(PUC-Rio/2005 Adaptada) Texto para as questões 2 e 3:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "(PUC-Rio/2005 Adaptada) Texto para as questões 2 e 3:"

Transcrição

1 2º EM Literatura Carolina Aval. Mensal 18/05/12 Textos para a questão 1: Texto I OS SAPOS O sapo tanoeiro, Parnasiano aguado, Diz: Meu cancioneiro É bem martelado (...) Brada em um assomo O sapo tanoeiro: A grande arte é como Lavor de joalheiro (Manuel Bandeira) Texto II PROFISSÃO DE FÉ Invejo o ourives quando escrevo Imito o amor Com que ele, em ouro, o alto relevo Faz de uma flor. (...) Torce, aprimora, alteia, lima a frase; e enfim, No verso de ouro engasta a rima, Como um rubim. (Olavo Bilac) 1. Após a leitura, a) Compare os dois trechos acima e, a partir daí, caracterize a estética literária a que pertence o texto II, de acordo com as duas afirmações do texto I. b) O texto I reforça ou nega os procedimentos estéticos apontados no texto II? Justifique sua resposta. (PUC-Rio/2005 Adaptada) Texto para as questões 2 e 3: VERSOS A UM COVEIRO Numerar sepulturas e carneiros, Reduzir carnes podres a algarismos, Tal é, sem complicados silogismos, A aritmética hedionda dos coveiros! (Augusto dos Anjos) Um, dois, três, quatro, cinco... Esoterismos Da Morte! E eu vejo, em fúlgidos letreiros, Na progressão dos números inteiros A gênese de todos os abismos!

2 Oh! Pitágoras da última aritmética, Continua a contar na paz ascética Dos tábidos carneiros sepulcrais Tíbias, cérebros, crânios, rádios e úmeros, Porque, infinita como os próprios números, A tua conta não acaba mais! (ANJOS, Augusto dos. Toda a poesia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978) 2. Os versos de Augusto dos Anjos ( ) já foram considerados "exatos como fórmulas matemáticas". (ROSENFELD, Anatol. A costeleta de prata de A. dos Anjos. Texto/contexto, São Paulo: Perspectiva, 1969, p. 268). Justifique essa afirmativa, destacando aspectos formais do texto. 3. A partir de seus conhecimentos sobre o Parnasianismo, explique porque se diz que Augusto dos Anjos se afasta dos padrões dessa escola literária. Texto para as questões 4, 5 e 6: NEL MEZZO DEL CAMIN Cheguei, Chegaste. Vinhas fatigada E triste, e triste e fatigado eu vinha. Tinhas a alma de sonhos povoada, E a alma de sonhos povoada eu tinha... E paramos de súbito na estrada Da vida: longos anos, presa à minha A tua mão, a vista deslumbrada Tive a luz que teu olhar continha. (Olavo Bilac) Hoje, segues de novo... Na partida Nem o pranto os teus olhos umedece, Nem te comove a dor da despedida. E eu, solitário, volto a face, e tremo, Vendo o teu vulto que desaparece Na extrema curva do caminho extremo.

3 4. Após a leitura do poema acima, responda: a) Que tipo de verso foi usado no poema acima? b) Qual foi o esquema de rimas utilizado no soneto? 5. Na primeira estrofe é possível identificar uma figura de linguagem, mais especificamente de construção, sendo usada por duas vezes: (...) Vinhas fatigada/ E triste, e triste e fatigado eu vinha. e Tinhas a alma de sonhos povoada,/ E a alma de sonhos povoada eu tinha.... De qual figura se trata? Explique como se dá a sua construção. 6. Transcreva do soneto um exemplo de rima pobre e outro de rima rica, respectivamente. Qual é a diferença entre elas? 7. Lima Barreto, Monteiro Lobato e Euclides da Cunha inserem-se em um período genericamente chamado de Pré-modernismo. Comente as características centrais de cada um deles e responda: Por que o Pré-modernismo não pode ser considerado uma escola literária?

4 8. Assinale V (verdadeiro) ou F (falsa), com respeito ao Parnasianismo. As afirmações julgadas falsas devem ser justificadas (caso não o sejam, serão desconsideradas na correção). ( ) Tem como lema a estética da arte pela arte, voltada para o belo e para a perfeição formal. ( ) Apresenta uma poesia descritiva, plástica, visual. Valorizam-se as sensações. ( ) Aproximação dos ideais das artes plásticas. A poesia deve ser lapidada, burilada, cinzelada. ( ) Preferência pelas rimas ricas e raras. Métrica perfeita. Preferência pelos versos longos, especialmente pelo alexandrino. ( ) Dentre as suas características estão a impassibilidade, o distanciamento da vida. A arte busca desfazer-se de qualquer compromisso não estético. Contenção emocional. 9. Uma marca registrada de Machado de Assis está citada na frase "... intervindo na narrativa com bisbilhotice saborosa." Explique tal frase a partir da leitura do livro Memórias póstumas de Brás Cubas.

