Seminário Nacional NTU Lei Anticorrupção e Programa de Compliance. Lélis Marcos Teixeira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seminário Nacional NTU Lei Anticorrupção e Programa de Compliance. Lélis Marcos Teixeira"

Transcrição

1 Seminário Nacional NTU Lei Anticorrupção e Programa de Compliance Lélis Marcos Teixeira 28/agosto/2014

2 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Agenda Abertura Histórico Iniciativas Dúvidas Encerramento

3 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Histórico 2012 Reestruturação na Fetranspor em 2011/2012 Aprimoramento das práticas de Governança Corporativa, incluindo: Implantação do Comitê de Auditoria e Auditoria Interna Lançamento do Código de Ética 2013 Aprimoramento do ambiente de controles internos / processos 2014 Definição de Programa de Compliance para aderência à Lei /2013

4 Cultura Organizacional Negócio Missão Valores Visão Cultura Diretrizes de Conduta

5

6

7 Lançamento Código de Conduta Agosto/2012

8 Tópicos do Código de Conduta Cumprimento de Leis e Pagamentos de Tributos Uso de Ativos da Organização Conflitos de Interesse Relações com a Mídia Prevenção e Tratamento de Fraudes Pagamentos ou Recebimentos de Valor ou Presentes e Favorecimentos Doações Informações Privilegiadas e Direito a Privacidade Segurança do Trabalho Meio Ambiente Relações com a Comunidade Relações com o Governo Relações com Empregados Relações com clientes Relações com Fornecedores

9 Código de Conduta do Rodoviário Junho/2014

10

11 RESULTADOS

12

13

14

15

16

17

18

19 Plano de Comunicação BUSDOOR SITE

20

21 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Item VIII do Art. 7 da Lei /2013 a existência de mecanismos e procedimentos internos de integridade, auditoria e incentivo à denúncia de irregularidades e a aplicação efetiva de códigos de ética e de conduta no âmbito da pessoa jurídica Conforme previsto no Parágrafo Único do Art. 7 da Lei /13, o governo estabelecerá uma regulamentação para definir os parâmetros de avaliação dos mecanismos esperados para atenuar potenciais penalizações, entretanto até a presente data o Poder Executivo Federal não divulgou a mesma assim como não foi publicada regulamentação específica para o estado/municípios do Rio de Janeiro. As PJ que fazem parte de um grupo econômico deverão estender a abrangência de seu programa de aderência à Lei /13 a todo o conglomerado.

22 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Iniciativas sobre o tema no mundo UK Act 2010/11 UE 1997 FCPA 1977 OCDE 1997/9 Lei China 2006 Brasil 2013/8 Fonte: e workshop KPMG

23 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Canal de Denúncia Tratativa de atos ilícitos Políticas, normas e procedimentos Considerações relevantes: Entendimento efetivo da Lei Avaliação do contexto da organização Mapeamento das atividades / processos críticos Mapeamento dos intermediadores com entes do governo Due diligence dos fornecedores Mapeamento das não conformidades com a Lei Definição de Programa de Compliance Ambiente de Controles Internos

24 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Canal de Denúncia Tratativa de atos ilícitos Políticas, normas e procedimentos Ambiente de Controles Internos Considerações relevantes: Estruturada em 2012 Com reporte ao Comitê de Auditoria da Fetranspor Composta por equipe qualificada e multidisciplinar Atuação proativa, com foco em gestão de riscos e melhoria de processos Acompanha planos de ação resultantes das revisões realizadas Prestação de assessoria desde que não impacte sua independência

25 Organograma FETRANSPOR 2014 CAD Fetranspor Comitê de Auditoria Presidência Executiva Auditoria Integrada Gestão de Pessoas Marketing e Comunicação Financeira Mobilidade Urbana Operações & Adm. Jurídica Responsabili dade Social

26 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Canal de Denúncia Considerações relevantes: Foco regulatório e institucional Em processo de estruturação Tratativa de atos ilícitos Políticas, normas e procedimentos Ambiente de Controles Internos

27 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Canal de Denúncia Tratativa de atos ilícitos Políticas, normas e procedimentos Ambiente de Controles Internos Considerações relevantes: Implantado em 2012; revisado em 2014 incluindo a itens da Lei Define as diretrizes de comportamento esperadas Referencia o Canal de Denúncia Anônimo assim como políticas, normas e procedimentos Requer aceite formal de todos os Colaboradores Nova versão divulgada em 2014

28 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Considerações relevantes: Garante anonimato do denunciante Possibilita o acompanhamento por meio do número de protocolo Divulgado para Colaboradores, fornecedores, Sindicatos e Operadoras Contratação de empresa terceirizada para captura das denúncias em 2014 Canal de Denúncia Tratativa de atos ilícitos Políticas, normas e procedimentos Ambiente de Controles Internos

29 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Canal de Denúncia Considerações relevantes: Definição de processo para identificação, investigação e tratamento de atos ilícitos (incluindo processo, pessoas e infraestrutura) Criação do comitê de ética Implantação em 2014 Tratativa de atos ilícitos Políticas, normas e procedimentos Ambiente de Controles Internos

30 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Canal de Denúncia Tratativa de atos ilícitos Considerações relevantes: Política Anticorrupção Política Segurança da Informação Política de Conflito de Interesses Política de Relacionamento com o Poder Público Política de Presentes, Brindes e Entretenimento Políticas de Contratos, Compras, Poderes e Procurações Implantação em 2014 Políticas, normas e procedimentos Ambiente de Controles Internos

