Direito do Trabalho. Ano Lectivo 2008/2009. Docente: Catarina Frade

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direito do Trabalho. Ano Lectivo 2008/2009. Docente: Catarina Frade"

Transcrição

1 Direito do Trabalho Ano Lectivo 2008/2009 Docente: Catarina Frade

2 Sumário 24 O acesso ao trabalho: o contrato de trabalho A cessação do contrato de trabalho Mútuo acordo Despedimento Rescisão

3 Extinção do Contrato de Trabalho (Critério da vontade das partes) Modalidades de Extinção do Contrato de Trabalho (arts. 338º ss CT) CADUCIDADE (arts. 343º ss CT) VONTADE DE AMBAS AS PARTES (arts. 349º ss CT) VONTADE DE UMA DAS PARTES (arts. 351º ss CT) verificação do termo impedimento do trabalhador ou empregador reforma do trabalhador acordo das partes reforma antecipada do trabalhador vontade do empregador vontade do trabalhador

4 Independência da vontade das partes caducidade (arts. 343º ss CT) termo do contrato (arts. 344º e 345º) impossibilidade superveniente, absoluta e definitiva do empregador (art. 346º; indemnização art. 366º) do trabalhador reforma do trabalhador por velhice (art. 348º) o termo impróprio

5 Vontade de ambas as partes (arts. 349º ss CT) cessação por mútuo acordo (arts. 349º e 350º) acordo formal compensação pecuniária global direito ao arrependimento reforma antecipada a condição de reformado pela empresa pré-reforma (art. 318º ss CT): idade igual ou superior a 55 anos

6 Vontade de uma das partes (arts. 351º ss CT) Iniciativa unilateral Justa causa subjectiva Empregador Justa causa objectiva Despedimento colectivo Extinção do posto de trabalho Resolução com justa causa (objectiva e subjectiva) Denúncia (aviso prévio) Trabalhador Inadaptação do trabalhador Abandono do lugar

7 Despedimento do trabalhador com justa causa subjectiva noção de justa causa (art. 351º/1) exemplos de justa causa de despedimento (art. 351º/2) procedimento disciplinar (arts. 328º ss; 352º ss) actualidade da infracção e da acção disciplinar (arts. 329º, 353º/3) etapas do procedimento disciplinar nota de culpa (art. 353º) (inquérito prévio, art. 352º) defesa do trabalhador (art. 355º) instrução do processo (art. 356º) decisão (art. 357º) suspensão preventiva do trabalhador (art. 354º art. 328º)

8 Despedimento do trabalhador com justa causa subjectiva recurso da decisão de despedimento (art. 396º/2) ilicitude do despedimento (arts. 381ºss) causas da ilicitude (arts. 381º-382º) consequências da ilicitude (arts. 389º ss) indemnização reintegração (ou indemnização) compensação acção de impugnação do despedimento (art. 387º CT) novo prazo: 60 dias providência cautelar de suspensão do despedimento (art. 386º; arts. 36º ss CPT) prazo de cinco dias úteis após notificação da decisão de despedimento

9 Despedimento do trabalhador com justa causa objectiva despedimento colectivo (arts. 359º ss CT) lapso temporal de 3 meses 2 a 5 trabalhadores motivos de mercado, estruturais ou tecnológicos comunicação escrita com aviso prévio de 60 dias crédito de horas de dois dias/semana compensação (art. 366º/1/3) procedimento de despedimento colectivo ilicitude do despedimento (arts. 381º+ 383º)

10 Despedimento do trabalhador com justa causa objectiva despedimento por extinção do posto de trabalho (arts. 467º ss CT) motivos de mercado, estruturais ou tecnológicos comunicação escrita com aviso prévio (art. 371º/3) crédito de horas de dois dias/semana compensação (art. 372º) procedimento de despedimento ilicitude do despedimento (arts. 381º+ 384º)

11 Despedimento do trabalhador com justa causa objectiva despedimento por inadaptação do trabalhador (arts. 373º ss CT) redução anormal da produtividade ou da qualidade; avarias repetidas nos equipamentos; riscos para o próprio ou para terceiros comunicação escrita com aviso prévio crédito de horas de dois dias/semana compensação procedimento de despedimento ilicitude do despedimento

12 Rescisão por iniciativa do trabalhador resolução com justa causa (arts. 394º ss) subjectiva (art. 394º/2; resolução por escrito art. 395º; indemnização art. 396º) objectiva (art. 394º/3; resolução por escrito art. 395º) direito ao arrependimento art. 397º denúncia com e sem aviso prévio (arts. 400º ss) direito ao arrependimento art. 402º abandono do lugar (art. 403º)

CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Modalidades: Caducidade Revogação (mútuo acordo) Art.º 340.º do CT Por iniciativa do empregador o Despedimento por facto imputável ao trabalhador

Leia mais

O Código do Trabalho e a Legislação da Segurança Social na Vida das Empresas

O Código do Trabalho e a Legislação da Segurança Social na Vida das Empresas O Código do Trabalho e a Legislação da Segurança Social na Vida das Empresas ação de Formação Brochura a O Código do Trabalho e a Legislação da Segurança Social na Vida das Empresas objetivos da ação de

Leia mais

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho. Cláudia do Carmo Santos Advogada

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho. Cláudia do Carmo Santos Advogada Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho Cláudia do Carmo Santos Advogada OBJECTIVOS... Simplificação dos meios procedimentais de despedimento Simplificação dos meios de reacção

Leia mais

DENÚNCIA E CADUCIDADE DE CONTRATO DE TRABALHO A TERMO RESOLUTIVO NO ENSINO PÚBLICO E PARTICULAR/COOPERATIVO

DENÚNCIA E CADUCIDADE DE CONTRATO DE TRABALHO A TERMO RESOLUTIVO NO ENSINO PÚBLICO E PARTICULAR/COOPERATIVO CONTRATO A TERMO - 1 DENÚNCIA E CADUCIDADE DE CONTRATO DE TRABALHO A TERMO RESOLUTIVO NO ENSINO PÚBLICO E PARTICULAR/COOPERATIVO 1. ENSINO PÚBLICO (O regime aplicável à cessação dos contratos a termo é

Leia mais

3. Período Experimental Saiba quanto tempo pode durar o período experimental e quais os seus direitos.

3. Período Experimental Saiba quanto tempo pode durar o período experimental e quais os seus direitos. 1. Introdução Conheça os direitos e as obrigações inerentes aos vários tipos de contrato laboral, assim como as várias modalidades de despedimentos. 2. Tipos de contratos que existem O Código do Trabalho

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO REGIME DA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO NO NOVO CÓDIGO DO TRABALHO. Introdução

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO REGIME DA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO NO NOVO CÓDIGO DO TRABALHO. Introdução FORO DE ACTUALIDAD 95 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO REGIME DA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO NO NOVO CÓDIGO DO TRABALHO Introdução Apesar dos desejos e expectativas por parte de uns e dos receios e angústias

Leia mais

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho João Santos

Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho João Santos Exercício do Poder Disciplinar e Cessação dos Contratos de Trabalho João Santos OBJECTIVOS Simplificação dos procedimentos inerentes aos processos disciplinares Simplificação dos meios de reacção do trabalhador

Leia mais

O DESPEDIMENTO COLECTIVO (*)

O DESPEDIMENTO COLECTIVO (*) Despedimento Colectivo - 1 O DESPEDIMENTO COLECTIVO (*) Nota Introdutória: O Gabinete Jurídico do SPLIU tem sido confrontado por muitos associados/as sobre os procedimentos legais que consubstanciam o

Leia mais

Fim do contrato por prazo determinado: este contrato termina no fim do prazo ou quando finda a obra para a qual foi o empregado contratado.

Fim do contrato por prazo determinado: este contrato termina no fim do prazo ou quando finda a obra para a qual foi o empregado contratado. Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 25 RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO Na doutrina não há unanimidade no uso dos termos qualificadores do término do contrato de trabalho, são empregadas

Leia mais

REGULAMENTO DISCIPLINAR CAPÍTULO I. Artigo 1º Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DISCIPLINAR CAPÍTULO I. Artigo 1º Âmbito de aplicação REGULAMENTO DISCIPLINAR CAPÍTULO I PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS Artigo 1º Âmbito de aplicação 1. O presente Regulamento Disciplinar é aplicável aos estudantes do ISAL - Instituto Superior de Administração e

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO 11 RESPOSTAS. 1. Suspensão, Interrupção e Cessação do Contrato de Trabalho

ESTUDO DIRIGIDO 11 RESPOSTAS. 1. Suspensão, Interrupção e Cessação do Contrato de Trabalho ESTUDO DIRIGIDO 11 RESPOSTAS 1. Suspensão, Interrupção e Cessação do Contrato de Trabalho 1.1. Qual a diferença entre suspensão, interrupção e cessação do contrato de trabalho? RESPOSTA: A suspensão do

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO Edição: 25/02/14 Direito de migrar para plano individual ou familiar aproveitando carência do plano coletivo empresarial Os beneficiários

Leia mais

I. TRAJECTÓRIA PROFISSIONAL. I. 1. Trajectória profissional externa anterior à entrada na empresa. Profissão/ Tipo de actividade

I. TRAJECTÓRIA PROFISSIONAL. I. 1. Trajectória profissional externa anterior à entrada na empresa. Profissão/ Tipo de actividade I. TRAJECTÓRIA PROFISSIONAL I. 1. Trajectória profissional externa anterior à entrada na empresa Sector de actividade Profissão/ Tipo de actividade na profissão Categoria profissional/ Titularidade profissional

Leia mais

CADERNOS INFORMATIVOS

CADERNOS INFORMATIVOS CADERNOS INFORMATIVOS Incumprimento e Cessação do Contrato INSPECÇÃO-GERAL DO TRABALHO 2 CADERNOS INFORMATIVOS Incumprimento e Cessação do Contrato INSPECÇÃO-GERAL DO TRABALHO CADERNOS INFORMATIVOS 3 Incumprimento

Leia mais

Gestão de Contratos. Noções

Gestão de Contratos. Noções Gestão de Contratos Noções Contrato - Conceito Contrato é todo acordo de vontades, celebrado para criar, modificar ou extinguir direitos e obrigações de índole patrimonial entre as partes (Direito Civil).

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGuES E 0 PSICOGYM - PSICOLOGIA E GINASIO DE COMPETENCIAS. 1. Preambulo

PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGuES E 0 PSICOGYM - PSICOLOGIA E GINASIO DE COMPETENCIAS. 1. Preambulo PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGuES E 0 PSICOGYM - PSICOLOGIA E GINASIO DE COMPETENCIAS. 1. Preambulo A celebracao do presente protocolo tern como objectivo assegurar aos militares, militarizados e aos

Leia mais

O PEDIDO DE DEMISSÃO MOTIVADO POR NOVO EMPREGO EXCLUI A OBRIGATORIEDADE DE CUMPRIMENTO DE AVISO PRÉVIO

O PEDIDO DE DEMISSÃO MOTIVADO POR NOVO EMPREGO EXCLUI A OBRIGATORIEDADE DE CUMPRIMENTO DE AVISO PRÉVIO O PEDIDO DE DEMISSÃO MOTIVADO POR NOVO EMPREGO EXCLUI A OBRIGATORIEDADE DE CUMPRIMENTO DE AVISO PRÉVIO José Carlos Batista Auditor Fiscal do Trabalho da SRTE/ES Resumo: Quando um trabalhador é dispensado

Leia mais

O Fundo Municipal de Saúde de General Maynaard/SE publica:

O Fundo Municipal de Saúde de General Maynaard/SE publica: O Fundo Municipal de Saúde de General Maynaard/SE publica: Extrato do termo aditivo nº 017/2013 referente a tomada de preços nº 001/2013 Objeto: Contratação de empresa especializada para execução de obras/serviços

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE 0 EXERCITO PORTUGUES E A GOODTRAVEL VIAGENS E TURISMO, Lda. 1. Preambulo

PROTOCOLO ENTRE 0 EXERCITO PORTUGUES E A GOODTRAVEL VIAGENS E TURISMO, Lda. 1. Preambulo , T.i.tis OI~na. ldn. PROTOCOLO ENTRE 0 EXERCITO PORTUGUES E A GOODTRAVEL VIAGENS E TURISMO, Lda 1. Preambulo A celebrayao do presente protocolo tem como objectiv~ assegurar aos militares, militarizados

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO Entre: CONTRATO DE ARRENDAMENTO, com o NUIT:,, natural de, de nacionalidade, residente na, nº, em, titular do B.I. nº, emitido em _, aos de de e válido até de de, doravante designado por Locador, E, com

Leia mais

«As organizações excelentes gerem, desenvolvem e libertam todo o potencial dos seus colaboradores ao nível individual, de equipa e organizacional.

«As organizações excelentes gerem, desenvolvem e libertam todo o potencial dos seus colaboradores ao nível individual, de equipa e organizacional. A melhoria não é um acontecimento pontual ( ) um processo que necessita de ser planeado, desenvolvido e concretizado ao longo do tempo em sucessivas vagas, produzindo uma aprendizagem permanente. De acordo

Leia mais

Portaria n.º 8-A/2014. de 15 de janeiro

Portaria n.º 8-A/2014. de 15 de janeiro Portaria n.º 8-A/2014 de 15 de janeiro O Regime do Contrato de Trabalho em Funções Públicas (RCTFP), aprovado pela Lei n.º 59/2008, de 11 de setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 66/2012,

Leia mais

TRABALHO TEMPORÁRIO. Trabalho Temporário assenta numa relação triangular traduzida nos seguintes contratos:

TRABALHO TEMPORÁRIO. Trabalho Temporário assenta numa relação triangular traduzida nos seguintes contratos: TRABALHO TEMPORÁRIO O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Trabalho Temporário assenta numa relação triangular traduzida nos seguintes contratos: Contrato de Trabalho Temporário Celebrados entre Ou uma empresa de

Leia mais

Decreto-Lei n.º 261/91 de 25 de Julho

Decreto-Lei n.º 261/91 de 25 de Julho Decreto-Lei n.º 261/91 de 25 de Julho A partir de certa idade, a prestação de trabalho gera, progressivamente, maior tensão e cansaço físico, sobretudo quando o trabalhador revele dificuldade de adaptação

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA TRIBUNAL DE CONTAS 2ª DIVISÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS DO TRIBUNAL DE CONTAS I FISCALZAÇÃO PREVENTIVA

REPÚBLICA DE ANGOLA TRIBUNAL DE CONTAS 2ª DIVISÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS DO TRIBUNAL DE CONTAS I FISCALZAÇÃO PREVENTIVA REPÚBLICA DE ANGOLA TRIBUNAL DE CONTAS 2ª DIVISÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS DO TRIBUNAL DE CONTAS I FISCALZAÇÃO PREVENTIVA 1. LEGISLAÇÃO PERTINENTE: ORGÂNICA DO Tribunal de Contas (LEI Nº 5/96, de 12 de Abril)

Leia mais

Programa de Rescisões por Mútuo Acordo. (Portaria n.º 221-A/2013, de 8 de julho) PERGUNTAS FREQUENTES

Programa de Rescisões por Mútuo Acordo. (Portaria n.º 221-A/2013, de 8 de julho) PERGUNTAS FREQUENTES Programa de Rescisões por Mútuo Acordo (Portaria n.º 221-A/2013, de 8 de julho) PERGUNTAS FREQUENTES 1. Quem pode aderir ao Programa de Rescisões por Mútuo Acordo (PRMA) previsto na Portaria n.º 221-A/2013,

Leia mais

Direito do Trabalho CARACTERÍSTICAS. Empregados urbanos e rurais contratados a partir de 1988 inserem-se automaticamente no sistema do FGTS.

Direito do Trabalho CARACTERÍSTICAS. Empregados urbanos e rurais contratados a partir de 1988 inserem-se automaticamente no sistema do FGTS. CARACTERÍSTICAS Empregados urbanos e rurais contratados a partir de 1988 inserem-se automaticamente no sistema do FGTS. O FGTS consiste em recolhimentos pecuniários mensais feitos pelo empregador em uma

Leia mais

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas TEORIA GERAL DO DIREITO Professor: Hugo Rios Bretas Vigência e Duração Norma de origem e derivada Publicidade, lapso temporal de vigência: Regra Proibição Direta Princípio basilar- força Continuidade normativa:

Leia mais

Parte I - Direito do trabalho - parte geral, 1. 1 Evolução histórica, 3 1 Evolução mundial, 3 2 Evolução no Brasil, 4.

Parte I - Direito do trabalho - parte geral, 1. 1 Evolução histórica, 3 1 Evolução mundial, 3 2 Evolução no Brasil, 4. Parte I - Direito do trabalho - parte geral, 1 1 Evolução histórica, 3 1 Evolução mundial, 3 2 Evolução no Brasil, 4 2 Denominação, 6 3 Conceito e divisão da matéria, 8 4 Posição enciclopédica, 9 5 Fontes,

Leia mais

NEWSLETTER Fevereiro 2014 SEGURANÇA SOCIAL 2014

NEWSLETTER Fevereiro 2014 SEGURANÇA SOCIAL 2014 NEWSLETTER Fevereiro 2014 SEGURANÇA SOCIAL 2014 SEGURANÇA SOCIAL 2014 Índice 1. INTRODUÇÃO 3 2. ALTERAÇÕES SEGURANÇA SOCIAL 4 3. BASES DE INCIDÊNCIA 6 3 1. Introdução Com a entrada em vigor da Lei do Orçamento

Leia mais

PARECER N.º 38/CITE/2005

PARECER N.º 38/CITE/2005 PARECER N.º 38/CITE/2005 Assunto: Parecer nos termos do n.º 3 do artigo 133.º do Código do Trabalho e da alínea j) do n.º 1 do artigo 496.º da Lei n.º 35/2004, de 29 de Julho Não renovação de contrato

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGUES E A ENTRELEMENTOS LDA. 1. Preambulo

PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGUES E A ENTRELEMENTOS LDA. 1. Preambulo PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGUES E A ENTRELEMENTOS LDA. 1. Preambulo A celebracao do presente protocolo tern como objectivo assegurar aos militares e civis que prestam service no Exercito Portugues,

Leia mais

CONTRATO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA INDIVIDUAL DE USO DO SOFTWARE DE RASTREAMENTO E MANUTENÇÃO DO SERVIDOR

CONTRATO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA INDIVIDUAL DE USO DO SOFTWARE DE RASTREAMENTO E MANUTENÇÃO DO SERVIDOR Atenção: Ao FINALIZAR CADASTRO no site www.nipponsat.com.br e clicar em LI E ACEITO OS TERMOS DO CONTRATO estará automaticamente aceitando todos os termos e condições do presente instrumento. Ressaltamos

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 1/8/2012 (Lei 23/2012 de 25/6) Amaro Jorge Advogado I Art.º 99º - (Regulamento Interno de Empresa) O empregador deixa de ser obrigado a enviar o regulamento

Leia mais

AULA 10: CONTRATOS ADMINISTRATIVOS. Professor Thiago Gomes

AULA 10: CONTRATOS ADMINISTRATIVOS. Professor Thiago Gomes AULA 10: CONTRATOS ADMINISTRATIVOS Professor Thiago Gomes 1. NOS CAPÍTULOS ANTERIORES... 2. CONTEXTUALIZAÇÃO O QUE VEM NA MENTE QUANDO OUVIMOS A PALAVRA CONTRATOS ADMINISTRATIVOS? 1. CONCEITO - CONTRATOS

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO Entre:, com o NUIT:,, natural de, de nacionalidade, residente na, nº, em, tular do B.I. nº, emitido em, aos de de e válido até de de, doravante designado por Locador, E, com o

Leia mais

Teoria geral do direito civil

Teoria geral do direito civil luís a. carvalho fernandes Professor Jubilado da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa Teoria geral do direito civil VOL. II fontes, conteúdo e garantia da relação jurídica 5.ª edição

Leia mais

Regulamento de Disciplina da FPX

Regulamento de Disciplina da FPX Regulamento de Disciplina da FPX Capítulo I: DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º (Objecto) O presente Regulamento é parte integrante do Regulamento Geral da FPX e aplica-se às competições que se realizarem em

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE PENSÕES DE ACIDENTES DE TRABALHO. CAPÍTULO I Disposições gerais. Artigo 1.

PROJECTO DE REGULAMENTAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE PENSÕES DE ACIDENTES DE TRABALHO. CAPÍTULO I Disposições gerais. Artigo 1. PROJECTO DE REGULAMENTAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE PENSÕES DE ACIDENTES DE TRABALHO CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto 1 A presente Norma Regulamentar tem por objecto o estabelecimento de

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2012

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2012 FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2012 Disciplina: Direito do Trabalho I Departamento: Direito Social e Coletivo Docente Responsável: Anselmo Domingos da Paz Junior Carga Horária Anual: 100 h/a Tipo:

Leia mais

Assunto: Definição de Informações Gerais em Saúde Suplementar

Assunto: Definição de Informações Gerais em Saúde Suplementar AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIFIS/GGRIN Protocolo Nº. 33902. 211702/2008-78 Data Registro 28/11/2008. Hora Registro 10:24 Assinatura: NOTA n.º 01/2008/GGRIN/DIFIS Rio de Janeiro, 28 de novembro

Leia mais

Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem CURSO DE EDUCAÇÃO SOCIAL Ano Lectivo 2014/2015

Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem CURSO DE EDUCAÇÃO SOCIAL Ano Lectivo 2014/2015 Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem CURSO DE EDUCAÇÃO SOCIAL Ano Lectivo 2014/2015 QUESTÕES DE REVISÃO NOTA PRÉVIA: POR FAVOR LEIA COM ATENÇÃO A listagem seguinte constitui uma primeira versão,

Leia mais

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO 1 RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO Camila Cristina Verly Vieira 1 Márcia Serafim Alves 2 Resumo: Como base sobre o termo rescisório o objetivo é demonstrar as diversas formas de se rescindir

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS EDUCATIVAS. Estatuto Disciplinar do Estudante CAPÍTULO I

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS EDUCATIVAS. Estatuto Disciplinar do Estudante CAPÍTULO I INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS EDUCATIVAS Estatuto Disciplinar do Estudante CAPÍTULO I Objetivos e âmbito Artigo 1.º Objetivos O presente Estatuto visa salvaguardar os valores do Instituto Superior de

Leia mais

Curso de Legislação de Gestão de Recursos Humanos. Módulo 17 Rotinas e Rescisão de Contrato de Trabalho

Curso de Legislação de Gestão de Recursos Humanos. Módulo 17 Rotinas e Rescisão de Contrato de Trabalho Curso de Legislação de Gestão de Recursos Humanos Módulo 17 Rotinas e Rescisão de Contrato de Trabalho Curso de Legislação de Recursos Humanos 2 Rotinas Trabalhistas Direitos e deveres da relação trabalhista

Leia mais

CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS

CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS FICHA TÉCNICA CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 1 Nível Atitudinal Tema 1 Conhecimento de si próprio como Condutor; Tema 2 Atitudes e Comportamentos;

Leia mais

Universidade Portucalense. Departamento de Ciências Económicas e Empresariais NORMAS REGULAMENTARES DO 2.º CICLO DE ESTUDOS EM MARKETING

Universidade Portucalense. Departamento de Ciências Económicas e Empresariais NORMAS REGULAMENTARES DO 2.º CICLO DE ESTUDOS EM MARKETING Universidade Portucalense Departamento de Ciências Económicas e Empresariais NORMAS REGULAMENTARES DO 2.º CICLO DE ESTUDOS EM MARKETING APROVADAS NO CONSELHO CIENTÍFICO 9 _2009 DE 23 DE SETEMBRO DE 2009

Leia mais

PROPOSTA DA DIRECÇÃO DO SPN

PROPOSTA DA DIRECÇÃO DO SPN PROPOSTA DA DIRECÇÃO DO SPN ESTATUTOS DO SINDICATO DOS PROFESSORES DO NORTE PROPOSTA DE ALTERAÇÃO 24.NOV.2009 TEXTO ACTUAL TEXTO DA PROPOSTA (alterações a vermelho e sublinhadas) Capítulo I - DA CONSTITUIÇÃO,

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Operadora: Prodent Assistência Odontológica Ltda CNPJ: 61.590.816/0001-07 N de registro na

Leia mais

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS 2 Diferenças entre planos individuais e coletivos: Os planos com contratação individual ou familiar são aqueles contratados

Leia mais

Registrado no 1º Cartório de Registro de Títulos e Documentos da Cidade de Ponta Grossa Estado do Paraná, sob o nº 143.698

Registrado no 1º Cartório de Registro de Títulos e Documentos da Cidade de Ponta Grossa Estado do Paraná, sob o nº 143.698 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA OPERAR, MANTER E ADMINISTRAR CARTEIRA DE COBRANÇA NA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES EM SITE DE PROPRIEDADE DA REGULARIZA IMOVEIS E COBRANÇAS LTDA Registrado no 1º Cartório

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS Operadora: ELOSAÚDE - CNPJ: 11.593.821/0001-03 03 - N ANS: 41729-7 - Site: www.elosaude.com.br - Tel.: (48) 3298-5555 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS

Leia mais

CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO

CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL ARBITRAGEM PARA DEFINIÇÃO DE SERVIÇOS MÍNIMOS REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DESPACHOS/PORTARIAS PORTARIAS DE CONDIÇÕES DE TRABALHO PORTARIAS DE EXTENSÃO CONVENÇÕES COLECTIVAS Contrato

Leia mais

PÚBLICO NOTAS SOBRE A NOVA REFORMA. Gilberto Lopes

PÚBLICO NOTAS SOBRE A NOVA REFORMA. Gilberto Lopes A RELAÇÃO JURÍDICA DE EMPREGO PÚBLICO NOTAS SOBRE A NOVA REFORMA OS VÍNCULOS V 1 QUADRO LEGAL APLICÁVEL A/2008, DE 27 DE FEVEREIRO * **, LEI N.º 12-A/2008, DE 27 DE FEVEREIRO [conhecida por Lei dos vínculos

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO CÓDIGO DO TRABALHO:

GUIA PRÁTICO DO CÓDIGO DO TRABALHO: GUIA PRÁTICO DO CÓDIGO DO TRABALHO: NOTA: A informação contida neste Guia, não dispensa a consulta na integra, do Código do Trabalho (Lei n.º 99/2003, de 27 de Agosto que aguarda ainda regulamentação),

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Encerrando o Projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Encerrando o Projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Encerrando o Projeto Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Introdução Encerrar o Projeto ou Fase Encerrar as Aquisições Introdução O Grupo de Processos

Leia mais

Plano de Ensino de Disciplina

Plano de Ensino de Disciplina Plano de Ensino de Disciplina VERSÃO CURRICULAR: 2008/1 DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO II CÓDIGO: DIT 106 PRÉ-REQUISITO:DIT 105 DEPARTAMENTO:DIT C.H.TOTAL:60 H/AULA CRÉDITOS:04 PERÍODO: 8º EMENTA O poder

Leia mais

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para contratação de Plano de Saúde Operadora: Allianz Saúde CNPJ: 04.439.627/0001-0 Nº de registro na ANS: 00051-5 Nº de registro do produto: conforme contratado pelo estipulante Site: www.allianz.com.br Telefone: 0800 7228148 Manual de

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Barrancos

Conselho Municipal de Educação de Barrancos Conselho Municipal de Educação de Barrancos Regimento Interno (versão consolidada com a 1ª alteração aprovada em 09/10/2008) (Deliberação nº 23/AM/2008, de 15/12, sob proposta aprovada pela Deliberação

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde Operadora: Unimed Curitiba Sociedade Cooperativa de Médicos CNPJ: 75.055.772/0001-20 Nº de registro na ANS: 30470-1 Site: http://www.unimedcuritiba.com.br Tel:(41) 3019-2000 Exclusivo para liberações de

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR

ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR ABREVIATURAS E SIGLAS USADAS NOTA DO AUTOR Capítulo I OBRIGAÇÕES 1.1. Caracterização 1.2. Sentido vernacular de obrigação 1.3. Sentido jurídico de obrigação 1.4. Obrigação

Leia mais

PITÁGORAS FACULDADE PLANO DE ENSINO CURSO: GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANO: 2013 DISCIPLINA: LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA 8º CORPO DOCENTE

PITÁGORAS FACULDADE PLANO DE ENSINO CURSO: GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANO: 2013 DISCIPLINA: LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA 8º CORPO DOCENTE PITÁGORAS FACULDADE PLANO DE ENSINO CURSO: GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANO: 2013 IDENTIFICAÇÃO SEMESTRE DISCIPLINA: LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA 8º CORPO DOCENTE WILLINGTON MARCOS FERREIRA CONCEIÇÃO

Leia mais

!"#!$% %" & ' ( )*+,)-. / 0123144 56789 :;667

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE A NOVA LEI GERAL DO TRABALHO TEMA 2: MICRO, PEQUENA, MÉDIAS EMPRESAS E O CONTRATO DE TRABALHO

SEMINÁRIO SOBRE A NOVA LEI GERAL DO TRABALHO TEMA 2: MICRO, PEQUENA, MÉDIAS EMPRESAS E O CONTRATO DE TRABALHO SEMINÁRIO SOBRE A NOVA LEI GERAL DO TRABALHO TEMA 2: MICRO, PEQUENA, MÉDIAS EMPRESAS E O CONTRATO DE TRABALHO 1 I- INDÍCE I.INTRODUÇÃO II.REGIME JURIDICO DAS MICRO, PEQUENAS, MEDIAS EMPRESAS III.LEI GERAL

Leia mais

O presente manual destina-se a divulgar as principais condições de prestação dos serviços de comunicações electrónicas oferecidos pela Vodafone

O presente manual destina-se a divulgar as principais condições de prestação dos serviços de comunicações electrónicas oferecidos pela Vodafone O presente manual destina-se a divulgar as principais condições de prestação dos serviços de comunicações electrónicas oferecidos pela Vodafone Portugal, Comunicações Pessoais, S.A. Este manual não substitui,

Leia mais

NOVO TRCT Estratégia Atuação CAIXA x MTE

NOVO TRCT Estratégia Atuação CAIXA x MTE NOVO TRCT Estratégia Atuação CAIXA x MTE ABRIL 2012 Legislação Específica - MTE Instrução Normativa Nº 15, de 14/07/2010 - estabeleceu procedimentos para assistência e homologação na rescisão de contrato

Leia mais

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE S. JOÃO DA MADEIRA REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE DIA CAPITULO I DA NATUREZA E ÂMBITO DE APLICAÇÃO

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE S. JOÃO DA MADEIRA REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE DIA CAPITULO I DA NATUREZA E ÂMBITO DE APLICAÇÃO CAPITULO I DA NATUREZA E ÂMBITO DE APLICAÇÃO Artigo 1º (Âmbito) O presente regulamento aplica-se ao Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia de S. João da Madeira, entidade de quem depende técnica,

Leia mais

Direito a férias (art.ºs 237º ss do Código de Trabalho)

Direito a férias (art.ºs 237º ss do Código de Trabalho) Direito a férias (art.ºs 237º ss do Código de Trabalho) Nos termos do Código de Trabalho ( CT ) em vigor, aprovado pela Lei nº 07/2009 de 12/02, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 23/2012, de

Leia mais

Cessação de contratos de trabalho Enquadramento Legal

Cessação de contratos de trabalho Enquadramento Legal Cessação de contratos de trabalho Enquadramento Legal 1 Modalidades de cessação do contrato de trabalho (Artigo 340º do CT) O contrato de trabalho pode cessar por: - Caducidade - Revogação - Despedimento

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 01/2015

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 01/2015 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 01/2015 TERMO DE CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM A CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SÃO LUDGERO E A EMPRESA SEBOLD DESENVOLVIMENTO WEB DESIGN LTDA., NOS TERMOS DA LEI Nº. 8.666

Leia mais

Preâmbulo Artigo 1.º Artigo 2.º Artigo 3.º Artigo 4.º Artigo 5.º

Preâmbulo Artigo 1.º Artigo 2.º Artigo 3.º Artigo 4.º Artigo 5.º A g r u p a m e n t o Ve r t i c a l d e E s c o l a s S a n t o s S i m õ e s 1 Preâmbulo 1. Os Cursos de Educação e Formação de Adultos têm vindo a afirmar-se como um instrumento central das políticas

Leia mais

Aceite dos Termos. 1. Da Propriedade Intelectual

Aceite dos Termos. 1. Da Propriedade Intelectual Aceite dos Termos Este Contrato de Licença de Usuário Final ( EULA ) é um acordo legal entre o licenciado (pessoa física ou jurídica) (o LICENCIADO ) e a VOCCIS INFORMÁTICA LTDA (PRODUTEC), pessoa jurídica

Leia mais

Termos de uso. Lyrius Gestão Profissional (http://www.lyriusgestao.com.br)

Termos de uso. Lyrius Gestão Profissional (http://www.lyriusgestao.com.br) Termos de uso Lyrius Gestão Profissional (http://www.lyriusgestao.com.br) Aceite dos Termos Este Contrato de Licença de Usuário Final ( EULA ) é um acordo legal entre o licenciado (pessoa física ou jurídica)

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS FACULDADES DA UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA

REGULAMENTO GERAL DAS FACULDADES DA UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA REGULAMENTO GERAL DAS FACULDADES DA UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA Artigo 1º Denominação 1. As faculdades são unidades orgânicas da UFP que integram subunidades orgânicas, reúnem grandes áreas científicas

Leia mais

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO 29/10/2014 DIREITO CIVIL

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO 29/10/2014 DIREITO CIVIL ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO 29/10/2014 DIREITO CIVIL NOME: Doc. Identificação: Classificação: I Escolha a resposta correcta entre as

Leia mais

POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO Introdução A integridade é um dos valores mais importantes da American Sugar Holdings, Inc.. Esta política de conformidade anticorrupção descreve as normas de comportamento

Leia mais

S. R. 2. Passando à referida análise começaremos por referir o teor do citado artigo 4.º do DL 24/84 de 16 de Janeiro:

S. R. 2. Passando à referida análise começaremos por referir o teor do citado artigo 4.º do DL 24/84 de 16 de Janeiro: 1 1. Determinou Sua Excelência o Senhor Conselheiro Procurador-Geral da República que este Conselho se pronunciasse sobre a interpretação da norma do artigo 4.º, n.º 2 do Estatuto Disciplinar dos Funcionários

Leia mais

2.2 Natureza jurídica do contrato de trabalho 2.2.1 Teoria acontratualista 2.2.2 Teoria institucionalista 2.2.3 Teoria neocontratualista 2.

2.2 Natureza jurídica do contrato de trabalho 2.2.1 Teoria acontratualista 2.2.2 Teoria institucionalista 2.2.3 Teoria neocontratualista 2. Sumário 1. Direito individual do trabalho - introdução 1.1 Conceito e denominação do direito individual do trabalho 1.2 Divisão do direito do trabalho 1.3 Características 1.4 Natureza jurídica 1.5 Autonomia

Leia mais

QUADRO M2 DISTRIBUIÇÃO DE ALGUMAS RESPONSABILIDADES POR PRAZOS

QUADRO M2 DISTRIBUIÇÃO DE ALGUMAS RESPONSABILIDADES POR PRAZOS Anexo à Instrução nº 2/96 ESTATÍSTICAS MONETÁRIAS E FINANCEIRAS (Nome da Instituição) QUADRO M2 DISTRIBUIÇÃO DE ALGUMAS RESPONSABILIDADES POR PRAZOS SM (Responsável pela informação) 410 (Milhões de escudos)

Leia mais

LEI N.º 15/2001, DE 5 DE JUNHO Artigo 1.º ÍNDICE. Lei n.º 15/2001

LEI N.º 15/2001, DE 5 DE JUNHO Artigo 1.º ÍNDICE. Lei n.º 15/2001 LEI N.º 15/2001, DE 5 DE JUNHO Artigo 1.º Lei n.º 15/2001 Artigo 1.º Regime Geral das Infracções Tributárias... 15 Artigo 2.º Norma revogatória... 16 Artigo 5.º Alteração da Lei das Finanças Locais...

Leia mais

A) Actos Judiciais. Funções da citação e da notificação

A) Actos Judiciais. Funções da citação e da notificação 1 PT A) Actos Judiciais Funções da citação e da notificação A citação é o acto pelo qual se dá conhecimento ao réu de que foi proposta contra ele determinada acção e se chama ao processo para se defender.

Leia mais

SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E PROCESSO ADMINISTRATIVO SANCIONADOR NO ÂMBITO DA SUSEP

SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E PROCESSO ADMINISTRATIVO SANCIONADOR NO ÂMBITO DA SUSEP SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E PROCESSO ADMINISTRATIVO SANCIONADOR NO ÂMBITO DA SUSEP MARÇO 2011 DE Sanções Administrativas e PAS O Poder de Polícia do Estado (Regulação e Supervisão) O Processo Administrativo

Leia mais

Banco Local de Voluntariado de Gondomar

Banco Local de Voluntariado de Gondomar Regulamento Interno do Banco Local de Voluntariado de Gondomar (Aprovado em reunião de Câmara de 12 de Fevereiro e Assembleia Municipal de 18 de Fevereiro de 2009) Preâmbulo Entende-se por voluntariado

Leia mais

Instituto Pedro Nunes REGULAMENTO DE BOLSAS

Instituto Pedro Nunes REGULAMENTO DE BOLSAS Instituto Pedro Nunes REGULAMENTO DE BOLSAS (Aprovado em 14 de Novembro de 2005 pela Fundação para a Ciência e Tecnologia ao abrigo da Lei n.º 40/2004, de 18 de Agosto) CAPÍTULO I Disposições genéricas

Leia mais

Anexo 1. Programa Municipal de Voluntariado. Introdução

Anexo 1. Programa Municipal de Voluntariado. Introdução Anexo 1 Programa Municipal de Voluntariado Introdução 1. A proposta de desenvolvimento do Programa Municipal de Voluntariado decorre da competência da Divisão de Cidadania e Inovação Social do Departamento

Leia mais

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º,

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º, 13º SALARIO Trabalhadores beneficiados Farão jus ao recebimento do 13º salário os seguintes trabalhadores: a) empregado - a pessoa física que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter

Leia mais

Decadência e Prescrição em Matéria Tributária

Decadência e Prescrição em Matéria Tributária CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO TRIBUTÁRIO Decadência e Prescrição em Matéria Tributária F A B I A N A D E L P A D R E T O M É G O I Â N I A, 1 1 / 0 4 / 2 0 1 5 CICLO DE POSITIVAÇÃO DO DIREITO CONSTITUIÇÃO

Leia mais

A A CIRCULAÇÃO D O CD OU E-MAIL. receber por e-mail. UTORAIS

A A CIRCULAÇÃO D O CD OU E-MAIL. receber por e-mail. UTORAIS ROTEIRO DO CURSO ROTINAS TRABALHISTAS A A CIRCULAÇÃO O Curso de Rotinas Trabalhistas é composto de 7 módulos que serão remetidos aos cursandos de 15 em 15 dias. AUTORA VERA HELENA PALMA Advogada trabalhista,

Leia mais

Procedimento Disciplinar. Velhas e Novas Questões (*)

Procedimento Disciplinar. Velhas e Novas Questões (*) Procedimento Disciplinar Velhas e Novas Questões (*) ALBERTINA PEREIRA Juíza Desembargadora no Tribunal da Relação do Porto 1. Introdução Abordar a matéria do procedimento disciplinar implica fazer referência

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROCESSO N.º 22-0900/13-2 COTAÇÃO ELETRÕNICA DE PREÇOS N.º 03/2013 CONTRATO AJDG N.º008/13

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROCESSO N.º 22-0900/13-2 COTAÇÃO ELETRÕNICA DE PREÇOS N.º 03/2013 CONTRATO AJDG N.º008/13 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROCESSO N.º 22-0900/13-2 COTAÇÃO ELETRÕNICA DE PREÇOS N.º 03/2013 CONTRATO AJDG N.º008/13 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA- GERAL DE JUSTIÇA,

Leia mais

INFORMAÇÃO SOBRE GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS

INFORMAÇÃO SOBRE GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS INFORMAÇÃO SOBRE GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS Geral Empresa, corpos estatutários e empregados têm de estar inscritos na Segurança Social. Os corpos estatutários poderão ser dispensados dos

Leia mais

DESPEDIMENTO POR EXTINÇÃO DE POSTO DE TRABALHO

DESPEDIMENTO POR EXTINÇÃO DE POSTO DE TRABALHO DESPEDIMENTO POR EXTINÇÃO DE POSTO DE TRABALHO (Explicação do procedimento nos termos do Cód. Trabalho Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pela Lei nº 23/2012, de 25 de junho)

Leia mais

Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual

Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual Lição 6. Férias Férias Individuais e Coletivas; Período Aquisitivo e Concessivo; Remuneração; Abono; Efeitos na Rescisão Contratual 6.1. FÉRIAS INDIVIDUAIS: arts. 129 a 138 da CLT. As férias correspondem

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços de Comunicações Electrónicas Campanha de Colaboradores e Reformados Millennium bcp

Contrato de Prestação de Serviços de Comunicações Electrónicas Campanha de Colaboradores e Reformados Millennium bcp Contrato de Prestação de Serviços de Comunicações Electrónicas Campanha de Colaboradores e Reformados Millennium bcp SFID 2 0 0 0 0 8 8 Dados do Cliente (preenchimento obrigatório) Titular (Dr., Eng.,

Leia mais

FUNDO DE GARANTIA SALARIAL

FUNDO DE GARANTIA SALARIAL FUNDO DE GARANTIA SALARIAL Velho e Amaro Jorge Advogado 1 OFGStem hoje o seu regime estabelecido no D.L. 59/2015, de 21 de Abril e entrado em vigor em 4/5/2015, tendo sido, consequentemente, revogados

Leia mais

Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados em Artes

Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados em Artes Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados em Artes 1. Objectivo: A Fundação Macau (FM) e o Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES), em cooperação, criaram a Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados

Leia mais