A CLT cuidou de definir expressamente o conceito de uma Convenção Coletiva de Trabalho, em seu artigo 611:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A CLT cuidou de definir expressamente o conceito de uma Convenção Coletiva de Trabalho, em seu artigo 611:"

Transcrição

1

2 Conceito Entende-se por Convenção Coletiva de Trabalho como sendo um acordo de caráter normativo, pactuado entre dois ou mais sindicatos representativos de categorias econômicas e profissionais, com o objetivo de estipular condições de trabalho, no âmbito das respectivas representações. A CLT cuidou de definir expressamente o conceito de uma Convenção Coletiva de Trabalho, em seu artigo 611: Art Convenção Coletiva de Trabalho é o acordo de caráter normativo, pelo qual dois ou mais Sindicatos representativos de categorias econômicas e profissionais estipulam condições de trabalho aplicáveis, no âmbito das respectivas representações, às relações individuais do trabalho.

3 Necessidade de previa Assembléia Nos termos do artigo 612 da CLT, os sindicatos só poderão celebrar Convenções Coletivas de Trabalho após a realização e aprovação desta questão, em assembléia Geral, especialmente convocada para esse fim, observando-se o que dispõe os respectivos estatutos. Inclusive, exige o parágrafo único do artigo 612 da CLT que o quórum de comparecimento e votação nas entidades sindicais que tenham mais de (cinco mil) associados seja de pelo menos 1/8 (um oitavo) dos associados, em segunda convocação.

4 Requisitos obrigatórios Nos termos do artigo 613 da CLT, as convenções e os acordos deverão conter obrigatoriamente: a) a designação dos Sindicatos convenentes ou dos sindicatos e empresas acordantes; b) o prazo de vigência; c) as categorias ou classes de trabalhadores abrangidas pelos respectivos dispositivos; d) as condições ajustadas para reger as relações individuais de trabalho durante sua vigência; e) as normas para a conciliação das divergências surgidas entre os convenentes por motivos da aplicação de seus dispositivos;

5 f) as disposições sobre o processo de sua prorrogação e de revisão total ou parcial de seus dispositivos; g) os direitos e deveres dos empregados e empresas; h) as penalidades para os sindicatos convenentes, os empregados e as empresas em caso de violação de seus dispositivos. É importante ressaltar que as Convenções Coletivas de Trabalho, obrigatoriamente, deverão ser celebradas por escrito, sem emendas nem rasuras, em tantas vias quantos forem os Sindicatos convenentes ou as empresas acordantes, além de uma destinada para o registro.

6 Depósito Os instrumentos coletivos deverão ser, obrigatoriamente, transmitidos para registro eletrônico pelo Sistema MEDIADOR, disponível no endereço eletrônico do MTE na internet O protocolo do requerimento do registro emitido por meio do Sistema MEDIADOR deverá ser efetuado: na Secretaria de Relações do Trabalho SRT, quando se tratar de norma com abrangência nacional ou interestadual; e nos órgãos regionais do MTE, nos demais casos. Com o registro os instrumentos coletivos ficarão disponí-veis para consulta de qualquer interessado no endereço eletrônico do MTE FONTE PARA DOWNLOAD:

7 Vigência As Convenções Coletivas de trabalho entrarão em vigor 3 (três) dias após a data da entrega da mesma, para registro e arquivamento no Departamento Nacional do Trabalho, em se tratando de instrumento de caráter nacional ou interestadual, ou nos órgãos regionais do Ministério do Trabalho nos demais casos.

8 Duração A convenção Coletiva de Trabalho terá sua duração limitada pelo prazo de até dois anos de vigência. É importante ressaltar que os Tribunais têm considerado inválido qualquer termo aditivo que prorrogue a vigência do instrumento coletivo por prazo indeterminado.

9 Divulgação É obrigatório que cópias autênticas da Convenção Coletiva de Trabalho sejam afixadas, de modo visível, pelos Sindicatos convenentes, nas respectivas sedes e nos estabelecimentos das empresas compreendidas no seu campo de aplicação, dentro de 5 (cinco) dias da data do depósito.

10 Prorrogação e revisão O processo de prorrogação, revisão, denúncia ou revogação total ou parcial de Convenção Coletiva de Trabalho ficará subordinado, em qualquer caso, à aprovação de Assembléia Geral dos Sindicatos convenentes ou partes acordantes, com observância do disposto no art. 612 da CLT. O instrumento de prorrogação, revisão, denúncia ou revogação de Convenção ou Acordo será depositado, para fins de registro e arquivamento, na repartição em que o mesmo originariamente foi depositado, observado o disposto no art. 614 da CLT. As modificações introduzidas em Convenção ou Acordo, por força de revisão ou de revogação parcial de suas cláusulas, passarão a vigorar 3 (três) dias após a realização de seu depósito no órgão competente.

11 Controvérsias jurídicas As controvérsias resultantes da aplicação da Convenção coletiva de Trabalho celebrada serão dirimidas pela Justiça do Trabalho.

12 Nossa legislação procurou diferenciar a convenção coletiva, que é pactuada entre sindicatos, do acordo coletivo, que é realizado entre sindicato profissional e empresa ou empresas. No nosso ordenamento jurídico, portanto, convenção e acordo coletivo são inconfundíveis. A primeira tem o âmbito mais amplo e os sujeitos são obrigatoriamente entidades sindicais. Já o segundo é mais restrito, na medida em que abrange, de um lado, o sindicato representativo da categoria dos trabalhadores e, de outro, uma ou mais empresas individualmente consideradas..

13 A diferença entre CCT e ACT parte dos sujeitos envolvidos: Acordo Coletivo é feito entre uma ou mais empresas e o sindicato da categoria profissional Convenção Coletiva o pacto é realizado entre sindicato da categoria profissional, de um lado, e sindicato da categoria econômica, de outro.

14 Poderá ser ajuizada ação de Dissídio Coletivo, quando frustrada a auto-composição de interesses coletivos em negociação promovida diretamente pelos interessados, ou mediante intermediação administrativa do órgão competente do Ministério do Trabalho. LEGISLAÇÃO A SER CONSULTADA:

15 A assistência é devida na rescisão do contrato de trabalho firmado há mais de 1 (um) ano, e consiste em orientar e esclarecer empregado e empregador sobre o cumprimento da lei, assim como zelar pelo efetivo pagamento das parcelas devidas e cumprimento das cláusulas previstas nos ACTs e CCTs. A homologação da rescisão do contrato de trabalho deve ser assistida gratuitamente, sendo vedada a cobrança de qualquer taxa ou encargo pela prestação da assistência na rescisão contratual.

16 LIMITAÇÃO DA ASSISTÊNCIA Não é devida a assistência na rescisão de contrato de trabalho em que figurem a União, os Estados, os Municípios, suas Autarquias e Fundações de Direito Público. APOSENTADORIA OU MORTE DO EMPREGADO Na ocorrência de morte do empregado, a assistência na rescisão contratual é devida aos beneficiários habilitados perante o órgão previdenciário, reconhecidos judicialmente ou previstos em escritura pública lavrada nos termos do art. 982 do CPC, desde que dela constem os dados necessários à identificação do beneficiário e à comprovação do direito.

17 COMPETÊNCIA São competentes para assistir o empregado na rescisão do contrato de trabalho: 1- O sindicato profissional da categoria; e 2 - A autoridade local do Ministério do Trabalho e Emprego. ASSISTÊNCIA ORDEM DE PREFERÊNCIA A assistência será prestada, preferencialmente, pela entidade sindical, reservando-se aos órgãos locais do Ministério do Trabalho e Emprego o atendimento aos trabalhadores nos seguintes casos: I - Categoria que não tenha representação sindical na localidade; II - Recusa do sindicato na prestação da assistência; e III-Cobrança indevida pelo sindicato para a prestação da assistência.

