Metodologia de Gestão de Riscos nos Projetos Estratégicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Metodologia de Gestão de Riscos nos Projetos Estratégicos"

Transcrição

1 Metodologia de Gestão de Riscos nos Projetos Estratégicos Fevereiro/2014

2 AGENDA Gestão de Riscos Metodologia de Gestão de Riscos nos Projetos Estratégicos

3 AGENDA Gestão de Riscos Metodologia de Gestão de Riscos nos Projetos Estratégicos

4 GESTÃO DE RISCOS O que são? O risco do projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, terá um efeito positivo ou negativo sobre pelo menos um objetivo do projeto, como tempo, custo, escopo ou qualidade PMBOK (2004, p. 238)

5 GESTÃO DE RISCOS Um risco é... A possibilidade de se obter um ganho (oportunidade)... A possibilidade de sofrer uma perda (dificuldade)... Características dos : São inerentes a qualquer empreendimento ou organização; Não são intrinsecamente bons nem ruins; O risco não deve ser visto como algo a ser temido (ou como algo a torcermos por ele), mas como algo a ser gerenciado! Fórum de e Gestão - Governo do Estado de MG - GATTONI, Roberto - Gestão Estratégica de Riscos

6 GESTÃO DE RISCOS Origens dos : Da missão ou dos objetivos de um empreendimento / organização; Dos tomadores de decisão, ou do gerenciamento organizacional; Dos colaboradores, funcionários, clientes, parceiros, fornecedores e de outras partes; Do orçamento, dos custos, do cronograma e das pessoas envolvidas em um projeto, empreendimento; Fórum de e Gestão - Governo do Estado de MG - GATTONI, Roberto - Gestão Estratégica de Riscos

7 GESTÃO DE RISCOS Origens dos : De mudanças organizacionais propostas ou em curso; Da cultura organizacional; Do próprio modus operandi de uma instituição; Da relação da organização com o ambiente em que se situa; De aspectos legais, governamentais, políticos, econômicos. Fórum de e Gestão - Governo do Estado de MG - GATTONI, Roberto - Gestão Estratégica de Riscos

8 GESTÃO DE RISCOS Impacto dos : Aumento de custos e atrasos em cronogramas e planos; Funcionalidades inadequadas; Cancelamento de projetos e empreendimentos; Mudanças súbitas de pessoal ou desmoralização de equipes; Fórum de e Gestão - Governo do Estado de MG - GATTONI, Roberto - Gestão Estratégica de Riscos

9 GESTÃO DE RISCOS Impacto dos : Insatisfação do cliente; Prejuízo à imagem da companhia; Queda no desempenho, ineficiências, retrabalhos; Problemas legais e regulatórios. Fórum de e Gestão - Governo do Estado de MG - GATTONI, Roberto - Gestão Estratégica de Riscos

10 GESTÃO DE RISCOS Riscos no setor público: Riscos Próprios da Administração Pública Government PMBOK McPhee Unidade Estratégica do Reino Unido Risco de continuidade no poder, sendo necessário levar em conta a importância da opinião pública * Riscos Estratégicos derivados do mal entendimento do ambiente em que a organização se insere * Riscos Ambientais: fatores macro-ambientais, competitivos e de mercado * Riscos Operacionais: de processo e relacionados às entregas de governo * Riscos Ambientais * Riscos de Paralisação * Riscos de Segurança * Riscos Relacionados à agenda de serviços públicos desafiadora * Transferência de ao setor privado * Riscos de Inovação * Riscos relativos à imagem e sobrevivência dos governos

11 GESTÃO DE RISCOS Riscos no setor público: Unidade Estratégica do Reino Unido Nível Estratégico: As decisões envolvem a formulação de objetivos estratégicos, a alocação de recursos e as opções na formulação de políticas em relação às possíveis mudanças nas circunstâncias que cercam o ambiente de governo. Nível de Programa: As decisões são relacionadas ao estabelecimento de projetos, aquisições, estrutura organizacional, orçamento, qualidade dos serviços e continuidade ou sobrevivência. Nível Operacional ou de Projeto: as decisões se concentram nos aspectos técnicos, gerenciamento de recursos e de cronograma e relacionamento com fornecedores e parceiros. McPhee Gerenciamento de Riscos Globais na Organização Gerenciamaneto de Riscos do Negócio Gerenciamento de Riscos

12 GESTÃO DE RISCOS Gestão de : O gerenciamento dos é um meio pelo qual a incerteza é sistematicamente gerenciada para aumentar a probabilidade de cumprir projetos Verzuh (2000, p. 109) O gerenciamento de é uma forma organizada de identificar e medir os e de desenvolver, selecionar e gerenciar as opções para seu controle Kerzner (2006, p. 238)

13 GESTÃO DE RISCOS Princípios da gerência de bem sucedida: Avaliar continuamente ao longo do projeto; Realizar tomadas de decisões baseada em ; Estabelecer algum nível de formalidade; Cobrir todas as pessoas e processos-chave; Buscar a identificação de de forma positiva. Fórum de e Gestão - Governo do Estado de MG - GATTONI, Roberto - Gestão Estratégica de Riscos

14 GESTÃO DE RISCOS Processos da Gestão de Riscos: Quantitativa Qualitativa Fonte: PMBOK, 2008

15 GESTÃO DE RISCOS Por que não fazemos gestão de? Modelo atual baseado em Planos de Ação Descolamento entre Planos de Projetos, Status Report e Planos de Ação Processo de monitoramento se concentra apenas em problemas percebidos durante a execução dos projetos Gerenciamento dos Problemas!!

