dos Concorrentes / Grupos Estratégicos / Análise de Competitividade) Análise do Mercado (Estrutura / Potencial / Projeção da Demanda) ROTEIRO DO PLANO ESTRATÉGICO 3. FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA Objetivos Estratégicos Diretrizes Estratégicas Estratégias de Competição Estratégias de Crescimento Ações Estratégicas 4. PLANO DE AÇÕES ESTRATÉGICAS Programação de Atividades Cronograma de Implementação 4. ORÇAMENTO ESTRATÉGICO Projeção da Demonstração de Resultados Análise da Margem de Contribuição Projeção do Fluxo de Caixa Análise de Viabilidade dos Investimentos ANEXOS: I. Informações sobre a Empresa II. Documentação das Análises Ambientais Externa e Interna III. Documentação das Análises da Indústria / Concorrência / Mercado IV. Outros Documentos

14 Ambientes da organização Os três níveis:

Ensinando Estratégia utilizando um Estudo de Caso

Ensinando Estratégia utilizando um Estudo de Caso MÓDULO 1 Ensinando Estratégia utilizando um Estudo de Caso Unidade de Ensino: Análise da Estratégia O Modelo de Porter Análise Estratégica Declaração de Visão e Missão do Negócio Análise do Ambiente Externo

Leia mais

Ambiente de Marketing

Ambiente de Marketing Ambiente de Marketing Mercado: Mercado deve ser definido com base na existência de uma necessidade; Se não há necessidade, não há mercado; Condições básicas para que exista um mercado: Que o consumidor

Leia mais

Introdução. Sucesso organizacional + Ambiente de Mudança. Adotar uma ESTRATÉGIA. Criar vantagem competitiva sustentada

Introdução. Sucesso organizacional + Ambiente de Mudança. Adotar uma ESTRATÉGIA. Criar vantagem competitiva sustentada Introdução Sucesso organizacional + Ambiente de Mudança Adotar uma ESTRATÉGIA Criar vantagem competitiva sustentada Elemento unificador que dá coerência e direcção às decisões individuais da empresa Introdução

Leia mais

ANÁLISE DO AMBIENTE: METODOLOGIA DE FORMULAÇÃO

ANÁLISE DO AMBIENTE: METODOLOGIA DE FORMULAÇÃO ANÁLISE DO AMBIENTE: METODOLOGIA DE FORMULAÇÃO Nesta ambiente em que mudanças ocorrem com altíssima velocidade, perceber tendências, visualizando as mudanças antes que elas ocorram, passa a ter um valor

Leia mais

Aula 7 Questões Estratégicas; Estratégias e Ações Estratégicas; Planejamento Estratégico na Tecnologia da Informação Prof.

Aula 7 Questões Estratégicas; Estratégias e Ações Estratégicas; Planejamento Estratégico na Tecnologia da Informação Prof. Aula 7 Questões Estratégicas; Estratégias e Ações Estratégicas; Planejamento Estratégico na Tecnologia da Informação Prof. Marlon Marcon Estratégia A palavra estratégia vem do grego strategos e está intimamente

Leia mais

AMBIENTE COMPETITIVO

AMBIENTE COMPETITIVO Objetivo AMBIENTE COMPETITIVO Entender como as forças ambientais influenciam a competitividade das empresas. Ser capaz de analisar o ambiente competitivo e formular estratégias empresariais Sumário Ambiente

Leia mais

DEFINIÇÃO DE ANÁLISE DO AMBIENTE

DEFINIÇÃO DE ANÁLISE DO AMBIENTE Análise do Ambiente DEFINIÇÃO DE ANÁLISE DO AMBIENTE - É o processo de monitoração do ambiente organizacional que visa identificar os riscos e oportunidades, tanto presentes como futuros, que possam influenciar

Leia mais

Aula 2 Planejamento Estratégico Empresarial. Planejamento Estratégico na Tecnologia da Informação Prof. Marlon Marcon

Aula 2 Planejamento Estratégico Empresarial. Planejamento Estratégico na Tecnologia da Informação Prof. Marlon Marcon Aula 2 Planejamento Estratégico Empresarial Planejamento Estratégico na Tecnologia da Informação Prof. Marlon Marcon Implantação do planejamento Estratégico Declaração de Valores cria um diferencial competitivo

Leia mais

Manual de Ecodesign InEDIC

Manual de Ecodesign InEDIC Manual de Ecodesign InEDIC Ferramenta 4: A ferramenta da análise do mercado fornece uma abordagem prática aos conceitos teóricos explicados no capítulo 5. Com o objetivo de determinar o potencial do mercado

Leia mais

Ambiente externo e interno. Prof. Doutora Maria José Sousa

Ambiente externo e interno. Prof. Doutora Maria José Sousa Ambiente externo e interno 1 Prof. Doutora Maria José Sousa Ambiente Externo e Interno A estratégia global de uma empresa deve ponderar a interacção entre a envolvente externa (macro-ambiente e ambiente

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico SWOT Porter Roberto César 1 17:09 Análise SWOT Esta análise mostra a situação de uma empresa em um determinado momento, ela é feita de forma integrada levando em consideração os

Leia mais

Gestão Estratégica A BATALHA DE KURSK. Aula 6 Estratégia Competitiva. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira

Gestão Estratégica A BATALHA DE KURSK. Aula 6 Estratégia Competitiva. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Gestão Estratégica Aula 6 Estratégia Competitiva Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br A BATALHA DE KURSK 1 Modelo de Porter As 5 forças Competitivas Estratégias Genéricas Propósito da Empresa

Leia mais

Ambiente das organizações

Ambiente das organizações Ambiente das organizações 1 2 FATORES AMBIENTAIS CENTRAL DE COOPERATIVAS APÍCOLAS DO SEMI-ÁRIDO BRASILEIROS O QUE É A CASA APIS? Central de Cooperativas Apícolas do Semi-Árido Brasileiro; Fundada em 2005,

Leia mais

Sumário resumido. As origens da competição e do pensamento estratégico. Aplicação dos fundamentos da estratégia. Gestão competitiva do conhecimento

Sumário resumido. As origens da competição e do pensamento estratégico. Aplicação dos fundamentos da estratégia. Gestão competitiva do conhecimento Sumário resumido Fundamentos da Estratégia e da Competição CAPÍTULO 1 EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ESTRATÉGICO As origens da competição e do pensamento estratégico PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Aplicação

Leia mais

O Papel do Macroambiente

O Papel do Macroambiente O Papel do Macroambiente Ambiente Político e Legal Competidores Potenciais Ambiente Tecnológico Poder dos Fornecedores Rivalidade entre os os Competidores Poder dos Compradores Ambiente Demográfico Ambiente

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Unidade 3: Formulação da estratégia e posicionamento 1 SEÇÃO 3.1 ESTRATÉGIAS GENÉRICAS 2 Relembrando - SWOT A análise do ambiente externo permite que a organização identifique

Leia mais

CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 PLANO DE CURSO

CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 PLANO DE CURSO CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 Componente Curricular: Ética e Empreendedorismo Código: Pré-requisito: Período Letivo:

Leia mais

Administração. Análise SWOT. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Análise SWOT. Professor Rafael Ravazolo. Administração Análise SWOT Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX ANÁLISE SWOT A Análise SWOT (ou Matriz SWOT) é uma ferramenta e diagnóstico estratégico que consiste

Leia mais

AULA 3 ADMINISTRAÇÃO

AULA 3 ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informações AULA 3 ADMINISTRAÇÃO Prof. Walteno Martins Parreira Jr waltenomartins@yahoo.com waltenomartins@hotmail.com www.waltenomartins.com.br Objetivos da unidade Introduzir o conceitos

Leia mais

Negociação Comercial

Negociação Comercial Negociação Comercial Aula 5-16/02/09 1 Negociação Comercial CONCEITOS INTELIGENCIA COMPETITIVA 2 INTELIGENCIA COMPETITIVA 1. Conceitos 2. Inteligência Competitiva no ambiente dos negócios 3. O Sistema

Leia mais

A empresa e o seu ambiente

A empresa e o seu ambiente A empresa e o seu ambiente 1. Noção de empresa A) EMPRESA VS ORGANIZAÇÃO (A. SOUSA, 1994) Perspectiva 1 (externa): Inserção da organização no meio socioeconómico «Entidades que surgem para operar tecnologias

Leia mais

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA I

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA I PLANEJAMENTO DE CAMPANHA I AVALIAÇÃO 01/10/2012 AVALIAÇÃO Testes pós-veiculação: 1. DART Day after recall test grau de memorização atingido pelo consumidor exposto à comunicação. 2. Grupo de Controle de

Leia mais

O que é planejamento estratégico?

O que é planejamento estratégico? O que é planejamento estratégico? Um dos fatores de sucesso das empresas é possuir um bom planejamento. Mas o que é planejamento? Nós planejamos diariamente, planejamos nossas atividades, nossas finanças,

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA Coordenadoria de Economia Mineral Diretoria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral Premissas do Desenvolvimento Sustentável Economicamente

Leia mais

Sumário. Parte II Mensuração do desempenho gerencial 31. Parte I Gestão 1. Gestão rural no século XXI 3

Sumário. Parte II Mensuração do desempenho gerencial 31. Parte I Gestão 1. Gestão rural no século XXI 3 Parte I Gestão 1 CAPÍTULO 1 Gestão rural no século XXI 3 Estrutura do estabelecimento agropecuário 4 Novas tecnologias 7 A era da informação 8 Controle de ativos 9 Recursos humanos 10 Produção para atender

Leia mais

ACADEMIA JACAREZINHO Maio/2009 Charles Pantoja Esteves Administrador de Empresas / Analista de Sistemas

ACADEMIA JACAREZINHO Maio/2009 Charles Pantoja Esteves Administrador de Empresas / Analista de Sistemas ACADEMIA JACAREZINHO Maio/2009 Charles Pantoja Esteves Administrador de Empresas / Analista de Sistemas S - Strenghts - Pontos Fortes W - Weaknesses - Pontos Fracos O - Opportunities - Oportunidades T

Leia mais

Prof.º Marcelo Mora

Prof.º Marcelo Mora ANÁLISE DAS 5 FORÇAS COMPETITIVAS NA INDÚSTRIA Análise Estrutural da Indústria ENTRANTES POTENCIAIS Ameaças de novos entrantes Poder de negociação dos fornecedores FORNECEDORES Concorrentes na Indústria

Leia mais

Chamada Pública de Convocação e Seleção Nº 01/2015

Chamada Pública de Convocação e Seleção Nº 01/2015 de Inovações da Universidade Tecnológica - IUT Chamada Pública de Convocação e Seleção Nº 01/2015 Para seleção de empresas de base tecnológica para ingresso na de Inovações da Universidade Tecnológica

Leia mais

Administração Interdisciplinar Professora Bruna Panzarini

Administração Interdisciplinar Professora Bruna Panzarini Administração Interdisciplinar Professora Bruna Panzarini Ação Gerencial Quais são os fatores que realmente influenciam o desempenho de uma organização? Visão onipotente da administração - Perspectiva

Leia mais

Avaliação de Empresas EAC0570

Avaliação de Empresas EAC0570 Avaliação de Empresas EAC0570 ANÁLISE ESTRATÉGICA O Processo de Avaliação de Empresas Objetivo da avaliação estratégica Por que a análise estratégica é importante? A estratégia direciona as ações de uma

Leia mais

QUADRO DE DISCIPLINAS

QUADRO DE DISCIPLINAS QUADRO DE DISCIPLINAS Disciplinas 1 Horas- Aula 2 1. Fundamentos do Gerenciamento de Projetos 24 2. Gerenciamento do Escopo em Projetos 24 3. Gerenciamento da Qualidade em Projetos 12 4. Gerenciamento

Leia mais

ANÁLISE DO AMBIENTE ORGANIZACIONAL (INTERNO E EXTERNO)

ANÁLISE DO AMBIENTE ORGANIZACIONAL (INTERNO E EXTERNO) ANÁLISE DO AMBIENTE ORGANIZACIONAL (INTERNO E EXTERNO) AMBIENTE ORGANIZACIONAL É o conjunto de todos os fatores, tanto internos como externos, que podem influenciar o progresso obtido por meio da realização

Leia mais

Sustentabilidade nos negócios. Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle

Sustentabilidade nos negócios. Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle Sustentabilidade nos negócios Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle Sustentabilidade nos Negócios Agenda Um pouco do do Bradesco Sustentabilidade e o Bradesco Planejamento

Leia mais

Unidade III ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA. Profa. Cláudia Palladino

Unidade III ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA. Profa. Cláudia Palladino Unidade III ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Profa. Cláudia Palladino Ambientes externo e interno Ambiente de marketing Participantes e forças de mercado que afetam a capacidade de uma organização de operar efetivamente

Leia mais

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Desenvolvimento de Negócios Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Gestão Estratégica Para quê? Por Quê? Para fazer acontecer e trazer

