MANUAL ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO"

Transcrição

1 MANUAL ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

2 ORIENTAÇÕES RELATIVAS AO FORMATO DA DISSERTAÇÃO Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional A dissertação poderá ser elaborada em dois formatos: tradicional (segundo a última edição da ABNT) e opcional (contendo um ou mais artigos relacionados ao tema da dissertação). Frisamos que o manual de referência para o formato tradicional é o LESSA, Júnia França, DE VASCONCELOS, Ana Cristina. Manual para a normalização de publicações técnico-científicas. 8.ed. Belo Horizonte: UFMG, FORMATO TRADICIONAL O formato tradicional da dissertação deve seguir a seguinte ordem (os itens obrigatórios estão em negrito): Capa Folha de rosto (Obs.: em seu verso, a ficha catalográfica, que deverá ser confeccionada por profissional bibliotecário ver anexo) Errata Folha de aprovação Autorização para a reprodução e divulgação científica da dissertação Dedicatória Agradecimentos Epígrafe Resumo (em português) Abstract Lista de ilustrações Lista de tabelas Lista de abreviaturas e siglas Lista de símbolos Sumário (Ver modelo de sumário com detalhamento Ex. 3) Introdução Objetivos Referencial Teórico Metodologia Resultados e Discussão Conclusão Referências Anexos e Apêndices

3 2- FORMATO OPCIONAL O formato opcional da dissertação será dividido em: Capa Folha de rosto (Obs.: em seu verso, a ficha catalográfica, que deverá ser confeccionada por profissional bibliotecário ver anexo) Folha de aprovação Autorização para a reprodução e divulgação científica da dissertação Sumário (Ver modelo de sumário com detalhamento Ex. 3) Introdução Referencial Teórico Referências (referentes à Introdução e Referencial Teórico) Artigo 1 Normas da revista (para o qual o artigo foi ou será enviado) Anexos e Apêndices OBSERVAÇÕES: A Autorização para a reprodução e divulgação científica da dissertação deverá conter os seguintes dizeres: Autorizo, exclusivamente para fins acadêmicos e científicos, a reprodução total ou parcial desta dissertação intitulada..., autoria de..., por processos de fotocopiadoras e eletrônicos. Igualmente, autorizo sua exposição integral nas bibliotecas e no banco virtual de dissertações da FUNEDI/UEMG e da CAPES. Assinatura: Local e data: A Introdução e o Referencial Teórico serão elaborados no mesmo formato da tradicional, porém com limite de número de páginas. O número de páginas utilizadas com a Introdução e o Referencial Teórico não deverá exceder 40 (somatório das duas). As Referências bibliográficas relativas à Introdução e ao Referencial Teórico serão formatadas de acordo com as normas da ABNT (a publicação Manual para Normalização de Publicações Técnico-Científicas de Júnia Lessa França deverá servir de referência para as normas ABNT). Caso a dissertação tenha mais de um artigo, cada artigo deverá constituir um capítulo distinto da dissertação. O(s) Artigo(s) deve(rão) ser formatado(s) conforme normas do(s) periódico(s) para o(s) qual(is) o(s) mesmo(s) será(ão) enviado(s). O limite de páginas assim como tipo e tamanho de letra, espaçamento e outras considerações relativas à forma, deverão seguir o indicado nas instruções aos autores. A primeira página do(s) artigo(s) deverá(ao) conter: 1) o título; 2) o resumo na forma solicitada pelo periódico para o qual o mesmo será enviado (i.e. número de palavras ou caracteres, forma estruturada ou não); 3) nota de rodapé com identificação dos autores e o nome do periódico, Anexos considerados importantes (e.g. parecer de aprovação de Comitê de Ética, ficha de registro dos dados, questionários, planilha de dados, etc), desde que o número total de páginas utilizadas com os anexos não ultrapasse 20 páginas. Ver modelos de Capa (Ex. 1), Folha de Rosto (Ex. 2) e Sumário (Ex. 3), em anexo.

