Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If..."

Transcrição

1 Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Else Switch Prof. Renato Pimentel 1 Operações relacionais Operações lógicas 2 Prof. Renato Pimentel 1

2 Operadores relacionais em C Operadores relacionais: comparação entre valores, constantes, variáveis ou expressões aritméticas. São operadores binários (2 operandos: 1 à esquerda e outro à direita). Retorno: 0 quando falso ou 1 quando verdadeiro. Operador Exemplo Definição > x > y Retorna 1 se x for maior que y, 0 caso contrário. < x < y Retorna 1 se x for menor que y, 0 caso contrário. >= X >= y Retorna 1 se x for maior ou igual a y, 0 c. c. <= X <= y Retorna 1 se x for menor ou igual a y, 0 c. c. == x == y Retorna 1 se x for igual a y, 0 c. c.!= x!= y Retorna 1 se x for diferente de y, 0 c. c. 3 Importante: = e == Operador de atribuição = é totalmente diferente do operador relacional de igualdade ==. 4 Prof. Renato Pimentel 2

3 Importante: = e == Operador de atribuição = é totalmente diferente do operador relacional de igualdade ==. Por que sempre se entra no bloco da condição? Ao fazer Nota = 60 (Nota recebe 60), estamos atribuindo um valor inteiro e diferente de zero à variável nota. Como em C os valores lógicos são números inteiros, assume-se que a condição retornou verdadeira (60 é diferente de zero, valor associado a falso). 5 Operadores lógicos em C Operadores lógicos: operam sobre valores lógicos. Retorno: 0 para verdadeiro ou 1 para falso. 3 Operadores: && (E lógico) (OU lógico)! (NÃO lógico) operador unário (único operando à direita). Operador Exemplo Definição && (c>='0' && c<='9') AND (E) (a==5 a==0) OR (OU)!!continuar NOT (NÃO): negação lógica. 6 Prof. Renato Pimentel 3

4 Operadores lógicos em C Tabela verdade em linguagem C: a b a && b a b!a!b Estruturas condicionais If If Else Switch 8 Prof. Renato Pimentel 4

5 Estruturas condicionais Também chamadas de estruturas de condição ou estruturas de seleção. Possibilita a escolha de uma ação ou um grupo de ações a serem executadas quando determinadas condições são ou não satisfeitas. Condição Geralmente dada em termos de uma ou combinações de: operações relacionais; operações lógicas. 9 Condição em C Pode ser definida em termos de: Operadores matemáticos: +,, *, /, % Operadores relacionais: >, <, >=, <=, == (igual),!= (diferente) Operadores lógicos: && (e), (ou),! (não) Exemplos: x é maior ou igual a y? x >= y x-5 é diferente de y+3? x 5!= y + 3 x é maior que y e menor que z? (x > y) && (x < z) 10 Prof. Renato Pimentel 5

6 Condição em C Condição: operação relacional ou lógica. Considerada falsa se possui valor 0; Considerada verdadeira se possui valor 1 ou diferente de 0. Expressões equivalentes Se uma variável é diferente de zero, ela própria retorna um valor que é considerado verdadeiro pelo computador: (num!= 0) (num) Se uma variável possui valor zero, sua negação é considerada verdadeiro pelo computador: (num == 0) (!num) 11 Comando if Estrutura condicional simples: comando if: if (condição) comando; Estrutura condicional Mais de um comando: usar chaves {}: if (condição) { } sequência de comandos; Estrutura condicional 12 Prof. Renato Pimentel 6

7 Comando if Comando if: if (condição) { sequência de comandos; }... condição F... V Comando(s) 13 Comando if: exemplo 14 Prof. Renato Pimentel 7

8 Comando if: exemplo Em C, condição deve vir entre parênteses! 15 Comando if: exemplo Início Falso Verdadeiro Fim 16 Prof. Renato Pimentel 8

9 Comando if: exemplo 17 Comando if: exemplo Uso das chaves é obrigatório quando há mais de uma instrução no bloco de instruções 18 Prof. Renato Pimentel 9

10 Comando if Observações: Não se usa ponto e vírgula (;) após o comando if: compilador entende que comando if terminou, e executa o comando seguinte sempre (como se estivesse fora do if); Pode-se usar as chaves {} para delimitar sequência de comandos: As chaves devem ser usadas quando sequência tem mais de um comando; Quando única instrução, uso é facultativo: chaves podem ser omitidas. 19 Comando else Comando else complementa o comando if, tratando a situação em que a condição de teste é falsa. Neste caso, temos uma estrutura condicional composta. 20 Prof. Renato Pimentel 10

11 Comando else Forma geral do comando else: if (condição) { primeira sequência de instruções; } else { segunda sequência de instruções; } 21 Comando else... if (condição) {... primeira sequência } de instruções; V condição F else { segunda sequência Comando(s) Comando(s) de instruções; } Prof. Renato Pimentel 11

12 Comando else: exemplo 23 Comando else: exemplo Início Verdadeiro Falso Fim 24 Prof. Renato Pimentel 12

13 Comando else Observações: Não existe condição para o comando else: comando é simplesmente complemento do if, quando condição do último é falsa. Errado: else (num!= 10) Não existe else isolado, sem if correspondente. A exemplo do que ocorre para if, não se usa ponto e vírgula (;) após o comando else. Errado: else; Uso de chaves {} segue as mesmas regras vistas para o if. 25 Comando else Observação: se instruções do comando if forem executadas em um programa, então instruções de seu else não serão executadas. Portanto, não faz sentido usar um único par de chaves para definir os dois conjuntos: 26 Prof. Renato Pimentel 13

14 Aninhamento de if if aninhado: if definido dentro de bloco de instruções de outro if (ou else) mais externo: 27 Aninhamento de if No slide anterior, o programa começa a testar as condições iniciando pela condição 1. Se o resultado for diferente de zero, então bloco de comandos associado a ela é executado. Assim, a condição 2 será testada, se, e somente se, condição 1 for verdadeira. Esse processo se repete para cada if que o programa encontrar dentro do bloco de comando que for executado. 28 Prof. Renato Pimentel 14

15 Aninhamento de if Útil quando se tem mais do que dois caminhos para seguir dentro de um programa. Exemplo: um comando if é suficiente para testar se um valor é maior que outro ou não. Porém, não pode testar se número é maior, menor, ou igual ao outro. Veja exemplo a seguir. 29 Aninhamento de if: exemplo 30 Prof. Renato Pimentel 15

16 Aninhamento de if: exemplo V F V F 31 Aninhamento de if Cuidado: É preciso saber a qual if acima no programa o comando else está relacionado: Esta relação não é definida pelo alinhamento no arquivo.c; else é associado ao primeiro if antes dele dentro de um bloco de comandos: 32 Prof. Renato Pimentel 16

17 Aninhamento de if Cuidado: É preciso saber a qual if acima no programa o comando else está relacionado: Esta relação não é definida pelo alinhamento no arquivo.c; else é associado ao primeiro if antes dele dentro de um bloco de comandos: 33 Aninhamento de if Cuidado: É preciso saber a qual if acima no programa o comando else está relacionado: Esta relação não é definida pelo alinhamento no arquivo.c; else é associado ao primeiro if antes dele dentro de um bloco de comandos: Novo bloco de comando definido pelas chaves 34 Prof. Renato Pimentel 17

18 Aninhamento de if Cuidado: Para cada if existe um único else. 35 Operador? Operador ternário?: simplificação do if-else, quando apenas uma instrução faz parte do if e apenas uma do else. Tipicamente usado para atribuição. Sintaxe: condição? expressão1 : expressão2 Condição é avaliada: Se verdadeira, expressão1 será o resultado do comando; Se falsa, expressão2 será o resultado. 37 Prof. Renato Pimentel 18

19 Operador? Exemplo: imprimir maior valor 38 Operador? Exemplo: imprimir maior valor 39 Prof. Renato Pimentel 19

20 Comando switch Comando de seleção múltipla; Assemelha-se ao aninhamento de if-else-if.. 40 Comando switch Mais limitado que if-else: Comando if-else pode testar expressões relacionais ou lógicas; Comando switch somente pode testar se variável do tipo int ou char é igual a um certo valor constante. switch é indicado para testar uma variável em relação a diversos valores preestabelecidos. Uso de chaves {} dentro de cada case não é necessário. 41 Prof. Renato Pimentel 20

21 Comando switch: exemplo 42 Comando switch Comando default: Comando opcional, e sua sequência de comandos somente é executada se o valor da variável testada pelo comando switch não for igual a nenhum dos valores do comando case. 43 Prof. Renato Pimentel 21

