Delegado Polícia Federal Direito Internacional Nacionalidade Paulo Portela

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Delegado Polícia Federal Direito Internacional Nacionalidade Paulo Portela"

Transcrição

1 Delegado Polícia Federal Direito Internacional Nacionalidade Paulo Portela

2 Nacionalidade Ponto 3.3. População; nacionalidade; tratados multilaterais; estatuto da igualdade. Professor: Paulo Henrique Gonçalves Portela I. INTRODUÇÃO: POPULAÇÃO X POVO 1. Diferença entre povo e população a) Povo: conjunto de indivíduos que têm um vínculo jurídico e político com um Estado. São os nacionais. b) População: conjunto de indivíduos que se encontram num Estado, nacionais e estrangeiros.

3 II. NACIONALIDADE NOÇÕES GERAIS 1. A nacionalidade no Direito Internacional a) Tema de Direito interno. b) A nacionalidade é um direito humano: todo indivíduo tem direito a uma nacionalidade desde o nascimento. Declaração Universal dos Direitos Humanos: Toda pessoa tem direito a uma nacionalidade (art. XV, par. 1º). Pacto dos Direitos Civis e Políticos: toda criança tem direito de adquirir uma nacionalidade (art. 24, par. 1º). Convenção Americana sobre Direitos Humanos (Pacto de São José art. 20, par. 2º): Toda pessoa tem direito à nacionalidade do Estado em cujo território houver nascido, se não tiver direito a outra.

4 c) Direito a mudar de nacionalidade d) Proibição da retirada arbitrária da nacionalidade. Declaração Universal dos Direitos Humanos (artigo XV, par. 2º): ninguém será arbitrariamente privado de sua nacionalidade. e) Possibilidade de perda da nacionalidade f) A nacionalidade deve ser efetiva g) Cada pessoa deveria ter apenas uma nacionalidade g.1. Polipatridia g.2. Apatridia h) Direito do nacional de entrar e permanecer em seu Estado i) A nacionalidade da mulher não se relaciona com a do marido

5 2. A nacionalidade tipos a) Nacionalidade primária/originária b) Nacionalidade secundária/adquirida 3. A nacionalidade originária: critérios a) Jus solis. b) Jus sanguinis. 4. A nacionalidade adquirida: critérios a) Naturalização: critério por excelência b) Casamento; vínculo funcional; anexação; unificação; e cessão territorial e ato unilateral do Estado ( vontade da lei ).

6 III. NACIONALIDADE BRASILEIRA 1. A nacionalidade originária no Brasil os brasileiros natos a) CF, art. 12, I, a : os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país b) CF, art. 12, I, b : os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou mãe brasileira, desde que qualquer deles esteja a serviço da República Federativa do Brasil

7 c) CF, art. 12, I, c : os nascidos no estrangeiro de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde que sejam registrados em repartição brasileira competente ou venham a residir na República Federativa do Brasil e optem, em qualquer tempo, depois de atingida a maioridade, pela nacionalidade brasileira. EC 54/2007 d) IMPORTANTE: Artigo 95 do ADCT:: Os nascidos no estrangeiro entre 7 de junho de 1994 e a data da promulgação desta Emenda Constitucional, filhos de pai brasileiro ou mãe brasileira, poderão ser registrados em repartição diplomática ou consular brasileira competente ou em ofício de registro, se vierem a residir na República Federativa do Brasil.

8 2. A nacionalidade adquirida no Brasil os brasileiros naturalizados a) Critérios gerais: o Estatuto do Estrangeiro artigos 111 a 124. CF, art. 12, II. São brasileiros naturalizados os que, na forma da lei, adquirirem a nacionalidade brasileira. b) Critérios constitucionais b.1.cf, art. 12, II, a : Nacionais de países lusófonos: são brasileiros naturalizados: os que, na forma da lei, adquiram a nacionalidade brasileira, exigidas aos originários de países de língua portuguesa apenas residência por um ano ininterrupto e idoneidade moral

9 b.2. CF, art. 12, II, b : naturalização extraordinária. Sua concessão não tem caráter discricionário, e seus efeitos retroagem à data da solicitação (RE /TO) c) Direitos dos brasileiros naturalizados c.1. Virtual igualdade: CF, art. 12, 2º - A lei não poderá estabelecer distinção entre brasileiros natos e naturalizados, salvo nos casos previstos nesta Constituição. c.2. Cargos privativos de brasileiros natos CF, art. 12, 3º - São privativos de brasileiro nato os cargos: I - de Presidente e Vice-Presidente da República; II - de Presidente da Câmara dos Deputados;

10 III - de Presidente do Senado Federal; IV - de Ministro do Supremo Tribunal Federal; V - da carreira diplomática; VI - de oficial das Forças Armadas. VII - de Ministro de Estado da Defesa c.3. A possibilidade de extradição (CF, art. 5º, LI): nenhum brasileiro será extraditado, salvo o naturalizado, em caso de crime comum, praticado antes da naturalização, ou de comprovado envolvimento em tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, na forma da lei.

11 3. Mudança, perda e reaquisição da nacionalidade brasileira Possibilidade de mudança Perda 4º - Será declarada a perda da nacionalidade do brasileiro que: I - tiver cancelada sua naturalização, por sentença judicial, em virtude de atividade nociva ao interesse nacional; II - adquirir outra nacionalidade, salvo nos casos: a) de reconhecimento de nacionalidade originária pela lei estrangeira;

12 b) de imposição de naturalização, pela norma estrangeira, ao brasileiro residente em estado estrangeiro, como condição para permanência em seu território ou para o exercício de direitos civis; (Incluído pela Emenda Constitucional de Revisão nº 3, de 1994) c) Reaquisição. Lei 818, 18/09/1949, arts. 36 e 37. Requisitos básicos: domicílio no Brasil e não ter adquirido outra nacionalidade para se eximir de deveres a cujo cumprimento estaria obrigado, se se conservasse brasileiro.

13 IV. ESTATUTO DA IGUALDADE 1. A virtual igualdade entre brasileiros e portugueses a) CF, art. 12, 1º: Aos portugueses com residência permanente no País, se houver reciprocidade em favor de brasileiros, serão atribuídos os direitos inerentes ao brasileiro, salvo os casos previstos nesta Constituição b) Principal fonte: Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta, entre a República Federativa do Brasil e a República Portuguesa c) Os brasileiros em Portugal e os portugueses no Brasil gozarão dos mesmos direitos e estarão sujeitos aos mesmos deveres dos nacionais desses Estados, nos termos do Estatuto, exceto os direitos expressamente reservados pela Constituição de cada uma das partes aos seus nacionais.

14 d) Benefícios dependentes de pedido do interessado e) Direitos políticos: mínimo de três anos de residência e pedido à autoridade competente f) Proibição da extradição, salvo a pedido do Estado de origem g) Proteção diplomática: só a do Estado de origem h) Direito a não prestar serviço militar no Estado de residência i) Fim do benefício: perda da nacionalidade de origem ou do direito à permanência

Direito. Constitucional. Nacionalidade

Direito. Constitucional. Nacionalidade Direito Constitucional Nacionalidade Espécies: Nacionalidade Originária Nacionalidade originária/primária/genuína: aquela atribuída ao indivíduo em razão do seu nascimento, independentemente de sua vontade.

Leia mais

1. DIREITOS DE NACIONALIDADE

1. DIREITOS DE NACIONALIDADE 1. DIREITOS DE NACIONALIDADE CONCEITO: vínculo jurídico político que se estabelece entre um indivíduo e um Estado e o torna membro do POVO. POVO = POPULAÇÃO? 1. ESPÉCIES DE NACIONALIDADE ORIGINÁRIA ou

Leia mais

Brasileiros natos: Brasileiros naturalizados: São brasileiros naturalizados:

Brasileiros natos: Brasileiros naturalizados: São brasileiros naturalizados: Brasileiros natos: a) Os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país; b) Os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA 0 TJSP

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA 0 TJSP DIREITO CONSTITUCIONAL AULA 0 TJSP Prof. Jean Pitter O CONCURSO BANCA: VUNESP CARGO: Escrevente Técnico Judiciário. ESCOLARIDADE: Ensino médio. REMUNERAÇÃO: Inicial: R$ 5.697,16, incluindo salário de R$

Leia mais

DIREITO INTERNACIONAL

DIREITO INTERNACIONAL DIREITO INTERNACIONAL Personalidade internacional Organizações internacionais População Profª Luciana Romano Morilas 1 Organizações internacionais Definição: Entidades criadas sob a égide do Direito Internacional,

Leia mais

Obtendo a Nacionalidade brasileira

Obtendo a Nacionalidade brasileira Direito Constitucional Da Nacionalidade A nacionalidade é o vínculo jurídico-político que liga um indivíduo a um certo e determinado Estado, fazendo deste indivíduo um componente do povo, da dimensão pessoal

Leia mais

Nacionalidade. Prof. ª Bruna Vieira

Nacionalidade. Prof. ª Bruna Vieira Nacionalidade Prof. ª Bruna Vieira 1. Nacionalidade (art. 12 da CF) É o vínculo de natureza jurídica e política que integra o indivíduo a um determinado Estado. Após isso, o sujeito passa a fazer parte

Leia mais

MÓDULO 03 DIREITO CONSTITUCIONAL EVOLUIR CONCURSOS PLANILHA 05

MÓDULO 03 DIREITO CONSTITUCIONAL EVOLUIR CONCURSOS PLANILHA 05 Nacionalidade MÓDULO 03 DIREITO CONSTITUCIONAL Questão 01 ESAF / ATRFB - 2012 No sistema jurídico-constitucional pátrio, é cabível a aquisição da nacionalidade brasileira como efeito direto e imediato

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Da Nacionalidade Professora Alessandra Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional DA NACIONALIDADE Art. 12. São brasileiros: I natos: a) os nascidos na República

Leia mais

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 1 PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 2 4. NACIONALIDADE O tema guarda grande complexidade,

Leia mais

CARREIRAS LEGISLATIVAS. https://www.pontodosconcursos.com.br Prof. Karina Jaques

CARREIRAS LEGISLATIVAS. https://www.pontodosconcursos.com.br Prof. Karina Jaques CARREIRAS LEGISLATIVAS https://www.pontodosconcursos.com.br Prof. Karina Jaques Edital CESPE 2014 Câmara de Dep. Federais LEGISLAÇÃO: 1 Constituição Federal. 1.1 Título I: Dos Princípios Fundamentais.

Leia mais

NACIONALIDADE PROFA. ME. ÉRICA RIOS

NACIONALIDADE PROFA. ME. ÉRICA RIOS NACIONALIDADE PROFA. ME. ÉRICA RIOS ERICA.CARVALHO@UCSAL.BR CONCEITO Vínculo jurídico que liga uma pessoa a um ou mais Estados. Apenas quando a nação se organiza em Estado, entidade jurídicopolítica, a

Leia mais

NACIONALIDADE COMO DIREITO FUNDAMENTAL: A QUESTÃO DOS, APÁTRIDAS E OS REFUGIADOS

NACIONALIDADE COMO DIREITO FUNDAMENTAL: A QUESTÃO DOS, APÁTRIDAS E OS REFUGIADOS NACIONALIDADE COMO DIREITO FUNDAMENTAL: A QUESTÃO DOS, APÁTRIDAS E OS REFUGIADOS Aula 07 NOS CAPÍTULOS ANTERIORES... Identificamos a evolução histórica dos direitos humanos Direitos Humanos Direitos fundamentais

Leia mais

DIREITO DA NACIONALIDADE. TORRES, Hélio Darlan Martins¹ MELO, Ariane Marques de²

DIREITO DA NACIONALIDADE. TORRES, Hélio Darlan Martins¹ MELO, Ariane Marques de² DIREITO DA NACIONALIDADE TORRES, Hélio Darlan Martins¹ MELO, Ariane Marques de² RESUMO Nacionalidade é o vínculo jurídico-político que liga um indivíduo a determinado Estado; é a qualidade de nacional,

Leia mais

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS CONCEITO Nacionalidade é o vínculo jurídico-político que liga um indivíduo a um certo e determinado Estado POVO ESPÉCIES Nacionalidade primária/originária: Nacionalidade secundária/adquirida: A) Ius soli:

Leia mais

ww.concursovirtual.com.b

ww.concursovirtual.com.b NACIONALIDADE (ART. 12 E 13) Fábio Ramos FGV TCM/RJ PROCURADOR 2008 1.O critério adotado pelo direito brasileiro para atribuir a nacionalidade a é: a) o do jus soli, com exceções. b) o do jus sanguinis,

Leia mais

CURSO PRF 2017 DIREITO CONSTITUCIONAL AULA 06 DIREITO CONSTITUCIONAL. diferencialensino.com.br

CURSO PRF 2017 DIREITO CONSTITUCIONAL AULA 06 DIREITO CONSTITUCIONAL. diferencialensino.com.br AULA 06 DIREITO CONSTITUCIONAL 1 PROFESSOR THIAGO CARDOSO 2 AULA 06 DA NACIONALIDADE Olá meus amigos, tudo bem? Estamos de volta! Bem, pra vocês que não me conhecem, sou o professor Thiago Cardoso e na

Leia mais

NACIONALIDADE. Em qualquer hipótese, a nacionalidade deverá ser requerida pelo estrangeiro.

NACIONALIDADE. Em qualquer hipótese, a nacionalidade deverá ser requerida pelo estrangeiro. Aluno(a): Educador(a): VALDIRENE Componente Curricular: DIREITO CONSTITUCIONAL Ano/Turma: 1º Ano Turno: ( X ) Matutino ( ) Vespertino Data: / /17 TEXTO 02 NACIONALIDADE Nacionalidade é o vínculo jurídico-político

Leia mais

NACIONALIDADE 1. Acerca dos princípios fundamentais e direitos individuais, julgue o item a seguir.

NACIONALIDADE 1. Acerca dos princípios fundamentais e direitos individuais, julgue o item a seguir. Cleiton Coutinho 1. Acerca dos princípios fundamentais e direitos individuais, julgue o item a seguir. a) São brasileiros natos os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde

Leia mais

Estado Brasileiro e Nacionalidade

Estado Brasileiro e Nacionalidade Estado Brasileiro e Nacionalidade 1. Nacionalidade Brasileira Nacionalidade é o vínculo jurídico que se estabelece entre um indivíduo e um Estado. Brasil: são nacionais o brasileiro nato e o estrangeiro

Leia mais

PONTO 1: Nacionalidade PONTO 2: Direitos Políticos. NACIONALIDADE - ART.12 CF: faz parte de um núcleo de direitos fundamentais.

PONTO 1: Nacionalidade PONTO 2: Direitos Políticos. NACIONALIDADE - ART.12 CF: faz parte de um núcleo de direitos fundamentais. 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Nacionalidade PONTO 2: Direitos Políticos NACIONALIDADE - ART.12 CF: faz parte de um núcleo de direitos fundamentais. Conceito: (Paulo Bonavides) é vínculo jurídico, político,

Leia mais

POSTO DE RECRUTAMENTO E MOBILIZAÇÃO

POSTO DE RECRUTAMENTO E MOBILIZAÇÃO POSTO DE RECRUTAMENTO E MOBILIZAÇÃO 10.001 DIFERENCIAR BRASILEIRO NATO DE NATURALIZADO; e IDENTIFICAR DOCUMENTOS DE CIDADÃO ESTRANGEIRO, e de BRASILEIRO NATO. A presente instrução destina-se a orientar

Leia mais

ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL

ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: UNESP Prova: Assistente Administrativo Considerando o que dispõe a Constituição Federal sobre os direitos e garantias fundamentais,

Leia mais

Disciplina: Direito Internacional Privado Professor: Fábio Gouveia Carvalho

Disciplina: Direito Internacional Privado Professor: Fábio Gouveia Carvalho Disciplina: Direito Internacional Privado Professor: Fábio Gouveia Carvalho Aluno(a): Avaliação: AP1 Valor: 10,0 (dez) Data: / / 1ª Avaliação - Direito Internacional Público - Instruções preliminares:

Leia mais

CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA Nº

CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA Nº CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA 2016.1 Nº DATA DISCIPLINA Direito Constitucional PROFESSOR Paulo Nasser MONITOR Bruna Oliveira AULA Aula 10 TEMA: DIREITOS POLÍTICOS E NACIONALIDADE DIREITOS POLÍTICOS:

Leia mais

Curso TRE/RS 2010 EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE E DE DIREITOS POLÍTICOS

Curso TRE/RS 2010 EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE E DE DIREITOS POLÍTICOS EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE E DE DIREITOS POLÍTICOS Professora Alessandra Vieira 1. NACIONALIDADE 1) Do direito brasileiro, decorre a existência de duas classes de nacionalidade: a) A do nato e a do equiparado;

Leia mais

Aquisição da nacionalidade originária e a EC nº. 54 de 2007

Aquisição da nacionalidade originária e a EC nº. 54 de 2007 Aquisição da nacionalidade originária e a EC nº. 54 de 2007 Cada Estado é independente para definir quem são seus nacionais e os demais que serão os estrangeiros. Nacionalidade pode ser entendida como

Leia mais

CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL NAS 5 FONTES PROFESSOR: VÍTOR CRUZ Aula 8 - Nacionalidade, Políticos e Partidos Políticos:

CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL NAS 5 FONTES PROFESSOR: VÍTOR CRUZ Aula 8 - Nacionalidade, Políticos e Partidos Políticos: Aula 8 - Nacionalidade, Políticos e Partidos Políticos: Fala Pessoal, tudo certo? Hoje fecharemos os Direitos e Garantias Fundamentais vendo os direitos da nacionalidade, os políticos e os partidos políticos.

Leia mais

DA NACIONALIDADE - ARTIGO 12

DA NACIONALIDADE - ARTIGO 12 DA NACIONALIDADE - ARTIGO 12 Nacionalidade qualidade de quem é nacional. Origem (do lugar) de nascimento. Condição própria de cidadão de um país quer por naturalidade ORIGINÁRIA quer por naturalização

Leia mais

PONTO 1: Nacionalidade PONTO 2: Nacionalidade Brasileira PONTO 3: Deportação e Expulsão PONTO 4: Deportação PONTO 5: Asilo Político. 1.

PONTO 1: Nacionalidade PONTO 2: Nacionalidade Brasileira PONTO 3: Deportação e Expulsão PONTO 4: Deportação PONTO 5: Asilo Político. 1. 1 DIREITO INTERNACIONAL PONTO 1: Nacionalidade PONTO 2: Nacionalidade Brasileira PONTO 3: Deportação e Expulsão PONTO 4: Deportação PONTO 5: Asilo Político 1. Nacionalidade: Vinculo político entre o Estado

Leia mais

1) Quanto aos fundamentos, objetivos e princípios da República Federativa do Brasil, é INCORRETO afirmar:

1) Quanto aos fundamentos, objetivos e princípios da República Federativa do Brasil, é INCORRETO afirmar: Os futuros candidatos ao concurso da Polícia Civil de Minas, que já começaram a se preparar podem contar com mais um teste da disciplina de Direito Constitucional. As questões foram elaboradas pelo professor

Leia mais

NACIONALIDADE. Questões CESPE

NACIONALIDADE. Questões CESPE NACIONALIDADE Ano: 2015Banca: CESPEÓrgão: MPOGProva: Analista Técnico Administrativo - Cargo 2 Acerca dos princípios fundamentais e dos direitos e deveres individuais e coletivos, julgue o item a seguir.

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL E DE DIREITO ADMINISTRATIVO

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL E DE DIREITO ADMINISTRATIVO NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL E DE DIREITO ADMINISTRATIVO 31. Determinado Tribunal de Justiça estadual possui Órgão Especial composto por seu Presidente e mais 24 membros, provendo-se (A) metade das

Leia mais

EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE PROF. ALESSANDRA VIEIRA.

EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE PROF. ALESSANDRA VIEIRA. EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE PROF. ALESSANDRA VIEIRA. 1) Do direito brasileiro, decorre a existência de duas classes de nacionalidade: a) A do nato e a do equiparado; b) A do nato e a do naturalizado; c)

Leia mais

NACIONALIDADE DIREITO INTERNACIONAL. Paulo Gonçalves Portela questões (Método) + Curso DPU NACIONALIDADE POPULAÇÃO

NACIONALIDADE DIREITO INTERNACIONAL. Paulo Gonçalves Portela questões (Método) + Curso DPU NACIONALIDADE POPULAÇÃO NACIONALIDADE DIREITO INTERNACIONAL Paulo Gonçalves Portela + 1001 questões (Método) + Curso DPU INTRODUÇÃO - NACIONALIDADE É O VÍNCULO JURÍDICO-POLÍTICO QUE LIGA O INDIVÍDUO AO ESTADO, FAZENDO DELE UM

Leia mais

Comentários às questões de Direito Constitucional Prova: Técnico do Seguro Social Professor: Jonathas de Oliveira

Comentários às questões de Direito Constitucional Prova: Técnico do Seguro Social Professor: Jonathas de Oliveira Comentários às questões de Direito Constitucional Prova: Professor: Jonathas de Oliveira 1 de 5 Comentário às questões de Direito Constitucional Técnico do INSS Caderno Beta 1 No cômputo do limite remuneratório

Leia mais

07 CAPÍTULO. Direito De Nacionalidade

07 CAPÍTULO. Direito De Nacionalidade 07 CAPÍTULO Direito De Nacionalidade Capítulo 07- Direito De Nacionalidade 554 7.1. CONCEITO E GENERALIDADES O direito de nacionalidade foi previsto no texto originário da Constituição Federal de 1988,

Leia mais

A nacionalidade primária ou originária está vinculada ao nascimento do indivíduo sendo, portanto, involuntária e imposta pelo Estado 1.

A nacionalidade primária ou originária está vinculada ao nascimento do indivíduo sendo, portanto, involuntária e imposta pelo Estado 1. Nacionalidade a) Nacionalidade originária A nacionalidade primária ou originária está vinculada ao nascimento do indivíduo sendo, portanto, involuntária e imposta pelo Estado 1. Critérios atributivos da

Leia mais

DIREITOS DE NACIONALIDADE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. Sumário

DIREITOS DE NACIONALIDADE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. Sumário Direito Eleitoral TRE-RJ 2017 AJAA e TJAA Aula 01 - Prof. Ricardo Torques AULA 01 DIREITOS DE NACIONALIDADE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Sumário 1 - Considerações Iniciais... 2 2 - Direitos de Nacionalidade

Leia mais

NACIONALIDADE. Inicialmente, para compreender a matéria é precisa-se de alguns conceitos:

NACIONALIDADE. Inicialmente, para compreender a matéria é precisa-se de alguns conceitos: NACIONALIDADE Segundo Paulo e Alexandrino, nacionalidade é o vínculo jurídico-político de direito público interno que faz da pessoa um dos elementos componentes da dimensão do Estado (p. 246: 2010). Inicialmente,

Leia mais

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO MASTER JURIS RJ Prof. LUIZ OLIVEIRA CASTRO JUNGSTEDT Agosto/2015 Aula 3 41 NACIONALIDADE DIREITO HUMANO FUNDAMENTAL DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM DUDH - 1948

Leia mais

Lei n.º 2/92. De 6 de Abril (*) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. ARTIGO 1º - Objecto. ARTIGO 2º - Modalidade

Lei n.º 2/92. De 6 de Abril (*) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. ARTIGO 1º - Objecto. ARTIGO 2º - Modalidade Lei n.º 2/92 De 6 de Abril (*) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º - Objecto A presente lei estabelece as condições de atribuição, aquisição, perda e requisição da Nacionalidade Guineense. ARTIGO 2º

Leia mais

Aquisição de nacionalidade brasileira via naturalização

Aquisição de nacionalidade brasileira via naturalização Aquisição de nacionalidade brasileira via naturalização Introdução Sabe-se que nacionalidade é o vínculo político-jurídico que liga o indivíduo a um Estado, criando direitos e obrigações recíprocos. No

Leia mais

Profa. Msc. Larissa Castro

Profa. Msc. Larissa Castro 13/11/15 Profa Msc Larissa Castro DIREITOS SOCIAIS Textura aberta : concretização de acordo com a vontade da maioria Prioridade na concretização: executivo e legislativo Art 6º São direitos sociais a educação,

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 73, DE 2009

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 73, DE 2009 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 73, DE 2009 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Altera dispositivos da Lei nº 6.015, de 31 de dezembro de 1973 (Lei de Registros Públicos), relativos à filiação, e

Leia mais

RESOLUÇÃO N Relator: Ministro Barros Monteiro. Interessada: Corregedoria Regional Eleitoral cio Distrito Federal.

RESOLUÇÃO N Relator: Ministro Barros Monteiro. Interessada: Corregedoria Regional Eleitoral cio Distrito Federal. PUBL1CAÜÜ NQ ÜlARíG OA JUSTIÇA TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 21.385 PROCESSO ADMINISTRATIVO N 6 19.020 - CLASSE 19 a - DISTRITO FEDERAL (Brasília). Relator: Ministro Barros Monteiro. Interessada:

Leia mais

NOVO REGIMENTO CÂMARA DOS DEPUTADOS. ( DO SR. MAURíCIO NASSER ) ft B - p~

NOVO REGIMENTO CÂMARA DOS DEPUTADOS. ( DO SR. MAURíCIO NASSER ) ft B - p~ , NOVO REGIMENTO ( DO SR. MAURíCIO NASSER ) ft B - p~ ASSUNTO: Regulamenta o artigo 12 da Constjt)]jçÃo Federal, de 05 de outubro de 1988, e di 'Olltras provid~ncias. ~ -~ ~ DESPACHO: CONST o E JUSTIÇA

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 54/2007. EMENDA DOS APÁTRIDAS (Revisado e Atualizado em 30/05/2008)

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 54/2007. EMENDA DOS APÁTRIDAS (Revisado e Atualizado em 30/05/2008) EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 54/2007. EMENDA DOS APÁTRIDAS (Revisado e Atualizado em 30/05/2008) Otávio Piva No dia 20 de setembro de 2007 em uma esvaziada sessão conjunta do Congresso Nacional, foram promulgadas

Leia mais

Direito de nacionalidade é a expressão jurídica da nacionalidade.

Direito de nacionalidade é a expressão jurídica da nacionalidade. Direito Constitucional II Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com (19) 8139-5005 DIREITO DE NACIONALIDADE BRASILEIRA Da Nacionalidade (Arts. 12 e 13) Conceito de Nacionalidade Nacionalidade

Leia mais

GABARITO (E ) Não paga taxas. Não extradita por crime político ou de opinião. Não depende de licença. Transmissível aos herdeiros. Correta.

GABARITO (E ) Não paga taxas. Não extradita por crime político ou de opinião. Não depende de licença. Transmissível aos herdeiros. Correta. Prepare-se para o concurso TJ-SP! Todas as semanas, FOLHA DIRIGIDA, em parceria com especialistas, publica um novo simulado para os seus estudos nesta seleção. Resolva abaixo algumas questões de Direito

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1 SUMÁRIO Capítulo I Teoria da Constituição...1 1. Constituição...1 1.1 Conceito...1 1.2. Classificação das Constituições...1 1.3. Interpretação das Normas Constitucionais...3 1.4. Preâmbulo Constitucional...5

Leia mais

Da Nacionalidade. Revoga a Lei n.º 13/91, de 11 de Maio

Da Nacionalidade. Revoga a Lei n.º 13/91, de 11 de Maio Da Nacionalidade. Revoga a Lei n.º 13/91, de 11 de Maio Índice LEI DA NACIONALIDADE... 4 CAPÍTULO I Disposições Gerais... 4 ARTIGO 1.º (Objecto)... 4 ARTIGO 2.º (Modalidades)... 4 ARTIGO 3.º (Aplicação

Leia mais

Simulado de Direito Constitucional para TJ-RJ/Nível Médio/2014

Simulado de Direito Constitucional para TJ-RJ/Nível Médio/2014 Simulado de Direito Constitucional para TJ-RJ/Nível Médio/2014 Olá, amigo(a), tudo bem? Com o edital do TJ-RJ saindo do forno para o cargo de técnico judiciário, venho com este toque para ajudar nessa

Leia mais

a) Objetivo ou material: é a fixação da prática como habitual, durante período razoável de tempo.

a) Objetivo ou material: é a fixação da prática como habitual, durante período razoável de tempo. 1. Teoria Geral e Fundamentos. O Direito Internacional Público ou Direito das Gentes se fundamenta no consentimento. Pressupõe uma sociedade descentralizada, com Estados soberanos, dispostos horizontalmente.

Leia mais

Ius soli. Ius sanguini. Língua Portuguesa. Estrangeiro

Ius soli. Ius sanguini. Língua Portuguesa. Estrangeiro CAPÍTULO III DA NACIONALIDADE Ius soli Natos Ius sanguini Primária Naturalizados Língua Portuguesa Estrangeiro Secundária Art. 12. São brasileiros: I - natos: a) os nascidos na República Federativa do

Leia mais

Revisão Geral. 1. A idade mínima para ser elegível aos cargos de Deputado Federal, Prefeito e Vereador, respectivamente, é de:

Revisão Geral. 1. A idade mínima para ser elegível aos cargos de Deputado Federal, Prefeito e Vereador, respectivamente, é de: Constitucional Excelência Professor Nilo Roberto Revisão Geral Revisão Constitucional 1. A idade mínima para ser elegível aos cargos de Deputado Federal, Prefeito e Vereador, respectivamente, é de: a)

Leia mais

CURSO EXTENSIVO ONLINE DE DIREITO INTERNACIONAL PARA A PROVA DE JUIZ SUBSTITUTO TRF - 4

CURSO EXTENSIVO ONLINE DE DIREITO INTERNACIONAL PARA A PROVA DE JUIZ SUBSTITUTO TRF - 4 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E ESTUDOS DE GOVERNO DIREITO INTERNACIONAL PROF. PEDRO SLOBODA CURSO EXTENSIVO ONLINE DE DIREITO INTERNACIONAL PARA A PROVA DE JUIZ SUBSTITUTO TRF - 4 Estrutura do curso: 12

Leia mais

A LEI. de 15 de Fevereiro de sobre a nacionalidade polaca. Capítulo 1. Cidadãos polacos

A LEI. de 15 de Fevereiro de sobre a nacionalidade polaca. Capítulo 1. Cidadãos polacos A LEI de 15 de Fevereiro de 1962 sobre a nacionalidade polaca Capítulo 1 Cidadãos polacos Art. 1. A data da entrada em vigor da presente lei, os cidadãos polacos são pessoas que têm a nacionalidade polaca

Leia mais

SERVIÇOS DE REGISTROS PÚBLICOS COMARCA DE SAPUCAIA DO SUL

SERVIÇOS DE REGISTROS PÚBLICOS COMARCA DE SAPUCAIA DO SUL SERVIÇOS DE REGISTROS PÚBLICOS COMARCA DE SAPUCAIA DO SUL Nota Técnica n 02/2009 Assunto: regula os procedimentos a serem observados pelo Registro Civil de Pessoas Naturais desta Serventia Registral nos

Leia mais

Marcos Soares da Mota e Silva

Marcos Soares da Mota e Silva Marcos Soares da Mota e Silva Pós-graduado em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários (IBET) e em Direito Processual Tributário pela Universidade de Brasília (UnB). Graduado

Leia mais

Evolução da Disciplina. Direito Constitucional CONTEXTUALIZAÇÃO INSTRUMENTALIZAÇÃO

Evolução da Disciplina. Direito Constitucional CONTEXTUALIZAÇÃO INSTRUMENTALIZAÇÃO Evolução da Disciplina Direito Constitucional Aula 1: Evolução histórica das constituições brasileiras Aula 2: Princípios fundamentais Aula 3: Direitos e garantias fundamentais Prof. Silvano Alves Alcantara

Leia mais

Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27

Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27 ... 23 Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 27 1. Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27... 27 1.2. Constituição política... 27 1.3. Constituição jurídica... 28 1.4. Constituição culturalista...

Leia mais

11/10/ Provimento da CGJ-RJ normatiza a Resolução n 155 no Estado do Rio de Janeiro Qui, 11 de Outubro de :47

11/10/ Provimento da CGJ-RJ normatiza a Resolução n 155 no Estado do Rio de Janeiro Qui, 11 de Outubro de :47 Processo nº 2012-0144048 Assunto: ANÁLISE PARA ADEQUAÇÃO DA CONSOLIDAÇÃO NORMATIVA A RESOLUÇÃO N 155/2012 DO CNJ CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA CGJ NUCLEO DE JUIZES AUXILIARES PARECER O Conselho Nacional

Leia mais

CURSO SOLUÇÃO. Preparatório para concursos públicos desde 1982

CURSO SOLUÇÃO. Preparatório para concursos públicos desde 1982 Questões: CURSO SOLUÇÃO 1. Durval foi alvo de racismo em seu trabalho. Ao consultar a Constituição Federal, descobriu que a prática de racismo constitui crime (2017 FCC - TRT - 11ª Região (AM e RR) - Analista

Leia mais

Questões Aplicadas no Exame de Ordem (OAB/RJ) e outros Concursos; Referências Bibliográficas.

Questões Aplicadas no Exame de Ordem (OAB/RJ) e outros Concursos; Referências Bibliográficas. ASSUNTO: Nacionalidade (Texto 9) OBJETIVOS: Conceituar Nacionalidade; Identificar e caracterizar Nacionalidade. SUMÁRIO: I INTRODUÇÃO II DESENVOLVIMENTO 1 Nacionalidade 2 - Tipos de Nacionalidade 3- Brasileiros

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Uma breve análise sobre o direito à nacionalidade Ana Carolina Frazão* Sumário: 1. Generalidades; 2. Nacionais e estrangeiros; 3. Os critérios para a atribuição da nacionalidade;

Leia mais

Doutor em Direito pela Universidad Complutense de Madrid Espanha. Professor do Centro Universitário do Planalto de Araxá e da Faculdade Pitágoras

Doutor em Direito pela Universidad Complutense de Madrid Espanha. Professor do Centro Universitário do Planalto de Araxá e da Faculdade Pitágoras I e e e " # $ # % " & ' ( ) * + ' &, -. / 0 ) *, ). ' 1 / 0 2 ) & ' 1 ', 0 3. / 1 4, ). ',., 4 ) 0 3. / & ', 5., 6 /. 3 ) 7 8 ' -. / 0 ) *, ). / 2 ' 5 6, 3, 1 3, 9 : ; < = >? @ : ; A? B? C = ; = D ; :

Leia mais

Direito Constitucional. Professor Marcelo Miranda professormiranda@live.com facebook.com/professormarcelomiranda

Direito Constitucional. Professor Marcelo Miranda professormiranda@live.com facebook.com/professormarcelomiranda Direito Constitucional Professor Marcelo Miranda professormiranda@live.com facebook.com/professormarcelomiranda Nacionalidade é vínculo que liga um indivíduo a determinado Estado soberano. Natureza jurídica

Leia mais

Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função

Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função 2016 Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função Lucas Rodrigues de Ávila Prova da Ordem 2016 O que é competência por prerrogativa de função? "Um dos critérios determinadores da competência

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TJPE

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TJPE DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TJPE Prof. Jean Pitter BANCA: IBFC INFORMAÇÕES GERAIS DO CONCURSO CARGOS: Técnico (60 vagas) e Analista (49 vagas) INSCRIÇÕES: 24 de julho a 24 de agosto. Valores:

Leia mais

RECOMENDAÇÃO n.º 2-A/2010

RECOMENDAÇÃO n.º 2-A/2010 Sua Excelência O Ministro da Justiça Praça do Comércio 1149-019 Lisboa Sua referência Sua comunicação Nossa referência Proc. P-3333/09 (A5) Assunto: Requisitos relativos à concessão de nacionalidade portuguesa;

Leia mais

DIREITO ELEITORAL CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL

DIREITO ELEITORAL CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL DIREITO ELEITORAL Leia a Lei: ͳͳ CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL arts 15 e 16 da Constituição Federal. 1.1. Conceito. Direito Eleitoral é o ramo do direito público, que tem por objeto o estudo do processo

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL 03/09/2016 Prof. Luciano Dutra: autor das obras Direito Constitucional Essencial, Direito Constitucional para a OAB em Exercícios Comentados (e-book), Direito Constitucional

Leia mais

A necessidade de proteção e efetividade aos direitos humanos, em sede internacional, possibilitou o surgimento de uma disciplina autônoma ao Direito

A necessidade de proteção e efetividade aos direitos humanos, em sede internacional, possibilitou o surgimento de uma disciplina autônoma ao Direito Profa. Andrea Wild A necessidade de proteção e efetividade aos direitos humanos, em sede internacional, possibilitou o surgimento de uma disciplina autônoma ao Direito Internacional Público, com denominação

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL 46. Considere as seguintes assertivas a respeito dos direitos e garantias fundamentais: I. Ninguém será preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada de autoridade

Leia mais

Os Direitos Políticos na CF/88 Parte II

Os Direitos Políticos na CF/88 Parte II Os Direitos Políticos na CF/88 Parte II Olá Concursando, Hoje vamos continuar estudando um pouco de Direito Constitucional, finalizando o tema dos direitos políticos tratados na Constituição Federal de

Leia mais

Diploma legal. Nestes termos, ao abrigo do disposto na alínea b) do artigo 88.º da Lei Constitucional, a Assembleia Nacional aprova a seguinte:

Diploma legal. Nestes termos, ao abrigo do disposto na alínea b) do artigo 88.º da Lei Constitucional, a Assembleia Nacional aprova a seguinte: A Lei n.º 1/05, de 1 de Julho veio aprovar a Lei da Nacionalidade revogando a legislação anteriormente existente sobre esta matéria. Este diploma regula as condições de atribuição, aquisição, perda e reaquisição

Leia mais

CONVENÇÃO EUROPEIA SOBRE A NACIONALIDADE

CONVENÇÃO EUROPEIA SOBRE A NACIONALIDADE CONVENÇÃO EUROPEIA SOBRE A NACIONALIDADE Preâmbulo Os Estados membros do Conselho da Europa, bem como os restantes Estados signatários da presente Convenção: Considerando que o objectivo do Conselho da

Leia mais

AULA 3: NACIONALIDADE SOB A PERSPECTIVA DO DIREITO CONSTITUCIONAL BRASILEIRO 3

AULA 3: NACIONALIDADE SOB A PERSPECTIVA DO DIREITO CONSTITUCIONAL BRASILEIRO 3 1 AULA 3: NACIONALIDADE SOB A PERSPECTIVA DO DIREITO CONSTITUCIONAL BRASILEIRO 3 INTRODUÇÃO 3 CONTEÚDO 4 CONCEITO DE NACIONALIDADE 4 NACIONALIDADE E SUA RELAÇÃO COM OUTROS RAMOS DO DIREITO 5 NACIONALIDADE

Leia mais

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO Prof. Me. Edson Guedes 1. Introdução ao Direito 1.1 Origem do Direito: Conflitos humanos; Evitar a luta de todos contra todos; 1. Introdução ao Direito 1.2 Conceito de

Leia mais

Direito da Segurança

Direito da Segurança Direito da Segurança Direito Constitucional, Internacional, Europeu, Legal e Regulamentar I DIREITO CONSTITUCIONAL DA SEGURANÇA 1. Constituição da República Portuguesa (artigos) - Artigo 7º - Relações

Leia mais

termos da lei. transferido para a reserva, nos termos da lei complementar. termos da lei. termos da constituição. b) por tribunal especial.

termos da lei. transferido para a reserva, nos termos da lei complementar. termos da lei. termos da constituição. b) por tribunal especial. CONSTITUIÇÃO FEDERAL E DO ESTADO DO PIAUÍ 1ª) Assinale a alternativa correta, quanto à improbidade administrativa. a) A suspensão dos direitos políticos e a perda da função pública são algumas das consequências,

Leia mais

Decreto n.º 1/91 Acordo, por troca de notas, entre Portugal e a Suíça, sobre Tratamento Recíproco em Matéria de Autorização de Residência

Decreto n.º 1/91 Acordo, por troca de notas, entre Portugal e a Suíça, sobre Tratamento Recíproco em Matéria de Autorização de Residência Decreto n.º 1/91 Acordo, por troca de notas, entre Portugal e a Suíça, sobre Tratamento Recíproco em Matéria de Autorização de Residência Nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 200.º da Constituição,

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Constitucional Polícia Legislativa Senado Federal Período: 2008-2017 Sumário Direito Constitucional... 3 Estado Democrático de Direito... 3 Direitos e deveres individuais

Leia mais

Análise da nacionalidade á luz do princípio da Proximidade Caso STF HABEAS CORPUS: HC SP.

Análise da nacionalidade á luz do princípio da Proximidade Caso STF HABEAS CORPUS: HC SP. Análise da nacionalidade á luz do princípio da Proximidade Caso STF HABEAS CORPUS: HC 83450 SP. Raphael Fernando Pinheiro 1 RESUMO DO CASO O impretante possui dupla-nacionalidade, nascido na Itália, mas

Leia mais

Noções Básicas de Direito Edital

Noções Básicas de Direito Edital Noções Básicas de Direito Edital! Data da prova! Cargo! Salário! Conteúdo programático! Funções! Requisitos exigidos! Ex. http://www.cespe.unb.br/concursos/ Lei Definição - A lei jurídica é:! uma norma/regra

Leia mais

Nacionalidade Alemã I. CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO

Nacionalidade Alemã I. CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO A Embaixada e os Consulados Gerais da República Federal da Alemanha no Brasil 1 informam: Gz.: RK 10 512 (Porto Alegre) Em: 28.08.2007 Nacionalidade Alemã I. CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO 1. Nascimento 1.1 ser

Leia mais

Secundária/Adquirida) Vontade/Opção. Tácita ou

Secundária/Adquirida) Vontade/Opção. Tácita ou DIREITOS FUNDAMENTAIS: NACIONALIDADE E DIREITOS POLÍTICOS DIREITOS DE NACIONALIDADE Conceito de Nacionalidade: Pessoa-Estado. Vínculo da pessoa com seu Estado (vínculo jurídico de direito público interno)

Leia mais

Legislação Aplicada - Polícia Federal AULA I Agente Administrativo PROFESSOR MATEUS SILVEIRA

Legislação Aplicada - Polícia Federal AULA I Agente Administrativo PROFESSOR MATEUS SILVEIRA Legislação Aplicada - Polícia Federal AULA I Agente Administrativo PROFESSOR MATEUS SILVEIRA LEI Nº 6.815, DE 19 DE AGOSTO DE 1980. Define a situação jurídica do estrangeiro no Brasil, cria o Conselho

Leia mais

É formada por um conjunto de órgãos públicos, sem personalidade jurídica e ligados a um dos três poderes (em sua maioria).

É formada por um conjunto de órgãos públicos, sem personalidade jurídica e ligados a um dos três poderes (em sua maioria). 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Administração Publica Direta PONTO 2: Administração Publica Indireta PONTO 3: Autarquias PONTO 4: Fundações Públicas de Direito Público 1. Administração Publica Direta

Leia mais

O PROCEDIMENTO DE EXTRADIÇÃO PARECER

O PROCEDIMENTO DE EXTRADIÇÃO PARECER O PROCEDIMENTO DE EXTRADIÇÃO PARECER É um mecanismo de cooperação judicial internacional em virtude do qual, mediante um pedido formal, um Estado obtém de outro a entrega de um processado ou condenado

Leia mais

5 Tópico: SAÍDA COMPULSÓRIA DO ESTRANGEIRO/BRASILEIRO. Formas de retirada do estrangeiro do território nacional:

5 Tópico: SAÍDA COMPULSÓRIA DO ESTRANGEIRO/BRASILEIRO. Formas de retirada do estrangeiro do território nacional: DIREITO INTERNACIONAL PRIVADO Profa. Graciane Saliba 5 Tópico: SAÍDA COMPULSÓRIA DO ESTRANGEIRO/BRASILEIRO Formas de retirada do estrangeiro do território nacional: 1) Repatriação 2) Deportação 3) Expulsão

Leia mais

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21 TÍTULO I Dos Princípios Fundamentais... 21 TÍTULO II Dos Direitos e Garantias

Leia mais

REVISTA DE DIREITO DA UNIGRANRIO

REVISTA DE DIREITO DA UNIGRANRIO REVISTA DE DIREITO DA UNIGRANRIO http://publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/rdugr NACIONALIDADE APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL 54/07: UM DIREITO FUNDAMENTAL Eduardo Biacchi Gomes RESUMO A nacionalidade

Leia mais

SUMÁRIO NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS Capítulo 1

SUMÁRIO NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS Capítulo 1 SUMÁRIO Capítulo 1 NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS... 23 1. Conceito de Constituição... 23 2. Sentidos ou concepções de Constituição... 23 2.1. Sentido sociológico... 24 2.2. Sentido político... 24 2.3.

Leia mais

SUMÁRIO TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo 1

SUMÁRIO TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo 1 SUMÁRIO Capítulo 1 TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 23 1. Conceito de Constituição... 23 2. Sentidos ou concepções de Constituição... 23 2.1. Sentido sociológico... 24 2.2. Sentido político... 24 2.3. Sentido

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL 01. A respeito dos direitos e garantias individuais, assinale a opção correta. a) O habeas data é o instrumento processual adequado para o controle judicial de eventuais ilegalidades

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N o 2.379, DE 2006 (MENSAGEM N o 20, de 2006) Aprova o texto do Tratado sobre Extradição entre o Governo da República Federativa

Leia mais

Índice. Aquisições da nacionalidade portuguesa (Nº), por tipo de aquisição e sexo,

Índice. Aquisições da nacionalidade portuguesa (Nº), por tipo de aquisição e sexo, Índice Processos Entrados e Findos de Concessão de Nacionalidade Portuguesa, de 2007 a 2011, por Artigo da Lei da Nacionalidade (Lei n.º 37/81, de 3 de Outubro alterada e republicada pela Lei Orgânica

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL EFICÁCIA JURÍDICA Atualizado em 12/01/2016 NACIONALIDADE: ARTS. 12 E 13 CF88 A nacionalidade é o vínculo jurídico-civil que liga o indivíduo a um determinado território e é considerada

Leia mais