Direito Civil. Da Formação dos Contratos. Professora Tatiana Marcello.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direito Civil. Da Formação dos Contratos. Professora Tatiana Marcello."

Transcrição

1 Direito Civil Da Formação dos Contratos Professora Tatiana Marcello

2

3 Direito Aula Civil XX LEI Nº , DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: TÍTULO V Dos Contratos em Geral CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Seção II DA FORMAÇÃO DOS CONTRATOS Art A proposta de contrato obriga o proponente, se o contrário não resultar dos termos dela, da natureza do negócio, ou das circunstâncias do caso. Art Deixa de ser obrigatória a proposta: I se, feita sem prazo a pessoa presente, não foi imediatamente aceita. Considera- -se também presente a pessoa que contrata por telefone ou por meio de comunicação semelhante; II se, feita sem prazo a pessoa ausente, tiver decorrido tempo suficiente para chegar a resposta ao conhecimento do proponente; III se, feita a pessoa ausente, não tiver sido expedida a resposta dentro do prazo dado; IV se, antes dela, ou simultaneamente, chegar ao conhecimento da outra parte a retratação do proponente. Art A oferta ao público equivale a proposta quando encerra os requisitos essenciais ao contrato, salvo se o contrário resultar das circunstâncias ou dos usos. Parágrafo único. Pode revogar-se a oferta pela mesma via de sua divulgação, desde que ressalvada esta faculdade na oferta realizada. Art Se a aceitação, por circunstância imprevista, chegar tarde ao conhecimento do proponente, este comunicá-lo-á imediatamente ao aceitante, sob pena de responder por perdas e danos. Art A aceitação fora do prazo, com adições, restrições, ou modificações, importará nova proposta. Art Se o negócio for daqueles em que não seja costume a aceitação expressa, ou o proponente a tiver dispensado, reputar-se-á concluído o contrato, não chegando a tempo a recusa. Art Considera-se inexistente a aceitação, se antes dela ou com ela chegar ao proponente a retratação do aceitante. Art Os contratos entre ausentes tornam- -se perfeitos desde que a aceitação é expedida, exceto: I no caso do artigo antecedente; II se o proponente se houver comprometido a esperar resposta; III se ela não chegar no prazo convencionado. Art Reputar-se-á celebrado o contrato no lugar em que foi proposto. 3

4 Slides Da Formação dos Contratos FORMAÇÃO DOS CONTRATOS A formação do contrato é composta por 3 fases: Negociações preliminares Proposta (oferta ou oblação) Aceitação Negociações Preliminares Fase que antecede a proposta, com sondagens, conversações, estudos e debates. Essa fase, em regra, não gera obrigações para as partes, podendo qualquer das partesafastar-se por desinteresse. Apesar dessa fase não gerar obrigações em relação ao contrato em si, as partes não estão isentas de cumprirem com os deveres jurídicos de boa-fé, como lealdade, honestidade, informação correta, sigilo, etc. 4

5 Direito Civil Da Formação dos Contratos Profª Tatiana Marcello Proposta Art A proposta de contrato obriga o proponente, se o contrário não resultar dos termos dela, da natureza do negócio, ou das circunstâncias do caso. A proposta traduz uma vontade definitiva de contratar, criando no aceitante uma a expectativa do contrato, que poderá criar projetos, despesas, fazer cessar alguma atividade, etc.; portanto, já cria obrigação. Art A oferta ao público equivale a proposta quando encerra os requisitos essenciais ao contrato, salvo seo contrário resultar das circunstâncias ou dos usos. Parágrafo único. Pode revogar-se a oferta pela mesma via de sua divulgação, desde que ressalvada esta faculdade na oferta realizada. Não apenas a proposta dirigida a uma determinada pessoa, como também uma oferta ao público equivale a uma proposta e vincula o ofertante. 5

6 Aceitação É a concordância com os termos da proposta, dentro do prazo, levando à formação do contrato. Art Se a aceitação, por circunstância imprevista, chegar tarde ao conhecimento do proponente, este comunicá-lo-á imediatamente ao aceitante, sob pena de responder por perdas e danos. A aceitação é válida quando chegar ao conhecimento do proponente dentro do prazo. Art A aceitação fora do prazo, com adições, restrições, ou modificações, importará nova proposta. Contraproposta a aceitação nos termos deste artigo não forma o contrato, pois será considerada uma nova proposta. 6

7 Direito Civil Da Formação dos Contratos Profª Tatiana Marcello Art Se o negócio for daqueles em que não seja costume a aceitação expressa, ou o proponente a tiver dispensado, reputar-se-á concluído o contrato, não chegando a tempo a recusa. A aceitação pode ser: Expressa quando o aceitante declara expressamente sua aceitação; Tácita nas hipóteses do art. 432: a) quando não seja costume a aceitação expressa (ex.: um fornecedor que envia periodicamente produtos a um comerciante e este efetua o pagamento, sem ter que manifestarexpressamente que aceita). b) quando o próprio proponente a tiverdispensado (ex.: o turista que envia ao hotel fazendo reservas e indicando o dia da hospedagem; se o hotel não responder negativamente, presume-se que aceitou). Art Considera-se inexistente a aceitação, se antes dela ou com ela chegar ao proponente a retratação do aceitante. Da mesma forma que é possível a retratação da proposta quando essa retratação chega antes ou juntamente com a proposta ao conhecimento do aceitante (art. 428, IV), também é possível a retratação da aceitação, quando aquela chegar antes ou juntamente ao conhecimento do proponente. Art Reputar-se-á celebrado o contrato no lugar emque foi proposto. Considera-se o lugar da celebração do contrato o lugar onde foi feita a proposta. 7

8

Tribunais Direito Civil Contratos Nilmar de Aquino Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Tribunais Direito Civil Contratos Nilmar de Aquino Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Direito Civil Contratos Nilmar de Aquino 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 1. Definição Contrato é o acordo de duas ou mais vontades que visa à aquisição,

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO.

CURSO DE EXTENSÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO. CURSO DE EXTENSÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO. Aula Ministrada pelo Prof. Durval Salge Junior 1-) Proposta e Aceitação: a) Proposta: Previsão está no art. 427 do C.C. Art. 427. A proposta de contrato obriga

Leia mais

Direito Civil. Disposições Gerais Negócio Jurídico. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Disposições Gerais Negócio Jurídico. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Disposições Gerais Negócio Jurídico Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Aula Civil XX LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE

Leia mais

Direito Civil. Bens Públicos. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Bens Públicos. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Bens Públicos Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Aula Civil XX LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço

Leia mais

Tópico do plano de ensino: Formação dos contratos: proposta e aceitação (teorias). FORMAÇÃO DOS CONTRATOS

Tópico do plano de ensino: Formação dos contratos: proposta e aceitação (teorias). FORMAÇÃO DOS CONTRATOS AULA 06 PONTO: 06 Objetivo da aula: Teoria geral dos contratos. Perfil e princípios. Formação defeito e extinção. Classificação e interpretação. Garantias legais específicas. Tópico do plano de ensino:

Leia mais

Direito Civil. Empréstimo. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Empréstimo. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Empréstimo Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002. Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber

Leia mais

AULA 10: NOÇÕES GERAIS DE CONTRATOS

AULA 10: NOÇÕES GERAIS DE CONTRATOS AULA 10: Prof. Thiago Gomes VOCÊ JÁ CONTRATOU HOJE? 1 O QUE É O CONTRATO? Para suprir suas necessidades o homem interage com seus semelhantes das mais variadas formas, entre elas, o contrato. CONCEITO

Leia mais

Formatos de Contratos

Formatos de Contratos Formatos de Contratos 1 Da Formação dos Contratos A proposta de contrato obriga o proponente, se o contrário não resultar dos termos dela, da natureza do negócio, ou das circunstâncias do caso. Deixa de

Leia mais

Direito Civil. Das Arras ou Sinal Inadimplemento das Obrigações. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Das Arras ou Sinal Inadimplemento das Obrigações. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Das Arras ou Sinal Inadimplemento das Obrigações Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002. Institui o Código Civil.

Leia mais

Direito Civil. Da Evicção Contrato. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Da Evicção Contrato. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Da Evicção Contrato Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Aula Civil XX LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Leia mais

Direito Civil. Da Extinção do Contrato. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Da Extinção do Contrato. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Da Extinção do Contrato Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Aula Civil XX LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Leia mais

Direito Civil. Dos Contratos I. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Dos Contratos I. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Dos Contratos I Prof. Marcio Pereira Conceito É o acordo de duas ou mais vontades, na conformidade da ordem jurídica, destinado a estabelecer uma regulamentação de interesses entre as partes,

Leia mais

Direito do Consumidor

Direito do Consumidor Direito do Consumidor Cláusulas Abusivas Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br www.estudaquepassa.com.br Direito do Consumidor LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 CÓDIGO DE DEFESA

Leia mais

Direito Civil. Aquisição da Propriedade Móvel. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Aquisição da Propriedade Móvel. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Aquisição da Propriedade Móvel Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI NO 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Do momento de configuração do cartel Roberto Domingos Taufick* O cartel é crime contra a ordem econômica previsto no art. 4º da Lei n.º 8.137, de 27 de dezembro de 1990. Trata-se

Leia mais

Direito Civil. Doação. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Doação. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Doação Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002. Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que

Leia mais

Lição 5. Formação dos Contratos

Lição 5. Formação dos Contratos Lição 5. Formação dos Contratos Seção II Da Formação dos Contratos Art. 427. A proposta de contrato obriga o proponente, se o contrário não resultar dos termos dela, da natureza do negócio, ou das circunstâncias

Leia mais

PONTO 1: FORMAÇÃO DE CONTRATOS. PONTO 3: b)vício REDIBITÓRIO. Ambos institutos acima tem responsabilidade civil aquiliana.

