Traços fonológicos na perda da marca morfológica de plural no português

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Traços fonológicos na perda da marca morfológica de plural no português"

Transcrição

1 Traços fonológicos na perda da marca morfológica de plural no português brasileiro 6-1 Thaïs Cristófaro-Silva (UFMG-KCL) Christine Guedri (UFMG-UT) Leonardo Almeida (UFMG) Um dos traços que se observa no português brasileiro é a perda da marca de plural (Naro & Scherre (1997),(23)). No caso dos nominais observa-se que a marca morfológica de plural é preservada num referente - que é tipicamente um artigo definido ou indefinido e os substantivos e adjetivos que seguem o artigo não possuem marca de plural: ''os meninos bonitos'' e ''os menino bonito'' ou ''uns dias chuvosos'' e ''uns dia chuvoso''. A perda da marca de plural ocorre em susbtantivos e adjetivos cujo plural é regular e formado pela adição do morfema (-s) como em ''os meninos bonitos'' e ''os menino bonito'' ou nos plurais irregulares do português: metafonia (''uns dias chuvosos'' e ''uns dia chuvoso''); plural em (ão): ''os leões'' e ''os leão''; ''os irmãos'' e ''os irmão'', ''os capitães'' e ''os capitão''); L-final (''os anéis'' e ''os anel'') e R-final (''as cores'' e ''as cor'') e S-final (''os meses'' e ''os mês''). Este artigo investiga em particular a perda da marca de plural deste último grupo: S-final. Um experimento foi realizado para avaliar este fenômeno com o objetivo de se avaliar o detalhe fonético inerente à perda da marca de plural nestes casos. Mais especificamente a hipótese formulada é de que a perda de material segmental correspondente a marca morfológica de plural deixa traços fonológicos na representação lingüística. Observamos que nos casos em que o plural não ocorrreu (''os mês'') houve o alongamento da vogal tônica da palavra e a fricativa final também é alongada: [me:s:] (em oposição a forma singular [mes]). Medidas acústicas são apresentadas para corroborar a hipótese testada. Finalmente, uma proposta de avaliação dos demais casos de perda de plural nominal irregular é formulada. (1) Abordagem tradicional da natureza das representações lingüísticas: informações redundantes são excluidas das representações. Uma única representação expressa as generalizações. As formas lingüísticas que são de fato atestadas nas línguas surgem através da operacionaldiade de mecanismos lingüíticos (regras ou restrições). Representação única. (2) A sociolingüística incorpora a dimensão social observável nas comunidades de fala à análsie lingüística (Labov (1972, 1994)). Contudo, a idéia de representação única e de mecanismos lingüísticos que propiciam a alteração das representações únicas continua a ser admitidos. (3) Abordagem da Lingüística de Uso quanto a natureza das representações lingüísticas: informações redundantes estão presentes nas representações. As representações lingüísticas são múltiplas e interelacionadas em redes que conectam informações fonológicas, semânticas, morfológicas, etc. (4) A Fonologia de Uso (Bybee (21)) formula que as representações lingüísticas sejam múltiplas e interconectadas. Há grande interação entre so diversos níveis da Gramática. A categorização desempenha um papel crucial na organização do componente lingüístico ao agrupar e separar unidades de processamento. As freqüências de tipo (type) e de ocorrência (token) desempenham papel importante na categorização (Pierrehumbert (21, 23)). As representações múltiplas apresentam gradualidade fonética indicando a natureza gradual das mudanças sonoras. (5) O item léxico é a unidade de mapeamento e processamento (e também unidades lingüísticas independentes). (6) O caráter gradual da representação fonológica pode ser extendido para outros níveis da Gramática? (7) Perda da marca de plural nominal no português brasileiro (Scherre (1987, 1991, 1998, Scherre & Naro, (1995, 23)) a. os meninos bonitos > os menino bonito b. uns dias chuvosos > uns dia chuvoso c. Metafonia: os r[o]stos > os r[o]sto

2 d. ÃO>ões, ãos, ães: os leões and os leão e. L-final: os anéis > os anel f. S-final: os meses > os mes 6-2 Although a number of works looked at plural loss in different varieties of BP from a morphological and syntactic point of view, little has been said about the phonological consequences related to it. (8) Este trabalho avalia a consequencia da perda da marca de plural no continum da fala: fonologia. (9) Níveis de representação: fonética e fonologia. O caráter gradual da representação lingüística. (1) Estudo de casos do tipo (7f): S-final: os meses > os mes a. perda da marca de plural é categórica ou gradual? b. evidência oriunda do sinal acústico (11) Perspectiva teórica: a. Usage-Based Phonology (Bybee, (2), (21) (23)). b. Exemplar Models (Pierrehumbert, (21), (23)). c. Articulatory Phonology (Browman & Goldstein (1992)). d. Fonologia de Laboratório (Ladd, Beckman & Pierrehumbert (2)) (12) Experimento: a. Dados de falantes de Belo Horizonte b. 4 homens e 4 mulheres c. Idade: menos que 25 anos e mais que 4 anos d. Ensino médio concluido ou ensino superior (13) Palavras selecionadas: vogal monossílabo dissílabo i X (xis) nariz e vez chinês E dez vies a gás rapaz o Kôs arroz ç voz Queiróz u luz capuz (14) Fatores estruturais a. Monossílabou-dissílabo b. Tipo da vogal:[a,e,e, i,o,ç,u] c. estilo: elicitação, leitura de lista e leitura de texto. (15) Casos de lenição: ocorre uma (vogal alta+sibilante) como marca de plural [is] OU não ocorre a marca de plural. (16) Análise experimental: propriedades acústicas da palavra, duração da vogal tônica, duração da sibilante. (17) Acoustic analysis carried out with PRAAT. Análise estatística: Matlab.

