ALTERAÇÕES PROCESSUAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALTERAÇÕES PROCESSUAIS"

Transcrição

1 ALTERAÇÕES PROCESSUAIS

2 ALTERAÇÕES PROCESSUAIS AO CÓDIGO DO PROCESSO CIVIL À LEI Nº 6/2006 DE PROCEDIMENTO ESPECIAL DE DESPEJO: ADITAMENTOS À LEI Nº 6/2006 DE DL nº 1/2013, 7.01; Portaria nº 9/2013, 10.01

3 ALTERAÇÕES AO CPC: 222º Artigos 222º, 930º-C e 930º-D Artigo 222º CPC: passa a existir uma nova espécie na distribuição das ações ações no âmbito do procedimento especial de despejo

4 ALTERAÇÕES AO CPC: 930º -C Artigo 930º - C: diferimento da desocupação do imóvel arrendado para habitação I) Alteração sistemática dos critérios que devem estar subjacentes à decisão do juiz: além do prudente arbítrio do tribunal, o juiz deve atender às exigências de boa fé, ao facto do executado não dispor imediatamente de outra habitação, ao número de pessoas que habitam com o executado, à sua idade, ao seu estado de saúde e à situação económica e social das pessoas envolvidas

5 ALTERAÇÕES AO CPC: 930º - C II) O diferimento só pode ser concedido se (desaparece a análise do prejuízo causado ao executado em comparação com a vantagem conferida ao exequente): a) Se tratar de resolução pela falta de pagamento de rendas e se esta falta se deve a carência de meios do executado (carência presumida = beneficiário do subsídio de desemprego de valor igual ou inferior à RMMG ou de rendimento social de inserção

6 ALTERAÇÕES AO CPC: 930º - C Neste caso, o exequente receberá o valor das rendas correspondentes ao período do diferimento pelo Fundo de Socorro Social do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social b) O executado for portador de deficiência com grau comprovado de incapacidade superior a 60%

7 ALTERAÇÕES AO CPC: 930º - D Artigo 930º - D: Termos do diferimento da desocupação Alterações: I) Redução do prazo para o juiz decidir por razões sociais: passa de 30 para 20 dias II) O limite do prazo do diferimento passa de 10 para 5 meses a contar da data do trânsito em julgado

8 ALTERAÇÕES PROCESSUAIS AO NRAU Artigo 9º: forma das comunicações Artigo 10º: vicissitudes das comunicações Artigo 14º: ação de despejo - critérios para cálculo da indemnização a pagar pelo arrendatário; criação de título para desocupação, na falta de pagamento das rendas, encargos ou despesas, vencidos, por um período de 2 meses

9 ALTERAÇÕES PROCESSUAIS AO NRAU Artigo 15º: PED Procedimento especial de despejo O PED tem como objetivo efetivar a cessação do arrendamento quando o arrendatário não desocupe o locado na data prevista na lei ou na data fixada ou na data acordada

10 Título para pagamento de rendas, encargos ou despesas: art. 14º - A TE para execução por quantia certa = contrato de arrendamento + comunicação ao arrendatário do montante em divida

11 PED: artigo 15º Para lançar mão do PED é necessário ter como base : a) contrato de arrendamento e acordo do artigo 1082º, nº 2 do CC: casos de revogação do contrato b) contrato escrito com o prazo de caducidade: casos de caducidade pelo decurso do prazo

12 PED: artigo 15º c) Contrato de arrendamento e o comprovativo da comunicação de oposição à renovação do senhorio (art. 1097º, nº 1 CC) ou pelo arrendatário (art. 1098º, nº 1 CC): cessação por oposição à renovação d) Contrato de arrendamento e comprovativo da comunicação de denúncia pelo senhorio (1101º, nº 1 e 1103º CC): denúncia

13 PED: artigo 15º e) Contrato de arrendamento e a comunicação de resolução do 1084º, nº 2 (mora superior a 2 meses) e, quando aplicável, o comprovativo emitido pela entidade competente, da oposição à realização da obra: resolução por comunicação f) Comprovativo da comunicação do senhorio e resposta do arrendatário: denúncia pelo arrendatário nos termos do 1098º, 3 e 4 do CC e 34º e 35º do NRAU

14 PED: artigo 15º O PED só pode ser utilizado relativamente a contratos de arrendamento cujo imposto de selo tenha sido liquidado O PED permite cumular o pedido de pagamento de rendas, encargos e despesas com o pedido de despejo, desde que tenha sido comunicado ao arrendatário o valor em divida

15 BALCÃO NACIONAL DE ARRENDAMENTO: 15º- A BNA - assegura a tramitação do procedimento especial de despejo - tem competência em todo o território nacional

16 REQUERIMENTO DE DESPEJO: 15º - B O requerimento será apresentado em modelo próprio, no BNA (Portaria nº 9/2013, 10.01) Entrega do requerimento por advogado ou solicitador: apenas por via eletrónica (incumprimento: multa = 2 UC)

17 REQUERIMENTO DE DESPEJO: 15º - B Elementos que deve conter o requerimento: artigo 15º - B, nº 2 (conexão com fundamentos de recusa do requerimento: 15º - C): a) identificação das partes (att.: pluralidade de arrendatários ou casa de morada de família) b) indicação do endereço eletrónico: para efeito de notificações eletrónicas c) indicar o tribunal competente caso haja distribuição (art. 73º CPC e 15º - S, nº 7)

18 REQUERIMENTO DE DESPEJO: 15º - B d) indicar o lugar para notificação do arrendatário: domicilio convencionado ou, na sua falta, local arrendado e) indicar o fundamento de despejo e juntar os documentos respetivos (art. 15º, nº 2) f) indicar o valor da renda g) formular o pedido, fazendo o cálculo para a liquidação, se aplicável

19 REQUERIMENTO DE DESPEJO: 15º - B h) juntar comprovativo do pagamento do imposto de selo ou justificar a isenção i) indicar a intenção de pagar a taxa devida ou a indicar a modalidade de apoio judiciário concedido, juntando o comprovativo (o procedimento considera-se iniciado na data do pagamento da taxa)

20 REQUERIMENTO DE DESPEJO: 15º - B j) designar o agente de execução ou o notário competente para proceder à desocupação do locado se indicar notário, deve indicar também agente de execução para a execução para pagamento de quantia certa Os AE devem manifestar vontade de participar do PED e serão designados aqueles que tenham domicílio profissional no concelho do imóvel a desocupar ou nos concelhos confinantes. A designação do AE, do Notário e designação automática: art. 23º Portaria nº 9/2013 Honorários e despesas: 28º e ss Portaria nº 9/2013 e Portaria nº 331- B/2009 de k) assinar o requerimento

21 NOTIFICAÇÃO FEITA PELO BNA: 15º - D O BNA notifica o requerido por carta registada com aviso de receção e este tem 15 dias para: a) desocupar o locado e, sendo o caso, pagar ao requerente a quantia pedida, acrescida da taxa por este paga b) opor-se à pretensão e/ou requerer o diferimento da desocupação (artigos 15º - N e 15º - O) PRAZO: regras do CPC; não suspende nas férias nem tem dilações ( 15º - S, nº 5); atos do juiz têm caráter urgente

22 CONTEÚDO DA NOTIFICAÇÃO DO BNA A notificação do BNA deve conter: a) Os elementos do requerimento previstos no artigo 15º - B, nº 2, a) a h) e, se aplicável, nº 3 b) Indicação do prazo para oposição e respetiva forma de contagem c) A indicação da criação de título para desocupação do locado com a faculdade do requerente a efetivar imediatamente

23 CONTEÚDO DA NOTIFICAÇÃO DO BNA d) indicação do vencimento de juros de mora, caso não sejam pagas as quantias e) indicação de que a dedução de oposição cuja falta de fundamento o requerido não deva ignorar, o responsabiliza pelos danos que causar ao requerente e determina a condenação em multa de valor não inferior a 10 vezes a taxa devida

24 CONSTITUIÇÃO DE T. PARA DESOCUPAÇÃO DO LOCADO: 15º - E BNA converte o requerimento de despejo em título para desocupação do locado, com assinatura eletrónica: a) na falta de oposição do requerido, após ter sido notificado b) se se tiver a oposição por não deduzida c) se o requerido não pagar as rendas que se forem vencendo na pendência do procedimento especial de despejo

25 CONSTITUIÇÃO DE T. PARA DESOCUPAÇÃO DO LOCADO: 15º - E Título: requerimento de despejo no qual tenha sido aposta a fórmula de título para desocupação do locado Título é disponibilizado ao requerente e ao agente de execução ou ao notário ou ao oficial de justiça

26 OPOSIÇÃO: 15º - F ESPECIFICIDADES - não carece de forma articulada - apresentação eletrónica, com menção da existência do mandato e do domicilio profissional do mandatário: obrigatória a constituição de advogado (15º - S) - comprovar o pagamento da taxa de justiça - prestar caução (casos de resolução do art. 1083º, 3 e 4 CC) no valor das rendas, encargos ou despesas em atraso até ao limite de 6 rendas, salvo apoio judiciário concedido; art. 10º Portaria nº 9/2013

27 EXTINÇÃO DO PROCEDIMENTO: 15º - G CAUSAS DE EXTINÇÃO: 1. Desocupação do locado 2. Desistência (pode existir até à apresentação da oposição ou até ao termo do prazo para o efeito) 3. Morte do requerente ou requerido

28 DISTRIBUIÇÃO: 15º - H Apresentada a oposição, o BNA apresenta os autos à distribuição e remete ao requerente cópia da oposição O juiz conhece das exceções dilatórias, nulidades ou do mérito da causa ou ordena a notificação das partes para julgamento A prova é apresentada em audiência: limite de 3 testemunhas Obrigatória a constituição de advogado

29 DESOCUPAÇÃO E PAGAMENTO DAS RENDAS EM DIVIDA: 15º - J Título ou decisão judicial o agente de execução, o notário ou o oficial de justiça, desloca-se ao locado para tomar posse do imóvel e lavra auto da diligência a) pode existir acordo entre senhorio e arrendatário para a desocupação; b) podem ser solicitadas as forças policiais diretamente por aqueles intervenientes, sempre que seja necessário arrombar portas e substituir fechaduras (se for habitação, é necessária autorização judicial)

30 DESOCUPAÇÃO E PAGAMENTO DAS RENDAS EM DIVIDA: 15º - J c) se a desocupação for em domicilio: só pode realizarse entre as 7h00 e as 21h00 d) o título para desocupação do locado, quando tenha sido efetuado o pedido de pagamento de rendas (encargos ou despesas)em atraso, e a decisão judicial que condene nesse pagamento são TE para ação executiva para pagamento de quantia certa, aplicandose o regime da injunção; nestes casos não é admissível a oposição à execução

31 AUTORIZAÇÃO JUDICIAL PARA ENTRADA NO DOMICILIO: 15º - L 1. Se o arrendatário não desocupa o locado (arrendamento habitacional) de livre vontade e o PED não foi objeto de distribuição, o agente de execução (ou notário ou oficial de justiça) apresenta requerimento (reveste caráter urgente) no tribunal da situação do bem para, no prazo de 5 dias, ser autorizada a entrada no domicilio

32 AUTORIZAÇÃO JUDICIAL PARA ENTRADA NO DOMICILIO: 15º - L 2. O juiz pode, se assim entender, ouvir o arrendatário 3. Após a autorização ser concedida o agente de execução (notário ou o of. Justiça) desloca-se ao locado para tomar posse do imóvel

33 SUSPENSÃO DA DESOCUPAÇÃO: 15º - M E se o detentor do bem for um terceiro que não tenha tido oportunidade de intervir no PED? As diligências para a desocupação suspendem-se se apresentar: 1. título de arrendamento ou de outro gozo legitimo emanado pelo senhorio 2. título de subarrendamento ou cessão de posição contratual emanado pelo arrendatário e comprovativo do cumprimento das regras para notificação do senhorio

34 SUSPENSÃO DA DESOCUPAÇÃO: 15º - M 3. quando, em caso de arrendamento para habitação, se mostre, por atestado médico que indique fundamentadamente o prazo durante o qual se deve suspender a execução, que a desocupação põe em risco de vida a pessoa que se encontra no local, por razões de doença aguda.

35 SUSPENSÃO DA DESOCUPAÇÃO: 15º - M Nestes casos, para que a suspensão da desocupação se efetive, carece de um ato a ser praticado no prazo de 10 dias: requerimento ao juiz da confirmação da suspensão com documentos disponíveis e dando disso conhecimento ao senhorio ou seu representante O juiz ouve o senhorio e decide, em 5 dias, se mantém suspensas as diligências para a desocupação ou se ordena o imediato prosseguimento das mesmas

36 DIFERIMENTO DA DESOCUPAÇÃO DO IMÓVEL ARRENDADO PARA HABITAÇÃO: 15º- N Correspondência com o artigo 930º- C do CPC O pedido de diferimento do arrendatário deve ser apresentado no prazo que dispõe para a oposição; não impede a formação de título para desocupação do local arrendado O pedido de diferimento pode ser apresentado no BNA ou diretamente no tribunal Obrigatória a constituição de advogado

37 IMPUGNAÇÃO DO TÍTULO: 15º - P 1. CAUSAS DE IMPUGNAÇÃO: violação do disposto no artigo 9º (forma de comunicação), 10º (vicissitudes da comunicação) e 15º - D (finalidade, conteúdo e efeito da notificação feita pelo BNA) 2. FORMA E PRAZO DE APRESENTAÇÃO: ao juiz, no prazo de 10 dias a contar da deslocação do AE ao imóvel para o desocupar ou do momento em que o arrendatário teve conhecimento da desocupação

38 IMPUGNAÇÃO DO TÍTULO: 15º - P 3. A PROVA é oferecida com o requerimento de impugnação 4. O requerido tem 10 dias para se opor à impugnação e oferecer prova 5. Tem efeito meramente devolutivo segue a tramitação do recurso de apelação nos termos do CPC

39 RECURSO DA DECISÃO PARA DESOCUPAÇÃO DO LOCADO: 15º - Q Cabe sempre recurso de apelação, nos termos do CPC, o qual tem efeito meramente devolutivo Notas: - o uso indevido do PED origina responsabilidade nos termos da lei - necessidade de regulamentação do PED e da regulação do regime jurídico do contrato de seguro de renda

40 CITIUS ENTREGAS ELETRÓNICAS: Peças processuais Procedimento de injunção Requerimento executivo Requerimento despejo

41 SEMINÁRIO CRN NOVO REGIME JURÍDICO DO ARRENDAMENTO URBANO P Márcia Passos, Advogada, Formadora

Apreciação na especialidade das alterações ao Projecto de lei 310/XIII GTHRUPC

Apreciação na especialidade das alterações ao Projecto de lei 310/XIII GTHRUPC Apreciação na especialidade das alterações ao Projecto de lei 310/XIII GTHRUPC 15.3.2017 Apreciação na especialidade do pjl 310/XIII e propostas de alteração Metodologia Atendendo à quantidade de alterações

Leia mais

Diploma. Regulamenta vários aspetos do Procedimento Especial de Despejo. Portaria n.º 9/2013 de 10 de janeiro

Diploma. Regulamenta vários aspetos do Procedimento Especial de Despejo. Portaria n.º 9/2013 de 10 de janeiro Diploma Regulamenta vários aspetos do Procedimento Especial de Despejo Portaria n.º 9/2013 de 10 de janeiro A Lei n.º 31/2012, de 14 de agosto, retificada pela Declaração de Retificação n.º 59-A/2012,

Leia mais

Balcão Nacional do Arrendamento

Balcão Nacional do Arrendamento Relatório - Ano 2016 Balcão Nacional do Arrendamento DGAJ/DSAJ/DPO 1. Introdução O regime jurídico do arrendamento urbano foi objeto de revisão pela Lei n.º 31/2012, de 14 de agosto, procurando encontrar

Leia mais

Alteração do NRAU e do Regime Jurídico de Obras em Prédios Arrendados Comparação das propostas de alteração na especialidade ao pjl 310/XIII (PCP)

Alteração do NRAU e do Regime Jurídico de Obras em Prédios Arrendados Comparação das propostas de alteração na especialidade ao pjl 310/XIII (PCP) Projecto de lei 310/XIII (PCP) original e propostas de alteração na especialidade do PCP e BE A negro projecto de lei 310/XIII (PCP) inicial A vermelho propostas de alteração ao pjl 310/XIII na especialidade,

Leia mais

ENTREGA DE IMÓVEL ARRENDADO: ALTERNATIVAS

ENTREGA DE IMÓVEL ARRENDADO: ALTERNATIVAS ENTREGA DE IMÓVEL ARRENDADO: ALTERNATIVAS SEMANA DA SOLICITADORIA IPCA 6 MAIO 2015 Por Márcia Passos Advogada e Mestre em Direito Márcia Passos - Advogada e Mestre em Direito Contrato de arrendamento RELAÇÃO

Leia mais

Portaria n.º 9/2013, de 10 de janeiro

Portaria n.º 9/2013, de 10 de janeiro Portaria n.º 9/2013, de 10 de janeiro Regulamenta vários aspetos do Procedimento Especial de Despejo A Lei n.º 31/2012, de 14 de agosto, retificada pela Declaração de Retificação n.º 59-A/2012, de 12 de

Leia mais

NOVO REGIME DO ARRENDAMENTO URBANO (NRAU)

NOVO REGIME DO ARRENDAMENTO URBANO (NRAU) NOVO REGIME DO ARRENDAMENTO URBANO (NRAU) (Aprovado pela Lei n.º 6/2006, de 27 de Fevereiro) (versão actualizada) CAPÍTULO II Disposições gerais SECÇÃO I Comunicações Artigo 9.º Forma da comunicação 1

Leia mais

Índice 5 Nota Prévia 11

Índice 5 Nota Prévia 11 Índice 5 Nota Prévia 11 I. Celebração do Contrato de Arrendamento 13 1. Notas Introdutórias 15 1) Noção e Enquadramento legal do Contrato de Arrendamento 15 2) Objeto do Arrendamento 18 3) Forma do Contrato

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Diário da República, 1.ª série N.º 7 10 de janeiro de 2013 137 b) Relativamente aos ETM, no posto de segundo-sargento na data do início do estágio. Artigo 34.º Regulamento da Escola do Serviço de Saúde

Leia mais

Novo Regime do Arrendamento Urbano

Novo Regime do Arrendamento Urbano Lei n.º 31/2012, de 14 de agosto, com a Declaração de Retificação n.º 59-A/2012, de 12 de outubro Procede à revisão do regime jurídico do arrendamento urbano, alterando o Código Civil, o Código de Processo

Leia mais

Lei n.º 31/2012, de 14 de agosto, com a Declaração de Retificação n.º 59- A/2012, de 12 de outubro

Lei n.º 31/2012, de 14 de agosto, com a Declaração de Retificação n.º 59- A/2012, de 12 de outubro Lei n.º 31/2012, de 14 de agosto, com a Declaração de Retificação n.º 59- A/2012, de 12 de outubro Procede à revisão do regime jurídico do arrendamento urbano, alterando o Código Civil, o Código de Processo

Leia mais

Breviário de funções do secretário de justiça

Breviário de funções do secretário de justiça Breviário de funções do secretário de justiça Centro de Formação de Funcionários de Justiça Direção-geral da Administração da Justiça Breviário PADRONIZAÇÃO de funções DAS do CUSTAS secretário JUDICIAIS

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA 6146 Diário da República, 1.ª série N.º 245 19 de dezembro de 2014 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei n.º 79/2014 de 19 de dezembro Revê o regime jurídico do arrendamento urbano, alterando o Código Civil e procedendo

Leia mais

Índice 5 Nota Prévia à 2ª Edição 11 Nota Prévia 13

Índice 5 Nota Prévia à 2ª Edição 11 Nota Prévia 13 Índice 5 Nota Prévia à 2ª Edição 11 Nota Prévia 13 I. Celebração do Contrato de Arrendamento 15 1. Notas Introdutórias 17 1) Noção e Enquadramento legal do Contrato de Arrendamento 17 2) Objeto do Arrendamento

Leia mais

- PORTARIA N.º 225/2013, de 10 de julho: alteração à Portaria n.º 331- B/2009, de 30 de março

- PORTARIA N.º 225/2013, de 10 de julho: alteração à Portaria n.º 331- B/2009, de 30 de março DIPLOMAS - LEI N.º 41/2013, de 26 de junho: aprova o CPC - PORTARIA N.º 225/2013, de 10 de julho: alteração à Portaria n.º 331- B/2009, de 30 de março - DECLARAÇÃO DE RETIFICAÇÃO N.º 36/2013, de 12 de

Leia mais

PROCEDIMENTOS JUDICIAIS I OBJECTIVOS DA PROPOSTA DE REFORMA APRESENTADA PELO GOVERNO:

PROCEDIMENTOS JUDICIAIS I OBJECTIVOS DA PROPOSTA DE REFORMA APRESENTADA PELO GOVERNO: PROCEDIMENTOS JUDICIAIS I OBJECTIVOS DA PROPOSTA DE REFORMA APRESENTADA PELO GOVERNO: Neste particular, os objectivos da reforma resumem-se, em síntese: A) Previsão de novos procedimentos judiciais, no

Leia mais

CIRCULAR N/ REFª: 70/2012 DATA: 10/09/12. Assunto: Novíssimo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU II) 31/2012, de 14/08. Exmos.

CIRCULAR N/ REFª: 70/2012 DATA: 10/09/12. Assunto: Novíssimo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU II) 31/2012, de 14/08. Exmos. CIRCULAR N/ REFª: 70/2012 DATA: 10/09/12 Assunto: Novíssimo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU II) 31/2012, de 14/08. Lei Exmos. Senhores, Em anexo apresenta-se informação, que visa salientar os aspectos

Leia mais

O Procedimento Especial de Despejo A sua tramitação na secretaria judicial DGAJ-DF Direção-Geral da Administração da Justiça

O Procedimento Especial de Despejo A sua tramitação na secretaria judicial DGAJ-DF Direção-Geral da Administração da Justiça O Procedimento Especial de Despejo A sua tramitação na secretaria judicial DGAJ-DF - 2013 Direção-Geral da Administração da Justiça Índice CAPÍTULO 1. INTRODUÇÃO... 3 CAPÍTULO 2. OS PRAZOS NO PROCEDIMENTO

Leia mais

Código de Processo do Trabalho

Código de Processo do Trabalho DECRETO-LEI Nº 398/98, DE 17 DE DEZEMBRO Código de Processo do Trabalho 2013 9ª Edição Actualização nº 1 1 LEI GERAL TRIBUTÁRIA CÓDIGO DE PROCESSO DO TRABALHO Actualização nº 1 EDITOR EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

Em síntese, a resolução por. contrato por mora só é possível ao fim de 6 meses.

Em síntese, a resolução por. contrato por mora só é possível ao fim de 6 meses. Contratos para fins Alterações ao Regime Antes Duração do Contratos: Prazo entre 5 a 30 anos, acordado pelas partes, Nada estipulado, pelas partes, o contrato é de duração indeterminada. Atraso no Pagamento

Leia mais

O Procedimento Especial de Despejo A sua tramitação na secretaria judicial

O Procedimento Especial de Despejo A sua tramitação na secretaria judicial O Procedimento Especial de Despejo A sua tramitação na secretaria judicial Texto revisto e atualizado DGAJ-DF - 2013 Índice CAPÍTULO 1. INTRODUÇÃO... 3 CAPÍTULO 2. OS PRAZOS NO PROCEDIMENTO ESPECIAL DE

Leia mais

Apresenta: Nótulas à Lei n.º 32/2014 de 30 de maio (PEPEX)

Apresenta: Nótulas à Lei n.º 32/2014 de 30 de maio (PEPEX) Apresenta: Nótulas à Lei n.º 32/2014 de 30 de maio (PEPEX) Natureza e finalidade: Procedimento Extrajudicial O Procedimento extrajudicial pré-executivo é um procedimento de natureza facultativa que se

Leia mais

JUSPRÁTICO ARRENDAMENTO 2011

JUSPRÁTICO ARRENDAMENTO 2011 JUSPRÁTICO ARRENDAMENTO 2011 ÍNDICE SISTEMÁTICO NOTA EDITORIAL NOTA DE AUTOR SIGLAS E ABREVIATURAS 1.ª PARTE ARRENDAMENTO URBANO: CONSTITUIÇÃO CAPÍTULO I. INTRODUÇÃO 1-1 LEGISLAÇÃO EM VIGOR 1-2 ARRENDAMENTO

Leia mais

Na reunião de Conselho de Ministros de , o Governo aprovou as alterações ao regime do Arrendamento

Na reunião de Conselho de Ministros de , o Governo aprovou as alterações ao regime do Arrendamento Área de Prática - Imobiliário Janeiro 2012 Alterações ao Regime do Arrendamento Urbano Na reunião de Conselho de Ministros de 29.12.2011, o Governo aprovou as alterações ao regime do Arrendamento Urbano.

Leia mais

CAPA DO REQUERIMENTO

CAPA DO REQUERIMENTO CAPA DO REQUERIMENTO CAPA I TIPO DE REQUERIMENTO 1 Requerimento inicial 2 Requerimento de retificação DADOS EM CASO DE CONVOLAÇÃO 3 Valor total da dívida _ _ _. _ _ _. _ _ _, _ _ E u r o s 4 Tribunal competente

Leia mais

Direito Processual Civil Executivo. Programa

Direito Processual Civil Executivo. Programa Direito Processual Civil Executivo Programa Rui Pinto Duarte 2010/2011 I Aspectos Gerais 1. Noção de acção executiva 2. O princípio do dispositivo na acção executiva (3.º, 810 e 675-A) 3. Execução individual

Leia mais

PROCEDIMENTOS P/CUMPRIMENTO DE OBRIGAÇÕES EMERGENTES DE CONTRATOS. INJUNÇÃO

PROCEDIMENTOS P/CUMPRIMENTO DE OBRIGAÇÕES EMERGENTES DE CONTRATOS. INJUNÇÃO ( Até às alterações do DL n.º 34/2008, de 26 de Fevereiro) PROCEDIMENTOS P/CUMPRIMENTO DE OBRIGAÇÕES EMERGENTES DE CONTRATOS. INJUNÇÃO Artigo 1.º Procedimentos especiais É aprovado o regime dos procedimentos

Leia mais

Legal Update 4. As Novas Regras do Arrendamento Urbano. A. Alteração ao Regime do Código Civil. 2. Fundamento de resolução pelo Senhorio

Legal Update 4. As Novas Regras do Arrendamento Urbano. A. Alteração ao Regime do Código Civil. 2. Fundamento de resolução pelo Senhorio Legal Update 4 As Novas Regras do Arrendamento Urbano O cumprimento das medidas previstas no Memorando de Entendimento celebrado entre Portugal e a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o Fundo

Leia mais

CONSELHO DISTRITAL de COIMBRA. 10 de Julho de 2014

CONSELHO DISTRITAL de COIMBRA. 10 de Julho de 2014 CONSELHO DISTRITAL de COIMBRA 10 de Julho de 2014 Procedimento Extrajudicial Pré- Executivo Aprovado pela Lei n.º 32 de 2014, de 30 de Maio Entrada em vigor- 1 de Setembro de 2014 Objeto (arts. 2.º): Consiste

Leia mais

Código de Processo Civil

Código de Processo Civil Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código de Processo Civil 2017 31ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA

Leia mais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais 1 Conceito de taxa de justiça no C.C.J. A taxa de justiça do processo corresponde ao somatório das taxas de justiça inicial e subsequente de cada

Leia mais

AS NOVIDADES EM MATÉRIA DE ARRENDAMENTO SÉRGIO COIMBRA CASTANHEIRA

AS NOVIDADES EM MATÉRIA DE ARRENDAMENTO SÉRGIO COIMBRA CASTANHEIRA AS NOVIDADES EM MATÉRIA DE ARRENDAMENTO SÉRGIO COIMBRA CASTANHEIRA 1 OBJECTIVOS DAS ALTERAÇÕES À LEI DO ARRENDAMENTO URBANO O Programa do XIX Governo Constitucional consagrou o objectivo de proceder à

Leia mais

O Conselho Geral delibera, nos termos do parecer jurídico que se anexa à presente deliberação e para o qual se remete: Tendo em conta a imposição

O Conselho Geral delibera, nos termos do parecer jurídico que se anexa à presente deliberação e para o qual se remete: Tendo em conta a imposição Deliberação pública Deliberação 20140510.11.5 Definição do procedimento adotado pela Câmara dos Solicitadores quando lhe é diretamente solicitado uma desassociação de agente de execução Tendo em consideração

Leia mais

REGULAMENTO DAS CUSTAS PROCESSUAIS. Dec-Lei nº 34/2008, de 26 de Fevereiro Alt. Pelo Dec-Lei nº 181/2008, de 28 Agosto

REGULAMENTO DAS CUSTAS PROCESSUAIS. Dec-Lei nº 34/2008, de 26 de Fevereiro Alt. Pelo Dec-Lei nº 181/2008, de 28 Agosto 1 REGULAMENTO DAS CUSTAS PROCESSUAIS Alcanena, 12 de Março de 2010 Dec-Lei nº 34/2008, de 26 de Fevereiro Alt. Pelo Dec-Lei nº 181/2008, de 28 Agosto Edgar Valles 2 Regulamento das custas processuais Entrada

Leia mais

CORRECÇÃO DIREITO E PROCESSO CIVIL ESTÁGIO 2011/2012 JULHO DE 2012

CORRECÇÃO DIREITO E PROCESSO CIVIL ESTÁGIO 2011/2012 JULHO DE 2012 CORRECÇÃO DIREITO E PROCESSO CIVIL ESTÁGIO 2011/2012 JULHO DE 2012 A presente grelha de correção é feita de forma sucinta, indicando o que de essencial deve ser referido pelo aluno estagiário. Cotação

Leia mais

Prática Processual Civil. Programa

Prática Processual Civil. Programa ORDEM DOS ADVOGADOS COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I - A CONSULTA JURÍDICA 1.1 - A consulta ao cliente 1.2 - Tentativa de resolução amigável 1.3 - A gestão do

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS EM SEDE DE PROCESSO DE EXECUÇÃO

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS EM SEDE DE PROCESSO DE EXECUÇÃO De boas MANUAL DE BOAS PRÁTICAS EM SEDE DE PROCESSO DE EXECUÇÃO INTRODUÇÃO A instalação deste Juízo e a reunião de todas as acções executivas pendentes na Ilha da Madeira, impôs a necessidade de articular

Leia mais

Inspeções e contraordenações

Inspeções e contraordenações Inspeções e contraordenações A empresa pode ser objeto de inspeções e da aplicação de contraordenações. Depois de ser notificada da aplicação destas, a sua resposta pode variar em função do tipo de infração

Leia mais

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS DADOS GERAIS PROCESSO N.º TRIBUNAL: JUÍZO: SECÇÃO: DATA DE ENTRADA: _ TÍTULO EXECUTIVO: TIPO DE EXECUÇÃO: EXECUÇÃO INICIADA ANTES DE 15/09/2003: FORMA

Leia mais

Projecto de Decreto-Lei que estabelece a sétima alteração ao Decreto-Lei n. 269/98, de 1 de Setembro (...)

Projecto de Decreto-Lei que estabelece a sétima alteração ao Decreto-Lei n. 269/98, de 1 de Setembro (...) Projecto de Decreto-Lei que estabelece a sétima alteração ao Decreto-Lei n. 269/98, de 1 de Setembro (...) Foram ouvidos o Conselho Superior da Magistratura, o Conselho Superior do Ministério Público,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 347/XII/2.ª FUNDO DE GARANTIA SALARIAL

PROJETO DE LEI N.º 347/XII/2.ª FUNDO DE GARANTIA SALARIAL Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 347/XII/2.ª FUNDO DE GARANTIA SALARIAL Exposição de motivos Apesar de ter sido criado há já mais de 10 anos e muito embora esteja previsto no artigo 336.º do Código

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Alienação de Autorização de Produção. Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP CADERNO DE ENCARGOS

CADERNO DE ENCARGOS. Alienação de Autorização de Produção. Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP CADERNO DE ENCARGOS Alienação de Autorização de Produção Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP Página 1 de 8 Índice de Conteúdo CAPÍTULO I - CLÁUSULAS JURÍDICAS -... 3 ARTIGO 1º - OBJETO -... 3 ARTIGO 2º - PRAZO -...

Leia mais

CUSTAS JUDICIAIS. A CÓDIGO DAS CUSTAS JUDICIAIS: Decreto-Lei n.º 224-A/1996 e posteriores alterações.

CUSTAS JUDICIAIS. A CÓDIGO DAS CUSTAS JUDICIAIS: Decreto-Lei n.º 224-A/1996 e posteriores alterações. CUSTAS JUDICIAIS A CÓDIGO DAS CUSTAS JUDICIAIS: Decreto-Lei n.º 224-A/1996 e posteriores alterações. I Regime Geral - Aplica-se aos processos iniciados entre 1 de Janeiro de 1997 e 19 de Abril de 2009;

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II PATROCÍNIO

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO CIVIL NO ÂMBITO DA LEI Nº 31/2012, de 14 de AGOSTO

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO CIVIL NO ÂMBITO DA LEI Nº 31/2012, de 14 de AGOSTO ALTERAÇÕES AO CÓDIGO CIVIL NO ÂMBITO DA LEI Nº 31/2012, de 14 de AGOSTO As alterações efectuadas ao Código Civil pela Lei nº 31/2012, de 14 de Agosto, reportam-se essencialmente a 4 (quatro) temas: - Forma

Leia mais

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão CONTRATO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL [ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portador do cartão de cidadão n.º [ ], válido até [ ], contrata na qualidade de locador, doravante

Leia mais

O Solicitador Mandatário - Ação Executiva -

O Solicitador Mandatário - Ação Executiva - O Solicitador Mandatário - Ação Executiva - Transmissão Processual Eletrónica Práticas Forenses e Aconselhamento Jurídico MÓDULO I 1 INTRODUÇÃO 2 - CITIUS ENTREGA DE PEÇAS PROCESSUAIS (Ação declarativa)

Leia mais

DESTACAMENTO DE TRABALHADORES NO ÂMBITO DE UMA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Lei n.º 29/2017

DESTACAMENTO DE TRABALHADORES NO ÂMBITO DE UMA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Lei n.º 29/2017 DESTACAMENTO DE TRABALHADORES NO ÂMBITO DE UMA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Lei n.º 29/2017 A Lei n.º 29/2017, de 30 de maio, veio transpor para a ordem jurídica interna a Diretiva 2014/67/UE, do Parlamento Europeu

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS CNA Comissão Nacional de Avaliação

ORDEM DOS ADVOGADOS CNA Comissão Nacional de Avaliação ORDEM DOS ADVOGADOS CNA Comissão Nacional de Avaliação PROVADEAFERIÇÃO (RNE) Prática GRELHADECORRECÇÃO PráticaProcessualCivileOrganizaçãoJudiciária (12Valores) 18deJulhode2011 1. O meio processual adequado

Leia mais

Sistema Fiscal Moçambicano GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE PAGAMENTO DE DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS A PRESTAÇÕES COMPENSAÇÃO DAS DÍVIDAS

Sistema Fiscal Moçambicano GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE PAGAMENTO DE DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS A PRESTAÇÕES COMPENSAÇÃO DAS DÍVIDAS Sistema Fiscal Moçambicano GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE PAGAMENTO DE DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS A PRESTAÇÕES COMPENSAÇÃO DAS DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE

Leia mais

Portaria n.º 621/2008, de 18 de julho na redação da Portaria n.º 283/2013, de 30 de agosto*

Portaria n.º 621/2008, de 18 de julho na redação da Portaria n.º 283/2013, de 30 de agosto* Portaria n.º 621/2008, de 18 de julho na redação da Portaria n.º 283/2013, de 30 de agosto* O Decreto-Lei n.º 116/2008, de 4 de julho, aprovou diversas medidas de simplificação, desmaterialização e desformalização

Leia mais

REGULAMENTO DE CUSTAS CENTRO DE ARBITRAGEM DA UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA

REGULAMENTO DE CUSTAS CENTRO DE ARBITRAGEM DA UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA REGULAMENTO DE CUSTAS CENTRO DE ARBITRAGEM DA UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA Artigo 1º (Encargos da arbitragem) 1. No processo arbitral haverá lugar ao pagamento de encargos. 2. Os encargos referidos

Leia mais

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO 20 MAIO Área de Prática Processual Civil (5,5 Valores) GRELHA DE CORREÇÃO

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO 20 MAIO Área de Prática Processual Civil (5,5 Valores) GRELHA DE CORREÇÃO PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO 20 MAIO 2016 Área de Prática Processual Civil (5,5 Valores) GRELHA DE CORREÇÃO Grupo I (4 Valores) Imagine que a sua Cliente, sedeado no Cacém,

Leia mais

PROVIMENTO N.º 2/2013. (Juízo de Execução

PROVIMENTO N.º 2/2013. (Juízo de Execução PROVIMENTO N.º 2/2013 (Juízo de Execução de Ovar) Considerando a entrada em vigor no pretérito dia 1 de setembro do novo Código de Processo Civil, aprovado em anexo à Lei n.º 41/2013, de 26 de junho, que

Leia mais

ACTA DE REUNIÃO DE TRABALHO

ACTA DE REUNIÃO DE TRABALHO NOME Teresa Maria de Melo Madail Fátima Varela Agentes de Execução INTERVENIENTES FUNÇÃO Juiz de Direito titular do Juízo de Execução de Águeda Escrivã do Juízo de Execução de Águeda Agentes de Execução

Leia mais

IVA ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES. Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA).

IVA ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES. Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA). IVA 14-03-2015 ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES 1 -REGIME TRANSITÓRIO (créditos vencidos até 31/12/2012) Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA). a) Se a data relevante para a dedução,

Leia mais

O INCUMPRIMENTO DO CONTRATO

O INCUMPRIMENTO DO CONTRATO ALFREDO JOSÉ VILHENA PEREIRA GAVINHO O INCUMPRIMENTO DO CONTRATO DE ARRENDAMENTO Lisboa 2010/2014 ALFREDO JOSÉ VILHENA PEREIRA GAVINHO O INCUMPRIMENTO DO CONTRATO DE ARRENDAMENTO Mestrado em Solicitadoria

Leia mais

Título de injunção europeu

Título de injunção europeu PATRÍCIA PINTO ALVES Título de injunção europeu VERBO jurídico VERBO jurídico Título de injunção europeu: 2 Título de injunção europeu PATRÍCIA PINTO ALVES Mestre em Direito pela Escola de Direito da Universidade

Leia mais

Formação de Empregados Forenses. de Agentes de Execução

Formação de Empregados Forenses. de Agentes de Execução Formação de Empregados Forenses de Agentes de Execução CITAÇÕES E NOTIFICAÇÕES Exame A Duração: 1 hora 1 de fevereiro de 2013 Nome completo e legível do Empregado Forense Nome e cédula do Agente de Execução

Leia mais

Município de Portalegre

Município de Portalegre Município de Portalegre www.cm-portalegre.pt Candidatura ao Concurso de Atribuição de Habitação em Regime de Arrendamento Apoiado A preencher pelos serviços Entrada n.º: Registado em: Processo n.º: O Funcionário:

Leia mais

Parecer da Câmara dos Solicitadores sobre o Projeto de Portaria que. regulamenta o Regime Jurídico do Processo de Inventário

Parecer da Câmara dos Solicitadores sobre o Projeto de Portaria que. regulamenta o Regime Jurídico do Processo de Inventário Parecer da Câmara dos Solicitadores sobre o Projeto de Portaria que regulamenta o Regime Jurídico do Processo de Inventário O Ministério da Justiça remeteu à Câmara dos Solicitadores, para parecer, um

Leia mais

AS CONTAS NAS CUSTAS PROCESSUAIS

AS CONTAS NAS CUSTAS PROCESSUAIS Conferência 10.MAR.2016 pelas 17:30h AS CONTAS NAS CUSTAS PROCESSUAIS Tema específico: Custas de parte e contas finais. Diamantino Pereira Dispositivos importantes processo civil: Art.º 48.º (Falta insuficiência

Leia mais

Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização Serviço de Estrangeiros e Fronteiras

Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização Serviço de Estrangeiros e Fronteiras Regulamento de Assistência Jurídica Capítulo I Disposições gerais e preliminares Artigo 1.º 1. O presente Regulamento visa regular o direito à assistência jurídica dos Associados do SCIF. 2. O SCIF garante,

Leia mais

Nova Lei do Arrendamento. Perguntas e Respostas.

Nova Lei do Arrendamento. Perguntas e Respostas. Associação Nacional de Proprietários Propriedade e Liberdade. Nova Lei do Arrendamento. Perguntas e Respostas. F. Marques da Silva, advogado 1 27-Set-2012 1 Entrada em vigor do novo regime? A Lei n.º 31/2012,

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA FINS NÃO HABITACIONAIS POR PRAZO CERTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA FINS NÃO HABITACIONAIS POR PRAZO CERTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA FINS NÃO HABITACIONAIS POR PRAZO CERTO CONTRAENTES: [nome completo], [estado civil], residente em portador do B.I./Cartão de Cidadão nº. emitido pelo Arquivo de Identificação

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 38/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 38/XII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 38/XII Exposição de Motivos A presente proposta de lei inscreve-se num amplo e profundo conjunto de reformas centrado na aposta clara do XIX Governo Constitucional na dinamização do

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL

CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL ENTRE: [ ]e mulher [ ], casados no regime de [ ], moradores na [ ], contribuintes fiscais, respetivamente, n.ºs [ ] e [ ], portadores dos bilhetes de identidade n.º[

Leia mais

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A.

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A. REGULAMENTO TARIFÁRIO E DE EXPLORAÇÃO DA CONCESSÃO DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA E RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA APL -ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S.A. ANEXO II MODELO

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código Civil. 2012 16ª Edição. Atualização nº 1

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código Civil. 2012 16ª Edição. Atualização nº 1 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código Civil 2012 16ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO CIVIL Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA EDITOR EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO II - ACTOS PROCESSUAIS DAS PARTES

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO II - ACTOS PROCESSUAIS DAS PARTES Prática Processual Civil I FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO Modalidades do acesso ao direito e à justiça. O conceito de insuficiência económica. Revogação

Leia mais

Regulamento das Custas Processuais ADENDA

Regulamento das Custas Processuais ADENDA DECRETO-LEI Nº 398/98, DE 17 DE DEZEMBRO Regulamento das Custas Processuais 2013 9ª EDIÇÃO ALTERAÇÕES ADENDA I O Regulamento alterado pelo Decreto-Lei nº 126/2013, de 30 de agosto 1. Página 109, artigo

Leia mais

REGIME JURÍDICO DA ARBITRAGEM SOCIETÁRIA. Artigo 1.º. (Objeto)

REGIME JURÍDICO DA ARBITRAGEM SOCIETÁRIA. Artigo 1.º. (Objeto) REGIME JURÍDICO DA ARBITRAGEM SOCIETÁRIA Artigo 1.º (Objeto) 1 O presente diploma estabelece o regime aplicável à resolução de litígios em matéria societária com recurso à arbitragem. 2 Podem ser submetidos

Leia mais

LINHAS DE ORIENTAÇÃO RELATIVAS AO EXAME DE MARCAS COMUNITÁRIAS EFETUADO NO INSTITUTO DE HARMONIZAÇÃO NO MERCADO INTERNO (MARCAS, DESENHOS E MODELOS)

LINHAS DE ORIENTAÇÃO RELATIVAS AO EXAME DE MARCAS COMUNITÁRIAS EFETUADO NO INSTITUTO DE HARMONIZAÇÃO NO MERCADO INTERNO (MARCAS, DESENHOS E MODELOS) LINHAS DE ORIENTAÇÃO RELATIVAS AO EXAME DE MARCAS COMUNITÁRIAS EFETUADO NO INSTITUTO DE HARMONIZAÇÃO NO MERCADO INTERNO (MARCAS, DESENHOS E MODELOS) PARTE A DISPOSIÇÕES GERAIS SECÇÃO 8 RESTITUTIO IN INTEGRUM

Leia mais

Minuta de carta enviada pelo senhorio ao arrendatário a iniciar negociações para atualização do. Exmo. Senhor. (nome completo do arrendatário)

Minuta de carta enviada pelo senhorio ao arrendatário a iniciar negociações para atualização do. Exmo. Senhor. (nome completo do arrendatário) Minuta de carta enviada pelo senhorio ao arrendatário a iniciar negociações para atualização do contrato de arrendamento Lisboa,... de... de 2015 Carta Registada com aviso de receção Serve a presente para

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL. DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL. DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura (APRESENTAR ORIGINAIS E ENTREGAR FOTOCÓPIAS DE TODOS OS DOCUMENTOS) B.I./ C.C./Cédula

Leia mais

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRECTO Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS Índice Capítulo I - Disposições Gerais... Cláusula 1.ª Objeto... Cláusula 2.ª Local, prazo e modo da prestação...

Leia mais

Nome (1) Filiação e NIF NISS NIB. Residência Código Postal. Tel. Telem. Nome (2) Grau de parentesco. Nome (3) Grau de parentesco

Nome (1) Filiação e NIF NISS NIB. Residência Código Postal.  Tel. Telem. Nome (2) Grau de parentesco. Nome (3) Grau de parentesco CANDIDATURA AO APOIO À RENDA (código regulamentar sobre disposição de recursos e apoio a estratos socialmente desfavorecidos) Publicação: Diário da República, 2.ª Série, n.º 45, de 2 de março de 2012,

Leia mais

JOEL TIMÓTEO RAMOS PEREIRA Juiz de Direito de Círculo Adjunto do Gabinete de Apoio do Conselho Superior da Magistratura

JOEL TIMÓTEO RAMOS PEREIRA Juiz de Direito de Círculo Adjunto do Gabinete de Apoio do Conselho Superior da Magistratura JOEL TIMÓTEO RAMOS PEREIRA de Direito de Círculo Adjunto do Gabinete de Apoio do Conselho Superior da Magistratura 1. SUSPENSÃO DA EXECUÇÃO 2 1.1. COMPETÊNCIA: CRITÉRIO FUNDAMENTAL COMPETÊNCIA JUIZ Suspensão

Leia mais

TRAMITAÇÃO ELETRÓNICA DOS PROCESSOS JUDICIAIS - CITIUS

TRAMITAÇÃO ELETRÓNICA DOS PROCESSOS JUDICIAIS - CITIUS TRAMITAÇÃO ELETRÓNICA DOS PROCESSOS JUDICIAIS - CITIUS (Portaria n.º 280/2013, de 26 de agosto) A entrada em vigor do novo Código de Processo Civil, aprovado pela Lei n.º 41/2013, de 26 de junho, implica

Leia mais

Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional)

Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional) Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional) Entre: I -... (nome completo, estado civil, contribuinte fiscal e morada) na qualidade de senhorio e adiante

Leia mais

A Tutela Cautelar no Procedimento e no Processo Administrativo. Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados Lisboa, 31/01/2016

A Tutela Cautelar no Procedimento e no Processo Administrativo. Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados Lisboa, 31/01/2016 A Tutela Cautelar no Procedimento e no Processo Administrativo Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados Lisboa, 31/01/2016 Código do Procedimento Administrativo Medidas Provisórias CPA 1991 Artigo

Leia mais

Deliberação Interpretação do regulamento de delegações

Deliberação Interpretação do regulamento de delegações Deliberação pública Deliberação 20140510.11.6 Interpretação do regulamento de delegações Tendo em consideração que: a) A Senhora Agente de Execução xxxx solicitou à Câmara dos Solicitadores (CS), em 25.03.2014,

Leia mais

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO Artigo 1.º (Âmbito) 1 O presente regulamento regula a concessão de subsídio ao arrendamento pelo município de Santo Tirso. 2 Podem

Leia mais

Algumas considerações sobre o Novo Regime de Arrendamento Urbano

Algumas considerações sobre o Novo Regime de Arrendamento Urbano Luísa Lopes Mestre em Direito, Advogada Docente do Instituto Superior de Ciências Empresariais e Turismo (ISCET) Algumas considerações sobre o Novo Regime de Arrendamento Urbano Delegação de Matosinhos

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato)

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato) - 1/6 CADERNO DE ENCARGOS Cláusula Primeira (Objeto do contrato) O objeto do contrato consiste na cedência do direito à exploração de uma loja correspondente à fração A do prédio urbano inscrito na matriz

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários ª Edição. Atualização nº 9

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários ª Edição. Atualização nº 9 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários 2017 19ª Edição Atualização nº 9 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS Atualização nº 9 ORGANIZAÇÃO BDJUR BIBLIOTECA DIGITAL JURÍDICA EDITOR

Leia mais

A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas. A extinção do vínculo de emprego público

A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas. A extinção do vínculo de emprego público A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas A extinção do vínculo de emprego público Lisboa e Porto, Outubro e Novembro de 2015 Extinção do vínculo 2 A cessação na TFP LTFP Caducidade Art.º 291.º Caducidade

Leia mais

O novo mecanismo do CIRE

O novo mecanismo do CIRE O novo mecanismo do CIRE 1. Finalidade; 2. Procedimento de iniciação; 3. Reclamação dos créditos e lista provisória de créditos; 4. Negociações; 5. Efeitos da pendência do PER; 6. Votação; 7. Conclusão

Leia mais

PROVA DE AFERIÇÃO (RNE) Teórica

PROVA DE AFERIÇÃO (RNE) Teórica ORDEM DOS ADVOGADOS CNA Comissão Nacional de Avaliação PROVA DE AFERIÇÃO (RNE) Teórica Prática Processual Penal e Direito Constitucional e Direitos Humanos (8 Valores) 22 de Julho de 2011 Responda a todas

Leia mais

A nova Lei entrou em vigor no dia 28 de Junho de 2006.

A nova Lei entrou em vigor no dia 28 de Junho de 2006. ARRENDAMENTOS Perguntas Frequentes Quando entrou a nova lei em vigor? A nova Lei entrou em vigor no dia 28 de Junho de 2006. A que contratos se vão aplicar a nova Lei? A nova Lei vai aplicar-se a todos

Leia mais

Proposta de Alterações ao Regulamento Municipal para Atribuição de Apoio ao Arrendamento. Preâmbulo

Proposta de Alterações ao Regulamento Municipal para Atribuição de Apoio ao Arrendamento. Preâmbulo Proposta de Alterações ao Regulamento Municipal para Atribuição de Apoio ao Arrendamento Preâmbulo A atual situação socioeconómica e a forma como atinge as famílias mais carenciadas do concelho é uma das

Leia mais

A LGT no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting

A LGT no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting Audit Tax Advisory Consulting Domicílio fiscal O domicílio fiscal integra a caixa postal eletrónica, nos termos do serviço público de caixa postal eletrónica (Decreto-Lei n.º 112/2006, de 9 de Junho, e

Leia mais

CRÉDITO BANCÁRIO E CRÉDITO À HABITAÇÃO - O NOVO REGIME DE PROTEÇÃO DE DEVEDORES/CONSUMIDORES

CRÉDITO BANCÁRIO E CRÉDITO À HABITAÇÃO - O NOVO REGIME DE PROTEÇÃO DE DEVEDORES/CONSUMIDORES CRÉDITO BANCÁRIO E CRÉDITO À HABITAÇÃO - O NOVO REGIME DE PROTEÇÃO DE DEVEDORES/CONSUMIDORES REESTRUTURAÇÃO DA DÍVIDA E MEDIDAS SUBSTITUTIVAS DA EXECUÇÃO HIPOTECÁRIA Cristina Bogado Menezes Fevereiro/2013

Leia mais

Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA

Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA Entre: PRIMEIRA ANEXO III DO PROCEDIMENTO 03/IP/2017 Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA Infraestruturas de Portugal, S.A., matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o número

Leia mais

Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública

Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública ,,, e (pretendem alterar o ) Artigo 7.º-A Imputação do cumprimento 1 O devedor pode designar a prestação correspondente ao crédito à aquisição de habitação própria permanente, para efeitos do disposto

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 47/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 47/XII. Exposição de Motivos Exposição de Motivos A presente proposta de lei inscreve-se ainda num amplo e profundo conjunto de reformas centrado na aposta clara do XIX Governo Constitucional na dinamização do mercado de arrendamento,

Leia mais

Acesso ao Direito e Tribunais

Acesso ao Direito e Tribunais Acesso ao Direito e Tribunais Módulo 2 Luís Filipe Santos Conselho Distrital de Lisboa Ordem dos Advogados Acesso ao Direito e Tribunais Sistema de Acesso ao Direito e Tribunais Noções Básicas Nomeação

Leia mais

PROCEDIMENTO. I Arrendamento

PROCEDIMENTO. I Arrendamento PROCEDIMENTO Arrendamento de imóvel para fim não habitacional sito no Empreendimento Social Armindo Lopes Coelho, lote 8 nº 319 e 325 da Rua Pedra Moura na União das Freguesias de Sandim, Olival, Lever

Leia mais

Colégio de Especialidade de Agentes de Execução

Colégio de Especialidade de Agentes de Execução Artigo 241.º Sempre que a citação se mostre efectuada em pessoa diversa do citando, em consequência do disposto no nº 2 do artigo 236º e na alínea b) do nº 2 do artigo anterior, ou haja consistido na afixação

Leia mais