Oficina de Apropriação de Resultados para Professores PAEBES Língua Portuguesa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oficina de Apropriação de Resultados para Professores PAEBES Língua Portuguesa"

Transcrição

1 Oficina de Apropriação de Resultados para Professores PAEBES 2014 Língua Portuguesa

2 Momentos de formação 1º Momento: Avaliação Externa e em Larga Escala. 2º Momento: Resultados. 2

3 1º Momento Avaliação Externa e em Larga Escala PAEBES 2014

4 O que é avaliar? Decidir Agir Diagnosticar Coletar Dados e informações sobre determinada realidade. Produzir algum julgamento sobre a realidade. Tomar decisão em função de um objetivo que se deseja alcançar. Traçar estratégias de uma ação sobre o objeto avaliado. 4

5 Os Sistemas de Avaliação Um Sistema de Avaliação da Educação tem por objetivo fornecer dados sobre o desempenho dos estudantes, a fim de contribuir para o aprimoramento da educação oferecida pela rede de ensino. 5

6 Etapas básicas dos Sistemas de Avaliação 2 1 Determinação da população a ser avaliada Elaboração da Matriz de Referência Construção de itens Pré-testagem dos itens Análise estatística e pedagógica dos itens 3 Montagem dos cadernos de testes (BIB) Elaboração dos testes Elaboração dos questionários contextuais 5 Análise dos resultados: TCT e TRI Produção dos resultados Construção e interpretação das Escalas de Proficiência Divulgação dos resultados 4 Aplicação dos instrumentos Processamento e constituição da base de dados da avaliação

7 Desenho da Avaliação PAEBES ALFA 1ª onda Edição 1º ano EF 2008 Língua Portuguesa 2009 Língua Portuguesa 2010 Língua Portuguesa e Matemática 2011 Língua Portuguesa e Matemática 2012 Língua Portuguesa e Matemática 2013 Língua Portuguesa (Leitura e Escrita) e Matemática 2014 Língua Portuguesa, Leitura, Escrita e Matemática 7

8 Desenho da Avaliação PAEBES ALFA 2ª onda Edição 1º ano EF 2º ano EF 3º ano EF 2008 LP LP LP 2009 LP LP LP 2010 LP e MAT LP e MAT LP e MAT 2011 LP e MAT LP e MAT LP e MAT 2012 LP e MAT LP e MAT LP e MAT 2013 LP (Leitura e Escrita) e MAT LP (Leitura e Escrita) e MAT LP (Leitura e Escrita) e MAT 2014 LP, Leitura, Escrita e MAT LP, Leitura, Escrita e MAT LP, Leitura, Escrita e MAT 8

9 Desenho da Avaliação PAEBES Edição 5º ano EF 9º ano EF 1º ano EM 2º ano EM 3º ano EM 2009 LP e MAT LP e MAT LP e MAT LP e MAT LP e MAT LP e MAT - LP e MAT 2011 LP e MAT LP e MAT LP e MAT LP, MAT, GEO e HIST - LP e MAT (estudo secretaria) 2013 LP e MAT LP, MAT e CIEN LP, MAT, PT LP, MAT, HIST, GEO - - LP, MAT, BIO, FIS, QUI LP, MAT, GEO, HIST LP, MAT, BIO, FIS, QUI LP, MAT, HIST, GEO9

10 Como utilizar os resultados? 10

11 Uso dos Resultados Professor Projetos de intervenção pedagógica. Elaboração de projetos especiais. Foco nos alunos com dificuldades. Ações de reforço escolar. Planejamento das ações de sala de aula. Visão proativa quanto ao desenvolvimento de habilidades e competências ao longo da educação básica. 11

12 Uso dos Resultados Aluno e família Acompanhamento individual do desempenho escolar pelos alunos e seus familiares. Informações sobre a qualidade dos serviços educacionais oferecidos. 12

13 2º Momento Resultados PAEBES 2014

14 Como trabalhar os resultados na escola O trabalho de intervenção realizado em cada escola, deve ser desenvolvido pensando criticamente na prática de hoje ou anteriores e nos resultados alcançados. Conhecendo esses elementos, pode-se pensar em estratégias para melhorar a prática que será aplicada. 14

15 Os grupos de trabalho e o modo de contato/intervenção para cada grupo Qual o trabalho desenvolvido com a equipe gestora (direção e coordenação)? Qual o trabalho desenvolvido com equipe pedagógica (coordenadores e professores)? 15

16 Equipe Pedagógica Conhecer os resultados gerais da escola: 1. Etapas avaliadas e percentual de participação. 2. Etapas avaliadas e proficiência média em cada disciplina. 3. Etapas avaliadas, proficiência média e distribuição por padrão de desempenho em cada disciplina. 16

17 Como os dados podem ser acessados? Revista Impressa. Aceso ao portal PAEBES 17

18 Revista Impressa Revista Pedagógica. Revista da Gestão Escolar. Revista do Sistema. 18

19 Como os dados podem ser acessados? Acesso ao portal: 19

20 20

21 21

22 22

23 23

24 24

25 25

26 Resultados: - Por escola: - foco na TRI; - Por aluno: -foco na TCT. 26

27 27

28 Língua Portuguesa 28

29 29

30 Percentual de Estudantes por Nível de Proficiência e Padrão de Desempenho 30

31 31

32 O que representa a Proficiência Média? O que são itens? São os elementos que compõem os testes ou questionários O que é proficiência? É a medida que representa um determinado traço latente (aptidão) Teoria da Resposta ao Item (TRI) Grupo de modelos matemáticos e estatísticos que descrevem a associação entre a aptidão de um indivíduo e a probabilidade de uma resposta a um item 32

33 Item 33

34 Teoria de Resposta ao Item (TRI) 34

35 O que representam os Padrões de Desempenho? Do mais básico... RECUPERAÇÃO: Os estudantes demonstram um desenvolvimento ainda incipiente das principais habilidades associadas à sua etapa de escolaridade. REFORÇO: Os estudantes respondem itens com habilidades mais complexas, quando comparados com o verificado no padrão anterior. APROFUNDAMENTO: Esses estudantes demonstram atender às condições mínimas para que avancem em seu processo de escolarização. DESAFIO: Esses estudantes costumam responder corretamente a um maior quantitativo de itens, o que sugere a sistematização do processo de aprendizagem de forma consolidada para aquela etapa de escolaridade. Ao mais avançado... 35

36 Como realizar a leitura e interpretação dos resultados? O VÍDEO de Apropriação de Resultados As REVISTAS publicadas pelo sistema 36

37 Língua Portuguesa 37

38 Língua Portuguesa Leitura 3º ano EM 38

39 Organize os dados na tabela... 39

40 Equipe Pedagógica 1. Etapas avaliadas e percentual de participação Observe o número de estudantes e o percentual de participação (acima ou abaixo de 80%?). Analise os resultados de participação (por que este resultado está acima ou abaixo de 80%?). Quais intervenções podem ser feitas pela equipe pedagógica da escola? 40

41 Equipe Pedagógica 2. Etapas avaliadas e proficiência média em cada disciplina Observe a proficiência média; Vamos alocar esse dado na escala de proficiência. 41

42 ES 269,2 SRE 279,4 Escola 295,7,4 42

43 Equipe Pedagógica 2. Etapas avaliadas e proficiência média em cada disciplina Observe a proficiência média; Relacione a proficiência média com o padrão desempenho; Identifique habilidades e competências desenvolvidas (com base nesse padrão de desempenho); 43

44 Equipe Pedagógica 2. Etapas avaliadas e proficiência média em cada disciplina Reflita sobre o desempenho alcançado no teste e o resultado esperado pela escola: Qual o desempenho alcançado pelos estudantes em relação ao esperado? Quais habilidades e competências devem ser trabalhadas com o objetivo de alcançar o desenvolvimento esperado dos estudantes? 44

45 Equipe Pedagógica 2. Etapas avaliadas e proficiência média em cada disciplina Relacione o resultado alcançado com as ações/intervenções pedagógicas implementadas na escola. 45

46 Equipe Pedagógica 2. Etapas avaliadas e proficiência média em cada disciplina Observe, na escola, os resultados alcançados em diferentes etapas de escolaridade; Com base nesses resultados, elabore possíveis ações de intervenção para cada etapa, com o objetivo de recuperar alunos com desempenho abaixo do esperado, de acordo com as possibilidades da escola. 46

47 Equipe Pedagógica 2. Etapas avaliadas e proficiência média em cada disciplina Com base nesse resultado, podemos fazer as seguintes inferências: Como possibilitar que os estudantes que chegarão à esta etapa desenvolvam as habilidades esperadas? Como recuperar os estudantes que já passaram pela etapa avaliada para que, ao final da Educação Básica, tenham desenvolvido habilidades e competências esperadas? 47

48 Língua Portuguesa Leitura 9º ano EF 48

49 Língua Portuguesa Leitura 9º ano EF 49

50 Língua Portuguesa Leitura 9º ano EF 50

51 Língua Portuguesa Leitura 9º ano EF 51

52 Organize os dados na tabela... PAEBES 2014

53 Equipe Pedagógica 3. Etapas avaliadas, proficiência média e distribuição por padrão de desempenho em cada disciplina; Identifique o percentual de estudantes em cada padrão de desempenho; A(s) turma(s) dessa escola é(são) homogênea(s) e todos desenvolveram as habilidades no mesmo grau de complexidade? 53

54 Equipe Pedagógica 3. Etapas avaliadas, proficiência média e distribuição por padrão de desempenho em cada disciplina; O padrão de desempenho com maior percentual de estudantes é o mesmo padrão representado pela proficiência média alcançada pela escola? 54

55 Equipe Pedagógica 3. Etapas avaliadas, proficiência média e distribuição por padrão de desempenho em cada disciplina; Calcule o número de estudantes em cada padrão de desempenho; Conseguimos identificar quem são os estudantes alocados em cada padrão, na escola? 55

56 Equipe Pedagógica 3. Etapas avaliadas, proficiência média e distribuição por padrão de desempenho em cada disciplina; Apresente as habilidades e competências desenvolvidas por cada grupo de estudantes (observar, em relação às habilidades e às competências, o desempenho alcançado por alunos que estão alocados em padrões de desempenho diferentes). 56

57 Língua Portuguesa 57

58 Língua Portuguesa 58

59 Língua Portuguesa 59

60 Língua Portuguesa 60

61 Organize os dados na tabela... 61

62 Equipe Pedagógica 4. Etapa de escolaridade e percentual de acerto por descritor Observe o percentual de acerto geral da escola em cada disciplina e etapa de escolaridade; 62

63 Equipe Pedagógica 4. Etapa de escolaridade e percentual de acerto por descritor Relacione cada habilidade (descritor) com o percentual de acerto; Observe a relação existente entre descritores (habilidades de uma mesma competência ou habilidades trabalhadas no desenvolvimento de um determinado conteúdo); 63

64 Equipe Pedagógica 4. Etapa de escolaridade e percentual de acerto por descritor Observe descritores menos acertados : Estão relacionados a um mesmo tema/domínio/tópico? Estão relacionados às habilidades com grau de complexidade mais alto para aquela etapa de escolaridade? 64

65 Equipe Pedagógica 4. Etapa de escolaridade e percentual de acerto por descritor Observe descritores menos acertados : São habilidades desenvolvidas naquela etapa avaliada ou são desenvolvidas ao longo do Ensino Fundamental? Qual a relação de cada habilidade com os conteúdos trabalhados em sala de aula? Quais as práticas pedagógicas adotadas pelos professores da escola em relação a cada um desses conteúdos? 65

66 Equipe Pedagógica 4. Etapa de escolaridade e percentual de acerto por descritor Observe descritores menos acertados: Como possibilitar a compreensão dos estudantes em relação a cada uma dessas habilidades: Modificar por outras ações pedagógicas? Pesquisar/estudar outras formas de abordagem do conteúdo? Utilizar outros recursos pedagógicos? Outros... 66

67 Equipe Pedagógica 4. Etapa de escolaridade e percentual de acerto por descritor Observe os descritores mais acertados: Estão relacionados a um mesmo tema/domínio/tópico? Estão relacionados às habilidades com grau de complexidade menor para essa etapa de escolaridade? Podem auxiliar no desenvolvimento de descritores menos acertados? Como? 67

68 Equipe Pedagógica 4. Etapa de escolaridade e percentual de acerto por descritor Dentre os temas apresentados, quais são aqueles com os menores percentuais de acerto por descritor? Qual a relação desse resultado com o trabalho feito pelo professores em sala de aula? Este trabalho é adequado e suficiente para alcançar os resultados esperados? O que pode ser modificado? O que deve continuar? 68

69 Equipe Pedagógica 5. Avaliação externa e interna Os resultados da avaliação interna são comparáveis àqueles extraídos da avaliação externa: As habilidades avaliadas pelos professores são as mesmas avaliadas pelo programa de avaliação externa? Os conteúdos desenvolvidos pelos professores da escola, com base no currículo, estão relacionados com as habilidades da matriz de referência? 69

70

Oficina de Apropriação de Resultados para Professores PAEBES Língua Portuguesa e Matemática 5º ano do Ensino Fundamental

Oficina de Apropriação de Resultados para Professores PAEBES Língua Portuguesa e Matemática 5º ano do Ensino Fundamental Oficina de Apropriação de Resultados para Professores PAEBES 2014 Língua Portuguesa e Matemática 5º ano do Ensino Fundamental Momentos de formação 1º Momento: Avaliação Externa e em Larga Escala. 2º Momento:

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de BIOLOGIA Dinâmica Eu não sou eu.sou o momento:passo. Mario Quintana Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados de Matemática. Paebes 2013

Oficina de Apropriação de Resultados de Matemática. Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de Matemática Paebes 2013 Paebes 2013 Conhecendo o outro.. Expectativas... Paebes 2013 OBJETIVOS DA OFICINA Objetivo geral: Analisar e interpretar resultados da avaliação

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de Alfabetização Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito

Leia mais

GOVERNADOR DE ALAGOAS José Renan Calheiros Filho. SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO José Luciano Barbosa da Silva

GOVERNADOR DE ALAGOAS José Renan Calheiros Filho. SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO José Luciano Barbosa da Silva Secretaria de Estado da Educação GOVERNADOR DE ALAGOAS José Renan Calheiros Filho SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO José Luciano Barbosa da Silva SECRETÁRIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO Laura Cristiane de Souza

Leia mais

Governador de Pernambuco Paulo Câmara. Vice-governador de Pernambuco Raul Henry. Secretário de Educação Frederico Amancio

Governador de Pernambuco Paulo Câmara. Vice-governador de Pernambuco Raul Henry. Secretário de Educação Frederico Amancio Governador de Pernambuco Paulo Câmara Vice-governador de Pernambuco Raul Henry Secretário de Educação Frederico Amancio Secretária Executiva de Desenvolvimento da Educação Ana Selva Secretário Executivo

Leia mais

O CAEd está organizado em cinco unidades:

O CAEd está organizado em cinco unidades: O Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora, é uma instituição que operacionaliza (elabora e desenvolve) programas estaduais e municipais destinados

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de Química Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito

Leia mais

Divulgação de Resultados

Divulgação de Resultados Oficina Divulgação de Resultados Língua Portuguesa Professor Luís Cláudio R. Carvalho Objetivos da oficina Apresentar a Matriz de Referência, analisando os descritores que norteiam a elaboração dos itens

Leia mais

Oficina de divulgação. Educacional do Estado de Goiás. Mirian Carvalho

Oficina de divulgação. Educacional do Estado de Goiás. Mirian Carvalho Oficina de divulgação de resultados do Sistema de Avaliação Educacional do Estado de Goiás Mirian Carvalho O CAEd CAEd - O Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de

Leia mais

Governador de Pernambuco Paulo Câmara. Vice-governador de Pernambuco Raul Henry. Secretário de Educação Frederico Amancio

Governador de Pernambuco Paulo Câmara. Vice-governador de Pernambuco Raul Henry. Secretário de Educação Frederico Amancio Governador de Pernambuco Paulo Câmara Vice-governador de Pernambuco Raul Henry Secretário de Educação Frederico Amancio Secretária Executiva de Desenvolvimento da Educação Ana Selva Secretário Executivo

Leia mais

Avaliação do Desempenho Escolar

Avaliação do Desempenho Escolar Avaliação do Desempenho Escolar Características Escolares Associadas ao Desempenho 1 Avaliação do Desempenho Escolar O que é avaliar? Diagnosticar Produzir algum julgamento sobre a Coletar realidade. Dados

Leia mais

Avaliação da Educação Básica em Nível Estadual

Avaliação da Educação Básica em Nível Estadual Avaliação da Educação Básica em Nível Estadual Avaliação da Educação Básica em Nível Estadual. SARESP Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo Avaliação de Aprendizagem em Processo

Leia mais

GOvERNO DO ESTADO DO RiO DE JANEiRO

GOvERNO DO ESTADO DO RiO DE JANEiRO GOvERNO DO ESTADO DO RiO DE JANEiRO Governador Luiz Fernando Pezão Secretário de Educação Antonio José Vieira de Paiva Neto Subsecretária de Gestão de Ensino Patrícia Carvalho Tinoco Subsecretária de Gestão

Leia mais

A AVALIAÇÃO DA ALFABETIZAÇÃO REALIZAÇÕES E DESAFIOS

A AVALIAÇÃO DA ALFABETIZAÇÃO REALIZAÇÕES E DESAFIOS A AVALIAÇÃO DA ALFABETIZAÇÃO REALIZAÇÕES E DESAFIOS Contexto, políticas e avaliação A partir de 1995, o SAEB retrata dificuldade na promoção de avanço sustentável nos resultados de Leitura e Matemática.

Leia mais

Oficina de Língua Portuguesa 2º ano do Ensino Fundamental Profª Ana Letícia Duin Tavares

Oficina de Língua Portuguesa 2º ano do Ensino Fundamental Profª Ana Letícia Duin Tavares Oficina de Língua Portuguesa 2º ano do Ensino Fundamental Profª Ana Letícia Duin Tavares O que sabem as crianças ao final do Ciclo Inicial de Alfabetização? Por que essa é uma questão importante? Os resultados

Leia mais

Sistemas de Avaliação. Bonificação por Desempenho. Maria Helena Guimarães de Castro

Sistemas de Avaliação. Bonificação por Desempenho. Maria Helena Guimarães de Castro Sistemas de Avaliação Bonificação por Desempenho Maria Helena Guimarães de Castro Sistema Estadual de Educação de São Paulo Número de alunos Ensino Fundamental (1ª a 8ª séries) 2.900.000 Ensino Médio (1ª

Leia mais

Apresentação. Geek Educacional

Apresentação. Geek Educacional Apresentação Geek Educacional Geek Educacional 02 Geek Educacional 03 Geek Educacional A Geek Educacional é uma empresa especializada em pesquisas e desenvolvimento de soluções, que viabilizam um melhor

Leia mais

Sistemas de Avaliação. Bonificação por Desempenho. Maria Helena Guimarães de Castro

Sistemas de Avaliação. Bonificação por Desempenho. Maria Helena Guimarães de Castro Sistemas de Avaliação Bonificação por Desempenho Maria Helena Guimarães de Castro Sistema Estadual de Educação de São Paulo Número de alunos Ensino Fundamental 2.900.000 Ensino Médio 1.500.000 EJA 600.000

Leia mais

SisPAE 2015 BREVES METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS DO SISPAE 2015

SisPAE 2015 BREVES METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS DO SISPAE 2015 SisPAE 2015 OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS DO SISPAE 2015 METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS BREVES SisPAE: Sistema Paraense de Avaliação Educacional Avaliação externa da Educação Básica. Fornece informações

Leia mais

GOVERNADOR DE MINAS GERAIS FERNANDO DAMATA PIMENTEL SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO MACAÉ MARIA EVARISTO DOS SANTOS

GOVERNADOR DE MINAS GERAIS FERNANDO DAMATA PIMENTEL SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO MACAÉ MARIA EVARISTO DOS SANTOS GOVERNADOR DE MINAS GERAIS FERNANDO DAMATA PIMENTEL SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO MACAÉ MARIA EVARISTO DOS SANTOS SECRETÁRIO ADJUNTO DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ANTÔNIO CARLOS RAMOS PEREIRA CHEFE DE GABINETE

Leia mais

SAEB / Prova Brasil Metodologia, Estratégias e Resultados Matrizes, Itens, Escala e Materiais

SAEB / Prova Brasil Metodologia, Estratégias e Resultados Matrizes, Itens, Escala e Materiais Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira SAEB / Prova Brasil Metodologia, Estratégias e Resultados Matrizes, Itens, Escala e Materiais SAEB - Metodologia

Leia mais

JOSÉ PEDRO GONÇALVES TAQUES Governador. CARLOS HENRIQUE BAQUETA FÁVARO Vice-Governador

JOSÉ PEDRO GONÇALVES TAQUES Governador. CARLOS HENRIQUE BAQUETA FÁVARO Vice-Governador SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO, ESPORTE E LAZER - SEDUC-MT SECRETARIA ADJUNTA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS - SAPE SUPERINTENDÊNCIA DE FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA - SUFP NÚCLEO DE AVALIAÇÃO,

Leia mais

JOSÉ PEDRO GONÇALVES TAQUES Governador. CARLOS HENRIQUE BAQUETA FÁVARO Vice-Governador

JOSÉ PEDRO GONÇALVES TAQUES Governador. CARLOS HENRIQUE BAQUETA FÁVARO Vice-Governador SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO, ESPORTE E LAZER - SEDUC-MT SECRETARIA ADJUNTA DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS - SAPE SUPERINTENDÊNCIA DE FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA - SUFP NÚCLEO DE AVALIAÇÃO,

Leia mais

ANÁLISES ESTATÍSTICAS TRI. CAEd/UFJF (32)

ANÁLISES ESTATÍSTICAS TRI. CAEd/UFJF (32) MEDIDAS EDUCACIONAIS ANÁLISES ESTATÍSTICAS TRI CME COORDENAÇÃO DE MEDIDAS EDUCACIONAIS C COO Ç O S UC C O S CAEd/UFJF (32)4009 2071 Wellington@caed.ufjf.br Fundamentos da TRI O que são itens? São os elementos

Leia mais

Prof. Ailton Resende de Paula -Analista de Instrumentos de Avaliação/ (

Prof. Ailton Resende de Paula -Analista de Instrumentos de Avaliação/ ( cc Prof. Ailton Resende de Paula -Analista de Instrumentos de Avaliação/ CAED- (e-mail: ailtonresende@caed.ufjf.br) Analisar e interpretar os resultados do Avaliando IDEPB para (re)planejamento das ações

Leia mais

Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) - Parte 2

Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) - Parte 2 Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) - Parte 2 INEP Ana Djéssika Silva Cruz Vidal UFJF Abril 2012 MSI Tech Support (Institute) ECONS - Laboratório de Economia 23/04 1 / 12 Realização

Leia mais

Boletim da Escola CEI. MARILIA / MARILIA Coordenadoria: O SARESP Escola Estadual ANTONIO DEVISATE ETE Diretoria de Ensino / Município:

Boletim da Escola CEI. MARILIA / MARILIA Coordenadoria: O SARESP Escola Estadual ANTONIO DEVISATE ETE Diretoria de Ensino / Município: Boletim da O SARESP 2009 033583 ANTONIO DEVISATE ETE / Município: MARILIA / MARILIA Coordenadoria: O SARESP Sistema de Avaliação do Rendimento r do Estado de São Paulo aplica anualmente provas aos alunos

Leia mais

Luciana Cressoni, Rita Prates e Sueli Araujo

Luciana Cressoni, Rita Prates e Sueli Araujo Luciana Cressoni, Rita Prates e Sueli Araujo Apresentação do Plano de Ação do ETAPA Núcleo Pedagógico aos Supervisores Reunião com Diretores e Professores ETAPA Coordenadores ETAPA COM OS PROFESSORES Refletir

Leia mais

Oficina de divulgação e apropriação. Educacional do Estado de Goiás. Carolina Augusta Assumpção Gouveia Analista de Avaliação do CAEd

Oficina de divulgação e apropriação. Educacional do Estado de Goiás. Carolina Augusta Assumpção Gouveia Analista de Avaliação do CAEd Oficina de divulgação e apropriação de resultado do Sistema de Avaliação Educacional do Estado de Goiás Carolina Augusta Assumpção Gouveia Analista de Avaliação do CAEd Escala de Proficiência Objetivos

Leia mais

GOVERNADOR CAMILO SOBREIRA DE SANTANA VICE-GOVERNADOR MARIA IZOLDA CELA DE ARRUDA COELHO SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO ANTONIO IDILVAN DE LIMA ALENCAR

GOVERNADOR CAMILO SOBREIRA DE SANTANA VICE-GOVERNADOR MARIA IZOLDA CELA DE ARRUDA COELHO SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO ANTONIO IDILVAN DE LIMA ALENCAR GOVERNADOR CAMILO SOBREIRA DE SANTANA VICE-GOVERNADOR MARIA IZOLDA CELA DE ARRUDA COELHO SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO ANTONIO IDILVAN DE LIMA ALENCAR SECRETÁRIA ADJUNTA DA EDUCAÇÃO MÁRCIA OLIVEIRA CAVALCANTE

Leia mais

CONVERSANDO SOBRE AVALIAÇÃO...

CONVERSANDO SOBRE AVALIAÇÃO... CONVERSANDO SOBRE AVALIAÇÃO... Sandra Zákia Sousa UNICID\set.\2010 ESTRUTURA DA EXPOSIÇÃO Definição de avaliação Campo da avaliação educacional Iniciativas do governo federal de avaliação da educação básica

Leia mais

paebes2011 roteiro para Oficina de divulgação de resultados

paebes2011 roteiro para Oficina de divulgação de resultados paebes2011 roteiro para Oficina de divulgação de resultados PAEBES2011 Oficina de Apropriação dos Resultados 4 ROTEIRO DE OFICINA Multiplicador Este roteiro deverá ser utilizado por você como subsídio

Leia mais

PNAIC/2016. Módulo I Analisando o Boletim da ANA

PNAIC/2016. Módulo I Analisando o Boletim da ANA PNAIC/2016 Módulo I Analisando o Boletim da ANA Objetivos: Compreender o papel da Avaliação Nacional da Alfabetização ANA no contexto das avaliações de aprendizagem no ciclo da alfabetização; Conhecer

Leia mais

Tatiane Moraes Analista de instrumentos de avaliação

Tatiane Moraes Analista de instrumentos de avaliação Tatiane Moraes Analista de instrumentos de avaliação Tatianemoraes@caed.ufjf.br Objetivo Analisar e interpretar os resultados do SAEPB para (re)planejamento das ações pedagógicas implementadas em sala

Leia mais

Boletim da Escola ALFREDO REIS VIEGAS DR Diretoria de Ensino / Município: SAO VICENTE / PRAIA GRANDE Coordenadoria: CEI O SARESP 2009

Boletim da Escola ALFREDO REIS VIEGAS DR Diretoria de Ensino / Município: SAO VICENTE / PRAIA GRANDE Coordenadoria: CEI O SARESP 2009 Boletim da O SARESP 2009 012063 ALFREDO REIS VIEGAS DR / : SAO VICENTE / PRAIA GRANDE Coordenadoria: O SARESP Sistema de Avaliação do Rendimento r do Estado de São Paulo aplica anualmente provas aos alunos

Leia mais

PROVINHA BRASIL Orientações para Secretarias de Educação Primeiro Semestre

PROVINHA BRASIL Orientações para Secretarias de Educação Primeiro Semestre PROVINHA BRASIL Orientações para Secretarias de Educação Primeiro Semestre - 2010 INFORME GESTOR teste capa verde.indd 1 13/1/2010 08:40:47 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação

Leia mais

ANEXO I Quadro resumo do Saresp 1996/1997/ /

ANEXO I Quadro resumo do Saresp 1996/1997/ / 89 Objetivos ANEXO I Quadro resumo do Saresp 1996/1997/1998 2000/2001 2002 2003 2004 2005 Em 2000: Obter Em 2002 2 : Em 2003 4 : Obter indicadores informações que diagnosticar o Promover uma educacionais

Leia mais

Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação do Ensino Básico) - Parte 1

Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação do Ensino Básico) - Parte 1 Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação do Ensino Básico) - Parte 1 INEP Ana Djéssika Silva Cruz Vidal Abril 2012 UFJF (Institute) ECONS - Laboratório de Economia 23/04 1 / 10 Introdução Sistema de Avaliação

Leia mais

O que o SAEP avalia? Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial. Aprendizagem. Currículo. Institucional.

O que o SAEP avalia? Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial. Aprendizagem. Currículo. Institucional. Aprendizagem (sala de aula) O que o SAEP avalia? Currículo Perfil profissional Institucional Gestão Sistema educacional Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial Avaliação

Leia mais

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO (ANA) Profa. Ivana de Oliveira Carvalho FaE/UEMG

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO (ANA) Profa. Ivana de Oliveira Carvalho FaE/UEMG AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO (ANA) Profa. Ivana de Oliveira Carvalho FaE/UEMG PAUTA Apresentação geral. Concepções de alfabetização e letramento. Detalhamento dos procedimentos avaliativos. Análise

Leia mais

AVALIAR. É refletir sobre uma determinada realidade a partir de dados e informações, e emitir um julgamento que possibilite uma ação.

AVALIAR. É refletir sobre uma determinada realidade a partir de dados e informações, e emitir um julgamento que possibilite uma ação. O que é Avaliação? Conceito de Avaliação AVALIAR É refletir sobre uma determinada realidade a partir de dados e informações, e emitir um julgamento que possibilite uma ação. Quebra de paradigmas Tipos

Leia mais

I. Pensando Enem º ano do Ensino Fundamental e 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio

I. Pensando Enem º ano do Ensino Fundamental e 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio Prezado(a) diretor(a) e coordenador(a), São Paulo, janeiro de 2017. Comunicamos que, em 2017, o Sistema Mackenzie de Ensino disponibilizará às escolas parceiras os materiais didáticos que servirão de apoio

Leia mais

Avaliaçõe s em Larga Escala O que elas nos ensinam sobre o Ensino de Física

Avaliaçõe s em Larga Escala O que elas nos ensinam sobre o Ensino de Física Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto de Física Mestrado Profissional em Ensino de Física Avaliaçõe s em Larga Escala O que elas nos ensinam sobre o Ensino de Física Orientado: Wanderley Junior

Leia mais

Três Gerações de Avaliação da Educação Básica. Bonamino & Souza (2012)

Três Gerações de Avaliação da Educação Básica. Bonamino & Souza (2012) Três Gerações de Avaliação da Educação Básica Bonamino & Souza (2012) Três gerações de avaliação da educação básica A classificação das avaliações é um recurso analítico As gerações convivem no tempo,

Leia mais

Análise e procedimentos da Avaliação de Aprendizagem em Processo por docentes1. Matemática e Língua Portuguesa

Análise e procedimentos da Avaliação de Aprendizagem em Processo por docentes1. Matemática e Língua Portuguesa Análise e procedimentos da Avaliação de Aprendizagem em Processo por docentes1 Matemática e Língua Portuguesa Introdução: Objetivos Apoiar as ações de planejamento escolar previstas para o início de 2014

Leia mais

ANÁLISE DOS RESULTADOS: INTERVENÇÃO EM PROCESSO

ANÁLISE DOS RESULTADOS: INTERVENÇÃO EM PROCESSO ANÁLISE DOS RESULTADOS: INTERVENÇÃO EM PROCESSO Sala 8 Gestão Pedagógica EF II E.E. PROFª ZENAIDE AVELINO MAIA Professora Apresentadora: MARIA IRANILDE ZAMBON SILVA Realização: Justificativa A partir das

Leia mais

PAINEL DE DISCUSSÃO 4: COMPARABILIDADE ENTRE AVALIAÇÕES. Ruben Klein (Fundação Cesgranrio)

PAINEL DE DISCUSSÃO 4: COMPARABILIDADE ENTRE AVALIAÇÕES. Ruben Klein (Fundação Cesgranrio) PAINEL DE DISCUSSÃO 4: COMPARABILIDADE ENTRE AVALIAÇÕES Ruben Klein (Fundação Cesgranrio) Necessidade de comparabilidade e de fazer julgamento. Diferença entre avaliação de sala de aula e avaliação externa.

Leia mais

Roteiro para consulta aos indicadores educacionais

Roteiro para consulta aos indicadores educacionais Universidade Federal De Minas Gerais Faculdade De Educação Departamento De Ciências Aplicadas À Educação (Decae) Formação Complementar: Administração de Sistemas e Instituições Educacionais Disciplina:

Leia mais

PROPOSTA DE SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO CONSED E POSSIBILIDADES DE COOPERAÇÃO COM O GOVERNO FEDERAL

PROPOSTA DE SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO CONSED E POSSIBILIDADES DE COOPERAÇÃO COM O GOVERNO FEDERAL PROPOSTA DE SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO CONSED E POSSIBILIDADES DE COOPERAÇÃO COM O GOVERNO FEDERAL Professora Doutora Maria Inês Fini Presidente do Inep Brasília-DF Outubro 2017 LEGISLAÇÃO Os currículos da

Leia mais

Programa Novo Mais Educação: novas perspectivas para a ampliação dos tempos e espaços na escola

Programa Novo Mais Educação: novas perspectivas para a ampliação dos tempos e espaços na escola Programa Novo Mais Educação: novas perspectivas para a ampliação dos tempos e espaços na escola Profa. Dra. Sandra Zita Silva Tiné SEB/MEC/DICEI/COEF 161905-Implementando o m... 016 v2 1 Novo Mais Educação

Leia mais

SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Estado da Educação. Matrizes de referência para avaliação: documento básico - SARESP. São Paulo: SEE, 2009

SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Estado da Educação. Matrizes de referência para avaliação: documento básico - SARESP. São Paulo: SEE, 2009 SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Estado da Educação. Matrizes de referência para avaliação: documento básico - SARESP. São Paulo: SEE, 2009 : PROFESSORA: Matilde Flório 1 PROFESSORA: Matilde Flório Pós-Graduada

Leia mais

Refletindo com os professores de Matemática os resultados da Avaliação da Aprendizagem em Processo e SARESP

Refletindo com os professores de Matemática os resultados da Avaliação da Aprendizagem em Processo e SARESP Refletindo com os professores de Matemática os resultados da Avaliação da Aprendizagem em Processo e SARESP Escala de Proficiência Pauta Como fazer um melhor planejamento das aulas? Como proceder na aplicação

Leia mais

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30 Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB 23/03/2015 15h30 17h30 Roteiro 1. Apresentação: Projeto Aventuras Currículo+ 2. Apresentação: diretrizes

Leia mais

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO (ANA) Profa. Ivana de Oliveira Carvalho FaE/UEMG

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO (ANA) Profa. Ivana de Oliveira Carvalho FaE/UEMG AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO (ANA) Profa. Ivana de Oliveira Carvalho FaE/UEMG Estrutura da Apresentação Cenário das Avaliações em larga escala, no Brasil, implementadas pela União, no contexto da

Leia mais

por Cristiano Fagundes Guimarães Especialista Matemática

por Cristiano Fagundes Guimarães Especialista Matemática por Cristiano Fagundes Guimarães Especialista Matemática Objetivos da Oficina Realizar a análise pedagógica dos resultados das avaliações de desempenho, aplicada no estado do Alagoas AREAL, para o (re)

Leia mais

A utilização do IDEB na gestão e na avaliação de programas e projetos no 3º setor. Patrícia Diaz Carolina Glycerio

A utilização do IDEB na gestão e na avaliação de programas e projetos no 3º setor. Patrícia Diaz Carolina Glycerio A utilização do IDEB na gestão e na avaliação de programas e projetos no 3º setor Patrícia Diaz Carolina Glycerio Quem somos A Comunidade Educativa CEDAC possibilita que profissionais da educação pratiquem

Leia mais

Avaliações Educacionais e o Ensino de Ciências e Matemática: o Enem: avaliação do desempenho dos estudantes em Ciências da Natureza

Avaliações Educacionais e o Ensino de Ciências e Matemática: o Enem: avaliação do desempenho dos estudantes em Ciências da Natureza Avaliações Educacionais e o Ensino de Ciências e Matemática: o Enem: avaliação do desempenho dos estudantes em Ciências da Natureza Marta F. Barroso 1, Marcelo S.O. Massunaga 2, Gustavo Rubini 3 1 UFRJ

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Questão 03 A questão 03 solicita a opção correta, considerando o que dispõe o texto Pergunte ao autor: Relação família-escola na contemporaneidade. O Gabarito dessa questão é a letra D, como se prova na

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO 2008 ETAPA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 2º ANO - CICLO II LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1 ESCOLA: NOME: TURMA:

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO 2008 ETAPA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 2º ANO - CICLO II LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar

Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar Subsídios para a reflexão sobre a prática escolar Palestrante: Luiz Vicente Fonseca Ribeiro Equipe de Análises Educacionais

Leia mais

Bonificação por Desempenho

Bonificação por Desempenho Bonificação por Desempenho Sistema Educacional do Estado de São Paulo Número de alunos Ensino Fundamental (1ª a 8ª séries) 2.900.000 Ensino Médio (1ª a 3ª séries) 1.500.000 EJA 700.000 Total 5.100.000

Leia mais

As Avaliações externas e o acompanhamento pedagógico utilizando indicadores e a as bases do SIGA e do INEP

As Avaliações externas e o acompanhamento pedagógico utilizando indicadores e a as bases do SIGA e do INEP As Avaliações externas e o acompanhamento pedagógico utilizando indicadores e a as bases do SIGA e do INEP VAMOS FALAR DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO? Falar de qualidade da educação é falar de IDEB ...o que

Leia mais

Língua Portuguesa Matemática. 1.º Ciclo do Ensino Básico

Língua Portuguesa Matemática. 1.º Ciclo do Ensino Básico 2011 PROVAS DE AFERIÇÃO Língua Portuguesa Matemática INFORMAÇÃO-PROVAS DE AFERIÇÃO 1.º Ciclo do Ensino Básico GAVE Provas de Aferição 2010-2011 1_7 INTRODUÇÃO Nos próximos dias 6 e 11 de Maio, de manhã,

Leia mais

Reunião Técnica com Secretários Municipais de Educação e Dirigentes Regionais de Ensino: Apresentando o Saresp 8 e 9 de Setembro 2010

Reunião Técnica com Secretários Municipais de Educação e Dirigentes Regionais de Ensino: Apresentando o Saresp 8 e 9 de Setembro 2010 Reunião Técnica com Secretários Municipais de Educação e Dirigentes Regionais de Ensino: Apresentando o Saresp 8 e 9 de Setembro 2010 Maria Conceição Conholato Instrumentais AVALIAÇÃO Cadernos de Prova

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA

DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA Dirigente Regional de Ensino: Liane de Oliveira Bayer Supervisores de Ensino: Mércia, Rita e Roseli PCNPs: Cristiane e Débora PLANO DE AÇÃO ANOS FINAIS E ENSINO MÉDIO PAUTA

Leia mais

Prova Brasil e o Ideb: quanto pesa essa pontuação para atingir a meta

Prova Brasil e o Ideb: quanto pesa essa pontuação para atingir a meta NOTA TÉCNICA N. 0011/2013 Brasília, 08 de março de 2013. ÁREA: Educação TÍTULO: Prova Brasil e o Ideb: quanto pesa essa pontuação para atingir a meta REFERÊNCIA: PORTARIA Nº 152, DE 31 DE MAIO DE 2012

Leia mais

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DE. Apresentação com material de apoio do evento Orientação Técnica sobre a recuperação paralela realizado nos dias

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DE. Apresentação com material de apoio do evento Orientação Técnica sobre a recuperação paralela realizado nos dias MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DE PROJETOS Apresentação com material de apoio do evento Orientação Técnica sobre a recuperação paralela realizado nos dias 23, 24 e 25 de julho de 2008. AVALIAÇÃO Os objetivos

Leia mais

Sala 8 Gestão Pedagógica E. E. PROFA. NIDELSE MARTINS DE ALMEIDA

Sala 8 Gestão Pedagógica E. E. PROFA. NIDELSE MARTINS DE ALMEIDA Expectativas de aprendizagem: transposição do currículo prescrito para a prática docente Sala 8 Gestão Pedagógica E. E. PROFA. NIDELSE MARTINS DE ALMEIDA Professor(es) Apresentador(es): ALEX SILVIO DE

Leia mais

Avaliação em Políticas Públicas e em Educação

Avaliação em Políticas Públicas e em Educação Avaliação em Políticas Públicas e em Educação Claudia Costin Requisitos para uma política pública eficaz Capacidade de formulação, a partir de problemas que a realidade apresenta. Fixação de metas mensuráveis,

Leia mais

PAEBES 2009 Resultados da Avaliação

PAEBES 2009 Resultados da Avaliação PAEBES 2009 Resultados da Avaliação PAEBES 2009 1 2 3 4 O processamento das provas Os dados de participação Instrumentos de avaliação Os resultados de desempenho Página 2 O processamento das provas Placeholder,

Leia mais

Dispõe sobre Sistema de Avaliação dos Estudantes da Rede Municipal de Ensino

Dispõe sobre Sistema de Avaliação dos Estudantes da Rede Municipal de Ensino Resolução SME nº 13/2012 de 26 de novembro de 2012 Dispõe sobre Sistema de Avaliação dos Estudantes da Rede Municipal de Ensino ARACIANA ROVAI CARDOSO DALFRÉ, Secretária Municipal da Educação, NO EXERCÍCIO

Leia mais

Língua Portuguesa Matemática. 2.º Ciclo do Ensino Básico

Língua Portuguesa Matemática. 2.º Ciclo do Ensino Básico 2011 PROVAS DE AFERIÇÃO Língua Portuguesa Matemática INFORMAÇÃO-PROVAS DE AFERIÇÃO 2.º Ciclo do Ensino Básico GAVE Provas de Aferição 2010-2011 1_7 INTRODUÇÃO Nos próximos dias 6 e 11 de Maio, de manhã,

Leia mais

Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores. Marli Eliza Dalmazo Afonso de André

Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores. Marli Eliza Dalmazo Afonso de André Compartilhando... Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores Marli Eliza Dalmazo Afonso de André Com muitos anos de experiência na formação de mestrandos e doutorandos

Leia mais

A gratificação da função foi implementada pela Lei Complementar nº de 15/10/2007 e pela Lei Complementar nº de 01/07/2013.

A gratificação da função foi implementada pela Lei Complementar nº de 15/10/2007 e pela Lei Complementar nº de 01/07/2013. A Diretora da EE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES, em Guarujá com fundamento na Resolução SE 75 de 30/12/2014, torna público o processo para seleção de docente para a função gratificada de Professor Coordenador

Leia mais

Agrupamento de Escolas de São Gonçalo

Agrupamento de Escolas de São Gonçalo Taxa média de retenção no 2.º ano de escolaridade de 12% no ano letivo 2014/2015 e de 11,6% no ano letivo 2015/2016. 1.º e 2.º anos. 3. Designação da Apoio educativo coadjuvante nas turmas de 1.º e 2.º

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIONAL NORTE 2 CURSO FOCO APRENDIZAGEM PLANO DE INTERVENÇÃO DER NORTE 2 FOCO APRENDIZAGEM

DIRETORIA DE ENSINO REGIONAL NORTE 2 CURSO FOCO APRENDIZAGEM PLANO DE INTERVENÇÃO DER NORTE 2 FOCO APRENDIZAGEM DIRETORIA DE ENSINO REGIONAL NORTE 2 CURSO FOCO APRENDIZAGEM PLANO DE INTERVENÇÃO DER NORTE 2 (...) para ser democrática, a escola tem de ser igualmente acessível a todos, diversa no tratamento a cada

Leia mais

JOSÉ FRANCISCO SOARES

JOSÉ FRANCISCO SOARES JOSÉ FRANCISCO SOARES Produção e uso de evidências na educação básica JOSÉ FRANCISCO SOARES Sumário Educação Evidências: (pedagógicas) Modelo Conceitual Agenda de pesquisa Educação concretizada A educação

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL NO FINAL DO ANO LETIVO

CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL NO FINAL DO ANO LETIVO TEXTO 2 http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/2310-6.pdf acesso em http://pt.wikipedia.org/wiki/conselho_de_classe 09 de outubro de 2014 CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL

Leia mais

RECONHECENDO AS PRINCIPAIS CARACTERISTICAS DA AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO

RECONHECENDO AS PRINCIPAIS CARACTERISTICAS DA AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO RECONHECENDO AS PRINCIPAIS CARACTERISTICAS DA AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO Patrícia dos Santos Zwetsch- Apresentadora (UFSM) Rosane Carneiro Sarturi- Orientadora (UFSM) INTRODUÇÃO Este trabalho

Leia mais

República de Moçambique Ministério da Educação. Provinha: Já sei ler READ Conference Dezembro, 2012

República de Moçambique Ministério da Educação. Provinha: Já sei ler READ Conference Dezembro, 2012 República de Moçambique Ministério da Educação Provinha: Já sei ler READ Conference Dezembro, 2012 Conteúdo da Apresentação Definição do Instrumento; Estrutura do Instrumento; Descrição de cada componente

Leia mais

Reunião de Trabalho Professores Coordenadores. Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017

Reunião de Trabalho Professores Coordenadores. Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017 Reunião de Trabalho Professores Coordenadores Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017 Pauta Acolhimento; Aquecimento; o que nos dizem os registros? Refletindo

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO - SEC COLÉGIO ESTADUAL POLIVALENTE DE ITAMBÉ

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO - SEC COLÉGIO ESTADUAL POLIVALENTE DE ITAMBÉ 1. SISTEMÁTICA DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM A avaliação é uma etapa fundamental que envolve a comunidade escolar em momentos de reflexão crítica sobre as práticas e as aprendizagens desenvolvidas. Neste

Leia mais

Vamos conhecer um pouco das especificidades de cada prova:

Vamos conhecer um pouco das especificidades de cada prova: Em 1980 a Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) era responsável por produzir e aplicar as provas das quatro Universidades públicas paulistas: USP, UNESP, UNIFESP e UNICAMP. Portanto, os cursinhos

Leia mais

REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola

REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola REUNIÃO DE PAIS 5ª SÉRIE Compromisso Família e Escola Projeto Educativo Buscamos integrar rigor científico, excelência acadêmica, formação cristã, cultura da solidariedade e da paz, sensibilidade estética,

Leia mais

OS DIFERENTES SIGNIFICADOS DE NÚMEROS RACIONAIS: um estudo das dificuldades apresentadas por alunos de 6º ano do Ensino Fundamental

OS DIFERENTES SIGNIFICADOS DE NÚMEROS RACIONAIS: um estudo das dificuldades apresentadas por alunos de 6º ano do Ensino Fundamental OS DIFERENTES SIGNIFICADOS DE NÚMEROS RACIONAIS: um estudo das dificuldades apresentadas por alunos de 6º ano do Ensino Fundamental Karolyne Camile Batista dos Santos karolynecamile19@gmail.com Elisa Fonseca

Leia mais

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL Ipezal/Angélica MS Abril 2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO

ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO INTRODUÇÃO As diferentes unidades que compõem o conjunto de cadernos, visam desenvolver práticas de ensino de matemática que favoreçam as aprendizagens dos alunos. A

Leia mais

PLANO DE GESTÃO (QUADRIÊNIO )

PLANO DE GESTÃO (QUADRIÊNIO ) SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE CAMPINAS OESTE Rua Candido Mota, 186 Fundação Casa Popular Campinas-SP 1. Identificação da Unidade Escolar PLANO DE GESTÃO (QUADRIÊNIO 2015-2018)

Leia mais

Planejamento pedagógico para curso EAD. Profª Drª Adriana Clementino Senac-SP / Fipen

Planejamento pedagógico para curso EAD. Profª Drª Adriana Clementino Senac-SP / Fipen Planejamento pedagógico para curso EAD Profª Drª Adriana Clementino Senac-SP / Fipen Planejar Atividade intencional por meio da qual se busca determinar fins. Contexto educacional... É na realização do

Leia mais

SAERJ. R I O D E J A N E I R O Avaliação Continuada. Roteiro Básico para a Discussão e Apropriação dos Resultados

SAERJ. R I O D E J A N E I R O Avaliação Continuada. Roteiro Básico para a Discussão e Apropriação dos Resultados SAERJ 2008 R I O D E J A N E I R O Avaliação Continuada Roteiro Básico para a Discussão e Apropriação dos Resultados Sistema de Avaliação da Educação do Rio de Janeiro SAERJ - 2008 Avaliação Continuada

Leia mais

PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO

PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO - 2013 PORTARIA Nº 1.566 DE 18/03/08 Nome da Unidade Educacional EMEI MÁRIO SETTE Diretoria Regional de Educação CAMPO LIMPO Modalidade (art.2º): A tematização das práticas desenvolvidas

Leia mais

RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO

RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO SENAI - 1ª ETAPA Alunos Concluintes 2009 Faculdade de Tecnologia Senai Ítalo Bologna SENAI Departamento Regional de Goiás Avaliação

Leia mais

ANASEM AVALIAÇÃO NACIONAL SERIADA DOS ESTUDANTES DE MEDICINA. Professora Doutora Maria Inês Fini Presidente do Inep. Brasília-DF Agosto 2017

ANASEM AVALIAÇÃO NACIONAL SERIADA DOS ESTUDANTES DE MEDICINA. Professora Doutora Maria Inês Fini Presidente do Inep. Brasília-DF Agosto 2017 ANASEM AVALIAÇÃO NACIONAL SERIADA DOS ESTUDANTES DE MEDICINA Professora Doutora Maria Inês Fini Presidente do Inep Brasília-DF Agosto 2017 MARCO LEGAL LEI Nº 12.871, DE 22 DE OUTUBRO DE 2013 Institui o

Leia mais

AVALIAÇÃO ESCOLAR QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO

AVALIAÇÃO ESCOLAR QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO AVALIAÇÃO ESCOLAR 01. A avaliação entendida como fornecedora de informações, com o objetivo de orientar a prática pedagógica durante o processo de aprendizagem dos estudantes, expressa uma concepção de

Leia mais

RICALDES, Daltron Maurício UFMT DARSIE, Marta Maria Pontin UFMT

RICALDES, Daltron Maurício UFMT DARSIE, Marta Maria Pontin UFMT ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E AS POLÍTICAS EDUCACIONAIS: ENCONTROS E DESENCONTROS NAS AVALIAÇÕES DE MATEMÁTICA E LÍNGUA PORTUGUESA DA PROVA BRASIL Resumo RICALDES, Daltron Maurício UFMT

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Médio Etec Código: Município: Área de conhecimento: Componente Curricular: Série: C. H. Semanal: Professor: I Competências e respectivas habilidades e valores 1 1

Leia mais

III Projeto Político Pedagógico. 3.1 Princípios. 3.2 Valores. Valorização da educação pela oferta de um ensino de qualidade.

III Projeto Político Pedagógico. 3.1 Princípios. 3.2 Valores. Valorização da educação pela oferta de um ensino de qualidade. Quatro pilares do conhecimento. Pedagogia da Presença. Educação Interdimensional. Protagonismo Juvenil. III Projeto Político Pedagógico 3.1 Princípios 3.2 Valores Valorização da educação pela oferta de

Leia mais

Atendimento Educacional Especializado. Estudo de caso

Atendimento Educacional Especializado. Estudo de caso Atendimento Educacional Especializado Estudo de caso O AEE é um serviço da Educação Especial que identifica, elabora e organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade, que eliminem as barreiras para

Leia mais