Direito Processual Civil III

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direito Processual Civil III"

Transcrição

1 Direito Processual Civil III»Aula 19 Providências preliminares: Providências Preliminares Ação Declaratória Incidental X Providências Preliminares 1 Conceito - art. 323 do CPC - providências preliminares : código instituiu certas medidas que o juiz deve tomar após a respota do réu com a finalidade de encerrar a fase psotulatória do processo e preparar a fase saneadora - tem a finalidade de manter o processo no domínio completo do princípio do contraditório -juiz irá determinar : a) especificação de provas b) admitir pedido de declaração incidental de questão prejudicial c) réplica - Não é requisito do procedimento varia de acordo com cada caso (poderá ser desnecessário) Art Findo o prazo para a resposta do réu, o escrivão fará a conclusão dos autos. O juiz, no prazo de 10 (dez) dias, determinará, conforme o caso, as providências preliminares, que constam das seções deste Capítulo 1

2 2 Réplica do autor -o autor terá direito a réplica a) havendo defesa de mérito indireta - opuser fato impeditivo, modificativo ou extintivo -art. 326 do CPC Art Se o réu, reconhecendo o fato em que se fundou a ação, outro Ihe opuser impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor, este será ouvido no prazo de 10 (dez) dias, facultando-lhe o juiz a produção de prova documental. b) defesa processual - art. 327 do CPC - juiz dará o prazo para o autora se manifestar em 10 dias permitindo a produção de prova documental - sendo defeito sanável o juiz marcará prazo para ser suprido Art Se o réu alegar qualquer das matérias enumeradas no art. 301, o juiz mandará ouvir o autor no prazo de 10 (dez) dias, permitindo-lhe a produção de prova documental. Verificando a existência de irregularidades ou de nulidades sanáveis, o juiz mandará supri-las, fixando à parte prazo nunca superior a 30 (trinta) dias 2

3 3 Revelia e provas - a ausência de contestação irá impor os efeitos do artigo 319 do CPC - não haverá necessidade de produção de provas dá-se um salto da fase postulatória para a decisória - poderá proferir o julgamento antecipado da lide (art. 330 inc. II do CPC) - nas hipóteses do artigo 320 do CPC juiz marcará um prazo para o autor indique as provas (fixará o prazo que entender necessário, mas se não o fizer será de cinco dias art. 185 do CPC) - não sendo as partes precisas na inicial e contestação o juiz poderá, mesmo havendo a contestação fixar prazo para especificação de provas. Art Se o réu não contestar a ação, o juiz, verificando que não ocorreu o efeito da revelia, mandará que o autor especifique as provas que pretenda produzir na audiência. 4 Intervenção do Ministério PúblicoP - quando o ministério Público tiver que funcionar na causa (art. 82 do CPC) tendo as partes requerido ou não sua participação o juiz detemrinará a abertura de vista dos autos na fase de providências preliminares Art. 82. Compete ao Ministério Público intervir: I - nas causas em que há interesses de incapazes; II - nas causas concernentes ao estado da pessoa, pátrio poder, tutela, curatela, interdição, casamento, declaração de ausência e disposições de última vontade; III - em todas as demais causas em que há interesse público, evidenciado pela natureza da lide ou qualidade da parte. III - nas ações que envolvam litígios coletivos pela posse da terra rural e nas demais causas em que há interesse público evidenciado pela natureza da lide ou qualidade da parte. Art. 83. Intervindo como fiscal da lei, o Ministério Público: I - terá vista dos autos depois das partes, sendo intimado de todos os atos do processo; II - poderá juntar documentos e certidões, produzir prova em audiência e requerer medidas ou diligências necessárias ao descobrimento da verdade. Art. 84. Quando a lei considerar obrigatória a intervenção do Ministério Público, a parte promover-lhe-á a intimação sob pena de nulidade do processo. 3

4 5 Ação Declaratória ria Incidental -art. 325 e 5º do CPC - pedido incidental de declaração - consiste numa ampliação da lide Art Contestando o réu o direito que constitui fundamento do pedido, o autor poderá requerer, no prazo de 10 (dez) dias, que sobre ele o juiz profira sentença incidente, se da declaração da existência ou da inexistência do direito depender, no todo ou em parte, o julgamento da lide (art. 5o). - relação jurídica que dependa a causa tornar-se controvertida poderá requerer que o juiz declare por sentença (Questão prejudicial) Art. 5o Se, no curso do processo, se tornar litigiosa relação jurídica de cuja existência ou inexistência depender o julgamento da lide, qualquer das partes poderá requerer que o juiz a declare por sentença EXEMPLO João alega ser sócio de fato de Mário e em razão da sociedade adquiriu grande quantidade de produtos e os revendeu em seguida obtendo grande lucro. Contudo, Mário ficou com o valor total do lucro. João move ação de cobrança para perceber 50% do lucro do negócio, pois alega sociedade de fato. Mário apresenta contestação alegando a inexistência da sociedade de fato e a condição de mero empregado de João. RELAÇÃO PRINCIPAL Busca pela cobrança da dívida Pretensão: unicamente a dívida Baseada : sociedade de fato Contestação : atinge a relação secundária (sociedade de fato) -> juiz só poderá julgar se analisar a sociedade existe ou não. -Sem a ação declaratória incidental o juiz irá julgar, pois é prejudicial, mas não irá produzir coisa julgada material 4

5 Questão prejudicial - a questão prejudicial também se transfromará em mérito da causa - questão prejudicial são antecedentes lógicos da questão que forma o mérito da causa e, por isso, só se situam no plano material, ou seja, no mesmo plano de objeto da lide - questões que, relativas a outros estados ou relações jurídicas, se apresentem no processo como mero antecedente lógico da questão principal, embora pudessem ser, por si só, objeto de processo autônomo - a questão deveria justificar um outro processo - não dará ensejo a uma nova autuação uma simples cumulação sucessiva de pedidos conexos - o réu poderá utilizar-se de reconvenção - numa só sentença o juiz resolverá primeiro a questão prejudicial e imediatamente passará a decidir a questão principal -se o réu for revel será necessário uma nova renovação da citação 6 Outras providências preliminares - decide a intervenção de terceiros - promover a citação de litisconsortes necessários 5

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Fase Ordinatória. Professor Rafael Menezes

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Fase Ordinatória. Professor Rafael Menezes DIREITO PROCESSUAL CIVIL Fase Ordinatória Professor Rafael Menezes Fase Ordinatória Providências Preliminares Julgamento Confome o Estado do Processo Audiência Preliminar / Saneamento do Feito Providências

Leia mais

REVELIA (ART. 319 A 322)

REVELIA (ART. 319 A 322) REVELIA (ART. 319 A 322) Ocorre quando o réu, regularmente citado, deixa de responder à demanda. O CPC regulou esse instituto, considerando revel o réu que deixa de oferecer contestação após regularmente

Leia mais

Plano de Ensino 8. Reconvenção.

Plano de Ensino 8. Reconvenção. Plano de Ensino 8. Reconvenção. (arts. 315 a 318) Reconvenção Conceito: Reconvenção é uma forma do exercício do direito de ação, sob a forma de contra-ataque do réu contra o autor, ensejando processamento

Leia mais

Direito Processual Civil II

Direito Processual Civil II Direito Processual Civil II 6º Semestre Profª Maria Carolina Beraldo carolberaldo@gmail.com RECONVENÇÃ ÇÃO Resposta do réu: Art. 297. O réu poderá oferecer, no prazo de 15 (quinze) dias, em petição escrita,

Leia mais

ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL DIANTE DO NOVO CPC: DESAFIOS PRESENTES E FUTUROS

ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL DIANTE DO NOVO CPC: DESAFIOS PRESENTES E FUTUROS ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL DIANTE DO NOVO CPC: DESAFIOS PRESENTES E FUTUROS Clarisse Frechiani Lara Leite Formada pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) em 2002. Mestre e doutora em

Leia mais

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e Turma e Ano: Master A (2015) 08/06/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 18 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 18 CONTEÚDO DA AULA: Procedimento, contestação 10)

Leia mais

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e Turma e Ano: Master A (2015) 22/06/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 19 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 19 CONTEÚDO DA AULA: Procedimento, fase postulatória;

Leia mais

Contestação. Professor Zulmar Duarte

Contestação. Professor Zulmar Duarte Contestação Professor Zulmar Duarte Defesa do Réu Art. 336. Contestação Incumbe ao réu alegar, na contestação, toda a matéria de defesa, expondo as razões de fato e de direito com que impugna o pedido

Leia mais

CPC adota TEORIA ECLÉTICA DA AÇÃO. Que parte de outras duas teorias: b) concreta: sentença favorável. Chiovenda: direito potestativo.

CPC adota TEORIA ECLÉTICA DA AÇÃO. Que parte de outras duas teorias: b) concreta: sentença favorável. Chiovenda: direito potestativo. 1 PROCESSO CIVIL PONTO 1: CONDIÇÕES DA AÇÃO PONTO 2: CÓDIGO REFORMADO - TEORIA DA AÇÃO DOUTRINA PROCESSUAL CONTEMPORÂNEA PONTO 3: RESPOSTA DO RÉU PONTO 4: CONTESTAÇÃO 1. CONDIÇÕES DA AÇÃO ELEMENTOS CONSTITUTIVOS

Leia mais

Professora: Daiana Mito

Professora: Daiana Mito Professora: Daiana Mito DEFESA DO RÉU No novo CPC, existem duas formas de resposta do réu à uma petição inicial. Contestação É o meio pelo qual o réu apresenta sua defesa à uma petição inicial. Reconvenção

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 7 PETIÇÃO INICIAL. RESPOSTA DO RÉU. REVELIA. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos

Leia mais

AULA 9 AÇÃO TRABALHISTA Elementos da Resposta do Réu DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO

AULA 9 AÇÃO TRABALHISTA Elementos da Resposta do Réu DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO AULA 9 AÇÃO TRABALHISTA Elementos da Resposta do Réu DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO RESPOSTAS DO RÉU CONTESTAÇÃO; EXCEÇÃO (Incompetência relativa, suspeição

Leia mais

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos.

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. (CPC, arts. 282 a 285-A) Petição Inicial Conceito: petição inicial é o ato formal do autor que introduz a causa em juízo (Vicente, 135). Características:

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL.

