DEPARTAMENTO DE TELEMÁTICA - DTel Regulamento 1ª Feira de Hardware e Software - FHS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEPARTAMENTO DE TELEMÁTICA - DTel Regulamento 1ª Feira de Hardware e Software - FHS"

Transcrição

1 DEPARTAMENTO DE TELEMÁTICA - DTel Regulamento 1ª Feira de Hardware e Software - FHS 1. Da Fundamentação A 1ª FHS - Feira de Hardware e Software a ser realizada nos dias 06, 07, 08 de Maio de 2014 é um instrumento para apresentação das atividades desenvolvidas pelos alunos do Ensino Técnico e de Graduação do Departamento de Telemática - DTel, que incentiva a pesquisa, projeto e a exposição de suas ideias através de atividade práticas, enfatizando os conceitos aprendidos. Os projetos apresentados são de tema livre e procuram disseminar o saberfazer para saber-ser numa perspectiva de inovação que é o ato ou efeito de introduzir novidades, renovar e criar, e de sustentabilidade que é a qualidade ou condição do que tem maneiras para se manter e conservar. As equipes de alunos com orientação do PROFESSOR/TUTOR devem pesquisar, coletando várias informações, para que possam dominar as técnicas necessárias ao empreendimento, verificando como está sendo aplicado atualmente e que resultados poderão gerar para nossa realidade, sempre enfatizando que a partir do momento que a equipe começar a adquirir os conhecimentos necessários, novas ideias irão surgindo como resultado da preparação, desenvolvimento e conclusão do projeto. 2. Dos Objetivos 2.1 São objetivos da 1ª FHS: promover a participação da comunidade estudantil em projetos científicos/técnicos; mobilizar intensamente a comunidade estudantil para internalizar a importância de pesquisar e expor o resultado de seus trabalhos; permitir ao corpo discente a manifestação da criatividade e o desenvolvimento acadêmico-científico, pela utilização dos conhecimentos

2 teórico e práticos apresentados antes e durante a FHS; divulgar ideias inovadoras para a sociedade; proporcionar aos alunos uma oportunidade para praticar o aprendizado de planejamento das atividades e conhecimentos aprendidos durante a formação do Ensino Técnico e Superior; mostrar perante as empresas de nossa região, a formação e qualificação de mão de obra visando excelência em processos e incorporando valores de responsabilidade social ao formarem um profissional para uma carreira e não somente para um processo isolado. 3. Das Competências 3.1 Dos Órgãos Durante o planejamento, organização e execução da 1ª Feira de Hardware e Software FHS, serão reconhecidos pelos participantes como autoridades, dentro de suas atribuições e responsabilidades, os seguintes órgãos: 3.2 Da Coordenação Geral da 1ª FHS As atribuições e responsabilidades estão divididas conforme listado abaixo: a) Comissão de Inscrição e Análise de Projetos; Responsável pelo controle das fichas de inscrição, verificação dos dados cadastrados pelas equipes, avaliação inicial do projeto e verificação das conformidades necessárias para a perfeita participação das equipes na 1ª FHS. b) Comissão de Orçamento e Relações Empresariais; Responsável pelo controle financeiro da FHS, cabendo-lhe a função de arrecadar valores de patrocínio e de realizar pagamento de serviços e material utilizados na realização do evento. Essa comissão deve apresentar ao final do evento balanço financeiro dos valores arrecadados e gastos. c) Comissão de Infraestrutura; Responsável pela alocação e controle de laboratórios, materiais e equipamentos a serem utilizados pelas equipes, bem como, montagem da estrutura física, elétrica e de rede necessária para os stands. A comissão também é responsável pela definição da ocupação dos stands pelas equipes e controle de materiais utilizados pelas equipes na exposição. e) Comissão de Avaliação; Responsável pela avaliação final dos projetos, identificação das equipes durante a exposição, organização da equipe de avaliadores, apuração das notas das equipes, apuração da votação da opinião popular, divulgação de resultados e cerimonial de premiação. Também é responsável pela distribuição dos crachás de identificação dos alunos participantes da 1ª FHS.

3 f) Comissão de Marketing. Responsável pela divulgação do evento interna e externamente. Relacionamento com os órgãos de impressa e empresas com interesse na participação do evento. Também é responsável pela distribuição das cédulas de votação do melhor projeto pela opinião popular. 4. Das Inscrições 4.1 Cada equipe será composta por no mínimo 2 e no máximo 4 alunos. 4.2 Cada aluno só poderá participar de uma equipe. 4.3 Cada equipe poderá inscrever somente 01 (um) projeto. 4.4 As fichas de inscrições estarão disponíveis a partir de 10/02/2014 e no site do evento envio desta a Comissão de Inscrição e Análise de Projetos deve ser até o dia 09/03/2014, e constarão os seguintes dados: I. Nome completo da equipe e do Projeto; II. Nome completo do Professor/Tutor (opcional); III. Área de Ensino, Curso, Turma, Turno, Nome, Telefone, e Matrícula dos alunos; IV. Resumo do Projeto; V. Objetivo Geral; VI. Objetivos Específicos; VII. Metodologia de Pesquisa; VIII. Resultados Esperados; 4.5 A inscrição na 1ª FHS implicará na total aceitação deste Regulamento. 4.6 As fichas de inscrições devem ser entregues no departamento de Telemática. 4.7 A não inscrição até a data limite estipulada pelo Regulamento é um impeditivo mandatório na participação. 5. Da Participação 5.1 Cada equipe deverá apresentar preenchida a Ficha de Inscrição de Projetos da 1ª FHS. 5.2 Os alunos participantes deverão obedecer ao Regimento e Normas Educacionais do IFCE. 5.3 Poderá haver rodízio entre os membros da equipe, devendo pelo menos um elemento da mesma permanecer no stand no horário de funcionamento da 1ª Feira de Hardware e Software que será de 08h às 20h Os participantes deverão manter a área de exposição limpa e organizada, sendo que se houverem danos, a equipe deverá providenciar a sua reposição ou conserto, mantendo o trabalho em funcionamento durante toda a Feira. 5.5 Será desclassificada a(s) equipe(s) que: a) não cumprirem rigorosamente o Regulamento; b) não cumprir com os prazos estipulados para entrega dos projetos,

4 conforme cronograma estipulado; c) deixar de apresentar seus projetos durante a Feira; 5.7 Em nenhuma hipótese o projeto poderá ficar abandonado ou com pessoas que não pertençam à equipe, sob pena de desclassificação. 5.8 Cada aluno participante terá direito a receber um certificado e um vale ponto para uso em uma das suas disciplinas. O vale ponto não poderá ser transferido para outro aluno, pois será personalizado. 6. Dos Projetos 6.1 Os projetos serão apresentados mediante Exposição. 6.2 Os projetos serão constituídos de um protótipo ou montagem final em condições que permitam o funcionamento técnico durante a Feira, com uma boa apresentação visual. 7. Da Apresentação dos Projetos 7.1 Os membros da equipe devem estar preparados para efetuar a apresentação dos seus projetos, quantas vezes forem necessárias, quer seja para os Avaliadores ou para os visitantes. 7.2 Os membros da equipe devem ser pró-ativos e buscarem sempre despertar a atenção do visitante na apresentação de seu projeto. 8. Do Cronograma de Atividades 8.1 Para a consecução dos objetivos da 1ª Feira de Hardware e Software ficam definidas as seguintes etapas a serem cumpridas, no mínimo: a) Divulgação do evento; b) Inscrições; c) Análise e aprovação dos projetos inscritos; d) Montagem dos Projetos; e) Abertura do Evento; f) Apresentações dos projetos na Feira; g) Desmontagem dos Projetos; h) Premiação. 8.2 As datas e os horários estão estipulados conforme descrição: a) Divulgação e Inscrições: 10/02a 10/03 de 2014 até às 21 h. b) Análise e aprovação dos projetos inscritos: até 22 de Março de c) Abertura do Evento: 06 de Maio de 2014 às 09 h. e) Início da FHS: 06 de Maio de f) Premiação: 08 de Maio de 2014 às 10 h. 8.3 O descumprimento dos prazos das etapas acima referidas no item 8.2 implicará na desclassificação da equipe.

5 9. Do Apoio Logístico aos Participantes 9.1 O IFCE, através da Coordenação Geral da 1ª Feira de Hardware e Software - FHS, proporcionará aos participantes as seguintes ferramentas de apoio: I. Orientações diversas através de boletins informativos; II. Atendimento pessoal pelos Coordenadores/Professores/Tutores para retirar dúvidas; III. Laboratórios equipados (através de solicitação a comissão de infraestrutura e desde que não atrapalhe as aulas); IV. Equipamentos e ferramentas necessários à realização dos trabalhos, quando houver disponibilidade e for autorizado pela comissão de intraestrutura, sendo vedados empréstimos daqueles que não forem solicitados no prazo estabelecido pela comissão de infraestrutura. V. Declaração para justificar a ausência do aluno no trabalho e/ou Aula por estar envolvido na exposição do projeto na 1ª FHS. VI. Ofícios para empresas que desejam patrocinar o evento. 9.2 A solicitação pelos alunos de Declarações e Ofícios devem ser repassadas a Coordenação Geral O prazo para confecção das Declarações e Ofícios é de 24 horas. 10. Da Montagem e Desmontagem dos Projetos 10.1 Todos os projetos serão devidamente numerados, sendo que as equipes deverão utilizar o que lhe for indicado pela Comissão de Avaliação, mantendo visível a identificação A montagem dos projetos deverá ser feita conforme previsto no cronograma da Comissão de Avaliação, não sendo, portanto permitida nenhuma montagem/desmontagem durante a realização da Feira A disposição e localização dos projetos é de decisão da Comissão de Infraestrutura Será permitida a utilização de material de divulgação (catálogos, cartazes e/ou banner s), desde que afixados ou expostos na área reservada ao projeto e devidamente autorizado pela Comissão de Infraestrutura Os projetos deverão ser retirados impreterivelmente conforme constar na comunicação da Coordenação Geral, sob pena da mesma não se responsabilizar sobre a segurança dos projetos e dos equipamentos requisitados Não está autorizado qualquer perfuração de paredes, pisos e tetos e colocação de adesivos que danifiquem a pintura do IFCE. O descumprimento deste item implicará no conserto do patrimônio danificado sendo de responsabilidade da equipe do projeto. 11. Da Identificação do Projeto e dos Participantes

6 11.1 Os alunos deverão afixar em lugar visível o número relativo a seu projeto, atribuído pela Comissão de Avaliação de Projetos, para possibilitar a identificação do mesmo durante o processo de avaliação O uso de camisa personalizada do projeto não é obrigatório, porém caso a equipe decida utilizá-la, nesta deverá obrigatoriamente conter a logomarca da 1ª FHS além da logo institucional do IFCE A comissão de Avaliação de Projeto fornecerá crachá de identificação para os membros da equipe. 12. Das Parcerias e Contatos 12.1 Os projetos apresentados sob hipótese alguma pode estar associado financeiramente a uma empresa ou grupo de pesquisa. Os contatos com as empresas para o patrocínio, desde que o referido patrocínio venha atender apenas material publicitário da Feira, podem ser realizados por professores ou alunos. 13. Da Avaliação 13.1 Todos os projetos apresentados serão avaliados pelos mesmos critérios Os quesitos mínimos que nortearão a decisão dos Avaliadores serão: a) Domínio e postura do participante ao expor o projeto; b) Qualidade técnica do Projeto; c) Criatividade, inovação, viabilidade mercadológica; d) Complexidade Técnica; e) Apresentação Visual do Projeto O julgamento será efetuado por Avaliadores indicados pela Comissão de Avaliação sem o conhecimento dos expositores Os quesitos foram definidos pela Coordenação Geral, sendo que a nota destinada a cada quesito é descrita conforme abaixo: a) Domínio e postura do participante ao expor o projeto (0-2) b) Qualidade Técnica do Projeto (0-2) c) Criatividade, inovação, viabilidade mercadológica (0-2) d) Complexidade Técnica (0-2) e) Apresentação Visual do Projeto (0-2) 13.5 O critério de desempate será pela seguinte ordem: 1º. Criatividade, inovação, viabilidade mercadológica; 2º. Complexidade Técnica; 3º. Apresentação Visual do Projeto e da equipe; 4º. Domínio e postura do participante ao expor o projeto Será avaliado ainda, pelo público, o melhor trabalho da 1ª Feira de

7 Hardware e Software - FHS, cuja votação se dará através de cédula emitida pela Comissão de Marketing. 14. Do Resultado O resultado das avaliações será divulgado no encerramento da 1ª Feira de Hardware e Software - FHS, no ato da premiação que se dará no dia 08 de Maio de 2014, às 10 h no pátio do campus Fortaleza É obrigatório a presença de, no mínimo, um aluno representante do projeto vencedor no ato da premiação. Caso contrário a equipe será desclassificada e perderá a premiação. 15. Da Premiação Serão atribuídas medalhas e uma premiação em dinheiro para os melhores trabalhos de hardware e de software e para o vencedor na opinião popular dos visitantes Não haverá acumulo de premiação A premiação em dinheiro será distribuída da seguinte maneira: 1º Lugar Hardware = R$ 1.000,00 2º Lugar Hardware = R$ 800,00 1º Lugar Software = R$ 1.000,00 2º Lugar Software = R$ 800,00 1º Lugar na opinião popular = R$ 800, Da Estatística Os dados armazenados durante as fases de Inscrições, avaliação e Informações Gerais (contatos, parcerias, resultado, etc.) sofrerão tratamento estatístico e serão divulgados através dos meios de comunicação da FHS. 17. Da Divulgação A Comissão de Marketing junto com o Departamento de Telemática efetuarão a cobertura ao longo da realização da 1ª Feira de Hardware e Software - FHS de modo a divulgá-la através dos meios de comunicação pertinentes A 1ª Feira de Hardware e Software - FHS se reserva ao direito de divulgação de imagem e som de todos os projetos apresentados pelas equipes. 18. Das Disposições Gerais.

8 18.1 Em caso de incidentes ou imprevistos a equipe deverá imediatamente comunicar a Coordenação Geral Cada equipe deverá controlar a guarda e o empréstimo de equipamentos e ferramentas sob sua responsabilidade Ao término da 1ª Feira de Hardware e Software - FHS a comissão de infraestrutura efetuará o inventário dos equipamentos e ferramentas em situação de empréstimo, sendo que caso seja verificada a falta de algum equipamento ou ferramenta, a equipe requisitante será responsável pela reposição do mesmo Havendo constatação de desvio(s) de equipamento(s)s e ferramenta(s) e a não devolução do(s) mesmo(s), a comissão de infraestrutura aplicará as medidas cabíveis para ressarcimento ao IFCE A retirada de equipamentos e instrumentos junto a outros projetos sem a prévia autorização da comissão de infraestrutura não será permitida e implicará na desclassificação da equipe Ao final da desmontagem de todos os projetos o(s) material (s) que não forem retirados do espaço de exposição serão considerados resíduos e serão descartados A desmontagem final dos projetos se dará no dia 08 de maio de 2014, início às 8h. A equipe que porventura realizar esta desmontagem antes ou deixar de comparecer nesta data e dentro deste horário será considerada desclassificada e perderá a premiação Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela Coordenação Geral, ouvida, caso seja necessário, a Chefia do Departamento de Telemática. 19. Das Disposições Transitórias A revisão do presente Regulamento dar-se-á após a avaliação final da 1ª FHS, e em consonância com as necessidades de melhoria, levantadas através de pesquisas junto à comunidade acadêmica participante A revisão deste Regulamento será da responsabilidade da Coordenação Geral, sendo que a nova redação deverá ser submetida à Chefia do Departamento de Telemática para aprovação.

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que o projeto dos cursos de engenharia

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE CAPÍTULO I DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Art. 1º - O programa de Iniciação Científica da

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO FACEMA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Feira do Empreendedor. Edital Nº 2/2015 Seleção de Expositores

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO FACEMA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Feira do Empreendedor. Edital Nº 2/2015 Seleção de Expositores FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO FACEMA EDITAL 002/2015 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Feira do Empreendedor Edital Nº 2/2015 Seleção de Expositores A Coordenação do Curso de Administração da Faculdade

Leia mais

XX JORNADA JURÍDICA ACADÊMICA DO CURSO DE DIREITO

XX JORNADA JURÍDICA ACADÊMICA DO CURSO DE DIREITO Estado, Direito Penal e Segurança Pública: perspectivas para o controle social São Luís/MA, 29 a 31 de outubro de 2013 Hotel Luzeiros. CAPITULO I - Das disposições gerais REGULAMENTO DA II MOSTRA CIENTÍFICA

Leia mais

REGULAMENTO DO I CONCURSO E MOSTRA DE FOTOGRAFIA DO IFRS CÂMPUS CANOAS - FOTOGRAFE SUA CIDADE

REGULAMENTO DO I CONCURSO E MOSTRA DE FOTOGRAFIA DO IFRS CÂMPUS CANOAS - FOTOGRAFE SUA CIDADE REGULAMENTO DO I CONCURSO E MOSTRA DE FOTOGRAFIA DO IFRS CÂMPUS CANOAS - FOTOGRAFE SUA CIDADE I DOS PROMOTORES Art. 1 : O I Concurso e Mostra de Fotografia do IFRS Câmpus Canoas, sob o tema Fotografe Sua

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Primeiro Concurso de Desenho, Poesia e Redação da DESO: Por uma cultura de Saneamento Ambiental

Leia mais

XIX Ciência Viva. Tema: Ciência, tecnologia e desenvolvimento social. 06 e 07 de Novembro de 2014

XIX Ciência Viva. Tema: Ciência, tecnologia e desenvolvimento social. 06 e 07 de Novembro de 2014 XIX Ciência Viva Tema: Ciência, tecnologia e desenvolvimento social 06 e 07 de Novembro de 2014 A CIÊNCIA VIVA A Ciência Viva é uma exposição anual aberta ao público, em que estudantes da educação básica

Leia mais

3ª MOSTRA DE IDÉIAS E INOVAÇÕES MACKENZIE 3ª MACK-MIDI

3ª MOSTRA DE IDÉIAS E INOVAÇÕES MACKENZIE 3ª MACK-MIDI 3ª MOSTRA DE IDÉIAS E INOVAÇÕES MACKENZIE 3ª MACK-MIDI REGULAMENTO 1. CONCEITO E DENOMINAÇÃO A MIDI- MOSTRA DE IDÉIAS E INOVAÇÕES MACKENZIE é uma atividade técnico-cultural que visa a demonstração pública

Leia mais

INOVA SENAI EDITAL 2015

INOVA SENAI EDITAL 2015 INOVA SENAI EDITAL 2015 Sumário 1 Estrutura do Inova SENAI... 2 1.1 O que é... 2 1.2 Objetivo... 2 1.3 Objetivos específicos... 2 1.4 Categorias... 3 1.5 Estrutura Organizacional... 4 2 Participantes e

Leia mais

6ª BENTOTEC: Feira Cultural e Tecnológica. Etapas. Entrega do regulamento e modelo de projeto para todos os alunos 31 de março

6ª BENTOTEC: Feira Cultural e Tecnológica. Etapas. Entrega do regulamento e modelo de projeto para todos os alunos 31 de março 6ª BENTOTEC: Feira Cultural e Tecnológica Regulamento Etapas Entrega do regulamento e modelo de projeto para todos os alunos 31 de março Entrega dos pré-projetos para avaliação (todas as categorias) -

Leia mais

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG ESCOLA DE DESIGN ED COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO NUCLEO INTEGRADOR DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - NIPP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 Aprovado pelo

Leia mais

2ª MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DOS CURSOS DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO E ENGENHARIA CIVIL FACULDADE CAPIXABA DA SERRA MULTIVIX SERRA

2ª MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DOS CURSOS DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO E ENGENHARIA CIVIL FACULDADE CAPIXABA DA SERRA MULTIVIX SERRA 2ª MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DOS CURSOS DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO E ENGENHARIA CIVIL FACULDADE CAPIXABA DA SERRA MULTIVIX SERRA O presente Edital visa divulgar as regras e as datas que

Leia mais

REGULAMENTO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA AGÊNCIA BARU. Título I Do objeto

REGULAMENTO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA AGÊNCIA BARU. Título I Do objeto REGULAMENTO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA AGÊNCIA BARU Título I Do objeto Art. 1º. A Agência Experimental é um laboratório vinculado ao Curso de Comunicação Social - com habilitação

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando

Leia mais

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins.

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins. EDITAL NRCA-SJP N.º 09/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCESSOS DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADOR DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

EDITAL Nº 004/2014 SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 004/2014 SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 004/2014 SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA Chamada para seleção de Projetos para o Edital de Pesquisa e Iniciação Científica da Faculdade Capixaba de Nova Venécia. A Professora

Leia mais

EDITAL DE OCUPAÇAO DA GALERIA JENNER AUGUSTO SALA 2

EDITAL DE OCUPAÇAO DA GALERIA JENNER AUGUSTO SALA 2 EDITAL DE OCUPAÇAO DA GALERIA JENNER AUGUSTO SALA 2 APRESENTAÇÃO A Sociedade de Estudos Múltiplos, Ecológica e de Artes Sociedade Semear, através da Diretoria de Cultura e Arte, torna público que estão

Leia mais

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE O Presidente da Fundação Nacional de Artes - Funarte, no uso das atribuições que lhe confere o inciso V artigo 14 do Estatuto aprovado pelo

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA REGULAMENTO DA II GINCANA NACIONAL DE ECONOMIA CAPÍTULO I Seção I Dos Objetivos Art. 1º O Conselho Federal de Economia promoverá a II Gincana Nacional de Economia - 2012 na

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA DIVISÃO DE PESQUISA EM CIÊNCIA BIOMÉDICA LABORATÓRIO MULTIUSUÁRIO REGIMENTO INTERNO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA DIVISÃO DE PESQUISA EM CIÊNCIA BIOMÉDICA LABORATÓRIO MULTIUSUÁRIO REGIMENTO INTERNO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA DIVISÃO DE PESQUISA EM CIÊNCIA BIOMÉDICA LABORATÓRIO MULTIUSUÁRIO REGIMENTO INTERNO SOBRAL-CE JANEIRO - 2012 CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. O Laboratório de

Leia mais

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre Projeto de Patrocínio Curitiba - PR 2015 2014 VI FÓRUM TECNO SOFTW LIVRE VI Fó Te So Liv 16 a 18 de setembro de 2015 Curitiba PR Brasil Sumário 1 Apresentação...1 2 Local, data e site...1 3 Público alvo...1

Leia mais

EDITAL 01/2015 MUSEU ITINERANTE PONTO UFMG. III FEBRAT - Feira Brasileira de Colégios de Aplicação e Escolas

EDITAL 01/2015 MUSEU ITINERANTE PONTO UFMG. III FEBRAT - Feira Brasileira de Colégios de Aplicação e Escolas EDITAL 01/2015 MUSEU ITINERANTE PONTO UFMG III FEBRAT - Feira Brasileira de Colégios de Aplicação e Escolas Técnicas na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015 "Luz, ciência e vida" NORMAS DE PARTICIPAÇÃO

Leia mais

CAMPUS XANXERÊ CHAMADA PÚBLICA

CAMPUS XANXERÊ CHAMADA PÚBLICA EDITAL N º 26 /PROPPI/2015 CHAMADA PÚBLICA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS TÉCNICOS COM FINALIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO PERÍODO DE EXECUÇÃO: JULHO A DEZEMBRO/2015

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Secretaria de Gestão com Pessoas SEGESPE

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Secretaria de Gestão com Pessoas SEGESPE PROGRAMA DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO PARA BOLSA AUXILIO GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO (Lato Sensu e Stricto Sensu), EM CONFORMIDADE COM A LEI 11.091 DE 12 DE JANEIRO DE 2005 E DECRETO 5.707 DE 23 DE FEVEREIRO

Leia mais

III Desafio ITA de Empreendedorismo

III Desafio ITA de Empreendedorismo III Desafio ITA de Empreendedorismo Edição 2015 Sumário 1 DENOMINAÇÃO, OBJETIVO, CONCEITO E GOVERNANÇA... 3 1.1 Denominação... 3 1.2 Objetivo do Desafio... 3 1.3 Conceito... 3 1.4 Governança... 4 1.4.1

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO AO REGULAMENTO DO 1º PRÊMIO COMIGO DE JORNALISMO REGULAMENTO GERAL

TERMO DE ADITAMENTO AO REGULAMENTO DO 1º PRÊMIO COMIGO DE JORNALISMO REGULAMENTO GERAL TERMO DE ADITAMENTO AO REGULAMENTO DO 1º PRÊMIO COMIGO DE JORNALISMO A Promotora do Prêmio Comigo de Jornalismo alterou os itens [1.1 e 1.2], tornando-se necessário ajustar o Regulamento do mesmo, que

Leia mais

EDITAL MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Nº 001/2014 A Comissão Organizadora da VI Semana de Engenharia Química da Universidade Federal da Bahia VI SEQ torna público que receberá, de acordo com o estabelecido

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO CONCURSO PLANO DE NEGÓCIOS UNISC CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E DAS DENOMINAÇÕES

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO CONCURSO PLANO DE NEGÓCIOS UNISC CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E DAS DENOMINAÇÕES UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO CONCURSO PLANO DE NEGÓCIOS UNISC CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E DAS DENOMINAÇÕES Art. 1 O Concurso Plano de Negócios UNISC é um instrumento que tem como

Leia mais

EDITAL Nº 03 de 06 de agosto de 2015

EDITAL Nº 03 de 06 de agosto de 2015 EDITAL Nº 03 de 06 de agosto de 2015 Dispõe sobre a oferta de vagas para participar da Comissão da Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Sabará, como cômputo de horas de atividades complementares.

Leia mais

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA.

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN Edital 2015 Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. A Direção da Faculdade de Rondônia FARO/IJN torna público, por meio deste edital, as informações para realização do II

Leia mais

REGULAMENTO INSCRIÇÕES TREZE: O PALCO DA CULTURA 6ª EDIÇÃO

REGULAMENTO INSCRIÇÕES TREZE: O PALCO DA CULTURA 6ª EDIÇÃO REGULAMENTO INSCRIÇÕES TREZE: O PALCO DA CULTURA 6ª EDIÇÃO I. DO OBJETO 1.1. Através de processo de seleção, irá proporcionar a apresentação de 25 trabalhos produzidos por grupos ou companhias de Santa

Leia mais

A Mostra de Pôsteres tem como objetivo traçar um painel atual das Práticas em Psicologia desenvolvidas no Espírito Santo e estados vizinhos.

A Mostra de Pôsteres tem como objetivo traçar um painel atual das Práticas em Psicologia desenvolvidas no Espírito Santo e estados vizinhos. REGULAMENTO 1. - OBJETIVOS E ESCOPO A Mostra de Pôsteres tem como objetivo traçar um painel atual das Práticas em Psicologia desenvolvidas no Espírito Santo e estados vizinhos. O trabalho deve ter seus

Leia mais

EDITAL nº 09/15 PROGRAMA DE BOLSAS DE SUSTENTABILIDADE/RESPONSABILIDADE SOCIAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ 2015.

EDITAL nº 09/15 PROGRAMA DE BOLSAS DE SUSTENTABILIDADE/RESPONSABILIDADE SOCIAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ 2015. EDITAL nº 09/15 PROGRAMA DE BOLSAS DE SUSTENTABILIDADE/RESPONSABILIDADE SOCIAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ 2015. A REITORA do Centro Universitário Estácio do Ceará, no uso de suas atribuições

Leia mais

EDITAL Nº 034/2013-CCP

EDITAL Nº 034/2013-CCP EDITAL Nº 034/2013-CCP A Professora Fátima Aparecida da Cruz Padoan, Diretora do Campus de Cornélio Procópio, da UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

M A. Projeto Exposições 2010. Museu Universitário de Arte

M A. Projeto Exposições 2010. Museu Universitário de Arte M A Museu Universitário de Arte Projeto Exposições 2010 Termos para inscrições de artistas, curadores e demais interessados em participar do calendário de exposições do ano de 2010/2011 do Museu Universitário

Leia mais

IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM João Pessoa/2015 REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB

IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM João Pessoa/2015 REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB REGULAMENTO IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM DATA: 15 A 18 DE SETEMBRO DE 2015 LOCAL: HALL DA REITORIA DA UFPB O IV TALENTO CIENTÍFICO JOVEM consiste na apresentação de trabalhos científicos, orientados por

Leia mais

Tema: Fachadas do Pavilhão de Laboratórios da Arquitetura e Urbanismo e Engenharias

Tema: Fachadas do Pavilhão de Laboratórios da Arquitetura e Urbanismo e Engenharias 1º Concurso para Estudantes de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Doctum. Tema: Fachadas do Pavilhão de Laboratórios da Arquitetura e Urbanismo e Engenharias REGULAMENTO DO CONCURSO APRESENTAÇÃO: O concurso

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE IDEIAS INOVADORAS

EDITAL CONCURSO DE IDEIAS INOVADORAS EDITAL PRPPG, PREC, PROPLAN, PRG, PRAINFRA, PRA, PROGEP, PRAE CONCURSO DE IDEIAS INOVADORAS A UFPel, através das Pró-Reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação, de Extensão e Cultura, de Graduação, de Planejamento

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACIS

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACIS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACIS A iniciação científica é um instrumento de formação que permite introduzir na pesquisa científica os acadêmicos de graduação, colocando-os em contato

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CASTANHAL FACULDADE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CASTANHAL FACULDADE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CHAMADA PARA ESCOLHA DA REPRESENTA DISCENTE DA FACULDADE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (FACSI) A coordenação da Faculdade de Sistemas de Informação Campus Castanhal da Universidade Federal do Pará no uso de

Leia mais

V MOCISC V MOSTRA CIENTÍFICA DA REGIÃO DO CONTESTADO DE SANTA CATARINA. Etapa Classificatória REGULAMENTO

V MOCISC V MOSTRA CIENTÍFICA DA REGIÃO DO CONTESTADO DE SANTA CATARINA. Etapa Classificatória REGULAMENTO V MOCISC V MOSTRA CIENTÍFICA DA REGIÃO DO CONTESTADO DE SANTA CATARINA Etapa Classificatória REGULAMENTO A Universidade do Contestado apresenta a 5ª edição da MOCISC Mostra Científica da Região do Contestado

Leia mais

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO DOS PRINCIPIO GERAIS, DOS OBJETIVOS E DAS FINALIDADES. Art.1º - A VII é uma realização da Pró-Reitoria de Extensão, Centro de Educação Física e Esporte (CEFE) da Universidade Estadual de Londrina, e serão

Leia mais

2ª Olimpíada de Empreendedorismo Universitário

2ª Olimpíada de Empreendedorismo Universitário 2ª Olimpíada de Empreendedorismo Universitário da Universidade Federal de Goiás CATEGORIA 1 EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIOS Agosto de 2015 REGULAMENTO CATEGORIA 1 EMPREENDEDORISMO DE NEGOCIOS 1. APRESENTAÇÃO

Leia mais

CESMAR- CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE MARILIA CNPJ: 07.064.432/0001-05 FACULDADE DE SÃO CARLOS

CESMAR- CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE MARILIA CNPJ: 07.064.432/0001-05 FACULDADE DE SÃO CARLOS CESMAR- CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE MARILIA CNPJ: 07.064.432/0001-05 FACULDADE DE SÃO CARLOS REGULAMENTO BIBLIOTECA SÃO CARLOS/SP - 2013 FACULDADE DE SÃO CARLOS Mantida pela CESMAR Centro de Ensino Superior

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2015

CHAMADA PÚBLICA 2015 EDITAL - N º 30/PROPPI/2015 CHAMADA PÚBLICA 2015 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS TÉCNICOS COM FINALIDADE DIDÁTICO- PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO EXECUÇÃO: SETEMBRO À DEZEMBRO DE 2015

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2015

CHAMADA PÚBLICA 2015 EDITAL N º 10/PROPPI/2015 Retificado CHAMADA PÚBLICA 2015 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS TÉCNICOS COM FINALIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO Câmpus SÃO MIGUEL DO OESTE

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO CULTURAL 15 ANOS DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUAL É A SUA MARCA?

REGULAMENTO DO CONCURSO CULTURAL 15 ANOS DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUAL É A SUA MARCA? REGULAMENTO DO CONCURSO CULTURAL 15 ANOS DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUAL É A SUA MARCA? DOS OBJETIVOS DO CONCURSO Art. 1º O Curso de Publicidade e Propaganda da Universidade do Vale do Itajaí,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico PORTARIA SEAE Nº. 20, DE 20 DE MARÇO DE 2012.

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico PORTARIA SEAE Nº. 20, DE 20 DE MARÇO DE 2012. MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico PORTARIA SEAE Nº. 20, DE 20 DE MARÇO DE 2012. I n s t i t u i o P r o g r a m a d e I n t e r c â m b i o d a S E A E e d i s p õ e s o b r

Leia mais

Grupo Educacional UNIS - MG Núcleo de Empreendedorismo do UNIS - NEUNIS

Grupo Educacional UNIS - MG Núcleo de Empreendedorismo do UNIS - NEUNIS 2º CONCURSO UNIVERSITÁRIO DE PLANOS DE NEGÓCIO DO UNIS 2015 REALIZAÇÃO: UNIS/MG REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O 2º Concurso Universitário de Planos de Negócio do Unis-MG é uma iniciativa

Leia mais

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 -

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 - A Direção da Faculdade de Rondônia - IJN/FARO torna público por meio deste edital, as informações para realização do I Encontro de Ciência & Tecnologia, que acontecerá nos dias 16 e 17 de outubro de 2014.

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORIA DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORIA DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIDADE CENTRAL DE EDUCAÇÃO FAEM FACULDADE UCEFF FACULDADES Autorizado pela portaria nº 3.376, de 17de dezembro de 2003. CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Bacharelado Autorizado pela portaria nº. 818, de 20

Leia mais

V Prêmio AMRIGS de Jornalismo

V Prêmio AMRIGS de Jornalismo 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS 1.1 Conceitos V Prêmio AMRIGS de Jornalismo REGULAMENTO O Prêmio AMRIGS de Jornalismo, quinta edição, é uma iniciativa da Associação Médica do Rio Grande do Sul, com o apoio do

Leia mais

III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL

III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL Dias 6 e 7 de Novembro de 2013 Realização e apoio: facebook: https://www.facebook.com/fecinac

Leia mais

PROGRAMA DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO PARA BOLSA-AUXÍLIO GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO PARA BOLSA-AUXÍLIO GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO PARA BOLSA-AUXÍLIO GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO (Lato Sensu e Stricto Sensu), EM CONFORMIDADE COM A LEI 11.091 DE 12 DE JANEIRO DE 2005 E DECRETO 5.707 DE 23 DE FEVEREIRO

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2015

CHAMADA PÚBLICA 2015 EDITAL N º 13 /PRPPGI/2015 CHAMADA PÚBLICA 2015 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS COM FINALIDADE DIDÁTICO- PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO EXECUÇÃO: MAIO A NOVEMBRO DE 2015. A Reitora

Leia mais

EDITAL 009/2015 INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX-VITÓRIA

EDITAL 009/2015 INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX-VITÓRIA EDITAL 009/2015 INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX-VITÓRIA Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE BRASILEIRA MULTIVIX-Vitória,

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2014 PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DE BOLSAS DE EXTENSÃO

EDITAL Nº. 01/2014 PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DE BOLSAS DE EXTENSÃO EDITAL Nº. 01/2014 PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DE BOLSAS DE EXTENSÃO A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Regional do Cariri URCA, no uso de suas atribuições legais, torna público a todos os Campi e

Leia mais

MINUTA DO EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES VOLUNTÁRIOS OU REMUNERADOS

MINUTA DO EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES VOLUNTÁRIOS OU REMUNERADOS MINUTA DO EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES VOLUNTÁRIOS OU REMUNERADOS O IESUR/FAAr torna público o presente Edital de Seleção de Monitores Voluntários ou Remunerados para o anos de, em conformidade com o

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO DE PRÉ-PROJETOS PARA O XIV ENCONTRO DAS LIGAS ACADÊMICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE

EDITAL DE INSCRIÇÃO DE PRÉ-PROJETOS PARA O XIV ENCONTRO DAS LIGAS ACADÊMICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE EDITAL DE INSCRIÇÃO DE PRÉ-PROJETOS PARA O XIV ENCONTRO DAS LIGAS ACADÊMICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS E XIIl AÇÃO INTEGRADORA DOS ACADÊMICOS DA ÁREA DA SAÚDE O XIV Encontro

Leia mais

REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais

REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR Dispõe sobre o Funcionamento da Biblioteca da Faculdade CNEC Ilha do Governador. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art.

Leia mais

XX Ciência Viva. Tema: Luz, ciência e vida. 12 e 13 de Novembro de 2015

XX Ciência Viva. Tema: Luz, ciência e vida. 12 e 13 de Novembro de 2015 XX Ciência Viva Tema: Luz, ciência e vida 12 e 13 de Novembro de 2015 A CIÊNCIA VIVA A Ciência Viva é uma exposição anual aberta ao público, em que estudantes da educação básica das instituições de ensino

Leia mais

Regulamento da Biblioteca

Regulamento da Biblioteca Regulamento da Biblioteca SANTA CRUZ DO RIO PARDO SP 2015 I. Do regulamento e sua aplicação Art. 01. O presente Regulamento contém as normas que regem e orientam as rotinas dos serviços prestados pela

Leia mais

Edital 011 VV - 2015 Programa de Iniciação Científica - PIC Faculdade Estácio Vila Velha

Edital 011 VV - 2015 Programa de Iniciação Científica - PIC Faculdade Estácio Vila Velha Edital 011 VV - 2015 Programa de Iniciação Científica - PIC Faculdade Estácio Vila Velha Artigo 1º - O Programa de Iniciação Científica - PIC tem por finalidade despertar o interesse e incentivar vocações

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA - 7ª Região

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA - 7ª Região Ofício Circular CRP07-187/2009 Porto Alegre, 23 de julho de 2009. I MOSTRA DE PRÁTICAS EM PSICOLOGIA NO CAMPO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS PSICÓLOGO, SEU FAZER NOS INTERESSA. Em 2009, o Conselho Regional de

Leia mais

Art. 3º Os participantes da gincana deve se inscrever em uma única categoria: a de concorrentes.

Art. 3º Os participantes da gincana deve se inscrever em uma única categoria: a de concorrentes. DO EVENTO Art. 1º O Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará, visando um evento solidário, cultural e festivo para comemorar o dia do contabilista, realizará a 1ª GINCANA ADESÃO SOLIDÁRIA,

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CLARICE LISPECTOR CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1. A Biblioteca Clarice Lispector tem como finalidade proporcionar ao corpo docente, discente, pesquisadores e servidores do Instituto

Leia mais

IV Prêmio de Jornalismo AMRIGS Edição Especial REGULAMENTO

IV Prêmio de Jornalismo AMRIGS Edição Especial REGULAMENTO IV Prêmio de Jornalismo AMRIGS Edição Especial REGULAMENTO 1. Considerações gerais 1.1 Conceitos O Prêmio AMRIGS de Jornalismo, quarta edição, é uma iniciativa da Associação Médica do Rio Grande do Sul.

Leia mais

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES EDITAL 2014 Estabelece inscrições para o Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI. O Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI, Prof. Clauder Ciarlini

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.908, DE 28 DE MARÇO DE 2014. Aprova o Regulamento da IV Gincana Nacional de Economia - 2014. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

FABEL- FACULDADE DE BELÉM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR 2010.1

FABEL- FACULDADE DE BELÉM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR 2010.1 FABEL- FACULDADE DE BELÉM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR 2010.1 O Diretor da FABEL FACULDADE DE BELÉM, Instituição autorizada a funcionar pela Portaria Ministerial nº. 675 de 17 de março de 2004,

Leia mais

Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO

Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO Art. 1º O presente Regulamento estabelece as finalidades, objetivos, atribuições

Leia mais

Este regulamento se destina a normatizar os procedimentos para realização da I Feira Estadual de Ciências e Tecnologia FECETE.

Este regulamento se destina a normatizar os procedimentos para realização da I Feira Estadual de Ciências e Tecnologia FECETE. Este regulamento se destina a normatizar os procedimentos para realização da I Feira Estadual de Ciências e Tecnologia FECETE. A FECETE está prevista para ser realizada nos dias 07, 08 de 09 de outubro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CÂMPUS SÃO BORJA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CÂMPUS SÃO BORJA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EDITAL Nº 021/2015 CONCURSO DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ANDROID SãoBorja.apk A coordenação do Curso Bacharelado em Sistemas de Informação do Instituto Federal de Educação

Leia mais

CONCURSO GRITO DE GUERRA

CONCURSO GRITO DE GUERRA CONCURSO GRITO DE GUERRA REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO CONCURSO GRITO DE GUERRA Art. 1º. O concurso tem como objetivo fomentar a produção de um vídeo com temática de torcidas do IFSC câmpus Araranguá. O

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR

REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR CAPÍTULO FINALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º - As normas que seguem visam orientar a comunidade acadêmica quanto aos procedimentos que devem ser observados

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO. TEMA: Pequenas corrupções - Diga não

REGULAMENTO DO CONCURSO. TEMA: Pequenas corrupções - Diga não REGULAMENTO DO CONCURSO 7º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União Ensino fundamental e médio TEMA: Pequenas corrupções - Diga não OBJETIVO O 7º Concurso de Desenho e Redação, promovido

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES EDITAL Nº 056/2013 Prêmio Emerald/Capes 2013 de Pesquisa nas áreas de Ciência da Informação e Administração e Gestão A Fundação Coordenação

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO A PONTE MINAS 2015

REGULAMENTO DO CONCURSO A PONTE MINAS 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO A PONTE MINAS 2015 O Concurso A PONTE - MINAS diz respeito à avaliação do protótipo de uma ponte, construída com palitos de picolé de madeira e cola branca, que deverá resistir

Leia mais

2ª Olimpíada de Empreendedorismo Universitário

2ª Olimpíada de Empreendedorismo Universitário 2ª Olimpíada de Empreendedorismo Universitário da Universidade Federal de Goiás CATEGORIA 2 EMPREENDEDORISMO SOCIAL Agosto de 2015 REGULAMENTO CATEGORIA 2 EMPREENDEDORISMO SOCIAL 1. APRESENTAÇÃO A Categoria

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SANTA HELENA DE GOIÁS REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SANTA HELENA DE GOIÁS REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SANTA HELENA DE GOIÁS REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA JUNHO 2014 2 COMISSÃO DE ELABORAÇÃO Adriano Ferraz da Costa Edmar Augusto Yokome Filipe

Leia mais

EXAME DE SUFICIÊNCIA DE CONHECIMENTOS PARA OS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FATEC SÃO CAETANO DO SUL - EDITAL 001/2015 -

EXAME DE SUFICIÊNCIA DE CONHECIMENTOS PARA OS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FATEC SÃO CAETANO DO SUL - EDITAL 001/2015 - EXAME DE SUFICIÊNCIA DE CONHECIMENTOS PARA OS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FATEC SÃO CAETANO DO SUL - EDITAL 001/2015 - A Diretora da Unidade FATEC São Caetano do Sul, no uso de suas atribuições legais, torna

Leia mais

Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim

Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim Capítulo I DA ESTRUTURA E DA FINALIDADE Art. 1º Este regulamento disciplina o funcionamento

Leia mais

R E G U L A M E N T O Concurso de criação de material gráfico para divulgação do Vestibular 2012

R E G U L A M E N T O Concurso de criação de material gráfico para divulgação do Vestibular 2012 A Assessoria de Comunicação da UEMG (ASCOM/UEMG) divulga o regulamento para a seleção da identidade visual da campanha publicitária relativa ao Vestibular UEMG 2012. O concurso é promovido pela ASCOM/UEMG,

Leia mais

III CONCURSO DE QUADRILHA JUNINA ESTUDANTIL DE PORTO SEGURO

III CONCURSO DE QUADRILHA JUNINA ESTUDANTIL DE PORTO SEGURO III CONCURSO DE QUADRILHA JUNINA ESTUDANTIL DE PORTO SEGURO REGULAMENTO O presente regulamento estabelece normas para a participação no III Concurso de Quadrilha Estudantil, que será realizado de 20 a

Leia mais

Coordenação do Processo Seletivo

Coordenação do Processo Seletivo Coordenação do Processo Seletivo Edital nº 002/12 Processo Seletivo Inverno 2012/2 A Diretora Geral da Faculdade Catuaí, mantida pela Associação de Ensino de Cambé, com base em dispositivos constantes

Leia mais

I CONCURSO PARA ESTUDANTES BOOM DESIGN REGULAMENTO

I CONCURSO PARA ESTUDANTES BOOM DESIGN REGULAMENTO I CONCURSO PARA ESTUDANTES BOOM DESIGN REGULAMENTO TEMA: Parada de ônibus eficiente - Cidade de Teresina, PI 1 - Promoção O concurso é uma promoção do Grupo Boom Design. 2- Público-alvo Estudantes regularmente

Leia mais

Coordenação do Processo Seletivo

Coordenação do Processo Seletivo Coordenação do Processo Seletivo Edital nº 003/14 Processo Seletivo Verão 2015-1 A Diretora Geral da Faculdade Catuaí, mantida pela Associação de Ensino de Cambé, com base em dispositivos constantes de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA EDITAL N o. 1/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA

Leia mais

Rodovia Washigton Luis km 173,3, s/n, Chácara Lusa Centro CEP: 13501600 - Rio Claro SP Inscr. Estadual: Isento CNPJ nº 05.143.

Rodovia Washigton Luis km 173,3, s/n, Chácara Lusa Centro CEP: 13501600 - Rio Claro SP Inscr. Estadual: Isento CNPJ nº 05.143. SUMÁRIO CAPÍTULO I: CONSTITUIÇÃO, FINALIDADES E COMPETÊNCIAS... 2 CAPÍTULO II: DO CADASTRO DE USUÁRIOS... 3 CAPÍTULO III: DA CONSULTA AO ACERVO... 4 CAPÍTULO IV: DOS EMPRÉSTIMOS... 5 CAPÍTULO V: DO ATRASO

Leia mais

I CONCURSO DE REDAÇÃO E ARTIGO CIENTÍFICO DA FACULDADE ATLÂNTICO 2010 REGULAMENTO

I CONCURSO DE REDAÇÃO E ARTIGO CIENTÍFICO DA FACULDADE ATLÂNTICO 2010 REGULAMENTO I CONCURSO DE REDAÇÃO E ARTIGO CIENTÍFICO DA 2010 CAPÍTULO I - DA INSCRIÇÃO REGULAMENTO Art. 1º O I Concurso de Redação e Artigo Científico caracteriza-se como um evento cultural promovido anualmente pela

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E EXTENSÃO PRAÇA DAS PROFISSÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E EXTENSÃO PRAÇA DAS PROFISSÕES Edital Praça das Nº 1-2015 Seleção de Bolsistas e Voluntários -2016 Aos estudantes dos Cursos de Graduação da UFCG: A Unidade Suplementar Praça das, desta Universidade, nos termos das disposições normativas

Leia mais

PROJETO ABC DA ENERGIA. Gerência de Relacionamento com Cliente

PROJETO ABC DA ENERGIA. Gerência de Relacionamento com Cliente PROJETO ABC DA ENERGIA Gerência de Relacionamento com Cliente Agosto/2015 Projeto ABC da Energia A Celpa, Centrais Elétricas do Pará, promove, através do projeto ABC da energia, a gincana com a temática:

Leia mais

EDITAL I PRÊMIO DE FOTOGRAFIA ALTO RETRATO

EDITAL I PRÊMIO DE FOTOGRAFIA ALTO RETRATO EDITAL I PRÊMIO DE FOTOGRAFIA ALTO RETRATO A SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PJF E A FUNDAÇÃO CULTURAL ALFREDO FERREIRA LAGE - Funalfa, órgão gestor da política cultural da Prefeitura de Juiz de Fora,

Leia mais

REGULAMENTO FJC PORTO DE EMPREGO 2016

REGULAMENTO FJC PORTO DE EMPREGO 2016 1 2 REGULAMENTO FJC PORTO DE EMPREGO 2016 1 Data, Local e Horário O FJC Porto de Emprego realiza-se nos dias 1, 2 e 3 de março de 2016, na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, localizada no

Leia mais

EDITAL / REGULAMENTO TREZE: O PALCO DA CULTURA 10ª EDIÇÃO

EDITAL / REGULAMENTO TREZE: O PALCO DA CULTURA 10ª EDIÇÃO EDITAL / REGULAMENTO TREZE: O PALCO DA CULTURA 10ª EDIÇÃO I. DO OBJETO 1.1. Através de processo de seleção, irá proporcionar a apresentação de 25 trabalhos produzidos por artistas, grupos ou companhias

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU"

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO  LATO SENSU UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ REITORIA ACADÊMICA ASSESSORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU" CAPÍTULO I DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS Art. 1º A

Leia mais

Faculdade Marista Regulamento de Monitoria

Faculdade Marista Regulamento de Monitoria Faculdade Marista Regulamento de Monitoria INTRODUÇÃO Art. 1º - O presente Regulamento regula e disciplina a atividade acadêmica da MONITORIA para estudantes do Cursos de Graduação da Faculdade Marista,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA DE EXTENSÃO Nº 0004/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA DE EXTENSÃO Nº 0004/2014 Universidade Federal de Juiz de Fora Diretoria de Gerenciamento de Projetos da UFJF EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA DE EXTENSÃO Nº 0004/2014 PROJETOS DE EXTENSÃO: Casa da Criança / IBPeron / Axé Criança

Leia mais