22 Comando switch Comando break: Faz com que o switch seja interrompido assim que uma das sequências de comandos seja executada. Não é essencial. Se após a execução da declaração não houver um break, o programa executará o conteúdo dentro dos cases subsequentes. Isto pode ser útil em algumas situações, mas tenha cuidado! 44 Comando switch: exemplo sem break Exemplo: qual a saída do programa a seguir? 45 Prof. Renato Pimentel 22

23 Exercícios 1. Escreva um programa que lê um número inteiro. O programa deverá dizer se tal número é par ou ímpar. 2. Faça um programa que leia dois números inteiros e mostre o maior deles. Se, por acaso, os dois números forem iguais, imprima a mensagem Números iguais. 3. Faça um programa que receba três números, e mostre o maior. 46 Exercícios 4. Faça um programa que receba a idade de um nadador e mostre sua categoria, conforme tabela a seguir: Categoria Idade infantil 5 a 7 juvenil 8 a 10 adolescente 11 a 15 adulto 16 a 30 sênior Acima de Prof. Renato Pimentel 23

24 Exercícios 5. Escreva um programa que mostre o menu de opções a seguir, receba a opção do usuário e os demais dados necessários para executar cada operação. Menu de opções 1. Somar dois números inteiros 2. Extrair a raiz quadrada de um número real Digite a opção desejada 48 Exercícios 6. Escreva um programa que receba um número de 1 a 12 e mostre qual o mês correspondente, escrevendo o nome do mês por extenso. 7. Escreva um programa que resolva a equação de segundo grau, sendo que o valor a deve ser diferente de zero. Caso não exista raiz real, o programa deve retornar uma mensagem dizendo tal fato. Lembre-se: a raiz quadrada de uma variável x em linguagem C é dada por srqt(x). 49 Prof. Renato Pimentel 24

LINGUAGEM C: COMANDOS DE CONTROLE CONDICIONAL

LINGUAGEM C: COMANDOS DE CONTROLE CONDICIONAL LINGUAGEM C: COMANDOS DE CONTROLE CONDICIONAL Prof. André Backes FLUXOGRAMAS Condição ou Decisão Representado por losangos Normalmente contém uma pergunta do tipo Sim/Não ou um teste de Verdadeiro/Falso.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de condição. Prof. Alex Camargo

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de condição. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Estruturas de condição Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Estruturas de condição Estrutura condicional simples: Utilização da

Leia mais

Linguagem C (estruturas condicionais)

Linguagem C (estruturas condicionais) Linguagem C (estruturas condicionais) André Tavares da Silva atavares@joinville.udesc.br Comandos de Controle de Fluxo Todos os comandos devem ser terminados com um ;. { e são usados para delimitar um

Leia mais

ALGORITMO I ESTRUTURA DE CONTROLE DECISÃO SE / CASO;

ALGORITMO I ESTRUTURA DE CONTROLE DECISÃO SE / CASO; ALGORITMO I ESTRUTURA DE CONTROLE DECISÃO SE / CASO; Jaime Evaristo (http://professor.ic.ufal.br/jaime/) Slide 1 ESTRUTURA DE CONTROLE Operadores Relacionais Símbolo Significado LING. C = Igual == Diferente!=

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 2

Sintaxe Básica de Java Parte 2 Sintaxe Básica de Java Parte 2 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Instruções Condicionais A instrução

Leia mais

Comandos em C (cont.)

Comandos em C (cont.) Comandos em C (cont.) Operador ternário:? O operador condicional possui uma opção um pouco estranha. É o único operador C que opera sobre três expressões. Sua sintaxe geral possui a seguinte construção:

Leia mais

Aula 4 Estruturas de Controle

Aula 4 Estruturas de Controle UNIP Universidade Paulista Ciência da Computação Aula 4 Estruturas de Controle Prof. Célio Ricardo Castelano 1 Tópicos Abordados 1) Instruções de seleção em Java: 2) Instruções de repetição em Java: 2

Leia mais

Capítulo 2: Condicionais. Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática

Capítulo 2: Condicionais. Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Capítulo 2: Condicionais Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Tomada de Decisão Até o momento, todas as instruções eram executadas, uma após a outra. No capítulo 3, vimos que a

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Este documento explica como transformar um algoritmo escrito na forma pseudocódigo

Leia mais

ESTRUTURAS CONDICIONAIS. Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza

ESTRUTURAS CONDICIONAIS. Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza ESTRUTURAS CONDICIONAIS Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza Estruturas de Controle ESTRUTURA SEQUENCIAL ESTRUTURA CONDICIONAL ESTRUTURA DE REPETIÇÃO 2 Estruturas Condicionais

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Introdução As estruturas de repetição, permitem executar mais de uma vez um mesmo trecho de código. Trata-se de uma forma de executar blocos de comandos somente sob determinadas

Leia mais

Variáveis primitivas e Controle de fluxo

Variáveis primitivas e Controle de fluxo Variáveis primitivas e Controle de fluxo Material baseado na apostila FJ-11: Java e Orientação a Objetos do curso Caelum, Ensino e Inovação, disponível para download em http://www.caelum.com.br/apostilas/

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Estruturas de Controle. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Estruturas de Controle. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Estruturas de Controle Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Tipos de Estruturas de Controle Estruturas de Seleção Simples

Leia mais

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

Capítulo 4: Condicionais

Capítulo 4: Condicionais Capítulo 4: Condicionais INF1004 e INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Tomada de Decisão Até o momento, todas as instruções eram executadas, uma após a outra.

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Professor: Diego Oliveira Conteúdo 05: Linguagem Java Conteúdo da Aula Linguagem Java Tipos Primitivos Operadores Aritiméticos Operadores Lógicos Precedência de Operadores

Leia mais

Algoritmos Estrutura Condicional

Algoritmos Estrutura Condicional Algoritmos Estrutura Condicional Aula 06 Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa http://www2.ufersa.edu.br/portal/professor/diogopedrosa diogopedrosa@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semiárido Bacharelado

Leia mais

LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO

LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO Prof. André Backes ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Uma estrutura de repetição permite que uma sequência de comandos seja executada repetidamente, enquanto determinadas condições

Leia mais

Linguagens de Programação I

Linguagens de Programação I Linguagens de Programação I Tema # 4 Operadores em C Susana M Iglesias FUNÇÕES ENTRADA-SAÍDA I/O printf(), utilizada para enviar dados ao dispositivo de saída padrão (stdout), scanf(), utilizada para ler

Leia mais

Linguagem C Operadores

Linguagem C Operadores Linguagem C Operadores Objetivos Abordar os conceitos sobre os Operadores demonstrando o seu uso com exemplos para um melhor aprendizado. Pré-requisitos É necessário que o leitor tenha acompanhado o artigo

Leia mais

ESTRUTURA CONDICIONAL E SELEÇÃO

ESTRUTURA CONDICIONAL E SELEÇÃO Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ESTRUTURA CONDICIONAL E SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE OU DECISÃO) Até o momento da disciplina vimos algoritmos e programas

Leia mais

UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática

UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática Programação 1 Prof. Osório Aula 03 Pag.: 1 UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática PROGRAMAÇÃO I AULA 03 Disciplina: Linguagem

Leia mais

ECT1203 Linguagem de Programação

ECT1203 Linguagem de Programação Universidade Federal do Rio Grande do Norte Escola de Ciências e Tecnologia ECT1203 Linguagem de Programação Prof. Aquiles Burlamaqui Profa. Caroline Rocha Prof. Luiz Eduardo Leite Prof. Luciano Ferreira

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Estruturas Condicionais e de Repetição

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Estruturas Condicionais e de Repetição Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Estruturas Condicionais e de Repetição 1 Comando while Deseja-se calcular o valor de: 1 + 2 + 3 +... + N. Observação: não sabemos, a priori, quantos termos

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Introdução à Linguagem C: Parte II Prof. Ricardo J. G. B. Campello Sumário Seleção Simples Seleção Composta Seleção Encadeada Seleção de Múltipla Escolha Repetição com

Leia mais

Linguagem C Operadora

Linguagem C Operadora Linguagem C Operadora Objetivos Abordar os conceitos sobre os Operadores demonstrando o seu uso com exemplos para um melhor aprendizado. Operadores Os operadores indicam ao compilador a necessidade de

Leia mais

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue; Estruturas de Repetição for() while() do-while() break; continue; 1 Auto-Ajuda (!) Como ajudar a solucionar erros básicos do meu programa? Verificar os ; Verificar se não há comandos em maiúsculas; Verificar

Leia mais

Introdução à Computação (IC) Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos; e Estrutura condicional

Introdução à Computação (IC) Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos; e Estrutura condicional Introdução à Computação (IC) Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos; e Estrutura condicional Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Campus

Leia mais

controle de fluxo - condicionais

controle de fluxo - condicionais controle de fluxo - condicionais controle de fluxo - condicionais tópicos if if else if else if else expressões booleanas switch referências Capítulo 4 da apostila Capítulo 3 do livro condicionais (tomada

Leia mais

Comandos de desvio de fluxo. Expressões lógicas.

Comandos de desvio de fluxo. Expressões lógicas. Programação de Computadores I Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciência da Computação Semana 03 Comandos de desvio de fluxo. Expressões lógicas. Material Didático Unificado. 1 Agenda Introdução;

Leia mais

Linguagem C. André Tavares da Silva.

Linguagem C. André Tavares da Silva. Linguagem C André Tavares da Silva dcc2ats@joinville.udesc.br Lógica de Programação O objetivo da lógica de programação é exercitar os métodos de raciocínio e elaborar soluções coerentes para determinados

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Já vimos entrada, processamento e saída, que compõem os algoritmos puramente

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Até o momento da disciplina vimos comandos de entrada, processamento e saída

Leia mais

Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição

Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição Fundamentos de Programação Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Estruturas de Controle Permitem o controle da sequência de execução de um

Leia mais

Estrutura Condicional

Estrutura Condicional Estrutura Condicional É a estrutura que permite a tomada de decisão, em um algoritmo, mediante a análise lógica de uma condição; Condição: comparação que somente possui dois valores possíveis (verdadeiro

Leia mais

C Comandos de Controle

C Comandos de Controle C Comandos de Controle Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Comandos

Leia mais

Comando Switch. Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante.

Comando Switch. Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante. Comando Switch Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante. O código pode ficar difícil de ser seguido e confundir até mesmo o seu autor no

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Algoritmos e Programação Aula 5 Estruturas de Repetição Profa. Marina Gomes marinagomes@unipampa.edu.br 26/04/2017 Engenharia de Computação - Unipampa 1 Aula de Hoje Estrutura de repetição Comando for

Leia mais

Programação de Computadores I Funções de Repetição da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Funções de Repetição da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Funções de Repetição da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO Comando WHILE O comando while executa um bloco de comandos enquanto a condição testada for verdadeira (diferente

Leia mais

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc.

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Operadores Tipo de operadores Aritméticos Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Relacionais Comparação entre entidades. Lógicos Bit a bit 1 Operadores Aritméticos Operadores

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação Aula 2. Adaptação de Luis Otavio Alvares

Introdução à Lógica de Programação Aula 2. Adaptação de Luis Otavio Alvares 1 Introdução à Lógica de Programação Aula 2 Adaptação de Luis Otavio Alvares 2 Operadores Usados para incrementar, decrementar, comparar e avaliar dados, que são operações básicas em processamento de dados.

Leia mais

Lógica de Programação I

Lógica de Programação I Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1 Comando Switch O comando Switch pode ser visto como uma especialização do comando if. Foi criado para facilitar um uso particular de comandos if encadeados.

Leia mais

Revisão C++ - Parte 1

Revisão C++ - Parte 1 Revisão C++ - Parte 1 Prof. Gustavo Leitão Campus Natal Central Disciplina Programação para Ambiente de Redes 5/3/2010 Objetivo da Aula 5/3/2010 5/3/2010 OBJETIVO DA AULA Revisar os principais comandos

Leia mais

Introdução à Linguagem C++

Introdução à Linguagem C++ Introdução à Linguagem C++ C++: Definição C++ C A Linguagem de Programação C++ pode ser definida como uma extensão da Linguagem C; Todo código de programação em Linguagem C pode a priori ser compilado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores #CONTROLE DE FLUXO #CONDICIONAIS #EXPRESSÕES LÓGICAS E L I

Leia mais

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios Curso de Graduação em Ciência da Computação Disciplina: Algoritmos Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que fica lendo números

Leia mais

Métodos Computacionais. Comandos Condicionais e de Repetição em C

Métodos Computacionais. Comandos Condicionais e de Repetição em C Métodos Computacionais Comandos Condicionais e de Repetição em C Tópicos da Aula Hoje vamos acrescentar comportamentos mais complexos a programas em C Comandos Condicionais if-else switch Comandos de Repetição

Leia mais

In I t n rto r d o u d ç u ão ã o à à Com o pu p t u a t ç a ão ã Linguagem Fortran! " 1

In I t n rto r d o u d ç u ão ã o à à Com o pu p t u a t ç a ão ã Linguagem Fortran!  1 Introdução à Computação Linguagem Fortran! " 1 ESTRUTURA DE CONTROLE DECISÃO SE / CASO; 2 ESTRUTURA DE CONTROLE Operadores Relacionais Símbolo Significado Fortran = Igual - Equal to.eq. Diferente - Not

Leia mais

Controle de Fluxo. Laços e Desvios incondicionais

Controle de Fluxo. Laços e Desvios incondicionais Controle de Fluxo Laços e Desvios incondicionais Laços Em C, há três comandos de ITERAÇÃO ou LAÇOS: for while do... while Estes permitem que um conjunto de instruções seja executado até que ocorra uma

Leia mais

7 Comandos e Estruturas de Controle

7 Comandos e Estruturas de Controle Lógica para a Programação - 1º semestre AULA 03 Prof. André Moraes 7 Comandos e Estruturas de Controle Na criação de algoritmos é comum utilizar conceitos de bloco lógico, entrada e saída de dados, constantes,

Leia mais

Linguagem C (repetição)

Linguagem C (repetição) Linguagem C (repetição) André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Exercício Escrever um programa que conte (mostre na tela) os números de 1 a 100. Comandos aprendidos até o momento: printf, scanf, getchar,

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Estruturas de repetição

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Estruturas de repetição Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Estruturas de repetição Prof. Renato Pimentel 1 Estruturas de repetição Utilização: Trecho de um algoritmo precisa ser executado mais de uma vez:

Leia mais

Curso de C. Estruturas Condicionais

Curso de C. Estruturas Condicionais Curso de C Estruturas Condicionais Curso C - IC/UNICAMP Estruturas Condicionais Objetivos: Aprender: Como vincular a execução de blocos de sentenças à condições Quando utilizar cada uma das estruturas

Leia mais

Linguagem C Controle de Fluxo

Linguagem C Controle de Fluxo Linguagem C Controle de Fluxo Objetivos Estudar os diversos tipos de controles de fluxo disponíveis na linguagem C Pré-requisitos É necessário que o leitor tenha acompanhado o artigo anterior, pois os

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo LAÇOS Laços são comandos da linguagem

Leia mais

INF1005: Programação 1. Condicionais. 08/03/10 (c) Rogério Rodrigues 1

INF1005: Programação 1. Condicionais. 08/03/10 (c) Rogério Rodrigues 1 INF1005: Programação 1 Condicionais 08/03/10 (c) Rogério Rodrigues 1 Tópicos Principais Tomada de Decisão Expressões Booleanas Blocos de Comandos Exemplos 08/03/10 (c) Paula Rodrigues 2 Tomada de decisão

Leia mais

Exercícios Repetição

Exercícios Repetição Curso de Engenharia de Controle e Automação Disciplina: Informática para a Automação Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 1.1 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB TURMA 1 AULA 5 INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB MINICURSO PET-POTÊNCIA 2016.1 RÔMULLO RANDELL MINICURSO PET-POTÊNCIA 2016.1 INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB RÔMULLO RANDELL Turma

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

Java 2 Standard Edition Tipos, literais, operadores e controle de fluxo

Java 2 Standard Edition Tipos, literais, operadores e controle de fluxo Java 2 Standard Edition Tipos, literais, operadores e controle de fluxo Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Operadores e controle de fluxo da execução Este módulo explora as estruturas procedurais da

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Aula 03 - Estruturas de controle Estrutura Condicional - Exercícios Resolvidos Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Aula 03 - Estruturas de controle Estrutura Condicional - Exercícios Resolvidos Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Aula 03 - Estruturas de controle Estrutura Condicional - Exercícios Resolvidos Professor: Danilo Giacobo Os problemas abaixo foram resolvidos usando a forma de pseudocódigo

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Primeiro programa em C #include int main() { int num1, num2, result; scanf("%d",&num1); scanf("%d",&num2); result = num1 + num2; printf("%d",

Leia mais

Introdução Operadores Relacionais Lógicos Comando If Comando If...else Comando swich()...case...break Operador condicional ternário

Introdução Operadores Relacionais Lógicos Comando If Comando If...else Comando swich()...case...break Operador condicional ternário Objetivo: Desenvolver programas utilizando tanto diagrama de blocos, como linguagem C para tomada de decisão. Introdução Operadores Relacionais Lógicos Comando If Comando If...else Comando swich()...case...break

Leia mais

Paradigmas de Linguagens de Programação. Expressões e Instruções de Atribuição

Paradigmas de Linguagens de Programação. Expressões e Instruções de Atribuição Expressões e Instruções de Atribuição Cristiano Lehrer Introdução Expressões são o meio fundamental de especificar computações em uma linguagem de programação: Familiarização com as ordens de avaliação

Leia mais

COMANDOS DE DECISÕES. O COMANDO if. O comando if instrui o computador a tomar uma decisão simples. Forma Geral: if (expressão de teste) instrução;

COMANDOS DE DECISÕES. O COMANDO if. O comando if instrui o computador a tomar uma decisão simples. Forma Geral: if (expressão de teste) instrução; COMANDOS DE DECISÕES O COMANDO if O comando if instrui o computador a tomar uma decisão simples. Forma Geral: if (expressão de teste) instrução; Por exemplo: /* testif.c*/ /* mostra o uso do comando if*/

Leia mais

Operadores e Estruturas de Decisão. Vanessa Braganholo

Operadores e Estruturas de Decisão. Vanessa Braganholo Operadores e Estruturas de Decisão Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Aula de hoje Operadores Aritméticos (usados em contas) Relacionais (usados em comparações numéricas) Lógicos (usados em comparações

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo OPERADORES Um operador é um símbolo

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação Linguagem C Controle do Fluxo de Execução Lógica de Programação Caro(a) aluno(a), Aqui começaremos a escrever os nossos primeiros programas em uma Linguagem de Programação. Divirta-se!!! Estrutura Seqüencial

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

Estrutura de Seleção Múltipla Switch

Estrutura de Seleção Múltipla Switch Estrutura de Seleção Múltipla Switch Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Horários de atendimento:

Leia mais

C Operadores e Expressões

C Operadores e Expressões C Operadores e Expressões Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Operadores

Leia mais

UNIDADE 4 ESTRUTURAS DE CONTROLE

UNIDADE 4 ESTRUTURAS DE CONTROLE 1 UNIDADE 4 ESTRUTURAS DE CONTROLE Na criação de algoritmos, utilizamos os conceitos de bloco lógico, entrada e saída de dados, variáveis, constantes, atribuições, expressões lógicas, relacionais e aritméticas,

Leia mais

TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I. Aula 5

TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I. Aula 5 TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I Aula 5 02/08/2011 Professor Leomir J. Borba- professor.leomir@gmail.com http://professorleomir.wordpress.com 1 Agenda Operador

Leia mais

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Avaliação individual. A interpretação das questões faz parte da avaliação. Não é permitida conversa bem como troca de materiais entre os alunos; 1)

Leia mais

Estruturas de Repetição em Java

Estruturas de Repetição em Java 1 Linguagem de Programação Estruturas de Repetição em Java A realização da repetição controlada por contador requer: 1. Uma variável de controle (ou contador de loop). 2. O valor inicial da variável de

Leia mais

Estruturas de Decisão

Estruturas de Decisão Motivação O controle do fluxo da execução em Java utiliza os mesmos comandos existentes em outras linguagens Decisão: if-else, switch-case Repetição: for, while, do-while Desvios: return, continue, break

Leia mais

Estruturas de controle Parte 1

Estruturas de controle Parte 1 1. Objetivos Estruturas de controle Parte 1 Nas lições anteriores, foram mostrados programas seqüenciais, onde as instruções foram executadas uma após a outra de forma fixa. Nesta lição, discutiremos estruturas

Leia mais

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA PSEUDO-CÓDIGO Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Um algoritmo pode ser

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Engenharia de CONTROLE e AUTOMAÇÃO Introdução à Linguagem C Aula 02 DPEE 1038 Estrutura de Dados para Automação Curso de Engenharia de Controle e Automação Universidade Federal de Santa Maria beltrame@mail.ufsm.br

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA COMANDOS DE DESVIO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA COMANDOS DE DESVIO 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA COMANDOS DE DESVIO Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Expressões lógicas 2 Antes de

Leia mais

CAPÍTULO IV. Estruturas Condicionais CAPÍTULO IV ESTRUTURAS CONDICIONAIS ESTRUTURA CONDICIONAL SIMPLES

CAPÍTULO IV. Estruturas Condicionais CAPÍTULO IV ESTRUTURAS CONDICIONAIS ESTRUTURA CONDICIONAL SIMPLES NB217 Algoritmos e Estruturas de Dados I Profa. Rosanna Mara Rocha Silveira Fevereiro/2012 - Versão 4.1 CAPÍTULO IV ESTRUTURAS CONDICIONAIS 35 Dentro dos algoritmos temos comandos especiais utilizados

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Estruturas de Controle Parte I Prof. Ricardo J. G. B. Campello Créditos Parte dos slides a seguir foram adaptados dos originais de A. L. V. Forbellone e H. F. Eberspächer

Leia mais

Estruturas de Controle

Estruturas de Controle Estruturas de Controle Mário Meireles eixeira UMA DEIN ópicos Estruturas de Controle condicionais repetição Expressões Lógicas operadores relacionais operadores lógicos Estruturas de Controle 2 1 Introdução

Leia mais

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos + Introdução a JAVA Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos +Roteiro 2 Variáveis e tipos Operadores aritméticos, lógicos, relacionais e bit-a-bit Atribuição Comandos básicos Ler, Escrever, Condicional,

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

Material Didático Proposto

Material Didático Proposto Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão para Coordenação das Atividades Pedagógicas da Disciplina BCC701 CAP-BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 2014-1 Material

Leia mais

Programação Estruturada Comandos Condicionais (Decisão) Operadores Relacionais

Programação Estruturada Comandos Condicionais (Decisão) Operadores Relacionais Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão para Coordenação das Atividades Pedagógicas da Disciplina BCC701 CAP-BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 2014-1 Material

Leia mais

5. Expressões aritméticas

5. Expressões aritméticas 5. Expressões aritméticas 5.1. Conceito de Expressão O conceito de expressão em termos computacionais está intimamente ligado ao conceito de expressão (ou fórmula) matemática, onde um conjunto de variáveis

Leia mais

01. [Damas, 2007] Escreva um programa em C que indique quantos segundos tem um determinado número de horas.

01. [Damas, 2007] Escreva um programa em C que indique quantos segundos tem um determinado número de horas. 01. [Damas, 2007] Escreva um programa em C que indique quantos segundos tem um determinado número de horas. 02. [Damas, 2007] Altere o programa do exercício 01 de tal forma que permita indicar, a partir

Leia mais

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento Hello World Linguagem C printf("hello world!\n"); main é a função principal, a execução do programa começa por ela printf é uma função usada para enviar dados para o vídeo Palavras Reservadas auto double

Leia mais

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016 Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos PET Computação - UFPR September 2016 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Obtenção e Instalação 3 3 Variáveis 3 4 Operações Matemáticas 5 5 Entrada de Dados 6 6

Leia mais

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1 Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação Lista de Exercícios 1 1. O programa seguinte tem vários erros em tempo de compilação. Encontre-os. Main() int a=1; b=2,

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Introdução ao FORTRAN Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Introdução ao FORTRAN Cinco aspectos

Leia mais

7 Operadores e Expressões

7 Operadores e Expressões 7 Operadores e Expressões 7.1 Definição de operador, expressão e operando Um operador é um símbolo utilizado para identificar que uma determinada operação deve ser realizada sobre um ou mais parâmetros,

Leia mais

Aula prática 4. Comandos de Desvio. Resumo. 1 Comandos de Desvio Condições mutuamente exclusivas... 2

Aula prática 4. Comandos de Desvio. Resumo. 1 Comandos de Desvio Condições mutuamente exclusivas... 2 Programação de Computadores I UFOP DECOM 2013 2 Aula prática 4 Comandos de Desvio Resumo Nesta aula você irá resolver problemas que requerem uma decisão com base em um teste, ou condição. Para implementar

Leia mais