Leia mais

5. ANÁLISE E ESTRATÉGIA AMBIENTAL 5.1. CADEIA DE VALOR

5. ANÁLISE E ESTRATÉGIA AMBIENTAL 5.1. CADEIA DE VALOR 176 5. ANÁLISE E ESTRATÉGIA AMBIENTAL 5.1. CADEIA DE VALOR O escopo competitivo estabelecido por uma organização corresponde ao campo em que a mesma irá atuar: produtos, segmentos, grau de integração vertical

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DA SERRA

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DA SERRA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DA SERRA Curso: Administração Professor: Denilton Macário de Paula Disciplina: Administração Mercadológica I PLANO DE ENSINO Período: 4º C/D/E Ano/Semestre: 2008/2 Carga Horária:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO ADMINISTRAÇÃO RURAL Professor João Maria

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO ADMINISTRAÇÃO RURAL Professor João Maria 1 ANÁLISE DO AMBIENTE DE MARKETING O futuro não é uma mera extrapolação ou projeção do passado ou do presente. O futuro é o novo, o diferente, mais complexo, mais rico, cheio de ameaças, mas repleto de

Leia mais

Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico. Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270

Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico. Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270 Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270 Definição Planejamento Estratégico Podemos definir planejamento estratégico como o método pelo qual

Leia mais

EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO 2013

EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO 2013 EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO 2013 Plano de Negócios (Max 20 pág. sem anexos) Dados gerais do projeto 1. Resumo do Projeto; Descrever de maneira sucinta do que se trata o projeto. 2. Objetivo do Projeto;

Leia mais

19/10/2016. Liderança em custo. Processo de administração estratégica. Estratégias corporativas. Duas estratégias corporativas genéricas

19/10/2016. Liderança em custo. Processo de administração estratégica. Estratégias corporativas. Duas estratégias corporativas genéricas Liderança em custo Prof. Francisco César Vendrame Processo de administração estratégica Análise externa Missão Objetivos Escolha da estratégia Implementação da estratégia Vantagem competitiva Análise interna

Leia mais

Sumário. Prefácio, xix

Sumário. Prefácio, xix Sumário Prefácio, xix 1 Introdução, 1 Objetivo do livro, 2 1.1 Citações importantes sobre planejamento financeiro com destaque para o fluxo de caixa no contexto empresarial, 2 2 Administração financeira

Leia mais

João Mesquita Marketing [ANÁLISE SWOT]

João Mesquita Marketing [ANÁLISE SWOT] 2012 João Mesquita Marketing [ANÁLISE SWOT] CONTEÚDO Meio Envolvente... 2 Mercado... 3 A concorrência... 5 Clientes Consumidores... 6 Análise Interna... 7 Ameaças e Oportunidades (RESUMO)... 9 Analise

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES DE MERCADO. Planejamento e Marketing Estratégico

IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES DE MERCADO. Planejamento e Marketing Estratégico IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES DE MERCADO Planejamento e Marketing Estratégico A oportunidade e o PEM A BASE DA CONSTRUÇÃO DE OBJETIVOS ESTÁ NA ANÁLISE DOS ELEMENTOS INTERNOS (forças e fraquezas) EXTERNOS

Leia mais

Professor: Sergio Enabe. 2o. Semestre Estratégia

Professor: Sergio Enabe. 2o. Semestre Estratégia INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSO: Administração SÉRIE: 6º/5º semestres TURNO: Diurno/ Noturno DISCIPLINA: Planejamento Operacional: RH e Finanças Professor: Sergio Enabe Estratégia 2o.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso n.º 206 aprovado pela portaria Cetec nº 733 de 10/09/2015 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e

Leia mais

Unidade II FORMAÇÃO DE PREÇOS DE VENDA. Prof. Me. Livaldo Dos Santos

Unidade II FORMAÇÃO DE PREÇOS DE VENDA. Prof. Me. Livaldo Dos Santos Unidade II FORMAÇÃO DE PREÇOS DE VENDA Prof. Me. Livaldo Dos Santos Objetivos Estudar preços e concorrência o macroambiente o ambiente setorial Analisar a estrutura de mercado determinação da capacidade

Leia mais

Prof. Dr. Marco Antonio Pereira

Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Gestão Estratégica Aula 5 Matriz SWOT marcopereira@usp.br ANÁLISE SWOT : PRODUTO FINAL OPORTUNIDADES AMEAÇAS DIAGNÓSTICO ESTRATÉGICO PONTOS FORTES PONTOS FRACOS FUNDAMENTAL OPORTUNIDADES AMEAÇAS ANALISE

