Engenharia e. O que é engenharia? Sumário. Engenharia Civil. Engenharia envolve... Atualmente temos que preparar os estudantes:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Engenharia e. O que é engenharia? Sumário. Engenharia Civil. Engenharia envolve... Atualmente temos que preparar os estudantes:"

Transcrição

1 Engenharia e Engenharia Civil Sergio Scheer 1º semestre de 2016 Atualmente temos que preparar os estudantes: para empregos que ainda não existem... para usar tecnologias que ainda não foram inventadas... para solucionar problemas que ainda nem sabemos que são problemas... 1 Richard Riley, (Secretário de Educação Governo Clinton) 2 Sumário O que é engenharia? O que é Engenharia? O que envolve? Objetivos O engenheiro As diferentes especialidades A Engenharia Civil 3 4 Engenharia Civil A Engenharia, do latim ingenerate, que significa criar, utiliza os conhecimentos científicos e empíricos, a matemática e os recursos tecnológicos para aproveitar os recursos naturais, materiais e energéticos para criar e manter uma infraestrutura de apoio a produção industrial. Engenharia envolve... Definir problemas e resolvê-los! Desenvolver dispositivos, processos, estruturas e sistemas Aplicar conhecimentos científicos: Por exemplo, Física, Química, Ciência/Comportamento de materiais Aplicar conhecimentos matemáticos, por exemplo: Cálculo integral, equações diferenciais 6 1

2 O que deve ser considerado em um problema? Por exemplo, uma ponte? Cargas de tráfego Vento Comportamento dos materiais Transmissão de esforços para fundações Métodos de construção Recursos financeiros Manutenção Objetivos da Engenharia Melhoria da qualidade de vida Funcionalidade Segurança Elegância Economia 7 8 Gestão de Recursos O profissional de engenharia Materiais Econômicos & Financeiros Tempo O engenheiro é o profissional que conduz o processo de construção das bases físicas do desenvolvimento Humanos Recursos Ambientais Exerce, portanto, uma profissão de grande importância para o bem estar da sociedade Conhecimento & Informação Deve, assim, ter presente sua responsabilidade social e ambiental 9 10 Funções de um Engenheiro Especialidades Engenharia Civil Pesquisa Desenvolvimento Projeto Produção Teste Construção Operações Vendas Gerência Consultoria Ensino 11 Engenharia Elétrica Engenharia Mecânica Engenharia Química Engenharia Industrial Engenharia de Produção Engenharia Aeroespacial Engenharia Naval Engenharia Nuclear 12 2

3 Objetivos da Engenharia Civil Sub-áreas da EC Melhorar a qualidade da vida através do provimento de infraestrutura: Edifícios, pontes e outras estruturas Estradas Barragens Estações de tratamento de água e esgoto Funcionalidade, segurança, elegância e economia de produtos e processos. 13 1º semestre / 2014 Estruturas Construção Meio-ambiente Recursos hídricos Saneamento Tráfego Transportes Geotecnia Materiais 14 Engenharia Civil na UFPR Construção Civil Projeto Estruturas Execução Geotecnia Monitoramento Gestão Hidráulica e Saneamento CONSTRUÇÃO CIVIL Transportes CONSTRUÇÃO CIVIL Sistemas Construtivos Grande Área Construção Civil Planejamento e projeto Materiais de Construção: propriedades, utilização e desempenho dos materiais empregados na construção civil; Técnicas, planejamento, execução e controle de obras: Gerenciamento e racionalização da construção. Execução Manutenção e operação 18 3

4 Aço ESTRUTURAS Edifícios Torres Pontes Monumentos Obras de arte ESTRUTURAS Concreto Fundações GEOTECNIA Barragens Aterros sobre solos moles Túneis Estruturas de Contenção Rebaixamento de lençol freático Taludes Mapeamento Controle de laboratório HIDRÁULICA Adutoras Sistemas de abastecimento de água Controle de enchentes Barragens Canais Eclusas Quebra mares SANEAMENTO Tratamentos de resíduos industriais Tratamentos de resíduos sólidos Tratamentos de esgoto Rodoviário Ferroviário Fluvial Marítimo Aéreo TRANSPORTES 4

5 PERFIL DO EGRESSO O Engenheiro Civil é um profissional de formação generalista, que atua na concepção, planejamento, projeto, construção, operação e manutenção de edificações e de infra-estruturas. Albert Einstein (Ulm, 1879 Princeton, 1955) 26 Perguntas? 27 5

ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases

ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases 1º PERÍODO 1 02010-9 Introdução à Computação 4-2 06216-2 Leitura e produção de textos para

Leia mais

6.1. Currículo Organizado por Unidades Curriculares

6.1. Currículo Organizado por Unidades Curriculares 6. MATRIZ CURRICULAR ESTADO DE MATO GROSSO A carga horária mínima estipulada pelo MEC para o curso de Engenharia Civil é de 3.600 horas. As disciplinas básicas do curso de Engenharia Civil são subdivididas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - CAMPUS AGRESTE CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL GRADE VÁLIDA PARA OS INGRESSANTES EM 2006.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - CAMPUS AGRESTE CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL GRADE VÁLIDA PARA OS INGRESSANTES EM 2006. 1 o ANO 2 o ANO 3 o ANO 4 o ANO 5 o ANO 1 o Semestre 2 o Semestre 3 o Semestre 4 o Semestre 5 o Semestre 6 o Semestre 7 o Semestre 8 o Semestre 9 o Semestre 10 o Semestre e integral 1 CIVL 0080 Geometria

Leia mais

Currículo do Curso de Engenharia Civil

Currículo do Curso de Engenharia Civil Currículo do Curso de Engenharia Civil Engenheiro Civil ATUAÇÃO O curso de graduação em Engenharia Civil tem como perfil do formando egresso/profissional o engenheiro, com formação generalista, humanista,

Leia mais

Currículo do Curso de Engenharia Civil

Currículo do Curso de Engenharia Civil Currículo do Curso de Engenharia Civil Engenheiro Civil ATUAÇÃO O curso de graduação em Engenharia Civil tem como perfil do formando egresso/profissional o engenheiro, com formação generalista, humanista,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL A seguir é apresentada a Matriz Curricular, onde se notam as disciplinas componentes do Núcleo Comum, do Núcleo Específico, prérequisitos, cargas horárias

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg 108 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR José Carlos Bohnenberg bohnen@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2012 109 Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho das atividades profissionais previstas

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg UFV Catálogo de Graduação 2013 103 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR José Carlos Bohnenberg bohnen@ufv.br 104 Currículos dos Cursos UFV Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho das

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Délio Porto Fassoni

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Délio Porto Fassoni 132 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Délio Porto Fassoni delio@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho das atividades profissionais

Leia mais

Disciplinas do Curso Superior em Engenharia Civil. CEFET-MG / Unidade Curvelo

Disciplinas do Curso Superior em Engenharia Civil. CEFET-MG / Unidade Curvelo 1 Disciplinas do Curso Superior em Engenharia Civil CEFET-MG / Unidade Curvelo PRIMEIRO PERÍODO Aulas semana Cálculo I 90 6 Contexto Social e Profissional do Eng. 30 2 Desenho Técnico 30 2 Geometria Analítica

Leia mais

O papel da Engenharia Civil na sociedade. Como é que a Engenharia Civil contribui para garantir a segurança da Sociedade?

O papel da Engenharia Civil na sociedade. Como é que a Engenharia Civil contribui para garantir a segurança da Sociedade? O papel da Engenharia Civil na sociedade Como é que a Engenharia Civil contribui para garantir a segurança da Sociedade? Sumário 1. Introdução 2. Áreas de atuação da Engenharia Civil 2.1 Especializações

Leia mais

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR. Emissão: 05/03/ :54 Página: 1 de 5. Colegiado: COLEGIADO DE ENGENHARIA CIVIL Curso:

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR. Emissão: 05/03/ :54 Página: 1 de 5. Colegiado: COLEGIADO DE ENGENHARIA CIVIL Curso: 1 de 5 01 ENL101 - Introdução ao Cálculo - Ativa desde: Natureza - OBRIGATÓRIA ENL102 - Expressão Gráfica - Ativa desde: ENL103 - Desenho Técnico - Ativa desde: ENL104 - Geometria Analítica e Algebra Linear

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Éder Teixeira Marques

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Éder Teixeira Marques ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR Éder Teixeira Marques eder@ufv.br 68 Currículos dos Cursos UFV Engenheiro Civil ATUAÇÃO O curso de graduação em Engenharia Civil tem como perfil do formando egresso/profissional

Leia mais

Perspectivas de Mercado de Trabalho para o Engenheiro Civil. Professora: Eng. Civil Msc. Mayara Moraes

Perspectivas de Mercado de Trabalho para o Engenheiro Civil. Professora: Eng. Civil Msc. Mayara Moraes Perspectivas de Mercado de Trabalho para o Engenheiro Civil Professora: Eng. Civil Msc. Mayara Moraes NÚMEROS NACIONAIS 1.1 Milhões Profissionais A indústria da engenharia Importância econômica do setor:

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA CIVIL

ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA CIVIL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENADORIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Bloco Sala 11 Período Letivo (90 alunos)

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Bloco Sala 11 Período Letivo (90 alunos) Bloco 708 - Sala 11 Período Letivo 2015.2 (90 alunos) TD0929 TD0929 SANEAMENTO CB0702 ALGEBRA SANEAMENTO TURMA : 02 CB0702 ALGEBRA TURMA : 02 TB0803 PONTES I TH0230 ELETROTECNICA TD0935 GESTÃO DE RECURSOS

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Engenharia Civil Cabo Frio SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Civil da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos tecnológicos

Leia mais

SEGUNDO PERÍODO HORAS AULAS TERCEIRO PERÍODO

SEGUNDO PERÍODO HORAS AULAS TERCEIRO PERÍODO FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES n. 11, de 11 de março de 2002) PRIMEIRO PERÍODO CÓDIGO DISCIPLINA CRÉDITO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP INFORMAÇÃO 113/2012 DAP/SUPCOL PROTOCOLO Nº 179163/2012 176799/2012 INTERESSADO: FRANCISCO JOSÉ VELA ASSUNTO: CONSULTA TÉCNICA 1. IDENTIFICAÇÃO E HISTÓRICO O profissional Engenheiro Civil Francisco José

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Curso de Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária Matriz Curricular válida a partir de 2016_3 Reestruturação Aprovada em 25 de janeiro de 2016 Natureza Horas-aula

Leia mais

O QUE É A ENGENHARIA?

O QUE É A ENGENHARIA? O QUE É A ENGENHARIA? DEFINIÇÃO Engenharia é a aplicação do conhecimento científico, econômico, social e prático, com o intuito de inventar, desenhar, construir, manter e melhorar estruturas, máquinas,

Leia mais

Engenharia Civil. 1º A 1º sem 2017 Noturno. Central 1S/2017 (Matriz G5) HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA. 1ª Aula 19:00 20:40

Engenharia Civil. 1º A 1º sem 2017 Noturno. Central 1S/2017 (Matriz G5) HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA. 1ª Aula 19:00 20:40 Engenharia Civil Semestre: Semestre: Período: 1º A 1º sem 2017 Noturno Central 1S/2017 (Matriz G5) Cálculo Instrumental Geometria Analítica Química Aplicada à Engenharia Algoritmos Computacionais Metodologia

Leia mais

1º Ano Álgebra Linear e Geometria Analítica. Olga Maria Azenhas Olga Maria Azenhas T ANF 3.1 5ª 11:30-13:00 DOCENTE TURMA SALA

1º Ano Álgebra Linear e Geometria Analítica. Olga Maria Azenhas Olga Maria Azenhas T ANF 3.1 5ª 11:30-13:00 DOCENTE TURMA SALA S Engenharia Civil - MIEC - 1º SEMESTRE - 2017/2018 1º Ano Álgebra Linear e Geometria Analítica Olga Maria Azenhas T ANF 3.1 3ª Olga Maria Azenhas T ANF 3.1 5ª Olga Maria Azenhas P SE 3.7 3ª Análise Matemática

Leia mais

Relação de Pré-Requisitos

Relação de Pré-Requisitos Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional - CGCO Sistema Integrado de Gestão Acadêmica - SIGA CDARA - COORDENADORIA DE ASSUNTOS E REGISTROS ACADÊMICOS

Leia mais

RESOLUÇÃO. Currículo revogado conforme Res. CONSEPE 71/2002, de 18 de dezembro de 2002.

RESOLUÇÃO. Currículo revogado conforme Res. CONSEPE 71/2002, de 18 de dezembro de 2002. RESOLUÇÃO CONSEPE 44/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, DO CÂMPUS ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição que

Leia mais

C:\Users\Ufjf\Documents\CCESA_3\2014_1\Grade e fluxograma\grade _aprovada+pelocongrad-1.docx

C:\Users\Ufjf\Documents\CCESA_3\2014_1\Grade e fluxograma\grade _aprovada+pelocongrad-1.docx 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Curso de Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental Grade Curricular válida a partir de 29/11/2011 Adequação curricular aprovada em 19/12/2013 Natureza Créditos

Leia mais

Engenharia Civil - UPFR

Engenharia Civil - UPFR 1 1 1º Semestre segunda terça quarta quinta CM05 CI208 CM05 CI208 B C D B C D B C D B C D TC022 TC021 CM201 TC021 B C D B C D B C D B C D CD027 CD027 CD027 CD027 B C D E F B C D E F TE1 B C D CM201 B C

Leia mais

Horário Engenharia Civil 1 o semestre de Horário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta

Horário Engenharia Civil 1 o semestre de Horário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Horário Engenharia Civil 1 o semestre de 2017 1º Período Prioridade: 2017/01 17:05 18:00 Geometria Analítica e Álgebra Linear Algoritmos e Estruturas de Dados I (PB/Semanal) Algoritmos e Estruturas de

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL BACHARELADO

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL BACHARELADO FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 / Fone:

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL BACHARELADO INSTITUC IONAIS CH TEÓRICA

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL BACHARELADO INSTITUC IONAIS CH TEÓRICA FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 / Fone:

Leia mais

Curso de Engenharia de Infra- Estrutura Aeronáutica

Curso de Engenharia de Infra- Estrutura Aeronáutica Curso de Engenharia de Infra- Estrutura Aeronáutica Prof. Flávio Mendes 2007 www.ita.br www.infra.ita.br Introdução Engenheiro de Infra-Estrutura Aeronáutica CREA Engenheiro Civil MEC Engenheiro Civil

Leia mais

Engenharia Ambiental. Consolidação da Profissão e Perspectivas. Prof. Marcelo Zaiat EESC-USP

Engenharia Ambiental. Consolidação da Profissão e Perspectivas. Prof. Marcelo Zaiat EESC-USP Engenharia Ambiental Consolidação da Profissão e Perspectivas Prof. Marcelo Zaiat EESC-USP zaiat@sc.usp.br Engenharia Ambiental Que curso é esse? O que faz esse profissional? Qual a estrutura do curso?

Leia mais

MAPA DE EQUIVALÊNCIAS DE DISCIPLINAS DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CENTRO MULTIDISCIPLINAR DE PAU DOS FERROS (CMPF)

MAPA DE EQUIVALÊNCIAS DE DISCIPLINAS DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CENTRO MULTIDISCIPLINAR DE PAU DOS FERROS (CMPF) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MAPA DE EQUIVALÊNCIAS DE S DO CURSO DE ENGENHARIA CENTRO MULTIR DE PAU DOS FERROS (CMPF)

Leia mais

SUGESTÃO DE FLUXO CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

SUGESTÃO DE FLUXO CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL SUGESTÃO DE FLUXO CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Nesse item e apresentada a Sugestão de Fluxo para integralização do curso de Engenharia Civil. Além dos nomes das disciplinas, aparecem os pré-requisitos,

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ana Augusta Passos Rezende

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ana Augusta Passos Rezende UFV Catálogo de Graduação 2014 223 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ana Augusta Passos Rezende ana.augusta@ufv.br 224 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia

Leia mais

ANEXO I - Organização dos objetos nas plantas dos planos territoriais A - Planta de Ordenamento ou Planta de Zonamento

ANEXO I - Organização dos objetos nas plantas dos planos territoriais A - Planta de Ordenamento ou Planta de Zonamento SUB Área de Intervenção do Plano Área de Intervenção do Plano Área de Intervenção do Plano 1 Classificação e Qualificação do Solo Solo Urbano Espaço Central 2 Classificação e Qualificação do Solo Solo

Leia mais

ARCHSOLO ENGENHARIA E ARQUITETURA LTDA. ; contato: Engº Alaor Coelho Jr. - cel.

ARCHSOLO ENGENHARIA E ARQUITETURA LTDA.  ; contato: Engº Alaor Coelho Jr. - cel. ARCHSOLO ENGENHARIA E ARQUITETURA LTDA. www.archsolo.com.br ; comercial@archsolo.com.br contato: Engº Alaor Coelho Jr. - cel. 011 95044 4477 MISSÃO Prestar assessoria técnica e operacional aos nossos clientes,

Leia mais

MSEC.201 Física I MSEC MSEC.202 Cálculo II MSEC.203 Álgebra Linear

MSEC.201 Física I MSEC MSEC.202 Cálculo II MSEC.203 Álgebra Linear SEMESTRE 1 1 Ética e Legislaçã Prfissinal 0 0 0 Química Aplicada 0 0 - Cálcul I 0 - Algritms e Lógica de Prgramaçã 0 0 - Desenh Técnic I 0 0-6 Fundaments da Engenharia Civil 0 0 0-00 0 - MSEC.0 Estatística

Leia mais

HORÁRIO DE AULAS PARA O CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 17/1 1 a SÉRIE - 1º PERÍODO - 1 o. SEMESTRE DE 2017 (ingressantes Fevereiro de 2017)

HORÁRIO DE AULAS PARA O CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 17/1 1 a SÉRIE - 1º PERÍODO - 1 o. SEMESTRE DE 2017 (ingressantes Fevereiro de 2017) HORÁRIO DE AULAS PARA O CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 17/1 1 a SÉRIE - 1º PERÍODO - 1 o. SEMESTRE DE 2017 (ingressantes Fevereiro de 2017) 08-10 MAT0900-T1 Cálculo I MAT0900-T1 Cálculo I QUI 0912 T1 Química

Leia mais

HORÁRIO DE AULAS PARA O CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 1 a SÉRIE - 1º PERÍODO - 2 o. SEMESTRE DE 2016 (ingressantes Agosto de 2016)

HORÁRIO DE AULAS PARA O CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 1 a SÉRIE - 1º PERÍODO - 2 o. SEMESTRE DE 2016 (ingressantes Agosto de 2016) 1 a SÉRIE - 1º PERÍODO - 2 o. SEMESTRE DE 2016 (ingressantes Agosto de 2016) 08-10 MAT0900-T1 Cálculo I MAT0900-T1 Cálculo I QUI 0912 T1 Química Geral FIS 0169 P3 Lab. de Física I FIS 0169 P7 Lab. de Física

Leia mais

Currículo do Curso de Engenharia Agrícola e Ambiental

Currículo do Curso de Engenharia Agrícola e Ambiental Currículo do Curso de Engenharia Agrícola e Engenheiro Agrícola e ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrícola e o desempenho de atividades de engenharia, referentes à aplicação de conhecimentos científicos

Leia mais

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA. Primeiro Período

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA. Primeiro Período GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Primeiro Período Algoritmos e Programação 60 20 80 4 Obrigatória Desenho Técnico 20 20 40 2 Obrigatória Fundamentos de Cálculo 80-80 4 Obrigatória Geometria

Leia mais

Curso de Engenharia Civil Nome do Curso

Curso de Engenharia Civil Nome do Curso Curso de Engenharia Civil Nome do Curso CÂMPUS FLORIANÓPOLIS MATRIZ CURRICULAR 1ª Fase Carga horária total: 396h Cálculo A 108 ------ Projeto Integrador I (PI 1) 36 ------ Geometria Analítica 54 ------

Leia mais

96 Currículos dos Cursos do CCA UFV ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Francisco de Assis de Carvalho Pinto

96 Currículos dos Cursos do CCA UFV ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Francisco de Assis de Carvalho Pinto 96 Currículos dos Cursos do CCA UFV ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL COORDENADOR Francisco de Assis de Carvalho Pinto facpinto@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2015 97 Engenheiro Agrícola e ATUAÇÃO Compete

Leia mais

5 PERÍODO (DIURNO) Matutino HORA SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO 07:00- Vespertino

5 PERÍODO (DIURNO) Matutino HORA SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO 07:00- Vespertino UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRO-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CURSO DE BCT e Engenharia Civil - SEMESTRE LETIVO 2012.2 5 PERÍODO (DIURNO) 07:00-07:55 Empreendedorismo 07:55-08:50 08:50-09:45

Leia mais

ORÇAMENTO E CALCULO DO CUSTO DE OBRAS

ORÇAMENTO E CALCULO DO CUSTO DE OBRAS ORÇAMENTO E CALCULO DO CUSTO DE OBRAS Realização 27 e 28 de Março de 2015 Este curso tem por objetivo tornar o aluno apto a elaborar orçamentos e calculo do custo de obras de: Edificações,Estruturas, Terraplanagem,

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Ciências Exatas I Cálculo Diferencial 06 0 06 120 Desenho Técnico 0 02 02 40 Física I Mecânica da Partícula 04 02 06 120 Projeto Interdisciplinar

Leia mais

- Sobre o Curso: - Missão da FAESA

- Sobre o Curso: - Missão da FAESA - Sobre o Curso: Descrição: O Curso de Engenharia Sanitária e Ambiental foi criado a partir do curso de Engenharia Sanitária, com o objetivo de incrementar o mercado profissional brasileiro com mão-de-obra

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer 100 Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2012 101 Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia Ambiental da UFV habilita

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 17 de novembro de Série. Número 202

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 17 de novembro de Série. Número 202 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 17 de novembro de 2016 Série Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DOS ASSUNTOS PARLAMENTARES E EUROPEUS E DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Portaria

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 1º TERMO Aulas Teóricas Práticas Total Comunicação e Expressão 40-40 Cálculo Diferencial e Integral I 80-80 Fundamentos da Administração 40-40 Introdução

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Engenharia Elétrica Campus: Campos dos Goytacazes SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar engenheiros capazes de atender

Leia mais

Minimização e Coleta de Chorume

Minimização e Coleta de Chorume Minimização e Coleta de Chorume Luis Sergio Akira Kaimoto Cepollina Engenheiros Consultores Rio de Janeiro 19 setembro de 2013 Minimização e Coleta de Chorume Minimização de Chorume pela correta gestão

Leia mais

Qualificação Profissional Mínima Exigível aos Engenheiros e outros Técnicos na Atividade da Construção (DECLARAÇÕES)

Qualificação Profissional Mínima Exigível aos Engenheiros e outros Técnicos na Atividade da Construção (DECLARAÇÕES) Qualificação Profissional Mínima Exigível aos Engenheiros e outros Técnicos na Atividade da Construção (DECLARAÇÕES) Lei n.º 40/2015 de 1 de junho Aprova o regime jurídico que estabelece a qualificação

Leia mais

QUADRO DE HORÁRIO

QUADRO DE HORÁRIO 1º PERÍODO ENGENHARIA CIVIL LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL Profa. Maria do Socorro GEOMETRIA ANALÍTICA CIÊNCIA DOS MATERIAIS QUÍMICA TECNOLÓGICA LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL Profa. Maria do Socorro GEOMETRIA

Leia mais

Projeto FINEP O Ensino de Ciências para a Conservação dos Recursos Naturais e o Ambiente Construído. Justificativa

Projeto FINEP O Ensino de Ciências para a Conservação dos Recursos Naturais e o Ambiente Construído. Justificativa Projeto FINEP O Ensino de Ciências para a Conservação dos Recursos Naturais e o Ambiente Construído Escola de Engenharia Civil NUPEC Núcleo de Pesquisa em Ensino de Ciências A engenharia civil e o ambiente

Leia mais

EDITAL ESPECÍFICO Nº 111/2016

EDITAL ESPECÍFICO Nº 111/2016 SECRETARIA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FERAL EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA MINAS GERAIS EDITAL ESPECÍFICO Nº 111/26 CONCURSO PÚBLICO PROVAS E TÍTULOS PARA O PROVIMENTO DOS CARGOS DA

Leia mais

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: /13 DISCIPLINAS EM OFERTA 1ºº Semestre de NOTURNO

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: /13 DISCIPLINAS EM OFERTA 1ºº Semestre de NOTURNO GR01158 GR02445 GR02446 GR01185 GR02459 GR01195 1º PERÍODO Carga Horária Docentes Cálculo Básico 72.00 Não ofertada no 1º semestre de 2017 Física Básica 72.00 Não ofertada no 1º semestre de 2017 Geometria

Leia mais

Horário - 1º Semestre de 2017

Horário - 1º Semestre de 2017 1º Período 07:00 08:40 Cálculo I Cálculo I Geografia Geral Cálculo I 08:50 10:30 GAAV GAAV GAAV Laboratório de Programação de computadores I T1 (Lab. DEMAT) 10:40 12:20 Português Instrumental Programação

Leia mais

O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE, da UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB, no uso de suas atribuições,

O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE, da UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB, no uso de suas atribuições, MINUTA DE RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/ /2013. REFORMULA O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL - BAARELADO, DO CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA-CCT NO CAMPUS

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL HORÁRIO DE AULA o Termo

ENGENHARIA CIVIL HORÁRIO DE AULA o Termo ENGENHARIA CIVIL HORÁRIO DE AULA 2013 1º sem/2013 1º série 1º semestre 1 o Termo 8-9 2007DP12 9-10 2007DP12 2003EC12 2005EC12 2003EC12 2005EC12 2003EC13 2005EC13 2003EC13 2005EC13 2000DP1 2007EC1 2000DP1

Leia mais

Introdução à Engenharia

Introdução à Engenharia Introdução à Engenharia CP41A Conceitos de Engenharia. Conceitos de ciência, tecnologia e arte. Aula 2 Prof. Daniel Cavalcanti Jeronymo Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Engenharia de

Leia mais

Empresas titulares de alvará de empreiteiro de obras públicas

Empresas titulares de alvará de empreiteiro de obras públicas Empresas titulares de alvará de empreiteiro de obras públicas (O alvará é válido por tempo indeterminado, sem prejuízo do controlo oficioso do cumprimento dos requisitos) Alvará 1747 - PUB Data de inscrição

Leia mais

Engenharia Aeronáutica (ENGAER)

Engenharia Aeronáutica (ENGAER) Academia da Força Aérea Mestrado em Ciências Militares Aeronáuticas na especialidade Engenharia Aeronáutica (ENGAER) ENGAER 1º Ano, 1º Semestre NOVA Álgebra Linear MAT Semestral 168 48 32 0 0 0 0 0 6,0

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL José Carlos Bohnenberger

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL José Carlos Bohnenberger 132 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 ATUAÇÃO O Engenheiro Ambiental deverá apresentar competência

Leia mais

PHA3101 Introdução à Engenharia Ambiental

PHA3101 Introdução à Engenharia Ambiental PHA3101 Introdução à Engenharia Ambiental Aulas 1 e 2 A Engenharia Ambiental, sua regulamentação e atribuições. Preparação para a carreira de Engenheiro. Definição de Engenharia O que é engenharia? Utilização

Leia mais

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Curso de Atualização Pedagógica Julho de 2010 Mediador: Adelardo Adelino Dantas de Medeiros (DCA/UFRN) Diretrizes Curriculares

Leia mais

ENGENHARIA DE AGRIMENSURA

ENGENHARIA DE AGRIMENSURA ENGENHARIA DE AGRIMENSURA COORDENADOR Dalto Domingos Rodrigues dalto@ufv.br 186 Currículos dos Cursos do CCE UFV Currículo do Curso de Engenharia de Agrimensura Engenheiro Agrimensor ATUAÇÃO Fundamentalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO CAPTAÇÃO DE ÁGUA Prof. Hugo Alexandre Soares Guedes E-mail: hugo.guedes@ufpel.edu.br Website:

Leia mais

Histórico da Oferta de Cursos do Campus Pato Branco

Histórico da Oferta de Cursos do Campus Pato Branco Histórico da Oferta de Cursos do Inauguração da UNED - Pato Branco - Curso Nível Médio em Edificações - Curso Nível Médio em Eletrônica Incorporação da Fundação de Ensino Superior de Pato Branco - FUNESP

Leia mais

ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO:

ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO: MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA DO AMBIENTE ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO: TERRITÓRIO E GESTÃO DO AMBIENTE E TECNOLOGIA E GESTÃO DO AMBIENTE MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA DO AMBIENTE ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS: NBR 6118; NBR 6120; NBR 7191; NBR 8681; NBR

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS: NBR 6118; NBR 6120; NBR 7191; NBR 8681; NBR DISCIPLINA: Estrutura de Concreto Armado II Ementa: Introdução às fundações superficiais: Alicerce corrido; Sapatas quadradas; Sapatas retangulares; Sapatas conjugadas. Introdução às fundações profundas:

Leia mais

Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental

Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental Programa SENAI + Competitividade LOCALIZAÇÃO DOS INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (62) DF - Construção AC - Madeira e Mobiliário MT Bio-energia MT - Alimentos e Bebidas

Leia mais

EXAME DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

EXAME DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS EXAME DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS DIA 24/07 quarta feira - 19:00 CURSOS/ DISCIPLINAS Disciplinas SALAS DE AULA TODOS OS CURSOS Física I, II, III Q302 Metodologia Cientifica Mecânica Geral Álgebra Linear

Leia mais

28 DE OUTUBRO DE 2015

28 DE OUTUBRO DE 2015 28 DE OUTUBRO DE 2015 Concurso 28/10/2015 08h às 11h30 Resistência de Pontes de Macarrão - Mecânica aplicada (Isostática) Vagas Esp. Agnaldo Antônio Moreira Teodoro da Silva Estudo da distribuição de forças

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA DE PETRÓLEO Campus: NITERÓI Missão O Curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnica

Leia mais

ENGENHARIA MECÂNICA. Conheça mais sobre o curso

ENGENHARIA MECÂNICA. Conheça mais sobre o curso ENGENHARIA MECÂNICA Conheça mais sobre o curso MITOS VERDADES 1 Só precisa ser bom em matemática. 1 É uma área inter e multidisciplinar. 2 É uma profissão somente para homens. 2 É uma profissão tanto para

Leia mais

HORARIO PRIMEIRO PERIODO (Semestre )

HORARIO PRIMEIRO PERIODO (Semestre ) HORARIO PRIMEIRO PERIODO (Semestre 2013 2) Cálculo Diferencial e Integral I MAT 01101 Química Geral I QUI 01102 FORA DO PERIÓDO Sala CCT 104 Cálculo Diferencial e Integral I MAT01101 Cálculo Diferencial

Leia mais

CURSO: ENGENHARIA CIVIL

CURSO: ENGENHARIA CIVIL CURSO: ENGENHARIA CIVIL OBJETIVOS DO CURSO Objetivos Gerais Formar engenheiros civis com sólida base teórica-prática, através de um currículo dinâmico que proporcione uma moderna visão do exercício profissional

Leia mais

ANEXO: ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFCG

ANEXO: ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFCG ANEXO: ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFCG I. CONTEÚDOS BÁSICOS (Carga horária de 1740 horas) 1.1 - FORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA (Carga horária: 1425 horas) 1.1.1 - MATEMÁTICA

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Pró-reitoria de Recursos Humanos

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Pró-reitoria de Recursos Humanos EDITAL Nº 036/22 RESULTADO DO PROCESSO DE SELEÇÃO EXTERNA DE DOCENTES PARA O 2º SEMESTRE DE 22 BELO HORIZONTE E REGIÃO METROPOLITANA 1 QUADRO DE VAGAS Arquitetura e Urbanismo Ciências Contábeis Social

Leia mais

Vagas Ação Afirmativa. Vagas para Pessoa com deficiência. Vespertino Matutino

Vagas Ação Afirmativa. Vagas para Pessoa com deficiência. Vespertino Matutino ERRATA N 01/2016 EDITAL Nº 11/2016 PROCESSO DE VESTIBULAR PARA OS CURSOS SUPERIORES OFERTADOS PELO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA IFRR/ CAMPUS BOA VISTA CENTRO, REFERENTE

Leia mais

Curso: Engenharia Civil Faculdade/Universidade: Poli - USP

Curso: Engenharia Civil Faculdade/Universidade: Poli - USP Curso: Engenharia Civil Faculdade/Universidade: Poli - USP Erick Yu Kubotani 6º semestre Iniciação científica e estágio no Centro Tecnológico de Hidráulica da USP Sobre o curso: A Engenharia Civil percorre

Leia mais

TURMA º PERÍODO 1º SEMESTRE 2015 # TURNO NOTURNO GN

TURMA º PERÍODO 1º SEMESTRE 2015 # TURNO NOTURNO GN TURMA 2015-1 -1º PERÍODO 1º SEMESTRE 2015 # TURNO NOTURNO FN Introdução ao Cálculo Leitura e Produção de Texto Introdução ao Cálculo Leitura e Produção de Texto Leitura e Produção de Texto Introdução ao

Leia mais

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Possíveis Saídas Profissionais: As engenheiras e os engenheiros electrotécnicos podem exercer a sua actividade profissional em: a) projecto de instalações eléctricas,

Leia mais

Relatório de versão curricular

Relatório de versão curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Configuração Curricular Relatório de versão curricular Curso: 10004 - ENGENHARIA AMBIENTAL Versão curricular: D-20161 Situação: Liberada Carga horária mínima para mudança

Leia mais

AS VIAS DE COMUNICAÇÃO

AS VIAS DE COMUNICAÇÃO 1ENGENHARIA O PROJECTO (I) O Projecto corresponde à preparação da realização depois de decidido o que é que se quer fazer (planeamento); especifica-se como é que se vai fazer (resolvendo problemas que

Leia mais

Sondosolo A base sólida da sua obra.

Sondosolo A base sólida da sua obra. Sondosolo A base sólida da sua obra. GEOTECNIA E ENGENHARIA LTDA Sondagens e Fundações Estacas Raiz, Hollow Auger e Injeções de Cimento para Consolidação As estacas Raiz são estacas moldadas in loco, utilizadas

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CAMPUS: NITERÓI Missão A missão do curso de Engenharia de Produção da UNESA é formar Engenheiros de Produção de alto nível técnico e metodológico

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL 1º Semestre (Matutino)

ENGENHARIA CIVIL 1º Semestre (Matutino) 1º Semestre (Matutino) Int. Computação para Eng/ Pré-Cálculo Química Tecnológica Int. à Engenharia Expressão Gráfica Int. Computação para Eng / Pré-Cálculo Química Tecnológica Int. à Engenharia Expressão

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA. COORDENADOR Fernando Alves Pinto

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA. COORDENADOR Fernando Alves Pinto 212 Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA COORDENADOR Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 213 Currículo do Curso de Engenharia de Agrimensura

Leia mais

ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA

ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA COORDENADOR Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 193 Currículo do Curso de Engenharia de Agrimensura e Cartográfica Engenheiro Agrimensor

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGIAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL GEOTECNIA III

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGIAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL GEOTECNIA III UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGIAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL GEOTECNIA III Aula 12 Estruturas de contenção Augusto Romanini Sinop - MT 2015/2

Leia mais

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia SAGRES ACADÊMICO VAGAS OFERECIDAS/PREENCHIDAS. Curso: ENGENHARIA CIVIL

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia SAGRES ACADÊMICO VAGAS OFERECIDAS/PREENCHIDAS. Curso: ENGENHARIA CIVIL Página: 1 de 5 Disciplina: CET047 - CONSTRUCAO CIVIL I - Ativa desde: 02/01/2006 P01 31 35 4 0 0 0 0 0 0 P01: Prática 00/00/0000 00/00/0000 FERNANDA NEPOMUCENO QUI 14:00 às 16:00 : Teórica 00/00/0000 00/00/0000

Leia mais

234 Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA. COORDENADOR Júlio César de Oliveira

234 Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA. COORDENADOR Júlio César de Oliveira 234 Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA COORDENADOR Júlio César de Oliveira oliveirajc@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2015 235 Engenheiro Agrimensor e Cartógrafo

Leia mais

A profissão do Engenheiro

A profissão do Engenheiro { A profissão do Engenheiro (...) o importante papel que a engenharia tem desempenhado ao longo da história da humanidade é evidente. Ela esteve e continua presente em praticamente todos os momentos dessa

Leia mais

São Tomé e Príncipe e o Setor da Água

São Tomé e Príncipe e o Setor da Água São Tomé e Príncipe e o Setor da Água Pontes e Parcerias nos Países de Língua Portuguesa Porto, 18 de Outubro de 2016 Manuel Madeira Agenda 1 A CONSULGAL 2 Experiência em São Tomé 3 Experiência nos Países

Leia mais

Conselho Pedagógico da Escola de Engenharia Exames Recurso de janeiro/fevereiro 2016/17 Inscritos Data Hora Curso Nome da Disciplina Sala

Conselho Pedagógico da Escola de Engenharia Exames Recurso de janeiro/fevereiro 2016/17 Inscritos Data Hora Curso Nome da Disciplina Sala Inscrit. Data Hora Curso Disciplinas Salas 116 23-jan-17 9h30 MIEEIcomputadores ANÁLISE CIRCUITOS B1.10 + B1.12 + B1.13 109 23-jan-17 9h30 MIEMEC ELECTROMAGNETISMO EE C2.35 + C2.36 + C2.37 62 23-jan-17

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br 232 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete

Leia mais