Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015"

Transcrição

1 Introdução O Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 atribuído pela Direcção Regional do Norte da Ordem dos Psicólogos Portugueses (DRN-OPP) pretende valorizar os membros estagiários enquanto elementos fundamentais para o crescimento e renovação da profissão de Psicólogo. Através deste prémio, a DRN-OPP reconhece publicamente a importância do seu trabalho durante a realização do estágio profissional, e o contributo que, nessas circunstâncias, é dado para a promoção e afirmação da Psicologia. Este prémio visa ainda reconhecer um início de excelência na construção de uma trajectória profissional, bem como evidenciar boas práticas no exercício da Psicologia. Por todos estes motivos, e na firme convicção de que a Psicologia na Região Norte é renovada e potenciada com a inclusão de jovens psicólogos competentes, a DRN-OPP dá continuidade à iniciativa da atribuição do Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015, este ano na sua 2ª edição. C L ÁU SUL A 1 ª Objecto 1. O presente Regulamento tem por objecto o procedimento de atribuição do Prémio para Melhor Estágio Profissional 2015, destinado a distinguir um estagiário que, durante a realização do seu estágio profissional, tenha demonstrado qualidades excepcionais na promoção e afirmação da Psicologia. 2. O Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 consiste num valor monetário de 500 euros, destinado a reconhecer o mérito do estagiário. C L ÁU SUL A 2 ª Entidades Promotoras 1. O Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 é uma iniciativa promovida pela Direcção Regional do Norte da Ordem dos - Psicólogos Portugueses, que pretende reconhecer a importância e contributo dos membros estagiários da região Norte para a afirmação da Psicologia. Página 1 de 6

2 C L ÁU SUL A 3 ª Objectivos O Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 tem como objectivos: Reconhecer publicamente e dar visibilidade à importância e contributo dos membros estagiários para a inovação e afirmação da Psicologia. Distinguir estagiários de excelência que, no decurso do seu estágio profissional, deram provas de particular proactividade e - inovação, para além de rigor e competência, contribuindo desta forma para a valorização do papel do Psicólogo nos seus diferentes contextos de actuação. Promover a disseminação de boas práticas a outros estagiários e jovens profissionais. C L ÁU SUL A 4 ª Destinatários 1. São potenciais candidatos à atribuição do Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 os membros da Delegação Regional do Norte da Ordem dos Psicólogos Portugueses que tenham realizado o seu estágio profissional numa entidade acolhedora situada em qualquer um dos distritos afectos à Delegação Regional do Norte (Porto, Braga, Aveiro, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança), que o tenham terminado durante o ano de 2015, e que tenha obtido neste a classificação de Muito Bom. 2. De acordo com o artigo 59º, ponto 3, da revisão do Estatuto da Ordem dos Psicólogos Portugueses, promulgada em decreto lei 138/2015, entende-se que a data de conclusão do estágio corresponde à data em que é atribuída a classificação final ao desempenho do estagiário. Página 2 de 6

3 C L ÁU SUL A 5 ª Candidatura 1. As candidaturas devem ser apresentadas de 1 de Abril de 2016 a 15 de Maio de O procedimento de candidatura inclui o preenchimento/redacção dos elementos: Identificação do Candidato, Documento de Candidatura, Parecer da Entidade e Parecer do Orientador no prazo referido no número 1 da presente cláusula Em Identificação do Candidato (formulário próprio, descarregado a partir do site devem ser preenchidas informações relativas ao candidato e à entidade onde desenvolveu o seu estágio profissional OPP. 4. Em Documento de Candidatura (documento livre elaborado pelo próprio candidato) deverão ser evidenciadas as razões pelas quais o candidato considera que o seu estágio se distinguiu e que deve ser merecedor da atribuição do Prémio de Melhor Estágio Profissional Este documento deve reflectir nomeadamente: a medida em que o estágio contribuiu para a afirmação do papel do Psicólogo na própria entidade acolhedora e na comunidade em que esta se insere; qual o seu papel na geração ou alargamento da rede de contactos da entidade acolhedora; o grau de criatividade e proactividade que marcaram as suas actividades de estágio. Este documento terá um limite máximo de 500 palavras. 5. O Parecer da Entidade Acolhedora (documento livre, elaborado e assinado pela direção da entidade acolhedora) deve ser um documento em que a direcção da entidade acolhedora ateste o papel e contributo do estagiário para o seu funcionamento e progresso. As mesmas dimensões referidas no número 4 da presente cláusula poderão ser abordadas neste parecer, que terá o limite máximo de 250 palavras, e que não deve ser confundido com o parecer de aptidão/inaptidão apresentado pelo orientador aquando do final do estágio. 6. O Parecer do Orientador (documento livre, elaborado e assinado pelo orientador) deve ser um documento em que o orientador, a partir da sua posição de profissional sénior, ateste a evolução do estagiário na construção do seu papel profissional e nas competências adquiridas, bem como o contributo que o seu estágio constituiu para a instituição. As mesmas dimensões referidas no número 4 da presente cláusula poderão ser abordadas neste parecer, que terá o limite máximo de 250 palavras, e que não deve ser confundido com o parecer de aptidão/inaptidão apresentado pelo orientador aquando do final do estágio. 7. As candidaturas, quando reúnam os vários elementos necessários à sua apresentação, deverão ser enviadas para no prazo referido no número 1 da presente cláusula. Página 3 de 6

