A Administração Pública Direta e Indireta

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Administração Pública Direta e Indireta"

Transcrição

1 A Administração Pública Direta e Indireta Augusto Antônio Fontanive Leal e Poliana Borges Costa 1 Resumo: Definir Administração Pública e expor suas atribuições. Explanar sobre serviços públicos e suas formas de realização de forma a diferenciar a Administração Pública Direta e Indireta. Estabelecer a divisão da Administração Pública em Direta e Indireta por meio dos fenômenos da desconcentração e da descentralização. Palavras-chave: Direito administrativo; Administração Pública Direta; Administração Pública Indireta; serviços públicos; desconcentração; descentralização. Abstract: Define Public Administration and expose their assignments. Explain about public services and their embodiments in order to differentiate the Direct and Indirect Public Administration. Establish the division in the Public Administration between Direct and Indirect through the phenomena of deconcentration and decentralization. Keywords: Administrative Law; Direct Public Administration; Indirect Public Administration; public services; deconcentration; decentralization. 1 Introdução Frente às evoluções que o direito administrativo vem tendo, conjuntamente com todo o direito, é preciso estabelecer cada vez melhor os limites da atividade estatal e como esta pode ser exercida sem que se tenha por feridos os princípios que a regem. Por isso, tem por finalidade o presente artigo estabelecer, dentro do direito administrativo, os conceitos de Administração Pública Direta e Indireta. Para tanto, faz-se necessário expor os próprios conceitos e significados do que é a Administração Pública e qual sua real atividade. 2 A Administração Pública Direta e Indireta 1 Alunos da Graduação em Direito da Universidade de Caxias do Sul 1

2 É importante, ao se estabelecer os pontos e diretrizes que definem e diferenciam a atividade da Administração Pública entre direta e indireta, trazer informações que antes caracterizem a própria Administração Pública e suas atribuições. Isso porque é da atividade e do conceito de Administração Pública que vão se formar então as hipóteses de atuação do órgão executivo, esta que pode ser realizada, como adiante se verá, de forma direta ou indireta. Para tanto, podemos trazer a definição de Maria Sylvia Zanella Di Pietro, como sendo a Administração Pública o ramo do direito público que tem por objeto os órgãos, agentes e pessoas jurídicas administrativas que integram a Administração Pública, a atividade jurídica não contenciosa que exerce e os bens de que se utiliza para a consecução de seus fins, de natureza pública. 2 Dentro desse conceito, pode-se usar para elucidar uma das atividades da Administração Pública, referindo-se à consecução dos seus fins, como fornecedora de serviços públicos. O conceito apresentado entra em consonância com o trazido por Hely Lopes Meirelles, que também torna a estabelecer a realização de serviços como objetivo da Administração Pública. Para tanto, afirma que numa visão global, a Administração é, pois, todo o aparelhamento do Estado preordenado à realização de serviços, visando à satisfação das necessidades coletivas. 3 Os serviços públicos não são apenas os que venham a ser utilizados diretamente pelo administrado, como é o caso dos serviços de transportes e de energia elétrica. Trata-se também de serviços administrativos que o Estado possa gerar 2 DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 24 Ed. São Paulo: Atlas, 2011, p MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 32 Ed. São Paulo: Malheiros, 2006, p

3 internamente, os quais não irão ser direta e instantaneamente utilizados pela coletividade, como é o caso de algum serviço prestado no exterior por diplomacia. Cabe dizer também que os serviços públicos estão estabelecidos na Constituição Federal 4, em seu art. 21, incisos X, XI, XII, XV e XXIII e também no seu art. 25, 2º, isso faz com que se exclua a possibilidade de distinguir, mediante critérios objetivos, o serviço público da atividade privada; esta permanecerá como tal enquanto o Estado não a assumir como própria 5, tudo isso devido à retratada taxatividade encontrada na lei. Sendo assim, doutrina Maria Sylvia Zanella Di Pietro que serviço público é toda a atividade material que a lei atribui ao Estado para que a exerça diretamente ou por meio de seus delegados, com o objetivo de satisfazer concretamente às necessidades coletivas, sob regime jurídico total ou parcialmente público. 6 Nesse conceito, onde a doutrinadora citada ilustra a sua definição do que é o serviço público, podemos destacar a expressão que o define como sendo uma atividade material do Estado, que pode ser realizada por ele diretamente ou, de forma indireta, por meio de seus delegados. Para Hely Lopes Meirelles, serviço público é todo aquele prestado pela Administração ou por seus delegados, sob normas e controles estatais, para satisfazer necessidades essenciais ou secundárias da coletividade ou simples conveniências do Estado. 7 Confirma-se então a possibilidade dos serviços públicos serem prestados pela Administração Pública ou então por seus delegados ainda na condição de que satisfaçam a coletividade, inserindo-se um diferencial na doutrina de Meirelles, quanto 4 BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado; DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 24 Ed. São Paulo: Atlas, 2011, p Idem. 7 MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 32 Ed. São Paulo: Malheiros, 2006, p

4 à satisfação das conveniências do Estado. Porém, é relevante explicar que as conveniências do Estado deverão prezar pela indisponibilidade do interesse público e dessa forma voltando-se sempre para a já citada coletividade. É nesse viés que determina a doutrinadora Maria Sylvia Zanella Di Pietro que a atividade atribuída ao Estado permite que este o faça diretamente (por meio dos próprios órgãos que compõem a Administração Pública centralizada da União, Estado e Municípios) ou indiretamente, por meio de concessão ou permissão, ou de pessoas jurídicas criadas pelo Estado com essa finalidade. 8 Com isso, a partir das definições da Administração Pública e de suas atribuições, chegamos ao ponto em questão da diferenciação entre a atividade realizada pelo Estado diretamente ou, por meio de delegações, indiretamente. Isso porque, para que se satisfaça a necessidade coletiva, por vezes é necessário ao órgão Executivo se valer da não exclusividade para a efetuação de alguma atividade pela qual assumiu dever de prestar. Nesses casos, segundo Hely Lopes Meirelles, ocorrem os serviços impróprios do Estado como sendo os que não afetam substancialmente as necessidades da comunidade, mas satisfazem interesses comuns de seus membros, e, por isso, a Administração os presta remuneradamente, por seus órgãos ou entidades descentralizadas (autarquias, empresas públicas, sociedade de economia mista, fundações governamentais) ou delega sua prestação a concessionários, permissionários ou autorizatários. Esses serviços, normalmente, são rentáveis e podem ser realizados com ou sem privilégio (não confundir com 8 DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 24 Ed. São Paulo: Atlas, 2011, p

