DÉCADA DE 80. Profa. Dra. Regina S. A. Martins

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DÉCADA DE 80. Profa. Dra. Regina S. A. Martins"

Transcrição

1 Eventos Marcantes: Guerra das Malvinas Guerra nas Estrelas Glasnost e Perestroika Queda do Muro de Berlim Massacre da Praça da Paz Celestial (Tiananmen) Tragédias sociais e ambientais

2 ESTADOS UNIDOS : Governo Ronald Reagan. Política econômica conservadora: cortes nos gastos públicos, especialmente serviços previdenciários. diminuição de impostos. liberação das importações, estimulada pela supervalorização do dólar.

3 ESTADOS UNIDOS Guerra nas Estrelas (1983): Reagan destina recursos para o desenvolvimento de um escudo espacial. Seriam colocados na órbita da terra satélites equipados com canhões laser para destruir os mísseis inimigos.

4 ESTADOS UNIDOS Consequências da reaganomics: queda da poupança interna com alta desenfreada de consumo, emissão crescente de papel-moeda, adoção de altas taxas de juros para atrair investimentos estrangeiros, especulação financeira.

5 ESTADOS UNIDOS 19/10/1987: quebra na bolsa de New York: 600 milhões de ações são vendidas em um só dia, perdas estimadas em US$ 1 trilhão.

6 ESTADOS UNIDOS Medidas para sair da crise de 1987: Protecionismo e incentivo à retomada da produção industrial, Redução de gastos militares Manutenção da política de juros altos para continuar atraindo capital estrangeiro.

7 ESTADOS UNIDOS Governo Reagan é marcado pelo envolvimento em vários eventos externos: Crise com a Líbia Escândalo Irã Contras Apoio aos Contras da Nicarágua

8 Distensão: ESTADOS UNIDOS Abril de 1987 secretário de Defesa dos EUA, George Schultz vai para Moscou, Setembro de 1987 é assinado Acordo de Princípios de Negociação de Desarmamento,

9 ESTADOS UNIDOS Distensão: Dezembro de 1987 Gorbachev visita os EUA assinando, junto com Reagan, o Tratado para Eliminação de Armas de Médio e Curto Alcance instaladas na Europa. Maio de 1988 Reagan vai a Moscou Dezembro de 1988 Gorbachev volta aos EUA.

10 GUERRA DAS MALVINAS Ilhas Malvinas ocupadas pela Inglaterra em 1833, que as chamaram de Falkland. 1980: britânicos propões autonomia aos habitantes das ilhas, que não aceitam.

11 GUERRA DAS MALVINAS 1981: argentinos começam a explorar petróleo entre o continente e as ilhas. Britânicos respondem promovendo um novo fluxo migratório para a região. Argentina protesta e envia emissários a Londres.

12 GUERRA DAS MALVINAS Abril de 1982: tropas argentinas invadem a capital das ilhas. Junho de 1982: argentinos são derrotados.

13

14

15 URSS 1985: Gorbachev assume o comando da URSS: Renovação dos quadros dirigentes do partido Reforma no comando das Forças Armadas Reforma na Lei Eleitoral e na Administração

16 URSS 1985: Gorbachev anuncia profundas reformas na URSS. Primeiro a Glasnost (transparência), logo seguida pela Perestroika (reestruturação). Alguns setores do partido não aprovam os novos tempos. Reformas são bem vistas no plano internacional.

17 URSS Principais medidas econômicas: Abandono do planejamento central, Abolição do sistema de preços ditados pelo governo, Autogestão das empresas estatais e liberdade de competirem entre si no mercado, Fim da política de subsídios, Permissão para a existência de pequenos negócios privados.

18 URSS Principais medidas políticas: Separação entre PCUS e Estado, Simplificação da estrutura burocrática, Reforma da lei eleitoral e emendas à Constituição para estabelecer novo equilíbrio de poder, Devolução do poder aos Soviets.

19 URSS 1º de Janeiro de 1988: Gorbachev é eleito presidente, cargo agora com novas atribuições, inclusive a escolha do Primeiro Ministro. 26 de março de 1989: eleições para o Congresso de Deputados do Povo, com 180 milhões de eleitores, demonstrou a aprovação popular ao governo de Gorbachev.

20 URSS Novos tempos trouxeram algumas complicações: Abertura política incentivou movimentos de autonomia (Letônia, Estônia e Lituânia) Explosão de rivalidades no Azerbaijão (entre cristãos ortodoxos armênios e muçulmanos) Problemas na produção, distribuição e armazenagem de alimentos.

21 Queda do Muro de Berlim Erich Hönecker, dirigente da Alemanha Oriental, recorreu a empréstimos externos para manter a política de subsídios ao longo da década de 80. O endividamento fez cair os investimentos em infra-estrutura levando a economia a uma crise.

22 Queda do Muro de Berlim Devido à crise, cada vez mais alemães orientais passavam para a Alemanha Ocidental, à época o país mais rico da Europa. O muro de Berlim já não era problema pois a abertura da URSS havia atingido também outros países socialistas, como Hungria e Polônia.

23 Queda do Muro de Berlim Começam a surgir manifestações por reformas políticas semelhantes às da URSS. Egon Krenz, alto dirigente do PC alemão, derruba Hönecker e inicia as reformas. 9/9/1989 muro de Berlim é derrubado pela população.

24 Massacre da Praça da Paz Celestial Deng Xiaoping procura acabar com a fome permitindo que os camponeses vendessem o excedente de sua produção. Em meados dos anos 80 camponeses pressionam por aumento dos artigos de consumo.

25 MASSACRE DA PRAÇA DA PAZ CELESTIAL 22/10/1984: governo chinês oficializa medidas em experimentação: Distinção salarial de acordo com mérito, cargo e função, Reestabelecimento parcial da propriedade na agricultura,

26 MASSACRE DA PRAÇA DA PAZ CELESTIAL 22/10/1984: governo chinês oficializa medidas em experimentação: Introdução controlada do conceito de lucro nas empresas, Admissão de tecnologia e capitais estrangeiros, Expurgo dos empregos vitalícios no funcionalismo público

27 MASSACRE DA PRAÇA DA PAZ CELESTIAL Outras medidas do governo chinês: Inauguração de Bolsa de Valores, Criação de quatro zonas especiais para investimentos estrangeiros, com isenção fiscal, Renovação dos quadros dirigentes, Campanha de eliminação dos vestígios da Revolução Cultural.

28 MASSACRE DA PRAÇA DA PAZ CELESTIAL rápido crescimento industrial provoca inflação de 30% anuais. Governo chinês adota medidas de austeridade econômica. 1989: novo primeiro ministro Li Peng adota posição contra a abertura do regime comunista.

29 MASSACRE DA PRAÇA DA PAZ CELESTIAL Abertura econômica vai levar populaçâo a pressionar por liberdades democráticas. Maio de 1989 manifestação popular pela liberdade de manifestação fim da corrupação e dos privilégios dos altos funcionários. Junho de 1989 governo envia tanques e tropas contra os manifestantes na Praça da Paz Celestial.

30 Tragédias sociais e ambientais 1984: vazamento de gás venenoso em Bhopal Índia. 1985: descoberta do buraco na camada de Ozônio. 1985: fome na Etiópia. 1986: acidente nuclear em Chernobyl 1989: vazamento de milhões de galões de petróleo do Exxon Valdez.

GUERRA FRIA 1945 1991

GUERRA FRIA 1945 1991 GUERRA FRIA 1945 1991 Guerra Fria 1945-1991 Conceito: Conflitos políticos, ideológicos e militares (indiretos), que aconteceram no pós guerra entre as duas potências mundiais EUA e URSS entre 1945-1991.

Leia mais

Alguns dados sobre a China

Alguns dados sobre a China CHINA "...de que país a China é colônia? É colônia de cada país com quem firmou um tratado, e todos os países que têm um tratado com a China são seus donos. Assim, a China não é somente escrava de uma

Leia mais

Nacional e internacional

Nacional e internacional Nacional e internacional Crise de 2008 Explosão do mercado imobiliário nos EUA (subprime) Colapso no sistema econômico mundial Quebradeira de bancos e grandes empresas Queda vertiginosa nas taxas de lucratividade

Leia mais

As ordens mundiais GEOGRAFIA GEOGRAFIA A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SEUS CONTRASTES. Capítulo 13 O espaço geográfico 8.1

As ordens mundiais GEOGRAFIA GEOGRAFIA A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SEUS CONTRASTES. Capítulo 13 O espaço geográfico 8.1 As ordens mundiais GEOGRAFIA GEOGRAFIA A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SEUS CONTRASTES Capítulo 13 O espaço geográfico 8.1 NOVA ORDEM MUNDIAL E O SUBDESENVOLVIMENTO A antiga ordem A nova ordem Socialismo x Capitalismo

Leia mais

China: a. Professor Zé Soares. potência do século XXI

China: a. Professor Zé Soares. potência do século XXI China: a Professor Zé Soares potência do século XXI China: o país do espetáculo do crescimento e os problemas atuais Desenvolvimento da nova China; Problemas atuais; Olimpíadas de Pequim; A questão do

Leia mais

Até então o confronto direto entre os aliados não havia acontecido.

Até então o confronto direto entre os aliados não havia acontecido. Confronto entre os aliados, vencedores da 2ª Guerra: Inglaterra, França, EUA e União Soviética. Acordo pós-guerra definiria a área de influência da URSS, onde estavam suas tropas (leste europeu). Conferência

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA. A União Soviética foi um Estado Socialista que existiu na Eurásia (parte na Europa, parte na Ásia), entre 1922 e 1991.

Equipe de Geografia GEOGRAFIA. A União Soviética foi um Estado Socialista que existiu na Eurásia (parte na Europa, parte na Ásia), entre 1922 e 1991. Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 14R Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA A União Soviética foi um Estado Socialista que existiu na Eurásia (parte na Europa, parte na Ásia), entre 1922

Leia mais

China e seu Sistemas

China e seu Sistemas China e seu Sistemas Em 1949, logo depois da revolução chinesa, a China possuía 540 milhões de habitantes, e se caracterizava por ser predominantemente rural, neste período o timoneiro Mao Tsetung, enfatizava

Leia mais

China e seu Sistemas

China e seu Sistemas China e seu Sistemas Em 1949, logo depois da revolução chinesa, a China possuía 540 milhões de habitantes, e se caracterizava por ser predominantemente rural, neste período o timoneiro Mao Tsetung, enfatizava

Leia mais

1. Conceito Guerra improvável, paz impossível - a possibilidade da guerra era constante, mas a capacidade militar de ambas potências poderia provocar

1. Conceito Guerra improvável, paz impossível - a possibilidade da guerra era constante, mas a capacidade militar de ambas potências poderia provocar A GUERRA FRIA 1. Conceito Conflito político, econômico, ideológico, cultural, militar entre os EUA e a URSS sem que tenha havido confronto direto entre as duas superpotências. O conflito militar ocorria

Leia mais

Disputa pela hegemonia mundial entre Estados Unidos e URSS após a II Guerra Mundial. É uma intensa guerra econômica, diplomática e tecnológica pela conquista de zonas de influência. Ela divide o mundo

Leia mais

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas

O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas O processo de abertura comercial da China: impactos e perspectivas Análise Economia e Comércio / Desenvolvimento Carolina Dantas Nogueira 20 de abril de 2006 O processo de abertura comercial da China:

Leia mais

Guerra Fria. Geografia - Prof. Marcos

Guerra Fria. Geografia - Prof. Marcos Guerra Fria Geografia - Prof. Marcos CONCEITO Denominamos Guerra Fria o período histórico caracterizado pela disputa política-ideológica e seus desdobramentos (econômicos, militares, tecnológicos, territoriais...)

Leia mais

COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES

COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES Características da União Soviética - Moeda Única - Governo Central - Forças Armadas unificadas Países resultantes da desagregação da União Soviética - Rússia - Armênia

Leia mais

Guerra fria (o espaço mundial)

Guerra fria (o espaço mundial) Guerra fria (o espaço mundial) Com a queda dos impérios coloniais, duas grandes potências se originavam deixando o mundo com uma nova ordem tanto na parte política quanto na econômica, era os Estados Unidos

Leia mais

República Popular Chinesa (1912-1949)

República Popular Chinesa (1912-1949) China atual Revolução Chinesa Primeiro momento (1911): revolução nacionalista contra neocolonialismo, liderada por SunYat-sen e fundador do Kuomitang (Partido Nacionalista) Segundo momento (1949): revolução

Leia mais

DÉCADA DE 50. Eventos mais marcantes: Revolução Chinesa (1949) Guerra da Coréia (1950-1953) Revolução Cubana (1959) Corrida armamentista

DÉCADA DE 50. Eventos mais marcantes: Revolução Chinesa (1949) Guerra da Coréia (1950-1953) Revolução Cubana (1959) Corrida armamentista Eventos mais marcantes: Revolução Chinesa (1949) Guerra da Coréia (1950-1953) Revolução Cubana (1959) Corrida armamentista Corrida Espacial REVOLUÇÃO CHINESA Após um longo período de divisões e lutas internas,

Leia mais

Os Antecedentes. Conferência de Yalta (11/fev/1945)

Os Antecedentes. Conferência de Yalta (11/fev/1945) Os Antecedentes Conferência de Yalta (11/fev/1945) Reorganização do leste europeu Conferência de Potsdam (17/jul/1945) Divisão da Alemanha em áreas de influência:» EUA» Inglaterra» URSS» França Conferência

Leia mais

CRISE DE 29. Colapso do sistema financeiro americano

CRISE DE 29. Colapso do sistema financeiro americano CRISE DE 29 Colapso do sistema financeiro americano Antecedentes: Europa destruída pela grande guerra depende do capital americano; EUA responsável por 50% de toda produção industrial do mundo; American

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

Redução da Pobreza no Brasil

Redução da Pobreza no Brasil Conferencia Business Future of the Americas 2006 Câmara Americana de Comércio Redução da Pobreza no Brasil Resultados Recentes e o Papel do BNDES Demian Fiocca Presidente do BNDES Rio de Janeiro, 5 de

Leia mais

Ser Europa. Contactos. Visita-nos! Sabe mais: 20º aniversário da Queda do Muro de Berlim e o seu impacto na integração europeia

Ser Europa. Contactos. Visita-nos! Sabe mais: 20º aniversário da Queda do Muro de Berlim e o seu impacto na integração europeia Centro Europe Direct de Lamego Sabe mais: Ser Europa 20º aniversário da Queda do Muro de Berlim e o seu impacto na integração europeia > As Razões para a construção do Muro > A construção do Muro Contactos

Leia mais

A formação da União Europeia

A formação da União Europeia A formação da União Europeia A EUROPA DOS 28 Como tudo começou? 1926: 1º congresso da União Pan- Europeia em Viena (Áustria) 24 países aprovaram um manifesto para uma organização federativa na Europa O

Leia mais

Exercícios Reorganização Política Internacional

Exercícios Reorganização Política Internacional Exercícios Reorganização Política Internacional 1. (Ufg 2013) Analise a charge a seguir. A charge refere-se a dois temas: o papel do Estado na economia e as relações de trabalho. A respeito desses temas,

Leia mais

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes.

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. A ECONOMIA GLOBAL Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. O século XX marcou o momento em que hábitos culturais, passaram a ser ditados pelas grandes

Leia mais

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor do trabalho: 2.0 Nota: Data: /dezembro/2014 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 8º Trabalho de Recuperação Final de Geografia ORIENTAÇÕES: Leia atentamente

Leia mais

A Revolução Comunista na China 1949 Organização : Prof.: Fabrício Fernandes

A Revolução Comunista na China 1949 Organização : Prof.: Fabrício Fernandes A Revolução Comunista na China 1949 Organização : Prof.: Fabrício Fernandes Antecedentes Guerra Civil A partir de 1925 nacionalistas / kuomintang (Chiang Kai-shek) X comunistas (derrotados) desfecho: Partido

Leia mais

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012 RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO Junho de 2012 Riscos e oportunidades para a indústria de bens de consumo A evolução dos últimos anos, do: Saldo da balança comercial da indústria

Leia mais

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX A supremacia Europeia sobre o Mundo A Europa assumia-se como 1ª potência Mundial DOMÍNIO POLÍTICO Inglaterra, França, Alemanha, Portugal e outras potências

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso no encerramento do Fórum

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 12 de janeiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Deflação na Europa reforça crença no QE (22/11); Pacote de U$1 trilhão em infraestrutura

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 1) A fotografia acima, tirada em Pequim, na China, em 1989, pode ser identificada, corretamente, como a) Reveladora do sucateamento do exército chinês, sinal mais visível da crise

Leia mais

Sun Yat-sem foi um estadista e político chinês considerado, tanto na República Popular da China quanto em Taiwan como o pai da China Moderna.

Sun Yat-sem foi um estadista e político chinês considerado, tanto na República Popular da China quanto em Taiwan como o pai da China Moderna. CHINA CHINA / GUERRA DO ÓPIO 114 115 CHINA / HISTÓRIA CHINA COMUNISTA Sun Yat-sem foi um estadista e político chinês considerado, tanto na República Popular da China quanto em Taiwan como o pai da China

Leia mais

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914 ESTUDO DE CASO MÓDULO XI Sistema Monetário Internacional Padrão Ouro 1870 1914 Durante muito tempo o ouro desempenhou o papel de moeda internacional, principalmente por sua aceitabilidade e confiança.

Leia mais

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando INFORMATIVO n.º 42 NOVEMBRO de 2015 A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando Fabiana D Atri - Economista Coordenadora do Departamento de Pesquisas e

Leia mais

Situação da União Soviética e suas possíveis tendências

Situação da União Soviética e suas possíveis tendências TRABALHO SOBRE Situação da União Soviética e suas possíveis tendências Matéria: Econômia Professor: Drº Aluno: Sérgio Moreira dos Santos, RA: 304395781. º do Curso de Direito, período noturno. UNIBAN Data:

Leia mais

UNIDADE 4 A CRISE DO GUERRA MUNDIAL. CAPITALISMO E A SEGUNDA. Uma manhã de destruição e morte.

UNIDADE 4 A CRISE DO GUERRA MUNDIAL. CAPITALISMO E A SEGUNDA. Uma manhã de destruição e morte. UNIDADE 4 A CRISE DO CAPITALISMO E A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL. Uma manhã de destruição e morte. No início de agosto de 1945, os Estados Unidos tentavam, sem resultado, conseguir a rendição japonesa. A solução

Leia mais

Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda

Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Brasília, 22 de maio de 2012 1 A situação da economia internacional

Leia mais

CARACTERÍSTICAS NATURAIS

CARACTERÍSTICAS NATURAIS CHINA Área: 9.536.499 km² Capital: Pequim (Beijin) População: 1,33 bilhão (2010) Moeda: Iuan Nome oficial: República Popular da China Densidade demográfica: 139 hab./km2 Crescimento demográfico: 0,9% ao

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 9 o ano Unidade 8 5 Unidade 8 Nome: Data: 1. Marque V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas sobre a União Soviética. a) Os russos representavam a maioria no

Leia mais

Guerra Fria e o Mundo Bipolar

Guerra Fria e o Mundo Bipolar Guerra Fria e o Mundo Bipolar A formação do Mundo Bipolar Os Aliados vencem a 2.ª Guerra (1939-1945). Apesar de na guerra lutarem lado a lado, os EUA e a URSS vão afastar-se a partir de 1945. Guerra Fria

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA http://www.youtube.com/watch?v=lmkdijrznjo Considerações sobre a independência -Revolução racional científica do

Leia mais

Exercícios sobre Revolução Chinesa

Exercícios sobre Revolução Chinesa Exercícios sobre Revolução Chinesa Material de apoio do Extensivo 1. Leia atentamente as afirmações abaixo, sobre a Guerra do Ópio, e assinale a alternativa correta. I. O estopim da Guerra do Ópio (1839)

Leia mais

Programa de Estímulo ao Mercado de Capitais

Programa de Estímulo ao Mercado de Capitais Programa de Estímulo ao Mercado de Capitais Guido Mantega Ministro da Fazenda São Paulo, 16 de junho de 2014 1 Apresentação de medidas para: 1 VIABILIZAR a capitalização das empresas de porte médio 2 ATRAIR

Leia mais

American Way Of Life

American Way Of Life Crise de 1929 Ao final da Primeira Guerra, a indústria dos EUA era responsável por quase 50% da produção mundial. O país criou um novo estilo de vida: o american way of life. Esse estilo de vida caracterizava-se

Leia mais

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE 9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade I Tempo, espaço, fontes históricas e representações cartográficas. 2

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR Caderno 10» Capítulo 4 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A experiência democrática no Brasil (1945-1964)

Leia mais

PANORAMA DA ECONOMIA RUSSA

PANORAMA DA ECONOMIA RUSSA PANORAMA DA ECONOMIA RUSSA A Federação da Rússia é o maior país do mundo, com 17 milhões de km2. O censo de 2001 revelou uma população de 142,9 milhões de habitantes, 74% dos quais vivendo nos centros

Leia mais

Nilson Araújo de Souza. A longa agonia da dependência

Nilson Araújo de Souza. A longa agonia da dependência Nilson Araújo de Souza A longa agonia da dependência Economia brasileira contemporânea (JK-FH) 2 a edição revista e ampliada A EDITORA ALFA-OMEG A São Paulo 2005 Tábua geral da matéria Sobre o Autor Dedicatória

Leia mais

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO A prova de História é composta por três questões e vale 10 pontos no total, assim distribuídos: Questão 1 3 pontos (sendo 1 ponto para o subitem A, 1,5

Leia mais

Atualidades. Blocos Econômicos, Globalização e União Européia. 1951 - Comunidade Européia do Carvão e do Aço (CECA)

Atualidades. Blocos Econômicos, Globalização e União Européia. 1951 - Comunidade Européia do Carvão e do Aço (CECA) Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como política, economia, sociedade, educação, tecnologia, energia, ecologia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e segurança

Leia mais

Do mundo multipolar para o. bipolar da Guerra Fria

Do mundo multipolar para o. bipolar da Guerra Fria Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria Geografia - 9ºANO Profª Bruna Andrade e Elaine Camargo Ordem Multipolar As potências industriais disputam hegemonia cultural, econômica e política no cenário

Leia mais

O sucesso do Plano Real na economia brasileira RESUMO

O sucesso do Plano Real na economia brasileira RESUMO 1 O sucesso do Plano Real na economia brasileira Denis de Paula * RESUMO Esse artigo tem por objetivo evidenciar a busca pelo controle inflacionário no final da década de 1980 e início da década de 1990,

Leia mais

TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS. Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético.

TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS. Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético. TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético. A operação Barbarossa A operação Barbarossa era a invasão da União

Leia mais

Fluxos de capitais, informações e turistas

Fluxos de capitais, informações e turistas Fluxos de capitais, informações e turistas Fluxo de capitais especulativos e produtivos ESPECULATIVO Capital alocado nos mercados de títulos financeiros, ações, moedas ou mesmo de mercadorias, com o objetivo

Leia mais

2. Condições de Equilíbrio do Modelo No modelo keynesiano simples, a economia estará em equilíbrio se:

2. Condições de Equilíbrio do Modelo No modelo keynesiano simples, a economia estará em equilíbrio se: Macroeconomia Aula 2 1. Modelo Keynesiano Simples 1.1. Clássicos x Keynes Para os economistas clássicos, a economia de mercado era auto-regulável e tendia quase que automaticamente para o pleno emprego.

Leia mais

Japão, Tigres asiáticos e China

Japão, Tigres asiáticos e China Japão, Tigres asiáticos e China Revisão Geral Prof. Josevaldo Aspectos socioeconômicos do Japão e dos Tigres Asiáticos Japão A partir do final da Segunda Guerra Mundial Transformou-se em exemplo de crescimento

Leia mais

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Esta aula tratará da análise comparativa do processo de desenvolvimento da China e da Índia, países que se tornaram

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 02 de Janeiro de 2015 Prezado(a) Período de Movimentação FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 01/12/2014 a 31/12/2014 Panorama Mensal Dezembro 2014 A volatilidade

Leia mais

Estados Unidos da América. Aula I Da colonização ao século XIX

Estados Unidos da América. Aula I Da colonização ao século XIX Estados Unidos da América Aula I Da colonização ao século XIX As Teorias: Corrente asiática Estreito de Bering (beríngia). Malaio Polinésia Corrente australiana Ocupação do Continente Americano: Principais

Leia mais

Exercícios sobre Tigres Asiáticos

Exercícios sobre Tigres Asiáticos Exercícios sobre Tigres Asiáticos Material de apoio do Extensivo 1. (UNITAU) Apesar das críticas, nos últimos tempos, alguns países superaram o subdesenvolvimento. São os NIC (Newly Industrialized Countries),

Leia mais

CRONOLOGIA DA INTEGRAÇÃO EUROPEIA

CRONOLOGIA DA INTEGRAÇÃO EUROPEIA CRONOLOGIA DA INTEGRAÇÃO EUROPEIA 1950 9 de Maio Robert Schuman, Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, profere um importante discurso em que avança propostas inspiradas nas ideias de Jean Monnet.

Leia mais

A CRISE DE 1929. Linha de montagem Ford T

A CRISE DE 1929. Linha de montagem Ford T O MUNDO ENTRE GUERRAS: A CRISE DO LIBERALISMO RECAPTULANDO -Com o fim da Primeira Guerra Mundial a Alemanha derrotada no conflito, sofreu sérias punições no Tratado de Versalhes que acabou retalhando o

Leia mais

Gabarito oficial preliminar: História

Gabarito oficial preliminar: História 1) Questão 1 Segundo José Bonifácio, o fim do tráfico de escravos significaria uma ameaça à existência do governo porque Geraria uma crise econômica decorrente da diminuição da mão de obra disponível,

Leia mais

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia e Comércio / Integração Regional Jéssica Naime 09 de setembro de 2005 Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia

Leia mais

Investindo em um gigante em expansão

Investindo em um gigante em expansão Investindo em um gigante em expansão Revolução econômica transforma a China no grande motor do crescimento mundial Marienne Shiota Coutinho, sócia da KPMG no Brasil na área de International Corporate Tax

Leia mais

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Capítulo 1: Japão - Capítulo 2: China - Capítulo 4: Tigres Asiáticos Apresentação elaborada pelos alunos do 9º Ano C Monte Fuji - Japão Muralha da China Hong Kong

Leia mais

AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015?

AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015? AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015? Luís Artur Nogueira Jornalista e economista Editor de Economia da IstoÉ DINHEIRO Comentarista econômico da Rádio Bandeirantes Atibaia 17/05/2014 Qual

Leia mais

Período Populista (1945/64)

Período Populista (1945/64) Período Populista (1945/64) INTRODUÇÃO Período de Democracia, sem censura e eleições direta (o( o povo vota) para presidente. O mundo encontrava-se no Período de Guerra Fria : Capitalistas (EUA) X Socialistas

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI Como pode cair no enem A desconcentração industrial verificada no Brasil, na última década, decorre, entre outros fatores,

Leia mais

Caderneta de Poupança

Caderneta de Poupança Caderneta de Poupança Maio de 2009 1 OBJETIVO DAS MEDIDAS Garantir que a caderneta de poupança permaneça como o melhor investimento para a poupança da maioria da população brasileira Impedir que a caderneta

Leia mais

Ajuste Macroeconômico na Economia Brasileira

Ajuste Macroeconômico na Economia Brasileira Ajuste Macroeconômico na Economia Brasileira Fundação Getúlio Vargas 11º Fórum de Economia Ministro Guido Mantega Brasília, 15 de setembro de 2014 1 Por que fazer ajustes macroeconômicos? 1. Desequilíbrios

Leia mais

Gerenciando a Crise. 10 º Congresso Internacional de Gestão Porto Alegre, 20 de julho de 2009

Gerenciando a Crise. 10 º Congresso Internacional de Gestão Porto Alegre, 20 de julho de 2009 Gerenciando a Crise 10 º Congresso Internacional de Gestão Porto Alegre, 20 de julho de 2009 Apresentação de Martin Forst & Hanna Kleider Divisão de Gestão e Desempenho do Setor Público Diretoria de Governança

Leia mais

Brasil Império. Sétima Série Professora Carina História

Brasil Império. Sétima Série Professora Carina História Brasil Império Sétima Série Professora Carina História Confederação do Equador Local: Províncias do Nordeste. Época: 1824. Líderes da revolta: Manuel Paes de Andrade, frei Caneca e Cipriano Barata. Causas:

Leia mais

Questão 1. Resposta A. Resposta B

Questão 1. Resposta A. Resposta B Questão 1 Ao longo do século XX, as cidades norte-americanas se organizaram espacialmente de um modo original: a partir do Central Business District (CBD), elas se estruturaram em circunferências concêntricas

Leia mais

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA DOLOROSA: O NAZISMO ALEMÃO A ascensão dos nazistas ao poder na Alemanha colocou em ação a política de expansão territorial do país e o preparou para a Segunda Guerra Mundial. O saldo

Leia mais

Perspectivas da Economia Brasileira

Perspectivas da Economia Brasileira Perspectivas da Economia Brasileira Márcio Holland Secretário de Política Econômica Ministério da Fazenda Caxias do Sul, RG 03 de dezembro de 2012 1 O Cenário Internacional Economias avançadas: baixo crescimento

Leia mais

ADAM SMITH EM PEQUIM: ORIGENS E FUNDAMENTOS DO SÉCULO XXI

ADAM SMITH EM PEQUIM: ORIGENS E FUNDAMENTOS DO SÉCULO XXI http:///br/resenhas.asp?ed=10&cod_artigo=172 Copyright, 2006. Todos os direitos são reservados.será permitida a reprodução integral ou parcial dos artigos, ocasião em que deverá ser observada a obrigatoriedade

Leia mais

A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo

A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo A importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º 3. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos

ATIVIDADES ONLINE 9º 3. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos ATIVIDADES ONLINE 9º 3 1) Leia atentamente. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos Deng Xiaoping, pai da reforma econômica da China, decidiu no começo dos anos 80 testar as regras

Leia mais

1. A retomada da bolsa 01/02/2009 Você S/A Revista INSTITUCIONAL 66 à 68

1. A retomada da bolsa 01/02/2009 Você S/A Revista INSTITUCIONAL 66 à 68 1. A retomada da bolsa 01/02/2009 Você S/A Revista INSTITUCIONAL 66 à 68 Data de geração: 12/02/2009 Página 1 Data de geração: 12/02/2009 Página 2 A retomada da bolsa No ano passado, a bolsa de valores

Leia mais

Os determinantes do custo Brasil

Os determinantes do custo Brasil Os determinantes do custo Brasil PET-Economia: Reunião de Conjuntura 14 de Outubro de 2011 Entendendo o O é um termo genérico, usado para descrever o conjunto de dificuldades estruturais, burocráticas

Leia mais

PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES

PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES INTRODUÇÃO Período governado por GENERAIS do exército brasileiro. Adoção do modelo desenvolvimento dependente, principalmente dos EUA, que subordinava a

Leia mais

RESPOSTAS AOS RECURSOS IMPETRADOS CONTRA A PROVA OBJETIVA E GABARITO PRELIMINAR

RESPOSTAS AOS RECURSOS IMPETRADOS CONTRA A PROVA OBJETIVA E GABARITO PRELIMINAR A AOCP Assessoria em Organização de Concursos Públicos Ltda., no uso de suas atribuições legais, TORNA PÚBLICO os pareceres dos recursos deferidos, de acordo com o subitem 15.16 do Edital de Abertura nº

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA. MOVIMENTO BURGUÊS França antes da revolução TEVE APOIO DO POVO Monarquia absolutista Economia capitalista.(costumes feudais) sociedade estamental. 1º Estado-

Leia mais

CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA. Os últimos anos da República Velha

CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA. Os últimos anos da República Velha CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA Os últimos anos da República Velha Década de 1920 Brasil - as cidades cresciam e desenvolviam * Nos grandes centros urbanos, as ruas eram bem movimentadas, as pessoas

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª Tributa as mais-valias mobiliárias realizadas por Sociedades Gestores de Participações Sociais (SGPS), Sociedades de Capital

Leia mais

Derrota da emenda Dante de Oliveira pelas Diretas Eleição indireta de Tancredo Neves Morte de Tancredo, antes da posse

Derrota da emenda Dante de Oliveira pelas Diretas Eleição indireta de Tancredo Neves Morte de Tancredo, antes da posse O B R A S I L DE SARNEY A FHC Da redemocratização à globalização O G O V E R N O S A R N E Y (1985-1990) 1990) Antecedentes Derrota da emenda Dante de Oliveira pelas Diretas Eleição indireta de Tancredo

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX Descolonização e Lutas de Independência no Século XX A Independência da Índia (1947) - Antecedentes: Partido do Congresso (hindu) Liga Muçulmana Longa luta contra a Metrópole inglesa - Desobediência pacífica

Leia mais

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base

ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base ABDIB Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de base Cenário Econômico Internacional & Brasil Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda antonio.lacerda@siemens.com São Paulo, 14 de março de 2007

Leia mais

* (Resumo executivo do relatório Where does it hurts? Elaborado pela ActionAid sobre o impacto da crise financeira sobre os países em

* (Resumo executivo do relatório Where does it hurts? Elaborado pela ActionAid sobre o impacto da crise financeira sobre os países em * (Resumo executivo do relatório Where does it hurts? Elaborado pela ActionAid sobre o impacto da crise financeira sobre os países em desenvolvimento) A atual crise financeira é constantemente descrita

Leia mais

Crise financeira internacional: Natureza e impacto 1. Marcelo Carcanholo 2 Eduardo Pinto 3 Luiz Filgueiras 4 Reinaldo Gonçalves 5

Crise financeira internacional: Natureza e impacto 1. Marcelo Carcanholo 2 Eduardo Pinto 3 Luiz Filgueiras 4 Reinaldo Gonçalves 5 Crise financeira internacional: Natureza e impacto 1 Marcelo Carcanholo 2 Eduardo Pinto 3 Luiz Filgueiras 4 Reinaldo Gonçalves 5 Introdução No início de 2007 surgiram os primeiros sinais de uma aguda crise

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junio 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

O Futuro da Indústria Química CARLOS FADIGAS

O Futuro da Indústria Química CARLOS FADIGAS O Futuro da Indústria Química CARLOS FADIGAS A indústria química é relevante para o Brasil... Faturamento da Indústria Química Brasileira (US$ bilhões) +6% a.a. 166 160 162 124 129 101 2008 2009 2010 2011

Leia mais

Tensões Separatistas na Bélgica

Tensões Separatistas na Bélgica Tensões Separatistas na Bélgica Resenha Integração Regional Diego Cristóvão Alves de Souza Paes 18 de fevereiro de 2008 Tensões Separatistas na Bélgica Resenha Integração Regional Diego Cristóvão Alves

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

A América Central continental Guatemala, Costa Rica, Honduras, Nicarágua e El Salvador já foram parte do

A América Central continental Guatemala, Costa Rica, Honduras, Nicarágua e El Salvador já foram parte do p. 110 A América Central continental Guatemala, Costa Rica, Honduras, Nicarágua e El Salvador já foram parte do México até sua independência a partir de 1823; Em 1839 tornam-se independentes fracasso da

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.2 Conteúdo: Brasil na Era Militar

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.2 Conteúdo: Brasil na Era Militar 11.2 Conteúdo: Brasil na Era Militar Habilidades: Compreender os principais acontecimentos no Brasil durante o regime civil-militar Regime Civil-Militar no Brasil Período: 1964 a 1985. Governos Militares

Leia mais