Perfil e Potencialidades dos Municípios Goianos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Perfil e Potencialidades dos Municípios Goianos"

Transcrição

1

2 ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO INSTITUTO MAURO BORGES DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS Perfil e Potencialidades dos Municípios Goianos Junho de 2012

3 GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Júnior SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Giuseppe Vecci CHEFIA DE GABINETE Murilo Nunes Magalhães SUPERINTENDÊNCIA EXECUTIVA Otávio Alexandre da Silva INSTITUTO MAURO BORGES DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS Lillian Maria Silva Prado EQUIPE TÉCNICA Juliana Dias Lopes Lillian Maria Silva Prado Luciano Ferreira da Silva Marcos Fernando Arriel MAPAS Rejane Moreira da Silva Carlos Antônio Melo Cristovão Mônica Martins da Costa Ricardo Misael Arantes Nascimento CAPA Ricardo Misael Arantes Nascimento SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO INSTITUTO MAURO BORGES DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS Av. República do Líbano nº º andar Setor Oeste Fone: (62) FAX: (62) GOIÂNIA GO Junho/2012

4 Sumário Introdução Caracterização econômica dos municípios goianos... 5 I Municípios com economia de elevado porte (21 municípios)... 6 II Municípios com economia de médio porte dinâmica (26 municípios... 6 III Municípios com economia de médio porte - com crescimento intermediário (47 municípios)... 6 IV Municípios com economia de médio porte estagnada (24 municípios)... 7 V Municípios com economia de pequeno porte dinâmica (29 municípios)... 7 VI Municípios com economia de pequeno porte - com crescimento intermediário (63 municípios)... 8 VII Municípios com economia de pequeno porte estagnada (36 municípios) Potencialidades dos Municípios O Potencial econômico de Goiás e a participação dos municípios Arranjos Produtivos Locais (APLs) no Estado de Goiás Anexos... 63

5 4 Introdução Goiás tem se mostrado um estado dinâmico, o que permite proporcionar importantes ganhos de participação na renda gerada no país. Esse fato pode ser creditado, em grande parte, à indústria, cujo desenvolvimento se deu por meio da integração entre a agropecuária moderna e o avanço da agroindústria, bem como pela emergência de novas atividades industriais atraídas pelas políticas de incentivos fiscais praticadas por Goiás a partir de meados da década de O avanço da agroindústria e o surgimento das novas atividades industriais propiciaram a expansão do setor de serviços, de forma que a economia goiana foi paulatinamente mudando seu perfil produtivo. A atração de empreendimentos industriais e a expansão do setor de serviços vêm contribuindo para ampliar a espacialização da geração de renda no estado. As principais atividades produtivas, inicialmente com maior concentração nas áreas de adensamento populacional, com o passar dos anos se expandiram para municípios não metropolitanos, principalmente cidades medianas com potencial aglomerativo. Embora a geração de renda em Goiás tenha espraiado mais nos últimos anos, ela ainda continua com elevada concentração em poucos municípios, o que fortalece o primordial desafio de promover um desenvolvimento harmônico em todas as regiões. Nesse sentido, é de extrema importância entender a vocação produtiva intrínseca a cada região e agir no sentido de seu desenvolvimento. Assim, o presente trabalho tem como proposta contribuir para o conhecimento da realidade econômica dos municípios goianos. Para tanto, optou-se por, inicialmente, agrupar todos os 246 municípios goianos segundo o tamanho e o crescimento do seu Produto Interno Bruto. Assim, foram criadas faixas representativas para agrupar os municípios tendo como intuito juntar em um mesmo grupo municípios cujo tamanho e dinamismo da economia se assemelham. Após essa primeira providência, foram acrescidas as informações sobre a produção econômica de cada um dos municípios, formando assim um painel informativo sobre os municípios goianos, seu perfil produtivo e potencialidades. O documento é enriquecido com os diversos mapas que apresentam a espacialização dos principais setores econômicos de Goiás, e os municípios destaque.

6 5 1 Caracterização econômica dos municípios goianos Como primeiro passo para o conhecimento das potencialidades dos 246 municípios goianos, sentiu-se a necessidade de seu agrupamento segundo alguma característica. A escolha recaiu na estatística do Produto Interno Bruto municipal, que, mesmo não sendo tão atualizada quanto era desejável, pois a última informação é a referente ao ano de 2009, trata-se de estatística bastante elucidativa do tamanho e da dinâmica da economia do município. Por si só, o indicador possui um poder de retratar a realidade de um município que nenhum outro indicador é capaz. Essa capacidade que a estatística PIB municipal possui deve-se ao fato de que, para sua construção, são necessárias muitas outras estatísticas, tornando-o assim um excelente indicador síntese, que apresenta o resultado final das atividades produtivas. A intenção foi a de formar uma base caracterizando o município economicamente, para em seguida adicionar as demais informações sobre a estrutura produtiva e potencialidades do município. Nesse sentido, foi utilizado o montante do PIB municipal de 2009 e a taxa de crescimento nominal referente ao período de 2002 a Através do valor do PIB foi possível identificar os municípios como de elevado, médio e pequeno porte econômico. Como municípios de porte econômico elevado foram considerados aqueles cujo montante do PIB situa-se acima da média dos municípios brasileiros. Os municípios considerados de porte econômico médio foram aqueles cuja produção econômica se encaixava entre a média e mediana dos municípios brasileiros, e os de porte econômico pequeno, as economias abaixo da mediana dos municípios brasileiros. Para a caracterização dos municípios, quanto ao dinamismo, foi analisado o crescimento do PIB entre o período de 2002 (ano inicial da nova metodologia do PIB) a Assim foi possível classificar os municípios em Dinâmicos (1º quartil dos municípios com maior crescimento), Estagnados (4º quartil dos municípios de menor desempenho) e Intermediário (municípios com crescimento situado entre os dinâmicos e estagnados 2º e 3º quartis). Os municípios classificados em Economia de elevado porte não foram caracterizados quanto ao dinamismo. Esta objetiva análise de agrupamento resultou na identificação de sete grupos de municípios que apresentaram características convergentes, que correspondem a sete tipologias distintas descritas a seguir:

7 6 I Municípios com economia de elevado porte (21 municípios) Os municípios que integram esse perfil, em número de 21, são os mais representativos na economia goiana, cujo PIB em 2009 alcançou montante acima de R$ 582 milhões. Em grupo, esses municípios participam com 70% do PIB estadual, indicativo da concentração de riquezas em Goiás em poucos municípios. Estão localizados predominantemente nas regiões Sudeste Goiano e Sudoeste Goiano. Das dez regiões goianas, três não possuem município com esse perfil: Nordeste, Oeste e Noroeste Goiano. A princípio, esses municípios com economias fortes têm maior capacidade de deslanchar por si só, já que também, na maioria das vezes, são o alvo preferido para o direcionamento de investimento por parte da iniciativa privada. São esses municípios também que mais se beneficiam das políticas macro dos governos. Nesses 21 municípios se encontram 58,5% da população goiana, ou seja, 3,5 milhões de pessoas. II Municípios com economia de médio porte dinâmica (26 municípios) Esse grupo é integrado pelos municípios cujo montante do PIB se enquadra na faixa de R$ 80,6 e R$ 582 milhões. Adicionalmente, são municípios que apresentaram taxa nominal de crescimento do PIB no período 2002/2009 acima de 144%. Em grupo, esses municípios participam com 6,7% do PIB estadual e 8,9% da população goiana. De maneira geral, são municípios que encontraram um caminho a perseguir no enfoque econômico, daí apresentarem taxas de crescimento robustas, acima da média estadual. Fazem parte desse grupo, economias como Alto Horizonte, pequeno município do ponto de vista do número de habitantes, 4.505, mas que, nos últimos anos se tornou o maior exportador goiano, como também Águas Lindas de Goiás, município encostado no Distrito Federal, cujo dinamismo está ligado a sua elevada população de mais de 159 mil habitantes. Os municípios que aderem a esse perfil estão presentes em quase todas as regiões goianas, a exceção da Região do Oeste Goiano. III Municípios com economia de médio porte - com crescimento intermediário (47 municípios) Respondem por esse perfil 19% dos municípios goianos, ou seja, municípios cujo valor do PIB se enquadra na faixa de R$ 80,6 e R$ 582 milhões, e que apresentam taxa nominal de crescimento do PIB no período 2002/2009 entre 88% e 144%, faixa que, neste estudo, foi designada como de crescimento intermediário. Esses 47 municípios

8 7 estão presentes em todas as regiões goianas e têm em comum o fato de serem municípios com comportamento na média tanto no que diz respeito à produção de riquezas como da dinâmica econômica. Juntos possuem uma população em torno de 993 mil habitantes, 16,5% do total estadual, e produzem um montante de riquezas em torno de R$ 9,6 bilhões, 11,3% do total estadual. Portanto é um perfil bastante representativo no Estado. IV Municípios com economia de médio porte estagnada (24 municípios) Esse grupo é integrado pelos municípios cujo montante do PIB se enquadra na faixa de R$ 80,6 e R$ 582 milhões, e que apresentam taxa de crescimento do PIB no período de 2002/2009 abaixo de 88%, faixa esta que, neste estudo, foi considerada economia estagnada, com crescimento bem abaixo da média estadual, de 129%. Municípios que se enquadram nesse perfil não foram encontrados nas regiões Nordeste, Entorno do Distrito Federal e Centro Goiano e em número bastante reduzido na região do Sudeste Goiano. São municípios cujo perfil merece atenção por parte das políticas públicas, pois são economias com algum porte, mas que ainda não deslancharam, ou se encontram em um período de pouco dinamismo. Fazem parte desse grupo municípios como Goiás, São Luiz de Montes Belos e Porangatu. Os municípios que aderem a esse perfil possuem 6,7% da população goiana, ou seja, 404 mil habitantes. V Municípios com economia de pequeno porte dinâmica (29 municípios) Os municípios que integram esse perfil, em número de 29, possuem o montante do Produto Interno Bruto abaixo de R$ 80 milhões, considerado neste estudo como economias de pequeno porte. Adicionalmente, são municípios que apresentaram taxa nominal de crescimento do PIB no período 2002/2009 acima de 144%. Portanto apesar de pequenos do ponto de vista econômico, têm mostrado dinamismo ao longo dos últimos anos. Esse grupo é o de menor representatividade entre os sete perfis definidos. Sua população resulta em torno de 114 mil pessoas, o que corresponde a 1,9% do total estadual, assim como o PIB do grupo somou R$ 1,1 bilhão, ou seja, 1,3% do PIB goiano. Fazem parte desse grupo, economias como Santo Antônio da Barra e Vila Boa, que possuem população abaixo de 5 mil habitantes, sendo que em ambos os municípios foram instaladas usinas de produção de etanol.

9 8 VI Municípios com economia de pequeno porte - com crescimento intermediário (63 municípios) Esse grupo é integrado pelos municípios cujo montante do PIB se enquadra na faixa abaixo de R$ 80 milhões e que apresentam taxa nominal de crescimento do PIB no período 2002/2009 entre 88% e 144%, faixa que, neste estudo, foi designada como de crescimento intermediário. Esses 63 municípios estão presentes, em maior frequência, nas regiões Oeste, Noroeste, Norte e Nordeste Goiano. Trata-se do maior grupo em representatividade, pois, 25% dos municípios goianos se adéquam a esse perfil, ou seja, são pequenas economias com taxa de crescimento próxima da média estadual. Entretanto, a população, de 278 mil habitantes, representa somente 4,6% do total e o PIB, que soma no grupo R$ 2,38 bilhões, representa somente 2,8% do total do Estado. Integram esse grupo Aruanã, Corumbá de Goiás e São Domingos, municípios que têm em comum, além do potencial turístico indiscutível, população e produção de riqueza com valores bem próximos. VII Municípios com economia de pequeno porte estagnada (36 municípios) Respondem por esse perfil 14% dos municípios goianos, ou seja, municípios cujo valor do PIB se enquadra na faixa abaixo de R$ 80 milhões, e que apresentam taxa nominal de crescimento do PIB no período 2002/2009 abaixo de 88%, faixa que, neste estudo, foi designada como economia estagnada. Esses 36 municípios estão presentes predominantemente nas regiões Norte e Oeste Goiano e têm em comum o fato de serem os municípios mais fracos do Estado, do ponto de vista econômico. Juntos possuem uma população em torno de 166 mil habitantes, 2,8% do total estadual, e produzem um montante de riquezas em torno de R$ 1,4 bilhão, representando somente 1,6% do total estadual. Quadro 1: Caracterização econômica dos municípios goianos, por grupos, segundo população e PIB Grupo Nº de municípios % População (hab.) % PIB (R$ milhões) % Economias de elevado porte 21 8, , ,8 70,3 Economia de médio porte - dinâmica Economia de médio porte - crescimento intermediário Economia de médio porte - estagnada 26 10, , ,7 6, , , ,1 11,3 24 9, , ,5 6,0

10 9 Grupo Nº de municípios % População (hab.) % PIB (R$ milhões) Economia de pequeno porte - dinâmica 29 11, , ,7 1,3 Economia de pequeno porte - crescimento intermediário 63 25, , ,5 2,8 Economia de pequeno porte - estagnada 36 14, , ,1 1,6 Total , , ,4 100,0 Fonte: IBGE/Segplan-GO/IMB Elaboração: Segplan-GO/IMB-2012 %

11 10

12 11 2 Potencialidades dos Municípios A partir dos grupos criados, foram adicionados, a cada município, informações sobre a produção agropecuária, de silvicultura, extração mineral, produção industrial, potencialidades turísticas e participação em Arranjos Produtivos Locais - APLs, ou seja, todos os dados que contribuem para retratar as potencialidades municipais. Assim, seguem os quadros referentes aos sete grupos de municípios pré definidos e os respectivos mapas com o intuito de espacializar os resultados obtidos desse esforço de caracterização dos municípios goianos Quadro 2: Vocação e potencialidades dos municípios com economia de elevado porte (21 municípios) Principais atividades Sede ou participante Produção principal da industriais no Potencial de Arranjo Agropecuária no município e Municípios município e posição de turístico no Produtivo Local posição de destaque no destaque no ranking município Articulado ou em ranking estadual (2010) estadual Articulação Anápolis Aparecida de Goiânia Criação de aves, suínos, produção de ovos; laranja, banana (6º); produção de lenha Fabricação de medicamentos genéricos, produtos alimentícios, bebidas, fertilizantes, insumos para construção civil, metalurgia, confecção de artigos do vestuário e acessórios, Gruta e turismo construção civil, edição e rural impressão, produtos de borracha, material plástico, madeira, têxteis, veículos automotores, reboques e carrocerias; produção de água mineral (1º) s do setor alimentício, artefatos de cimento, metalurgia, medicamentos, indústria de produtos de higiene e beleza; produção de água mineral (7º) Mirante e turismo de negócios Sede do APL Farmacêutico de Goiânia e Anápolis; Aquicultura da Grande Goiânia Aquicultura da Grande Goiânia; Audiovisual de Goiânia; Confecções de Moda Feminina de Goiânia e Trindade; Farmacêutico de Goiânia e Anápolis; Móveis da Região Metropolitana; e TI de Goiânia e Aparecida de Goiânia

13 12 Municípios Caldas Novas Catalão Cristalina Formosa Goiânia Goiatuba Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Tomate, soja, milho, laranja, limão (9º), criação de bovinos, vacas leiteiras e produção de leite Soja (7º), milho (10º), laranja (1º), criação de bovinos, vacas leiteiras (6º), produção de leite (4º); produção de lenha (5º) e madeira em tora (2º) Tomate (1º), soja (3º), feijão (1º), batata inglesa (1º), alho (1º), abacaxi, arroz (3º), sorgo (5 ), suínos (10º), produção de leite; produção de lenha (9º) Criação de bovinos, vacas leiteiras, aves, suínos, produção de ovos (8º), leite e mel; banana, coco da baía (3º); produção de madeira em tora (4º) Soja, cana de açúcar (10º), milho algodão e sorgo: criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves, produção de leite Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Construção civil, geração de energia extrativa: produção de argila para cerâmica vermelha, de barita, de fosfato; indústria de transformação: fabricação de máquinas e equipamentos, produtos químicos, produtos têxteis, veículos automotores, reboques e carrocerias Fabricação de produtos alimentícios (atomatados e conservas de alimentos) de processamento de grãos, moveleira; extração de argila - cerâmica (2º), calcário; produção de água mineral (8º) Construção civil, indústria de artigos do vestuário e acessórios, produtos alimentícios e bebidas, produtos metalúrgicos, indústria moveleira de laticínios, indústria sucroenergética Potencial turístico no município aventura, cachoeira, mirante,parques, estâncias hidrotermais, pesca, eventos e esportes náutico Gruta e turismo rural aventura, cachoeira, gruta e turismo rural aventura,parques cachoeira, gruta, mirante, turismo histórico, rural, esportes náuticos, sítios arqueológicos Turismo histórico, eventos e negócios, parques Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Sede do APL Turismo de Caldas Novas e Rio Quente Sede do APL Confecções Catalão Sede dos APLs Artesanato Mineral de Cristalina e Mandioca em Cristalina, Luziânia e Planaltina Sede dos APLs Apicultura do Entorno Norte do DF e Lácteo da Região de Formosa; Sede dos APLs Aquicultura da Grande Goiânia, Audiovisual de Goiânia, clinicas de Goiânia, Calçados de Goiânia e Goianira, Confecções de Moda Feminina de Goiânia e Trindade, Móveis da Reg. Metropolitana e TI de Goiânia, Orgânicos da Grande Goiânia; Farmacêutico de Goiânia e Anápolis

14 13 Municípios Itumbiara Jataí Luziânia Minaçu Mineiros Morrinhos Niquelândia Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Cana de açúcar (6º), soja, milho e sorgo, criação de bovinos, vacas leiteiras, aves, suínos e produção de leite e ovos Criação de bovinos (8º), vacas (4º), suínos (3º), aves (5º), produção de leite (1º), mel (2º),ovos; soja (2º), cana de açúcar (8º), feijão (5º), milho (1º), sorgo (3º), banana (7º); produção de madeira em tora (5º) Criação de vacas (7º), aves, suínos, produção de leite (7º), ovos (7º); soja, feijão (2º), milho (9º), batata (4º), algodão (6º), café (7º), tomate (5º), sorgo (6º), goiaba (1º), manga (5º), maracujá (4º), tangerina (4º) Criação de bovinos, vacas leiteiras, produção de leite e mel Criação de bovinos (9º), vacas (8º), aves (7º), produção de leite (9º); soja (6º), cana de açúcar (4º), milho (6º),arroz (9º), algodão (8º); produção de madeira em tora (7º) Criação de bovinos (10º), vacas leiteiras (1º), suínos (7º), aves, produção de leite (3º), ovos; cana de açúcar, feijão, batata inglesa (6º), arroz (10º), tomate (2º), goiaba (4º), laranja, mamão (9º), melancia (10º); produção de lenha (7º) Criação de bovinos, produção de mel (9º), arroz, batata inglesa (7º); produção de lenha (2º) e madeira em tora Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual sucroenergética, fabricação de produtos alimentícios, indústria de laticínios sucroenergética, fabricação de produtos alimentícios, indústria de laticínios Fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos, fabricação de produtos alimentícios (conservas de alimentos), extração de manganês (3º) Geração de energia (Usina de Serra da Mesa), indústria extrativa mineral - amianto sucroenergética, fabricação de produtos alimentícios (unidade da BR Foods) sucroenergética, indústria alimentícia (atomatados e conservas), frigorífico de abate de aves, indústria de laticínios extrativa mineral níquel (1º), manganês (4º), cobre (2º) e metalurgia Potencial turístico no município mirante, histórico, turismo rural, esportes náuticos e praia cachoeira, gruta, turismo rural, sítio arqueológico e águas quentes Turismo histórico e rural aventura, cachoeira, praia e pesca,mirante, esportes náuticos aventura, cachoeira, mirante, turismo rural e parques Turismo rural Aventura, cachoeira, mirante, gruta, turismo histórico e rural, esportes náuticos, sítios arqueológicos e pesca Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Grãos, Aves e Suínos da Região de Rio Verde; Turismo de Caiapônia Sede do APL Fruticultura Luziânia; Mandioca de Cristalina, Luziânia e Planaltina Sede do APL Aquicultura da Serra da Mesa; Cerâmica Vermelha Norte; Lácteo do Norte; Apicultura do Norte Grãos, Aves e Suínos da Região de Rio Verde; Turismo de Caiapônia Apicultura do Norte; Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte

15 14 Municípios Quirinópolis Rio Verde São Simão Senador Canedo Trindade Valparaíso de Goiás Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Criação de bovinos (7º), vacas leiteiras, produção de leite (10º); cana de açúcar (1º) Criação de bovinos (4º), vacas leiteiras (5º), suínos (1º), aves (1º), produção de leite (5º), ovos (4º); laranja (5º), melancia (7º), soja (1º), feijão (4º), milho (2º), sorgo (1º), algodão (5º), café (6º), borracha (10º); produção de lenha (1º) Cana de açúcar Tangerina (9º), limão (2º) Produção de leite; coco da baia (8º), manga (1º), limão (1º), tangerina (5º) e mandioca (7º) Fonte: IBGE/Segplan - GO/IMB Elaboração: Segplan - GO/IMB-2012 Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Sucroenergética, laticínios sucroenergética, fabricação de celulose, papel e produtos de papel, produtos alimentícios (unidade de BR Foods), produtos de madeira, metalurgia, calcário (10º); produção de água mineral (10º) sucroenergética, indústria alimentícia (processamento de soja), geração de energia (Usina de São Simão) Fabricação de celulose, papel e produtos de papel, artefatos de couro, indústria alimentícia, produtos de higiene e beleza Fabricação de bebidas, fabricação de artefatos de couro, indústria de artigos do vestuário e acessórios, argila (1º) moveleira, fabricação de artefatos de cimento Potencial turístico no município cachoeira, gruta e turismo rural aventura, mirante, turismo rural, esportes náuticos, praia e pesca Mirante, turismo religioso e rural Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Aquicultura de São Simão Sede dos APLs Confecções de Rio Verde e Grãos, Aves e Suínos da Região de Rio Verde; Turismo de Caiapônia Sede do APL Aquicultura de São Simão; Turismo de Caiapônia Aquicultura da Grande Goiânia; Móveis da Região Metropolitana de Goiânia Sede do APL Turismo Religioso de Trindade; e Aquicultura da Grande Goiânia; Confecções Moda Feminina de Goiânia, Aparecida e Trindade Sede do APL Móveis de Valparaíso

16 15

17 16 Quadro 3: Vocação e potencialidades dos municípios com economia de médio porte dinâmica (26 municípios) Produção Principais principal da atividades Sede ou Agropecuária no industriais no Potencial participante de município e Municípios município e Turístico no Arranjo Produtivo posição de posição de município Local Articulado ou destaque no destaque no em Articulação ranking estadual ranking estadual (2010) Água Fria de Goiás Águas Lindas de Goiás Alexânia Alto Horizonte Barro Alto Bela Vista de Goiás Buriti Alegre Caçu Campinorte Soja, feijão (3º), milho, batata inglesa (2º), limão (6º); produção de carvão vegetal Banana, maracujá, criação de aves, produção de ovos Cana de açúcar, tomate, borracha (1º) Mandioca (1º), arroz, criação de bovinos, vacas leiteiras, aves; produção de leite e ovos (3º) Criação de aves (2º); produção de soja, cana de açúcar e tomate Cana de açúcar; criação de bovinos, vacas leiteiras, produção de leite; produção de carvão vegetal Soja, cana de açúcar, arroz; criação de bovinos, vacas leiteiras, Confecção de artigos do vestuário e acessórios Fabricação de bebidas, indústria moveleira; produção de água mineral (3º) extrativa mineral sulfeto de cobre (um dos maiores exportadores de Goiás), extração de ouro extrativa mineral (níquel - 1º) de laticínios; produção de água mineral (5º) alimentícia (abate de aves e suínos); extração de argila sucroenergética Fabricação de produtos cerâmicos, indústria de laticínios Cachoeira Turismo rural, esportes náuticos, praia e pesca Apicultura do Entorno Norte do DF Sede do APL de Confecções de Águas Lindas Apicultura do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte; e Lácteo do Norte Cerâmica Vermelha do Norte; e Florestal do Vale São Patrício Sede dos APLs Apicultura e Lácteos da Estrada de Ferro; Aquicultura da Grande Goiânia Sede do APL Bananicultura Buriti Alegre Açafrão de Mara Rosa; Apicultura do Norte; e Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte

18 17 Municípios Carmo do Rio Verde Cavalcante Corumbaíba Edéia Flores de Goiás Gouvelândia Iaciara Itaberaí Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) produção de leite, mel; produção de lenha Cana de açúcar, maracujá (1º), melancia (4º) e banana Criação de bovinos; produção de madeira em tora Criação de bovinos, vacas leiteiras, produção de leite, soja e milho Cana de açúcar, soja e tomate, criação de bovinos, vacas leiteiras, produção de leite e mel Arroz (1º), soja e milho, criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos; produção de leite e mel; produção de carvão vegetal (7º) e madeira em tora (10º) Cana de açúcar (9º) e soja Criação de bovinos; produção de carvão vegetal (4º) Criação de bovinos, vacas leiteiras, aves (4º), suínos; produção de leite, mel e ovos; tomate (3º), soja, milho, arroz e Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual sucroenergética Geração de energia, extração de manganês (1º) alimentícia (indústria de laticínios) sucroenergética Frigorífico de abate de aves, indústria de laticínios Potencial Turístico no município aventura, cachoeira, mirante e parques Esportes náuticos e pesca Turismo histórico Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Apicultura da Serra Dourada; Cerâmica Vermelha do Norte; e Florestal do Vale do São Patrício Aquicultura do Rio Paranaíba Florestal do Vale do São Patrício; Apicultura da Serra Dourada; e Vitivinicultura de Santa Helena

19 18 Municípios Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) cana de açúcar, banana, laranja (2º), uva (3º), melancia e limão (4º) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Itapaci Mozarlândia Padre Bernardo Palmeiras de Goiás Paranaiguara Porteirão Posse São João d'aliança Cana de açúcar e melancia (6º); criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel Criação de bovinos Criação de bovinos, produção de soja, mandioca (2º) Tomate (8º), borracha (9º) e coco da baía (9º) Criação de bovinos, produção de cana de açúcar Cana de açúcar (3º) Criação de bovinos; milho, arroz; produção de carvão vegetal (3º) Soja, feijão, café (9º); produção de madeira em tora sucroenergética alimentícia (frigorífico abate bovinos maior capacidade de abates de Goiás) Fabricação de produtos cerâmicos; extração de calcário (7º) alimentícia (frigoríf. abate bovinos e aves), indústria da confecção; extração de calcário (4º) Confecção de artigos do vestuário e acessórios, fabricação de produtos cerâmicos sucroenergética moveleira, extração de calcário Extração de manganês cachoeira, gruta e turismo rural cachoeira, mirante e turismo rural Cerâmica Vermelha do Norte; Florestal do Vale do São Patrício Apicultura da Serra Dourada Apicultura do Norte do DF Aquicultura de São Simão Sede do APL Cachaça do Vale do Paranã; Ovinocaprinocultura no Nordeste Apicultura do Entorno Norte do DF

20 19 Uruaçu Municípios Fonte: IBGE/Segplan - GO/IMB Elaboração: Segplan - GO/IMB-2012 Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Coco da baía (10º) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual s sucroenergética, laticínios, metalurgia, indústria moveleira Potencial Turístico no município aventura, gruta, cachoeira, mirante, turismo rural, esportes náuticos e praia Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Sede do APL Aquicultura Serra da Mesa; Apicultura e Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte

21 20

22 21 Quadro 4: Vocação e potencialidades dos municípios com economia de médio porte com crescimento intermediário (47 municípios) Principais atividades Produção principal da industriais no Potencial Agropecuária no município e Municípios município e posição Turístico no posição de destaque no de destaque no município ranking estadual (2010) ranking estadual Abadiânia Anicuns Aporé Aragarças Cabeceiras Caiapônia Campo Alegre de Goiás Campos Belos Criação de bovinos, suínos e produção de ovos Cana de açúcar, milho, arroz, banana (2º); criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos (9º); produção de leite e mel Cana de açúcar, criação de bovinos; produção de carvão vegetal Soja, feijão, milho, sorgo, café (1º); produção de mel; produção de lenha Soja, milho, arroz (6º), criação de bovinos (3º), vacas leiteiras; produção de leite; produção de carvão vegetal Tomate, soja, feijão (6º), milho, batata (3º), café (3º), alho (2º), algodão (6º), maracujá; criação de vacas leiteiras; produção de leite; produção de lenha (4º) Criação de bovinos; produção de carvão vegetal (6º) moveleira; produção de água mineral (9º) sucroenergética sucroenergética Extração de calcário Extração de calcário Extração de argila (cerâmica) Geração de energia; fabricação de produtos cerâmicos, indústria de laticínios aventura, cachoeira e gruta Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Aquicultura da Grande Goiânia Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos aventura, mirante, Turismo de turismo rural, Piranhas esportes náuticos, praia e pesca aventura, cachoeira, mirante e gruta Apicultura do Entorno do DF Sede do APL Turismo de Caiapônia Ceres Cana de açúcar; criação de vacas leiteiras, aves; produção de leite, ovos e mel alimentícia e metalurgia; construção civil Mirante, turismo rural e esportes náuticos Florestal do Vale do São Patrício Chapadão do Céu Cidade Ocidental Cocalzinho de Goiás Algodão (1º), soja (4º), milho (4º), cana de açúcar (7º), sorgo, feijão; produção de madeira em tora (3º) Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, produção de leite; soja sucroenergética química inorgânica; confecção de artigos do vestuário e acessórios de cimento aventura, gruta, cachoeira, mirante, turismo rural e parques aventura, mirante, gruta, turismo rural e parques Turismo de Caiapônia Sede dos APLs Artesanato e Minhocultura da Cidade Ocidental Mineral/Quartzito de Pirenópolis; Apicultura do Norte do DF

23 22 Municípios Crixás Doverlândia Goianésia Guapó Hidrolandia Indiara Inhumas Ipameri Iporá Jandaia Jaraguá Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite, mel; produção de madeira em tora Criação de bovinos; produção de soja, mandioca e arroz (8º) Cana de açúcar, tomate (6º); borracha (2º); criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves; produção de leite Tomate, laranja, tangerina (1º) e uva (1º); criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves; produção de ovos (6º), leite e mel Soja, cana de açúcar, feijão, tomate, abacaxi, laranja e mamão (1º) Cana de açúcar, tomate, soja, coco da baía, tangerina, limão (1º) e laranja; criação de bovinos, vacas leiteiras, aves, suínos, (8º); produção de ovos (1º) e leite Soja (8º), tomate, milho (8º), alho (3º), batata (5º), cana de açúcar, feijão, café (4º) e uva; criação de bovinos, vacas leiteiras (10º), suínos, aves; produção de leite (8º); produção de lenha (8º), madeira em tora (1º) Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves; produção de leite e mel; mandioca (9º) Mel (6º), cana de açúcar, abacaxi (9º) e uva (9º) Criação de bovinos, vacas, suínos; produção de leite; arroz, abacaxi (1º) e melancia (2º) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual extrativa mineral produção de ouro de laticínios sucroenergética, de laticínios, frigorífico; produção de argila para cerâmica vermelha Fabricação de produtos de limpeza, produtos de cerâmica; extração de argila e brita de laticínios, indústria gráfica; produção de água mineral (2º) Extração de calcário (3º), fabricação de produtos cerâmicos sucroenergética, construção civil, fabricação de artefatos de couro, frigorífico (abate de bovinos), indústria alimentícia, confecção de artigos do vestuário e acessórios sucroenergética, extração de calcário de laticínio, confecção de artigos do vestuário e acessórios; extração de argila sucroenergética, extração de calcário (9º) Confecção de artigos do vestuário e acessórios Potencial Turístico no município Gruta e turismo rural Turismo rural e pesca Turismo histórico aventura, cachoeira, gruta, turismo histórico, rural e esportes náuticos Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Cerâmica Vermelha do Norte; e Lácteo do Norte Turismo de Piranhas Confecções da Região de Jaraguá; Cerâmica Vermelha do Norte; e Florestal do Vale do São Patrício Aquicultura da Grande Goiânia Aquicultura da Grande Goiânia Aquicultura da Grande Goiânia Sede do APL Aquicultura do Rio Paranaíba Sede do APL Mandioca da Microrregião de Iporá Sede do APL Confecções da Região de Jaraguá; Florestal do Vale do São Patrício

24 23 Municípios Leopoldo de Bulhões Montes Claros de Goiás Nazário Nerópolis Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Criação de bovinos, aves (10º); produção de ovos (2º); tomate e laranja Criação de bovinos; produção de soja; produção de madeira em tora Laranja Alho (9º), goiaba (5º) e tangerina (5º) Nova Crixás Criação de bovinos (1º) Novo Gama Orizona Ouvidor Piracanjuba Piranhas Pirenópolis Pires do Rio Aves (6º) Criação de bovinos, vacas (3º), aves (9º); produção de leite (6º), mel (1º); soja, milho, sorgo e mandioca (8º); produção de carvão vegetal (10º), lenha (10º) Café e goiaba (7º); produção de lenha (3º) Criação de bovinos, suínos (8º), vacas leiteiras (2º); produção de leite (2º); abacaxi (8º), laranja (6º), maracujá (8º), soja, arroz (4º), tomate (7º) Criação de bovinos; produção de madeira em tora Criação de bovinos; produção de abacaxi (5º), banana (10º), manga (9º), mamão (5º), tangerina (9º), borracha (4º) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Fabricação de produtos cerâmicos Confecção de artigos do vestuário e acessórios alimentícia (gelatina), confecção de artigos do vestuário e acessórios alimentícia (atomatados e conservas), fabricação de doces Fabricação de ração para animais Fabricação de produtos cerâmicos, gráfica de laticínios, de processamento de carnes de extração mineral, metalurgia, fosfato (2º) e argila (7º) de laticínios, geração de energia de laticínios; extração mineral, produção de calcário agrícola alimentícia (frigorífico); extração mineral (argila e pedras ornamentais) alimentícia (abate de aves e suínos) Potencial Turístico no município Turismo rural turismo rural, esportes náuticos, praia e pesca Cachoeira Turismo histórico e rural aventura, cachoeira, mirante e gruta aventura, cachoeira, mirante, gruta, parques, turismo histórico, rural e religioso Turismo histórico Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Lácteo da Região da Estrada de Ferro Carne da Microrregião de Jussara Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Aquicultura da Grande Goiânia Lácteo do Norte Goiano; Apicultura Serra Dourada Sede do APL Confecções de Novo Gama Sede do APL Cachaça da Estrada de Ferro; Apicultura e Lácteo da Estrada de Ferro Sede do APL Turismo de Piranhas Sede dos APLs Mineral/Quartzito de Pirenópolis e Turismo de Pirenópolis Apicultura da Estrada de Ferro

25 24 Municípios Planaltina Portelândia Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Produção de ovos (10º), feijão (10º); produção de madeira em tora Soja, milho e sorgo Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Extração de calcário (2º); indústria de laticínios de laticínios, fabricação de produtos cerâmicos Rialma Cana de açúcar de laticínios Rubiataba Sanclerlândia Santa Fé de Goiás Santo Antônio do Descoberto Serranópolis Silvânia Uruana Cana de açúcar; criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel; arroz Criação de bovinos; produção de banana (9º) Criação de bovinos; produção de soja, cana de açúcar, milho; produção de madeira em tora Mel (5º), soja (10º), feijão (7º), mandioca (10º), tomate (10º), maracujá (6º); produção de lenha (6º) Mel, banana, maracujá (3º), melancia (1º), arroz (5º), mandioca (4º); borracha (5º) Vicentinópolis Cana de açúcar, soja e feijão sucroenergética, indústria moveleira, de laticínios de laticínios, confecção de artigos do vestuário; extração de Vermiculita (1º) alimentícia (frigorífico) Confecção de artigos do vestuário e acessórios; fabricação de ração para animais, indústria moveleira sucroenergética Extração de calcário, argila, brita e areia; fabricação de produtos cerâmicos Confecção de artigos do vestuário e acessórios, indústria de laticínios Sucroenergética Potencial Turístico no município Cachoeira, mirante, gruta, esportes náuticos e turismo histórico. Mirante e turismo histórico Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Sede do APL Confecções de Planaltina; Lácteo da Microrregião de Formosa; Mandioca em Cristalina, Luziânia e Planaltina; Apicultura do Entorno Norte do DF Cerâmica Vermelha do Norte; Florestal do Vale do São Patrício Cerâmica Vermelha do Norte; Florestal do Vale do São Patrício Sede do APL de Sanclerlândia; Apicultura da Serra Dourada; Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Carne da Microrregião de Jussara Sede do APL Confecções de Santo Antônio do Descoberto Turismo de Caiapônia Apicultura e Lácteo da Estrada de Ferro; Orgânicos da Grande Goiânia e Silvânia Sede do APL Florestal do Vale do São Patrício; Apicultura Serra Dourada; e Confecções da Região de Jaraguá

26 25 Municípios Vila Propício Fonte: IBGE/Segplan - GO/IMB Elaboração: Segplan - GO/IMB-2012 Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Cana de açúcar, soja; borracha (3º); criação de bovinos Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Extração de calcário Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação aventura, Florestal do Vale do cachoeira, mirante São Patrício e gruta

27 26

28 27 Quadro 5: Vocação e potencialidades dos municípios com economia de médio porte estagnada (24 municípios) Municípios Principais atividades Sede ou Produção principal da industriais no Potencial participante de Agropecuária no município e município e posição Turístico no Arranjo Produtivo posição de destaque no de destaque no município Local Articulado ranking estadual (2010) ranking estadual ou em Articulação Acreúna Soja e cana de açúcar alimentícia (processamento de grãos), indústria têxtil Bom Jesus de Goiás Cachoeira Alta Cachoeira Dourada Cezarina Goianira Goiás Itapirapuã Itapuranga Itarumã Joviânia Jussara Soja, milho, cana de açúcar (5º) e sorgo (4º) Cana de açúcar; borracha; criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos (6º); produção de leite. Cana de açúcar Criação de bovinos, vacas leiteiras e suínos; produção de leite Criação de suínos, aves; produção de ovos; laranja, mamão, tangerina, limão (5º), mamão e coco da baía (4º) Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves; produção de leite e mel; arroz (7º), banana, laranja; produção de madeira em tora (6º) Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel Criação de bovinos, vacas leiteiras, aves, suínos; produção de leite, ovos, e mel; cana de açúcar, melancia (3º), mamão (4º) e maracujá (5º) Criação de bovinos; produção de cana de açúcar; produção de madeira em tora Soja e tomate Criação de bovinos (5º); produção de feijão (8º) e abacaxi Produção de água mineral (4º) de laticínios; extração mineral (areia e argila) Geração de energia, extração de argila (9º) Fabricação de cimento, extração de calcário (1º) e argila, indústria alimentícia Construção civil, indústria de metalurgia, fabricação de móveis, frigorífico; produção de água mineral (6º) Extração de calcário e areia, indústria de confecção e acessórios Confecção de artigos do vestuário e acessórios sucroenergética, confecção de artigos do vestuário e acessórios, fabricação de cerâmica vermelha Confecção de artigos do vestuário e acessórios turismo rural, praia, esportes náuticos, pesca e águas quentes aventura, mirante, cachoeira, parques, sítios arqueológicos, turismo rural e religioso, Patrimônio Histórico da Humanidade Aquicultura da Grande Goiânia; Calçados de Goiânia e Goianira Sede do APL Apicultura da Serra Dourada Apicultura da Serra Dourada; Carne da Região de Jussara Sede do APL Móveis de Itapuranga; Apicultura da Serra Dourada; e Florestal do Vale São Patrício Sede do APL Carne da Microrregião de Jussara; e Apicultura da Serra