4 C L ÁU SUL A 6 ª Avaliação de Candidaturas 1. O processo de análise e avaliação das candidaturas ao Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 decorre de 15 de Maio de 2016 a 27 de Setembro de 2016 e será realizado por um júri constituído por 3 elementos. 2. O processo de avaliação engloba duas fases: 2.1 A 1ª fase realiza-se através da análise cega dos elementos Documento de Candidatura, Parecer da Entidade Acolhedora e Parecer do Orientador referidos no ponto 2 da cláusula 5ª, e a sua análise, será exclusivamente da competência do júri. 2.2 A 2ª fase realiza-se através de um pitch, a ser apresentado durante as actividades de pré-congresso do 3º Congresso OPP, por candidatos especificamente seleccionados para esta segunda fase, e será avaliado tanto pelo júri como pela assistência presente. 3. Prevêem-se como critérios de seriação dos candidatos: 3.1 Na 1ª fase: a. Afirmação do papel do psicólogo na própria entidade de acolhimento e na comunidade em que esta se insere (20 pontos) b. Criatividade e proactividade das actividades de estágio (20 pontos) c. Contributo para a geração ou alargamento da rede de contactos da entidade acolhedora (10 pontos) 3.2 Na 2ª fase a. Incorporação do papel de Psicólogo, visível no discurso adoptado no pitch ex. capacidade de argumentação, de coerência do discurso, de clareza e rigor na transmissão da informação, que deve sistematizar os principais aspectos distintivos do estágio profissional (20 pontos, avaliação pelo júri) b. Incorporação do papel de Psicólogo, visível na postura adoptada no pitch ex. competências de comunicação não-verbal, de apresentação, de gestão de tempo (20 pontos, avaliação pelo júri) c. Avaliação global de melhor prestação (10 pontos, avaliação pela assistência) 4. Da 1ª fase de avaliação resulta a seguinte ordenação das candidaturas: As dez candidaturas com maior pontuação são pré-seleccionadas para atribuição do Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015, passando à 2ª fase de avaliação As restantes candidaturas não são seleccionadas para atribuição do Prémio de Melhor Estágio Profissional A pontuação final a atribuir às candidaturas que passem pelas duas fases de avaliação resulta da soma da pontuação total obtida na 1ª fase de avaliação e da pontuação obtida na 2ª fase de avaliação. 6. Para além do Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 o júri pode deliberar a atribuição de alguma menção honrosa, caso se justifique. Página 4 de 6

5 1. O Júri é constituído por: C L ÁU SUL A 7 ª Composição do Júri a. Um representante da Direcção da Delegação Regional do Norte da Ordem dos Psicólogos Portugueses; b. Um representante da Comissão de Estágios da Ordem dos Psicólogos Portugueses; c. Um Membro efectivo OPP. C L ÁU SUL A 8 ª Divulgação de Resultados e Entrega de Prémio 1. Os resultados são divulgados e o Prémio de Melhor Estágio Profissional 2015 será entregue durante a realização do 3º Congresso OPP. Página 5 de 6

6

Prémio Orlando Falcão [Regulamento do concurso] Preâmbulo

Prémio Orlando Falcão [Regulamento do concurso] Preâmbulo Prémio Orlando Falcão 2017 [Regulamento do concurso] Preâmbulo Desaparecido, prematuramente, no dia 10 de Maio de 2016, ORLANDO FALCÃO foi durante 30 anos professor na Escola Artística Soares dos Reis

Leia mais

CONCURSO. Pensar os Afectos Viver em Igualdade

CONCURSO. Pensar os Afectos Viver em Igualdade CONCURSO Pensar os Afectos Viver em Igualdade O concurso Pensar os Afectos Viver em Igualdade pretende premiar produtos e acções de sensibilização produzidos por alunos e alunas dos 1º, 2º e 3º Ciclos

Leia mais

Organização/ Parceiros/ Media Partners/ Apoios/

Organização/ Parceiros/ Media Partners/ Apoios/ www.ordemdospsicologos.pt Organização/ Parceiros/ Media Partners/ Apoios/ 04. INTRODUÇÃO 06. OJECTIVOS 07. REGULAMENTO DE CANDIDATURA 15. LINK ACESSO À CANDIDATURA O Prémio Healthy Workplaces - Locais

Leia mais

Regulamento - Quadro de Honra e Prémio de Mérito

Regulamento - Quadro de Honra e Prémio de Mérito Regulamento - Quadro de Honra e Prémio de Mérito Regulamento do Quadro de Honra e do Prémio de Mérito Artigo 1.º Objeto O Quadro de Honra e o Prémio de Mérito destinam-se a tornar visível o reconhecimento

Leia mais

Concurso Todos Contam. 2.ª edição

Concurso Todos Contam. 2.ª edição PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Concurso Todos Contam 2.ª edição Regulamento do Concurso O Concurso Todos Contam é uma iniciativa promovida pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade

Leia mais

10º Congresso Português do AVC. Porto, 4 a 6 de Fevereiro de Porto Sheraton Hotel

10º Congresso Português do AVC. Porto, 4 a 6 de Fevereiro de Porto Sheraton Hotel 10º Congresso Português do AVC Porto, 4 a 6 de Fevereiro de 2016 Porto Sheraton Hotel PRÉMIOS PARA APRESENTAÇÕES NO CONGRESSO PORTUGUÊS DO AVC REGULAMENTO Artigo 1º INTRODUÇÃO A Sociedade Portuguesa do

Leia mais

Regulamento do Concurso Prova 10

Regulamento do Concurso Prova 10 Regulamento do Concurso Prova 10 O presente Regulamento define as Regras de Funcionamento do Concurso Prova 10, cuja organização pertence à Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO CONCURSO DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO CONCURSO DISPOSIÇÕES GERAIS 1. Objectivo 1.1 O concurso Glassberries Design Awards, instituído pela BA Vidro, pretende promover a participação de jovens, na área de design de produto, mais

Leia mais

Regulamento CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ERMESINDE

Regulamento CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ERMESINDE Agrupamento de Escolas de Ermesinde 4033621 Regulamento CONCURSO PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ERMESINDE ARTIGO 1 [OBJECTO] 1. O Agrupamento de Escolas de Ermesinde entidade promotora,

Leia mais

REGULAMENTO Prémio Alumni Clube ISCTE BP Portugal

REGULAMENTO Prémio Alumni Clube ISCTE BP Portugal 2016/2017 REGULAMENTO - - 1º OBJETIVO 1. O PRÉMIO ALUMNI CLUBE ISCTE BP PORTUGAL é uma iniciativa que resulta de uma colaboração entre o Alumni Clube ISCTE e a BP Portugal e tem como objetivo reconhecer

Leia mais

Regulamento Interno AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS COLABORADORES

Regulamento Interno AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS COLABORADORES Regulamento Interno AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS COLABORADORES REGULAMENTO INTERNO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS COLABORADORES NORMA I ÂMBITO E DEFINIÇÃO 1. O presente regulamento, em conformidade com

Leia mais

guia concurso de ideias

guia concurso de ideias guia do concurso de ideias O Projecto LIMACRIA tem como parceiros as seguintes entidades: CEVAL - Conselho Empresarial do Vale do Lima IPVC - Instituto Politécnico de Viana do Castelo SPI - Sociedade Portuguesa

Leia mais

SÃO VICENTE 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA SENTIR SÃO VICENTE

SÃO VICENTE 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA SENTIR SÃO VICENTE SÃO VICENTE 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA SENTIR SÃO VICENTE PREÂMBULO A divulgação do património natural, cultural e paisagístico do concelho e a promoção de obras e eventos de interesse

Leia mais

Concurso de Ideias AgrInnovation. Instruções de participação

Concurso de Ideias AgrInnovation. Instruções de participação Concurso de Ideias AgrInnovation Instruções de participação Âmbito e objetivos As presentes instruções consagram os termos e as condições de participação no Concurso de Ideias AgrInnovation, promovido

Leia mais

Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta

Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta REGULAMENTO 1. Natureza do Prémio 1.1. O Banco Santander Totta e a Casa da América Latina decidiram criar o Prémio Científico Casa da América Latina/Santander

Leia mais

Prémios LCiP 2016 Portugal

Prémios LCiP 2016 Portugal Prémios LCiP 2016 Portugal Com o surgimento de novos modelos de negócios potencialmente mais sustentáveis, as abordagens de ciclo de vida são estratégias-chave para a melhoria do perfil de sustentabilidade

Leia mais

Prémios VALORFITO 2012

Prémios VALORFITO 2012 VALORFITO 2012 REGULAMENTO NOTA PRÉVIA Os Pontos de Retoma (PR s) VALORFITO são elementos essenciais e determinantes para o funcionamento do sistema e exercem as suas funções de forma inteiramente gratuita.

Leia mais

Modo literário: Texto narrativo (em prosa)

Modo literário: Texto narrativo (em prosa) 1 CONCURSO LITERÁRIO OUTONO VIVO 2011 TEMA: Lusofonia: Com a chave da voz abri a vida Modo literário: Texto narrativo (em prosa) REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS Objectivos a. Criar e/ou consolidar hábitos

Leia mais

Cartaz de Divulgação, Regulamento do Concurso Plantas Transgénicas no Dia-a-Dia e Ficha de Inscrição 2008/2009

Cartaz de Divulgação, Regulamento do Concurso Plantas Transgénicas no Dia-a-Dia e Ficha de Inscrição 2008/2009 CiB Centro de Informação de Biotecnologia [ 1 de 5] Regulamento do Concurso Plantas Transgénicas no Dia-a-Dia Ano Lectivo 2008/2009 1 - Introdução Para comemorar o 25º aniversário da comprovação da transformação

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA. Regulamento da Componente de Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos de Especialização Tecnológica

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA. Regulamento da Componente de Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos de Especialização Tecnológica INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA Cursos de Especialização Tecnológica Regulamento da Componente de Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos de Especialização Tecnológica A componente de formação em contexto

Leia mais

Regulamento de Estágios

Regulamento de Estágios Regulamento de Estágios 01.10.05 Conteúdo Enquadramento... 3 1 Caracterização... 3 2 Candidatura... 3 2.1 Estágios organizados pelos estudantes... 3 2.1.1 Trabalhadores estudantes... 3 3 Colocação... 4

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA FRANCA DE XIRA REGULAMENTO PROGRAMA DE ATRIBUIÇÃO DE ESTÁGIOS PARA O ENSINO SECUNDÁRIO E SUPERIOR PREÂMBULO

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA FRANCA DE XIRA REGULAMENTO PROGRAMA DE ATRIBUIÇÃO DE ESTÁGIOS PARA O ENSINO SECUNDÁRIO E SUPERIOR PREÂMBULO REGULAMENTO PROGRAMA DE ATRIBUIÇÃO DE ESTÁGIOS PARA O ENSINO SECUNDÁRIO E SUPERIOR PREÂMBULO A Educação não se extingue na escola, nem com a escolaridade obrigatória. A Educação adquire-se ao longo da

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS ELABORAÇÃO DE LOGÓTIPO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CONCELHO DE PROENÇA-A-NOVA Artigo 1º Objecto 1. O presente regulamento

Leia mais

REGULAMENTO. Prémios Turismo do Ribatejo 2ª Edição

REGULAMENTO. Prémios Turismo do Ribatejo 2ª Edição REGULAMENTO Prémios Turismo do Ribatejo 2ª Edição Novembro 2015 1. Âmbito Os Prémios Turismo do Ribatejo são uma iniciativa da Turismo do Alentejo e Ribatejo que visa distinguir e divulgar projetos e iniciativas

Leia mais

Concurso de Multimédia

Concurso de Multimédia Concurso de Multimédia Ciências da Terra para a Sociedade Regulamento do Concurso Artigo 1.º Apresentação A Comissão Organizadora da Conferência Internacional As Geociências no Desenvolvimento das Comunidades

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO ERA UMA VEZ NA BIBLIOTECA CONTO INFANTO-JUVENIL

REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO ERA UMA VEZ NA BIBLIOTECA CONTO INFANTO-JUVENIL REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO ERA UMA VEZ NA BIBLIOTECA CONTO INFANTO-JUVENIL Aprovado em reunião de câmara a 14/10/2008 Secção I Introdução 1.º A Câmara Municipal de Estarreja organiza, anualmente,

Leia mais

Concurso de Ideias Lança o teu Futuro! 2ª Edição. Regulamento

Concurso de Ideias Lança o teu Futuro! 2ª Edição. Regulamento Concurso de Ideias Lança o teu Futuro! 2ª Edição Regulamento 1.º Âmbito e objetivos O presente regulamento consagra os termos e as condições de participação no Concurso de Ideias Lança o teu Futuro! 2ª

Leia mais

REGULAMENTO. Concurso CHEF IN.AVE. Escolas do Ensino Profissional. 1ª Edição Ano letivo 2015/2016. Preâmbulo

REGULAMENTO. Concurso CHEF IN.AVE. Escolas do Ensino Profissional. 1ª Edição Ano letivo 2015/2016. Preâmbulo REGULAMENTO Concurso CHEF IN.AVE Escolas do Ensino Profissional 1ª Edição Ano letivo 2015/2016 Preâmbulo 1. O presente documento visa regular o Concurso CHEF IN.AVE, as regras de participação e atribuição

Leia mais

REGULAMENTO DO 2º CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO NO ÂMBITO DO PROJETO INCUBAR+LEZIRIA

REGULAMENTO DO 2º CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO NO ÂMBITO DO PROJETO INCUBAR+LEZIRIA REGULAMENTO DO 2º CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO NO ÂMBITO DO PROJETO INCUBAR+LEZIRIA 1. ENQUADRAMENTO 1 a. O projecto INCUBAR+LEZIRIA é uma Ação Coletiva, dinamizada pela NERSANT, INSTITUTO POLITÉCNICO

Leia mais

máxima de 2 minutos (em formato mp4 e a resolução mínima de 720px), no qual deverá ser

máxima de 2 minutos (em formato mp4 e a resolução mínima de 720px), no qual deverá ser ARRISCA C 2015 Concurso de Ideias e Planos de Negócio REGULAMENTO V1 1. Este concurso visa estimular o desenvolvimento de conceitos de negócio em torno dos quais se perspetive a criação de novas empresas.

Leia mais

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA REGULAMENTO CONCURSO DE FOTOGRAFIA A PSP DOS AÇORES 1. ORGANIZAÇÃO O presente Concurso de fotografia é organizado pelo Comando Regional da PSP dos Açores (CR Açores), com o objectivo de consolidar um banco

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DO CONCURSO DE MONTRAS DE PRIMAVERA

TERMOS E CONDIÇÕES DO CONCURSO DE MONTRAS DE PRIMAVERA TERMOS E CONDIÇÕES DO CONCURSO DE MONTRAS DE PRIMAVERA O Município do Porto em parceria com a Associação dos Comerciantes do Porto (ACP) promove o Concurso de Montras de Primavera, com vista a sensibilizar

Leia mais

Regulamento CONCURSO: Postal de Natal ecológico. Concurso Postal de Natal ecológico 5ª Edição Entidade Promotora

Regulamento CONCURSO: Postal de Natal ecológico. Concurso Postal de Natal ecológico 5ª Edição Entidade Promotora Concurso Postal de Natal ecológico 5ª Edição - 2016 CONCURSO: Postal de Natal ecológico Regulamento 1 - Entidade Promotora O concurso Postal de Natal ecológico é uma iniciativa da Câmara Municipal de Gouveia,

Leia mais

Regulamento do Trabalho Final dos Mestrados da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa Capítulo 1 Disposições Gerais

Regulamento do Trabalho Final dos Mestrados da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa Capítulo 1 Disposições Gerais Regulamento do Trabalho Final dos Mestrados da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa Capítulo 1 Disposições Gerais Artigo 1º Enquadramento, âmbito de aplicação e objectivo

Leia mais

Regulamento do Concurso

Regulamento do Concurso 1. O Concurso é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura, enquadrada na 11ª Edição da Semana da Leitura, que se centra no Prazer de LeR em todos os momentos e em todos os lugares, sendo os trabalhos

Leia mais

PRÉMIO MUNICIPAL EMPRESÁRIOS DO CONCELHO DE MOURA Critérios de Atribuição

PRÉMIO MUNICIPAL EMPRESÁRIOS DO CONCELHO DE MOURA Critérios de Atribuição PRÉMIO MUNICIPAL EMPRESÁRIOS DO CONCELHO DE MOURA Critérios de Atribuição Preâmbulo Os empresários assumem um papel preponderante no desenvolvimento do Concelho de Moura, o compromisso por eles assumido

Leia mais

Regulamento do Concurso O meu Postal de Férias! 1. Tema do concurso: O que tornou este teu verão inesquecível? 2. Objetivo do concurso:

Regulamento do Concurso O meu Postal de Férias! 1. Tema do concurso: O que tornou este teu verão inesquecível? 2. Objetivo do concurso: Regulamento do Concurso O meu Postal de Férias! O presente Regulamento define as regras de funcionamento do concurso O meu Postal de Férias!, cuja organização pertence à Agência Nacional para a Qualificação

Leia mais

Concurso Interno de Cordas Friccionadas Regulamento 2015/2016

Concurso Interno de Cordas Friccionadas Regulamento 2015/2016 Concurso Interno de Cordas Friccionadas Regulamento 2015/2016 A c a d e m i a d e M ú s i c a F e r n a n d e s F ã o A v. C e n t r o C í v i c o V i l a P r a i a d e  n c o r a w w w. a c a d e m i

Leia mais

a) O exercício de tarefas, funções ou atividades em que o Estudante detenha experiência prévia na

a) O exercício de tarefas, funções ou atividades em que o Estudante detenha experiência prévia na REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES NO ÂMBITO DO MESTRADO EM CONTABILIDADE E FINANÇAS (EM VIGOR A PARTIR DO ANO LETIVO 2012/2013) Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto 1. Este regulamento aplica-se,

Leia mais

Modo literário: Texto narrativo (em prosa)

Modo literário: Texto narrativo (em prosa) 1 CONCURSO LITERÁRIO OUTONO VIVO 2012 TEMA: Açorianidade Percursos à volta de casa Modo literário: Texto narrativo (em prosa) REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS Objectivos a. Criar e/ou consolidar hábitos

Leia mais

EESTÁGIO PROFISSIONAL

EESTÁGIO PROFISSIONAL CAPÍTULO I Artigo 1.º Regime aplicável 1. O presente regulamento refere-se aos procedimentos de regulação do Estágio do 1.º ano do ramo de Design, da licenciatura do Curso de Arte e Design da Escola Superior

Leia mais

REGULAMENTO. 2. O Prémio tem como finalidade incentivar a produção poética, premiando obras poéticas inéditas de escritores de língua portuguesa.

REGULAMENTO. 2. O Prémio tem como finalidade incentivar a produção poética, premiando obras poéticas inéditas de escritores de língua portuguesa. REGULAMENTO 1. A Livraria Arquivo e a Fundação Caixa Agrícola de Leiria instituíram O Prémio de Poesia FRANCISCO RODRIGUES LOBO, pretendendo contribuir para a dinamização poética, cultural e literária

Leia mais

S. R. CÂMARA MUNICIPAL DE ALFÂNDEGA DA FÉ REGULAMENTO DO

S. R. CÂMARA MUNICIPAL DE ALFÂNDEGA DA FÉ REGULAMENTO DO REGULAMENTO DO CONCURSO PROFESSOR JOÃO BAPTISTA VILARES INCENTIVO AO SUCESSO ESCOLAR Preâmbulo Considerando a importância da educação no processo de desenvolvimento do concelho; Considerando a necessidade

Leia mais

da Avaliação do Desempenho e Alteração do Posicionamento Remuneratório

da Avaliação do Desempenho e Alteração do Posicionamento Remuneratório Regulamento da Avaliação do Desempenho e Alteração do Posicionamento Remuneratório Capítulo I Generalidades Artigo 1.º Objecto O presente regulamento, editado com base nos artigos 74.º-A a 74.º-C do ECDU,

Leia mais

CONCURSO DE PRESÉPIOS Programa de concurso

CONCURSO DE PRESÉPIOS Programa de concurso CONCURSO DE PRESÉPIOS Programa de concurso Introdução No sentido de manter viva uma das mais belas tradições de Natal a Câmara Municipal do Porto, através do Pelouro da Cultura e da Direção Municipal de

Leia mais

REGULAMENTO. Preâmbulo

REGULAMENTO. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo A Direção do CEDRAC Conselho Empresarial da Região do Ave e Cávado decidiu integrar no seu plano de atividades a iniciativa Prémios CEDRAC, que visa, anualmente, distinguir, reconhecer

Leia mais

Regulamento Artigo 1.º Objeto Artigo 2.º Objetivos Artigo 3.º Destinatários Artigo 4.º Fases

Regulamento Artigo 1.º Objeto Artigo 2.º Objetivos Artigo 3.º Destinatários Artigo 4.º Fases Regulamento Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento visa estabelecer o modo de funcionamento do Concurso Poliempreende, uma iniciativa conjunta, no âmbito do empreendedorismo, dos Institutos Politécnicos

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO MAIS ENERGIA PROMOVIDO PELA SOCIEDADE PORTUGUESA DE FÍSICA E PELA FUNDAÇÃO GALP ENERGIA

REGULAMENTO DO CONCURSO MAIS ENERGIA PROMOVIDO PELA SOCIEDADE PORTUGUESA DE FÍSICA E PELA FUNDAÇÃO GALP ENERGIA REGULAMENTO DO CONCURSO MAIS ENERGIA PROMOVIDO PELA SOCIEDADE PORTUGUESA DE FÍSICA E PELA FUNDAÇÃO GALP ENERGIA 1 OBJECTIVO O concurso MAIS ENERGIA promovido pela SOCIEDADE PORTUGUESA DE FÍSICA (SPF) E

Leia mais

7ª Edição do Concurso Encontro de Poesia. Normas de participação

7ª Edição do Concurso Encontro de Poesia. Normas de participação 7ª Edição do Concurso Encontro de Poesia Normas de participação Artigo 1º Objetivos e Tema A 7ª edição do Concurso de Poesia, promovido pela Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva tem como principais objetivos:

Leia mais

Regulamento de Estágios CET- Cursos Especialização Tecnológica

Regulamento de Estágios CET- Cursos Especialização Tecnológica Regulamento de Estágios CET- Cursos Especialização Tecnológica A Objectivos dos Estágios 1) Os Estágios que integram a componente de formação em contexto de trabalho dos Cursos de Especialização Tecnológica

Leia mais

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas para a eleição do director do

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE TECNOLOGIAS E CIÊNCIAS REGULAMENTO PRÉMIO DE PROMOÇÃO AO EMPREENDEDORISMO

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE TECNOLOGIAS E CIÊNCIAS REGULAMENTO PRÉMIO DE PROMOÇÃO AO EMPREENDEDORISMO INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE TECNOLOGIAS E CIÊNCIAS REGULAMENTO PRÉMIO DE PROMOÇÃO AO EMPREENDEDORISMO Luanda, Setembro de 2016 ÍNDICE PRÊAMBULO... 2 I. OBJECTIVO... 2 II. CATEGORIA... 2 III. ELEGIBILIDADE...

Leia mais

REGULAMENTO.

REGULAMENTO. REGULAMENTO www.fjuventude.pt 1. PREÂMBULO O Concurso Lugares Criativos 100 Ideias, Como Melhorar a Tua cidade, adiante designado Concurso é realizado pela Fundação da Juventude em parceria com a ADDICT

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CANDIDATOS A SOLICITADOR 2010/2011

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CANDIDATOS A SOLICITADOR 2010/2011 REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CANDIDATOS A SOLICITADOR 2010/2011 O estágio dos candidatos a solicitadores rege-se pelas disposições do Estatuto da Câmara dos Solicitadores e pelo presente regulamento, aprovado

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE OLIVAIS. Prémio Literário e de Ilustração Eça de Queiroz

JUNTA DE FREGUESIA DE OLIVAIS. Prémio Literário e de Ilustração Eça de Queiroz Prémio Literário e de Ilustração Eça de Queiroz Introdução Considerando a importância do papel das instituições públicas na promoção e apoio das artes e da cultura, nomeadamente da literatura e da ilustração

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA APDL Focando o Porto de Leixões. (5ª Edição)

CONCURSO DE FOTOGRAFIA APDL Focando o Porto de Leixões. (5ª Edição) CONCURSO DE FOTOGRAFIA APDL- 2016 Focando o Porto de Leixões (5ª Edição) I. ENQUADRAMENTO I.1. A APDL promove a 5ª edição do concurso de fotografia Focando o Porto de Leixões, com os seguintes objectivos:

Leia mais

De: Secretaria Nacional Pedagógica Para: Juntas Regionais, Juntas de Núcleo e Agrupamentos. Assunto: Concurso Jovem Consumidor Responsável

De: Secretaria Nacional Pedagógica Para: Juntas Regionais, Juntas de Núcleo e Agrupamentos. Assunto: Concurso Jovem Consumidor Responsável Circular 8-1-006 de 1 de Fevereiro De: Secretaria Nacional Pedagógica Para: Juntas Regionais, Juntas de Núcleo e Agrupamentos Assunto: Concurso Jovem Consumidor Responsável Caros Irmãos Escutas A Direcção

Leia mais

Serralves em Festa 2008 Concurso de Projectos Artísticos

Serralves em Festa 2008 Concurso de Projectos Artísticos Serralves em Festa 2008 Concurso de Projectos Artísticos 1. ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS A Fundação de Serralves pretende promover a integração da jovem criação artística, proporcionando visibilidade junto

Leia mais

Regulamento. Artigo 1.º. Objeto

Regulamento. Artigo 1.º. Objeto Regulamento Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento visa estabelecer o modo de funcionamento do Concurso Poliempreende, uma iniciativa conjunta, no âmbito do empreendedorismo, dos Institutos Politécnicos

Leia mais

REGULAMENTO Concurso. Artigo 1.º Enquadramento

REGULAMENTO Concurso. Artigo 1.º Enquadramento REGULAMENTO Concurso Artigo 1.º Enquadramento 1. A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT NOVA) dinamiza o concurso FCT NOVA Challenge que tem como objetivo promover nos

Leia mais

ESCOLA S/3 DE CARVALHOS Quadros de Excelência, Honra, Valor e o Prémio Querer é Vencer. Introdução

ESCOLA S/3 DE CARVALHOS Quadros de Excelência, Honra, Valor e o Prémio Querer é Vencer. Introdução REGULAMENTO QUADRO DE EXCELÊNCIA, QUADRO DE HONRA, QUADRO DE VALOR E PRÉMIO QUERER É VENCER Introdução A Escola Secundária com 3º Ciclo de Carvalhos pretende contribuir para o desenvolvimento pleno e harmonioso

Leia mais

PORTO7 Festival Internacional de Curtas-metragens do Porto Edição 2012

PORTO7 Festival Internacional de Curtas-metragens do Porto Edição 2012 PORTO7 Festival Internacional de Curtas-metragens do Porto Edição 2012 - REGULAMENTO Artigo 1º Organização é um evento organizado pela FICP Associação para a promoção da cultura, cinema, artes e meios

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário 4 Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL Centro-VQA-2009-13-BM-13 1 Nos termos do Regulamento Específico Acções

Leia mais

Troféu Português do Voluntariado Regulamento

Troféu Português do Voluntariado Regulamento Troféu Português do Voluntariado Regulamento INTRODUÇÃO Considerando a necessidade de promover e incentivar a prática do voluntariado, de relevar o trabalho anónimo, empenhado e desinteressado, de incentivar

Leia mais

BOLSAS ES JOVEM / NOS ALIVE. 3. ª e d i ç ã o. FAQ s

BOLSAS ES JOVEM / NOS ALIVE. 3. ª e d i ç ã o. FAQ s BOLSAS ES JOVEM / NOS ALIVE 3. ª e d i ç ã o FAQ s 2016 FAQ S I FINALIDADE DO PROGRAMA ES JOVEM 1. Qual é a finalidade do programa ES Jovem? Este programa tem como finalidade dar a conhecer o sector da

Leia mais

Normas de Participação Concurso «Eu e a minha bicicleta»

Normas de Participação Concurso «Eu e a minha bicicleta» Artigo Primeiro Designação do concurso e entidades 1. O Concurso EU E A MINHA BICICLETA é um concurso organizado pela Câmara Municipal do Seixal, no âmbito do projeto da Rede Ciclável do Concelho do Seixal,

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA. CAPÍTULO I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito

REGULAMENTO DE BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA. CAPÍTULO I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito I N S T I T U T O D E E N G E N H A R I A B I O M É D I C A REGULAMENTO DE BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito O presente regulamento, aprovado pela Fundação

Leia mais

P R É M I O M U N I C I P A L D E A R Q U I T E T U R A D E O D I V E L A S R E G U L A M E N T O

P R É M I O M U N I C I P A L D E A R Q U I T E T U R A D E O D I V E L A S R E G U L A M E N T O P R É M I O M U N I C I P A L D E A R Q U I T E T U R A D E O D I V E L A S R E G U L A M E N T O P R É M I O M U N I C I P A L D E A R Q U I T E T U R A D E O D I V E L A S PREÂMBULO O Prémio Municipal

Leia mais

Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015 REGULAMENTO

Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015 REGULAMENTO Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015 REGULAMENTO Artigo 1.º Âmbito O presente regulamento estabelece as normas pelas quais se rege o concurso CIDADES ANALÍTICAS 2015, iniciativa

Leia mais

3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1;

3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1; EDITAL 1. Faz-se público que estão abertas, candidaturas para a admissão ao Curso de Mestrado em Promoção e Educação para a Saúde, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2016/2017, em organização conjunta

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE CURTAS-METRAGENS

REGULAMENTO DO CONCURSO DE CURTAS-METRAGENS REGULAMENTO DO CONCURSO DE CURTAS-METRAGENS Prevenção é a Solução Artº1 Objetivos 1.O concurso de Curtas-Metragens Prevenção é a Solução, é uma iniciativa da Fundação Portuguesa A Comunidade Contra a SIDA,

Leia mais

AAC AMP ANAC ARE ARFA - ARAP

AAC AMP ANAC ARE ARFA - ARAP TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A DEFINIÇÃO DE UM LEMA E O DESENHO DO LOGOTIPO DA ASSOCIAÇÃO CABOVERDIANA DAS ENTIDADES REGULADORAS INDEPENDENTES - ACERI ENQUADRAMENTO A Associação Caboverdiana das Entidades

Leia mais

PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS FINALIDADE DO PRÉMIO O Prémio de Boas Práticas em Saúde (PBPS) é promovido desde 2006 pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento

Leia mais

ENTERPRISING THE FUTURE BY PORTUGUESE NATURAL STONE

ENTERPRISING THE FUTURE BY PORTUGUESE NATURAL STONE ENTERPRISING THE FUTURE BY PORTUGUESE NATURAL STONE Regulamento do Concurso Ideias Empreendedoras Ideias empreendedoras geram projetos vencedores! Data: 03-07-2017 1. ENQUADRAMENTO 1.1. A presente operação

Leia mais

Coimbra, a implementar no ano letivo 2016/2017.

Coimbra, a implementar no ano letivo 2016/2017. REGULAMENTO DA I EXPO EMPRESAS JUNIOR NO ÂMBITO DA 4.ª EDIÇÃO DO PROGRAMA "EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS DA REGIÃO DE COIMBRA" 2016/2017 O programa Empreendedorismo nas Escolas da Região de Coimbra tem

Leia mais

Prémio de Voluntariado Universitário Santander Universidades REGULAMENTO

Prémio de Voluntariado Universitário Santander Universidades REGULAMENTO Prémio de Voluntariado Universitário Santander Universidades REGULAMENTO O Banco Santander Totta, através do programa Santander Universidades, promove, desde 2003 e no âmbito da sua Política de Envolvimento

Leia mais

Concursos de Principais alterações face a João Carreira

Concursos de Principais alterações face a João Carreira Concursos de 2014 Principais alterações face a 2013 João Carreira Que novos concursos são lançados hoje? São lançados 6 concursos: 2 Concursos de 2014: Principais alterações face a 2013 TIPOLOGIAS DE PROJETO:

Leia mais

DESPACHO. ASSUNTO: Regulamento de Candidatura - Programa Leonardo Da Vinci para diplomados ESTeSL

DESPACHO. ASSUNTO: Regulamento de Candidatura - Programa Leonardo Da Vinci para diplomados ESTeSL DESPACHO N.º 29/2013 Data: 2013/06/21 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e não Docente ASSUNTO: Regulamento de Candidatura - Programa Leonardo Da Vinci para diplomados ESTeSL 2012-2014. No

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS

PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento tem como objecto a definição

Leia mais

Normas de Participação do Concurso de Vestidos de Chita

Normas de Participação do Concurso de Vestidos de Chita Normas de Participação do Concurso de Vestidos de Chita Feira de São Mateus 2017 I- Organização O Concurso de Vestidos de Chita Feira de São Mateus 2017 é organizado pela Viseu Marca, entidade organizadora

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS MENTES BRILHANTES PARA O TURISMO MILITAR

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS MENTES BRILHANTES PARA O TURISMO MILITAR REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS MENTES BRILHANTES PARA O TURISMO MILITAR UMA PARCERIA ENTRE A UNIVERSIDADE DE AVEIRO E A UNIVERSIDADE FEDERA FLUMINENSE Artigo 1º. Abrangência e Objetivos 1 - O Concurso

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA REGULAMENTO DO CONCURSO FOTOGRAFIA O VINHO MADEIRA EM IMAGENS 1 ENTIDADE PROMOTORA O Concurso de fotografia O VINHO MADEIRA EM IMAGENS é organizado pelo Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da

Leia mais

PASSATEMPO À VELOCIDADE DO SOL - ADENDA AO REGULAMENTO -

PASSATEMPO À VELOCIDADE DO SOL - ADENDA AO REGULAMENTO - PASSATEMPO - ADENDA AO REGULAMENTO - 1. INTRODUÇÃO Dado que a organização da Semana da Energia e do Ambiente (SEA) recebeu solicitações por parte de alunos que estão a frequentar o 9º ano para participarem

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS EMPREENDER LEIRIA

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS EMPREENDER LEIRIA REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS EMPREENDER LEIRIA Preâmbulo Os Concursos de Ideias EMPREENDER LEIRIA são promovidos pela NERLEI e estão inseridos no projeto EMPREENDER LEIRIA, que visa contribuir para um

Leia mais

POAT/FSE QREN ( ) Critérios de Análise de Projecto

POAT/FSE QREN ( ) Critérios de Análise de Projecto POAT/FSE QREN (2007 2013) Critérios de Análise de Projecto Índice Página 1 - Critérios de análise 3 2 - Critérios comuns 4 3 - Critérios específicos 5 4 - Classificação 6 5 - Anexos 7 2 1. Critérios de

Leia mais

INUAF - INSTITUTO SUPERIOR DOM AFONSO III

INUAF - INSTITUTO SUPERIOR DOM AFONSO III Colégio de Pós Graduações Regulamento do Mestrado em Psicologia Clínica Artigo 1º O Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF) confere o grau de Mestre em Psicologia Clínica. Artigo 2º Objectivos Gerais

Leia mais

NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DOS PRÉMIOS DE DESEMPENHO DESPORTIVO

NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DOS PRÉMIOS DE DESEMPENHO DESPORTIVO NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DOS PRÉMIOS DE DESEMPENHO DESPORTIVO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DA FEIRA NORMAS DE ATRIBUIÇÃO DOS PRÉMIOS DE DESEMPENHO DESPORTIVO GALA DO DESPORTO DE SANTA MARIA DA FEIRA Preâmbulo

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR A MINHA ESCOLA ADOTA: UM MUSEU, UM PALÁCIO, UM MONUMENTO

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR A MINHA ESCOLA ADOTA: UM MUSEU, UM PALÁCIO, UM MONUMENTO REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR A MINHA ESCOLA ADOTA: UM MUSEU, UM PALÁCIO, UM MONUMENTO O concurso escolar A minha escola adota um museu, um palácio, um monumento... é uma iniciativa promovida conjuntamente

Leia mais

Concurso Todos Contam. 5.ª edição

Concurso Todos Contam. 5.ª edição PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Concurso Todos Contam 5.ª edição Regulamento do Concurso O Concurso Todos Contam é uma iniciativa promovida pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade

Leia mais

Escola Cooperativa Vale S. Cosme Departamento Expressões e Tecnologias

Escola Cooperativa Vale S. Cosme Departamento Expressões e Tecnologias Preâmbulo Com o presente regulamento, o departamento de Expressões e Tecnologias pretende definir as regras do Concurso de Pintura 25 anos 25 acontecimentos. Artigo 1º Objetivos O Concurso de Pintura:

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÉMIO DE EXCELÊNCIA E QUALIDADE EUROCIDADE VALENÇA TUI 2016

REGULAMENTO DO PRÉMIO DE EXCELÊNCIA E QUALIDADE EUROCIDADE VALENÇA TUI 2016 REGULAMENTO DO PRÉMIO DE EXCELÊNCIA E QUALIDADE EUROCIDADE VALENÇA TUI 2016 1. Âmbito e Objetivos Este Prémio é atribuído anualmente pela CÂMARA MUNICIPAL DE VALENÇA e a ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS,

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE DESENHO INFANTIL

REGULAMENTO CONCURSO DE DESENHO INFANTIL REGULAMENTO CONCURSO DE DESENHO INFANTIL Introdução 1. O I.º Concurso de desenho da Associação Portuguesa para a Igualdade Parental e Direitos dos Filhos (APIPDF) integra a organização da IV Conferência

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DO CARTAZ DO II CONGRESSO DE ANDEBOL DE ESPINHO

REGULAMENTO DO CONCURSO DO CARTAZ DO II CONGRESSO DE ANDEBOL DE ESPINHO 1 REGULAMENTO DO CONCURSO DO CARTAZ DO II CONGRESSO DE ANDEBOL DE ESPINHO No âmbito do II Congresso de Andebol de Espinho, a organização decidiu criar um espaço para elaboração e apresentação de um cartaz

Leia mais

Regulamento do Estágio e Projecto Final de Curso

Regulamento do Estágio e Projecto Final de Curso Regulamento do Estágio e Projecto Final de Curso 1. Introdução O presente regulamento refere-se ao Estágio e Projecto Individual, previsto nos planos curriculares dos cursos de licenciatura da Escola Superior

Leia mais

Assunto: Posição do SNESup sobre o projeto do Regulamento de Avaliação de Desempenho dos Docentes da Escola Naval.

Assunto: Posição do SNESup sobre o projeto do Regulamento de Avaliação de Desempenho dos Docentes da Escola Naval. Exmo. Senhor Capitão-de-Mar-e-Guerra João Paulo Ramalho Marreiros Diretor de Ensino da Escola Naval N/Refª:Dir:AV/0957/15 12-10-2015 Assunto: Posição do SNESup sobre o projeto do Regulamento de Avaliação

Leia mais

COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DAS TERRAS DE TRÁS-OS-MONTES CONCURSO LOGOMARCA CIM-TTM REGULAMENTO

COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DAS TERRAS DE TRÁS-OS-MONTES CONCURSO LOGOMARCA CIM-TTM REGULAMENTO CONCURSO LOGOMARCA CIM-TTM REGULAMENTO I. Preâmbulo 1. A Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes (adiante designada de CIM-TTM ) foi constituída em 2013, na sequência do previsto na Lei

Leia mais

Regulamento da 3ª Edição do Concurso A DIVERSIDADE VISTA PELOS MAIS NOVOS. Para alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário.

Regulamento da 3ª Edição do Concurso A DIVERSIDADE VISTA PELOS MAIS NOVOS. Para alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário. Regulamento da 3ª Edição do Concurso A DIVERSIDADE VISTA PELOS MAIS NOVOS Para alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário Enquadramento A existência num espaço geográfico de pessoas provenientes

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsa Social Xadrez Dr.ª Célia Santos

Regulamento de Atribuição de Bolsa Social Xadrez Dr.ª Célia Santos Regulamento de Atribuição de Bolsa Social Xadrez Dr.ª Célia Santos Inscrições Abertas de 20 de fevereiro a 15 março Sede CPC Rua Pedro Álvares Cabral (EB1/JI), Vila Nova de Caparica, 2825-049 Caparica

Leia mais

PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS

PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 32 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS Nos termos do Regulamento do

Leia mais

Prémio Melhor Tese de Inovação e Empreendedorismo 1.ª Edição 2016

Prémio Melhor Tese de Inovação e Empreendedorismo 1.ª Edição 2016 REGULAMENTO ARTIGO 1.º - PROMOTOR Por iniciativa da COTEC Portugal, em parceria com a EVERIS, é instituído o Prémio "Melhor Dissertação de Mestrado nos temas da inovação e do empreendedorismo", doravante

Leia mais