3 6-3 (18) Os resultados indicam que a perda da marca de plural [-is] propicia a junção de duas fricatives: (mes+is > mezis > mezs). A fricative final tem caracteristicas de vozeamento e de desvozeamento. A vogal primária é mais longa quando há perda da marca de plural. (19) Dificuldade de transcrever tais dados com símbolos do IPA: meses [me:zs ] para o plural e mês [mes] para o singular? (2) Formas com lenição: 336 tokens coletados para formas de plural para três estilos de fala diferentes. (14 palavras para 8 participantes= 112 tokens x 3 estilos de fala). Total de formas com lenição é de 3.5% (11/336) dos casos examinados. (21) Distribuição da lenição em relação ao tipo da vogal: palavras com qualquer vogal do português pode ter lenição da marca de plural Vowel Monosyllable Polysyllable Total /i/ ,1% /e/ ,4% /E/ % /a/ % /ο/ ,% /ç/ ,2% /υ/ ,1% Total (22) Distribuição da lenição em relação ao estilo de fala: Reading a list Elicitation Reading in Context 17/ % 34/ % 49/ % (23) Lenição e freqüência de ocorrência: % de Token % de Lenição frequency Lenição i X(xis) 2,8 nariz 37,5 143 Token frequency e vez 33, chinês 37, E dez 25, vies 37,5 25 a gás 29, rapaz 33, o Kôs 29,2 arroz 2,8 2 ç voz 37, Queiróz 25, u luz capuz 29,2 13

4 % of Lenitição x Frequencia % of Lenição Xis Dez Kos Queiroz Arroz Vies Capuz Nariz Gas Luz Rapaz Chines Voz Vez Frequencia Acredita-se que o conhecimento do cérebro humano a respeito da frequência de ocorrência das palavras se dá de forma logarítmica(ref. Linguística Probabilística). Sendo assim, podemos agrupar a frequência das palavras utilizadas em 4 grupos diferentes: palavras inventadas, palavras com log da frequência < 1, palavras com log de frequência >= 1 e < 8 e palvras com log de frequência > Probabilidade de Lenição X Log da Frequencia.3 Probabilidade de Lenição Invented Log < 1 Log >=1 e <8 Log >= 8 Log da Frequencia (24) Gradualidade inerente as representações: Os resultados deste trabalho sugerem que a perda da marca de plural em palavras terminadas em (s) - como ''mês, luz, etc.'' é foneticamente gradual e deixa marcas ou traços na representação lingüística (sinal acústico): alongamento da vogal tônica e vozeamento parcial na fricativa final. Os símbolos fonéticos disponíveis pelo IPA não são suficientes para caracterizar tais propriedades. A seguir temos 3 espectogramas da palavra Chineses, no primeiro a marca do plural está presente, no segundo ele praticamente desapareceu e no terceiro não é mais possível identificá-la.

5 Frequency (Hz) Time (s) 5 4 Frequency (Hz) Time (s) 5 4 Frequency (Hz) Time (s) (25) Medidas relatives ao alongamento das vogais e das fricatives: T-test prova que a vogal e as fricativas das formas de plural com lenição são mais longas que vogais tônicas e fricativas das formas no singular. H: Plural vowels and fricatives are longer than singular vowels and fricatives Singular(ms) Plural(ms) p-value Vowels,177(,77),189(,6),89 Fricatives.26(.11),258(,99),99 Table - Mean values and Standard Deviation of vowels and fricatives when lenition occurs.

6 6-6 (26) Formas com e sem lenição: Difficult to characterize lenited forms with IPA symbols Segmental loss affects the whole word (in this case expressed in the lengthening of the vowel and the fricative: By bee (21)). Acoustic analysis contributes to a better understanding of gradual implementation of phonological variation and change. (27) Future Research a. Evaluate other plural losses in BP: normal plural : os patos'' and os pato the ducks metaphony: os r[o]stos and os r[o]sto the face ão-alternation: os leões and os leão the lions final-l: os anéis and os anel the rings b. Integration of theories of phonology, morphology and syntax. c. Investigation of the loss of plural markers in other Romance languages such as French and Spanish

Representações Fonológicas: contribuições da oralidade e da escrita

Representações Fonológicas: contribuições da oralidade e da escrita LETRAS Representações DE HOJE fonológicas LETRAS DE HOJE LETRAS DE HOJE LETRAS DE HOJE LETRAS DE HOJE LETRAS DE HOJE LETRAS DE HOJE 87 Representações Fonológicas: contribuições da oralidade e da escrita

Leia mais

Modelos Multi-representacionais em Fonologia

Modelos Multi-representacionais em Fonologia Submetido à publicação comentários são bem vindos! 1-12 Modelos Multi-representacionais em Fonologia Thaïs Cristófaro Silva (UFMG-KCL) 1. Introdução Abordagens multi-representacionais caracterizam representações

Leia mais

Produção de plosivas surdas em inglês e português por falantes brasileiros de inglês como língua estrangeira

Produção de plosivas surdas em inglês e português por falantes brasileiros de inglês como língua estrangeira Anais do CELSUL 2008 Produção de plosivas surdas em inglês e português por falantes brasileiros de inglês como língua estrangeira Mariane A. Alves 1, Izabel Seara 2 1 Universidade Federal de Santa Catarina

Leia mais

All Sessions at the Stanford Humanities Center Levinthal Hall 424 Santa Teresa Street Stanford, CA 95305-4015. Keynote Addresses:

All Sessions at the Stanford Humanities Center Levinthal Hall 424 Santa Teresa Street Stanford, CA 95305-4015. Keynote Addresses: All Sessions at the Stanford Humanities Center Levinthal Hall 424 Santa Teresa Street Stanford, CA 95305-4015 Keynote Addresses: Elizabeth Bernhardt Milton M. Azevedo University of California, Berkeley

Leia mais

A DITONGAÇÃO DAS SÍLABAS TÔNICAS FINAIS TRAVADAS NOS FALARES BLUMENAUENSE E PORTO-ALEGRENSE: UMA ANÁLISE PRELIMINAR

A DITONGAÇÃO DAS SÍLABAS TÔNICAS FINAIS TRAVADAS NOS FALARES BLUMENAUENSE E PORTO-ALEGRENSE: UMA ANÁLISE PRELIMINAR Página94 A DITONGAÇÃO DAS SÍLABAS TÔNICAS FINAIS TRAVADAS NOS FALARES BLUMENAUENSE E PORTO-ALEGRENSE: UMA ANÁLISE PRELIMINAR Cristiane Gonçalves Uliano 1 Maria Fernanda Silva de Carvalho 2 Marina da Costa

Leia mais

APRENDIZADO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: O CASO DA NASALIZAÇÃO DE VOGAIS

APRENDIZADO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: O CASO DA NASALIZAÇÃO DE VOGAIS UNIVERSIDADE: Universidade Federal de Minas Gerais NÚCLEO DISCIPLINAR/COMITÊ ACADÊMICO: Lingüística, Letras e Artes TÍTULO DO TRABALHO: APRENDIZADO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: O CASO DA NASALIZAÇÃO DE VOGAIS

Leia mais

ASPA: a Formulação de um Banco de Dados de Referência da Estrutura Sonora do Português Contemporâneo

