QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 28 COLOIDES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 28 COLOIDES"

Transcrição

1 QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 28 COLOIDES

2

3

4 Como pode cair no enem O efeito Tyndall ótico de turbidez provocado pelas partículas de uma dispersão coloidal. Foi observado pela primeira vez por Michael Faraday em 1857 e, posteriormente, investigado pelo físico inglês John Tyndall. Este efeito é o que torna possível, por exemplo, observar as partículas de poeira suspensas no ar por meio de uma réstia de luz, observar gotículas de água que formam a neblina por meio do farol do carro ou, ainda, observar o feixe luminoso de uma lanterna por meio de um recipiente contendo gelatina. (REIS, M. Completamente química: Físico-química. São Paulo: FTD, 2001 [adaptado].) Ao passar por um meio contendo partículas dispersas, um feixe de luz sofre o efeito Tyndall devido: a) à absorção do feixe de luz por este meio. b) à interferência do feixe de luz neste meio. c) à transmissão do feixe de luz neste meio. d) à polarização do feixe de luz por este meio. e) ao espalhamento do feixe de luz neste meio.

5 Fixação 1) (UFRJ) A caiação é um processo tradicionalmente utilizado na pintura de casas. Uma das maneiras de se preparar o pigmento consiste em misturar cal virgem com excesso de água, o que resulta na reação apresentada a seguir: CaO + H 2 O Ca(OH) 2 A reação produz um pigmento branco finamente dividido que, quando disperso em água, apresenta Efeito Tyndall. a) Identifique o tipo de ligação e calcule o número total de elétrons presentes no composto CaO. b) Explique o Efeito Tyndall e indique a provável faixa de ph da dispersão formada.

6 Fixação 2) (UNIRIO) A mistura do SO 2 e SO 3 proveniente da queima de combustíveis fósseis com outras substâncias na atmosfera traz sérias alterações para a saúde do homem. Esses materiais coloidais compostos de partículas de enxofre denominam-se: a) Sol; b) Emulsão; c) Aerossol; d) Espuma; e) Gel.

7 Fixação 3) No inverno, as condições meteorológicas são desfavoráveis à dispersão de poluentes e o aminhoneiro que não estiver com o caminhão regulado enfrenta mais um problema além dos velhos conhecidos: a fumaça preta, que além dos efeitos maléficos da poluição, provoca a redução da visibilidade. Esta fumaça resultado da queima de combustível incompleta é composta basicamente por carbono (fuligem) e a suas partículas que causam graves danos à saúde, como irritação nos olhos e garganta, redução da resistência às infecções, além de doenças crônicas que colocam em risco a qualidade de vida dos habitantes das áreas metropolitanas, já que o organismo humano não consegue retirar as partículas do corpo. Além disso, provoca descoloração e corrosão de materiais, além de afetar os vegetais. A fumaça é classificada como uma dispersão coloidal. Com relação à fumaça é correto afirmar que: a) apresenta um estado físico da matéria; b) apresenta dois estados físicos da matéria; c) apresenta três estados físicos da matéria; d) Apresenta apenas uma fase; e) É definida como uma emulsão coloidal.

8 Fixação 4) Azeite e vinagre, quando misturados, separam-se logo em duas camadas, porém, adicionando-se gema de ovo e agitando-se a mistura, obtém-se a maionese, que é uma dispersão coloidal. Nesse caso, a gema de ovo atua como um agente: a) emulsificador; d) redutor; b) hidrolisante; e) catalisador. c) oxidante;

9 Proposto 1) A partícula coloidal, a micela, tem um tamanho compreendido entre: a) 1 e 50 nm d) 0,1 e 0,01 nm b) 5 e 500 nm e) 1 e 100 nm c) 0,1 e 0,001 nm

10 Proposto 2) As partículas de um coloide hidrófobo podem ser separadas de uma dispersão aquosa (sol) por todos os métodos abaixo exceto: a) adição à solução de um eletrólito apropriado. b) filtração através de papel de filtro comum. c) ultracentrifugação. d) coagulação. e) diálise

11 Proposto 3) (ITA) Considere os sistemas apresentados a seguir: I) Creme de leite II) Maionese comercial III) Óleo de soja IV) Gasolina V) Poliestireno expandido Desses, são classificados como sistemas coloidais: a) apenas I e II b) apenas I, II e III c) apenas II e V d) apenas I, II e V e) apenas III e IV

12 Proposto 4) Quando se dispersam, em água, moléculas ou íons que têm em sua estrutura extremidades hidrofóbicas e hidrofílicas, a partir de uma determinada concentração, há agregação e formação de partículas coloidais, denominadas micelas, tal propriedade é típica de moléculas de: a) lipídio; b) aminoácido; c) hidrocarboneto alifático; d) sabão; e) hidrogênio.

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 09 COLOIDES

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 09 COLOIDES QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 09 COLOIDES Fonte elétrica Solução- -tampão + - Eletrodo B A papel C D Fixação 1) (CESGRANRIO) O colágeno é a proteína mais abundante no corpo humano, fazendo parte da composição

Leia mais

QUÍMICA. Soluções: características, tipos de concentração, diluição, mistura, titulação e soluções coloidais. Parte 11. Prof a.

QUÍMICA. Soluções: características, tipos de concentração, diluição, mistura, titulação e soluções coloidais. Parte 11. Prof a. QUÍMICA Parte 11 Prof a. Giselle Blois Dispersões: São sistemas nos quais uma substância está disseminada (disperso ou fase dispersa), sob forma de pequenas partículas, em uma segunda substância (dispersante,

Leia mais

QUÍMICA. Soluções: características, tipos de concentração, diluição, mistura, titulação e soluções coloidais. Parte 10. Prof a.

