PROPOSTA DIDÁTICA. 3. Desenvolvimento da proposta didática (10 min) Acomodação dos alunos em quartetos e realização da chamada.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROPOSTA DIDÁTICA. 3. Desenvolvimento da proposta didática (10 min) Acomodação dos alunos em quartetos e realização da chamada."

Transcrição

1 PROPOSTA DIDÁTICA 1. Dados de Identificação 1.1 Nome do bolsista: Tanara da Silva Dicetti 1.2 Público alvo: 8º e 9º ano 1.3 Duração: Aproximadamente 2 horas 1.4 Conteúdo desenvolvido: Figuras planas: Áreas 2. Objetivo da proposta didática - Fazer, de forma diferenciada, com que os alunos determinem a área de figuras planas e criem relações entre elas, para eles entender intuitivamente o porquê de cada formula. 3. Desenvolvimento da proposta didática (10 min) Acomodação dos alunos em quartetos e realização da chamada. (05 min) Apresentação do que/como vai ser trabalhado na/a oficina. (05 min) Um pouco da história sobre a área. Foi com a necessidade de questões emergentes dos povos primitivos, que se limitava a caçar e a procurar alimentos, que surgiram os primeiros indícios da geometria. Para aprender a plantar vegetal e a criar animais, que são adaptados em determinada época do ano, começaram a fazer anotações em desenhos dos comportamentos das estações do ano e das fases da lua e do sol. A Geometria é um das áreas mais antigas conhecida da Matemática, tendo na sua composição duas palavras gregas: geos (terra) e metron (medida). Na civilização antiga, principalmente no Egito, os povos mediam as terras para fixar os limites das propriedades, e perto dos leitos dos rios quando as aguas transbordavam, apagava a demarcação, obrigando assim os proprietários a refazê-las para saber a sua área de cultivo. Assim os povos egípcios se apropriaram de vários princípios como das linhas, ângulos e figuras para delimitar as terras. Para demarcar novamente os limites das terras, existiam os puxadores de corda, conhecidos como "harpedonaptas". A corda possuía marcações, constituída por distâncias

2 iguais, servindo de vértices para a construção de triângulos. Os harpedonaptas tinham conhecimentos de Geometria e que poderiam resolver os problemas ocorridos às margens do Nilo, sendo considerado em termos atuais um avanço para a época. Os conhecimentos dos antigos egípcios obtinham vários princípios por intermédio de observação e experimentação. (10 mim) Atividade 1 Medidas de superfície utilizando unidades não padronizadas. Com material impresso trabalhar algumas medidas de superfícies. Figuras serão delimitadas em uma malha quadriculada e o aluno terá que através de uma unidade de medida ver qual e a área da figura. Tarefas 1) Utilizando o como unidade de medida e meça (conte) quantos quadradinhos cabem na figura abaixo. Resposta: 2) Meça a figura que segue usando o como unidade de medida Resposta:

3 3) Observe as figuras abaixo: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Quais são as figuras que tem a mesma área que a figura A? 4) Observe as figuras abaixo. As três figuras têm a mesma área? Argumente. (05 mim) - Figuras Planas Características das figuras planas: Retângulo: É todo quadrilátero que possui os quatros ângulos retos. Quadrado: É todo quadrilátero que tem os quatros lados congruente e os quatros ângulos retos. Triangulo: É todo polígono que possui três lados e três ângulos internos. Paralelogramo: É todo quadrilátero que possui dos pares de lados paralelos. Trapézio: É todo quadrilátero que possui apenas um par de lados paralelos.

4 Losango: É todo quadrilátero que possui dois pares de lados paralelos e os quatro lados com a mesma medida. (20 min) Atividade 2 - Unidade de medida e a área do retângulo. Através de EVA recortados em forma de retângulos de vários tamanhos e uma unidade de medida também em EVA, ver quais relações os alunos conseguem chegar. Com alguns questionamentos encaminhar para a dedução da fórmula do retângulo. Retângulo e a unidade de medida 1) Quantas unidades de medidas cabem no retângulo? 2) Quantas unidades tem a base do retângulo? 3) Quantos unidades tem a altura do retângulo? 4) O que se pode afirmar entre as medidas que cabem no retângulo e as medidas que cabem na base e na altura? (10 min) Explicação para a turma. Retângulo: É todo quadrilátero que possui os quatros ângulos retos. A região retângula contém 15 unidades de área. Portanto sua área e de 15 cm². Observe que, em vez de contar quantas unidades de área está contida na região retangular, basta multiplicarmos a medida da base pela medida da altura.

5 (30 min) Atividade 3 Relação entre o retângulo e as demais figuras (quadrado, triângulo, paralelogramo, losango e trapézio). Ver quais relações os alunos conseguem conjecturar em relação ao retângulo e as demais figuras, através da composição e decomposição. Retângulo e o quadrado 1) Qual a semelhança entre o retângulo e o quadrado? 2) O que podemos afirmar sobre o quadrado, e sua formula? Retângulo e o Paralelogramo 1) Recorte a linha tracejada do paralelogramo e a encaixe no outro lado do mesmo. Qual figura você obtém? 2) O que podemos afirmar em relação a área do retângulo e a área do Paralelogramo, e qual seria sua formula? Retângulo e o triangulo: 1) Trace uma diagonal no retângulo. O que você observa?

6 2) O que podemos afirmar em relação a área do retângulo e a área do triângulo, e qual vai ser sua formula? Retângulo e o Trapézio: 1) Junte dois trapézios transformando em um paralelogramo. O que você observa? 2) Como será a formula dessa figura? Retângulo e o Losango: 1) Nas diagonais traçadas recorte o losango. Em qual figura você consegue transforma-lo? 2) Como será a formula dessa figura? (15 min) Explicação das demais fórmulas das áreas. Quadrado: É todo quadrilátero que tem os quatros lados congruente e os quatros ângulos retos. Observação: Todo quadrado é um retângulo, mas nem todo retângulo é um quadrado. A região quadrada contém 16 unidades de área. Portanto sua área é de 16 cm².

7 Observe que, em vez de contar quantas unidades de área estão contidas na região quadrada, basta multiplicarmos a medida da base pela medida da altura, que será L x L logo pode ser L². Triangulo: É todo polígono que possui três lados e três ângulos internos. Conhecendo-se a área da região limitada por um paralelogramo, fica simples determinar a área de uma região triangular. Porque toda região triangular é metade da região limitada por um paralelogramo de mesma base. Assim só teríamos que dividir por dois a formula da área do paralelogramo. Paralelogramo: É todo quadrilátero que possui dos pares de lados paralelos. No paralelogramo observamos que ao decompor a figura conseguimos transforma-la em um retângulo, assim a formula da sua área será igual a do retângulo, base x altura. Trapézio: É todo quadrilátero que possui apenas um par de lados paralelos. No trapézio, B corresponde à medida da base maior; b, à medida da base menos; e h, a medida da altura. Com outro trapézio congruente a esse, podemos compor um paralelogramo cuja medida da altura é h, e a da base, B+b. A área do paralelogramo pode ser calculada da seguinte maneira: B x h que seria (B+b) x h. Como a área do trapézio corresponde à metade do paralelogramo temos: ( ).

8 Losango: É todo quadrilátero que possui dois pares de lados paralelos e os quatro lados com a mesma medida. No losango, D corresponde à medida da diagonal maior, e d, à medida da diagonal menor. Ao decompô-lo obtemos um retângulo de dimensões D e de mesma área do losango. A área do retângulo pode ser calculada da seguinte maneira: D x losango pode ser calculado do mesmo jeito. =, logo a área do (10 min) Introdução sobre unidade de medida. Desde tempos pretéritos que há a necessidade de um consenso no que se refere à padronização dos sistemas de medidas. Diante da diversidade de medidas e medidores a sociedade viu-se atingida por métodos arbitrários causadores de prejuízos e injustiças nos mais diversos aspectos. Um dos meios usados para medir tinha como ferramenta medidora partes do corpo como: mão (palmo), dedo (polegada), braço (braça e côvado), etc. Como havia variância de tamanho dos elementos citados anteriormente, jamais existiam medidas precisas, resultando em números arbitrários e causadores de controvérsias matemáticas. No ano 1789 foi feito um pedido pelo Rei da França aos membros da Academia de Ciências daquela nação para que formulassem um sistema de medidas unificado. Assim, entrou em vigor naquele país o sistema de medidas de base decimal com três unidades titulares: o metro, para medir o comprimento, o litro, para medir a capacidade e o quilograma, para medir a massa. No ano 1960 o sistema francês foi adotado mundialmente como Sistema Internacional de Medidas (SI). O novo sistema passou a ser utilizado por quase todos os países do mundo, com exceção de alguns, por sua praticidade e pela linguagem universal. No Brasil o SI tornouse obrigatório no ano de 1962.

9 O metro, seus múltiplos e submúltiplos. O metro é utilizado cotidianamente em várias atividades humanas. Dele, deriva outras unidades das quais se convencionou chamar de múltiplos quando estas são resultados de uma multiplicação decimal a partir do metro, e de submúltiplos quando forem resultados de uma divisão decimal. METRO (m) MÚLTIPLOS SUBMÚLTIPLOS Unidade Sigla Relação Unidade Sigla Relação Decâmetro Dam m x 10 Decímetro dm m/10 Hectômetro Hm m x 100 Centímetro cm m/100 Quilômetro Km m x 1000 Milímetro mm m/1000 Outro mecanismo prático para fazer a conversão das unidades de medidas segue abaixo: 4. Referências Bibliográficas BRUM, W. P.; SCHUHMACHER. E. A utilização de mapas conceituais visando o ensino de história da geometria sob a luz da aprendizagem significativa. Aprendizagem Significativa em Revista, Porto Alegre, v. 2, n. 3, p , DANTE, L. M. Matemática. São Paulo: Ática, ROBSON SÁ. Unidades de Medidas de Comprimento. Disponível em: <http://www.infoescola.com/matematica/unidades-de-medidas-de-comprimento>. Acesso em: 18 jun

Regras de Conversão de Unidades

Regras de Conversão de Unidades Unidades de comprimento Regras de Conversão de Unidades A unidade de principal de comprimento é o metro, entretanto existem situações em que essa unidade deixa de ser prática. Se quisermos medir grandes

Leia mais

QUADRILÁTEROS. Um quadrilátero é um polígono de quatro lados. Pode ser dito que é porção do plano limitada por uma poligonal fechada,

QUADRILÁTEROS. Um quadrilátero é um polígono de quatro lados. Pode ser dito que é porção do plano limitada por uma poligonal fechada, QUADRILÁTEROS Um quadrilátero é um polígono de quatro lados. Pode ser dito que é porção do plano limitada por uma poligonal fechada, A B C Lados: AB BC CD AD Vértices: A B C D Diagonais: AC BD D Algumas

Leia mais

Prof. Jorge. Estudo de Polígonos

Prof. Jorge. Estudo de Polígonos Estudo de Polígonos Enchendo a piscina A piscina de um clube de minha cidade, vista de cima, tem formato retangular. O comprimento dela é de 18 m. o fundo é uma rampa reta. Vista lateralmente, ela tem

Leia mais

Preparação para a Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Olá, Matemática! 6.º Ano

Preparação para a Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Olá, Matemática! 6.º Ano Geometria Sólidos geométricos e volumes Prisma, pirâmide, cilindro, cone e esfera Planificação e construção de modelos de sólidos geométricos Volume do cubo, do paralelepípedo e do cilindro Unidades de

Leia mais

3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 108 Conteúdos:

3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 108 Conteúdos: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I 3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 108 Conteúdos: Pronomes pessoais do caso Oblíquo O metro O ser humano e os

Leia mais

Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 9º Ano. Unidade principal

Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 9º Ano. Unidade principal Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 9º Ano Medidas de massa Quilograma A unidade fundamental de massa chama-se quilograma. Apesar de o quilograma ser a unidade

Leia mais

Volumes Exemplo1: Exemplo2:

Volumes Exemplo1: Exemplo2: Volumes Exemplo1: Esta garrafa está cheia. Ela contém 90 mililitros (90 ml) de refrigerante: Volume 90 ml Isso significa que 90 ml é a quantidade de líquido que a garrafa pode armazenar: Capacidade 90

Leia mais

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Matemática Período:

Leia mais

Colégio Universitas06 Data: 7 Mai 2013. Professor(a): Adriana Santos. Exercícios extras

Colégio Universitas06 Data: 7 Mai 2013. Professor(a): Adriana Santos. Exercícios extras Colégio Universitas06 Data: 7 Mai 2013 Professor(a): Adriana Santos Aluno(a): Nota: nº: Exercícios extras 1 Escreva se cada objeto desenhado dá ideia de sólido geométrico, região plana ou contorno. Em

Leia mais

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Matemática Período:

Leia mais

SEMELHANÇA DE FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS

SEMELHANÇA DE FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS Página 1 SEMELHANÇA DE FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS Um conceito muito utilizado em Geometria é a ideia de figuras semelhantes. Ele vem sendo utilizado desde a Antiguidade. Uma ampliação, uma redução e até

Leia mais

Definição de Polígono

Definição de Polígono Definição de Polígono Figura plana limitada por segmentos de recta, chamados lados dos polígonos onde cada segmento de recta, intersecta exactamente dois outros extremos; se os lados forem todos iguais

Leia mais

PRISMAS Prisma é um poliedro com duas bases paralelas formadas por polígonos iguais e faces laterais que são paralelogramos.

PRISMAS Prisma é um poliedro com duas bases paralelas formadas por polígonos iguais e faces laterais que são paralelogramos. GEOMETRIA ESPACIAL Geometria Espacial é o estudo da geometria no espaço tridimensional (as 3 dimensões são: largura, comprimento e profundidade). Essas figuras recebem o nome de sólidos geométricos ou

Leia mais

m dela vale R$ 500,00,

m dela vale R$ 500,00, CLICK PROFESSOR Professor: Júnior ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / COLÉGIO: 1. Calcule: Se um carro mede cerca de 4 m, quantos carros, aproximadamente, há em uma rodovia com 3 pistas e que tem 6 km

Leia mais

PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES MATEMÁTICA 5º ANO

PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES MATEMÁTICA 5º ANO PLANOS DE AULA PARA TRABALHAR AS CAPACIDADES MATEMÁTICA 5º ANO DATA: Eixo CAPACIDADE ESPAÇO E - Identificar a movimentação de uma pessoa ou objeto no espaço. FORMA - Identificar pontos de referência para

Leia mais

Matriz de Matemática de 4ª série - Ensino Fundamental Comentários sobre os Temas e Descritores Exemplos de itens

Matriz de Matemática de 4ª série - Ensino Fundamental Comentários sobre os Temas e Descritores Exemplos de itens Matriz de Matemática de 4ª série - Ensino Fundamental Comentários sobre os Temas e Descritores Exemplos de itens TEMA I ESPAÇO E FORMA A compreensão do espaço com suas dimensões e formas de constituição

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE PLANEJAMENTO DO REFERENCIAL CURRICULAR POR ETAPA - 8º ANO - ETAPA 1

SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE PLANEJAMENTO DO REFERENCIAL CURRICULAR POR ETAPA - 8º ANO - ETAPA 1 ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR(A): Números inteiros: operações e problemas. Operações com números racionais na forma Operar com números racionais (fracionários fracionária e decimal; e/ou decimais) em situações

Leia mais

Matriz de Referência de Matemática da 8ª série do Ensino Fundamental. Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens

Matriz de Referência de Matemática da 8ª série do Ensino Fundamental. Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens Matriz de Referência de Matemática da 8ª série do Ensino Fundamental TEMA I ESPAÇO E FORMA Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens Os conceitos geométricos constituem parte importante

Leia mais

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_5ºANO (OK)

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_5ºANO (OK) 000 IT_023672 As balanças podem ser utilizadas para medir a massa dos alimentos nos supermercados. A reta numérica na figura seguinte representa os valores, em quilograma, de uma balança. 0 1 2 3 A partir

Leia mais

EIXO/TEMA IV - TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Descritor 27 Ler informações e dados apresentados em tabelas.

EIXO/TEMA IV - TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Descritor 27 Ler informações e dados apresentados em tabelas. SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA O TRABALHO COM AS HABILIDADES E OS CONTEÚDOS DOS DESCRITORES DA MATRIZ SAEB E DAS EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DA MATRIZ CURRICULAR DO ESTADO DE GOIÁS CADERNO 5 Matemática

Leia mais

FÍSICA. Do grego physis = natureza. E-mail: contato@profmueller.net. Site: www.profmueller.net

FÍSICA. Do grego physis = natureza. E-mail: contato@profmueller.net. Site: www.profmueller.net FÍSICA Do grego physis = natureza Objetivo da Física A Física, como ciência, tem como objetivo descrever e explicar os fenômenos físicos da natureza, ou seja, aqueles que não alteram a estrutura da matéria.

Leia mais

ÁREA DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS

ÁREA DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS 1 ÁREA DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS 1.Área da região retangular temos: É o paralelogramo que possui os quatro ângulos internos retos, num retângulo, A = B. P = B + d = B + Exemplo: Num retângulo, uma

Leia mais

COLÉGIO MILITAR DE CURITIBA - Projeto Pré-Requisitos 7º ano

COLÉGIO MILITAR DE CURITIBA - Projeto Pré-Requisitos 7º ano Caro aluno Este Caderno de Apoio à Aprendizagem em Matemática foi produzido com o objetivo de colaborar em sua aprendizagem. Ele apresenta uma série de atividades a serem resolvidas por você. Estas atividades

Leia mais

CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA

CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA APÊNDICE A - CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS MESTRADO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA AUTORES:

Leia mais

Apostila de Noções de Mecânica

Apostila de Noções de Mecânica INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Apostila de Noções de Mecânica Metrologia Apostila de introdução à metrologia. Disciplina: Noções de Mecânica, Curso Técnico em

Leia mais

Currículo da Disciplina de Matemática - 7º ano. Funções, Sequências e Sucessões (FSS) Organização e Tratamento de Dados (OTD)

Currículo da Disciplina de Matemática - 7º ano. Funções, Sequências e Sucessões (FSS) Organização e Tratamento de Dados (OTD) Domínios de conteúdos: Números e Operações (NO) Geometria e Medida (GM) Funções, Sequências e Sucessões (FSS) Álgebra (ALG) Organização e Tratamento de Dados (OTD) Domínio NO7 9 GM7 33 Números racionais

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 2015 Disciplina: MaTeMÁTiCa

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 2015 Disciplina: MaTeMÁTiCa Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 2015 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO 16 Para divulgar a venda de um galpão retangular

Leia mais

ATIVIDADES QUE AJUDAM NO ENTENDIMENTO E COMPREENSÃO DOS CONCEITOS DE ÁREAS COM FIGURAS GEOMÉTRICAS, ABORDADAS DE MANEIRAS DIFERENTES.

ATIVIDADES QUE AJUDAM NO ENTENDIMENTO E COMPREENSÃO DOS CONCEITOS DE ÁREAS COM FIGURAS GEOMÉTRICAS, ABORDADAS DE MANEIRAS DIFERENTES. ISSN 2177-9139 ATIVIDADES QUE AJUDAM NO ENTENDIMENTO E COMPREENSÃO DOS CONCEITOS DE ÁREAS COM FIGURAS GEOMÉTRICAS, ABORDADAS DE MANEIRAS DIFERENTES. Samara Melo Gai samaramelogai@gmail.com Universidade

Leia mais

Ao final do trajeto, João estará no ponto: a) A b) B c) C d) D

Ao final do trajeto, João estará no ponto: a) A b) B c) C d) D QUIZ 1) (Prova Brasil 2007) A figura abaixo ilustra as localizações de alguns pontos no plano. João sai do ponto X, anda 20 metros para a direita, 30 metros para cima, 40 metros para a direita e 10 metros

Leia mais

ESCOLA BÁSICA VASCO DA GAMA - SINES

ESCOLA BÁSICA VASCO DA GAMA - SINES ESCOLA BÁSICA VASCO DA GAMA - SINES ANO LECTIVO 2009/2010 FICHA DE TRABALHO MATEMÁTICA - 6º ANO Nome: N.º Turma: Data: 1. Observa o ângulo que se segue. Assinala a resposta correcta em cada caso. 2. Assinala

Leia mais

(c) 30% (d) 25% aprovados. é a quantidade de: Em uma indústria é fabricado um produto ao custo de

(c) 30% (d) 25% aprovados. é a quantidade de: Em uma indústria é fabricado um produto ao custo de QUESTÃO - EFOMM 0 QUESTÃO - EFOMM 0 Se tgx sec x, o valor de senx cos x vale: ( 7 ( ( ( ( O lucro obtido pela venda de cada peça de roupa é de, sendo o preço da venda e 0 o preço do custo quantidade vendida

Leia mais

APOSTILA 2015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO 2º ANO - ENSINO MÉDIO - 2015 1

APOSTILA 2015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO 2º ANO - ENSINO MÉDIO - 2015 1 APOSTILA 015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO - 015 1 Sumário 1.Geometria Espacial...4 1.1 Definições básicas da Geometria Espacial...4 1. Posições de

Leia mais

Concurso Público Banco do Brasil

Concurso Público Banco do Brasil Concurso Público Banco do Brasil INTRODUÇÃO Temos seis conjuntos numéricos existentes, os naturais, inteiros, racionais, irracionais, reais e complexos. Estudaremos, nesta primeira parte, somente os cinco

Leia mais

Quarta lista de exercícios.

Quarta lista de exercícios. MA092 Geometria plana e analítica Segundo semestre de 2015 Quarta lista de exercícios. Circunferência e círculo. Teorema de Tales. Semelhança de triângulos. 1. (Dolce/Pompeo) Um ponto P dista 7 cm do centro

Leia mais

PLANEJAMENTO 3º TRIMESTRE/2014. Professor(a): Karine Petes Disciplina: Artes Turma: 4ºano

PLANEJAMENTO 3º TRIMESTRE/2014. Professor(a): Karine Petes Disciplina: Artes Turma: 4ºano Professor(a): Karine Petes Disciplina: Artes Turma: 4ºano *Construir discursos com música, representação e imagens, expressando o que vê, pensa e sente sobre os temas abordados; *Refletir sobre a importância

Leia mais

Lista 1: Vetores -Turma L

Lista 1: Vetores -Turma L Lista 1: Vetores -Turma L Professora: Ivanete Zuchi Siple 1. Dados os vetores u e v da gura, mostrar num gráco um representante do vetor: (a) u v (b) v u (c) u + 4 v u v. Represente o vetor x = u + v w

Leia mais

Resoluções Prova Anglo

Resoluções Prova Anglo Resoluções Prova Anglo F- TIPO D-6 Matemática (P-2) Ensino Fundamental 6º ano DESCRITORES, RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS A Prova Anglo é um dos instrumentos para avali ar o desempenho dos alunos do 6 o ano

Leia mais

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab.

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab. MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito Questão 01 [ 2,00 pts ] Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso

Leia mais

Complemento para. Cód.: 0735-3ª Edição. Apostila do Metrô/SP

Complemento para. Cód.: 0735-3ª Edição. Apostila do Metrô/SP Complemento - 1 Complemento para Apostila do Metrô/SP Cód.: 0735-3ª Edição Matemática 1. Equações e Sistemas de Duas Equações com Duas Incógnitas do Primeiro Grau...03 2. Unidades de Medidas...10 3. Perímetros

Leia mais

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%)

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%) Distribuição das.08 Questões do I T A 9 (8,97%) 0 (9,9%) 69 (6,58%) Equações Irracionais 09 (0,86%) Equações Exponenciais (, 0 (9,6%) Geo. Analítica Conjuntos (,96%) Geo. Espacial Funções Binômio de Newton

Leia mais

Comentários e Exemplos sobre os Temas e seus Descritores da Matriz de Matemática de 4ª Série Fundamental

Comentários e Exemplos sobre os Temas e seus Descritores da Matriz de Matemática de 4ª Série Fundamental Comentários e Exemplos sobre os Temas e seus Descritores da Matriz de Matemática de 4ª Série Fundamental TEMA II GRANDEZAS E MEDIDAS A comparação de grandezas de mesma natureza que dá origem à idéia de

Leia mais

XXIX Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas

XXIX Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas Gabarito da Prova da Primeira Fase Nível Alfa 1 Questão 1 Sabemos que a água do mar contém 3, 5% do seu peso em sal, isto é, um quilograma de água do mar contém 35 gramas de sal (a) Determine quantos litros

Leia mais

Matemática e lógica CONGRUÈNCIA E SEMELHANÇA DE POLÍGoNOS

Matemática e lógica CONGRUÈNCIA E SEMELHANÇA DE POLÍGoNOS - - Matemática e lógica CONGRUÈNCIA E SEMELHANÇA DE POLÍGoNOS ABRINDO NOSSO DIÁLOGO Observando ao nosso redor, vemos inúmeras figuras que parecem iguais ou semelhantes. As simetrias, as ampliações e as

Leia mais

Biofísica Faculdade de Educação e Artes FEA

Biofísica Faculdade de Educação e Artes FEA Biofísica Faculdade de Educação e Artes FEA Prof. Dr. Sergio Pilling (IP&D/ Física e Astronomia) PARTE A Unidades, Grandezas, Escalas e Graficos. Objetivos: Nomear e conceituar as grandezas fundamentais

Leia mais

16 Comprimento e área do círculo

16 Comprimento e área do círculo A UA UL LA Comprimento e área do círculo Introdução Nesta aula vamos aprender um pouco mais sobre o círculo, que começou a ser estudado há aproximadamente 4000 anos. Os círculos fazem parte do seu dia-a-dia.

Leia mais

Resoluções Prova Anglo

Resoluções Prova Anglo Resoluções Prova Anglo TIPO F P- tipo D-8 Matemática (P-) Ensino Fundamental 8º ano DESCRITORES, RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS A Prova Anglo é um dos instrumentos para avaliar o desempenho dos alunos do 8 o

Leia mais

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 1. Crie dois pontos livres. Movimente-os. 2. Construa uma reta passando por estes dois pontos. 3. Construa mais dois pontos livres em qualquer lugar da tela, e o

Leia mais

1. Sendo (x+2, 2y-4) = (8x, 3y-10), determine o valor de x e de y. 2. Dado A x B = { (1,0); (1,1); (1,2) } determine os conjuntos A e B. 3. (Fuvest) Sejam A=(1, 2) e B=(3, 2) dois pontos do plano cartesiano.

Leia mais

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO SETOR CURRICULAR DE MATEMÁTICA Instruções: Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 006 30/10/005

Leia mais

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - PIP MATRIZ CURRICULAR - MATEMÁTICA CICLO COMPLEMENTAR 4º E 5º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - PIP MATRIZ CURRICULAR - MATEMÁTICA CICLO COMPLEMENTAR 4º E 5º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL SEEAA DE ESADO DE EDUAÇÃO DE MNAS GEAS SUBSEEAA DE DESENVOLVMENO DA EDUAÇÃO BÁSA SUPENENDÊNA DE EDUAÇÃO NFANL E FUNDAMENAL DEOA DE ENSNO FUNDAMENAL POGAMA DE NEVENÇÃO PEDAGÓGA - PP MAZ UULA - MAEMÁA LO

Leia mais

Resoluções Prova Anglo

Resoluções Prova Anglo Resoluções Prova Anglo F- TIPO D-7 Matemática (P-2) Ensino Fundamental 7º ano DESCRITORES, RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS A Prova Anglo é um dos instrumentos para avaliar o desempenho dos alunos do 7 o ano das

Leia mais

PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 2002 2ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA.

PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 2002 2ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA. PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 00 ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA. QUESTÃO.01.Carlos, Luis e Sílvio tinham, juntos, 100 mil reais para investir por um ano. Carlos

Leia mais

DIDÁTIKA - RESOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS EXTRAS

DIDÁTIKA - RESOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS EXTRAS DIDÁTIKA - RESOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS EXTRAS 01. Na figura, ABCD é um quadrado e ADE é um triângulo retângulo em E. Se P é o centro do quadrado, prove que a semirreta EP é a bissetriz do ângulo AED. Resolução.

Leia mais

ÁREAS. 01 (UFMG) Um terreno tem a forma da figura abaixo. Se AB AD, BC CD, AB = 10 m, BC = 70 m, CD = 40 m e AD = 80 m, então a área do terreno é

ÁREAS. 01 (UFMG) Um terreno tem a forma da figura abaixo. Se AB AD, BC CD, AB = 10 m, BC = 70 m, CD = 40 m e AD = 80 m, então a área do terreno é ÁRES 01 (UFMG) Um terreno tem a forma da figura abaixo. Se,, = 10 m, = 70 m, = 40 m e = 80 m, então a área do terreno é a) 1 500 m b) 1 600 m c) 1 700 m d) 1 800 m 0 (FMMG) - Observe a figura. Nessa figura,

Leia mais

A EXPRESSÃO GRÁFICA NA EXPLORAÇÃO DE PROPRIEDADES GEOMÉTRICAS ATRAVÉS DE SOFTWARE DE GEOMETRIA DINÂMICA

A EXPRESSÃO GRÁFICA NA EXPLORAÇÃO DE PROPRIEDADES GEOMÉTRICAS ATRAVÉS DE SOFTWARE DE GEOMETRIA DINÂMICA A EXPRESSÃO GRÁFICA NA EXPLORAÇÃO DE PROPRIEDADES GEOMÉTRICAS ATRAVÉS DE SOFTWARE DE GEOMETRIA DINÂMICA Anderson Roges Teixeira Góes Universidade Federal do Paraná Departamento de Expressão Gráfica Secretaria

Leia mais

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA 6ºANO CONTEÚDOS-1º TRIMESTRE Números naturais; Diferença entre número e algarismos; Posição relativa do algarismo dentro do número; Leitura do número; Sucessor e antecessor;

Leia mais

QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS

QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS 1. (Unicamp 014) O perímetro de um triângulo retângulo é igual a 6,0 m e as medidas dos lados estão em progressão aritmética (PA). A área desse triângulo é igual a a),0 m. b),0

Leia mais

LISTA de RECUPERAÇÃO MATEMÁTICA

LISTA de RECUPERAÇÃO MATEMÁTICA LISTA de RECUPERAÇÃO Professor: ARGENTINO Recuperação: O ANO DATA: 0 / 06 / 015 MATEMÁTICA 1. A figura representa duas raias de uma pista de atletismo plana. Fábio (F) e André (A) vão apostar uma corrida

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II MEC EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR/ DIURNO 2008 QUESTÃO 1

COLÉGIO PEDRO II MEC EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR/ DIURNO 2008 QUESTÃO 1 QUESTÃO 1 COLÉGIO PEDRO II MEC EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR/ DIURNO 2008 No inverno de 2007, o calor e a seca foram causadores de um grande problema ecológico. Leia

Leia mais

Capítulo 3. Cálculo Vetorial. 3.1 Segmentos Orientados

Capítulo 3. Cálculo Vetorial. 3.1 Segmentos Orientados Capítulo 3 Cálculo Vetorial O objetivo deste capítulo é o estudo de vetores de um ponto de vista geométrico e analítico. De acordo com a necessidade, a abordagem do assunto será formal ou informal. O estudo

Leia mais

ESCALAS. Escala numérica objeto. é a razão entre a dimensão gráfica e a dimensão real de um determinado. d/d = 1/Q

ESCALAS. Escala numérica objeto. é a razão entre a dimensão gráfica e a dimensão real de um determinado. d/d = 1/Q ESCLS Importância da escala: O uso de uma escala é indispensável quando se faz necessário representar um objeto graficamente mantendo a proporção entre suas partes ou em relação a outros objetos. Escala

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão Carlos, Luís e Sílvio tinham, juntos, 00 mil reais para investir por um ano. Carlos escolheu uma aplicação que rendia 5% ao ano. Luís, uma que rendia 0% ao ano. Sílvio aplicou metade de seu dinheiro

Leia mais

RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS

RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS 1 RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS Prof.: J. E. Guimarães Revisão 7 20/01/08 2 RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS Revisão de Matemática Faremos aqui uma pequena revisão de matemática necessária à nossa matéria, e sem

Leia mais

Assinale as proposições verdadeiras, some os valores obtidos e marque os resultados na Folha de Respostas.

Assinale as proposições verdadeiras, some os valores obtidos e marque os resultados na Folha de Respostas. PROVA APLICADA ÀS TURMAS DO O ANO DO ENSINO MÉDIO DO COLÉGIO ANCHIETA EM MARÇO DE 009. ELABORAÇÃO: PROFESSORES OCTAMAR MARQUES E ADRIANO CARIBÉ. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA QUESTÕES DE 0 A 08.

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA DO PROCESSO SELETIVO 2013 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UFSCAR POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA DO PROCESSO SELETIVO 2013 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UFSCAR POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA DO PROCESSO SELETIVO 03 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UFSCAR POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA 7. Uma padaria faz uma torta salgada de formato retangular de 63cm de largura

Leia mais

1 TEOREMA DE TALES 2 APLICAÇÃO PARA TRIÂNGULOS 3 TEOREMA DA BISSETRIZ INTERNA. Matemática 2 Pedro Paulo

1 TEOREMA DE TALES 2 APLICAÇÃO PARA TRIÂNGULOS 3 TEOREMA DA BISSETRIZ INTERNA. Matemática 2 Pedro Paulo Matemática 2 Pedro Paulo GEOMETRIA PLANA XI 1 TEOREMA DE TALES No Nivelamento, um dos assuntos abordados foi Razão e Proporção. A proporção aparece em várias situações no dia-a-dia: por exemplo, na leitura

Leia mais

EXPLORANDO OS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS ENVOLVIDOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA CASA

EXPLORANDO OS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS ENVOLVIDOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA CASA EXPLORANDO OS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS ENVOLVIDOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA CASA Sergio da Silva Cambiriba 1 Dante Alves Medeiros Filho 2 RESUMO Nosso trabalho consistiu em explorar alguns conteúdos matemáticos

Leia mais

Matéria: Matemática Assunto: Comprimento ou Perímetro Prof. Dudan

Matéria: Matemática Assunto: Comprimento ou Perímetro Prof. Dudan Matéria: Matemática Assunto: Comprimento ou Perímetro Prof. Dudan Matemática Comprimento ou Perímetro Um exemplo claro do uso do conhecimento matemático nessas simples situações é quando precisamos saber

Leia mais

Polígonos e Quadriláteros. Caderno de Atividades

Polígonos e Quadriláteros. Caderno de Atividades Polígonos e Quadriláteros Caderno de Atividades Organização: Roselene Alves Amâncio Orientação: Dra. Eliane Scheid Gazire 2013 Sumário 1. Introdução...3 2. O desenvolvimento do pensamento geométrico...3

Leia mais

CAP/UERJ 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROF. ILYDIO SÁ

CAP/UERJ 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROF. ILYDIO SÁ CP/URJ ª SÉRI DO NSINO MÉDIO PROF. ILYDIO SÁ 1 LUNO () : Nº GOMTRI SPCIL PRISMS XRCÍCIOS 01) Qual o volume de um cubo de área 54 cm? 0) diagonal de uma face de um cubo tem medida 5 cm. Qual a área do cubo?

Leia mais

A EXPRESSÃO GRÁFICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA POR MEIO DE MAQUETE

A EXPRESSÃO GRÁFICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA POR MEIO DE MAQUETE A EXPRESSÃO GRÁFICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA POR MEIO DE MAQUETE Magali Vieira da Silva UFPR - Universidade Federal do Paraná magalivds@hotmail.com Marcos Araújo de Lima Universidade Federal do Paraná -

Leia mais

DESCOBRINDO O SEGREDO DAS FÓRMULAS DE ÁREA

DESCOBRINDO O SEGREDO DAS FÓRMULAS DE ÁREA DESCOBRINDO O SEGREDO DAS FÓRMULAS DE ÁREA Antonia Natanayana Lima Mesquita Universidade do Estado da Bahia - UNEB natanayana@hotmail.com Daniela Batista Santos Universidade do Estado da Bahia - UNEB dansantosd@yahoo.com.br

Leia mais

Matemática. R&A Editora Cursos e Materiais Didáticos Ltda.(setor gráfico) Printed in Brazil

Matemática. R&A Editora Cursos e Materiais Didáticos Ltda.(setor gráfico) Printed in Brazil 3ª Edição - 2002 R&A Editora Autor: Professor Joselias Santos da Silva Revisão: Silvio Luis Motta Editoração Eletrônica: Valquíria Farias dos Santos Capa: Studio Color Company - ( 3326.8366 Projeto Gráfico:

Leia mais

1 1 1 3 0 x 2. 1 1 1 3 0 x

1 1 1 3 0 x 2. 1 1 1 3 0 x Foi realizada uma pesquisa, num bairro de determinada cidade, com um grupo de 500 crianças de a 1 anos de idade. Para esse grupo, em função da idade x da criança, concluiu-se que o peso médio p(x), em

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 5ª. SÉRIE, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE 1-Estrutura do ensino de numeração decimal; agrupamento e contagens; valor posicional; operações básicas; operações inversas;

Leia mais

Num cilindro as bases são círculos. O perímetro do círculo é igual ao comprimento da circunferência que limita o círculo.

Num cilindro as bases são círculos. O perímetro do círculo é igual ao comprimento da circunferência que limita o círculo. 1. Círculos e cilindros 1.1. Planificação da superfície de um cilindro Num cilindro as bases são círculos. O perímetro do círculo é igual ao comprimento da circunferência que limita o círculo. A planificação

Leia mais

4.º Bimestre PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO

4.º Bimestre PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO 2012 4.º Bimestre PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE

Leia mais

Aula 10 Triângulo Retângulo

Aula 10 Triângulo Retângulo Aula 10 Triângulo Retângulo Projeção ortogonal Em um plano, consideremos um ponto e uma reta. Chama-se projeção ortogonal desse ponto sobre essa reta o pé da perpendicular traçada do ponto à reta. Na figura,

Leia mais

LISTÃO DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO IFMA PROFESSOR: ARI

LISTÃO DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO IFMA PROFESSOR: ARI 01.: A figura mostra um edifício que tem 15 m de altura, com uma escada colocada a 8 m de sua base ligada ao topo do edifício. comprimento dessa escada é de: a) 12 m. b) 30 m. c) 15 m. d) 17 m. e) 20 m.

Leia mais

10 ( C ) A é um número compreendido entre 5 e 6. ( D ) A é um número compreendido entre 6 e 7. ( E ) A é um número compreendido entre 9 e 10.

10 ( C ) A é um número compreendido entre 5 e 6. ( D ) A é um número compreendido entre 6 e 7. ( E ) A é um número compreendido entre 9 e 10. Escolha a única resposta certa, assinalando-a com um X nos parênteses à esquerda. 01. Se A 2 5 3 1 4 8, podemos afirmar que ( A ) A é um número natural, ímpar e primo. 65 ( B ) A é uma fração equivalente

Leia mais

Módulo de Recuperação 2 (5º Ano) - Matemática

Módulo de Recuperação 2 (5º Ano) - Matemática Módulo de Recuperação 2 (5º Ano) - Matemática 01. Determine os algarismos representados pelas letras a e b no número 7a5b, de modo que ele seja divisível por 2, 3, 5, 6, 9 e 10. 02. Costumo Fazer caminhadas

Leia mais

Vetores Lidando com grandezas vetoriais

Vetores Lidando com grandezas vetoriais Vetores Lidando com grandezas vetoriais matéria de vetores é de extrema importância para o ensino médio basta levar em consideração que a maioria das matérias de física envolve mecânica (movimento, dinâmica,

Leia mais

a) 138,6 m 2 b) 123,30 m 2 c) 115,5 m 2 d) 11.550 m 2

a) 138,6 m 2 b) 123,30 m 2 c) 115,5 m 2 d) 11.550 m 2 01 (Pucpr 0) A figura mostrada a seguir representa uma embalagem de papelão em perspectiva, construída pelo processo de corte, vinco e cola Determine a quantidade de material para fabricar 500 embalagens,

Leia mais

PROVA BRASIL: DESCRITORES DE MATEMÁTICA 8ª SÉRIE/9º ANO

PROVA BRASIL: DESCRITORES DE MATEMÁTICA 8ª SÉRIE/9º ANO PROVA BRASIL: DESCRITORES DE MATEMÁTICA 8ª SÉRIE/9º ANO CÉSAR CLEMENTE Professor Especialista em Matemática Aplicada, Diretor de Escola e Mestrando em Educação Temas e seus descritores: 8 ª série ou 9º

Leia mais

1. Localizar pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos de referência algumas indicações de posição;

1. Localizar pessoas ou objetos no espaço, com base em diferentes pontos de referência algumas indicações de posição; PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED DIVISÃO PEDAGÓGICA DE ENSINO 2010 MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO MATEMÁTICA 06 ANOS 07 ANOS 08 ANOS COMPETÊNCIAS

Leia mais

P rua PQ Q rua QR. 2 km 4 km. 3 km. av. SR. rua SQ. rua TP. 3 km. rua TS

P rua PQ Q rua QR. 2 km 4 km. 3 km. av. SR. rua SQ. rua TP. 3 km. rua TS Resolução das atividades complementares Matemática M1 Geometria Plana 1 (UFF-RJ) O circuito triangular de uma corrida está esquematizado na figura a seguir: P rua PQ Q rua QR km km R T rua TP 3 km rua

Leia mais

www.japassei.pt MATEMÁTICA - 6º ANO

www.japassei.pt MATEMÁTICA - 6º ANO www.japassei.pt MATEMÁTICA - 6º ANO Este e-book é parte integrante da plataforma de educação Já Passei e propriedade da DEVIT - Desenvolvimento de Tecnologias de Informação, Unipessoal Lda. Disciplina:

Leia mais

Matriz Curricular de Matemática 6º ao 9º ano 6º ano 6º Ano Conteúdo Sistemas de Numeração Sistema de numeração Egípcio Sistema de numeração Romano Sistema de numeração Indo-arábico 1º Trimestre Conjunto

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Escola E.B. 2,3 Padre Alberto Neto Ano Letivo 2013/2014. Nome: N.º Turma: 1.ª

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Escola E.B. 2,3 Padre Alberto Neto Ano Letivo 2013/2014. Nome: N.º Turma: 1.ª Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Escola E.B. 2,3 Padre Alberto Neto Ano Letivo 2013/2014 M&M - Mathmais n.º 6 Matemática 8.º Ano Nome: N.º Turma: 1.ª Assunto: Teorema de Pitágoras. Semelhança de

Leia mais

Curso Wellington Matemática Trigonometria Lei dos Senos e Cossenos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Matemática Trigonometria Lei dos Senos e Cossenos Prof Hilton Franco 1. A figura a seguir apresenta o delta do rio Jacuí, situado na região metropolitana de Porto Alegre. Nele se encontra o parque estadual Delta do Jacuí, importante parque de preservação ambiental. Sua

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS PARA O TEXTO DAS DIRETRIZES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DO AMAPÁ MATEMÁTICA

CONTRIBUIÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS PARA O TEXTO DAS DIRETRIZES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DO AMAPÁ MATEMÁTICA CONTRIBUIÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS PARA O TEXTO DAS DIRETRIZES CURRICULARES PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DO AMAPÁ MATEMÁTICA 1. IDENTIDADE DO COMPONENTE CURRICULAR O domínio básico do significado simbólico

Leia mais

Escola Secundária de Lousada. Matemática do 8º ano FT nº15 Data: / / 2013 Assunto: Preparação para o 1º teste de avaliação Lição nº e

Escola Secundária de Lousada. Matemática do 8º ano FT nº15 Data: / / 2013 Assunto: Preparação para o 1º teste de avaliação Lição nº e Escola Secundária de Lousada Matemática do 8º ano FT nº15 Data: / / 013 Assunto: Preparação para o 1º teste de avaliação Lição nº e Apresentação dos Conteúdos e Objetivos para o 3º Teste de Avaliação de

Leia mais

Prova de Aferição de Matemática

Prova de Aferição de Matemática PROVA DE AFERIÇÃO DO ENSINO BÁSICO 2008 A PREENCHER PELO ALUNO Rubrica do Professor Aplicador Nome A PREENCHER PELO AGRUPAMENTO Número convencional do Aluno Número convencional do Aluno A PREENCHER PELA

Leia mais

Versão 1. Identifica, claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes.

Versão 1. Identifica, claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes. Teste Intermédio de Matemática Versão 1 Teste Intermédio Matemática Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 11.05.2010 3.º iclo do Ensino ásico 9.º ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro

Leia mais

Prova 3 Matemática ... GABARITO 3 NOME DO CANDIDATO:

Prova 3 Matemática ... GABARITO 3 NOME DO CANDIDATO: Prova 3 QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA 1. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, que constam da etiqueta

Leia mais

UMA PROPOSTA DIDÁTICA COM O USO DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO DA GEOMETRIA Modelagem e Educação Matemática GT 04 RESUMO

UMA PROPOSTA DIDÁTICA COM O USO DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO DA GEOMETRIA Modelagem e Educação Matemática GT 04 RESUMO UMA PROPOSTA DIDÁTICA COM O USO DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO DA GEOMETRIA Modelagem e Educação Matemática GT 04 RESUMO Este relato apresenta aspectos de uma proposta didática utilizando a modelagem

Leia mais

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 TEOREMA DE TALES. Na figura abaixo as retas r, s e t são (A) 0 (B) 6 (C) 00 (D) 80 (E) 0. Três retas paralelas são cortadas por duas Se AB = cm; BC = 6 cm e XY = 0 cm a medida, em cm, de XZ é: (A) 0 (B)

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2. alternativa D. alternativa C. alternativa A

Questão 1. Questão 3. Questão 2. alternativa D. alternativa C. alternativa A Questão 1 Paulo comprou um automóvel fle ue pode ser abastecido com álcool ou com gasolina. O manual da montadora informa ue o consumo médio do veículo é de km por litro de álcool ou 1 km por litro de

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Final. 2ª Etapa 2013. Ano: 6 Turma: 61

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Final. 2ª Etapa 2013. Ano: 6 Turma: 61 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 203 Disciplina: Matemática Professor (a): Flávia Lúcia Ano: 6 Turma: 6 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais