Lição 13. HEBREUS, TIAGO e 1 PEDRO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lição 13. HEBREUS, TIAGO e 1 PEDRO"

Transcrição

1 Lição 13 HEBREUS, TIAGO e 1 PEDRO Introdução Até aqui, já vimos os Evangelhos, o Livro de Atos e as Cartas Paulinas. Aproximamosnos do final do Novo Testamento, onde ainda veremos as Cartas Gerais, a partir dessa lição e Apocalipse A Profecia do Final dos Tempos. Com exceção de Hebreus, as demais epístolas gerais adquirem os nomes dos seus autores e não dos seus destinatários, como foi com as cartas paulinas. As Cartas Gerais são compostas por: Aos Hebreus; Tiago; 1 e 2 Predro; 1, 2, 3 João; e Judas; totalizando 8 cartas. Elas são chamadas assim, por causa de não definirem os seus destinatários de maneira tão específica como as cartas paulinas. Se os Evangelhos e Atos se constituem como o fundamento da igreja; as Cartas Paulinas, as paredes doutrinárias; as Cartas Gerais são como um cercado ao redor do edifício da igreja. Essa cerca se constitui, especialmente por duas barras sustentadoras: Defesa contra ataques externos (sofrimento e perseguições); e Defesa contra ataques internos (heresias e falsos mestres). As cartas aos Hebreus, Tiago e 1 Pedro geralmente trabalham mais a primeira defesa; enquanto que as cartas de 2 Pedro, 1, 2, 3 João e Judas reforçam a segunda defesa. 1. Hebreus A carta aos Hebreus é uma das que mais trazem discussões a respeito da autoria. Alguns defendem que seja Barnabé, o companheiro de Paulo; outros, que é o próprio Paulo; outros, ainda, que seja Lucas, Clemente, Silvano, ou Apolo. O certo é que a autoria dessa carta não possui uma convergência dentro do cristianismo ortodoxo. Se o autor não é conhecido, ao menos se sabe que os destinatários são judeus que se converteram ao judaísmo e que, por causa das lutas, das perseguições na era primitiva do cristianismo, começavam a retornar ao judaísmo. Esses cristãos hebreus ainda se mostravam imaturos na fé (5.11), o que motivou o autor dessa carta a escrever, por volta de 65 a 69 a.c., para ressaltar a gravidade da conduta deles ao desejarem retornar ao judaísmo.

2 Portanto, o motivo maior da carta aos Hebreus é confortar os cristãos hebreus em meio às tribulações da sua época e lembrá-los que o abandono da fé era um erro grave, pois desconsiderava a supremacia de Cristo diante dos sistemas religiosos, como o judaísmo. Por isso, o tema dessa carta pode ser assim definido: Cristo supremo ao judaísmo e à velha aliança. As principais contribuições dessa carta na revelação de Deus são: Encorajar a fé dos crentes em Cristo; Alertar sobre os perigos de se afastar de Cristo; Revelar o relacionamento do AT com o NT; e Exaltar a pessoa e obra de Cristo. Dentre os aspectos importantes da carta, podemos ressaltar alguns, como: É o volume que mais possui menções ao Antigo Testamento no Novo Testamento, juntamente com Apocalipse. Possui o maio volume de advertências de todo o Novo Testamento (2.1-4; ; ; ; ). É denominado o Quinto Evangelho, pelo seu caráter cristocêntrico (doutrina de Cristo) e soteriológico (doutrina a salvação). Cristo é apresentado como superior aos profetas (1.1-3); aos anjos ( ); a Moisés; a Josué; a Arão; e à Lei. 3. Tiago Como o próprio título indica, a carta tem como autor Tiago, o meio-irmão de Jesus (Mc 6.3; Jd 1; Gl 1.19; Mt 13.55; At 12.17; 21.18), filho de Maria e José, após o nascimento do Filho de Deus. E foi escrita, por volta de 45 d.c. (sendo considerada o primeiro escrito do NT), para os judeus convertidos a Cristo, espalhados pelo mundo (1.1,2; 2.1). O principal propósito da carta é encorajar aplicação a do cristianismo na vida diária, como prova de uma fé genuína. Por Tiago, percebe-se que sua firma-se teologia na dependência de Deus, que conduz o homem a uma vida prática de piedade, seja, pela postura correta ao lidar com as dificuldades; pelo uso das suas palavras; pela compaixão com o semelhante; e pela santidade. Ao contrário do que alguns possam supor a fé prática defendida por Tiago não contradiz a salvação pela graça, exposta por Paulo, mas completa a ideia de que a graça produz no salvo uma vida prática. Sobre isso, Kaiser Jr. comenta: a relação entre fé e obras consiste no fato de que a verdadeira fé é complementada por sinais que confirmam sua realidade e também pela forma como ela se manifesta nos hábitos do coração e no estilo de vida da pessoa. [...] O crente está naturalmente obrigado a obedecer tanto à lei moral quanto às leis de santidade (não, porém, para sua salvação), pois é dessa forma que ele demonstra a genuinidade de sua fé. [...] Não há oposição, portanto, entre o evangelho encontrado no plano da

3 promessa de Deus e em sua lei moral (2011, p. 269, 271). Como isso, uma relevância dessa carta que merece destaque é que ela descarta a ideia de que a fé verdadeira existe sem transformação de vida. Além disso, é considerada uma das mais práticas de todo o Novo Testamento, tratando da tentação, do uso da língua, da prática de amor, da acepção de pessoas, da falta de dependência de Deus, da riqueza, da oração, da humildade e das contendas. Por causa do seu caráter prático, tem forte semelhança com o Sermão do Monte (Mt 5-7) Pedro O autor dessa carta é o apóstolo Pedro, que depois da ascensão de Cristo, tornou-se um importante líder da igreja. Os destinatários do apóstolo eram as igrejas da Ásia Menor (região das sete igrejas do Apocalipse), judeus convertidos a Cristo e gentios. Semelhante a carta de Tiago, a carta 1Pedro é uma carta de consolo e encorajamento aos santos que sofriam por causa de Cristo. Sobre a carta, vale a menção de um trecho que retrata bem essa disposição do apóstolo: Pedro retorna ao tema da necessidade de suportar a perseguição em 1Pedro Certamente o Senhor sabia que havia sido seu zelo pela justiça que trouxera tanto sofrimento, mas com isso eles simplesmente seguiam as pegadas de Jesus, que era inocente e também sofreu por nós (4.1). Portanto, sempre que os seus inimigos os desafiavam com falsas acusações e os perseguiam por causa de sua fé em Cristo, eles não devia se surpreender ( ). Desse modo, participavam dos sofrimentos de Cristo (4.13). Além disso, não tinham do que se envergonhar (4.16) (KAISER JR., 2011, p. 356). A santidade prática, também, é um chamamento dessa carta, o que evidencia que um cristianismo autêntico não se distancia de uma vida piedosa, isto é, coerente à vontade de Deus. Aprendizados Práticos Dentre os ensinos das cartas estudadas nessa lição, alguns merecem reflexão para mudança de conduta pessoal, como: - Já parei para pensar como seria a minha vida cristã se algum sofrimento me alcançasse? Qual seria minha reação, de alegria ou amargura? O sofrimento revela bem o meu coração e meu relacionamento com Deus. - Como lido com a submissão à autoridade? Sempre desejo ter a última palavra ou me adequo às autoridades sobre a minha vida, inclusive dentro da igreja. - Minha fé tem produzido frutos de santidade? Ou meu cristianismo não passa de uma declaração sem vida? A verdadeira fé produz frutos práticos. - Quais são as prioridades da minha vida? Essas prioridades são relacionadas ao reino de Deus ou às minhas vontades? - Tenho reconhecido, na prática, quem é Jesus Cristo ou meu cristianismo é tão superficial que não sei os motivos pelos quais Cristo realmente é superior? Exercícios propostos 1. Quais são os três ofícios que Jesus Cristo demonstrou a sua superioridade na carta aos Hebreus? 2. Comente o que significa apostasia baseado na carta aos Hebreus? E quais as consequências dessa atitude? 3. Em que Hebreus ajuda a compreender a relação entre o Novo e o Antigo Testamentos?

4 4. Paulo e Tiago entraram em contradição no que refere-se à fé cristã? 5. O que significa o termo ungir em Tiago 5.14? Qual é o contexto desse versículo? Qual é o sentido do termo doente? 6. Relacione a carta de Tiago com a de Pedro. Quais as semelhanças?

5 FONTES DE CONSULTA Bíblia de estudo MacArthur. Barueri, SP. Sociedade Bíblica do Brasil, Bíblia de estudo NVI. São Paulo: Editora Vida, Apostila de Síntese do Novo Testamento, SBPV, KAISER JR., Walter C. O plano da promessa de Deus: teologia bíblica do Antigo e Novo Testamentos. São Paulo: Vida Nova, PINTO, C. O. C. Foco e desenvolvimento no Novo Testamento. São Paulo: Hagnos, RYRIE, C. C. A Bíblia anotada: edição expandida. ed. rev. e expandida. São Paulo: Mundo Cristão; Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2007.

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

EPÍSTOLA DE SÃO TIAGO Bruno Glaab

EPÍSTOLA DE SÃO TIAGO Bruno Glaab EPÍSTOLA DE SÃO TIAGO Bruno Glaab I - INTRODUÇÃO 1 - QUEM Quem é Tiago? No NT temos diversas referências a Tg: - Filho de Zebedeu (Mc 1,19; 3,17). - Filho de Alfeu (Mc 3,18). - Irmão de Jesus (Mc 6,3;

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Introdução à Bíblia Segundo a Igreja Católica Márcio Saraiva (marcio@dsc.ufcg.edu.br) 1 AVISO!!! Deixe o celular com o bluetooth ligado! 2 Agenda Motivação Introdução

Leia mais

O ministério na Igreja

O ministério na Igreja Igreja Nova Apostólica Internacional O ministério na Igreja Desde os seus primórdios que a Igreja Nova Apostólica se define como uma Igreja do ministério. O artigo que se segue contém informações acerca

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o Livro 1 página 28 Lição 4 Usando a Bíblia A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o hábito de ler regularmente a Bíblia. É uma fonte de bênção, inspiração,

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 Exercícios para prática e discussão 1. Em que período e contexto Jeremias desenvolveu seu ministério? 2. Por que é importante

Leia mais

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11 Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras INTRODUÇÃO O grande problema que a igreja enfrenta hoje, para

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

SEBEMGE - Seminário Batista do Estado de Minas Gerais

SEBEMGE - Seminário Batista do Estado de Minas Gerais SEBEMGE - Seminário Batista do Estado de Minas Gerais Epístola de Judas Prof. Anísio Renato de Andrade Autor: Judas, irmão de Jesus. Data: entre 64 e 70 d.c. Tema: Defesa da fé cristã. Palavra-chave: guardar.

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

O chamado de Jesus ao discipulado

O chamado de Jesus ao discipulado Lição 3 12 a 19 de janeiro O chamado de Jesus ao discipulado Sábado à tarde Ano Bíblico: Gn 37 39 VERSO PARA MEMORIZAR: "Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não

Leia mais

Informações. Curso de Treinamento de Líderes - Atibaia

Informações. Curso de Treinamento de Líderes - Atibaia Informações Curso de Treinamento de Líderes - Atibaia Pré-requisitos : Não há nenhum pré-requisito de escolaridade dos alunos. O candidato deve ter condições mínimas para acompanhar o ritmo de estudos,

Leia mais

Plano de salvação e História de salvação

Plano de salvação e História de salvação Igreja Nova Apostólica Internacional Plano de salvação e História de salvação O artigo que se segue aborda a questão de como a salvação de Deus se evidencia na realidade histórica. A origem do pensamento

Leia mais

Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso. Conselho Mundial das Igrejas. Aliança Evangélica Mundial

Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso. Conselho Mundial das Igrejas. Aliança Evangélica Mundial Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso Conselho Mundial das Igrejas Aliança Evangélica Mundial A missão pertence à essência da igreja. Proclamar a palavra de Deus e testemunhá-la ao mundo é

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

Temas vistos até aqui. Temas vistos até aqui. Temas vistos até aqui. O Magnífico Espírito Santo de Deus AULA 7. O Magnífico Espírito Santo de Deus

Temas vistos até aqui. Temas vistos até aqui. Temas vistos até aqui. O Magnífico Espírito Santo de Deus AULA 7. O Magnífico Espírito Santo de Deus O Magnífico Espírito Santo de Deus AULA 7 Professor: Vlademir Hernandes IBCU - Escola Bíblica Out / Nov - 2013 Temas vistos até aqui História da Pneumatologia A doutrina da Trindade A personalidade do

Leia mais

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015 1 2 3 4 OBJETIVO GERAL Mostrar a importância das mulheres no ministério do Senhor Jesus Cristo e na expansão do Reino de Deus. 5 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Analisar a participação das mulheres no judaísmo e

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

2.3. A MISSÃO NOS SINÓTICOS

2.3. A MISSÃO NOS SINÓTICOS 2.3. A MISSÃO NOS SINÓTICOS Sergio Bensur 1. RESUMO E OBJETIVO Resumo Os Evangelhos Sinóticos não apresentam uma visão unitária da missão. Embora tendo um pano de fundo comum cada um deles tem seu próprio

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção.

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção. Ungidos Para Servir Apesar dos esforços teológicos, a história cristã avançou dois mil anos e não conseguiu, em sua trajetória, evitar a má interpretação sobre o chamado ministerial dos santos e sobre

Leia mais

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO Estudo Bíblico Bispo Luiz Vergílio / Caxias do Sul/RS Abril de 2009 Ministerial de Pastores e Pastoras 1 MISSÃO DA IGREJA E CRESCIMENTO I. IGREJA

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL

IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL 1 IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL Discípulos e Discípulas no Caminho da Missão PLANO MISSIONÁRIO 2012-2016 1 APRESENTAÇÃO: A Igreja local, pelos nossos documentos, é vista e entendida como a agência básica

Leia mais

Lição Oito. Amando aos Outros. (Desenvolvendo um Estilo Compassivo de Vida)

Lição Oito. Amando aos Outros. (Desenvolvendo um Estilo Compassivo de Vida) Livrinho 2 Pàgina 60 Lição Oito Amando aos Outros (Desenvolvendo um Estilo Compassivo de Vida) O amor fica ao centro real do Cristianismo. Ele resume numa só palavra a própria essência da fé cristã. Foi

Leia mais

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS INTRODUÇÃO Culto é um serviço Espiritual oferecido a Deus. Expressão mais profunda do nossos sentimentos de adoração

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

DONS DE EXPRESSÃO VOCAL OU DA PALAVRA. Dons Espirituais de Serviço. Línguas; Interpretação das Línguas; Profecia

DONS DE EXPRESSÃO VOCAL OU DA PALAVRA. Dons Espirituais de Serviço. Línguas; Interpretação das Línguas; Profecia DONS DE EXPRESSÃO VOCAL OU DA PALAVRA Dons Espirituais de Serviço Línguas; Interpretação das Línguas; Profecia Porque ou para que estudarmos os dons espirituais? Paulo em 1Cor 12,1 nos responde: Quanto

Leia mais

Capítulo Vinte e Cinco (Chapter Twenty-Five) A Disciplina do Senhor (God s Discipline)

Capítulo Vinte e Cinco (Chapter Twenty-Five) A Disciplina do Senhor (God s Discipline) Capítulo Vinte e Cinco (Chapter Twenty-Five) A Disciplina do Senhor (God s Discipline) Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem desanimem.

Leia mais

A Igreja nas Casas. Revolução ou Reforma? Jamê Nobre

A Igreja nas Casas. Revolução ou Reforma? Jamê Nobre A Igreja nas Casas Revolução ou Reforma? Jamê Nobre I g r e j a s n a s C a s a s P á g i n a 2 A IGREJA NAS CASAS REVOLUÇÃO OU REFORMA? (Jamê Nobre) As revoluções têm como característica mudar algumas

Leia mais

AULA 4 O MESSIAS: SATISFAÇÃO DEFINITIVA, ADORAÇÃO VERDADEIRA E EVANGELIZAÇÃO SEM FRONTEIRAS TEMA: A PRIORIDADE DA EVANGELIZAÇÃO TEXTO: JOÃO 4.

AULA 4 O MESSIAS: SATISFAÇÃO DEFINITIVA, ADORAÇÃO VERDADEIRA E EVANGELIZAÇÃO SEM FRONTEIRAS TEMA: A PRIORIDADE DA EVANGELIZAÇÃO TEXTO: JOÃO 4. AULA 4 O MESSIAS: SATISFAÇÃO DEFINITIVA, ADORAÇÃO VERDADEIRA E EVANGELIZAÇÃO SEM FRONTEIRAS TEMA: A PRIORIDADE DA EVANGELIZAÇÃO TEXTO: JOÃO 4.1-42 INTRODUÇÃO A narrativa da Mulher Samaritana se desenvolve

Leia mais

Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde

Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde CEPMTA / ISCAL Londrina 06/11/2012 Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde Assessor: Pe. Audinei Carreira da Silva PERFIL DO AGENTE DE PASTORAL DA SAÚDE Antes de tudo deve ser uma pessoa de profunda experiência

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA PANORAMA BÍBLICO Pr Jardel Roscamp Guarapuava PR POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA A BÍBLIA É UM LIVRO OUSADO ETERNIDADE FINAL DO NT A BÍBLIA É O CAMINHO DE VOLTA À DEUS CRIAÇÃO GÊNESIS

Leia mais

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino ARTIGOS DE FÉ As referências bíblicas apoiam os Artigos de Fé e são aqui inseridas por acção da Assembleia Geral de 1976, mas não devem ser consideradas como parte do texto da Constituição. I. Deus Trino

Leia mais

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br 34 Lição 5 A Quem deve ser batizado? Antes de subir ao céu, o Senhor Jesus Cristo ordenou aos seus discípulos: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda a criatura. Quem crê e for batizado

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos No Antigo Testamento são citadas algumas cartas, como no 2ºMacabeus, capi.1º. Mas é no Novo Testamento que muitas cartas foram conservadas como parte integrante da revelação de Deus. No Novo Testamento

Leia mais

O significado salvífico da morte de Jesus

O significado salvífico da morte de Jesus Igreja Nova Apostólica Internacional O significado salvífico da morte de Jesus 2.ª parte Depois da interpretação da morte de Jesus, na Epístola Aos Hebreus, seguem-se explanações sobre o que Jesus representa

Leia mais

Lição Um. Um Novo Princípio. O Poder Transformador de Cristo

Lição Um. Um Novo Princípio. O Poder Transformador de Cristo Livro 1 página 4 Lição Um Um Novo Princípio O Poder Transformador de Cristo Da Palavra de Deus: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo

Leia mais

ENCONTRO COM A PALAVRA

ENCONTRO COM A PALAVRA CURSO BÍBLICO INTERNACIONAL ENCONTRO COM A PALAVRA O EVANGELHO DE JOÃO (VERSÍCULO POR VERSÍCULO) (Capítulos 1-10) Apostilas 23, 24 e 25 PR. DICK WOODWARD Toda glória e honra ao Senhor nosso Deus! Este

Leia mais

9 MARCAS DE UMA. Mark Dever. Estudos de Quarta - IBRVN

9 MARCAS DE UMA. Mark Dever. Estudos de Quarta - IBRVN 9 MARCAS DE UMA IGREJA SAUDÁVEL Mark Dever Estudos de Quarta - IBRVN 9 Marcas 1. Pregação Expositiva 2. Teologia Bíblica 3. Evangelho 4. Conversão 5. Evangelização 6. Membresia 7. Disciplina 8. Discipulado

Leia mais

Discipulado Intensivo -I-

Discipulado Intensivo -I- www.admissao.net Assembleia de Deus - Ministério Missão do Pará Templo Central: Rua Quatorze de Dezembro Nº484 St. Dom Orione CNPJ:08.229.493/0001-48 / (63) 9106 6080 / 8142-2272 / 9985 1805 E-mail:elsonrlima@hotmail.com

Leia mais

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE A Confissão de Fé de New Hampshire foi redigida pelo Rev. John Newton Brown (1803-1868), no Estado de New Hampshire, EUA, por volta de 1833, e publicada por uma comissão

Leia mais

5. Domínio Próprio e Emoções

5. Domínio Próprio e Emoções 1 5. Domínio Próprio e Emoções Conceito chave Domínio Próprio Leia e marque com? se você não entendeu algo, e com! se compreendeu bem. No Novo Testamento, domínio próprio é a tradução da palavra grega

Leia mais

ESBOÇO AMPLIADO DE ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO

ESBOÇO AMPLIADO DE ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO ESBOÇO AMPLIADO DE ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO Título: Firmeza na doutrina em tempos de fraqueza na fé. Texto: Por esta razão te lembro que despertes o dom de Deus, que há em ti pela imposição das minhas mãos.

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

ESTUDO DE TEXTO DIFÍCIL (MODELO) Por Claiton André Kunz 1 PEDRO 3:19-20. 1. Oração. 2. Texto. VERSÃO TEXTO - 1 Pedro 3.19-20. Bíblia Viva.

ESTUDO DE TEXTO DIFÍCIL (MODELO) Por Claiton André Kunz 1 PEDRO 3:19-20. 1. Oração. 2. Texto. VERSÃO TEXTO - 1 Pedro 3.19-20. Bíblia Viva. ESTUDO DE TEXTO DIFÍCIL (MODELO) Por Claiton André Kunz 1. Oração 1 PEDRO 3:19-20 Obrigado Senhor Deus, pela Tua Palavra, que é viva e eficaz, e que opera em nossas vidas. Muitas vezes não compreendemos

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

O poder do vaso mais frágil

O poder do vaso mais frágil 30 2014 NOV ESTÁ ACONTECENDO, OREMOS. RETIRO DO MINISTÉRIO DORCAS O poder do vaso mais frágil Mulher, como vaso mais fraco... 1 Pedro 3:7 29 e 30 de Novembro Pousada das Andréias - Pacatuba Ao Rebanho

Leia mais

INTRODUÇÃO : Através de toda a Bíblia, a santificação tem sido um elemento essencial

INTRODUÇÃO : Através de toda a Bíblia, a santificação tem sido um elemento essencial ESCOLA BIBLICA DOMINICAL LIÇÃO 01 e 02 ANO BASE 2011 Aplicado em 13 e 20/02/2011 TEMA: SANTIFICAÇÃO TEXTO AUREO : "Eu sou o Senhor, vosso Deus; portanto, vós vos consagrareis e sereis santos, porque eu

Leia mais

40 Perguntas para os Adventistas do Sétimo Dia

40 Perguntas para os Adventistas do Sétimo Dia 40 Perguntas para os Adventistas do Sétimo Dia 1. Por quê vocês guardam apenas um dos sábados cerimoniais judaicos ordenados por Deus? A cada sete anos, no sétimo ano, acontecia o ano de sábado, ou sabático.

Leia mais

ESCATOLOGIA. A doutrina das últimas coisas

ESCATOLOGIA. A doutrina das últimas coisas ESCATOLOGIA A doutrina das últimas coisas Na escatologia inaugurada em Paulo... Já estamos experimentando algumas das bênçãos do futuro... Na escatologia inaugurada em Paulo... Já estamos experimentando

Leia mais

Mantendo uma Posição Firme

Mantendo uma Posição Firme Livro 1 página 65 Lição Nove Mantendo uma Posição Firme (O Batismo e a Membresia na Igreja) Introdução: O batismo e a membresia na igreja säo coisas inteiramente diferentes. Eles estão juntos nesta lição

Leia mais

Jovens Líderes. Resumindo: O líder íntegro tem uma vida Reta diante de Deus e das pessoas.

Jovens Líderes. Resumindo: O líder íntegro tem uma vida Reta diante de Deus e das pessoas. Jovens Líderes Estudo preparado para a UniJovem dia 27/11/2010 Por Paulo Berberth Hoje teremos a eleição para a diretoria da UniJovem 2011 2012. Então achei importante destacar algumas Qualidades Imprescindíveis

Leia mais

As diversas eclesiologias do Novo Testamento

As diversas eclesiologias do Novo Testamento FAJE Departamento de Teologia Curso de Eclesiologia Prof. Paulo César Barros, SJ As diversas eclesiologias do Novo Testamento A Igreja emlucas Estabelece-se a relação entre Igreja e história. Lc está atento

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB)

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) A Igreja de Jesus Cristo está comprometida somente com o Antigo e Novo Testamentos como a única autoridade escrita de fé e conduta.

Leia mais

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE Espiritualidade Apostólica Marista Ir. José Milson de Mélo Souza Ano de Deus Pai LADAINHA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT (Ir. José Milson) V. Senhor, tende piedade de nós.

Leia mais

O Arrebatamento da Igreja

O Arrebatamento da Igreja Texto Base: 1Ts 4.13-18 O Arrebatamento da Igreja "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois,

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Lição Dois. Mordomia Cristã. Conceito Básico: O alicerce da mordomia cristã é o conceito de que tudo que existe pertence a

Lição Dois. Mordomia Cristã. Conceito Básico: O alicerce da mordomia cristã é o conceito de que tudo que existe pertence a Livrinho 2 Pàgina 12 Lição Dois Mordomia Cristã Conceito Básico: O alicerce da mordomia cristã é o conceito de que tudo que existe pertence a Deus. Ele é o Criador e Sustentador de tudo. Isto incluí a

Leia mais

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III 1 A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III Nas cartas do apóstolo Paulo, a doutrina da justificação é o maravilhoso ensino bíblico de que Deus nos aceita como justos em Cristo e perdoa nossos

Leia mais

Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho PLANIFICAÇÃO do 6º Ano - Educação Moral e Religiosa Católica Competências Específicas : 1. Reconhecer, à luz da mensagem cristã, a dignidade da pessoa

Leia mais

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe.

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe. NOVENA O verdadeiro crente deve conscientizar-se da importância da oração em sua vida. O senhor Jesus disse : Rogai sem cessar ; quando fazemos uma novena que é uma de oração, estamos seguindo um ensinamento

Leia mais

Texto do dia. "Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus" (Lc 20.25).

Texto do dia. Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus (Lc 20.25). Lição 12 21/06/2015 Texto do dia "Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus" (Lc 20.25). Síntese O exercício da cidadania terrena e a participação política dos servos

Leia mais

UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE

UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE ESTUDOS Fevereiro/14-2ª SEMANA CÉLULA FAMILIAR UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE Texto Bíblico: João 8:3-11 Tem um dito popular que diz que errar é humano. Normalmente nos lembramos desse dito, e gostamos de

Leia mais

Em que sois batizados então? (Atos 19:3)

Em que sois batizados então? (Atos 19:3) Em que sois batizados então? (Atos 19:3) O Senhor Jesus Cristo deu uma ordem expressa aos seus discípulos, quando disse: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer

Leia mais

O INVESTIMENTO. 4 pontos principais para apresentar a mensagem do Evangelho a qualquer pessoa:

O INVESTIMENTO. 4 pontos principais para apresentar a mensagem do Evangelho a qualquer pessoa: Lição 5 O INVESTIMENTO QUEBRA GELO: Compartilhe qual foi o maior investimento que você fez em sua vida. Por que você investiu? O que lhe garantiu o sucesso? VERSO DA SEMANA: Estejam sempre preparados para

Leia mais

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA Série de Estudos Teológicos By Rev. Roger Rangel AS PARÁBOLAS DO NT Parábola do sal e de seu sabor Mt 5:13 Mc 9:50 Lc 14:34,35 Essa parábola será estudada em conjunto com a da luz

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA

Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Capitulo 3 ESPIRITUALIDADE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA Deus nos alerta pela profecia de Oséias de que o Povo dele se perde por falta de conhecimento. Cf. Os 4,6 1ª Tm 4,14 Porque meu povo se perde

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes

06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes 06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes O Espírito Santo e a Igreja Igreja Metodista 06- Meus Primeiros Passos Rev. Dino Arí Fernandes O Espírito Santo e a IGREJA Para melhor entender o tema, sugerimos

Leia mais

Ano Letivo 2011/2012 2º Ciclo 5º Ano

Ano Letivo 2011/2012 2º Ciclo 5º Ano AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Anual EMRC Ano Letivo 2011/2012 2º Ciclo 5º Ano Tema Conteúdos Competências Específicas Avaliação Lectiva 1 Viver Juntos Mudança de ano

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

Uma igreja viva Pr. Harry Tenório

Uma igreja viva Pr. Harry Tenório Uma igreja viva Pr. Harry Tenório (Romanos 12.1) - Peço-lhes (Rogo-vos), pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso

Leia mais

LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B

LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B LECTIO DIVINA Domingo V da Páscoa Ano B Autor: Ricardo Grzona e Cristian Buiani, frpo Tradução: Adriano Israel (PASCOM) PRIMEIR LEITURA: Atos dos Apóstolos 9, 26-31 SALMO RESPONSORIAL: Salmo 21 SEGUNDA

Leia mais

CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO CHAMADO POR DEUS. Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP

CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO CHAMADO POR DEUS. Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO A HISTÓRIA DE UM POVO CHAMADO POR DEUS Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP APRESENTAÇÃO Vocês têm em suas mãos o Curso de Bíblia. Este curso já tem sua

Leia mais

Interpenetração de dois cumprimentos

Interpenetração de dois cumprimentos Abordagem Bíblica e Teológica Interpenetração de dois cumprimentos Por Defensores do Evangelho Que a graça e a paz do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo seja convosco! Introdução Este tema é extremamente

Leia mais

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10 ELABORAÇÃO UMA LITURGIA Adoração e Louvor Aula 10 Os cânticos e hinos devem ser previamente escolhidos conforme o tema do culto, a mensagem e o momento litúrgico. Exemplo Prático: Liturgia do dia 01-12-2013

Leia mais

Apêndice 1 Ementário do CTER

Apêndice 1 Ementário do CTER Apêndice 1 Ementário do CTER Apresentamos abaixo a ementa de cada uma das 31 (trinta e uma) disciplinas obrigatórias do CTER. Este ementário está sujeito a alterações. O aluno deve permanecer atento, pois,

Leia mais

ÍNDICE. Prefácio... 1. TEXTO BÍBLICO (EFÉSIOS 4:17 a 5:2)... 3 1. FALAR A VERDADE... 7 2. PERDOAR SEMPRE... 10 3. TRABALHAR E ABENÇOAR...

ÍNDICE. Prefácio... 1. TEXTO BÍBLICO (EFÉSIOS 4:17 a 5:2)... 3 1. FALAR A VERDADE... 7 2. PERDOAR SEMPRE... 10 3. TRABALHAR E ABENÇOAR... ÍNDICE Prefácio... 1 TEXTO BÍBLICO (EFÉSIOS 4:17 a 5:2)... 3 1. FALAR A VERDADE... 7 2. PERDOAR SEMPRE... 10 3. TRABALHAR E ABENÇOAR... 13 4. EDIFICAR COM GRAÇA... 16 Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 3 MILAGRES DE JESUS

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 3 MILAGRES DE JESUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 3 MILAGRES DE JESUS JESUS ACALMA AS TEMPESTADES MATEUS 8:23-27; 14:22-33; MARCOS 4:35-41 OS MILAGRES: R E L E M B R A N D O - São ricos em significados (nos acorda dos milagres

Leia mais

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A Evangelho de São Mateus Ano litúrgico A O Segundo Envangelho O TEMPO DE JESUS E O TEMPO DA IGREJA Este Evangelho, transmitido em grego pela Igreja, deve ter sido escrito originariamente em aramaico, a

Leia mais

Carta Pastoral do Colégio Episcopal sobre o G-12. Apresentação

Carta Pastoral do Colégio Episcopal sobre o G-12. Apresentação Carta Pastoral do Colégio Episcopal sobre o G-12 Apresentação O Colégio Episcopal frente a um dos últimos movimentos doutrinários no meio Evangélico, chamado G-12, vem junto ao povo Metodista colocar,

Leia mais