C++ - Funções. Forma geral das funções C++

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "C++ - Funções. Forma geral das funções C++"

Transcrição

1 C++ - Funções Conjunto de instruções para executar uma tarefa particular, agrupadas numa unidade com um nome para referenciá-las. O código é agregado ao programa uma única vez e pode ser executado muitas vezes. tipo nome ( declaração dos parâmetros ) { instrução_1; instrução_2;... instrução_n; } Ex.: Função simples Forma geral das funções C++ int celsius (int fahr); //Protótipo (declaração) void main( ) { int c, f; cout << \ndigite a temperatura em Fahrenheit : ; cin >> f; c = celsius (f) ; // Chamada à função cout << \ncelsius = << c; } int celsius (int fahr) { int c; c = (farh - 32) * 5/9; return c; } // Definição da função Protótipo de função É a declaração de uma função. Deve preceder sua definição e sua chamada. Pode ser: externo - escrito antes de qualquer função, como no exemplo anterior. É visível para todas as funções que a chamam. local - escrito no corpo de todas as funções que a chamam, antes da chamada. Void main ( ) { int celsius ( int fahr);... omitido - funções definidas antes de serem chamadas não necessitam de protótipo.

2 Bons programadores escrevem os protótipos de todas as funções, criando para isto, inclusive arquivos de cabeçalho. No protótipo, o nome dos parâmetros é facultativo mas o tipo é obrigatório. Ex.: int celsius (int); Tipos de funções É determinado pelo valor que ela retorna via comando return e não pelo tipo de argumentos que ela recebe. Comando return Termina a execução da função e retorna o controle para a instrução seguinte do código de chamada. Sintaxe : return; return expressão; return (expressão); Ex.: int celsius ( int fahr) { return (fahr - 32) * 5/9; } Observ.: Uma função sem comando return termina quando encontra a chave } que indica fim da função. O comando return pode retornar somente um único valor para a função que chama. Parâmetros da função São as informações transmitidas para uma função. Passagem de parâmetros: por valor por referência Por valor : a função cria uma nova variável para receber o valor passado. Ex.: fahr na função celsius. Por referência : através do operador unário de referência & que cria outro nome para uma variável já criada. Assim a função acessa as variáveis da função que chamou, possibilitando o retorno de mais de um valor. Ex.: Função que reajusta o preço de um produto em 20%, retornando o novo preço e o valor do aumento. void reajusta20 ( float& p, float& r); // Protótipo void main ( ) { float preco, aumento; do { cout << \ninsira preco atual (0 encerra) : ; cin >> preco;

3 reajusta20 (preco, aumento); // Chamada cout << Preco novo : << preco << \naumento : << aumento; } while (preco!= 0.0); void reajusta20 ( float& p, float& r) { r = p*0.2; p = p*1.2; } Referências constantes Utilizadas quando a função não necessita alterar as variáveis. Ex.: int n = 456; const int& n1=n; Estas declarações fazem de n1 um nome read -only para n. Vantagem : Economia de memória e preservação da variável pois: passagem por valor : cria cópia (gasta mais memória) passagem por referência : torna a variável vulnerável (pode ser modificada) Programa com várias funções Um programa pode conter várias funções e qualquer função pode chamar qualquer outra. Não é permitido definir uma função dentro de outra. São módulos independentes. Ex.: Centraliza um texto com moldura void linha (int n); void espacos (int n); void main ( ) { cout << \n\n ; espacos (30); linha (21); cout << \n ; espacos (30); cout << * Feliz Aniversario * \n ; espacos (30); linha (21); } void linha (int n) { for (int i=0; i<n; i++) cout << * ; } void espacos (int n) { for (int i=0; i<n; i++) cout << ;

