PULMÃO (Pulso das vias respiratórias - amídalas e laringe) Pulso grande e duro Pulso macio

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PULMÃO (Pulso das vias respiratórias - amídalas e laringe) Pulso grande e duro Pulso macio"

Transcrição

1 OS PULSOS E AS FUNÇÕES PERTINENTES PULMÃO (Pulso das vias respiratórias - amídalas e laringe) Pulso grande e duro há inflamação, respiração dificultosa; 1 Pulso macio - pouco perceptível há atonia esgotamento respiratório fato que sucede, freqüentemente, depois das doenças graves do pulmão. O pulso deve ser suave, um pouco largo, bater bem no meio de sua localização. INTESTINO GROSSO Pulso agitado, próximo ao polegar (ânus), indica hemorróidas ou prurida anal. Pulso duro e sem amplitude - aponta constipação. Pulso duro e amplo - caracteriza inflamação e diarréia;

2 2 Pulso mole e apenas perceptível - relaxamento (sem medicamentos) e fezes moles; Pulso muito agitado - parasitas intestinais. Pulso amplo e duro nas proximidades da apófise do rádio, retenção fecal. ESTÔMAGO Pulso cheio, mole, longo e largo - traduz aerogastria (presença de ar no estômago). Estômago inchado, após as refeições - sinal de insuficiência de energia ou falta de tônus muscular do órgão (deve-se tonificar BP 14). Pulso mole, fraco, pequeno - é sinal de atonia (fraqueza ou debilidade), digestão lenta, secreção insuficiente. Pequeno, duro e tenso - espasmo ou acidez. O pulso do E deve ser amplo, suave e calmo: se for grande, traduz abundância de energia, robustez e calor.

3 PÂNCREAS Este pulso é sempre, grande e macio nas diabetes e nas pessoas que costumam ingerir bebidas alcoólicas. Pulso pequeno, mole, quase imperceptível é certo que pertence às pessoas que não bebem ou que bebem pouco e não tem por hábito de comer carne. 3 BAÇO Pulso ausente, ou fraco, macio, pequeno, indica grande fadiga pela manhã com melhores momentos à tarde dificuldades no trabalho mental, sobretudo quanto à concentração, além de digestão difícil. Pulso grande, inchado, duro, aponta esplenomegalia (espleno = primeiro elemento dos compostos científicos com idéia de baço, megalia = idéia de grande) ou congestão do baço e sonolência contínua. Tal pulso deve ser suave e amplo

4 CORAÇÃO Pulso fraco, mole ou ausente traduz no plano psíquico, depressão e crises de melancolia; a nível físico, indica dispnéia depois de esforço, fraqueza do músculo cardíaco. Pulso duro, crispado (contraído) é sinal de dor cardíaca ou grande choque. 4 INTESTINO DELGADO Pulso duro e grande - significa inflamação. Mole e pequeno e pontudo - traduz atonia e frio (delvo); Duro, pequeno e pontudo é sinal de espasmo (frio segundo o delvo). Se o pulso do E for também duro e pequeno, trata-se de espasmo do piloro. BEXIGA Pulso tenso, crispado, em forma de fio é sinal de cistite (segundo delvo ligeiro/rápido=calor); Pulso como uma corda em homens - indica prostatite:

5 5 Pulso fraco e apenas perceptível - traduz incontinência de urina. Tal pulso apresenta-se crispado, em muitas ocasiões, apenas pelo nervosismo: nesse caso, a pulsação da função tríplice é igualmente tensa. RIM Pulso duro e grande - bloqueio renal, acompanhado muitas vezes de hipertensão. Duro e pontudo - traduz dor. Mole e grande - rim inchado, ptose (queda) renal. CIRCULAÇÃO-SEXUALIDADE No homem Pulso duro e amplo - há inflamação dos órgãos sexuais ou excitação e potência sexual. Pulso mole e fraco existe debilidade genital.

6 Na mulher Há necessidade de se conhecer o primeiro dia da última mestrução visto que: 1º ao 13º dia, o pulso bate da mesma maneira que antes da menstruação. 13º ao 21º dia, o pulso é normal. 22º ao 28º dia isto é a partir do 7º dia antes da menstruação, o pulso bate cada vez mais forte; durante a menstruação, desaparece o pulso completamente ou fica imperceptível, diante a estas observações cabe fazer a interpretação: Pulso duro e amplo significa que a mulher está a um dia ou dois dias da menstruação: caso se encontre ela no fim da menstruação, ou já se tenham passado até nove dias do seu final, ou então, se ela está entre o 11º dia após a regra e dois ou três dias antes de nova menstruação, tal tipo de pulsação informa que há congestão e inflamação dos órgãos genitais, embora a excitação sexual possa produzir o mesmo tipo pulsologico. 6

7 7 Durante a ovulação o batimento do pulso é de intensidade média, semelhante a do 7º dia antes da menstruação. Um pulso mole, fraco e ausente traduz final de menstruação ou debilidade genital, tal pulso pode também indicar gravidez: desde o 2º dia, apresenta-se duro, como pequena pérola: *estando também pontudo, agudo, revela que a criança, em gestação pertence ao sexo masculino, *caso apresente arredondado, é do sexo feminino. Para não haver diagnóstico incorreto, devese ter em vista que, durante a gestação de uma criança do sexo masculino, os pulsos do punho direito são mais fortes que do lado esquerdo e vise-versa. CIRCULAÇÃO Pulso forte e duro revela estado congestivo, hipertensão, contração arterial.

8 8 Mole e imperceptível, hipotensão, circulação retardada, frio nas extremidades. FUNÇÃO TRÍPLICE (função TR) Pulso tenso como uma corda, sem amplitude - indica que o paciente esta crispada, tomado de irritação nervosa, martirizada, sem externar, contudo as próprias preocupações. Pulso muito amplo trata-se de pessoa colérica, que não suporta nada. Tenso como um fio - há sensibilidade, descontentamento e impaciência. Sem amplitude, existe lassitude ou grande fadiga. VESÍCULA BILIAR Pulso duro, tenso e longo - sinal de vômito, náuseas ou boca amarga ao desperta: as cefaléias são freqüentes também neste caso especialmente nas têmporas.

9 9 Pulso duro e pequeno com igual pulsação do intestino delgado - há espasmos do piloro, o estômago não esvazia. Pulso muito duro, grande e arredondado revela cálculos biliares. Grande e mole e longo - revela areia biliar espessa. FÍGADO Pulso mole e grande é sinal de fígado aumentado e insuficiente Pulso ausente, mole e fraco - indica insuficiência. Duro e grande - congestão, inflamação. Amplo, firme e vivo - um fígado em excelente estado.

Koryo. Desvantagens: Apesar das agulhas serem pequenas, são doloridas. Aplicação de um maior número de agulhas. A localização dos pontos deve ser feit

Koryo. Desvantagens: Apesar das agulhas serem pequenas, são doloridas. Aplicação de um maior número de agulhas. A localização dos pontos deve ser feit Koryo o.vantagens: Fácil aplicação, manual ou c/ aplicador( simples ou automático). Não apresenta riscos Físicos. Acupuntura somente nas mãos. O Diagnóstico e Tratamento é muito mais simples que na Sistêmica,

Leia mais

A DIAGNOSE EM MTC. Delvo Ferraz da Silva

A DIAGNOSE EM MTC. Delvo Ferraz da Silva A DIAGNOSE EM MTC Delvo Ferraz da Silva Diagnóstico Etiológico e Diagnóstico Síndrômico Os quatro procedimentos diagnósticos: o Ver o Escutar o Interrogar o Apalpar Ver ( Inspecionar ) o Olha-se o reflexo

Leia mais

los DOIS MODELOS PATOLÓGICOS MAIS FREQUENTES

los DOIS MODELOS PATOLÓGICOS MAIS FREQUENTES los DOIS MODELOS PATOLÓGICOS MAIS FREQUENTES 1 - O modelo patológico de Fogo aumentado A função fogo, aumentado, estimula a madeira e a terra e inibe o metal e a água. Os sintomas de hiperfunção termogénica

Leia mais

10 anos de Agenda Cultural. Vila Flor agenda cultural Janeiro Fevereiro Março Abril 2013

10 anos de Agenda Cultural. Vila Flor agenda cultural Janeiro Fevereiro Março Abril 2013 10 anos de Agenda Cultural Vila Flor agenda cultural Janeiro Fevereiro Março Abril 2013 Barbas de milho_poderoso diurético, regula as funções dos rins e da bexiga removendo areias e pedras. O chá dos cabelos

Leia mais

Asma Brônquica. Profº. Enfº Diógenes Trevizan Especialização Urgência e Emergência

Asma Brônquica. Profº. Enfº Diógenes Trevizan Especialização Urgência e Emergência Asma Brônquica Profº. Enfº Diógenes Trevizan Especialização Urgência e Emergência Conceito: Doença caracterizada por ataques agudos e recorrentes de dispnéia, tosse e expectoração tipo mucóide. A falta

Leia mais

EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero

EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero EXERCÍCIO DE CIÊNCIAS COM GABARITO 8º ANO 1. (PUC-SP) O esquema abaixo é referente ao coração de um mamífero a) Que números indicam artérias e veias? b) Que números indicam vasos por onde circulam sangue

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina CBI118 Anatomia Humana

Programa Analítico de Disciplina CBI118 Anatomia Humana Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Campus Rio Paranaíba - Campus Rio Paranaíba Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

REFERÊNCIAS HISTÓRICAS

REFERÊNCIAS HISTÓRICAS NOTA INTRODUTÓRIA O DO-IN é uma excelente medicina caseira O seu segredo está na facilidade da sua aprendizagem Utilizado diariamente equilibrarmos o bio circuito energético REFERÊNCIAS HISTÓRICAS REFERÊNCIAS

Leia mais

Síndrome dos seis meridianos

Síndrome dos seis meridianos Síndrome dos seis meridianos CAMADAS 1ªTAE YANG (ID B) SUPERFICIAL 2ªCHAO YANG (VB TR) MÉDIO 3ªYANG MING (E IG) PROFUNDO 4ªTAE YIN (P BP) SUPERFICIAL 5ªCHAO YIN (C R) MÉDIO 6ªTSIUE YIN (F CS) PROFUNDO

Leia mais

PRI R NC N Í C PIOS O FU F N U D N A D M A E M NT N A T I A S DA D A MT M C

PRI R NC N Í C PIOS O FU F N U D N A D M A E M NT N A T I A S DA D A MT M C Curso livre de Qualificação Profissional em Medicina Chinesa FUNDAMENTOS TRADICIONAIS DA MTC PARTE 1 ABRACIF (Associação Brasileira Científica de Fisioterapia) PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA MTC esvazie sua

Leia mais

6.3.5 Digestão nos Moluscos Digestão nos Anelídios Digestão nos Artrópodes Digestão nos Equinodermos

6.3.5 Digestão nos Moluscos Digestão nos Anelídios Digestão nos Artrópodes Digestão nos Equinodermos SUMÁRIO I Sistemas de Nutrição... 01 1 Noções Gerais Sobre Metabolismo... 01 1.1 Conceito... 01 1.2 Generalidades... 01 1.3 Metabolismo e Nutrição... 02 1.4 Divisão do Metabolismo... 02 1.4.1 Anabolismo...

Leia mais

Sulglic sulfato de glicosamina

Sulglic sulfato de glicosamina Sulglic sulfato de glicosamina EMS S/A. pó oral 1,5 g Sulglic sulfato de glicosamina I - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome comercial: Sulglic Nome genérico: sulfato de glicosamina APRESENTAÇÕES Sulglic pó

Leia mais

YNSA - Yamamoto Neue Schädelakupunktur Nova Craniopuntura de Yamamoto

YNSA - Yamamoto Neue Schädelakupunktur Nova Craniopuntura de Yamamoto YNSA - Yamamoto Neue Schädelakupunktur Nova Craniopuntura de Yamamoto Desenvolvimento e História Introdução Atualização Área Funcional Diagnóstico Cervical e Abdominal Áreas Funcionais Desenvolvimento

Leia mais

02- Analise a imagem abaixo: Nomeie os órgãos numerados de 1 a 5.

02- Analise a imagem abaixo: Nomeie os órgãos numerados de 1 a 5. PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Associe as colunas.

Leia mais

Procedimentos de Emergência. Profº Ms. Gil Oliveira

Procedimentos de Emergência. Profº Ms. Gil Oliveira Procedimentos de Emergência Obstrução das Vias Aéreas MANOBRA DE HEIMLICH Obstrução das Vias Aéreas Infarto Agudo do Miocárdio Ataque do Coração Infarto Agudo do Miocárdio Ataque do Coração Infarto Agudo

Leia mais

Principais sintomas: - Poliúria (urinar muitas vezes ao dia e em grandes quantidades); - Polidipsia (sede exagerada); - Polifagia (comer muito);

Principais sintomas: - Poliúria (urinar muitas vezes ao dia e em grandes quantidades); - Polidipsia (sede exagerada); - Polifagia (comer muito); O diabetes mellitus é uma doença crônica que se caracteriza por uma elevada taxa de glicose (açúcar) no sangue. Essa elevação ocorre, na maioria das vezes, por uma deficiência do organismo em produzir

Leia mais

Vertigens, desmaios e crises convulsivas. Prof. Sabrina Cunha da Fonseca Site:

Vertigens, desmaios e crises convulsivas. Prof. Sabrina Cunha da Fonseca   Site: Vertigens, desmaios e crises convulsivas Prof. Sabrina Cunha da Fonseca E-mail: sabrina.cfonseca@hotmail.com Site: www.profsabrina.comunidades.net Vertigens: Vertigem refere-se a diminuição da força, visão

Leia mais

Dinaflex. Pó Oral 1,5 G

Dinaflex. Pó Oral 1,5 G Dinaflex Pó Oral 1,5 G DINAFLEX sulfato de glicosamina APRESENTAÇÕES Pó granulado de 1,5 g em embalagem com 15 ou 30 sachês USO ORAL. USO ADULTO. COMPOSIÇÃO DINAFLEX 1,5g: Cada sachê contém 1,5 g de sulfato

Leia mais

Nome: 1- FAÇA um desenho de uma célula, identificando as suas partes. a) DESCREVA a função de cada uma das partes da célula.

Nome: 1- FAÇA um desenho de uma célula, identificando as suas partes. a) DESCREVA a função de cada uma das partes da célula. Atividade de Estudo - Ciências 5º ano Nome: 1- FAÇA um desenho de uma célula, identificando as suas partes. a) DESCREVA a função de cada uma das partes da célula. b) Podemos afirmar que todas as células

Leia mais

MÉTODO DE SELEÇÃO DE PONTOS MÉTODO LOCAL DISTANTE

MÉTODO DE SELEÇÃO DE PONTOS MÉTODO LOCAL DISTANTE MÉTODO DE SELEÇÃO DE PONTOS MÉTODO LOCAL DISTANTE Como selecionar pontos? Critérios para selecionar pontos Que critérios são esses? Lembrete Diagnóstico pronto antes!!! QP Diagnóstico Principio de tratamento

Leia mais

Fórmulas Clássicas de Medicina Chinesa. Como prescrever? Formador: Larry Ibarra

Fórmulas Clássicas de Medicina Chinesa. Como prescrever? Formador: Larry Ibarra Fórmulas Clássicas de Medicina Chinesa Formador: 1 2 - - Por conseguinte, as costas assistem ao yáng, e o coração é o yáng dentro do yáng. As costas assistem ao yáng, e os pulmões são o yin dentro do yáng.

Leia mais

CROMOPUNTURA - RYODORAKU MAPA E SINTOMAS. PARTE 3 de 4. Compilação e desenvolvimento por Serrano Neves EBOOK LIBERLIBER.

CROMOPUNTURA - RYODORAKU MAPA E SINTOMAS. PARTE 3 de 4. Compilação e desenvolvimento por Serrano Neves EBOOK LIBERLIBER. MAPA E SINTOMAS PARTE 3 de 4 Compilação e desenvolvimento por Serrano Neves EBOOK LIBERLIBER Maio de 2015 USO NÃO COMERCIAL SERRANO NEVES - 1 PARTE 1 de 4 DIAGNÓSTICO RYODORAKU - Estudo para aplicação

Leia mais

1Dr. Fabricio Escudine www,escudine.com.br

1Dr. Fabricio Escudine www,escudine.com.br 1Dr. Fabricio Escudine PULSOLOGIA CHINESA Segundo Soulié de Morant, acupuntura sem pulsologia significa fórmulas aplicadas ao azar. O acupunturista que não se utiliza da pulsologia negligencia sinais de

Leia mais

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos Os Fatores Climáticos: Vento, Frio, Calor, Umidade Secura, Fogo O Vento: O Vento como líder dos fatores climáticos. (Passagem da Medicina Magico Ritualística para a Medicina Clássica) Yi Jing Vento: O

Leia mais

Insuficiência Cardíaca Congestiva ICC

Insuficiência Cardíaca Congestiva ICC Insuficiência Cardíaca Congestiva ICC Insuficiência Cardíaca: desempenho do coração inadequado para atender as necessidades metabólicas periféricas, no esforço ou no repouso, o coração torna-se incapaz

Leia mais

Níveis estruturais do corpo humano

Níveis estruturais do corpo humano Níveis estruturais do corpo humano O corpo humano como um sistema aberto SISTEMA Conjunto de componentes que funcionam de forma coordenada. ISOLADO FECHADO ABERTO Não ocorrem trocas de matéria nem energia

Leia mais

Conheça algumas doenças tipicamente femininas

Conheça algumas doenças tipicamente femininas Uol - SP 03/12/2014-11:51 Conheça algumas doenças tipicamente femininas Da Redação ANSIEDADE: este transtorno mental é caracterizado por preocupações, tensões ou medos exagerados, sensação contínua de

Leia mais

Proporcionam alívio que conduz à ansiedade até hipnose, anestesia, coma e morte.

Proporcionam alívio que conduz à ansiedade até hipnose, anestesia, coma e morte. Medicamentos capazes de diminuir a actividade do cérebro, principalmente quando ele está num estado de excitação acima do normal, causando deste modo sonolência ou até inconsciência. Analgésico - Sedativo

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Elab.: Prof. Gilmar

SISTEMA CARDIOVASCULAR. Elab.: Prof. Gilmar 1 SISTEMA CARDIOVASCULAR 2 Funções Gerais: Transporte de gases respiratórios:o sangue carrega oxigênio dos pulmões para as células do corpo e dióxido de carbono das células para aos pulmões. Transporte

Leia mais

Nome RA. Introdução ao Estudo da Anatomia Humana

Nome RA. Introdução ao Estudo da Anatomia Humana Introdução ao Estudo da Anatomia Humana 1) È um dos fatores gerais de variação anatômica 2) Segmento do membro inferior 3) Plano de secção que divide o corpo em duas porções laterais exatamente iguais

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Transpulmina (Infantil) 25 mg/g mg/g Pomada. Cânfora Eucaliptol

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Transpulmina (Infantil) 25 mg/g mg/g Pomada. Cânfora Eucaliptol Folheto informativo: Informação para o utilizador Transpulmina (Infantil) 25 mg/g + 100 mg/g Pomada Cânfora Eucaliptol Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

Código Inquérito sobre efeitos adversos de medicamentos usados na enxaqueca

Código Inquérito sobre efeitos adversos de medicamentos usados na enxaqueca ANEXO Código Inquérito sobre efeitos adversos de medicamentos usados na enxaqueca Laboratório de Farmacologia Consultas externas de Cefaleias Faculdade de Farmácia de Coimbra Hospitais da Universidade

Leia mais

I MÓDULO Grandes Síndromes Clínicas: Sinais e Sintomas 6 Semanas: 1ª a 6ª semana SEMANA DIA HORÁRIO PROF. SALA CONTEÚDO

I MÓDULO Grandes Síndromes Clínicas: Sinais e Sintomas 6 Semanas: 1ª a 6ª semana SEMANA DIA HORÁRIO PROF. SALA CONTEÚDO Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE 4º PERÍODO Semana Unidades Curriculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 Módulo

Leia mais

1. Identificação Nome: Está interessado(a) em receber as nossas Newsletters? ( ) Sim ( ) Não Como ficou a conhecer a nossa clínica?

1. Identificação Nome: Está interessado(a) em receber as nossas Newsletters? ( ) Sim ( ) Não Como ficou a conhecer a nossa clínica? Preparação 1ª consulta Anti-envelhecimento Responda ao seu questionário o mais rigorosamente possível porque da exatidão das suas respostas depende a eficácia da nossa consulta e melhor será orientado

Leia mais

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net MASSAGEM DO-IN Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto Site: www.massagemdoin.net E-Mail: contato@massagemdoin.net O QUE É? O DO-IN é uma técnica de automassagem aplicada nos pontos energéticos

Leia mais

SISTEMA ENDÓCRINO órgãos hormônios

SISTEMA ENDÓCRINO órgãos hormônios SISTEMA ENDÓCRINO Conjunto de órgãos que apresentam como atividade característica a produção de secreções denominadas hormônios, que são lançados na corrente sanguínea e irão atuar em outra parte do organismo,

Leia mais

Introdução ao ZANG- FU

Introdução ao ZANG- FU Introdução ao ZANG- FU M.V. Celina Emiko Okamoto Acupunturista Veterinária celinaokamoto@hotmail.com e Prof. Ms. Daniel Mendes Netto Julho - 2009 CINCO MOVIMENTOS Madeira (F/ VB) Água (R/ B) Fogo (C/ ID/

Leia mais

2) Observe o esquema. Depois, seguindo a numeração, responda às questões. C) Onde a urina é armazenada antes de ser eliminada do corpo?.

2) Observe o esquema. Depois, seguindo a numeração, responda às questões. C) Onde a urina é armazenada antes de ser eliminada do corpo?. Professor: Altemar Santos. Exercícios sobre os sistemas urinário (excretor), reprodutores masculino e feminino e fecundação para o 8º ano do ensino fundamental. 1) Analise o esquema: Identifica-se pelas

Leia mais

O humano e o ambiente

O humano e o ambiente Aula 01 O humano e o ambiente O ser humano é formado por um conjunto de células. Um conjunto de células forma os tecidos. Um conjunto de tecidos forma os órgãos. Um conjunto de órgão forma os sistemas.

Leia mais

Glândulas endócrinas:

Glândulas endócrinas: Sistema Endócrino Glândulas endócrinas: Funções: Secreções de substâncias (hormônios) que atuam sobre célula alvo Hormônios: Substâncias informacionais distribuídas pelo sangue. Eles modificam o funcionamento

Leia mais

AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA NO IDOSO

AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA NO IDOSO C E N T R O U N I V E R S I T Á R I O C AT Ó L I C O S A L E S I A N O A U X I L I U M C U R S O D E N U T R I Ç Ã O - T U R M A 6 º T E R M O D I S C I P L I N A : N U T R I Ç Ã O E M G E R I AT R I A

Leia mais

Ventosaterapia. Guilherme Juvenal

Ventosaterapia. Guilherme Juvenal Ventosaterapia Guilherme Juvenal Benefícios Principais benefícios da ventosaterapia segundo a MTC: Promove o fluxo do Qi e do sangue, ajudando a eliminar os fatores patogénicos como o vento, o frio, a

Leia mais

Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE 2º Semestre Semana Unidades Curiculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex

Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE 2º Semestre Semana Unidades Curiculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE 2º Semestre Semana Unidades Curiculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex 1 2 Módulo I: 3 BBPM Aparelho Cardiorrespiratório 4

Leia mais

Diupress. Bula para paciente. Comprimido 25 MG + 5 MG

Diupress. Bula para paciente. Comprimido 25 MG + 5 MG Diupress Bula para paciente Comprimido 25 MG + 5 MG Diupress clortalidona +cloridrato de amilorida FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Comprimido Embalagem com 20 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO

Leia mais

VESICARE (succinato de solifenacina) Astellas Farma Brasil Importação e Distribuição de Medicamentos Ltda Comprimidos 5mg e 10mg PACIENTE

VESICARE (succinato de solifenacina) Astellas Farma Brasil Importação e Distribuição de Medicamentos Ltda Comprimidos 5mg e 10mg PACIENTE VESICARE (succinato de solifenacina) Astellas Farma Brasil Importação e Distribuição de Medicamentos Ltda Comprimidos 5mg e 10mg PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO VESICARE (succinato de solifenacina)

Leia mais

EMENTAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOLOGIA HUMANA APLICADAS ÀS CIÊNCIAS DA SAÚDE

EMENTAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOLOGIA HUMANA APLICADAS ÀS CIÊNCIAS DA SAÚDE EMENTAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOLOGIA HUMANA APLICADAS ÀS CIÊNCIAS DA SAÚDE DISCIPLINA: Metodologia da Pesquisa Introdução a metodologia científica, aspectos do conhecimento científico,

Leia mais

Doença de Addison DOENÇA DE ADDISON

Doença de Addison DOENÇA DE ADDISON Enfermagem em Clínica Médica Doença de Addison Enfermeiro: Elton Chaves email: eltonchaves76@hotmail.com DOENÇA DE ADDISON A insuficiência adrenal (IA) primária, também denominada doença de Addison, geralmente

Leia mais

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Fisiologia e Biofísica

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Fisiologia e Biofísica PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Fisiologia e Biofísica Professor: Rafaell Batista Pereira E-mail: rafaell.pereira@fasete.edu.br Código: Carga Horária:

Leia mais

Alterações no Trato Urinário

Alterações no Trato Urinário Alterações no Trato Urinário PPCSA Profª Daniele C D Zimon Profª Adriana Cecel Guedes Aparelho Urinário Rim Infecções do Trato Urinário As infecções do trato urinário (ITUs) são causadas por micoorganismos

Leia mais

Desenvolver a reflexão sobre as relações entre ciência, sociedade e tecnologia, considerando as questões éticas envolvidas.

Desenvolver a reflexão sobre as relações entre ciência, sociedade e tecnologia, considerando as questões éticas envolvidas. ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti MAMÍFEROS Capítulo 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MAMÍFEROS Aquáticos: Habitat: Mamíferos podem ser terrestres: Único mamífero que voa: Pelos Estratificada

Leia mais

SINAIS DE PERTURBAÇÕES FUNCIONAIS

SINAIS DE PERTURBAÇÕES FUNCIONAIS SINAIS DE PERTURBAÇÕES FUNCIONAIS FORMAÇÃO, Comunicação profissional 2016 - Porto, Lisboa e Almancil CLINICAL NUTRICION DEVELOPMENT AND APPLICATIONS (CNDA) FUNÇÃO VITALIDADE GERAL Astenia. Sexualidade

Leia mais

Guia de Aplicações de Cromoterapia. Para recuperar a Saúde

Guia de Aplicações de Cromoterapia. Para recuperar a Saúde Guia de Aplicações de Cromoterapia Para recuperar a Saúde Por ser um Guia Prático, seu uso será facilitado com o visual da cor a ser aplicado. Consideremos que sempre, em todos os tratamentos devemos estimular

Leia mais

ISLAND HEALTH CARE FORMULÁRIO DE ANTECEDENTES MÉDICOS

ISLAND HEALTH CARE FORMULÁRIO DE ANTECEDENTES MÉDICOS DATA DE HOJE: NOME: DATA DE NASCIMENTO NAME: ISLAND HEALTH CARE FORMULÁRIO DE ANTECEDENTES MÉDICOS Você é alérgico ao látex ou borracha? Sim Não ALERGIAS A MEDICAMENTOS: Nenhum Sim, por favor liste LISTA

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA 1 a Atividade Física 2013.indd 1 09/03/15 16 SEDENTARISMO é a falta de atividade física suficiente e pode afetar a saúde da pessoa. A falta de atividade física

Leia mais

Nível I SHODEN POSIÇÕES BÁSICAS PARA APLICAÇÃO

Nível I SHODEN POSIÇÕES BÁSICAS PARA APLICAÇÃO Nível I SHODEN POSIÇÕES BÁSICAS PARA APLICAÇÃO Sumário POSIÇÕES BÁSICAS PARA TRABALHO EM REIKI... 4 POSIÇÃO 1... 5 MÃOS SOBRE OS OLHOS E A TESTA... 5 POSIÇÃO 2... 6 MÃOS SOBRE AS LATERAIS DO ROSTO COBRINDO

Leia mais

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO. ( x ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA. Semestre Letivo: ( x ) Primeiro ( ) Segundo

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO. ( x ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA. Semestre Letivo: ( x ) Primeiro ( ) Segundo PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: Nutrição DISCIPLINA: Anatomia Humana ( x ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: Anatomia DOCENTE RESPONSÁVEL: Prof. Dr. Sérgio Pereira Semestre Letivo: ( x ) Primeiro

Leia mais

BIOQUÍMICA E METABOLISMO DOS MICRONUTRIENTES NA TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL

BIOQUÍMICA E METABOLISMO DOS MICRONUTRIENTES NA TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL BIOQUÍMICA E METABOLISMO DOS MICRONUTRIENTES NA TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E PARENTERAL Profa. Dra. Maria Rosimar Teixeira Matos Docente do Curso de Nutrição da UECE TERAPIA NUTRICIONAL Suprir as necessidades

Leia mais

Brochura de informação para o doente sobre KEYTRUDA. (pembrolizumab)

Brochura de informação para o doente sobre KEYTRUDA. (pembrolizumab) Brochura de informação para o doente sobre KEYTRUDA (pembrolizumab) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de nova informação de segurança. Poderá

Leia mais

Sistema Digestório. Prof. Jair Nogueira

Sistema Digestório. Prof. Jair Nogueira Sistema Digestório Função sistema digestivo Constituição sistema digestivo Digestão Deglutição Movimentos Peristálticos Absorção Disfunções do sistema digestivo Prof. Jair Nogueira Sistema Digestivo -

Leia mais

Orientação Medicamentosa para pessas com Hipertensão

Orientação Medicamentosa para pessas com Hipertensão Orientação Medicamentosa para pessas com Hipertensão ORIENTAÇÃO MEDICAMENTOSA PARA PESSOAS COM HIPERTENSÃO Organizadora: Grace Kelly Matos e Silva Este material tem o objetivo de orientar os pacientes

Leia mais

Baclofen. Comprimido 10mg

Baclofen. Comprimido 10mg Baclofen Comprimido 10mg MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE Baclofen baclofeno APRESENTAÇÃO Comprimido 10mg Embalagem contendo 20 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido contém:

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO. Prof a Cristiane Oliveira

SISTEMA DIGESTÓRIO. Prof a Cristiane Oliveira SISTEMA DIGESTÓRIO Prof a Cristiane Oliveira SISTEMA DIGESTÓRIO QUAIS SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS? Conjunto de órgãos que realizam a ingestão dos alimentos, sua digestão e a absorção dos produtos resultantes;

Leia mais

Excipientes: Carvedilol Ranbaxy 6,25 mg, 12,5mg, 25mg Comprimidos: Celulose microcristalina, Silica coloidal anidra e Estearato de Magnésio.

Excipientes: Carvedilol Ranbaxy 6,25 mg, 12,5mg, 25mg Comprimidos: Celulose microcristalina, Silica coloidal anidra e Estearato de Magnésio. FOLHETO INFORMATIVO Carvedilol Ranbaxy 6,25 mg Comprimidos Carvedilol Ranbaxy 12,5 mg Comprimidos Carvedilol Ranbaxy 25 mg Comprimidos Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento. Conserve

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: FISIOLOGIA GERAL Código da Disciplina: NDC108 Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. Faculdade

Leia mais

Anatomia do Sistema Digestório

Anatomia do Sistema Digestório Anatomia do Sistema Digestório O sistema digestório humano é formado por um longo tubo musculoso, ao qual estão associados órgãos e glândulas que participam da digestão. Apresenta as seguintes regiões;

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Universidade Católica Portuguesa Viseu Instituto de Ciências da Saúde

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Universidade Católica Portuguesa Viseu Instituto de Ciências da Saúde DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Universidade Católica Portuguesa Viseu Instituto de Ciências da Saúde LICENCIATURA Ciências Biomédicas ÁREA DISCIPLINAR Patologia Humana ANO/SEMESTRE ANO LECTIVO 2.º Ano/1.º

Leia mais

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Om muni muni maha muni sakya muni soha Om tare tutare turê soha... 1 Pulsologia Chinesa os vinte e oito pulsos patológicos" Delvo Ferraz da Silva 2 Teorias de

Leia mais

17/11/2016. Válvula em espiral e cecos pilóricos = aumentam área de absorção no intestino. Anfíbios: cloaca; não apresentam dentes; língua protrátil.

17/11/2016. Válvula em espiral e cecos pilóricos = aumentam área de absorção no intestino. Anfíbios: cloaca; não apresentam dentes; língua protrátil. Peixes cartilaginosos Sistema digestório Sistema cardiovascular Peixes ósseos Válvula em espiral e cecos pilóricos = aumentam área de absorção no intestino. Aves: Anfíbios: cloaca; não apresentam dentes;

Leia mais

Curiosidade. Vídeo. Teste. + Saúde. Porque você deve tomar café da manhã. O que você quer ser quando crescer? Qual o seu nível de ansiedade?

Curiosidade. Vídeo. Teste. + Saúde. Porque você deve tomar café da manhã. O que você quer ser quando crescer? Qual o seu nível de ansiedade? Edicão Novembro 2013 Pág. 03 + Saúde Porque você deve tomar café da manhã Teste Qual o seu nível de ansiedade? Vídeo O que você quer ser quando crescer? Curiosidade Guarde seus exames! Pág. 04 Pág. 06

Leia mais

LIORESAL baclofeno. APRESENTAÇÕES Lioresal 10 mg embalagens contendo 20 comprimidos. VIA ORAL USO ADULTO

LIORESAL baclofeno. APRESENTAÇÕES Lioresal 10 mg embalagens contendo 20 comprimidos. VIA ORAL USO ADULTO LIORESAL baclofeno APRESENTAÇÕES Lioresal 10 mg embalagens contendo 20 comprimidos. VIA ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido de Lioresal contém 10 mg de baclofeno. Excipientes: amido, celulose microcristalina,

Leia mais

ESTADO DE CHOQUE HEMORRAGIA & CHOQUE 002

ESTADO DE CHOQUE HEMORRAGIA & CHOQUE 002 ESTADO DE CHOQUE HEMORRAGIA & CHOQUE 002 ESTADO DE CHOQUE CONCEITO CAUSAS TIPOS DE CHOQUE SINAIS & SINTOMAS GERAIS DO CHOQUE ESTADO DE CHOQUE CONCEITO CONCEITO FALÊNCIA DO SISTEMA CIRCULATÓRIO INCAPACIDADE

Leia mais

NATULAXE Extrato seco de folhas de Cassia angustifólia Leguminosae Sene MEDICAMENTO FITOTERÁPICO

NATULAXE Extrato seco de folhas de Cassia angustifólia Leguminosae Sene MEDICAMENTO FITOTERÁPICO NATULAXE Extrato seco de folhas de Cassia angustifólia Leguminosae Sene MEDICAMENTO FITOTERÁPICO Nomenclatura botânica oficial: Cassia angustifolia Família: Leguminosa-Fabaceae Parte da planta utilizada:

Leia mais

Nutrição, digestão e sistema digestório. Profª Janaina Q. B. Matsuo

Nutrição, digestão e sistema digestório. Profª Janaina Q. B. Matsuo Nutrição, digestão e sistema digestório Profª Janaina Q. B. Matsuo 1 2 3 4 Nutrição Nutrição: conjunto de processos que vão desde a ingestão do alimento até a sua assimilação pelas células. Animais: nutrição

Leia mais

Plano Curricular do Curso de Acupunctura Módulo I Horas Creditadas HP e HAEO Total

Plano Curricular do Curso de Acupunctura Módulo I Horas Creditadas HP e HAEO Total Plano Curricular do Curso de Acupunctura Módulo I Teoria Básica de MTC e Diagnóstico 235 Auriculopunctura 50 Diagnóstico da Língua 50 Módulo II Estrutura dos Meridianos e Pontos de 235 Acupunctura Diagnóstico

Leia mais

Edema OBJECTIVOS. Definir edema. Compreender os principais mecanismos de formação do edema. Compreender a abordagem clínica do edema

Edema OBJECTIVOS. Definir edema. Compreender os principais mecanismos de formação do edema. Compreender a abordagem clínica do edema OBJECTIVOS Definir edema Compreender os principais mecanismos de formação do edema Compreender a abordagem clínica do edema É um sinal que aparece em inúmeras doenças, e que se manifesta como um aumento

Leia mais

Ana Maria da Silva Curado Lins, M.Sc.

Ana Maria da Silva Curado Lins, M.Sc. Ana Maria da Silva Curado Lins, M.Sc. A pele é constituída por inúmeras estruturas que dotam os indivíduos com a sensação do tacto, da pressão, do calor, do frio e da dor. Estes receptores encontram-se

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO. 1. O que é a Rivastigmina Generis e para que é utilizada

FOLHETO INFORMATIVO. 1. O que é a Rivastigmina Generis e para que é utilizada FOLHETO INFORMATIVO Rivastigmina Generis 1,5 mg Cápsulas Rivastigmina Generis 3 mg Cápsulas Rivastigmina Generis 4,5 mg Cápsulas Rivastigmina Generis 6 mg Cápsulas Leia atentamente este folheto antes de

Leia mais

Prevenir é muito melhor

Prevenir é muito melhor Saúde da mulher Prevenir é muito melhor Mulheres costumam cuidar muito bem dos outros: filhos, namorado, marido, pais... Mas essa energia toda precisa ser usada também a seu favor. Cuidar da própria saúde

Leia mais

AULA DE TRATAMENTO CORPORAL ESTÉTICO. INSTITUTO Long Tao

AULA DE TRATAMENTO CORPORAL ESTÉTICO. INSTITUTO Long Tao AULA DE TRATAMENTO CORPORAL ESTÉTICO INSTITUTO Long Tao CELULITE (FIBRO-EDEMA GELÓIDE) NA VISÃO DA MTC, EXISTEM 2 CAUSAS : CELULITE POR ESTAGNAÇÃO DO Qì DO FÍGADO; CELULITE POR DEFICIÊNCIA DE Yáng DO BAÇO/RIM.

Leia mais

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2017

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2017 Disciplina: CIÊNCIAS Série/Ano: 8º ANO Professores: Cybelle / José Henrique / Sarah / Tiê Objetivo: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados durante o 1º semestre nos quais

Leia mais

DISTÚRBIOS URINÁRIOS DISTÚRBIOS URINÁRIOS

DISTÚRBIOS URINÁRIOS DISTÚRBIOS URINÁRIOS DISTÚRBIOS URINÁRIOS 1 Calor: Fígado Coração (ID) Tr.Aquecedor Deficiência Yin Rins Estagnação Estagnação Qi Fígado Deficiência T.Aq. Deficiência Yang Rins/ Baço Estagnação Umidade Bexiga Distúrbios Urinários

Leia mais

STAVIGILE modafinila Comprimidos simples 200 mg

STAVIGILE modafinila Comprimidos simples 200 mg STAVIGILE modafinila Comprimidos simples 200 mg USO ORAL USO ADULTO FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Comprimidos com 200 mg de modafinila. Embalagem com 30 comprimidos. COMPOSIÇÃO Cada comprimido de

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Rivastigmina Xarmix 1,5 mg cápsulas Rivastigmina Xarmix 3 mg cápsulas Rivastigmina Xarmix 4,5 mg cápsulas Rivastigmina Xarmix 6 mg cápsulas Rivastigmina

Leia mais

LÍNGUA 243 Língua superposta (dupla) ASPECTO LINGUAL Língua - Vermelho-viva.

LÍNGUA 243 Língua superposta (dupla) ASPECTO LINGUAL Língua - Vermelho-viva. LÍNGUA 243 Língua superposta (dupla) ASPECTO LINGUAL Língua - Vermelho-viva. Saburra - Branca e suja. A parte central é amarelo-clara; a parte inferior da língua apresenta-se edemaciada e levantada como

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO DISICIPLINA FISIOLOGIA HUMANA Período 2º PROFESSOR (a) Alexandre Batista

Leia mais

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA Instituto Bioethicus Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA A arte da palpação é de extrema importância dentro do exame semiológico da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa e a

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE 1 - À concepção do Sistema Único de Saúde (SUS), regulado pelo poder do Estado, corresponde: a) uma noção autoritária de p

POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE 1 - À concepção do Sistema Único de Saúde (SUS), regulado pelo poder do Estado, corresponde: a) uma noção autoritária de p PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE AUXILIAR DE NECROPSIA INSTRUÇÕES: Você receberá do fiscal: um caderno de questões e um cartão de respostas personalizado. As páginas do caderno

Leia mais

INFECÇÕES. Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto

INFECÇÕES. Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto INFECÇÕES Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto Definição É a colonização de um organismo hospedeiro por uma espécie estranha. Numa infecção, o organismo infectante procura utilizar os recursos do hospedeiro para

Leia mais

DADOS BÁSICOS DO SERVIDOR DADOS FUNCIONAIS DO SERVIDOR ANAMNESE 1. HISTÓRICO OCUPACIONAL. Nome. Data de nascimento. Naturalidade. Identificação Única

DADOS BÁSICOS DO SERVIDOR DADOS FUNCIONAIS DO SERVIDOR ANAMNESE 1. HISTÓRICO OCUPACIONAL. Nome. Data de nascimento. Naturalidade. Identificação Única Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Recursos Humanos Subsistema Integrado de Atenção a Saúde do Servidor SIASS Exame Periódico DADOS BÁSICOS DO SERVIDOR Nome Sexo CPF Naturalidade

Leia mais

QUESTIONÁRIO PERCEPÇÃO CORPORAL

QUESTIONÁRIO PERCEPÇÃO CORPORAL QUESTIONÁRIO PERCEPÇÃO CORPORAL Stephen W. Porges, Ph.D. Copyright (c) 1993 O QUESTIONÁRIO PERCEPÇÃO CORPORAL tem 5 sub-testes: 1) Percepção ou Consciência do próprio corpo, 2) Reações do corpo em situações

Leia mais

Níveis de Organização do Corpo Humano

Níveis de Organização do Corpo Humano Níveis de Organização do Corpo Humano Ao estudar o corpo humano, podemos analisá-lo por meio de diferentes níveis de organização. Podemos estudá-lo analisando os sistemas do corpo ou então seus tecidos

Leia mais

A Rivastigmina ToLife pertence a uma classe de substâncias denominada inibidores da colinesterase.

A Rivastigmina ToLife pertence a uma classe de substâncias denominada inibidores da colinesterase. FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Rivastigmina ToLife 1,5 mg cápsulas Rivastigmina ToLife 3 mg cápsulas Rivastigmina ToLife 4,5 mg cápsulas Rivastigmina ToLife 6 mg cápsulas Rivastigmina

Leia mais

10/4/2008. B18: tonifica o Xue do Fígado, domina o vento do Fígado;

10/4/2008. B18: tonifica o Xue do Fígado, domina o vento do Fígado; Padrões de Desarmonia do Fígado geral Padrões de Desarmonia do Fígado M. V. Adriano Luiz M. Caquetti I. Fatores Patogênicos Exteriores Vento Exterior: : afeta as funções do Fígado de: assegurar o fluxo

Leia mais

ANEXO Nº 1. Questionário

ANEXO Nº 1. Questionário ANEXOS ANEXO Nº 1 Questionário ANEXO Nº 2 Cronograma de Actividades Cronograma do trabalho de Investigação Mês Fase Fev. Escolha e delimitação do tema Revisão bibliográfica Fase metodológica Pré-teste

Leia mais

4 Elementos DNA Alquímico. A Aura e o DNA Falta e Excesso dos Elementos

4 Elementos DNA Alquímico. A Aura e o DNA Falta e Excesso dos Elementos 4 Elementos DNA Alquímico A Aura e o DNA Falta e Excesso dos Elementos O DNA HEREDITÁRIO OS ELEMENTOS E A MEMÓRIA Os elementos estão presentes: na memória física (DNA - hereditário) na memória de experiências

Leia mais

CORREÇÃO DAS FICHAS DE AVALIAÇÃO 1º PERÍODO 1ª FICHA DE AVALIAÇÃO

CORREÇÃO DAS FICHAS DE AVALIAÇÃO 1º PERÍODO 1ª FICHA DE AVALIAÇÃO CORREÇÃO DAS FICHAS DE AVALIAÇÃO 1º PERÍODO 1ª FICHA DE AVALIAÇÃO 1. Nutrientes; alimentos; prótidos; plástica; energética; lípidos e glícidos; minerais; protetores; fibras. 2.1. O alimento mais rico em

Leia mais

Não use outro produto que contenha paracetamol. Atenção diabéticos: contém açúcar.

Não use outro produto que contenha paracetamol. Atenção diabéticos: contém açúcar. O cloridrato de fenilefrina age nos receptores alfa-adrenérgicos presentes na mucosa do trato respiratório para produzir vasoconstrição, que temporariamente reduz o edema associado à inflamação das membranas

Leia mais

Plano de ensino. OFERECIDA PARA O CURSO DE: Engenharia Elétrica

Plano de ensino. OFERECIDA PARA O CURSO DE: Engenharia Elétrica UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS UNIVERSITÁRIO - TRINDADE - CAIXA POSTAL 476 DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS - SANTA CATARINA TEL. (048) 331-9731 - FAX.

Leia mais