QUÍMICA. Soluções: características, tipos de concentração, diluição, mistura, titulação e soluções coloidais. Parte 10. Prof a. QUÍMICA Parte 10 Prof a. Giselle Blois Exemplo: Foi colocado 25 ml de uma solução de HCl de concentração desconhecida no erlenmeyer (titulado), com gotas de fenolftaleína, e foi usado como titulante uma

Leia mais

TAREFÃO DE QUÍMICA 2 ANO MATUTINO 1 BIMESTRE DOCENTE: JOANIR LEITE JR. DISCIPLINA; QUÍMICA

TAREFÃO DE QUÍMICA 2 ANO MATUTINO 1 BIMESTRE DOCENTE: JOANIR LEITE JR. DISCIPLINA; QUÍMICA TAREFÃO DE QUÍMICA 2 ANO MATUTINO 1 BIMESTRE DOCENTE: JOANIR LEITE JR. DISCIPLINA; QUÍMICA Critérios: a) O Tarefão é composto de 20 questões que podem ser retiradas do material de química: tanto da apostila

Leia mais

SISTEMAS DISPERSOS SOLUÇÕES COLÓIDES SUSPENSÕES

SISTEMAS DISPERSOS SOLUÇÕES COLÓIDES SUSPENSÕES SISTEMAS DISPERSOS SOLUÇÕES COLÓIDES SUSPENSÕES SOLUÇÕES homogêneo COLÓIDES SUSPENSÕES heterogêneo Tamanho médio das partículas do disperso Homogeneidade do sistema Sedimentação das partículas Filtração

Leia mais

Água e óleo. Solução de CuSO 4. Qual dos sistemas é uma dispersão? Por que?

Água e óleo. Solução de CuSO 4. Qual dos sistemas é uma dispersão? Por que? Solução de CuSO 4 Água e óleo Por que? Qual dos sistemas é uma dispersão? Solução de CuSO 4 Disperso Dispersante Sistema Distribuição uniforme de partículas Dispersão Os constituintes de uma substância

Leia mais

Módulo Q2 - Soluções DISPERSÕES

Módulo Q2 - Soluções DISPERSÕES Módulo Q2 - Soluções DISPERSÕES Os materiais e sua classificação Uma forma de classificar os materiais consiste em agrupá-los conforme o número de componentes que os constituem. Assim, um dado material

Leia mais

Dispersões Coloidais

Dispersões Coloidais Dispersões Coloidais As dispersões coloidais são misturas heterogêneas ( mesmo sendo uma mistura homogênea) nas quais a partícula da fase dispersa é invisível As dispersões coloidais são compostas por

Leia mais

UNIDADE 2 NA ATMOSFERA DA TERRA: RADIAÇÃO, MATÉRIA E ESTRUTURA

UNIDADE 2 NA ATMOSFERA DA TERRA: RADIAÇÃO, MATÉRIA E ESTRUTURA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VELAS Física e Química A 10º ano UNIDADE 2 NA ATMOSFERA DA TERRA: RADIAÇÃO, MATÉRIA E ESTRUTURA 1 TIPOS DE DISPERSÕES A atmosfera é uma solução gasosa com vários gases dispersos

Leia mais

Dispersões Prof.: Xuxu

Dispersões Prof.: Xuxu Dispersões Prof.: Xuxu As misturas de substâncias não nascem todas iguais. Por exemplo, quando dissolvemos açúcar no chá, o açúcar já não se separa espontaneamente do chá, nem mesmo usando filtros extremamente

Leia mais

2. O processo de recristalização, usado na purificação de sólidos, consiste no seguinte:

2. O processo de recristalização, usado na purificação de sólidos, consiste no seguinte: 1. O efeito estufa é um fenômeno de graves conseqüências climáticas que se deve a altas concentrações de CO no ar. Considere que, num dado período, uma indústria "contribuiu" para o efeito estufa, lançando

Leia mais

Coloides. Vamos falar sobre eles? Prof. Marcos Benfica

Coloides. Vamos falar sobre eles? Prof. Marcos Benfica Coloides Vamos falar sobre eles? Prof. Marcos Benfica Vamos falar sobre coloides? Olá! Nessa atividade vamos conhecer um artigo científico, que é a maneira como os cientistas relatam seus trabalhos e descobertas.

Leia mais

Mestrado em Ciência de Materiais Faculdade UnB - Planaltina. Prof. Alex Fabiano C. Campos, Dr

Mestrado em Ciência de Materiais Faculdade UnB - Planaltina. Prof. Alex Fabiano C. Campos, Dr Mestrado em Ciência de Materiais Faculdade UnB - Planaltina Introdução aos Sistemas Coloidais Prof. Alex Fabiano C. Campos, Dr Sistemas Dispersos DISPERSÃO é, genericamente, uma mistura de duas ou mais

Leia mais

COLÓIDES QUÍMICA FRENTE 2

COLÓIDES QUÍMICA FRENTE 2 COLÓIDES QUÍMICA FRENTE 2 1- CONCEITO. Solução é toda e qualquer mistura homogênea, seus componentes (soluto e solvente) não podem ser separados por decantação ou filtração, em razão de as partículas do