16 GESTÃO DE RISCOS Por que não fazíamos gestão de? Não existiam processos e ferramentas definidas para as etapas de gerenciamento de ; Visão limitada dos que cercam cada projeto; Gerenciamento de não é utilizado para a tomada de decisão; Falta de conscientização sobre a importância de gerenciar os nos projetos.

17 AGENDA Gestão de Riscos Metodologia de Gestão de Riscos nos Projetos Estratégicos

18 A Metodologia construída segue os parâmetros definidos pelas boas práticas de gestão de projetos, seguindo os processos definidos pelo PMBOK; Foi construída por uma equipe da SEPLAG em 2011, com a colaboração de algumas AGEIs.

19 Premissas utilizadas na construção da Metodologia: Definição de critérios objetivos para a classificação dos ; Participação efetiva do Gerente do Projeto, AGEIs e SEPLAG; Incorporação da Gestão de Riscos no cotidiano dos projetos; Atuação proativa na identificação e tratamento dos.

20 : Nesse momento, foi definida a construção da metodologia para tratar os dos Projetos Estratégicos e a utilização do Sistema de e Gestão da Estratégia como principal ferramenta.

21 : A principal forma de identificação dos dos projetos estratégicos será por meio do Workshop Anual de de Riscos. Além do Workshop, a identificação de deve ocorrer durante toda a execução do projeto!

22 : Workshop de de Riscos: O que é? Reunião realizada com os principais envolvidos dos projetos, onde é realizado um brainstorming para a identificação dos. Período de realização: No momento de revisão do planejamento dos Projetos Estratégicos. Excepcionalmente, nesse ano, o primeiro workshop será realizado em Julho.

23 : Workshop de de Riscos: Quem deve participar: Gerente do programa; Gerente do projeto; Responsáveis pela execução das atividades do projeto; Área meio do órgão; NCGERAES; E, se possível e cabível, parceiros externos (como OSCIPs, entidades de outras esferas de governo, etc).

24 : Workshop de de Riscos: Coordenação: Deve ser coordenado pela AGEI. Quanto à técnica utilizada: O brainstorming é uma técnica na qual um grupo de pessoas se reúne e são estimuladas a falar livremente sobre determinado assunto, buscando levantar o maior número possível de ideias diferentes. É necessário no mínimo um moderador e um observador, além de alguém para anotar as ideias.

25 : Workshop de de Riscos: Quanto a técnica utilizada: Moderador: Tem a função de conduzir o Workshop de acordo com as orientações definidas. Deve ficar atento a possíveis desvios de foco e controlar o tempo. Observador: Deve observar o comportamento das pessoas e auxiliar o anotador lembrando-lhe de possíveis ideias esquecidas por ele. Anotador: Deve digitar todas as ideias possíveis.

26 : Workshop de de Riscos: Orientações: O Workshop deve ser guiado pela Estrutura Analítica do Projeto (EAP), passando pelos subprojetos, de forma que todo o projeto seja analisado.

27 : Workshop de de Riscos: Orientações: Os seguintes pontos devem ter a devida atenção: 1. Escopo: Os limites e os objetivos estão bem definidos e todos tem clareza dos mesmos? O que pode invalidar ou prejudicar a entrega final do projeto?

28 : Workshop de de Riscos: Orientações: Os seguintes pontos devem ter a devida atenção: 2. Tempo: Quais pontos são críticos para a execução do projeto? O que pode atrasar seu projeto? Onde está a fragilidade do cronograma?

29 : Workshop de de Riscos: Orientações: Os seguintes pontos devem ter a devida atenção: 3. Custo: Quais itens são cercados de incerteza?

30 : Workshop de de Riscos: Orientações: Os seguintes pontos devem ter a devida atenção: 4. Stakeholders: Todos os atores estão alinhados? Há um fluxo de comunicação? Existe algum risco relacionado a atores externos ao governo?

31 : Workshop de de Riscos: Orientações: O produto do Workshop é uma lista, ainda que desorganizada, com as principais ideias levantadas. Os identificados no brainstorming normalmente são desorganizados, podendo causar confusão entre os conceitos como causa, situação de risco / oportunidade e impacto. Após a reunião faz-se necessário um momento de organização das ideias. Para tanto, deve-se utilizar a planilha padrão de suporte.

32 : Organização das ideias: Workshop de de Riscos Programa: Descreve qual é a causa do risco Projeto: Responsável pela AGEI: Participantes do Workshop Gerente do Programa: Gerente do Projeto: Responsável pelo GERAES: Descreve qual (is) subprojeto é afetado Nome Instituição Telefone Descreve qual (is) é a contramedida potencial Riscos Causa Situação de risco / oportunidade Subprojeto afetado Impacto no projeto Contramedida potencial Descreve qual é a situação de risco / oportunidade Descreve qual (is) é o impacto no projeto: Escopo, tempo, custo, qualidade, imagem do governo, etc

33 : Organização das ideias: Orientações: Após a organização dos, os mesmos devem ser levados e validados pelos Gerentes dos Projetos, passandose assim para a fase de análise.

34 : Exercício conjunto: de do projeto de construção de uma casa (15 min); Organização das ideias e preenchimento da planilha (15 min). Discussão (15 min).

35 : Após a identificação dos, para cada risco identificado deve-se responder uma série de perguntas que indicará a classificação do risco.

36 : Classificação dos : Caracterização do risco Atributos Qualitativos Impacto do risco Classificação Quantitativa Probabilidade do risco

37 : Perguntas para a definição da classificação: 1. Qual é a causa do risco? Caracterização do risco Busca responder o que pode fazer com que o risco aconteça. Indica possíveis contramedidas. 2. Qual é a natureza do risco? Busca identificar o tipo do risco. Ex: Licitação, compras, obras, financiamento, etc.

38 : Perguntas para a definição da classificação: Caracterização do risco 3. O risco está relacionado a algum contrato? Busca identificar se o risco se relaciona a algum contrato. Pode influenciar a uma boa gestão de contratos. 4. Qual é o gatilho do risco? Busca responder a partir de qual situação a contramedida deve ocorrer. Na maioria das vezes, o gatilho se dá no momento de identificação do risco

39

40 : Perguntas para a definição da classificação: Impacto do risco 1. Qual é a abrangência do risco? Busca identificar a área de impacto do risco. Impacta apenas o projeto: 1 Impacta o programa: 2 Impacta áreas além do programa que está inserido: 3

41 : Perguntas para a definição da classificação: Impacto do risco 2. Quais são os stakeholders envolvidos? Busca identificar os atores que estão envolvidos no risco. Internos à Secretaria: 1 Externos à Secretaria mas internos ao governo: 2 Externos ao Governo: 3

42 : Perguntas para a definição da classificação: Impacto do risco 3. Qual é o impacto no custo do projeto? Determina o impacto no custo do projeto. Não apresenta impacto no custo do projeto: 1 Apresenta impacto de até 20% do custo do projeto: 2 Apresenta impacto de mais de 20% do custo do projeto: 3

43 : Perguntas para a definição da classificação: Impacto do risco 4. Qual é o impacto no tempo do projeto? Determina o impacto nos prazos do projeto. Não apresenta impacto no tempo de um subprojeto: 1 Apresenta impacto de até 15% do tempo de um subprojeto: 2 Apresenta impacto de mais de 15% do tempo de um subprojeto: 3

44 : Perguntas para a definição da classificação: Impacto do risco 5. Qual é o impacto no escopo do projeto? Determina o impacto no escopo do projeto. Não afeta o escopo do projeto: 1 Afeta mais da metade dos subprojetos: 2 Afeta a entrega final: 3

45 : Perguntas para a definição da classificação: Impacto do risco 6. Qual é o impacto na imagem do governo? Determina o impacto na imagem do governo. Não gera pressão ou pressão pontual: 1 Gera pressão da sociedade civil organizada: 2 Gera pressão da mídia: 3

46 : Perguntas para a definição da classificação: Impacto do risco 7. Qual é o impacto na qualidade? Determina o impacto na qualidade do projeto. Não tem impacto nos indicadores e/ou requisitos do projeto: 1 Impacta até 50% dos indicadores e/ou requisitos: 2 Impacta mais de 50% dos indicadores e/ou requisitos: 3

47 : Perguntas para a definição da classificação: Probabilidade do risco 1. Existe algum indício que levou à identificação do risco? Busca identificar a relação do risco a algum evento. Indícios fracos: 1 Indícios razoáveis: 2 Indícios fortes: 3

48 : Perguntas para a definição da classificação: Probabilidade do risco 2. O risco está relacionado à alguma dificuldade/oportunidade recorrente? Busca identificar uma possível recorrência do risco. Dificuldade/oportunidade rara: 1 Dificuldade/oportunidade inconstante: 2 Dificuldade/oportunidade freqüente: 3

49 : Perguntas para a definição da classificação: Probabilidade do risco 3. Este risco já se tornou uma dificuldade/oportunidade em projetos anteriores semelhantes? Busca identificar se existe histórico de parecidos que possa indicar a probabilidade de ocorrência. Consigo identificar em poucos projetos semelhantes: 1 Consigo identificar em alguns projetos semelhantes: 2 Consigo identificar em vários projetos semelhantes: 3

50 : Perguntas para a definição da classificação: Probabilidade do risco 3. Na sua percepção, qual é a probabilidade de ocorrência? Determina a probabilidade de ocorrência do risco. Baixo: 1 Médio: 2 Alto: 3

51 : Com a elaboração dessas perguntas, há a tentativa de se objetivar a definição do impacto e da probabilidade, não dependendo apenas de percepções tomada de decisão. maior apoio para A partir da pontuação de cada pergunta, gera-se uma nota de classificação do risco, variando de 1 a 9.

52

53 de resposta ao risco: Após a análise aprofundada do risco, devemos definir (ou confirmar) a contramedida a ser tomada; Estratégias de resposta : Prevenir: Tomar medidas que evitem a ocorrência do risco Transferir: Repasse do risco para outra entidade. Ex: Contratação de seguro, terceirização.

54 de resposta ao risco: Estratégias de resposta : Mitigar: Tomar medidas que reduzam a probabilidade de ocorrência (causa) do risco ou seu impacto (consequência). Ex: Risco de incêndio: construção do local com materiais a prova de fogo (causa); instalação de extintores automáticos (consequência).

55 de resposta ao risco: Estratégias de resposta : Aceitar: Alguns apresentam um baixo impacto, fazendo que o custo de se utilizar de outras estratégias seja maior que o benefício. Explorar: Relacionado às oportunidades. Tomar medidas que potencialize a probabilidade e / ou consequência.

56 de resposta ao risco: Após a definição das contramedidas, deve-se elaborar um plano de ação para os encontrados, estando o gatilho acionado ou não.

57

58 : O monitoramento dos deve ser feito diariamente pelo Gerente do Projeto! A partir da análise, outros atores são definidos também como responsáveis pelo monitoramento, nos seguintes critérios:

59 : pelo GERAES: Abrangência: impacta o programa ou impacta áreas além do programa que está inserido ; Stakeholders envolvidos: externos à Secretaria mas internos ao governo ou externos ao Governo ; Custo: apresenta impacto de mais de 20% do custo do projeto ;

60 : pelo GERAES: Imagem do governo: gera pressão da sociedade civil organizada ou gera pressão da mídia ; Quando a nota do risco for maior ou igual a 6 e não se encaixar em nenhuma das situações anteriores o NCGERAES poderá escolher qual risco deve monitorar.

61 : pela AGEI: Demais que não se enquadrem nas definições de monitoramento pelo GERAES e que apresentam nota de classificação maior que 2, sem perder de vista os monitorados pelo NCGERAES!.

62 : O follow-up dos será tratado nas reuniões já existentes: Pré-status dos Projetos Estratégicos; Status Report do programa; Reunião Gerencial; e Reunião de Comitê de Resultados. No entanto, o monitoramento deve ser feito constantemente, pois os planos de ação podem não respeitar a periodicidade das reuniões.

63 : É muito importante a verificação de mudanças nas condições e/ou possíveis consequências causadas pelo risco;

64 : Reavaliação constante dos ; Finalização e avaliação da efetividade da contramedida tomada, criando assim um histórico capaz de subsidiar novas tomadas de decisão; Inserção de novos identificados na execução do projeto; Adaptação das contramedidas previamente definidas caso necessário.

65

66 Obrigado!

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

Gestão de Programas Estruturadores

Gestão de Programas Estruturadores Gestão de Programas Estruturadores Fevereiro/2014 DEFINIÇÕES Rede de Desenvolvimento Integrado Arranjos que estimulam e proporcionam um comportamento (em rede) cooperativo entre agentes governamentais

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos MBA em EXCELÊNCIA EM GESTÃO DE PROJETOS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Planejamento e Gestão de Projetos Prof. Msc Maria C. Lage Prof. Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Riscos 1 Introdução Gerenciamento

Leia mais

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DA METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS APLICADA AOS PROJETOS ESTRATÉGICOS DO GOVERNO DE MINAS GERAIS

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DA METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS APLICADA AOS PROJETOS ESTRATÉGICOS DO GOVERNO DE MINAS GERAIS Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 16, 17 e 18 de abril de 2013 ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DA METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS APLICADA AOS PROJETOS ESTRATÉGICOS DO GOVERNO DE MINAS GERAIS

Leia mais

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos 11. Gerenciamento de riscos do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos

Leia mais

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos 3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos Este capítulo tem como objetivo a apresentação das principais ferramentas e metodologias de gerenciamento de riscos em projetos, as etapas do projeto onde o processo

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Parte 10. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Parte 10. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento de Riscos em Projetos Parte 10 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

AQUISIÇÕES E LICITAÇÕES COM FOCO NO PMBOK. Profª. Esp. Eliane R. R. Message elianerro@gmail.com

AQUISIÇÕES E LICITAÇÕES COM FOCO NO PMBOK. Profª. Esp. Eliane R. R. Message elianerro@gmail.com AQUISIÇÕES E LICITAÇÕES COM FOCO NO PMBOK Profª. Esp. Eliane R. R. Message elianerro@gmail.com QUEM SOU... Graduada em Informática para Gestão de Negócios Especialista em Gestão Empresarial Ex-Diretora

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Gestão de Processos Estratégicos

Gestão de Processos Estratégicos Gestão de Processos Estratégicos Fevereiro/2014 DEFINIÇÕES Rede de Desenvolvimento Integrado Arranjos que estimulam e proporcionam um comportamento (em rede) cooperativo entre agentes governamentais e

Leia mais

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 2.1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 Fundamentos de Risco e Retorno Se todos soubessem com antecedência qual seria o preço futuro de uma ação, o investimento

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Planejando os Riscos Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Introdução Planejar o Gerenciamento dos Riscos. Identificar os Riscos Realizar a Análise Qualitativa

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG. GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Alberto Pinto Coelho

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG. GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Alberto Pinto Coelho SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Alberto Pinto Coelho SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Renata Maria Paes de Vilhena SUBSECRETÁRIA DE

Leia mais

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão de Projetos Aperfeiçoamento/GPPP1301 T132 09 de outubro de 2013 Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de s em pequenas empresas Heinrich

Leia mais

O que é e como encontrar uma oportunidade?

O que é e como encontrar uma oportunidade? CRIAÇÃO DE NOVOS NEGÓCIOS Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc O que é e como encontrar uma oportunidade? CRIAÇÃO DE NOVOS NEGÓCIOS É mais fácil perceber uma carência ou uma necessidade do que uma oportunidade.

Leia mais

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos Workshop PMBoK Gerenciamento de Recursos Humanos Paulo H. Jayme Alves Departamento de Inovação Tecnológica - DeIT Janeiro de 2009 1 Envolvimento da equipe Os membros da equipe devem estar envolvidos: Em

Leia mais

Questões atualizadas no PMBoK 5ª edição versão 2015. Respostas comentadas com justificativa e seção do PMBoK correspondente.

Questões atualizadas no PMBoK 5ª edição versão 2015. Respostas comentadas com justificativa e seção do PMBoK correspondente. Copyright 2015 PMtotal.com.br - Todos os direitos reservados PMI, Guia PMBOK, PMP, CAPM são marcas registradas do Project Management Institute, Inc Simulado de 20 questões para as provas CAPM e PMP do

Leia mais

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 Processos Processos, em um projeto, é um conjunto de ações e atividades

Leia mais

Gerenciamento de Riscos. Marcelo Sakamori

Gerenciamento de Riscos. Marcelo Sakamori Gerenciamento de Riscos Marcelo Sakamori Risco Qualquer atividade que pode ocorrer e modificar o resultado de uma atividade do projeto (GREENE, 2008). Risco Risco Risco Gerenciamento de Riscos A finalidade

Leia mais

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos SENAC Pós-Graduação em Segurança da Informação: Análise de Riscos Parte 2 Leandro Loss, Dr. Eng. loss@gsigma.ufsc.br http://www.gsigma.ufsc.br/~loss Roteiro Introdução Conceitos básicos Riscos Tipos de

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Msc. Fernando Simon AFS SOLUTIONS

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Msc. Fernando Simon AFS SOLUTIONS Gerenciamento de Riscos em Projetos Apresentação Fernando Simon fsimonbr@gmail.com.br Sócio proprietário da AFS Solutions www.afssolutions.com.br Consultor em Gerenciamento de Riscos em Projetos Docente

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Riscos

Gerenciamento de Riscos Gerenciamento de Riscos o Processo sistemático o Análise e resposta aos riscos do projeto o Minimizar as consequências dos eventos negativos o Aumento dos eventos positivos Gerenciamento de Riscos o Principais

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Alberto Pinto Coelho

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Alberto Pinto Coelho SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Alberto Pinto Coelho SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Renata Maria Paes de Vilhena SUBSECRETÁRIA DE

Leia mais

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade do GERAES Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade Metodologia MPCM / Darci Prado Disponível em www.maturityresearch.com Metodologia da pesquisa 5 níveis e 6 dimensões

Leia mais

BENEFÍCIOS DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Por Maria Luiza Panchihak

BENEFÍCIOS DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Por Maria Luiza Panchihak BENEFÍCIOS DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Por Maria Luiza Panchihak Este artigo apresenta os benefícios do gerenciamento de projetos e mostra a importância desse processo, dentro de uma organização, para

Leia mais

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE Easy PMP - Preparatório para o Exame de Certificação PMP Simulado Inicial versão 5_22 Prof. André Ricardi, PMP Todos os direitos reservados Registre suas respostas na planilha Easy PMP-Simulado Inicial-5ª

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versão 2.0 30/10/2014 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Conceitos... 3 3 Referências... 4 4 Princípios... 4 5 Diretrizes... 5 5.1 Identificação dos riscos...

Leia mais

Política de Gestão de Riscos

Política de Gestão de Riscos Política de Gestão de Riscos 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes para a Gestão de Riscos da Fibria, assim como conceituar, detalhar e documentar as atividades a ela relacionadas. 2 ABRANGÊNCIA Abrange todas

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: CARACTERÍSTICAS, REQUISITOS E POSSIBILIDADES DE MELHORIA PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: CARACTERÍSTICAS, REQUISITOS E POSSIBILIDADES DE MELHORIA PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: CARACTERÍSTICAS, REQUISITOS E POSSIBILIDADES DE MELHORIA PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS Luisa Cardoso Barreto II Congresso Consad de Gestão

Leia mais

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 23/04/2013. 1 Semestre de 2013

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 23/04/2013. 1 Semestre de 2013 Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 23/04/2013 1 Semestre de 2013 Fonte: https://www.facebook.com/cons ELHOSDOHEMAN Defina os seguintes termos: a) Risco Definição do PMBoK, 4ª edição: Um evento

Leia mais

PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI

PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI Secretaria/Órgão: Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento

Leia mais

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Definindo Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Explorando as Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projeto Entendendo como Projetos Acontecem

Leia mais

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Introdução Objetivos da Gestão dos Custos Processos da Gerência de Custos Planejamento dos recursos Estimativa dos

Leia mais

F.1 Gerenciamento da integração do projeto

F.1 Gerenciamento da integração do projeto Transcrição do Anexo F do PMBOK 4ª Edição Resumo das Áreas de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos F.1 Gerenciamento da integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos

Leia mais

Plano de Gerenciamento das Comunicações

Plano de Gerenciamento das Comunicações Projeto: Simul-e Plano de Gerenciamento das Comunicações Versão 1.0 Página 1 de 9 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 01/11/2015 1.0 Criação do Documento Hugo Pazolline Página 2 de 9 Índice

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Plano de Gerenciamento do Projeto. Coletando Requisitos. Declarando

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O PMBOK E A ISO-31000

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O PMBOK E A ISO-31000 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O E A -31000 Maildo Barros da Silva 1 e Fco.Rodrigo P. Cavalcanti 2 1 Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza-CE, Brasil phone: +55(85) 96193248,

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos Capítulo 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 2 1.1 DEFINIÇÃO DE PROJETOS O projeto é entendido como um conjunto de ações, executadas de forma coordenada por uma organização transitória, ao qual são

Leia mais

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge 58 4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge No Brasil, as metodologias mais difundidas são, além do QL, o método Zopp, o Marco Lógico do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Mapp da

Leia mais

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 7 05 de dezembro de 2013 1 Gestão dos Prazos e Custos do Projeto - Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Conteúdo Programático

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO)

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO) EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA CAMPINAS GUARULHOS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA

Leia mais

4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos

4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos 4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos Neste capitulo iremos apresentar a metodologia escolhida para a elaboração do estudo de caso que incorpora a análise quantitativa dos riscos financeiros.

Leia mais

PMBOK 5. Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK.

PMBOK 5. Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK. PMBOK 5 Caros concurseiros! Eis um resumo que fiz sobre as principais mudanças na quinta edição do PMBOK. Qualquer erro encontrado no material, por favor, me avise! Bons estudos a todos! Deus os abençoe!

Leia mais

8º Encontro dos Coordenadores. Monitoramento do Portfólio Estratégico

8º Encontro dos Coordenadores. Monitoramento do Portfólio Estratégico 8º Encontro dos Coordenadores Monitoramento do Portfólio Estratégico Setembro / 2012 AGENDA Encontro dos Coordenadores 20/09/2012 Objetivos das iniciativas a serem apresentadas; Sistemática de monitoramento

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

O Banco Central do Brasil em 29/06/2006 editou a Resolução 3380, com vista a implementação da Estrutura de Gerenciamento do Risco Operacional.

O Banco Central do Brasil em 29/06/2006 editou a Resolução 3380, com vista a implementação da Estrutura de Gerenciamento do Risco Operacional. 1 POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL 1.1 Introdução O Banco Central do Brasil em 29/06/2006 editou a Resolução 3380, com vista a implementação da Estrutura de Gerenciamento do Risco Operacional.

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps)

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps) O que é um projeto? Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma sequência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo claro e definido,

Leia mais

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 06

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 06 Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 06 Questões sobre o tópico Avaliação de Desempenho: objetivos, métodos, vantagens e desvantagens. Olá Pessoal, Espero que estejam gostando dos artigos. Hoje veremos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps)

Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps) PMI O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? O PMBoK Guide 3º Edition (2004) é uma denominação que representa todo o somatório de conhecimento dentro da área de gerenciamento de projetos, além de fornecer uma

Leia mais

AGNALDO IZIDORO DE SOUZA UNIPAR agnaldo@unipar.br JAIR OTT UNIPAR jairott@gmail.com PABLO A. MICHEL UNIPAR pamichel@unipar.br

AGNALDO IZIDORO DE SOUZA UNIPAR agnaldo@unipar.br JAIR OTT UNIPAR jairott@gmail.com PABLO A. MICHEL UNIPAR pamichel@unipar.br A importância da aplicação de técnicas de gerenciamento de riscos em projetos de desenvolvimento de software: estudo de caso do sistema de controle de veículos AGNALDO IZIDORO DE SOUZA UNIPAR agnaldo@unipar.br

Leia mais

Análise de Riscos de Segurança da Informação. Prof. Paulo Silva UCEFF

Análise de Riscos de Segurança da Informação. Prof. Paulo Silva UCEFF Análise de Riscos de Segurança da Informação Prof. Paulo Silva UCEFF Roteiro 1. Conceitos Fundamentas de Seg. Informação 2. Identificação e Avaliação de Ativos 3. Identificação e Avaliação de Ameaças 4.

Leia mais

GESTÃO DE RISCOS Brasília/DF, 05 de dezembro de 2012

GESTÃO DE RISCOS Brasília/DF, 05 de dezembro de 2012 GESTÃO DE RISCOS Brasília/DF, 05 de dezembro de 2012 IMAGEM: http://www.foradeescopo.com CRISE ECONÔMICA CRISE IMOBILIÁRIA NOS EUA IMAGEM: http://papodeobra.blogspot.com.br IMAGEM: http://diferencial.ist.utl.pt

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S.A. POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS CORPORATIVOS

MAGAZINE LUIZA S.A. POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS CORPORATIVOS MAGAZINE LUIZA S.A. POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS CORPORATIVOS 1. OBJETIVO Estabelecer as diretrizes, os princípios e a estrutura a serem considerados no processo de gerenciamento de riscos do Magazine

Leia mais

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Gestão de Riscos Como lidar com as incertezas do Projeto? Thomaz Ottoni da Fonseca 04/11/2015 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 2015 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS Dê preferência

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília MGS Plano de execução de serviço Projeto de transformação de Processos Estrutura do Documento 1. Introdução

Leia mais

Gestão de projetos aplicado a paradas de manutenção em concentradores de minério de ferro.

Gestão de projetos aplicado a paradas de manutenção em concentradores de minério de ferro. Gestão de projetos aplicado a paradas de manutenção em concentradores de minério de ferro. Edmar de Souza Borges Resumo: O presente artigo tem a intenção de descrever e demonstrar que as paradas de manutenção

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos

Gestão de Portfólio de Projetos Dez/2010 Gestão de de Projetos Prof. Américo Pinto FGV, IBMEC-RJ, PUC-RJ, COPPEAD Email: contato@americopinto.com.br Twitter: @americopinto Linkedin: Americo Pinto Website: www.americopinto.com.br Por

Leia mais

Escritório de Gerenciamento de Projetos de Mato Grosso TAP. Oficina de Elaboração de Termo de Abertura de Projetos

Escritório de Gerenciamento de Projetos de Mato Grosso TAP. Oficina de Elaboração de Termo de Abertura de Projetos EGP MT Escritório de Gerenciamento de Projetos de Mato Grosso TAP Oficina de Elaboração de Termo de Abertura de Projetos SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO CARTILHA DE ELABORAÇÃO DE TERMO DE ABERTURA

Leia mais

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes 1 PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Conselho de Clientes Setembro 2012 ORGANOGRAMA 2 PRESIDÊNCIA ASSESSORIAS 1 2 3 4 5 ORGANIZAÇAO

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Recursos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Planejando os Recursos. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Planejando os Recursos Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Planejar as Aquisições Desenvolver o Plano de Recursos Humanos Planejar as Aquisições É o

Leia mais

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL RESOLUÇÃO SEPLAG no. xx/xxxx Disciplina o funcionamento das Comunidades de Prática CoPs no âmbito do Poder Executivo Estadual, vinculadas

Leia mais

Justificativa da iniciativa

Justificativa da iniciativa Sumário Justificativa da iniciativa O que é o Framework? Apresentação básica de cada ferramenta Quais projetos serão avaliados por meio do Framework? Fluxo de avaliação Expectativas Justificativa da iniciativa

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa.

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa. A Liderança Faz a Diferença Guia de Gerenciamento de Riscos Fatais Introdução 2 A prevenção de doenças e acidentes ocupacionais ocorre em duas esferas de controle distintas, mas concomitantes: uma que

Leia mais

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL Eng. Dayana B. Costa MSc, Doutoranda e Pesquisadora do NORIE/UFRGS Conteúdo da Manhã Módulo 1 Medição de Desempenho Conceitos Básicos Experiência de Sistemas de

Leia mais

Gerenciamento dos Riscos de um Projeto

Gerenciamento dos Riscos de um Projeto Gerenciamento dos Riscos de um Projeto Profa. Carolina Andion, Dra Referência: PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE (PMI) Um Guia do Conjunto de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK Capítulo 6),

Leia mais

P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d e R i s c o s d o P r o j e t o

P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d e R i s c o s d o P r o j e t o P l a n o d e G e r e n c i a m e n t o d e R i s c o s d o P r o j e t o I d e n t i f i c a ç ã o Projeto Implantação de Sistema GED Solicitante BB S.A Patrocinador do Projeto Jurandir Toblib Presidente

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

Gerenciamento de Riscos (Principais Conceitos)

Gerenciamento de Riscos (Principais Conceitos) Gerenciamento de Riscos (Principais Conceitos) Carlos Sérgio Mota Silva, PMP, CBPP Instrutor Certificado PMP pelo PMI e CBPP pela ABPMP MBA Executivo pela COOPEAD-UFRJ Bacharel em Ciências da Computação

Leia mais

Prof. Fabiano Geremia

Prof. Fabiano Geremia PLANEJAMENTO ESTRÁTEGICO PARA ARRANJOS PRODUTIVOS CURSO INTERMEDIÁRIO PARA FORMULADORES DE POLÍTICAS Prof. Fabiano Geremia Planejamento Estratégico ementa da disciplina Planejamento estratégico e seus

Leia mais

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS Versão : 31 de dezembro de 2008 CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO...3 2. ORGANIZAÇÃO DA GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL...3

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

Análise do Ambiente estudo aprofundado

Análise do Ambiente estudo aprofundado Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Disciplina Gestão Estratégica e Serviços 7º Período Administração 2013/2 Análise do Ambiente estudo aprofundado Agenda: ANÁLISE DO AMBIENTE Fundamentos Ambientes

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA PROGRAMA DE MODERNIZAÇÃO INTEGRADA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA - PMIMF MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA ATORES DA REDE DE INOVAÇÃO 2 O MODELO CONTEMPLA: Premissas e diretrizes de implementação Modelo

Leia mais

GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro

GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro Matheus de Aguiar Sillos matheus.sillos@pmlog.com.br AGV Logística Rua Edgar Marchiori, 255, Distrito

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI da Revista Construção e Mercado Pini Junho 2013. Prof. Dr. Sérgio Alfredo Rosa da Silva

Texto para Coluna do NRE-POLI da Revista Construção e Mercado Pini Junho 2013. Prof. Dr. Sérgio Alfredo Rosa da Silva Texto para Coluna do NRE-POLI da Revista Construção e Mercado Pini Junho 2013 Gerenciamento de riscos na implantação de empreendimentos imobiliários residenciais no atual cenário de desvios de prazos e

Leia mais

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos Gestão de Projetos Empresariais Objetivos: Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos de processos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Prática essencial para gerar negócios sustentáveis

Gerenciamento de Projetos. Prática essencial para gerar negócios sustentáveis MBA em Gestão de Projetos Gerenciamento de Projetos Prática essencial para gerar negócios sustentáveis Prof: Ângelo Braga, PMP, MBA angelo.braga@fgv.br eu@angelobraga.com.br 2/154 Contatos Prof. Ângelo

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Introdução à Melhoria de Processos de Software baseado no MPS.BR Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Introdução MPS.BR MR-MPS Detalhando o MPS.BR nível G Introdução

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Segurança da informação. cynaracarvalho@yahoo.com.br

Gerenciamento de Riscos em Segurança da informação. cynaracarvalho@yahoo.com.br $XWDUTXLD(GXFDFLRQDOGR9DOHGR6mR)UDQFLVFR± $(96) )DFXOGDGHGH&LrQFLDV6RFLDLVH$SOLFDGDVGH3HWUROLQD± )$&$3( &XUVRGH&LrQFLDVGD&RPSXWDomR Gerenciamento de Riscos em Segurança da informação cynaracarvalho@yahoo.com.br

Leia mais

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES MBA ARQUITETURA DE INTERIORES Coordenador: Carlos Russo Professor: Fábio Cavicchioli Netto, PMP 1 APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR CONHECENDO OS PARTICIPANTES EXPECTATIVAS DO GRUPO 2 SUMÁRIO PMI / PMBoK / Certificados

Leia mais

Gerenciamento da Integração com metodologia PMBOK 30 h/a

Gerenciamento da Integração com metodologia PMBOK 30 h/a da Integração com 30 h/a Facundo Barbosa, MBA, PMP, ITIL, CSP 85 9444.9544 e 85 4005.5644 facunndo@mdb.com.br Slide 1 Metodologia Explanação Discussões em grupo Exercícios práticos Apresentação e estudo

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Eduardo Christófaro de Andrade Eng. Agrônomo Juliana Maria Mota

Leia mais

Governança Corporativa

Governança Corporativa Governança Corporativa POLÍTICA DE INTEGRIDADE A política de integridade (conformidade), parte integrante do programa de governança corporativa. Mais do que nunca as empresas necessitam de estruturas consistentes

Leia mais

EXTRATO DA POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

EXTRATO DA POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes para a Gestão de Riscos da Fibria, assim como conceituar, detalhar e documentar as atividades a ela relacionadas. 2 ABRANGÊNCIA Abrange todas as áreas da Fibria que, direta

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ SABER Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais