DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO"

Transcrição

1 DO PROCESSO Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO

2 Princípios Constitucionais do Processo Princípio do Devido Processo Legal ( artigo 5o., LIV- CF) - o substantive due process of law: garantia do trinômio vida-liberdade-propriedade, assegurando-se a razoabilidade das leis, que devem cumprir sua finalidade processual -o procedural due process of law : garantia do pleno acesso à justiça, como garantia de acesso á ordem jurídica justa

3 Princípios Constitucionais do Processo 2) Princípio da isonomia ( artigo 5o., I. é o principal corolário do devido processo legal, exigindo um tratamento equilibrado entre seus sujeitos, como os prazos idênticos para recorrer e contra-arrazoar ( CPC, art. 508), ou diferenciados, em função da superação de desigualdades materiais ( CPC, art. 188), paridade de armas para os incapazes ( CPC, art. 82, I)

4 Princípios Constitucionais do Processo 3) Princípio do Contraditório ( CF, artigo 5o., LV) com a efetiva possibilidade de participação dos interessados na formação do provimento jurisdicional, direito à participação no processo. - Possibilidade de postecipação do contraditório ante situações de risco de dano irreparável. 4) Princípio da Motivação das decisões judiciais ( CF, art. 93, IX) 5) Princípio da Tempestividade da tutela jurisdicional ( CF, art. 5o., LXXVIII ( razoável duração do processo e garantia, assegurando-se meios que garantam a celeridade de sua tramitação.

5 DO PROCESSO NATUREZA JURÍDICA Processo é um método de composição dos litígios, um instrumento da jurisdição. Tem a natureza de uma relação jurídica, como o concebeu Oskar von Bülow. Procedimento é a exteriorização do processo, o revestimento externo dos atos processuais.

6 Espécies de Processo - Pressupostos processuais Processo de conhecimento, de Execução e Cautelar Pressupostos subjetivos: RELATIVOS AO JUIZ: competência e imparcialidade. RELATIVOS ÀS PARTES: capacidade das partes e representação por advogados ( capacidade para ser parte, capacidade para estar em juízo e capacidade para postular em juízo) Pressupostos objetivos: forma processual adequada, petição inicial apta, e inexistência de litispendência, de coisa julgada e de nulidades.

7 A RELAÇÃO JURÍDICA PROCESSUAL Processo é considerado como uma soma de atos que têm por objetivo solucionar um litígio, ou efetivar direito já reconhecido ou prestar segurança a outro processo. Também é concebido como relação jurídica autônoma, de existência independente da relação de direito material nele deduzida. Como relação jurídica, o processo gera direitos e obrigações aos que dele participam. Sujeitos do processo são o juiz e as partes.

8 A RELAÇÃO JURÍDICA PROCESSUAL Partes, no sentido processual, são autor e réu ( aquele que pede uma providência jurisdicional e aquele em face de quem é pedida). Partes no sentido material são os sujeitos da lide, os titulares dos interesses em conflito, com a pretensão de um e a resistência do outro. Como relação jurídica, o processo impõe o princípio da dualidade de partes, tanto que se ocorre confusão entre os sujeitos da lide, o processo se extingue ( CPC, art. 267, X)

9 Capacidade de ser parte, de estar em juízo e de postular em juízo Capacidade de ser parte e capacidade processual ( ou capacidade para estar em juízo). Assistência e representação Substituição processual Substituição de partes e sucessão processual A sucessão pelo Ministério Público na ação popular ( art. 9o. e na ação civil pública, 5o., 3o.

10 DAS PARTES Pessoas não naturais e entidades com capacidade processual. Representação ( v. ART. 12, do CPC). União Estados e Distrito Federal Municípios Massa falida e massa da insolvência Herança jacente ou vacante e espólio Pessoas jurídicas Sociedades sem personalidade jurídica e pessoa jurídica estrangeira Condomínio

11 Exercícios de Fixação ( CESPE- ANALISTA-TSE-2006) A respeito da ação e dos sujeitos do processo, assinale a opção correta. A Ocorre a sucessão processual quando um terceiro assume o lugar do litigante, ocupando a mesma posição e passando a integrar a relação processual na condição de sucessora da parte originária. Nesse caso, o sucessor atua em nome próprio por um direito que lhe é próprio. B Ocorre a substituição processual quando a titularidade da relação processual é atribuída a pessoa distinta da que figura na relação jurídica de direito material, como, por exemplo, ocorre quando a parte é representada em juízo por seus pais ou por seus representantes legais. C Tem legitimidade ativa para agir o titular da pretensão formulada em face de quem é o sujeito passivo dessa mesma pretensão. Essa legitimidade, seja ativa ou passiva, corresponde à capacidade processual de ser parte. D Ocorre cumulação de ações quando se verifica a coexistência de várias ações à disposição e à escolha do autor para fazer valer a sua pretensão contra um ou vários réus, mediante o ajuizamento de duas ou mais ações, por via do mesmo processo.

12 Cespe OAB-2009 CPC, art. 42 Questão 44 ( OAB-CESPE-2009) - Mariana ajuizou ação contra Raimundo, com o objetivo de ver declarada a titularidade que o réu afirmava possuir sobre um bem móvel. Após devidamente citado, Raimundo ofereceu contestação. Posteriormente, ele vendeu o bem a Jorge. Considerando essa situação hipotética, assinale a opção correta. A - Se Jorge quiser ingressar no processo como assistente de Raimundo, deverá fazê-lo, por exigência legal, antes de proferida a sentença. B - Raimundo poderá continuar no processo na condição de substituto processual. C - Proferida a sentença entre as partes originárias, esta não estenderá seus efeitos a Jorge. D - Jorge não poderá substituir Raimundo no processo.

13 CESPE- OAB- 2008/2 Questão 38 - CESPE- OAB- 2008/2) A respeito da capacidade processual, assinale a opção correta. A - Se os interesses do incapaz colidirem com os do representante legal, será dispensável a representação, a critério do juiz. B - A sociedade sem personalidade jurídica será representada em juízo por qualquer dos sócios. C - Atualmente, não existe hipótese em que um cônjuge precise de autorização do outro para propor ação judicial. D - Toda pessoa que se acha no exercício dos seus direitos tem capacidade para estar em juízo.

14 Questões do CESPE Questão 41 ( CESPE-OAB-2008/3) - Com relação ao princípio da investidura ou do juiz natural, assinale a opção correta. A - O órgão jurisdicional, uma vez provocado, não pode recusar-se a dirimir os litígios, tampouco delegar a outro essa função. B - A jurisdição é atividade eqüidistante e desinteressada do conflito. C - A jurisdição só pode ser exercida por juízes ou órgãos previstos na CF. D - Os limites da jurisdição, que são traçados na CF, não podem ser ampliados ou restringidos pelo legislador ordinário.

15 CESPE-OAB Questão 39 ( CESPE-OAB )A respeito das partes e dos procuradores, assinale a opção correta. A - A outorga de procuração para o foro, em geral, habilita o advogado a praticar todos os atos do processo em nome da parte, podendo ele receber e dar quitação, reconhecer a procedência do pedido e firmar qualquer compromisso. B - Ao réu preso, ainda que tenha sido citado pessoalmente, deve ser nomeado curador especial, que tem a incumbência de contestar o feito, sendo-lhe vedado manifestar-se contrariamente àquele que representa. C - No caso de falecimento do procurador do réu, ainda que iniciada a audiência de instrução e julgamento, o juiz deve determinar a suspensão do processo e marcar prazo para que o réu constitua novo mandatário. Findo o prazo, se o réu não cumprir a determinação, o juiz deve determinar o prosseguimento do processo e garantir ao réu curador especial. D - A alienação da coisa litigiosa, no curso do processo, altera a legitimidade das partes, devendo prosseguir a demanda entre adquirente em substituição ao alienante e a parte contrária originária. A decisão proferida na causa em que atua o substituto processual faz coisa julgada para o substituído.

Disciplina: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO. Nota: Nota por extenso: Docente: Assinatura:

Disciplina: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO. Nota: Nota por extenso: Docente: Assinatura: Disciplina: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO Data: 10/outubro/2011 Nota: Nota por extenso: Docente: Assinatura: 1. O que é interpretação autêntica da lei? Critique-a do ponto de vista hermenêutico. (0,5

Leia mais

DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO

DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO DA FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO Formação do processo ETAPAS DA ESTABILIZAÇÃO DO PROCESSO DA FORMAÇÃO DO PROCESSO Art. 262. O processo civil começa por

Leia mais

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1. INTRODUÇÃO 1.1. A importância do combate à corrupção 1.2. Conceito de improbidade administrativa

Leia mais

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Sumário LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Capítulo 1 Da Jurisdição...3 1.1. Conceito de Jurisdição... 5 1.2. Exercício da Jurisdição Quem Exerce a Jurisdição?...15 1.3. Características da Jurisdição...17

Leia mais

Direito Processual do Trabalho. Professor Raphael Maia

Direito Processual do Trabalho. Professor Raphael Maia Direito Processual do Trabalho Professor Raphael Maia 2.1 Funções dos Princípios no Processo do Trabalho: a) Função informadora: a) Tem por objetivo é orientar o legislador b) Função Interpretativa: a)

Leia mais

Processo Civil aula 1

Processo Civil aula 1 Processo Civil aula 1 * Conteúdo da aula: - Jurisdição: conceito, modalidades, estrutura jurisdicional brasileira. - Competência: conceito, espécies, argüição de incompetência, regras de fixação. - Processo:

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

I CONCEITOS PROCESSUAIS BÁSICOS

I CONCEITOS PROCESSUAIS BÁSICOS I CONCEITOS PROCESSUAIS BÁSICOS 1) Pretensão: A pretensão é o desejo de uma pessoa de submeter ao seu o interesse de terceiro, de obter certo benefício, como o recebimento de alguma importância ou a imposição

Leia mais

Direito Civil Direito Civil

Direito Civil Direito Civil DIREITO CIVIL PEÇA PROFISSIONAL Ercília, ao parar diante de faixa de pedestre, na cidade de Patos de Minas MG, teve seu veículo abalroado pelo automóvel conduzido por Otávio e, em razão do acidente, teve

Leia mais

FORENSE PROCESSO CIVIL JOSEVAL MARTINS VIANA TEORIA E PRÁTICA

FORENSE PROCESSO CIVIL JOSEVAL MARTINS VIANA TEORIA E PRÁTICA JOSEVAL MARTINS VIANA FORENSE P R Á T I C A em PROCESSO TEORIA E PRÁTICA CIVIL Procuração ad judicia Substabelecimento Exceções de impedimento e suspeição do juiz Intervenção de terceiros Petição inicial

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL EXERCÍCIOS DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO; DAS CONDIÇÕES DA AÇÃO Prof.ª Helena Guimarães Barreto (TRT/BA 5ª Reg. - Cespe Analista Judiciário 2008) Sobre jurisdição, partes, procuradores,

Leia mais

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada o Semelhança advinda da sumariedade, medida cautelar e antecipação da tutela não se confundem. Distinguem as figuras no objetivo; a medida cautelar

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRANCISCO 1 Nomeação à autoria arts. 62 a 69, CPC. Intervenção de terceiros Mecanismo de correção do polo passivo Dever do réu, vide art. 69, CPC. 1.1 - A nomeação

Leia mais

AULA 9 AÇÃO TRABALHISTA Elementos da Resposta do Réu DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO

AULA 9 AÇÃO TRABALHISTA Elementos da Resposta do Réu DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO AULA 9 AÇÃO TRABALHISTA Elementos da Resposta do Réu DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO RESPOSTAS DO RÉU CONTESTAÇÃO; EXCEÇÃO (Incompetência relativa, suspeição

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

Petição Inicial I. Professor Zulmar Duarte

Petição Inicial I. Professor Zulmar Duarte I Professor Zulmar Duarte Instaura a relação processual (linear) Apresenta a Demanda (causa de pedir e pedido) Litispendência (art. 312) Fixação da competência (art. 43) Requisitos Art. 319 Competência

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. Prof. Eduardo

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. Prof. Eduardo CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Prof. Eduardo A que se presta o Código de Processo Civil? FACULDADE ASSIS GURGACZ CÓDIGO CIVIL DE 2002 Parte Geral Livro I Das pessoas Livro II Dos bens Livro III Dos fatos jurídicos

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. PONTO 1: Introdução PONTO 2: Jurisdição PONTO 3: Ação

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. PONTO 1: Introdução PONTO 2: Jurisdição PONTO 3: Ação 1 DIREITO PROCESSUAL CIVIL PONTO 1: Introdução PONTO 2: Jurisdição PONTO 3: Ação 1) Introdução: Com a evolução da humanidade surgem os direitos fundamentais. Porém, é necessário que sejam protegidos, sendo

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE GOIÁS. Professor Aldo Sabino. Processo Civil Conhecimento. Simulado Discursivas e objetivas

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE GOIÁS. Professor Aldo Sabino. Processo Civil Conhecimento. Simulado Discursivas e objetivas ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE GOIÁS Professor Aldo Sabino Processo Civil Conhecimento Simulado Discursivas e objetivas 1. (Magistratura-GO, 1999 e 2004, Prova Oral, Banca de Processo Civil)

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Aula 6. Intervenção de terceiros. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Aula 6. Intervenção de terceiros. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Aula 6 Intervenção de terceiros Prof. Luiz Dellore 1. Conceito: figura processual que possibilita a terceiro participar do processo. Pode ocorrer de duas formas a) Espontânea:

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Sumário Capítulo 1 A Situação Concreta... 1 1.1. Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Capítulo 2 Petições Cíveis: Procedimento Comum... 7 2.1. Petição Inicial...7

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 7 PETIÇÃO INICIAL. RESPOSTA DO RÉU. REVELIA. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL CIVIL

INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL CIVIL CapítuloI INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL CIVIL... 17 1. Con ito de interesses e lide... 17 2. Funções do direito... 18 2.1. Direção de condutas... 19 2.2. Tratamento dos con itos... 19 3. Modos de tratamento

Leia mais

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial.

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial. Direito Processual Civil I EXERCÍCIOS - 2º BIMESTRE Professor: Francisco Henrique J. M. Bomfim 1. a) Explique como ocorre a formação da relação jurídica processual: R. Início do Processo: Por iniciativa

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 77, DE 2016

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 77, DE 2016 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 77, DE 2016 Dispõe sobre a substituição processual pelo sindicato da categoria profissional. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º O sindicato da categoria profissional,

Leia mais

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e

AULA ) PROCEDIMENTO COMUM (art. 270 e seguintes do CPC a 318 e Turma e Ano: Master A (2015) 08/06/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 18 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 18 CONTEÚDO DA AULA: Procedimento, contestação 10)

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) TÉCNICO TRT s 07 PROVAS 34 QUESTÕES (2012 2010) A apostila contém provas de Direito Processual Civil de concursos da Fundação Carlos Chagas (FCC),

Leia mais

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4" edição Nota à 3" edição Nota à 2" edição e sumário)...

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4 edição Nota à 3 edição Nota à 2 edição e sumário)... índice Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição...... 25 Nota à 4" edição... 27 Nota à 3" edição......... 31 Nota à 2" edição... 33 INTRODUÇÃO 1. O chamado "processo de conhecimento"... 35 2. Do "processo de

Leia mais

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO PROCESSO E O ESTADO DE DIREITO. CONCEITO DE PROCESSO

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO PROCESSO E O ESTADO DE DIREITO. CONCEITO DE PROCESSO ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ ESMEC ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO CONSTITUCIONAL MÓDULO: PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO PROCESSO Profa. Ms. Ana Paula Lima de Melo EMENTA: PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA AÇÃO DE ALIMENTOS COM MODELO DE PETIÇÃO INICIAL E A CONSTRUÇÃO DO PARÁGRAFO JURÍDICO

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA AÇÃO DE ALIMENTOS COM MODELO DE PETIÇÃO INICIAL E A CONSTRUÇÃO DO PARÁGRAFO JURÍDICO AÇÃO DE ALIMENTOS COM MODELO DE PETIÇÃO INICIAL E A CONSTRUÇÃO DO PARÁGRAFO JURÍDICO A ação de alimentos é proposta, quando o autor precisa de pensão alimentícia com o objetivo de prover suas necessidades

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Sentença e coisa julgada. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Sentença e coisa julgada. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Sentença e coisa julgada Prof. Luiz Dellore 1. Providências preliminares Após a inicial e contestação, pode ser que uma destas ocorram no processo: - especificação de provas, caso

Leia mais

Marinoni (fl.152) explica que Parte é um conceito puramente processual, que se afere mediante o simples lanço de olhos ao processo.

Marinoni (fl.152) explica que Parte é um conceito puramente processual, que se afere mediante o simples lanço de olhos ao processo. PARTES E PROCURADORES O conceito de partes é de suma importância para determinar quem pode ser beneficiado pela sentença judicial e contra quem o pronunciamento surte os seus efeitos. As partes do processo

Leia mais

Classificação dos pressupostos processuais

Classificação dos pressupostos processuais Classificação dos pressupostos processuais Doutrina clássica Na Doutrina clássica, há a divisão entre pressupostos de existência e de validade, detalhados a seguir. Existência São requisitos para a constituição

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Código da Disciplina: JUR217 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 4º

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Código da Disciplina: JUR217 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 4º PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Código da Disciplina: JUR217 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 4º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir

Leia mais

Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais

Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) 9112-3636 - netobv@hotmail.com Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais PRINCÍPIO DA INÉRCIA LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002.

Leia mais

PARTES, REPRESENTAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL

PARTES, REPRESENTAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL PARTES, REPRESENTAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL Art. 791 - Os empregados e os empregadores poderão reclamar pessoalmente perante a Justiça do Trabalho e acompanhar as suas reclamações até o final. 1º -

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação

ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA. Respostas do Réu - Contestação ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA TRABALHISTA 1 Respostas do Réu - Contestação INTRODUÇÃO - Princípio da bilateralidade: AÇÃO E REAÇÃO - juiz só pode decidir nos autos após ter ouvido as duas partes, a

Leia mais

Aula 11 - Ação e Petição Inicial 1. Conceituações 2. Natureza jurídica 3. Elementos da ação 4. Condições da ação

Aula 11 - Ação e Petição Inicial 1. Conceituações 2. Natureza jurídica 3. Elementos da ação 4. Condições da ação Aula 11 - Ação e Petição Inicial 1. Conceituações O direito de provocar o exercício da tutela jurisdicional pelo Estado para solucionar dado conflito existente entre certas pessoas denomina-se Ação. Dissidio

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE DIREITO 2º BIMESTRE 1º SEMESTRE - 1º A/B LINGUAGEM JURÍDICA I - PROF.

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE DIREITO 2º BIMESTRE 1º SEMESTRE - 1º A/B LINGUAGEM JURÍDICA I - PROF. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE DIREITO 2º BIMESTRE 1º SEMESTRE - 1º A/B LINGUAGEM JURÍDICA I - PROF. OSVALDO ESTUDO DE PEÇAS JURÍDICAS PROCURAÇÃO AD JUDICIA JUÍZO. PROCURAÇÃO

Leia mais

ATOS, TERMOS, PRAZOS E NULIDADES PROCESSUAIS. Prof. Renato Gama

ATOS, TERMOS, PRAZOS E NULIDADES PROCESSUAIS. Prof. Renato Gama ATOS, TERMOS, PRAZOS E NULIDADES PROCESSUAIS Prof. Renato Gama Classificação: Atos processuais Atos processuais postulatórios, de desenvolvimento, de instrução e de provimento. Atos da parte (art. 200

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos.

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. (CPC, arts. 282 a 285-A) Petição Inicial Conceito: petição inicial é o ato formal do autor que introduz a causa em juízo (Vicente, 135). Características:

Leia mais

Art. 238, CPC - Citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual.

Art. 238, CPC - Citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual. Processo Civil de Conhecimento - Aula III - 23/02/2017 Citação - artigo 238, CPC. Art. 238, CPC - Citação é o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual.

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRACISCO

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRACISCO DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRACISCO INTERVENÇÃO LITISCONSORCIAL VOLUNTARIA 1.1 Intervenção de terceiros. Ex. Alunos movem ação contra a faculdade. Outra turma fica sabendo e fazem uma petição

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II PATROCÍNIO

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO 2 SOLUÇÃO DE LITÍGIOS PERANTE O PODER JUDICIÁRIO 2.1 Estrutura jurisdicional brasileira 2.2 Lide, processo e

Leia mais

Justiça Comum. Justiças Especiais

Justiça Comum. Justiças Especiais 1. JURISDIÇÃO. O judiciário é a função jurisdicional do Estado. Jurisdição é a função/poder do Estado, que por intermédio de seus órgãos aplica o direito ao caso concreto. O Direito aplicado é o Direito

Leia mais

Direito Processual Civil III

Direito Processual Civil III Direito Processual Civil III»Aula 19 Providências preliminares: Providências Preliminares Ação Declaratória Incidental X Providências Preliminares 1 Conceito - art. 323 do CPC - providências preliminares

Leia mais

Novo CPC Processo Civil IV Questões

Novo CPC Processo Civil IV Questões Novo CPC Processo Civil IV Questões Novo CPC Processo Civil IV Questões Banco de Questões com as Respostas Fontes: Universidade Estácio de Sá e AjudaJuridica.com Questão 1: Em ação civil pública, promovida

Leia mais

Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares

Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares Quebrando a Banca Processo Civil Damião Soares 2014 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 2014 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ARTIGOS 127 A 130 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO ARTIGOS 127 A 130 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL MINISTÉRIO PÚBLICO ARTIGOS 127 A 130 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Órgão constitucional autônomo, incumbido de promover a ação penal e fiscalizar a execução da lei perante a jurisdição penal e exercer, ante

Leia mais

A União Federal em Juízo. Editora Lumen Juris. 354:347.9(81) S728u 3.ed.

A União Federal em Juízo. Editora Lumen Juris. 354:347.9(81) S728u 3.ed. JOÃO CARLOS SOUTO Procurador da Fazenda Nacional. Mestre em Direito Público. Membro do Instituto dos Advogados da Bahia. Professor de Direito Constitucional. Diretor de Publicações e Relações Internacionais

Leia mais

Décima Sexta Câmara Cível Gabinete do Desembargador Marco Aurélio Bezerra De Melo

Décima Sexta Câmara Cível Gabinete do Desembargador Marco Aurélio Bezerra De Melo AGRAVO DE INSTRUMENTO. DECISÃO AGRAVADA QUE DEFERE ANTECIPAÇÃO DE TUTELA PARA DETERMINAR AO MUNICÍPIO DE NOVA FRIBURGO A DISPONIBILIZAÇÃO DE CONSULTA MÉDICA DE NEUROLOGISTA. RECURSO DO RÉU. Direito à Saúde.

Leia mais

Defesa do réu. Espécies de defesa. 1. Matéria. I. Defesa contra o processo

Defesa do réu. Espécies de defesa. 1. Matéria. I. Defesa contra o processo Defesa do réu O réu ao ser citado é levado a assumir o ônus de defender-se. Bilateralidade da ação/do processo. Ao direito de ação do autor (pretensão deduzida em juízo), equivale o direito de defesa do

Leia mais

IMPACTOS CORPORATIVOS SOBRE AS ALTERAÇÕES DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Carolina Sayuri Nagai Calaf

IMPACTOS CORPORATIVOS SOBRE AS ALTERAÇÕES DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Carolina Sayuri Nagai Calaf IMPACTOS CORPORATIVOS SOBRE AS ALTERAÇÕES DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Carolina Sayuri Nagai Calaf O QUE MUDOU EM LINHAS GERAIS Parágrafo 5º, no art. 46: Execução Fiscal sempre será proposta no domicílio

Leia mais

DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL E DA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL CAPÍTULO I DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL

DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL E DA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL CAPÍTULO I DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL Em virtude do novo Código de Processo Civil (Lei 13.105, de 16.3.15, que entrará em vigor em 17.3.16, passará a vigorar as novas disposições sobre a Competência Internacional, conforme os artigos abaixo

Leia mais

Condições da Ação Penal -Possibilidade jurídica do pedido A pretensão do autor deve referir-se a providência admitida pelo direito objetivo. Para que

Condições da Ação Penal -Possibilidade jurídica do pedido A pretensão do autor deve referir-se a providência admitida pelo direito objetivo. Para que AÇÃO PENAL Ação é o direito subjetivo de se invocar do Estado- Juiz a aplicação do direito objetivo a um caso concreto. Tal direito é público, subjetivo, autônomo, específico, determinado e abstrato (TOURINHO

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS. Curso Agora eu passo (www.cursoagoraeupasso.com.br)

CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS. Curso Agora eu passo (www.cursoagoraeupasso.com.br) CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 2 LITISCONSÓRCIO E ASSISTÊNCIA Professora: Janaína Noleto Curso Agora eu passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso terceiro

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo II SUBSTABELECIMENTO... 31

SUMÁRIO. Capítulo II SUBSTABELECIMENTO... 31 SUMÁRIO Capítulo I PROCURAÇÃO AD JUDICIA... 19 1. Conceito... 19 2. Extensão dos poderes conferidos pelo outorgante ao advogado... 21 3. Modelo da procuração ad judicia com poderes para o foro em geral...

Leia mais

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO. Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa. Ano lectivo de 2014/2015

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO. Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa. Ano lectivo de 2014/2015 UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa Ano lectivo de 2014/2015 DIREITO PROCESSUAL CIVIL I (Disciplina anual do 3.º ano) Responsável pela regência:

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES 2007/1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

PRINCÍPIO = começo; ideia-síntese

PRINCÍPIO = começo; ideia-síntese PRINCÍPIOS INFORMADORES DO DIREITO PROCESSUAL PENAL PRINCÍPIO = começo; ideia-síntese os princípios da política processual de uma nação não são outra coisa senão os segmentos de sua política (ética) estatal

Leia mais

Petição Inicial II. Professor Zulmar Duarte

Petição Inicial II. Professor Zulmar Duarte Petição Inicial II Professor Zulmar Duarte Petição Inicial Controle de Admissibilidade pelo Juiz (arts. 321, 330, 332 e 334) Petição Inicial Emenda da Inicial Juízo de Admissibilidade Improcedência Liminar

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Revisão Criminal. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Revisão Criminal. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Revisão Criminal Gustavo Badaró aula de 10.11.2015 PLANO DA AULA 1. Noções gerais 2. Condições da ação 3. Pressupostos processuais 4. Procedimento 1. NOÇÕES

Leia mais

Breves Considerações sobre Questão Prejudicial e Suspensão do Processo

Breves Considerações sobre Questão Prejudicial e Suspensão do Processo Breves Considerações sobre Questão Prejudicial e Suspensão do Processo elson Rodrigues etto Pós-Doutor em Direito pela Harvard Law School. Doutor em Direito Processual Civil pela PUC/SP. Professor do Curso

Leia mais

Capítulo II A UNIDADE PROCESSUAL Concepção dualista Concepção unitária Em abono da unidade... 40

Capítulo II A UNIDADE PROCESSUAL Concepção dualista Concepção unitária Em abono da unidade... 40 SUMÁRIO Capítulo I A TEORIA GERAL DO PROCESSO... 25 1. Teoria Geral do Processo: objeto e pressuposto... 25 2. A Teoria Geral como tronco dos diferentes ramos do processo... 26 3. Ensino da disciplina...

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Tutela provisória II. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Tutela provisória II. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Tutela provisória II Prof. Luiz Dellore Gênero Espécies Subespécies Tutela Provisória Tutela de urgência - Tutela cautelar - Tutela antecipada Tutela de evidência -- Art. 294.

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Sujeitos Processuais. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Sujeitos Processuais. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Sujeitos Processuais Gustavo Badaró aula de 11.10.2016 1. Noções Gerais 2. Juiz PLANO DA AULA Peritos, interpretes e auxiliares da justiça 3. Ministério

Leia mais

GEORGIOS ALEXANDRIDIS

GEORGIOS ALEXANDRIDIS GEORGIOS ALEXANDRIDIS Leiloeiro Oficial do Estado de São Paulo e Advogado Doutor em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP (2016) Mestre em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP (2008) Especialista

Leia mais

António e Bernardete, brasileiros casados em regime de comunhão de adquiridos, domiciliados no

António e Bernardete, brasileiros casados em regime de comunhão de adquiridos, domiciliados no FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA PROVA ESCRITA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL I - TURMA A REGENTE: PROF. DOUTOR MIGUEL TEIXEIRA DE SOUSA 09-02-2015 DURAÇÃO DA PROVA: 2H00 António e Bernardete,

Leia mais

NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL

NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL INSTITUTOS IMPORTANTES PARA O MERCADO DE SEGUROS MARCIO MALFATTI NOVEMBRO 2016 DO INCIDENTE DE RESOLUÇÃO DE DEMANDAS REPETITIVAS IRDR DO CABIMENTO Art. 976. É cabível a instauração

Leia mais

DA CONVERSÃO DA AÇÃO INDIVIDUAL EM AÇÃO COLETIVA NO NOVO CPC. Por Carlos Eduardo Rios do Amaral

DA CONVERSÃO DA AÇÃO INDIVIDUAL EM AÇÃO COLETIVA NO NOVO CPC. Por Carlos Eduardo Rios do Amaral DA CONVERSÃO DA AÇÃO INDIVIDUAL EM AÇÃO COLETIVA NO NOVO CPC Por Carlos Eduardo Rios do Amaral A desejada molecularização das lides em detrimento de ações individuais repetitivas que guardam o mesmo objeto

Leia mais

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12 Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Sumário Antecipação dos Efeitos da Tutela Teoria Geral da Execução Execução

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A ação e suas condições Cleber Santos Guterres O conceito que o nosso código adotou em 1973 foi o de ação que foi inspirado pela teoria das condições da ação que tinha sido influenciado

Leia mais

Aula 1. Sumário. Do impedimento do juiz 2. Da suspeição do juiz 4. Do escrivão 8. Do oficial de justiça 9. Questões 11

Aula 1. Sumário. Do impedimento do juiz 2. Da suspeição do juiz 4. Do escrivão 8. Do oficial de justiça 9. Questões 11 Aula 1 Sumário Conteúdo Página Do impedimento do juiz 2 Da suspeição do juiz 4 Arguição de impedimento e suspeição 7 Do escrivão 8 Do oficial de justiça 9 Questões 11 Dos Impedimentos do Juiz São situações

Leia mais

Direito do Trabalho Teoria Geral dos Recursos Trabalhistas Konrad Mota Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Direito do Trabalho Teoria Geral dos Recursos Trabalhistas Konrad Mota Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Direito do Trabalho Teoria Geral dos Recursos Trabalhistas Konrad Mota 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. TEORIA GERAL DOS RECURSOS TRABALHISTAS Prof.: Konrad

Leia mais

O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E O CONCEITO LEGAL DE CITAÇÃO E INTIMAÇÃO

O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E O CONCEITO LEGAL DE CITAÇÃO E INTIMAÇÃO O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E O CONCEITO LEGAL DE CITAÇÃO E INTIMAÇÃO José Carlos Batista da SILVA 1 RESUMO: Este artigo apresenta os conceitos legais e doutrinários da citação dentro do processo civil.

Leia mais

José, já qualificado vem, respeitosamente, por meio de seu advogado interpor com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I da CLT Recurso Ordinário

José, já qualificado vem, respeitosamente, por meio de seu advogado interpor com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I da CLT Recurso Ordinário EXCELENTÍSSIMO DR. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE Processo número José, já qualificado, vem, respeitosamente, por meio de seu advogado, interpor, com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I

Leia mais

JURISDIÇÃO E AÇÃO AUTOTUTELA JURISDIÇÃO ARBITRAGEM

JURISDIÇÃO E AÇÃO AUTOTUTELA JURISDIÇÃO ARBITRAGEM JURISDIÇÃO E AÇÃO CONCEITO: Ramo do direito público que se estrutura como um sistema de princípios e normas legais regulamentadoras do exercício da função jurisdicional, sendo que esta é função soberana

Leia mais

COMPETÊNCIA FUNCIONAL

COMPETÊNCIA FUNCIONAL Critérios de determinação da competência COMPETÊNCIA INTERNA (Nacional) Competência funcional Competência em razão da matéria (natureza demanda) Competência em razão do valor da causa Competência territorial

Leia mais

Prezados amigos e leitores,

Prezados amigos e leitores, Prezados amigos e leitores, Abaixo, traço breves comentários sobre quatro questões de Direito Processual Civil da prova de analista da área judiciária do concurso do TRT da 1ª Região (2013). Para aprofundar

Leia mais

Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal Cabimento Espécies de ritos do processo do

Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal Cabimento Espécies de ritos do processo do Sumário Manual de Prática Trabalhista Título I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal... 19 Cabimento... 19 Espécies de ritos do processo do trabalho... 19 Rito sumário...

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Intervenção de terceiros. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Intervenção de terceiros. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Intervenção de terceiros Prof. Luiz Dellore 1. Conceito: figura processual que possibilita ao terceiro participar do processo. Pode ocorrer de duas formas: a) Espontânea: terceiro

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Trilogia Estrutural: O Processo. Professor Rafael Menezes

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Trilogia Estrutural: O Processo. Professor Rafael Menezes DIREITO PROCESSUAL CIVIL Trilogia Estrutural: O Processo Professor Rafael Menezes Natureza Jurídica do Processo Teoria Contratualista Ótica jurídica do contrato social de Rousseau O processo seria um contrato

Leia mais

Turmas Especiais 2015 Programa da disciplina.

Turmas Especiais 2015 Programa da disciplina. Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo FDSBC Curso de Prática Jurídica Civil Prof. Titular Pedro Marini Neto Prof. Substituto Estevan Lo Ré Pousada Turmas Especiais 2015 Calendário de atividades

Leia mais

Teoria Geral do Processo

Teoria Geral do Processo Arno Melo Schlichting Teoria Geral do Processo Concreta - Objetiva - Atual Livro 2 3 a Edição SUMÁRIO Apresentação 9 Identificação 11 Natureza... 13 Objetivo... 13 1 Teoria Geral das Ações 15 1.1 Ação,

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Comunicação dos Atos Processuais. Professor Rafael Menezes

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Comunicação dos Atos Processuais. Professor Rafael Menezes DIREITO PROCESSUAL CIVIL Comunicação dos Atos Processuais Professor Rafael Menezes Citações Intimações Cartas Tentativa Conceitual a) o ato pelo qual se chama a juízo o réu ou o interessado a fim de se

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann DISSÍDIO COLETIVO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann DISSÍDIO COLETIVO DISSÍDIO COLETIVO 1. Conceito - Dissídio coletivo é o processo que vai dirimir os conflitos coletivos do trabalho, por meio do pronunciamento do Poder Judiciário, criando ou modificando condições de trabalho

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 831.699 DISTRITO FEDERAL RELATORA RECTE.(S) : MIN. CÁRMEN LÚCIA :EDVALDO BORGES DE ARAÚJO ADV.(A/S) :ANTONIO DANIEL CUNHA RODRIGUES DE SOUZA E OUTRO(A/S) RECDO.(A/S) :CELIO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1. APRESENTAÇÃO A Pós-Graduação em Direito Processual Civil da FAACZ visa à conjugação das referidas áreas em meio à atualização da legislação em vigor,

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (TJ/RJ)

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (TJ/RJ) TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (TJ/RJ) Chegamos ao nosso 2º encontro! Bons estudos! Agora vamos lá! AVISOS: Disponibilizamos Cursos de: LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA DO TJ/RJ -TODOS OS CARGOS

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Coisa Julgada. Professor Rafael Menezes

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Coisa Julgada. Professor Rafael Menezes DIREITO PROCESSUAL CIVIL Coisa Julgada Professor Rafael Menezes Conceitos Gerais Substantivista (Kolher) Processualista (Stein) Carnelutti Imperatividade Liebman Imutabilidade Art. 467. Denomina-se coisa

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO A JURISDIÇÃO NO ESTADO CONSTITUCIONAL INTRODUÇÃO... 29

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO A JURISDIÇÃO NO ESTADO CONSTITUCIONAL INTRODUÇÃO... 29 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 INTRODUÇÃO... 23 Parte I A JURISDIÇÃO NO ESTADO CONSTITUCIONAL INTRODUÇÃO... 29 1. A INFLUÊNCIA DOS VALORES DO ESTADO LIBERAL DE DIREITO E DO POSITIVISMO JURÍDICO SOBRE OS CONCEITOS

Leia mais

Anexo II do Provimento 3/ CÍVEL SENTENÇA DE JULGAMENTO COM RESOLUÇÃO DE MÉRITO (CÍVEL) :

Anexo II do Provimento 3/ CÍVEL SENTENÇA DE JULGAMENTO COM RESOLUÇÃO DE MÉRITO (CÍVEL) : ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA CENTRO ADMINISTRATIVO GOVERNADOR VIRGÍLIO TÁVORA Av. Gal. Afonso Albuquerque de Lima s/n.º - Cambeba Fortaleza Ceará CEP 60.830-120 DDD (0**85)

Leia mais

PROVIDÊNCIAS JURÍDICAS

PROVIDÊNCIAS JURÍDICAS PROVIDÊNCIAS JURÍDICAS São também chamadas e conhecidas por remédios jurídicos. As sete providências jurídicas a seguir enumeradas, são asseguradas a toda e qualquer pessoa dentro do território nacional

Leia mais

Ação Monitória. Mattos, Raquel Monteiro Calanzani de. Ação monitória / Raquel Monteiro Calanzani de Mattos. Varginha, slides.

Ação Monitória. Mattos, Raquel Monteiro Calanzani de. Ação monitória / Raquel Monteiro Calanzani de Mattos. Varginha, slides. Ação Monitória M435a Mattos, Raquel Monteiro Calanzani de. Ação monitória / Raquel Monteiro Calanzani de Mattos. Varginha, 2015. 24 slides. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

Estudo teórico do direito e dos elementos estruturais do direito processual civil e penal.

Estudo teórico do direito e dos elementos estruturais do direito processual civil e penal. 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 PROFESSOR: Wellington José Tristão 1.2 DEPARTAMENTO: Disciplinas de Formação Fundamental 1.3 DISCIPLINA: Teoria Geral do Direito e do Processo 1.4 SÉRIE: 1º TURMAS: A e B TURNOS:

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL MILITAR Silvana Dantas Aula 01 MPU 2017 DIREITO PROCESSUAL PENAL MILITAR PROFª SILVANA DANTAS.

DIREITO PROCESSUAL PENAL MILITAR Silvana Dantas Aula 01 MPU 2017 DIREITO PROCESSUAL PENAL MILITAR PROFª SILVANA DANTAS. 01 MPU 2017 DIREITO PROCESSUAL PENAL MILITAR PROFª SILVANA DANTAS 1 APRESENTAÇÃO CURRÍCULO DO PROFESSOR : possui graduação em direito pela Universidade Federal de Campina Grande PB; Pós-graduanda em Direito

Leia mais