ASPA: a Formulação de um Banco de Dados de Referência da Estrutura Sonora do Português Contemporâneo ASPA: a Formulação de um Banco de Dados de Referência da Estrutura Sonora do Português Contemporâneo Thaïs Cristófaro-Silva 1, Leonardo S. de Almeida 2, Thiago Fraga 2 1 Departamento de Letras Universidade

Leia mais

Difusão Lexical: Estudos de Casos do. Português Brasileiro

Difusão Lexical: Estudos de Casos do. Português Brasileiro Difusão Lexical: Estudos de Casos do Português Brasileiro Thaïs Cristófaro-Silva (UFMG-KCL) 1. Introdução Este trabalho expressa resultados parciais de uma pesquisa que tem por objetivo central avaliar

Leia mais

O USO DO PROGRAMA PRAAT PARA COMPREENSÃO DO JEITINHO BRASILEIRO DE FALAR INGLÊS: UMA EXPERIÊNCIA DE UM GRUPO DE ESTUDOS

O USO DO PROGRAMA PRAAT PARA COMPREENSÃO DO JEITINHO BRASILEIRO DE FALAR INGLÊS: UMA EXPERIÊNCIA DE UM GRUPO DE ESTUDOS O USO DO PROGRAMA PRAAT PARA COMPREENSÃO DO JEITINHO BRASILEIRO DE FALAR INGLÊS: UMA EXPERIÊNCIA DE UM GRUPO DE ESTUDOS Maria Lúcia de Castro GOMES 1 Universidade Tecnológica Federal do Paraná RESUMO:

Leia mais

Mariléia Reis 1 Almerinda Bianca Batti Dias 2. marileiareis@unisul.br bbd@unesc.net

Mariléia Reis 1 Almerinda Bianca Batti Dias 2. marileiareis@unisul.br bbd@unesc.net REIS, Mariléia; DIAS, Almerinda Bianca Batti. A vibrante final de infinitivo na fala de crianças em fase final de aquisição da linguagem: o efeito cumulativo de natureza fonomorfossintática sobre o fonema

Leia mais

PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E SEMÂNTICO PARA SENTENÇAS DO PORTUGUÊS

PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E SEMÂNTICO PARA SENTENÇAS DO PORTUGUÊS Estudos Lingüísticos XXVI (Anais de Seminários do GEL) Trabalho apresentado no XLIV Seminário do GEL na UNITAU - Taubaté, em 1996 UNICAMP-IEL Campinas (1997), 352-357 PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E

Leia mais

Resumo. pela presença extra, total ou parcial, do cromossoma 21. Assim, existe uma alteração

Resumo. pela presença extra, total ou parcial, do cromossoma 21. Assim, existe uma alteração Resumo A Trissomia XXI caracteriza-se por um distúrbio de origem genética causado pela presença extra, total ou parcial, do cromossoma 21. Assim, existe uma alteração generalizada do Sistema Nervoso Central

Leia mais

Aquisição lexical no desenvolvimento normal e alterado de linguagem um estudo experimental

Aquisição lexical no desenvolvimento normal e alterado de linguagem um estudo experimental Aquisição lexical no desenvolvimento normal e alterado de linguagem um estudo experimental Descritores: Transtornos do desenvolvimento da linguagem; Terapia da linguagem; Vocabulário Introdução A aquisição

Leia mais

Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O

Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O Linguística P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A Conceito Ciência que visa descrever ou explicar

Leia mais

-------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------- --- Flexão de número na gramática da criança e na gramática do adulto Christina Abreu Gomes (UFRJ/CNPq) Carolina Gonçalves Manoel (UFRJ) RESUMO: Este artigo focaliza o uso alternativo de formas flexionais

Leia mais

...porque foi assim! (notas sobre a explicação em diacronia) Era uma vez ... ou o passado para 'explicar' o presente

...porque foi assim! (notas sobre a explicação em diacronia) Era uma vez ... ou o passado para 'explicar' o presente ...porque foi assim! (notas sobre a explicação em diacronia) Maria Teresa Brocardo ABSTRACT Some traditional linguistic studies were characterized by relying on the past in order to 'explain' the present

Leia mais

A DITONGAÇÃO EM SÍLABAS TRAVADAS POR /S/ EM FLORIANÓPOLIS

A DITONGAÇÃO EM SÍLABAS TRAVADAS POR /S/ EM FLORIANÓPOLIS A DITONGAÇÃO EM SÍLABAS TRAVADAS POR /S/ EM FLORIANÓPOLIS Carine Haupt (Universidade Federal de Santa Catarina) ABSTRACT: In this paper we analyzed the occurrences of diphthongs in syllables with /S/ in

Leia mais

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos.

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. METAS CURRICULARES 2º ANO Português Oralidade Respeitar regras da interação discursiva. Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. Produzir um discurso oral com correção. Produzir

Leia mais

Textos Seleccionados. XXIV Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística, Lisboa, APL, 2009, pp. 125-139

Textos Seleccionados. XXIV Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística, Lisboa, APL, 2009, pp. 125-139 Aquisição da fricativa em coda no português brasileiro: variação e propriedades distribucionais Aline Rodrigues Benayon e Christina Abreu Gomes Universidade Federal do Rio de Janeiro Abstract In this paper,

Leia mais

Análise métrica do apagamento das vogais postônicas não finais no dialeto do noroeste paulista

Análise métrica do apagamento das vogais postônicas não finais no dialeto do noroeste paulista Análise métrica do apagamento das vogais postônicas não finais no dialeto do noroeste paulista (Metrical analysis of syncope of posttonic non-final vowels in dialect of the northwest of São Paulo state)

Leia mais

O USO DE FORMAS DO INDICATIVO POR FORMAS DO SUBJUNTIVO NO PORTUGUÊS BRASILEIRO.

O USO DE FORMAS DO INDICATIVO POR FORMAS DO SUBJUNTIVO NO PORTUGUÊS BRASILEIRO. O USO DE FORMAS DO INDICATIVO POR FORMAS DO SUBJUNTIVO NO PORTUGUÊS BRASILEIRO. ANA ALVES NETA Rua Treze de Maio, 1000 Vila Jadete - Januária-MG - CEP 39480-000 aalvesneta@yahoo.com.br Abstract: Under

Leia mais

Redução do item negativo pré-verbal não: uma abordagem variacionista

Redução do item negativo pré-verbal não: uma abordagem variacionista Redução do item negativo pré-verbal não: uma abordagem variacionista Lílian Teixeira de Sousa Graduada em Letras pela Universidade Federal de Ouro Preto Resumo O presente artigo trata da alternância entre

Leia mais

A NASALIZAÇÃO VOCÁLICA NA AQUISIÇÃO DO ITALIANO COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA POR FALANTES DO PORTUGUÊS BRASILEIRO

A NASALIZAÇÃO VOCÁLICA NA AQUISIÇÃO DO ITALIANO COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA POR FALANTES DO PORTUGUÊS BRASILEIRO A NASALIZAÇÃO VOCÁLICA NA AQUISIÇÃO DO ITALIANO COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA POR FALANTES DO PORTUGUÊS BRASILEIRO GHISLANDI, Indianara; OENNING, Micheli email: michelioenning@yahoo.com.br Universidade Estadual

Leia mais

Integração de Imigrantes

Integração de Imigrantes Integração de Imigrantes ODEMIRA INTEGRA It is a project born from the need to improve and increase support measures, reception and integration of immigrants. 47% of immigrants registered in the district

Leia mais

A AQUISIÇÃO DE SER E ESTAR NO ENSINO DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA

A AQUISIÇÃO DE SER E ESTAR NO ENSINO DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA A AQUISIÇÃO DE SER E ESTAR NO ENSINO DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA Ana Paula HUBACK 1 RESUMO: Neste artigo faz-se uma análise da aquisição dos verbos SER e ESTAR por estudantes de português como

Leia mais

directive on private enforcement Quantification of damage & passing on

directive on private enforcement Quantification of damage & passing on directive on private enforcement uantification of damage & passing on 3rd Portuguese and Spanish Conference on Competition Law Auditório Vieira de Almeida Lisboa, 28 e 29 de Novembro de 2013 A aculdade

Leia mais

SÍLABA TÔNICA NÃO FINAL E EM ONSET DE SÍLABA PÓS- TÔNICA FINAL

SÍLABA TÔNICA NÃO FINAL E EM ONSET DE SÍLABA PÓS- TÔNICA FINAL MEDIDAS DO VOT DE CONSOANTES OCLUSIVAS SURDAS EM ONSET DE SÍLABA TÔNICA NÃO FINAL E EM ONSET DE SÍLABA PÓS- TÔNICA FINAL EM DADOS DO DIALETO CURITIBANO VOICE ONSET TIME MEASUREMENT FOR VOICELESS PLOSIVES

Leia mais

Prosódia dos tipos frásicos em variedades do Português Europeu: produção e percepção. Marisa Cruz & Sónia Frota Universidade de Lisboa

Prosódia dos tipos frásicos em variedades do Português Europeu: produção e percepção. Marisa Cruz & Sónia Frota Universidade de Lisboa Prosódia dos tipos frásicos em variedades do Português Europeu: produção e percepção Marisa Cruz & Sónia Frota Universidade de Lisboa Abstract The present paper examines the intonational typology and tonal

Leia mais

Fonética Articulatória: Consoantes

Fonética Articulatória: Consoantes 1. Conceitos Básicos Fonética Articulatória: Consoantes Seung Hwa Lee Introdução aos Estudos linguísticos I 1) Estudos de sons Fonética vs. Fonologia Fonética articulatória Produção Fonética acústica Fonética

Leia mais

Traços da distinção contável-massivo no Chinês e no Português Brasileiro

Traços da distinção contável-massivo no Chinês e no Português Brasileiro Traços da distinção contável-massivo no Chinês e no Português Brasileiro Nize Paraguassu Endereço Acadêmico: Departamento de Lingüística - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Universidade

Leia mais

Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I. Unidade I:

Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I. Unidade I: Unidade: Os Níveis de Análise Linguística I Unidade I: 0 OS NÍVEIS DE ANÁLISE LINGUÍSTICA I Níveis de análise da língua Análise significa partição em segmentos menores para melhor compreensão do tema.

Leia mais

UM NOVO OLHAR SOBRE A FISSURA PALATINA

UM NOVO OLHAR SOBRE A FISSURA PALATINA UM NOVO OLHAR SOBRE A FISSURA PALATINA Rita TONOCCHI 1 Gustavo NISHIDA 2 Adelaide H.P. SILVA 3 RESUMO: Analisando acusticamente dados de fala de um sujeito portador de fissura palatina e de um sujeito

Leia mais

KEY WORDS: teaching; pedagogical project, reading, writing, teacher s training.

KEY WORDS: teaching; pedagogical project, reading, writing, teacher s training. As disciplinas voltadas à metodologia do ensino de língua portuguesa na formação docente em Pedagogia e Letras no Oeste do Paraná Profª Drª Rita Maria Decarli Bottega Unioeste Daiane Pagnocelli Guarda

Leia mais

O parâmetro da cliticização fonológica e os pronomes átonos no Português do Brasil e no Português Europeu

O parâmetro da cliticização fonológica e os pronomes átonos no Português do Brasil e no Português Europeu O parâmetro da cliticização fonológica e os pronomes átonos no Português do Brasil e no Português Europeu Silvia Rodrigues Vieira 1 1 Faculdade de Letras Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) silviavieira@letras.ufrj.br

Leia mais

o objetivo deste projeto 6 propor a analise e implementacao de urn "parser

o objetivo deste projeto 6 propor a analise e implementacao de urn parser PARSER: UM ANALISADOR SINTATICO E SEMANTICO PARA SENTEN«;AS DO PORTUGlltS Joao Luis Garcia ROSA (PUCCAMP) ABSTRACT: This work aims at the analysis and implementation 0/ a semantic parser for oral portuguese

Leia mais

Estrutura argumental preferida: uma análise funcionalista dos padrões de uso dos argumentos dos verbos em narrativas orais e em narrativas escritas

Estrutura argumental preferida: uma análise funcionalista dos padrões de uso dos argumentos dos verbos em narrativas orais e em narrativas escritas Estrutura argumental preferida: uma análise funcionalista dos padrões de uso dos argumentos dos verbos em narrativas orais e em narrativas escritas Juliano Desiderato Antonio Universidade Estadual de Maringá

Leia mais

Programação Básica em STEP 7 Símbolos. SITRAIN Training for Automation and Drives Página 4-1

Programação Básica em STEP 7 Símbolos. SITRAIN Training for Automation and Drives Página 4-1 Conteúdo Pág. Endereçamento Absoluto e Simbólico... 2 Endereçamento Absoluto - Panorâmica... 3 Abrindo a Tabela de...... 4 Editar: Procurar e Substituir... 5 Visualizar: Filtro... 6 Visualizar: Ordenar...

Leia mais

Estudo do pré-vozeamento, frequência do burst e locus de F2 das oclusivas orais do português europeu 1. Introdução 2.

Estudo do pré-vozeamento, frequência do burst e locus de F2 das oclusivas orais do português europeu 1. Introdução 2. Estudo do pré-vozeamento, frequência do burst e locus de F2 das oclusivas orais do português europeu Marisa Lousada ; Paula Martins ; Luis M. T. Jesus Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro

Leia mais

A relação forma significado em morfologia Maria do Céu Caetano

A relação forma significado em morfologia Maria do Céu Caetano A relação forma significado em morfologia Maria do Céu Caetano Abstract: With this short paper I intend to contrast two of the main morphological analysis models, i.e. the structuralist model (cf. Bloomfield

Leia mais

Classes de objeto no futebol: resultados

Classes de objeto no futebol: resultados Classes de objeto no futebol: resultados Maria Cristina A. dos Santos 1, Oto Araújo Vale 2 1 Programa de Pós-Graduação em Linguística Universidade Federal de São Carlos 2 Departamento de Letras Universidade

Leia mais

REVEL NA ESCOLA: MORFOLOGIA DISTRIBUÍDA

REVEL NA ESCOLA: MORFOLOGIA DISTRIBUÍDA SCHER, Ana Paula. ReVEL na escola: Morfologia Distribuída. ReVEL, v. 13, n. 24, 2015. [www.revel.inf.br]. REVEL NA ESCOLA: MORFOLOGIA DISTRIBUÍDA Ana Paula Scher 1 Universidade de São Paulo Os processos

Leia mais

SOBRE A FORMAÇÃO DE DIMINUTIVO DO PORTUGUÊS BRASILEIRO

SOBRE A FORMAÇÃO DE DIMINUTIVO DO PORTUGUÊS BRASILEIRO SOBRE A FORMAÇÃO DE DIMINUTIVO DO PORTUGUÊS BRASILEIRO Seung-Hwa LEE Universidade Federal de Minas Gerais 0. Introdução A formação de diminutivo é muito produtiva no Português Brasileiro (doravante, PB),

Leia mais

Este documento faz parte do acervo do Centro de Referência Paulo Freire. acervo.paulofreire.org

Este documento faz parte do acervo do Centro de Referência Paulo Freire. acervo.paulofreire.org Este documento faz parte do acervo do Centro de Referência Paulo Freire acervo.paulofreire.org RENATA GHELLERE PAULO FREIRE E A EDUCAÇÃO NA SALA DE AULA DO CCBEU CURITIBA Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

SOBRE A CONCORDÂNCIA DE NÚMERO NO PORTUGUÊS FALADO DO BRASIL. Maria Marta Pereira Scherre (UFRJ/UnB) e Anthony Julius Naro (UFRJ)

SOBRE A CONCORDÂNCIA DE NÚMERO NO PORTUGUÊS FALADO DO BRASIL. Maria Marta Pereira Scherre (UFRJ/UnB) e Anthony Julius Naro (UFRJ) SCHERRE, M. M. P. & NARO, A. J. Sobre a concordância de número no português falado do Brasil. In Ruffino, Giovanni (org.) Dialettologia, geolinguistica, sociolinguistica.(atti del XXI Congresso Internazionale

Leia mais

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures Catálogo casa de banho l WC accessories gestos que apetecem l tempting gestures VALENÇA BRAGA A NOSSA MISSÃO......VALORIZAR E ENGRADECER A TUPAI PORTO AVEIRO ÁGUEDA - COIMBRA GPS - N 40.58567º W 8.46558º

Leia mais

Bibliografia. ANDRADE, A. 1994: Reflexões sobre o E Mudo em Português Europeu, CIP, II, Lisboa, APL, p. 303-344.

Bibliografia. ANDRADE, A. 1994: Reflexões sobre o E Mudo em Português Europeu, CIP, II, Lisboa, APL, p. 303-344. Bibliografia ANDRADE, A. 1987: Um estudo das vogais anteriores e recuadas em português. Implicações para a teoria dos traços distintivos. Diss. para acesso à categoria de Investigador Auxiliar, Lisboa,

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS LUCAS VINÍCIUS DOS SANTOS SILVA MINERAÇÃO DE DADOS EM SISTEMA DE RECOMENDAÇÃO DA WEB

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS LUCAS VINÍCIUS DOS SANTOS SILVA MINERAÇÃO DE DADOS EM SISTEMA DE RECOMENDAÇÃO DA WEB FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS LUCAS VINÍCIUS DOS SANTOS SILVA MINERAÇÃO DE DADOS EM SISTEMA DE RECOMENDAÇÃO DA WEB SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 2011 ii LUCAS VINÍCIUS DOS SANTOS SILVA MINERAÇÃO

Leia mais

PONTO DE CONTATO: Transferência da Palatalização do Português para o Inglês 1

PONTO DE CONTATO: Transferência da Palatalização do Português para o Inglês 1 PONTO DE CONTATO: Transferência da Palatalização do Português para o Inglês 1 Mestranda Neliane Raquel Macedo Aquino (UFT) Resumo: A aprendizagem de uma língua estrangeira LE possibilita transferências

Leia mais

DOMÍNIOS PROSÓDICOS NO PORTUGUÊS DO BRASIL: IMPLICAÇÕES PARA A PROSÓDIA E PARA A APLICAÇÃO DE PROCESSOS FONOLÓGICOS *

DOMÍNIOS PROSÓDICOS NO PORTUGUÊS DO BRASIL: IMPLICAÇÕES PARA A PROSÓDIA E PARA A APLICAÇÃO DE PROCESSOS FONOLÓGICOS * DOMÍNIOS PROSÓDICOS NO PORTUGUÊS DO BRASIL: IMPLICAÇÕES PARA A PROSÓDIA E PARA A APLICAÇÃO DE PROCESSOS FONOLÓGICOS * Luciani TENANI Resumo: O presente artigo traz um resumo dos principais resultados apresentados

Leia mais

ANÁLISE ACÚSTICA DA PRODUÇÃO DE CONSOANTES OCLUSIVAS INICIAIS POR FALANTES NATIVOS DE PB

ANÁLISE ACÚSTICA DA PRODUÇÃO DE CONSOANTES OCLUSIVAS INICIAIS POR FALANTES NATIVOS DE PB ANÁLISE ACÚSTICA DA PRODUÇÃO DE CONSOANTES OCLUSIVAS INICIAIS POR FALANTES NATIVOS DE PB Susana Pinheiro da Cruz PRESTES 1 RESUMO: O presente estudo versa sobre a produção de consoantes oclusivas surdas

Leia mais

Mudanças em curso no português brasileiro: contrastando duas comunidades. Dinah Callou e Erica Almeida

Mudanças em curso no português brasileiro: contrastando duas comunidades. Dinah Callou e Erica Almeida Mudanças em curso no português brasileiro: contrastando duas comunidades Dinah Callou e Erica Almeida Universidade Federal do Rio de Janeiro Abstract This paper discusses four linguistic processes in two

Leia mais

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

PROCESSOS FONOLÓGICOS SEGMENTAIS NA LÍNGUA PORTUGUESA

PROCESSOS FONOLÓGICOS SEGMENTAIS NA LÍNGUA PORTUGUESA Número 04-2011 Departamento de Letras Universidade Federal do Maranhão PROCESSOS FONOLÓGICOS SEGMENTAIS NA LÍNGUA PORTUGUESA Fernando Moreno da Silva 1 Resumo: O objetivo principal do artigo é sistematizar

Leia mais

INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA CAP ANGELO MARCIO CARDOSO RIBEIRO BORZINO UM ESTUDO SOBRE A CRIPTOANÁLISE DE SINAIS DE VOZ CIFRADOS NO DOMÍNIO DA FREQÜÊNCIA Dissertação de Mestrado apresentada ao Curso

Leia mais

A HARMONIA VOCÁLICA EM VERBOS DE 2ª E 3ª CONJUGAÇÕES NO PORTUGUÊS BRASILEIRO

A HARMONIA VOCÁLICA EM VERBOS DE 2ª E 3ª CONJUGAÇÕES NO PORTUGUÊS BRASILEIRO A HARMONIA VOCÁLICA EM VERBOS DE 2ª E 3ª CONJUGAÇÕES NO PORTUGUÊS BRASILEIRO Guilherme Duarte GARCIA * (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) Emanuel Souza de QUADROS ** (Universidade Federal do Rio

Leia mais

Jacileide de Almeida Serafim

Jacileide de Almeida Serafim Jacileide de Almeida Serafim CONCEPÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE GRUPOS AUTOGERENCIÁVEIS: ANÁLISE DE DOIS CASOS INDUSTRIAIS Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do

Leia mais

PALAVRAS-CHAVES: kaingang, verbos de forma longa/curta, morfossintaxe

PALAVRAS-CHAVES: kaingang, verbos de forma longa/curta, morfossintaxe ELIMINAÇÃO DE SEGMENTOS FONOLÓGICOS NA LÍNGUA SUYÁ Ludoviko dos Santos 6 RESUMO: Há, na língua Suyá (Família Jê), um processo morfofonológico que optei por tratar como um caso de eliminação de segmentos

Leia mais

Virpi Johanna Turunen. A reversão da relevância: aspectos semânticos e pragmáticos de formações diminutivas no português do Brasil.

Virpi Johanna Turunen. A reversão da relevância: aspectos semânticos e pragmáticos de formações diminutivas no português do Brasil. Virpi Johanna Turunen A reversão da relevância: aspectos semânticos e pragmáticos de formações diminutivas no português do Brasil Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Letras

Leia mais

O USO DO FUTURO DO SUBJUNTIVO: VARIAÇÃO E FREQUÊNCIA

O USO DO FUTURO DO SUBJUNTIVO: VARIAÇÃO E FREQUÊNCIA O USO DO FUTURO DO SUBJUNTIVO: VARIAÇÃO E FREQUÊNCIA Diana Liz Reis de Bittencourt 1 RESUMO Este artigo tem como objetivo discutir o uso variável das formas irregulares de futuro do subjuntivo em português

Leia mais

PROCESSOS FONOLÓGICOS NA AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM

PROCESSOS FONOLÓGICOS NA AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM OTHERO, Gabriel de Ávila. Processos fonológicos na aquisição da linguagem pela criança. ReVEL, v. 3, n. 5, 2005. ISSN 1678-8931 [www.revel.inf.br]. PROCESSOS FONOLÓGICOS NA AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM PELA

Leia mais

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Renata Céli Moreira da Silva Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática O verbo O verbo O que é? Palavra variável em pessoa, número, tempo, modo e voz que exprime um processo, isto é, aquilo que se passa no tempo. Pode exprimir: Ação Estado Mudança de estado Fenômeno natural

Leia mais

INFLUÊNCIAS DE BLOOMFIELD SOBRE A LINGUÍSTICA MODERNA Hely D. Cabral da Fonseca*

INFLUÊNCIAS DE BLOOMFIELD SOBRE A LINGUÍSTICA MODERNA Hely D. Cabral da Fonseca* 131 INFLUÊNCIAS DE BLOOMFIELD SOBRE A LINGUÍSTICA MODERNA Hely D. Cabral da Fonseca* RESUMO Este artigo tem como objetivo principal mostrar a influência de Bloomfield sobre a Lingüística Moderna. Procedemos

Leia mais

Habilidades Perceptuais e Lingüísticas no Processo de Aquisição do Sistema de Gênero no Português

Habilidades Perceptuais e Lingüísticas no Processo de Aquisição do Sistema de Gênero no Português Maria Cristina Lobo Name Habilidades Perceptuais e Lingüísticas no Processo de Aquisição do Sistema de Gênero no Português Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Letras do Departamento

Leia mais

VARIAÇÃO LINGÜÍSCA E REPRESENTAÇÃO SUBJACENTE * KEYWORD: OT; Language Variation; Underlying Representation.

VARIAÇÃO LINGÜÍSCA E REPRESENTAÇÃO SUBJACENTE * KEYWORD: OT; Language Variation; Underlying Representation. VARIAÇÃO LINGÜÍSCA E REPRESENTAÇÃO SUBJACENTE * Seung Hwa LEE (UFMG/CNPq) ABSTRACT: In this paper I discuss an Optimality Theoretic analysis of the interdialectal variation of pretonic vowel alternation

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO O conhecimento fonológico de crianças com Dislexia, Desvio Fonológico e Distúrbio Específico de Linguagem: uma análise multirrepresentacional da linguagem Clara Oliveira

Leia mais

Variação do ''r'' Pós-Consonantal no Português Brasileiro: Um Caso de Mudança Fonotática Ativada por cisão Primária

Variação do ''r'' Pós-Consonantal no Português Brasileiro: Um Caso de Mudança Fonotática Ativada por cisão Primária Variação do ''r'' Pós-Consonantal no Português Brasileiro: Um Caso de Mudança Fonotática Ativada por cisão Primária Marco Antônio de Oliveira (UFMG) Thaïs Cristófaro-Silva (UFMG-KCL) ABSTRACT This article

Leia mais

A RELEVÂNCIA DO CONHECIMENTO ESTRUTURAL DE LÍNGUA MATERNA PARA O APRENDIZADO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: AS CONCEPÇÕES DOS ALUNOS

A RELEVÂNCIA DO CONHECIMENTO ESTRUTURAL DE LÍNGUA MATERNA PARA O APRENDIZADO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: AS CONCEPÇÕES DOS ALUNOS A RELEVÂNCIA DO CONHECIMENTO ESTRUTURAL DE LÍNGUA MATERNA PARA O APRENDIZADO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: AS CONCEPÇÕES DOS ALUNOS Leandro Leal Neuda Lago UFG Campus Jataí RESUMO: A influência do conhecimento

Leia mais

SISTEMA HIDRÁULICO PARA POSSIBILITAR A RECUPERAÇÃO DE RESERVATÓRIOS ELEVADOS SEM INTERRUPÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONSUMIDORES.

SISTEMA HIDRÁULICO PARA POSSIBILITAR A RECUPERAÇÃO DE RESERVATÓRIOS ELEVADOS SEM INTERRUPÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONSUMIDORES. SISTEMA HIDRÁULICO PARA POSSIBILITAR A RECUPERAÇÃO DE RESERVATÓRIOS ELEVADOS SEM INTERRUPÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONSUMIDORES. Luiz Carlos Alves de Souza 1 Resumo - Os reservatórios elevados constituem-se

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FRANCIELLE VIEIRA GARCIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FRANCIELLE VIEIRA GARCIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FRANCIELLE VIEIRA GARCIA UMA METODOLOGIA PARA PROFERIR FAIXA ETÁRIA E SEXO DO

Leia mais

Inglês 22 Passive Voice

Inglês 22 Passive Voice Inglês 22 Passive Voice A voz passiva é muito utilizada em inglês. Por sorte, ela não é difícil de entender. Observe como ela é organizada. To be + Participle = Passive Usando-se então o verbo to be, em

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA APLICAÇÃO DA LEAN CONSTRUCTION EM CONSTRUTORAS DAS CIDADES DE SÃO CARLOS E SÃO PAULO - SP

DIAGNÓSTICO DA APLICAÇÃO DA LEAN CONSTRUCTION EM CONSTRUTORAS DAS CIDADES DE SÃO CARLOS E SÃO PAULO - SP DIAGNÓSTICO DA APLICAÇÃO DA LEAN CONSTRUCTION EM CONSTRUTORAS DAS CIDADES DE SÃO CARLOS E SÃO PAULO - SP Henrique de Albuquerque Francisco (1) ; Sheyla Mara Baptista Serra (2) ; Itamar Aparecido Lorenzon

Leia mais

CONTROLES E CONEXÕES DO PAINEL TRASEIRO DA BARRA DE SOM CONTROLES DO PAINEL SUPERIOR E CONTROLE REMOTO DA BARRA DE SOM. Interruptor EQ.

CONTROLES E CONEXÕES DO PAINEL TRASEIRO DA BARRA DE SOM CONTROLES DO PAINEL SUPERIOR E CONTROLE REMOTO DA BARRA DE SOM. Interruptor EQ. CONTROLES E CONEXÕES DO PAINEL TRASEIRO DA BARRA DE SOM CONTROLES DO PAINEL SUPERIOR E CONTROLE REMOTO DA BARRA DE SOM Interruptor EQ Botão Power (Ligar) Botão Source (Fonte) Botões de Volume Botão Surround

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

Variação Linguística e Mudança Linguística

Variação Linguística e Mudança Linguística Variação Linguística e Mudança Linguística Seung Hwa Lee Introdução aos Estudos Linguísticos I Escrita A escrita é o processo de registro de caracteres através de um meio, com a intenção de formar palavras

Leia mais

TEXTO. Visual texto em que a comunicação se dá apenas por meio de imagens. Verbal - texto em que a comunicação se dá por meio de palavras escritas.

TEXTO. Visual texto em que a comunicação se dá apenas por meio de imagens. Verbal - texto em que a comunicação se dá por meio de palavras escritas. Língua Portuguesa 1º trimestre Temas para estudo Em nossas primeiras aulas, vimos que, conforme sua configuração/diagramação, um TEXTO pode ser classificado como: Visual texto em que a comunicação se dá

Leia mais

Linguagem, discurso e ideologia. Language, discourse and ideology. Ana Carolina Simões Cardoso 1 UFRJ

Linguagem, discurso e ideologia. Language, discourse and ideology. Ana Carolina Simões Cardoso 1 UFRJ Linguagem, discurso e ideologia Language, discourse and ideology Ana Carolina Simões Cardoso 1 UFRJ Resumo: A Linguística Aplicada (LA) contemporânea se aproxima cada vez mais de áreas que focalizam aspectos

Leia mais

DISLEXIA DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM. ALMEIDA, Renata Sanmartin y Rodriguez

DISLEXIA DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM. ALMEIDA, Renata Sanmartin y Rodriguez DISLEXIA DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM ALMEIDA, Renata Sanmartin y Rodriguez Discente do Curso pedagogia da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva RESUMO Dislexia é um distúrbio específico da

Leia mais

Maria das Graças de Almeida Chagas. A Inserção do Designer de Games na Indústria Brasileira de Jogos Eletrônicos.

Maria das Graças de Almeida Chagas. A Inserção do Designer de Games na Indústria Brasileira de Jogos Eletrônicos. Maria das Graças de Almeida Chagas A Inserção do Designer de Games na Indústria Brasileira de Jogos Eletrônicos Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Design da PUC-Rio como

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

Ao longo dos anos de 1960 e 1970, verificou-se um significativo desenvolvimento. Introdução. Luana Anastácia Santos de Lima Rubens Marques de Lucena

Ao longo dos anos de 1960 e 1970, verificou-se um significativo desenvolvimento. Introdução. Luana Anastácia Santos de Lima Rubens Marques de Lucena 145 ANÁLISE VARIACIONISTA DA EPÊNTESE VOCÁLICA MEDIAL NA AQUISIÇÃO DE INGLÊS COMO L2 Luana Anastácia Santos de Lima Rubens Marques de Lucena RESUMO: O presente trabalho investiga a ocorrência da epêntese

Leia mais

A presença do português na escrita do aprendiz de inglês: um estudo sobre o emprego lexical

A presença do português na escrita do aprendiz de inglês: um estudo sobre o emprego lexical Kelly Cristina Gonçalves Barros A presença do português na escrita do aprendiz de inglês: um estudo sobre o emprego lexical Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação em Letras da PUC-Rio como

Leia mais

Sobre o PA na periferia esquerda da palavra 1. T. Costa; M. J. Freitas; S. Frota; F. Martins; M. Vigário

Sobre o PA na periferia esquerda da palavra 1. T. Costa; M. J. Freitas; S. Frota; F. Martins; M. Vigário Sobre o PA na periferia esquerda da palavra 1 T. Costa; M. J. Freitas; S. Frota; F. Martins; M. Vigário Universidade de Lisboa/Onset-CEL 1. Introdução A investigação realizada na área da aquisição da fonologia

Leia mais

Pensamento. Não se envelhece, enquanto buscamos." (Jean Rostand)

Pensamento. Não se envelhece, enquanto buscamos. (Jean Rostand) Pensamento Não se envelhece, enquanto buscamos." (Jean Rostand) AGRADECIMENTOS Os meus primeiros agradecimentos, vão para a minha mãe por estar sempre presente e acreditar em mim, para o meu pai, pelas

Leia mais

UMA ABORDAGEM PARA GESTÃO DE CONTEÚDOS EDUCACIONAIS

UMA ABORDAGEM PARA GESTÃO DE CONTEÚDOS EDUCACIONAIS UMA ABORDAGEM PARA GESTÃO DE CONTEÚDOS EDUCACIONAIS RESUMO: - PALAVRAS-CHAVES: ABSTRACT: The use of the Web as a platform for distance education (e-learning) has been one of the great alternatives for

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Agenda Agenda Futuro da produção farmacêutica Future of pharmaceutical production Compressão como principal ponto no processo de

Leia mais

DÉFICIT ESPECÍFICO DA LINGUAGEM (DEL) E PROBLEMAS DE LINGUAGEM LIGADOS A DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM: CUSTO DE PROCESSAMENTO E REMEDIAÇÃO 1

DÉFICIT ESPECÍFICO DA LINGUAGEM (DEL) E PROBLEMAS DE LINGUAGEM LIGADOS A DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM: CUSTO DE PROCESSAMENTO E REMEDIAÇÃO 1 DÉFICIT ESPECÍFICO DA LINGUAGEM (DEL) E PROBLEMAS DE LINGUAGEM LIGADOS A DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM: CUSTO DE PROCESSAMENTO E REMEDIAÇÃO 1 RELAÓRIO DE ATIVIDADES Alunas: Elisabeth Abreu (Letras) Helena

Leia mais

SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1

SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1 SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1 ADILSON VENTURA DA SILVA Departamento de Estudos Linguísticos e Literários Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Estrada do Bem Querer, km 4 Centro

Leia mais

A contribuição do coaching executivo para o aprendizado individual: a percepção dos executivos

A contribuição do coaching executivo para o aprendizado individual: a percepção dos executivos Bianca Snaiderman A contribuição do coaching executivo para o aprendizado individual: a percepção dos executivos Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração

Leia mais

DIRETRIZES PARA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA DURANTE A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS DE FACHADAS DE EDIFÍCIOS

DIRETRIZES PARA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA DURANTE A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS DE FACHADAS DE EDIFÍCIOS DIRETRIZES PARA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA DURANTE A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS DE FACHADAS DE EDIFÍCIOS Marina da Costa Carmo Terra Barth (1) Lúcia Helena de Oliveira (2) (1) Departamento

Leia mais

FABÍOLA ADRIANA RODRIGUES DE OLIVEIRA CASTILHO

FABÍOLA ADRIANA RODRIGUES DE OLIVEIRA CASTILHO FABÍOLA ADRIANA RODRIGUES DE OLIVEIRA CASTILHO QUESTÕES DE PRONÚNCIA EM LÍNGUA INGLESA: FATORES DESENCADEANTES DA PERCEPÇÃO DO SOTAQUE DO FALANTE BRASILEIRO DE LÍNGUA INGLESA EM RELAÇÃO À PRODUÇÃO DOS

Leia mais

OS FONEMAS VOCÁLICOS DO PORTUGUÊS BRASILEIRO: EVIDÊNCIAS DA AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM

OS FONEMAS VOCÁLICOS DO PORTUGUÊS BRASILEIRO: EVIDÊNCIAS DA AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM Anais do 5º Encontro do Celsul, Curitiba-PR, 2003 (692-698) OS FONEMAS VOCÁLICOS DO PORTUGUÊS BRASILEIRO: EVIDÊNCIAS DA AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM Juliana Radatz KICKHOFEL (Universidade Católica de Pelotas)

Leia mais

Análise de Desempenho do Protocolo SIP na Sinalização de Chamadas de Voz sobre IP

Análise de Desempenho do Protocolo SIP na Sinalização de Chamadas de Voz sobre IP Leonardo Nahmias Scheiner Análise de Desempenho do Protocolo SIP na Sinalização de Chamadas de Voz sobre IP Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de PORTUGUÊS, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

Língua Portuguesa VERBO Parte I

Língua Portuguesa VERBO Parte I Língua Portuguesa VERBO Parte I Conceito geral: Verbo é a palavra que expressa ação, estado, mudança de estado ou indica fenômeno da natureza. Verbo Quando se pratica uma ação, a palavra que representa

Leia mais

O processamento da concordância de número interna ao DP por crianças de 2 anos falantes de português europeu Ana Castro

O processamento da concordância de número interna ao DP por crianças de 2 anos falantes de português europeu Ana Castro Castro, A. (2007) "O processamento da concordância de número interna ao DP por crianças de 2 anos falantes de português europeu" in M. Lobo & M.A. Coutinho (eds) XXII Encontro da Associação Portuguesa

Leia mais

BOCAL DE VAZÃO MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMAS DE MEDIÇÃO LTDA. REV 0-2013

BOCAL DE VAZÃO MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMAS DE MEDIÇÃO LTDA. REV 0-2013 BOCAL DE VAZÃO MANUAL DE OPERAÇÃO REV 0-2013 SISTEMAS DE MEDIÇÃO LTDA. Nota: As informações condidas neste manual poderão sofrer alterações sem aviso prévio. Conteúdo 1.0 - O Bocal de Vazão...4 2.0 - Normas

Leia mais

unesp Análise fonético-fonológica dos padrões entoacionais do Português Brasileiro e do Inglês Norte-americano no filme Shrek (2001)

unesp Análise fonético-fonológica dos padrões entoacionais do Português Brasileiro e do Inglês Norte-americano no filme Shrek (2001) unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Faculdade de Ciências e Letras Campus de Araraquara - SP MAIRA SUECO MAEGAVA CÓRDULA Análise fonético-fonológica dos padrões entoacionais do

Leia mais