Leia mais

Aula 3 Assunto: Modelos para Plano de Negócios

Aula 3 Assunto: Modelos para Plano de Negócios DISCIPLINA: Constituição de novos empreendimentos Aula 3 Assunto: Modelos para Plano de Negócios Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada

Leia mais

2ª Parte Competindo com a Tecnologia de Informação

2ª Parte Competindo com a Tecnologia de Informação 2ª Parte Competindo com a Tecnologia de Informação Objectivos de Aprendizagem Identificar várias estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar Tecnologias da Informação para confrontar

Leia mais

Modelo de Forças Competitivas de Porter

Modelo de Forças Competitivas de Porter Modelo de Forças Competitivas de Porter O modelo de forças competitivas de Porter pressupõe a existência de cinco forças para a análise da competitividade dos setores da economia. O modelo também pode

Leia mais

Planejamento Estratégico Marke4ng

Planejamento Estratégico Marke4ng Planejamento Estratégico Marke4ng Professor Douglas Pereira da Silva 1 Bacharel em Administração com ênfase em Marke7ng. Pós Graduado em Gestão Estratégica de Negócios. Pós - Graduado em Gestão Pública

Leia mais

O que é o business plan

O que é o business plan O que é o business plan O business plan nada mais é do que o termo em inglês referente ao nosso tão famoso plano de. Essa é uma das melhores ferramentas para te ajudar a ter uma visão completa do seu negócio.

Leia mais

ANÁLISE ESTRATÉGICA. Análise SWOT

ANÁLISE ESTRATÉGICA. Análise SWOT ANÁLISE ESTRATÉGICA Análise SWOT 1 SWOT Integra o planejamento estratégico. Ferramenta utilizada pós definição da visão, missão e valores da organização. Pode ser feita por indivíduos ou por equipes. Inicia-se

Leia mais

2. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

2. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 4 1. INTRODUÇÃO Esse trabalho tem como finalidade apresentar, de uma maneira geral, a definição de planejamento estratégico e sua importância para o desenvolvimento das empresas. Ao longo do tempo, o aumento

Leia mais

GESTÃO FLORESTAL E INOVAÇÃO

GESTÃO FLORESTAL E INOVAÇÃO GESTÃO FLORESTAL E INOVAÇÃO COMO ATINGIR RESULTADOS REAIS 28/03/2017 Luiz Fellipe Arcalá Negócios e Inovação larcala@innovatech.com.br AGENDA Innovatech Inovação - Ideia que emite nota fiscal Gestão Florestal

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 246 aprovado pela portaria Cetec nº 181 de 26/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

II.2 GESTÃO AMBIENTAL Função: Estudos e Pesquisas

II.2 GESTÃO AMBIENTAL Função: Estudos e Pesquisas II.1 ADMINISTRAÇÃO JURÍDICA 1. Diferenciar nos processos administrativos: pessoa física e/ou pessoa jurídica. 2. Interpretar formas de contrato e compreender suas características. 3. Identificar as características

Leia mais

Figura 5: Evolução do setor de Petróleo em relação ao PIB no Brasil (Fonte: ANP)

Figura 5: Evolução do setor de Petróleo em relação ao PIB no Brasil (Fonte: ANP) 1 Introdução Como principal fonte energética, o petróleo desempenha papel estratégico na economia do Brasil e dos principais países industrializados do mundo. O setor de petróleo representa quase 10% do

Leia mais

METODOLOGIAS DE PLANEJAMENTO E ORDENAMENTO TERRITORIAL. Prof. Marcos Aurelio Tarlombani da Silveira

METODOLOGIAS DE PLANEJAMENTO E ORDENAMENTO TERRITORIAL. Prof. Marcos Aurelio Tarlombani da Silveira METODOLOGIAS DE PLANEJAMENTO E ORDENAMENTO TERRITORIAL Prof. Marcos Aurelio Tarlombani da Silveira CONTEXTO A NOVA DINÂMICA TERRITORIAL O intenso processo de urbanização e a descentralização difusa de

Leia mais

Aula 07 Juntando a Análise do

Aula 07 Juntando a Análise do Aula 07 Juntando a Análise do Ambiente À Análise da Organização Rosely Gaeta 1 Estudar detalhamento no capítulo 5 Livro Berton Juntando a Análise do Ambiente à Análise da Organização Integração das análises

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Módulo 2 Alinhamento entre TI e Estratégia de Negócio. Dinâmica 1 Discutir, em grupos, a seguinte questão: Para manter-se competitiva, em termos de inovação tecnológica, qual seria

Leia mais

Universidade Veiga de Almeida. Estratégia Empresarial. Análise SWOT

Universidade Veiga de Almeida. Estratégia Empresarial. Análise SWOT Universidade Veiga de Almeida Estratégia Empresarial Análise SWOT Antonio Damique Teixeira Matr 021273014 1.0 - Análise SWOT Por que usamos a análise SWOT, nas organizações e empresas. Porque a análise

Leia mais

Departamento de Bens de Capital - BNDES O Apoio do BNDES ao Setor de Bens de capital

Departamento de Bens de Capital - BNDES O Apoio do BNDES ao Setor de Bens de capital Departamento de Bens de Capital - BNDES O Apoio do BNDES ao Setor de Bens de capital 12º Encontro da Cadeia de Ferramentas, Moldes e Matrizes - MOLDES ABM Agosto de 2014 Importância do investimento na

Leia mais

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação CEA439 - Gestão da Janniele Aparecida Posicionamento Estratégico Segundo Michael Porter Uma empresa precisa seguir seis princípios fundamentais para estabelecer e manter um posicionamento estratégico diferenciado.

Leia mais

GESTÃO DE MARKETING Business to Business Profa. Eveline Jannarelli

GESTÃO DE MARKETING Business to Business Profa. Eveline Jannarelli 1 GESTÃO DE MARKETING Business to Business Profa. Eveline Jannarelli Fevereiro/2016 E-mail: Eveline@oficinadaestrategia.com.br Breve apresentação Formada em Administração de Empresas pela FAAP e Mestre

Leia mais

Estruturação e Organização de Empresas. Valuation. Consultoria para empresas em recuperação judicial. Consultoria em Planejamento Estratégico

Estruturação e Organização de Empresas. Valuation. Consultoria para empresas em recuperação judicial. Consultoria em Planejamento Estratégico Estruturação e Organização de Empresas Consultoria em Planejamento Estratégico Valuation Consultoria para empresas em recuperação judicial ASCENSÃO E QUEDA DO NEGÓCIO MATURIDADE CRESCIMENTO CRESCIMENTO

Leia mais

Planejamento Estratégico para Operadoras de Plano de Saúde

Planejamento Estratégico para Operadoras de Plano de Saúde Planejamento Estratégico para Operadoras de Plano de Saúde Para que planejar? Aos 30 anos eu quero... Planejamento estratégico é o processo gerencial que busca desenvolver e manter um ajustamento entre

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PROCESSOS ADMINISTRATIVOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO O que é e para que serve? Para quem serve? Quem deve participar? Onde vem sendo utilizado? ETAPAS DO PLANEJAMENTO Avaliação da

Leia mais

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa Tema 3 Planejamento Estratégico na Administração Pública Ricardo Naves Rosa Planejamento Estratégico na Administração Pública Balanced Scorecard Ricardo Naves Rosa Gerente de Gestão Estratégica - AGR Engenheiro

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PLANOS DE NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PLANOS DE NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PLANOS DE NEGÓCIO PROF. MS CARLOS WILLIAM DE CARVALHO PLANO DE NEGÓCIO Apesar de recente no Brasil, o uso de Planos de Negócio tradicional ganhou destaque nos EUA ainda na década de 1960,

Leia mais

SSC570 Empreendedores em Informática. Plano de Negócios. Profa. Ellen Francine ICMC/USP

SSC570 Empreendedores em Informática. Plano de Negócios. Profa. Ellen Francine ICMC/USP SSC570 Empreendedores em Informática Plano de Negócios Profa. Ellen Francine ICMC/USP 1 Motivação Por que preparar um plano de negócios? 2 Processo Empreendedor Identificar e avaliar a oportunidade Desenvolver

Leia mais

Administração de Cadeias de Suprimentos

Administração de Cadeias de Suprimentos Centro de Economia e Administração - CEA Administração de Cadeias de Suprimentos Docente: Patricia Stella Pucharelli Fontanini APRESENTAÇÃO DA PROFESSORA APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA OBJETIVOS DA DISCIPLINA

Leia mais

MBA GESTÃO COMERCIAL

MBA GESTÃO COMERCIAL MBA GESTÃO COMERCIAL Gestão do Pipeline Projeção de Vendas MBA GESTÃO COMERCIAL ABERTURA Estratégia e Inteligência Universo Competitiva Suspects Geração e Qualificação de Leads Prospects Argumentação para

