ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11"

Transcrição

1 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11

2 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR Plano de ação previsto para ser desenvolvido no ano letivo de 2011 pelas professoras Ivanete de Souza Ferreira Oliveira, Maria Aparecida Crivelli e Marilza Nunes Nascimento Araújo da Sala de Tecnologias Educacionais da E. E. Dr. Martinho Marques de Taquarussu MS, sob a orientação da professora multiplicadora do NTE Azenaide Abreu Soares Vieira. TAQUARUSSU MS 2011

3 I. IDENTIFICAÇÃO DO PLANO Período de realização: Primeiro e segundo semestre de 2011 (abril a novembro) Órgão: Escola Estadual Dr. Martinho Marques Coordenadores do projeto: Azenaide Abreu Soares Vieira, Ivanete de Souza Ferreira Oliveira, Maria Aparecida Crivelli e Marilza Nunes Nascimento Araújo. Título do Projeto: Integração de Mídias no Currículo Escolar. Tipo de projeto: formação e orientação tecnológica Carga horária total: 100 h/a Responsáveis pelas ações: Azenaide Abreu Soares Vieira, Ivanete de Souza Ferreira Oliveira, Maria Aparecida Crivelli, Marilza Nunes Nascimento Araújo Público Alvo: Gestor, Coordenadores pedagógicos, Professores da educação básica e administrativos da Escola Estadual Dr. Martinho Marques I. INTRODUÇÃO A Escola estadual Dr. Martinho Marques, em conjunto com o NTE, incentiva o uso das tecnologias, procurando desenvolver ações que as integrem na prática de ensino do professor e na aprendizagem dos alunos, tornando assim o ensino mais atrativo, significativo e uma educação gerenciada com eficácia. Diante da necessidade de uso de tecnologias, desenvolveremos no primeiro semestre letivo de 2011 oficinas como: exploração do catálogo de sites úteis; elaboração de vídeos online (Slide.com); técnicas de elaboração de projeto e no segundo semestre oficina de elaboração de projeto, em que os professores serão assessorados STE/NTE e coordenação pedagógica na elaboração,

4 desenvolvimento e conclusão de seus projetos. Assim, acreditamos colaborar para sanar as dificuldades dos professores em integrar algumas tecnologias digitais no currículo escolar. Ao propormos oficinas de técnicas de elaboração de projetos, desejamos contemplar ações previstas no Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE) Dr. Martinho Marques, com também conteúdos da proposta curricular. Dessa forma, objetivamos elevar o desempenho escolar, aumentando as notas nas avaliações internas e externas que são aplicadas na escola. II. JUSTIFICATIVA A Secretaria de Estado de Educação (SED/MS), por intermédio da Coordenadoria de Tecnologia Educacional (COTEC), do Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina (NTE), e Sala de Tecnologia Educacional (STE), propõe para o ano letivo de 2011 diversas ações que contemplam a formação técnico-pedagógica aos Gestores, Coordenadores Pedagógicos e Professores da Educação Básica das escolas da rede estadual de ensino de Mato Grosso do Sul. Após sondagem, mediante questionário respondido pela comunidade escolar feita no final do ano letivo de 2010 e a partir das dificuldades apresentadas, elaboramos este plano de ações, cujo intuito é de planejar as atividades de formação continuada aos profissionais da Escola Estadual Dr. Martinho Marques e também de ações que contemplem as propostas contidas no PDE da escola. A partir deste plano, que norteará nossas ações de trabalho na Sala de Tecnologia Educacional, procuraremos contribuir para o aumento do IDEB da Escola. Portanto, o Plano de Ação da STE vem auxiliar os professores no desenvolvimento das ações sugeridas por eles, dando-lhes suporte técnico mediante oficinas para que realizem projetos de maneira inovadora e instigante ao aluno.

5 III. OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Oferecer formação continuada quanto à integração de tecnologias e webtecnologias à prática de ensino dos Profissionais da Educação Básica da Escola estadual Dr. Martinho Marques. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Desenvolver ações de formação que serão organizadas em oficinas que contemplem a realidade de cada turno da escola; Fomentar o uso de tecnologias pelos professores regentes; Promover a inclusão digital da equipe interna da escola. Contemplar os projetos do Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE). Contemplar, por meio de projetos, conteúdos da proposta curricular. IV. CRONOGRAMA OFICINA ATIVIDADE DATA RESPONSÁVEL Reunião Geral na Escola Exposição do plano de ação e do catálogo aos professores regentes da escola e coordenação pedagógica. 11/04/11 STE Oficina 01 Slide.com (elaboração de vídeo online) 19/04/11 Professor da STE Oficina 02 Publicação de vídeos (slide.com) no blog da escola 26/04/11 STE/NTE Oficina 03 Oficina 04 Oficina 05 Oficina 06 Exploração do catálogo de sites úteis e esboço inicial de projeto didático Técnicas de elaboração de projeto didático (Skype) Revisão final do plano e publicação na página do curso Conclusão da escrita do plano, formatação e publicação na página da escola. 03/05/11 Professor da STE 10/05/11 STE/NTE 17/05/11 Professor da STE 24/05/11 STE

6 Oficina 07 Elaboração de slides (slide.com) da execução dos projetos, publicação na página da escola, divulgação no blog, Oficina 08 Estruturação do projeto de ensino-aprendizagem 01/08 A 12/08 Oficina 09 Enriquecimento (sugestões metodológicas) do projeto 14/06/11 Professor da STE 15 a 19/08 Oficina 10 Registro das etapas dos projetos Durante o desenvolv imento Oficina 11 Divulgação do projeto (blog e wiki) Até o término do ano letivo Oficina 12 Socialização dos projetos desenvolvidos (feira cultural) e avaliação das ações desenvolvidas durante o ano letivo de 2011 em que todos envolvidos responderão um questionário online. Quarto bimestre/ novembro STE NTE Professor regente e STE Professor regente e STE Professor regente/ste/nte V. METODOLOGIA Pautados em uma avaliação feita na STE no ano de 2010, visando contemplar as dificuldades encontradas pelo professor em se fomentar o trabalho integrando tecnologia educacional ao currículo e, ao mesmo tempo, contemplar as ações do PDE 2011 da escola e o currículo, nosso Plano Tecnológico 2011 está organizado em ofícinas em que cada multiplicador da escola se responsabilizará em ministrá-las em seu turno, de acordo com a necessidade pedagógica dos professores da escola e com o cronograma previamente elaborado. A primeira atividade será a exposição do plano de ação e do catálogo aos professores regentes da escola e coordenação pedagógica pelos professores multiplicadores da STE com colaboração do NTE através da Professora Azenaide Abreu Soares Vieira. Em seguida, as oficinas e demais atividades ocorrerão nos três turnos, sendo que cada professor da STE assumirá as atividades. Para isso, duas (02) aulas semanais serão destinadas, totalizando uma carga horária de 40 horas de efetiva atividade de formação, orientação e ensino mediado pela pedagogia de projetos, uma vez que as atividades contemplam a

7 elaboração e execução de projetos de ensino, pelos professores envolvidos no programa de formação. Será construído, antes de dar início às oficinas, um link na página da wiki da escola em que os professores da STE, com o auxílio do multiplicador do NTE, disponibilizarão o presente plano de ação, as ações do PDE previstas a serem desenvolvidas em 2011, o tutorial de cada oficina e o passo a passo de cada encontro semanal. Essa organização é necessária devido a nosso objetivo em orientar as atividades dos professores em momentos não presenciais. A primeira atividade de formação será a exploração orientada do site slide.com (http://www.slide.com/), página que permite a elaboração de slides. Tal oficina será desenvolvida para auxiliar os professores na organização de atividades desenvolvidas por projetos de ensino ou aulas na STE conforme ações do PDE, para posterior divulgação no blog da escola. Tendo isso como objetivo, a segunda oficina de formação será a publicação dos slides produzidos pelos professores cursistas no blog da escola. Para isso, será orientada edição de texto e publicação de slides e outros recursos que os professores acharem importantes. Dessa forma, o nome de usuário e a senha do blog da escola serão socializados entre os professores cursistas, uma vez que entendemos que o blog é uma página de divulgação das atividades de ensino dos professores com aluno e tal manutenção é também responsabilidade destes profissionais. No terceiro encontro, será disponibilizado na página da escola o catálogo de sites e vídeos organizado pelos multiplicadores da STE e NTE, um esboço de projeto de ensino e as ações previstas no PDE Primeiramente, os professores cursistas irão explorar os recursos sugeridos no catálogo. Em seguida, elaborarão o esboço inicial do projeto de ensino, vinculado ao PDE da escola, podendo ser contemplados projetos de ensino disciplinar ou interdisciplinar. Essa atividade será feita livremente pelo professor, cabendo ao multiplicador a orientação de como encontrar os sites e vídeos sugeridos. Na quarta oficina serão apresentadas técnicas de elaboração de projetos a fim enriquecer o conhecimento do professor cursista e melhorar a estruturação dos projetos de ensino elaborados pelos mesmos.

8 A quinta e a sexta oficina serão reservadas para discussão, revisão, formatação e publicação dos projetos na página da escola. Para isso, será organizado um link com os nomes dos cursistas onde publicarão o projeto e todo material desenvolvido durante a execução do projeto. No sétimo encontro os cursistas serão orientados na elaboração slides (slide.com) com fotos e descrição das ações realizadas durante o desenvolvimento do projeto de ensino. Os slides produzidos serão publicados na página da wiki e no blog da escola. No oitavo encontro será a estruturação do projeto de ensino-aprendizagem, de acordo com o passo a passo na wiki da escola. Na nona oficina o professor deverá colocar o projeto no link de seu nome. Em que serão feitas sugestões metodológicas, a fim de enriquecer o projeto. A décima oficina será o registro de divulgação das etapas do projeto. Na décima primeira oficina será feita a publicação do projeto concluído (blog e wiki). E o décimo segundo encontro haverá socialização dos projetos desenvolvidos com uma feira cultural e também avaliação das ações desenvolvidas durante ano letivo de 2011 em que os cursistas responderão um questionário online. VI. AVALIAÇÃO Os cursistas serão avaliados mediante o envolvimento nas ações sugeridas pelos formadores, como também pela presença e pontualidade nos encontros, entrega das atividades de acordo com o cronograma e empenho no desenvolvimento do projeto com seus alunos. O desenvolvimento das atividades da equipe de formadores será avaliado por meio de questionário, esse instrumento será construído com o objetivo de promover a autoavaliação dos cursistas, como também avaliar o trabalho dos multiplicadores da STE/NTE, as ações desenvolvidas no primeiro semestre letivo de Todos envolvidos responderão o questionário publicado online e apresentarão sugestões de ações para o próximo ano letivo.

9

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER. CmapTools

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER. CmapTools ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CmapTools Angélica MS Junho/2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CmapTools Oficina de capacitação do Software CmapTools aos professores da Escola Estadual

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES VERA LUCIA DOS SANTOS GIVANILZA ALVES DOS SANTOS MARIA APARECIDA CRIVELI SIRLEI R. C. DO P.

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES VERA LUCIA DOS SANTOS GIVANILZA ALVES DOS SANTOS MARIA APARECIDA CRIVELI SIRLEI R. C. DO P. ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES VERA LUCIA DOS SANTOS GIVANILZA ALVES DOS SANTOS MARIA APARECIDA CRIVELI SIRLEI R. C. DO P. VITORINO SÓLIDOS GEOMÉTRICOS E OS POLIEDROS DE PLATÃO TAQUARUSSU = MS AGOSTO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO A DESCOBERTA DAS ARTES PLÁSTICAS DE HUMBERTO ESPÍNDOLA PELOS ALUNOS DO 9º ANO A TAQUARUSS/MS AGOSTO-2009 ESCOLA ESTADUAL

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010. Taquarussu- MS Março/10

Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010. Taquarussu- MS Março/10 Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010 Taquarussu- MS Março/10 Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE 2010 Plano de ação previsto para ser desenvolvido no ano letivo

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI INTEGRANDO AS TIC NA PRÁTICA PEDAGÓGICA

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI INTEGRANDO AS TIC NA PRÁTICA PEDAGÓGICA ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI INTEGRANDO AS TIC NA PRÁTICA PEDAGÓGICA IVINHEMA - MS Maio de 2010 ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI INTEGRANDO AS TIC NA PRÁTICA PEDAGÓGICA Projeto elaborado pelos professores

Leia mais

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011.

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011. RESOLUÇÃO/SED n. 2.491, de 8 de dezembro de 2011. Dispõe sobre o Projeto de Implementação das Salas de Tecnologias Educacionais - STEs e a utilização das diversas tecnologias midiáticas nas unidades escola

Leia mais

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL Ipezal/Angélica MS Abril 2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 NOVA ANDRADINA MS DEZEMBRO/2013 ESCOLA IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 Plano de ações previstas a serem executadas no

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO ELIANA PIGARI BAPTISTA. A criação e a Evolução Biológica dos Seres Vivos

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO ELIANA PIGARI BAPTISTA. A criação e a Evolução Biológica dos Seres Vivos ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO ELIANA PIGARI BAPTISTA A criação e a Evolução Biológica dos Seres Vivos TAQUARUSSU MS AGOSTO/2009 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET FAZENDO POP ARTE

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET FAZENDO POP ARTE ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET FAZENDO POP ARTE IVINHEMA MS MAIO DE 2010 ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET FAZENDO POP ARTE Projeto de formação e ensino elaborado pelo professor da STE Ivair Ribeiro

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ANGÉLICA/MS 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCACIONAIS

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCACIONAIS NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCACIONAIS Nova Andradina MS Junho 2011 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA ELABORAÇÃO COLABORATIVA DE CATÁLOGO DE SITES, APLICATIVOS E SOFTWARES ÚTEIS À PRÁTICA DOCENTE

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA ELABORAÇÃO COLABORATIVA DE CATÁLOGO DE SITES, APLICATIVOS E SOFTWARES ÚTEIS À PRÁTICA DOCENTE NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA ELABORAÇÃO COLABORATIVA DE CATÁLOGO DE SITES, APLICATIVOS E SOFTWARES ÚTEIS À PRÁTICA DOCENTE Nova Andradina 2009 NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB ANEXO II Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA. Nova Andradina - MS Fevereiro 2011

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA. Nova Andradina - MS Fevereiro 2011 2011 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA PLANO DE AÇÃO 2011 Nova Andradina - MS Fevereiro 2011 1 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA PLANO DE AÇÃO 2011 Planejamento anual

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL PROFª. NAIR PALÁCIO DE SOUZA PLANO DE AÇÃO STE

ESCOLA ESTADUAL PROFª. NAIR PALÁCIO DE SOUZA PLANO DE AÇÃO STE ESCOLA ESTADUAL PROFª. NAIR PALÁCIO DE SOUZA PLANO DE AÇÃO - 2011 NOVA ANDRADINA-MS ABRIL DE 2011 ESCOLA ESTADUAL PROFª. NAIR PALÁCIO DE SOUZA PLANO DE AÇÃO 2011 Planejamento de ações previstas para o

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SOBRE LOGARITMO

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SOBRE LOGARITMO ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SOBRE LOGARITMO Nova Andradina-MS Outubro/2009 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE TRABALHOS INTERATIVOS DE CIÊNCIAS 2

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE TRABALHOS INTERATIVOS DE CIÊNCIAS 2 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE TRABALHOS INTERATIVOS DE CIÊNCIAS 2 ANGÉLICA-MS MARÇO DE 2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE TRABALHOS INTERATIVOS

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA Elaboração e gerenciamento de projetos e manuseio do CmapTools para construção de mapa conceitual e/ou mapa mental Setembro/2010 NÚCLEO DE TECNOLOGIA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS DE ENSINO

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS DE ENSINO ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS DE ENSINO ANGÉLICA-MS ABRIL DE 2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA. Projeto Movi Maker

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA. Projeto Movi Maker ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA Projeto Movi Maker "Educar é estar mais atento às possibilidades do que aos limites".moran, J. M. ANGÉLICA/MS

Leia mais

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio.

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. Conteúdos: O legado Cultural Grego e Romano. História da África e dos

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CULTURA ESPORTE TURISMO E LAZER ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA 13 DE MAIO PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SÔNIA CRISTINA DE SOUZA ARAÚJO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística

Leia mais

Escola Estadual Luís Vaz de Camões OFICINA FUTURATEC. Ipezal/Angélica MS Novembro de 2014.

Escola Estadual Luís Vaz de Camões OFICINA FUTURATEC. Ipezal/Angélica MS Novembro de 2014. Escola Estadual Luís Vaz de Camões OFICINA FUTURATEC Ipezal/Angélica MS Novembro de 2014. Escola Estadual Luís Vaz de Camões Projeto de formação, elaborado para ser desenvolvido no Novembro de 2014 pela

Leia mais

PLANO DE AÇÃO

PLANO DE AÇÃO INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO SUPERIOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PLANO DE AÇÃO 2016-207 São Luís 2016 1 INTRODUÇÃO O plano de ações da CPA define os rumos dos trabalhos que serão desenvolvidas pela

Leia mais

Curso de Produção Multimídia PUC Minas

Curso de Produção Multimídia PUC Minas Curso de Produção Multimídia PUC Minas Orientações gerais para o TEI (Trabalho de Extensão Interdisciplinar) Prof. Artur Martins Mol Marcos para o 1 o semestre/2014 Definição dos grupos: até 28 de fevereiro

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE ENSINO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE ENSINO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE ENSINO

Leia mais

Impressionismo e Pós Impressionismo

Impressionismo e Pós Impressionismo Escola Estadual Dr.Martinho Marques Edna Terezinha Perigo Barreto Pigari Baptista Impressionismo e Pós Impressionismo Taquarussu - Agosto de 2009. Escola Estadual Dr.Martinho Marques Edna Terezinha Perigo

Leia mais

ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI

ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃOESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PLANO DE AÇÃO 2015 Angélica MS Fevereiro de 2015 GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

Leia mais

Palavras-Chave: Prática Formativa. Desenvolvimento Profissional. Pibid.

Palavras-Chave: Prática Formativa. Desenvolvimento Profissional. Pibid. O SUBPROJETO DO CURSO DE PEDAGOGIA NO PIBID/ CAPES/UFAC COMO PRÁTICA FORMATIVA E SUAS REPERCUSSÕES NO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE: APROXIMAÇÕES INICIAIS Lúcia de Fátima Melo Universidade Federal

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL Dr. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL Dr. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL Dr. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI Silvana Aparecida Bastos Vieira da Silva (Multiplicadora) Maria de Fátima G. de Lima Migliorança (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Angélica - MS 2015 ESCOLA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO A INSERÇÃO DAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO A INSERÇÃO DAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO A INSERÇÃO DAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA IVINHEMA - MS AGOSTO DE 2011 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON ANA PATRÍCIA PICOLO FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO GIOVANA FERREIRA CURSO DE FORMAÇÃO BÁSICA EM INFORMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON ANA PATRÍCIA PICOLO FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO GIOVANA FERREIRA CURSO DE FORMAÇÃO BÁSICA EM INFORMÁTICA ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON ANA PATRÍCIA PICOLO FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO GIOVANA FERREIRA CURSO DE FORMAÇÃO BÁSICA EM INFORMÁTICA NOVA ANDRADINA - MS OUTUBRO DE 009 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON ANA

Leia mais

PLANO DE COORDENAÇÃO DE ÁREA 2014

PLANO DE COORDENAÇÃO DE ÁREA 2014 PLANO DE COORDENAÇÃO DE ÁREA 2014 Área/Habilitação: Enfermagem/ Agente Comunitário de Saúde/ Ensino Técnico Nº de HAE: 12 ETEC: Prof. Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital/SP Nome do Coordenador(a):

Leia mais

A gratificação da função foi implementada pela Lei Complementar nº de 15/10/2007 e pela Lei Complementar nº de 01/07/2013.

A gratificação da função foi implementada pela Lei Complementar nº de 15/10/2007 e pela Lei Complementar nº de 01/07/2013. A Diretora da EE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES, em Guarujá com fundamento na Resolução SE 75 de 30/12/2014, torna público o processo para seleção de docente para a função gratificada de Professor Coordenador

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE. Carla Varela (Multiplicador) Wiliam Ricardo de Carvalho (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE. Carla Varela (Multiplicador) Wiliam Ricardo de Carvalho (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE Carla Varela (Multiplicador) Wiliam Ricardo de Carvalho (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Nova Andradina - MS 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE Carla Varela (Multiplicador)

Leia mais

Projeto: Sala ambiente e Grafite. Cajado Temático

Projeto: Sala ambiente e Grafite. Cajado Temático Projeto: Sala ambiente e Grafite Cajado Temático Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção.( Paulo Freire) JUSTIFICATIVA: A ideia das salas ambiente

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA

DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA Dirigente Regional de Ensino: Liane de Oliveira Bayer Supervisores de Ensino: Mércia, Rita e Roseli PCNPs: Cristiane e Débora PLANO DE AÇÃO ANOS FINAIS E ENSINO MÉDIO PAUTA

Leia mais

JUNHO - 2010 TAQUARUSSU MS

JUNHO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI AZENAIDE ABREU SOARES VIEIRA GERENCIAMENTO DO IGOOGLE, SKYDRIVE E GOOGLE DOCS JUNHO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES

Leia mais

RESOLVE: Normatizar os procedimentos para realização da recuperação paralela no Campus Aracruz do Instituto Federal do Espírito Santo.

RESOLVE: Normatizar os procedimentos para realização da recuperação paralela no Campus Aracruz do Instituto Federal do Espírito Santo. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS ARACRUZ Avenida Morobá, 248 - Bairro Morobá 29192-733 Aracruz ES 27 3256-0958 REGULAMENTO DOS ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 10 DE OUTUBRO

Leia mais

CONSELHO PEDAGÓGICO ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO DOS ESTUDANTES DA ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE

CONSELHO PEDAGÓGICO ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO DOS ESTUDANTES DA ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE CONSELHO PEDAGÓGICO ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO DOS ESTUDANTES DA ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE PIEESS 2017 PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO DOS ESTUDANTES ESS/IPS

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR AVALIAÇÃO CONTEXTUALIZADA BIMESTRAL IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2012 2 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR

Leia mais

Regulamento contendo as Normas de Funcionamento dos LABORATÓRIOS INTERDISCIPLINARES DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES (LIFEs)

Regulamento contendo as Normas de Funcionamento dos LABORATÓRIOS INTERDISCIPLINARES DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES (LIFEs) Regulamento contendo as Normas de Funcionamento dos LABORATÓRIOS INTERDISCIPLINARES DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES (LIFEs) CAPÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º - Os Laboratórios Interdisciplinares

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES FABIANA AP. MACORINI OCON SIRLEI R. C. PRADO VITORINO SIRLEY REGINA BASTOS PEREIRA CAMPANHA DA PALAVRA CERTA

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES FABIANA AP. MACORINI OCON SIRLEI R. C. PRADO VITORINO SIRLEY REGINA BASTOS PEREIRA CAMPANHA DA PALAVRA CERTA ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES FABIANA AP. MACORINI OCON SIRLEI R. C. PRADO VITORINO SIRLEY REGINA BASTOS PEREIRA CAMPANHA DA PALAVRA CERTA TAQUARUSSU/MS JULHO /AGOSTO E SETEMBRO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL

Leia mais

EDITAL N 14/2017 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

EDITAL N 14/2017 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS EDITAL N 14/2017 0 DIRETOR-GERAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO - CAMPUS JUÍNA, no uso de suas atribuições legais, conferidas pela Portaria IFMT N 864, de 19/04/2017,

Leia mais

COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONEX PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA TERMO DE COMPROMISSO MONITOR VOLUNTÁRIO

COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONEX PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA TERMO DE COMPROMISSO MONITOR VOLUNTÁRIO COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONEX PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA TERMO DE COMPROMISSO MONITOR VOLUNTÁRIO CONSIDERANDO que a monitoria acadêmica consiste em propiciar condições para a iniciação

Leia mais

PLANO DE AÇÃO do CEPIC PARA ASSESSORIA NAS ESCOLAS DA RME

PLANO DE AÇÃO do CEPIC PARA ASSESSORIA NAS ESCOLAS DA RME PLANO DE AÇÃO do CEPIC PARA ASSESSORIA NAS ESCOLAS DA RME (...) a informática na educação (hoje) é um novo domínio da ciência que em seu próprio conceito traz embutida a idéia de pluralidade, de inter-relação

Leia mais

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO Claudianny Amorim Noronha A PERSPECTIVA DE ENSINO NO EDITAL DE AÇÕES INTEGRADAS Melhoria do processo de ensino e aprendizagem dos cursos de graduação e pós-graduação,

Leia mais

TRABALHO COLABORATIVO DE UMA PROFESSORA ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL EM UMA ESCOLA COM EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL

TRABALHO COLABORATIVO DE UMA PROFESSORA ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL EM UMA ESCOLA COM EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL TRABALHO COLABORATIVO DE UMA PROFESSORA ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL EM UMA ESCOLA COM EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL Josemaris Aparecida Martinelli - Universidade Estadual de Londrina Josemaris2012@gmail.com

Leia mais

PROPOSTAS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROPOSTAS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROPOSTAS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL VOLUME NÚMERO 2016 ISSN 0000-0000 FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS: SEQUÊNCIAS DO ENSINO INVESTIGATIVAS UTILIZANDO A PLATAFORMA

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANGUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Desenvolvimento de Trabalho de Conclusão de Curso (DTCC) em

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DO ISEPRO

PROGRAMA DE MONITORIA DO ISEPRO PROGRAMA DE MONITORIA DO ISEPRO EDITAL /25 A Direção Geral do Instituto Superior de Educação Programus ISEPRO, através da Coordenação do SAP, no uso de suas atribuições regimentais e regulamentares, tornam

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR MARTINHO MARQUES PROJETO SAUDOSA MALOCA

ESCOLA ESTADUAL DR MARTINHO MARQUES PROJETO SAUDOSA MALOCA ESCOLA ESTADUAL DR MARTINHO MARQUES PROJETO SAUDOSA MALOCA TAQUARUSSU/MS 2009 SALA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL Projeto elaborado pela professora regente Marilza Nunes do Nascimento e professora da Sala de

Leia mais

SEMESTRE LETIVO DO ANO: 2017/1 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher)

SEMESTRE LETIVO DO ANO: 2017/1 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) CRSO DE GRADAÇÃO: Informática Biomédica SÉRIE: 2ª série SEMESTRE LETIVO DO ANO: 2017/1 (X) 1º SEMESTRE ( ) 2º SEMESTRE ( ) 1º e 2º SEMESTRES PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO Código da

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Campus de Crateús

Universidade Federal do Ceará Campus de Crateús Universidade Federal do Ceará Campus de Crateús Edital 03/2016 - Campus da UFC em Crateús Encontros Universitários 2016 A Direção do Campus da Universidade Federal do Ceará em Crateús, por intermédio da

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON. Silvana Aparecida Bastos Vieira da Silva (Multiplicadora) Eduardo Rodrigues Vieira (PROGETEC)

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON. Silvana Aparecida Bastos Vieira da Silva (Multiplicadora) Eduardo Rodrigues Vieira (PROGETEC) ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON Silvana Aparecida Bastos Vieira da Silva (Multiplicadora) Eduardo Rodrigues Vieira (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO DE 2016 NOVA ANDRADINA - MS 2016 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON

Leia mais

Usinagem geral. frente ao laboratório 15.

Usinagem geral. frente ao laboratório 15. Edital Simplificado de Seleção de Monitoria 2017.2 e 2018.1 Edital nº003/2017 A Direção Geral do IFRJ/, comunica, pelo presente Edital, que estarão abertas as inscrições para a Seleção de Monitores para

Leia mais

CHAMADA ABERTA PETbol

CHAMADA ABERTA PETbol CHAMADA ABERTA PETbol O grupo PET BICE da Universidade Federal de Alfenas UNIFAL MG, campus Varginha, usando de suas atribuições legais, comunica aos interessados a abertura das inscrições para o processo

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016 CIPEAD/PROGRAD/UFPR

EDITAL Nº 001/2016 CIPEAD/PROGRAD/UFPR EDITAL Nº 001/2016 CIPEAD/PROGRAD/UFPR CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA ATUAR NO PROGRAMA PNAP NAS DIVERSAS OFERTAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UFPR NA MODALIDADE

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV CAPÍTULO I

REGULAMENTO DE PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV CAPÍTULO I 1 REGULAMENTO DE PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS DAS PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES Artigo 1º

Leia mais

REGIMENTO DA DISCIPLINA CE078 LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA DO CURSO DE ESTATÍSTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

REGIMENTO DA DISCIPLINA CE078 LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA DO CURSO DE ESTATÍSTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ REGIMENTO DA DISCIPLINA CE078 LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA DO CURSO DE ESTATÍSTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Os alunos do Curso de Estatística da UFPR regularmente matriculados na disciplina CE078

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO NÚCLEO DE PRÁTICAS EM GESTÃO

EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO NÚCLEO DE PRÁTICAS EM GESTÃO EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO A Coordenação do Curso de Administração da Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga (FADIP), por meio do Núcleo de Práticas em Gestão,

Leia mais

DEPA Setor de Educação de Adultos. Explorando o Portal Área do Educador

DEPA Setor de Educação de Adultos. Explorando o Portal Área do Educador DEPA Setor de Educação de Adultos Explorando o Portal EJ@: Área do Educador Pauta do dia: Retomando a visão geral do Portal Explorando a Área do Educador Participação interativa Dúvidas gerais Portal EJ@

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO: Professor Cláudio Luiz Fernandes ESCOLA: DIRETOR: PROFESSOR RESPONSÁVEL: PROJETO ALUNO MONITOR

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO: Professor Cláudio Luiz Fernandes ESCOLA: DIRETOR: PROFESSOR RESPONSÁVEL: PROJETO ALUNO MONITOR NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO: Professor Cláudio Luiz Fernandes ESCOLA: DIRETOR: PROFESSOR RESPONSÁVEL: APRESENTAÇÃO PROJETO ALUNO MONITOR - 2017 Podemos considerar infinitas as possibilidades

Leia mais

COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONEX PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA TERMO DE COMPROMISSO MONITOR BOLSISTA

COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONEX PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA TERMO DE COMPROMISSO MONITOR BOLSISTA COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONEX PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA TERMO DE COMPROMISSO MONITOR BOLSISTA CONSIDERANDO que a monitoria acadêmica consiste em propiciar condições para a iniciação da

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Câmpus Ponta Grossa PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Câmpus Ponta Grossa PLANO DE ENSINO Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Ponta Grossa PLANO DE ENSINO CURSO Licenciatura Interdisciplinar em Ciências Naturais MATRIZ 763 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Resolução 037/11-COGEP

Leia mais

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é um requisito obrigatório para a conclusão do curso, realizada no final do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MINAS DO CEFET/MG/CAMPUS ARAXÁ

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MINAS DO CEFET/MG/CAMPUS ARAXÁ SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS UNIDADE ARAXÁ COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MINA REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB ANEXO II Edital Pibid n 011/2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO

CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO CAPÍTULO I - DA DEFINIÇÃO DO ESTÁGIO Artigo 01 - O Estágio Supervisionado constitui disciplina obrigatória do Currículo dos Cursos de Licenciatura.

Leia mais

1. Identificação Nome do projeto: Nome da Escola: Local: Série: Número de alunos: Professores envolvidos:

1. Identificação Nome do projeto: Nome da Escola: Local: Série: Número de alunos: Professores envolvidos: 1. Identificação Nome do A arte da produção e interpretação de texto em ambientes virtuais projeto: Nome da Escola: Angelina Jaime Tebet Local: Ivinhema/MS Série: 3º, 4º e 5º anos Número de alunos: 160

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem MANUAL DO ALUNO

Ambiente Virtual de Aprendizagem MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual de Aprendizagem MANUAL DO ALUNO Bem-vindo (a) ao curso de Ambiente Virtual de Aprendizagem! Parceria entre a Uaitec e a Universidade Federal de Viçosa (UFV), o curso Ambiente Virtual de

Leia mais

Reunião de Trabalho Professores Coordenadores. Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017

Reunião de Trabalho Professores Coordenadores. Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017 Reunião de Trabalho Professores Coordenadores Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017 Pauta Acolhimento; Aquecimento; o que nos dizem os registros? Refletindo

Leia mais

Fevereiro de 2015 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - COMPLEXO UNIVERSITARIO FMU.

Fevereiro de 2015 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - COMPLEXO UNIVERSITARIO FMU. REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE - COMPLEXO UNIVERSITARIO FMU. 1. DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) 1.1. A elaboração do TCC Trabalho de Conclusão de Curso, é componente

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA

PROGRAMA DE MONITORIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL PROGRAMA DE MONITORIA Agosto/2010 2 1. O QUE É MONITORIA A Monitoria é a modalidade de ensino-aprendizagem,

Leia mais

Gestão da política educacional: o caso do município do Rio

Gestão da política educacional: o caso do município do Rio Gestão da política educacional: o caso do município do Rio Claudia Costin Diagnóstico da rede do Rio de Janeiro em 2009 IDEB bom, mas notas da Prova Brasil em queda Professores de bom nível mas insuficientes

Leia mais

Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença.

Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença. Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença. E/SUBE/CED/GPEC Semana de Meio Ambiente Mostra de Trabalhos de Educação Ambiental das Escolas da Rede Pública Municipal de Ensino Justificativa A Secretaria

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Ensino Superior Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: FÌSICA FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( X) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( X) Presencial

Leia mais

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui-se como atividade facultativa e tem como objetivos: I - Desenvolver

Leia mais

Resolução CCCC nº 006/2015. Regulamenta o Programa de Acompanhamento de Egresso (PAE) do Curso de Graduação em Ciências Contábeis.

Resolução CCCC nº 006/2015. Regulamenta o Programa de Acompanhamento de Egresso (PAE) do Curso de Graduação em Ciências Contábeis. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Resolução CCCC nº 006/2015

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL NO FINAL DO ANO LETIVO

CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL NO FINAL DO ANO LETIVO TEXTO 2 http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/2310-6.pdf acesso em http://pt.wikipedia.org/wiki/conselho_de_classe 09 de outubro de 2014 CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL

Leia mais

O CURRÍCULO ESCOLAR EM FOCO: UM ESTUDO DE CASO

O CURRÍCULO ESCOLAR EM FOCO: UM ESTUDO DE CASO O CURRÍCULO ESCOLAR EM FOCO: UM ESTUDO DE CASO Introdução Mayara Carvalho Peixoto (UFCG) mayaracarvalho-@hotmail.com O currículo é tido como um resultado das tensões, conflitos e concessões culturais,

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS DEZEMBRO/2015 ESCOLA IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ações previstas a serem executadas no

Leia mais

Faculdade Processus REGULAMENTO DO PROJETO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE PROCESSUS

Faculdade Processus REGULAMENTO DO PROJETO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DO PROJETO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE PROCESSUS Dispõe sobre a oferta de atividades de Monitoria no curso de graduação da Faculdade Processus e dá outras providências.

Leia mais

Plano de melhoria (2015/16)

Plano de melhoria (2015/16) Plano de melhoria (2015/16) Introdução Agrupamento Vertical de Portel Escola EB 2,3 de D. João de Portel Quatro domínios de ação da Biblioteca Escolar: A. Currículo, literacias e aprendizagem B. Leitura

Leia mais

DIRETRIZES PARA A DISCIPLINA DE PRÁTICA PEDAGÓGICA

DIRETRIZES PARA A DISCIPLINA DE PRÁTICA PEDAGÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAD COORDENADORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COEG COLEGIADO DO CURSO DE GEOGRAFIA DIRETRIZES PARA A DISCIPLINA

Leia mais

DIAGNÓSTICO ESCOLAR. Coordenação Pedagógica

DIAGNÓSTICO ESCOLAR. Coordenação Pedagógica 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS MAF DEPARTAMETNO DE MATEMÁTICA E FÍSICA CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I PROFESSOR: Ms SAMUEL LIMA PICANÇO Coordenação Pedagógica

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES REGULAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1. Os estágios curriculares do Curso de Graduação em Psicologia do Centro Universitário Redentor são considerados como

Leia mais

O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DE DUAS ESCOLAS PÚBLICAS DO INTERIOR DO MATO GROSSO DO SUL: ANÁLISE DOS ASPECTOS INCLUSIVOS

O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DE DUAS ESCOLAS PÚBLICAS DO INTERIOR DO MATO GROSSO DO SUL: ANÁLISE DOS ASPECTOS INCLUSIVOS O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DE DUAS ESCOLAS PÚBLICAS DO INTERIOR DO MATO GROSSO DO SUL: ANÁLISE DOS ASPECTOS INCLUSIVOS Clarice Karen de Jesus Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Palavras chave:

Leia mais

CURSO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM. AULA 1 Busca de materiais pedagógicos na Internet e sua aplicação em sala de aula

CURSO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM. AULA 1 Busca de materiais pedagógicos na Internet e sua aplicação em sala de aula CURSO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM Lisiane Cristina Amplatz CRTE Toledo AULA 1 Busca de materiais pedagógicos na Internet e sua aplicação em sala de aula Navegando pelo Portal Dia a dia Educação www.diaadia.pr.gov.br

Leia mais

GOIÂNIA- GO Superintendência dos Centros Ensino em Período Integral Programa Novo Futuro fone Goiânia-GO

GOIÂNIA- GO Superintendência dos Centros Ensino em Período Integral Programa Novo Futuro fone Goiânia-GO GOIÂNIA- GO 2013 ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS PARA AS AVALIAÇÕES SEMANAIS E SIMULADOS O presente documento visa a orientar os Centros de Ensino em Período Integral da Rede Estadual de Ensino de Goiás em relação

Leia mais

VAGA REMANESCENTE DO PROGRAMA DE MONITORIA REMUNERADA DA UTFPR EDITAL 05/2016-DIRGRAD

VAGA REMANESCENTE DO PROGRAMA DE MONITORIA REMUNERADA DA UTFPR EDITAL 05/2016-DIRGRAD Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Guarapuava Diretoria de Graduação e Educação Profissional VAGA REMANESCENTE DO PROGRAMA DE MONITORIA REMUNERADA DA UTFPR EDITAL

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS: ADMINISTRAÇÃO MANUAL APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ALUNOS

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS: ADMINISTRAÇÃO MANUAL APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ALUNOS UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS: ADMINISTRAÇÃO MANUAL APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ALUNOS (4º/3º semestres) SÃO PAULO 2012 2 APRESENTAÇÃO O Manual

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Médio Etec Código: Município: Área de conhecimento: Componente Curricular: Série: C. H. Semanal: Professor: I Competências e respectivas habilidades e valores 1 1

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

EDITAL Nº 475, DE 03 DE AGOSTO DE 2016

EDITAL Nº 475, DE 03 DE AGOSTO DE 2016 EDITAL Nº 475, DE 03 DE AGOSTO DE 2016 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), por meio de sua Pró-reitoria de Extensão (PRX), tendo em vista o estabelecido na Portaria

Leia mais