4 3- OBSERVAÇÕES COMPLEMENTARES Ficha catalográfica e folha de aprovação serão incluídas apenas na versão final da dissertação. O aluno deverá ser responsável pela ficha catalográfica padrão ABNT (ver formulário de encaminhamento para bibliotecária da FUNEDI). No modelo tradicional, o resumo deverá conter de 150 a 500 palavras. Abaixo do resumo: 3 a 5 palavras-chave Aprovação de um Comitê de Ética, quando aplicável, deverá ser incluída. A dissertação não deve ultrapassar 100 páginas, incluindo anexos e apêndices. A dissertação deve ser escrita em fonte Arial ou Times, tamanho 12 e espaço 1,5 cm. Numeração deve ser colocada no canto superior direito da página. Antes do início da Introdução as páginas não são numeradas, mas conta-se a partir da folha de rosto. Os formatos e títulos de tabelas, quadros, gráficos, figuras, mapas etc devem seguir o Manual da Júnia Lessa. Formatação das citações e referências deverá ser de acordo com o Manual da Júnia Lessa. As cópias para defesa deverão ser encadernadas em capa flexível, sendo necessárias 05 (cinco) cópias da dissertação (03 para os membros efetivos, 01 para o suplente e 01 para o Centro de Referência Técnica). A versão final da dissertação, após aprovação na defesa e correções necessárias, deverá obrigatoriamente ser impresso com qualidade, e encadernado em capa dura (ver modelo capa dura da dissertação, Ex: 4, em anexo). 4- PRAZO DE ENTREGA DA DISSERTAÇÃO PARA DEFESA A dissertação, no formato apropriado, deverá ser entregue na secretaria do Centro de Referência Técnica da FUNEDI (Bloco 4) no prazo de 20 dias antes da data da defesa final. 5- FORMAÇÃO DE BANCAS As bancas deverão ser formadas por três membros (orientador, membro interno, membro externo ao programa de mestrado). O(s) orientador(es) também deverá(ão) indicar um membro suplente. Todos os membros deverão ser obrigatoriamente doutores, mestres ou técnicos com atuação relevante no campo prático. Um dos membros da banca deverá ser obrigatoriamente externo ao Programa. 6- DEFESA DA DISSERTAÇÃO A dissertação será pública e se fará perante a Comissão Examinadora, indicada pelo Colegiado do curso, constituída de 03 (três) membros efetivos, sendo um deles o orientador e outro, obrigatoriamente, externo ao Programa. Na hipótese de co-orientadores virem a participar da Comissão Examinadora, estes não serão considerados para efeito de integralização do número mínimo de componentes previsto no item anterior.

5 O candidato terá 30 (trinta) minutos para fazer a apresentação do seu trabalho de dissertação; Após a apresentação, o candidato será arguido pela Comissão Examinadora, sendo o máximo de 30 minutos para cada membro. O candidato disporá de igual tempo para sua resposta a cada examinador. A arguição versará sobre aspectos relevantes da dissertação. É vedado ao público qualquer tipo de participação ou manifestação durante a defesa de dissertação. Terminada a arguição, a Comissão Examinadora reunir-se-á, sem a presença do candidato e do público, para dar o parecer final. Será considerado aprovado na defesa de dissertação, o candidato que obtiver a aprovação unânime da Comissão Examinadora. O parecer final da Comissão Examinadora será comunicado publicamente ao candidato, pelo presidente, que lavrará a ata de Defesa de Dissertação que, após assinada por todos os membros da Comissão, será imediatamente registrada na Secretaria do curso. No caso de insucesso da Defesa de Dissertação, poderá o Colegiado, mediante proposta justificada da Comissão Examinadora, dar oportunidade ao candidato para apresentar novo trabalho, dentro do prazo máximo de 3 (três) meses. A defesa a que se refere o item anterior far-se-á perante a mesma Comissão Examinadora, respeitando-se todos os prazos e normas específicos para a defesa de dissertação, prevista neste Regulamento. 7- ROTEIRO PÓS-DEFESA DA DISSERTAÇÃO: O aluno terá no máximo 60 (sessenta) dias de prazo após a Defesa, para entregar, à Secretaria do Centro de Referência Técnica a versão definitiva da dissertação, encadernada, contendo as modificações sugeridas pela Comissão Examinadora. 8- ORIENTAÇÕES PARA A ENTREGA DA DISSERTAÇÃO DEFINITIVA O aluno deverá entregar a dissertação definitiva em 1(uma) via impressa (capa dura, conforme Ex. 4, em anexo) e uma cópia digital em PDF, gravada em CD. OBS. 1: a versão em PDF deverá ser em arquivo único seguindo o mesmo padrão da dissertação impressa, ou seja, a numeração de páginas deverá ser visualizada a partir da introdução. OBS. 2: a folha de aprovação assinada pelos membros da banca deverá estar no "corpo" da dissertação impressa e na versão em PDF (escaneada), de acordo com a ordem estabelecida no sumário. A ata de defesa será entregue ao aluno, no ato da postagem da versão definitiva da dissertação, com seu respectivo CD, na secretaria do Centro de Referência Técnica - CRT. Cordialmente, Prof. Dr. Alexandre Simões Ribeiro Coordenador do Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional

6 Ex. 1 Modelo Capa da Dissertação do Mestrado (versão impressa e em PDF) Instituto de Ensino Superior e Pesquisa INESP Fundação Educacional de Divinópolis FUNEDI Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional TÍTULO DA DISSERTAÇÃO Nome do Autor Cidade ANO Exemplo 1

7 Ex. 2 - Modelo Folha de Rosto da Dissertação do Mestrado Nome do Autor TÍTULO DA DISSERTAÇÃO Dissertação apresentada ao curso de Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional do Instituto de Ensino Superior e Pesquisa INESP, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre Área de concentração: Inovação, Desenvolvimento Regional e Inclusão Social Linha de Pesquisa: Orientador(a): Cidade SIGLA DO ESTADO ANO Exemplo 2

8 Ex. 3 Modelo Sumário Formato Tradicional SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO Identificação do problema OBJETIVOS Objetivo geral Objetivos específicos REFERENCIAL TEÓRICO Estudo das Micro e Pequenas Empresas no Brasil Mortalidade das MPE s Estudo sobre a mortalidade das MPE s no Mundo Estudo sobre a mortalidade das MPE s no Brasil METODOLOGIA Tipo de Pesquisa Local do estudo Amostra Instrumentos de coleta de dados Procedimentos de coleta de dados Análise dos dados RESULTADOS E DISCUSSÃO CONCLUSÃO REFERÊNCIAS ANEXOS E APÊNDICES (OBS.: OS SUBITENS INTEGRANTES DESTE SUMÁRIO SÃO EXEMPLOS QUE PODEM VARIAR EM FUNÇÃO DE CADA PESQUISA) Exemplo 3

9 Ex. 3 Modelo Sumário Formato Opcional SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO Objetivo REFERENCIAL TEÓRICO Deficiência e Incapacidade A mudança de perspectiva nos inquéritos demográficos brasileiros Usos do tempo por pessoas com deficiência REFERÊNCIAS ARTIGO 1: FUNCIONALIDADE E TEMPORALIDADE Normas da revista ARTIGO 2: EXPLORANDO A ORGANIZAÇÃO DO COTIDIANO DE MULHERES COM DEFICIÊNCIA EM BELO HORIZONTE, BRASIL Normas da revista ANEXOS E APÊNDICES (OBS.: OS SUBITENS INTEGRANTES DESTE SUMÁRIO SÃO EXEMPLOS QUE PODEM VARIAR EM FUNÇÃO DE CADA PESQUISA) Exemplo 3

10 Lombada (capa dura) Ex. 4 Modelo Capa Dura da Dissertação do Mestrado ANO Instituto de Ensino Superior e Pesquisa INESP Fundação Educacional de Divinópolis FUNEDI Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional Nome do Autor TÍTULO DA DISSERTAÇÃO Nome do Autor INESP/FUNEDI Cidade ANO OBS.: Cor da capa: PRETA Tipos (letras): DOURADAS Exemplo 4

11 Da: BIBLIOTECA Para: Centro de Referência Técnica Assunto: Formulário para Ficha Catalográfica A catalogação na fonte gera uma ficha catalográfica recomendada pela ABNT, a qual é impressa no verso da página de rosto de um livro, tese ou dissertação. A ficha deve ser feita pelo profissional de biblioteconomia, quando a obra está em fase de impressão e é obrigatória para efeito de depósito legal. Para a elaboração da ficha catalográfica, o Bibliotecário segue as regras e normas do Código de Catalogação Anglo-Americano. O serviço de Catalogação da Biblioteca Prof. Nicolaas Gerardus Plasschaert, faz gratuitamente a catalogação na fonte para: Dissertações do Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional INESP/FUNEDI A solicitação da ficha catalográfica deve ser feita preenchendo os dados do formulário abaixo e encaminhado para o em atenção a bibliotecária Jussara Barbosa. Solicitar confirmação de recebimento do . A Ficha Catalográfica será enviada por , para o autor, em até 3 (três) dias úteis. Solicitamos acusar recebimento. Mais informações pelos telefones (37) ramal 3591 ou (37) Jussara Barbosa Bibliotecária responsável

12 DADOS NECESSÁRIOS PARA CONFECCIONAR FICHA CATALOGRAFICA Nome completo do aluno: Título e subtítulo do trabalho: Ano de apresentação: Número de folhas: Encadernado? Nome completo do Orientador (a): Números inicial e final das folhas que constam a Bibliografia: Descritores Palavras chave que recuperam o trabalho (assunto principal) Mencionar se foi consultado teses (Doutorado) autor e ano de defesa:

MANUAL ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

MANUAL ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO MANUAL ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO ORIENTAÇÕES RELATIVAS AOS FORMATOS DA DISSERTAÇÃO A dissertação poderá ser elaborada em dois formatos: Tradicional ou Opcional. Esse deverá conter, ao menos, dois artigos

Leia mais

Associação Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia. PROFNIT - Mestrado Profissional

Associação Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia. PROFNIT - Mestrado Profissional Normas para Exame de Qualificação e Trabalho de Conclusão de Curso Conteúdo A. Exame de Qualificação... 1 B. Orientação de Trabalho de Conclusão de Curso... 2 C. Trabalho de Conclusão de Curso... 2 C.1.

Leia mais

Belo Horizonte, 03 de dezembro de Prezados Orientadores e alunos,

Belo Horizonte, 03 de dezembro de Prezados Orientadores e alunos, Belo Horizonte, 03 de dezembro de 2003 Prezados Orientadores e alunos, Comunicamos a todos, orientadores e orientandos (entrada em junho de 2002), as decisões tomadas na Reunião Ordinária do Colegiado

Leia mais

Associação Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia. PROFNIT - Mestrado Profissional

Associação Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia. PROFNIT - Mestrado Profissional Normas para Exame de Qualificação e Trabalho de Conclusão de Curso PROFNIT A. Exame de Qualificação O Exame de Qualificação é obrigatório para os alunos do PROFNIT. Os prazos para a inscrição no componente

Leia mais

NORMAS PARA EXAME DE QUALIFICAÇÃO E TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PROFNIT/UFAL

NORMAS PARA EXAME DE QUALIFICAÇÃO E TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PROFNIT/UFAL NORMAS PARA EXAME DE QUALIFICAÇÃO E TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO /UFAL (OBS: versão exclusiva para UFAL, adaptada nas Normas aprovadas pela CAN disponíveis em http://www.profnit.org.br/wp-content/uploads/2017/11/-normas-exame-de-qualificacaoe-tcc.pdf)

Leia mais

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG)

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) APRESENTAÇÃO O presente manual tem por objetivo orientar os alunos dos Cursos de Graduação de Tecnólogo em Logística, Informática e Aeronáutica quanto

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA MULTICÊNTRICO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR - PMBqBM GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Programa de Pós-Graduação em Sociologia 1 Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Programa de Pós-Graduação em Sociologia RESOLUÇÃO PPGS-UFPB Nº 06/2015 Regulamenta os procedimentos de elaboração e depósito

Leia mais

ALTERNATIVO (DE ARTIGOS):

ALTERNATIVO (DE ARTIGOS): Padronização dos Volumes Físico e Eletrônico das Dissertações e Teses do Programa de Pós-Graduação em Patologia da UFMG 1. Formatos da Tese (DOUTORADO) A tese poderá ser apresentada sob dois formatos:

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES GERAIS RECOMENDAÇÕES PARA DIGITAÇÃO DE TEXTO Espaçamento de 1,5 (exceto notas de rodapé, referências, legendas das Figuras e Tabelas, natureza (tipo do trabalho,

Leia mais

Normas para a realização do Exame de Qualificação de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química PPGMQ/UFSJ

Normas para a realização do Exame de Qualificação de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química PPGMQ/UFSJ Normas para a realização do Exame de Qualificação de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química PPGMQ/UFSJ O aluno do Curso de Mestrado deverá realizar o Exame de Qualificação de Mestrado

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS EM TODAS AS DISSERTAÇÕES E TESES DEFENDIDAS NO ÂMBITO DO INSTITUTO RENÉ RACHOU (IRR).

PADRONIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS EM TODAS AS DISSERTAÇÕES E TESES DEFENDIDAS NO ÂMBITO DO INSTITUTO RENÉ RACHOU (IRR). PADRONIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS EM TODAS AS DISSERTAÇÕES E TESES DEFENDIDAS NO ÂMBITO DO INSTITUTO RENÉ RACHOU (IRR). Visando à divulgação padronizada e uniformizada das informações geradas

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2017, DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS / CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO/ IARTE/ UFU.

RESOLUÇÃO Nº 001/2017, DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS / CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO/ IARTE/ UFU. RESOLUÇÃO Nº 001/2017, DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS / CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO/ IARTE/ UFU. Aprova instrução normativa que estabelece os critérios para a caracterização,

Leia mais

MESTRADO EM CIÊNCIAS MÉDICAS

MESTRADO EM CIÊNCIAS MÉDICAS FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ UNIVERSIDADE DE FORTALEZA ENSINANDO E APRENDENDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS MESTRADO EM CIÊNCIAS MÉDICAS MANUAL FORMATAÇÃO DA DISSERTAÇÃO Fortaleza Ceará 2017

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES

Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Vitória da Conquista/BA 2014 Universidade Federal da Bahia

Leia mais

ROTEIRO PARA O DEPÓSITO DA DISSERTAÇÃO

ROTEIRO PARA O DEPÓSITO DA DISSERTAÇÃO ROTEIRO PARA O DEPÓSITO DA DISSERTAÇÃO Documentos Necessários Autorização para depósito assinada pelo (a) orientador(a); Sugestão de banca assinada pelo(a) orientador(a). Termo de Ciência e Concordância

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A ENTREGA DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DIPLOMA

ORIENTAÇÕES PARA A ENTREGA DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DIPLOMA ORIENTAÇÕES PARA A ENTREGA DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DIPLOMA Após defender sua dissertação ou tese, o aluno deverá observar as seguintes orientações: 1) Verificar com seu orientador

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 03/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA DO PONTAL

RESOLUÇÃO Nº 03/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA DO PONTAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA DO PONTAL RESOLUÇÃO Nº 03/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel branco ou reciclado no formato A4. O texto pode ser digitado no anverso e verso das folhas,

Leia mais

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO PROARQ Programa de Pós-Graduação em Arquitetura NORMA PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES As dissertações produzidas no

Leia mais

DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES REITORIA DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NORMA-REGULAMENTO: TESE Para agendar a Banca de Defesa, o aluno

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DA ESDHC PROCEDIMENTO PARA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DA ESDHC PROCEDIMENTO PARA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DA ESDHC PROCEDIMENTO PARA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO O Coordenador do Curso de Mestrado da Escola Superior Dom Helder Câmara ESDHC, Prof. Dr. Elcio Nacur Rezende,

Leia mais

MESTRADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA/ PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

MESTRADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA/ PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES REITORIA MESTRADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA/ PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NORMA-REGULAMENTO: DISSERTAÇÃO Para agendar a Banca de Defesa, o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS UFAL INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS ICS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL - PPGAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS UFAL INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS ICS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL - PPGAS PROCEDIMENTO PARA A DEFESA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO E PARA OBTENÇÃO DO DIPLOMA ATUALIZAÇÃO EM 12/01/2018 I DA CONSTITUIÇÃO DA BANCA EXAMINADORA: 1. A Banca Examinadora será constituída por, no mínimo,

Leia mais

VICE-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

VICE-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE VICE-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE SAÚDE E GESTÃO DO TRABALHO Área de Concentração: Saúde da Família. NORMAS PARA EXAMES DE DEFESA DE DISSERTAÇÃO Aprovadas

Leia mais

PROCEDIMENTOS APÓS A DEFESA:

PROCEDIMENTOS APÓS A DEFESA: PROCEDIMENTOS APÓS A DEFESA: 1. Pegar na Secretaria do PPGADM uma via do termo de aprovação da dissertação/tese; 2. Fazer as alterações sugeridas pela Banca; 3. Obter do orientador a aprovação da versão

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TEXTOS PARA QUALIFICAÇÃO (MESTRADO E DOUTORADO), TESES E DISSERTAÇÕES

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A ENTREGA DA VERSÃO DEFINITIVA DA TESE/DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DIPLOMA

ORIENTAÇÕES PARA A ENTREGA DA VERSÃO DEFINITIVA DA TESE/DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DIPLOMA Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Exatas Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática ORIENTAÇÕES PARA A ENTREGA DA VERSÃO DEFINITIVA DA TESE/DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO E ENTREGA DO RELATÓRIO FINAL DOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DA FURG

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO E ENTREGA DO RELATÓRIO FINAL DOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DA FURG NRMAS PARA A APRESENTAÇÃ E ENTREGA D RELATÓRI FINAL DS CURSS DE MESTRAD E DUTRAD D PRGRAMA DE PÓSGRADUAÇÃ EM ENFERMAGEM DA FURG RI GRANDE 2013 1 INTRDUÇÃ Estas normas foram elaboradas com o objetivo de

Leia mais

MODELO DE TESE OU DISSERTAÇÃO

MODELO DE TESE OU DISSERTAÇÃO MODELO DE TESE OU DISSERTAÇÃO ESTRUTURA 1. Capa 2. Contracapa 3. Dedicatória 4. Epígrafe (opcional) 5. Agradecimentos 6. Sumário 7. Resumo 8. Abstract 9. Introdução geral 10. Revisão de Literatura 11.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução FORMATO DAS DISSERTAÇÕES DO PPGEE As Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução (PPGEE) seguirão o seguinte formato: 1) Formatação

Leia mais

ENTREGA DA VERSÃO FINAL DA TESE/DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DO DIPLOMA

ENTREGA DA VERSÃO FINAL DA TESE/DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DO DIPLOMA ENTREGA DA VERSÃO FINAL DA TESE/DISSERTAÇÃO E RECEBIMENTO DO DIPLOMA Após defender sua dissertação ou tese, o aluno deverá observar as seguintes orientações: 1) Verificar com seu orientador se todas as

Leia mais

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA. O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos:

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA. O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos: - ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos: a) Capa; b) Folha de Rosto; c) Justificativa; d) Objetivos (geral e específicos);

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO RESOLUÇÃO Nº 002/2018 - PPGNUT, 13 de junho 2018. Dispõe sobre normas

Leia mais

Instrução Normativa 2018/02 Regulamenta o processo de elaboração e de defesa de Dissertação ou Tese - Homologada em 01 de agosto de 2018

Instrução Normativa 2018/02 Regulamenta o processo de elaboração e de defesa de Dissertação ou Tese - Homologada em 01 de agosto de 2018 Instrução Normativa 2018/02 Regulamenta o processo de elaboração e de defesa de Dissertação ou Tese - Homologada em 01 de agosto de 2018 Solicitação de agendamento de defesa O processo de defesa de Dissertação

Leia mais

PROGRAMA DE MESTRADO EM PSICOLOGIA

PROGRAMA DE MESTRADO EM PSICOLOGIA Resolução nº 02 de 19 de março de 2010. (Modificada pela Resolução nº 03/2014) Determina as regras para a redação e a Defesa da Dissertação e para a obtenção do titulo de Mestre. Do objeto Art. 1º. A Defesa

Leia mais

Normas para a Elaboração de Qualificações (Mestrado e Doutorado), Dissertações e Teses

Normas para a Elaboração de Qualificações (Mestrado e Doutorado), Dissertações e Teses Normas para a Elaboração de Qualificações (Mestrado e Doutorado), Dissertações e Teses EXAME DE QUALIFICAÇÃO O Exame de Qualificação do Mestrado e do Doutorado poderá ser apresentado na forma de Artigo

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO OU TESE DE DOUTORADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO OU TESE DE DOUTORADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE GUIA PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO OU TESE DE DOUTORADO (SEGUNDO

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 Dispõe sobre a formatação e demais procedimentos para a preparação de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado na UFRJ. Considerando a necessidade de um trabalho de dissertação

Leia mais

BIOCIÊNCIA ANIMAL ORIENTAÇÕES GERAIS

BIOCIÊNCIA ANIMAL ORIENTAÇÕES GERAIS BIOCIÊNCIA ANIMAL ORIENTAÇÕES GERAIS A Tese de doutorado, dissertação de mestrado ou exames de qualificação deverão seguir o mesmo modelo. O exemplar deve apresentar os seguintes itens: 1. Capa 2. Folha

Leia mais

Normalizaçã. ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT)

Normalizaçã. ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT) Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalizaçã ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT) Marília 2017 NBR 14724:2011 Apresentação de trabalhos

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 Dispõe sobre a formatação e demais procedimentos para a preparação de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado na UFRJ. Considerando a necessidade de um trabalho de dissertação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI Aprova novas normas para redação e procedimentos de Dissertações e Teses do PPGAGRI. O COLEGIADO EXECUTIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRICULTURA E BIODIVERSIDADE

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNESP/CÂMPUS EXPERIMENTAL DE OURINHOS. 1 Diretrizes gerais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNESP/CÂMPUS EXPERIMENTAL DE OURINHOS. 1 Diretrizes gerais NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNESP/CÂMPUS EXPERIMENTAL DE OURINHOS 1 Diretrizes gerais As normas da disciplina Estágio supervisionado e trabalho de graduação, relacionadas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº005 /2017-PPS

RESOLUÇÃO Nº005 /2017-PPS RESOLUÇÃO Nº005 /2017-PPS CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Pós- Graduação e disponibilizada na página http://sites.uem.br/producao-sustentavelsaude-animal,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA PPGCF Nº 01/2018

INSTRUÇÃO NORMATIVA PPGCF Nº 01/2018 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS - PPGCF INSTRUÇÃO NORMATIVA PPGCF Nº 01/2018 Regulamenta os formatos dos trabalhos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 002/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA MESTRADO ACADÊMICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

RESOLUÇÃO Nº 002/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA MESTRADO ACADÊMICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO Nº 002/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÚSICA MESTRADO ACADÊMICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Aprova Resolução que estabelece critérios para caracterização, entrega,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE ARTES, HUMANIDADES E LETRAS BIBLIOTECA SETORIAL DO CAHL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE ARTES, HUMANIDADES E LETRAS BIBLIOTECA SETORIAL DO CAHL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE ARTES, HUMANIDADES E LETRAS BIBLIOTECA SETORIAL DO CAHL INSTRUÇÕES PARA PADRONIZAÇÃO DA ENCADERNAÇÃO DOS TRABALHOS ACADÊMICOS PRODUZIDOS NOS CURSOS

Leia mais

FORMULÁRIO ÚNICO DE PROJETO I - IDENTIFICAÇÃO PARTE ADMINISTRATIVA

FORMULÁRIO ÚNICO DE PROJETO I - IDENTIFICAÇÃO PARTE ADMINISTRATIVA FORMULÁRIO ÚNICO DE PROJETO I - IDENTIFICAÇÃO PARTE ADMINISTRATIVA 1 TÍTULO 2 VIGÊNCIA: (o prazo máximo apresentado inicialmente para a execução do projeto é 24 meses) Início (mês/ano): Término Previsto

Leia mais

INTRUÇÕES PARA CONFECÇÃO DE DISSERTAÇÃO/TESE (NORMATIVAS ABNT NBRs)

INTRUÇÕES PARA CONFECÇÃO DE DISSERTAÇÃO/TESE (NORMATIVAS ABNT NBRs) INTRUÇÕES PARA CONFECÇÃO DE DISSERTAÇÃO/TESE (NORMATIVAS ABNT NBRs) MARGENS E FONTE Todo o trabalho deve ser escrito em fonte Arial tamanho 12, com espaçamento de 1,5 entre linhas, exceto onde haja instrução

Leia mais

Programa de Pós-Graduação Mestrado Ensino em Ciências da Saúde - Modalidade Profissional -

Programa de Pós-Graduação Mestrado Ensino em Ciências da Saúde - Modalidade Profissional - Programa de Pós-Graduação Mestrado Ensino em Ciências da Saúde - Modalidade Profissional - Unidade CEDESS /São Paulo Unidade Baixada Santista /Santos ORIENTAÇÕES PÓS-DEFESA DE DISSERTAÇÃO Após aprovação

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA A DEFESA

NORMAS GERAIS PARA A DEFESA NORMAS GERAIS PARA A DEFESA I.PROCESSO DE DEFESA Quando a dissertação estiver pronta para a defesa, o pós-graduando deverá entregar os seguintes documentos: a) Três versões impressas e uma versão em arquivo

Leia mais

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA - ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos, nesta ordem, em conformidade às normas ABNT (15287/2011): a) Capa b) Contracapa

Leia mais

Assistência Técnica Acadêmica Serviço de Pós-Graduação

Assistência Técnica Acadêmica Serviço de Pós-Graduação Of. Circ.SPG07/2014FOB/USP Bauru, 26 de maio de 2014. Ref.: Procedimentos para defesa de dissertação e tese Senhores Coordenadores de Programas de Pós-Graduação e Responsáveis de Área, Informamos que,

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Campus DE VITÓRIA DA CONQUISTA PROGRAMA MULTICÊNTRICO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR 14724

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - REGIONAL JATAÍ UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL Guia para Redação Técnico-Científica

Leia mais

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA DE DISSERTAÇÕES E TESES DEFENDIDAS NOS PROGRAMAS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA PPGADM nº 1, de 22 de outubro de 2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA PPGADM nº 1, de 22 de outubro de 2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA PPGADM nº 1, de 22 de outubro de 2015. A Coordenação do, após aprovação da Coordenadoria de Pós-Graduação em Administração (CPG), em reunião realizada em 21 de outubro de 2015 e considerando

Leia mais

NORMAS PARA QUALIFICAÇÃO E DEFESA DO PRODUTO FINAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE NÍVEL MESTRADO PROFISSIONAL

NORMAS PARA QUALIFICAÇÃO E DEFESA DO PRODUTO FINAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE NÍVEL MESTRADO PROFISSIONAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SAÚDE NORMAS

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Colegiado PPGCiAmb

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Colegiado PPGCiAmb NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Colegiado PPGCiAmb Passo Fundo, 2018 NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS APRESENTAÇÃO As normas para a elaboração

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS PARA CONFECÇÃO DE EXEMPLARES

INSTRUÇÕES GERAIS PARA CONFECÇÃO DE EXEMPLARES INSTRUÇÕES GERAIS PARA CONFECÇÃO DE EXEMPLARES TAMANHO DA FOLHA ESPAÇO ÚTIL DATILOGRAFADO ESPAÇAMENTO RESUMO E ABSTRACT PALAVRAS CHAVE E KEY WORDS Deverão estar de acordo com as Normas constantes da ABNT

Leia mais

OBS-3: Na ficha catalográfica, ( CDD) deverá constar as 05 palavras indicadas quando da solicitação da Banca.

OBS-3: Na ficha catalográfica, ( CDD) deverá constar as 05 palavras indicadas quando da solicitação da Banca. PROCEDIMENTOS APÓS A DEFESA ( Alunos) O aluno deverá acessar o link da Biblioteca http://www2.unifesp.br/home_diadema/biblio_prod_servicos.html ( Orientação e normalização de trabalhos acadêmicos segundo

Leia mais

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA - IFSP

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA - IFSP REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA - IFSP DO OBJETIVO Normatiza as atividades relacionadas à defesa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO. PORTARIA, N a.264 DE 24 DE JANEIRO DE 2017

MINISTÉRIO DA EDUCAÇAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO. PORTARIA, N a.264 DE 24 DE JANEIRO DE 2017 ]', '' ' \~M' '! ' I. -v^^ 1- ' J ' - I,, ^ i.,1 ""; " PORTARIA, N a.264 DE 24 DE JANEIRO DE 2017 _ Estabelece os procedimentos de entrega dos trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses às bibliotecas

Leia mais

MINISTÉRJO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO

MINISTÉRJO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO " ' ' íw. ". ~ li-. MINISTÉRJO DA EDUCAÇÃO Apêndice C Termo de.encaminhamento dos trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses LocaL data e ano. À Biblioteca - Câmpus Eu,, coordenador do Curso

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO A estrutura de trabalhos de conclusão de curso, monografias, dissertações ou teses, de acordo com a NBR 14724, compreende: parte externa e parte interna. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE ENERGIA E AMBIENTE BIBLIOTECA PROF. FONSECA TELLES

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE ENERGIA E AMBIENTE BIBLIOTECA PROF. FONSECA TELLES UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE ENERGIA E AMBIENTE BIBLIOTECA PROF. FONSECA TELLES Adendo das Diretrizes para Apresentação de Dissertações e Teses do Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA VERSÃO FINAL DA DISSERTAÇÃO E DOCUMENTOS A SEREM APRESENTANDOS PARA CONCLUSÃO DO MESTRADO E EXPEDIÇÃO DO DIPLOMA

ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA VERSÃO FINAL DA DISSERTAÇÃO E DOCUMENTOS A SEREM APRESENTANDOS PARA CONCLUSÃO DO MESTRADO E EXPEDIÇÃO DO DIPLOMA UNIOESTE CAMPUS DE CASCAVEL Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação/PRPPG Centro de Educação, Comunicação e Artes/CECA Programa de Pós-Graduação em Educação, nível de Mestrado/PPGE ORIENTAÇÕES PARA A

Leia mais

NORMAS PARA QUALIFICAÇÃO E DEFESA DO PRODUTO FINAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE NÍVEL MESTRADO PROFISSIONAL

NORMAS PARA QUALIFICAÇÃO E DEFESA DO PRODUTO FINAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE NÍVEL MESTRADO PROFISSIONAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO NA SAÚDE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SAÚDE NORMAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO N 0 116, DE 12 JUNHO DE 2012 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, tendo em vista a decisão tomada em sua 308ª Reunião Ordinária, realizada em 12 de junho de 2012, e considerando

Leia mais

APÊNDICE 1 ELEMENTOS MÍNIMOS PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS

APÊNDICE 1 ELEMENTOS MÍNIMOS PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS APÊNDICE 1 ELEMENTOS MÍNIMOS PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS A formatação dos trabalhos realizados na Pós-graduação stricto sensu do Centro Universitário Franciscano deverá estar de acordo com o item 5 (Regras

Leia mais

PROTOCOLO PARA SOLICITAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DEFESA DE TESE

PROTOCOLO PARA SOLICITAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DEFESA DE TESE PROTOCOLO PARA SOLICITAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DEFESA DE TESE CANOAS RS PROTOCOLO PARA SOLICITAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DEFESA DE DISSERTAÇÕES 1. Concluída a tese o aluno, através do seu orientador, deverá

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica)

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO Normas de elaboração de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Universidade do Estado do Pará.

Leia mais

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos.

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos. INFORMAÇÕES GERAIS PARA ENTREGA DE TCC Versão final Assunto: Elaboração dos volumes do TCC aprovado. 1 Diagramação Capítulo I Formatação Aspectos Gráficos 1.1 Tamanho do papel A4 (210 X 297 mm) 1.2 Gramatura

Leia mais

PORTARIA DO DIRETOR Nº 39, DE 7 DE ABRIL DE 2005

PORTARIA DO DIRETOR Nº 39, DE 7 DE ABRIL DE 2005 PORTARIA DO DIRETOR Nº 39, DE 7 DE ABRIL DE 2005 Estabelece normas para elaboração de dissertações e teses no Programa de Pós- Graduação em Medicina Veterinária O Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Revisado colegiado PPGBioexp

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Revisado colegiado PPGBioexp NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Revisado colegiado PPGBioexp Passo Fundo, Março de 2014 NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM BIOEXPERIMENTAÇÃO 1. APRESENTAÇÃO As

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Secretaria Acadêmica Processamento de Dissertações e Teses

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Secretaria Acadêmica Processamento de Dissertações e Teses 1 Procedimentos para depósito dos exemplares de Dissertação e Tese 1. Da apresentação do Trabalho 1.1. Capa A capa deverá conter os elementos essenciais para a identificação do trabalho, a saber: I. -

Leia mais

Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção nº 05, de 03 de agosto de 2015

Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção nº 05, de 03 de agosto de 2015 Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção nº 05, de 03 de agosto de 2015 Estabelece as normas para realização da Defesa de Dissertação ou Tese e os Procedimentos

Leia mais

FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA

FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA 1. PRAZOS Os prazos para entrega de Trabalho Final encerram em 30 de maio (1º

Leia mais

Norma 103 Submissão de Teses e Dissertações.

Norma 103 Submissão de Teses e Dissertações. Norma 103 Submissão de Teses e Dissertações. A Comissão de Pós-Graduação em Geociências PPGGEO/IG/UFRGS, reunida em 01 de março de 2012, aprovou normas para a submissão de Teses e Dissertações exclusivamente

Leia mais

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT Formatação de trabalhos acadêmicos Segundo as normas da ABNT ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT/CB-001 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia ABNT/CB-005 - Comitê Brasileiro Automotivo

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS PARA CONFECÇÃO DO EXEMPLAR DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FCT/UNESP

INSTRUÇÕES GERAIS PARA CONFECÇÃO DO EXEMPLAR DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FCT/UNESP INSTRUÇÕES GERAIS PARA CONFECÇÃO DO EXEMPLAR DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FCT/UNESP Estrutura do Trabalho Pré-texto: Capa (elemento externo) Lombada (elemento externo) Folha

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA HOMOLOGAÇÃO DA DEFESA (PÓS-DEFESA)

PROCEDIMENTOS PARA HOMOLOGAÇÃO DA DEFESA (PÓS-DEFESA) PROCEDIMENTOS PARA HOMOLOGAÇÃO DA DEFESA (PÓS-DEFESA) Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº007 (05/09/202) e do Regimento Interno do PPGEP-S Os procedimentos anteriores à Defesa

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito 1 Manual TCC Curso de Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção Administrativo Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO TESEE DE DOUTORADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO TESEE DE DOUTORADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA MULTICÊNTRICO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR GUIA PARA ELABORAÇÃO TESEE DE DOUTORADO (SEGUNDO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Orientação em normalização documentária APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação bibl-refere@marilia.unesp.br Supervisão: Elizabete C. S.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA BIBLIOTECA SETORIAL

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA BIBLIOTECA SETORIAL UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO BIBLIOTECA SETORIAL NORMAS PARA ENTREGA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO NA BIBLIOTECA DA UAST TCC Trabalhos de conclusão de curso (monografias, teses e dissertações)

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA RECEBIMENTO DO DIPLOMA DE MESTRADO ENTREGAR À SECRETARIA DO PLE:

ORIENTAÇÕES PARA RECEBIMENTO DO DIPLOMA DE MESTRADO ENTREGAR À SECRETARIA DO PLE: ORIENTAÇÕES PARA RECEBIMENTO DO DIPLOMA DE MESTRADO ENTREGAR À SECRETARIA DO PLE: 1) 02 (duas) cópias encadernadas da dissertação: capa dura na cor preta, com escrita dourada. Adequar a dissertação às

Leia mais

Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Animal nº 11, de 23 de julho de 2015

Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Animal nº 11, de 23 de julho de 2015 Instrução Normativa do Conselho do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Animal nº 11, de 23 de julho de 2015 Estabelece normas para elaboração de dissertações e teses no programa de Pós-graduação

Leia mais