Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G"

Transcrição

1 Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação

2 TÉCNICAS DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO Resultados da Aprendizagem/ Competências: Comunica, oralmente e por escrito, em situações diversificadas, utilizando um registo de língua correcto, actual e ajustados às características de cada situação e dos vários tipos de documentos. Aplica as normas portuguesas e europeias na documentação administrativa. Elabora documentos em suporte electrónico, nomeadamente destinados à Web, ao correio electrónico e a projecções em apresentações. : 1. Componentes do acto comunicativo 2. Factores condicionantes do acto comunicativo 3. As funções da comunicação 4. Comunicação e expressão oral: a. Especificidade do modo oral (co-presença dos interlocutores; dependência contextual) b. Algumas técnicas de comunicação: i. Relato ii. Apresentação/ exposição iii. Debate 5. Comunicação e expressão escrita: a. Características do enunciado escrito b. Normas Portuguesas (NP) e europeias aplicáveis à elaboração de documentos escritos c. Práticas de Escrita 6. Comunicação mista: a. A comunicação para além da enunciação b. A enunciação oral e escrita aliada às tecnologias da informação e comunicação c. Práticas de comunicação mista. Peça Instrutória G 1/14

3 INGLÊS TÉCNICO Resultados da Aprendizagem/ Competências: Desenvolve as competências comunicativas orais e escritas, através do recurso a temas relacionados com o curso, tais como: Informática, Internet, Redes Informáticas e Trabalho nas Organizações, desenvolvendo assim um vocabulário especializado. Compreende documentos orais, escritos e multimédia, com diferentes objectivos comunicativos. Elabora relatórios, cartas, memorandos com recurso a ferramentas informáticas. Usa técnicas de promoção da imagem da organização, através do contacto directo com o interlocutor estrangeiro, quer através do telefone. Aplica as normas de correspondência comercial em inglês na redacção de documentação comercial. Optimiza as Tecnologias da Informação e Comunicação como ferramentas de auxílio à produção de textos orais e escritos. : 1. Organização empresarial em países europeus de língua inglesa 2. Temas explorados nas comunicações orais e escritas: a. Informática b. Internet c. Design d. O dia a dia nas Organizações 3. Técnicas de comunicação oral em contexto presencial e telefónico 4. Técnicas de comunicação escrita: a. Práticas de Correspondência comercial b. Normas de correspondência comercial em inglês c. Principais tipos de correspondência comercial em inglês d. Outros documentos administrativos 5. Léxico e terminologia empresarial 6. Funcionamento da língua Peça Instrutória G 2/14

4 Empreendedorismo Resultados da Aprendizagem/ Competências: Analisa o ambiente externo ao negócio/empresa e os factores que influenciam a sua capacidade competitiva, incluindo a análise do comportamento do cliente e as tendências futuras do mercado. Sintetiza esta análise na identificação de oportunidades de inovação Gere e avalia novas ideias (novos produtos, serviços, processos e negócios) Elabora um plano de negócio Formula um projecto de criação de uma nova empresa 1. Criatividade, Inovação e Empreendedorismo 2. O Pensamento Criativo: Natureza, níveis e técnicas de desenvolvimento 3. Das Oportunidades de Inovação às Ideias Empresariais: Fontes de Inovação e Avaliação de Ideias 4. Das Ideias ao Mercado: Novos Produtos, Serviços, Processos e Negócios 5. Criação de Novas Empresas 6. O Plano de Negócio Peça Instrutória G 3/14

5 INTRODUÇÃO À GESTÃO Resultados da Aprendizagem/ Competências: Possui uma visão geral sobre as organizações e sobre a gestão no contexto das sociedades actuais. Analisa os principais conceitos e teorias no quadro das funções do processo de gestão: planeamento, organização, direcção e controlo. : 1. As Organizações e a Gestão: a. Os papéis do gestor e os seus níveis de actuação b. As envolventes e os seus elementos c. A responsabilidade social e a ética nos negócios. 2. As funções da Gestão: a. O Planeamento e a tomada de decisões b. A Organização e as estruturas organizacionais c. A Motivação, a Liderança e a Comunicação d. O Controlo e a gestão da informação Peça Instrutória G 4/14

6 Planeamento e Gestão de Projectos Aplica conhecimentos e técnicas para planear, programar e controlar actividades que visem atingir os objectivos de um dado projecto. Define os principais conceitos associados à Gestão de Projectos. Participa na elaboração da definição do projecto. Realiza a escolha da metodologia mais adequada para cada situação Aplicar as técnicas e ferramentas apropriadas ao planeamento, controlo e fecho do projecto. Usa uma ferramenta informática de suporte ao planeamento e ao desenho gráfico de projectos de redes e sistemas. 1. Introdução à Gestão de Projectos 2. Planeamento do Projecto: a. Actividades b. Recursos 3. Execução: a. Controlo e encerramento 4. Gestão simultânea de vários projectos 5. Ferramentas de gestão e de desenho de projectos de redes e sistemas Peça Instrutória G 5/14

7 Arquitectura de Sistemas Computacionais Conhece os conceitos básicos sobre a organização de um computador e identifica os seus módulos principais e suas funções. Articula os diferentes módulos para formar um sistema de computação. Identificar as diversas características de um computador pessoal. Avalia o desempenho relativo, caracteriza os diversos tipos de periféricos e constrói de raiz, adiciona ou remove dispositivos de hardware a um PC. 1. Arquitectura de um Computador a. Unidade de Processamento (CPU) b. Memória (RAM, ROM, cache, hierarquia de memórias) c. Unidades de Entrada e Saída (Periféricos) d. Buses de Controlo, Dados e Endereços e. Comparação entre as Arquitecturas de 8, 16, 32 e 64 Bits f. Necessidade e Introdução da Linguagem Máquina g. Noção de Programa h. Memória Volátil e Persistente i. Dispositivos de Armazenamento j. Dispositivos de Entrada e Saída de Dados k. Dispositivos de Visualização l. Noção de Interrupção 2. Arquitecturas de Microprocessadores 3. Arquitectura do Computador Pessoal a. Noção de BIOS b. Organização da Memória c. Periféricos d. Buses IDE,ISA e PCI Interrupts e. Outras Interfaces (Série, Paralelo, Scsi, Acpi, etc.) 4. Outras Arquitecturas Peça Instrutória G 6/14

8 Sistemas Operativos Compreende os aspectos nucleares do funcionamento dos sistemas operativos de rede modernos. Identifica e usa as principais componentes de um sistema operativo para os sistemas Windows e Unix. Sabe operar, instalar e reconfigurar os referidos sistemas de modo a permitir adicionar ou remover novos periféricos e aplicações. 1. Conceitos de Sistemas Operativos: a. Tipos de sistemas b. Processos c. Gestão da memória d. Gestão dos periféricos e. Sistema de ficheiros 2. Instalação e configuração de sistemas operativos: a. Windows b. Unix/ Linux 3. Servidores e serviços: a. Partilha de recursos b. Serviços de Rede c. Estruturas de directório d. Gestão dos utilizadores e. Armazenamento e Salvaguarda dos Dados. Peça Instrutória G 7/14

9 Arquitecturas de Redes e Serviços Telemáticos Compreende os conceitos inerentes à comunicação de dados. Conhece a arquitectura das soluções por sobreposição com os modelos de referência principais e o respectivo enquadramento protocolar multi-camada. Percebe o funcionamento das várias tecnologias, protocolos, serviços e equipamentos de rede de modo a poder planear, manter e gerir uma Intranet e respectiva ligação à internet. Reconhece os equipamentos envolvidos na comunicação de dados, bem como o domínio das propriedades relativas aos meios físicos utilizados. / Programa 1. Introdução 2. Arquitecturas de comunicação 3. Camada física 4. Camada de Acesso à Rede 5. Camada de Rede 6. Camada de Transporte 7. Camada de Aplicação 8. Qualidade de Serviço e Aplicações Multimédia 9. Casos práticos: f. Comutação em redes g. Redes sem fios h. Telefonia IP Peça Instrutória G 8/14

10 Programação de Sistemas Domina os conceitos fundamentais de programação usando a linguagem C, noções de algoritmos e linguagens de script de modo a poder entender e programar scripts para as shells dos sistemas operativos, incluindo o paradigma Web e as noções básicas sobre bases de dados relacionais. Entende, modifica e implementa programas para automatizar tarefas no âmbito dos sistemas operativos estudados. 1. Programação funcional a. Noções de algoritmos b. Linguagem C c. Linguagens de script - Shells UNIX 2. Bases de dados a. Introdução às bases de dados relacionais b. Introdução ao SQL 3. Programação Web a. HTML b. Javascript c. PHP Peça Instrutória G 9/14

11 Serviços de Rede Compreender os serviços de rede, quer na perspectiva da sua arquitectura de funcionamento, quer do ponto de vista das suas principais funcionalidades Ter desenvolvido capacidades que permitam planear cada uma das configurações dos serviços de rede necessários, tendo como normal o desenho destes serviços em ambientes fortemente complexos Conseguir extrair do desenho físico de uma infra-estrutura de comunicação de dados as necessidades que se levantam quanto à configuração dos serviços de rede que a exploram Conhecer as principais características destes serviços, ao mesmo tempo saber administrar e configurar cada uma das propriedades necessárias 1. Conceitos sobre Serviços de Rede 2. Arquitectura dos Serviços 3. Instalação e parametrização dos serviços e protocolos mais comuns a. IPv4/IPv6 b. DNS c. DHCP d. Correio electrónico (POP3, IMAP e SMTP) e. Usenet News (NNTP) f. World Wide Web: (HTTP) g. Transferência de ficheiros: (FTP). 4. Ferramentas e Utilitários Peça Instrutória G 10/14

12 Segurança em Redes e Sistemas Informáticos Compreende os riscos inerentes à utilização de redes de comunicação de dados. Valoriza o contributo da criptografia como meio de incorporação de segurança na comunicação de dados. Aplica uma política de segurança usando os conceitos aprendidos de uma forma global, incluindo rede e sistemas, recorrendo ás facilidades oferecidas pelos diferentes sistemas, complementadas por aplicações e equipamento adicional quando necessário 1. Ameaças à segurança 2. Políticas de segurança 3. Criptografia, autenticação e assinatura digital 4. Protocolos seguros, Firewalls e Proxies 5. Redes privadas virtuais (VPN) 6. Segurança em Redes Sem Fios 7. Instalação de serviços seguros 8. Vírus e antivírus 9. Estudo dos mecanismos de segurança do Windows e Unix Peça Instrutória G 11/14

13 Administração e Gestão de Redes e Sistemas Compreende a necessidade de administração de sistemas e de redes, sempre que se está na presença de soluções tecnicamente elaboradas. Planeia uma rede informática, a sua monitorização, a contabilização, a sua manutenção e gestão de uma forma segura, eficiente fiável e que escale (quer ao nível da rede e dos sistemas). Sabe instalar e configurar servidores e serviços Windows e GNU/Linux e utiliza ferramentas complementares de gestão de sistemas e redes, de modo a poder, em primeiro lugar, implementar as políticas definidas nas organizações e em segundo lugar detectar problemas e corrigi-los rapidamente. Sabe implementar mecanismos de redundância que permitem um alto nível de fiabilidade a vários níveis. 1. Planeamento e instalação de redes 2. Gestão de redes 3. Gestão de sistemas 4. Gestão de servidores 5. Gestão de serviços Peça Instrutória G 12/14

14 Projecto Integrado de Redes e Sistemas Informáticos Planeia, desenha e implementa um ambiente de rede e de Sistemas Operativos servidores e clientes, adequados para um determinado cenário organizacional e aplicacional. Conhece as diversas fases que constituem um projecto de infra-estruturas de rede com equipamentos passivos e activos. Integra os vários serviços de forma funcional e segura. Documenta um projecto integrado de Redes e de Sistemas. Integra os conhecimentos adquiridos ao longo do curso. Investiga e experimenta temáticas necessárias para o projecto em mãos. 1. Definição de um caso de estudo e respectivos requisitos 2. Planeamento da arquitectura da rede e dos serviços 3. Levantamento do equipamento e software necessários 4. Consulta ao mercado (legislação sobre concursos públicos) 5. Análise das propostas (relação custo/benefício) 6. Implementação da rede 7. Instalação dos servidores e dos serviços 8. Teste global 9. Relatório e apresentação pública do trabalho Peça Instrutória G 13/14

15 Formação em contexto de trabalho Aplica no local de trabalho os conhecimentos e práticas adquiridas, ao longo dos vários módulos teórico-práticos que constituem o curso, de uma forma integrada e proporcionando um contacto com a prática e a cultura das organizações de modo a poder haver intercâmbio de práticas e conhecimentos, promovendo a adaptação ao ambiente de trabalho. Alguns (nem todos terão que constar em todos os estágios) 1. Integração na organização e identificação de um projecto de trabalho e respectivos requisitos de acordo com as respectivas necessidades. 2. Proposta de uma solução e respectiva discussão com a organização e formadores. 3. Levantamento do equipamento e software necessários. 4. Consulta ao mercado (legislação sobre concursos públicos). 5. Análise das propostas (relação custo/benefício). 6. Implementação da solução proposta. 7. Testes e ensaios finais. 8. Relatório final (propostas, relatório técnico, etc.) e apresentação pública do trabalho. Peça Instrutória G 14/14

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano Escola Básica do 2º e 3º Ciclos João Afonso de Aveiro Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Secção de Informática Planificação Anual (1.º Período) Ano lectivo 2010/2011 Tecnologias da Informação

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE INFORMÁTICA - INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE INFORMÁTICA - INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE INFORMÁTICA - INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES PERFIL PROFISSIONAL Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 Domínios de referência Competências Conteúdos Calendarização Conceitos Essenciais e

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

Conceitos Sistema da informação e comunicação N.º de Aulas

Conceitos Sistema da informação e comunicação N.º de Aulas PLANIFICAÇÃO AGRUPAMENTO ANUAL - DE TECNOLOGIAS ANO ESCOLAS LECTIVO DR. VIEIRA DE CARVALHO 9º ANO 2008/2009 DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Tecnologias 1º Período Conceitos Sistema da informação e comunicação

Leia mais

Tema Objetivos Conteúdos

Tema Objetivos Conteúdos Nº módulo CURSO VOCACIONAL - ELETRICIDADE, INFORMÁTICA E NOÇÕES BÁSICAS DE FINANÇAS 3.º Ciclo 2 anos. DISCIPLINA: Área Vocacional de Informática Distribuição Modular Tema Objetivos Conteúdos Aulas 45 1

Leia mais

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( 1 6 0 1 2 0 ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( 1 0 5 4 0 3 )

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( 1 6 0 1 2 0 ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( 1 0 5 4 0 3 ) DISCIPLINA: TIC ANO: 9º TURMAS: A, B e C ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Â O A N U A L - T I C UNIDADE DIDÁTICA 1: Tecnologias da Informação e Comunicação AULAS PREVISTAS: 9 x 90 Minutos Rentabilizar

Leia mais

ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas

ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas ESCOLA: Dr. Solano de Abreu DISCIPLINA:TIC ANO: 1 ANO 2013/2014 CONTEÚDOS Conceitos básicos Informática

Leia mais

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando Ensino Secundário Diurno Cursos Profissionais Técnico de Electrónica, Automação e Comando PERFIL DE DESEMPENHO À SAÍDA DO CURSO O Técnico de Electrónica, Automação e Comando é o profissional qualificado

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS SUBDEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO

ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS SUBDEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS SUBDEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO TÉCNICO DE INFORMÁTICA/INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES 2008/2009

Leia mais

www.leitejunior.com.br 10/04/2012 19:30 Leite Júnior QUESTÕES CESGRANRIO 10/04/2012 AO VIVO

www.leitejunior.com.br 10/04/2012 19:30 Leite Júnior QUESTÕES CESGRANRIO 10/04/2012 AO VIVO QUESTÕES CESGRANRIO 10/04/2012 AO VIVO DE PETRÓLEO E DERIVADOS... QUESTÃO 21 - Um determinado usuário trabalha em uma rede que possui o servidor anpout.gov.br para envio de e-mails e o servidor anpin.gov.br

Leia mais

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC);

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC); 1º Período UNIDADE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 1. Conceitos Básicos 2. Áreas de Aplicação das TIC 3. Introdução á estrutura e funcionamento de um sistema Informático 4. Decisões fundamentais

Leia mais

Prof. Sandrina Correia

Prof. Sandrina Correia Tecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Definir os conceitos de Hardware e Software Identificar os elementos que compõem um computador

Leia mais

Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO

Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO Conteúdos/Temas Competências Avaliação 1.1. Conceitos Introdutórios - Conhecer os conceitos básicos: Informação Informática Tecnologias da Informação e - Conhecer

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades Subáreas Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos Design Área: Inovação Perfil Profissional: Instrutor/Consultor Competências Implantação de incubadoras de empresas; Processo de seleção de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR - Informática ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR - Informática ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9 ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9 Módulo 1 Tecnologias da Informação e Comunicação 1.1 Conceitos Essenciais Conceitos Básicos o Informática o Tecnologias da Informação o Tecnologias da Informação

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 MULTIMÉDIA 1 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica Comunicar

Leia mais

Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web

Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web Curso Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web PROVA DE AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE REFERENCIAL DE CONHECIMENTOS E APTIDÕES Áreas relevantes para o curso de acordo com o n.º 4 do art.º 11.º do

Leia mais

DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação ANO: 9º. Windows 7 Office 2010 Internet Explorer. Cd-roms COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER

DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação ANO: 9º. Windows 7 Office 2010 Internet Explorer. Cd-roms COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER ESCOLA SECUNDÁRIA DE MANUEL DA FONSECA 3º Ciclo Ensino Básico/Secundário PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS GRUPO 550 - Informática ANO LECTIVO 2012/2013 DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Id: 39063 (34 years)

Id: 39063 (34 years) Ver foto Id: 39063 (34 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino Data de nascimento: 12/12/1980 País: Other Country, Região:, Cidade: Portugal Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO: Objectivo: Conseguir

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3/S DRªA MARIA JUDITE SERRÃO ANDRADE

ESCOLA E.B. 2,3/S DRªA MARIA JUDITE SERRÃO ANDRADE ESCOLA E.B. 2,3/S DRªA MARIA JUDITE SERRÃO ANDRADE Planificação 9ºAno Ano lectivo 2007/2008 Tecnologias de Informação e Comunicação COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS TEÓRICO/PRÁTICOS TEMPO PREVISTO Unidade de Ensino/Aprendizagem

Leia mais

UNIDADE 1. TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO

UNIDADE 1. TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO UNIDADE 1. TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO Conteúdos Competências Gerais Competências essenciais (X 45 min) Capacidade de diálogo e de organização. Considerações gerais sobre a disciplina e

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento.

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2007/08 Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Prof. Mário Caldeira Profª Ana Lucas Dr. Fernando Naves

Leia mais

ESTRATÉGIAS /ACTIVIDADES. Fazer uma abordagem teórica e simples

ESTRATÉGIAS /ACTIVIDADES. Fazer uma abordagem teórica e simples Conhecer os conceitos básicos relacionados com as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Conhecer a terminologia relacionada com as TIC Caracterizar informação Identificar e caracterizar as áreas

Leia mais

Curso básico em técnicas de Manutenção para activistas comunitários

Curso básico em técnicas de Manutenção para activistas comunitários Curso básico em técnicas de Manutenção para activistas comunitários Perguntas relacionadas com a Aula 4 do Módulo I 1. Todos os computadores utilizam um sistema operativo para oferecer a interface de interacção:

Leia mais

O 1º Ciclo do Ensino Básico é um espaço privilegiado onde se proporcionam aos alunos aprendizagens mais ativas e significativas,

O 1º Ciclo do Ensino Básico é um espaço privilegiado onde se proporcionam aos alunos aprendizagens mais ativas e significativas, O 1º Ciclo do Ensino Básico é um espaço privilegiado onde se proporcionam aos alunos aprendizagens mais ativas e significativas, pois este é um dos meios de socialização e da aquisição das primeiras competências

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso de Educação e Formação Tipo 3 Nível 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso de Educação e Formação Tipo 3 Nível 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso de Educação e Formação Tipo 3 Nível 2 Itinerário de Formação: 34101.Práticas Técnico-Comerciais Saída Profissional: Empregado/a Comercial Componente de

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: INSTITUIÇÃO: IFRS CAMPUS BENTO GONÇALVES CNPJ: 94728821000192 ENDEREÇO: Avenida Osvaldo Aranha, 540. Bairro Juventude. CEP: 95700-000 TELEFONE: (0xx54) 34553200 FAX: (0xx54) 34553246 Curso de Educação

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 1 GIPE - Gabinete

Leia mais

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.05 Data: 2010-12-15 Appliance CAMES.GT 1 ÍNDICE A Apresentação da Appliance CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server B Características

Leia mais

Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação. Conceitos Introdutórios

Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação. Conceitos Introdutórios Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Informática Informática - Tratamento ou processamento da informação utilizando meios automáticos, nomeadamente o computador.

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA DE ACTIVIDADE - ELECTRÓNICA E AUTOMAÇÃO OBJECTIVO GLOBAL -

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Electrónica Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/10 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S) PROFISSIONAL(IS) -

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA. Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado

A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA. Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado O Plano Tecnológico da Educação (PTE), aprovado pela Resolução de

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES Publicação e actualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de

Leia mais

Curso de Especialização Tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão (CET-AIG)

Curso de Especialização Tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão (CET-AIG) Curso de Especialização Tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão (CET-AIG) 1. Plano Curricular do curso O curso de especialização tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão integra as componentes

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM ANO: 11º Redes de Comunicação ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/8 Componentes de um sistema de comunicações; Sistemas Simplex, Half-Duplex e Full- Duplex; Transmissão de sinais analógicos e digitais; Técnicas

Leia mais

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux 1. De que forma é possível alterar a ordem dos dispositivos nos quais o computador procura, ao ser ligado, pelo sistema operacional para ser carregado? a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Ensino Regular Diurno Disciplina: T.I.C. Professores: Margarida Afonso Curso Profissional - Técnico de Auxiliar de Saúde Ano: 10.º Turma(s): TAS MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO OBJECTIVOS Indicar as principais

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Algarve

Direcção Regional de Educação do Algarve MÓDULO 1 Folha de Cálculo 1. Introdução à folha de cálculo 1.1. Personalização da folha de cálculo 1.2. Estrutura geral de uma folha de cálculo 1.3. O ambiente de da folha de cálculo 2. Criação de uma

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas Apresentação da Solução Solução: Gestão de Camas Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros, 82-A, 1500-060

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3 REFLEXÃO 3 Módulos 0771, 0773, 0774 e 0775 1/5 18-02-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0771 - Conexões de rede, 0773 - Rede local - instalação,

Leia mais

Rui Miguel Loureiro Baptista

Rui Miguel Loureiro Baptista Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Rua da Piedade N208 Hab - 4.1, 4050-480 Porto (Portugal) 226091806 917306449 rui_baptista@msn.com www.ruibaptista.pt.tl Skype iurtrap MSN rui_baptista@msn.com Sexo Masculino

Leia mais

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural Agrupamento de escolas de Coruche CURSO PROFISSIONAL Ano letivo 2014/2015 Técnico de Turismo Ambiental e Rural Componente de formação: Sócio-cultural: Total de horas (a) (ciclo de formação) Português Língua

Leia mais

Unidade de Ensino/Aprendizagem 1 - Tecnologias da Informação e Comunicação

Unidade de Ensino/Aprendizagem 1 - Tecnologias da Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem 1 - Tecnologias da Informação e Comunicação 1.1. CONCEITOS INTRODUTÓRIOS Sugestões metodológicas / Situações de - O professor deverá proceder a uma avaliação diagnóstica

Leia mais

Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010

Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 15 de Janeiro de 2010 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 EXT/2010/Serviço

Leia mais

sistemas de informação nas organizações

sistemas de informação nas organizações sistemas de nas organizações introdução introdução aos sistemas de objectivos de aprendizagem avaliar o papel dos sistemas de no ambiente empresarial actual definir um sistema de a partir de uma perspectiva

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Departamento de Sistemas e Informática Projecto Final Computação na Internet Ano Lectivo 2002/2003 Portal de Jogos Executado por:

Leia mais

UNIDADE 1 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

UNIDADE 1 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Ensino Regular Diurno Disciplina: T.I.C. Professores: Paula Dias Curso: AC/EC1 Ano: 9.º Turma(s): 2 Diagnosticar o estádio de desenvolvimento das competências em TIC dos alunos. Conhecer os conceitos básicos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE P101 Desenvolvimento Web 80 CE05 CE06 P102 Língua Portuguesa 40 CG08 CG13 P103 Algoritmos e Lógica de Programação 80

Leia mais

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Desktop Virtual Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Tendo em conta que a Virtualização será um dos principais alvos de investimento para o ano 2009 (dados

Leia mais

TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO (TI) TECNOLOGIAS ORIGEM DA PALAVRA

TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO (TI) TECNOLOGIAS ORIGEM DA PALAVRA TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO (TI) TECNOLOGIAS ORIGEM DA PALAVRA Provém das palavras gregas technê, que significa saber fazer, e logia, que significa conhecimento organizado SIGNIFICADO É o conhecimento

Leia mais

A Gestão, os Sistemas de Informação e a Informação nas Organizações

A Gestão, os Sistemas de Informação e a Informação nas Organizações Introdução: Os Sistemas de Informação (SI) enquanto assunto de gestão têm cerca de 30 anos de idade e a sua evolução ao longo destes últimos anos tem sido tão dramática como irregular. A importância dos

Leia mais

Redes de Computadores. Revisões

Redes de Computadores. Revisões Redes de Computadores Revisões Classifique, com V ou F, as afirmações seguintes! A comunicação entre sistemas (ex: computadores), tendo em vista a execução de aplicações telemáticas, só é possível se existir

Leia mais

BANCO DE DADOS CONTEÚDO INFORMÁTICA. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br BANCO DE DADOS SGBD TABELA CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONTEÚDO INFORMÁTICA. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br BANCO DE DADOS SGBD TABELA CONCEITOS BÁSICOS CONTEÚDO HARDWARE - 2 AULAS SISTEMA OPERACIONAL - 2 AULAS INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br APLICATIVOS OFFICE - 3 AULAS INTERNET - 1 AULA REDE - 2 AULA SEGURANÇA - 1 AULA BANCO DE

Leia mais

GESTÃO E CAPACITAÇÃO MÓDULO NO 3º SETOR FORMAÇÃO ESPECIALIZADA NA ÁREA FORMADOR/DATA SOCIAL CENTRO DE FORMAÇÃO. a nossa missão é a sua formação

GESTÃO E CAPACITAÇÃO MÓDULO NO 3º SETOR FORMAÇÃO ESPECIALIZADA NA ÁREA FORMADOR/DATA SOCIAL CENTRO DE FORMAÇÃO. a nossa missão é a sua formação GESTÃO E CAPACITAÇÃO AÇÃO ORGANIZACIONAL MÓDULO NO 3º SETOR FORMAÇÃO ESPECIALIZADA NA ÁREA FORMADOR/DATA SOCIAL a nossa missão é a sua formação CENTRO DE FORMAÇÃO COIMBRA BISSAYA BARRETO 17-06-2015 DURAÇÃO

Leia mais

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate CENTRO DE INFORMATICA CCNA Cisco Certified Network Associate E ste currículo ensina sobre redes abrange conceitos baseados em tipos de redes práticas que os alunos podem encontrar, em redes para residências

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

1. Disposições Gerais

1. Disposições Gerais Instituto Politécnico de Santarém CiIPS Centro de Informática ANEXO REGULAMENTO INTERNO Junho de 2007 1. Disposições Gerais 1.1. Organização Interna 1.1.1. O CiIPS adopta uma forma de organização interna

Leia mais

Instruções para aceder ao correio electrónico via web

Instruções para aceder ao correio electrónico via web Caro utilizador(a) Tendo por objectivo a melhoria constante das soluções disponibilizadas a toda a comunidade do Instituto Politécnico de Santarém, tanto ao nível de serviços de rede como sistema de informação.

Leia mais

Aplicações Informáticas B

Aplicações Informáticas B Prova de Exame Nacional de Aplicações Informáticas B Prova 703 2008 12.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Para: Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspecção-Geral

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO AMAPÁ- SEBRAE/AP PROCESSO SELETIVO N O 001/2008 RETIFICAÇÃO Nº. 01 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC Empresa de Projecto e Desenvolvimento de Engenharia Civil - EPDEC Pedido de Proposta para Implementação da Rede Informática Projecto: Rede Informática da EPDEC Novembro de 2007 Índice 1 Introdução...1

Leia mais

Programador Mobile (m/f) Lisboa. Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação.

Programador Mobile (m/f) Lisboa. Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação. Programador Mobile (m/f) Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação. Inserido na equipa de desenvolvimento aplicacional e em estreita colaboração com o

Leia mais

REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO

REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO DE Área de Formação 862 Segurança e Higiene no Trabalho Formação Profissional Contínua/de Especialização ÍNDICE 1- ENQUADRAMENTO... 3 2- OBJECTIVO GERAL... 4 3- OBJECTIVOS

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

4 Serviços de Aplicação

4 Serviços de Aplicação 4 Serviços de Aplicação A existência de um suporte de comunicação permite a interligação de diversos dispositivos e também a disponibilização de diversas aplicações que adicionam funcionalidades ao sistema.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

Áreas de aplicação das TIC

Áreas de aplicação das TIC O que é a Informática? Ficha Informativa Nº 5 Tratamento ou processamento da informação de forma automática. Dados - São designações de entidades que constituem a informação. Exemplo: Objetos, símbolos,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

UNIDADE DIDÁCTICA 1. Tecnologias

UNIDADE DIDÁCTICA 1. Tecnologias AGR U P AM E N T O DE E SC OL AS DR. VIE IR A DE C AR VAL H O PLANIFICAÇÃO ANUAL - TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LECTIVO 2008/2009 9º ANO UNIDADE 1. Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

efagundes com Como funciona a Internet

efagundes com Como funciona a Internet Como funciona a Internet Eduardo Mayer Fagundes 1 Introdução à Internet A Internet é uma rede de computadores mundial que adota um padrão aberto de comunicação, com acesso ilimitado de pessoas, empresas

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MULTIMÉDIA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Multimédia Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MULTIMÉDIA. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Multimédia Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MULTIMÉDIA PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Multimédia Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL - AUDIOVISUAIS E PRODUÇÃO DOS

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.06 Data: 2010-11-15 SO CAMES 1 ÍNDICE A Apresentação do CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server - Sistema Operativo de

Leia mais

Estrutura e funcionamento de um sistema informático

Estrutura e funcionamento de um sistema informático Estrutura e funcionamento de um sistema informático 2006/2007 Sumário A constituição de um sistema informático: hardware e software. A placa principal. O processador, o barramento e a base digital. Ficha

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem 1 Capítulo 1 2 Fundamentos de sistemas de informação empresariais 3 Objectivos de aprendizagem ƒ Explicar por que motivo o conhecimento sobre sistemas de informação é importante para quadros empresariais

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk Redes de Computadores e Telecomunicações. A camada da aplicação serve como a janela na qual os utilizadores e processos da aplicação podem

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

Internet Access Quality Monitor. Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte

Internet Access Quality Monitor. Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte Internet Access Quality Monitor Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte Escola Superior de Tecnologia - Maio 2008 2 Índice Objectivos Estado da Arte Sistema IAQM Tecnologias Utilizadas

Leia mais

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas Análise de Sistemas Conceito de análise de sistemas Sistema: Conjunto de partes organizadas (estruturadas) que concorrem para atingir um (ou mais) objectivos. Sistema de informação (SI): sub-sistema de

Leia mais

I N S T I T U T O DOS P U P I L O S DO E X É R C I T O S E R V I Ç O E S C O L A R

I N S T I T U T O DOS P U P I L O S DO E X É R C I T O S E R V I Ç O E S C O L A R I N S T I T U T O DOS P U P I L O S DO E X É R C I T O S E R V I Ç O E S C O L A R A NO L E T I V O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Plano Curricular da Disciplina de TIC 9º ano (Despacho nº 19117/2008, de 8 de Julho)

Leia mais

AULA TEÓRICA 2 Tema 2. Conceitos básicos de informática, computadores e tecnologias de informação. Sistemas de numeração (continuação)

AULA TEÓRICA 2 Tema 2. Conceitos básicos de informática, computadores e tecnologias de informação. Sistemas de numeração (continuação) AULA TEÓRICA 2 Tema 2. Conceitos básicos de informática, computadores e tecnologias de informação. Sistemas de numeração (continuação) Digitalização. Arquitectura básica do hardware. Input, processamento,

Leia mais

Redes e Telecomunicações. 2º Pacote. Formação em

Redes e Telecomunicações. 2º Pacote. Formação em 2º Pacote Formação em Redes de Computadores Formação em Redes de Computadores Exposição dos conteúdos por um docente do ISEL do grupo de redes de comunicações Formação adequada a vários níveis de experiência

Leia mais

Software de gestão em tecnologia Web

Software de gestão em tecnologia Web Software de gestão em tecnologia Web As Aplicações de Gestão desenvolvidas em Tecnologia Web pela Mr.Net garantem elevados níveis de desempenho, disponibilidade, segurança e redução de custos. A Mr.Net

Leia mais