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE DISCIPLINAS DAS SÉRIES ANTERIORES ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE GESTÃO ESTRATEGICA GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA LOGISTICA

Leia mais

Gestão da Produção. Análise SWOT Balanced Scorecard Mapa Estratégico. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Empresas Classe Mundial

Gestão da Produção. Análise SWOT Balanced Scorecard Mapa Estratégico. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Empresas Classe Mundial Gestão da Produção Análise SWOT Balanced Scorecard Mapa Estratégico Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br Empresas Classe Mundial ESTRATÉGIA PRODUTIVIDADE QUALIDADE Balanced ScoreCard Lean

Leia mais

Transformando a informação em inteligência. O sistema de IC GILDA MASSARI COELHO INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA

Transformando a informação em inteligência. O sistema de IC GILDA MASSARI COELHO INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA GILDA MASSARI COELHO INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA 1998 Gilda Massari Coelho - INT 1 Transformando a informação em inteligência 1998 Gilda Massari Coelho - INT 2 1.Identificando os fatores críticos

Leia mais

GST0045 GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTO Aula 06: Níveis de Serviços e Estratégias Logísticas

GST0045 GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTO Aula 06: Níveis de Serviços e Estratégias Logísticas GST0045 GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTO Aula 06: Níveis de Serviços e Estratégias Logísticas Níveis de Serviços e Estratégias Logísticas Ao final desta aula o aluno deverá ser capaz de: Conhecer os fatores-chaves

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ANDRE GUSTAVO M. DOS SANTOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA SILIMED LTDA. ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE SILICONE NO ESTADO DO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA

ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Referências: Livro Estratégias de Empresas: Lobato et.al (Livro na xerox) Cap 4 do livro -O processo da estratégia: Mintzeberg et. al (capítulo na xerox) ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Daciane de Oliveira Silva

Leia mais

Aula 3- Forças Competitivas

Aula 3- Forças Competitivas Aula 3- Forças Competitivas Professora Bruna Panzarini Michael Porter Autor de teorias e de livros sobre estratégias e competitividade, Michael Eugene Porter nasceu em Michigan em 1947. Professor na Harvard

Leia mais

Segurança e Auditoria de Sistemas

Segurança e Auditoria de Sistemas Segurança e Auditoria de Sistemas ABNT NBR ISO/IEC 27002 0. Introdução 1 Roteiro Definição Justificativa Fontes de Requisitos Análise/Avaliação de Riscos Seleção de Controles Ponto de Partida Fatores Críticos

Leia mais

São José dos Campos, 13/09/2011

São José dos Campos, 13/09/2011 Clóvis Luís Padoveze São José dos Campos, 13/09/2011 1 1. Controladoria 2. Processo de Gestão 3. A Controladoria no Processo de Gestão 2 Controladoria como Ciência Consiste em corpo de doutrinas e conhecimentos

Leia mais

Razões de Fracasso e Sucesso de Projetos

Razões de Fracasso e Sucesso de Projetos Razões de Fracasso e Sucesso de Projetos Agenda Filme O Reino Perdido Contexto Atual - CHAOS Report Conceitos Fundamentais Projeto Projeto versus Operação Gerenciamento de Projetos Stakeholders Sucesso

Leia mais

Como montar uma equipe eficiente de Inteligência Competitiva

Como montar uma equipe eficiente de Inteligência Competitiva Como montar uma equipe eficiente de Inteligência Competitiva Apresentação Para praticar Inteligência Competitiva (IC), uma organização deve contar com o apoio de profissionais que priorizam uma administração

Leia mais

Ementas. Certificate in Business Administration CBA

Ementas. Certificate in Business Administration CBA Ementas Certificate in Business Administration CBA Agosto 2012 Módulo Fundamental Administração Financeira EMENTA: Disciplina desenvolve a capacidade de contribuição para as decisões gerenciais aplicando

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Capítulos 4, 5, 6 e 7 Estratégias de nível empresarial, da unidade de negócio e funcional - Depois que a organização delineou sua missão, objetivos gerais e específicos, a alta administração pode formular

Leia mais

Marketing. Conceitos Fundamentais Evolução do Conceito de. Marketing. Análise ambiental

Marketing. Conceitos Fundamentais Evolução do Conceito de. Marketing. Análise ambiental Marketing Conceitos Fundamentais Evolução do Conceito de Marketing Análise ambiental Bibliografia : Princípios de Marketing KOTLER e ARMSTRONG; Marketing Criando valor para o cliente CHURCHILL JR e PETER;

Leia mais

Índice CONCEITOS E FUNDAMENTOS. Parte I. Capítulo 1 A natureza do problema estratégico 21

Índice CONCEITOS E FUNDAMENTOS. Parte I. Capítulo 1 A natureza do problema estratégico 21 Índice Introdução 15 Parte I CONCEITOS E FUNDAMENTOS Capítulo 1 A natureza do problema estratégico 21 1. Introdução 21 2. A estratégia deve assegurar a satisfação equilibrada das diversas legitimidades

Leia mais

Unidade 3 Prof. Wagner Veloso

Unidade 3 Prof. Wagner Veloso Análise de Swot e Mercado Unidade 3 ANÁLISE DE SWOT A Análise SWOT é uma ferramenta utilizada para fazer análise de cenário (ou análise de ambiente), sendo usado como base para gestão e planejamento estratégico

Leia mais

Historicamente, há muita contradição sobre a origem da análise S. W. O. T. Alguns

Historicamente, há muita contradição sobre a origem da análise S. W. O. T. Alguns Historicamente, há muita contradição sobre a origem da análise S. W. O. T. Alguns asseguram que foi desenvolvida por Albert Humphrey da Universidade de STANFORD, entre a década de 60 a 70. Outros autores

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. CESPE Prof. Marcelo Camacho

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. CESPE Prof. Marcelo Camacho ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CESPE Prof. Marcelo Camacho PROGRAMAÇÃO DAS AULAS TRE-PE ANALISTA JUDICIARIO AREA ADMINISTRATIVA AULA 1 1 As reformas administrativas e a redefinição do papel do Estado. 1.1 Reforma

Leia mais

Business Case (Caso de Negócio)

Business Case (Caso de Negócio) Terceiro Módulo: Parte 5 Business Case (Caso de Negócio) AN V 3.0 [54] Rildo F Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br http://etecnologia.ning.com 1 Business Case: Duas

Leia mais

Estudo da concorrência: Análise das 5 forças de PORTER

Estudo da concorrência: Análise das 5 forças de PORTER Estudo da concorrência: Análise das 5 forças de PORTER UNIBAN Instituto de Comunicação Curso de Tecnologia em Marketing Unidade Tatuapé SP Disciplina Estratégias de Marketing Prof. Me. Francisco Leite

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA GESTÃO DE PESSOAS DIREITO EMPRESARIAL E TRABALHISTA CONTABILIDADE Os recursos

Leia mais

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos BSC Para KAPLAN & NORTON (1997), o Scorecard deve contar a história da estratégia, começando pelos objetivos financeiros a longo prazo e relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORIENTADO PARA MERCADO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORIENTADO PARA MERCADO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORIENTADO PARA MERCADO OBJETIVOS RECURSOS CAPACIDADES COMPETÊNCIAS AJUSTE VIÁVEL OPORTUNIDADES DE MERCADO EM MUDANÇA OBJETIVO MOLDAR E REMODELAR PRODUTOS E NEGÓCIOS LUCROS E CRESCIMENTO

Leia mais

MBA EM GESTÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

MBA EM GESTÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Objetivos do Curso O curso tem por objetivo capacitar os participantes no desenvolvimento de competências relacionadas com a utilização dos

Leia mais

Núcleo de Inteligência Competitiva do Setor de Farmácias de Manipulação do Rio de Janeiro. Sandro Albuquerque

Núcleo de Inteligência Competitiva do Setor de Farmácias de Manipulação do Rio de Janeiro. Sandro Albuquerque Núcleo de Inteligência Competitiva do Setor de Farmácias de Manipulação do Rio de Janeiro Sandro Albuquerque Cenário Farmacêutico Magistral Movimenta US$ 1,3 bilhão por ano no Brasil, cerca de 9% do mercado

Leia mais

Cenário Econômico e Tendências do Consumo

Cenário Econômico e Tendências do Consumo Cenário Econômico e Tendências do Consumo OBJETIVO: ANALISAR COMO O CENÁRIO ECONÔMICO PODE IMPACTAR A ESTRATÉGIA COMPETITIVA DAS EMPRESAS LAURO CHAVES NETO: Economista, Mestre em Administração de Pequenas

Leia mais