PROGRAMA PRELIMINAR PROPOSTO METAS GESTÃO FLÁVIA PUJADAS ( )

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA PRELIMINAR PROPOSTO METAS GESTÃO FLÁVIA PUJADAS (2014-2015)"

Transcrição

1 Apresentam- se a seguir as metas entendidas como centrais de nossa gestão: VALORIZAÇÃO DO ASSOCIADO VALORIZAÇÃO INSTITUCIONAL DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO DO IBAPE/SP A cada uma dessas metas corresponderá um bloco de DEZ ações, detalhado a seguir: BLOCO DE AÇÕES I VALORIZAÇÃO DO ASSOCIADO Ø APOIO AOS PROFISSIONAIS ATUANTES EM PERÍCIAS JUDICIAIS Ø DEFESA DO INTERESSE PROFISSIONAL DOS ESPECIALISTAS EM PERÍCIAS E AVALIAÇÕES Ø MELHORA DA RELAÇÃO COM O ASSOCIADO Ø DESENVOLVIMENTO TÉCNICO E APRIMORAMENTO PROFISSIONAL Ø APERFEIÇOAMENTO DO PROGRAMA DE CURSOS Ø MELHORA DA OFERTA DE EVENTOS BLOCO DE AÇÕES II VALORIZAÇÃO INSTITUCIONAL Ø AMPLIAÇÃO DA REPRESENTATIVIDADE INSTITUCIONAL Ø MARKETING E COMUNICAÇÃO BLOCO DE AÇÕES III DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO DO IBAPE/SP Ø MELHORA DOS PROCESSOS E PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Ø TRANSPARÊNCIA FINANCEIRA 1

2 BLOCO DE AÇÕES I VALORIZAÇÃO DO ASSOCIADO APOIO AOS PROFISSIONAIS ATUANTES EM PERÍCIAS JUDICIAIS Defender os interesses profissionais dos associados do IBAPE/SP que militam na área das perícias judiciais através de reuniões com TJ e Corregedoria; Propor à Defensoria do Estado de São Paulo tabela de honorários profissionais para remuneração nas assistências judiciárias; Promover reuniões junto à Defensoria; Defender, junto ao Poder Judiciário, a estimativa definitiva de honorários e seu prévio depósito, quando das nomeações dos peritos; Requerer apoio ao CREA/SP e ao CAU/SP para esta finalidade; Aproximação com a CAJUFA; Participar dos Cursos Preparatórios para os Magistrados em parceria com a Escola Paulista de Magistratura EPM; Orientar o associados para cobrança judicial de honorários e viabilizar assessoria jurídica. DEFESA DO INTERESSE PROFISSIONAL DOS ESPECIALISTAS EM PERÍCIAS E AVALIAÇÕES Promover ações junto aos principais contratantes de mercado para divulgação das publicações técnicas e capacitação dos associados em defesa de sua valorização; Promover cursos de contratação de serviços nas áreas de interesse dos associados para contratantes; Divulgar tabela de honorários profissionais e estudar outros regimentos de honorários específicos, como o de valores para contratação de Laudos de Inspeção Predial em estádios de futebol; Promover ações conjuntas com outras associações de profissionais que atuem nas áreas de interesse dos associados; 2

3 MELHORA DA RELAÇÃO COM O ASSOCIADO Promover melhor comunicação com o associado para identificar assuntos de interesse para subsidiar as atividades técnicas do IBAPE/SP; Auxiliar as Regionais para desenvolvimento de programas e gestão de atividades técnicas os associados locais; Criação de um canal único de Comunicação e Ouvidoria do Associado com o IBAPE/SP, através do qual se poderá apresentar sugestões ou críticas e se obter informações acerca de serviços, cursos, taxas e demais questões e serviços prestados pelo Instituto; Promover parcerias com Associações de Engenheiros e Arquitetos em cidades do interior e do litoral para realização de palestras, cursos e outros eventos que auxiliem os associados locais; DESENVOLVIMENTO TÉCNICO E APRIMORAMENTO PROFISSIONAL Publicar novo "Estudo de Vendas das Edificações", com base em pesquisa de mercado sistematizada para atualização constante; Revisar a Norma de Pericias do IBAPE/SP e propor revisão na ABNT da NBR 13752: Perícias na construção civil; Propor norma na ABNT para procedimento de entrega e recebimento de obras na construção civil; Atuar e ser representado nas Comissões de Estudos das normas da ABNT de interesse de nossos associados; Revisar, ampliar e atualizar o Glossário de Terminologia do IBAPE/SP, envolvendo conceitos e definições pertinentes às áreas de conhecimento do IBAPE/SP; Desenvolver procedimentos de inspeção predial para avaliação do desempenho na fase de uso, operação e manutenção das edificações; 3

4 Desenvolver e publicar em parceria com o CREA/SP livro sobre "A saúde dos edifícios"; Desenvolver e publicar artigos e textos sobre "Valoração Ambiental"; Ampliar assuntos na área da Perícia envolvendo Segurança do Trabalho e Engenharia Mecânica com possibilidade de criação de novas Câmaras Técnicas para melhor atender as necessidades dos associados; Desenvolver estudos e textos técnicos que auxiliem o associado na compreensão de normas técnicas em parceria com a área de eventos e cursos; Atualizar o banco de artigos técnicos dos associados, estimulando a publicação. APERFEIÇOAMENTO DO PROGRAMA DE CURSOS Atualizar e revisar a grade de cursos do IBAPE/SP com foco: nos associados residentes nas cidades do litoral e interior; nos associados mais experientes; nos associados iniciantes; nos profissionais atuantes nas áreas de conhecimento do IBAPE/SP para proporcionar aprendizagem e reciclagem para a valorização profissional; Desenvolver cursos em parcerias com Instituições de Ensino e Pesquisa para oferecer cursos mais específicos aos associados; Melhorar a gestão dos cursos do IBAPE/SP para propiciar maior número de ofertas, melhores condições de ensino, melhor aproveitamento do auditório e maior viabilidade financeira para o associado; Estudar programa de descontos progressivos aos associados; Estudar a viabilidade e implementar programas de treinamento e aperfeiçoamento específicos com ferramentas de Ensino a distancia (EAD); Aprimorar a grade e o programa de cursos de pós graduação conveniados ao IBAPE/SP; Estudar e implementar novos cursos de pós graduação nas áreas de interesse do associado em parceira com Instituições de Ensino Superior. 4

5 MELHORA DA OFERTA DE EVENTOS Atualizar e revisar a grade de cursos do IBAPE/SP com foco: nos associados residentes nas cidades do litoral e interior, nos associados mais experientes, nos associados iniciantes, nos profissionais atuantes nas áreas de conhecimento do IBAPE/SP, para proporcionar aprendizagem e reciclagem para a valorização profissional; Desenvolver cursos em parcerias com Instituições de Ensino e Pesquisa para oferecer cursos mais específicos aos associados; Melhorar a gestão dos cursos do IBAPE/SP para propiciar maior número de ofertas, melhores condições de ensino, melhor aproveitamento do auditório e maior viabilidade financeira para o associado; Estudar programa de descontos progressivos aos associados; Estudar a viabilidade e implementar programas de treinamento e aperfeiçoamento específicos com ferramentas de Ensino a distancia (EAD); Aprimorar a grade e o programa de cursos de pós graduação conveniados ao IBAPE/SP; Estudar e implementar novos cursos de pós graduação nas áreas de interesse do associado em parceira com Instituições de Ensino Superior. BLOCO DE AÇÕES II VALORIZAÇÃO INSTITUCIONAL AMPLIAÇÃO DA REPRESENTATIVIDADE INSTITUCIONAL Representação perante o CREA/SP e o CAU/SP para defesa dos interesses da valorização do profissional dos especialistas em Perícias, Avaliações e Inspeção Predial; Representação e parcerias com entidades e órgãos públicos como OAB/SP, Instituto de Engenharia, COMPRESP / CONDEPHAAT, SECOVI/SP, SINDUSCONSP, ABRAFAC, ABRAMAN e outras que possam auxiliar na divulgação e apoio aos cursos, eventos, palestras e outras atividades técnicas desenvolvidas pelo IBAPE/SP; 5

6 MARKETING E COMUNICAÇÃO Revisar a divulgação e as informações disponíveis aos associados no site para maior fidelidade às áreas de atuação e habilitação dos mesmos, a fim de fornecer melhor informação aos interessados na consulta das listas dos associados do IBAPE/SP; Formatar e publicar Boletins Informativos sobre a atuação do Instituto e a participação dos associados. BLOCO DE AÇÕES III DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO DO IBAPE/SP MELHORA DOS PROCESSOS E PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Implementar processos e procedimentos de gestão em todas as áreas da Diretoria e Secretaria do IBAPE/SP, orientados pela consultoria já contratada para melhoria de cada uma das atividades, em especial: o Cadastro de Associados; o Controle Financeiro; o Gestão de Cursos, Eventos, Comunicação e Marketing; o Estudar o quadro de funcionários do IBAPE/SP para melhor aproveitamento de capacidades e melhoria de produtividade. TRANSPARÊNCIA FINANCEIRA Contratação de auditoria contábil para verificações dos demonstrativos financeiros existentes no IBAPE/SP e seu aprimoramento; Transparência do demonstrativo mensal financeiro; Apresentação periódica da evolução dos itens previstos em orçamento anual. PARA MAIORES DETALHES, favor acessar: 6

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

O Perito Judicial e a Justiça Gratuita

O Perito Judicial e a Justiça Gratuita 4º SEMINÁRIO PAULISTA DE PERÍCIA JUDICIAL 26 de agosto de 2011 O Perito Judicial e a Justiça Gratuita Ao CREA-SP, instituído pelo Decreto Federal nº 23.569, de 11 de dezembro de 1933, e mantido pela Lei

Leia mais

CARGOS E FUNÇÕES APEAM

CARGOS E FUNÇÕES APEAM CARGOS E FUNÇÕES APEAM 1. PRESIDÊNCIA A Presidência possui por finalidades a representação oficial e legal da associação, coordenação e integração da Diretoria Executiva, e o acompanhamento, avaliação,

Leia mais

Fundação Habitacional do Exército. José Ricardo GODINHO Rodrigues

Fundação Habitacional do Exército. José Ricardo GODINHO Rodrigues Fundação Habitacional do Exército José Ricardo GODINHO Rodrigues MAPEAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS A 18 de Fundação novembro 1980 POUPEX Habitacional Lei nº. 6.855 Instituição Criada pela pública FHE

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

EVENTOS. Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania

EVENTOS. Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania A União dos Vereadores do Estado de São Paulo UVESP, desde 1977 (há 38 anos) promove parceria com o Poder Legislativo para torná-lo cada vez mais forte, através de várias ações de capacitação e auxílio

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL. BERNARDO Advocacia e Consultoria Jurídica MARÍTIMO TELECOMUNICAÇÕES TRIBUTÁRIO DIREITO ELETRÔNICO PREVIDÊNCIA E TRABALHO

DIREITO EMPRESARIAL. BERNARDO Advocacia e Consultoria Jurídica MARÍTIMO TELECOMUNICAÇÕES TRIBUTÁRIO DIREITO ELETRÔNICO PREVIDÊNCIA E TRABALHO BERNARDO Advocacia e Consultoria Jurídica escritório de advocacia devidamente estabelecido há cerca de 6 anos, na comarca de São Vicente, Estado de São Paulo, atuante nas regiões da Baixada Santista, Litoral

Leia mais

Fundação Habitacional do Exército. José Ricardo GODINHO Rodrigues

Fundação Habitacional do Exército. José Ricardo GODINHO Rodrigues Fundação Habitacional do Exército José Ricardo GODINHO Rodrigues MAPEAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS Caso de sucesso na Fundação Habitacional do Exército FHE Desafios e lições aprendidas Resultados gerados

Leia mais

Súmula: Regulamenta a Instituição do Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola.

Súmula: Regulamenta a Instituição do Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola. DECRETO QUE REGULAMENTA A LEI 18.424/2015 Súmula: Regulamenta a Instituição do Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Projetos de Captação de Recursos do Ministério Público do Trabalho

Projetos de Captação de Recursos do Ministério Público do Trabalho Plano de Gestão 2015-2017 Projetos de Captação de Recursos do Ministério Público do Trabalho Superintendência de Planejamento e Gestão Outubro/2015 Introdução Os recursos oriundos de multas ou indenizações

Leia mais

Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA

Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8 às 20

Leia mais

Convênio CREA-MG e IETEC para o aperfeiçoamento dos filiados às associações de classe vinculadas ao CREA-MG

Convênio CREA-MG e IETEC para o aperfeiçoamento dos filiados às associações de classe vinculadas ao CREA-MG Convênio CREAMG e IETEC para o aperfeiçoamento dos filiados às associações de classe vinculadas ao CREAMG Com o objetivo de contribuir para a atualização, qualificação e valorização dos profissionais de

Leia mais

SOMANDO FORÇAS PREFIRA O QUE É NOSSO! Selo do associado: ESTA EMPRESA AJUDA NOSSA CIDADE CRESCER

SOMANDO FORÇAS PREFIRA O QUE É NOSSO! Selo do associado: ESTA EMPRESA AJUDA NOSSA CIDADE CRESCER Nossa visão é de um futuro próspero para nossa cidade motivado pelo empreendedorismo cooperativo, p r o s s i o n a l i z a ç ã o d a g e s t ã o e n e g ó c i o s, dando notoriedade regional aos sócios.

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO BRASIL

REGIMENTO INTERNO DA ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO BRASIL REGIMENTO INTERNO DA ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO BRASIL Capítulo I Da Instituição Art. 1º - A Escola Nacional da Magistratura (ENM), órgão da Associação dos Magistrados

Leia mais

Telefone p/contato: 22159822

Telefone p/contato: 22159822 Telefone p/contato: 22159822 Apresentação Turma Especial aos Sábados CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITO CONTÁBIL COM EXPERTISE FINANCEIRA O CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITO CONTÁBIL COM EXPERTISE FINANCEIRA abordará

Leia mais

CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Elias S. Assayag eassayag@internext.com.br Universidade do Amazonas, Departamento de Hidráulica e Saneamento da Faculdade

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO N. 162/2015 Institui o Regimento Interno da Escola Judicial Militar do Estado

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação Cartilha para Conselhos Municipais de Educação Sistemas de ensino são o conjunto de campos de competências e atribuições voltadas para o desenvolvimento da educação escolar que se materializam em instituições,

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

REGIMENTO INTERNO Art. 1

REGIMENTO INTERNO Art. 1 REGIMENTO INTERNO Art. 1 - A Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis, doravante denominada simplesmente CBMAE ACIR, instituída no

Leia mais

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Programa 0792 GESTÃO PÚBLICA EMPREENDEDORA Objetivo Promover a transformação da gestão pública para ampliar os resultados para o cidadão e reduzir custos. Indicador(es)

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL Por Profa.Dra. Cyllene de M.OC de Souza Dra em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UFRRJ), Mestre em Vigilância Sanitária (INCQS-FIOCRUZ) Supervisora

Leia mais

CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES

CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES INSPEÇÃO PREDIAL CHECK UP E PREVENÇÃO DE ACIDENTES IBAPE/SP Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo

Leia mais

Curso (Prático) de Perícia Financeira

Curso (Prático) de Perícia Financeira Apresentação Objetivos Curso (Prático) de Perícia Financeira Contábil e O Curso de Perícia Contábil aborda as matérias necessárias aos profissionais que atuam como perito, para que interpretem adequadamente

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça.

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA - PROPOSTA 2016 UNIDADE - UO 0301 PROGRAMA PROGRAMA Garantir o pagamento pelo efetivo serviço exercido por magistrados e servidores, bem como as obrigações de responsabilidade do

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Controle Externo

Tribunal de Contas da União. Controle Externo Tribunal de Contas da União Controle Externo 1224 Controle Externo Objetivo Assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos federais em benefício da sociedade e auxiliar o Congresso Nacional

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Apresentação Dutra Advocacia

Apresentação Dutra Advocacia Apresentação Dutra Advocacia iniciou suas atividades em 2012 e tem aprimorado a consultoria jurídica prestada a seus clientes, ampliando ano a ano seu campo de atuação. Hoje tem como ênfase as seguintes

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança - ABESE Entidade que representa, nacionalmente, as empresas de sistemas

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão.

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão. MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES Porto Alegre/RS 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ESTÁGIO... 3 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DO ESTÁGIO... 3 4. OBJETIVOS DO ESTÁGIO... 3

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PLANO DE TRABALHO. CHAPA: Um CAU para os Arquitetos. Eleições 2014. Página1de 8 CHAPA - UM CAU PARA OS ARQUITETOS.

PLANO DE TRABALHO PLANO DE TRABALHO. CHAPA: Um CAU para os Arquitetos. Eleições 2014. Página1de 8 CHAPA - UM CAU PARA OS ARQUITETOS. PLANO DE TRABALHO CHAPA: Um CAU para os Arquitetos Página1de 8 SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO...3 2 CONSELHEIROS...3 3 GESTÃO...4 4 INSTITUCIONAIS...5 5 PRÁTICAS PROFISSIONAIS...6 6 FISCALIZAÇÃO...7 7 ENSINO...8

Leia mais

Resíduos da Construção Civil e o Estado de São Paulo

Resíduos da Construção Civil e o Estado de São Paulo Resíduos da Construção Civil e o Estado de São Paulo André Aranha Campos Coordenador do Comitê de Meio Ambiente do SindusCon-SP COMASP Ações do SindusCon-SP Convênio SindusCon-SP e SMA Enquete SindusCon-SP

Leia mais

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são:

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são: 24/2010 1. Identificação do Contratante Nº termo de referência: TdR nº 24/2010 Plano de aquisições: Linha 173 Título: consultor para desenvolvimento e venda de produtos e serviços Convênio: ATN/ME-10541-BR

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares: uma política de apoio à gestão educacional Clélia Mara Santos Coordenadora-Geral

Leia mais

Francisco Cardoso SCBC08

Francisco Cardoso SCBC08 Formando profissionais para a sustentabilidade Prof. Francisco CARDOSO Escola Politécnica da USP Francisco Cardoso SCBC08 1 Estrutura da apresentação Objetivo Metodologia Resultados investigação Conclusão:

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD A política de Educação a Distância EAD está claramente expressa em diversos documentos e regulamentos internos da instituição Regulamento do NEAD Os

Leia mais

PROAGÊNCIA II. CURSOS EaD EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

PROAGÊNCIA II. CURSOS EaD EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA PROAGÊNCIA II CURSOS EaD EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA 1. NOME DO CURSO: GESTÃO DE EMPRESAS DE AGENCIAMENTO E OPERAÇÕES TURÍSTICAS 2. OBJETIVO: o curso visa envolver os profissionais nos seguintes assuntos: - as

Leia mais

Parceria de sucesso para sua empresa

Parceria de sucesso para sua empresa Parceria de sucesso para sua empresa A Empresa O Grupo Espaço Solução atua no mercado de assessoria e consultoria empresarial há 14 anos, sempre realizando trabalhos extremamente profissionais, pautados

Leia mais

Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL

Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL 1 Prof. Fábio Ibanhez Bertuchi PROF. FÁBIO IBANHEZ BERTUCHI E-MAIL: FABIOBERTUCHI@UNITOLEDO.BR FORMAÇÃO ACADÊMICA: - Pós Graduado em Perícia Contábil e Auditoria (UEL-PR) -

Leia mais

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO Art. 1º - Corpo Clínico é o conjunto de médicos que se propõe a assumir solidariamente a responsabilidade de prestar atendimento aos usuários que

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5140 - ESPAÇO ABERTO Objetivo: PROMOVER A INTEGRAÇÃO ENTRE O PODER PÚBLICO MUNICIPAL E OS MUNÍCIPES EM CONJUNTO COM OS DEMAIS ORGÃOS QUE COMPÕE A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL.

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR SÊNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT Quadro de Servidores SITUAÇÃO 2008 2009 Abril 2010 CARGOS EFETIVOS (*) 429 752 860 Analista Administrativo 16 40 41 Especialista em Regulação 98 156 169

Leia mais

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob;

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob; 1. Esta Política institucional de gestão de pessoas: Política institucional de gestão de pessoas a) é elaborada por proposta da área de Gestão de Pessoas da Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

APRESENTAÇÃO MISSÃO VISÃO

APRESENTAÇÃO MISSÃO VISÃO 1 2 INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO A BR House gera resultado de forma integrada e eficiente. Presente em Brasília, Goiânia, Cuiabá e Campo Grande com um forte time de corretores atuando pela empresa. Especialistas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Mutum

Prefeitura Municipal de Nova Mutum LEI Nº 1.854, DE 20 DE ABRIL DE 2015. Dispõe sobre a Política Municipal dos Direito da Pessoa Idosa e cria o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa e dá outras providências. O Sr. Leandro Félix

Leia mais

"CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS e ASSISTENTES TÉCNICOS"

CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS e ASSISTENTES TÉCNICOS "CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS e ASSISTENTES TÉCNICOS" 1. Objetivo do Curso: Torne-se um perito judicial, profissão com grande flexibilidade de horários, prazos e que figura como uma das atividades

Leia mais

Anexo II CARGOS DE DCA

Anexo II CARGOS DE DCA Anexo II CARGOS DE DCA CARGO: COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE EDUCAÇÃO INFANTIL COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE ENSINO FUNDAMENTAL Coordenar atividades específicas de área, participando

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351

NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: INSTRUTORIA INTERNA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 463, de 10/09/2012 VIGÊNCIA: 10/09/2012 NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351 01/07 ÍNDICE 1. FINALIDADE...

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos GLOSSÁRIO Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos nele apresentados, embora aplicáveis em outros contextos. Análise atividade que envolve a determinação

Leia mais

Descrição dos Cargos, Atribuições e Responsabilidades

Descrição dos Cargos, Atribuições e Responsabilidades Descrição dos Cargos, Atribuições e Responsabilidades 1. DESCRIÇÕES DO CARGO - ESPECIALISTA EM DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA NUCLEAR E DEFESA a) Descrição Sumária Geral Desenvolver, projetar, fabricar,

Leia mais

Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento

Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento superior, órgão central de controle e execução e órgão supervisionado. Conheça

Leia mais

RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008

RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008 Estabelece orientações e diretrizes para o apoio financeiro às

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DE CHEFE DA SEÇÃO DE BIBLIOTECA

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DE CHEFE DA SEÇÃO DE BIBLIOTECA MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DE CHEFE DA SEÇÃO DE BIBLIOTECA CHEFE DA SEÇÃO DE BIBLIOTECA (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria Judiciária ATIVIDADE PRINCIPAL Gerenciar as atividades relativas à Biblioteca,

Leia mais

I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS

I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS CARTA DE CURITIBA Os participantes do I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS, realizado em Curitiba PR, de

Leia mais

FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade

FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) e o CFC (Conselho Federal de Contabilidade)

Leia mais

Vagas de Estágio. ArcelorMittal Brasil S/A Endereço: Avenida Carandaí,, nº 1.115 - Funcionários - Belo Horizonte/MG - 30.130-915

Vagas de Estágio. ArcelorMittal Brasil S/A Endereço: Avenida Carandaí,, nº 1.115 - Funcionários - Belo Horizonte/MG - 30.130-915 Vagas de Estágio ArcelorMittal Brasil S/A Endereço: Avenida Carandaí,, nº 1.115 - Funcionários - Belo Horizonte/MG - 30.130-915 Título: Estágio - Gerência Geral de Credito, Cobrança e Operações Estruturadas

Leia mais

3. Mundo do Trabalho: Facilitador: Eng. Agrícola Carlos Aurélio Dilli Gonçalves Coordenador: Eng. Civil Mec. Alberto Stochero

3. Mundo do Trabalho: Facilitador: Eng. Agrícola Carlos Aurélio Dilli Gonçalves Coordenador: Eng. Civil Mec. Alberto Stochero 3. Mundo do Trabalho: Facilitador: Eng. Agrícola Carlos Aurélio Dilli Gonçalves Coordenador: Eng. Civil Mec. Alberto Stochero Legislação Profissional O Decreto Federal nº 23.569, de 11 de dezembro

Leia mais

A MANTOVANI tem investido constantemente em instalações e qualificação pessoal, visando sempre uma excelência no atendimento ao cliente.

A MANTOVANI tem investido constantemente em instalações e qualificação pessoal, visando sempre uma excelência no atendimento ao cliente. A MANTOVANI conta com instalações próprias e modernas, equipamentos de informática de última geração em todos os seus departamentos, desde o saguão de recepção até o auditório para treinamento e palestras.

Leia mais

NORIEL VIANA PEREIRA Candidato a Diretor ESTES

NORIEL VIANA PEREIRA Candidato a Diretor ESTES NORIEL VIANA PEREIRA Candidato a Diretor ESTES CHAPA: InterAÇÃO: Equidade e Responsabilidade Propostas para a Gestão Junho/2013 a Junho/2017 UBERLÂNDIA 2013 1.0 APRESENTAÇÃO DO CANDIDATO Bacharel e Licenciado

Leia mais

Encontro das Instituições: Potencializando Parcerias

Encontro das Instituições: Potencializando Parcerias ÁREA TEMÁTICA: DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA Encontro das Instituições: Potencializando Parcerias Gisele Alves de Sá Quimelli Rosiane Henneberg Roseni Marconato Pinto Thalita Arnaud de Souza Camila Silva

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais

PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015

PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015 VII Congresso de Reestruturação e Recuperação de Empresas PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015 LOCAL: HOTEL RENAISSANCE - SP A TMA Brasil TMA Brasil é o capítulo brasileiro da Turnaround Management Association,

Leia mais

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 METAS AÇÕES PRAZOS Expansão do número de vagas do curso de Engenharia de Produção. SITUAÇÃO MARÇO DE 2015 AVALIAÇÃO PROCEDIDA EM 12.03.2015 CPA E DIRETORIA

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004 A Fundação Aprender, no ano de 2004, procurou cumprir as etapas previstas no Planejamento 2003, levando a efeito iniciativas no sentido de ampliar

Leia mais

PROJETO EXPORTAR BRASIL

PROJETO EXPORTAR BRASIL CNPJ: 10692.348/0001-40 PROJETO EXPORTAR BRASIL Apresentação da GS Educacional A GS Educacional faz parte de um grupo que trabalha há vários anos com cursos e serviços na área de comércio exterior e vem

Leia mais

2. INFORMAÇÕES E SIGILO

2. INFORMAÇÕES E SIGILO TERMO DE ADESÃO Para melhor comunicação e transparência ao cliente Plantafácil, disponibilizamos abaixo o termo de adesão de nossos produtos e serviços disponibilizados no site, de protocolo cartorial,

Leia mais

POR QUE SUA EMPRESA DEVE SE ASSOCIAR À AURESIDE? Filiação categoria BETA Empresas de projeto, integração e instalação

POR QUE SUA EMPRESA DEVE SE ASSOCIAR À AURESIDE? Filiação categoria BETA Empresas de projeto, integração e instalação POR QUE SUA EMPRESA DEVE SE ASSOCIAR À AURESIDE? Filiação categoria BETA Empresas de projeto, integração e instalação Representatividade A AURESIDE atua no Brasil desde o ano 2000 e tem participado de

Leia mais

INSTITUTO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÃO E PERÍCIA do Distrito Federal

INSTITUTO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÃO E PERÍCIA do Distrito Federal Proposta IBAPE-DF Nº. 35/2008 Ilma. Sra. Presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF SINEPE-DF Professora Amábile Pacios SEPS EQ 714/914 Conjunto A Nº 03 4º Andar Ed. Porto

Leia mais

EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE ARQUITETOS E URBANISTAS PARA PRESTAÇÃO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA -CONVÊNIO DEFENSORIA PÚBLICA - CAU/SP

EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE ARQUITETOS E URBANISTAS PARA PRESTAÇÃO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA -CONVÊNIO DEFENSORIA PÚBLICA - CAU/SP EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE ARQUITETOS E URBANISTAS PARA PRESTAÇÃO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA -CONVÊNIO DEFENSORIA PÚBLICA - CAU/SP O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo CAU/SP, nos termos do Convênio

Leia mais

Plano de Gestão 2013-2016 IFSP Campus Caraguatatuba

Plano de Gestão 2013-2016 IFSP Campus Caraguatatuba Visão Institucional O Campus Caraguatatuba do IFSP desenvolveu-se nos últimos anos, ampliando os cursos oferecidos, desde a Formação Inicial e Continuada, passando pelos Cursos Técnicos, de Tecnologia,

Leia mais

Preparado por Subcomissão de Resíduos Sólidos Versão: 01 Aprovado por Dra. Elaini C. Trevisan 18/05/12

Preparado por Subcomissão de Resíduos Sólidos Versão: 01 Aprovado por Dra. Elaini C. Trevisan 18/05/12 Ampliação da Coleta Seletiva para sedes do MPGO no interior do Estado de Goiás e aperfeiçoamento do gerenciamento de resíduos sólidos da Sede da PGJ TERMO DE ABERTURA Preparado por Subcomissão de Resíduos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2108 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2108 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 20/03/2013-17:37:38 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2108 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

NR-13 Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações. O Papel do Engenheiro Mecânico

NR-13 Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações. O Papel do Engenheiro Mecânico NR-13 Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações 24 de julho de 2014 ABEMEC-RS Eng Mec. Milton Mentz julho 2014 1 Responsabilidade do Profissional Habilitado x Responsabilidade do Empregador: julho 2014

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional Subfunção: 128 - Formação de Recursos Humanos UO: 52201 - Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC

Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional Subfunção: 128 - Formação de Recursos Humanos UO: 52201 - Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC Programa 0630 Desenvolvimento da Aviação Civil Numero de Ações 14 Ações Orçamentárias 0B09 Apoio a Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil Produto: Entidade apoiada Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PESQUISA EM PROJETO DE ARQUITETURA CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E FINALIDADE

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PESQUISA EM PROJETO DE ARQUITETURA CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E FINALIDADE Preâmbulo Os representantes do CONFAUeD, reunidos em assembléia, no dia 30 de junho de 2011, para instituição dos regimentos dos seus laboratórios e núcleos, após deliberação aprovou o REGIMENTO INTERNO

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

PLANO DE AÇÃO - 2014

PLANO DE AÇÃO - 2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO PLANO DE AÇÃO - 2014 MISSÃO Assessorar as Regionais Educacionais, fortalecendo o processo

Leia mais