PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES"

Transcrição

1 Anexo II C Extranet Social PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Página 1 de 15

2 Tudo que for diferente do que foi citado nesse documento deverá ser aprovado pela área de tecnologia do SESC. As diretrizes básicas são: 1. Procurar sempre utilizar a forma nativa (out-of-box) utilizada no SharePoint. Evitar customizações que necessitem desenvolvimento através de Visual Studio. 2. O padrão de nomenclatura dos objetos deve seguir as regras de formação de nomes abaixo: a. Assemblies: <Company>.<Component>[<Feature>].dll (Exemplo: SESC.Portal.WebParts.dll) b. Namespaces: <Company>.(<Product> <Technology>)[.<Feature>][.<Subnamespace] (Exemplo: SESC.Portal.WebParts); 3. A Microsoft recomenda que a arquitetura de soluções com até 3 WSP. Dessa forma, o ideal é que o mais próximo da arquitetura abaixo seja utilizada: a. 1 WSP contendo objetos de escopo Global (Timer Jobs) b. 1 WSP contendo objetos de escopo WebApplication (WebParts, EventReceivers, Workflows, etc.) c. 1 WSP contendo objetos de framework, classes de negócios e demais componentes reutilizáveis. 4. Não poderá ser realizada nenhuma alteração diretamente nos arquivos e configurações presentes no diretório de configuração do SharePoint denominado 15 hive - C:\Program Files\Common Files\Microsoft Shared\Web Server Extensions\15. Qualquer alteração no sistema de arquivos só será permitida através de pacotes WSPs. 5. Toda instalação de objetos customizados (MasterPages, Páginas, Features, Event Receivers, WebParts, etc.) deve ser realizada através do deploy de pacotes WSPs ou utilizando PowerShell Scripts de forma automatizada. Página 2 de 15

3 6. Para evitar problemas de performance e instabilidade no ambiente, todo assembly (*.dll) deve ser verificado e aprovado na ferramenta SharePoint Dispose Checker - O relatório não deve ter erros e os falsos positivos justificados deverão ser justificados. 7. Todo deploy deverá ser feito por funcionário do SESC utilizando um documento descrevendo o procedimento a ser realizado (manual de instalação). Nenhum fornecedor poderá ter acesso direto aos servidores para realização de procedimentos. 8. Nenhum arquivo poderá ser instalado diretamente no servidor. Todas as dependências da aplicação devem ser instaladas através de pacotes WSPs e do modelo de deploy definido pela Microsoft: 9. O SharePoint Designer não poderá ser utilizado como ferramenta alternativa ou auxiliar para deploy. Páginas, Master Pages, CSS e outros arquivos devem estar dentro do pacote WSP. 10. Preferencialmente todos os objetos da aplicação (Listas, Bibliotecas, Content Types, etc.) deverão ser criados através de features, Site Definitions, List definitions e outros objetos relacionados. 11. Para primeira instalação da solução poderá ser utilizada a opção de Backup-Restore utilizando as ferramentas administrativas do SharePoint. 12. O fornecedor da solução deverá entregar ao final do projeto um Manual do Sistema descrevendo os componentes da solução como WebParts, Javascripts customizados, Timer Jobs e em quais partes do sistema eles estão associados. Empacotamento e Instalação Como política de controle de componentes desenvolvidos, controle de itens instalados e capacidade de recuperação em caso de desastres, é vedada a instalação de itens de código que não estejam empacotados em formato padrão do SharePoint. Instalação de componentes como DLLs devem estar devidamente empacotadas em formato WSP, bem como itens de aplicação como SharePoint Designer Workflows, BCS Definitions, Site Templates, etc. Procedimentos de configuração de Web.Config deve estar devidamente documentos e serão aplicados manualmente pelo responsável pela operação do ambiente. Procedimentos de configuração de serviço que não impactem diretamente na utilização de recursos que necessitam de planejamento adicional devem ser automatizados via PowerShell Script e disponibilizado em formato específico desta tecnologia PS1. Todas as variáveis de ambiente devem ser configuradas em formato de parâmetro para os scripts de forma que o procedimento possa ser repetido nos ambientes de QA e produção alterando-se apenas o parâmetro. Procedimentos automatizáveis: Configuração de serviço, criação de propriedades, criação de listas, alteração de componentes de sites, configuração de busca, configuração de repositório de perfil. Procedimentos não automatizáveis: Procedimentos que envolvam a criação de novos sites/pools no IIS, criação de banco de dados, alteração de cota de disco para aplicações. Página 3 de 15

4 Sistemas compostos por DLLs devem sempre ser compilados com suporte à 64 bits e em modo Release para ambiente de QA e PD. É vedado qualquer tipo de ajuste de sistema em ambiente de QA já que o mesmo tem o objetivo de validar não só as funcionalidades do sistema, mas também o procedimento de publicação. Ajustes de sistema devem ser realizados diretamente em ambiente de DV e novamente empacotadas para aplicação em QA. Autenticação É padrão para aplicações de acesso interno (ambiente intranet) a utilização de autenticação integrada ao AD via NTLM. Casos específicos devem ser analisados pelo time de arquitetura. Integração com sistemas externos Por padrão, toda comunicação entre sistemas hospedados em ambiente SharePoint e sistemas externos, seja via comunicação com banco de dados, Web Service ou qualquer outro método, deve ser realizada via BCS Business Connectivity Service. Página 4 de 15

5 Padrão de autenticação integrada Todo processo de autenticação integrada de usuários (Single Sign-on) que necessite de gerenciamento de credenciais (não implementado via ticket) deverá necessariamente fazer uso do serviço de credenciais do SharePoint (Secure Store Service). Não é permitido o armazenamento de credenciais de autenticação para acesso à outros sistemas em qualquer outro repositório (listas, bancos de dados, XML, entre outros). Arquitetura da Aplicação De modo geral, o Microsoft SharePoint 2013 é uma plataforma organizacional baseada na Web para colaboração de negócios e produtividade. O SharePoint 2013 é construído com base no Microsoft.NET Framework 4.5, ASP.NET, Internet Information Services (IIS) e banco de dados SQL Server. Existem duas modalidades do SharePoint 2013, o SharePoint Foundation que constitui a tecnologia base de todas as aplicações SharePoint. E o SharePoint Server que contém todos os recursos do SharePoint Foundation, além de outras funcionalidades e capacidades como gerenciamento de conteúdo corporativo, Business Intelligence, pesquisa corporativa e perfis pessoais através de Meus Sites. A solução desenvolvida será implantada em uma Web Application do SharePoint 2013, que é hospedada em um website no IIS. Figura 1 - SharePoint Technology Stack Com a evolução da plataforma Microsoft SharePoint, o seu modelo de customizações foi drasticamente alterado e permite uma série de variações para atender melhor as soluções em qualquer tipo de cenário: seja com servidores instalados no ambiente do cliente ou um ambiente na nuvem (tanto privada quanto compartilhada - Office 365). Como as possibilidades de customização da plataforma são enormes, cabe ao arquiteto o trabalho de decidir qual tecnologia utilizar e como otimizá-la para atingir os resultados da melhor forma possível. Página 5 de 15

6 Figura 2 - APIs de Desenvolvimento Na metodologia deverá ser adotado sempre que possível a utilização de o máximo da plataforma nativa (Out of the box) do SharePoint, evitando pontos de customização. Quando é necessária alguma customização, utilizar os códigos server- side para proteger regras de negócio do lado do servidor e, sempre que possível, utilizar código client-side para interação com os usuários do sistema. O grande desafio é escolher a API certa para utilização de acordo com o projeto ou cenário do cliente. A figura abaixo ressalta que é possível obter os mesmos resultados de forma diferente. Assim sendo, o desenvolvedor/arquiteto tem mais liberdade de poder escolher a ferramenta que ao mesmo tempo consiga elevar a produtividade e atender os requisitos específicos de cada cliente. Figura 3 - Tipos de APIs Página 6 de 15

7 Aplicar as metodologias de desenvolvimento de mercado para padronização e organização de código-fonte para gerar um código de qualidade e um produto que atenda aos critérios de carga da aplicação. Além de o SharePoint possuir uma grande variedade de APIs para sua customização, ele disponibiliza serviços para que qualquer operação que você consiga fazer via browser também seja possível ser executada através dessas APIs de integração. Dessa forma, o SharePoint cria um proxy que faz a tradução das operações e as executa internamente. Essas operações incluem: gerenciar listas (criar, editar e excluir itens), gerenciar o site, consumir algum serviço (search, managed metadata) e etc. Figura 4 - Client APIs Sendo assim, recomendamos que as funcionalidades sejam desenvolvidas da seguinte maneira: 1. Sempre que possível usar o nativo (podendo customizar look and feel) 2. Interações com objetos Client deverão ser feitos por Javascript (ou bibliotecas: JQuery, etc.). 3. Códigos Server-Side devem ser na linguagem C#, utilizando o Server Object Model do SharePoint. Estrutura do Site Página 7 de 15

8 Parte da metodologia do desenho de uma solução tecnológica consiste em montar uma arquitetura técnica dos objetos que fazem parte do portal, dentre eles: Listas, Bibliotecas, Páginas, Repositório de imagens e etc. Esse detalhamento, além dos tipos de containers, descreve detalhamento cada tipo de coluna, seus valores possíveis e tipos de dados. Esses dados estão disponíveis no documento Sesc Intranet - Detalhamento de listas e bibliotecas. Página 8 de 15

9 Além do detalhamento de toda estrutura do site, a metodologia deverá contemplar a criação de um wireframe navegável. Esse wireframe é um protótipo visual que permite ao usuário a compreensão de como o sistema ficará quando pronto. Informações Gerais A aplicação deverá prever a utilização em formato HTTPS, através de certificado digital de responsabilidade do SESC. A solução deverá utilizar/prever alguma forma de coleta de métricas de utilização do sistema. Recomendamos que a solução principal para esse requisito seja a utilização do Google Analytics. Integrações A intranet prevê integrações com as seguintes fontes: Datasul Sistema de Pontos Videos Youtube Sistema de Mapas Facebook Datasul É o sistema que contém as informações referentes ao cadastro de fornecedores e o perfil dos usuários. A versão do sistema é o TOTVS 11 e o Banco de dados é o Progress 10.2B. Para a funcionalidade de licitações, será necessário que o DATASUL disponibilize alguma forma de integração que contenha os dados abaixo: Abaixo, print do módulo de compras (EMS2) com o campo que contém a restrição (solicitada pelo jurídico). Página 9 de 15

10 O sistema deve prever um recurso de sincronização que rodará diariamente lendo as informações do Datasul e gravando no UserProfile, com base no login do usuário que vem do AD. Para o Perfil, os dados abaixo deverão ser disponibilizados pelo DATASUL: Perfil Os campos Ramal e Celular corporativo não estão disponíveis no sistema e, portanto, TI proverá uma tabela para importação desses campos, veja tela do sistema abaixo que mostra somente os contatos pessoais: Página 10 de 15

11 Formação Abaixo, estão os prints do sistema atual com as informações do Perfil e o detalhamento da formação. Página 11 de 15

12 Página 12 de 15

13 Sistema de Pontos O sistema de pontos foi desenvolvido na plataforma ASP.NET (WebForms) e os dados são armazenados em um banco de dados SQL Server. Uma interface de integração deverá ser disponibilizada com as informações abaixo. Somente os registros do próprio profissional deverão ser exibidos. Na fase de desenvolvimento, deverá ser estabelecido se haverá integração para realização do ponto, através da intranet, o que resultará na necessidade de disponibilização de uma integração do tipo Leitura/Escrita. Além disso, será necessário a disponibilização de uma interface para gerar relatórios com dados do usuário logado. Página 13 de 15

14 Videos Os videos serão armazenados em um outro sistema, fora do servidor do SharePoint e apenas o "EMBED" será disponibilizado na ferramenta. Youtube É necessário a utilização de alguns vídeos do youtube no portal e, para isso, serão adicionados no modelo de EMBED. Sistema de Mapas A ferramenta deverá prever integração com uma plataforma de Mapas (Bing Maps ou Google Maps) para mostrar as informações das unidades. Como o SharePoint possui uma integração nativa om o Bing, recomenda-se a utilização dessa plataforma. Facebook Algumas notícias da intranet poderão ser compartilhadas com o Facebook. Para isso, o conteúdo precisará, antes, ser replicado em uma área isolada e pública. Dessa forma, o link da notícia nessa área que será publicado no Facebook. Deve existir um mecanismo de replicação das notícias que o usuário escolher e quando as mesmas forem editadas ou excluídas da intranet, o mesmo comportamento aconteça nessa área isolada destinada às notícias publicadas no Facebook. Tal funcionalidade será disponibilizada em uma URL que será definida pela equipe do SESC no tempo de desenvolvimento do projeto, entretanto ficará no mesmo servidor do Portal. Essa seção não deve ser indexada, de forma que seja tratada como uma área completamente isolada do Portal. Serviços utilizados Está previsto na solução a utilização dos seguintes serviços do SharePoint: Search Managed Metadata Services User Profile Services Business Data Catalog Browsers Suportados A Microsoft melhorou bastante a quantidade de browsers suportados e reduziu a quantidade de recursos que dependem exclusivamente do Internet Explorer. Na tabela abaixo listamos todos os browsers compatíveis com o SharePoint Página 14 de 15

15 Entretanto, alguns recursos Active X podem não funcionar em todos os browsers. Para mais detalhes sobre isso, consultem o link da documentação oficial da Microsoft em Plano de suporte do navegador no SharePoint Página 15 de 15

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Anexo II D Novo Portal Sesc Rio PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Página 1 de 16 Tudo que for diferente do que foi citado nesse documento deverá ser aprovado pela área de tecnologia do SESC.