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CIVIL. Aula Ministrada pelo Prof. Joseval Martins Viana (Aula 16/08/2017). E-mail: joseval@legale.com.br Ação de divórcio litigioso. Como escrever artigo científico: https://www.youtube.com/watch?v=hfhpawxjlme

Leia mais

DA RESPOSTA DO RÉU. ESPÉCIES Contestação (Art. 300 a 303 do CPC); Reconvenção (Art. 315 a 318 do CPC); Exceção (Art. 304 a 314 do CPC).

DA RESPOSTA DO RÉU. ESPÉCIES Contestação (Art. 300 a 303 do CPC); Reconvenção (Art. 315 a 318 do CPC); Exceção (Art. 304 a 314 do CPC). DA RESPOSTA DO RÉU DISPOSIÇÕES GERAIS Uma vez efetuada a citação válida, a relação jurídica processual está completa, surgindo o ônus do réu de oferecer a defesa contra fatos e direitos sustentados pelo

Leia mais

GEORGIOS ALEXANDRIDIS

GEORGIOS ALEXANDRIDIS GEORGIOS ALEXANDRIDIS Leiloeiro Oficial do Estado de São Paulo e Advogado Doutor em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP (2016) Mestre em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP (2008) Especialista

Leia mais

DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO

DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO Formação do processo ETAPAS DA ESTABILIZAÇÃO DO PROCESSO DA FORMAÇÃO DO PROCESSO Art. 262. O processo civil começa por

Leia mais

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS Sumário SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS TENDÊNCIAS PARA OS CONCURSOS PÚBLICOS... 15 CÓDIGO PROCESSUAL CIVIL... 37 PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS... 37 TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS

Leia mais

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial.

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial. Direito Processual Civil I EXERCÍCIOS - 2º BIMESTRE Professor: Francisco Henrique J. M. Bomfim 1. a) Explique como ocorre a formação da relação jurídica processual: R. Início do Processo: Por iniciativa

Leia mais

ÍNDICE GERAL ÍNDICE SISTEMÁTICO

ÍNDICE GERAL ÍNDICE SISTEMÁTICO ÍNDICE GERAL Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 19 Referências bibliográficas... 1853 Índice Alfabético-Remissivo do Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015)... 1877 ÍNDICE

Leia mais

Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL TÍTULO I DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO Seção II Do Auxílio Direto Arts.

Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL TÍTULO I DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO Seção II Do Auxílio Direto Arts. Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS... 39 TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS FUNDAMENTAIS E DA APLICAÇÃO DAS NORMAS PROCESSUAIS... 39 CAPÍTULO I DAS NORMAS FUNDAMENTAIS

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: PROCESSO DE CONHECIMENTO (CÓD. ENEX 60123) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

Art Os atos do juiz consistirão em sentenças, decisões interlocutórias e despachos.

Art Os atos do juiz consistirão em sentenças, decisões interlocutórias e despachos. SENTENÇA Nos termos dos artigos 162, 1º do CPC: Art. 162. Os atos do juiz consistirão em sentenças, decisões interlocutórias e despachos. 1º Sentença é o ato do juiz que implica alguma das situações previstas

Leia mais

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Sumário LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Capítulo 1 Da Jurisdição...3 1.1. Conceito de Jurisdição... 5 1.2. Exercício da Jurisdição Quem Exerce a Jurisdição?...15 1.3. Características da Jurisdição...17

Leia mais

Procedimentos no Novo CPC e Julgamento Conforme. Professor Zulmar Duarte

Procedimentos no Novo CPC e Julgamento Conforme. Professor Zulmar Duarte Procedimentos no Novo CPC e Julgamento Conforme Professor Zulmar Duarte Procedimentos no Novo CPC Processo Relação Processual Art. 238. Citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA 1 Respostas do Réu - Contestação INTRODUÇÃO - Princípio da bilateralidade: AÇÃO E REAÇÃO - juiz só pode decidir nos autos após ter ouvido as duas partes, a

Leia mais

DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA. DA AÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CPC artigos 914 / Introdução

DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA. DA AÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CPC artigos 914 / Introdução DOS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS DE JURISDIÇÃO CONTENCIOSA DA AÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CPC artigos 914 / 919 Prestação de contas: 1 - Introdução em sentido comum, prestar contas ou dar conta de alguma coisa

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Tutela provisória II. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Tutela provisória II. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Tutela provisória II Prof. Luiz Dellore Gênero Espécies Subespécies Tutela Provisória Tutela de urgência - Tutela cautelar - Tutela antecipada Tutela de evidência -- Art. 294.

Leia mais

Formação, suspensão e extinção do processo

Formação, suspensão e extinção do processo Formação, suspensão e extinção do processo Direito Processual Civil I Prof. Leandro Gobbo 1 Princípios norteadores da formação do processo Art. 2 o O processo começa por iniciativa da parte e se desenvolve

Leia mais

DIREITO PROC. CIVIL 3 BIMESTRE Prof. Carmela

DIREITO PROC. CIVIL 3 BIMESTRE Prof. Carmela Processo e procedimento Procedimento comum e procedimentos especiais DIREITO PROC. CIVIL 3 BIMESTRE Prof. Carmela Processo O Estado Poe á disposição das partes três espécies de tutela jurisdicional: -

Leia mais

Tutelas no novo CPC: Liminares?

Tutelas no novo CPC: Liminares? Tutelas no novo CPC: Liminares? Valter Nilton Felix Quando os efeitos da tutela definitiva são antecipados pelo juízo, tem-se a tutela provisória, satisfativa (fornecimento de certidão negativa é ordenada

Leia mais

SUSPENSÃO DO PROCESSO (NCPC)

SUSPENSÃO DO PROCESSO (NCPC) SUSPENSÃO DO PROCESSO (NCPC) PROCESSO CIVIL Curso de Direito Processual Civil de Fredie Didier (2016) INTRODUÇÃO - A paralisação da marcha processual sempre depende de decisão judicial. Para Didier, essa

Leia mais

A) INTRODUÇÃO 7 1. Noção de direito processual civil 7 2. Princípios estruturantes do direito processual civil 11

A) INTRODUÇÃO 7 1. Noção de direito processual civil 7 2. Princípios estruturantes do direito processual civil 11 A) INTRODUÇÃO 7 1. Noção de direito processual civil 7 2. Princípios estruturantes do direito processual civil 11 B) CLASSIFICAÇÃO DAS ACÇÕES 31 1. Classificação das acções quanto ao objecto 31 1.1. Acção

Leia mais

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL Disciplina: Direito Processual Civil I Período: 2º EMENTA DIREITO PROCESSUAL 1) DIREITO PROCESSUAL: Conceito; fases civilista, autonomista e finalista; fontes Constituição Federal, Lei Federal e Ordinária,

Leia mais

Atos de Ofício Cíveis Aula 04. Danny Martins.

Atos de Ofício Cíveis Aula 04. Danny Martins. Atos de Ofício Cíveis Aula 04 Danny Martins danny2010@uol.com.br DISTRIBUIÇÃO DE FEITOS Quando houver mais de uma vara, a petição inicial deverá ser distribuída; Quando houver apenas uma, a petição será

Leia mais

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4" edição Nota à 3" edição Nota à 2" edição e sumário)...

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4 edição Nota à 3 edição Nota à 2 edição e sumário)... índice Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição...... 25 Nota à 4" edição... 27 Nota à 3" edição......... 31 Nota à 2" edição... 33 INTRODUÇÃO 1. O chamado "processo de conhecimento"... 35 2. Do "processo de

Leia mais

AULA 24. Os pressupostos genéricos são a probabilidade do direito, perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo.

AULA 24. Os pressupostos genéricos são a probabilidade do direito, perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. Turma e Ano: Master A (2015) 06/07/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 24 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 24 CONTEÚDO DA AULA: Tutela provisória : tutela

Leia mais

ADRIANA SAWARIS NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL. 1ª Edição MAI 2013

ADRIANA SAWARIS NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL. 1ª Edição MAI 2013 ADRIANA SAWARIS NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 206 QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS GABARITADAS Seleção das Questões: Prof.ª Adriana Sawaris Organização e Diagramação: Mariane dos Reis 1ª Edição MAI

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. Prof. Eduardo

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. Prof. Eduardo CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Prof. Eduardo A que se presta o Código de Processo Civil? FACULDADE ASSIS GURGACZ CÓDIGO CIVIL DE 2002 Parte Geral Livro I Das pessoas Livro II Dos bens Livro III Dos fatos jurídicos

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO 1 Nomeação à autoria arts. 62 a 69, CPC. Intervenção de terceiros Mecanismo de correção do polo passivo Dever do réu, vide art. 69, CPC. 1.1 - A nomeação

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

Petição inicial. Direito Processual Civil II. Prof. Leandro Gobbo 1

Petição inicial. Direito Processual Civil II. Prof. Leandro Gobbo 1 Petição inicial Direito Processual Civil II Prof. Leandro Gobbo 1 Petição inicial - conceito É o ato que dá início ao processo, e define os limites subjetivo e objetivo da lide, que deverão ser respeitados

Leia mais

Sem Solução de mérito (artigo 485 CPC) Com Solução de mérito (artigo 487 CPC) Com satisfação da obrigação (artigo 924 CPC) Fase Cognitiva

Sem Solução de mérito (artigo 485 CPC) Com Solução de mérito (artigo 487 CPC) Com satisfação da obrigação (artigo 924 CPC) Fase Cognitiva Processo Civil de Conhecimento Aula VIII 04/05/2017 Extinção do Processo Extinção Sem Solução de mérito (artigo 485 CPC) Com Solução de mérito (artigo 487 CPC) Com satisfação da obrigação (artigo 924 CPC)

Leia mais

CORREÇÃO DE PROVA. ESCREVENTE TJ 2015.

CORREÇÃO DE PROVA. ESCREVENTE TJ 2015. CORREÇÃO DE PROVA. ESCREVENTE TJ 2015. PROFESSORA JULIANA VIEIRA PEREIRA 37. Incumbe ao escrivão (A) efetuar avaliações e executar as ordens do juiz a que estiver subordinado. (B) estar presente às audiências

Leia mais

Procedimento: é um dos conceitos fundamentais no direito

Procedimento: é um dos conceitos fundamentais no direito Aula 2 revisão de Processo Civil: fases procedimentais, julgamento do estado em que se encontra o processo: extinção, julgamento antecipado e saneamento do processo. processual. Procedimento: é um dos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 5º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

Conteúdo: Demanda: Funções, Requisitos e Efeitos. Citação: Conceito, Funções, Natureza Jurídica, Espécies e Efeitos. Revelia: Conceito e Efeitos.

Conteúdo: Demanda: Funções, Requisitos e Efeitos. Citação: Conceito, Funções, Natureza Jurídica, Espécies e Efeitos. Revelia: Conceito e Efeitos. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 19 Professor: Edward Carlyle Conteúdo: Demanda: Funções, Requisitos e Efeitos. Citação: Conceito, Funções, Natureza Jurídica, Espécies e

Leia mais

AULA 14. Espécies de Intervenção de terceiro no novo CPC. d) Incidente de desconsideração da personalidade jurídica

AULA 14. Espécies de Intervenção de terceiro no novo CPC. d) Incidente de desconsideração da personalidade jurídica Turma e Ano: Master A (2015) 11/05/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 14 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 14 CONTEÚDO DA AULA: denunciação da lide a) Assistência

Leia mais

LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015

LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015 LEI Nº 13.105, DE 16 DE MARÇO DE 2015 Código de Processo Civil. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: PARTE GERAL LIVRO V DA TUTELA PROVISÓRIA

Leia mais

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil. [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil.   [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Descomplicando o Novo Código de Processo Civil www.carreiradoadvogado.com.br www.carreiradoadvogado.com.br [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Página 1 Página 2 Sobre a Autora Flávia Teixeira Ortega

Leia mais

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO II - ACTOS PROCESSUAIS DAS PARTES

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO II - ACTOS PROCESSUAIS DAS PARTES Prática Processual Civil I FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO Modalidades do acesso ao direito e à justiça. O conceito de insuficiência económica. Revogação

Leia mais

Lei /2015/13 2 Novo Código de Processo Civil (NCPC)

Lei /2015/13 2 Novo Código de Processo Civil (NCPC) Top Temas: O Procedimento Comum no Novo CPC (2015) Matéria / Aula: O Procedimento Comum no Novo CPC 02: Professor: Rodolfo Hartmann 1 Monitora: Helena Ribeiro Lei 13.105/2015/13 2 Novo Código de Processo

Leia mais

Pratica Jurídica I Civil I 7 semestre. AULA 07 Contestação ESTRUTURA BÁSICA DA CONTESTAÇÃO. Juiz da causa (art. 297, CPC). Tratamento: autor e réu.

Pratica Jurídica I Civil I 7 semestre. AULA 07 Contestação ESTRUTURA BÁSICA DA CONTESTAÇÃO. Juiz da causa (art. 297, CPC). Tratamento: autor e réu. AULA 07 Contestação ESTRUTURA BÁSICA DA CONTESTAÇÃO Competência Partes Hipóteses de cabimento Fundamento legal Fatos Fundamentação jurídica Pedido Provas Valor da causa Juiz da causa (art. 297, CPC). Tratamento:

Leia mais

Aula 98. Revelia (Parte II): Lembre-se que qualquer procedimento é composto por: demanda citação resposta instrução decisão final (sentença).

Aula 98. Revelia (Parte II): Lembre-se que qualquer procedimento é composto por: demanda citação resposta instrução decisão final (sentença). Turma e Ano: Direito Processual Civil - NCPC (2016) Matéria / Aula: Art. 345 - Revelia sem o efeito material / 98 Professor: Edward Carlyle Monitora: Laryssa Marques Aula 98 Revelia (Parte II): Lembre-se

Leia mais

TABELA DE PRAZOS PROCESSUAIS TJSP 2017

TABELA DE PRAZOS PROCESSUAIS TJSP 2017 NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL TABELA DE PRAZOS PROCESSUAIS TJSP 2017 Dentro do estudo do Direito Processual Civil, o edital do TJSP abrange os seguintes pontos: arts. 144 a 5 impedimento e suspeição auxiliares

Leia mais

RAQUEL BUENO DIREITO PROCESSUAL CIVIL

RAQUEL BUENO DIREITO PROCESSUAL CIVIL RAQUEL BUENO DIREITO PROCESSUAL CIVIL VUNESP 2015 ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO 1. Incumbe ao escrivão a) estar presente às audiências e coadjuvar o juiz na manutenção da ordem. b) efetuar avaliações e

Leia mais

SUMÁRIO. PRIMEIRA PARTE - O PROCESSO CIVIL BRASILEIRO NO SÉCULO XX I E A IMPORTÃNClA DA TUTELA DECLARATORIA. 1.1 Antecede:ntes do Código de

SUMÁRIO. PRIMEIRA PARTE - O PROCESSO CIVIL BRASILEIRO NO SÉCULO XX I E A IMPORTÃNClA DA TUTELA DECLARATORIA. 1.1 Antecede:ntes do Código de SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À 6." ED IÇAo. NOTA DO AUTOR À 5." EDIÇÃO. PREFÁCIO À L " EDIÇÃO - THEREZA AlVIM. 11 PRIMEIRA PARTE - O PROCESSO CIVIL BRASILEIRO NO SÉCULO XX I E A IMPORTÃNClA DA TUTELA DECLARATORIA

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Partes, MP e litisconsórcio. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Partes, MP e litisconsórcio. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Partes, MP e litisconsórcio Prof. Luiz Dellore 1. Partes: autor e réu 1.1 Capacidades a) Capacidade de ser parte: pode ser parte em um processo judicial quem tem a possibilidade

Leia mais

DPRCIV3 Direito Processual Civil III Plano de Ensino - 1. Petição inicial. Requisitos. (arts. 282 a 285-A)

DPRCIV3 Direito Processual Civil III Plano de Ensino - 1. Petição inicial. Requisitos. (arts. 282 a 285-A) Questões para Fixação da Aula 1. Segundo o art. 282, I, do CPC, a petição inicial indicará: I - o juiz ou tribunal, a que é dirigida, sendo dever do autor se guiar pelas regras de competência para tanto.

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA, LISBOA 27 DE NOVEMBRO DE 2015 Ana Celeste Carvalho

UNIVERSIDADE CATÓLICA, LISBOA 27 DE NOVEMBRO DE 2015 Ana Celeste Carvalho UNIVERSIDADE CATÓLICA, LISBOA 27 DE NOVEMBRO DE 2015 Ana Celeste Carvalho O Artigo 45.º sofre alterações (exercício de clarificação): - pressuposto material da norma: que a pretensão do autor seja fundada

Leia mais

Prática Processual Civil. Programa

Prática Processual Civil. Programa ORDEM DOS ADVOGADOS COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I - A CONSULTA JURÍDICA 1.1 - A consulta ao cliente 1.2 - Tentativa de resolução amigável 1.3 - A gestão do

Leia mais

Direito Empresarial OAB 2ª Fase Giovani Magalhães Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Direito Empresarial OAB 2ª Fase Giovani Magalhães Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Direito Empresarial OAB 2ª Fase Giovani Magalhães 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. B.O.P.E. Batalhão de Operações para Provas de Empresarial: S.O.S. 2ª Fase

Leia mais

ATOS PROCESSUAIS. 2 - Forma dos atos processuais - CPC, art. 188/211

ATOS PROCESSUAIS. 2 - Forma dos atos processuais - CPC, art. 188/211 Curso Escrevente SP Atos processuais Código de Processo Civil - dos Atos Processuais (Livro IV): da Forma, do Tempo e do Lugar dos Atos Processuais (Título I), da Comunicação dos Atos Processuais (Título

Leia mais

Nesta linha, o prazo da contestação, da exceção e da reconvenção é o mesmo, qual seja: 15 dias.

Nesta linha, o prazo da contestação, da exceção e da reconvenção é o mesmo, qual seja: 15 dias. RESPOSTA DO RÉU Contestação; Exceção; Reconvenção DA REVELIA Art. 319. Se o réu não contestar a ação, reputar-se-ão verdadeiros os fatos afirmados pelo autor. Art. 320. A revelia não induz, contudo, o

Leia mais

D A N I E L L E T O S T E 3 A N W W W. D A N I T O S T E. C O M

D A N I E L L E T O S T E 3 A N W W W. D A N I T O S T E. C O M 1. Quando se considera inepta a petição inicial? A petição é considerada inepta quando: A) Lhe faltar pedido ou causa de pedir; B) Da narração dos fatos não decorrer logicamente a conclusão; C) O pedido

Leia mais

6. AÇÕES POSSESSÓRIAS 6.1 A

6. AÇÕES POSSESSÓRIAS 6.1 A 6. AÇÕES POSSESSÓRIAS 6.1 A posse e seus efeitos - O que é a posse? - Quais os efeitos oriundos da posse? > Direito à tutela possessória > Percepção dos frutos > Indenização pelas benfeitorias > Direito

Leia mais

DPRCIV3 Direito Processual Civil III. Plano de Ensino - 3. Do Indeferimento da Petição inicial. (arts. 295 a 285-A)

DPRCIV3 Direito Processual Civil III. Plano de Ensino - 3. Do Indeferimento da Petição inicial. (arts. 295 a 285-A) DPRCIV3 Direito Processual Civil III Plano de Ensino - 3. Do Indeferimento da Petição inicial. (arts. 295 a 285-A) Questões para Fixação da Aula Indeferimento da Inicial (arts. 295 a 296) 1. O art. 295,

Leia mais

Reunião Técnica ANEFAC. Execução e Anulação de Sentença Arbitral. Palestrante: Elis Wendpap

Reunião Técnica ANEFAC. Execução e Anulação de Sentença Arbitral. Palestrante: Elis Wendpap Reunião Técnica ANEFAC Execução e Anulação de Sentença Arbitral Palestrante: Elis Wendpap elis.wendpap@veirano.com.br Arbitragem Marco legal no Brasil: Lei n. 9.307/1996 Supremo Tribunal Federal, 2001:

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Sentença e coisa julgada. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Sentença e coisa julgada. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Sentença e coisa julgada Prof. Luiz Dellore 1. Providências preliminares Após a inicial e contestação, pode ser que uma destas ocorram no processo: - especificação de provas, caso

Leia mais

UNIP 1º. SEM 2014 DISCIPLINA: PROCESSO CIVIL DE CONHECIMENTO PROFESSOR: VARCILY QUEIROZ BARROSO

UNIP 1º. SEM 2014 DISCIPLINA: PROCESSO CIVIL DE CONHECIMENTO PROFESSOR: VARCILY QUEIROZ BARROSO UNIP 1º. SEM 2014 DISCIPLINA: PROCESSO CIVIL DE CONHECIMENTO PROFESSOR: VARCILY QUEIROZ BARROSO 1 AULA N. 04 2.3 DAS NULIDADES (art. 243 a 250) 2 INTRODUÇÃO NULIDADE DO ATO Ocorre quando o ato é praticado

Leia mais

06/02/2017 AÇÃO DISTRIBUIÇÃO DESPACHO CITAÇÃO CONTESTAÇÃO

06/02/2017 AÇÃO DISTRIBUIÇÃO DESPACHO CITAÇÃO CONTESTAÇÃO Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) 99112-3636 - netobv@hotmail.com Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais 1 PROCESSO AÇÃO DISTRIBUIÇÃO DESPACHO CITAÇÃO CONTESTAÇÃO

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Revelia no Procedimento Comum Ordinário / Módulo de Conhecimento. Professor Rafael Menezes

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Revelia no Procedimento Comum Ordinário / Módulo de Conhecimento. Professor Rafael Menezes DIREITO PROCESSUAL CIVIL Revelia no Procedimento Comum Ordinário / Módulo de Conhecimento Professor Rafael Menezes Réu Ação Omissão FACULDADE OBRIGAÇÃO ÔNUS Art. 297. O réu poderá oferecer, no prazo, de

Leia mais

Tribunais e MPU -Fernando Gajardoni-Camilo Zufelato-Proc Civil-5ed.indb 9 24/03/ :20:57

Tribunais e MPU -Fernando Gajardoni-Camilo Zufelato-Proc Civil-5ed.indb 9 24/03/ :20:57 Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO... 17 1. PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS... 17 2. JURISDIÇÃO... 22 2.1. Generalidades e conceito... 22 2.2. Características... 23 2.3. Divisão... 24 3. AÇÃO E PROCESSO...

Leia mais

ACÓRDÃO 3ª TURMA NULIDADE JULGAMENTO EXTRA PETITA É nula a sentença que julga pretensão diversa da formulada pelo Autor. Buffet Amanda Ltda.

ACÓRDÃO 3ª TURMA NULIDADE JULGAMENTO EXTRA PETITA É nula a sentença que julga pretensão diversa da formulada pelo Autor. Buffet Amanda Ltda. ACÓRDÃO 3ª TURMA NULIDADE JULGAMENTO EXTRA PETITA É nula a sentença que julga pretensão diversa da formulada pelo Autor. Recorrente: Buffet Amanda Ltda. Recorridos: Alex Sandro Farias de Oliveira Marina

Leia mais

TUTELA PROVISÓRIA NO NOVO CPC

TUTELA PROVISÓRIA NO NOVO CPC TUTELA PROVISÓRIA NO NOVO CPC Prof. Advogado. Mestre em Processo Civil pela PUC/SP. LL.M pela University of California Berkeley School of Law. DA TUTELA PROVISÓRIA Disposições gerais Art. 294 A tutela

Leia mais

SENTENÇA. Vistos, etc.

SENTENÇA. Vistos, etc. CONCLUSÃO Ao(s) 28 de maio de 2012, faço estes autos conclusos ao Exmo. Dr. Juiz de Direito da 3ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho, do que para constar lavrei este termo. Eu, Escrivã Titular, subscrevo.

Leia mais

Petição Inicial II. Professor Zulmar Duarte

Petição Inicial II. Professor Zulmar Duarte Petição Inicial II Professor Zulmar Duarte Petição Inicial Controle de Admissibilidade pelo Juiz (arts. 321, 330, 332 e 334) Petição Inicial Emenda da Inicial Juízo de Admissibilidade Improcedência Liminar

Leia mais

Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS JURISDIÇÃO Generalidades e conceito

Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS JURISDIÇÃO Generalidades e conceito Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO... 21 1. PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS... 21 2. JURISDIÇÃO... 26 2.1. Generalidades e conceito... 26 2.2. Características... 27 2.3. Divisão... 28 3. AÇÃO E PROCESSO...

Leia mais

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada o Semelhança advinda da sumariedade, medida cautelar e antecipação da tutela não se confundem. Distinguem as figuras no objetivo; a medida cautelar

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO 2 SOLUÇÃO DE LITÍGIOS PERANTE O PODER JUDICIÁRIO 2.1 Estrutura jurisdicional brasileira 2.2 Lide, processo e

Leia mais

Contestação: É a principal modalidade de defesa do réu. A CLT faz menção à defesa do réu nos arts. 847 e 848 da CLT.

Contestação: É a principal modalidade de defesa do réu. A CLT faz menção à defesa do réu nos arts. 847 e 848 da CLT. RESPOSTA DO RÉU CPC: contestação, exceção e reconvenção. São modalidades de defesa do réu de acordo com o 1- CONTESTAÇÃO Contestação: É a principal modalidade de defesa do réu. A CLT faz menção à defesa

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Citação e Intimação Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal CITAÇÃO E INTIMAÇÃO TÍTULO X Das Citações e Intimações CAPÍTULO I DAS CITAÇÕES

Leia mais

Turmas Especiais 2015 Programa da disciplina.