18

19 Eliane Gerber Diretora Suplente da Regional Sul FENAS Gestao

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Convenção e acordo coletivo de trabalho Paulo Moreira 1. CONFLITOS COLETIVOS E FORMAS DE SOLUÇÃO Para uma melhor compreensão do assunto, ora proposto, necessário se faz, comentar

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR004407/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/10/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067091/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46294.001639/2016-21 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001930/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/09/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR048318/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.014907/2013-34 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000124/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR011080/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001765/2009-39

Leia mais

c Aprovada pela Port. da SRT n o 1, de (DOU de ). c Art. 5 o do CC. c Art. 439 da CLT.

c Aprovada pela Port. da SRT n o 1, de (DOU de ). c Art. 5 o do CC. c Art. 439 da CLT. EMENTAS DA SECRETARIA DE RELAÇÕES DO TRABALHO 1. Homologação. Empregado emancipado. Não é necessária a assistência por responsável legal, na homologação da rescisão contratual, ao empregado adolescente

Leia mais

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula 1. Fontes materiais e formais. 2. Normas Jurídicas de Direito do Trabalho. Constituição, Leis, Atos do Poder Executivo, Sentença normativa, Convenções e Acordos Coletivos, Regulamentos de empresa, Disposições

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001932/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/09/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR049464/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.014909/2013-23 DATA

Leia mais

Processo do Trabalho I

Processo do Trabalho I Processo do Trabalho I»Aula 5 Jurisdição e Competência Parte 1 Introdução Jurisdição Competência Em razão da Matéria Competência Funcional Jurisdição e competência da Justiça a do Trabalho I Introdução

Leia mais

Programa de Proteção ao Emprego PPE

Programa de Proteção ao Emprego PPE Programa de Proteção ao Emprego PPE Ministério de Trabalho e Emprego MTE Grupo Técnico da Secretaria Executiva do Comitê do PPE Previsão Legal Medida Provisória n 680, de 6 de julho de 2015; Decreto n

Leia mais

Assistência na Rescisão do Contrato de Trabalho

Assistência na Rescisão do Contrato de Trabalho Sistema Homolognet Assistência na Rescisão do Contrato de Trabalho Assistência na rescisão - Quando é devida a) nos contratos de trabalho firmados há mais de 1 ano; b) quando o cômputo do aviso prévio

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR000662/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/02/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067963/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.002882/2011-14 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002799/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/11/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR069776/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.018553/2016-40 DATA

Leia mais

Circular Sinapro-SP Nº A/C: Depto. Recursos Humanos

Circular Sinapro-SP Nº A/C: Depto. Recursos Humanos Circular Sinapro-SP Nº 18.2012 A/C: Depto. Recursos Humanos São Paulo, 27 de agosto de 2012 CIRCULAR SINAPRO-SP Nº 18.2012 A/C: Depto. Recursos Humanos Ref.: Novo prazo para utilização dos novos modelos

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000652/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028034/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009461/2009-40

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR025062/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 08/05/2015 ÀS 15:28 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46215.022244/2014

Leia mais

I - DA FINALIDADE II - DA DEFINIÇÃO III DA JORNADA E DO HORÁRIO DE TRABALHO

I - DA FINALIDADE II - DA DEFINIÇÃO III DA JORNADA E DO HORÁRIO DE TRABALHO I - DA FINALIDADE 1. Este Normativo de Pessoal tem por finalidade regulamentar a jornada de trabalho dos empregados do Conselho Federal de Medicina CFM. II - DA DEFINIÇÃO 2. Entende-se por jornada de trabalho

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO PRINCÍPIOS DO DIREITO DO TRABALHO

DIREITO DO TRABALHO PRINCÍPIOS DO DIREITO DO TRABALHO DIREITO DO TRABALHO PRINCÍPIOS DO DIREITO DO TRABALHO Atualizado em 13/01/2016 PRINCÍPIOS DO DIREITO DO TRABALHO PRINCÍPIO PROTETOR Nas relações empregatícios sempre existe o conflito entre o detentor

Leia mais

A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho.

A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho. A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho. Convenção Coletiva de Trabalho É um ato jurídico pactuado

Leia mais

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Questões Comentadas Segue às questões da Vunesp do concurso de procurador municipal, devidamente comentada. Cargo de confiança 1) A determinação do empregador para que

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n 17.265.877/0001-07, neste ato representado por seu Presidente, Sr. LÁZARO

Leia mais

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO Contrato individual de trabalho é o acordo, tácito ou expresso, correspondente à relação de emprego. Relação de emprego entre EMPREGADOR e EMPREGADO. DEFINIÇÃO LEGAL: O

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PARA NORMA COLETIVA DE TRABALHO ODONTOLOGISTAS /2017.

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PARA NORMA COLETIVA DE TRABALHO ODONTOLOGISTAS /2017. PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PARA NORMA COLETIVA DE TRABALHO ODONTOLOGISTAS - 2016/2017. 1 DATA-BASE Fica mantida a data-base da categoria o dia 1º de Março. 2 - ATUALIZAÇÃO SALARIAL - Os salários dos empregados

Leia mais

R.: A contribuição sindical é devida por todos aqueles que participarem de uma determinada categoria econômica ou profissional.

R.: A contribuição sindical é devida por todos aqueles que participarem de uma determinada categoria econômica ou profissional. DÚVIDAS FREQÜENTES: 1. QUEM DEVE PAGAR A CONTRIBUIÇÃO R.: A contribuição sindical é devida por todos aqueles que participarem de uma determinada categoria econômica ou profissional. 2. EMPRESA NÃO FILIADA

Leia mais

GRCS CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

GRCS CONTRIBUIÇÃO SINDICAL GRCS CONTRIBUIÇÃO SINDICAL O MTE Ministério do Trabalho e Emprego em http://portal.mte.gov.br/co nt_sindical/, descreve que: A contribuição sindical está prevista nos artigos 578 a 591 da CLT. Possui natureza

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCV Nº. 003/2015. UNIDADE RESPONSÁVEL: Gerência de Projetos, Planejamento e Orçamento CAPÍTULO I DA FINALIDADE CAPÍTULO II

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCV Nº. 003/2015. UNIDADE RESPONSÁVEL: Gerência de Projetos, Planejamento e Orçamento CAPÍTULO I DA FINALIDADE CAPÍTULO II INSTRUÇÃO NORMATIVA SCV Nº. 003/2015 DISPÕE SOBRE CONTROLE E ACOMPANHAMENTO DOS CONSÓRCIOS. VERSÃO: 01 DATA: 03 de março de 2015. ATO APROVAÇÃO: Decreto 2.370/2015 UNIDADE RESPONSÁVEL: Gerência de Projetos,

Leia mais

MANUAL DE PESSOAL CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA

MANUAL DE PESSOAL CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA 1 MÓDULO 20: SEGURANÇA NO TRABALHO CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA ANEXOS: 1 Fluxo do Subprocesso Constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA 2 Formulário

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 5 19/02/2015 14:00 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000233/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR076924/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.030044/2014-53

Leia mais

ESTATUTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS TÉCNICOS EM MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PARANÁ SINDITTEMA-PR

ESTATUTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS TÉCNICOS EM MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PARANÁ SINDITTEMA-PR ESTATUTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS TÉCNICOS EM MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PARANÁ SINDITTEMA-PR TÍTULO I DA INSTITUIÇÃO, PRERROGATIVAS, DIREITOS E DEVERES DOS ASSOCIADOS Capítulo I

Leia mais

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000542/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR047856/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001655/2015 15 DATA DO

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO. Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos)

DIREITO DO TRABALHO. Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos) DIREITO DO TRABALHO FONTES DO DIREITO DO TRABALHO: MATERIAIS: FORMAIS: Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos) Convenções coletivas

Leia mais

ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO

ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO O MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA URTIGA-RS, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob nº 90.483.082/0001-65, com sede na Avenida Professor Zeferino, n.

Leia mais

3. A operação do sistema Homolognet exige a utilização dos seguintes documentos:

3. A operação do sistema Homolognet exige a utilização dos seguintes documentos: Prezadas Filiadas e Associadas O Sindeprestem Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão de Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo, informa

Leia mais

ENTENDA SEUS DIREITOS. O SINDEMED reservou este espaço para esclarecer seus direitos trabalhistas.

ENTENDA SEUS DIREITOS. O SINDEMED reservou este espaço para esclarecer seus direitos trabalhistas. ENTENDA SEUS DIREITOS O SINDEMED reservou este espaço para esclarecer seus direitos trabalhistas. As contribuições cobradas pelos Sindicatos são motivos de muitas dúvidas pelos empregados. Assim, a fim

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO001067/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/12/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR072783/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.015511/2013-23

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 7 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2007 Dispõe sobre o registro de empresas de trabalho temporário. O Secretário de Relações do Trabalho

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 7 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2007 Dispõe sobre o registro de empresas de trabalho temporário. O Secretário de Relações do Trabalho INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 7 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2007 Dispõe sobre o registro de empresas de trabalho temporário. O Secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, no uso da atribuição

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS PPLR/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS PPLR/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS PPLR/2011 CENTRAIS ELÉTRICAS DO PARÁ S.A., inscrita no CNPJ/MF sob nº 04.895.728/0001-80 e Inscrição Estadual nº 15.074.480-3,

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000926/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070301/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46232.001993/2015-07

Leia mais

Projeto de lei 4330/ quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados

Projeto de lei 4330/ quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados Projeto de lei 4330/2004 - quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados PL 4330 - projeto original apresenta à Ementa: Dispõe sobre o contrato de prestação de serviços e as relações

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS PRORROGAÇÃO/REDUÇÃO DE JORNADA

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS PRORROGAÇÃO/REDUÇÃO DE JORNADA Imprimir Salvar CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002102/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/10/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061751/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.086836/2016

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho - 15ª Região 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 31, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2002

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 31, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2002 SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 31, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2002 Baixa instruções para análise do requerimento de autorização de saque do FGTS de contas vinculadas, em nome de empregadores,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR000062/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR073771/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.000204/2014-60

Leia mais

CONVENÇÃO N Liberdade Sindical e Proteção ao Direito de Sindicalização

CONVENÇÃO N Liberdade Sindical e Proteção ao Direito de Sindicalização CONVENÇÃO N. 87 1 Liberdade Sindical e Proteção ao Direito de Sindicalização Aprovada na 31ª reunião da Conferência Internacional do Trabalho (São Francisco 1948), entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação:

SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação: SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação: 304-16 Em conformidade com o Regulamento de Compras e Contratações de Obras e Serviços da Organização Social de Cultura Associação Amigos do Projeto Guri, decreto nº.

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001091/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028646/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.010561/2015-67 DATA DO

Leia mais

PORTARIA Nº 4, DE 16 DE SETEMBRO DE 2014

PORTARIA Nº 4, DE 16 DE SETEMBRO DE 2014 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE RELAÇÕES DO TRABALHO PORTARIA Nº 4, DE 16 DE SETEMBRO DE 2014 DOU de 19/09/2014 (nº 181, Seção 1, pág. 94) Aprova, revisa e revoga enunciados da Secretaria

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002270/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 06/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR062676/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016256/2014-06 DATA DO

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO CALENDÁRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1º SEMESTRE DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º.

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO CALENDÁRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1º SEMESTRE DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. 20-02-16 Sábado 08:30h 02-04-16 - Sábado 08:30h ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. Período * As aulas práticas têm início às 08:30h, impreterivelmente, não sendo tolerados atrasos. A aprovação. Em caso de reprovação

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 PARECER CONSULTA CRM-MT Nº 03/2010 DATA DA ENTRADA: 25 de janeiro de 2010 INTERESSADO: Dr. C. F. G. G. CONSELHEIRO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001718/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR058992/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46271.000918/2010-40 DATA

Leia mais

\ a) 8% (oito por cento) para os trabalhadores que recebem salárío mensal de até R$ 7.000,00 (sete mil reais);

\ a) 8% (oito por cento) para os trabalhadores que recebem salárío mensal de até R$ 7.000,00 (sete mil reais); " CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Entre as partes de um lado: SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO, CNPJ no60.266.996/0001-03 e, de outro lado: SINDICATO DA INDÚSTRIA DA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP014110/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/11/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR077474/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.005094/2016-17 DATA DO

Leia mais

ANEXO I Circular SUSEP nº 07/94

ANEXO I Circular SUSEP nº 07/94 ANEXO I Circular SUSEP nº 07/94 1. Sociedades Seguradoras Nacionais, Sociedades de Capitalização e Sociedades de Previdência Privada Aberta com fins lucrativos. 1.1- ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA - AGE

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002538/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032048/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.009832/2015-91 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SRT00001/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/01/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR077750/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.015928/2014-16 DATA DO

Leia mais

Inscrição. COMO REQUERER: Protocolar obrigatoriamente na sede ou seccionais, o que segue.

Inscrição. COMO REQUERER: Protocolar obrigatoriamente na sede ou seccionais, o que segue. Inscrição Legalidade: A inscrição no CROSP é obrigatória pelas Leis Federais 5.965/73 e 6.839/80 e Consolidação CFO, após a realização da etapa anterior (1ª) e registros em Cartório/Junta Comercial deverão

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Mediador - i',xtrato Acordo Coletivo http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resurnovisualiz... ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000118/2016 DATA DE REGISTRO NO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO. Inscrição

CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO. Inscrição Inscrição Legalidade: A inscrição no CROSP é obrigatória pelas Leis Federais 5.965/73 e 6.839/80 e Consolidação CFO, após a realização das etapas anteriores (1ª e 2ª) e registros em Cartório/Junta Comercial

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031503/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 27/05/2015 ÀS 16:33 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46215.016006/2014

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DO CONTRATO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DO CONTRATO DE TRABALHO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DO CONTRATO DE TRABALHO GERDAU S/A -, unidade inscrita no CNPJ/MF n 33.611.500/0178-60, com sede na Av. Engenheiro Miguel Gemma, 1871 - Rio Acima - Mogi

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060654/2016 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 12/09/2016 ÀS 13:08 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DO RIO DE JANEIRO, CNPJ n. 33.644.360/0001-85,

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS COMPENSAÇÃO DE JORNADA

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS COMPENSAÇÃO DE JORNADA Page 1 of 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR005168/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065084/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46294.001057/2014-82 DATA DO

Leia mais

BOLSA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL (LEI Nº 7.998/1990) Perguntas e respostas

BOLSA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL (LEI Nº 7.998/1990) Perguntas e respostas Secretaria de Políticas Públicas de Emprego Departamento de Emprego e Salário Coordenação-Geral do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e Identificação Profissional. BOLSA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL (LEI

Leia mais

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS COPPETEC. Regimento Interno. 01 de outubro de 2007

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS COPPETEC. Regimento Interno. 01 de outubro de 2007 FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS COPPETEC. 01 de outubro de 2007 Regimento elaborado e aprovado pelo Conselho de Administração da Fundação COPPETEC em 01/10/2007, conforme

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000249/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022255/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.000856/2015-03

Leia mais

O NOVO MODELO DE EXECUÇÃO FISCAL

O NOVO MODELO DE EXECUÇÃO FISCAL O NOVO MODELO DE EXECUÇÃO FISCAL EXECUÇÃO FISCAL Legislação aplicável: Lei 6.830/80 e aplicação subsidiária do CPC. OBJETIVOS DA LEI 6.830/80: Regular a execução judicial para a cobrança da dívida ativa

Leia mais

Sindicato e Organização das OCEMG

Sindicato e Organização das OCEMG Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de MG - OCEMG Funções do sindicato patronal: Assistencial: no âmbito dos sindicatos patronais, essencialmente, e a assessoria na área jurídica e econômica.

Leia mais

Sociedade Anónima Europeia (SE)

Sociedade Anónima Europeia (SE) Regulamento sobre o estatuto e directiva sobre o envolvimento dos trabalhadores (de 08.10.2001 / realização: 3 anos) De que é que se trata no caso desta forma jurídica europeia? Formas de constituição

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE000725/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022602/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.007517/2015-19 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001225/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/10/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043949/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.014462/2009-14 DATA

Leia mais

PORTARIA MF Nº 390 DE 28 DE SETEMBRO DE 2016 (DOU 30/09/2016)

PORTARIA MF Nº 390 DE 28 DE SETEMBRO DE 2016 (DOU 30/09/2016) PORTARIA MF Nº 390 DE 28 DE SETEMBRO DE 2016 (DOU 30/09/2016) Divulga os róis dos percentis de frequência, gravidade e custo, por Subclasse da Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE 2.2,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO - EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO - EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO - PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO/SP EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROT. 22828

Leia mais

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO SERVIDOR - IASS ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO SERVIDOR - IASS ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º CONTRATO DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS, QUE ENTRE SI CELEBRAM, DE UM LADO, O INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO

Leia mais

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 Pela presente informamos que foram encerradas as negociações coletivas do ano em curso, resultando na Convenção Coletiva de Trabalho com a Federação e

Leia mais

TABELA IV DOS TABELIONATOS DE PROTESTO DE TÍTULOS

TABELA IV DOS TABELIONATOS DE PROTESTO DE TÍTULOS TABELA IV DOS TABELIONATOS DE PROTESTO DE TÍTULOS 1 Pelo acolhimento do aceite ou devolução, recebimento do pagamento, desistência ou sustação judicial definitiva do protesto de titulo, documento de dívida

Leia mais

2º EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY DA REGIÃO NORTE

2º EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY DA REGIÃO NORTE 2º EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY DA REGIÃO NORTE São convocados os senhores Usuários dos serviços de Telecomunicações e as associações ou entidades que

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE AMAMBAI GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE AMAMBAI GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 079/014 DE 1.º DE ABRIL DE 2014. Dispõe sobre a AVERBAÇÃO AUTOMÁTICA de tempo de contribuição vinculado ao Regime Geral de Previdência Social RGPS por servidor público do Município de Amambai

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: AL000160/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030845/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46201.003974/2014-93 DATA

Leia mais

BNDES Automático Prosoft Comercialização MPME Informações básicas sobre o apoio financeiro

BNDES Automático Prosoft Comercialização MPME Informações básicas sobre o apoio financeiro BNDES Automático Prosoft Comercialização MPME Informações básicas sobre o apoio financeiro A seguir as informações sobre as condições financeiras, o objetivo do financiamento, a orientação sobre como solicitar

Leia mais

CIRCULAR SUP/AOI Nº 50/2014-BNDES. Rio de Janeiro, 02 de dezembro de Produto Cartão BNDES.

CIRCULAR SUP/AOI Nº 50/2014-BNDES. Rio de Janeiro, 02 de dezembro de Produto Cartão BNDES. Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 50/2014-BNDES Rio de Janeiro, 02 de dezembro de 2014 Ref.: Produto Cartão BNDES. Ass.: Alteração relativa a exigências de certidões.

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS PRORROGAÇÃO/REDUÇÃO DE JORNADA

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS PRORROGAÇÃO/REDUÇÃO DE JORNADA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP006795/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023544/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 47998.004863/2015 29 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000905/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032104/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009415/2015-99 DATA

Leia mais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais CÓDIGO DO TRABALHO Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro LIVRO I - Parte geral TÍTULO I - Fontes e aplicação do direito do trabalho CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE FORNECIMENTO DE JORNAIS E REVISTAS. TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 03/2012, QUE FAZEM ENTRE SI O(A) SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO DEPARTAMENTO

Leia mais

Carta de Apresentação - Convênios

Carta de Apresentação - Convênios Carta de Apresentação - Convênios Caro (a) empresário (a), O Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT tem uma ampla rede de convênios com mais de 100 empresas do comércio e serviços. Somos a maior

Leia mais

REGIMES DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO

REGIMES DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO REGIMES DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO 1 1. EMENTA - Parecer sintético sobre COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO abrangendo aspectos gerais dos regimes de "BANCO DE HORAS", "SEMANA INGLESA" e "SEMANA

Leia mais

(Afeal ) COMPENSAÇÃO TRIBUTÁRIA

(Afeal ) COMPENSAÇÃO TRIBUTÁRIA (Afeal 27.11.2007) COMPENSAÇÃO TRIBUTÁRIA APRESENTAÇÃO Conceito e Fundamento Auto Compensação art. 66 da Lei n. 8.383/91 Compensação perante à SRF art. 74 da Lei n. 9.430/96 A criação do programa PER/DCOMP

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal Regional do Trabalho da 15 a Região. Vara do Trabalho de Bragança Paulista. Processo nº

Poder Judiciário Tribunal Regional do Trabalho da 15 a Região. Vara do Trabalho de Bragança Paulista. Processo nº Poder Judiciário Tribunal Regional do Trabalho da 15 a Região. Vara do Trabalho de Bragança Paulista Processo nº 0000506-63.2013.5.15.0038 RTOrd C O N C L U S Ã O Nesta data, faço conclusos os presentes

Leia mais

DOCUMENTO DE CONSULTA PÚBLICA N.º 15/2016

DOCUMENTO DE CONSULTA PÚBLICA N.º 15/2016 DOCUMENTO DE CONSULTA PÚBLICA N.º 15/2016 Projeto de norma regulamentar que define os princípios a observar pelas empresas de seguros no seu relacionamento com os tomadores de seguros, segurados, beneficiários

Leia mais

Rua Rangel Pestana, 517 Bairro Centro - Piracicaba-SP CEP: Fone (19) Fone fax (19) E.Mail:

Rua Rangel Pestana, 517 Bairro Centro - Piracicaba-SP CEP: Fone (19) Fone fax (19) E.Mail: PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PARA NORMA COLETIVA DE TRABALHO - ODONTOLOGISTAS - 2.011/2.012. 1 DATA BASE Fica mantida a data-base da categoria o dia 1º de Março. 2-ATUALIZAÇÃO SALARIAL - Os salários dos empregados

Leia mais

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2002. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX do artigo 37 da

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Nº, de de Dispõe sobre as audiências públicas no âmbito do Ministério Público da União e dos Estados.

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Nº, de de Dispõe sobre as audiências públicas no âmbito do Ministério Público da União e dos Estados. PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Nº, de de 2012. Dispõe sobre as audiências públicas no âmbito do Ministério Público da União e dos Estados. O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício da competência

Leia mais

REGULAMENTO DUX COWORKING E FREELANCER PARCERIA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS São Paulo, 03 de dezembro de TÍTULO I GENERALIDADES

REGULAMENTO DUX COWORKING E FREELANCER PARCERIA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS São Paulo, 03 de dezembro de TÍTULO I GENERALIDADES REGULAMENTO DUX COWORKING E FREELANCER PARCERIA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS São Paulo, 03 de dezembro de 2012. TÍTULO I GENERALIDADES CONSIDERANDO a intenção de atender, com excelência, as demandas do

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002155/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067103/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 47157.001673/2015-51 DATA

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 3 - Data 6 de janeiro de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PREVIDENCIÁRIAS SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO. PROGRAMA

Leia mais

DISCRIMINAÇÃO EM MATÉRIA DE EMPREGO E PROFISSÃO CONVENÇÃO 111

DISCRIMINAÇÃO EM MATÉRIA DE EMPREGO E PROFISSÃO CONVENÇÃO 111 DISCRIMINAÇÃO EM MATÉRIA DE EMPREGO E PROFISSÃO DECRETO N o 62.150, DE 19 DE JANEIRO DE 1968. Promulga a Convenção nº 111 da OIT sobre discriminação em matéria de emprego e profissão. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000305/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012534/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.003956/2012-80 DATA

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 01 DE MAIO DE 1943

DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 01 DE MAIO DE 1943 DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 01 DE MAIO DE 1943 Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. O Presidente da República, usando da atribuição que lhe confere o art. 180 da Constituição, DECRETA: TÍTULO II DAS

Leia mais

Convenção Relativa à Liberdade Sindical e à Proteção do Direito de Sindicalização

Convenção Relativa à Liberdade Sindical e à Proteção do Direito de Sindicalização Convenção Relativa à Liberdade Sindical e à Proteção do Direito de Sindicalização Convenção nº 87/OIT A Conferência Geral da Organização Internacional do Trabalho: Convocada em São Francisco pelo Conselho

Leia mais