Fiscalização Profissional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fiscalização Profissional"

Transcrição

1 Seminário Estadual de Serviço Social e Saúde Deliberações do 38º. Encontro Nacional CFES-CRESSCRESS

2 Fiscalização Profissional

3 1. Aprimorar a minuta de resolução que veda a utilização de práticas terapêuticas no serviço social a partir das contribuições dos CRESS.

4 2. Defender concursos públicos para assistentes sociais em todas as áreas de atuação nas três esferas de governo, fortalecendo: - Mobilização visando a contratação de mais 450 aprovados no concurso público do INSS e preencher todas as vagas existentes; - Trabalho do assistente sociais na materialização dos direitos no âmbito das políticas de assistência social, saúde, educação, desenvolvimento urbano e rural, meio ambiente e espaço sócio-jurídico.

5 3. Divulgar amplamente o documento Parâmetros de atuação do Assistente Social na Saúde e avaliar sua utilização como referência teórico-político e técnico- operativa no cotidiano profissional.

6 4. Intensificar a fiscalização nas unidades de saúde com o objetivo de identificar a presença do assistente social nas equipes de saúde, nos seguintes setores: - Oncologia (Portaria GM 02/09/98). - Nefrologia (Resolução RDC n. 154 de 15/06/04. - Saúde mental (Lei n de 06/04/01). Enviar as informações coletadas ao CFESS para encaminhamentos das ações políticas na garantia dos direitos humanos.

7 5. Intervir para que seja alterada a tabela de procedimentos do SUS, no que se refere ao serviço social, que em sua atual configuração não garante a qualificação e previsão de todos os processos de trabalho desenvolvidos pelo assistente social.

8 Seguridade Social

9 1. Articular junto aos órgãos gestores, conselhos, sindicatos, FENTAS e parlamento para a inserção dos assistentes sociais nas equipes de ESF e NASF por meio de concurso público.

10 Defesa do conceito ampliado de saúde,, fundamentado nos ideais da reforma sanitária! NÃO AO ATO MÉDICO!

11 2. Adotar estratégias políticas para a representação do CFESS/CRESS nos Conselhos de políticas públicas e de defesa de direitos, considerando a fundamentação jurídica que os caracteriza como representação de trabalhadores e de defesa de direitos, por meio de: - Articulação com os movimentos sociais; - Manutenção atualizada do mapeamento, acompanhamento e avaliação das representações do Conjunto CFESS/CRESS nos Conselhos de políticas públicas e de defesa de direitos;

12 - Realização de encontros estaduais de assistentes sociais com assento nos Conselhos, com o objetivo de ampliar e capacitar a categoria no controle e acompanhamento da execução orçamentária nas três esferas de governo, no planejamento e sistemas de informação, entre outros, e definir uma agenda de trabalho e de lutas, remetendo a discussão para os Encontros Descentralizados e Nacionais e instituir: - Definição dos princípios de atuação das representações; - Definição dos instrumentos de acompanhamento, socialização e monitoramento das representações.

13 3. Fortalecer articulações políticas com os movimentos sociais em defesa da agenda da seguridade social do Conjunto CFESS/CRESS e contra as reformas previdenciárias, trabalhistas, universitária e tributária, nos moldes atualmente propostos pelo governo federal, com destaque para a implantação dos Fóruns de Seguridade Social e a luta pelo retorno do Conselho Nacional de Seguridade Social, fortalecendo a caravana do SUS e propiciando discussões nos estados.

14 4. Fortalecer as lutas pelo direito à cidade, na dimensão urbana e rural, considerando: - Participação nos conselhos de políticas, conferências e fóruns da reforma urbana; - Articulação e apoio às lutas dos movimentos sociais pelo direito à terra, moradia digna, direitos dos povos indígenas; - Promover debates no âmbito do conjunto sobre o direito à cidade em sua dimensão ética, política e social;

15 - Intensificar discussão no conjunto CFESS/CRESS sobre a questão indígena no Brasil, população quilombola e comunidades tradicionais, o aparato legal (legislação) que as regem, o estudo sobre o acesso desses segmentos às políticas públicas, apoiando a luta pela demarcação das terras; - Realizar Seminários Regionais em 2010 sobre a política para o desenvolvimento urbano e indicação de seminário nacional até abril de 2011; - Acompanhar o processo de implementação do Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social e a criação dos sistemas estaduais.

16 5. Aprofundar a discussão no âmbito do Conjunto CFESS/CRESS acerca dos fundos públicos paralelos, intensificando o posicionamento pelo comando único da gestão das políticas públicas.

17 6. Fortalecer a luta pela efetivação da reforma psiquiátrica,, e dos mecanismos de atenção aos usuários dos serviços de saúde, articulado com o controle social e movimentos sociais.

18 7. Pautar nos Conselhos Nacional e Estadual de Saúde, a necessidade de controle da verba do SUS encaminhada ao Sistema Prisional,, e de efetivação da Portaria Interministerial 1777/03, em sua integridade.

19 Recomendações...

20 1. Promover debates em âmbito regional sobre o ECA, SUS, Estatuto do Idoso, Lei da Pessoa com Deficiência, Lei Maria da Penha e o Programa Brasil, assim como a atuação profissional do assistente social nestas áreas.

21 2. Defender a seguridade social como amplo e universal sistema de direitos sociais, na perspectiva explicitada na carta de Maceió,, com financiamento baseado na desoneração do trabalho e gestão participativa, submetida ao controle da sociedade.

22 3. Defender nos espaços de representação que as emendas parlamentares referentes às políticas sociais sejam submetidas ao controle social de seus respectivos Conselhos.

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS PLANILHA DE PACTUAÇÃO DAS - TCG Data da Validação: 31/03/2010 Data da Homologação: 12/04/2010 Revisão Nº:001 Pedido de Revisão: 30/03/2010 Portaria: 2.846 Data da Publicação: 25/11/2008 Estado: ESPIRITO

Leia mais

Serviço Social e Saúde: espaços de atuação a partir do SUS

Serviço Social e Saúde: espaços de atuação a partir do SUS Serviço Social e Saúde: espaços de atuação a partir do SUS Tânia Regina Krüger Professora do DSS/UFSC Texto de subsídio para a organização do Seminário Estadual na Saúde Promoção: DSS/UFSC, CRESS e SMS

Leia mais

PLANO PLURIANUAL 2014-2017 MUNICÍPIO DE LAGOA DA PRATA. AGP emitido por Viviani Rocha Fonseca versão 1.152

PLANO PLURIANUAL 2014-2017 MUNICÍPIO DE LAGOA DA PRATA. AGP emitido por Viviani Rocha Fonseca versão 1.152 MUNICÍPIO DE LAGOA DA PRATA LEI LEI DO LEI Nº 2170/2013 DISPÕE SOBRE O PLANO PLURIANUAL PARA O PERÍODO DE 2014-2017. A Câmara Municipal de Lagoa da Prata aprovou e eu sanciono a seguinte lei: Art.1º Esta

Leia mais

993.063 HOSPITALARES DO MINISTERIO DA SAUDE TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE 993.063 TOTAL - GERAL 993.063

993.063 HOSPITALARES DO MINISTERIO DA SAUDE TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE 993.063 TOTAL - GERAL 993.063 UNIDADE : 36208 - HOSPITAL CRISTO REDENTOR S.A. - REDENTOR ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 1220 ASSISTENCIA AMBULATORIAL E HOSPITALAR ESPECIALIZADA 993.063

Leia mais

PACTO PELA SAÚDE. Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão. Seminário Pacto pela Saúde Agosto/2007. Departamento de Apoio à Descentralização

PACTO PELA SAÚDE. Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão. Seminário Pacto pela Saúde Agosto/2007. Departamento de Apoio à Descentralização PACTO PELA SAÚDE Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão Seminário Pacto pela Saúde Agosto/2007 Departamento de Apoio à Descentralização Secretaria Executiva PACTO PELA SAÚDE Pactuaçã ção o firmada

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO - PREFEITURA MUNICIPAL DE COLIDER Identificação de Programas. Lei Autorizativa

ESTADO DE MATO GROSSO - PREFEITURA MUNICIPAL DE COLIDER Identificação de Programas. Lei Autorizativa CAMARA MUNICIPAL ACAO DO LEGISLATIVO Atender as necessidades do Municipio, viabilizar aprovacoes de Projetos de Leis de interesse do municipio; suporte tecnico politico. Oferecer suporte conceitual de

Leia mais

PAPG-IFES Programa de Apoio a Pós-P Graduaçã. ção o das IFES

PAPG-IFES Programa de Apoio a Pós-P Graduaçã. ção o das IFES PAPG-IFES Programa de Apoio a Pós-P Graduaçã ção o das IFES (Açõ ções propostas em discussão) o) Objetivo Geral Consolidar e expandir os programas de formaçã ção o pós-graduada p de pessoas pelas Instituiçõ

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 7ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE AMAZONAS

DOCUMENTO FINAL 7ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE AMAZONAS DOCUMENTO FINAL 7ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE AMAZONAS EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE DIRETRIZ: Ampliar e qualificar o acesso aos serviços de saúde de qualidade, com ênfase

Leia mais

Advocacy Global: Mobilizacao para a reuniao da ONU sobre DCNTs. Cristina Parsons Perez, PhD Directora de Advocacy

Advocacy Global: Mobilizacao para a reuniao da ONU sobre DCNTs. Cristina Parsons Perez, PhD Directora de Advocacy Advocacy Global: Mobilizacao para a reuniao da ONU sobre DCNTs Cristina Parsons Perez, PhD Directora de Advocacy Cenario Global da Mobilizacao das DCNTs O Problema/Oportunidade/Solucoes O Movimento Advocacy

Leia mais

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE II CONFERÊNCIA DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL Instrumental de Trabalho baseado nas Propostas Aprovadas na I Conferencia Estadual

Leia mais

Codigo Especificacao Projetos Atividades Oper. Especiais Total

Codigo Especificacao Projetos Atividades Oper. Especiais Total Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Orgao...: 02 GOVERNO MUNICIPAL Unidade Orcamentaria: 02.01 GABINETE DO PREFEITO 04.000.0000.0.000.000 Administracao 31.191,67 31.191,67 04.122.0000.0.000.000

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000654 - TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000407 - REDES DE COMPUTADORES Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000184 - SISTEMAS DE INFORMACAO Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO:

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: PROPOSIÇÕES E ESTRATÉGIAS 1. Profissionais da educação: formação inicial e continuada 1.1. Implantar

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001844 - TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLV.DE SISTEMAS Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001844 - TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLV.DE SISTEMAS Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001844 - TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLV.DE SISTEMAS Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0021 - OPERACAO

Leia mais

Estratégias e programas para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada

Estratégias e programas para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada I Seminário Estadual da Rede-SANS Desafios e estratégias para a promoção da alimentação saudável adequada e solidária no Estado de São Paulo Estratégias e programas para a garantia do Direito Humano à

Leia mais

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S ***

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** A C T A N.24/2001

Leia mais

Propostas do Eixo IV

Propostas do Eixo IV Propostas do Eixo IV Proposta síntese Propostas específicas Zona Observações (remanejamento, contradições) 1 Apoio à reforma imediata da lei de direito autoral. Apoio à reforma imediata da lei de direito

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 UNIDADE : 25101 - MINISTERIO DA FAZENDA 0681 GESTAO DA PARTICIPACAO EM ORGANISMOS INTERNACIONAIS 5 9. 11 5 04 212 0681 0368 CONTRIBUICAO AO GRUPO DE ACAO FINANCEIRA CON- 59. 115 TRA A LAVAGEM DE DINHEIRO

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

F 3 2 90 0 100 2.036.890 F 4 2 40 0 100 15.000.000 F 4 2 40 0 100 15.000.000 TOTAL - FISCAL 35.430.589 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 35.430.

F 3 2 90 0 100 2.036.890 F 4 2 40 0 100 15.000.000 F 4 2 40 0 100 15.000.000 TOTAL - FISCAL 35.430.589 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 35.430. ORGAO : 22000 - MINISTERIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO UNIDADE : 22101 - MINISTERIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO 0362 DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL DAS REGIOES PRODUTORAS DE CACAU

Leia mais

Estado do Ceará JARDIM GOVERNO DO JARDIM

Estado do Ceará JARDIM GOVERNO DO JARDIM GOVERNO DO DEMONSTRATIVO DA RECEITA E DA DESPESA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS Anexo I ---------------------------------------------------------------------------------------------- RECEITA DESPESA

Leia mais

Caderno de Propostas. 26, 27 e 28 de abril de 2013 Espaço APAS - São Paulo

Caderno de Propostas. 26, 27 e 28 de abril de 2013 Espaço APAS - São Paulo Caderno de Propostas VIII COREP - SP Congresso Regional de Psicologia Psicologia, Ética e Cidadania: Práticas Profissionais a Serviço da Garantia de Direitos 26, 27 e 28 de abril de 2013 Espaço APAS -

Leia mais

Tabela de valores praticados - Moderna Educacional

Tabela de valores praticados - Moderna Educacional Tabela de valores praticados - Moderna Educacional Atualizada em 07/08/2014 Administração e Contabilidade Modalidade Valor c/ Desconto Valor s/ Desc. ACO000MBA008P GESTAO AGRONEGOCIOS MBA MBA R$ 2,520.00

Leia mais

Participação Social no Governo Federal

Participação Social no Governo Federal PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL Participação Social no Governo Federal Gerson Luiz de Almeida Silva Secretário Nacional de Articulação Social 1. Visões

Leia mais

Liquidado. Liquidado. Corrig SUM

Liquidado. Liquidado. Corrig SUM 2010 2011 Liquidado Liquidado Corrig SUM Corrig SUM Corrigido pelo IGP-DI 2.010 2.011 variação em milhares de reais liquidado liquidado nominal INVESTIMENTOS 13.634.464 9.479.144-4.155.319 ARACATUBA 194.227

Leia mais

Tabela de valores praticados - Moderna Educacional

Tabela de valores praticados - Moderna Educacional Tabela de valores praticados - Moderna Educacional Atualizada em 24/07/2015 Administração e Contabilidade Modalidade Valor c/ Desconto Valor s/ Desc. ACO000MBA008P GESTAO AGRONEGOCIOS MBA MBA R$ 2520,00

Leia mais

TOTAL - FISCAL 12.823.048 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 12.823.048

TOTAL - FISCAL 12.823.048 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 12.823.048 ORGAO : 14000 - JUSTICA ELEITORAL UNIDADE : 14101 - TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL 0570 GESTAO DO PROCESSO ELEITORAL 12.823.048 02 126 0570 2365 ATUALIZACAO E MANUTENCAO DO SISTEMA DE VOTACAO E APURACAO 02

Leia mais

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL Proposta I Fomentar a criação de grêmios estudantis, fóruns de juventude, diretórios centrais de estudantes,

Leia mais

Práticas Integrativas e Complementares: Avanços e Desafios para MTC-Acupuntura no

Práticas Integrativas e Complementares: Avanços e Desafios para MTC-Acupuntura no OFICINA DE ATUALIZAÇÃO Práticas Integrativas e Complementares: Avanços e Desafios para MTC-Acupuntura no SUS Brasília - DF 25 e 26 de novembro de 2010 SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS GRATUITO e UNIVERSAL Princípios

Leia mais

PROPOSTAS REGIONAIS - CEARÁ

PROPOSTAS REGIONAIS - CEARÁ PROPOSTAS REGIONAIS - CEARÁ EIXO 1 - DEMOCRATIZAÇÃO DO SISTEMA CONSELHOS E AMPLIAÇÃO DAS FORMAS DE INTERAÇÃO COM A CATEGORIA Promover a mobilização para formação e participação política da categoria. Garantir

Leia mais

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO PROPOSIÇÕES ESTRATÉGIAS E RESPONSABILIDADE* UNIÃO DF ESTADOS MUNICÍPIOS 1. Profissionais da educação:

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SANTA CATARINA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO DO SUS GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE Baseado no Livro 2 dos Cadernos de Planejamento do PLANEJASUS Elaborado

Leia mais

GUIA PROPOSTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE

GUIA PROPOSTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE GUIA PROPOSTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE (Fonte: Livro 2 dos Cadernos de Planejamento do PLANEJASUS) O planejamento é uma função estratégica de gestão assegurada pela Constituição Federal

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO

ENGENHARIA DE SOFTWARE PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO (s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 002312 - ENGENHARIA DE SOFTWARE Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE 1. Marcos Lógicos Publicação/Origem NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS Declaração Americana dos Direitos

Leia mais

TERAPEUTA OCUPACIONAL E O SUS

TERAPEUTA OCUPACIONAL E O SUS TERAPEUTA OCUPACIONAL E O SUS TERAPIA OCUPACIONAL UMA PROFISSÃO NATURALMENTE PARA A SAÚDE PUBLICA Senhor Gestor, gostaríamos de apresentar as possibilidades de cuidado que o terapeuta ocupacional oferece

Leia mais

CONSOLIDADO DOS PROGRAMAS DE GOVERNO POR OBJETIVOS ESTRATÉGICOS - PLANO PLURIANUAL 2004-2007

CONSOLIDADO DOS PROGRAMAS DE GOVERNO POR OBJETIVOS ESTRATÉGICOS - PLANO PLURIANUAL 2004-2007 CONSOLIDADO DOS PROGRAMAS DE GOVERNO POR OBJETIVOS ESTRATÉGICOS - PLANO PLURIANUAL 2004-2007 Objetivo Estratégico 6 - Dar sustentabilidade à Gestão das Políticas Públicas, garantindo o equilíbrio fiscal

Leia mais

ESTADO DO PARANA Programa de Trabalho Folha: 1 Prefeitura Municipal de Honorio Serpa Abril de 2014 - Anexo 6, da Lei 4.320/64

ESTADO DO PARANA Programa de Trabalho Folha: 1 Prefeitura Municipal de Honorio Serpa Abril de 2014 - Anexo 6, da Lei 4.320/64 ESTADO DO PARANA Programa de Trabalho Folha: 1 Orgao...: 02 CHEFIA DE GABINETE Unidade Orcamentaria: 02.01 GABINETE DO PREFEITO 04.000.0000.0.000.000 Administracao 25.230,05 25.230,05 04.122.0000.0.000.000

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior Area Profissional: COMUNICACAO Area de Atuacao: EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

F 3 2 90 0 100 150.000 F 4 2 30 0 100 21.500.000 TOTAL - FISCAL 21.650.000 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 21.650.000

F 3 2 90 0 100 150.000 F 4 2 30 0 100 21.500.000 TOTAL - FISCAL 21.650.000 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 21.650.000 ORGAO : 30000 - MINISTERIO DA JUSTICA UNIDADE : 30101 - MINISTERIO DA JUSTICA 0698 GESTAO E APOIO INSTITUCIONAL NA AREA DA JUSTICA 150.000 14 128 0698 4572 CAPACITACAO DE SERVIDORES PUBLICOS FEDERAIS EM

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000053 - ENGENHARIA DA COMPUTACAO Nivel: Superior Area Profissional: INFORMATICA Area de Atuacao: BANCO DE DADOS/INFORMATICA Planejar, administrar,

Leia mais

Uma nova proposta para a Agenda Ambiental Portuária

Uma nova proposta para a Agenda Ambiental Portuária Uma nva prpsta para a Agenda Ambiental Prtuária Marcs Maia Prt Gerente de Mei Ambiente O grande desafi a tratar cm as questões ambientais prtuárias é bter um resultad equilibrad que harmnize s cnflits

Leia mais

Orientações para formalização de parceria com Governos Estaduais

Orientações para formalização de parceria com Governos Estaduais Diretoria de Políticas para as Mulheres Rurais Ministério do Desenvolvimento Agrário Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural Programa de Organização Produtiva das Mulheres Rurais Orientações

Leia mais

Declaração das ONGs: Ciência e Tecnologia com Inclusão Social

Declaração das ONGs: Ciência e Tecnologia com Inclusão Social III Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação Declaração das ONGs: Ciência e Tecnologia com Inclusão Social Muito fizemos entre uma conferência e outra... 2 Não, não tenho caminho novo. O

Leia mais

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA BRASIL Ü 2025 32 milhões de idosos 6º LUGAR NO MUNDO 2002 15 milhões de Idosos LEGISLAÇÃO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA O IDOSO Lei Orgânica da Assistência

Leia mais

Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN. Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP

Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN. Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1ª ETAPA DO ACORDO DE RESULTADOS SISTEMA DE EDUCAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1ª ETAPA DO ACORDO DE RESULTADOS SISTEMA DE EDUCAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1ª ETAPA DO ACORDO DE RESULTADOS SISTEMA DE EDUCAÇÃO PERÍODO AVALIATÓRIO: 2011 Belo Horizonte, 18 de Junho de 2012. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1ª ETAPA DO ACORDO DE RESULTADOS DO SISTEMA

Leia mais

Desafios da Extensão Rural e dos Programas de Pós-graduação no Brasil

Desafios da Extensão Rural e dos Programas de Pós-graduação no Brasil Desafios da Extensão Rural e dos Programas de Pós-graduação no Brasil Sheila Maria Doula Ana Louise de Carvalho Fiuza Wander Torres Costa Alexandra Santos Programa de Pós-graduação e Extensão Rural UFV/Brasil

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Políticas de Saúde Código: FAR-306 Pré-requisito: --- Período Letivo: 2015.2 Professor: Olguimar

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Frederico H. de Melo CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO TOCANTINS BRASIL

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Frederico H. de Melo CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO TOCANTINS BRASIL CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA Frederico H. de Melo CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO TOCANTINS BRASIL CFM (BRASÍLIA, DF BRASIL) O INÍCIO CRIAÇÃ ÇÃO O DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA E DOS CONSELHOS

Leia mais

44 ESB MII Equipe de Saúde Bucal Modalidade II

44 ESB MII Equipe de Saúde Bucal Modalidade II PORTARIA Nº 17, DE 15 DE JANEIRO DE 2013 A Secretária de Atenção à Saúde Substituta, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria nº 750/SAS/MS, de 10 de tubro de 2006, que institui a Ficha Complementar

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N.º 1/2012/DESAM/FUNASA/MS.

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N.º 1/2012/DESAM/FUNASA/MS. EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N.º 1/2012/DESAM/FUNASA/MS. 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Fundação Nacional de Saúde FUNASA, observando as disposições da Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, Lei nº 8.142,

Leia mais

ÓRGÃO CAMARA MUNICIPAL DE VEREADORES OPERAÇÃO ESPECIAL PROJETO ATIVIDADE. 01.01.01 Legislativa 2.000.000,00 4.399.000,00 6.399.

ÓRGÃO CAMARA MUNICIPAL DE VEREADORES OPERAÇÃO ESPECIAL PROJETO ATIVIDADE. 01.01.01 Legislativa 2.000.000,00 4.399.000,00 6.399. 01 CAMARA MUNICIPAL DE VEREADORES 01.01.01 Legislativa 2.000.000,00 4.399.000,00 6.399.000,00 01.01.01.031 Ação Legislativa 2.000.000,00 4.399.000,00 6.399.000,00 01.01.01.031.0001 Execucao da Acao Legislativa

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS Participação Social no Governo Federal Conferências Nacionais 2009/2010 Conferências Nacionais

Leia mais

Seminário Preparatório da 3ª CEST A Política Nacional de Saúde do Trabalhador e os seus desafios para a garantia do direito à Saúde

Seminário Preparatório da 3ª CEST A Política Nacional de Saúde do Trabalhador e os seus desafios para a garantia do direito à Saúde Seminário Preparatório da 3ª CEST A Política Nacional de Saúde do Trabalhador e os seus desafios para a garantia do direito à Saúde Profª Dolores Sanches Wünsch NEST/UFRGS 1 Questões Iniciais Papel das

Leia mais

Projeto Lei Municipal nº 044, de 14 de agosto de 2012.

Projeto Lei Municipal nº 044, de 14 de agosto de 2012. Projeto Lei Municipal nº 044, de 14 de agosto de 2012. A Câmara Municipal Aprova: Autoriza o Poder Executivo Municipal, a abrir Créditos Suplementares no Orçamento-Programa do Exercício de 2012, no valor

Leia mais

Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência

Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência CURSO DE ATUALIZAÇÃO SOBRE INTERVENÇÃO BREVE E ACONSELHAMENTO MOTIVACIONAL PARA USUÁRIOS DE ÁLCOOL, CRACK E OUTRAS DROGAS Rede de Atenção e

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO SECRETARIA DA FAZENDA Contadoria Geral

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO SECRETARIA DA FAZENDA Contadoria Geral ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO SECRETARIA DA FAZENDA Contadoria Geral Demonstrativo da Receita e Despesa de Janeiro a Abril de 2010 Unidade Gestora : PREFEITURA

Leia mais

REGULAMENTO DE POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS SERVIDORES DA FETLSVC - RS

REGULAMENTO DE POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS SERVIDORES DA FETLSVC - RS REGULAMENTO DE POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS SERVIDORES DA FETLSVC - RS Julh 2007 INTRODUÇÃO As amplas, prfundas e rápidas transfrmações pr que passa a nssa sciedade prvcaram, frçsamente,

Leia mais

PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ ORÇAMENTO ESTADUAL 2012

PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ ORÇAMENTO ESTADUAL 2012 PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ ORÇAMENTO ESTADUAL 2012 Apoio Gabinete do Vice-Governador Secretaria-Executiva do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social Gabinete dos Prefeitos e Relações

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO N 45.264, DE 24 DE SETEMBRO DE 2007. (publicado no DOE nº 182, de 25 de setembro de 2007) Abre créditos suplementares

Leia mais

Tabela de Classificação das Verbas Salariais

Tabela de Classificação das Verbas Salariais Despesa com Pessoal Tabela de Classificação das Verbas Salariais Considera-se despesa com pessoal os pagamentos de natureza remuneratória, que têm como característica a contraprestação pelos serviços prestados,

Leia mais

Saneamento Cachoeira Alta - GO

Saneamento Cachoeira Alta - GO ANEXO III INFORMAÇÕES PRELIMINARES DO MUNICÍPIO E DO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL Nome do Município/UF Cachoeira Alta- GO População 10.553habitantes Caracterização do sistema de saneamento Breve descrição

Leia mais

CARTA-CIRCULAR 2.826 --------------------

CARTA-CIRCULAR 2.826 -------------------- CARTA-CIRCULAR 2.826 -------------------- Divulga relacao de operacoes e situacoes que podem configurar indicio de ocorrencia dos crimes previstos na Lei n. 9.613, de 03.03.98, e estabelece procedimentos

Leia mais

A sustentabilidade na prática: Uso do painel solar em benefício aos residentes do distrito de Moamba- Maputo

A sustentabilidade na prática: Uso do painel solar em benefício aos residentes do distrito de Moamba- Maputo A sustentabilidade na prática: Uso do painel solar em benefício aos residentes do distrito de Moamba- Maputo 1.Introdução Desenvolvimento sustentavel é a utilizacao dos recursos naturais, sem transformar

Leia mais

A Participação Social no Governo Federal

A Participação Social no Governo Federal SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL A Participação Social no Governo Federal Gerson Almeida Secretário Nacional de Articulação Social SUMÁRIO: 1. VISÕES

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. SECADI Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Macaé Maria Evaristo

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. SECADI Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Macaé Maria Evaristo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECADI Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Macaé Maria Evaristo SECADI - DESAFIOS I. Superação do analfabetismo, elevação da escolaridade da população

Leia mais

ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA UNIDADE : 25208 - SUPERINTENDENCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROGRAMA/ACAO/SUBTIT ULO/PRODUTO

ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA UNIDADE : 25208 - SUPERINTENDENCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROGRAMA/ACAO/SUBTIT ULO/PRODUTO ORGAO : 250 - MINISTERIO DA FAZENDA UNIDADE : 25208 - SUPERINTENDENCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO I (SUPLEMENTACAO) PROGRAMATIC A PROGRAMA/ACAO/SUBTIT 0681 GESTAO DA PARTICIPACAO EM ORGANISMOS INTERNACIONAIS

Leia mais

III Conferência Nacional de. e Segurança Alimentar. Nutricional. Por um Desenvolvimento Sustentável com Soberania

III Conferência Nacional de. e Segurança Alimentar. Nutricional. Por um Desenvolvimento Sustentável com Soberania Por um Desenvolvimento Sustentável com Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional 03 a 06 de julho de 2007 Fortaleza (CE) III Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Resumo do Documento

Leia mais

SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade

SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Fortaleza, 22 e 23 de março de 2012 História recente

Leia mais

NOTÍCIAS OFICINA DE AVALIAÇÃO

NOTÍCIAS OFICINA DE AVALIAÇÃO EDITORIAL O Conselho Nacional dos Direitos do Idoso CNDI, órgão colegiado de caráter deliberativo, cuja finalidade é elaborar as diretrizes para a formulação e implementação da Política Nacional do Idoso,

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0113 - REL.PUBLICAS/COMUNICACAO

Leia mais

Estado de Pernambuco Receita Segundo as Categorias Economicas Folha: 1 Prefeitura Municipal de Salgueiro Exercicio de 2011 - Anexo 2, da Lei 4.

Estado de Pernambuco Receita Segundo as Categorias Economicas Folha: 1 Prefeitura Municipal de Salgueiro Exercicio de 2011 - Anexo 2, da Lei 4. Estado de Pernambuco Receita Segundo as s Economicas Folha: 1 1000.00.00.00.00 Receitas Correntes 65.766.322,65 1100.00.00.00.00 Receita Tributaria 15.455.558,48 1110.00.00.00.00 Impostos 14.920.440,00

Leia mais

E D I T A L 1 7 3 / 2 0 1 5 R E T I F I C A O E D I T A L D E A B E R T U R A D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 1 7 2 / 2 0 1 5

E D I T A L 1 7 3 / 2 0 1 5 R E T I F I C A O E D I T A L D E A B E R T U R A D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 1 7 2 / 2 0 1 5 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA ESTADO DO PARANÁ E D I T A L 1 7 3 / 2 0 1 5 R E T I F I C A O E D I T A L D E A B E R T U R A D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 1 7 2 / 2 0 1 5 O Prefeito Municipal

Leia mais

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial NOME DO CURSO: O Ensino de Língua Portuguesa como segunda língua para estudantes surdos e/ou com deficiência auditiva Nível: Especialização Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Núcleo Regional de Educação de Toledo Colégio Estadual Jardim Gisele Ensino Fundamental e Médio PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2015 TRABALHO DOCENTE Estabelecimento

Leia mais

CONTRATAÇÕES DA ÁREA DE INCLUSÃO SOCIAL (OPERAÇÕES DIRETAS)

CONTRATAÇÕES DA ÁREA DE INCLUSÃO SOCIAL (OPERAÇÕES DIRETAS) CONTRATAÇÕES DA ÁREA DE INCLUSÃO SOCIAL (OPERAÇÕES DIRETAS) Período: 01/01/2009 a 31/12/2009 Valores em R$ Cliente CNPJ do Cliente Final Descrição do Projeto UF Data da Contratação Valor do Apoio CIA DE

Leia mais

A interdisciplinaridade e a construção coletiva das profissões para a mudança na educação. Ana Cristina Costa Lima

A interdisciplinaridade e a construção coletiva das profissões para a mudança na educação. Ana Cristina Costa Lima Mesa redonda: Conselho Regional de Psicologia 12ª Região A interdisciplinaridade em Saúde Pública e as mudanças curriculares nos Cursos de Graduação: os desafios para a Psicologia em Saúde no Brasil Participantes:

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família Oral health in the Family Health Strategy

Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família Oral health in the Family Health Strategy 1 Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família Oral health in the Family Health Strategy Adrielly Oliveira Barbosa 1 Angélica Haíssa Galvão 1 Petrônio José de Lima Martelli 2 1 Alunas do Curso de Graduação

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA INDIVIDUAL. Chamada Pública Nº 001/2014

CHAMADA PÚBLICA INDIVIDUAL. Chamada Pública Nº 001/2014 CHAMADA PÚBLICA INDIVIDUAL Chamada Pública Nº 001/2014 A Caixa Escolar Segismundo Pereira, com sede nesta cidade de Uberlândia, Av: Ortízio Borges, 1.284, bairro Santa Mônica, torna público para conhecimento

Leia mais

MÓDULO 1. Neste módulo você estudará sobre as políticas públicas e a rede de atenção aos usuários de substâncias psicoativas.

MÓDULO 1. Neste módulo você estudará sobre as políticas públicas e a rede de atenção aos usuários de substâncias psicoativas. MÓDULO 1 Neste módulo você estudará sobre as políticas públicas e a rede de atenção aos usuários de substâncias psicoativas. Você conhecerá a história da atenção à saúde de usuários de álcool e outras

Leia mais

POLÍTICA DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO

POLÍTICA DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO 1 POLÍTICA DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO Gislaine dos Santos Silva 1 Edvânia Ângela de Souza Lourenço 2 Resumo A partir da Constituição da República Federativa do Brasil,

Leia mais

Perfil Territorial. Jalapão - TO. Desenvolvimento Territorial. Dados Básicos do Território

Perfil Territorial. Jalapão - TO. Desenvolvimento Territorial. Dados Básicos do Território Jalapão - O Território da Cidadania Jalapão - está localizado na região Norte e é composto por 8 municípios: Lagoa do, Lizarda, Mateiros,,, Rio Sono, Santa Tereza do e São Félix do. Desenvolvimento Territorial

Leia mais

Política de Saúde da Pessoa Idosa

Política de Saúde da Pessoa Idosa Política de Saúde da Pessoa Idosa Conselho Estadual de Saúde LUCYANA MOREIRA Março/2015 O TEMPO É IRREVERSÍVEL Pernambuco em dados: PERNAMBUCO: 8.796.448 hab. 937.943 pessoas idosas 10,7% (IBGE- Censo

Leia mais

CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO IDOSO COM A DOENQA DE ALZHEIMER (2003-2008)

CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO IDOSO COM A DOENQA DE ALZHEIMER (2003-2008) CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO IDOSO COM A DOENQA DE ALZHEIMER (2003-2008) CUIDADOS DE ENFERMERÍA AL ANCIANO ENFERMO DE ALZHEIMER (2003-2008) *Leite Funchal Camacho, AC, **Coelho, MJ. *Doutoranda em Enfermagem.

Leia mais

NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA. Panorama Atual e Perspectivas

NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA. Panorama Atual e Perspectivas NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA Panorama Atual e Perspectivas LINHAS GERAIS DA APRESENTAÇÃO -Aspectos Conceituais e Organizativos -Aspectos Normativos e Situação Atual dos NASF s no Brasil -Diretrizes

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: SAÚDE DA FAMÍLIA Código: ENF - 217 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo:

Leia mais

Agenda do Farmacêutico

Agenda do Farmacêutico ATENÇÃO FARMACÊUTICA ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO FARMACÊUTICA Realização: Universidade Federal de Alfenas (Unifal) Local: Alfenas (MG) pelo e-mail lumarques@unifal-mg.edu.br PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ATENÇÃO

Leia mais

Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, a mediação pedagógica na educação a distância no acompanhamento virtual dos tutores

Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, a mediação pedagógica na educação a distância no acompanhamento virtual dos tutores Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, a mediação pedagógica na educação a distância no acompanhamento virtual dos tutores Caracterização do problema: No ano de 2006, o Ministério da Saúde e as Secretarias

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.272, DE 25 DE AGOSTO DE 2010. Regulamenta a Lei n o 11.346, de 15 de setembro de 2006, que cria o Sistema Nacional de

Leia mais

SIGA Brasil: Tecnologia da Informação a Serviço da

SIGA Brasil: Tecnologia da Informação a Serviço da 87 Helena Assaf Bastos SIGA Brasil: Tecnologia da Informação a Serviço da Follow the Money (Siga o dinheiro), conselho supostamente dado pelo célebre agente do FBI Mark Felt, o Garganta Profunda, ao jornalista

Leia mais

Agenda federativa. Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest). Pesquisador responsável: Antonio Lassance.

Agenda federativa. Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest). Pesquisador responsável: Antonio Lassance. Relatório produzido nos termos do Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e a Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (2011),

Leia mais

ANEXO 2 PROGRAMAS E AÇÕES DOS ESTADOS 2010-2012 AÇÕES - Alagoas 2010 2011 2012 Áreas dos DSS Ações Ações Ações

ANEXO 2 PROGRAMAS E AÇÕES DOS ESTADOS 2010-2012 AÇÕES - Alagoas 2010 2011 2012 Áreas dos DSS Ações Ações Ações ANEXO 2 PROGRAMAS E AÇÕES DOS ESTADOS 2010-2012 AÇÕES - Alagoas 2010 2011 2012 Áreas dos DSS Ações Ações Ações AGRI ANÁLISE PROTEÔMICA CULTIVARES DE CANA DE ACÚCAR EM APOIO ÀS FAMILIAS NA ORGANIZACAO AGRARIA

Leia mais

TOTAL - FISCAL 48.333.886 TOTAL - SEGURIDADE 21.890.000 TOTAL - GERAL 70.223.886

TOTAL - FISCAL 48.333.886 TOTAL - SEGURIDADE 21.890.000 TOTAL - GERAL 70.223.886 UNIDADE : 26101 - MINISTERIO DA EDUCACAO 0910 OPERACOES ESPECIAIS: GESTAO DA PARTICIPACAO EM ORGANISMOS INTERNACIONAIS 500.000 OPERACOES ESPECIAIS 12 212 0910 00B9 CONTRIBUICAO A ORGANIZACAO DAS NACOES

Leia mais

Caminhos para a Participação Popular na Gestão em Saúde de Borba AM

Caminhos para a Participação Popular na Gestão em Saúde de Borba AM Caminhos para a Participação Popular na Gestão em Saúde de Borba AM Seminário Internacional: Inclusão dos Cidadãos nas Políticas Públicas de Saúde. CNS - OPAS Brasília 2011 Prefeitura Municipal de Borba

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL COLEÇÃO PREPARANDO PARA CONCURSOS QUESTÕES DISCURSIVAS COMENTADAS MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL PROMOTOR DE JUSTIÇA ESTADUAL 140 questões discursivas comentadas. Extraídas exclusivamente de concursos para

Leia mais

CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - CONSEG

CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - CONSEG CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ Princípio A segurança pública deve promover a cidadania e prevenir a criminalidade. Princípio As políticas de segurança pública devem ser transversais.

Leia mais