Leia mais

www.lanuniversity.com.br MCTS SHAREPOINT 2010, CONFIGURING Um exame para obter a Certificação completa

www.lanuniversity.com.br MCTS SHAREPOINT 2010, CONFIGURING Um exame para obter a Certificação completa www.lanuniversity.com.br MCTS SHAREPOINT 2010, CONFIGURING Um exame para obter a Certificação completa 10174B - Configuring and Administering Microsoft SharePoint 2010 Exame 70-667 Módulo 1: Introdução

Leia mais

GSA2013 THE GREAT SHAREPOINT ADVENTURE 2013

GSA2013 THE GREAT SHAREPOINT ADVENTURE 2013 Missões Impossíveis em Desenvolvimento de Software. GSA2013 THE GREAT SHAREPOINT ADVENTURE 2013 Este curso de 5 dias explora as oportunidades de desenvolvimento com o SharePoint Server 2013 da Microsoft.

Leia mais

PLANO DO PROJETO. TÍTULO: Novos sites Grupo Promon e Promon Engenharia. GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani

PLANO DO PROJETO. TÍTULO: Novos sites Grupo Promon e Promon Engenharia. GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani PLANO DO PROJETO TÍTULO: GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Revisão Data Descrição das alterações Autor/Editor i V1R0 23/01/2012 Versão inicial RESPONSÁVEL PELO DOCUMENTO Nome

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL SESC/ARRJ Nº 12/2015 - PROCESSO Nº 48.913/2015

PREGÃO PRESENCIAL SESC/ARRJ Nº 12/2015 - PROCESSO Nº 48.913/2015 PREGÃO PRESENCIAL SESC/ARRJ Nº 12/2015 - PROCESSO Nº 48.913/2015 O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO ADMINISTRAÇÃO REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SESC/ARRJ, entidade de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5. Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint

IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5. Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5 Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint ii Instalando Manuais PDF e o Centro de Informações Os manuais

Leia mais

Tópicos. Visão Geral Roadmap Versões Arquitetura Estruturas Básicas Web Parts Segurança

Tópicos. Visão Geral Roadmap Versões Arquitetura Estruturas Básicas Web Parts Segurança André Montevecchi Tópicos Visão Geral Roadmap Versões Arquitetura Estruturas Básicas Web Parts Segurança Visão Geral Requisitos de Hardware 64 bits (4 núcleos) 8GB RAM 80GB HD Sistema Operacional Windows

Leia mais

Visão geral híbrida de Serviços Corporativos de Conectividade do SharePoint 2013

Visão geral híbrida de Serviços Corporativos de Conectividade do SharePoint 2013 Visão geral híbrida de Serviços Corporativos de Conectividade do SharePoint 2013 Christopher J Fox Microsoft Corporation Novembro de 2012 Aplica-se a: SharePoint 2013, SharePoint Online Resumo: Um ambiente

Leia mais

Treinamento SharePoint 2013 para Designers

Treinamento SharePoint 2013 para Designers Treinamento SharePoint 2013 para Designers Este documento contém informações relacionadas ao plano de capacitação do treinamento SharePoint 2013 para Designers, aplicado pelo Learning 365. Índice 1 Sobre

Leia mais

SSC2013 SHAREPOINT 2013 ADMINISTRATOR S SURVIVAL CAMP

SSC2013 SHAREPOINT 2013 ADMINISTRATOR S SURVIVAL CAMP Missões Impossíveis em Desenvolvimento de Software. SSC2013 SHAREPOINT 2013 ADMINISTRATOR S SURVIVAL CAMP Este curso intensivo de cinco dias foi concebido para ensinar experientes profissionais de TI,

Leia mais

7 Utilização do Mobile Social Gateway

7 Utilização do Mobile Social Gateway 7 Utilização do Mobile Social Gateway Existem três atores envolvidos na arquitetura do Mobile Social Gateway: desenvolvedor do framework MoSoGw: é o responsável pelo desenvolvimento de novas features,

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

Introdução ao Plone. terça-feira, 4 de agosto de 15

Introdução ao Plone. terça-feira, 4 de agosto de 15 Introdução ao Plone Sumário O que é Gestão de Conteúdo O que é Conteúdo Principais características de um CMS O que é o Plone Tipos de conteúdo no Plone Metadados Templates Interface do portal Gestão de

Leia mais

Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk

Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk Agenda Objetivos Agenda Histórico e Motivação 05 mins Características da Aplicação 20 mins Apresentação Software 15 mins

Leia mais

Tableau Online Segurança na nuvem

Tableau Online Segurança na nuvem Tableau Online Segurança na nuvem Autor(a): Ellie Fields Diretora Sênior de Marketing de Produtos, Tableau Software Junho de 2013 p2 A Tableau Software entende que os dados são um dos ativos mais estratégicos

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Q-flow 2.2. Código de Manual: Qf22007POR Versão do Manual: 3.1 Última revisão: 21/10/2005 Aplica-se a: Q-flow 2.2. Sizing

Q-flow 2.2. Código de Manual: Qf22007POR Versão do Manual: 3.1 Última revisão: 21/10/2005 Aplica-se a: Q-flow 2.2. Sizing Q-flow 2.2 Código de Manual: Qf22007POR Versão do Manual: 3.1 Última revisão: 21/10/2005 Aplica-se a: Q-flow 2.2 Sizing Qf22007POR v3.1 Q-flow Sizing Urudata Software Rua Canelones 1370 Segundo Andar CP11200

Leia mais

20486 - DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DE WEB ASP.NET MVC 4

20486 - DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DE WEB ASP.NET MVC 4 20486 - DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DE WEB ASP.NET MVC 4 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1: Explorando ASP.NET MVC4 O Objetivo Deste módulo de e delinear AOS Alunos OS Componentes da Pilha de Tecnologias

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Lucas Nascimento Santos

Lucas Nascimento Santos Lucas Nascimento Santos Mobile Application Developer lucassantoos56@gmail.com Resumo Lucas Nascimento Santos (@ll_ucasn), engenheiro de software. Estudante de Ciência da Computação na Universidade Salvador

Leia mais

Ferramentas desenvolvidas internamente não atendem às necessidades de crescimento, pois precisam estar sendo permanentemente aperfeiçoadas;

Ferramentas desenvolvidas internamente não atendem às necessidades de crescimento, pois precisam estar sendo permanentemente aperfeiçoadas; APRESENTAÇÃO O Myself é um sistema de gerenciamento de conteúdo para websites desenvolvido pela Genial Box Propaganda. Seu grande diferencial é permitir que o conteúdo de seu website possa ser modificado

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1 DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1 CAMPUS SANTO ANDRÉ CELSO CANDIDO SEMESTRE 2014 1 Características da Plataforma.NET A plataforma.net Framework 4.0 (.NET 4.0) é uma plataforma de softwares que fornece

Leia mais

Anexo I Formulário para Proposta

Anexo I Formulário para Proposta PLATAFORMA CGI.br Solicitação de Propostas SP Anexo I Formulário para Proposta Data: 05/07/2013 Versão: 1.1 Plataforma CGI.br Solicitação de Propostas - SP Anexo I Formulário para Proposta 1. Estrutura

Leia mais

SIM, é possivel. Brasília, 24 de Março de 2015

SIM, é possivel. Brasília, 24 de Março de 2015 À CGU - Controladoria Geral da União CGRL Coordenação Geral de Recursos Logísticos Comissão de Licitação A/C Sr. Márcio David e Souza Nesta Brasília, 24 de Março de 2015 REF.: RESPOSTA DILIGÊNCIA PREGÃO

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Relatório Apresentação Java Server Pages Adolfo Peixinho nº4067 Nuno Reis nº 3955 Índice O que é uma aplicação Web?... 3 Tecnologia Java EE... 4 Ciclo de Vida de uma Aplicação

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 Londrina, 07 de outubro de 2015. EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 OBJETO: Art.1º. Constitui objeto desta licitação a aquisição de 01 (uma) Plataforma de Solução

Leia mais

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB)

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) RELATÓRIO DE ENTREGA DO PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) PARA A ELABORAÇÃO DOS PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PMGIRS PARA OS MUNICÍPIOS DE NOVO HORIZONTE, JUPIÁ, GALVÃO,

Leia mais

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Instalação da Aplicação Java...2 Instalação do Emissor...5 Instalação do Framework...7 Instalação das DLL s URL, SCHEMAS, CADEIA DE CERTIFICADO

Leia mais

Manual de Instalação Relat4 Versão 1.1

Manual de Instalação Relat4 Versão 1.1 Manual de Instalação Relat4 Versão 1.1 1 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. BASE DE DADOS... 3 3. Crystal Report... 4 4. Site... 4 5. Serviço... 10 2 1. INTRODUÇÃO A instalação do Relat4 consiste em quatro

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões Prof. MSc. Hugo Souza Se você precisar manter informações sobre seus usuários enquanto eles navegam pelo seu site, ou até quando eles saem

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos

www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos Desenvolvimento Andrique web Amorim II www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos Sites e Aplicações Web Normalmente, as pessoas utilizam o termo SITE quando se referem a blogs, sites

Leia mais

Manual de Atualização Versão 3.6.4.

Manual de Atualização Versão 3.6.4. Manual de Atualização Versão 3.6.4. Sumário 1. AVISO... 1 2. INTRODUÇÃO... 2 3. PREPARAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO... 3 4. ATUALIZANDO GVCOLLEGE E BASE DE DADOS... 7 5. HABILITANDO NOVAS VERSÕES DO SISTEMA....

Leia mais

Rational Quality Manager. Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831

Rational Quality Manager. Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831 Rational Quality Manager Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831 1 Informações Gerais Informações Gerais sobre o RQM http://www-01.ibm.com/software/awdtools/rqm/ Link para o RQM https://rqmtreina.mvrec.local:9443/jazz/web/console

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

AGORA ORACLE AO SEU ALCANCE

AGORA ORACLE AO SEU ALCANCE A performance que você necessita no preço que você quer! Agora, produtos de infra-estrutura tecnológica ao seu alcance. Existem alternativas que proporcionam às pequenas e médias empresa permanecerem no

Leia mais

Plano de Parcerias BuenitStore

Plano de Parcerias BuenitStore Plano de Parcerias Agências, Desenvolvedores e Designers 18.03.2015 v.2 Objetivo Apresentar ao mercado de criação digital a nossa proposta de parceria e colaboração técnica para criação de projetos de

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

Automidia Service Management Desbloqueio de Contas e Provisionamento via Autoatendimento

Automidia Service Management Desbloqueio de Contas e Provisionamento via Autoatendimento Automidia Service Management Desbloqueio de Contas e Provisionamento via Autoatendimento Automidia Quem Somos Empresa Brasileira, fundada em 1992 Desenvolvimento de Softwares Centrais de Serviços, Service

Leia mais

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth.

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Éverton Foscarini, Leandro Rey, Francisco Fialho, Carolina Nogueira 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento

Leia mais

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4. Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5 Por: Fabio Pozzebon Soares Página 1 de 11 Sistema ProJuris é um conjunto de componentes 100% Web, nativamente integrados, e que possuem interface com vários idiomas,

Leia mais

Para que o Educa Mobile seja disponibilizado para os alunos, responsáveis por alunos e/ou professores os passos abaixo devem ser seguidos:

Para que o Educa Mobile seja disponibilizado para os alunos, responsáveis por alunos e/ou professores os passos abaixo devem ser seguidos: TOTVS Educa Mobile Produto : TOTVS Educa Mobile 11.83.54 Processo : Educa Mobile Subprocesso : Data publicação da : 14/07/2014 As funcionalidades do Educa Mobile permitem que alunos, responsáveis por alunos

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 09/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios?

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? O CA ERwin Modeling fornece uma visão centralizada das principais definições de

Leia mais

ANEXO 09 PERFIS PROFISSIONAIS MÍNIMOS

ANEXO 09 PERFIS PROFISSIONAIS MÍNIMOS ANEXO 09 PERFIS PROFISSIONAIS MÍNIMOS As qualificações técnicas exigidas para os profissionais que executarão os serviços contratados deverão ser comprovados por meio dos diplomas, certificados, registros

Leia mais

Módulo de Gestores. Utilizaremos telas do Módulo de Gestores (Homologação): http://siops-homologa2.datasus.gov.br

Módulo de Gestores. Utilizaremos telas do Módulo de Gestores (Homologação): http://siops-homologa2.datasus.gov.br Módulo de Gestores Módulo de Gestores Utilizaremos telas do Módulo de Gestores (Homologação): http://siops-homologa2.datasus.gov.br Módulo de Gestores As telas oficiais do Módulo de Gestores estão disponíveis

Leia mais

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Implementação do Office365 O365 Migração de usuários Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Abril de 2015 Controle de Versões Registro Data Autor Versão Histórico

Leia mais

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS Elaborado por: Bruno Duarte Nogueira Arquiteto de Software Data: 05/03/2012 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Tecnologias... 3 2.1. Web Tier... 3 2.1.1. Facelets 1.1.14...

Leia mais

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Julho / 2.012 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/07/2012 1.0 Versão inicial Ricardo Kiyoshi Página 2 de 11 Conteúdo 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Plano de Gerência de Configuração

Plano de Gerência de Configuração Plano de Gerência de Configuração Objetivo do Documento Introdução A aplicação deste plano garante a integridade de códigos-fonte e demais produtos dos sistemas do, permitindo o acompanhamento destes itens

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

Manual do App MobiDM para ios

Manual do App MobiDM para ios Manual do App MobiDM para ios Este Manual Rápido descreve a instalação e utilização do App MobiDM para ios Versão: x.x Manual do App MobiDM para ios Página 1 Índice 1. BEM-VINDO AO MOBIDM... 2 1.1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Versão Março 2008 1 Introdução Este documento tem por objetivo

Leia mais

ACESSO E UTILIZAÇÃO DO OTRS

ACESSO E UTILIZAÇÃO DO OTRS ACESSO E UTILIZAÇÃO DO OTRS OPEN-SOURCE TICKET REQUEST SYSTEM www.softbox.com.br Pág.: 1 de 8 Através do seu navegador, acessar a URL* do Portal do OTRS. Você será direcionado para a tela de login. (*)

Leia mais

Plano de Gerenciamento do Projeto

Plano de Gerenciamento do Projeto Projeto para Soluções Contábeis 2015 Plano de Gerenciamento do Projeto Baseado na 5ª edição do Guia PMBOK Brendon Genssinger o e Elcimar Silva Higor Muniz Juliermes Henrique 23/11/2015 1 Histórico de alterações

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4 Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência Versão 12.1.4 Sumário 1. Descrição... 3 2. Pré-requisitos... 4 3. Etapas da instalação/atualização... 8 1. Iniciando a aplicação de instalação/atualização...

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

FACSENAC. SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO DRP (Documento de Requisitos do Projeto de Rede)

FACSENAC. SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO DRP (Documento de Requisitos do Projeto de Rede) FACSENAC SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO Versão: 1.2 Data: 25/11/2011 Identificador do documento: Documento de Visão V. 1.7 Histórico de revisões Versão Data Descrição Autor 1.0 03/10/2011 Primeira Edição

Leia mais

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Outlook XML Reader Versão 8.0.0 Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Add-in para o Outlook 2003, 2007 e 2010 responsável pela validação e armazenamento de notas fiscais eletrônicas. Atenção,

Leia mais

a. A plataforma recomendada é Web, com arquitetura Microsoft.Net; b. A linguagem recomendada para codificação de Sistemas de Informações é C#;

a. A plataforma recomendada é Web, com arquitetura Microsoft.Net; b. A linguagem recomendada para codificação de Sistemas de Informações é C#; 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é definir as normas e os padrões que deverão ser adotados pelos desenvolvedores da equipe interna e externa (fornecedores) que venham a desenvolver soluções de software

Leia mais

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2)

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) Duração: 3 dias (24 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Inglês Descrição Projetado para administradores, este curso ensina como

Leia mais

Manual de Instalação PIMSConnector em Linux

Manual de Instalação PIMSConnector em Linux Manual de Instalação PIMSConnector em Linux Julho/2015 Sumário 1. Contexto de negócio (Introdução)... 3 2. Pré-requisitos instalação/implantação/utilização... 4 3. JBOSS... 6 3.1. Instalação... 6 3.2.

Leia mais

Sistemas de Produtividade

Sistemas de Produtividade Sistemas de Produtividade Os Sistemas de Produtividade que apresentaremos em seguida são soluções completas e podem funcionar interligadas ou não no. Elas recebem dados dos aplicativos de produtividade,

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

Guia de Atualização TOTVS Segurança e Acesso 11.6

Guia de Atualização TOTVS Segurança e Acesso 11.6 04/2014 Sumário 1 Prefácio... 3 1.2 Finalidade... 3 1.3 Público Alvo... 3 1.4 Organização deste Guia... 3 1.5 Documentações Importantes... 3 2 Atualização... 4 2.1 Executando o Updater de Atualização...

Leia mais

Consoles do Adobe Experience Manager

Consoles do Adobe Experience Manager Consoles do Adobe Experience Manager Overview / Adobe Experience Manager / Adobe Experience Manager 6.0 / Criação / Trabalhar com o ambiente de criação / Vários consoles especializados

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES

FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES LEADWORK TECNOLOGIA E TREINAMENTO FRAMEWORK DE DESENVOLVIMENTO LOTUS NOTES Flexibilidade Acesso via Client Notes, Web e Mobile. Com o framework de desenvolvimento as soluções podem ser oferecidas com acesso

Leia mais

Desenvolvimento de Sites. Subtítulo

Desenvolvimento de Sites. Subtítulo Desenvolvimento de Sites Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP 2ª Edição Juliano Niederauer Novatec Copyright 2009, 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI Curso: Formação para certificação MCSA em Windows Server 2012 Prepara para as provas: 70-410, 70-411 e 70-412 Em parceria com Pág. 1 Objetivo Adquirindo a formação

Leia mais

Explorando o SharePoint como ferramenta de uma nova Gestão de Documentos Corporativos

Explorando o SharePoint como ferramenta de uma nova Gestão de Documentos Corporativos Explorando o SharePoint como ferramenta de uma nova Gestão de Documentos Marcos Moysés da Cunha marcos.cunha@eletrobras.com (21) 2514-5695 Gestão de Documentos SharePoint GED... caminho... Gestão de Documentos

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web. Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres

Tópicos de Ambiente Web. Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres Tópicos de Ambiente Web Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres Roteiro Motivação Desenvolvimento de um site Etapas no desenvolvimento de software (software:site) Analise

Leia mais

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD CONCORRÊNCIA PÚBLICA INTERNACIONAL Nº 02430/2008

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD CONCORRÊNCIA PÚBLICA INTERNACIONAL Nº 02430/2008 Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD CONCORRÊNCIA PÚBLICA INTERNACIONAL Contratação de empresa especializada em tecnologia da informação para o desenvolvimento de Sistema Nacional de

Leia mais

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6 Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos Add-on responsável pela integração do SAP Business One com o setor comercial através da internet.

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL PERFIL Em 1925, surgiu a primeira fábrica de óleos essenciais do Brasil, em Jaraguá do Sul - SC. A autenticidade, a qualidade de seus

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.76

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.76 Documentação Programa de Evolução Contínua Versão 1.76 Sumário Resumo das Novidades... 3 Configuração das Novidades... 5 Nova integração Google Universal Analytics... 5 Sistema de Múltiplos Pacotes de

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

4 Desenvolvimento da ferramenta

4 Desenvolvimento da ferramenta direcionados por comportamento 38 4 Desenvolvimento da ferramenta Visando facilitar a tarefa de documentar requisitos funcionais e de gerar testes automáticos em uma única ferramenta para proporcionar

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

Integração TOTVS Colaboração 2.0 Recepção NFS-e - Datasul

Integração TOTVS Colaboração 2.0 Recepção NFS-e - Datasul Integração TOTVS Colaboração 2.0 Recepção NFS-e - Datasul Setembro/2014 Sumário 1. Contexto de negócio (Introdução)... 3 2. Objetivos do projeto TOTVS Colaboração 2.0... 3 3. Sistemas Envolvidos... 3 4.

Leia mais

Aplicação Prática de Lua para Web

Aplicação Prática de Lua para Web Aplicação Prática de Lua para Web Aluno: Diego Malone Orientador: Sérgio Lifschitz Introdução A linguagem Lua vem sendo desenvolvida desde 1993 por pesquisadores do Departamento de Informática da PUC-Rio

Leia mais

Guia de Instalação TOTVS Segurança e Acesso 11.6.7

Guia de Instalação TOTVS Segurança e Acesso 11.6.7 10/2013 Sumário 1. Prefácio... 3 1.1. Finalidade... 3 1.2. Público Alvo... 3 1.3. Organização deste Guia... 3 1.4. Documentações Importantes... 4 2. Introdução... 5 2.1. Arquitetura Distribuída do Produto...

Leia mais

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação.

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação. ANEXO 11 O MATRIZ Para o desenvolvimento de sites, objeto deste edital, a empresa contratada obrigatoriamente utilizará o framework MATRIZ desenvolvido pela PROCERGS e disponibilizado no início do trabalho.

Leia mais

Manual do App MobiDM para Windows Phone

Manual do App MobiDM para Windows Phone Manual do App MobiDM para Windows Phone Este Manual Rápido descreve a instalação e utilização do App MobiDM para Windows Phone Versão: x.x Manual do App MobiDM para Windows Phone Página 1 Índice 1. BEM-VINDO

Leia mais

PROCEDIMENTO DE MIGRAÇÃO

PROCEDIMENTO DE MIGRAÇÃO PROCEDIMENTO DE MIGRAÇÃO Portais Web Rev. 01-06/08/10 TOTVS Unidade Joinville Avenida Santos Dumont, 831 Santo Antônio Fone: (47) 2101-3000 Fax: (47) 2101-3001 89218-900 Joinville Santa Catarina www.totvs.com.br

Leia mais

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Artigo escrito por Walter Teixeira wteixeira.wordpress.com Sumário Cenário Proposto... 3 Preparação do Servidor SQL Server

Leia mais

Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software)

Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software) Contratações públicas de TI: encontro com o mercado Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software) Carlos Oest Tecnologia da Informação e Telecomunicações TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO

Leia mais

Treinamento SharePoint 2013 para Power User

Treinamento SharePoint 2013 para Power User Treinamento SharePoint 2013 para Power User Este documento contém informações relacionadas ao plano de capacitação, no produto SharePoint, voltado para usuários Power User. Índice 1 Sobre o Learning365...

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais