Responsabilidade Social Delta Cafés

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Responsabilidade Social Delta Cafés"

Transcrição

1 Responsabilidade Social Delta Cafés Cláudia Cidraes Gama Coimbra, 12 de Novembro 2014

2 Em 1961, Rui Nabeiro, criou a Delta Cafés. Marca de sucesso no país e no mundo, exemplo de pioneirismo, inovação, vontade empresarial e fundamentalmente, a Delta Cafés tornou-se num símbolo de Campo Maior

3 Delta Cafés Marca de Rosto Humano Localização Campo Maior Situa-se na parte sudeste do distrito de Portalegre Província do Alto Alentejo e dista 224 km de Lisboa Área de 247 Km2 População residente com habitantes PORTIMÃO

4 RESPONSABILIDADE SOCIAL COM INOVAÇÃO 1 de Maio de 1969 inauguração em Campo Maior de um conjunto de habitações familiares para os nossos colaboradores No início dos anos 70 viajávamos e gozávamos períodos de férias com todo o pessoal

5 As instalações fabris e escritórios sempre estiveram providas para assegurar as condições de trabalho dos colaboradores todos os edifícios estão equipados com refeitórios onde servimos pequenas refeições Os colaboradores estão protegidos por um Seguro de Saúde extensivo aos seus familiares directos Dispomos ainda, em Campo Maior, de um Clube de Saúde, que assegura a prestação de Serviços Médicos de várias Especialidades

6 Inicialmente designado como Um Coração Chamado Delta, Surge em 2005 como Associação Coração Delta, uma Instituição de Solidariedade Social sem fins lucrativos desenvolve actividades de apoio à criança, famílias, idosos e população portadora de deficiência Desenvolve acções que visam a integração social e humanitária, a educação e a promoção da saúde Grupo de Voluntários

7 Associação Coração Delta conta com diversas valências: Centro Educativo Alice Nabeiro Intervenção Precoce Serviço de Apoio ao Desenvolvimento de Crianças e Jovens Rendimento de Reinserção Voluntariado Banco de Ortoteses Tempo Para Dar Constituição da Associação

8 TEMPO PARA PENSAR E PARA ACTUAR

9

10 SOLIDARIEDADE DELTA CAFÉS UM UNIVERSO DE CONHECIMENTO

11 Santarém Santa Casa Da Misericórdia Castelo Branco Centro S. Ribeiro das Perdizes Aveiro Santa Casa Da Misericórdia Viana do Castelo Banco Local de Voluntariado Mirandela PSP, Santa Casa e CM Viseu Centro de Dia da Santa Casa Porto Ass. Coração Amarelo Sintra Braga Banco Local de Voluntariado

12 Setúbal Centro C. de S. Sebastião Beja Caritas Diocesana de Beja Faro Provectus Portimão Associação de Voluntários Queluz Coração Amarelo Évora Fundação Eugénio d Almeida Leiria Junta de Freguesia Torres Vedras Câmara Municipal

13 I Encontro Tempo para Dar UM UNIVERSO DE CONHECIMENTO Assinatura dos Protocolos com as Instituições/ Entidades parceiras

14 UM UNIVERSO DE CONHECIMENTO Missão Levar o Espírito do Tempo Para Dar às diversas comunidades locais com o propósito de lutar contra a solidão em que vivem muitos idosos, sensibilizando a sociedade para as dificuldades da terceira idade

15 UM UNIVERSO DE CONHECIMENTO A Delta Cafés e o colaborador voluntário contribuem com 2 horas por mês para diminuir a solidão dos idosos do programa de voluntariado Empresarial

16 Mealheiro Solidário UM UNIVERSO DE CONHECIMENTO Grão a Grão, Cêntimo a Cêntimo, Unidos iremos chegar a quem mais precisa

17 Mealheiro Solidário: Actividades UM UNIVERSO DE CONHECIMENTO

18 Caminhada na Figueira da Foz Caminharam 1100 pessoas Angariamos 3.410

19 Évora Caminhada Solidária

20 RESUMO DA CAMINHADA 1200 participantes 24 Instituições envolvidas 3368,60 angariado 124 telemóveis seniores (parceria com a PT)

21 Entregámos 124 telemóveis

22 NATAL 2013 Entrega de 2000 Cabazes de Natal

23 Entrega de 170 Aparelhos de Teleassistência a idosos em isolamento

24 OBJECTIVO: Promover a realização do exercício físico junto da população sénior de Faro BENEFICIÁRIOS: Beneficiar as Instituições que trabalham com idosos, com Kits de Gerontomotricidade de forma a possibilitar o trabalho técnicos de Desporto junto dos idosos nas Instituições PADRINHO SOLIDÁRIO

25

26 3685 Cabazes alimentares 150 Pacotes de Fraldas 125 Telemóveis seniores Apoios 2012/ Ajudas Técnicas (Camas articuladas, cadeiras de rodas, cadeiras de banho, andarilhos, colchões anti-escaras, sanita portátil) 34 Bens e equipamentos (Televisões, microondas, aquecedores, Frigoríficos Termoacumuladores, Óculos entre outros 170 Aparelhos de Tele Assistência

27 Minimiza determinados problemas que angustiam a comunidade Melhorias concretas na qualidade de vida dos beneficiados Sociedade mais saudável e solidária Alicerça normas sociais e condutas de actuação Melhor envolvimento e motivação dos colaboradores e orgulho para com a Delta Cafés Fortalecimento da imagem, reputação da Delta Cafés, bem como da notoriedade dos seus produtos e/ou serviços Oportunidade de praticar uma cidadania mais activa e demonstrar as boas práticas de RSE da Delta Cafés Aumento do leque de competências ( ex. comunicação, trabalho em equipa, gestão de tempo) Melhora a integração na Delta Cafés e potencializa a satisfação com as funções desenvolvidas Incremento da autoconfiança, auto-estima, motivação, iniciativa, sentimento de auto valor

28

Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP

Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP s Entidade Data de DGSP 01.06.1984 Instituto de Apoio à Emigração e Comunidades Portuguesas 01.08.1993 Fundação para o Desenvolvimento das Tecnologias da Educação 14.02.2004 Ministério da Ciência e Tecnologia

Leia mais

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME. Ir buscar onde sobra para distribuir onde falta

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME. Ir buscar onde sobra para distribuir onde falta BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME Ir buscar onde sobra para distribuir onde falta O direito à alimentação é um dos mais básicos direitos do Homem. A fome existe no nosso território, na nossa cidade, na nossa

Leia mais

Relatório de Avaliação Grau de Satisfação - Colaboradores CRIT

Relatório de Avaliação Grau de Satisfação - Colaboradores CRIT Relatório de Avaliação Grau de Satisfação - Colaboradores CRIT - 2010 Grau de Satisfação para Colaboradores sobre a Satisfação Global Nº de inquéritos recebidos 90 P1. Imagem global da organização. 0 2

Leia mais

Ficha de Caracterização Sumária das instituições de acolhimento

Ficha de Caracterização Sumária das instituições de acolhimento Plano de Intervenção Imediata 2006 Ficha de Caracterização Sumária das instituições de acolhimento (Modelo 2-A) INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Ler atentamente as instruções antes de preencher. A preencher

Leia mais

Base de Dados das Empresas Novas Portugal

Base de Dados das Empresas Novas Portugal Base de Dados de Portugal É a Base de Dados das empresas e entidades Portuguesas mais completa e mais utilizada por profissionais em Portugal. Campos: NIF, Entidade, Morada, Localidade, Código postal,

Leia mais

Fenómenos de pobreza e exclusão social no contexto atual Palmela, 6 de dezembro de 2013

Fenómenos de pobreza e exclusão social no contexto atual Palmela, 6 de dezembro de 2013 Fenómenos de pobreza e exclusão social no contexto atual Palmela, 6 de dezembro de 2013 Maria José Domingos Objetivos Sobre a Estratégia 2020 A pobreza e a exclusão social na Europa em números A pobreza

Leia mais

COMEMORAÇÕES DO 1º DE MAIO DE 2017

COMEMORAÇÕES DO 1º DE MAIO DE 2017 AÇORES Angra do Heroísmo Banca com Materiais Alusivos ao dia. Distribuição à população de documentos alusivos ao 1º Maio Musica Exposição / Concurso de MAIOS politico/ Praça Velha Horta Entrega dos prémios

Leia mais

Plano Bienal de Desenvolvimento de Marvila (Março de 2014 a Março de 2016)

Plano Bienal de Desenvolvimento de Marvila (Março de 2014 a Março de 2016) 1. - Ação de Team Building - Nº de ações realizadas; Trabalho em - Consolidar - Realizar 1 ação em - ATM - Nº de entidades presentes por ação Rede parcerias conjunto. - Criar plano de comunicação da CSF;

Leia mais

A Economia Social e a sua Sustentabilidade como Factor de Inclusão Social

A Economia Social e a sua Sustentabilidade como Factor de Inclusão Social A Economia Social e a sua Sustentabilidade como Factor de Inclusão Social Seminário de Apresentação do Estudo 12 de novembro de 2012 POAT/FSE: Gerir, Conhecer e Intervir Objectivo Global IPSS no quadro

Leia mais

Fernando Miguel Seabra. ISCAL Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa PORTUGAL

Fernando Miguel Seabra. ISCAL Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa PORTUGAL Fernando Miguel Seabra ISCAL Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa PORTUGAL Rio de Janeiro, Brasil, 19 de Novembro de 2014 Envolvimento com Partes interessadas Responsabilidade

Leia mais

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Universidade dos Açores 0110 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo

Leia mais

Base de dados I. Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009

Base de dados I. Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009 Base de dados I Nº de referência da instituição Nº de registo Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009 Este questionário tem como objectivo proceder à actualização do Diagnóstico Social,

Leia mais

CURSO E-LEARNING NEWSLETTER 33. Introdução ao e-learning e às ferramentas colaborativas. Curso/ação ou formação contínua equivalente a 3 ECTS =78 h

CURSO E-LEARNING NEWSLETTER 33. Introdução ao e-learning e às ferramentas colaborativas. Curso/ação ou formação contínua equivalente a 3 ECTS =78 h NEWSLETTER 33 Directora: Ana Maria Morais - Presidente da Direcção Nacional CURSO E-LEARNING Introdução ao e-learning e às ferramentas colaborativas Curso/ação ou formação contínua equivalente a 3 ECTS

Leia mais

O contributo da EAPN Portugal / Rede Europeia

O contributo da EAPN Portugal / Rede Europeia 2011 Ano Europeu das Atividades de Voluntariado que Promovam uma Cidadania Ativa O contributo da EAPN Portugal / Rede Europeia Anti - Pobreza José Machado 22 Outubro 2011 Estrutura da Comunicação Pobreza

Leia mais

Plano de Acção

Plano de Acção - 2 - Nota Prévia A Rede Social afirmou-se ao longo da sua criação como uma medida inovadora e com capacidade de produzir alterações positivas na intervenção social. Esta medida assumiu-se, desde início,

Leia mais

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania

Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Ministério da Administração Interna Secretaria-Geral Os Governos Civis de Portugal. Memória, História e Cidadania Encontro Arquivos da Administração Pública 2 e 3 julho Angélica Jorge/Cidália Ferreira

Leia mais

Programa Operacional da Cultura Projectos Aprovados por Entidades Executora

Programa Operacional da Cultura Projectos Aprovados por Entidades Executora Programa Operacional da Cultura 2000-2006 Projectos Aprovados por Entidades Executora Entidade Executora Nº de Projectos Aprovados Instituto Português do Património Arquitectónico 69 Instituto Português

Leia mais

Turismo INATEL: do compromisso social à valorização do território

Turismo INATEL: do compromisso social à valorização do território Turismo INATEL: do compromisso social à valorização do território José Manuel Alho Vogal do Conselho de Administração Organização: Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável Confederação

Leia mais

3,11% 3,03% 2,82% 2,76% 2,56% 1,92% 1,62% 1,52% 1,48% 0,00% 1,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% 6,00%

3,11% 3,03% 2,82% 2,76% 2,56% 1,92% 1,62% 1,52% 1,48% 0,00% 1,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% 6,00% Problemáticas Especificas e Respostas Sociais Famílias e comunidade Rendimento Social de Inserção População Beneficiária de RSI (%) Barreiro Montijo Almada Setúbal Peninsula de Setúbal Portugal Continental

Leia mais

Nova Rede de Urgências

Nova Rede de Urgências Nova Rede de Urgências Objectivos Reunião da Comissão Técnica com a Comunicação Social O processo de definição da Rede de Urgências A Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação das Urgências

Leia mais

Intervenção dos Centros de Aconselhamento e Deteção Precoce do VIH, Cuidados de Saúde Primários e Urgências na implementação do diagnóstico,

Intervenção dos Centros de Aconselhamento e Deteção Precoce do VIH, Cuidados de Saúde Primários e Urgências na implementação do diagnóstico, do VIH, Cuidados de Saúde Primários e Urgências na implementação do diagnóstico, estratégia e implementação dos testes do VIH, Cuidados de Saúde Primários e Urgências na implementação do diagnóstico, estratégia

Leia mais

Editorial. Estudo. O consumidor europeu resiste à crise. O Observador Cetelem 2011 / Consumo na Europa

Editorial. Estudo. O consumidor europeu resiste à crise. O Observador Cetelem 2011 / Consumo na Europa 54 Editorial O consumidor europeu resiste à crise Conceição Caldeira da Silva Responsável do Observador Cetelem Este estudo e os anteriores poderão ser consultados em FONTES DOS NÚMEROS INDICADOS METODOLOGIA

Leia mais

Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental

Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental INTERVENÇÃO DO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Dr. Isaltino Afonso Morais Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa

Leia mais

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação - Copyright GRACE Maio 2012 Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação Uni.Network Missão Promover a ligação e a aproximação entre as Entidades Académicas portuguesas e as Empresas na

Leia mais

Programa da Qualidade Política Geral

Programa da Qualidade Política Geral O Hospital Pulido Valente definiu como MISSÂO: Programa da Qualidade Política Geral 1. O Hospital é o estabelecimento de referência para a população envolvente, para as especialidades de que dispõe, desenvolvendo

Leia mais

SEJA VOLUNTÁRIO! CONTRIBUA PARA O CRESCIMENTO DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA SOCIAL

SEJA VOLUNTÁRIO! CONTRIBUA PARA O CRESCIMENTO DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA SOCIAL SEJA VOLUNTÁRIO! CONTRIBUA PARA O CRESCIMENTO DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA SOCIAL Objectivos: Promover o encontro entre a oferta e a procura de voluntariado; Sensibilizar os cidadãos e as organizações para

Leia mais

ÍNDICE DEFINIÇÕES Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via Vítimas segundo os distritos...

ÍNDICE DEFINIÇÕES Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via Vítimas segundo os distritos... ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 2014... 4 1. Vítimas por mês... 4 2. Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 3. Vítimas segundo os distritos... 6 4. Vítimas segundo a natureza do acidente... 7 5. Vítimas

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO CLDS MARINHA SOCIAL

RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO CLDS MARINHA SOCIAL RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO CLDS MARINHA SOCIAL O presente relatório reflecte a actividade do CLDS Marinha Social, desde o inicio da sua actividade, em Julho de 2009 até Junho de 2010, analisando-se 2 momentos

Leia mais

Designação do Projeto: Divida Zero

Designação do Projeto: Divida Zero Designação do Projeto: Divida Zero Objetivo Geral C5 (PDS) Objetivos Prevenir e apoiar situações de sobre endividamento pessoal e social. Reduzir o peso percentual de utentes com processos em anos anteriores.

Leia mais

Lisboa 2014 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2014 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2014 Refª: 092 Hospital Vet. Solidário Portugal Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60

Leia mais

OS NÚMEROS DO COOPERATIVISMO EM PORTUGAL

OS NÚMEROS DO COOPERATIVISMO EM PORTUGAL Braga, Março 0 OS NÚMEROS DO COOPERATIVISMO EM PORTUGAL Lurdes Barata Índice A Conta Satélite da Economia Social - Construção do universo Trabalho realizado Trabalho a realizar A Economia Social (dados

Leia mais

Urbanização da Bela Vista, nº 12 A, Cód. Postal: Av. Joaquim Vieira Natividade, nº 13 A, Cód. Postal:

Urbanização da Bela Vista, nº 12 A, Cód. Postal: Av. Joaquim Vieira Natividade, nº 13 A, Cód. Postal: Albufeira Loja de Albufeira Urbanização da Bela Vista, nº 12 A, Cód. Postal: 8200-127 Alcobaça Alcobaça Av. Joaquim Vieira Natividade, nº 13 A, Cód. Postal: 2460-071 Algés Algés Av. Bombeiros Voluntários

Leia mais

Plano Trabalho 2016/2017 Alia Raichande Setembro 2016

Plano Trabalho 2016/2017 Alia Raichande Setembro 2016 Plano Trabalho 2016/2017 O que é uma Associação Pais? As associações de pais são organizações de direito privado, autónomas e independentes, sem fins lucrativos, que baseiam o seu trabalho no voluntariado

Leia mais

Entidades sinalizadoras por distrito

Entidades sinalizadoras por distrito Entidades sinalizadoras por distrito Entidades sinalizadoras Os próprios 4 1,2 0 0,0 2 0,2 0 0,00 0 0,0 1 0,2 0 0,0 1 0,3 0 0,0 66 12,4 5 2,9 13 0,5 3 0,6 7 0,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 4 0,8 1 0,2 1 0,2 Os pais

Leia mais

Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Estimular o desenvolvimento de projectos de vida;

Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Estimular o desenvolvimento de projectos de vida; São nossos objectivos: 1ª fase: Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Alargar e consolidar a rede de parcerias de forma a fomentar e a criar novos recursos, propiciando condições

Leia mais

Relatório Final Julho de 2006

Relatório Final Julho de 2006 Julho de 2006 Equipa Francisco Ferreira (Supervisão) Ana Rita Antunes (Coordenação) Marta Oliveira Sara Abade Sara Ramos 2 Índice Equipa... 2 Índice... 3 Introdução e Justificação da Acção... 4 Objectivos...

Leia mais

Institutions Index. State-run Higher Education- Universities. Name of Institutions

Institutions Index. State-run Higher Education- Universities. Name of Institutions Institutions Index Code Name of Institutions State-run Higher Education- Universities 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Universidade dos Açores 0110 Universidade dos Açores -

Leia mais

Boletim N. 1 Projecto Quarto Crescente 2

Boletim N. 1 Projecto Quarto Crescente 2 Boletim N. 1 2016 A SIC Esperança associou-se ao Movimento Mais Para Todos, projecto de solidariedade da responsabilidade do LIDL Portugal, iniciativa para a qual esta entidade doou, durante o período

Leia mais

Projeto Solidariedade Ativa

Projeto Solidariedade Ativa Projeto Solidariedade Ativa Coordenador: Paulo Fernando Correia Lopes 2014/2015 1 Caracterização do Projeto O projeto dinamizado pelo Clube de Solidariedade Ativa tem por base o objetivo estratégico 2

Leia mais

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES PLANO DE ACTIVIDADES 2010 2011 Identificação Entidade: Sociohabitafunchal, E.M Animadora: Célia Dantas Localização: Centro Cívico de Santo António Designação O Clube de Emprego é um serviço promovido pelo

Leia mais

Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida

Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida O EXEMPLO DA CÂMARA MUNICIPAL DE VALONGO EUNICE NEVES OBJECTIVOS Igualdade Direitos Humanos Cidadania Activa e Inclusiva Conciliação Novas

Leia mais

INSTITUTO FONTE DE VIDA IPSS Instituição Particular de Solidariedade Social

INSTITUTO FONTE DE VIDA IPSS Instituição Particular de Solidariedade Social INSTITUTO FONTE DE VIDA IPSS Instituição Particular de Solidariedade Social PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2016 1 - INTRODUÇÃO Ao longo de dezoito anos, um grupo de voluntários determinados, tem levado adiante,

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Organização Associação Mais Proximidade Melhor Vida

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Organização Associação Mais Proximidade Melhor Vida FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Organização Associação Mais Proximidade Melhor Vida Diretor(a) Maria de Lourdes Pereira Miguel Setor de Atividade Economia Social Número de Efetivos 6 NIF 513199136 Morada Rua do

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TODOS PELOS OUTROS - TPO PLANO DE ATIVIDADES

ASSOCIAÇÃO TODOS PELOS OUTROS - TPO PLANO DE ATIVIDADES PLANO DE ATIVIDADES 2014 1. Introdução A ASSOCIAÇÃO TODOS PELOS OUTROS - TPO, é uma Associação sem fins lucrativos, com sede na Rua D. Duarte Nuno, nº 50, 3025-582 São Silvestre, na freguesia de São Silvestre,

Leia mais

Decreto-Lei n.º 220/2008, de 12 de Novembro. (Regime Jurídico de Segurança Contra Incêndio em Edifícios)

Decreto-Lei n.º 220/2008, de 12 de Novembro. (Regime Jurídico de Segurança Contra Incêndio em Edifícios) Decreto-Lei n.º 220/2008, de 12 de Novembro. (Regime Jurídico de Segurança Contra Incêndio em Edifícios) PROCESSO LEGISLATIVO ACTUAL Decreto-Lei n.º 220/2008, de 12 de Novembro: (Regime Jurídico de SCIE).

Leia mais

OBSERVATÓRIO INFOTRUST CONSTITUIÇÕES

OBSERVATÓRIO INFOTRUST CONSTITUIÇÕES CONSTITUIÇÕES OBSERVATÓRIO INFOTRUST CONSTITUIÇÕES O Observatório Infotrust disponibiliza a evolução diária do número de Constituições registadas em território nacional, com segmentação Geográfica e por

Leia mais

CARTA DE RECOMENDAÇÕES Elaborada pelos participantes do 2º Encontro da Rede Participação Juvenil de Sintra

CARTA DE RECOMENDAÇÕES Elaborada pelos participantes do 2º Encontro da Rede Participação Juvenil de Sintra CARTA DE RECOMENDAÇÕES Elaborada pelos participantes do 2º Encontro da Rede Participação Juvenil de Sintra 03.03.2012 PARTICIPAÇÃO EM ACTIVIDADES JUVENIS 1. Realizar inquéritos, a nível local, para averiguar

Leia mais

CESPA IMPACTOS DA ATIVIDADE

CESPA IMPACTOS DA ATIVIDADE NOVEMBRO 2016 CESPA IMPACTOS DA ATIVIDADE Caros amigos, É com muita alegria que vos dirijo a palavra em nome desta Instituição a que presido enquanto responsável da paróquia da Abóboda. Neste documento,

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e S. João dos Montes

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e S. João dos Montes Missão do Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e S. João dos Montes Assegurar a prestação de um serviço público de qualidade na educação, partindo do reconhecimento das condições objectivas do

Leia mais

Entidades. Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal

Entidades. Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal CLDS Setúbal Entidades Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal Executoras ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal (Bela Vista e zona envolvente) APACCF - Associação de Professores

Leia mais

Tendências das Doenças Profissionais em Portugal. Departamento de Proteção contra os Riscos Profissionais

Tendências das Doenças Profissionais em Portugal. Departamento de Proteção contra os Riscos Profissionais Tendências das Doenças Profissionais em Portugal Departamento de Proteção contra os Riscos Profissionais Departamento Proteção contra os Riscos Profissionais Descrição Serviço do Instituto de Segurança

Leia mais

Distrito Datas Locais Tipo de evento Aveiro Entre 1 e 17 Outubro

Distrito Datas Locais Tipo de evento Aveiro Entre 1 e 17 Outubro A t i v i d a d e s n o â m b i t o d o 1 7 d e O u t u b r o - 2 0 1 5 - Distrito Datas Locais Tipo de evento Aveiro Entre 1 e 17 Outubro Concelhos do distrito de Aveiro Lançamento de um inquérito (mais

Leia mais

Dados mensais. Barómetro sectorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro sectorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2009-2013 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro sectorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

1. Animar Sénior 2 2. Refrescar Sénior 3 3. Movimentar Sénior 4. PROJECTOS SUPRAMUNICIPAIS Cuidar de Quem Cuida e cidades Amigas das Pessoas Idosas 9

1. Animar Sénior 2 2. Refrescar Sénior 3 3. Movimentar Sénior 4. PROJECTOS SUPRAMUNICIPAIS Cuidar de Quem Cuida e cidades Amigas das Pessoas Idosas 9 PLANO DE ACÇÃO DE GERONTOLOGIA 2011 1 ÍNDICE PROJECTOS CONCELHIOS Lazer, Cultura e Desporto 2 1. Animar Sénior 2 2. Refrescar Sénior 3 3. Movimentar Sénior 4 Intergeracionalidade 5 4. Troca de Saberes

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Fundação das Universidades Portuguesas Inquérito à Satisfação dos Estudantes do Ensino Superior Resultados globais por Instituição participante Universidade da Beira Interior Projecto financiado pela FCT-Fundação

Leia mais

Several Cities Food Service City Colors, Repetition, Patterns

Several Cities Food Service City Colors, Repetition, Patterns Several Cities Food Service City Colors, Repetition, Patterns Visão missão compromisso Merecer a preferência natural dos clientes procurando ser uma referência na qualidade dos serviços que prestamos.

Leia mais

CMY. Calçada de SantʼAna, 180 1169-062 Lisboa tel. 210 027 000 fax: 210 027 027 e-mail: inatel@inatel.pt www.inatel.pt

CMY. Calçada de SantʼAna, 180 1169-062 Lisboa tel. 210 027 000 fax: 210 027 027 e-mail: inatel@inatel.pt www.inatel.pt horizontal.ai 29-09-2009 23:03:35 C M Y CM MY CY CMY K Calçada de SantʼAna, 180 1169-062 Lisboa tel. 210 027 000 fax: 210 027 027 e-mail: inatel@inatel.pt www.inatel.pt REJUVENESCER REINVENTAR Sinto-me

Leia mais

BOLETIM ESTATÍSTICO 1º Trimestre Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado

BOLETIM ESTATÍSTICO 1º Trimestre Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado BOLETIM ESTATÍSTICO 1º Trimestre 2016 Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado Índice 1. Processos e Pedidos de Apoio de Sobre-endividamento 1.1. Processos e Pedidos de Apoio de Sobre-endividamento entre

Leia mais

Rita Nicolau Ausenda Machado José Marinho Falcão. Departamento de Epidemiologia

Rita Nicolau Ausenda Machado José Marinho Falcão. Departamento de Epidemiologia Distribuição da Mortalidade e dos Internamentos Hospitalares por Doenças do Aparelho Circulatório em Portugal Continental: Agregação Geográfica e Determinantes Rita Nicolau Ausenda Machado José Marinho

Leia mais

Case study. Stakeholders internos MOBILIZAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL EMPRESA

Case study. Stakeholders internos MOBILIZAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL EMPRESA Case study 2010 Stakeholders internos MOBILIZAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL EMPRESA O grupo Águas de Portugal (AdP) actua nas áreas de abastecimento de água, saneamento de águas residuais e tratamento

Leia mais

Preâmbulo. Objetivos. Metodologia

Preâmbulo. Objetivos. Metodologia Preâmbulo Numa sociedade democrática é fundamental que existam mecanismos de participação que permitam aos jovens o desenvolvimento de competências de cidadania que lhes possibilitem a formulação de ideias

Leia mais

Lisboa 2015 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2015 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2015 Refª: 038 DE JOVEM A LIDER Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email - bip.zip@cm-lisboa.pt

Leia mais

Protocolos firmados no âmbito das Autarquias: Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens

Protocolos firmados no âmbito das Autarquias: Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens 1 Abrantes Santarém 2 Águeda Aveiro 3 Albufeira Faro 4 Alcanena Santarém 5 Alcobaça Leiria 6 Alcoutim Faro 7 Alenquer Lisboa 8 Alfândega da Fé Bragança 9 Aljustrel Beja 10 Almada Setúbal 11 Almodôvar Beja

Leia mais

Eco-Escolas: uma Estratégia de Educação Ambiental. Margarida Gomes. ABAE

Eco-Escolas: uma Estratégia de Educação Ambiental. Margarida Gomes. ABAE Eco-Escolas: uma Estratégia de Educação Ambiental Margarida Gomes. ABAE ASSOCIAÇÃO BANDEIRA AZUL DA EUROPA - ONGA criada em 1990 Instituição de Utilidade Pública - Membro da FEE desde 1990 - Operador Nacional

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MANGUALDE PLANO DE ACTIVIDADES

ASSOCIAÇÃO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MANGUALDE PLANO DE ACTIVIDADES ASSOCIAÇÃO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MANGUALDE PLANO DE ACTIVIDADES 2007 PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO 2007 INTRODUÇÃO No cumprimento das disposições estatutárias, a Direcção da Associação dos Bombeiros

Leia mais

PROTOCOLO. Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal

PROTOCOLO. Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal PROTOCOLO Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal Preâmbulo A criação da Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Sem-Abrigo (ENIPSA) 2009-2015 decorreu fundamentalmente da necessidade

Leia mais

REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO DE APOIO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA

REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO DE APOIO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO DE APOIO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA Nota justificativa A Câmara Municipal de Vidigueira assume o papel de agente fundamental na aplicação de políticas de protecção social,

Leia mais

ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável. Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec

ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável. Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec O problema: Predominância de soluções de transporte para problemas urbanos Aumento das

Leia mais

Prémios VALORFITO 2012

Prémios VALORFITO 2012 VALORFITO 2012 REGULAMENTO NOTA PRÉVIA Os Pontos de Retoma (PR s) VALORFITO são elementos essenciais e determinantes para o funcionamento do sistema e exercem as suas funções de forma inteiramente gratuita.

Leia mais

PROJECTO INTEGRADO SOCIAL E SAÚDE DE SESIMBRA

PROJECTO INTEGRADO SOCIAL E SAÚDE DE SESIMBRA PROJECTO INTEGRADO SOCIAL E SAÚDE DE SESIMBRA PRESSUPOSTOS 1. INFRA-ESTRUTURAS E EQUIPAMENTOS Lares sem Condições. Edifício Deteriorado sem utilização. Centro de Dia e ATL sem condições. Inexistência de

Leia mais

Responsável pela Candidatura Cargo Departamento Vanessa Romeu Diretora Dpto Comunicação

Responsável pela Candidatura Cargo Departamento Vanessa Romeu Diretora Dpto Comunicação FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Organização Lidl & Cia Diretor(a) Dr.ª Vanessa Romeu Setor de Atividade Retalho Alimentar Número de Efetivos 5056 NIF 503340855 Morada Rua Pé de Mouro, nº18, Linhó Telefone 219102100

Leia mais

Estudo de Opinião. Expresso / SIC/ Eurosondagem. Legislativas 2015

Estudo de Opinião. Expresso / SIC/ Eurosondagem. Legislativas 2015 Estudo de Opinião Expresso / SIC/ Eurosondagem Legislativas 2015 24 Setembro de 2015 - FICHA TÉCNICA - Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem S.A. para o Expresso e SIC, de 17 a 23 de Setembro de

Leia mais

Requisição de docentes de carreira do Ministério de Educação e Ciência* Identificação de necessidades para o período de 2014 a 2015

Requisição de docentes de carreira do Ministério de Educação e Ciência* Identificação de necessidades para o período de 2014 a 2015 DELEGAÇÃO REGIONAL DO NORTE N EFBG N EFBR N EFPO N EFDV N EFVR N EFVC N EVTM Porto B. Porto C. Viana Braga Bragança Rio Meão Vila Real Chaves Cerco Cardoso Castelo 110. 1º Ciclo Ensino Básico** 3 0 4 2

Leia mais

PARA QUEM? PARA QUÊ? Público-Alvo:

PARA QUEM? PARA QUÊ? Público-Alvo: PARA QUEM? PARA QUÊ? Público-Alvo: O SÁBADOS ACADÉMICOS destina-se aos Jovens que se encontram a frequentar as Escolas do Ensino Médio, em todo o Território Nacional Os candidatos aos SÁBADOS ACADÉMICOS

Leia mais

MAPA DE ACTIVIDADES DE COMPLEMENTO CURRICULAR 2008/2009. Calendarização Responsável Actividade Destinatários Espaço Observações

MAPA DE ACTIVIDADES DE COMPLEMENTO CURRICULAR 2008/2009. Calendarização Responsável Actividade Destinatários Espaço Observações 2008/2009 Calendarização Responsável Actividade Destinatários Espaço Observações 1º PERÍODO Seguimento P R 1 de Outubro Educação Musical 31 de Outubro Professores de Inglês 26 de Setembro 24 a 30 de Setembro

Leia mais

www.zerodesperdicio.pt A REALIDADE NACIONAL : A crise mundial refletiu-se em Portugal, sendo a recessão da economia portuguesa mais profunda das últimas décadas. Estes factos traduzem-se por: - Taxa de

Leia mais

Campanha Colaboradores & Familiares 11

Campanha Colaboradores & Familiares 11 Campanha Colaboradores & Familiares 11 Quais as vantagens? Tarifas 0,00 para cartões aderentes 175 de desconto na aquisição de qualquer telemóvel Optimus Placas banda larga a custo 0 Descontos exclusivos

Leia mais

PROJECTO CONCURSOS NACIONAIS DE FUNDO 2015

PROJECTO CONCURSOS NACIONAIS DE FUNDO 2015 INTRODUÇÃO O propósito e a razão da existência da FPC, não passa só pela elaboração de regulamentos. Passa pela afirmação do nosso desporto a nível Nacional e Internacional, e para isso precisamos de organizar

Leia mais

A época Natalícia é uma altura de propensão altruísta onde todos estamos mais sensíveis ao bem geral e às necessidades dos outros.

A época Natalícia é uma altura de propensão altruísta onde todos estamos mais sensíveis ao bem geral e às necessidades dos outros. Apresentação A época Natalícia é uma altura de propensão altruísta onde todos estamos mais sensíveis ao bem geral e às necessidades dos outros. Nas atuais condições socio-económicas do país, é necessário,

Leia mais

Grandes orientações. Âncora no Sector da Pesca, contribuindo de forma determinante para a sua inovação, crescimento e garantia da

Grandes orientações. Âncora no Sector da Pesca, contribuindo de forma determinante para a sua inovação, crescimento e garantia da A Empresa Tem a seu cargo no continente português, o serviço público da prestação de serviços de Primeira Venda de Pescado, bem como o apoio ao Sector da Pesca e respectivos portos. Missão Com as suas

Leia mais

Lisboa 2012 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2012 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2012 Refª: 047 Reajustar Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email - bip.zip@cm-lisboa.pt

Leia mais

Relatório Diário. 5 de agosto 2016

Relatório Diário. 5 de agosto 2016 Relatório Diário 5 de agosto 2016 1 Relatório Diário 05.08.2016 10:00 Report Highlights Para o dia 05.08.2016 importa destacar: Aumento da temperatura em todo o país. A partir do dia de hoje previsão de

Leia mais

MODELO ORGANIZATIVO DA REDE

MODELO ORGANIZATIVO DA REDE 2 3 MODELO ORGANIZATIVO DA REDE O modelo organizativo da Rede de Referenciação Hospitalar de Psiquiatria da Infância e da Adolescência que se apresenta procura corresponder ao preconizado no Plano Nacional

Leia mais

CADERNO DE ORGANIZAÇÃO ÉPOCA DESPORTIVA 2016/2017 SENIORGYM Festival de Saúde e Vida Ativa

CADERNO DE ORGANIZAÇÃO ÉPOCA DESPORTIVA 2016/2017 SENIORGYM Festival de Saúde e Vida Ativa CADERNO DE ORGANIZAÇÃO ÉPOCA DESPORTIVA 2016/2017 SENIORGYM Festival de Saúde e Vida Ativa Caderno de Organização (Síntese de encargos): Evento: SENIORGYM Festival de Saúde e Vida Ativa Data: 13 e 14 de

Leia mais

MARCAS QUE MARCAM. "... UM PRODUTO PODE SER COPIADOCPOR UM CONCORRENTE; UMA MARCA É ÚNICA" Stephen King, WPP Group, Londres MAIA, 5 DE MAIO

MARCAS QUE MARCAM. ... UM PRODUTO PODE SER COPIADOCPOR UM CONCORRENTE; UMA MARCA É ÚNICA Stephen King, WPP Group, Londres MAIA, 5 DE MAIO MARCAS QUE MARCAM "... UM PRODUTO PODE SER COPIADOCPOR MAIA, 5 DE MAIO UMA MARCA É TODO E QUALQUER SINAL CAPAZ DE "... UM PRODUTO PODE SER COPIADOCPOR IDENTIFICAR Stephen UM PRODUTO King, OU WPP SERVIÇO

Leia mais

REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010

REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 EIXO I Promoção da Inclusão das famílias com especial enfoque às necessidades dos idosos OBJECTIVO GERAL Melhorar as condições de vida de

Leia mais

Sobre Portugal Telefones Úteis em Portugal Informações úteis sobre Saúde, Polícia, Cartões de Crédito, Telefones, Aeroportos, Transportes, Informação Turística e Outros Serviços. Número Nacional de Emergência:

Leia mais

Mapa de Vagas IM-2009 B

Mapa de Vagas IM-2009 B Mapa de IM-2009 B colocação Centro Hospitalar do Porto, EPE colocação Hospital de São João, EPE - Porto colocação Anatomia Patológica Anestesiologia Cardiologia Hospitais da Universidade de Coimbra, EPE

Leia mais

Direcção Regional do Norte

Direcção Regional do Norte BRAGANÇA Direcção Regional do Norte BRAGA Lojas Institucionais IPJ Lojas Parceiras Direcção Regional do Norte BRAGA GUIMARÃES Rua de Santa Margarida, n.º 6 4710-306 Braga Tel: 253 204 250 Fx: 253 204 259

Leia mais

Enquadramento dos Apoios Sociais concedidos pelo Município de Bragança

Enquadramento dos Apoios Sociais concedidos pelo Município de Bragança Enquadramento dos Apoios Sociais concedidos pelo Município de Bragança Cartão de Munícipe Escalões progressivos no pagamento do passe dos Serviços de Transportes Urbanos de Bragança, na utilização das

Leia mais

Iniciativa Move-te, faz Acontecer

Iniciativa Move-te, faz Acontecer Iniciativa Move-te, faz Acontecer Entidades Promotoras: Associação CAIS (Projecto Futebol de Rua): Fundada em 1994, a Associação CAIS tem como Missão contribuir para o melhoramento global das condições

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé Turismo Interno Mercados em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

ORDEM DOS ENFERMEIROS. Dados Estatísticos a

ORDEM DOS ENFERMEIROS. Dados Estatísticos a ORDEM DOS ENFERMEIROS Dados Estatísticos a 31-12-2014 Departamento de Informática fev de 2015 Índice 1. Evolução dos enfermeiros ativos por sexo:... 1 2. Evolução dos enfermeiros ativos (cuidados gerais):...

Leia mais

Regulamento Programa AnimaSénior

Regulamento Programa AnimaSénior Nota Justificativa O Município de Vouzela, ao longo dos anos, tem vindo a implementar programas e atividades destinados à população sénior residente no concelho, no âmbito do programa AnimaSénior, tendo

Leia mais

Direcção Regional do Norte

Direcção Regional do Norte BRAGANÇA Direcção Regional do Norte BRAGA Lojas Institucionais IPDJ Lojas Parceiras Direcção Regional do Norte BRAGA GUIMARÃES Antiga Estação de Comboios Av. D. João IV Urgeses 4810-534 Guimarães Tel.

Leia mais

WORKSHOP BUREAU VERITAS 5ªEdição da Semana da Responsabilidade Social - SRS10

WORKSHOP BUREAU VERITAS 5ªEdição da Semana da Responsabilidade Social - SRS10 WORKSHOP BUREAU VERITAS 5ªEdição da Semana da Responsabilidade Social - SRS10 Manual Primeiros Passos Cláudia Cardoso Fundação Cidade de Lisboa 5 de Maio de 2010 Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial

Leia mais

Viajar em Portugal Roteiro

Viajar em Portugal Roteiro Viajar em Portugal Roteiro Ponto de interesse : Local visitado pelos Jornalistas Ingleses pelos Jornalistas Ingleses: Avenida Lisboa >> Lisboa >> São José Latitude: 38.72063800 Longitude: -9.14593800 Ponto

Leia mais

INSTITUTO DE FORMAÇÃO PARA O COMÉRCIO, TURISMO E SERVIÇOS

INSTITUTO DE FORMAÇÃO PARA O COMÉRCIO, TURISMO E SERVIÇOS INSTITUTO DE FORMAÇÃO PARA O COMÉRCIO, TURISMO E SERVIÇOS ACTO FUNDACIONAL Acordo entre a: Associação Comercial de Braga Comércio, Turismo e Serviços; Casa Santos de Vila Verde; Instituto de Negociação

Leia mais

Mapa de Vagas para ingresso em área de especialização - Concurso IM 2015

Mapa de Vagas para ingresso em área de especialização - Concurso IM 2015 23.11.2015 Mapa de Vagas para ingresso em área de especialização - Concurso IM 2015 Anatomia Patológica Centro Hospitalar de São João, EPE 2 Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil,

Leia mais

DISTRITO DE AVEIRO. Início de Tipologia de Recurso atividade Unidade de Cuidados Paliativos (internamento) CH Baixo Vouga Estarreja (a criar) 2015

DISTRITO DE AVEIRO. Início de Tipologia de Recurso atividade Unidade de Cuidados Paliativos (internamento) CH Baixo Vouga Estarreja (a criar) 2015 DISTRITO DE AVEIRO CH Baixo Vouga Estarreja (a criar) 2015 EISHCP do Hospital Dr. Francisco Zagalo - Ovar 2014 EIHSCP do Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga 2014 ECSCP do Hospital Dr. Francisco Zagalo

Leia mais