5 monopólio), mas sempre sob regulamentação e controle do Poder Público competente. 9 É por isso que surgem dois sentidos para a expressão Administração Pública, o sentido subjetivo e o sentido objetivo. O sentido subjetivo designa os entes que exercem a atividade administrativa; compreende pessoas jurídicas, órgãos e agentes públicos, incumbidos de exercer uma das funções em que se triparte a atividade estatal: a função administrativa 10, enquanto que o sentido objetivo designa a natureza da atividade exercida pelos referidos entes; nesse sentido, a Administração Pública é a própria função administrativa que incumbe, predominantemente, ao Poder Executivo. 11 A Administração Pública Direta é exercida de forma a poder ser chamada de centralizada, realizada então pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios, caracterizando por si só a própria função da administração. Essas atribuições da Administração Pública que são realizadas por ela diretamente podem ser efetuadas por meio de órgãos, muito embora sem perder o sentido do exercício direto da atividade. Isso porque os órgãos são partições da própria estrutura do ente federado, não perdendo sua identidade, sem ter uma personalidade jurídica própria. Há que se dizer então em desconcentração, no âmbito da Administração Direta, quando uma entidade estatal, devido ao seu grande volume de atribuições, cria órgãos públicos por meio de uma repartição interna, facilitando o exercício de todas as suas funções. 9 MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 32 Ed. São Paulo: Malheiros, 2006, p DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 24 Ed. São Paulo: Atlas, 2011, p Idem. 5

6 Assim, desconcentração não gera desorganização entre o órgão público e a entidade estatal, pois há uma hierarquia existente entre eles, sendo uma forma segura e harmônica de desenvolver a Administração Pública Direta, considerando-se a atribuição do Estado de realizar o serviço por ele mesmo, isto é, diretamente. É nessa esteira que tem entendimento a jurisprudência, quando ao julgar a ilegitimidade passiva da Defensoria Pública para em juízo, por ser esta um órgão pertencente ao poder Executivo, como refere o acórdão, é cediço que a Defensoria Pública não tem personalidade jurídica, por constituir órgão despersonalizado da Administração Pública Direta, atrelado ao Poder Executivo 12. Os órgãos públicos estão integrados em pessoas jurídicas, cuja vontade produzem e exteriorizam. Cabe examinar, então, os sujeitos de direito que exercitam função administrativa. No atual cenário brasileiro, temos na Administração Direta a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, sendo que cada um possui personalidade jurídica própria. Assim, Administração Pública Direta é o conjunto de órgãos que integram as pessoas políticas do Estado. Ainda, quanto à classificação dos órgãos, segundo posição estatal podem ser: independentes quando se originam na Constituição; autônomos, se participam das tomadas de decisão do governo; superiores, compostos de órgãos de comando e direção, não possuidores de autonomia administrativa e financeira e que executam, planejam e buscam soluções técnicas; ou subalternos, subordinados aos órgãos superiores com função de execução. Em sua estrutura podem ser simples quando formados por um único centro de competência ou compostos se constituídos de vários órgãos menores. 12 Apelação e Reexame Necessário Nº , Terceira Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Matilde Chabar Maia, julgado em 25/04/

7 Quanto à atuação funcional são singulares os órgãos que tem apenas um agente que decide por eles ou colegiados quando integrado por vários agentes. Na Administração Indireta, podem ser estabelecidas diferenças quanto a sua personalidade jurídica, que pode ser de direito público, neste caso as autarquias, fundações de direito público e consórcio de direito público; ou de direito privado, como as empresas públicas sociedades de economia mista, fundações públicas, consórcios públicos privados e sociedades controladas, conforme o decreto-lei 200/ Por esse viés que disporemos sobre as entidades da Administração Indireta, originadas por meio do fenômeno da descentralização que é a distribuição de competências de um ou mais entes federados para outra pessoa jurídica. A autarquia é a pessoa jurídica de direito público, possuidora de prerrogativas e sujeições similares da Administração Direta e, segundo entendimento de Maria Sylvia Zanella di Pietro, que difere da União, Estados e Municípios pessoas públicas políticas por não ter capacidade política, ou seja, o poder de criar o próprio direito; é pessoa pública administrativa, porque tem apenas o poder de autoadministração, nos limites estabelecidos em lei. 14 A fundação, por sua vez, pode ter patrimônio público total ou parcial, sendo quando tem personalidade pública, o seu regime jurídico é idêntico ao das autarquias, sendo, por isso mesmo, chamada de autarquia fundacional, em oposição à autarquia corporativa; 13 BRASIL. Decreto-lei n. 200, de 25 de fevereiro de Dispõe sobre a organização da Administração Federal, estabelece diretrizes para a Reforma Administrativa e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 27 de março de DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 24 Ed. São Paulo: Atlas, 2011, p

8 (...); as fundações de direito privado regem-se pelo Direito Civil em tudo o que não for derrogado pelo direito público. 15 O consórcio público possui personalidade jurídica de direito público ou privado, podendo ser criado por no mínimo dois entes federativos para gerir determinados serviços públicos. Possuindo personalidade de direito público será inserida na categoria de autarquia, quando de direito privado, reger-se-á pelo Código Civil. A expressão empresa estatal abrangerá as próximas três entidades. A sociedade de economia mista tem sua personalidade como de direito privado, com forma de sociedade anônima, tem seu capital dividido entre público e privado e executa atividades econômicas, algumas delas próprias da iniciativa privada (...) e outras assumidas pelo Estado como serviços públicos (...). 16 A empresa pública tem personalidade jurídica privada e capital especificamente público, com possibilidade de ser organizada em qualquer uma das formas admitidas em direito. Sociedades controladas ou empresa sob controle acionário do Estado tem personalidade jurídica de direito privado e presta atividade econômica (pública ou privada), mas a que falta um dos requisitos essenciais para que seja considerada empresa pública ou sociedade de economia mista; em geral, presta serviços públicos comerciais e industriais do Estado, atuando, em muitos casos, como empresa concessionária de serviços públicos (...) Idem. 16 Id, p Ibidem. 8

9 A jurisprudência, segundo entendimento do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, no âmbito em que trata da autarquia como sendo pessoa jurídica de direito público, julga ser ilegítimo o município para compor polo passivo de causa, pois como a legitimidade para a causa guarda relação com a titularidade do direito material discutido na ação, sendo responsabilidade do PREVIRG o pagamento do benefício pleiteado, somente este deve figurar no pólo passivo da presente demanda. 18 No caso em tela, a PREVIRG é uma autarquia, possuidora de personalidade jurídica própria, em decorrência de sua descentralização, fazendo parte da Administração Pública Indireta. Assim, resta explanado a respeito da atividade da Administração Pública, dividida em Direta e Indireta, com as especificações da forma de execução do exercício a ela atribuído. É possível também vislumbrar o amplo rol de possibilidades para que esta execute seus fins. 3 Conclusão Pode-se notar a importância da delimitação das atividades da Administração Pública, frente às constantes evoluções pelas quais o direito passa, pois dessa forma é que se pode ter uma atividade justa e correta da própria Administração. Assim, do alto número de serviços que devem ser prestados pela Administração, surgem as soluções no seu exercício, podendo ser realizado de maneira direta ou então indireta, propiciando um amplo leque de execuções e uma completa efetuação das atividades de maneira que não seria possível se não houvessem 18 Apelação Cível Nº , Segunda Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Arno Werlang, julgado em 11/09/2013) 9

10 determinadas divisões na estrutura da Administração, as denominadas desconcentração e descentralização. 4 - Referências BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado; BRASIL. Decreto-lei n. 200, de 25 de fevereiro de Dispõe sobre a organização da Administração Federal, estabelece diretrizes para a Reforma Administrativa e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 27 de março de CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de direito administrativo. 20 Ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 24 Ed. São Paulo: Atlas, MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 32 Ed. São Paulo: Malheiros, MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de direito administrativo. 15 Ed. São Paulo: Malheiros,

SERVIÇOS PÚBLICOS CONCEITO

SERVIÇOS PÚBLICOS CONCEITO SERVIÇOS PÚBLICOS CONCEITO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DISPÕE EXPRESSAMENTE QUE INCUMBE AO PODER PÚBLICO A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS. DESTARTE, NÃO É TAREFA FÁCIL DEFINIR O SERVIÇO PÚBLICO, POIS SUA NOÇÃO

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Direito Administrativo Conceito, Objeto e Fontes do Direito Administrativo Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Administrativo CONCEITO, OBJETO E FONTES DO DIREITO ADMINISTRATIVO

Leia mais

IUS RESUMOS. Administração Pública - Parte II. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes

IUS RESUMOS. Administração Pública - Parte II. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes Administração Pública - Parte II Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes SUMÁRIO I. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARTE II... 3 1. Desconcentração Administrativa... 3 1.1 Diferença entre desconcentração

Leia mais

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 2. Contextualização

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 2. Contextualização Organização da Aula Direito Administrativo Aula n. 2 Administração Pública Professor: Silvano Alves Alcantara Contextualização Câmara autoriza prefeito a criar empresa pública para gerir novo Pronto-Socorro

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: PRINCÍPIOS E ORGANIZAÇÃO GERAL, SERVIÇO PÚBLICO E AGENTES PÚBLICOS. PROFª ME. ÉRICA RIOS

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: PRINCÍPIOS E ORGANIZAÇÃO GERAL, SERVIÇO PÚBLICO E AGENTES PÚBLICOS. PROFª ME. ÉRICA RIOS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: PRINCÍPIOS E ORGANIZAÇÃO GERAL, SERVIÇO PÚBLICO E AGENTES PÚBLICOS. PROFª ME. ÉRICA RIOS ERICA.CARVALHO@UCSAL.BR REGIME JURÍDICO DA ADM. PÚB. INDIRETA Possui autonomia em relação

Leia mais

Organização Administrativa: centralização, descentralização e desconentração Francisco Bernardes Lage Pós-Graduação Direito Admiistrativo

Organização Administrativa: centralização, descentralização e desconentração Francisco Bernardes Lage Pós-Graduação Direito Admiistrativo Organização Administrativa: centralização, descentralização e desconentração Francisco Bernardes Lage Pós-Graduação Direito Admiistrativo É mister iniciar referindo-se que o Estado tem como função primordial

Leia mais

Programa de Consolidação da Aprendizagem - Encontro 05 - Prof. Renato Fenili

Programa de Consolidação da Aprendizagem - Encontro 05 - Prof. Renato Fenili Programa de Consolidação da Aprendizagem - Encontro 05 - Prof. Renato Fenili I. CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA I. CONCEITOS DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A Administração (Pública) é o aparelhamento do Estado

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Direito Administrativo Centralização, Descentralização, Concentração e Desconcentração Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Administrativo CENTRALIZAÇÃO, DESCENTRALIZAÇÃO,

Leia mais

Organização Administrativa BOM DIA!!!

Organização Administrativa BOM DIA!!! BOM DIA!!! 1. Introdução 2. Administração Pública 3. Órgão Público 4. Classificação dos Órgãos 5. Descentralização e Desconcentração 6. Função Pública 7. Cargo Público 8. Agente Público 1. Introdução Regime

Leia mais

02/11/2016 ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO

02/11/2016 ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO Lei 9.784/99: Art. 1º, 2º. Para os fins desta Lei, consideram-se: I - órgão - a unidade de atuação

Leia mais

Regime Geral do Direito Administrativo

Regime Geral do Direito Administrativo Regime Geral do Direito Administrativo Conceito de Direito Administrativo Sistemas administrativos Noções de estado, governo e administração Direito Público e Direito Privado Direito Público: regular os

Leia mais

01/11/2016 ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO

01/11/2016 ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO ÓRGÃO E ENTIDADE, DESCONCENTRAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO Lei 9.784/99: Art. 1º, 2º. Para os fins desta Lei, consideram-se: I - órgão - a unidade de atuação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ÉTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ÉTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ÉTICA Prof. Vitor Maciel ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONCEITO Todo aparelhamento do estado preordenado à realização de seus serviços, visando à satisfação das necessidades coletivas.

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O Direito Administrativo e o Princípio da Supremacia do Interesse Público sobre o Interesse Privado Fernanda Yasue Kinoshita* sábado, 3 de junho de 2006, 09:56h. 1 Conceito Segundo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: ÓRGÃOS

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: ÓRGÃOS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: ÓRGÃOS : Sentidos CONTEXTUALIZAÇÃO Papel do Estado COMPREENDENDO A TERMINOLOGIA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Sentido Objetivo Função Administrativa Hely Lopes: administração pública Foco

Leia mais

Organização Administrativa

Organização Administrativa Organização Administrativa Formas de prestação da atividade administrativa Administração pública direta e indireta RAD 2601 Direito Administrativo Professora Doutora Emanuele Seicenti de Brito Organização

Leia mais

Organização Administrativa

Organização Administrativa Handout Aula 3 24/03/2017 RAD2601 Direito Administrativo Professora Emanuele Seicenti de Brito Organização Administrativa Organização administrativa é o capítulo do Direito Administrativo que estuda a

Leia mais

OS SERVIÇOS PÚBLICOS E A APLICAÇÃO DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

OS SERVIÇOS PÚBLICOS E A APLICAÇÃO DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR OS SERVIÇOS PÚBLICOS E A APLICAÇÃO DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR GUIMARÃES, F. A. P. RESUMO: A sociedade direta ou indiretamente utiliza-se dos serviços públicos. O Código de Defesa do Consumidor não

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO I. Conceito e Fontes do Direito Administrativo... 002 II. Administração Pública... 003 III. Entes Administrativos... 003 IV. Agentes Públicos... 013 V. Bens Públicos... 050 VI. Princípios

Leia mais

Resumo Aula-tema 01: Introdução: Serviço Público. Administração Pública. Contabilidade Pública. Regimes Contábeis.

Resumo Aula-tema 01: Introdução: Serviço Público. Administração Pública. Contabilidade Pública. Regimes Contábeis. Resumo Aula-tema 01: Introdução: Serviço Público. Administração Pública. Contabilidade Pública. Regimes Contábeis. Ainda hoje no Brasil, são raras as pesquisas e publicações na área da Contabilidade Pública

Leia mais

PONTO 1: Administração Pública PONTO 2: Administração Direta PONTO 3: Administração Indireta PONTO 4: Autarquias 1. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

PONTO 1: Administração Pública PONTO 2: Administração Direta PONTO 3: Administração Indireta PONTO 4: Autarquias 1. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Administração Pública PONTO 2: Administração Direta PONTO 3: Administração Indireta PONTO 4: Autarquias 1. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM SENTIDO FORMAL

Leia mais

ESTUDA A ESTRUTURA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ESTUDA A ESTRUTURA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTUDA A ESTRUTURA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA UNIÃO ADMINISTRAÇÃO DIRETA ( Centralizada ou Central ) SÃO PESSOAS JURÍDICAS ESTADOS DF MUNICÍPIOS SÃO ENTES FEDERATIVOS PREVISTOS NA CF/88 SÃO REGIDOS PREDOMINANTEMENTE

Leia mais

A ADMINISTRAÇÃO INDIRETA E A ATIVIDADE ECONÔMICA NO ÂMBITO DOS ESTADOS E MUNICÍPIOS

A ADMINISTRAÇÃO INDIRETA E A ATIVIDADE ECONÔMICA NO ÂMBITO DOS ESTADOS E MUNICÍPIOS A ADMINISTRAÇÃO INDIRETA E A ATIVIDADE ECONÔMICA NO ÂMBITO DOS ESTADOS E MUNICÍPIOS Alex Santana Neves (Advogado) alexsneves@hotmail.com DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA. EMPRESAS ESTATAIS. ATIVIDADE ECONÔMICA.

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO TEMA: CONHECIMENTOS GERAIS CORREIOS/2015 Estado Federal Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal,

Leia mais

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público Diana Pinto e Pinheiro da Silva 1. Execução de Serviço Público Execução de serviço público Dificuldade de definição [...] o conceito de serviço público

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br As entidades paraestatais Trata-se de uma breve exposição sobre o tema entidades paraestatais seu conceito, objeto, sua competência, suas relações com a Administração Pública Direta,

Leia mais

ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA PROF. ELYESLEY SILVA. Módulo introdutório para concursos

ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA PROF. ELYESLEY SILVA. Módulo introdutório para concursos ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA PROF. ELYESLEY SILVA Módulo introdutório para concursos www.econcursos.net 1. ENTIDADES POLÍTICAS Entidade = pessoa jurídica (capacidade de contrair direitos e obrigações na

Leia mais

Organização Administrativa Direito Administrativo

Organização Administrativa Direito Administrativo RESUMO Organização Administrativa Direito Administrativo 1 Índice Organização Administrativa... 3 Fundamento... 3 Legislação... 3 Administração Pública... 3 Órgãos Públicos... 3 Concentração e Desconcentração...

Leia mais

CURSO ON-LINE DIREITO ADMINISTRATIVO SENADO E TCU PROFESSORES: CYONIL, ELAINE E SANDRO

CURSO ON-LINE DIREITO ADMINISTRATIVO SENADO E TCU PROFESSORES: CYONIL, ELAINE E SANDRO 1) (2008/CESPE/MMA/analista ambiental) Na desconcentração, transfere-se a execução de determinados serviços de uma esfera da administração para outra, o que pressupõe, na relação entre ambas, um poder

Leia mais

CRONOGRAMA DAS AULAS

CRONOGRAMA DAS AULAS CRONOGRAMA DAS AULAS Curso: DIREITO Departamento: VDI Disciplina: Direito Administrativo I- VDI00033 Carga horária: 60hs Pré-requisitos: Semestre de referência: 2016 1 Dias e horários: terças e quartas,

Leia mais

,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O

,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O ,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O I IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Administração Disciplina: Direito Administrativo Ano Letivo: 2017 Semestre:

Leia mais

CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO Raphael Spyere do Nascimento

CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO Raphael Spyere do Nascimento Administração Pública 1. (CESPE/PRF/Agente Administrativo/2012) São exemplos de prerrogativas estatais estendidas às autarquias a imunidade tributária recíproca e os privilégios processuais da Fazenda

Leia mais

Plano de Ensino. Princípios de Direito Administrativo. Centralização e descentralização na Administração Pública.