Leia mais

Coloides. Prof: Alex. quinta-feira, 20 de junho de 13

Coloides. Prof: Alex. quinta-feira, 20 de junho de 13 Coloides Prof: Alex Sistemas formados pela mistura de substâncias. A substância disseminada na mistura recebe o nome de disperso é a responsável pela disseminação de dispersante. Dispersante Dispersão

Leia mais

BONDADE É AMAR AS PESSOAS

BONDADE É AMAR AS PESSOAS AULA 01 DISPERSÕES BONDADE É AMAR AS PESSOAS MAIS DO QUE ELAS MERECEM. ARISTIDES CIPRIANO www.aristidesfilho.wordpress.com As misturas de substâncias não nascem todas iguais. Por exemplo, quando dissolvemos

Leia mais

O Estado Coloidal. Química dos Colóides e Superfícies. M.Sc. Maron Stanley Silva O. Gomes Site: marongomes.wix.

O Estado Coloidal. Química dos Colóides e Superfícies. M.Sc. Maron Stanley Silva O. Gomes   Site: marongomes.wix. Química dos Colóides e Superfícies Profº Janilson Lima Souza E-mail: Prof. janilsonlima@ifma.edu.br M.Sc. Maron Stanley Silva O. Gomes E-mail: maron@ifma.edu.br Site: marongomes.wix.com/maron A Ciência

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES - QUÍMICA ORGÂNICA 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE

BANCO DE QUESTÕES - QUÍMICA ORGÂNICA 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE PROFESSOR: EQUIPE DE QUÍMICA BANCO DE QUESTÕES - QUÍMICA ORGÂNICA 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE 2 ============================================================================================= Questões

Leia mais

Processo Seletivo Disciplina: QUÍMICA

Processo Seletivo Disciplina: QUÍMICA 1) Gabarito oficial definitivo - Questão 1 A) Uma vez que no enunciado da questão 1 não foi exigido nomenclatura segundo regras da IUPAC, existem variações de nomenclatura para os produtos da reação entre

Leia mais

Maria do Anjo Albuquerque

Maria do Anjo Albuquerque ispersões na atmosfera Maria do Anjo Albuquerque Atmosfera A atmosfera é uma solução gasosa de vários gases (sobretudo oxigénio, dióxido de carbono e vapor de água) dispersos em azoto (componente maioritário);

Leia mais

DISPERSÕES COLOIDAIS OU COLÓIDES

DISPERSÕES COLOIDAIS OU COLÓIDES DISPERSÕES COLOIDAIS OU COLÓIDES Última atualização: 27/01/2018 Prof. Me. Márcio R. Guimarães CRQ 12100354 COLÓIDES Entre os produtos que conhecemos muitos são dispersões coloidais como: leite, maionese,

Leia mais

COLÓIDES OU DISPERSÕES COLOIDAIS

COLÓIDES OU DISPERSÕES COLOIDAIS COLÓIDES OU DISPERSÕES COLOIDAIS Última atualização: 27/01/2017 Prof. Me. Márcio R. Guimarães CRQ 12100354 COLÓIDES Entre os produtos que conhecemos muitos são dispersões coloidais como: leite, maionese,

Leia mais

COLÓIDES E SUSPENSÕES

COLÓIDES E SUSPENSÕES E SUSPENSÕES COMPETÊNCIAS VISADAS No fim deste capítulo, o aluno deve ser capaz de preparar colóides e suspensões; identificar material e equipamento de laboratório e explicar a sua utilização/função;

Leia mais

Prof. Alexandre Oliveira pag.1

Prof. Alexandre Oliveira pag.1 MÓDULO 01 - FÍSICO-QUÍMICA: ESTUDO DAS DISPERSÕES TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufba) Na(s) questão(ões) a seguir parênteses a soma dos itens corretos. escreva nos temperatura, da solubilidade de alguns

Leia mais

DISPERSÕES. Profa. Kátia Aquino

DISPERSÕES. Profa. Kátia Aquino DISPERSÕES Profa. Kátia Aquino O que é uma dispersão do ponto de vista químico? Mistura de duas ou mais substâncias, em que as partículas de uma fase a fase dispersa se encontram distribuidas em outra

Leia mais

DISPERSÕES. Prof. Tatiane Kuchnier de Moura

DISPERSÕES. Prof. Tatiane Kuchnier de Moura DISPERSÕES Prof. Tatiane Kuchnier de Moura DISPERSÃO Mistura DISPERSO + DISPERSANTE Classificação das Dispersões Nome da dispersão Diâmetro médio das partículas dispersas Exemplos Solução verdadeira Entre

Leia mais

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA. QUÍMICA AMBIENTAL IFRN NOVA CRUZ CURSO TÉCNICO EM QUÍMICA Prof. Samuel Alves de Oliveira

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA. QUÍMICA AMBIENTAL IFRN NOVA CRUZ CURSO TÉCNICO EM QUÍMICA Prof. Samuel Alves de Oliveira POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA QUÍMICA AMBIENTAL IFRN NOVA CRUZ CURSO TÉCNICO EM QUÍMICA Prof. Samuel Alves de Oliveira INTRODUÇÃO Atmosfera CAMADAS ATMOSFÉRICAS Troposfera 1 Camada mais fina de todas Entre 10 a

Leia mais

Apostila de Química 21 Soluções

Apostila de Química 21 Soluções Apostila de Química 21 Soluções 1.0 Definições Suspensões: Partículas muito grandes (maiores que 1000 nm). Opacas. Sedimentam-se rapidamente. Separáveis por filtro. Colóides: Partículas grandes (entre

Leia mais

Aprofundamento Química Exercícios Comentados

Aprofundamento Química Exercícios Comentados Lista II Estudo das soluções Parte 01 Aprofundamento Química - 2016 Exercícios Comentados 1 - (Unicamp 2005) Hoje em dia, com o rádio, o computador e o telefone celular, a comunicação entre pessoas à distância

Leia mais

INFLUÊNCIA DA POLUIÇÃO VEICULAR NA SAÚDE HUMANA

INFLUÊNCIA DA POLUIÇÃO VEICULAR NA SAÚDE HUMANA IBAMA MMA INFLUÊNCIA DA POLUIÇÃO VEICULAR NA SAÚDE HUMANA CETESB HOMERO CARVALHO MOVIMENTO NOSSA SÃO PAULO ATO PÚBLICO PELA MELHORIA DA QUALIDADE DO DIESEL 12/09/2007 homeroc@cetesbnet.sp.gov.br CENÁRIO

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Jeosafá Lima

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Jeosafá Lima PROCESSOS DE SEPARAÇÃO Jeosafá Lima Misturas homogêneas e heterogêneas Uma mistura é constituída por duas ou mais substâncias, sejam elas simples ou compostas. https://www.youtube.com/watch?v=6jcxdhovkcm

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Jeosafá Lima

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Jeosafá Lima PROCESSOS DE SEPARAÇÃO Jeosafá Lima Misturas homogêneas e heterogêneas Uma mistura é constituída por duas ou mais substâncias, sejam elas simples ou compostas. https://www.youtube.com/watch?v=6jcxdhovkcm

Leia mais

Profº André Montillo

Profº André Montillo Profº André Montillo www.montillo.com.br Dispersão Definição: É colocar uma substância dentro de outra substância, onde a primeira substância se caracteriza por ser uma partícula, ou seja, a substância

Leia mais

Identifique a alternativa que apresenta dois produtos caseiros com propriedades alcalinas (básicas):

Identifique a alternativa que apresenta dois produtos caseiros com propriedades alcalinas (básicas): Atividade extra Questão 1 Adaptado de FUVEST - SP Identifique a alternativa que apresenta dois produtos caseiros com propriedades alcalinas (básicas): a. sal e coalhada. b. detergente e vinagre. c. bicarbonato

Leia mais

As dispersões na atmosfera

As dispersões na atmosfera Sumário As dispersões na atmosfera Soluções, suspensões e coloides semelhanças e diferenças. - Efeito de Tyndall.. APSA. As dispersões na atmosfera Dispersões Dispersão É uma mistura de duas ou mais substâncias,

Leia mais

FUVEST 2015 (Questões 1 a 6)

FUVEST 2015 (Questões 1 a 6) (Questões 1 a 6) Provas de Vestibular 1. O metabissulfito de potássio (K 2 S2O 5 ) e o dióxido de enxofre (SO 2 ) são amplamente utilizados na conservação de alimentos como sucos de frutas, retardando

Leia mais

Os Componentes do Ar III UNIDADE

Os Componentes do Ar III UNIDADE Os Componentes do Ar III UNIDADE O ar é um elemento fundamental, sendo formado por uma combinação de gases, vapor de água e partículas suspensas. É uma substância vital para a manutenção da vida na terra,

Leia mais

Concentração de Soluções Aquosas

Concentração de Soluções Aquosas Disciplina: Química Prof.: Ivo Turma: TR 16/09/2016 Tema da aula: Concentração das Soluções 1. Conceito Concentração de Soluções Aquosas Imagine um copo de limonada. Podemos definir essa limonada como

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 13 FUNÇÕES INORGÂNICAS: ÁCIDOS

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 13 FUNÇÕES INORGÂNICAS: ÁCIDOS QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 13 FUNÇÕES INORGÂNICAS: ÁCIDOS Como pode cair no enem O processo de industrialização tem gerado sérios problemas de ordem ambiental, econômica e social, entre os quais se pode

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1º EM Química B Natália Av. Dissertativa 19/10/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Observe o gráfico, cujas curvas representam as variações das massas desses radioisótopos ao longo das duas horas de duração do experimento.

Observe o gráfico, cujas curvas representam as variações das massas desses radioisótopos ao longo das duas horas de duração do experimento. Revisão Específicas 1. (UERJ 2015) Os preços dos metais para reciclagem variam em função da resistência de cada um à corrosão: quanto menor a tendência do metal à oxidação, maior será o preço. Na tabela,

Leia mais

Vestibular UFRGS Resolução da Prova de Química

Vestibular UFRGS Resolução da Prova de Química Vestibular UFRGS 2016 Resolução da Prova de Química 26. Alternativa (B) O método de separação utilizadoem 1 é a dissolução fracionada, a cafeína é dissolvida pelo acetato de etila e os outros componentes,

Leia mais

A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera

A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera POLUIÇÃO DO AR A radiação terrestre e as concentrações de gases de efeito estufa resultam na intensificação do efeito que naturalmente já se processa na atmosfera da Terra há bilhões de anos Pela presença

Leia mais

a) Escreva os nomes das substâncias presentes nos frascos A, B e C. A B C

a) Escreva os nomes das substâncias presentes nos frascos A, B e C. A B C PROVA DE QUÍMICA 2ª ETAPA do VESTIBULAR 2006 (cada questão desta prova vale até cinco pontos) Questão 01 Foram encontrados, em um laboratório, três frascos A, B e C, contendo soluções incolores e sem rótulos.

Leia mais

Cálculo Estequiométrico

Cálculo Estequiométrico Cálculo Estequiométrico 1. (UFPE-PE) Um pedaço de ferro pesando 5,60 gramas sofreu corrosão quando exposto ao ar úmido por um período prolongado. A camada de ferrugem formada foi removida e pesada, tendo

Leia mais

Química. Física e Química. Ensino Profissional. Módulo Q1 Estrutura Atómica. Tabela Periódica. Ligação Química. Módulo Q2 Soluções

Química. Física e Química. Ensino Profissional. Módulo Q1 Estrutura Atómica. Tabela Periódica. Ligação Química. Módulo Q2 Soluções Ensino Profissional Teresa Sobrinho Simões Maria Alexandra Queirós Maria Otilde Simões Química Física e Química Módulos Extensões Q1 Q2 Q6 E.Q1 E.Q2 Módulo Q1 Estrutura Atómica. Tabela Periódica. Ligação

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos NEUTROL

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos NEUTROL 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Nome da empresa: Otto Baumgart Ind. e Com. S/A Endereço: Rua Coronel Marcílio Franco, 1063 São Paulo S.P. Telefone da empresa: (11) 6901-5522 /

Leia mais

mol / kg de água do mar NaCl 0,4186 MgCl 2 0,0596 Na 2 SO 4 0,02856

mol / kg de água do mar NaCl 0,4186 MgCl 2 0,0596 Na 2 SO 4 0,02856 QUESTÕES DE EXAME 5 Física e Química A Questões de provas nacionais realizadas entre 2008 e 2014 organizados por subdomínio e por secção, por ordem cronológica. Os itens estão identificados por data e

Leia mais

Lista de execícios- Petróleo

Lista de execícios- Petróleo TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: O debate sobre a reserva de petróleo da camada pré-sal é um dos temas polêmicos neste segundo semestre de 2008, já que envolve política e economia. No início de setembro,

Leia mais

Petróleo. O petróleo é um líquido oleoso, menos denso que a água, cuja cor varia segundo a origem, oscilando do negro ao âmbar.

Petróleo. O petróleo é um líquido oleoso, menos denso que a água, cuja cor varia segundo a origem, oscilando do negro ao âmbar. Petróleo e Carvão Petróleo O petróleo é um líquido oleoso, menos denso que a água, cuja cor varia segundo a origem, oscilando do negro ao âmbar. É encontrado no subsolo, em profundidades variáveis e é

Leia mais

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1999 QUESTÃO 46 Um limão foi espremido num copo contendo água e as sementes ficaram no fundo do recipiente. A seguir, foi adicionado ao sistema um pouco de açúcar, que se dissolveu

Leia mais

EN-2416 Energia, meio ambiente e sociedade

EN-2416 Energia, meio ambiente e sociedade EN-2416 Energia, meio ambiente e sociedade Poluição do ar, resíduos sólidos e poluição térmica Prof. Dr. João Manoel Losada Moreira Baseado no livro Energia e Meio Ambiente, R. A. Hinrichs e M. Kleinbach,

Leia mais

As dispersões coloidais são compostas por dispersante e disperso. O dispersante é o equivalente ao solvente e o disperso é o equivalente ao soluto.

As dispersões coloidais são compostas por dispersante e disperso. O dispersante é o equivalente ao solvente e o disperso é o equivalente ao soluto. Conceito Um coloide, ou dispersão coloidal, consiste numa mistura na qual uma ou mais substâncias se encontram uniformemente disseminadas (dispersas) numa outra substância, sob a forma de pequenas partículas,

Leia mais

UFSC. Resposta: 76. Comentário. 01. Incorreta. É formado pela reação de neutralização entre o hidróxido de potássio e ácido carbônico.

UFSC. Resposta: 76. Comentário. 01. Incorreta. É formado pela reação de neutralização entre o hidróxido de potássio e ácido carbônico. Resposta: 76 01. Incorreta. É formado pela reação de neutralização entre o hidróxido de potássio e ácido carbônico. H 2 CO 3 + KOH = K 2 CO 3 + H 2 0 02. Incorreta. O nox do carbono é +4. 04. Correta.

Leia mais

COMBUSTÍVEIS. Diesel

COMBUSTÍVEIS. Diesel COMBUSTÍVEIS COMBUSTÍVEIS Diesel O Diesel é o combustível mais utilizado no Brasil. A maior parte da frota comercial brasileira é movida a óleo diesel. Assim como a gasolina, ele é um sub-produto do petróleo,

Leia mais

10.2 Parâmetros de qualidade da água

10.2 Parâmetros de qualidade da água 10-3 m 1 m 10.2 Parâmetros de qualidade da água Sistema de Abastecimento de Água Partículas dissolvidas Dureza (sais de cálcio e magnésio), ferro e manganês não oxidados Partículas coloidais Coloidais:

Leia mais

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 16 EQUILÍBRIO QUÍMICO: K P E K C

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 16 EQUILÍBRIO QUÍMICO: K P E K C QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 16 EQUILÍBRIO QUÍMICO: K P E K C velocidade [ ] ( mol/l ) V 1 V 2 V = V 1 2 Produto Reagente te tempo tempo [ H 2].[ A K C = [ HA ] 2 2 ] 5 2 2 x = (1 2x) 2 5 2 2 x = (1~ x) 2

Leia mais

A Matéria. Profº André Montillo

A Matéria. Profº André Montillo A Matéria Profº André Montillo www.montillo.com.br Substância: É a combinação de átomos de elementos diferentes em uma proporção de um número inteiro. O átomo não é criado e não é destruído, as diferentes

Leia mais

Substâncias perigosas

Substâncias perigosas ? A que tipo de esforços e poluentes os pulmões ficam sujeitos durante o trabalho? Como podemos ser afetados por possíveis esforços e poluentes?? 2 10 Quais são os perigos em potencial? Aerossóis Pó partículas

Leia mais

COLÓIDES. Prof. Harley P. Martins filho SISTEMAS COLOIDAIS. Colóide: dispersão de pequenas partículas de um material em outro

COLÓIDES. Prof. Harley P. Martins filho SISTEMAS COLOIDAIS. Colóide: dispersão de pequenas partículas de um material em outro COLÓIDES Prof. Harley P. Martins filho SISTEMAS COLOIDAIS Colóide: dispersão de pequenas partículas de um material em outro Faixa de tamanho das partículas coloidais 10-9 a 10-6 m Classificação geral:

Leia mais

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 10 ÓXIDOS

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 10 ÓXIDOS QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 10 ÓXIDOS + x - 2 E O 2 x mono mono di tri óxido de di tri nome do elemento...... Caráter Ácido Caráter Básico Como pode cair no enem A cal (óxido de cálcio, CaO). cuja suspensão

Leia mais

2º Trimestre Sala de Estudo Data: 19/06/17 Ensino Médio 1º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº

2º Trimestre Sala de Estudo Data: 19/06/17 Ensino Médio 1º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº 2º Trimestre Sala de Estudo Data: 19/06/17 Ensino Médio 1º ano classe: A_B_C Profª Danusa ome: nº Conteúdo: Polaridade das moléculas, Solubilidade e Forças Intermoleculares TEXT: 1 - Comum à questão: 1

Leia mais

COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS

COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) ATMOSFERA TERRESTRE: TROPOSFERA PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS 2012 Atmosfera terrestre Dividida em 5 camadas: Exosfera Ionosfera Mesosfera Estratosfera Troposfera

Leia mais

Mais Demanda por Recursos com os Mesmos Recursos: o Aumento da Frota de Veículos em São Paulo

Mais Demanda por Recursos com os Mesmos Recursos: o Aumento da Frota de Veículos em São Paulo Mais Demanda por Recursos com os Mesmos Recursos: o Aumento da Frota de Veículos em São Paulo Mário de Souza Nogueira Neto Centro Universitário FEI São Bernardo do Campo, Amanda Carvalho S. Nogueira -

Leia mais

DESEQUILÍBRIOS EM ECOSSISTEMAS

DESEQUILÍBRIOS EM ECOSSISTEMAS 2º EM Biologia Professor João DESEQUILÍBRIOS EM ECOSSISTEMAS POLUIÇÃO Qualquer alteração nas propriedades físicas, químicas ou biológicas de um ecossistema, ocasionada ou não pela ação humana; Pode ser:

Leia mais

REAÇÕES QUÍMICAS PRODUZINDO CORRENTE ELÉTRICA CORRENTE ELÉTRICA PRODUZINDO REAÇÃO QUÍMICA PROF. RODRIGO BANDEIRA

REAÇÕES QUÍMICAS PRODUZINDO CORRENTE ELÉTRICA CORRENTE ELÉTRICA PRODUZINDO REAÇÃO QUÍMICA PROF. RODRIGO BANDEIRA REAÇÕES QUÍMICAS PRODUZINDO CORRENTE ELÉTRICA CORRENTE ELÉTRICA PRODUZINDO REAÇÃO QUÍMICA A relação entre as reações químicas e a corrente elétrica é estudada por um ramo da química chamado ELETROQUÍMICA

Leia mais

Prática 1 Determinando o Teor de Sacarose em Bebidas

Prática 1 Determinando o Teor de Sacarose em Bebidas Universidade Federal do ABC Disciplina: Laboratório de Transformações Químicas Prática 1 Determinando o Teor de Sacarose em Bebidas Hueder Paulo M. de Oliveira Santo André - SP 2018.1 Algumas dicas 1.1.

Leia mais

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1998 QUESTÃO 01 Uma mistura de hidrogênio, H 2 (g), e oxigênio, O 2 (g), reage, num recipiente hermeticamente fechado, em alta temperatura e em presença de um catalisador, produzindo

Leia mais

A Matéria. Profº André Montillo

A Matéria. Profº André Montillo A Matéria Profº André Montillo www.montillo.com.br Substância: É a combinação de átomos de elementos diferentes em uma proporção de um número inteiro. O átomo não é criado e não é destruído, as diferentes

Leia mais

A partir das informações do texto, assinale a afirmativa INCORRETA.

A partir das informações do texto, assinale a afirmativa INCORRETA. 23 22 Q U E S T Ã O 3 4 Leia com atenção o texto abaixo. A poluição afeta a saúde de prédios em São Paulo. Fuligem, fumaça e corrosivos dispersos no ar sujam fachadas e desvalorizam imóveis, dizem especialistas.

Leia mais

Principais Problemas Ambientais

Principais Problemas Ambientais Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Química Ambiental (2017/2) Química Atmosférica (Parte 2) Principais Problemas Ambientais Felipe Dias dos Reis Principais

Leia mais

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes.

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. ATMOSFERA Composição Camadas Troposfera Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. Estratosfera Camada onde quase não há vapor

Leia mais

COLÉGIO SÃO JOSÉ. Gabarito - TAREFÃO DE CIÊNCIAS 9º Ano nº 1

COLÉGIO SÃO JOSÉ. Gabarito - TAREFÃO DE CIÊNCIAS 9º Ano nº 1 Gabarito - TAREFÃO DE CIÊNCIAS 9º Ano nº 1 1. Se você escolher alguns materiais do ambiente, como uma laranja, uma moeda, uma rolha, entre outros, e colocá-los em um recipiente contendo água, vai notar

Leia mais

SIMULADO DE QUÍMICA INSTRUÇÕES QUÍMICA

SIMULADO DE QUÍMICA INSTRUÇÕES QUÍMICA PROVA DISCURSIVA SIMULADO DE QUÍMICA INSTRUÇÕES Verifique se esse Caderno contém 4 questões discursivas de: QUÍMICA Se o Caderno estiver incompleto ou contiver imperfeição gráfica que prejudique a leitura,

Leia mais

Box 2. Estado da solução Estado do solvente Estado do soluto Exemplos

Box 2. Estado da solução Estado do solvente Estado do soluto Exemplos MISTURA E SOLUBILIDADE Box 2 Grande parte das substancias encontradas no dia-a-dia são misturas que sob o aspecto macroscópico apresentam-se com o aspecto homogêneo (uma única fase) ou heterogêneo (mais

Leia mais

Recuperação Final Química 9º Ano Professor Diego Estudar: Caderno 1 páginas ; Caderno 2 páginas Exercícios

Recuperação Final Química 9º Ano Professor Diego Estudar: Caderno 1 páginas ; Caderno 2 páginas Exercícios Recuperação Final Química 9º Ano Professor Diego Estudar: Caderno 1 páginas 244-257; Caderno 2 páginas 258-280. Exercícios 1. As substâncias podem ser encontradas em três estados físicos, sólido, líquido

Leia mais

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 18 ESTUDO DOS GASES

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 18 ESTUDO DOS GASES QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 18 ESTUDO DOS GASES m m 1 = 2 mol mol 1 2 No que se refere à composição em volume da atmosfera terrestre há 2,5 bilhões de anos, Como pode cair no enem (ENEM) As áreas numeradas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM QUÍMICA. Exame de Seleção para o Mestrado em Química-2011.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM QUÍMICA. Exame de Seleção para o Mestrado em Química-2011. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Exame de Seleção para o Mestrado em Química-2011.2 PROVA DE QUÍMICA CÓDIGO do CANDIDATO: INSTRUÇÕES: Confira o caderno

Leia mais

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 14 CINÉTICA QUÍMICA: LEI DA VELOCIDADE

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 14 CINÉTICA QUÍMICA: LEI DA VELOCIDADE QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 14 CINÉTICA QUÍMICA: LEI DA VELOCIDADE V V [ A ] [ B ] Como pode cair no enem Considerem-se a reação A + B C e as informações contidas no quadro abaixo: Experimentos [A] (mol/l)

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 6.º Teste sumativo de FQA 26. Abril Versão 1 11.º Ano Turmas A e B

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 6.º Teste sumativo de FQA 26. Abril Versão 1 11.º Ano Turmas A e B ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 6.º Teste sumativo de FQA 26. Abril. 2016 Versão 1 11.º Ano Turmas A e B Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 8 páginas e termina na palavra FIM Nome:

Leia mais

Química Aplicada. QAP0001 Licenciatura em Química Prof a. Dr a. Carla Dalmolin

Química Aplicada. QAP0001 Licenciatura em Química Prof a. Dr a. Carla Dalmolin Química Aplicada QAP0001 Licenciatura em Química Prof a. Dr a. Carla Dalmolin carla.dalmolin@udesc.br carla.dalmolin@gmail.com Combustíveis Reações de Combustão Reação química entre uma substância (combustível)

Leia mais

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 7 - Poluição do Ar. Professor Sandro Donnini Mancini. Sorocaba, Outubro de 2018.

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 7 - Poluição do Ar. Professor Sandro Donnini Mancini. Sorocaba, Outubro de 2018. Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental Graduação em Engenharia Ambiental 7 - Poluição do Ar Professor Sandro Donnini Mancini Sorocaba, Outubro de 2018.

Leia mais

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 7 - Poluição do Ar. Professor Sandro Donnini Mancini. Sorocaba, Outubro de 2017.

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 7 - Poluição do Ar. Professor Sandro Donnini Mancini. Sorocaba, Outubro de 2017. Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental Graduação em Engenharia Ambiental 7 - Poluição do Ar Professor Sandro Donnini Mancini Sorocaba, Outubro de 2017.

Leia mais

NOX 1) Determine o NOX dos elementos nas seguintes substâncias:

NOX 1) Determine o NOX dos elementos nas seguintes substâncias: NOX 1) Determine o NOX dos elementos nas seguintes substâncias: HCl CO 2 NH 3 H 2CO 4 CaSO 4 LiAlH 4 2. (UNESP) O filme Erin Brockovich é baseado num fato, em que o emprego de crômio hexavalente numa usina

Leia mais

CO2, CO, H2O, NO, SO2

CO2, CO, H2O, NO, SO2 Q U Í M I C A 01- A figura a seguir representa, esquematicamente, estruturas de diferentes substâncias, participando de quatro reações de síntese não balanceadas, nas condições ideais para que elas ocorram.

Leia mais

QUÍMICA GERAL. Substâncias e Funções Inorgânicas. Óxidos

QUÍMICA GERAL. Substâncias e Funções Inorgânicas. Óxidos QUÍMICA GERAL Substâncias e Funções Inorgânicas Óxidos Índice Introdução Os óxidos são substâncias presentes no nosso dia-adia. Um bom exemplo de óxido é o gás carbônico, expelido na respiração, principal

Leia mais

UNIT º semestre - 2º dia (16/06/2008).

UNIT º semestre - 2º dia (16/06/2008). UNIT 2008-2º semestre - 2º dia (16/06/2008). Atenção: O texto abaixo se refere às questões de números 61 a 65. Uma estação de tratamento de água pode realizar os seguintes processos: Pré-cloração (adição

Leia mais

PROFESSORA: Núbia de Andrade. DISCIPLINA: Química SÉRIE: 3º. ALUNO(a): Ba 0 / Ba 2+ // Cu + / Cu 0

PROFESSORA: Núbia de Andrade. DISCIPLINA: Química SÉRIE: 3º. ALUNO(a): Ba 0 / Ba 2+ // Cu + / Cu 0 GOIÂNIA, / / 2017 PROFESSORA: Núbia de Andrade DISCIPLINA: Química SÉRIE: 3º ALUNO(a): Lista de exercícios No Anhanguera você é + Enem 1. Com base no diagrama da pilha: E nos potenciais-padrão de redução

Leia mais

Previsão e avaliação de impactes no Ar

Previsão e avaliação de impactes no Ar Previsão e avaliação de impactes no Ar Poluição atmosférica É a presença um ou mais poluentes no ar ambiente atmosfera em quantidades e duração que possam ser nocivos para humanos, plantas ou vida animal,

Leia mais

CHUVA ÁCIDA. - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns. materiais.

CHUVA ÁCIDA. - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns. materiais. CHUVA ÁCIDA - Causas e consequências; - Controlar e corrigir as chuvas ácidas; - Impacto da chuva ácida em alguns materiais. FORMAÇÃO DE CHUVA ÁCIDA A chuva torna-se ácida porque dissolve o dióxido de

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Conteúdo: Equilíbrios químicos Equilíbrios iônicos Recuperação do 3 Bimestre disciplina Química 2ºano Lista de exercícios - (PUC-SP) O metanol (CH 3 OH) é um combustível

Leia mais

Classificação Solução Colóide Suspensão Exemplo: açúcar na água, sal de cozinha na água, álcool hidratado.

Classificação Solução Colóide Suspensão Exemplo: açúcar na água, sal de cozinha na água, álcool hidratado. Química - Unidade 5 de 12: GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL Conteúdo 10: Dispersões (definição,classificação, e características) Habilidade e competência: Identificar a diferença entre dispersões,

Leia mais

Prova de Avaliação de Capacidade e Prova Específica de Avaliação de Conhecimentos n.º 1 do artigo 6.º do Regulamento dos TeSP da UAlg.

Prova de Avaliação de Capacidade e Prova Específica de Avaliação de Conhecimentos n.º 1 do artigo 6.º do Regulamento dos TeSP da UAlg. Prova de Avaliação de Capacidade e Prova Específica de Avaliação de Conhecimentos n.º 1 do artigo 6.º do Regulamento dos TeSP da UAlg. Prova Escrita de Química Prova Modelo Duração da Prova: 90 minutos.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS PARA O 9 ano

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS PARA O 9 ano EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS PARA O 9 ano 1- Um sistema formado por três cubos de gelo, solução aquosa de sal de cozinha e areia apresenta quantas fases e quantos componentes? 3 componentes (água, areia e sal)

Leia mais

SABÕES E DETERGENTES. Laboratório de Química dos Elementos QUI Figura 1: Representação esquemática de um tensoativo

SABÕES E DETERGENTES. Laboratório de Química dos Elementos QUI Figura 1: Representação esquemática de um tensoativo SABÕES E DETERGENTES Os sabões e os detergentes são constituídos de compostos orgânicos com grupamentos polares (carboxílicos - sabões, sulfônicos - detergentes e etc.) e apolares (hidrocarbonetos) na

Leia mais

Subprojeto Pibid-Química Bolsista: Fernanda de Souza Soares Supervisora: Denise Gutman Coordenadora: Maria de Fátima Gomes Ano: 2 do Ensino Médio

Subprojeto Pibid-Química Bolsista: Fernanda de Souza Soares Supervisora: Denise Gutman Coordenadora: Maria de Fátima Gomes Ano: 2 do Ensino Médio Subprojeto Pibid-Química Bolsista: Fernanda de Souza Soares Supervisora: Denise Gutman Coordenadora: Maria de Fátima Gomes Ano: 2 do Ensino Médio Tema: Química e Ambiente Tema em foco: Chuva ácida As reações

Leia mais

MINHA VISÃO DO CAP 6 - COLÓIDES MICELARES

MINHA VISÃO DO CAP 6 - COLÓIDES MICELARES 6 - COLÓIDES MICELARES Existem várias classificações de sistemas coloidais. A classificação dos sistemas coloidais quanto à estrutura da partícula, os separa em dois grupos: os moleculares e os micelares.

Leia mais

Texto para as questões 31 e 32.

Texto para as questões 31 e 32. QUÍMICA Texto para as questões 31 e 32. Um sinal de que o bico do queimador do fogão está entupido é o aparecimento de chama amarela, quando o fogo é aceso. Nessa situação, ocorre a formação de carbono

Leia mais