4 } Ex.: Soma dos quadrados de dois números float somasqr (float m, float n); float sqr (float z); float soma (float m, float n); Função como argumento de outra função void main ( ) { float a, b; cout << \ndigite dois numeros ; cin >> a >> b; cout << \na soma quadrados é << somasqr (a, b); } float somasqr (float m, float n) { return soma (sqr (m), sqr (n) ); } float sqr (float z) { return z*z; } float soma (float m, float n) { return m+n; } Valores default para os argumentos de função Colocados no protótipo. Se forem omitidos os argumentos correspondentes na chamada à função, os valores default serão automaticamente usados. Ex.: Execute para ver a saída void linha (int n = 20, char ch = * ); void main( ) { linha( ); cout << \n ; linha (34); cout << \n ; linha 45, = ) cout << \n ; } void linha (int n, char ch) { for (int i=0; i<n; i++) cout << ch; } Observ. : Se um argumento for omitido, todos os subsequentes deverão ser omitidos.

5 linha (, + ); // ERRO Se um parâmetro for inicializado, todos os seguintes devem ser inicializados. void linha (int n=20, char ch); //ERRO Sobrecarga de funções Família de funções com o mesmo nome mas com lista de parâmetros diferentes (número ou tipo). Ex.: Cálculo do cubo de um número int cubo (int n); float cubo (float n); double cubo (double n); void main( ) { cout << cubo(876) << \n ; cout << cubo(12.34) << \n ; cout << cubo(double( )) << \n ; } int cubo (int n) { return n*n*n; } float cubo (float n) { return n*n*n; } double cubo (double n) { return n*n*n; } Observ. : O sistema considera somente a lista de parâmetros para escolher a função apropriada a cada chamada, e não o valor de retorno. int minhaf (int); float minhaf (int); // Errado. Parâmetro igual Funções inline A palavra chave inline, quando colocada como primeiro elemento do cabeçalho da definição de uma função, causa a inserção de uma nova cópia da função em todo o lugar onde ela é chamada. Uso : Com funções pequenas. Vantagem : Poupa tempo de execução.

6 #include <conio.h> inline char minusculo (char ch) { return ((ch >= A && ch <= Z )? (ch- A + a ) : ch); } Observ. : A definição de uma função inline deve preceder a primeira chamada a ela (código escrito antes de main).

Linguagem C. Funções

Linguagem C. Funções Linguagem C Funções Funções Uma função é um conjunto de instruções desenhadas para cumprir uma tarefa particular Funções dividem grandes tarefas de computação em tarefas menores Permitem que todos os outros

Leia mais

Linguagem C Funções. André Tavares da Silva.

Linguagem C Funções. André Tavares da Silva. Linguagem C Funções André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Funções É uma coleção de comandos identificados por um nome (identificador); As funções executam ações e podem retornar valores; main, printf

Leia mais

C++ - Matrizes. Observ.: C++ não avisa quando o limite de uma matriz foi excedido. Providenciar a verificação é responsabilidade do programador.

C++ - Matrizes. Observ.: C++ não avisa quando o limite de uma matriz foi excedido. Providenciar a verificação é responsabilidade do programador. C++ - Matrizes É um conjunto de variáveis, do mesmo tipo, referenciadas por um único nome, onde cada variável é diferenciada por meio de um número entre colchetes chamado índice. Declaração : tipo nome

Leia mais

Métodos Computacionais. Comandos Condicionais e de Repetição em C

Métodos Computacionais. Comandos Condicionais e de Repetição em C Métodos Computacionais Comandos Condicionais e de Repetição em C Tópicos da Aula Hoje vamos acrescentar comportamentos mais complexos a programas em C Comandos Condicionais if-else switch Comandos de Repetição

Leia mais

Exercícios... Capítulo 15. if62c. prof. Robinson Vida Noronha. Monday, March 23, 15

Exercícios... Capítulo 15. if62c. prof. Robinson Vida Noronha. Monday, March 23, 15 Exercícios... Capítulo 15 if62c prof. Robinson Vida Noronha 1 15.1.a) Em C++, é possível ter várias funções com o mesmo nome, que operam sobre diferentes tipos ou números de argumentos. Isso é chamado

Leia mais

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ aula II - Variáveis e constantes. Prof.: Bruno Gomes

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ aula II - Variáveis e constantes. Prof.: Bruno Gomes Fundamentos de Programação Linguagem C++ aula II - Variáveis e constantes Prof.: Bruno Gomes 1 Variáveis Representa uma porção da memória que pode ser utilizada pelo programa para armazenar informações

Leia mais

Métodos Computacionais. Funções, Escopo de Variáveis e Ponteiros

Métodos Computacionais. Funções, Escopo de Variáveis e Ponteiros Métodos Computacionais Funções, Escopo de Variáveis e Ponteiros Tópicos da Aula Hoje vamos detalhar funções em C Escrevendo funções Comando return Passagem de argumentos por valor Execução de uma função

Leia mais

2ª Licenciatura AED1 e PC1 Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO

2ª Licenciatura AED1 e PC1 Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO 2ª Licenciatura AED1 e PC1 Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO A identificação de problemas mais complexos resultará no desenvolvimento de algoritmos também mais complexos para resolve-os. Uma abordagem eficiente

Leia mais

Anhanguera Educacional S.A. Centro Universitário Ibero-Americano

Anhanguera Educacional S.A. Centro Universitário Ibero-Americano O C++ foi inicialmente desenvolvido por Bjarne Stroustrup durante a década de 1980 com o objetivo de melhorar a linguagem de programação C, mantendo a compatibilidade com esta linguagem. Exemplos de Aplicações

Leia mais

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio) Módulo 1 Introdução AEDS I C++ (Rone Ilídio) Introdução Linguagens de Programação Fonte Compilador Executável SO I Hardware C++ - Características Evolução do C, ou seja, possui a mesma sintaxe É uma linguagem

Leia mais

Estruturas de Dados Aula 2: Estruturas Estáticas 02/03/2011

Estruturas de Dados Aula 2: Estruturas Estáticas 02/03/2011 Estruturas de Dados Aula 2: Estruturas Estáticas 02/03/2011 Tipos Básicos Quantos valores distintos podemos representar com o tipo char? Operadores de Incremento e Decremento ++ e -- Incrementa ou decrementa

Leia mais

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C DCC 120 Laboratório de Programação Variáveis Uma variável representa um espaço na memória do computador para armazenar um determinado tipo de dado. Em C,

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO

Algoritmos e Estruturas de Dados I Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO Algoritmos e Estruturas de Dados I Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO A identificação de problemas mais complexos resultará no desenvolvimento de algoritmos também mais complexos para resolve-os. Uma abordagem

Leia mais

Linguagem de Programação I. Aula 10 Funções

Linguagem de Programação I. Aula 10 Funções Linguagem de Programação I Aula 10 Funções Da Aula Anterior Tipos de dados básicos e operadores em C Declaração de variáveis e modificadores de tipo Estruturas de Controle Arrays unidimensionais Geração

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada 1º Programa: olamundo.c #include // biblioteca padrão de E/S /* Programa Olá Mundo */ int main(void) { printf( Olá mundo\n ); //exibe Olá mundo

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) Factorial Definição de função para cálculo de factorial Scheme (define (factorial n) (if (= n 1) 1 (* n (factorial (- n 1))))) C int factorial (int n) { if (n == 1) return

Leia mais

ponteiros INF Programação I Prof. Roberto Azevedo

ponteiros INF Programação I Prof. Roberto Azevedo ponteiros INF1005 -- Programação I -- 2016.1 Prof. Roberto Azevedo razevedo@inf.puc-rio.br ponteiros tópicos o que são ponteiros operadores usados com ponteiros passagem de ponteiros para funções referência

Leia mais

Capítulo 3: Programando com Funções

Capítulo 3: Programando com Funções Capítulo 3: Programando com Funções INF1004 e INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Organização de Código Um programa de computador representa a implementação

Leia mais

Comandos de controle de fluxo: if / for / while / do while.

Comandos de controle de fluxo: if / for / while / do while. Conceitos básicos do C. 2 Introdução às funções. Entrada e saída. Comandos de controle de fluxo: if / for / while / do while. Variáveis, constantes, operadores e expressões Switch / break / matrizes e

Leia mais

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1)

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Objetivos O principal objetivo deste artigo é explicar alguns conceitos fundamentais de programação em C. No final será implementado um programa envolvendo todos

Leia mais

Funções em Linguagem C Parte II

Funções em Linguagem C Parte II Slides inicialmente preparados pelo Prof. Dr. Claudio Fabiano Motta Toledo Funções em Linguagem C Parte II Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1. Semestre 2017 Sumário Introdução a Ponteiros Escopo de Variáveis

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: funções

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: funções Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: funções Prof. Renato Pimentel 1 Linguagem C: funções Definição: blocos de código que podem ser chamados de dentro de um programa.

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) IAED Tagus, 2009/2010 Organização de Ficheiros em C Organização Típica de Ficheiros em C Inclusão de bibliotecas de sistema Inclusão de bibliotecas locais Definição de

Leia mais

Fábio da Fontoura Beltrão Felipe Augusto Chies Lucas Fialho Zawacki Marcos Vinicius Cavinato Matheus de Carvalho Proença

Fábio da Fontoura Beltrão Felipe Augusto Chies Lucas Fialho Zawacki Marcos Vinicius Cavinato Matheus de Carvalho Proença C++ Fábio da Fontoura Beltrão Felipe Augusto Chies Lucas Fialho Zawacki Marcos Vinicius Cavinato Matheus de Carvalho Proença Primeiro Programa //Primeiro Programa C++ #include int main() { std::cout

Leia mais

Modularidade - Fun ções e Procedimentos

Modularidade - Fun ções e Procedimentos Modularidade - Fun ções e Procedimentos José Gustavo de Souza Paiva Problema Em diversas situa ções, é preciso executar uma tarefa específica diversas vezes em um programa, variando apenas os dados de

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Introdução à Linguagem C Eduardo Simões de Albuquerque Instituto de Informática UFG 13/03/2006 1 História Inventada e desenvolvida por Dennis Ritchie em um DEC- PDP 11 Originária de: BCPL desenvolvida

Leia mais

Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição

Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição Fundamentos de Programação Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Estruturas de Controle Permitem o controle da sequência de execução de um

Leia mais

Módulo 4. Instruções for, while e do/while. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 4. Instruções for, while e do/while. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Módulo 4 Instruções for, while e do/while Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Estrutura de repetição for Repete uma seqüência de comando O número de vezes que ocorrerá a repetição é controlado

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

Introdução à Programação em C

Introdução à Programação em C Introdução à Programação em C Tipos e Operadores Elementares Estruturas de Controlo Resumo Novidades em C Exemplo: Factorial Tipos de Dados Básicos Saltos Condicionais: if-then-else Valor de retorno de

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Por que usar funções? Escopo de Variáveis Declarando uma

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo OPERADORES Um operador é um símbolo

Leia mais

Programação Orientada a Objetos Aula I Declaração de classes, métodos construtores. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN

Programação Orientada a Objetos Aula I Declaração de classes, métodos construtores. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN Programação Orientada a Objetos Aula I Declaração de classes, métodos construtores Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Introdução Na aula de hoje: Declaração de classes Métodos Construtores Exercícios de criação

Leia mais

Introdução à Computação MAC0110

Introdução à Computação MAC0110 Introdução à Computação MAC0110 Prof. Dr. Paulo Miranda IME-USP Aula 2 Variáveis e Atribuições Memória Principal: Introdução Vimos que a CPU usa a memória principal para guardar as informações que estão

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

Técnicas de Programação:

Técnicas de Programação: Técnicas de Programação: Programação Orientada a Objeto PROF. PROTÁSIO DEE-UFPB Classes e Objetos Classe É uma estrutura de dados que pode conter: Objeto Dados, e Funções. É uma instância de uma classe.

Leia mais

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões INF1005: Programação 1 Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões 08/03/10 (c) Paula Rodrigues 1 Tópicos Principais Programando em C Funções Variáveis Define Operadores e Expressões Entrada e Saída

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo LAÇOS Laços são comandos da linguagem

Leia mais

ITENS FUNDAMENTAIS Programando em C++

ITENS FUNDAMENTAIS Programando em C++ INFORMÁTICA E COMPUTAÇÃO - CMP 1060 AULA 3 ITENS FUNDAMENTAIS Programando em C++ 1. Constantes São valores que são mantidos fixos pelo compilador. Tipo de Dado Exemplos de Constantes char b \n \0 int 2

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CENTRO 06. Funções, variáveis, parâmetros formais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CENTRO 06. Funções, variáveis, parâmetros formais UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CENTRO 06 Disciplina: Linguagem de Programação C Profª Viviane Todt Diverio Funções, variáveis, parâmetros formais

Leia mais

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN Fundamentos de Programação Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Linguagem de Programação Constituída por símbolos e por regras para combinar esses símbolos

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Introdução a classes e objetos Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Estruturas de Seleção if... else Operador condicional (? : ) switch Aula de Hoje Estruturas de Repetição: while/do... while/for

Leia mais

Controlo de Execução. K&R: Capitulo 3

Controlo de Execução. K&R: Capitulo 3 Controlo de Execução K&R: Capitulo 3 IAED, 2009/2010 Controlo de Execução Instruções e Blocos if else-if switch Ciclos: Instruçõeswhile e for Instruçãodo-while break e continue goto e labels 2 IAED, 2009/2010

Leia mais

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

C++ - Ponteiros (continuação) cout << \nquantas notas? ; cin >> tamanho; notas = new int[tamanho]; //aloca memória

C++ - Ponteiros (continuação) cout << \nquantas notas? ; cin >> tamanho; notas = new int[tamanho]; //aloca memória C++ - Ponteiros (continuação) Dimensionando matrizes em tempo de execução : Exemplo int tamanho; int *notas; // ponteiro para inteiro cout > tamanho; notas = new int[tamanho];

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ 1 - VARIÁVEIS Variáveis espaço de memória reservado para armazenar tipos de dados, com um nome para referenciar seu conteúdo. Observações importantes Todas as variáveis devem

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Aula VIII Prof. Felício Bruzzi Barros Maio de 2008 Sobrecarga de operadores matriz A, B, C, D; multiplica(a,b,c); soma(a,b,d); escreve(d); matriz A, B, C, D; C=A*B; D=A+B;

Leia mais

C++ - Classes e Objetos

C++ - Classes e Objetos C++ - Classes e Objetos Classe : Tipo que combina os dados e as funções para operá-los. Objeto : variável de uma classe. Partes dados-membro ou variáveis de instância funções-membro ou métodos Definição

Leia mais

Treinamento Olimpíada Brasileira de Informática

Treinamento Olimpíada Brasileira de Informática Treinamento Olimpíada Brasileira de Informática Prof. Roberto Affonso da Costa Junior Universidade Federal de Itajubá AULA 01 Introdução Estrutura do programa Prof. Roberto Affonso da Costa Junior rcosta62br@gmail.com

Leia mais

Métodos Computacionais

Métodos Computacionais Métodos Computacionais Objetivos da Disciplina e Introdução a Linguagem C Construções Básicas Objetivos da Disciplina Objetivo Geral Discutir técnicas de programação e estruturação de dados para o desenvolvimento

Leia mais

C++ - Sobrecarga de Operadores

C++ - Sobrecarga de Operadores C++ - Sobrecarga de Operadores Sobrecarregar um operador significa redefinir seu símbolo, de maneira que ele se aplique também a tipos de dados definidos pelo usuário como classes e estruturas. A implementação

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação

Linguagem e Técnicas de Programação Linguagem C Função Prof. Edwar Saliba Júnior Fevereiro de 2011 Unidade 07 Função 1 Conceitos As técnicas de programação dizem que, sempre que possível, evite códigos extensos, separando o mesmo em funções,

Leia mais

Encapsulamento e Métodos (Construtores e Estáticos) João Paulo Q. dos Santos

Encapsulamento e Métodos (Construtores e Estáticos) João Paulo Q. dos Santos Encapsulamento e Métodos (Construtores e Estáticos) Sobrecarga de Métodos João Paulo Q. dos Santos joao.queiroz@ifrn.edu.br Roteiro Conceitos sobre Encapsulamento; Variável this; Métodos Construtores;

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Primeiro programa em C #include int main() { int num1, num2, result; scanf("%d",&num1); scanf("%d",&num2); result = num1 + num2; printf("%d",

Leia mais

Tipos Abstratos de Dados. Estrutura de Dados

Tipos Abstratos de Dados. Estrutura de Dados Tipos Abstratos de Dados Tipo Abstrato de Dados ou TAD Idéia principal: desvincular o tipo de dado (valores e operações) de sua implementação: O que o tipo faz e não como ele faz! Vantagens da desvinculação:

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If...

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Else Switch Prof. Renato Pimentel 1 Operações relacionais Operações

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

Linguagem C (continuação)

Linguagem C (continuação) Linguagem C (continuação) Funções, arrays e ponteiros Slides adaptados, inspirados, muitos copiados dos slides do professor Pedro Pereira Centro de Cálculo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa João

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Engenharia de CONTROLE e AUTOMAÇÃO Introdução à Linguagem C Aula 02 DPEE 1038 Estrutura de Dados para Automação Curso de Engenharia de Controle e Automação Universidade Federal de Santa Maria beltrame@mail.ufsm.br

Leia mais

Fundamentos de Programação

Fundamentos de Programação Fundamentos de Programação Linguagem C++: arrays - aula I Bruno Emerson Gurgel Gomes 1 1 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN) 2012 Bruno Gomes (IFRN) Fundamentos de Programação

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Passagem de Parâmetros e Estruturas. Pedro O.S. Vaz de Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Passagem de Parâmetros e Estruturas. Pedro O.S. Vaz de Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013 Passagem de Parâmetros e Estruturas Pedro O.S. Vaz de Melo A passagem de parâmetros Toda função define um processamento a ser realizado. Este processamento depende

Leia mais

Introdução à linguagem C++

Introdução à linguagem C++ Estrutura de Dados e Algoritmos e Programação e Computadores II Aula 2: Introdução à linguagem C++ Introdução à linguagem C++ Conceitos básicos: variáveis, tipos de dados, constantes, I/O, etc. Estruturas

Leia mais

MESMO QUE ESTAS VARIÁVEIS TENHAM NOME IDÊNTICOS

MESMO QUE ESTAS VARIÁVEIS TENHAM NOME IDÊNTICOS Funções As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Porque usar funções? Para permitir o reaproveitamento de código já construído (por você ou por outros programadores);

Leia mais

Módulo 5 Vetores e Alocação Dinâmica

Módulo 5 Vetores e Alocação Dinâmica Estruturas de Dados Módulo 5 Vetores e Alocação Dinâmica 1/9/2005 (c) Dept. Informática - PUC-Rio 1 Referências Waldemar Celes, Renato Cerqueira, José Lucas Rangel, Introdução a Estruturas de Dados, Editora

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

Sumário. Introdução à Ciência da Computação. Ponteiros em C. Introdução. Definição. Por quê ponteiros são importantes?

Sumário. Introdução à Ciência da Computação. Ponteiros em C. Introdução. Definição. Por quê ponteiros são importantes? Introdução à Ciência da Computação Ponteiros em C Prof. Ricardo J. G. B. Campello Sumário Introdução Definição de Ponteiros Declaração de Ponteiros em C Manipulação de Ponteiros em C Operações Ponteiros

Leia mais

Algoritmo e Técnica de Programação - Linguagem C

Algoritmo e Técnica de Programação - Linguagem C Algoritmo e Técnica de Programação Linguagem C Gilbran Silva de Andrade 5 de junho de 2008 Introdução A liguagem C foi inventada e implementada por Dennis Ritchie em um DEC PDP-11 que utilizava o sistema

Leia mais

GABARITO Questão a b c d e

GABARITO Questão a b c d e Documento gerado por Contato: smarttest@smarttest.com.br Instituto Federal Catarinense Curso: Engenharia Mecânica Turma: 2016/Turma Extra Disciplina: Informática para Engenharia Docente: Ricardo Antonello

Leia mais

Aula 25: Funções com Arrays

Aula 25: Funções com Arrays CI208 - Programação de Computadores Aula 25: Funções com Arrays Prof. MSc. Diego Roberto Antunes diegor@inf.ufpr.br www.inf.ufpr.br/diegor Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Exatas Departamento

Leia mais

Computação e Programação Aula prática nº 5. Enunciados dos problemas

Computação e Programação Aula prática nº 5. Enunciados dos problemas Enunciados dos problemas 1 2. Implementação de uma calculadora 2.1 Objectivos do exercício análise sequencial de um problema baseada em objectos e desenvolvimento do respectivo algoritmo; codificação do

Leia mais

12. SOBRECARGA DE OPERADOR

12. SOBRECARGA DE OPERADOR Linguagem de Programação C++ 44 12. SOBRECARGA DE OPERADOR Uma forma de C++ alcançar o polimorfismo é por meio do uso de sobrecarga de função. A sobrecarga, simplificadamente, consiste na redefinição de

Leia mais

Métodos. Utilizados para dividir o programa em subprogramas

Métodos. Utilizados para dividir o programa em subprogramas Métodos Isidro Métodos Utilizados para dividir o programa em subprogramas Métodos Porque é importante o uso de métodos? Evita retrabalho Diminui o tamanho do código Aumenta a clareza Dividir e Conquistar

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 INF1007: Programação 2 0 Revisão 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 Tópicos Principais Variáveis e Constantes Operadores e Expressões Entrada e Saída Tomada de Decisão Construção com laços

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

Linguagem C: funções e ponteiros. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: funções e ponteiros. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: funções e ponteiros Prof. Críston Algoritmos e Programação Funções Recurso das linguagens de programação que permite dar um nome para um conjunto de instruções Facilita a reutilização de algoritmos

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

Capítulo 3: Programando com Funções

Capítulo 3: Programando com Funções Capítulo 3: Programando com Funções Waldemar Celes e Roberto Ierusalimschy 9 de Fevereiro de 01 1 Organização de códigos Um programa de computador representa a implementação de uma solução de um determinado

Leia mais

Computação 2. Aula 5. Profª. Fabiany defines vetor, strings e matriz por parâmetros de função

Computação 2. Aula 5. Profª. Fabiany defines vetor, strings e matriz por parâmetros de função Computação 2 Aula 5 defines vetor, strings e matriz por parâmetros de função Profª. Fabiany fabianyl@utfpr.com.br #define A diretiva #define define um identificador e uma string que o substituirá toda

Leia mais

Modularização: Funções em C

Modularização: Funções em C Modularização: Funções em C Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan Muitas vezes um problema grande pode ser resolvido mais facilmente se for dividido em pequenas partes. Tratar

Leia mais

Aula 14: Funções Passagem de Parâmetros por Referência

Aula 14: Funções Passagem de Parâmetros por Referência CI208 - Programação de Computadores Aula 14: Funções Passagem de Parâmetros por Referência Prof. MSc. Diego Roberto Antunes diegor@inf.ufpr.br www.inf.ufpr.br/diegor Universidade Federal do Paraná Setor

Leia mais

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Variáveis e Operadores Prof. Leonardo Barreto Campos Sumário Variáveis: Tipos de variáveis; Nome da variável; Palavras reservadas; A função printf(); A função scanf(); Variáveis locais; Variáveis

Leia mais

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação Linguagem C Controle do Fluxo de Execução Lógica de Programação Caro(a) aluno(a), Aqui começaremos a escrever os nossos primeiros programas em uma Linguagem de Programação. Divirta-se!!! Estrutura Seqüencial

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Parte IV. Linguagens de Programação. Relembrando da Última Aula... Empacotador de Préprocessadores. Primeiro Exemplo Usando Classes em C++

Parte IV. Linguagens de Programação. Relembrando da Última Aula... Empacotador de Préprocessadores. Primeiro Exemplo Usando Classes em C++ Linguagens de Programação Parte IV Prof. Miguel Elias Mitre Campista http://www.gta.ufrj.br/~miguel Introdução à Programação (Continuação) Relembrando da Última Aula... Ponteiros e strings Mais exemplos

Leia mais

Conceitos Básicos da Linguagem C++ Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Conceitos Básicos da Linguagem C++ Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Conceitos Básicos da Linguagem C++ Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário As Origens da Linguagem C++; Primeiro Programa em C++; Declaração e Leitura de Variáveis; Estruturas de Seleção; if; switch; Estruturas

Leia mais

Variáveis primitivas e Controle de fluxo

Variáveis primitivas e Controle de fluxo Variáveis primitivas e Controle de fluxo Material baseado na apostila FJ-11: Java e Orientação a Objetos do curso Caelum, Ensino e Inovação, disponível para download em http://www.caelum.com.br/apostilas/

Leia mais

Introdução. Atributos em Java. Atributos. Acesso à atributos em Java. Atributo versus variável. Atributos, métodos e encapsulamento.

Introdução. Atributos em Java. Atributos. Acesso à atributos em Java. Atributo versus variável. Atributos, métodos e encapsulamento. Introdução Atributos, métodos e encapsulamento joao@ecomp.uefs.br Atributos Ipos de acesso: private, public, protected e default Encapsulamento Métodos Construtores Criando objetos Departamento de Ciências

Leia mais

As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Sua sintaxe é:

As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Sua sintaxe é: Linguagem C-Funções Objetivos No primeiro capítulo foi dito que um programa em C pode ser composto de uma ou mais funções, sendo que a única obrigatória é main (). Agora, estudaremos como utilizar outras

Leia mais

Universidade de São Paulo São Carlos Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. Material preparado pela profa Silvana Maria Affonso de Lara

Universidade de São Paulo São Carlos Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. Material preparado pela profa Silvana Maria Affonso de Lara Universidade de São Paulo São Carlos Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação FUNÇÕES EM C 1 Material preparado pela profa Silvana Maria Affonso de Lara 2º semestre de 2010 ROTEIRO DA AULA Definição

Leia mais

C++ - Funções Virtuais (Polimorfismo) Base. Deriv0 Deriv1 Deriv2. print( ) print( ) print( ) dv0 dv1 dv2. p[0] = &dv0; p[1] = &dv1; p[2] = &dv2;

C++ - Funções Virtuais (Polimorfismo) Base. Deriv0 Deriv1 Deriv2. print( ) print( ) print( ) dv0 dv1 dv2. p[0] = &dv0; p[1] = &dv1; p[2] = &dv2; C++ - Funções Virtuais (Polimorfismo) Polimorfismo : (assumir várias formas) Em C++ indica a habilidade de uma única instrução chamar diferentes funções e portanto assumir formas diferentes. Veja isto

Leia mais

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Calculo da área de um triângulo Algoritmo Área Var base,

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

Funções - Variáveis globais

Funções - Variáveis globais - Variáveis globais Variáveis globais são declaradas fora de todas as funções do programa. Elas são conhecidas e podem ser alteradas por todas as funções do programa. Quando uma função tem uma variável

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais