Número do processo: /001(1) Númeração Única: Processos associados: clique para pesquisar Relator:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Número do processo: /001(1) Númeração Única: Processos associados: clique para pesquisar Relator:"

Transcrição

1 Número do processo: /001(1) Númeração Única: Processos associados: clique para pesquisar Relator: Des.(a) VERSIANI PENNA Relator do Acórdão: Des.(a) VERSIANI PENNA Data do Julgamento: 03/11/2011 Data da Publicação: 08/11/2011 Inteiro Teor: EMENTA: AÇÃO DE COBRANÇA. TAXA CONDOMINIAL. PAGAMENTO OBRIGATÓRIO. MINUTA DE CONVENÇÃO DO CONDOMÍNIO. DEMONSTRAÇÃO DO DÉBITO. ÔNUS DA PROVA DO RÉU. ART. 333, DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. - A obrigação de pagamento de taxas condominiais ordinárias e extraordinárias decorre da lei e das regras estabelecidas na convenção de condomínio, obrigando a todos os condôminos. - A teor do inciso II do art. 333, do Código de Processo Civil incumbe ao réu a prova de existência de fato impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor. -Ausente a demonstração do pagamento ou comprovação da ilegitimidade dos valores cobrados, correta a decisão de primeiro grau que julgou procedente a cobrança. APELAÇÃO CÍVEL Nº /001 - COMARCA DE JUIZ DE FORA - APELANTE(S): MARCOS FRANCISCO MORAES - LITISCONSORTE: LEANDRO GOMES ESTEVES DA SILVA, ALFREDO LUIZ CLAUDIO - APELADO(A)(S): CONDOMÍNIO EDIFÍCIO RESIDENCIAL GARDENVILLE A C Ó R D Ã O Vistos etc., acorda, em Turma, a 17ª CÂMARA CÍVEL do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, na conformidade da ata dos julgamentos, à unanimidade, em rejeitar preliminar e negar provimento ao recurso. Belo Horizonte, 03 de novembro de DES. VERSIANI PENNA, RELATOR. DES. VERSIANI PENNA (RELATOR) R E L A T Ó R I O Trata-se de ação de cobrança ajuizada pelo Condomínio Edifício Residencial Gardenville em face de Marcos Francisco Morais, Leandro Gomes Esteves da Silva, Antônio Bovini e Alfredo Luiz Cláudio. Consta da inicial que os requeridos são proprietários de unidades autônomas do Edifício Gardenville, e que não estão cumprindo com suas obrigações de efetuar o pagamento de suas taxas condominiais. Pugnou pela condenação dos réus a pagamento das taxas vencidas e vincendas, acrescidas de multa de 2%, juros moratórios e correção monetária.

2 Junto com a inicial vieram os documentos de fls. 5/19. Petição de acordo firmado entre o autor e o réu Alfredo Luiz Cláudio, fls. 30/31. Regularmente citado, o apelante Marcos Francisco Morais apresentou contestação às fls. 32/35. Preliminarmente, alegou inépcia da inicial. No mérito, aduziu que o apelado não possui qualquer título executivo ou documento capaz de ensejar a propositura da ação. Ressalta que o fato constitutivo do direito do autor não restou comprovado. Requereu o acolhimento da preliminar ou a improcedência do pedido. Impugnação às fls. 41/42. Regularmente citado, o réu Leandro Gomes Esteves apresentou contestação e requereu o parcelamento do seu débito (fls. 37/38). O condomínio ofereceu contraproposta ao réu Leandro Gomes Esteves (fls. 45/46). A ação foi extinta em relação a Antônio Bovini, fl. 62. Em fase de especificação de provas, apelante e apelado informaram que não têm provas a produzir (fls. 63/64). O juízo de primeiro grau, às fls. 66/68, julgou: I) Extinto o processo em relação à Antônio Bovini, nos termos do inciso VIII, do art. 267 do CPC; II) Procedente o pedido inicial em relação a Marcos Francisco Morais, Leandro Gomes Esteves da Silva e Alfredo Luiz Cláudio, condenando-os, respectivamente, ao pagamento das quantias, R$5.534,69, R$1.108,29 e R$819,92. Inconformado, Marcos Francisco Morais interpôs recurso de apelação, pretendendo a reforma da decisão. Alega inépcia da inicial, ao argumento de ausência de documentos. No mérito, aduz que o fato constitutivo do direito do autor não restou comprovado. Afirma que os juros de mora devem ser de 0,5% ao mês, desde a citação (fls. 72/74). Embargos declaratórios, fls. 76/77. Decisão que inacolheu os embargos, fl. 81. O apelado ofertou contrarrazões e pleiteou a manutenção da sentença (fls.82/84). É o relatório. V O T O Trata-se de recurso de apelação interposto por Marcos Francisco Morais nestes autos em que litiga contra o Condomínio Edifício Residencial Gardenville, pretendendo a reforma da sentença a quo que julgou procedente o pedido e o condenou ao pagamento das taxas condominiais. O apelante alega inépcia da inicial, ao argumento de ausência de documentos. No mérito, aduz que o fato constitutivo do direito do autor não restou comprovado. Afirma que os juros de mora devem ser de 0,5% ao mês, desde a citação (fls. 72/74).

3 O apelado ofertou contrarrazões e pleiteou a manutenção da sentença (fls.82/84). Satisfeitos os pressupostos de admissibilidade, conheço do recurso. PRELIMINAR - INÉPCIA DA INICIAL O apelante suscita, data venia, sem razão, preliminar de inépcia da inicial por ausência de documentos indispensáveis à propositura da ação. Entretanto, a meu sentir, a inicial apresentada pelo apelado além de conter todos os requisitos previstos no art. 282 do Código de Processo Civil, foi apta à formação do contencioso, propiciando ampla e combatida defesa, visto que possui narrativa lógica e suficiente dos fatos, e pedido certo de condenação do apelante no pagamento das taxas condominiais. Verifica-se, inclusive, que foi juntada às fls. 09/12, a minuta da Convenção de Condomínio que estabelece que o co-proprietário que deixar de pagar no prazo próprio as despesas do condomínio, estará sujeito à cobrança do débito, acrescida de juros, multa e correção monetária. Ademais, não vislumbro hipótese prevista no parágrafo único do art. 295 do CPC, in verbis: Art. 295: A petição inicial será indeferida: (...) Parágrafo único: Considera-se inepta a petição inicial quando: I-lhe faltar pedido ou causa de pedir; II-da narração dos fatos não decorrer logicamente a conclusão; III-o pedido for juridicamente impossível; IV-contiver pedidos incompatíveis entre si. Aliás, ressalte-se que cabe ao juiz a verificação da regularidade da petição inicial antes de despachá-la, devendo, inclusive, se houver alguma irregularidade, conceder prazo para que o autor a supra. Pelas razões expostas, rejeito a preliminar. MÉRITO Em análise detida dos autos, vejo que o julgamento das questões deduzidas alicerça-se na análise das provas produzidas pelas partes acerca dos fatos alegados, à luz do sistema processual do ônus da prova, disposto no art. 333, incisos I e II do CPC, verbis: Art O ônus da prova incumbe: I - ao autor, quanto ao fato constitutivo do seu direito; II - ao réu, quanto à existência de fato impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor. Sobre o tema, lecionam Luiz Guilherme Marinoni e Sérgio Cruz Arenhart:

4 "A regra estampada no art. 333 é bastante simples, e recorre a paradigmas já consolidados no direito processual. O ônus da prova incumbe a quem alega (ou, mais precisamente, a quem tem o ônus de alegar). Assim, incumbe ao autor demonstrar os fatos constitutivos de seu direito, cabendo ao réu comprovar as exceções indiretas, ou seja, os fatos modificativos, extintivos ou impeditivos do direito do autor" (in Manual de Processo de Conhecimento - a tutela jurisdicional através do processo de conhecimento, 2. ed., São Paulo, Editora Revista dos Tribunais: 2003, p. 310). Sob esta perspectiva, tenho que a sentença deve ser mantida in totum. Ora, é certo que a obrigação de pagamento de taxas condominiais ordinárias e extraordinárias decorre da lei e das regras estabelecidas na convenção de condomínio, obrigando a todos os condôminos. E, in casu, o pedido do apelado em sua inicial foi meramente de cobrança, tendo acostado planilha como forma de demonstrar o débito referente às taxas condominiais cobradas. Entretanto, vejo que o apelante, por sua vez, não demonstrou ser ilegal o débito, nem alegou ou comprovou o pagamento, tendo se limitado a impugnar genericamente os valores apresentados na planilha, sem, contudo, trazer qualquer prova a embasar suas alegações. A propósito, a jurisprudência dominante orienta: AÇÃO DE COBRANÇA - TAXAS CONDOMINIAIS -COMPROVAÇÃO DE FATO IMPEDITIVO, MODIFICATIVO OU EXTINTIVO DO DIREITO DO AUTOR - ÔNUS DA PROVA DO RÉU. Em ação de cobrança de taxas condominiais, incumbe ao réu a produção de prova hábil a demonstrar a existência de fato impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor, tal como o pagamento do débito ou a ilegitimidade dos valores cobrados. (Número do processo: /001(1) / Relator: Des.(a) FERNANDO CALDEIRA BRANT / Data do Julgamento: 28/02/2007 / Data da Publicação: 17/03/2007) AÇÃO DE COBRANÇA - TAXA CONDOMINIAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA - ASSEMBLÉIA GERAL - APROVAÇÃO REGULAR - AUSÊNCIA DE FATO IMPEDITIVO, MODIFICATIVO OU EXTINTIVO DO DIREITO DO AUTOR. Uma vez comprovado nos autos que as despesas cobradas tiveram aprovação regular em assembléia, tendo sido cumprido o disposto na Convenção de Condomínio a respeito, legítima se mostra a cobrança feita pelo condomínio autor. Cumpre ao réu a comprovação da inexistência da dívida ou qualquer fato extintivo ou modificativo do direito do autor. Não se desincumbindo satisfatoriamente do ônus imposto pelo art. 333, II do CPC, deve ser mantida a decisão que julgou procedente o pedido formulado nos autos da ação de cobrança, mormente quando pelo conjunto probatório restar demonstrada a relação contratual ensejadora da obrigação pleiteada. (Número do processo: /001(1) / Relator: Des.(a) SELMA MARQUES / Data do Julgamento: 29/11/2006 / Data da Publicação: 13/01/2007) Destarte, lícita é a cobrança das taxas condominiais na forma descrita na planilha de fl. 16. Por fim, pugna o apelante pela incidência de juros de mora no patamar de 0,5% ao mês, desde a citação. Todavia, não vejo razão para acolher o pleito do recorrente uma vez que consta da minuta da Convenção de Condomínio que o co-proprietário que deixar de pagar as despesas do condomínio no prazo próprio, estará sujeito à cobrança do débito, acrescida de juros de 1% ao mês (cláusula XV - fl. 11). Feitas tais considerações, o não provimento do recurso é a medida que se impõe. DISPOSITIVO

5 Ante o exposto, rejeito a preliminar suscitada, nego provimento ao apelo e mantenho a sentença. Custas e despesas pelo recorrente. É como voto. DES. EDUARDO MARINÉ DA CUNHA (REVISOR) - De acordo com o(a) Relator(a). DESA. MÁRCIA DE PAOLI BALBINO - De acordo com o(a) Relator(a). SÚMULA: "PRELIMINAR REJEITADA. RECURSO CONHECIDO E DESPROVIDO."

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.13.024213-4/001 Númeração 0242134- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Jair Varão Des.(a) Jair Varão 20/02/2014 14/03/2014 EMENTA: PROCESSUAL CIVIL

Leia mais

A C Ó R D Ã O

<CABBCCBDAABCACBCABBCBACCBBCAADCADABAA DDADAAAD> A C Ó R D Ã O EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL COBRANÇA TAXA ECAD TELEVISOR EM QUARTO DE HOTEL AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃO DE SONORIZAÇÃO MUSICAL NAS DEPENDÊNCIAS FÍSICAS AUSÊNCIA

Leia mais

SENTENÇA. Com a inicial vieram os documentos de f. 06/08.

SENTENÇA. Com a inicial vieram os documentos de f. 06/08. Autos n.º 183.08.146148-9 Natureza: ação de cobrança Requerente: Margarida Batista de Souza Requerido: Harakem Moreira Franco SENTENÇA Vistos, em correição. Margarida Batista de Souza propôs a presente

Leia mais

A C Ó R D Ã O

<CABBCABCCBBACADDDAAABABCCADACBABCDAAA DDADAAAD> A C Ó R D Ã O EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DECLARATÓRIA C/C ANULATÓRIA VÍCIO CITRA PETITA AUSÊNCIA - RATEIO DE DESPESAS EXTRAORDINÁRIAS CONDOMÍNIO FRAÇÃO IDEAL. - Deve

Leia mais

A C Ó R D Ã O

<CABBCBBCCADACABACBBCAADCBADAADDCBAAAA DDADAAAD> A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. AÇAO DE COBRANÇA. INTERPOSIÇÃO DO RECURSO DE APELAÇÃO. - No Processo Civil a petição de interposição da apelação, bem como suas razões,

Leia mais

Gabinete do Desembargador Carlos Escher

Gabinete do Desembargador Carlos Escher APELAÇÃO CÍVEL Nº 330792-12.2011.8.09.0078 (201193307929) DE ISRAELÂNDIA APELANTE APELADO RELATOR CÂMARA FERNANDO LUIZ DA COSTA MUNICÍPIO DE ISRAELÂNDIA DESEMBARGADOR CARLOS ESCHER 4ª CÍVEL EMENTA: APELAÇÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO PODER JUDICIÁRIO DE SÃO PAULO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA 154 7 REGISTRADO(A) SOB N {r\ ACÓRDÃO!! 1 *03498880* Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação n 0110976-27.2007.8.26.0003,

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL DÉCIMA QUARTA CÂMARA CÍVEL - SERVIÇO DE APOIO À JURISDIÇÃO AMAURI DE OLIVEIRA SALES A C Ó R D Ã O

APELAÇÃO CÍVEL DÉCIMA QUARTA CÂMARA CÍVEL - SERVIÇO DE APOIO À JURISDIÇÃO AMAURI DE OLIVEIRA SALES A C Ó R D Ã O AÇÃO REVISIONAL. CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO. ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. JULGAMENTO COM BASE NO ART. 285-A, DO CPC. AUSÊNCIA DO CONTRATO. DECISÃO PROFERIDA DE FORMA VIRTUAL. DESCONSTITUIÇÃO. No caso concreto,

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS. Número do processo: /001(1) Relator: MARCELO RODRIGUES. Relator do Acordão: MARCELO RODRIGUES

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS. Número do processo: /001(1) Relator: MARCELO RODRIGUES. Relator do Acordão: MARCELO RODRIGUES TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS Número do processo: 1.0701.07.204855-9/001(1) Relator: MARCELO RODRIGUES Relator do Acordão: MARCELO RODRIGUES Data do Julgamento: 15/04/2009 Data da Publicação: 30/04/2009

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 38ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO. Registro: ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 38ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO. Registro: ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2012.0000390065 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0035685-43.2010.8.26.0576, da Comarca de São José do Rio Preto, em que são apelantes ARANTES ALIMENTOS LTDA.

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA SEGUNDA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA APELAÇÃO CÍVEL Nº 0014628-88.2009.8.19.0061 Ação Declaratória 2.ª Vara Cível da Comarca de Teresópolis APELANTE: VANIA DOS SANTOS APELADO: DETRAN- DEPARTAMENTO

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº , DA 9ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA.

APELAÇÃO CÍVEL Nº , DA 9ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA. APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.401.899-0, DA 9ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA. APELANTE: CONDOMÍNIO RESIDENCIAL SCHOENSTATT. APELADO: LUIZ ADRIANO DE VEIGA BOABAID. RELATOR:

Leia mais

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul fls. 187 9 de setembro de 2014 2ª Câmara Cível Apelação - Nº - Campo Grande Relator Exmo. Sr. Des. Atapoã da Costa Feliz Apelante : Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A Advogada : Luciana

Leia mais

Nº COMARCA DE FELIZ DBM FACTORING LTDA ACÓRDÃO

Nº COMARCA DE FELIZ DBM FACTORING LTDA ACÓRDÃO AÇÃO MONITÓRIA. CHEQUE PRESCRITO. DISCUSSÃO DO NEGÓCIO SUBJACENTE. DESNECESSIDADE. O cheque prescrito, como prova documental autorizativa da via injuncional, é suficiente como fato constitutivo do direito

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0433.14.031382-9/001 Númeração 0313829- Relator: Des.(a) Antônio Bispo Relator do Acordão: Des.(a) Antônio Bispo Data do Julgamento: 26/01/2017 Data da Publicação: 03/02/2017 EMENTA: APELAÇÃO

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A.

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELADO: STELA MARIS SCHUTZ Número do Protocolo : 8785/2004 Data de Julgamento : 29-6-2004 EMENTA APELAÇÃO CÍVEL DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO TELEFÔNICO COMBINADA

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0145.14.044695-9/002 Númeração 0823209- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Pedro Bernardes Des.(a) Pedro Bernardes 26/05/0015 19/06/2015 EMENTA: AGRAVO

Leia mais

Dados Básicos. Ementa

Dados Básicos. Ementa Dados Básicos Fonte: 20110110696808 Tipo: Acórdão TJDFT Data de Julgamento: 07/12/2011 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:16/12/2011 Estado: Distrito Federal Cidade: Relator: Lécio

Leia mais

Apelação Cível n , de Videira Relator: Des. Joel Dias Figueira Júnior

Apelação Cível n , de Videira Relator: Des. Joel Dias Figueira Júnior Apelação Cível n. 2010.078282-8, de Videira Relator: Des. Joel Dias Figueira Júnior APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE COBRANÇA SECURITÁRIA C/C COMPENSAÇÃO POR DANOS MORAIS. CONTRATO DE SEGURO DE VIDA EM GRUPO. PRESCRIÇÃO.

Leia mais

JF CONVOCADO ANTONIO HENRIQUE CORREA DA SILVA em substituição ao Desembargador Federal PAULO ESPIRITO SANTO

JF CONVOCADO ANTONIO HENRIQUE CORREA DA SILVA em substituição ao Desembargador Federal PAULO ESPIRITO SANTO Apelação Cível - Turma Especialidade I - Penal, Previdenciário e Propriedade Industrial Nº CNJ : 0101807-06.2014.4.02.5101 (2014.51.01.101807-8) RELATOR JF CONVOCADO ANTONIO HENRIQUE CORREA DA SILVA em

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº 0001290-15.2010.8.19.0028 APELANTE: AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. APELADOS: R.S.R. DE MACAÉ EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES IMOBILIÁRIAS

Leia mais

A C Ó R D Ã O

<CABBCCDAABBCAADCCBBAAADDACABADAACBDAA DDADAAAD> A C Ó R D Ã O AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER C/C DANOS MORAIS - TUTELA ANTECIPADA POSSIBILIDADE PROVA INEQUÍVOCA DA VEROSSIMILHANÇA DAS ALEGAÇÕES

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 8ª T U R M A Cinto de segurança é EPI que deve proteger o empregado, proteção esta que deve ocorrer, inclusive, quando realiza movimentos inesperados, já que se utiliza cinto quando o equilíbrio

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº ( ) DE ANÁPOLIS

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº ( ) DE ANÁPOLIS AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 90425-67.2011.8.09.0000 (201190904250) DE ANÁPOLIS AGRAVANTE AGRAVADO CÂMARA VILMAR FERREIRA PRODUTOS ALIMENTÍCIOS ORLÂNDIA S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA DESEMBARGADOR CARLOS ESCHER

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0000.15.033552-9/000 Númeração 0335529- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Audebert Delage Des.(a) Audebert Delage 18/08/2015 28/08/2015 EMENTA: CONFLITO

Leia mais

ANDRÉ ANDRADE DESEMBARGADOR RELATOR

ANDRÉ ANDRADE DESEMBARGADOR RELATOR SÉTIMA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº 2007.001.63552 APELANTE: TV SBT CANAL 4 DE SÃO PAULO S/A APELADO: GIOVANNA ANTONELLI RELATOR: DES. ANDRÉ ANDRADE Classe regimental: 1 AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. DIREITO

Leia mais

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO RECURSO INOMINADO. CONSUMIDOR. INDENIZATÓRIA. AQUISIÇÃO DE BILHETE DE INGRESSSO BEACH PARK, PELA INTERNET. AUSÊNCIA DE VEROSSIMILHANÇA ENTRE OS DADOS TRAZIDOS PELO AUTOR E A FATURA JUNTADA, UNÍCA PROVA.

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores LUIS CARLOS DE BARROS (Presidente sem voto), ÁLVARO TORRES JÚNIOR E CORREIA LIMA.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores LUIS CARLOS DE BARROS (Presidente sem voto), ÁLVARO TORRES JÚNIOR E CORREIA LIMA. ACÓRDÃO Registro: 2012.0000626196 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0001752-55.2011.8.26.0411, da Comarca de Pacaembu, em que é apelante M. G. CALÇADOS DE PACAEMBU INDUSTRIA E COMERCIO

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO INVERSÃO ÔNUS DA PROVA REGRA DE JULGAMENTO A C Ó R D Ã O

AGRAVO DE INSTRUMENTO INVERSÃO ÔNUS DA PROVA REGRA DE JULGAMENTO A C Ó R D Ã O AGRAVO DE INSTRUMENTO INVERSÃO ÔNUS DA PROVA REGRA DE JULGAMENTO - A inversão do ônus da prova é regra de julgamento ou para julgamento, quando na sentença, momento próprio, onde, de frente ao contexto

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL. Órgão: 3ª Turma Cível. Processo N.: Apelação Cível APC. Apelante(s): JOSÉ VIEIRA DE SÁ

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL. Órgão: 3ª Turma Cível. Processo N.: Apelação Cível APC. Apelante(s): JOSÉ VIEIRA DE SÁ TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL Órgão: 3ª Turma Cível Processo N.: Apelação Cível 20080510067475APC Apelante(s): JOSÉ VIEIRA DE SÁ Apelado(s): BRADESCO SEGUROS S/A Relator: Desembargador JOÃO MARIOSI

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0126.11.000890-4/001 Númeração 0008904- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Mota e Silva Des.(a) Mota e Silva 12/11/2013 19/11/2013 EMENTA: EXTINÇÃO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESPÍRITO SANTO TERCEIRA CÂMARA CÍVEL 13/4/2009 SESSÃO EXTRAORDINÁRIA APELAÇÃO CÍVEL Nº Ementa:

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESPÍRITO SANTO TERCEIRA CÂMARA CÍVEL 13/4/2009 SESSÃO EXTRAORDINÁRIA APELAÇÃO CÍVEL Nº Ementa: TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESPÍRITO SANTO TERCEIRA CÂMARA CÍVEL 13/4/2009 SESSÃO EXTRAORDINÁRIA APELAÇÃO CÍVEL Nº 12060001547 Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - DPVAT - REQUISITOS - INVALIDEZ PERMANENTE - ART. 3º DA

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.126

APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.126 A assinatura do autor por MAGNUS VENICIUS ROX:8172 é inválida APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.126.336-8, DA 6ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA APELANTE :

Leia mais

PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 20709/ CLASSE CNJ COMARCA CAPITAL RELATOR: DES. SEBASTIÃO BARBOSA FARIAS

PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 20709/ CLASSE CNJ COMARCA CAPITAL RELATOR: DES. SEBASTIÃO BARBOSA FARIAS APELANTE(S): VRG LINHAS AÉREAS S. A. E OUTRO(s) APELADO(S): JUCENIR DAMIANI Número do Protocolo: 20709/2017 Data de Julgamento: 28-03-2017 E M E N T A APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0079.12.039931-0/001 Númeração 0364640- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Eduardo Mariné da Cunha Des.(a) Eduardo Mariné da Cunha 16/07/0015 28/07/2015

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº SOROCABA. APELANTES e reciprocamente APELADOS:

APELAÇÃO CÍVEL Nº SOROCABA. APELANTES e reciprocamente APELADOS: PODER JUDICIÁRIO fls. 1221 ACÓRDÃO Registro: 2017.0000141322 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1006206-65.2014.8.26.0602, da Comarca de Sorocaba, em que é apelante/apelado (JUSTIÇA

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 1 Registro: 2016.0000231574 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0176477-49.2012.8.26.0100, da Comarca de, em que é apelante ADPM- ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA POLICIA MILITAR

Leia mais

Acórdão NEGLIGÊNCIA. DIREITO AO RESPECTIVO ABONO ANUAL. DESPROVIMENTO DO. Processo no /001

Acórdão NEGLIGÊNCIA. DIREITO AO RESPECTIVO ABONO ANUAL. DESPROVIMENTO DO. Processo no /001 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DEJUSTIÇA Gabinete do Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque Acórdão Apelação Cível - no. 053.2009.000.555-3/001 Relator: Desembargador Marcos Cavalcanti

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais ApCv nº /001

Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais ApCv nº /001 Título: Julgado: Agente político Renúncia parcial ao subsídio Possibilidade Desconto perpetrado em período posterior ao previsto no termo de renúncia Pagamento de diferença salarial que se impõe Pretensa

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 453 Registro: 2017.0000263732 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1022104-38.2014.8.26.0564, da Comarca de São Bernardo do Campo, em que é apelante ACS BETA EMPREENDIMENTOS

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível A C Ó R D Ã O

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível A C Ó R D Ã O FLS.1 Apelante: Apelado: Relator: Desembargador Alcides da Fonseca Neto A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO INDENIZATÓRIA. INJÚRIA RACIAL. DANO MORAL CONFIGURADO. MANUTENÇÃO DA SENTENÇA. As partes controvertem

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO RS

PODER JUDICIÁRIO RS Número do processo: 70066740119 Comarca: Comarca de Porto Alegre Data de Julgamento: 29/10/2015 Relator: Pedro Celso Dal Pra PODER JUDICIÁRIO ---------- RS ---------- ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER

Leia mais

Gabinete Desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis APELAÇÃO CÍVEL Nº ( )

Gabinete Desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis APELAÇÃO CÍVEL Nº ( ) APELAÇÃO CÍVEL Nº 369966-79.2013.8.09.0006 (201393699669) COMARCA ANÁPOLIS APELANTE CONDOMÍNIO RESIDENCIAL SAN MARCO APELADO FERNANDO GIARETTA FREGONEZI RELATOR Juiz de Direito Substituto em Segundo Grau

Leia mais

A C Ó R D Ã O

<CABBCABCCBBACADADAADAACDBBACBCCBCBAAA DDADAAAD> A C Ó R D Ã O EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS E MORAIS ADVOGADO LEVANTAMENTO DE ALVARÁ APROPRIAÇÃO INDÉBITA DOS VALORES DE SEU CLIENTE DANOS MORAIS

Leia mais

NEGARAM PROVIMENTO. Nº COMARCA DE URUGUAIANA A C Ó R D Ã O

NEGARAM PROVIMENTO. Nº COMARCA DE URUGUAIANA A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. DESTITUIÇÃO DO PODER FAMILIAR. Caso em que se mostra juridicamente impossível o pedido de destituição do poder familiar e guarda formulado em face da adolescente e de sua filha. O autor

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

Processo originário da 4ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

Processo originário da 4ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. ACÓRDÃO 8ª TURMA CONTRATO DE EXPERIÊNCIA. PRORROGAÇÃO. AUSÊNCIA DE NULIDADE. É lícita a prorrogação do contrato de experiência inicialmente firmado por trinta dias, para mais sessenta. Recorrente: DAIANA

Leia mais

SEXTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº BENEDICTO ABICAIR APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DECLARATÓRIA. REFORMA PARCIAL DA SENTENÇA.

SEXTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº BENEDICTO ABICAIR APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DECLARATÓRIA. REFORMA PARCIAL DA SENTENÇA. SEXTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº 0058525-60.2006.8.19.0001 APELANTE 1: SUL AMÉRICA CAPITALIZAÇÃO S/A SULACAP APELANTE 2: SUL AMÉRICA S/A APELADO1: OS MESMOS APELADO 2: RILDO APARECIDO FERREIRA RELATOR:

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO APELAÇÃO CÍVEL Nº /SP

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO APELAÇÃO CÍVEL Nº /SP TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO APELAÇÃO CÍVEL Nº 0045588-50.2004.4.03.6182/SP RELATÓRIO Apelação interposta pela União contra sentença (fl. 73) que julgou extinta a execução fiscal, nos termos

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores GILBERTO LEME (Presidente) e ARTUR MARQUES. São Paulo, 14 de agosto de 2017.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores GILBERTO LEME (Presidente) e ARTUR MARQUES. São Paulo, 14 de agosto de 2017. ACÓRDÃO Registro: 2017.0000597071 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1116258-14.2016.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante APPLE COMPUTER DO BRASIL LTDA, é apelado

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2017.0000658746 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1095575-53.2016.8.26.0100, da Comarca de, em que é apelante ELBRUS EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, é apelado

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores MIGUEL BRANDI (Presidente sem voto), LUIS MARIO GALBETTI E MARY GRÜN.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores MIGUEL BRANDI (Presidente sem voto), LUIS MARIO GALBETTI E MARY GRÜN. fls. 395 Registro: 2017.0000018342 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1040341-23.2015.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante PDG SPE 19 EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0000.13.003388-9/000 Númeração 0033889- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Evandro Lopes da Costa Teixeira Des.(a) Evandro Lopes da Costa Teixeira

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2016.0000186560 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0003350-71.2014.8.26.0562, da Comarca de Santos, em que são apelantes FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO e

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.09.511607-5/001 Númeração 5116075- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) José Marcos Vieira Des.(a) José Marcos Vieira 08/02/2012 17/02/2012 EMENTA:

Leia mais

RELATÓRIO. TRF/fls. E:\acordaos\ _ doc

RELATÓRIO. TRF/fls. E:\acordaos\ _ doc *AC 305947-AL (20028000001001-9) APTE: INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ADV: MARIA DE FATIMA FALCÃO ALBUQUERQUE E OUTROS APDO: OTACILIA RAMOS DUARTE ADV: RAIMUNDA MOREIRA AZEVEDO E OUTROS REMTE:

Leia mais

Relatório. Estado do Paraná

Relatório. Estado do Paraná Estado do Paraná APELAÇÃO CÍVEL Nº 1328815-6, DA 24ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA. Apelante: Apelado: Relator: Revisor: INSTITUTO DE NEUROLOGIA DE CURITIBA

Leia mais

Aula 91. Contestação (Parte IV): Art Incumbe ao réu, antes de discutir o mérito, alegar: II - incompetência absoluta e relativa.

Aula 91. Contestação (Parte IV): Art Incumbe ao réu, antes de discutir o mérito, alegar: II - incompetência absoluta e relativa. Turma e Ano: Direito Processual Civil - NCPC (2016) Matéria / Aula: Contestação. Defesas processuais Artigo 337, II a VII / 91 Professor: Edward Carlyle Monitora: Laryssa Marques Aula 91 Contestação (Parte

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL nº , DA COMARCA DE CASCAVEL 2ª VARA CÍVEL. ANDERSON JEFFERSON PEREIRA DE QUADROS

APELAÇÃO CÍVEL nº , DA COMARCA DE CASCAVEL 2ª VARA CÍVEL. ANDERSON JEFFERSON PEREIRA DE QUADROS APELAÇÃO CÍVEL nº. 745.424-6, DA COMARCA DE CASCAVEL 2ª VARA CÍVEL. APELANTE: ANDERSON JEFFERSON PEREIRA DE QUADROS APELADA: OMNI S/A CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO REL. DESIGNADO: DES. STEWALT

Leia mais

APELO DESPROVIDO. Nº COMARCA DE CACHOEIRA DO SUL ANTONIO PEIXOTO DA CRUZ BARCHET E CIA LTDA ACÓRDÃO

APELO DESPROVIDO. Nº COMARCA DE CACHOEIRA DO SUL ANTONIO PEIXOTO DA CRUZ BARCHET E CIA LTDA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS À EXECUÇÃO. NOVAÇÃO. FACTORING. CONFISSÃO DE DÍVIDA. NOTAS PROMISSÓRIAS. Hipótese em que o risco assumido pela empresa de factoring, ainda que inerente aos contratos desta espécie,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO RECORRENTES: CLÁUDIA MÁRCIA VARGAS DA COSTA (1) BANCO CITIBANK S/A (2) RECORRIDOS : OS MESMOS EMENTA: DEVOLUÇÃO TARDIA DOS AUTOS. NÃO CONHECIMENTO DA IMPUGNAÇÃO À DEFESA. CERCEAMENTO DE DEFESA. CONFIGURAÇÃO.

Leia mais

EMENTA CIVIL - DANOS MORAIS - NEGATIVA NA CONCESSÃO DE PASSE LIVRE EM VIAGEM INTERESTADUAL - INDENIZAÇÃO DEVIDA.

EMENTA CIVIL - DANOS MORAIS - NEGATIVA NA CONCESSÃO DE PASSE LIVRE EM VIAGEM INTERESTADUAL - INDENIZAÇÃO DEVIDA. Órgão : 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais Classe : ACJ Apelação Cível no Juizado Especial N. Processo : 2008.09.1.006324-6 Apelante : CLEUZA GONÇALVES DA SILVA Apelado : REAL

Leia mais

EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL.

EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL. EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL. - O Consorciado desistente tem o direito de obter a devolução do que pagou, devidamente corrigido, nos termos

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 4 de maio de 2017.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 4 de maio de 2017. Registro: 2017.0000327714 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1023287-36.2014.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA IGREJA DE JESUS CRISTO

Leia mais

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL SEM REVISÃO n /2-00, da Comarca de

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL SEM REVISÃO n /2-00, da Comarca de TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA ACÓRDÃO REGISTRADO(A) SOB N *01809142* Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL SEM REVISÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO Registro: 2017.0000534523 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0061765-38.2011.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante MARCELO DE ANDRADE VIEIRA LOUREIRO, é apelado

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº , DE GUARAPUAVA 2ª VARA CÍVEL E DA FAZENDA PÚBLICA NÚMERO UNIFICADO:

APELAÇÃO CÍVEL Nº , DE GUARAPUAVA 2ª VARA CÍVEL E DA FAZENDA PÚBLICA NÚMERO UNIFICADO: A assinatura do autor por ROBERTO PORTUGAL BACELLAR:5612 é inválida APELAÇÃO CÍVEL Nº 1354020-0, DE GUARAPUAVA 2ª VARA CÍVEL E DA FAZENDA PÚBLICA NÚMERO UNIFICADO: 0005707-44.2014.8.16.0031

Leia mais

Art Os atos do juiz consistirão em sentenças, decisões interlocutórias e despachos.

Art Os atos do juiz consistirão em sentenças, decisões interlocutórias e despachos. SENTENÇA Nos termos dos artigos 162, 1º do CPC: Art. 162. Os atos do juiz consistirão em sentenças, decisões interlocutórias e despachos. 1º Sentença é o ato do juiz que implica alguma das situações previstas

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0180.13.000059-9/001 Númeração 0000599- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Wanderley Paiva Des.(a) Wanderley Paiva 19/02/2014 26/02/2014 EMENTA: APELAÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado): PROCESSO Nº: 0805042-25.2015.4.05.8300 - APELAÇÃO RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL RUBENS DE MENDONCA CANUTO NETO - 1º TURMA RELATÓRIO O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado):

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL TERCEIRA TURMA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL - EXECUÇÃO - N /

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL TERCEIRA TURMA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL - EXECUÇÃO - N / TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL TERCEIRA TURMA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL - EXECUÇÃO - N. 2010.004444-3/0000-00 RELATOR - EXMO. SR. DES. MARCO ANDRÉ NOGUEIRA HANSON. APELANTE - FAZENDA PÚBLICA

Leia mais

EMENTA ACÓRDÃO. Decide a Sexta Turma, por unanimidade, negar provimento à apelação. Sexta Turma do TRF da 1ª Região

EMENTA ACÓRDÃO. Decide a Sexta Turma, por unanimidade, negar provimento à apelação. Sexta Turma do TRF da 1ª Região Numeração Única: 0009574-23.2007.4.01.3400 APELAÇÃO CÍVEL N. 2007.34.00.009641-7/DF RELATOR : DESEMBARGADOR FEDERAL JIRAIR ARAM MEGUERIAN APELANTE : JOSE DOMINGUES SANTOS RODRIGUES ADVOGADO : PEDRO PEREIRA

Leia mais

PROCESSO: RO

PROCESSO: RO A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A PLANO DE SAÚDE. DIREITO ADQUIRIDO. AUXÍLIO-DOENÇA. O cancelamento abrupto do plano de saúde caracteriza-se como violação ao direito adquirido do reclamante, que é detentor do

Leia mais

MANDADO FOLHA DE ROSTO

MANDADO FOLHA DE ROSTO fls. 72 Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por CECILIA MARQUES MENDES MACHADO e Tribunal de Justica Sao Paulo, protocolado em 12/11/2014 às 16:28, sob o número WPIN14400727203. Para

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 6a Turma JORNADA DE TRABALHO. CARTÕES DE PONTO. INIDONEIDADE. O controle de frequência é o meio ordinário de se comprovar a jornada trabalhada, conforme o disposto no artigo 74 da CLT, que contém

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 326 ACÓRDÃO Registro: 2017.0000166041 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1041904-52.2015.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante GRANADA INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Leia mais

Nº PORTO ALEGRE

Nº PORTO ALEGRE APELAÇÃO E REEXAME NECESSÁRIO. DIREITO TRIBUTÁRIO. MANDADO DE SEGURANÇA. CERTIDÃO POSITIVA COM EFEITO DE NEGATIVA. DEVE SER AUTORIZADA A EXPEDIÃO DE CERTIDÃO POSITIVA COM EFEITO DE NEGATIVA, EM RAZÃO DA

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0427.09.009180-7/002 Númeração 0091807- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Alberto Henrique Des.(a) Alberto Henrique 30/01/2014 07/02/2014 EMENTA:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gabinete Juiz Convocado 8 Av. Presidente Antonio Carlos, 251

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gabinete Juiz Convocado 8 Av. Presidente Antonio Carlos, 251 A C Ó R D Ã O 8ª T U R M A TESTEMUNHA CLIENTE DO ADVOGADO DO AUTOR NÃO ACOLHIMENTO DA CONTRADITA, PORÉM APRECIADA COM RESERVAS POR PRESUMIR-SE QUE FOI ORIENTADA POR DEVER DE OFÍCIO. Entendo que o fato

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.11.165578-3/004 Númeração 0909372- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Otávio Portes Des.(a) Otávio Portes 13/07/0016 15/07/2016 EMENTA: AGRAVO

Leia mais

ACÓRDÃO RO Fl.1

ACÓRDÃO RO Fl.1 00300-2007-661-04-00-0 RO Fl.1 EMENTA: Enquadramento sindical. Categoria diferenciada. Instrutores x Professores. O SINPRO/RS não comprova o preenchimento dos requisitos necessários para o enquadramento

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2017.0000269595 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1004024-43.2016.8.26.0568, da Comarca de São João da Boa Vista, em que é apelante OMNI S/A CRÉDITO, FINANCIAMENTO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ACRE. Acórdão n. : Classe : Apelação Cível (Sumário) n Origem : Rio Branco. Órgão : Câmara Cível

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ACRE. Acórdão n. : Classe : Apelação Cível (Sumário) n Origem : Rio Branco. Órgão : Câmara Cível TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ACRE Acórdão n. : 5.663 Classe : Apelação Cível (Sumário) n. 2008.003054-0 Origem : Rio Branco Órgão : Câmara Cível Relator : Des. Adair Longuini Apelante : Mapfre Vera Cruz Seguradora

Leia mais

ACÓRDÃO Nº COMARCA DE ALVORADA CALECA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO E AGROPECUÁRIA LTDA APELANTE LIFE INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

ACÓRDÃO Nº COMARCA DE ALVORADA CALECA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO E AGROPECUÁRIA LTDA APELANTE LIFE INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA DESCONSTITUIÇÃO DE TÍTULO DE CRÉDITO. INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS E MORAIS. DUPLICATAS. MERCADORIAS NÃO ENTREGUES. AUSÊNCIA DE AGIR ILÍCITO OU DE MÁ-FÉ DA EMPRESA DE FACTORING. VALOR INDENIZATÓRIO

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0035.12.011240-0/001 Númeração 1041280- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Pedro Bernardes Des.(a) Pedro Bernardes 30/04/2013 06/05/2013 EMENTA: AGRAVO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000569257 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0043066-51.2012.8.26.0053, da Comarca de São Paulo, em que é apelante FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO,

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº BELO HORIZONTE A C Ó R D Ã O

APELAÇÃO CÍVEL Nº BELO HORIZONTE A C Ó R D Ã O -1- EMENTA: ANULATÓRIA - CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ADMINISTRAÇÃO DE CARTÃO DE CRÉDITO - CLÁUSULAS ABUSIVAS - ANULAÇÃO. LITISCONSÓRCIO ATIVO POSSIBILIDADE - ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA. A pretensão

Leia mais

QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO APELAÇÃO CÍVEL Nº 0025608-51.2007.8.19.0001 APELANTE: ESTADO DO RIO DE JANEIRO APELADOS: CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SHERATON BARRA E OUTROS.

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0372.13.002525-0/001 Númeração 0025250- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Fernando Caldeira Brant Des.(a) Fernando Caldeira Brant 10/04/2014 22/04/2014

Leia mais

Apelação Criminal nº , oriundo do Juizado Especial Criminal da Comarca de Curitiba.

Apelação Criminal nº , oriundo do Juizado Especial Criminal da Comarca de Curitiba. Apelação Criminal nº 0027371-37.2012.8.16.0182, oriundo do Juizado Especial Criminal da Comarca de Curitiba. Apelante: Ivan Lelis Bonilha Apelado: Esmael Alves de Moraes Interessado: Ministério Público

Leia mais

- Sentença mantida. - Recurso improvido.

- Sentença mantida. - Recurso improvido. SÉTIMA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL PROCESSO Nº 0033658-26.2011.8.19.0066 RELATOR: DES. CAETANO E. DA FONSECA COSTA LOCAÇÃO IMÓVEL RESIDENCIAL - DISSOLUÇÃO DO CONTRATO PRELI- MINAR DE NULIDADE DA SENTENÇA

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº SETE LAGOAS

APELAÇÃO CÍVEL Nº SETE LAGOAS EMENTA: EXECUÇÃO. PENHORA DE BEM IMÓVEL. OBRIGATORIEDADE DE INTIMAÇÃO DO CÔNJUGE DO EXECUTADO. INÍCIO DO PRAZO PARA EMBARGOS. IMPENHORABILIDADE. PROVA NOS AUTOS. CONHECIMENTO DE OFÍCIO. Em processo de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2016.0000239070 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0001629-31.2015.8.26.0439, da Comarca de Pereira Barreto, em que é apelante MARIA APARECIDA DA SILVA,

Leia mais

APELANTE APELADO A C Ó R D Ã O

APELANTE APELADO A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. DIREITO PRIVADO NÃO ESPECIAL. AÇÃO DE COBRANÇA. REVELIA. A revelia induz presunção de veracidade dos fatos articulados na petição inicial (art. 319 do CPC). No caso concreto, reputa-se

Leia mais

QUARTA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 23079/ CLASSE II COMARCA CAPITAL

QUARTA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 23079/ CLASSE II COMARCA CAPITAL APELANTE: APELADAS: SUL AMÉRICA TERRESTRES MARÍTIMOS E ACIDENTES CIA. DE SEGUROS ALTINA PEREIRA DA SILVA E TRANSPORTES NOVA ERA LTDA. Número do Protocolo: 23079/2004 Data de Julgamento: 14-3-2005 EMENTA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 5ª Turma RECURSO ADMINISTRATIVO DA EMPRESA JUNTO AO INSS NEXO TÉCNICO EPIDEMIOLÓGICO O efeito suspensivo dado ao recurso administrativo contra a aplicação do nexo técnico epidemiológico, de que

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SAO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA d REGISTRADO(A) SOB H Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL n 24 6.418-4/7-00, da Comarca de ITAPETININGA, em

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA I RELATÓRIO:

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA I RELATÓRIO: A assinatura do autor por RENATO LOPES DE PAIVA:2304 é inválida PODER JUDICIÁRIO ESTADO DO PARANÁ APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.329.130-2, DA COMARCA DE CERRO AZUL - JUÍZO ÚNICO [A] APELANTE APELADO

Leia mais

Petição Inicial II. Professor Zulmar Duarte

Petição Inicial II. Professor Zulmar Duarte Petição Inicial II Professor Zulmar Duarte Petição Inicial Controle de Admissibilidade pelo Juiz (arts. 321, 330, 332 e 334) Petição Inicial Emenda da Inicial Juízo de Admissibilidade Improcedência Liminar

Leia mais

Contestação: É a principal modalidade de defesa do réu. A CLT faz menção à defesa do réu nos arts. 847 e 848 da CLT.

Contestação: É a principal modalidade de defesa do réu. A CLT faz menção à defesa do réu nos arts. 847 e 848 da CLT. RESPOSTA DO RÉU CPC: contestação, exceção e reconvenção. São modalidades de defesa do réu de acordo com o 1- CONTESTAÇÃO Contestação: É a principal modalidade de defesa do réu. A CLT faz menção à defesa

Leia mais