5 10. Relacione as personagens do livro Memórias Póstumas de Brás Cubas às suas características: (A) Brás Cubas (B) Marcela (C) Lobo Neves (D) Quincas Borba (E) Virgília ( ) Colega de escola de Cotrim, vive de uma herança de um tio de Barbacena. Desenvolve um sistema filosófico, o Humanitismo. ( ) Filha do Conselheiro Dutra. Primeira noiva de Brás Cubas que, entretanto, acaba por se casar com Lobo Neves, motivada mais por interesses do que por amor. ( ) Sujeito supersticioso. Rouba a noiva de Brás Cubas. ( ) Primeiro amor de Brás Cubas, sua paixão de juventude. Espanhola de vida instável faz com que ele gaste grande quantia de dinheiro com ela. Vitimada pela varíola, desfaz-se o namoro. ( ) Principal personagem do livro, narra a sua história a partir da perspectiva de sua morte.

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 8 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou às Unidades 1 e 2 do Livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

Prof. Leonardo Rodrigues Ceres, 18 de out. de 2008

Prof. Leonardo Rodrigues Ceres, 18 de out. de 2008 Prof. Leonardo Rodrigues Ceres, 18 de out. de 2008 Olavo Bilac (1865-1918) nasceu no Rio de Janeiro, estudou Medicina e Direito, mas não concluiu nenhum desses cursos. Exerceu as atividades de jornalista

Leia mais

Content Area: Literatura Brasileira Grade 11ª. Quarter 1ª. Serie Serie Unidade

Content Area: Literatura Brasileira Grade 11ª. Quarter 1ª. Serie Serie Unidade Content Area: Literatura Brasileira Grade 11ª. Quarter 1ª. / Objetivos de Aprendizado O projeto literário da poesia simbolista. Os momentos de incerteza, indefinição e pessimismo que marcaram a transição

Leia mais

QUANDO ELA PASSA. Quando eu me sento à janela P los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quando passa... passa... passa...

QUANDO ELA PASSA. Quando eu me sento à janela P los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quando passa... passa... passa... QUANDO ELA PASSA Quando eu me sento à janela P los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quando passa... passa... passa... N esta escuridão tristonha Duma travessa sombria Quando aparece risonha

Leia mais

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro apresenta os princípios da Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Leia mais

Avaliação Português 6º ano Unidade 7

Avaliação Português 6º ano Unidade 7 I. Leia este trecho de um poema de Manuel Bandeira, poeta pernambucano. Em seguida, responda ao que se pede. Trem de ferro Café com pão Café com pão Café com pão Virge Maria que foi isso maquinista? Agora

Leia mais

Aluno (a): n o. Professora: Turma: Sala: Colégio Cenecista Dr. José Ferreira

Aluno (a): n o. Professora: Turma: Sala: Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Aluno (a): n o Professora: Turma: Sala: 2 o ano do Ensino Fundamental Colégio Cenecista Dr. José Ferreira 2015 1 Para você, o que é o poema? VERSOS E ESTROFES Poema é um texto organizado em versos e estrofes.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: Prof. Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Área de conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Componente Curricular: Língua

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

ENSINO MÉDIO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 001/2015 LÍNGUA PORTUGUESA. (1 à 10) 1/11

ENSINO MÉDIO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 001/2015 LÍNGUA PORTUGUESA. (1 à 10) 1/11 LÍNGUA PORTUGUESA (1 à 10) 1/11 Leia o texto: O HOMEM CUJA ORELHA CRESCEU Estava escrevendo, sentiu a orelha pesada. Pensou que fosse cansaço, eram 11 da noite, estava fazendo hora-extra. Escriturário

Leia mais

Mario Quintana Tradutor

Mario Quintana Tradutor Notandum 14 http://www.hottopos.com CEMOrOC Feusp / IJI Univ. do Porto 2007 Mario Quintana Tradutor (em homenagem ao poeta, no ano do centenário de seu nascimento) Gabriel Perissé Mestre em Literatura

Leia mais

PROVA BRASIL: LÍNGUA PORTUGUESA. Ensino Fundamental II. Prof. Me. Luís Fernando Bulhões Figueira

PROVA BRASIL: LÍNGUA PORTUGUESA. Ensino Fundamental II. Prof. Me. Luís Fernando Bulhões Figueira PROVA BRASIL: LÍNGUA PORTUGUESA. Ensino Fundamental II Prof. Me. Luís Fernando Bulhões Figueira Descritor 15 Estabelecer relações lógicodiscursivas presentes no texto, marcadas por conjunções, advérbios

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

José da Fonte Santa. Magia Alentejana. Poesia e desenhos. Pesquisa e recolha de Isabel Fonte Santa. Edições Colibri

José da Fonte Santa. Magia Alentejana. Poesia e desenhos. Pesquisa e recolha de Isabel Fonte Santa. Edições Colibri José da Fonte Santa Magia Alentejana Poesia e desenhos Pesquisa e recolha de Isabel Fonte Santa Edições Colibri índice Nota Prévia 3 Prefácio 5 O Amor e a Natureza Desenho I 10 A rapariga mais triste do

Leia mais

Formação de PROFESSOR

Formação de PROFESSOR Formação de PROFESSOR 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro narra a história e as lendas do futebol em cordel, mostrando como e por que ele surgiu. Entre transformações,

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

LITERATURA BRASILEIRA

LITERATURA BRASILEIRA LITERATURA BRASILEIRA A loucura é um tema presente na literatura universal. Entre o conjunto de personagens, talvez a mais conhecida seja Dom Quixote, da obra El ingenioso hidalgo Don Quijote de La Mancha,

Leia mais

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO PROCESSO SELETIVO/2009 CADERNO 2 Respostas da 2. a Fase Língua Portuguesa RESOLUÇÃO FGVS-2.ªFase/2.ºCad-Língua Portuguesa-Resolução-manhã 2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de

Leia mais

PROVA COMENTADA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO

PROVA COMENTADA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO PROVA COMENTADA PELOS 1 Lya Luft apresenta, no 1º parágrafo do texto, sua tese acerca do que venha a ser o posicionamento ideal da família:...família deveria ser careta., i.e., humana, aberta, atenta,

Leia mais

DISCIPLINA: MATEMÁTICA DATA DA REALIZAÇÃO: 26/10/2015

DISCIPLINA: MATEMÁTICA DATA DA REALIZAÇÃO: 26/10/2015 3º ano A e B - FICHA DA SEMANA 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno, de acordo

Leia mais

Estudo do Hino Nacional. Salve! Salve!

Estudo do Hino Nacional. Salve! Salve! Estudo do Hino Nacional Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retumbante E o sol da liberdade em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Se o penhor dessa

Leia mais

LEITURA ATRIBUIÇÃO DE SENTIDOS

LEITURA ATRIBUIÇÃO DE SENTIDOS LEITURA ATRIBUIÇÃO DE SENTIDOS E INTERAÇÃO José De Nicola REFERENTE EMISSOR MENSAGEM RECEPTOR CÓDIGO CANAL 1 CXXXV - Otelo Jantei fora. De noite fui ao teatro. Representava-se justamente Otelo, que eu

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA - LÍNGUA E LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA- Grupos D, E, F, G e L TEXTO I

PADRÃO DE RESPOSTA - LÍNGUA E LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA- Grupos D, E, F, G e L TEXTO I PADRÃO DE RESPOSTA - LÍNGUA E LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA- Grupos D, E, F, G e L TEXTO I 5 Eu estava deitado num velho sofá amplo. Lá fora, a chuva caía com redobrado rigor e ventava fortemente. A

Leia mais

Prova Escrita de Português

Prova Escrita de Português Exame Nacional do Ensino Secundário Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de agosto programas novos e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Português Alunos com deficiência auditiva de grau

Leia mais

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Música: Francisco Manuel da Silva (1795/1865) Letra: Joaquim Osório Duque Estrada (1870/1927) Ouviram

Leia mais

LITERATURA BRASILEIRA - ALGUNS ELEMENTOS INFLUENCIADORES

LITERATURA BRASILEIRA - ALGUNS ELEMENTOS INFLUENCIADORES 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES DLA LICENCIATURA EM LETRAS COM A LÍNGUA INGLESA LITERATURA BRASILEIRA I Professor: Manoel Anchieta Nery JOÃO BOSCO DA SILVA (prof.bosco.uefs@gmail.com)

Leia mais

O mito de Narciso no poema Imagem, de Manuel Bandeira

O mito de Narciso no poema Imagem, de Manuel Bandeira 99 O mito de Narciso no poema Imagem, de Manuel Bandeira Bruno Marques Duarte 1 RESUMO O texto estuda a presença do mito na sociedade, destacando, especialmente, o mito de Narciso e a sua recorrência no

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

Lıter tur. O Pré-Modernismo no Brasil... 15. As vanguardas artísticas europeias e o Modernismo no Brasil... 37

Lıter tur. O Pré-Modernismo no Brasil... 15. As vanguardas artísticas europeias e o Modernismo no Brasil... 37 s u m r ı o Lıter tur 1 O Pré-Modernismo no Brasil... 15 Primeira leitura: Como imagino o Municipal amanhã João do Rio... 15 Um pouco de História... 19 Principais características do Pré-Modernismo no Brasil...

Leia mais

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ANOS FINAIS / SRE - CURVELO

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ANOS FINAIS / SRE - CURVELO 61 Poema O que é: Segundo o poeta Carlos Drummond de Andrade, entre coisas e palavras principalmente entre palavras circulamos. As palavras, entretanto, não circulam entre nós como folhas soltas no ar.

Leia mais

1. (Unicamp) Referindo-se à expansão marítima dos séculos XV e XVI, o poeta português Fernando Pessoa escreveu, em 1922, no poema Padrão :

1. (Unicamp) Referindo-se à expansão marítima dos séculos XV e XVI, o poeta português Fernando Pessoa escreveu, em 1922, no poema Padrão : Vai Ter Específica 1. (Unicamp) Referindo-se à expansão marítima dos séculos XV e XVI, o poeta português Fernando Pessoa escreveu, em 1922, no poema Padrão : E ao imenso e possível oceano Ensinam estas

Leia mais

Formulário de Inscrição LEIA CUIDADOSAMENTE. 1.1 Nome: Email: Twitter: @ Facebook.com/ Blog: Outra página pessoal na web:

Formulário de Inscrição LEIA CUIDADOSAMENTE. 1.1 Nome: Email: Twitter: @ Facebook.com/ Blog: Outra página pessoal na web: Formulário de Inscrição LEIA CUIDADOSAMENTE Este formulário deverá ser totalmente preenchido pelo candidato, não sofrendo influência ou opinião de nenhuma outra pessoa. Não se esqueça de assinar. Responda

Leia mais

IMAGEM E REPRESENTAÇÃO: VENDO ESTRELAS. Nelyse Ap. Melro Salzedas

IMAGEM E REPRESENTAÇÃO: VENDO ESTRELAS. Nelyse Ap. Melro Salzedas IMAGEM E REPRESENTAÇÃO: VENDO ESTRELAS Nelyse Ap. Melro Salzedas serranoepg@ig.com.br 1 Resumo: Ver e representar a imagem das estrelas: uma questão texto e imagem entre a pintura, a poesia e a música:

Leia mais

A Bandeira Brasileira e Augusto Comte

A Bandeira Brasileira e Augusto Comte A Bandeira Brasileira e Augusto Comte Resumo Este documentário tem como ponto de partida um problema curioso: por que a frase Ordem e Progresso, de autoria de um filósofo francês, foi escolhida para constar

Leia mais

ANÁLISE DO POEMA AUTOPSICOGRAFIA DE FERNANDO PESSOA. Sob enfoque da teoria de Roman Jakóbson

ANÁLISE DO POEMA AUTOPSICOGRAFIA DE FERNANDO PESSOA. Sob enfoque da teoria de Roman Jakóbson PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RGS FACULDADE DE LETRAS ANÁLISE DO POEMA AUTOPSICOGRAFIA DE FERNANDO PESSOA Sob enfoque da teoria de Roman Jakóbson Disciplina: - Teorias Contemporâneas da Literatura

Leia mais

Ensino Médio Unidade São Judas Tadeu Professor (a): Anna Izabel Aluno (a): Série: 2ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA

Ensino Médio Unidade São Judas Tadeu Professor (a): Anna Izabel Aluno (a): Série: 2ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA Ensino Médio Unidade São Judas Tadeu Professor (a): Anna Izabel Aluno (a): Série: 2ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA Questão 01.O texto abaixo apresenta, basicamente, três partes: a realidade, o sonho

Leia mais

SILVÉRIO BENEDITO PARA UMA LEITURA DA «CASTRO» E POEMAS LUSITANOS DE ANTÓNIO FERREIRA

SILVÉRIO BENEDITO PARA UMA LEITURA DA «CASTRO» E POEMAS LUSITANOS DE ANTÓNIO FERREIRA SILVÉRIO BENEDITO PARA UMA LEITURA DA «CASTRO» E POEMAS LUSITANOS DE ANTÓNIO FERREIRA EDfTORIAL LM I PRESENÇA ÍNDICE PREFACIO 11 I. PERSPECTIVAS GLOBAIS 13 1. O homem e a obra 13 2. Contextualização sociocultural

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

Os Símbolos Nacionais

Os Símbolos Nacionais Os Símbolos Nacionais Falar das origens das bandeiras, dos hinos, dos brasões de armas e dos selos não é tarefa fácil uma vez que o homem sempre tentou registrar seu dia a dia, seus feitos, sua passagem

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6.O ANO EM 2012 Disciplina: Prova: PoRTUGUÊs

endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6.O ANO EM 2012 Disciplina: Prova: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6.O ANO EM 2012 Colégio Disciplina: Prova: PoRTUGUÊs desafio nota: Texto para as questões 1, 2 e 3. (Maurício de Sousa. Turma da Mônica. Disponível

Leia mais

Reflexão da luz. Espelhos planos

Reflexão da luz. Espelhos planos PARTE II Unidade E 11 capítulo Reflexão da luz Espelhos planos seções: 111 Reflexão da luz Leis da reflexão 112 Imagens em um espelho plano 113 Deslocamento de um espelho plano 114 Imagens de um objeto

Leia mais

2 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Literatura Nome: (Recorte e cole no caderno de Língua Portuguesa.

2 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Literatura Nome: (Recorte e cole no caderno de Língua Portuguesa. 2 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Literatura Nome: (Recorte e cole no caderno de Língua Portuguesa.) Criança, ao ler o livro Palavras, você perceberá como Guto Lins brinca

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

A Caridade. A caridade é dócil, é benévola, Nunca foi invejosa, Nunca procede temerariamente, Nunca se ensoberbece!

A Caridade. A caridade é dócil, é benévola, Nunca foi invejosa, Nunca procede temerariamente, Nunca se ensoberbece! A Caridade Eu podia falar todas as línguas Dos homens e dos anjos; Logo que não tivesse caridade, Já não passava de um metal que tine, De um sino vão que soa. Podia ter o dom da profecia, Saber o mais

Leia mais

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. A A Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 A A Aula 1.2 Conteúdo: Semana de Arte Moderna. 3 A A Habilidade: Reconhecer, diferenciar e saber utilizar diversas técnicas

Leia mais

TERCEIRA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

TERCEIRA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco TERCEIRA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Predicação Verbal e Complementos Verbais 1. Definição de Predicado. 2. Tipos de verbo no predicado: a) verbos transitivos; b) verbo intransitivo;

Leia mais

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas Português Página 71 3. Complete as frases no caderno com pronomes relativos. a) O livro * peguei da biblioteca é ótimo. b) Os doces de * mais gosto estão fresquinhos! c) A escola * estudo fica perto de

Leia mais

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A palavra liderança é uma palavra grávida, tem vários significados. Desde os primórdios dos tempos a humanidade vivenciou exemplos de grandes líderes. Verdadeiros

Leia mais

Conteúdos: O texto dissertativo I Parágrafo introdutório Desenvolvimento: Tópico frasal

Conteúdos: O texto dissertativo I Parágrafo introdutório Desenvolvimento: Tópico frasal Conteúdos: O texto dissertativo I Parágrafo introdutório Desenvolvimento: Tópico frasal Habilidades: Perceber no texto dissertativo a estrutura organizada de um parágrafo introdutório que expressa em um

Leia mais

O porco que veio no rio

O porco que veio no rio Ficha de transcrição / Esposende / O porco que veio no rio O porco que veio no rio Classificação: Episódio de vida Assunto: Numa época de grande escassez e dificuldade, uma mulher encontro um porco que

Leia mais

Alunos: Francini Medeiros, Giseli Duarte, Hadassa Marques, Jéssica Santos, Luana Beatriz e Sérgio Araújo. Turma: 9020511.

Alunos: Francini Medeiros, Giseli Duarte, Hadassa Marques, Jéssica Santos, Luana Beatriz e Sérgio Araújo. Turma: 9020511. Alunos: Francini Medeiros, Giseli Duarte, Hadassa Marques, Jéssica Santos, Luana Beatriz e Sérgio Araújo. Turma: 9020511. "Todo momento pré é de prenúncios, de pressupostos. Todo momento pré transita

Leia mais

Carlos Neves. Antologia. Raízes. Da Poesia

Carlos Neves. Antologia. Raízes. Da Poesia 1 Antologia Raízes Da Poesia 2 Copyrighr 2013 Editra Perse Capa e Projeto gráfico Autor Registrado na Biblioteca Nacional ISBN International Standar Book Number 978-85-8196-234- 4 Literatura Poesias Publicado

Leia mais

SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1

SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1 SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1 ADILSON VENTURA DA SILVA Departamento de Estudos Linguísticos e Literários Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Estrada do Bem Querer, km 4 Centro

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia BH

Colégio Santa Dorotéia BH Colégio Santa Dorotéia BH Área de Códigos e Linguagens Disciplina: Língua Portuguesa Série: 8 a - Ensino Fundamental Professoras: Mônica e Priscila Língua Portuguesa Atividades para Estudos Autônomos Data:

Leia mais

Lindo e Triste Brasil

Lindo e Triste Brasil SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 07 / / 0 II AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF UNIDADE: ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA:

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian.

Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian. Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian. Leitura do conto O gato preto, de Edgar Allan Poe (duas aulas) 1- Leitura compartilhada do conto, dividido em duas partes.

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A HISTÓRIA, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Antes de você iniciar a leitura do

Leia mais

ANÁLISE ESTILÍSTICA DE LETRAS DE MÚSICAS: CONTRIBUIÇÕES PARA A AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA

ANÁLISE ESTILÍSTICA DE LETRAS DE MÚSICAS: CONTRIBUIÇÕES PARA A AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA ANÁLISE ESTILÍSTICA DE LETRAS DE MÚSICAS: CONTRIBUIÇÕES PARA A AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA Andréia Gaeta de Pontes Geraldo andreia17nov@hotmail.com Aline Sirlene de Souza alinesouza_guap@hotmail.com Josiane

Leia mais

Escrevendo um conto de Ficção Científica

Escrevendo um conto de Ficção Científica Escrevendo um conto de Ficção Científica O que é um conto? Conto é um texto narrativo curto com linguagem simples que acontece em tempo e espaço reduzido. Possui poucos personagens e todas as ações são

Leia mais

DISCURSO DE FORMATURA

DISCURSO DE FORMATURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE FILOSOFIA, SOCIOLOGIA E POLÍTICA CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DISCURSO DE FORMATURA Turmas 2014/2: Bacharelado e Licenciatura ORADOR: Prof. Francisco Eduardo Beckenkamp

Leia mais

Trabalho e potencial elétrico

Trabalho e potencial elétrico PARTE I Unidade a 3 capítulo Trabalho e potencial elétrico seções: 31 Trabalho da força elétrica 32 Diferença de potencial elétrico 33 Superfície equipotencial antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela

Leia mais

O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo

O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo 1 O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo poeta e psiquiatra francês André Breton em 1924. Inserido

Leia mais

PILARES DA VIDA LIVRO DE POESIAS. Pensar, Refletir, Amar e ter Amigos é a Maneira do Ser Humano Viver.

PILARES DA VIDA LIVRO DE POESIAS. Pensar, Refletir, Amar e ter Amigos é a Maneira do Ser Humano Viver. PILARES DA VIDA LIVRO DE POESIAS Pensar, Refletir, Amar e ter Amigos é a Maneira do Ser Humano Viver. ELDER DE SOUZA PINTO CAPITULO I: REFLEXÕES E PENSAMENTOS A ARTE DE SER Ser é a arte de se inventar

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 6º ano 3º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

LÍNGUA PORTUGUESA 6º ano 3º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES LÍNGUA PORTUGUESA 6º ano 3º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES Leia a tira a seguir: 1. Na tira, a personagem Meg e seu amigo participam de uma brincadeira. Que brincadeira é essa? 2.

Leia mais

Atlas Observe o mundo a sua volta. Como você classificaria os objetos que vê? Por seu uso, cor, forma, tamanho, natureza? A intenção aqui é que toda

Atlas Observe o mundo a sua volta. Como você classificaria os objetos que vê? Por seu uso, cor, forma, tamanho, natureza? A intenção aqui é que toda Atlas Observe o mundo a sua volta. Como você classificaria os objetos que vê? Por seu uso, cor, forma, tamanho, natureza? A intenção aqui é que toda a turma crie categorias de classificação. Grupos então

Leia mais

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA 1 o TRIMESTRE 2011

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA 1 o TRIMESTRE 2011 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA 1 o TRIMESTRE 2011 PROF. MARCUS NOME N o 9º ANO Caro aluno, ou cara aluna. Nunca se esqueça: Sua letra deve ser artesanal, e sempre, sempre a caneta... Suas respostas devem estar

Leia mais

CORDEIS PELA CANONIZAÇÃO DE EMILIE DE VILLENUEVE

CORDEIS PELA CANONIZAÇÃO DE EMILIE DE VILLENUEVE CORDEIS PELA CANONIZAÇÃO DE EMILIE DE VILLENUEVE A Santa e Madre Emilie já foi Beatificada. Agora com um novo milagre reconhecido, Será em maio canonizada. Neta de um conde francês abandona a vida de princesa.

Leia mais

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE Literatura Infantil aspectos a serem desenvolvidos A natureza da Literatura Infanto-Juvenil está na Literatura e esta é uma manifestação artística. Assim,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Palavras. chave: texto; poesia; recorte; enunciação; Manuel Bandeira.

Palavras. chave: texto; poesia; recorte; enunciação; Manuel Bandeira. 197 Eduardo Guimarães 1 Resumo esumo: Este texto tem como objetivo analisar o poema Andorinha, de Manuel Bandeira, a partir de um dispositivo de análise semântica do texto. Para isso, apresenta uma posição

Leia mais

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais.

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais. EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE PORTUGUÊS SERIE: 7 ANO TURMA: 3 BIMESTR DATA / /2010 PROFESSORA: CLAUDIA ALUNO (A): NOTA: Nº: Leia a tira com atenção. 1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de

Leia mais

Língua Portuguesa e Literatura Brasileira

Língua Portuguesa e Literatura Brasileira Texto I Educai o coração da mulher, esclarecei seu intelecto com o estudo de coisas úteis e com a prática dos deveres, inspirando nela o deleite que se experimenta ao cumpri-los; purgai a sua alma de tantas

Leia mais

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um.

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Prezados, Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. LOGOTIPO - 01 DESCRIÇÃO: Com apelo visual forte,

Leia mais

Uma semana nem tão moderna assim

Uma semana nem tão moderna assim Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/meus-livros/ (acessado em 08/03/2012) 11/02/2012 às 8:10 \ Livros da Semana Uma semana nem tão moderna assim A capa de '1922' é baseada na de 'Pauliceia Desvairada',

Leia mais

DESAFIO PORTUGUÊS. O incrível enigma do galinheiro

DESAFIO PORTUGUÊS. O incrível enigma do galinheiro DESAFIO PORTUGUÊS O incrível enigma do galinheiro Isso aconteceu numa época em que o grande detetive Sherlock Holmes estava aposentado e um tanto esquecido. Em Londres, onde morava, ninguém mais o chamava

Leia mais

Português 3º ano Wilton. Vanguardas na Europa e no Brasil

Português 3º ano Wilton. Vanguardas na Europa e no Brasil Português 3º ano Wilton Vanguardas na Europa e no Brasil Roberson de Oliveira 1 Vanguardas na Europa e no Brasil No dia 20 de dezembro de 1917, o jornal O Estado de S. Paulo publicou o artigo Paranoia

Leia mais

#2 Paixão é diamante. #3 Una paixão, talentos e utilidade. #4 Desenvolva novas competências

#2 Paixão é diamante. #3 Una paixão, talentos e utilidade. #4 Desenvolva novas competências #1 Seus talentos valem ouro O que você faz bem, naturalmente e com facilidade? Os talentos são aquelas habilidades que parecem simplesmente fluir, sem esforço: você em seu melhor dia! Descubra e lance

Leia mais

BANDEIRA NACIONAL. Clique para avançar. Ria Slides

BANDEIRA NACIONAL. Clique para avançar. Ria Slides BANDEIRA NACIONAL Clique para avançar A Bandeira Nacional é um dos Símbolos Nacionais, assim como o são o Hino Nacional, as Armas Nacionais e o Selo Nacional. É o Símbolo da nossa Pátria. O Símbolo do

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Associação Nacional dos Leigos Amigos de Murialdo - ANALAM. Educação do Coração. Brasil, 2000. Subsídio de Formação nº 2

Associação Nacional dos Leigos Amigos de Murialdo - ANALAM. Educação do Coração. Brasil, 2000. Subsídio de Formação nº 2 Associação Nacional dos Leigos Amigos de Murialdo - ANALAM Educação do Coração Brasil, 2000 Subsídio de Formação nº 2 SUMÁRIO 1. O que é o Coração...33 2. O mais precioso...34 3. A fonte da descoberta...35

Leia mais

OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO

OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO 1 RESUMO OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO Glória Maria A. F. Cristofolini Nada se passa na mente que o corpo não manifeste, cita Hermógenes. Quando a medicina ocidental passou a

Leia mais

Leandro Gomes de Barros

Leandro Gomes de Barros Leandro Gomes de Barros As Proezas de um Namorado Mofino Sempre adotei a doutrina Ditada pelo rifão, De ver-se a cara do homem Mas não ver-se o coração, Entre a palavra e a obra Há enorme distinção. Zé-pitada

Leia mais

Juventude - Conselhos importantes para quem quer se casar

Juventude - Conselhos importantes para quem quer se casar Juventude - Conselhos importantes para quem quer se casar " Ao homem pertencem os planos do coração; mas a resposta da língua é do Senhor. Todos os caminhos do homem são limpos aos seus olhos; mas o Senhor

Leia mais

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a)

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a) 5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a) Roteiro Semanal de Atividades de Casa (06 a 10 de Maio 013) Desafio! 1) Agora, temos um desafio com formas geométricas. Observe. ) Complete a sequência seguindo

Leia mais

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA:

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Fundo Perpétuo de Educação PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Os depoimentos, ensinamentos e metas dos participantes mais bem sucedidos. A escolha da escola fez a diferença na sua colocação

Leia mais

Prova Escrita de Português

Prova Escrita de Português EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Português 12.º Ano de Escolaridade Prova 639/Época Especial 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Testemunha 4. Sinopse. Apresentação. Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor

Testemunha 4. Sinopse. Apresentação. Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor Testemunha 4 Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor Sinopse Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto. Apresentação O documentário acompanha a trajetória

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DISCIPLINA: FÍSICA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO

Leia mais

7h30 min às 8h15min Inglês Espanhol Espanhol Biologia Biologia. 9h às 9h45 min História Gramática Geografia Literatura Matemática

7h30 min às 8h15min Inglês Espanhol Espanhol Biologia Biologia. 9h às 9h45 min História Gramática Geografia Literatura Matemática 6º Ano A 7h30 min às 8h15min Inglês Espanhol Espanhol 8h15 min às 9h Filosofia Arte 9h às 9h45 min Gramática Geografia Literatura 10h05 min às 10h50 min Gramática Inglês 10h50 min às 11h35 min Geografia

Leia mais

Aluno(a) Nº. Série: Turma: Ensino Médio Trimestre [ ] Data: / / Disciplina: Professor: Linguagem e língua

Aluno(a) Nº. Série: Turma: Ensino Médio Trimestre [ ] Data: / / Disciplina: Professor: Linguagem e língua Aluno(a) Nº. Série: Turma: Ensino Médio Trimestre [ ] Data: / / Disciplina: Professor: Linguagem e língua É a palavra que identifica o ser humano, é ela seu substrato que possibilitou a convivência humana

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA UMA AVENTURA NO PALÁCIO DA PENA COLEÇÃO UMA AVENTURA ATIVIDADES PROPOSTAS Leitura de um capítulo por aula; Preenchimento de fichas de trabalho; Correção das fichas no

Leia mais

Público-alvo: Ampliar o conhecimento que os alunos já possuem sobre o alfabeto. Identificar palavras de acordo com a letra inicial solicitada.

Público-alvo: Ampliar o conhecimento que os alunos já possuem sobre o alfabeto. Identificar palavras de acordo com a letra inicial solicitada. PROPOSTA DIDÁTICA Tema: Público-alvo: Duração: Área de conhecimento envolvida: Abordagem de tema transversal: Trabalho com o Alfabeto Professores do 1º ano 7 aulas Língua Portuguesa Pluralidade Cultural

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2011 DIREITO PROVA DISCURSIVA

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2011 DIREITO PROVA DISCURSIVA ESCREVA AQUI SEU NÚMERO DE INSCRIÇÃO: PROVA DISCURSIVA - O presente caderno contém 0 (três) questões de História e 0 (três) questões de Geografia, dentre as quais você deverá escolher DUAS de cada disciplina

Leia mais

Curso Wellington Física Óptica Espelhos Esféricos Prof Hilton Franco. 1. Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem:

Curso Wellington Física Óptica Espelhos Esféricos Prof Hilton Franco. 1. Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem: 1. Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem: (1) A reta definida pelo centro de curvatura e pelo vértice do espelho é denominada de eixo secundário. (3) O ponto de encontro

Leia mais

Nome: N.º: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs

Nome: N.º: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. PLANETA sustentável QUANTO SE GASTA DE ÁGUA

Leia mais

Atividade Extraclasse Língua Portuguesa

Atividade Extraclasse Língua Portuguesa ADVÉRBIO Instituto Presbiteriano de Educação Goiânia, de abril de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) 7º Ano Atividade Extraclasse Língua Portuguesa É a classe

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais