1. Observe este quadro do pintor René Magritte.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Observe este quadro do pintor René Magritte."

Transcrição

1 9 Corel

2 1. Observe este quadro do pintor René Magritte. RENÉ MAGRITTE. O mês da vindima Óleo sobre tela: color.; 130 x 160 cm. Coleção particular, Paris. Grandes pintores do século XX: Magritte. Madrid: VEGAP, p. 44. Discuta com sua professora e colegas a) Que elementos da cena representada acima sugerem o interior de uma casa? b) A janela dessa casa está aberta. O que se vê atrás dessa janela: a parte externa ou interna da casa? Que elemento lhe permite afirmar isso? c) Todos esses homens têm a mesma altura, a mesma expressão no rosto, o mesmo olhar; usam o mesmo chapéu, as mesmas roupas. O que você sente ao ver essa cena? d) Como seria o mundo se todas as pessoas fossem iguais e pensassem da mesma maneira? 10

3 2. Ao pintar todos esses homens iguais, Magritte nos faz pensar de outra maneira, ou seja, representando a igualdade, ele nos faz pensar nas diferenças. Complete o quadro abaixo, pintando, atrás da janela, pessoas bem diferentes umas das outras. Agora, mostre sua pintura para um colega e peça para ele escrever, nas linhas abaixo, como é o mundo quando as pessoas e as idéias são diferentes. 3. O título do texto que você irá ler a seguir é A casa. O que, na sua opinião, o autor vai dizer sobre essa casa? Exponha oralmente sua opinião. 11

4 4. O que é uma casa? O que todas as casas têm? Escreva e desenhe. 5. Compare sua atividade com as de seus colegas. Depois, discuta. a) Todas as respostas escritas foram iguais? b) Os desenhos feitos por vocês são parecidos, iguais ou diferentes? 12

5 c) Fazendo essas comparações, o que você pôde concluir? Agora, você está convidado para entrar nesta CASA que o autor Vinicius de Moraes descreve. Aparentemente, ela é estranha, diferente. Parece até que ela não existe. Mas isso porque, talvez, você nunca tenha pensado sobre ela. A casa Era uma casa Muito engraçada Não tinha teto Não tinha nada Ninguém podia Entrar nela não Porque na casa Não tinha chão Ninguém podia Dormir na rede Porque na casa Não tinha parede Ninguém podia Fazer pipi Porque penico Não tinha ali Mas era feita Com muito esmero Na Rua dos Bobos Número Zero. Ilustração de Marie Louise Nery Vinicius de Moraes A arca de Nóe, Editora José Olympio. 13

6 Analisando o texto Para pensar e trocar idéias A descrição que o autor faz da CASA se parece com alguma casa do mundo real? 2. Você conhece alguma casa que não tenha teto, não tenha chão e não tenha parede? 3. O texto criado por Vinicius causa que tipo de sensação? Surpresa? Admiração? Estranhamento? 4. Você pode afirmar com certeza que essa CASA descrita pelo autor não existe? O poema de Vinicius causa surpresa e incerteza. É uma espécie de jogo cujas regras precisam ser adivinhadas para que se descubra de que CASA, afinal, o autor está falando. Adivinhar as regras do jogo é um desafio que envolve conhecimento, reflexão, habilidade de estabelecer comparações, relações, associações. Exige, portanto, a capacidade de refletir. No entanto, o sabor, o prazer e a alegria de uma descoberta valem qualquer esforço. Em busca da CASA perdida... Desvendando o mistério... Levantando hipóteses... 14

7 Para pensar e trocar idéias Quais os significados de CASA? Onde procurar? 2. Quais os tipos de CASA que existem? Onde procurar? 3. Em algum lugar do mundo existe uma casa como a do poema? Onde? 4. O autor está falando de uma casa muito antiga, construída há muito tempo? Como descobrir? 5. É a casa do futuro? A resposta a essas perguntas pode estar em outros textos que podemos buscar, a todo instante, em livros, revistas, jornais, enciclopédias, na Internet... Relacionando Texto 1 Descobrindo novos significados Para tentar descobrir os significados de CASA, podemos recorrer a um dicionário. Dicionário é um livro que apresenta o conjunto de palavras de uma língua em ordem alfabética e com os respectivos significados, ou seja, explica com outras palavras os possíveis significados de uma palavra. Vamos descobrir o que esse livro tem a nos dizer sobre a palavra em questão. 15

8 casa s.f. 1. Edifício destinado, em geral, à habitação, moradia. 2. Lar, família. 3. Estabelecimento, firma, empresa. 4. Abertura por onde passa o botão; botoadeira. Minidicionário Aurélio da língua portuguesa, Editora Nova Fronteira. 1. Qual dos significados acima é mais parecido com a idéia que você faz de CASA? Resposta pessoal. 2. Em qual dos significados acima você ainda não havia pensado? Resposta pessoal. 3. Algum dos significados acima poderia corresponder à CASA do poema? Qual? Por quê? Sim. A abertura por onde passa o botão; porque ela é chamada de casa, mas não tem teto, não tem parede, nem chão. Para conhecer mais... Você sabia que o Dicionário Aurélio traz 19 significados diferentes para a palavra casa e a explicação do significado de mais de 30 tipos diferentes de casa? 16

O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele:

O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele: COMUICAÇÃO ( 2.communication) Extraído de páginas 76 e 77 do guia para professores da U ESCO: (Understanding and responding to children s needs in Inclusive Classrooms) www.unesco.org.com; traduzido do

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA INTRODUÇÃO

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA INTRODUÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA APOSTILA 1 ARITMÉTICA PARTE I INTRODUÇÃO Durante muitos períodos da história

Leia mais

Sejam Bem-Vindos! Mary Kay Ash

Sejam Bem-Vindos! Mary Kay Ash Sejam Bem-Vindos! Vislumbrei uma companhia na qual qualquer mulher poderia ter tanto sucesso quanto desejasse. As portas estariam abertas às oportunidades para as mulheres que estiverem dispostas a pagar

Leia mais

Casa-Museu Abel Salazar. Serviços Educativos 2016

Casa-Museu Abel Salazar. Serviços Educativos 2016 Casa-Museu Abel Salazar Serviços Educativos 2016 O Programa Escola na Casa-Museu, inserido na programação de serviços educativos da Casa-Museu Abel Salazar, converge no sentido de promover maior interação

Leia mais

Meninos e Meninas Brincando

Meninos e Meninas Brincando Meninos e Meninas Brincando J. C. Ryle "As praças da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão." (Zc.8:5) Queridas crianças, o texto acima fala de coisas que acontecerão. Deus está nos

Leia mais

20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje.

20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje. 20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje. Agradecimento Quero agradecer pelo seu interesse no meu ebook. Vamos juntos te levar até o seu objetivo. Uma Excelente Leitura!

Leia mais

BEM VINDOS ALUNOS DA GRADUAÇÃ ÇÃO. GESTÃO INTEGRADA PESSOAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃ ÇÃO O QUE O MUNDO TEM A VER COM MARKETING?

BEM VINDOS ALUNOS DA GRADUAÇÃ ÇÃO. GESTÃO INTEGRADA PESSOAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃ ÇÃO O QUE O MUNDO TEM A VER COM MARKETING? BEM VINDOS ALUNOS DA TURMA DE PÓS-GRADUA P GRADUAÇÃ ÇÃO. GESTÃO INTEGRADA PESSOAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃ ÇÃO PROF. PAULO NETO FIB - 2011 O QUE O MUNDO TEM A VER COM MARKETING? O QUE EU TENHO A VER COM

Leia mais

15.053 26 de fevereiro de 2002

15.053 26 de fevereiro de 2002 15.053 26 de fevereiro de 2002 Análise de Sensibilidade apresentado como Perguntas Freqüentes Pontos ilustrados em um exemplo contínuo de fabricação de garrafas. Se o tempo permitir, também consideraremos

Leia mais

www.interaulaclube.com.br

www.interaulaclube.com.br A UU L AL A O mar Observe atentamente a figura abaixo. Uma olhada mais despreocupada para o desenho pode dar a impressão de que estamos diante de uma região desértica na superfície da Terra. Mas, prestando

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos de Português 2 º Ano Ano letivo

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos de Português 2 º Ano Ano letivo Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos de Português 2 º Ano Ano letivo 2015 2016 1º PERÍODO CONTEÚDOS - COMPREENSÃO DO ORAL manifestar ideias, sensações e sentimentos pessoais mobilizar conhecimentos

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

A escrita que faz a diferença

A escrita que faz a diferença A escrita que faz a diferença Inclua a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro em seu planejamento de ensino A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é uma iniciativa do Ministério

Leia mais

4. Jogos com dados de cores correspondentes àquelas dos Blocos Lógicos

4. Jogos com dados de cores correspondentes àquelas dos Blocos Lógicos 4. Jogos com dados de cores correspondentes àquelas dos Blocos Lógicos Prepare um dado com três cores em suas faces (azul, amarelo e vermelho), sendo que cada cor deve aparecer duas vezes; Com as peças

Leia mais

OFICINA DE ORGANIZAÇÃO PESSOAL MARCIA NOLETO PERSONAL ORGANIZER

OFICINA DE ORGANIZAÇÃO PESSOAL MARCIA NOLETO PERSONAL ORGANIZER OFICINA DE ORGANIZAÇÃO PESSOAL MARCIA NOLETO PERSONAL ORGANIZER MEU TEMPO É PRECIOSO ROTINA INSANA CAOS COMIDA PARA FAZER CASA PARA LIMPAR FILHOS PARA CUIDAR TRABALHO COMO SER ORGANIZADA? Processo que

Leia mais

APOSTILA DE CIÊNCIAS NATURAIS

APOSTILA DE CIÊNCIAS NATURAIS Escola Municipal APOSTILA DE CIÊNCIAS NATURAIS Nome Turma Professor (a) 1- Vamos ler a informação: A matéria forma tudo o que existe no mundo. Esta matéria pode ser transformada por uma força chamada energia.

Leia mais

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Acompanhe o leitor competente em ação. Leio o titulo: A moringa, a geladeira e a roupa no varal. São três coisas

Leia mais

PARTE I. Leia o tópico que lhe propomos e redija um texto coerente e coeso conforme solicitado.

PARTE I. Leia o tópico que lhe propomos e redija um texto coerente e coeso conforme solicitado. Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência dos Cursos Superiores do Instituto Politécnico de Leiria dos Maiores de 23 Anos - 2011 Prova de conhecimentos específicos

Leia mais

ATIVIDADE 02 O CONJUNTO ARQUITETÔNICO DA PAMPULHA: UM CARTÃO-POSTAL DA CIDADE

ATIVIDADE 02 O CONJUNTO ARQUITETÔNICO DA PAMPULHA: UM CARTÃO-POSTAL DA CIDADE ATIVIDADE 02 O CONJUNTO ARQUITETÔNICO DA PAMPULHA: UM CARTÃO-POSTAL DA CIDADE Antigamente, quando as pessoas viajavam, era comum elas enviarem um cartão com uma foto do lugar onde estavam para dar notícias

Leia mais

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02 Manual CEAD - FACEL Sumário 03... Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem Atualizando seu perfil Esqueceu sua senha de acesso 09... O meu AVA Conhecendo meu AVA Navegando na disciplina Barra de navegação

Leia mais

Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para Clínicos Gerais 2005

Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para Clínicos Gerais 2005 Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para CONTEÚDO Pág. 1 Introdução 3 2 - Aceder ao site 2.1 Entrar em www.saude-mental.net 3 2.3 Introdução do seu login e password

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2014 Disciplina: Física Série: 1ª Professor (a): Marcos Vinicius Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

NOME: Nº EDUCADORA: 2º ANO FULECO

NOME: Nº EDUCADORA: 2º ANO FULECO NOME: Nº EDUCADORA: 2º ANO FULECO 1 ESTAMOS EM RITMO DE COPA DO MUNDO E INÍCIO DAS FÉRIAS! QUE DELÍCIA! NESSES DIAS ESQUECEMOS DE TUDO PARA TORCER PELO NOSSO PAÍS DE FORMA ALEGRE E EDUCADA. E, COMO O BRASIL

Leia mais

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA 3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA AULA 08 Conteúdo: Interpretação de texto e elementos coesivos. Habilidade: D06 - Inferir o assunto principal de um texto. D15 - Estabelecer relações entre partes de um texto,

Leia mais

Prova Resolvida Raciocínio Lógico Quantitativo e Estatística (ANAC/2016) Prof. Guilherme Neves

Prova Resolvida Raciocínio Lógico Quantitativo e Estatística (ANAC/2016) Prof. Guilherme Neves Prova Resolvida Raciocínio Lógico Quantitativo e Estatística (ANAC/2016) 31- (ANAC 2016/ESAF) A negação da proposição se choveu, então o voo vai atrasar pode ser logicamente descrita por a) não choveu

Leia mais

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA EJA Ensino Fundamental 2º Segmento GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA Fase/Ano: 4ª Fase 6º e 7º Ano Ano Letivo: 2014 Componente Curricular: Geografia Professores do Estúdio: Jefferson

Leia mais

COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS. Capítulo IV: Mais negócios

COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS. Capítulo IV: Mais negócios COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS Capítulo IV: Mais negócios Índice Introdução Como adicionar mais negócios Negócios lucrativos 03 05 07 2 Introdução Olá, Nessa quarta parte da nossa série iremos

Leia mais

A NOVA CASA DE JOCA FICOU MAIS DO QUE A PRIMEIRA CASA.

A NOVA CASA DE JOCA FICOU MAIS DO QUE A PRIMEIRA CASA. 1ºano 1.1 HISTÓRIA & GEOGRAFIA 2º período 9 de junho de 2014 1. OUÇA A LEITURA DA HISTÓRIA ABAIXO, FEITA POR SUA PROFESSORA, E FAÇA O QUE É SOLICITADO. JOÃO-DE-BARRO JOCA É UM JOÃO-DE-BARRO MUITO ESPECIAL.

Leia mais

Paternidade: Missão e Dever. Dora Rodrigues

Paternidade: Missão e Dever. Dora Rodrigues Paternidade: Missão e Dever Dora Rodrigues História do dia dos pais O primeiro Dia dos Pais foi comemorado em 19 de junho de 1910, em Washington. A rosa foi escolhida como a flor oficial do evento. Em

Leia mais

Tutorial de apoio ao estudante

Tutorial de apoio ao estudante Sumário: No final da leitura deste tutorial o estudante será capaz de utilizar algumas das funcionalidades básicas da plataforma elearning.ul.pt: 1 - Como editar o perfil 2 Como participar/publicar num

Leia mais

CIBERESPAÇO E O ENSINO: ANÁLISE DAS REDES SOCIAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL II NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VIANA

CIBERESPAÇO E O ENSINO: ANÁLISE DAS REDES SOCIAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL II NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VIANA 203 CIBERESPAÇO E O ENSINO: ANÁLISE DAS REDES SOCIAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL II NA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VIANA INTRODUÇÃO ¹ Elias Barbosa de Lima filho ² Dr. Flamarion Dutra Alves ¹ eliasbarbosalima141@gmail.com

Leia mais

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO PROFESSORA Bom dia meninos, estão bons? TODOS Sim. PROFESSORA Então a primeira pergunta que eu vou fazer é se vocês gostam

Leia mais

EXERCÍCIOS EXTRAS RESOLVIDOS PROF. THIAGO

EXERCÍCIOS EXTRAS RESOLVIDOS PROF. THIAGO EXERCÍCIOS EXTRAS RESOLVIDOS PROF. THIAGO INSTRUÇÃO: Leia atentamente cada um dos exercícios e suas respectivas resoluções. Se achar conveniente, tente resolver alguns desses antes de conferir a resposta.

Leia mais

Exercícios de Física Associação de Resistores

Exercícios de Física Associação de Resistores Questão 01 - Dada a associação de resistores abaixo, a resistência equivalente entre os terminais A e B vale: b) 4 A e 250 Ω c) 1 A e 150 Ω d) 5 A e 100 Ω Questão 03 - Calcule a resistência equivalente

Leia mais

EDUCADOR, MEDIADOR DE CONHECIMENTOS E VALORES

EDUCADOR, MEDIADOR DE CONHECIMENTOS E VALORES EDUCADOR, MEDIADOR DE CONHECIMENTOS E VALORES BREGENSKE, Édna dos Santos Fernandes* Em seu livro, a autora levanta a questão da formação do educador e a qualidade de seu trabalho. Deixa bem claro em diversos

Leia mais

FATORAÇÃO. Os métodos de fatoração de expressões algébricas são:

FATORAÇÃO. Os métodos de fatoração de expressões algébricas são: FATORAÇÃO Fatorar consiste em representar determinado número de outra maneira, utilizando a multiplicação. A fatoração ajuda a escrever um número ou uma expressão algébrica como produto de outras expressões.

Leia mais

UNIPAC- CAMPUS TEÓFILO OTONI CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FÍSICA I PERÍODO: 2 VALOR: 5 PONTOS. PROFESSOR: ARNON RIHS.

UNIPAC- CAMPUS TEÓFILO OTONI CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FÍSICA I PERÍODO: 2 VALOR: 5 PONTOS. PROFESSOR: ARNON RIHS. UNIPAC- CAMPUS TEÓFILO OTONI CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FÍSICA I PERÍODO: 2 VALOR: 5 PONTOS. PROFESSOR: ARNON RIHS. DATA: 16 /02 /16 TRABALHO AVALIATIVO DE FÍSICA I NOME: O sucesso é um professor

Leia mais

Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil

Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil 2015 I F P A 1 0 5 a n o s SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 1 CALENDÁRIO

Leia mais

JOGOS MATEMÁTICOS 2º ANO

JOGOS MATEMÁTICOS 2º ANO JOGOS MATEMÁTICOS 2º ANO ENCONTRE 1 Objetivos: - Realizar operações de adição e/ou subtração. - Estimular o cálculo mental. - Compor o número 1 com duas parcelas. Número de jogadores: 2 ou 4. Materiais:

Leia mais

VERDADES E MENTIRAS. Quem está mentindo e quem está dizendo a verdade. Quantas pessoas estão mentindo e quantas estão dizendo a verdade

VERDADES E MENTIRAS. Quem está mentindo e quem está dizendo a verdade. Quantas pessoas estão mentindo e quantas estão dizendo a verdade VERDADES E MENTIRAS Chamamos de a um tipo específico de questão, cujo enunciado nos apresenta uma situação qualquer, envolvendo normalmente alguns personagens, que irão declarar algo. O ponto principal

Leia mais

BASE DE DADOS ACERVO JUDICIÁRIO DO ARQUIVO NACIONAL

BASE DE DADOS ACERVO JUDICIÁRIO DO ARQUIVO NACIONAL BASE DE DADOS ACERVO JUDICIÁRIO DO ARQUIVO NACIONAL Manual para procedimentos básicos A tela inicial irá apresentar um menu com as seguintes opções: Introdução, Manual, Vocabulário, Consulta e Sair. 1

Leia mais

Teorema de Pitágoras: Encaixando e aprendendo

Teorema de Pitágoras: Encaixando e aprendendo Reforço escolar M ate mática Teorema de Pitágoras: Encaixando e aprendendo Dinâmica 7 9º ano 2º Bimestre Aluno DISCIPLINA Ano CAMPO CONCEITO Matemática Ensino Fundamental 9ª Geométrico Teorema de Pitágoras

Leia mais

Como acertar na contratação do consultor de TI

Como acertar na contratação do consultor de TI Como acertar na contratação do consultor de TI Esse profissional especializado normalmente atua com prazos custos e por isso é imperativo localizar o perfil adequado. A contratação de um consultor de TI

Leia mais

Redes de Petri. 1 Introdução. José de Oliveira Guimarães DC-UFSCar

Redes de Petri. 1 Introdução. José de Oliveira Guimarães DC-UFSCar Redes de Petri José de Oliveira Guimarães DC-UFSCar jose@dc.ufscar.br 1 Introdução Uma rede de petri (RP) é uma quádrupla (P, T, F, M 0 ) onde P é um conjunto de lugares, T um conjunto de transições, F

Leia mais

WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA

WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA WHOQOL-100 Versão em português ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA Coordenação do Grupo WHOQOL no Brasil Dr. Marcelo Pio de Almeida Fleck Departamento de Psiquiatria e Medicina

Leia mais

Práticas de linguagem: textos e contextos da escrita na educação infantil

Práticas de linguagem: textos e contextos da escrita na educação infantil Práticas de linguagem: textos e contextos da escrita na educação infantil Profª. Ms. Maria Cecília Nobrega de Almeida Augusto 17 e 18/05/2011 Pensando a escrita para os pequenos e seus: Contextos Textos

Leia mais

GUIÃO DE EXPLORAÇÃO DO WORD

GUIÃO DE EXPLORAÇÃO DO WORD AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO II Tutoriais para alunos GUIÃO DE EXPLORAÇÃO DO WORD Equipa da BE Ano Lectivo 2010/2011 O Programa Microsoft Office Word possibilita conjugar imagens e texto. Este programa

Leia mais

Treinamento sobre Progress Report.

Treinamento sobre Progress Report. Treinamento sobre Progress Report. Objetivo O foco aqui é trabalhar o desenvolvimento pessoal de cada aluno. O instrutor irá analisar cada um e pensar em suas dificuldades e barreiras de aprendizado e,

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 14, Toledo PR Fone: 77-810 PLANEJAMENTO ANUAL DE LINGUAGEM SÉRIE: PRÉ I PROFESSOR: Carla Iappe

Leia mais

Segmento: Pré-vestibular. Coleção: Alfa, Beta e Gama. Disciplina: Matemática. Unidade 1: Série 17. Conjuntos

Segmento: Pré-vestibular. Coleção: Alfa, Beta e Gama. Disciplina: Matemática. Unidade 1: Série 17. Conjuntos Segmento: Pré-vestibular Coleção: Alfa, Beta e Gama Disciplina: Matemática Volume: 1 Unidade 1: Série 17 Resoluções Conjuntos 1. A = {1, } O Conjunto A possui dois elementos: 1 e. O total de subconjuntos

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Telemóvel e a Sociedade 1 de 7 Na minha opinião o uso do telemóvel é indispensável visto que a comunicação instantânea em qualquer lugar e a qualquer hora hoje em dia é imprescindível para a maior parte

Leia mais

Evangelizadora, antes de mais, em razão do seu nome. A Universidade Católica não é

Evangelizadora, antes de mais, em razão do seu nome. A Universidade Católica não é A UNIVERSIDADE CATÓLICA E A SUA PROJECÇÃO EVANGELIZADORA A Universidade Católica, pela sua identidade e missão, tem um indeclinável projecto de evangelização. A Universidade Católica é, por definição,

Leia mais

PROBLEMAS DE LÓGICA. Prof. Élio Mega

PROBLEMAS DE LÓGICA. Prof. Élio Mega PROBLEMAS DE LÓGICA Prof. Élio Mega ALGUNS CONCEITOS DA LÓGICA MATEMÁTICA Sentença é qualquer afirmação que pode ser classificada de verdadeira (V) ou falsa (F) (e exatamente uma dessas coisas, sem ambiguidade).

Leia mais

Descartes. Colégio Anglo de Sete Lagoas - Professor: Ronaldo - (31)

Descartes. Colégio Anglo de Sete Lagoas - Professor: Ronaldo - (31) Descartes René Descartes ou Cartesius (1596-1650) Naceu em La Haye, França Estudou no colégio jesuíta de La Flèche Ingressa na carreira militar Estabeleceu contato com Blayse Pascal Pai da filosofia moderna

Leia mais

Índice. Dia 1 - COMPAIXÃO PELA HUMANIDADE Dia 2 - COMPAIXÃO PELOS INCURÁVEIS Dia 3 - COMPAIXÃO FRENTE À MORTE...06

Índice. Dia 1 - COMPAIXÃO PELA HUMANIDADE Dia 2 - COMPAIXÃO PELOS INCURÁVEIS Dia 3 - COMPAIXÃO FRENTE À MORTE...06 Índice Apresentação... 03 Dia 1 - COMPAIXÃO PELA HUMANIDADE...04 Dia 2 - COMPAIXÃO PELOS INCURÁVEIS...05 Dia 3 - COMPAIXÃO FRENTE À MORTE...06 Dia 4 - COMPAIXÃO PELOS IMPERDOÁVEIS...07 Dia 5 - COMPAIXÃO

Leia mais

ZSRest. Manual Configuração. BackOffice - Promoções. V2011-Certificado

ZSRest. Manual Configuração. BackOffice - Promoções. V2011-Certificado Manual Configuração BackOffice - Promoções V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Tipos de Promoções... 3 4. Configuração Promoções... 4 5. Exemplos práticos... 8 2 2. Introdução O presente

Leia mais

Ensaio sobre a Amizade

Ensaio sobre a Amizade Ensaio sobre a Amizade Post (0257) Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. A gente só conhece bem as coisas que cativou. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos,

Leia mais

Levando em consideração o valor das cores nas obras de arte, explique:

Levando em consideração o valor das cores nas obras de arte, explique: Atividade extra Módulo 1 Fascículo 1 Artes Unidade 1 Artes: Princípios e Linguagens Questão 1 As cores são capazes de nos transmitir diversas sensações, criar espaços, dar volume a um objeto, aproximá-lo

Leia mais

c) entre o foco e o vértice do espelho côncavo.

c) entre o foco e o vértice do espelho côncavo. Questão 01 - (PUCCAMP SP/2016) Uma vela acesa foi colocada a uma distância p do vértice de um espelho esférico côncavo de 1,0 m de distância focal. Verificou-se que o espelho projetava em uma parede uma

Leia mais

Atividade 1. Objetivos: Planificação: Etapa 1. Debata: Tempo: 3 horas. Disciplinas: Ciências Naturais, Ciências Sociais, Inglês.

Atividade 1. Objetivos: Planificação: Etapa 1. Debata: Tempo: 3 horas. Disciplinas: Ciências Naturais, Ciências Sociais, Inglês. Atividade 1 Tempo: 3 horas Disciplinas: Ciências Naturais, Ciências Sociais, Inglês. Ciclo de ensino: Ensino secundário da área das ciências. Objetivos: Conseguir decifrar e compreender um artigo científico

Leia mais

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO 1 CATEQUESE VOCACIONAL 1. ACOLHIMENTO 2. ORAÇÃO INICIAL: A catequese deve iniciar sempre com uma oração conjunta: Todos de pé rezamos pedindo ao Senhor que continue a chamar jovens para a vida sacerdotal

Leia mais

Cronograma de Projeto

Cronograma de Projeto Cronograma de Projeto O que é um Cronograma Calendário de realização para um plano. - Definição de datas de início e fim para as atividades do projeto. - Não pode ser estabelecido antes que se tenha um

Leia mais

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil São Paulo, 18 de maio de 2010 Objetivos gerais Avaliar o grau de aderência da sociedade brasileira às tendências internacionais

Leia mais

REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA

REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL Linguagem verbal faz uso das palavras, escritas ou faladas. Linguagem não verbal inclue algumas

Leia mais

EMPREENDEDORISMO E MERCADO DE TRABALHO

EMPREENDEDORISMO E MERCADO DE TRABALHO EMPREENDEDORISMO E MERCADO DE TRABALHO SOU EMPREGÁVEL? EMPREENDEDO...QUÊ? EMPREENDER Deliberar-se a praticar; Propor-se; Tentar; Pôr em execução. Fonte: Aurélio Empreendedor Uma das definições mais antigas

Leia mais

Apresentação da Agência

Apresentação da Agência Apresentação da Agência MVMA - Apresentações Digitais São Paulo - Brasil Vamos pensar juntos sobre a sua próxima Apresentação Digital? 2 Olá, tudo bem? Somos uma agência digital apaixonada por design,

Leia mais

ENTENDA O QUE MUDOU COM A IMPLANTAÇÃO DO PONTO ECO. Adequação Física e estrutural

ENTENDA O QUE MUDOU COM A IMPLANTAÇÃO DO PONTO ECO. Adequação Física e estrutural ENTENDA O QUE MUDOU COM A IMPLANTAÇÃO DO PONTO ECO Adequação Física e estrutural A etapa mais demorada e com maior investimento de recursos é a adequação física e da estrutura da empresa. No Recreio da

Leia mais

RJ - Iphan dá uma nova esperança para a preservação da Aldeia Maracanã

RJ - Iphan dá uma nova esperança para a preservação da Aldeia Maracanã RJ - Iphan dá uma nova esperança para a preservação da Aldeia Maracanã Iphan promete esforço para tombamento da Aldeia. Índios mostram projetos. Reunião reacendeu a esperança de não ver o antigo Museu

Leia mais

As transformações num mundo digital

As transformações num mundo digital As transformações num mundo digital Todos os seus sonhos podem se realizar, se você tiver a coragem de persegui-los! Walt Disney O início das transformações. A partir do meio do século XX as mudanças estão

Leia mais

Conteúdos: Língua, Linguagens e códigos Linguagem verbal e não verbal

Conteúdos: Língua, Linguagens e códigos Linguagem verbal e não verbal Conteúdos: Língua, Linguagens e códigos Linguagem verbal e não verbal Habilidades: Reconhecer a leitura de textos verbais e não verbais como possibilidade de acesso a diferentes informações Valorizar a

Leia mais

Obviamente não poderíamos ter um número negativo de livros. Também não poderíamos imaginar alguém falando: Tenho 3,4231 livros na minha estante.

Obviamente não poderíamos ter um número negativo de livros. Também não poderíamos imaginar alguém falando: Tenho 3,4231 livros na minha estante. Conjunto dos Números Naturais A noção de um número natural surge com a pura contagem de objetos. Ao contar, por exemplo, os livros de uma estante, temos como resultado um número do tipo: N = {0,1,2,3 }

Leia mais

Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 02 Prof. André Moraes

Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 02 Prof. André Moraes Pág 10 Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 02 Prof. André Moraes 2.3 CONTINUANDO A ABORDAGEM A ALGUNS CÓDIGOS ESCRITOS EM JAVA Faremos mais alguns programas apenas para nos certificarmos

Leia mais

4. AS FUNÇÕES EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA

4. AS FUNÇÕES EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA 43 4. AS FUNÇÕES EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA 4.1. A FUNÇÃO EXPONENCIAL Vimos no capítulo anterior que dado a R +, a potência a pode ser definida para qualquer número R. Portanto, fiando a R +, podemos definir

Leia mais

O que é pesquisa? Finalidade da pesquisa. Método. O que é pesquisa? (COLLIS E HUSSEY, 2003)

O que é pesquisa? Finalidade da pesquisa. Método. O que é pesquisa? (COLLIS E HUSSEY, 2003) O que é pesquisa? Uma indagação minuciosa ou exame crítico exaustivo na procura de fatos e princípios; uma diligente busca para averiguar algo (Webster s International Dictionary) Pesquisar não é apenas

Leia mais

Era uma vez. Relatório 2012

Era uma vez. Relatório 2012 Era uma vez Apesar do sol, o dia estava frio. Estava até mesmo muito frio, e não é para admirar, afinal era Fevereiro. Nesta altura, por causa do frio e da falta de alimentos, muitos animais preferem hibernar,

Leia mais

GEOMETRIA. sólidos geométricos, regiões planas e contornos PRISMAS SÓLIDOS GEOMÉTRICOS REGIÕES PLANAS CONTORNOS

GEOMETRIA. sólidos geométricos, regiões planas e contornos PRISMAS SÓLIDOS GEOMÉTRICOS REGIÕES PLANAS CONTORNOS PRISMAS Os prismas são sólidos geométricos muito utilizados na construção civil e indústria. PRISMAS base Os poliedros representados a seguir são denominados prismas. face lateral base Nesses prismas,

Leia mais

Probabilidade. Luiz Carlos Terra

Probabilidade. Luiz Carlos Terra Luiz Carlos Terra Nesta aula, você conhecerá os conceitos básicos de probabilidade que é a base de toda inferência estatística, ou seja, a estimativa de parâmetros populacionais com base em dados amostrais.

Leia mais

Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais. Ideias para hoje e amanhã

Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais. Ideias para hoje e amanhã Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais Ideias para hoje e amanhã Os Pais e a Carreira dos Filhos O futuro profissional dos filhos é uma preocupação natural para todos os pais,

Leia mais

Nada mais interessante do que brincar de ser, bem no mês da criança... Confira os assuntos tratados na revista:

Nada mais interessante do que brincar de ser, bem no mês da criança... Confira os assuntos tratados na revista: Nada mais interessante do que brincar de ser, bem no mês da criança... Confira os assuntos tratados na revista: Profissões: atuais e do futuro Salvador Dalí Super-heróis Zumbis História em quadrinhos Dia

Leia mais

Ficha Resumida de Saúde do NHS

Ficha Resumida de Saúde do NHS Por favor leia atentamente este folheto. É importante que faça a sua escolha. Ficha Resumida de Saúde do NHS Os seus dados de saúde numa emergência Fichas Resumidas de Saúde O NHS vai introduzir (na Inglaterra)

Leia mais

Análise dos descritores da APR II 4ª série/5º ano Matemática

Análise dos descritores da APR II 4ª série/5º ano Matemática Análise dos descritores da APR II 4ª série/5º ano Matemática D10 Num problema, estabelecer trocas entre cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro, em função de seus valores. O que é? Por meio deste

Leia mais

Descobrindo medidas desconhecidas (I)

Descobrindo medidas desconhecidas (I) Descobrindo medidas desconhecidas (I) V ocê é torneiro em uma empresa mecânica. Na rotina de seu trabalho, você recebe ordens de serviço acompanhadas dos desenhos das peças que você tem de tornear. Vamos

Leia mais

Competências e Habilidades

Competências e Habilidades Competências e Habilidades Aula 11 Gestão da Carreira Autoconhecimento Personalidade Motivações Valores Habilidades Interesses Análise do Ambiente Definição de objetivos Ações / Estratégias 2 1 Gerenciamento

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: 1 OBSERVE SUA SALA E SEUS COLEGAS E PINTE OS QUADRADINHOS:

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: 1 OBSERVE SUA SALA E SEUS COLEGAS E PINTE OS QUADRADINHOS: ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: 1 OBSERVE SUA SALA E SEUS COLEGAS E PINTE OS QUADRADINHOS: CONTE QUANTAS MENINAS TEM NA SUA SALA DE AULA. PINTE OS QUADRADINHOS. QUANTAS MENINAS SÃO?

Leia mais

AULA 5: BrOffice Writer Mala Direta e Etiqueta. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA 5: BrOffice Writer Mala Direta e Etiqueta. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA 5: BrOffice Writer Mala Direta e Etiqueta Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Criar uma mala direta; Imprimir carta de mala direta; Confeccionar e imprimir etiquetas. Para começo

Leia mais

AULA 66-70 Array, Herança. Curso: Informática (Subseqüente) Disciplina: Programação Orientada a Objetos Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.

AULA 66-70 Array, Herança. Curso: Informática (Subseqüente) Disciplina: Programação Orientada a Objetos Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu. AULA 66-70 Array, Herança Curso: Informática (Subseqüente) Disciplina: Programação Orientada a Objetos Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Array (Vetores) Os vetores são coleções de dados de

Leia mais

BANCO DE DADOS I AULA 2. Willamys Araújo willamysaraujo7@gmail.com

BANCO DE DADOS I AULA 2. Willamys Araújo willamysaraujo7@gmail.com BANCO DE DADOS I AULA 2 Willamys Araújo willamysaraujo7@gmail.com Modelagem de Dados Modelagem de dados é o estudo das informações existentes em um contexto sob observação para a construção de um modelo

Leia mais

Abril de 2008. Daniela Alexandra Diogo

Abril de 2008. Daniela Alexandra Diogo O Abril de 2008 Daniela Alexandra Diogo 16 1 Ambos os métodos podem criar severos danos ambientais, portanto, devem ser muito bem controlados. Conclusão Com este trabalho aprendemos que a água é muito

Leia mais

SEO sem Limites - 3 Passos Básicos de SEO

SEO sem Limites - 3 Passos Básicos de SEO SEO sem Limites - 3 Passos Básicos de SEO Por Paulo A. Corrêa - Primer Página 1 Obrigado! Por baixar meu E-book! Espero que esse conteúdo possa ser um divisor de águas na sua carreira no Marketing Digital!

Leia mais

Primeiro Momento 08:00h às 10 :00h Segunda -feira Tempo Atividade Providências

Primeiro Momento 08:00h às 10 :00h Segunda -feira Tempo Atividade Providências 59ª CONCAFRAS PSE Tema Específico: Compreendendo a dor humana - recepção-triagem fraterna e tratamento na Casa Espírita Objetivos: Reconhecer a importãncia do trabalho de Triagem Fraterna no atendimento

Leia mais

Tomar nota das medidas abaixo utilizando régua ou a fita métrica:

Tomar nota das medidas abaixo utilizando régua ou a fita métrica: O NÚMERO DE OURO Introdução Certas formas capturam nosso olhar e mexem com nossos sentidos bem mais do que outras e, mesmo que não saibamos a princípio o que as diferenciam, temos uma sensação de harmonia,

Leia mais

I. Conjunto Elemento Pertinência

I. Conjunto Elemento Pertinência TEORI DOS CONJUNTOS I. Conjunto Elemento Pertinência Conjunto, elemento e pertinência são três noções aceitas sem definição, ou seja, são noções primitivas. idéia de conjunto é praticamente a mesma que

Leia mais

Empreendedorismo e Plano de Negócios. Profa. Bruna Panzarini

Empreendedorismo e Plano de Negócios. Profa. Bruna Panzarini Empreendedorismo e Plano de Negócios. Profa. Bruna Panzarini Introdução Estatísticas do SEBRAE indicam que 60% das 500 mil pequenas e micro-empresas que são abertas todos os anos no Brasil fecham as portas

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Comunicação em Grupo Referência Sistemas operacionais modernos Andrew S. TANENBAUM Prentice-Hall, 1995 Seção 10.4 pág. 304-311 2 Comunicação em Grupo Suponha que se deseja um serviço de arquivos único

Leia mais

Preparação psicológica e emocional para o vestibular e concursos

Preparação psicológica e emocional para o vestibular e concursos Preparação psicológica e emocional para o vestibular e concursos A familiaridade com a palavra vestibular provavelmente surgiu na sua vida durante o ensino médio e possivelmente se transformou num gerador

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS MÓDULO 8

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS MÓDULO 8 ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS MÓDULO 8 Índice 1. Modelagem de Dados - Continuação...3 1.1. Modelo Entidade-Relacionamento (MER) - II... 3 1.1.1. Entidades fortes e entidades fracas... 3 1.2. Dicionário

Leia mais

Guia de instalação de Plugin

Guia de instalação de Plugin Para você que não esta conseguindo visualizar as Palestras Online de Nossa Casa, essa orientação abaixo vai te ajudar a não ter mais problemas. Para você que usa o Navegador Internet Explorer quando ao

Leia mais

FUNDAMENTOS DE WINDOWS INFORMÁTICA / IFRN/PRONATEC 1. O Windows

FUNDAMENTOS DE WINDOWS INFORMÁTICA / IFRN/PRONATEC 1. O Windows Disciplina de Informática Fundamentos de Windows FUNDAMENTOS DE WINDOWS INFORMÁTICA / IFRN/PRONATEC 1 O Windows Mais do que um simples pano de fundo, a Área de Trabalho (desktop, em inglês) é um elemento

Leia mais

PPCP. Sistemas de PCP no Chão de Fábrica. Prof. Nilton Ferruzzi. Prof. Nilton Ferruzzi 1

PPCP. Sistemas de PCP no Chão de Fábrica. Prof. Nilton Ferruzzi. Prof. Nilton Ferruzzi 1 PPCP Sistemas de PCP no Chão de Fábrica Prof. Nilton Ferruzzi Prof. Nilton Ferruzzi 1 Sistemas que podem ser utilizados simultaneamente (ou não) * Just in time * MRP * OPT (Optimized Product Technology)

Leia mais

Cinema na escola: O Tempo e o Vento. Trecho da série para TV (1985):

Cinema na escola: O Tempo e o Vento. Trecho da série para TV (1985): Cinema na escola: O Tempo e o Vento Desde 1895, filmes foram feitos para emocionar, alegrar e surpreender seu público. Muitos deles mostram personagens com características bem marcadas. Características

Leia mais

DICAS... Sobre como usar o marketing de conteúdo para VENDER MAIS

DICAS... Sobre como usar o marketing de conteúdo para VENDER MAIS DICAS... Sobre como usar o marketing de conteúdo para VENDER MAIS O conteúdo não é REI... ele é o reino inteiro... José de Almeida Marketing de conteúdo é criar e partilhar conteúdo relevante para captar,

Leia mais