31 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações baseadas em instrumentos normativos similares Avaliação de Riscos Auditoria Interna Conformidade ( Compliance ) Código de ética e conduta Canal de Denúncia Tratativa de atos ilícitos Políticas, normas e procedimentos Considerações relevantes: Implantação dos planos de ação resultantes das revisões de processos críticos, como: Compras, Contas a Pagar e Pagamentos, Cadastramento de Fornecedores, Tesouraria, Fechamento Contábil, etc. Definição clara e objetiva dos processos críticos, considerandose segregações de funções conflitantes, etc. Ambiente de Controles Internos

32 Iniciativas FETRANSPOR Lei /2013 Ações com partes interessadas / relacionadas Seminário sobre a Lei /13 junto aos Sindicatos e Operadoras filiadas Produção de Guia de orientação para aderência aos requerimentos da Lei /13 Suporte para dúvidas sobre a definição de programas de Compliance Construção e divulgação do Código de Ética dos motoristas

33 Atividades desenvolvidas junto aos sindicatos e empresas do sistema

34 Parceria Fetranspor X Instituto Ethos

35 Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção (Instituto Ethos) A partir de 2011, as empresas signatárias devem responder anualmente a um conjunto De 70 questões, referentes aos compromissos assumidos na assinatura do Pacto. A Plataforma de Monitoramento tem os seguintes objetivos: Monitorar compromissos; Dar visibilidade e transparência às práticas de integridade das empresas signatárias; Fortalecer o Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção; Realizar diagnóstico sobre as práticas de promoção de integridade nas empresas; Gerar referência a partir das práticas das empresas signatárias; Gerar relatórios individuais orientadores da evolução das empresas em relação à integridade; Oferecer subsídio ao planejamento das empresas na adoção de práticas de integridade.

36 Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção (Instituto Ethos) O texto do Pacto tem como base: Os Princípios Empresariais da Transparência Internacional, a Convenção da ONU contra a Corrupção, o 10º Princípio do Pacto Global e as Diretrizes da OCDE.

37 Obrigado!

Programa de Integridade/ Compliance

Programa de Integridade/ Compliance Programa de Integridade/ Compliance Sumário Programa de Integridade... 3 Estrutura Organizacional... 4 Estrutura do Programa de Integridade... 6 1. Diretrizes Institucionais... 7 2. Governança Corporativa...

Leia mais

PBTI. Programa de Integridade. Maio 2018

PBTI. Programa de Integridade. Maio 2018 PBTI Programa de Integridade Maio 2018 Introdução A PBTI Soluções tem o compromisso de conduzir seus negócios de acordo com os mais elevados padrões de ética e integridade empresarial. Em 2012 a PBTI lançou

Leia mais

Workshop Novo Mercado: Compliance e Controles Internos Claudia Pitta

Workshop Novo Mercado: Compliance e Controles Internos Claudia Pitta Workshop Novo Mercado: Compliance e Controles Internos Claudia Pitta Integridade corporativa em evolução 2.0 PREVENÇÃO Prevenção contra perdas Prevenção contra riscos legais e regulatórios 3.0 VALOR Atratividade

Leia mais

Auditoria Interna em Sistema de Integridade. Rodrigo Fontenelle, CGAP, CRMA, CCSA

Auditoria Interna em Sistema de Integridade. Rodrigo Fontenelle, CGAP, CRMA, CCSA Auditoria Interna em Sistema de Integridade Rodrigo Fontenelle, CGAP, CRMA, CCSA Agenda Governança Integridade (Compliance) Papel da Auditoria Interna 2 Interação entre Instrumentos Governança Gestão de

Leia mais

Política de Compliance

Política de Compliance Política de Compliance 1 Objetivo O objetivo desta Política é estabelecer diretrizes e procedimentos que assegurem o cumprimento das normas de Compliance definidas pelo Grupo VEOLIA e, que essas normas

Leia mais

Programa de. Integridade REDE D OR SÃO LUIZ

Programa de. Integridade REDE D OR SÃO LUIZ Programa de Integridade REDE D OR SÃO LUIZ Introdução...03 O Programa de Integridade...04 Pilares do Programa...05 Principais Benefícios...09 Nosso Compromisso...10 Introdução O combate à corrupção depende

Leia mais

PAINEL 2 GOVERNANÇA CORPORATIVA NAS ESTATAIS - Metodologia de Avaliação de Integridade

PAINEL 2 GOVERNANÇA CORPORATIVA NAS ESTATAIS - Metodologia de Avaliação de Integridade PAINEL 2 GOVERNANÇA CORPORATIVA NAS ESTATAIS - Metodologia de Avaliação de Integridade PALESTRANTE: SÉRGIO SEABRA - SECRETÁRIO FEDERAL DE CONTROLE INTERNO-ADJUNTO Programa de Integridade: Conceito É um

Leia mais

POLÍTICA DE COMPLIANCE

POLÍTICA DE COMPLIANCE POLÍTICA DE COMPLIANCE SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. APLICAÇÃO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 4. DO PROGRAMA DE INTEGRIDADE MRV... 2 5. ESTRUTURA DA ÁREA DE COMPLIANCE... 3 5.1. Funções da Área de Compliance...

Leia mais

COMPLIANCE E INTEGRIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

COMPLIANCE E INTEGRIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMPLIANCE E INTEGRIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Porque se pensar em Compliance e Intregridade na Administração Pública? Foreign Corrupt Practices Act (FCPA) 1977 Convenção da ONU Convenção da ONU Organização

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL RJI CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. RJI GESTÃO & INVESTIMENTOS LTDA. Número da Política: PRSA Data da Publicação: 2 de janeiro de 2019 Página

Leia mais

Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges

Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges Compliance e Governança Corporativa Case Tarjab: da decisão à execução Carlos Alberto de Moraes Borges Vice-presidente de Tecnologia e

Leia mais

Instrução Normativa IN CO Política de Compliance da CIP

Instrução Normativa IN CO Política de Compliance da CIP Instrução Normativa IN CO011 2017 Política de Objetivo: Estabelecer as diretrizes que regem o funcionamento da estrutura de Compliance, em consonância com a Visão, a Missão, os Valores e Princípios da

Leia mais

Cadastro Empresa Pró-Ética. Comitê Gestor

Cadastro Empresa Pró-Ética. Comitê Gestor Cadastro Empresa Pró-Ética Comitê Gestor Cadastro Empresa Pró-Ética Avalia e divulga as empresas voluntariamente engajadas na construção de um ambiente de integridade e confiança nas relações comerciais

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Sumário 1. OBJETIVO... 1 2. ABRANGÊNCIA... 1 3. DEFINIÇÕES... 1 3.1 Fraude... 1 3.2 Corrupção... 1 3.3 Programa de Integridade... 2 4. PRINCÍPIOS... 2 4.1 Repúdio a ações de fraude e corrupção direta ou

Leia mais

Lei Anticorrupção

Lei Anticorrupção Lei 12.846 Anticorrupção Comentar a abrangência e alguns tópicos da Lei que prevê punições para as empresas que cometerem atos de corrupção contra a Administração Pública. O que é Corrupção? Ato de corromper

Leia mais

Governança Corporativa Aspectos práticos

Governança Corporativa Aspectos práticos Governança Corporativa Aspectos práticos Ter um plano de negócios fundamentado, um planejamento estratégico formal, operação eficiente, bons controles e processos internos, boas práticas de governança

Leia mais

Programa de Transparência Mais integridade e credibilidade à sua Empresa

Programa de Transparência Mais integridade e credibilidade à sua Empresa Programa de Transparência Mais integridade e credibilidade à sua Empresa Lei anticorrupção Com a Lei Anticorrupção, todas as empresas brasileiras e seus dirigentes estão sujeitos a penalidades por práticas

Leia mais

PROGRAMA DE COMPLIANCE

PROGRAMA DE COMPLIANCE Sumário Introdução Público Os elementos do Programa de Compliance da Marfrig Governança e Cultura Análise de riscos de Compliance Papéis e Responsabilidades Normas e Diretrizes Internas Comunicação e Treinamento

Leia mais

POLÍTICA DE CONFORMIDADE CORPORATIVA DA TRANSPETRO

POLÍTICA DE CONFORMIDADE CORPORATIVA DA TRANSPETRO POLÍTICA DE CONFORMIDADE CORPORATIVA DA TRANSPETRO SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO E ABRANGÊNCIA 3. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA E COMPLEMENTARES 3.1. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Leia mais

POLÍTICA DE ALÇADA PARA APROVAÇÃO DE INVESTIMENTOS, CUSTOS E DESPESAS

POLÍTICA DE ALÇADA PARA APROVAÇÃO DE INVESTIMENTOS, CUSTOS E DESPESAS POLÍTICA DE ALÇADA PARA APROVAÇÃO DE INVESTIMENTOS, CUSTOS E DESPESAS R ÍNDICE 1-OBJETIVO....03 2-DEFINIÇÕES...04 3-DOCUMENTOS RELACIONADOS...05 4-PÚBLICO ALVO...06 5-RESPONSABILIDADES...06 5.1-SÓCIOS,

Leia mais

COMPLIANCE E INTEGRIDADE NAS EMPRESAS. Guia prático

COMPLIANCE E INTEGRIDADE NAS EMPRESAS. Guia prático COMPLIANCE E INTEGRIDADE NAS EMPRESAS Guia prático O que é um Programa de Integridade e Compliance? O Programa de Integridade e Compliance consiste no desenvolvimento e aprimoramento da cultura ética,

Leia mais

Palestra. Gestão de Riscos, controles internos e compliance "melhores práticas" Fevereiro/2019

Palestra. Gestão de Riscos, controles internos e compliance melhores práticas Fevereiro/2019 Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 opções 2 ou 3 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

, conhecida como Lei Anticorrupção e que dispõe sobre a responsabilização objetiva de pessoas jurídicas por atos contra a administração pública.

, conhecida como Lei Anticorrupção e que dispõe sobre a responsabilização objetiva de pessoas jurídicas por atos contra a administração pública. Pretende-se muito brevemente comentar alguns aspectos dos pilares do programa de compliance elencados no Decreto que regulamenta a Lei Anticorrupção, com base em práticas de Prevenção à Lavagem de Dinheiro,

Leia mais

#pública BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção

#pública BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção 1 Área responsável 1.1 Superintendência de Riscos e Controles. 2 Abrangência 2.1 Esta Política orienta o comportamento da BB Seguridade e suas sociedades controladas. Espera-se que as empresas coligadas

Leia mais

Petrobras em Compliance

Petrobras em Compliance Petrobras em Compliance ANTES DE FALAR ERA PRECISO FAZER Trajetória para a referência em ética e integridade Universidade de São Paulo 09 de novembro de 2018 PERFIL PETROBRAS Produção Diária 2 milhões

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E À FRAUDE

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E À FRAUDE POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E À FRAUDE 11/08/2017 INFORMAÇÃO PÚBLICA SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIAS... 3 4 CONCEITOS... 4 5 DIRETRIZES... 5 6 ORIENTAÇÕES GERAIS...

Leia mais

CódigoConduta.com Todos os direitos reservados

CódigoConduta.com Todos os direitos reservados A CódigoConduta.com é uma Empresa Especializada em Integridade, Conformidade Corporativa e Sistemas Integrados, com o objetivo de oferecer às organizações dos mais variados portes e ramos de negócio soluções

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO, INTEGRIDADE, RISCOS E CONTROLES INTERNOS MGI MINAS GERAIS PARTICIPAÇÕES S.A.

POLÍTICA DE GESTÃO, INTEGRIDADE, RISCOS E CONTROLES INTERNOS MGI MINAS GERAIS PARTICIPAÇÕES S.A. POLÍTICA DE GESTÃO, INTEGRIDADE, RISCOS E CONTROLES INTERNOS MGI MINAS GERAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 4 3. DEFINIÇÕES... 4 4. FUNDAMENTAÇÃO... 5 5. REVISÃO DESTA

Leia mais

Compliance Tributário: Contexto, atualidades, riscos e aplicação nas empresas

Compliance Tributário: Contexto, atualidades, riscos e aplicação nas empresas Compliance Tributário: Contexto, atualidades, riscos e aplicação nas empresas 1 Meu nome é Claudia Marchetti. Sou Santista de nascimento e de time, mas moro em Sorocaba há 15 anos. Me formei em 2000 pela

Leia mais

#pública BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção

#pública BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção 1 Área responsável pelo assunto 1.1 Diretoria de Governança, Risco e Compliance. 2 Abrangência 2.1 Esta Política aplica-se à BB Seguridade Participações S.A. ( BB Seguridade ou Companhia ) e suas subsidiárias

Leia mais

BM&FBOVESPA. Política de Controles Internos. Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo. Última Revisão: março de 2013.

BM&FBOVESPA. Política de Controles Internos. Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo. Última Revisão: março de 2013. BM&FBOVESPA Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo Página 1 Última Revisão: março de 2013 Uso interno Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. CONCEITOS...

Leia mais

LEGISLAÇÃO ANTICORRUPÇÃO, COMPLIANCE E O SETOR DE TRANSPORTE COLETIVO

LEGISLAÇÃO ANTICORRUPÇÃO, COMPLIANCE E O SETOR DE TRANSPORTE COLETIVO FEPASC Federação das Empresas de Transporte de Passageiros dos Estados do Paraná e Santa Catarina CICLO DE PALESTRAS 2018 LEGISLAÇÃO ANTICORRUPÇÃO, COMPLIANCE E O SETOR DE TRANSPORTE COLETIVO André Guskow

Leia mais

Mapeamento de Processos de Trabalho. Evento de Lançamento (Público-alvo: Todos os servidores)

Mapeamento de Processos de Trabalho. Evento de Lançamento (Público-alvo: Todos os servidores) Mapeamento de Processos de Trabalho Evento de Lançamento (Público-alvo: Todos os servidores) Junho 2018 1 Mapeamento de Processos INDUTORES (MOTIVADORES) Decreto 9.203/17 2 Governança Pública Accountability

Leia mais

II Seminário Operacional Veolia Brasil

II Seminário Operacional Veolia Brasil II Seminário Operacional Veolia Brasil Introdução O Programa de Integridade Veolia (PIVE.br) é movido por ações contínuas de prevenção, detecção e correção de atos de fraude e de corrupção, consolidadas

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE INTEGRIDADE

QUESTIONÁRIO DE INTEGRIDADE QUESTIONÁRIO DE INTEGRIDADE A Copel busca continuamente a excelência em suas atividades e a promoção de ambiente corporativo íntegro, ético e transparente. A Copel tem desenvolvido ações para inserção

Leia mais

POLÍTICA DE CONFORMIDADE

POLÍTICA DE CONFORMIDADE Sumário 1. OBJETIVO... 1 2. ABRANGÊNCIA... 1 3. DEFINIÇÕES... 1 3.1 Conformidade... 1 3.2 Estrutura Normativa Interna... 1 3.3 Programa de Integridade... 1 4. PRINCÍPIOS E DIRETRIZES... 1 4.1 Princípios

Leia mais

Encontro Nacional de Sustentabilidade Unimed

Encontro Nacional de Sustentabilidade Unimed Encontro Nacional de Sustentabilidade Unimed 6 de novembro 2015 Iniciativas do Instituto Ethos em integridade e no combate à corrupção INSTITUTO ETHOS Missão Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas

Leia mais

Indicadores chave de performance (KPI s) e a efetividade dos programas de integridade: uma métrica necessária.

Indicadores chave de performance (KPI s) e a efetividade dos programas de integridade: uma métrica necessária. Indicadores chave de performance (KPI s) e a efetividade dos programas de integridade: uma métrica necessária. Rodrigo Pironti Pós-Doutor em Direito Público U. Complutense de Madrid (Esp) Doutor e Mestre

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Unidades Gestoras: Diretoria de Gestão Estratégica e Controladoria - DIGEC Superintendência de Controladoria SUCON Área de Gestão de Capital e Riscos - ARGER

Leia mais

Programa de Compliance Selo CPLP

Programa de Compliance Selo CPLP 9.5.2018 Programa de Compliance Selo CPLP Fernando J. Prado Ferreira 1º Conferência Econômica - CPLP Maputo, Moçambique 1 Significado e importância de Compliance Significado Cumprimento e conformidade

Leia mais

GESTÃO DE RISCOS E COMPLIANCE QUAL O PAPEL E A RESPONSABILIDADE DA ALTA ADMINISTRAÇÃO

GESTÃO DE RISCOS E COMPLIANCE QUAL O PAPEL E A RESPONSABILIDADE DA ALTA ADMINISTRAÇÃO GESTÃO DE RISCOS E COMPLIANCE QUAL O PAPEL E A RESPONSABILIDADE DA ALTA ADMINISTRAÇÃO MODELO DE PROGRAMA DE CONFORMIDADE MAURICIO RONCATO PIAZZA GRC LIBBS FARMACÊUTICA Sumario 1. Modelo aplicado Participação

Leia mais

ÍNDICE OBJETIVO BRINDES, PRESENTES E HOSPITALIDADES. Código de Integridade para. Grupo Sirama 1 OBJETIVO... 1

ÍNDICE OBJETIVO BRINDES, PRESENTES E HOSPITALIDADES. Código de Integridade para. Grupo Sirama 1 OBJETIVO... 1 ÍNDICE Código de Integridade para BRINDES, PRESENTES E HOSPITALIDADES Grupo Sirama 1 OBJETIVO... 1 3 4 5 8 9 A QUEM SE APLICA... A PRÁTICA NO AMBIENTE DE NEGÓCIOS... O QUE DEVE SER FEITO... O QUE NUNCA

Leia mais

PROGRAMA DE INTEGRIDADE DA RAIA DROGASIL S.A. Minuta para apreciação de Diretores e aprovação pelo Conselho de Administração

PROGRAMA DE INTEGRIDADE DA RAIA DROGASIL S.A. Minuta para apreciação de Diretores e aprovação pelo Conselho de Administração PROGRAMA DE INTEGRIDADE DA RAIA DROGASIL S.A. Minuta para apreciação de Diretores e aprovação pelo Conselho de Administração outubro 2018 PROGRAMA DE INTEGRIDADE DA RAIA DROGASIL S.A. 1. INTRODUÇÃO A RD

Leia mais

Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção

Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção Esta política estabelece diretrizes para as empresas do Conglomerado Financeiro Votorantim (doravante O Conglomerado

Leia mais

Política Anticorrupção

Política Anticorrupção Política Anticorrupção BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S/A 1 Sumário 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 4 3. DEFINIÇÕES... 5 4. PAPÉIS E RESPONSABILIDADES... 7 5. DIRETRIZES... 8 6. DISPOSIÇÕES GERAIS...

Leia mais

Cultura de Compliance nas distintas organizações. Marcos Rossa nov2017

Cultura de Compliance nas distintas organizações. Marcos Rossa nov2017 Cultura de Compliance nas distintas organizações Marcos Rossa nov2017 APRESENTAÇÃO Marcos Rossa: Formação/Especialização: Bacharel em Administração MBA Marketing IAG-Escola de Negócios Especialização em

Leia mais

#publica BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção

#publica BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção 1 Área responsável 1.1 Superintendência de Riscos e Controles. 2 Abrangência 2.1 Esta Política orienta o comportamento da BB Seguridade e suas sociedades controladas. Espera-se que as empresas coligadas

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO Esta Política é parte integrante do Código de Alinhamento de Conduta aprovado em 30/01/2015 pelo Conselho de Administração da Positivo Tecnologia S.A.. 1.

Leia mais

DIRETRIZES DO TCE-RS A SEREM OBSERVADAS NA ESTRUTURAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO MUNICIPAL: OPORTUNIDADESEDESAFIOS

DIRETRIZES DO TCE-RS A SEREM OBSERVADAS NA ESTRUTURAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO MUNICIPAL: OPORTUNIDADESEDESAFIOS DIRETRIZES DO TCE-RS A SEREM OBSERVADAS NA ESTRUTURAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO MUNICIPAL: OPORTUNIDADESEDESAFIOS Airton Roberto Rehbein Auditor Público TCE-RS Bacharel em Ciências

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO 1 Sumário 1. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA... 2 2. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL... 2 3. DEFINIÇÕES... 3 4. VEDAÇÕES... 4 4.1 Sinais de alerta que merecem especial atenção, cautela e investigação...

Leia mais

POLÍTICA PARA A PREVENÇÃO DE DELITOS 19 de julho de 2018.

POLÍTICA PARA A PREVENÇÃO DE DELITOS 19 de julho de 2018. 1 POLÍTICA PARA A PREVENÇÃO DE DELITOS 19 de julho de 2018. O Conselho de Administração da NEOENERGIA S.A. ("NEOENERGIA" ou Companhia ) tem a responsabilidade de formular a estratégia e aprovar as Políticas

Leia mais

Cartilha LEI RIO DE JANEIRO

Cartilha LEI RIO DE JANEIRO Cartilha LEI 7.753 RIO DE JANEIRO 2 INTRODUÇÃO Em outubro de 2017, entrou em vigência a Lei 7.753, dispondo sobre a obrigatoriedade da implementação de Programa de Integridade no estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

Governança e Compliance: novo paradigma no ambiente de negócios

Governança e Compliance: novo paradigma no ambiente de negócios Programa de Compliance do Cooperativismo Paranaense Governança e Compliance: Governança e Compliance: novo paradigma no ambiente de negócios Curitiba, 29 de abril de 2019 .: Programa de Compliance Do que

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO 1.OBJETIVO A Política Corporativa de Prevenção à Corrupção tem o objetivo de reforçar o compromisso da MULTILOG

Leia mais

Corporativa e Compliance

Corporativa e Compliance Lei 13.303 Lei 13.303 - Aspectos de Governança Corporativa e Compliance Aspectos de Governança 25a CONVECON Corporativa e Eliete Martins Compliance Sócia- Diretora Governança Corporativa - KPMG 25a CONVECON

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO VERSÃO NOV/2014 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. DEFINIÇÕES... 3 3. PÚBLICO-ALVO... 5 4. VEDAÇÕES... 5 5. ATOS PREVENTIVOS... 6 6. CANAL DE DENÚNCIAS... 7 7. PROTEÇÃO A DENUNCIANTES...

Leia mais

Política de Compliance Corporativo da Lojas Renner S.A.

Política de Compliance Corporativo da Lojas Renner S.A. Política de Compliance Corporativo da Lojas Renner S.A. SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 3 2 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL... 3 3 PREMISSAS... 3 4 MISSÃO... 4 5 ATUAÇÃO... 4 6 DIRETRIZES - RESPONSABILIDADE POR ÁREA, CARGOS

Leia mais

COMPLIANCE E GESTÃO DE RISCOS. Viviane Vieira Malta - Diretora de Administração e Finanças

COMPLIANCE E GESTÃO DE RISCOS. Viviane Vieira Malta - Diretora de Administração e Finanças COMPLIANCE E GESTÃO DE RISCOS Viviane Vieira Malta - Diretora de Administração e Finanças POLÍTICAS GOVERNANÇA REGRAS REGULAMENTOS COMPLIANCE LEIS REQUERIMENTOS RISCOS PADRÕES BENEFÍCIOS DE UM PROGRAMA

Leia mais

MANUAL DE COMPLIANCE

MANUAL DE COMPLIANCE MQ.04 rev.00 Pagina 1 MANUAL DE COMPLIANCE MQ.04 rev.00 Pagina 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DEFINIÇÕES BÁSICAS E OBJETIVO DOS CONTROLES NOS PROCESSOS INTERNOS... 4 3. RESPONSABILIDADES E ATRIBUIÇÕES

Leia mais

NuVasive Brasil. Programa de Compliance Abrangente

NuVasive Brasil. Programa de Compliance Abrangente NuVasive Brasil Programa de Compliance Abrangente Table of Contents I. Introdução... 3 II. Propósito... 3 III. Padrões, Políticas e Procedimentos... 4 A. Código de Conduta Ética Comercial... 4 B. Políticas

Leia mais

Política de Compliance

Política de Compliance Política de Compliance SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO... 3 2- ABRANGÊNCIA... 3 3- OBJETIVO... 4 4- TERMOS E DEFINIÇÕES... 4 5- DIRETRIZES... 6 6- ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 8 7- DOCUMENTOS RELACIONADOS...

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE DUE DILIGENCE

QUESTIONÁRIO DE DUE DILIGENCE QUESTIONÁRIO DE DUE DILIGENCE 1. Perfil da Empresa 1.1. Informações cadastrais: 1.1.1. CNPJ, razão social, nome fantasia e, se for o caso, nomes anteriores. 1.1.2. Endereço da sede, de suas filiais e escritórios

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA

POLÍTICA CORPORATIVA POLÍTICA CORPORATIVA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO CÓDIGO: MAPC-P-008 VERSÃO: 03 EMISSÃO: 03/2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 03/2018 INDICE OBJETIVO... 2 ALCANCE... 2 VIGÊNCIA... 2 ÁREA GESTORA... 2 ÁREAS INTERVENIENTES...

Leia mais

POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS

POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS Informação Pública 13/5/2016 ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 PRINCÍPIOS... 3 4 REFERÊNCIAS... 4 5 CONCEITOS... 4 6 PRERROGATIVAS... 4 7 DIRETRIZES... 5 8 RESPONSABILIDADES...

Leia mais

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DO CANAL DE ÉTICA

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DO CANAL DE ÉTICA POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DO CANAL DE ÉTICA Versão 03/2019 Compliance Grupo Alubar 2 1. INTRODUÇÃO A Política de Utilização do Canal de Ética do Grupo Alubar tem a finalidade de apresentar com simplicidade

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE INTEGRIDADE

QUESTIONÁRIO DE INTEGRIDADE QUESTIONÁRIO DE INTEGRIDADE O presente formulário tem como intuito conhecer e avaliar os riscos de integridade aos quais o IDG pode estar exposto nos seus relacionamentos comerciais, com base na avaliação

Leia mais

CURSO DE COMPLIANCE RIO DE JANEIRO

CURSO DE COMPLIANCE RIO DE JANEIRO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CURSO DE COMPLIANCE RIO DE JANEIRO MÓDULO 1 1. Histórico e contextualização 2. Lei 12.846/13 e Decreto 8.420/15 3. Lei Estadual 7.753/2017 (dispõe sobre a instituição do Programa

Leia mais

Programa de Integridade

Programa de Integridade Programa de Integridade 1 1. Introdução O Programa de Integridade do Grupo BR Partners, aprovado pela BR Partners Holdco Participações S.A. para todas as suas subsidiárias diretas e indiretas (em conjunto,

Leia mais

COMPLIANCE E GESTÃO DE RISCOS José Carlos da Silva Junior Controladoria Diretoria de Administração e Finanças

COMPLIANCE E GESTÃO DE RISCOS José Carlos da Silva Junior Controladoria Diretoria de Administração e Finanças COMPLIANCE E GESTÃO DE RISCOS José Carlos da Silva Junior Controladoria Diretoria de Administração e Finanças POLÍTICAS GOVERNANÇA REGRAS REGULAMENTOS COMPLIANCE LEIS REQUERIMENTOS RISCOS PADRÕES BENEFÍCIOS

Leia mais

SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE CONTROLES INTERNOS E RISCOS Registro INPI nº BR

SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE CONTROLES INTERNOS E RISCOS Registro INPI nº BR SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE CONTROLES INTERNOS E RISCOS Registro INPI nº BR 51 2015 001156 1 Acesse o site www.nextemc.com.br e faça um pré-diagnóstico gratis e receba o resultado por email. O SISTEMA grcemc

Leia mais

Exigibilidade de implementação do Programa de Integridade

Exigibilidade de implementação do Programa de Integridade Lei n o. 7.753/2017 Exigibilidade de implementação do Programa de Integridade www.kpmg.com.br Introdução Em 17 de outubro de 2017, foi sancionada pelo governador do Estado do Rio de Janeiro a Lei Ordinária

Leia mais

GESTÃO DE RISCO. A experiência da Seguros Unimed

GESTÃO DE RISCO. A experiência da Seguros Unimed GESTÃO DE RISCO A experiência da Seguros Unimed 3º Simpósio de Saúde Suplementar das Federações das Unimeds dos Estados da Bahia e de Pernambuco Petrolina, 26 de julho de 2018 Quem somos? Somos a Seguradora

Leia mais

Página 2 de 9 SISTEMA DE COMPLIANCE INDICE

Página 2 de 9 SISTEMA DE COMPLIANCE INDICE Página 2 de 9 INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. ORGANIZAÇÃO, RESPONSABILIDADES E AUTORIDADES DO 3. POLÍTICA DE GESTÃO DE COMPLIANCE 4. CÓDIGO DE ÉTICA 5. ANÁLISE DE RISCOS E MEDIDAS DE CONTROLE 6. POLÍTICAS E PROCEDIMENTOS

Leia mais

Manual de Conformidade

Manual de Conformidade Manual de Conformidade Divisão de Conformidade BB Gestão de Recursos DTVM S.A. SUMÁRIO Introdução... 2 Definições... 3 1. Capítulo 1 - Segregação na Administração de Recursos de Terceiros... 4 2. Capítulo

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE DUE DILIGENCE

QUESTIONÁRIO DE DUE DILIGENCE QUESTIONÁRIO DE DUE DILIGENCE 1. Perfil da Empresa 1.1. Informações cadastrais: 1.1.1. CNPJ, razão social, nome fantasia e, se for o caso, nomes anteriores. 1.1.2. Endereço da sede, de suas filiais e escritórios

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA COMERCIAL PARA CORRETORES. Vice-Presidência Jurídica & Compliance

CÓDIGO DE CONDUTA COMERCIAL PARA CORRETORES. Vice-Presidência Jurídica & Compliance CÓDIGO DE CONDUTA COMERCIAL PARA CORRETORES Vice-Presidência Jurídica & Compliance 1. PREÂMBULO O Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) preza pela excelência, qualidade, transparência e ética em todos os

Leia mais

#publica BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção

#publica BB SEGURIDADE Política de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, ao Financiamento do Terrorismo e à Corrupção 1 Área responsável 1.1 Superintendência de Riscos e Controles. 2 Abrangência 2.1 Esta Política orienta o comportamento da BB Seguridade e suas sociedades controladas. Espera-se que as empresas coligadas

Leia mais

Governança e Compliance nas Cooperativas de Assistência Médica. A Direção da Cooperativa, seus Processos e o Cooperado

Governança e Compliance nas Cooperativas de Assistência Médica. A Direção da Cooperativa, seus Processos e o Cooperado Governança e Compliance nas Cooperativas de Assistência Médica A Direção da Cooperativa, seus Processos e o Cooperado Agenda A B C Contexto de Governança e Compliance em operadoras de Saúde Compliance

Leia mais

Termo de Compromisso - Compliance

Termo de Compromisso - Compliance Termo de Compromisso - Compliance Código de Conduta A seguir estão registradas as Condutas Adequadas e Inadequadas definidas e recomendadas pela Reta Engenharia a todos os seus stakeholders. Este Código

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ REITORIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ REITORIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ REITORIA Portaria nº 4117 de 27 de setembro de 2017. O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e considerando:

Leia mais

COMISSÃO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS IBGC

COMISSÃO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS IBGC COMISSÃO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS IBGC Política de Conformidade (Compliance) em Instituições Financeiras e uma reflexão da Resolução CMN 4.595 de 2017 Outubro de 2018 Redatores:

Leia mais

GRC Governança Risco e Compliance

GRC Governança Risco e Compliance GRC Governança Risco e Compliance 2 Implantação do GRC- Governança, Riscos e Compliance Lei das Estatais: 13.303/16 Conceito do GRC Integração dos processos dentro de uma organização, fazendo com que a

Leia mais

Lei /2018. kpmg.com.br

Lei /2018. kpmg.com.br Lei 15.228/2018 Aplicação, no âmbito da Administração Pública do Estado do Rio Grande do Sul, da Lei 12.846/13 e do Decreto 8.420/15 e exigibilidade de implementação do Programa de Integridade. kpmg.com.br

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO ÍNDICE 1. OBJETIVO...1 2. ABRANGÊNCIA...1 3. REGULAMENTAÇÃO...1 4. CONSIDERAÇÕES...1 4.1. Premissas Básicas...1 APENDICE...3 1. OBJETIVO Estabelecer as diretrizes que devem ser seguidas para atendimento

Leia mais

Programa de Compliance do Grupo CET Logistics

Programa de Compliance do Grupo CET Logistics Programa de Compliance do Grupo CET Logistics 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Da Apresentação da Política de Compliance... 3 2.1 Do Código de Conduta Interno... 3 2.2 Da Certificação da CET LOGISTICS junto

Leia mais

POLIÍTICA DE GERENCIAMENTO DO SISTEMA DE CONTROLES INTERNOS

POLIÍTICA DE GERENCIAMENTO DO SISTEMA DE CONTROLES INTERNOS Junho/2016. POLIÍTICA DE GERENCIAMENTO DO SISTEMA DE CONTROLES INTERNOS Versão: 01 Revisada: Compliance Aprovação: Mario Celso Coutinho de Souza Dias Presidente 30/06/2016 1 APRESENTAÇÃO O Banco Central

Leia mais

Conteúdo Programático Completo

Conteúdo Programático Completo Conteúdo Programático Completo 1. PAPÉIS ESTRATÉGICOS E OPERACIONAIS DA AUDITORIA INTERNA 1.1 Gestão de Mudanças 1.1.1 Visão Geral 1.1.2 Habilidades Interpessoais 1.1.3 Tipos de Mudança 1.1.4 Resistência

Leia mais

PL 055 POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL. Publicado em: 13/05/2016

PL 055 POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL. Publicado em: 13/05/2016 1. OBJETIVOS Estabelecer os princípios e diretrizes que norteiam as ações de práticas socioambientais da Getnet nos negócios e na relação com todas as partes interessadas, incluindo as diretrizes para

Leia mais

PÚBLICO-ALVO PROGRAMA

PÚBLICO-ALVO PROGRAMA Treinamento presencial: Auditoria Interna, Controle Interno e Gestão de Riscos OBJETIVO Fornecer aos participantes o conhecimento básico e bases técnicas e práticas fundamentais para que possam aplicar

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 67, DE 20 DE JUNHO DE 2018

CONSULTA PÚBLICA Nº 67, DE 20 DE JUNHO DE 2018 CONSULTA PÚBLICA Nº 67, DE 20 DE JUNHO DE 2018 COMENTÁRIOS GERAIS: O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) parabeniza a iniciativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) de estabelecer

Leia mais

WORKSHOPS. Últimas Vagas!!!! Veja as ementas dos Workshops. Acesse Ligue: (65) ou

WORKSHOPS. Últimas Vagas!!!! Veja as ementas dos Workshops. Acesse   Ligue: (65) ou WORKSHOPS A Universidade Federal de Mato Grosso e a Fundação Uniselva, convidam para sua participação nos Workshops de Gestão de Integridade e Compliance. Últimas Vagas!!!! Veja as ementas dos Workshops

Leia mais

Critério de Integridade. Questionário de Integridade

Critério de Integridade. Questionário de Integridade Critério de Integridade Questionário de Integridade 1 - Perfil da Empresa 1. CNPJ, razão social, nome fantasia e, se for o caso, nomes anteriores: 2. Endereço da sede, de suas filiais e escritórios de

Leia mais

POLÍTICA DE PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versão 3.0 06/02/2017 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Conceito... 3 3 Princípios... 3 4 Diretrizes... 4 4.1 Áreas de atuação... 4 4.2 Restrições... 5 4.3 Modalidades

Leia mais

REGRAS, PROCEDIMENTOS E CONTROLES INTERNOS

REGRAS, PROCEDIMENTOS E CONTROLES INTERNOS Junho/2016. REGRAS, PROCEDIMENTOS E CONTROLES INTERNOS Versão: 01 Revisada: Compliance Aprovação: Mario Celso Coutinho de Souza Dias Presidente 30/06/2016 Em atendimento ao disposto no art. 19 da ICVM

Leia mais

MINISTÉRIO DA TRANSPARÊNCIA E CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SAS, Quadra 01, Bloco A, Edifício Darcy Ribeiro Brasília-DF -

MINISTÉRIO DA TRANSPARÊNCIA E CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SAS, Quadra 01, Bloco A, Edifício Darcy Ribeiro Brasília-DF - MINISTÉRIO DA TRANSPARÊNCIA E CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SAS, Quadra 01, Bloco A, Edifício Darcy Ribeiro 70070-905 - Brasília-DF - cgu@cgu.gov.br Wagner de Campos Rosário Ministro Substituto da Transparência

Leia mais

Selo Agro + Integridade

Selo Agro + Integridade Selo Agro + Integridade KPMG pode ajudar as empresas do agronegócio que pretendem obter a certificação kpmg.com.br + no agronegócio Transparência e ética são pré-requisitos fundamentais para a condução

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL O sucesso das atividades empresarias envolve a sustentabilidade da organização, refletida na manutenção do negócio a longo prazo e na geração de valor econômico e social a todas

Leia mais

Política de Controles Internos BM&FBOVESPA. Página 1

Política de Controles Internos BM&FBOVESPA. Página 1 BM&FBOVESPA Página 1 Última revisão: abril de 2014 Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. PRINCÍPIOS... 3 4. DIRETRIZES... 3 5. PRERROGATIVAS DE CONTROLES INTERNOS... 4 6. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Versão 03/2017 Compliance Grupo Alubar 2 1. OBJETIVO A Política Anticorrupção tem por objetivo afirmar que o Grupo Alubar não é conivente com atos de corrupção e definir regras e

Leia mais

Política de Compliance

Política de Compliance Política de Compliance Maio/2018 1. Apresentação da Política A tem como objetivo assegurar a adequação, o fortalecimento e o funcionamento eficiente do Sistema de Controles Internos da TAESA e suas subsidiárias

Leia mais