29 28 Municípios Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Dourada Mara Rosa Maurilândia Montividiu Paraúna Perolândia Pontalina Porangatu Santa Helena de Goiás São Luís de Montes Belos São Miguel do Araguaia Turvelândia Vianópolis Fonte: IBGE/Segplan - GO/IMB Elaboração: Segplan - GO/IMB-2012 Criação de bovinos, produção de açafrão (1º) Cana de açúcar Suínos (4º), soja (5º), cana de açúcar, feijão, milho (5º), algodão (4º), sorgo (7º) Criação de bovinos; produção de uva (2º), soja (9º), milho, café (8º), produção de lenha Soja, milho (7º), algodão (3º), sorgo (8º) Criação de bovinos, produção de leite, mel (6º); melancia, tomate Criação de bovinos (6º), vacas leiteiras, produção de mel (2º), melancia, arroz e mandioca (3º) Criação de suínos; produção de soja, cana de açúcar (2º), sorgo (2º), banana (4º), uva (1º) Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves; produção de leite e mel; arroz (7º), banana e laranja Criação de bovinos (2º), vacas leiteiras (10º); produção de mel (9º); arroz (2º) Cana de açúcar, soja; criação de suínos Soja, produção de mel (4º); produção de lenha Fabricação de produtos cerâmicos, indústria de laticínios; argila (6º) sucroenergética sucroenergética sucroenergética Confecção de artigos do vestuário e acessórios, indústria de laticínios de curtimento e preparação do couro, laticínios, produtos cerâmicos e confecção de artigos do vestuário e acessórios sucroenergética, indústria de laticínios, confecção de artigos do vestuário e acessórios de laticínios, preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, extração de vermiculita sucroenergética Fabricação de produtos cerâmicos, conservas alimentícia sítios arqueológicos e pesca aventura, mirante cachoeira, gruta e turismo rural mirante, turismo rural, esportes náuticos e praia Cachoeira aventura, turismo rural, esportes náuticos, praia, parques e pesca Sede do APL Açafrão de Mara Rosa; Apicultura e Cerâmica do Norte Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos; Vitivinicultura de Santa Helena Sede dos APLs Apicultura e Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte Sede do APL Vitivinicultura de Santa Helena Sede do APL Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Cerâmica Vermelha do Norte; Lácteo do Norte Apicultura e Lácteo da Estrada de Ferro

30 29

31 30 Quadro 6: Vocação e potencialidades dos municípios com economia de pequeno porte dinâmica (29 municípios) Principais atividades Produção principal da industriais no Potencial Agropecuária no município e Municípios município e posição Turístico no posição de destaque no de destaque no município ranking estadual (2010) ranking estadual Amaralina Americano do Brasil Amorinópolis Aparecida do Rio Doce Avelinópolis Brazabrantes Buritinópolis Davinópolis Guarani de Goiás Heitoraí Itaguari Lagoa Santa Mambaí Marzagão Mimoso de Goiás Criação de bovinos, vacas leiteiras, produção de leite e mel Criação de bovinos; cana de açúcar Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mandioca Criação de aves, suínos (2º); cana de açúcar Cana de açúcar, milho, arroz; criação de bovinos, aves; produção de ovos Criação de aves; produção de banana e tomate Criação de bovinos Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel; cana de açúcar Criação de bovinos; produção de carvão vegetal (5º) Tomate, arroz, milho, cana de açúcar, melancia; produção de mel Criação de aves, suínos; produção de leite; arroz, tomate (9º), banana e melancia Criação de bovinos Criação de bovinos; produção de laranja Criação de bovinos; produção de soja Extração de níquel (3º) e cobre (3º) de laticínios Extração de titânio (único produtor no estado) Extração de argila (cerâmica) Extração de argila (cerâmica) Extração de calcário Confecção de artigos do vestuário e acessórios, indústria de laticínios; extração de argila (cerâmica) Fabricação de produtos para limpeza aventura, turismo rural e águas quentes Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Açafrão de Mara Rosa; Apicultura do Norte; e Lácteo do Norte Mandioca da Microrregião de Iporá Aquicultura da Grande Goiânia Apicultura da Serra Dourada; e Florestal do Vale do São Patrício Apicultura da Serra Dourada; e Florestal do Vale do São Patrício Turismo de Caiapônia Sede do APL Frutos do Cerrado do Vale do Paranã Apicultura do Norte do DF Nova Aurora Nova Roma Criação de bovinos Criação de bovinos; produção de carvão vegetal (2º) aventura, mirante, cachoeira, turismo rural e esportes náuticos

32 31 Municípios Nova Veneza Palestina de Goiás Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Criação de aves, produção de café Criação de bovinos; produção de soja Santa Rita do Araguaia Criação de bovinos; produção de ovos Criação de suínos (5º); Santo Antônio produção de ovos; coco da da Barra baía (2º) Santo Antônio Criação de bovinos; Unidade de Goiás da Embrapa São Luíz do Cana de açúcar, tomate e Norte abacaxi Sítio d'abadia Taquaral de Goiás Teresina de Goiás Terezópolis de Goiás Turvânia Vila Boa Criação de bovinos; produção de carvão vegetal (8º) Criação de bovinos, produção de limão (10º) Laranja e tangerina Fonte: IBGE/Segplan - GO/IMB Elaboração: Segplan - GO/IMB-2012 Criação de bovinos, produção de cana de açúcar e tomate (4º) Cana de açúcar e coco da baía (1º) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual alimentícia (aves e suínos); Argila (5º) sucroenergética Geração de energia Confecção de artigos do vestuário e acessórios de metalurgia, fabricação de produtos cerâmicos, produtos de limpeza, confecção de artigos do vestuário e acessórios Sucroenergética Potencial Turístico no município aventura, cachoeira, turismo rural e sítios arqueológicos Aventura, cachoeira e parques Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Aquicultura da Grande Goiânia Mandioca da Microrregião de Iporá Aquicultura da Grande Goiânia Sede do APL Ovinocaprinocultura no Nordeste; Frutos do Cerrado do Vale do Paranã Apicultura da Serra Dourada; e Florestal do Vale do São Patrício Aquicultura da Grande Goiânia Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Apicultura do Entorno Norte do DF

33 32

34 33 Quadro 7: Vocação e potencialidades dos municípios com economia de pequeno porte com crescimento intermediário (63 municípios) Principais atividades Sede ou participante Produção principal da industriais no Potencial de Arranjo Agropecuária no município e Municípios município e posição Turístico no Produtivo Local posição de destaque no de destaque no município Articulado ou em ranking estadual (2010) ranking estadual Articulação Abadia de Goiás Adelândia Água Limpa Alto Paraíso de Goiás Alvorada do Norte Anhanguera Araçu Araguapaz Aruanã Baliza Bom Jardim de Goiás Bonfinópolis Bonópolis Buriti de Goiás Criação de bovinos; produção de lenha Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e aves Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Soja, feijão, milho, tangerina (2º); produção de madeira em tora (8º) Criação de bovinos; produção de carvão vegetal Criação de vacas leiteiras; produção de leite e mel Cana de açúcar, milho e banana Criação de bovinos e produção de mel Criação de bovinos (grande confinamento); produção de madeira em tora Soja e criação de bovinos Criação de bovinos; produção de abacaxi (10º) Tomate, laranja; produção de leite Criação de bovinos; produção de mel Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel de laticínios Confecção de artigos do vestuário e acessórios e indústria cerâmica de cerâmica Extração de argila Confecção de artigos do vestuário e acessórios moveleira Extração de diamante (único produtor) Confecção de artigos do vestuário e acessórios aventura, mirante, cachoeira, turismo rural, esportes náuticos, parques e sítios arqueológicos turismo histórico e esportes náuticos Pesca. turismo rural, esportes náuticos, praia e pesca Cachoeira e gruta Aquicultura da Grande Goiânia Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Sede do APL de Turismo da Chapada dos Veadeiros Aquicultura da Grande Goiânia Apicultura da Serra Dourada Apicultura da Serra Dourada Turismo de Piranhas Turismo de Piranhas Apicultura e Lácteos da Estrada de Ferro; Aquicultura da Grande Goiânia Apicultura do Norte Apicultura da Serra Dourada; Confecções de Sanclerlândia; Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos

35 34 Municípios Cachoeira de Goiás Caldazinha Campestre de Goiás Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Criação de bovinos Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel Tomate, milho, banana; criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual de laticínios Fabricação de produtos cerâmicos Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Apicultura e Lácteos da Estrada de Ferro; Aquicultura da Grande Goiânia Aquicultura da Grande Goiânia Campinaçu Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Apicultura do Norte; e Lácteo do Norte Caturaí Colinas do Sul Córrego do Ouro Corumbá de Goiás Cumari Damianópolis Damolândia Divinópolis de Goiás Edealina Estrela do Norte Faina Cana de açúcar, arroz, tangerina; criação de aves Criação de bovinos Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; arroz Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; cana de açúcar Milho, arroz, tomate, tangerina; criação de aves Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; produção de carvão vegetal (9º) Soja, feijão, milho, tomate e goiaba (2º); criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel Criação de bovinos, vacas leiteiras, aves, suínos; produção de leite e mel; mamão (7º) e de laticínios Extração de calcário (8º); indústria de laticínios Fabricação de produtos cerâmicos Fabricação de cerâmica, confecção de artigos do vestuário e acessórios Extração de calcário (6º) Fabricação de produtos cerâmicos Fabricação de produtos cerâmicos, indústria de laticínios aventura, gruta, cachoeira, mirante, esportes náuticos e pesca Aquicultura da Grande Goiânia Confecções de Sanclerlândia; Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos aventura, mirante, Mineral/Quartzito de parques, Pirenópolis cachoeira, turismo histórico e rural aventura e cachoeira Apicultura do Norte; Açafrão de Mara Rosa; Cerâmica Vermelha do Norte Apicultura da Serra Dourada

36 35 Municípios Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) abacaxi Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Formoso Goianápolis Goiandira Hidrolina Inaciolândia Ipiranga de Goiás Itaguaru Jesúpolis Matrinchã Moiporá Monte Alegre de Goiás Montividiu do Norte Morro Agudo de Goiás Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel; melancia Criação de aves; produção de banana, laranja e tangerina Criação de vacas leiteiras; produção de leite e mel Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; cana de açúcar e abacaxi (3º) Soja e cana de açúcar, criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Cana de açúcar, melancia (9º) Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite e mel; banana (1º) tomate e arroz Criação de bovinos; produção de abacaxi Criação de bovinos Criação de bovinos Criação de bovinos; produção de carvão vegetal Criação de bovinos Criação de bovinos Extração de calcário moveleira Extração de argila - cerâmica (10º) Confecção de artigos do vestuário e acessórios Fabricação de produtos cerâmicos Confecção de artigos do vestuário e acessórios, indústria de laticínios Fabricação de produtos cerâmicos Confecção de artigos do vestuário e acessórios, indústria de laticínios Apicultura do Norte Aquicultura da Grande Goiânia Cerâmica Vermelha do Norte; e Florestal do Vale São Patrício Apicultura da Serra Dourada; Florestal do Vale do São Patrício; e Confecções da Região de Jaraguá Apicultura da Serra Dourada Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos; Mandioca da Microrregião de Iporá aventura, mirante, cachoeira,parques turismo histórico Apicultura e Lácteo do Norte Apicultura da Serra Dourada

37 36 Municípios Mossâmedes Mutunópolis Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Criação de bovinos Criação de bovinos; produção de mel Nova América Criação de bovinos Nova Iguaçu de Goiás Novo Brasil Criação de bovinos Criação de bovinos Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Confecção de artigos do vestuário e acessórios Fabricação de produtos cerâmicos Confecção de artigos do vestuário e acessórios Palmelo Criação de aves de laticínios Palminópolis Panamá Criação de bovinos; produção de abacaxi (8º); borracha Criação de bovinos; produção de laranja, algodão Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Apicultura da Serra Dourada; Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos; Confecções de Sanclerlândia; e Florestal do Vale do São Patrício Apicultura e Lácteo do Norte Florestal do Vale do São Patrício Apicultura do Norte; Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte Carne da Microrregião de Jussara; Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Apicultura da Estrada de Ferro; Lácteo da Estrada de Ferro Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Rianápolis Rio Quente Santa Bárbara de Goiás Santa Cruz de Goiás Santa Isabel Melancia Cana de açúcar e tomate Criação de bovinos; produção de leite, soja; produção de carvão vegetal e lenha Criação de bovinos; produção de cana de açúcar, tomate e abacaxi de laticínios; geração de energia Fabricação de produtos cerâmicos Extração de areia aventura, mirante, cachoeira, turismo rural, esportes náuticos, praia, parques, estâncias hidrotermais e sítios arqueológicos Florestal do Vale do São Patrício Turismo de Caldas Novas e Rio Quente Apicultura da Estrada de Ferro Florestal do Vale do São Patrício

38 37 Municípios Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Santa Rita do Novo Destino Criação de bovinos; produção de cana de açúcar e abacaxi (6º) Florestal do Vale do São Patrício Santa Tereza de Goiás São Domingos Simolândia Criação de bovinos Criação de bovinos; produção de maracujá; produção de carvão vegetal (1º) e madeira em tora Produção de carvão vegetal Três Ranchos Criação de bovinos Uirapuru Urutaí Varjão Fonte: IBGE/Segplan - GO/IMB Elaboração: Segplan - GO/IMB-2012 Criação de bovinos; produção de madeira em tora Criação de bovinos, aves (3º); produção de ovos (9º); produção de lenha Criação de bovinos e suínos Geração de energia Fabricação de produtos cerâmicos de laticínios Fabricação de produtos cerâmicos aventura, mirante, cachoeira, gruta, turismo histórico e rural, esportes náuticos, parques e sítios arqueológicos. Aventura, mirante, esportes náuticos, praia e pesca. Apicultura e Lácteo do Norte Apicultura do Entorno Norte do DF Ovinocaprinocultura no Nordeste Lácteo do Norte Goiano Apicultura e Lácteo da Estrada de Ferro