Turmas Especiais 2015 Programa da disciplina. Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo FDSBC Curso de Prática Jurídica Civil Prof. Titular Pedro Marini Neto Prof. Substituto Estevan Lo Ré Pousada Turmas Especiais 2015 Calendário de atividades

Leia mais

NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL

NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL INSTITUTOS IMPORTANTES PARA O MERCADO DE SEGUROS MARCIO MALFATTI NOVEMBRO 2016 DO INCIDENTE DE RESOLUÇÃO DE DEMANDAS REPETITIVAS IRDR DO CABIMENTO Art. 976. É cabível a instauração

Leia mais

Intervenção de Terceiros

Intervenção de Terceiros Intervenção de Terceiros É o instituto que possibilita o ingresso no processo de um terceiro, estranho à relação originária entre autor e réu, estabelecendo uma nova relação jurídica secundária, autônoma

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 7º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA:

Leia mais

PROCESSO DE EXECUÇÃO CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. Prof. Luis Fernando

PROCESSO DE EXECUÇÃO CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. Prof. Luis Fernando PROCESSO DE EXECUÇÃO CUMPRIMENTO DE SENTENÇA Prof. Luis Fernando CPC, 475-L Art. 475-I. O cumprimento da sentença far-se-á conforme os arts. 461 e 461-A desta Lei ou, tratando-se de obrigação por quantia

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 18/05 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV 2.3 PROCEDIMENTO DA LEI DE DROGAS (Lei 11.343/06) - Procedimento Previsto nos artigos 54 a 59 da

Leia mais

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 2013 EMENTA DIREITO CIVIL: Noções gerais. Capacidade Civil e disponibilidade e indisponibilidade de direitos. Atos e negócios jurídicos. Vícios de consentimento. Prescrição

Leia mais

Aula 91. Contestação (Parte IV): Art Incumbe ao réu, antes de discutir o mérito, alegar: II - incompetência absoluta e relativa.

Aula 91. Contestação (Parte IV): Art Incumbe ao réu, antes de discutir o mérito, alegar: II - incompetência absoluta e relativa. Turma e Ano: Direito Processual Civil - NCPC (2016) Matéria / Aula: Contestação. Defesas processuais Artigo 337, II a VII / 91 Professor: Edward Carlyle Monitora: Laryssa Marques Aula 91 Contestação (Parte

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo II SUBSTABELECIMENTO... 31

SUMÁRIO. Capítulo II SUBSTABELECIMENTO... 31 SUMÁRIO Capítulo I PROCURAÇÃO AD JUDICIA... 19 1. Conceito... 19 2. Extensão dos poderes conferidos pelo outorgante ao advogado... 21 3. Modelo da procuração ad judicia com poderes para o foro em geral...

Leia mais

EMBORA IMPORTANTÍSSIMAS, AS PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES CORREM O RISCO DE NÃO SAÍREM DO PAPEL

EMBORA IMPORTANTÍSSIMAS, AS PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES CORREM O RISCO DE NÃO SAÍREM DO PAPEL EMBORA IMPORTANTÍSSIMAS, AS PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES CORREM O RISCO DE NÃO SAÍREM DO PAPEL Lúcio Delfino Pós-Doutor em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Doutor em Direito

Leia mais

RESPOSTAS DO RÉU. UNIC Universidade de Cuiabá Prof. Eduardo Ramsay de Lacerda

RESPOSTAS DO RÉU. UNIC Universidade de Cuiabá Prof. Eduardo Ramsay de Lacerda RESPOSTAS DO RÉU UNIC Universidade de Cuiabá Prof. Eduardo Ramsay de Lacerda A DEFESA DO RÉU O sistema do processo de conhecimento é dominado pelo princípio do contraditório, que consiste em garantirse

Leia mais

Defesa do réu. Espécies de defesa. 1. Matéria. I. Defesa contra o processo

Defesa do réu. Espécies de defesa. 1. Matéria. I. Defesa contra o processo Defesa do réu O réu ao ser citado é levado a assumir o ônus de defender-se. Bilateralidade da ação/do processo. Ao direito de ação do autor (pretensão deduzida em juízo), equivale o direito de defesa do

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CRÉDITO: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I NOME DO CURSO: DIREITO

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CRÉDITO: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I NOME DO CURSO: DIREITO 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 4º CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CRÉDITO: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA Estrutura do Código de Processo

Leia mais

Unificação das formas de processo tramitação da ação administrativa. Dinamene de Freitas Assistente da FDUL

Unificação das formas de processo tramitação da ação administrativa. Dinamene de Freitas Assistente da FDUL Unificação das formas de processo tramitação da ação administrativa Dinamene de Freitas Assistente da FDUL Tópicos da apresentação Alguns aspetos da tramitação da ação administrativa (AA) na aproximação

Leia mais

Inovações legislativas e aspectos práticos no uso da Mediação em Propriedade Intelectual. Daniela Monteiro Gabbay

Inovações legislativas e aspectos práticos no uso da Mediação em Propriedade Intelectual. Daniela Monteiro Gabbay Inovações legislativas e aspectos práticos no uso da Mediação em Propriedade Intelectual Daniela Monteiro Gabbay 30.08.2016 Escolha da mediação: arte ou ciência? Como escolher a porta mais adequada de

Leia mais

CF. Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário.

CF. Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. JURISDIÇÃO Aspectos gerais Sociedade, lei, desobediência e sanção. Tripartição de Poderes: independência com harmonia. CF. Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo,

Leia mais