Missão: Participar das ações de vigilância em saúde, realizando análises laboratoriais com qualidade, coordenando a Rede Estadual de Laboratórios e

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Missão: Participar das ações de vigilância em saúde, realizando análises laboratoriais com qualidade, coordenando a Rede Estadual de Laboratórios e"

Transcrição

1 Missão: Participar das ações de vigilância em saúde, realizando análises laboratoriais com qualidade, coordenando a Rede Estadual de Laboratórios e gerando informações para a melhoria da Saúde Pública. Av. Contorno nº Jardim Bela Vista Goiânia Goiás - CEP Fone: (62) Fax: (62) / FEV/2012 1

2 GAL Utilização do Protocolo de Ensaio O protocolo de ensaio é um relatório formado de acordo com o modelo universal da placa de enzimaimunoensaio com até 96 poços para um procedimento técnico de reação de acordo com o exame desejado. Ele reflete a organização das amostras a serem testadas assim como a leitura de suas densidades ópticas. Na opção "Cadastro" é possível inserir um protocolo de ensaio para um determinado exame/metodologia organizando e selecionando as amostras; adicionar controles positivos, negativos e brancos; imprimir o protocolo de ensaio e justificar problemas de execução nos protocolos de ensaio. Na opção "Entrada de Resultado" é possível inserir os resultados para um determinado protocolo de ensaio conforme o seu tipo, nesta versão está sendo utiilizado o tipo "Sorologia". A lista de exames/metodologias atualmente preparados para trabalhar com protocolo de ensaio é a seguinte: Exame Exame Método Método CMVGG Citomegalovírus, IgG/ ELFA Ensaio Imunoenzimático por CMVGG Citomegalovírus, IgG MEIA Imunoensaio Enzimático de CMVGG Citomegalovírus, IgG QL Imunoensaio por CMVGGA Citomegalovírus, IgG Avidez ELFA Ensaio Imunoenzimático por CMVGM Citomegalovírus, IgM ELFA Ensaio Imunoenzimático por CMVGM Citomegalovírus, IgM ELISA Enzimaimunoensaio CMVGM Citomegalovírus, IgM MEIA Imunoensaio Enzimático de CMVGM Citomegalovírus, IgM QL Imunoensaio por DENAN Dengue, Detecção de Antígeno NS1 EAELI Early Elisa DENGG Dengue, IgG ELISA Enzimaimunoensaio DENGM Dengue, IgM ELISA Enzimaimunoensaio HEAAG Hepatite A, Anti HAV - IgG ELISA Enzimaimunoensaio HEAAG Hepatite A, Anti HAV - IgG MEIA Imunoensaio Enzimático de HEAAG Hepatite A, Anti HAV - IgG QL Imunoensaio por HEAAM Hepatite A, Anti HAV - IgM ELISA Enzimaimunoensaio HEAAM Hepatite A, Anti HAV - IgM MEIA Imunoensaio Enzimático de HEAAM Hepatite A, Anti HAV - IgM QL Imunoensaio por HEAAT Hepatite A, Anti HAV - Total ELISA Enzimaimunoensaio HEAAT Hepatite A, Anti HAV - Total MEIA Imunoensaio Enzimático de HEAAT Hepatite A, Anti HAV - Total QL Imunoensaio por HEBGM Hepatite B, Anti HBc - IgM ELFA Ensaio Imunoenzimático por HEBGM Hepatite B, Anti HBc - IgM ELISA Enzimaimunoensaio HEBGM Hepatite B, Anti HBc - IgM MEIA Imunoensaio Enzimático de 2

3 HEBGM Hepatite B, Anti HBc - IgM QL Imunoensaio por HEBTO Hepatite B, Anti HBc Total ELFA Ensaio Imunoenzimático por HEBTO Hepatite B, Anti HBc Total ELISA Enzimaimunoensaio HEBTO Hepatite B, Anti HBc Total MEIA Imunoensaio Enzimático de HEBTO Hepatite B, Anti HBc Total QL Imunoensaio por HEBBE Hepatite B, Anti HBe ELFA Ensaio Imunoenzimático por HEBBE Hepatite B, Anti HBe ELISA Enzimaimunoensaio HEBBE Hepatite B, Anti HBe MEIA Imunoensaio Enzimático de HEBBE Hepatite B, Anti HBe QL Imunoensaio por HEBBS Hepatite B, Anti HBs ELFA Ensaio Imunoenzimático por HEBBS Hepatite B, Anti HBs ELISA Enzimaimunoensaio HEBBS Hepatite B, Anti HBs MEIA Imunoensaio Enzimático de HEBBS Hepatite B, Anti HBs QL Imunoensaio por HEBEA Hepatite B, HBeAg ELFA Ensaio Imunoenzimático por HEBEA Hepatite B, HBeAg ELISA Enzimaimunoensaio HEBEA Hepatite B, HBeAg MEIA Imunoensaio Enzimático de HEBEA Hepatite B, HBeAg QL Imunoensaio por HEBSA Hepatite B, HBsAg ELFA Ensaio Imunoenzimático por HEBSA Hepatite B, HBsAg ELISA Enzimaimunoensaio HEBSA Hepatite B, HBsAg MEIA Imunoensaio Enzimático de HEBSA Hepatite B, HBsAg QL Imunoensaio por HECCV Hepatite C, Anti HCV ELISA Enzimaimunoensaio HECCV Hepatite C, Anti HCV MEIA Imunoensaio Enzimático de HECCV Hepatite C, Anti HCV QL Imunoensaio por RUBG Rubéola, IgG ELFA Ensaio Imunoenzimático por RUBG Rubéola, IgG ELISA Enzimaimunoensaio RUBG Rubéola, IgG MEIA Imunoensaio Enzimático de RUBG Rubéola, IgG QL Imunoensaio por RUBG Rubéola, IgG IFD Imunofluorescência Direta RUBG Rubéola, IgG IFI Imunofluorescência Indireta RUBM Rubéola, IgM ELFA Ensaio Imunoenzimático por 3

4 RUBM Rubéola, IgM ELISA Enzimaimunoensaio RUBM Rubéola, IgM MEIA Imunoensaio Enzimático de RUBM Rubéola, IgM QL Imunoensaio por SARG Sarampo, IgG ELISA Enzimaimunoensaio SARG Sarampo, IgG MEIA Imunoensaio Enzimático de SARM Sarampo, IgM ELISA Enzimaimunoensaio SARM Sarampo, IgM MEIA Imunoensaio Enzimático de TOXOG Toxoplasmose, IgG AVIDEZ Avidez TOXOG Toxoplasmose, IgG ELFA Ensaio Imunoenzimático por TOXOG Toxoplasmose, IgG ELISA Enzimaimunoensaio TOXOG Toxoplasmose, IgG MEIA Imunoensaio Enzimático de TOXOG Toxoplasmose, IgG QL Imunoensaio por TOXOM Toxoplasmose, IgM ELFA Ensaio Imunoenzimático por TOXOM Toxoplasmose, IgM ELISA Enzimaimunoensaio TOXOM Toxoplasmose, IgM MEIA Imunoensaio Enzimático de TOXOM Toxoplasmose, IgM QL Imunoensaio por 1) Cadastro 4

5 - Utilizar o botão Incluir: Informar a descrição (livre), o tipo (atualmente só sorologia, surgirão mais em função do conjunto de campos resultados), o exame/método (lista de exames passíveis de utilização no protocolo de ensaio) a a fileira (a partir de qual fileira se iniciará a reação). - Adicionar os exames em função do exame/método escolhido para o protocolo. 5

6 6

7 7

8 8

9 Entrada de Resultados 9

10 10

11 11

12 12

Sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Guia Rápido do Protocolo de Ensaio

Sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Guia Rápido do Protocolo de Ensaio Sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Guia Rápido do Protocolo de Ensaio O protocolo de ensaio é uma funcionalidade do Sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL), Módulo Biologia Médica,

Leia mais

GLICOSE - JEJUM Material: Soro Método..: Colorimétrico Enzimático - Auto Analisador RESULTADO:

GLICOSE - JEJUM Material: Soro Método..: Colorimétrico Enzimático - Auto Analisador RESULTADO: Pag.: 1 de 9 GLICOSE - JEJUM Método..: Colorimétrico Enzimático - Auto Analisador RESULTADO: 96 mg/dl 60 a 99 mg/dl Resultados Anteriores: 53[1/8/2013]; 71[9/12/2012]; 80[3/3/2012]; 74[17/5/2011]; 81[17/11/2006];

Leia mais

ANEXO II. 1 HEPATITE B VÍRUS DA HEPATITE B (Hepatitis B Vírus HBV)

ANEXO II. 1 HEPATITE B VÍRUS DA HEPATITE B (Hepatitis B Vírus HBV) ANEXO II ANEXO DA RESOLUÇÃO SESA Nº.../2009 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ALTERAÇÃO DA CAUSA DE REJEIÇÃO DO CÓDIGO 57 (INCONCLUSIVO), PELOS SERVIÇOS DE HEMOTERAPIA NO SHTWEB. 1. Segundo a RDC nº 153 de 14

Leia mais

PERFIL HEPATITE. Segurança para o diagnóstico e acompanhamento clínico.

PERFIL HEPATITE. Segurança para o diagnóstico e acompanhamento clínico. PERFIL HEPATITE Segurança para o diagnóstico e acompanhamento clínico. TLA - Total Lab Automation Agilidade e Confiança TAT (Turn Around Time) de produção de 2 horas. Quatro linhas de produção totalmente

Leia mais

Anti HBc Ref. 414. Controle Negativo

Anti HBc Ref. 414. Controle Negativo Anti HBc Ref. 414 Sistema para a determinação qualitativa de anticorpos totais contra o antígeno core do vírus da hepatite B (anti-hbc) em soro ou plasma. ELISA - Competição PREPARO DA SOLUÇÃO DE LAVAGEM

Leia mais

Sumário ANEXO I COMUNICADO HERMES PARDINI

Sumário ANEXO I COMUNICADO HERMES PARDINI Sumário ANEXO I COMUNICADO HERMES PARDINI Conteúdo TIORIDAZINA - ALTERAÇÃO DO VALOR DE REFERÊNCIA... 2 TOXOPLASMOSE IgG, ANTICORPOS (ELFA) - ALTERAÇÃO DE... 3 RUBÉOLA IgG e IgM, ANTICORPOS ANTI (ELFA)

Leia mais

LABORATÓRIO CENTRAL DO ESTADO DO PARANÁ - LACEN/PR. Célia Fagundes da Cruz

LABORATÓRIO CENTRAL DO ESTADO DO PARANÁ - LACEN/PR. Célia Fagundes da Cruz LABORATÓRIO CENTRAL DO ESTADO DO PARANÁ - LACEN/PR Célia Fagundes da Cruz Julho/2012 SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE - SVS LABORATÓRIO CENTRAL DO ESTADO DO PARANÁ - LACEN/PR LACEN LACEN/PR: 117

Leia mais

PRAZO DE ENTREGA DE AGRAVOS

PRAZO DE ENTREGA DE AGRAVOS ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE LABORATÓRIO CENTRAL Dr. ARISTEU LOPES - LACEN/AL FONE/FAX:XX(82)315-2702 PRAZO DE ENTREGA DE AGRAVOS Prazo Entrega Responsável Fone Eventos adversos pós

Leia mais

ENSAIOS IMUNOLÓGICOS NAS ENFERMIDADES VIRAIS ANTICORPOS MONOCLONAIS GENÉTICA MOLECULAR CITOMETRIA DE FLUXO

ENSAIOS IMUNOLÓGICOS NAS ENFERMIDADES VIRAIS ANTICORPOS MONOCLONAIS GENÉTICA MOLECULAR CITOMETRIA DE FLUXO ENSAIOS IMUNOLÓGICOS NAS ENFERMIDADES VIRAIS I - INTRODUÇÃO *NOVAS TECNOLOGIAS ANTICORPOS MONOCLONAIS GENÉTICA MOLECULAR CITOMETRIA DE FLUXO *DECISÃO DIAGNÓSTICA CONFIRMAÇÃO TRATAMENTO MONITORAMENTO PREVENÇÃO

Leia mais

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx 1 Ácido úrico 2 Albumina 3 Alfa 1 glicoproteína ácida 4 Alfa fetoproteína 5 Amilase 6 Androstenediona 7 Anticorpos Anti-HIV I, Western Blot 8 Anticorpos anti-hiv1 + HIV2 (Determinação Conjunta) ELISA 9

Leia mais

O Papel das Redes na Tecnovigilância

O Papel das Redes na Tecnovigilância 2º WORKSHOP INTERNACIONAL: Testes Diagnósticos Acessíveis e com Qualidade Assegurada para Programas de Saúde Pública O Papel das Redes na Tecnovigilância Felipe Dias Carvalho Coordenação Geral de Laboratórios

Leia mais

Qualidade Assegurada e Avaliação Ferramentas existentes

Qualidade Assegurada e Avaliação Ferramentas existentes Qualidade Assegurada e Avaliação Ferramentas existentes Kits para diagnóstico in vitro - TESTES RÁPIDOS 1. HISTÓRIA LINHA DO TEMPO 1954 - LCCDM- Laboratório Central de Controle de Drogas e Medicamentos;

Leia mais

HEPATITE B - Anti HBs

HEPATITE B - Anti HBs HEPATITE B - Anti HBs Material: soro Sinônimo: Anti -HBsAg Volume: 1,0 ml Método: Eletroquimioluminescência - ECLIA Volume Lab.: 1,0 ml Rotina: Diária Temperatura: Refrigerado Coleta: Jejum recomendado,

Leia mais

INTERFERÊNCIA DE REAÇÕES CRUZADAS NO DIAGNÓSTICO DA TOXOPLASMOSE

INTERFERÊNCIA DE REAÇÕES CRUZADAS NO DIAGNÓSTICO DA TOXOPLASMOSE INTERFERÊNCIA DE REAÇÕES CRUZADAS NO DIAGNÓSTICO DA TOXOPLASMOSE Clarissa Zanoni Kera Arantes RESUMO: O grande número de casos positivos para pesquisa de anticorpos da classe IGM para e mononucleose num

Leia mais

INFECÇÃO ASSOCIADA AO ZIKA VÍRUS ORIENTAÇÕES: COLETA AMOSTRAS LABORATORIAIS VERSÃO PARANÁ

INFECÇÃO ASSOCIADA AO ZIKA VÍRUS ORIENTAÇÕES: COLETA AMOSTRAS LABORATORIAIS VERSÃO PARANÁ INFECÇÃO ASSOCIADA AO ZIKA VÍRUS ORIENTAÇÕES: COLETA AMOSTRAS LABORATORIAIS VERSÃO PARANÁ 15 Fone: (41) 3330 4467. Página 1 Diagnóstico Laboratorial Lacen/PR Amostras de Recém-Natos (RN) com Microcefalia

Leia mais

IMUNO ENSAIOS USANDO CONJUGADOS

IMUNO ENSAIOS USANDO CONJUGADOS IMUNO ENSAIOS USANDO CONJUGADOS REAÇÕES USANDO REAGENTES MARCADOS Conjugado: molécula constituída por duas substâncias ligadas covalentemente e que mantêm as propriedades funcionais de ambas Ex: globulina

Leia mais

HEPATITES. Prof. Fernando Ananias HEPATITE = DISTÚRBIO INFLAMATÓRIO DO FÍGADO

HEPATITES. Prof. Fernando Ananias HEPATITE = DISTÚRBIO INFLAMATÓRIO DO FÍGADO HEPATITES Prof. Fernando Ananias HEPATITE = DISTÚRBIO INFLAMATÓRIO DO FÍGADO Hepatites virais: agentes etiológicos A B C D E Vírus hepatotrópicos G TT Herpes vírus EBV CMV Enterovírus Adenovírus Febre

Leia mais

Diagnóstico Imunológico das Infecções Congênitas

Diagnóstico Imunológico das Infecções Congênitas Diagnóstico Imunológico das Infecções Congênitas Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita Vírus da Rubéola Togavirus Vírus de RNA fita simples Principal epítopo dominante:

Leia mais

Imunoensaios no laboratório clínico

Imunoensaios no laboratório clínico Imunoensaios no laboratório clínico Onde pesquisamos Ag e Ac?? Imunoensaios detecção e quantificação de antígeno e anticorpo: Doenças infecciosas: diagnóstico da doença diferenciação da fase da doença

Leia mais

Regulamenta o uso de testes rápidos para diagnóstico da infecção pelo HIV em situações especiais.

Regulamenta o uso de testes rápidos para diagnóstico da infecção pelo HIV em situações especiais. ATUALIZAÇÃO E NORMATIZAÇÃO DO DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DO HIV PORT 151/OUT 2009 Lúcia Sena Farmacêutica-Bioquímica do Programa de DST/AIDS do município de Duque de Caxias HISTÓRICO Diagnóstico Laboratorial

Leia mais

Portaria Conjunta SE/SAS n 10 de 11 de maio de 2000

Portaria Conjunta SE/SAS n 10 de 11 de maio de 2000 Página 1 de 7 Portaria Conjunta SE/SAS n 10 de 11 de maio de 2000 O Secretário Executivo e o Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria GM/MS nº 3410, de 05

Leia mais

Vanderléia Bárbaro Valente Hemobrás 2.012

Vanderléia Bárbaro Valente Hemobrás 2.012 ELABORAÇÃO E MONITORAMENTO DOS INDICADORES DE QUALIDADE APLICADOS AO LABORATÓRIO DE SOROLOGIA - ESTRATÉGIAS PARA CUMPRÍ-LOS - TRATAMENTO DE NÃO CONFORMIDADES - FLUXOS MAIS APROPRIADOS Vanderléia Bárbaro

Leia mais

A Secretária de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, no uso de suas atribuições, e considerando:

A Secretária de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, no uso de suas atribuições, e considerando: Detecção de anticorpos anti-hiv - Portaria 488 de 17/6/1998 Ementa: As unidades hemoterápicas, públicas e privadas, que realizam atividades de Hematologia, ficam obrigadas a cumprir as etapas do conjunto

Leia mais

PERFIL DE RESULTADOS

PERFIL DE RESULTADOS PERFIL DE RESULTADOS Proficiência em Hemoterapia Sorologia I Jul/2011 Selecione um ensaio: Ok > Resultado Anti HIV Resultados 324 1,2 98,5 0,3 0,6 99,1 0,3 0,6 99,1 0,3 99,7 0,3 -

Leia mais

Aplicações de anticorpos em métodos diagnósticos

Aplicações de anticorpos em métodos diagnósticos Aula Prática Demonstrativa: Aplicações de anticorpos em métodos diagnósticos Introdução Profa. Cristina MED- 2017 Detecção de anticorpos (diagnóstico sorológico) Exemplo: detecção de anticorpos em jovem

Leia mais

HIV 1 E 2 - ANTICORPOS - CLIA - TESTE DE TRIAGEM

HIV 1 E 2 - ANTICORPOS - CLIA - TESTE DE TRIAGEM HIV 1 E 2 - ANTICORPOS - CLIA - TESTE DE TRIAGEM Material...: Método...: Soro Quimioluminescência - Imunoensaio de 4ª geração Leitura...: 0,13 Não reagente: Inferior a 1,00 Reagente...: Superior ou igual

Leia mais

Curso Básico de Inspeção em Boas Práticas do Ciclo do Sangue Sorologia

Curso Básico de Inspeção em Boas Práticas do Ciclo do Sangue Sorologia Curso Básico de Inspeção em Boas Práticas do Ciclo do Sangue Gerência de Sangue, outros Tecidos, Células e Órgãos/GSTCO/GGPBS/Anvisa Rita de Cássia Azevedo Martins Especialista em Regulação e Vigilância

Leia mais

Ata Parcial. Item 0001

Ata Parcial. Item 0001 Ata Parcial Às 09:00 horas do dia 12 de abril de 2012, reuniu-se o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Santana do Livramento e respectivos membros da Equipe de apoio, designados pela portaria

Leia mais

MONITORAMENTO DE ACIDENTES COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO. Alcyone Artioli Machado 14º Congresso Brasileiro de Infectologia

MONITORAMENTO DE ACIDENTES COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO. Alcyone Artioli Machado 14º Congresso Brasileiro de Infectologia MONITORAMENTO DE ACIDENTES COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO Alcyone Artioli Machado 14º Congresso Brasileiro de Infectologia Acidente Estresse Vírus Doença Letal TRANQUILIZAR O TRABALHADOR Subnotificação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços laboratoriais

Leia mais

ESTUDO DE CASOS DAS DOENÇAS EXANTEMÁTICAS

ESTUDO DE CASOS DAS DOENÇAS EXANTEMÁTICAS SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA E PROTEÇÃO DA SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA DAS DOENÇAS IMUNOPREVENÍVEIS ESTUDO DE CASOS DAS

Leia mais

Complexidade 0202030016 CONTAGEM DE LINFOCITOS B MC 0202030024 CONTAGEM DE LINFOCITOS CD4/CD8 AC 0202030032 CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS

Complexidade 0202030016 CONTAGEM DE LINFOCITOS B MC 0202030024 CONTAGEM DE LINFOCITOS CD4/CD8 AC 0202030032 CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS ANEXO I - LOTE 03 Procedimento (Sintético com Valor) Situação

Leia mais

Layout de Importação de Resultado de Exames

Layout de Importação de Resultado de Exames Nefrodata-ACD Automação para Centros de Hemodiálise Layout de Importação de Resultado de Exames O processo de atualização dos resultados de exames laboratoriais é uma tarefa extensa e exaustiva. Para tal,

Leia mais

TOXOPLASMOSE CONGÊNITA

TOXOPLASMOSE CONGÊNITA FLUXO DE ENCAMINHAMENTO SOLICITAR: exames de rotina (TOXOPLASMOSE, VDRL, HIV e FEZES) PREENCHER: Questionário epidemiológico (orientar sobre as medidas de prevenção da toxoplasmose), assinar o Termo de

Leia mais

Suspeita clínic a de doença celíaca. + IgA sérica POSITIVO 3? Anti-gliadina IgG POSITIVO?

Suspeita clínic a de doença celíaca. + IgA sérica POSITIVO 3? Anti-gliadina IgG POSITIVO? DOENÇA CELÍACA Suspeita clínic a de doença celíaca ttg 1 IgA ou Antiendomísio (AEM) IgA 2 + IgA sérica 3? Probabilidade de doença celíaca é baixa Probabilidade de doença celíaca é alta Deficiência de IgA?

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 Ministério da Saú Secretaria Atenção à Saú PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 O Secretário Atenção à Saú, no uso suas atribuições, Consirando a Lei Nº 9.434, 04 fevereiro 1997, que dispõe sobre

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 2.4.1 Manual do Usuário

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 2.4.1 Manual do Usuário Missão: Participar das ações de vigilância em saúde, realizando análises laboratoriais com qualidade, coordenando a Rede Estadual de Laboratórios e gerando informações para a melhoria da Saúde Pública.

Leia mais

EIE ENSAIOS ENSAIOS IMUNOENZIMÁTICOS. ImmunoSorbent Assay ENSAIOS IMUNOENZIMÁTICOS (EIE) Profa MsC. Priscila P. S. dos Santos

EIE ENSAIOS ENSAIOS IMUNOENZIMÁTICOS. ImmunoSorbent Assay ENSAIOS IMUNOENZIMÁTICOS (EIE) Profa MsC. Priscila P. S. dos Santos ENSAIOS IMUNOENZIMÁTICOS (EIE) CURSO DE FARMÁCIA DISCILINA DE IMUNOLOGIA CLÍNICA rofa MsC. riscila. S. dos Santos ENSAIOS IMUNOENZIMÁTICOS EIE HOMOGÊNEOS HETEROGÊNEOS CROMÓGENOS SOLÚVEIS Todo em fase líquida

Leia mais

O CONTROLE DE PRODUTOS PRÉ E PÓS MERCADO E O INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE- INCQS/FIOCRUZ

O CONTROLE DE PRODUTOS PRÉ E PÓS MERCADO E O INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE- INCQS/FIOCRUZ O CONTROLE DE PRODUTOS PRÉ E PÓS MERCADO E O INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE- INCQS/FIOCRUZ INCQS- LINHA DO TEMPO 1954 1978-81 Lei nº 2.187- cria o LCCDM- Laboratório Central de Controle

Leia mais

Melhoria da qualidade da informação dos dados nacionais de Hepatites Virais do Brasil

Melhoria da qualidade da informação dos dados nacionais de Hepatites Virais do Brasil Melhoria da qualidade da informação dos dados nacionais de Ronaldo de Almeida Coelho Silvano Barbosa de Oliveira Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais OBJETIVO Melhoria da qualidade da informação

Leia mais

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Identificação das Competências Nacionais, dos Principais Gastos Governamentais por Estados da Federação, das Empresas Importadoras

Leia mais

OraQuick ADVANCE HIV-1/2 Teste Rápido para a Detecção de Anticorpos HIV-1/2. Plasma. Amostras HIV-1. Amostras HIV-1. Amostras

OraQuick ADVANCE HIV-1/2 Teste Rápido para a Detecção de Anticorpos HIV-1/2. Plasma. Amostras HIV-1. Amostras HIV-1. Amostras Dispositivo Médico para Diagnóstico In vitro Nome Mandatário Fabricante Distribuidor Tipo de Teste Teste rápido. OraQuick ADVANCE /2 Teste Rápido para a Detecção de Anticorpos /2 Aplicação Diagnóstica

Leia mais

Tabela de Exames Multilab Liquor 2014

Tabela de Exames Multilab Liquor 2014 ADA (Adenosina Deaminase), Dosagem de Colorimétrico 3 dias úteis 0,5 ml refrigerado/ Adenovírus, PCR para Nested PCR 15 dias úteis 2,0 ml até 15 dias Alfa Feto Proteína, Dosagem de Quimioluminescência

Leia mais

Imunologia Clínica. Imunologia Clínica EXAMES COMPLEMENTARES IMUNOGLOBULINAS. IMUNOGLOBULINA IgG. IMUNOGLOBULINA IgG. Prof Manuel Junior

Imunologia Clínica. Imunologia Clínica EXAMES COMPLEMENTARES IMUNOGLOBULINAS. IMUNOGLOBULINA IgG. IMUNOGLOBULINA IgG. Prof Manuel Junior EXAMES COMPLEMENTARES Imunologia Clínica Prof Manuel Junior www.professormanueljunior.com Imunologia Clínica Setor do laboratório clínico que estuda os componentes do sistema imunológico Imuno-hematologia:

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: TOMADA DE PREÇOS Nº 011/2015. Tipo da licitação: Menor preço global

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: TOMADA DE PREÇOS Nº 011/2015. Tipo da licitação: Menor preço global EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: TOMADA DE PREÇOS Nº 011/2015 Tipo da licitação: Menor preço global O - CISCOPAR, torna público que fará realizar a licitação acima indicada, tendo por finalidade a CONTRATAÇÃO

Leia mais

DESAFIOS NO DIAGNOSTICO LABORATORIAL DO SARAMPO NA FASE DE ELIMINAÇÃO. Marta Ferreira da Silva Rego

DESAFIOS NO DIAGNOSTICO LABORATORIAL DO SARAMPO NA FASE DE ELIMINAÇÃO. Marta Ferreira da Silva Rego DESAFIOS NO DIAGNOSTICO LABORATORIAL DO SARAMPO NA FASE DE ELIMINAÇÃO Marta Ferreira da Silva Rego Diagnostico Laboratorial Fase de Eliminação Diagnostico Clinico menos confiável. Com baixa prevalência

Leia mais

Hemoterapia e Banco de sangue. Profa Alessandra Barone Prof. Archangelo Fernandes www.profbio.com.br

Hemoterapia e Banco de sangue. Profa Alessandra Barone Prof. Archangelo Fernandes www.profbio.com.br Hemoterapia e Banco de sangue Profa Alessandra Barone Prof. Archangelo Fernandes www.profbio.com.br Banco de sangue Empresa que presta serviços de hemoterapia e imunohematologia. Hemoterapia: compreendem

Leia mais

LABORATÓRIO BOM JESUS

LABORATÓRIO BOM JESUS GLICEMIA...: 74 Metodo: Colorimetrico Valor de Referencia: 70 a 110,0 mg/dl UREIA...: 32 Metodo : Urease/GluDH Valor de Referencia: 15 a 38 mg/dl CREATININA...: 0,65 Metodo : Picrato Alcalino Homens :

Leia mais

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 Ato Normativo PT SAS nº 511 Publicação DOU Diário Oficial da União Data: 27/09/2010 Data: 28/09/2010 PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Hepatites Virais. Carmen Regina Nery e Silva agosto 2011 Regina.nery@aids.gov.br

Hepatites Virais. Carmen Regina Nery e Silva agosto 2011 Regina.nery@aids.gov.br Hepatites Virais Carmen Regina Nery e Silva agosto 2011 Regina.nery@aids.gov.br Definição Hepatite viral: Doença causada exclusivamente por vírus hepatotrópico. Diagnóstico Diferencial: CMV, mononucleose

Leia mais

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR Considerações sobre o diagnóstico de doenças transmitidas pelo sangue Ms. Paulo Germano de Carvalho O sangue é uma porta de entrada para

Leia mais

Nome do campo Campo Tipo Categoria Descrição Características DBF Campo obrigatório 31-Data da Investigação

Nome do campo Campo Tipo Categoria Descrição Características DBF Campo obrigatório 31-Data da Investigação MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CENTRO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE GT-SINAN SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO

Leia mais

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Identificação das Competências Nacionais, dos Principais Gastos Governamentais por Estados da Federação, das Empresas Importadoras

Leia mais

ESTADO DO MATO GROSSO

ESTADO DO MATO GROSSO Folha: 1/12 (As propostas serão abertas para julgamento às 08:30 horas do dia 09/08/2016). Fornecedor: Cidade: Endereço: CNPJ / CPF: Validade da Proposta:......... Estado:...... Inscrição Estadual:......

Leia mais

IMUNOLOGIA. Linha completa de imunologia. (alergias, infecciosos, hormônios e marcadores) por meio de metodologias confirmatórias e de triagem.

IMUNOLOGIA. Linha completa de imunologia. (alergias, infecciosos, hormônios e marcadores) por meio de metodologias confirmatórias e de triagem. A IMUNOLOGIA BIOQUÍMICA BIOLOGIA MOLECULAR URINÁLISE R E A G E N T E S R E Linha completa de imunologia G E N AUTOIMUNIDADE IMUNO-HEMATOLOGIA MICROBIOLOGIA HEMATOLOGIA (alergias, infecciosos, hormônios

Leia mais

Laboratório do HPM Lista de Exames

Laboratório do HPM Lista de Exames 1 de 9 Exames realizados nas dependências do Laboratório de Análises Clínicas: BIOQUÍMICA, HORMÔNIOS, IMUNOLOGIA E MARCADORES TUMORAES ACIDO URICO ACIDO URICO U24H ALBUMINA AMILASE ANTIESTREPTOLISINA O

Leia mais

GESTANTE HIV* ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL. Profª.Marília da Glória Martins Recomendações do Ministério da Saúde

GESTANTE HIV* ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL. Profª.Marília da Glória Martins Recomendações do Ministério da Saúde GESTANTE HIV* ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL Profª.Marília da Glória Martins Recomendações do Ministério da Saúde Abordagem inicial a Os serviços que hoje são considerados porta de entrada para o diagnóstico

Leia mais

Acidente Geral; Acidente com material biológico.

Acidente Geral; Acidente com material biológico. RHU-025 DE 01/12/2011 VERSÃO 02 III NORMAS GERAIS Existem dois tipos de acidente de trabalho: o Típico : o Trajeto. Acidente Geral; Acidente com material biológico. A caracterização do Acidente de Trabalho

Leia mais

Diagnóstico Imunológico das Hepatites Virais

Diagnóstico Imunológico das Hepatites Virais Diagnóstico Imunológico das Hepatites Virais O Fígado Limpa o sangue Regula os hormônios Ajuda na coagulação sanguínea Produz bile Produz proteínas importantes Mantém o nível de açúcar sanguíneo Etc O

Leia mais

Métodos sorológicos de Diagnóstico e Pesquisa. Reação Ag-Ac in vitro

Métodos sorológicos de Diagnóstico e Pesquisa. Reação Ag-Ac in vitro Métodos sorológicos de Diagnóstico e Pesquisa Reação Ag-Ac in vitro Testes sorológicos Uso de soro ou outros fluidos biológicos de paciente p/ diagnóstico laboratorial Demonstração de anticorpos específicos

Leia mais

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR III ENCONTRO DE ENFERMAGEM EM HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA DO HEMOCE HEMOVIGILÂNCIA RETROVIGILÂNCIA : IDENTIFICANDO UMA SOROCONVERSÃO Enfª

Leia mais

Testes sorológicos de triagem para componentes hemoterápicos.

Testes sorológicos de triagem para componentes hemoterápicos. Parecer do Grupo Técnico de Auditoria em Saúde 08/06 Tema: Testes sorológicos de triagem para doenças infecciosas em doadores de sangue I Data: 13/03/2006 II Grupo de Estudo: Dra. Célia Maria da Silva

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: Farmácia Disciplina: Imunologia Clínica Código da Disciplina 06117082 Professor(es): Yoshimi Imoto Yamamoto Etapa 7ªA Carga horária:

Leia mais

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs ---

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs --- Ácido Úrico Uric Acid AFP AFP Albumina 001 Albumina AlfaAmilase a-amilase Amilase 002 Amilase Anti - HBc --- Anti - HBs --- Anti - HCV Anti-HCV Anti-HCV Double Spot Test --- Anti-n-DNA quick teste SLE

Leia mais

Hepatites. Inflamação do fígado. Alteração em enzimas hepáticas (alaminotransferase aspartatoaminotransferase e gamaglutamiltransferase ALT AST e GGT

Hepatites. Inflamação do fígado. Alteração em enzimas hepáticas (alaminotransferase aspartatoaminotransferase e gamaglutamiltransferase ALT AST e GGT Hepatites Virais Hepatites Inflamação do fígado Alteração em enzimas hepáticas (alaminotransferase aspartatoaminotransferase e gamaglutamiltransferase ALT AST e GGT Sinais clínicos: Náuseas, dor abdominal,

Leia mais

Layout de Exportação de Resultado de Exames. 1º Grupo. Descrição Tipo Tamanho Obrigatoriedade Valores Possíveis

Layout de Exportação de Resultado de Exames. 1º Grupo. Descrição Tipo Tamanho Obrigatoriedade Valores Possíveis Nefrodata-ACD Automação para Centros de Hemodiálise Layout de Exportação de Resultado de Exames Este manual descreve de forma detalhada o arquivo em formato texto, contendo informações sobre as solicitações

Leia mais

Laboratório. PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA

Laboratório. PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA Laboratório PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA Tel: 2107-5313 1 Acido Úrico. 2 Albumina. 3 Albumina em urina isolada. 4 Albumina Fluidos Corporais. 5 Alfa 1 glicoproteína ácida. 6 Alfa Amilase.

Leia mais

FÍGADO UM ÓRGÃO COM MUITAS FUNÇÕES

FÍGADO UM ÓRGÃO COM MUITAS FUNÇÕES FÍGADO UM ÓRGÃO COM MUITAS FUNÇÕES Armazenamento de glicose, ferro, vitaminas e outros minerais Síntese de proteínas plasmáticas (albumina, fatores de coagulação) Produção da bile para auxiliar a digestão

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO TIPO UNIDADE QTD

ESPECIFICAÇÃO ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO TIPO UNIDADE QTD 1 30642 KITS PARA ANÁLISES CLÍNICAS 1.1 36005 KIT - DETERMINAÇÃO QUANTITATIVA DE ANTITPO (ANTICORPOS ANTIPEROXIDASE DA TIREÓIDE) TESTE 800 APLICAÇÃO:para determinação quantitativa in vitro de anticorpos

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF DOU de 28/09/2010 seção 1 Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 O Secretário

Leia mais

Layout de Exportação de Solicitações de Exames

Layout de Exportação de Solicitações de Exames Layout de Exportação de Solicitações de Exames Este manual descreve de forma detalhada o arquivo em formato texto, contendo informações sobre as solicitações dos exames dos pacientes, que deverá ser enviado

Leia mais

RUBÉOLA E FAMÍLIA HERPESVIRIDAE. Prof. Sérvio Túlio Stinghen

RUBÉOLA E FAMÍLIA HERPESVIRIDAE. Prof. Sérvio Túlio Stinghen RUBÉOLA E FAMÍLIA HERPESVIRIDAE Prof. Sérvio Túlio Stinghen 1 Infecções congênitas e perinatais feto: efeitos devastadores gestantes: maioria pode ser assintomática testes sorológicos TORSCH: Toxoplasmose

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO

ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO CID-10: Z20.9 Elaboração: equipe técnica Camila Seixas - Médica - Vigilância em Saúde do Trabalhador Frederico Leão - Médico - Vigilância em Saúde

Leia mais

ANEXO II HABILIDADE TECNICO - ENSINO MEDIO COMPLETO E CURSO DE AUX. DE CONS. DENTARIO COM REGISTRO NO CRO

ANEXO II HABILIDADE TECNICO - ENSINO MEDIO COMPLETO E CURSO DE AUX. DE CONS. DENTARIO COM REGISTRO NO CRO ANEXO II HABILIDADE TECNICO PROCURADOR BACHAREL EM DIREITO COM REGISTRO NA OAB PSICÓLOGO BACHAREL EM PSICÓLOGIA E REGISTRO NO CRP AUX. DE CONS. DENTARIO - ENSINO MEDIO COMPLETO E CURSO DE AUX. DE CONS.

Leia mais

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 09 Dezembro de 2004

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 09 Dezembro de 2004 Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia Relatório Global AEQ 09 Dezembro de 2004 Gerência Geral de Sangue, outros Tecidos, Células e Órgãos - GGSTO

Leia mais

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 10 Junho de 2005

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 10 Junho de 2005 Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia Relatório Global AEQ 10 Junho de 2005 Gerência Geral de Sangue, outros Tecidos, Células e Órgãos - GGSTO

Leia mais

TÉCNICA EM LABORATÓRIO/HEMOTERAPIA

TÉCNICA EM LABORATÓRIO/HEMOTERAPIA UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CCM CENTRO DE CIÊNCIAS MÉDICAS HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO TÉCNICA EM LABORATÓRIO/HEMOTERAPIA Parte I: Múltipla Escolha 01 Quanto à classificação do grupo

Leia mais

Co-infecção HIV/HBV. Quando e como tratar?

Co-infecção HIV/HBV. Quando e como tratar? Co-infecção HIV/HBV. Quando e como tratar? XVI WORKSHOP INTERNACIONAL DE HEPATITES VIRAIS DE PERNAMBUCO, 2012 Marcos Caseiro Médico Infectologista IIER-II Santos SP Centro de Referência em AIDS de Santos

Leia mais

Alcançado (b) Número total de casos notificados. Número total de notificações negativas recebidas

Alcançado (b) Número total de casos notificados. Número total de notificações negativas recebidas INSTRUTIVO PARA PREENCHIMENTO DO ROTEIRO DE ACOMPANHAMENTO DA PROGRAMAÇÃO PACTUADA INTEGRADA DE EPIDEMIOLOGIA E CONTROLE DE DOENÇAS PPI-ECD - NAS UNIDADES FEDERADAS 1 2 Este instrutivo contém informações

Leia mais

PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C.

PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C. PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C. A) DIAGNÓSTICO ETAPA I - TRIAGEM SOROLÓGICA ( ANTI-HCV ) ETAPA II CONFIRMAÇAO

Leia mais

ROTINAS DO SETOR 1- ABORDAGEM

ROTINAS DO SETOR 1- ABORDAGEM REGIMENTO INTERNO A Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante CIH-DOTT atende às exigências da legislação vigente, tendo sido instituída pelas Portarias n. os 191, de 09

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO INTRAHOSPITALAR DE DOAÇÃO DE ÓRGAOS E TECIDOS PARA TRANSPLANTE DO HU-UFGD

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO INTRAHOSPITALAR DE DOAÇÃO DE ÓRGAOS E TECIDOS PARA TRANSPLANTE DO HU-UFGD REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO INTRAHOSPITALAR DE DOAÇÃO DE ÓRGAOS E TECIDOS PARA TRANSPLANTE DO HU-UFGD Dourados/MS Fevereiro 2016 Página 1 de 14 REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO INTRA-HOSPITALAR DE DOAÇÃO

Leia mais

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 12 Junho de 2006

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 12 Junho de 2006 Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia Relatório Global AEQ 12 Junho de 2006 Gerência Geral de Sangue, outros Tecidos, Células e Órgãos - GGSTO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. José Serra. Ministro de Estado da Saúde. João Yunes. Secretário de Políticas de Saúde. Pedro Chequer

MINISTÉRIO DA SAÚDE. José Serra. Ministro de Estado da Saúde. João Yunes. Secretário de Políticas de Saúde. Pedro Chequer MINISTÉRIO DA SAÚDE José Serra Ministro de Estado da Saúde João Yunes Secretário de Políticas de Saúde Pedro Chequer Coordenador Nacional de DST e Aids Hélio Moraes de Souza Coordenador Nacional de Sangue

Leia mais

Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais

Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Gerusa Maria Figueiredo gerusa.figueiredo@saude.gov.br I CONGRESSO BRASILEIRO

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços Processo nº...: 25/11 Modalidade...: Tomada de Preços nº 3/2011 Data de Recebimento dos Envelopes: 17/05/11 Horário...: 09:00 --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Rotina laboratorial e de imagem no baixo risco. MARCELO BURLÁ

Rotina laboratorial e de imagem no baixo risco. MARCELO BURLÁ Rotina laboratorial e de imagem no baixo risco. MARCELO BURLÁ ROT. LABORATORIAL MINISTÉRIO DA SAÚDE. GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA Nº570, DE 1ºDE JUNHO DE 2000. Primeira consulta - eritrograma - grupo

Leia mais

Zika/Dengue TRIO ECO Teste

Zika/Dengue TRIO ECO Teste Zika/Dengue TRIO ECO Teste Porque precisamos utilizar o TRIO Zika/Dengue Ab/Ag ECO Teste? A homologia da proteína do vírus Zika e Dengue está entre 53-58%, de modo que o teste sorológico Zika pode apresentar

Leia mais

Assunto: Nova classificação de caso de dengue OMS

Assunto: Nova classificação de caso de dengue OMS Assunto: Nova classificação de caso de dengue OMS 1. A partir de janeiro de 2014 o Brasil adotará a nova classificação de caso de dengue revisada da Organização Mundial de Saúde (detalhamento anexo I):

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO. DICIONÁRIO DE DADOS - SINAN NET Versão 4.0

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO. DICIONÁRIO DE DADOS - SINAN NET Versão 4.0 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CENTRO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE GT-SINAN SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

Leia mais

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 03 Setembro de 2002

Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia. Relatório Global AEQ 03 Setembro de 2002 Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Serviços de Hemoterapia em Sorologia AEQ-Sorologia Relatório Global AEQ 03 Setembro de 2002 Gerência Geral de Sangue, outros Tecidos, Células e Órgãos - GGSTO

Leia mais

Dengue NS1 Antígeno: Uma Nova Abordagem Diagnóstica

Dengue NS1 Antígeno: Uma Nova Abordagem Diagnóstica Dengue NS1 Antígeno: Uma Nova Abordagem Diagnóstica Dengue é uma doença endêmica que afeta mais de 100 países, incluindo as regiões de clima tropical e subtropical da África, Américas, Leste do Mediterrâneo,

Leia mais

Informe Epidemiológico CHIKUNGUNYA N O 03 Atualizado em 24-11-2014, às 11h.

Informe Epidemiológico CHIKUNGUNYA N O 03 Atualizado em 24-11-2014, às 11h. Informe Epidemiológico CHIKUNGUNYA N O 03 Atualizado em 24-11-2014, às 11h. Vigilância Epidemiológica de Febre Chikungunya No Brasil, a febre chikungunya é uma doença de notificação compulsória e imediata,

Leia mais