39 38

40 39 Quadro 8: Vocação e potencialidades dos municípios com economia de pequeno porte estagnada (36 municípios) Principais atividades Produção principal da industriais no Potencial Agropecuária no município e Municípios município e posição Turístico no posição de destaque no de destaque no município ranking estadual (2010) ranking estadual Aloândia Aragoiânia Uva (4º) Arenópolis Aurilândia Britânia Campo Limpo de Goiás Campos Verdes Castelândia Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite, mel; soja, mandioca; produção de madeira em tora Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite Criação de bovinos; produção de madeira em tora Banana, laranja, tangerina Criação de bovinos Argila Confecção de artigos do vestuário e acessórios Fabricação de produtos cerâmicos, indústria de laticínios Extração de esmeralda (único em Goiás) aventura e cachoeira aventura, turismo rural, esportes náuticos e pesca Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Mandioca da Microrregião de Iporá; e Turismo de Piranhas Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Carne da Microrregião de Jussara Apicultura do Norte; e Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte Cristianópolis Cromínia Diorama Fazenda Nova Firminópolis Gameleira de Goiás Guaraíta Guarinos Soja; criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite, mel Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite, mel Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite, mel; mandioca Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves; produção de leite e mel Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos, aves; produção de leite e mel Soja, feijão, milho, tomate, sorgo, maracujá; criação de suínos, aves; produção de ovos e mel Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; banana e maracujá Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; mamão (5º), maracujá (5º) Fabricação de produtos cerâmicos Fabricação de produtos cerâmicos, indústria de laticínios Confecção de artigos do vestuário e acessórios, indústria de laticínios Apicultura e Lácteo da Estrada de Ferro Mandioca da Microrregião de Iporá Carne da Microrregião de Jussara Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos Apicultura da Estrada de Ferro Apicultura da Serra Dourada; e Florestal do Vale do São Patrício

41 40 Municípios Israelândia Itajá Itauçu Ivolândia Jaupaci Mairipotaba Mundo Novo Nova Glória Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Criação de bovinos, vacas leiteiras, suínos; produção de leite; mandioca; produção de madeira em tora Criação de bovinos Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; cana de açúcar, banana, laranja, limão (8º) e tangerina Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de leite; soja Criação de bovinos Criação de bovinos; produção de soja Criação de bovinos; produção de arroz; borracha (7º); madeira em tora (9º) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Fabricação de produtos cerâmicos Confecção de artigos do vestuário e acessórios, frigoríficos Confecção de artigos do vestuário e acessórios Confecção de artigos do vestuário e acessórios Cana de açúcar e melancia (8º) Extração de areia Novo Planalto Criação de bovinos Ouro Verde de Goiás Petrolina de Goiás Criação de bovinos; produção de café Criação de bovinos, vacas leiteiras; produção de alho (8º) Pilar de Goiás Criação de bovinos Professor Jamil Santa Rosa de Goiás Santa Terezinha de Goiás São Francisco de Goiás Criação de bovinos Criação de bovinos; produção de alho (9º) Criação de bovinos Criação de bovinos Confecção de artigos do vestuário e acessórios, fabricação de produtos cerâmicos Fabricação de produtos cerâmicos Fabricação de artefatos do couro Fabricação de produtos cerâmicos Confecção de artigos do vestuário e acessórios Potencial Turístico no município Aventura, cachoeira, turismo rural, esportes náuticos e pesca. Turismo rural Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação Mandioca da Microrregião de Iporá Apicultura da Serra Dourada; Aquicultura da Grande Goiânia Lácteo da Região de São Luís de Montes Belos; Mandioca da Microrregião de Iporá Mandioca da Microrregião de Iporá Apicultura da Serra Dourada; Lácteo do Norte Florestal do Vale do São Patrício Lácteo do Norte Goiano Florestal do Vale do São Patrício Apicultura e Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte Confecções da Região de Jaraguá Lácteo da Região São João da Criação de bovinos; produção de São Luís de Paraúna de ovos; soja Montes Belos São Miguel Criação de bovinos; produção Fabricação de produtos Apicultura e Lácteo

42 41 Municípios do Passa Quatro São Patrício Trombas Produção principal da Agropecuária no município e posição de destaque no ranking estadual (2010) Principais atividades industriais no município e posição de destaque no ranking estadual Potencial Turístico no município Sede ou participante de Arranjo Produtivo Local Articulado ou em Articulação de soja cerâmicos da Estrada de Ferro Criação de bovinos; produção de cana de açúcar Criação de bovinos Fonte: IBGE/Segplan - GO/IMB Elaboração: Segplan - GO/IMB-2012 Fabricação de produtos cerâmicos Florestal do Vale do São Patrício Apicultura e Lácteo do Norte; Cerâmica Vermelha do Norte

43 42

44 43 3 O Potencial econômico de Goiás e a participação dos municípios Os mapas a seguir buscam espacializar a produção econômica do Estado de Goiás, no intuito de detalhar a participação dos municípios. Dessa forma, foram destacados os segmentos cuja produção é proveniente de diversos municípios, ou seja, são menos concentrados. Esses segmentos, juntos, têm ampla influência na formação do Produto Interno Bruto goiano e empregadores de mão de obra: segmento sucroenergético, alimentos e bebidas, mineração, produção de grãos, produção de frutas, pecuária bovina, produção leiteira, produção de aves, ovos e suínos e indústria da confecção. Além da produção, os mapas procuram mostrar a localização das unidades industriais de alguns dos segmentos mais importantes. Outra sequência de mapas, que estão apresentados no tópico a seguir, localiza os Arranjos Produtivos Locais (APLs), por segmento. Com exceção da pecuária, especificamente o efetivo de bovinos e produção leiteira, que está presente na maioria dos municípios goianos, grande parte das atividades produtivas, seja ela in natura ou processada, concentra-se num número reduzido de municípios. A aglomeração de atividades produtivas está relacionada com o agrupamento de recursos humanos e tecnológicos que propiciam o desencadeamento e a evolução do processo produtivo. Os processos de aglomeração geram forças que atraem para estes centros recursos e atividades produtivas, o que explica a concentração da geração de renda em Goiás. A ausência de condições para aglomeração pode ser um dos maiores entraves para o desenvolvimento de atividades. Uma boa parte dos municípios goianos é de pequeno porte, havendo grandes vazios urbanos e econômicos que dificultam a formação aglomerativa. Estes municípios, em sua maioria, não possuem nexos de trocas necessários à integração intra e inter-regional e são caracterizados como vazios econômicos. Goiás possui um agronegócio dinâmico que vem se consolidando nessas últimas décadas desde o produtor até o beneficiamento e venda dos produtos agropecuários. Um forte processo de crescimento, modernização e integração com a agropecuária tornou a economia goiana mais forte. O Estado é o quarto produtor nacional de grãos. A produção, em torno de 15 milhões de toneladas (2011) representa 9,3% da produção nacional. A soja se destaca como principal produto agrícola. Em 2011 foram produzidas 7,7 milhões de toneladas, 4ª produção nacional, representando 10,3% do total brasileiro. O milho é outro produto importante na pauta agrícola goiana, com produção de 5,7 milhões de toneladas,

45 44 representando 10,1% da produção nacional. O estado é o terceiro na produção de feijão e primeiro lugar na produção de sorgo. O Mapa nº 9 mostra a espacialização da produção de grãos em Goiás e os treze principais municípios que possuem plantas industriais de beneficiamento de grãos. Através do cartograma é possível comprovar a concentração dessa produção na parte sul do Estado, mas com indicativos de que essa atividade tem começado a alcançar outras regiões menos agrícolas tais como o Entorno do Distrito Federal. O município de Rio Verde é o maior produtor de grãos do Estado, cuja produção somada à de Jataí e Cristalina representa cerca de 30% da produção estadual. O mapa nº 10 ilustra a produção de frutas em Goiás. Melancia, banana, laranja e abacaxi são as principais frutas produzidas no Estado, sendo que a melancia é a que apresenta maior representatividade em relação à produção nacional, com 13,3% do total produzido no país. Outras frutas que apresentam alguma participação significativa na produção nacional são a goiaba, o abacaxi, a banana, o maracujá e a tangerina. Assim, o cartograma destaca os cinco municípios maiores produtores de cada uma destas frutas, como indicativo de sua potencialidade. Altamente expressiva, a pecuária goiana posiciona Goiás entre os maiores produtores do País. O rebanho bovino goiano, de 21 milhões de cabeças, é o 4º no ranking brasileiro, com participação de 10,2% no efetivo nacional. A avicultura está em franco desenvolvimento em Goiás, com a instalação de grandes agroindústrias. O efetivo avícola cresceu na última década 109% e já corresponde a 6,3% do efetivo nacional em O Mapa nº 11 mostra a criação de bovinos e os dez principais municípios que possuem frigoríficos de bovinos. O cartograma demonstra que a atividade de criação de bovinos está presente na maioria dos municípios goianos, comprovando dessa maneira a tradição pecuarista do Estado de Goiás. Mas, a atividade é mais pujante na parte oeste, predominantemente das regiões Sudoeste Goiano e Noroeste Goiano. O município de Nova Crixás é o maior produtor de bovinos do Estado e se posiciona em 10º lugar no ranking nacional. Nova Crixás, São Miguel do Araguaia, Caiapônia e Rio Verde detêm 8% do rebanho bovino goiano. A espacialização da criação de aves e suínos e a produção de ovos em Goiás pode ser observada no Mapa nº 12. Assim como a localização dos principais frigoríficos de abate de aves e suínos completa o cartograma, mostrando um cenário de concentração destas atividades em poucos municípios, predominantemente localizados na porção sul do Estado, com grande concentração nas regiões Sudoeste, Sul e Sudeste Goiano. Os municípios de

46 45 Rio Verde, Buriti Alegre, Urutaí, Itaberaí e Jataí, juntos, respondem por 50% do efetivo de aves no Estado, indicativo do quão concentrado está a atividade. Da mesma forma a produção de suínos, em que Rio Verde responde por 35%. Em relação à produção de ovos, a concentração está em municípios próximos à capital do Estado, onde, os principais produtores, Inhumas, Leopoldo de Bulhões e Bela Vista de Goiás participam em mais de 50% e os municípios próximos à capital federal, Alexânia, Luziânia, Formosa e Planaltina respondem por 15% da produção goiana de ovos. O mapa nº 13 mostra o setor lácteo em Goiás no que se refere à produção de leite, procurando evidenciar, adicionalmente, os municípios mais importantes na indústria de laticínios em Goiás, segundo o pessoal ocupado na atividade. Assim, fica evidente que todos os municípios produzem leite, entretanto, os que têm esta produção como atividade econômica expressiva são poucos: Jataí é o maior produtor de leite de Goiás. Junto com Piracanjuba e Morrinhos, respondem por mais de 10% da produção estadual. O mapa nº 14 é um mapa síntese onde se destaca todos os municípios que lideram o ranking estadual na produção agropecuária e silvicultura. Pelo cartograma é possível verificar que não há municípios representantes das regiões Oeste Goiano e Noroeste Goiano entre os primeiros lugares no referido ranking. O Mapa nº 15 mostra a espacialização do setor sucroenergético. Com penetração em diversos municípios, o setor tem mostrado bastante dinamismo nos últimos anos. Goiás está inserido na nova geografia de expansão da cana de açúcar sendo o quarto maior produtor no País, representando em 2011, 8,7% do total nacional. A produção de cana de açúcar cresceu, nos últimos cinco anos 206% e se encontra predominantemente concentrada nas regiões Sudoeste Goiano e Centro Goiano. O maior produtor goiano é o município de Quirinópolis, cuja produção somada à de Santa Helena de Goiás e Porteirão, representa quase 20% da produção estadual. Atualmente há 36 usinas em operação em Goiás as quais produziram, em 2011, 2,77 bilhões de litros de etanol, alçando o Estado à posição de 2º maior produtor nacional do biocombustível. Com participação de 12,13%. A produção de açúcar no mesmo período alcançou 2 milhões de toneladas. Há ainda, em processo de implantação, 15 usinas, sendo que algumas delas se localizarão em áreas até então inéditas, como o Oeste Goiano e o Entorno do Distrito Federal. O setor sucroenergético participa em 7,7% no total da indústria da transformação goiana. Alimentos e bebidas é o segmento com maior peso na indústria de transformação goiana, e tem sido o dinamizador do agronegócio, dado ao perfil do Estado de grande produtor de grãos e pecuária bastante significativa. O mapa nº 16 busca ilustrar a representatividade de cada município no segmento, tomando como indicador o número de empregados na

47 46 atividade, e, adicionalmente, destacar os dez mais representativos. Assim, constata-se pelo cartograma que a atividade é expressiva em poucos municípios sendo todos localizados na metade sul do Estado. A indústria da mineração em Goiás é bastante diversificada, apresentando segmentos modernos e gestão similar às das grandes corporações internacionais, ajustando-se ao cenário da economia global. São diversos pólos distribuídos pelo Estado, com produção principalmente de cobre, ouro, cobalto, níquel, nióbio, fosfato, vermiculita, amianto, que ocupam posições importantes na cadeia produtiva nacional. O mapa nº 17 ilustra essa importante atividade econômica indicando a representatividade dos municípios na extração e beneficiamento de minérios, tomando como indicador o faturamento do setor. No cartograma estão em destaque ainda os cinco municípios mais bem posicionados no ranking estadual da produção dos principais minérios goianos. Nesse segmento econômico, a porção norte do Estado tem maior participação, onde se destacam os municípios de Niquelândia, Barro Alto, Minaçu, Alto Horizonte e Crixás, que juntos participam em 62% da atividade de extração e beneficiamento de minérios em Goiás. O mapa nº 18, por fim, ilustra a indústria da confecção de Goiás, mostrando em que municípios esse segmento é mais representativo, através do indicador número de empregados. Estão em destaque os dez municípios mais importantes no ranking estadual da indústria da confecção tais como Goiânia, Trindade, Aparecida de Goiânia, Jaraguá, Anápolis, Jataí, Catalão, entre outros. O segmento é bastante concentrado na Região Metropolitana de Goiânia e Centro Goiano, devido à proximidade com a Capital. Ressalta-se que este é um segmento ainda com elevada informalidade, portanto, o cartograma retrata tão somente os números do mercado formal.

48 47

49 48

50 49

51 50

52 51

53 52

54 53

MUNICÍPIO FONE OPM CRPM

MUNICÍPIO FONE OPM CRPM Nº MUNICÍPIO FONE OPM CRPM 1. ABADIA DE (62) 3503-1299, 9803-8345 (vtr) 22º BPM 2º CRPM 2. ABADIÂNIA (62)3343-1190 / 2075 34ª CIPM 3º CRPM 3. ACREÚNA (64) 3645-1266 / 1190 5ª CIPM 8º CRPM 4. ADELÂNDIA

Leia mais

GESTÃO À VISTA. Análise do Quantitativo de Médicos no Estado de Goiás

GESTÃO À VISTA. Análise do Quantitativo de Médicos no Estado de Goiás GESTÃO À VISTA Análise do Quantitativo de Médicos no Estado de Goiás Este trabalho analisa a situação de médicos totais, generalistas e especialistas no Estado de Goiás. A conclusão é que, de forma geral,

Leia mais

Relação das contas dos Fundos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (FMDCA) do Estado de Goiás

Relação das contas dos Fundos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (FMDCA) do Estado de Goiás Relação das contas dos Fundos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (FMDCA) do Estado de Goiás Abadiânia Banco do Brasil 0324-7 441697-X Acreúna Banco do Brasil 0116-3 19.338-0 Águas

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N.º 392/2000

PORTARIA NORMATIVA N.º 392/2000 PORTARIA NORMATIVA N.º 392/2000 NORMATIZAÇÃO ORGANIZACIONAL E DE FUNCIONAMENTO DAS REGIONAIS DO IPASGO O PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO DE GOIÁS - IPASGO,

Leia mais

LISTAGEM DAS SERVENTIAS NOTARIAIS E DE REGISTRO VAGAS NO ESTADO DE GOIÁS

LISTAGEM DAS SERVENTIAS NOTARIAIS E DE REGISTRO VAGAS NO ESTADO DE GOIÁS LISTAGEM DAS SERVENTIAS NOTARIAIS E DE REGISTRO VAGAS NO ESTADO DE GOIÁS Comarca Distrito Judiciário Serventia Data Critério Observação Ivolândia Campolândia Tabelionato de Notas, Tabelionato e Oficialato

Leia mais

DECISÃO NORMATIVA Nº 00019/2014

DECISÃO NORMATIVA Nº 00019/2014 Estado de Goiás TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS Superintendência de Secretaria DECISÃO NORMATIVA Nº 00019/2014 Dispõe sobre a composição das Câmaras e diretoria das regiões para o período de 01 de janeiro

Leia mais

QUADRO QUANTITATIVO DE FUNCIONÁRIOS POR SEÇÃO

QUADRO QUANTITATIVO DE FUNCIONÁRIOS POR SEÇÃO QUADRO QUANTITATIVO DE FUNCIONÁRIOS POR SEÇÃO DEPARTAMENTO QUANTIDADE DE FUNCIONÁRIOS OUVIDORIA 01 COMISSAO DE SELECAO E DAS SOCIEDADES DOS ADVOGADOS 05 COMISSAO DE ESTAGIO E EXAME DE ORDEM 01 SECRETARIA

Leia mais

Federação Goiana de Desporto e Paradesporto Escolar

Federação Goiana de Desporto e Paradesporto Escolar NOTA OFICIAL Nº. 005/2015 JOGOS ESCOLARES FGDPE 2015 Às Unidades Escolares Prezados(as) Diretores(as) e Professores(as), Goiânia, 08 de MAIO de 2015. A Federação Goiana de Desporto e Paradesporto Escolar

Leia mais

DIAGNÓSTICO DO MONITORAMENTO DOS PROJETOS DE DISPOSIÇÃO DO LIXO URBANO DOS MUNICÍPIOS GOIANOS

DIAGNÓSTICO DO MONITORAMENTO DOS PROJETOS DE DISPOSIÇÃO DO LIXO URBANO DOS MUNICÍPIOS GOIANOS DIAGNÓSTICO DO MONITORAMENTO DOS PROJETOS DE DISPOSIÇÃO DO LIXO URBANO DOS MUNICÍPIOS GOIANOS GOIÂNIA JULHO/2006 2 GOVERNO DE GOIÁS AGÊNCIA GOIANA DE MEIO AMBIENTE. Dr Zacharias Calil Hamú Presidente DIRETORIA

Leia mais

S E M A R H GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS. Desenvolvimento com Responsabilidade

S E M A R H GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS. Desenvolvimento com Responsabilidade Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos S E M A R H GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Desenvolvimento com Responsabilidade DIAGNÓSTICO DO MONITORAMENTO DOS SISTEMAS DE DISPOSIÇÃO DO LIXO URBANO DOS

Leia mais

BOLETIM SEMANAL DE DENGUE - GOIÁS 2012

BOLETIM SEMANAL DE DENGUE - GOIÁS 2012 Ano SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA BOLETIM SEMANAL DE DENGUE - GOIÁS 2012 Quadro 1 - Dados comparativos de dengue. Goiás, 2011 e 2012 da semana 01 a 23 (01/01

Leia mais

RELAÇÃO DESCRITIVA DAS RODOVIAS ESTADUAIS Sistema Rodoviário do Estado de Goiás

RELAÇÃO DESCRITIVA DAS RODOVIAS ESTADUAIS Sistema Rodoviário do Estado de Goiás RELAÇÃO DESCRITIVA DAS RODOVIAS ESTADUAIS Sistema Rodoviário do Estado de Goiás GO-010 GO-020 GO-040 GO-050 GO-060 GO-070 GO-080 RADIAIS Goiânia, Bonfinópolis, Leopoldo de Bulhões, Vianópolis, Luziânia,

Leia mais

BOLETIM SEMANAL DE DENGUE - GOIÁS 2012

BOLETIM SEMANAL DE DENGUE - GOIÁS 2012 Quadro 1 - Dados comparativos de dengue. Goiás, 2010, 2011 e 2012 da semana 01 a 27 (01/01 a 07/07/2012). Ano BOLETIM SEMANAL DE DENGUE - GOIÁS 2012 Total Casos Notificados 2010 115079 2011 44009 2012

Leia mais

LIQUIDO - AQUISIÇÃO DE FERRAMENTAS PARA MANUTENÇÃO DE APARELHOS DE AR 341 / 08515 / 0000201203 684,00 20158256 LTDA - ME

LIQUIDO - AQUISIÇÃO DE FERRAMENTAS PARA MANUTENÇÃO DE APARELHOS DE AR 341 / 08515 / 0000201203 684,00 20158256 LTDA - ME 05/01/2016 3 JER COMERCIO INSTALACAO E MANUTENCAO DE AR CONDICIONADO LIQUIDO - AQUISIÇÃO DE FERRAMENTAS PARA MANUTENÇÃO DE APARELHOS DE AR 341 / 08515 / 0000201203 684,00 20158256 LTDA - ME CONDICIONADOS

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO DE DADOS DAS AÇÕES DE COMBATE AO NEPOTISMO PREFEITURAS MUNICIPAIS

CONSOLIDAÇÃO DE DADOS DAS AÇÕES DE COMBATE AO NEPOTISMO PREFEITURAS MUNICIPAIS CONSOLIDAÇÃO DE DADOS DAS AÇÕES DE COMBATE AO NEPOTISMO PREFEITURAS MUNICIPAIS MUNICÍPIO COMARCA Nº DE A EXONERAÇÃO DEU SE POR MEIO DE: PARENTES EXONERADOS Panamá Panamá 08 Liminar concedida em ACP sentença

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, REMUNERAÇÃO, REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, REMUNERAÇÃO, REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES ANEXO I QUADRO DE VAGAS, REMUNERAÇÃO, REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES PROFESSOR DE NÍVEL SUPERIOR PROFISSIONAL - TUTOR REQUISITOS: Curso Superior e Curso em informática Básica com no mínimo 40 horas VENCIMENTO:

Leia mais

CAPACITAÇÕES DE MULTIPLICADORES DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

CAPACITAÇÕES DE MULTIPLICADORES DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Secretaria de Estado da Saúde Superintendência de Vigilância Sanitária Gerência de Desenvolvimento Técnico em Produtos Coordenadoria de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Faculdade

Leia mais

Estado de Goiás Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica Núcleo Bolsa Futuro

Estado de Goiás Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica Núcleo Bolsa Futuro BOLSA FUTURO O MAIOR PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DO PAÍS Criado pela Lei Estadual n. 17.406, de 06 de setembro de 2011, coordenado, monitorado e avaliado pela. Implantado em conformidade com

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Adm. Washington Ribeiro dos Santos Chefe do 6º DS do DNPM-GO

APRESENTAÇÃO. Adm. Washington Ribeiro dos Santos Chefe do 6º DS do DNPM-GO APRESENTAÇÃO O Desempenho do Setor Mineral tem como objetivo destacar a importância da mineração na economia do Estado de Goiás e do Distrito Federal, apresentando sua potencialidade através de levantamentos

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO ANO DE 2011.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO ANO DE 2011. RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO ANO DE 2011. O presente relatório tem por objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas pela Comissão da Criança e

Leia mais

DADOS PUBLIX 1. ATENÇÃO PRIMÁRIA LINHA DE CUIDADOS NA BÁSICA/NASF MUNICÍPIO NASF EQUIPE PSIQUIATRA PSICÓLOGO T.O

DADOS PUBLIX 1. ATENÇÃO PRIMÁRIA LINHA DE CUIDADOS NA BÁSICA/NASF MUNICÍPIO NASF EQUIPE PSIQUIATRA PSICÓLOGO T.O DADOS PUBLIX 1. ATENÇÃO PRIMÁRIA LINHA DE CUIDADOS NA BÁSICA/NASF MUNICÍPIO NASF EQUIPE PSIQUIATRA PSICÓLOGO T.O ANÁPOLIS I 03-03 - APARECIDA DE GOIÂNIA I 04-02 03 BELA VISTA I 01-01 - CALDAS NOVAS **

Leia mais

UNIDADES REGIONAIS COM SEUS RESPECTIVOS ESCRITÓRIOS LOCAIS

UNIDADES REGIONAIS COM SEUS RESPECTIVOS ESCRITÓRIOS LOCAIS Agência Goiânia de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária - Emater Vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação

Leia mais

Abadiânia Rua Prolongamento II s/n Vila José Costa 72940-000 62 33431874 conselhotutelarabadiania@hotmail.com.br

Abadiânia Rua Prolongamento II s/n Vila José Costa 72940-000 62 33431874 conselhotutelarabadiania@hotmail.com.br Município Logradouro Número Bairro CEP DDD Telefone E-mail Abadia de Goiás Rua Manoel Limírio da Silva, Setor da Área Pública Sala 01 Parque Isabel 75345-000 62 35031105* conselhotutelarabadia.go@hotmail.com

Leia mais

DIRETORIA. Presidente Gerson de Almeida Taguatinga. Engenheiro Civil 1º mandato: 01/01/2009 a 31/12/2011 2º mandato: 01/01/2012 a 31/12/2014

DIRETORIA. Presidente Gerson de Almeida Taguatinga. Engenheiro Civil 1º mandato: 01/01/2009 a 31/12/2011 2º mandato: 01/01/2012 a 31/12/2014 CARTA DE SERVIÇOS DIRETORIA Presidente Gerson de Almeida Taguatinga Engenheiro Civil 1º mandato: 01/01/2009 a 31/12/2011 2º mandato: 01/01/2012 a 31/12/2014 1º Vice-Presidente Roger Pacheco Piaggio Couto

Leia mais

Edital de Divulgação n.º 001/2012

Edital de Divulgação n.º 001/2012 Edital de Divulgação n.º 001/2012 Edital de abertura de inscrições para ingresso aos cursos de qualificação profissional, gratuitos, na modalidade a distância (EaD) segunda etapa, do Programa Bolsa Futuro,

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS NO ANO DE 2013. O presente relatório tem por objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas pela Comissão da Criança e Adolescente

Leia mais

ENDEREÇOS DE MATRÍCULAS PROGRAMA BOLSA FUTURO MUNICIPIOS - POLOS ONDE FEZ INSCRIÇÃO ENDEREÇO PARA MATRÍCULA

ENDEREÇOS DE MATRÍCULAS PROGRAMA BOLSA FUTURO MUNICIPIOS - POLOS ONDE FEZ INSCRIÇÃO ENDEREÇO PARA MATRÍCULA ENDEREÇOS DE MATRÍCULAS PROGRAMA BOLSA FUTURO Anápolis Centro de Educação Profissional CEPA Anápolis Subsecretaria de Educação Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social Conselho Tutelar SUL NORTE

Leia mais

Projeto. Relatório de Pesquisa 02. Goiás. www.politicaapls.redesist.ie.ufrj.br. www.redesist.ie.ufrj.br. UFSC Departamento de Economia

Projeto. Relatório de Pesquisa 02. Goiás. www.politicaapls.redesist.ie.ufrj.br. www.redesist.ie.ufrj.br. UFSC Departamento de Economia Projeto Análise do Mapeamento e das Políticas para Arranjos Produtivos Locais no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil Relatório de Pesquisa 02 Análise do Balanço de Pagamentos do Estado de Goiás e a Importância

Leia mais

GESTÃO À VISTA. Percentual de Municípios Envolvidos no Programa ESCOLA SEM DROGAS

GESTÃO À VISTA. Percentual de Municípios Envolvidos no Programa ESCOLA SEM DROGAS GESTÃO À VISTA Percentual de Municípios Envolvidos no Programa ESCOLA SEM DROGAS INDICADOR SITUAÇÃO EM 31/12/212 3 7 21,96 PERCENTUAL (%)) 1 Descrição Programa governamental criado em 1993 em decorrência

Leia mais

Boletim Mensal da Síndrome Respiratória Aguda Grave Goiás 2015

Boletim Mensal da Síndrome Respiratória Aguda Grave Goiás 2015 SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Av. 136 Quadra F 44 Lotes 22/ 24 Edifício César Sebba Setor Sul Goiânia GO- CEP: 74093-250 Fone: (62) 3201-7880 FAX: (62) 3201-7878

Leia mais

CIRCUNSCRIÇÃO DAS DELEGACIAS REGIONAIS DE FISCALIZAÇÃO, SUAS RESPECTIVAS AGÊNCIAS FAZENDÁRIAS E POSTOS DE ATENDIMENTO

CIRCUNSCRIÇÃO DAS DELEGACIAS REGIONAIS DE FISCALIZAÇÃO, SUAS RESPECTIVAS AGÊNCIAS FAZENDÁRIAS E POSTOS DE ATENDIMENTO DELEGACIA REGIONAL DE FISCALIZAÇÃO DE ANÁPOLIS - (62) 3321-9200 / 9219 / 9202 / 3321-9225 (FAX) AV. SEN. JOSÉ LOURENÇO DIAS, ESQ. COM RUA JEAN JAQUES - CEP: 75.023-160 Agenfa de Abadiania Av. JK, n 152,

Leia mais

ENDEREÇOS DE MATRÍCULAS PROGRAMA BOLSA FUTURO

ENDEREÇOS DE MATRÍCULAS PROGRAMA BOLSA FUTURO ENDEREÇOS DE MATRÍCULAS PROGRAMA BOLSA FUTURO de Educação Profissional CEPA Anápolis Subsecretaria de Educação Secretaria Municipal de Desenvolvimento Anápolis Social CEP Polo de Anápolis - CEPA - R. UP-4D

Leia mais

O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS CREMEGO, no uso de suas atribuições legais, torna pública a

O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS CREMEGO, no uso de suas atribuições legais, torna pública a CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2012 PARA CARGOS DE NÍVEL MÉDIO E NÍVEL SUPERIOR EDITAL NORMATIVO Nº 01/2012 CREMEGO, DE 20 DE AGOSTO DE 2012 O Presidente do CONSELHO

Leia mais

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos DATA: 02/04/2012 1 CENTRO MÉDICO GOIATUBA APROVADO 2 CONSULTORIO ODONTOLOGICO CRISTALINA APROVADO 3 DROGARIA JWR CRISTALINA HIRLEY APROVADO 4 CONSULTORIO ODONTOLOGICO RIO VERDE APROVADO 5 CLINICA MÉDICA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2006 CPJ

RESOLUÇÃO Nº 02/2006 CPJ RESOLUÇÃO Nº 02/2006 CPJ Aprova o Plano Geral de Atuação do Ministério Público do Estado de Goiás para o ano de 2006. O Egrégio Colégio de Procuradores de Justiça, no exercício de suas atribuições e na

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Júnior. SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Leonardo Moura Vilela

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Júnior. SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Leonardo Moura Vilela Maio - 2014 1 GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Júnior SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Leonardo Moura Vilela CHEFE DO GABINETE ADJUNTO DE PLANEJAMENTO Júlio Alfredo Rosa

Leia mais

MUNICÍPIO QTD EQUIPE DATA LOCAL DE VISTORIA SENADOR CANEDO SMT 0 RIO VERDE POLO=43 MORRINHOS POLO=58 SMT LUZIÂNIA SMT

MUNICÍPIO QTD EQUIPE DATA LOCAL DE VISTORIA SENADOR CANEDO SMT 0 RIO VERDE POLO=43 MORRINHOS POLO=58 SMT LUZIÂNIA SMT GERÊNCA DE CREDENCAMENTO E CONNTROLE PROGRAMA DE STORA EM TRANSPORTE ESCOLAR Obs.: os locais de vistoria serão atualizados diariamente, sendo que, se não constar o local, deverão se dirigir à Ciretran.

Leia mais

Cartilha SEGURANÇA RURAL

Cartilha SEGURANÇA RURAL Cartilha SEGURANÇA RURAL Cartilha SEGURANÇA RURAL Cartilha Segurança Rural 3 De mãos dadas contra o crime Já se foi o tempo em que a insegurança só batia na porta de quem morava na cidade. Hoje, inúmeros

Leia mais

Ministério dos Transportes PNLT - Plano Nacional de Logística e Transportes Portfólio dos Projetos por Unidades da Federação - Versão 2011 Goiás

Ministério dos Transportes PNLT - Plano Nacional de Logística e Transportes Portfólio dos Projetos por Unidades da Federação - Versão 2011 Goiás Aeroporto de Goiania/ (Internacional Santa Genoveva) Ministério dos s Aeroporto de Goiania/ (Internacional Santa Genoveva) Ampliação/Melhorias Não Planejado 100.000 N.A. Pós 2015 Aeroviário Aeroporto de

Leia mais

Projeto. Arranjos Produtivos Locais (APLs) em Goiás: Mapeamento, metodologia de identificação e critérios de seleção para políticas de apoio.

Projeto. Arranjos Produtivos Locais (APLs) em Goiás: Mapeamento, metodologia de identificação e critérios de seleção para políticas de apoio. Projeto Análise do Mapeamento e das Políticas para Arranjos Produtivos Locais no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil Relatório de Pesquisa 01 Arranjos Produtivos Locais (APLs) em Goiás: Mapeamento, metodologia

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO DOS TÉCNICOS DE SAÚDE NO ESTADO DE GOIÁS

ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO DOS TÉCNICOS DE SAÚDE NO ESTADO DE GOIÁS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO DOS TÉCNICOS DE SAÚDE NO ESTADO DE GOIÁS

Leia mais

REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO ESTADO DE GOIÁS

REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO ESTADO DE GOIÁS REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO ESTADO DE GOIÁS ÁGUAS LINDAS (193 km) 1. I Reviver PORTARIA N.º 740 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2008 Quadra 06 Lote 03 Setor Águas Lindas II CEP: 72.910-000 fone: (61) 3618-8340

Leia mais

Serviço Executado Por Empresa no Período de Vigência 02/07/2012

Serviço Executado Por Empresa no Período de Vigência 02/07/2012 of // Serviço Executado Por no Período de Vigência //../- A C G TRANSPORTES LTDA ME Goianésia - // //../- AELENIR PEREIRA DE BORBA SILVA Itapuranga - // //../- AF TRANSPORTES E TURISMO LTDA ME Mundo Novo

Leia mais

DECRETO Nº 045/2013, de 29 de agosto de 2.013, E V

DECRETO Nº 045/2013, de 29 de agosto de 2.013, E V DECRETO Nº 045/2013, de 29 de agosto de 2.013, E V CRIA, INSTITUI, COMPÕE, DEFINE FUNCIONAMENTO DAS COORDENADORIAS REGIONAIS, NA FORMA QUE A CONSTITUIÇÃO ESTADUAL DETERMINA LUIS CARLOS DE CASTRO COELHO,

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO. Diretrizes Operacionais da Rede Pública Estadual de Ensino de Goiás 2011/2012

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO. Diretrizes Operacionais da Rede Pública Estadual de Ensino de Goiás 2011/2012 ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO Diretrizes Operacionais da Rede Pública Estadual de Ensino de Goiás 2011/2012 Goiânia, 2010 Governador do Estado de Goiás Alcides Rodrigues Filho Vice-governador

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação.

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação. GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação. DECRETO Nº 6.276, DE 17 DE OUTUBRO DE 2005. Regulamenta a Lei n o 14.939, de 15 de setembro de 2004, que dispõe

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Eduardo Pereira Nunes Elisio Contini Apresentação à Diretoria da ABAG 13 de setembro de 2000 - São Paulo O PROBLEMA Controvérsias sobre contribuição

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DA II CONFERÊNCIA ESTADUAL DE JUVENTUDE

RELATÓRIO FINAL DA II CONFERÊNCIA ESTADUAL DE JUVENTUDE RELATÓRIO FINAL DA II CONFERÊNCIA ESTADUAL DE JUVENTUDE 1 Sumário 1. Convocação...4 2. Portaria nomeando a Comissão Organizadora....5 3. Do Regimento Interno...9 3.1. Dos delegados e critérios de tiragem

Leia mais

Polo EaD IF Goiano. Cursos Técnicos Subsequentes. Vagas ofertadas

Polo EaD IF Goiano. Cursos Técnicos Subsequentes. Vagas ofertadas Pretos, Pardos e Indígenas Não declarados Pretos, Pardos e Indígenas Não declarados Ampla concorrência Polo EaD IF Goiano Vagas ofertadas Cursos Técnicos Subsequentes AF Oriundos de escola Pública com

Leia mais

UF MUNICIPIO LOCALIDADE TIPO DE PONTO NOME DO PONTO ENDEREÇO COMPLETO DIAS DE FUNCIONAMENTO TIPO DE ATENDIMENTO

UF MUNICIPIO LOCALIDADE TIPO DE PONTO NOME DO PONTO ENDEREÇO COMPLETO DIAS DE FUNCIONAMENTO TIPO DE ATENDIMENTO AC ACRELANDIA ACRELANDIA CORREIOS AC ACRELANDIA AV SEBASTIAO BOCALON RODRIGUES JUNIOR, 282,CENTRO SEGUNDA A SEXTA 8:00 12:00 14:00 16:00 OI FIXO, OI MOVEL AC ASSIS BRASIL ASSIS BRASIL CORREIOS AC ASSIS

Leia mais

RESUMO DE REDE HOSPITALAR EM GOIÁS

RESUMO DE REDE HOSPITALAR EM GOIÁS RESUMO DE REDE HOSPITALAR EM GOIÁS Unimed Seguros Nome do Prestador Município UF Básico Prático Versátil Dinâmico Líder Sênior HOSPITAL E MATERN SANTA CECILIA ACREUNA GO X X X X X X HOSPITAL EVANGELICO

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Centro Sebrae em Conselho Deliberativo Pedro Alves de Oliveira Presidente Diretoria Executiva Igor Montenegro Diretor Superintendente Wanderson

Leia mais

SÉRIE I GEOLOGIA I E MIN I ERAÇÃ Ç O 3 Ca C racteriz i ação o Cl C ilm i á m tic i a do d o Es E tad a o d o de d Goi o á i s á 20 2 0 0 6 0

SÉRIE I GEOLOGIA I E MIN I ERAÇÃ Ç O 3 Ca C racteriz i ação o Cl C ilm i á m tic i a do d o Es E tad a o d o de d Goi o á i s á 20 2 0 0 6 0 SÉRIE GEOLOGIA E MINERAÇÃO 3 Caracterização Climática do Estado de Goiás 2006 GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Alcides Rodrigues Filho Governador SECRETARIA DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO Ridoval Darci Chiareloto Secretário

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS PELA COMISSÃO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015

RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS PELA COMISSÃO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS PELA COMISSÃO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Julho de 2015 O presente relatório tem por objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas

Leia mais

Cronograma Processo Seletivo Simplificado para Secretaria de Estado da Educação,

Cronograma Processo Seletivo Simplificado para Secretaria de Estado da Educação, Cronograma Processo Seletivo Simplificado para Secretaria de Estado da Educação, 16/03/2015 Publicação do Edital 16/03 a 30/03/2015 Período de inscrições 31/03/2015 Publicação do Resultado Preliminar 01e

Leia mais

Secretaria Municipal de Acreúna Nome: Kélia Rosa SMS: (64) 3645-8019 E-mail: saude@acreunagoias.com.br

Secretaria Municipal de Acreúna Nome: Kélia Rosa SMS: (64) 3645-8019 E-mail: saude@acreunagoias.com.br 1 2 COSEMS-GO End: Rua 26, nº 521 - Bairro Santo Antônio - Goiânia-Go CEP: 74.853-070 Fone / Fax: (062) 3201-3412 / 3421 E-mail: cosemsgoias@gmail.com CNPJ: 37.837.721 / 0001 60 Site: http://www.cosemsgo.org.br

Leia mais

CÁLCULOS. Instituto Serrano Neves

CÁLCULOS. Instituto Serrano Neves CÁLCULOS Instituto Serrano Neves Reg. nº 580935 do 2º Tab. Prot. e Reg. de Pessoas Jurídicas, Tit. e Docs. de Goiânia GO CNPJ 05508400/0001-26 Sede Provisória: Rua 23 esq. c/av. B Qd. A-6 Lt. 15/24 - Sala

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO. PROCESSO SELETIVO 2008/1 1ª Fase - Prova de Conhecimentos Gerais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO. PROCESSO SELETIVO 2008/1 1ª Fase - Prova de Conhecimentos Gerais s dos Locais de Realização da Prova Anápolis FACULDADE LATINO AMERICANA Av. Universitária, n. 683-Centro - Anápolis-GO Caldas Novas UEG-UNID. UNIV. DE CALDAS NOVAS Rua B 08, Qd. 18, s/n-parque das Brisas

Leia mais

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos RELATÓRIO DE ATENDIMENTO

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos RELATÓRIO DE ATENDIMENTO Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos RELATÓRIO DE ATENDIMENTO GERAL - MARÇO (ARQ. HIRLEY) CONSOLIDADO Nº ATENDIMENTOS APROVADO 46

Leia mais

O Programa FOMENTAR/PRODUZIR - Informações e Análises para o Estado de Goiás e suas Microrregiões

O Programa FOMENTAR/PRODUZIR - Informações e Análises para o Estado de Goiás e suas Microrregiões O Programa FOMENTAR/PRODUZIR - Informações e Análises para o Estado de Goiás e suas Microrregiões Eduiges Romanatto 1 Marcos Fernando Arriel 2 Wellington Matos de Lima 3 Resumo: Ao longo das últimas décadas,

Leia mais

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos DATA: 01/03/2012 HEMOCENTRO RIO VERDE GERALDA X NÃO APROVADO CENTRO DE DIAGNOSTICO ITABERAI X APROVADO HOSPITAL CALDAS NOVAS RENATA X NÃO APROVADO FARMACIA DE MANIPULAÇAO FORMOSA X NÃO APROVADO UBS I 03

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais

DIRETORIA ADMINISTRATIVA RELAÇÃO DE VEÍCULOS DA FROTA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE GOIÁS EM 2012 - CAPITAL

DIRETORIA ADMINISTRATIVA RELAÇÃO DE VEÍCULOS DA FROTA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE GOIÁS EM 2012 - CAPITAL DIRETORIA ADMINISTRATIVA RELAÇÃO DE VEÍCULOS DA FROTA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE GOIÁS EM 2012 - CAPITAL Item Localização Quant. Veículo Ano Combustível Placa Patrimônio Categoria Ordem Toyota Hilux

Leia mais

EDITAL DE REOPÇÃO DE CURSO 2015/1

EDITAL DE REOPÇÃO DE CURSO 2015/1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO PRÓ-REITORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL

Leia mais

A MINERAÇÃO NO ESTADO DE GOIÁS

A MINERAÇÃO NO ESTADO DE GOIÁS ENCONTRO EMPRESARIAL PELAS ÁGUAS EM GOIÁS A MINERAÇÃO NO ESTADO DE GOIÁS LUIZ MEDEIROS PINTO Secretário rio De Estado da Indústria e Comércio LUIZ FERNANDO MAGALHAES Superint.. De Geologia e Minerção ão/sic

Leia mais

GESTÃO INTEGRADA: CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO DE GOIÁS

GESTÃO INTEGRADA: CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO DE GOIÁS GESTÃO INTEGRADA: CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO DE GOIÁS DESENVOLVIMENTO LOCAL E REGIONAL Vencendo desafios ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Metodologia utilizada em Goiás e no Brasil com resultados promissores...

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTUDO/PESQUISA NATURAL, SOCIAL, ECONÔMICA E EDUCACIONAL DO MUNICÍPIO DE ANÁPOLIS E DA MICRORREGIÃO ANÁPOLIS

RELATÓRIO DE ESTUDO/PESQUISA NATURAL, SOCIAL, ECONÔMICA E EDUCACIONAL DO MUNICÍPIO DE ANÁPOLIS E DA MICRORREGIÃO ANÁPOLIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA OBSERVATÓRIO

Leia mais

- Sindicato dos Auxiliares de Administração de Armazéns Gerais do Estado de Goiás Rua 242, nº 723, Setor Universitário, Goiânia-GO, CEP 74603-190

- Sindicato dos Auxiliares de Administração de Armazéns Gerais do Estado de Goiás Rua 242, nº 723, Setor Universitário, Goiânia-GO, CEP 74603-190 Sindicatos Sindicatos de Trabalhadores - Sindicato dos Auxiliares de Administração de Armazéns Gerais do Estado de Goiás Rua 242, nº 723, Setor Universitário, Goiânia-GO, CEP 74603-190 - Sindicato dos

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO E A FISCALIZAÇÃO DO SUAS

MINISTÉRIO PÚBLICO E A FISCALIZAÇÃO DO SUAS MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS E DO CIDADÃO MINISTÉRIO PÚBLICO E A FISCALIZAÇÃO DO SUAS

Leia mais

Relatório de Desempenho Estratégico. Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. 1º Semestre de 2010. Goiânia, Agosto de 2010

Relatório de Desempenho Estratégico. Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. 1º Semestre de 2010. Goiânia, Agosto de 2010 Relatório de Desempenho Estratégico Tribunal de Justiça do Estado de Goiás 1º Semestre de 2010 Goiânia, Agosto de 2010 Coordenadoria de Planejamento Sala 229 Secretaria de Gestão Estratégica Fone: (62)

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul O emprego formal na Indústria sul-mato-grossense encerrou mais um mês com redução liquida de postos de trabalho. Em maio, o conjunto das

Leia mais

O Perfil Produtivo da Indústria Goiana

O Perfil Produtivo da Indústria Goiana Marcos Fernando Arriel 1 O Perfil Produtivo da Indústria Goiana Sérgio Duarte de Castro 2 Resumo: : O presente artigo tem como objetivo caracterizar o perfil da indústria goiana e sua dinâmica no período

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 02 DE 11 DE OUTUBRO DE 2006

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 02 DE 11 DE OUTUBRO DE 2006 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 02 DE 11 DE OUTUBRO DE 2006 Estabelece valores de referência para outorga de uso de recursos hídricos em corpos de água de domínio do Distrito Federal e dá outras providências.

Leia mais

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%)

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%) 1,96 1,96 1,76 1,73 1,54 1,47 1,37 0,92 0,85 0,74 0,50 0,46 0,31 Nº 17 / 14 Embora o cenário macroeconômico aponte perda de dinamismo para setores importantes da economia brasileira, os resultados do emprego

Leia mais

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos

Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde - SUVISA Coordenação de Avaliação de Projetos Arquitetônicos Data: 03-12-2012 1 UPA JATAÍ ROBERTO X APROVADO 2 UBS JATAÍ ROBERTO X APROVADO 3 GOIÁS VERDE LUZIÂNIA DANIELE X APROVADO 4 LABORATÓRIO GÊNESE SILVÂNIA EDÉSIO X NÃO APROVADO 5 LABORATÓRIO DE ANÁLISES COCALZINHO

Leia mais

OS POLOS ECONÔMICOS DO ESTADO DE GOIÁS

OS POLOS ECONÔMICOS DO ESTADO DE GOIÁS OS POLOS ECONÔMICOS DO ESTADO DE GOIÁS ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO SUPERINTENDÊNCIA DE ESTATÍSTICAS, PESQUISA E INFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICAS Os Polos Econômicos do Estado de Goiás

Leia mais

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005):

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): Palmeiras de Goiás População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): R$ 209,1 milhões PIB per capita: R$ 11.260,00 Principais distâncias: Goiânia: 76 km

Leia mais

Jornal Brasileiro de Indústrias da Biomassa Biomassa Florestal no Estado de Goiás

Jornal Brasileiro de Indústrias da Biomassa Biomassa Florestal no Estado de Goiás Jornal Brasileiro de Indústrias da Biomassa Biomassa Florestal no Estado de Goiás O Estado de Goiás está situado na Região Centro-Oeste do Brasil e, segundo dados oficiais, ocupa área territorial de 340.111,783

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Maio/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

LISTA DE ENTIDADES DE ACOLHIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTES DO ESTADO DE GOIÁS DOC 1

LISTA DE ENTIDADES DE ACOLHIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTES DO ESTADO DE GOIÁS DOC 1 LISTA DE ENTIDADES DE ACOLHIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTES DO ESTADO DE GOIÁS DOC 1 Município Abrigo Telefone Órgãos ministeriais com atribuição para exercício da fiscalização Abadiânia Casa da Criança

Leia mais

PERISCOPIO SINDICAL Nº 1611 11 de Novembro de 2015

PERISCOPIO SINDICAL Nº 1611 11 de Novembro de 2015 PERISCOPIO SINDICAL Nº 1611 11 de Novembro de 2015 Diário Oficial Pág. 3 Clipping Pág. 11 Artigos/ Notícias Pág. 15 Agenda Pág.18 Sumário SEÇÃO 1 DOU: MTE/SECRETARIA DE RELAÇÕES DO TRABALHO... 3 SEÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2006/1

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2006/1 Endereços dos Locais de Realização das Provas A prova será realizada no dia 15 de janeiro de 2006. O portão será aberto aos candidatos às 12 horas e fechado às 13 horas, não sendo permitida, em hipótese

Leia mais

APRESENTAÇÃO Goiás na Ponta do Lápis Tribuna do Planalto Secretaria de Estado da Educação Subsecretarias Regionais de Educação Tribuna do Planalto

APRESENTAÇÃO Goiás na Ponta do Lápis Tribuna do Planalto Secretaria de Estado da Educação Subsecretarias Regionais de Educação Tribuna do Planalto 1 2 APRESENTAÇÃO O concurso de redação Goiás na Ponta do Lápis é um projeto do jornal Tribuna do Planalto, desenvolvido com o apoio da Secretaria de Estado da Educação, por meio das Subsecretarias Regionais

Leia mais

Sebrae Goiás ESTUDO DE TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS EM GOIÁS. Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente

Sebrae Goiás ESTUDO DE TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS EM GOIÁS. Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Sebrae Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Hélio Naves Vice-Presidente Diretoria Executiva Manoel Xavier Ferreira Filho Diretor-Superintendente Wanderson Portugal Lemos Diretor-Técnico

Leia mais

5.10) Lazer, Turismo e Cultura

5.10) Lazer, Turismo e Cultura 5.10) Lazer, Turismo e Cultura 5.10.1) Metodologia No contexto da AII, com destaque para os Estados de Goiás e Mato Grosso, foram obtidas informações junto à EMBRATUR referentes aos principais pontos turísticos

Leia mais

Atendimento Oi TV 106 31 ou acesse www.oitv.com.br

Atendimento Oi TV 106 31 ou acesse www.oitv.com.br OFERTAS PARA CLIENTES OI FIXO E OI VELOX DF, GO, MS, MT, AC, RO e TO FEVEREIRO 2014 BRASIL TELECOM S.A., concessionária do Serviço Telefônico Fixo Comutado - STFC, com sede na Rua do Lavradio, 71 2º andar,

Leia mais

GOIÁS EM DADOS - 2011. 1)aCAPA SEGPLAN-GO / SEPIN / GESCON 1

GOIÁS EM DADOS - 2011. 1)aCAPA SEGPLAN-GO / SEPIN / GESCON 1 1)aCAPA SEGPLAN-GO / SEPIN / GESCON 1 GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira Perillo Junior SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Giuseppe Vecci CHEFE DE GABINETE Itamar Leão do Amaral SUPERINTENDÊNCIA

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO INSTITUTO MAURO BORGES DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS-IMB

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO INSTITUTO MAURO BORGES DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS-IMB ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO INSTITUTO MAURO BORGES DE ESTATÍSTICAS E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS-IMB Superintendência de Estatísticas, GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Marconi Ferreira

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO (VBP) AGROPECUÁRIO Julho/2015 R$ milhões VBP PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS LAVOURAS

Leia mais

LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO

LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO Águas Lindas de Goiás Área Especial II / III, Setor 12, ao lado da Paróquia São Pedro Apóstolo, CEP 72910-000. Alexânia Secretaria do Trabalho, Avenida 15 de Novembro,

Leia mais

Municípios goianos: competitividade e concentração da fruticultura

Municípios goianos: competitividade e concentração da fruticultura Municípios goianos: competitividade e concentração da fruticultura Millades de Carvalho Castro 10 Juliana Dias Lopes 11 Sônia Milagres Teixeira 12 Resumo: Goiás possui uma produção de frutas inferior a

Leia mais

ELEIÇÕES OAB-GO 2015

ELEIÇÕES OAB-GO 2015 ELEIÇÕES OAB-GO 2015 LOCAIS DE VOTAÇÃO COM URNA ELETRÔNICA: Nº TRE Nome Município Nº Urna Eleição Seccional/Subseção 1 Goiânia 1 a 35Seccional Goiânia 2 Nerópolis 36Seccional Goiânia 3 Palmeiras de Goiás

Leia mais

LISTA DE ENTIDADES DE ACOLHIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTES DO ESTADO DE GOIÁS (MARÇO - 2015)

LISTA DE ENTIDADES DE ACOLHIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTES DO ESTADO DE GOIÁS (MARÇO - 2015) LISTA DE ENTIDADES DE ACOLHIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTES DO ESTADO DE GOIÁS (MARÇO - 2015) Município Abrigo Telefone Órgãos ministeriais com atribuição para exercício da fiscalização Abadiânia Casa Lar

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais Área: 924.620 km² (cerca de 10% do território nacional); População: 85,1 milhões de habitantes (2014); Estados formadores: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo;

Leia mais

Empresa do Serviço Especial de Transportes Com Vigência do CRC a Partir de - 19/09/2014

Empresa do Serviço Especial de Transportes Com Vigência do CRC a Partir de - 19/09/2014 1 of 14 2423 PARANAIGUARA PREFEITURA Paranaiguara 1.582 18/03/2013 18/03/2015 2466 2M PRESTADORA DE SERVIÇOS EM APANHE DE Rio Verde 1.628 10/05/2013 10/05/2015 2469 3M AVES PRESTADORA LTDA DE SERVIÇOS

Leia mais

RELAÇÃO DAS ESCOLAS DO INTERIOR REFORÇO ESCOLAR

RELAÇÃO DAS ESCOLAS DO INTERIOR REFORÇO ESCOLAR RELAÇÃO DAS ESCOLAS DO INTERIOR REFORÇO ESCOLAR Anápolis - Escola Municipal Comendador Miguel Pedreiro (Falar com Núbia Eliene fone (62) 3902-1517) - Colégio Estadual Rui Barbosa ( Falar com Beatriz ou

Leia mais

Estado de Goiás TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS Superintendência de Secretaria

Estado de Goiás TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS Superintendência de Secretaria Fls. 1 ANEXO I LISTA DE GESTORES COM CONTAS JULGADAS IRREGULARES OU COM PARECER PELA REJEIÇÃO, POR ORDEM ALFABÉTICA Nome Município Anexo ABADIA APARECIDA DE ALMEIDA ABADIA DE LURDES RODRIGUES DA COSTA

Leia mais