PONTO 1: FORMAÇÃO DE CONTRATOS. PONTO 3: b)vício REDIBITÓRIO. Ambos institutos acima tem responsabilidade civil aquiliana. 1 CONTRATOS PONTO 1: FORMAÇÃO DE CONTRATOS PONTO 2: a) FORMAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO PONTO 3: b)vício REDIBITÓRIO FORMAÇÃO TRATATIVAS -Proposta individual: Art. 427 CC 1 obriga o proponente. O descumprimento

Leia mais

Direito Civil. Invalidade do Negócio Jurídico. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Invalidade do Negócio Jurídico. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Invalidade do Negócio Jurídico Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Aula Civil XX LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE

Leia mais

O PRINCIPIO DA BOA-FÉ E A FUNÇÃO SOCIAL DOS CONTRATOS

O PRINCIPIO DA BOA-FÉ E A FUNÇÃO SOCIAL DOS CONTRATOS O PRINCIPIO DA BOA-FÉ E A FUNÇÃO SOCIAL DOS CONTRATOS Caroline Dias Raimundo 1 RESUMO: Este trabalho se propõe a levantar e analisar os conceitos que delineiam os princípios da boa-fé, a importância destes

Leia mais

PAULA MELLO ASSESSORIA JURÍDICA NO TERCEIRO SETOR

PAULA MELLO ASSESSORIA JURÍDICA NO TERCEIRO SETOR PRINCIPAIS ASPECTOS DO TERMO DE PARCERIA ESTABELECIDO PELA LEI 9790/99 E REGULAMENTADO PELO DECRETO 3100/99 A lei 9790/99 em seu capitulo II, institui o termo de parceria como o instrumento passível de

Leia mais

Contratos Responsabilidade Civil I - TEORIA GERAL DOS CONTRATOS

Contratos Responsabilidade Civil I - TEORIA GERAL DOS CONTRATOS I - TEORIA GERAL DOS CONTRATOS 1. Preliminares (Princípios Contratatuais) O Direito Civil, em sua teoria contemporânea dos contratos, baseia-se em: autonomia privada, boa-fé, justiça contratual, função

Leia mais

Direito Civil. Mandato. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Mandato. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Mandato Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que

Leia mais

RESP. CIVIL OBJETIVA

RESP. CIVIL OBJETIVA 1 RESP. CIVIL PONTO 1: RESPONSABILIDADE CIVIL PONTO 2: a) RESP. CIVIL OBJETIVA E SUBJETIVA PONTO 3: b) ESPÉCIES DE DANO RESP. CIVIL SUBJETIVA RESP. CIVIL OBJETIVA ATO PRÓPR IO CULPA LATO RISCO SENSO TEORIA

Leia mais

Princípios da Administração Pública

Princípios da Administração Pública Princípios da Administração Pública PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Conceito: Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (art. 5º, II da CF). O Princípio da legalidade

Leia mais

MATERIAL DE APOIO 06. Efeitos do contrato relativamente a terceiros. Estipulação em favor de terceiro (arts )

MATERIAL DE APOIO 06. Efeitos do contrato relativamente a terceiros. Estipulação em favor de terceiro (arts ) 1 MATERIAL DE APOIO 06 RELATIVIDADE E EFEITOS DOS CONTRATOS Principal efeito: criar obrigações, estabelecendo um vínculo jurídico entre as partes contratantes contrato = fonte de obrigações. Como REGRA

Leia mais

Contrato de Comissão. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Contrato de Comissão. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Contrato de Comissão A comissão mercantil é o contrato do mandato relativo a negócios mercantis, quando, pelo menos, o comissário é comerciante, sem que nesta gestão seja necessário declarar ou mencionar

Leia mais

Direito Penal. Progressão de Regime Penitenciário. Professor Adriano Kot.

Direito Penal. Progressão de Regime Penitenciário.  Professor Adriano Kot. Direito Penal Progressão de Regime Penitenciário Professor Adriano Kot www.acasadoconcurseiro.com.br www.estudaquepassa.com.br DIREITO PENAL PROGRESSÃO E REGRESSÃO DE REGIME PROGRESSÃO DE REGIME Visa

Leia mais

Art. 3º A Fundação Estadual de Meio Ambiente-Pantanal, expedirá as seguintes Licenças Ambientais:

Art. 3º A Fundação Estadual de Meio Ambiente-Pantanal, expedirá as seguintes Licenças Ambientais: Publicada no Diário Oficial nº 5.546, de 10 de julho de 2001. LEI Nº 2.257, DE 9 DE JULHO DE 2001. Dispõe sobre as diretrizes do licenciamento ambiental estadual, estabelece os prazos para a emissão de

Leia mais

CISG. Ana Carolina Beneti -30 de setembro de 2015 Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo

CISG. Ana Carolina Beneti -30 de setembro de 2015 Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo CISG Convenção de Viena - Contratos de Compra e Venda Internacional de Mercadorias Novas regras de comércio internacional e suas implicações na legislação brasileira Ana Carolina Beneti -30 de setembro

Leia mais

DECRETO N.º 37/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho

DECRETO N.º 37/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho DECRETO N.º 37/XIII Regula o acesso à gestação de substituição, procedendo à terceira alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho (procriação medicamente assistida) A Assembleia da República decreta, nos

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA DO OURO CNPJ: / Fone/Fax: (0XX87)

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA DO OURO CNPJ: / Fone/Fax: (0XX87) DECRETO Nº 028/2014 EMENTA: Regulamenta o acesso a Informação Pública pelo Cidadão (Lei Federal Nº 12.527/2011), no âmbito do Poder Executivo Municipal, cria normas e procedimentos e da outras O Prefeito

Leia mais

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão CONTRATO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL [ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portador do cartão de cidadão n.º [ ], válido até [ ], contrata na qualidade de locador, doravante

Leia mais

Formação do Contrato II. Termo inicial da proposta com prazo. Data da expedição ou da recepção da proposta?

Formação do Contrato II. Termo inicial da proposta com prazo. Data da expedição ou da recepção da proposta? Formação do Contrato II Termo inicial da proposta com prazo. Data da expedição ou da recepção da proposta? Se a proposta contratual for feita com prazo, a resposta deve ser expedida dentro do prazo concedido,

Leia mais

CISG: SILÊNCIO NA FORMAÇÃO DO CONTRATO

CISG: SILÊNCIO NA FORMAÇÃO DO CONTRATO CISG: SILÊNCIO NA FORMAÇÃO DO CONTRATO PROFESSOR Frederico Eduardo Z. Glitz o Doutor em Direito das Relações Sociais pela Universidade Federal do Paraná (2011). Mestre em Direito das Relações Sociais pela

Leia mais

CURSO DE DIREITO DO TRABALHO 515

CURSO DE DIREITO DO TRABALHO 515 CURSO DE DIREITO DO TRABALHO 515 12. PRÉ-CONTRATO. RESPONSABILIDADE PRÉ-CONTRATUAL. CONCEITO. ELEMENTOS. NATUREZA JURÍDICA. FUNDAMENTOS. EFEITOS NO CONTRATO DE TRABALHO 12.7. Conceito. Elementos Impõe-se

Leia mais

TRE/RS TRE/RS DIREITO CIVIL. Glauka Archangelo.

TRE/RS TRE/RS DIREITO CIVIL. Glauka Archangelo. TRE/RS DIREITO CIVIL.. EMENTA: DOS CONTRATOS: Noções gerais; classificação, formação. Regras especiais: vícios redibitórios, evicção. Dos contratos em espécie: Da prestação de serviço. DOS CONTRATOS: CONCEITO:

Leia mais

Prof. Me. Edson Guedes. Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO

Prof. Me. Edson Guedes. Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO Prof. Me. Edson Guedes Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO 5. Direito Civil Unidade II 5.1 Da validade dos negócios jurídicos; 5.2 Responsabilidade civil e ato ilícito; 5. Direito Civil 5.1 Da validade

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 06/03/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 06/03/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 06/03/2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com 7.2 Integração - Enquanto as formas de interpretação partem de textos legais para alcançar,

Leia mais

Aula 00. Contratação de Bens e Serviços p/transpetro. Cargo: Auditor Júnior. Teoria e Exercícios. Professor: Carlos Antônio Bandeira

Aula 00. Contratação de Bens e Serviços p/transpetro. Cargo: Auditor Júnior. Teoria e Exercícios. Professor: Carlos Antônio Bandeira s Aula 00 Contratação de Bens e Serviços p/transpetro Professor: Carlos Antônio Bandeira www.pontodosconcursos.com.br 1 AULA DEMONSTRATIVA MAPA DA AULA 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. Cronograma do Curso... 3

Leia mais

DECRETO N.º 27/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho

DECRETO N.º 27/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho DECRETO N.º 27/XIII Regula o acesso à gestação de substituição, procedendo à terceira alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho (procriação medicamente assistida) A Assembleia da República decreta, nos

Leia mais

Obrigatoriedade. Autonomia do Crédito Tributário. Origem:

Obrigatoriedade. Autonomia do Crédito Tributário. Origem: Direito Tributário Crédito tributário:conceito e constituição. Lançamento: conceito e modalidades de lançamento. Hipóteses de alteração do lançamento. Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com

Leia mais

Quando um contrato é necessário?

Quando um contrato é necessário? Quando um contrato é necessário? Milhares de pessoas realizam acordos diariamente sem se preocuparem com as formalidades e exigências legais. É certo que, para ser válido, nem todo acordo precisa ser formalizado

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Direito Administrativo Princípios constitucionais da Administração Pública Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Administrativo PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Aula I. Des. Maldonado de Carvalho. TEMA Princípios Gerais do CDC e Direitos básicos do consumidor. distribuição e o consumo em massa.

Aula I. Des. Maldonado de Carvalho. TEMA Princípios Gerais do CDC e Direitos básicos do consumidor. distribuição e o consumo em massa. Aula I Des. Maldonado de Carvalho TEMA Princípios Gerais do CDC e Direitos básicos do consumidor. - distribuição e o consumo em massa. justamente o que possui o conhecimento e a informação adequada sumidor.

Leia mais

ALTERAÇÕES AO REGIME DO ARRENDAMENTO URBANO PROCESSO DE ACTUALIZAÇÃO DAS RENDAS

ALTERAÇÕES AO REGIME DO ARRENDAMENTO URBANO PROCESSO DE ACTUALIZAÇÃO DAS RENDAS ALTERAÇÕES AO REGIME DO ARRENDAMENTO URBANO PROCESSO DE ACTUALIZAÇÃO DAS RENDAS ARRENDAMENTOS HABITACIONAIS (ARTS.º 30.º A 36.º) INICIATIVA DO SENHORIO Inicia-se com a comunicação do senhorio ao arrendatário,

Leia mais

*PROJETO DE LEI N.º 7.897, DE 2010 (Do Sr. Manoel Junior)

*PROJETO DE LEI N.º 7.897, DE 2010 (Do Sr. Manoel Junior) CÂMARA DOS DEPUTADOS *PROJETO DE LEI N.º 7.897, DE 2010 (Do Sr. Manoel Junior) Acrescenta o art. 32-A à Lei nº 6.515, de 23 de dezembro de 1977, de modo a permitir que, após a averbação do divórcio, as

Leia mais

Ana Flávia Penido 2. Penido, Ana Flávia. Princípio da boa-fé objetiva / Ana Flávia Penido. Varginha, f.

Ana Flávia Penido 2. Penido, Ana Flávia. Princípio da boa-fé objetiva / Ana Flávia Penido. Varginha, f. 1 Penido, Ana Flávia. P411p Princípio da boa-fé objetiva / Ana Flávia Penido. Varginha, 2015. 16 f. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web 1. Boa-fé (Direito). 2. Contratos.

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 548, DE 6 DE MAIO DE 2014

INSTRUÇÃO CVM Nº 548, DE 6 DE MAIO DE 2014 Altera, acrescenta e revoga dispositivos da Instrução CVM nº 400, de 29 de dezembro de 2003. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS - CVM torna público que o Colegiado, em reunião realizada em

Leia mais

Pratica Civil I 7º Semestre. AULA 07 Ação de Consignação em pagamento

Pratica Civil I 7º Semestre. AULA 07 Ação de Consignação em pagamento AULA 07 Ação de Consignação em pagamento TEXTO LEGAL COMPARADO TÍTULO III- DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS- CAPÍTULO I DA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO Art. 539 Nos casos previstos em lei, poderá o devedor

Leia mais

ERROS E OMISSÕES Código dos Contratos Públicos

ERROS E OMISSÕES Código dos Contratos Públicos ERROS E OMISSÕES Código dos Contratos Públicos J.M. Oliveira Antunes OCB Advogados - www.codejuris.pt Colóquio ATAM- Bragança, Outubro 2009 Erros e Omissões do Caderno de Encargos Prazo: Até quinto sexto

Leia mais

Código de Conduta da Alta Administração Pública. Código de Conduta da Alta Administração Pública. Código de Conduta da Alta Administração Pública

Código de Conduta da Alta Administração Pública. Código de Conduta da Alta Administração Pública. Código de Conduta da Alta Administração Pública CÓDIGO DE CONDUTA DA ALTA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL Josiane Hilbert FINALIDADE I - Tornar claras as regras éticas de conduta das autoridades da alta Federal, para que a sociedade possa aferir a integridade

Leia mais

Aula Introdução às Obrigações Solidárias: Por Marcelo Câmara

Aula Introdução às Obrigações Solidárias: Por Marcelo Câmara Por Marcelo Câmara texto Sumário: texto 3. Introdução às Obrigações Solidárias: 3.1. Conceito: 3.2 Natureza jurídica: 3.3. Princípios Gerais: 3.4 Espécies de obrigações solidárias: texto Desenvolvimento:

Leia mais

Direito das Obrigações

Direito das Obrigações Direito das Obrigações Matheus Hotsuta NASCIMENTO 1 RESUMO: Estudo específico sobre Direito das Obrigações, modalidade Obrigações de Dar, previsto no Código Civil, no Artigo 233 a 246. Esclarecimento de

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 116 DE 08 DE ABRIL DE 2015.

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 116 DE 08 DE ABRIL DE 2015. RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 116 DE 08 DE ABRIL DE 2015. Disciplina a concessão de visto a cientista, pesquisador, professor e ao profissional estrangeiro que pretenda vir ao País para participar das atividades

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CARGILL Nº 001/2009 CARGILL AGRÍCOLA S.A

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CARGILL Nº 001/2009 CARGILL AGRÍCOLA S.A EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CARGILL Nº 001/2009 CARGILL AGRÍCOLA S.A A Cargill Agrícola S.A., inscrita no CNPJ sob o número 60.498.706/0001-57, com sede na Av. Morumbi, 8234 Brooklin

Leia mais

Aula 11 1) RELAÇÃO ENTRE A FUNÇÃO SOCIAL DOS CONTRATOS E OS DEMAIS PRINCÍPIOS

Aula 11 1) RELAÇÃO ENTRE A FUNÇÃO SOCIAL DOS CONTRATOS E OS DEMAIS PRINCÍPIOS Turma e Ano: CAM MASTER B 2015 Matéria / Aula: Direito Civil Obrigações e Contratos Aula 11 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitor: Mário Alexandre de Oliveira Ferreira Aula 11 1) RELAÇÃO ENTRE A FUNÇÃO

Leia mais

Companhia de Saneamento de Minas Gerais

Companhia de Saneamento de Minas Gerais COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha 525 Belo Horizonte MG NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE A COMPANHIA DE

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 141, DE 2011 Redação Final

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 141, DE 2011 Redação Final PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 141, DE 2011 Redação Final Do Senador ROBERTO REQUIÃO Dispõe sobre o direito de resposta ou retificação do ofendido por matéria divulgada, publicada ou transmitida por veículo

Leia mais

Decreto n.º 6/01 de 19 de Janeiro - Regulamento sobre o Exercício da Actividade Profissional do Trabalhador Estrangeiro Não Residente

Decreto n.º 6/01 de 19 de Janeiro - Regulamento sobre o Exercício da Actividade Profissional do Trabalhador Estrangeiro Não Residente Decreto n.º 6/01 de 19 de Janeiro - Regulamento sobre o Exercício da Actividade Profissional do Trabalhador Estrangeiro Não Residente e-mail: geral@info-angola.com portal: www.info-angola.com Página 1

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO - IED. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO - IED. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO - IED Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com - Capacidade jurídica é uma medida limitadora ou delineadora da possibilidade de adquirir direitos e

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 6.834, DE 2013 (Do Sr. Jorge Bittar)

PROJETO DE LEI N.º 6.834, DE 2013 (Do Sr. Jorge Bittar) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 6.834, DE 2013 (Do Sr. Jorge Bittar) Proíbe a cobrança de laudêmio nas transmissões do bem aforado e regula o resgate da enfiteuse pelo foreiro. DESPACHO: APENSE-SE

Leia mais

Política de Investimento Pessoal

Política de Investimento Pessoal Política de Investimento Pessoal Introdução Com fundamento no art. 16, IX, da Instrução CVM n.º 558/15, o objetivo da política de investimento pessoal é estabelecer procedimentos e regras para os investimentos

Leia mais

CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como. Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA

CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como. Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA MODELO DE CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA ABAIXO: Pelo presente instrumento

Leia mais

Direito das Obrigações

Direito das Obrigações Direito das Obrigações Kauísa Carneiro ZANFOLIN RESUMO: Trata-se de obrigações das quais acarretam consequências jurídicas, são tratadas pela parte especial do Código Civil. Corresponde a uma relação de

Leia mais

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack Direito Empresarial Aula 7 Empresário e estabelecimento empresarial Prof. Dr. Érico Hack PUCPR Evolução - Empresa Teoria subjetiva Corporações de ofício Teoria objetiva atos de comércio lista taxativa

Leia mais

Direito Penal. Regimes penitenciários. Fixação do regime inicial da pena privativa de liberdade. Professor Adriano Kot

Direito Penal. Regimes penitenciários. Fixação do regime inicial da pena privativa de liberdade.  Professor Adriano Kot Direito Penal Regimes penitenciários. Fixação do regime inicial da pena privativa de liberdade Professor Adriano Kot www.acasadoconcurseiro.com.br www.estudaquepassa.com.br DIREITO PENAL PENAS PRIVATIVAS

Leia mais

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula 001-005 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Fontes Hierarquia (ordem de graduação) Autonomia (entre os diversos ramos) Aplicação (conflitos entre

Leia mais

LEI Nº , DE 25 DE SETEMBRO DE DOU de

LEI Nº , DE 25 DE SETEMBRO DE DOU de LEI Nº 11.788, DE 25 DE SETEMBRO DE 2008 DOU de 26.9.2008 Dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452,

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA CADASTRO E PROCESSOS SELETIVOS DE PROFISSIONAIS PALESTRANTES E INSTRUTORES DA VENDRAME CONSULTORES ASSOCIADOS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA CADASTRO E PROCESSOS SELETIVOS DE PROFISSIONAIS PALESTRANTES E INSTRUTORES DA VENDRAME CONSULTORES ASSOCIADOS EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA CADASTRO E PROCESSOS SELETIVOS DE PROFISSIONAIS PALESTRANTES E INSTRUTORES DA VENDRAME CONSULTORES ASSOCIADOS A Vendrame Consultores Associados Ltda., com sede na cidade de São

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DOS TRABALHADORES DA CMVM. Capítulo I Disposições gerais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DOS TRABALHADORES DA CMVM. Capítulo I Disposições gerais CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DOS TRABALHADORES DA CMVM Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto No exercício das suas funções, em particular nas relações com os restantes trabalhadores e com a CMVM,

Leia mais

Arrendamento Mercantil Leasing. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Arrendamento Mercantil Leasing. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Arrendamento Mercantil Leasing Instituições Financeiras Instituições financeiras são as pessoas jurídicas públicas ou privadas, que tenham como atividade principal ou acessória a coleta, intermediação

Leia mais

TERMO DE QUITAÇÃO. Orientações sobre o RECIBO DE QUITAÇÃO ANUAL

TERMO DE QUITAÇÃO. Orientações sobre o RECIBO DE QUITAÇÃO ANUAL TERMO DE QUITAÇÃO Caros Clientes, Foi publicada no DOU de 30/07/2009 a Lei nº 12.007, que dispõe sobre a obrigatoriedade das pessoas jurídicas, prestadoras de serviços públicos ou privados, de emitir e

Leia mais

LOCAL DE ENTREGA-ENDEREÇO CÓDIGO LOCAL DE ENTREGA ENDEREÇO CEP CIDADE ESTADO INFORMAÇÕES/EXIGÊNCIAS COMPLEMENTARES

LOCAL DE ENTREGA-ENDEREÇO CÓDIGO LOCAL DE ENTREGA ENDEREÇO CEP CIDADE ESTADO INFORMAÇÕES/EXIGÊNCIAS COMPLEMENTARES 31.10.2011 PAGINA 1 LISTA DE COMPRAS-SIMPLIFICADA Dispensa de Licitação :11/20038 Objeto: ADM CENTRAL - AQUISIÇÃO DE SUPORTE METÁLICO PARA PASTA SUSPENSA. CONDIÇÕES GERAIS DA LICITAÇÃO Validade da Proposta:

Leia mais

Ref: RESOLUÇÃO ANTT nº 5.063/2016 Estatuto da Juventude

Ref: RESOLUÇÃO ANTT nº 5.063/2016 Estatuto da Juventude Brasília, 31 de março de 2016 Of. circular 012/2016 Ref: RESOLUÇÃO ANTT nº 5.063/2016 Estatuto da Juventude Prezado Associado: Está publicada no Diário Oficial da União desta data e já disponível no site

Leia mais

Direito Tributário Obrigação tributária principal e acessória. 6. Fato gerador da obrigação tributária. 7. Sujeição ativa e passiva.

Direito Tributário Obrigação tributária principal e acessória. 6. Fato gerador da obrigação tributária. 7. Sujeição ativa e passiva. Direito Tributário Obrigação tributária principal e acessória. 6. Fato gerador da obrigação tributária. 7. Sujeição ativa e passiva. Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com Obrigação Tributária

Leia mais

Legislação de Trânsito

Legislação de Trânsito Legislação de Trânsito Dos Pedestres e Condutores de Veículos não Motorizados Professor: leandro Macedo www.acasadoconcurseiro.com.br Legislação de Trânsito DOS PEDESTRES E CONDUTORES DE VEÍCULOS NÃO

Leia mais

EXTINCÃO DA OBRIGAÇÃO CREDOR PUTATIVO

EXTINCÃO DA OBRIGAÇÃO CREDOR PUTATIVO EXTINCÃO DA OBRIGAÇÃO CREDOR PUTATIVO Luiz Henrique SILVA DE MATTOS RESUMO: Este presente artigo tratará brevemente sobre a evolução histórica dos direitos e obrigações. Alguns casos de extinção da obrigação

Leia mais

CONDÔMINO ANTISSOCIAL

CONDÔMINO ANTISSOCIAL CONDÔMINO ANTISSOCIAL Identificação: Prática reiterada de condutas colidentes com a Convenção e Regimento Interno. Potencial ofensivo grave. Repercussão geral na coletividade. Denominação: Conceito aberto

Leia mais

Imposto de Exportação

Imposto de Exportação P á g i n a 1 CONTEÚDO PARA O EXAME DA OEA AJUDANTE E DESPACHANTES ADUANEIROS Imposto de Exportação Comexleis treinamentos Ass. Com. Exterior Ltda P á g i n a 2 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada a

Leia mais

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por:

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por: LEI Nº 13.718, de 02 de março de 2006 Dispõe sobre o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública no Estado. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, Faço saber a todos os habitantes deste Estado

Leia mais

A FUNÇÃO SOCIAL DO CONTRATO

A FUNÇÃO SOCIAL DO CONTRATO A FUNÇÃO SOCIAL DO CONTRATO Natália Pereira SILVA RESUMO: O contrato é um instrumento jurídico de grande importância social na modernidade, desde a criação do Código Civil de 2002 por Miguel Reale, tal

Leia mais

As fontes obrigacionais do direito Brasileiro. Karen Karoline Lucas MUNHOZ 1

As fontes obrigacionais do direito Brasileiro. Karen Karoline Lucas MUNHOZ 1 As fontes obrigacionais do direito Brasileiro. Karen Karoline Lucas MUNHOZ 1 RESUMO: Declarações unilaterais de vontade derivadas da lei, que resultam em obrigações de dar e fazer. Palavras-chave: Fonte

Leia mais

PODERES ADMINISTRATIVOS

PODERES ADMINISTRATIVOS PODERES ADMINISTRATIVOS Direito Administrativo Prof. Rodrigo Cardoso PODER HIERÁRQUICO É o que consta no art. 116, da Lei n. 8.112/1990: Art. 116. São deveres do servidor: (...) IV cumprir as ordens superiores,

Leia mais

Projeto de Lei nº 131/XII. (Texto de substituição da versão inicial, apresentado pelo Grupo Parlamentar Proponente)

Projeto de Lei nº 131/XII. (Texto de substituição da versão inicial, apresentado pelo Grupo Parlamentar Proponente) Projeto de Lei nº 131/XII (Texto de substituição da versão inicial, apresentado pelo Grupo Parlamentar Proponente) Procede à segunda alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho, que regula a utilização

Leia mais

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRECTO Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS Índice Capítulo I - Disposições Gerais... Cláusula 1.ª Objeto... Cláusula 2.ª Local, prazo e modo da prestação...

Leia mais

Fato Gerador LINHA DO TEMPO

Fato Gerador LINHA DO TEMPO Fato Gerador LINHA DO TEMPO 1º ) Lei criou o imposto com a sua HIPÓTESE DE INCIDÊNCIA 2º ) Ocorreu o FATO GERADOR do imposto 3º ) Consequentemente surge o OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA 4º ) Ocorre o LANÇAMENTO

Leia mais

Lisboa, Junho de 2012 MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO

Lisboa, Junho de 2012 MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO Lisboa, Junho de 2012 O Programa REVITALIZAR Contribuir para dar novo fôlego a projetos empresariais operacionalmente viáveis, em que a função financeira se encontra desajustada face às condicionantes

Leia mais

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Copyright Ody & Keller Advocacia e Assessoria Empresarial, 2014. Todos os direitos reservados. Versão: 01 (outubro de 2014) Este material tem caráter informativo, e não deve ser

Leia mais

Medida Provisória nº 529, de 2011

Medida Provisória nº 529, de 2011 Medida Provisória nº 529, de 2011 Altera os arts. 21 e 24 da Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991, que dispõe sobre o Plano de Custeio da Previdência Social, para estabelecer alíquota diferenciada de contribuição

Leia mais

MANDADO DE SEGURANÇA N.º , DE CURITIBA - 10ª VARA CRIMINAL

MANDADO DE SEGURANÇA N.º , DE CURITIBA - 10ª VARA CRIMINAL MANDADO DE SEGURANÇA N.º 1.167.506-6, DE CURITIBA - 10ª VARA CRIMINAL Impetrante: GOOGLE BRASIL INTERNET LTDA. Autoridade Coatora: JUIZ DE DIREITO DA 10ª VARA CRIMINAL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO

Leia mais

Administrador Judicial na Falência e na Recuperação de Empresas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Administrador Judicial na Falência e na Recuperação de Empresas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Administrador Judicial na Falência e na Recuperação de Empresas Administrador Judicial O administrador judicial será profissional idôneo, preferencialmente advogado, economista, administrador de empresas

Leia mais

De destacar, a obrigatoriedade de igualdade de tratamento, pelo Empregador, entre o Trabalhador Nacional e o Trabalhador Estrangeiro.

De destacar, a obrigatoriedade de igualdade de tratamento, pelo Empregador, entre o Trabalhador Nacional e o Trabalhador Estrangeiro. O Decreto n.º 6/01, de 19 de Janeiro aprova o Regulamento Sobre o Exercício da Actividade Profissional do Trabalhador Estrangeiro Não Residente, quer no sector público, quer no sector privado, tendo entrado

Leia mais

Pioram as condições de financiamento para capital de giro

Pioram as condições de financiamento para capital de giro Especial Financiamento para capital de giro - 1º trimestre de 2016 Pioram as condições de financiamento para capital de giro A relação entre a evolução da dívida e o lucro operacional aumentou para 39,5%

Leia mais

LEI MUNICIPAL 7.850/97

LEI MUNICIPAL 7.850/97 LEI MUNICIPAL 7.850/97 (Nome do Projeto) (Código do Projeto) Pág. 1/11 PROCESSO: CARIMBO PROTOCOLO/SEJEL 1 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO: NOME DO PROJETO E CÓDIGO DO PROJETO:(consultar Tabela Classificatória

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 102/X. Primeira revisão da Lei nº 6/94, de 7 de Abril Segredo de Estado

PROJECTO DE LEI N.º 102/X. Primeira revisão da Lei nº 6/94, de 7 de Abril Segredo de Estado PROJECTO DE LEI N.º 102/X Primeira revisão da Lei nº 6/94, de 7 de Abril Segredo de Estado Passados já onze anos de vigência da Lei nº 6/94, de 7 de Abril, que pela primeira vez abordou, em termos democráticos,

Leia mais

Anexo IV -Modelo de Declaração de Inexistência de Impedimentos para a participação em procedimentos de contratação pública

Anexo IV -Modelo de Declaração de Inexistência de Impedimentos para a participação em procedimentos de contratação pública Anexo IV -Modelo de Declaração de Inexistência de Impedimentos para a participação em procedimentos de contratação pública Declaração de inexistência de impedimentos a que se refere a alínea 4) nº 1.2

Leia mais

Notícias Consolidação das Leis Federais

Notícias Consolidação das Leis Federais Notícias Consolidação das Leis Federais Encaminhado ao Congresso Nacional Projeto de lei para declarar expressamente revogadas leis e decretos-leis cujos preceitos perderam eficácia. (EM nº 020/2000 -

Leia mais