Plano de Ensino. Princípios de Direito Administrativo. Centralização e descentralização na Administração Pública. Identificação Plano de Ensino Curso: Direito Disciplina: Direito Administrativo II Ano/semestre: 2012/01 Carga horária: Total: 40h Semanal: 04h Professora: Roberta Rasseli Zanete Período/turno: 7º período

Leia mais

Categorias/ Questões. Conteúdos/ Matéria. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana 1 UNIDADE I

Categorias/ Questões. Conteúdos/ Matéria. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana 1 UNIDADE I PLANO DE CURSO DISCIPLINA: AGENTES E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS (CÓD. ENEX 60124) ETAPA: 5ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências

Leia mais

ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 01. A Administração Pública, como tal prevista na Constituição

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO ESTRUTURA ADMINISTRATIVA O estudo da Administração Pública em geral, compreendendo a sua estrutura e as suas atividades, devem partir do conceito de ESTADO, sobre o qual repousa

Leia mais

Entidades fundacionais as fundações públicas Conceito

Entidades fundacionais as fundações públicas Conceito 28 comum a todos os consorciados que, de forma isolada, não poderiam alcançar. Assim, os entes federativos firmam um contrato sem fins lucrativos, após a devida autorização legislativa de cada um, possibilitando

Leia mais

Entidades fundacionais as fundações públicas Conceito

Entidades fundacionais as fundações públicas Conceito 2.6.2. Entidades fundacionais as fundações públicas 2.6.2.1. Conceito O Código Civil dispõe, em seu art. 40, que as pessoas jurídicas serão de direito público e de direito privado, e, em seu art. 44, que

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública O direito administrativo é o direito que regula a Administração pública Administração pública: é o objeto do direito administrativo Fernanda Paula Oliveira 1. Administração: gestão

Leia mais

Pessoas Jurídicas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Pessoas Jurídicas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Pessoas Jurídicas Pessoas Jurídicas Pessoas jurídicas são entidades criadas para a realização de um fim e reconhecidas pela ordem jurídica como sujeitos de direitos e deveres. Pessoas Jurídicas Características:

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA MATER CHRISTI Direito, Administração, Sistemas de Informação e Ciências Contábeis ROTEIRO DE AULA

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA MATER CHRISTI Direito, Administração, Sistemas de Informação e Ciências Contábeis ROTEIRO DE AULA ROTEIRO DE AULA Ponto 04 Organização Administrativa 1. Centralização e Descentralização As competências dos entes políticos são atribuídas a estes constitucionalmente. A esses entes é possível, em certas

Leia mais

Direito Administrativo I: Ponto 4: Organização Administrativa

Direito Administrativo I: Ponto 4: Organização Administrativa Direito Administrativo I: Ponto 4: Organização Administrativa PROF. DR. GUSTAVO JUSTINO DE OLIVEIRA Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) São Paulo (SP), abril de 2017. Sumário de aula

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS. Para desenvolvermos os serviços públicos, obrigatoriamente, precisamos saber alguma coisa, embora mínima, sobre necessidade pública

SERVIÇOS PÚBLICOS. Para desenvolvermos os serviços públicos, obrigatoriamente, precisamos saber alguma coisa, embora mínima, sobre necessidade pública SERVIÇOS PÚBLICOS Para desenvolvermos os serviços públicos, obrigatoriamente, precisamos saber alguma coisa, embora mínima, sobre necessidade pública 1. NECESSIDADE PÚBLICA = É toda aquela de interesse

Leia mais

2.7. Resumo Elementos do Estado: povo, território e governo soberano.

2.7. Resumo Elementos do Estado: povo, território e governo soberano. 63 QUESTÃO COMENTADA AFRF 2003 Esaf Não há previsão legal para a celebração de contrato de gestão entre a pessoa jurídica de direito público política e a seguinte espécie: a) órgão público; b) organização

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Código da Disciplina: 2716 Vigência: 1 / 2004 Disciplina: DIREITO ADMINISTRATIVO I Código do Curso: 17 Curso: Direito Unidade: NÚCLEO UNIV BH Turno: NOITE Período: 6 Créditos: 4 Carga Horária TOTAL 60

Leia mais

Julgue os itens a seguir. 16. (Funiversa/PC GO/Papiloscopista/2015) A descentralização

Julgue os itens a seguir. 16. (Funiversa/PC GO/Papiloscopista/2015) A descentralização Direito Administrativo Vinícius Soares EXERCÍCIOS Julgue os itens a seguir. 1. (Funiversa/PC GO/Papiloscopista/2015) A desconcentração pode ocorrer por meio da transferência de atividades para a órbita

Leia mais

Administrando com auxilio do direito

Administrando com auxilio do direito Administrando com auxilio do direito Administração Indireta: Com base no que estudamos, podemos analisar que o fundamento de Administração Indireta está assentado no instituto da descentralização. Este

Leia mais

Conceitos Sentidos subjetivo e objetivo. Serviços Públicos. Classificação Individuais (uti singuli) Classificação Gerais (uti universi)

Conceitos Sentidos subjetivo e objetivo. Serviços Públicos. Classificação Individuais (uti singuli) Classificação Gerais (uti universi) Serviços Públicos Direito Administrativo Prof. Armando Mercadante Nov/2009 Sentidos subjetivo e objetivo 1) Sentido subjetivo serviço público é aquele prestado pelo Estado; 2) Sentido objetivo o serviço

Leia mais

É formada por um conjunto de órgãos públicos, sem personalidade jurídica e ligados a um dos três poderes (em sua maioria).

É formada por um conjunto de órgãos públicos, sem personalidade jurídica e ligados a um dos três poderes (em sua maioria). 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Administração Publica Direta PONTO 2: Administração Publica Indireta PONTO 3: Autarquias PONTO 4: Fundações Públicas de Direito Público 1. Administração Publica Direta

Leia mais

Direito. Administrativo. Serviços públicos

Direito. Administrativo. Serviços públicos Direito Administrativo Serviços públicos Serviços Públicos - Constituição Federal Art. 175. Incumbe ao Poder Público, na forma da lei, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, sempre através

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO - 2010/01 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: DIREITO ADMINISTRATIVO I PROFESSOR: ELVIO FERREIRA SARTÓRIO TURMA: 6EN UNIDADES

Leia mais

Arts. 92 ao 126 da CF

Arts. 92 ao 126 da CF Para adquirir a apostila de 300 Questões Fundamentadas do Poder Judiciário - acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br ESSA APOSTILA SERÁ ATUALIZADA ATÉ A DATA DO ENVIO S U M Á R I O Apresentação......3

Leia mais

AULA DE DIREITO ADMINISTRATIVO I Profª Lúcia Luz Meyer atualizado em

AULA DE DIREITO ADMINISTRATIVO I Profª Lúcia Luz Meyer atualizado em AULA DE DIREITO ADMINISTRATIVO I Profª Lúcia Luz Meyer atualizado em 02.2010 PONTO 12 ÓRGÃO PÚBLICO Roteiro de Aula (08 fls) SUMÁRIO: 12.1. Conceito. 12.2. Criação e extinção. 12.3. Natureza. 12.4. Classificação.

Leia mais

Agentes Públicos: Definições, Espécies e Classificações

Agentes Públicos: Definições, Espécies e Classificações Agentes Públicos: Definições, Espécies e Classificações Autore: Guilherme Dias de Freitas In: Diritto brasiliano Agente Público é todo aquele que exerce, ainda que transitoriamente ou sem remuneração,

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO Conceito José Cretella Jr. Ramo do Direito Público Interno que regula a atividade das pessoas jurídicas públicas e a instituição de meios e órgãos relativos à ação dessas pessoas.

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

BIBLIOGRAFIA. BARROSO, Luís Roberto. O Direito Constitucional e a Efetividade de suas Normas. 5ª ed., Rio de Janeiro: Renovar, p.

BIBLIOGRAFIA. BARROSO, Luís Roberto. O Direito Constitucional e a Efetividade de suas Normas. 5ª ed., Rio de Janeiro: Renovar, p. 66 BIBLIOGRAFIA BARROSO, Luís Roberto. O Direito Constitucional e a Efetividade de suas Normas. 5ª ed., Rio de Janeiro: Renovar, 2001. 363 p.. Mandado de Injunção, Perfil Doutrinário e Evolução. Revista

Leia mais

Aula 01. A estrutura administrativa do Estado Brasileiro vem sendo dividida em três setores, formadores do chamado Estado Gerencial Brasileiro.

Aula 01. A estrutura administrativa do Estado Brasileiro vem sendo dividida em três setores, formadores do chamado Estado Gerencial Brasileiro. Turma e Ano: Magistratura Estadual Direito Administrativo (2015) Matéria / Aula: Estado Gerencial Brasileiro; 1º, 2º e 3º Setores; 1º setor Estrutura e Regime de Pessoal 01 Professor: Luiz Oliveira Castro

Leia mais

ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Giuliano Menezes 01)Marque V ou F: a) O

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO - VISÃO GERAL

DIREITO ADMINISTRATIVO - VISÃO GERAL DIREITO ADMINISTRATIVO - VISÃO GERAL e critérios Aspectos gerais Objeto da licitação Fases 9. Regime Diferenciado de Contratação 1. Introdução ao Direito Administrativo Objeto e Sistemas administrativos

Leia mais

Policia Rodoviária Federal - PRF DIREITO ADMINISTRATIVO

Policia Rodoviária Federal - PRF DIREITO ADMINISTRATIVO Policia Rodoviária Federal - PRF DIREITO ADMINISTRATIVO CURSO REGULAR Prof. Valmir Rangel ESTADO GOVERNO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Sociedade Politicamente Organizada ESTADO ELEMENTOS DO ESTADO Povo Território

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Transporte coletivo municipal. Direito à qualidade do serviço Evandro Luis Urnau* Freqüentemente, aqueles que têm a necessidade de andar de ônibus para se locomover, deparam-se com

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DIREITO ADMINISTRATIVO

INTRODUÇÃO AO DIREITO ADMINISTRATIVO INTRODUÇÃO AO DIREITO ADMINISTRATIVO SUMÁRIO 1. CONCEITO DE DIREITO 1 2. RAMOS DO DIREITO 2 3.1. DIREITO PRIVADO 2 3.2. DIREITO PÚBLICO 3 3. CONCEITO DE DIREITO ADMINISTRATIVO 4 4. OBJETOS DO DIREITO ADMINISTRATIVO

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO. Professor Emerson Caetano

DIREITO ADMINISTRATIVO. Professor Emerson Caetano DIREITO ADMINISTRATIVO Professor Emerson Caetano 1. Acerca de ato administrativo e de procedimento de licitação, julgue o item seguinte. Caso seja necessário, a administração pública poderá revogar ato

Leia mais

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira.

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira. DISCIPLINA: CONSTITUCIONAL I CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 CRÉDITOS: 04 CÓDIGO: DIR 02-07411 Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional

Leia mais

PLANO DE CURSO. Procurar estabelecer as relações entre Direitos Humanos, Direitos Fundamentais e a Organização

PLANO DE CURSO. Procurar estabelecer as relações entre Direitos Humanos, Direitos Fundamentais e a Organização COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Componente Curricular: DIREITO ADMINSTRATIVO II Código: DIR-369-b CH Total: 60h Pré-requisito: DIREITO ADMINSTRATIVO I Período Letivo: 2016.1 Turma: 5ºsemestre Professor:

Leia mais

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 039/13/PJM

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 039/13/PJM Parecer 039/13/PJM Consulente: Prefeito. Assunto: Controle preventivo de constitucionalidade. Referência: Processo Administrativo nº. 564/2013. Ementa: DIREITO CONSTITUCIONAL. PROCESSO LEGISLATIVO. PROJETO

Leia mais

A Importância do Controle Interno na Administração Pública. Leônidas Monteiro Gonçalves Analista de Controle Externo TCE/PA

A Importância do Controle Interno na Administração Pública. Leônidas Monteiro Gonçalves Analista de Controle Externo TCE/PA A Importância do Controle Interno na Administração Pública Leônidas Monteiro Gonçalves Analista de Controle Externo TCE/PA A importância do Controle Interno na Administração Pública Fins do Estado - Satisfação

Leia mais

I Direito Administrativo NOÇÕES BÁSICAS

I Direito Administrativo NOÇÕES BÁSICAS I Direito Administrativo NOÇÕES BÁSICAS Olá futuros servidores! Estou estudando DA além daqueles montes de matéria de TI. Confesso que os Direitos são meu grande desafio acima de qualquer disciplina de

Leia mais

A NECESSIDADE DE LICITAÇÃO PELAS ENTIDADES DO SISTEMA S

A NECESSIDADE DE LICITAÇÃO PELAS ENTIDADES DO SISTEMA S A NECESSIDADE DE LICITAÇÃO PELAS ENTIDADES DO SISTEMA S Lucas Pessôa Moreira 1 RESUMO: O artigo estudará a obrigatoriedade de realização de licitação pelas entidades componentes do denominado sistema S

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO 2013

DIREITO ADMINISTRATIVO 2013 DIREITO ADMINISTRATIVO 2013 31. Dentre as características passíveis de serem atribuídas aos contratos de concessão de serviço público regidos pela Lei no 8.987/95, pode-se afirmar corretamente que há (a)

Leia mais

Estado e Poderes. Governo e Administração Pública em sentido estrito. Governança e governabilidade. Intermediação de interesses

Estado e Poderes. Governo e Administração Pública em sentido estrito. Governança e governabilidade. Intermediação de interesses Estado e Poderes Governança e governabilidade Intermediação de interesses Clientelismo Corporativismo Neocorporativismo Accountability Governo e Administração em sentido estrito Centralização, descentralização

Leia mais

IUS RESUMOS. Agentes Públicos Parte I. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Agentes Públicos Parte I. Organizado por: Samille Lima Alves Públicos Parte I Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. AGENTES PÚBLICOS PARTE 1... 3 1. Conceito... 3 2. Espécies de agentes públicos... 4 2.1 políticos... 4 2.2 Particulares em colaboração com

Leia mais

22/11/ ( CESPE - PC-GO - Agente de Polícia) A administração direta da União inclui

22/11/ ( CESPE - PC-GO - Agente de Polícia) A administração direta da União inclui 1. (2016 - CESPE - PC-GO - Agente de Polícia) A administração direta da União inclui a) a Casa Civil. b) o Departamento Nacional deinfraestrutura detransportes (DNIT). c) as agências executivas. d) o Instituto

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL Direito Administrativo

RESOLUÇÃO DA PROVA DE TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL Direito Administrativo RESOLUÇÃO DA PROVA DE TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL - 2005 Henrique Cantarino www.editoraferreira.com.br Direito Administrativo Caros amigos, voltamos com a correção das questões da prova de Técnico da Receita

Leia mais

EXERCÍCIOS. Administração Indireta. Aspectos Gerais

EXERCÍCIOS. Administração Indireta. Aspectos Gerais Direito Administrativo Vinícius Soares EXERCÍCIOS Administração Indireta Aspectos Gerais Julgue o item a seguir. 1. (Cespe/Prefeitura de São Paulo/2016) As pessoas administrativas que formam a administração

Leia mais

http://bd.camara.leg.br Dissemina os documentos digitais de interesse da atividade legislativa e da sociedade. ISONOMIA ENTRE ENTES FEDERADOS MÁRCIO SILVA FERNANDES Consultor Legislativo da Área I Direito

Leia mais

Código Civil de 2002 TÍTULO II DAS PESSOAS JURÍDICAS. CAPÍTULOS I, II e III. ARTIGOS 40 a 69

Código Civil de 2002 TÍTULO II DAS PESSOAS JURÍDICAS. CAPÍTULOS I, II e III. ARTIGOS 40 a 69 Código Civil de 2002 TÍTULO II DAS PESSOAS JURÍDICAS CAPÍTULOS I, II e III ARTIGOS 40 a 69 PESSOA JURÍDICA (PJ) - CONCEITO Unidade de pessoas naturais ou de patrimônios, que visa à consecução de certos

Leia mais

ebook de Mapas Mentais para concursos públicos Autora: Terezinha N. Rêgo

ebook de Mapas Mentais para concursos públicos  Autora: Terezinha N. Rêgo ebook de Mapas Mentais para concursos públicos Autora: Terezinha N. Rêgo Conteúdo Princípios do - Conceitos... 4 Princípios do Princípios Constitucionais... 5 Princípios do Princípios Gerais 01... 6 Princípios

Leia mais

CADERNO DE ESTUDO DIRIGIDO DIREITO ADMINISTRATIVO

CADERNO DE ESTUDO DIRIGIDO DIREITO ADMINISTRATIVO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: PRINCÍPIOS BÁSICOS 4 CADERNO DE ESTUDO DIRIGIDO DIREITO ADMINISTRATIVO CONCURSOS NÍVEL ENSINO MÉDIO 2016 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: PRINCÍPIOS BÁSICOS 5 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: PRINCÍPIOS

Leia mais

ATOS ADMINISTRATIVOS EM ESPÉCIE - MARIA SYLVIA ZANELLA DI PIETRO. No direito brasileiro, a autorização administrativa tem várias acepções:

ATOS ADMINISTRATIVOS EM ESPÉCIE - MARIA SYLVIA ZANELLA DI PIETRO. No direito brasileiro, a autorização administrativa tem várias acepções: ATOS ADMINISTRATIVOS EM ESPÉCIE - MARIA SYLVIA ZANELLA DI PIETRO A. QUANTO AO CONTEÚDO 1. Autorização No direito brasileiro, a autorização administrativa tem várias acepções: a. Num primeiro sentido, designa

Leia mais

A ANEEL e o Marco Regulatório do Brasil. Ivan Camargo Assessor da Diretoria

A ANEEL e o Marco Regulatório do Brasil. Ivan Camargo Assessor da Diretoria A ANEEL e o Marco Regulatório do Brasil Ivan Camargo Assessor da Diretoria Sumário 1. Marco Regulatório Brasileiro. Resultados. 2. Atuação da Agência Nacional de Energia Elétrica. 3. Principais Desafios.

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA O Estado não é um fim em si mesmo. É um instrumento de promoção do bem comum. Deve propiciar meios para que o POVO consiga tudo o que imagina, dentro de certa realidade, como ideal

Leia mais

LEI /2011: LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO E A GARANTIA CONSTITUCIONAL DA PUBLICIDADE NOS ATOS ADMINISTRATIVOS

LEI /2011: LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO E A GARANTIA CONSTITUCIONAL DA PUBLICIDADE NOS ATOS ADMINISTRATIVOS LEI 12.527/2011: LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO E A GARANTIA CONSTITUCIONAL DA PUBLICIDADE NOS ATOS ADMINISTRATIVOS Francyelle Yngrid Gurka (frangurka@hotmail.com) Orientador: Prof. Mestre Volney Campos dos

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO I. Administração Pública: princípios básicos.... 002 II. Poderes Administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder....

Leia mais

FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA: DEFENSORIA PÚBLICA E

FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA: DEFENSORIA PÚBLICA E FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA: MINISTÉRIO PÚBLICO, DEFENSORIA PÚBLICA E ADVOCACIA Profª Me. Érica Rios erica.carvalho@ucsal.br MINISTÉRIO PÚBLICO Definição: instituição permanente e essencial à função jurisdicional

Leia mais

COOPERATIVAS DE CRÉDITO NO ORDENAMENTO JURÍDICO VIGENTE 33º SEMINÁRIO NACIONAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS - ABDE SALVADOR - BAHIA OUTUBRO 2013

COOPERATIVAS DE CRÉDITO NO ORDENAMENTO JURÍDICO VIGENTE 33º SEMINÁRIO NACIONAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS - ABDE SALVADOR - BAHIA OUTUBRO 2013 COOPERATIVAS DE CRÉDITO NO ORDENAMENTO JURÍDICO VIGENTE 33º SEMINÁRIO NACIONAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS - ABDE SALVADOR - BAHIA OUTUBRO 2013 AGENDA 01 ORIENTAÇÃO CONSTITUCIONAL 02 CONCEITOS E PRINCÍPIOS COOPERATIVOS

Leia mais

ÁGORA Revista Eletrônica Ano VII nº 14 Junho de P

ÁGORA Revista Eletrônica Ano VII nº 14 Junho de P ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA: RELAÇÕES DE DIREITO E PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS Rodrigo Janoni Carvalho 1 O Direito Administrativo é o ramo do Direito Público que disciplina a função administrativa

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO AGENTES PÚBLICOS

DIREITO ADMINISTRATIVO AGENTES PÚBLICOS DIREITO ADMINISTRATIVO AGENTES PÚBLICOS Atualizado até 13/10/2015 AGENTES PÚBLICOS CONCEITO O primeiro ponto a ser discutido quando se trata do pessoal da Administração Pública é a terminologia adotada.

Leia mais

FUNÇÕES E COMPETÊNCIAS DOS PODERES MUNICIPAIS

FUNÇÕES E COMPETÊNCIAS DOS PODERES MUNICIPAIS FUNÇÕES E COMPETÊNCIAS DOS PODERES MUNICIPAIS ROBERTO KURTZ PEREIRA MUNICÍPIO Posição do Município na Federação. A Constituição Federal de 1988, elevou o Município como ente federativo. Consagrou a autonomia

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Prof. Msc Eduardo Daniel Lazarte Morón

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Prof. Msc Eduardo Daniel Lazarte Morón DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Prof. Msc Eduardo Daniel Lazarte Morón DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Administração Pública: conceito, finalidade, princípios. Aspectos legais

Leia mais

DESCENTRALIZAÇÃO X DESCONCENTRAÇÃO

DESCENTRALIZAÇÃO X DESCONCENTRAÇÃO DESCENTRALIZAÇÃO X DESCONCENTRAÇÃO CURSO DE TEORIA E EXERCÍCIO DESCENTRALIZAÇÃO X DESCONCENTRAÇÃO Professor Edson Marques Bem-vindo a nossa turma de Direito Administrativo, teoria e exercícios, voltado

Leia mais

Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos!

Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! QUESTÕES ANOTADAS ADMINISTRATIVO Trabalho atualizado em abril/2014. Cópias não são autorizadas e serão consideradas ofensa ao direito autoral,

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Ação Civil Pública para tutela ambiental Analisa os apectos atuais da Ação Civil Pública com base na Lei n. 7.437/85 no âmbito da tutela ambiental. Cláudia Melina Kamaroski Mundstoch

Leia mais

IUS RESUMOS. Noções introdutórias de Direito Administrativo e Regime Jurídico da Administração. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes

IUS RESUMOS. Noções introdutórias de Direito Administrativo e Regime Jurídico da Administração. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes Noções introdutórias de Direito Administrativo e Regime Jurídico da Administração Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes SUMÁRIO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS DE DIREITO ADMINISTRATIVO E REGIME JURÍDICO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO DIREITO ADMINISTRATIVO I DES 0311 PROGRAMA DE AULAS PROFESSOR DOUTOR VITOR RHEIN SCHIRATO MONITORES ALEXANDRE JORGE CARNEIRO DA CUNHA FILHO (PAE) MARCO ANTÔNIO MORAES ALBERTO JÚLIO CESAR BARBOZA 1º Semestre

Leia mais

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA ESTADO Conjunto de regras, pessoas e organizações que se separam da sociedade para organizá-la. - Só passa a existir quando o comando da comunidade

Leia mais

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 3. Contextualização. Atividades Administrativas. Instrumentalização. Atividades Administrativas

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 3. Contextualização. Atividades Administrativas. Instrumentalização. Atividades Administrativas Organização da Aula Direito Administrativo Aula n. 3 Atividades Administrativas Professor: Silvano Alves Alcantara Inserir o vídeo: Contextualização http://www.youtube.com/watch?v= L9YBAy2Hhbc De 0:00

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMO FUNÇÃO DO ESTADO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMO FUNÇÃO DO ESTADO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMO FUNÇÃO DO ESTADO Estado: Pessoa Jurídica de Direito Público; Submetido às normas estipuladas pela Constituição Federal; Dirigido por um governo que possui soberania reconhecida

Leia mais